UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, DA SAÚDE E TECNOLOGIA CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, DA SAÚDE E TECNOLOGIA CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, DA SAÚDE E TECNOLOGIA CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO KARINE CARLOS RABELO DUARTE O PAPEL DO JORNALISTA NAS ATIVIDADES DE ASSESSORIA DE IMPRENSA DA CANAL COMUNICAÇÃO IMPERATRIZ - MA 2011

2 KARINE CARLOS RABELO DUARTE O PAPEL DO JORNALISTA NAS ATIVIDADES DE ASSESSORIA DE IMPRENSA DA CANAL COMUNICAÇÃO Monografia apresentada ao Curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Maranhão- UFMA, como requisito para obtenção do grau de bacharel em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo. Orientador: Prof. Dr. Marcos Fábio Belo Matos IMPERATRIZ-MA 2011

3 KARINE CARLOS RABELO DUARTE O PAPEL DO JORNALISTA NAS ATIVIDADES DE ASSESSORIA DE IMPRENSA DA CANAL COMUNICAÇÃO Este estudo monográfico foi apresentado no dia do mês de, como requisito parcial para a obtenção do título de Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo da Universidade Federal do Maranhão UFMA, tendo sido aprovado pela Banca Examinadora composta pelos professores: BANCA EXAMINADORA Prof. Dr. Marcos Fábio Belo Matos. UFMA Lingüística e Língua Portuguesa pela UNESP/ Araraquara. (Orientador) Prof. Esp. Msc. Lucas Santiago Reino. UFMA Jornalismo pela UFMS, Comunicação Empresarial pela Uniderp, Mestre em Ciência da Informação pela UnB. Prof. Msc Marco Antonio Gehlen. UFMA Agronegócios pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS); Pós- Graduado em nível de Especialização em Comunicação Empresarial, em Comunicação Social Jornalismo.

4

5 Dedico aos meus pais e aos meus irmãos. Aos meus avós, tios, primos e familiares. AGRADECIMENTOS Sou grata a Deus por ter me dado a vida, e ter me concebido essa conquista, por ter me guiado por este caminho de realizações, me levando a essa vitória. Por ser meu refúgio e minha fortaleza. Agradeço aos meus pais Kildare e Ocilene por toda dedicação durante esses anos, por depositarem em mim total confiança e se preocuparem com meus estudos, por acompanharem e viverem comigo cada momento, pois, torceram, choraram, sorriram com cada passo meu em busca dos meus objetivos. Aos meus irmãos Kildare Segundo e Kauã, pelo amor, carinho e alegrias. Kildare Segundo além de irmão você é meu amigo, que me guia e me acompanha todos os dias. Dentro dos laços familiares gostaria de agradecer ao apoio dos meus avós, meus tios, meu padrinho, madrinhas e meus primos. De coração, agradeço pela força e pelo carinho dos meus amigos. Em especial as minhas companheiras de faculdade Alanna e Ângela, pois, fizeram parte do começo ao fim da minha trajetória durante esses quatro anos. Minha gratidão a Kelly Campos por abrir as portas da Canal Comunicação, mostrando seu trabalho para que fosse realizado essa pesquisa e se propondo a me ajudar. Tenho um imenso orgulho por ter sido orientada pelo Prof. Dr. Marcos Fábio, pois tem sido bastante dedicado, mostrando seu comprometimento através de seus conhecimentos.

6

7 Porque o jornalismo é uma paixão insaciável que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação descarnada com a realidade. Quem não sofreu essa servidão que se alimenta dos imprevistos da vida, não pode imaginá-lo (Gabriel Garcia Marquez) RESUMO A assessoria é uma área que tem obtido grandes avanços no jornalismo, com especialidades em Assessoria de Comunicação, Assessoria de Imprensa, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda. Este trabalho compreende em abordar o trabalho jornalístico que a empresa Canal Comunicação desenvolve na área de assessoria na cidade de Imperatriz. Inicialmente abordamos os teóricos, tal como, surgimento, conceitos e funções da assessoria. Posteriormente aborda o histórico, estrutura, produtos e serviços da assessoria da Canal. Finalmente com base nos dados colhidos, definimos se o trabalho desenvolvido pela Canal é assessoria de comunicação ou assessoria de imprensa. Palavras- chave: Assessoria de Comunicação. Assessoria de Imprensa. Canal Comunicação. Jornalismo.

8 ABSTRACT The advisory services is an area that has obtained great progress in journalism. This search focuses on understanding the journalistic work that the company develops Communication Channel in the area of journalistic advice in the city of Imperatriz, analyzing how the activities are developed, the relevance of the nomenclature, the products created and published, the profile of professional sector, and other aspects. Initially we undertake a theoretical approach, which focused on the appearance, concepts, and office functions. Later, we effected an analysis of qualitative study, made from a semi-structured interview with the chief of staff of the Communication Channel, comparing data gathered from the interview with the theoretical assumptions collected by the authors chosen. Finally, based on the data collected, we define the work of the Channel is a communications consultancy and media relations. Keywords: Communications Advisor. Media Relations. Communication Channel. Journalism.

9 LISTA DE SIGLAS A.I ASCOM CEMAR FENAJ R.P SENAC UFMA UNISULMA - Assessoria de Imprensa - Assessoria de Comunicação - Companhia Energética do Maranhão - Federação Nacional dos Jornalistas - Relações Públicas - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - Universidade Federal do Maranhão - Unidade de Ensino Superior do Sul do Maranhão

10 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 2 HISTÓRICO Definições Funções da Assessoria Produtos e práticas Relações Públicas Publicidade e Propaganda Assessoria de Imprensa Legislação OBJETO DE ESTUDO Histórico da Canal Comunicação O instrumento de coleta de dados Análise dos dados... 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS... REFERÊNCIAS... APÊNDICE... ANEXO

11 10 1 INTRODUÇÃO O interesse por esse projeto se deu com a finalidade de analisar o papel do jornalista na atividade de assessoria de imprensa, buscando compreender a especificidade do trabalho desenvolvido pela empresa Canal Comunicação, na cidade de Imperatriz- MA. A Canal Comunicação está há mais de dez anos no mercado, desenvolve os mais diversos produtos e serviços nas áreas de publicidade e marketing e, mais recentemente, de monitoramento e assessoria jornalística. É considerada uma empresa modelo em Imperatriz. Por conta da sua importância no cenário local, escolhemos fazer um diagnóstico da comunicação dessa empresa a partir conceitos teóricos propostos pela literatura sobre assessoria de imprensa. Neste sentido, vamos analisar quais ferramentas são adotadas e de que forma são utilizadas. As assessorias de imprensa tem um papel determinante no mundo empresarial, quando o que está em jogo é a informação, pois enquanto as empresas de publicidade cuidam do marketing, a assessoria cuida da notícia que vai ser veiculada em diversos meios na mídia. Segundo dados da FENAJ, 1/3 dos jornalistas formados estão trabalhando neste setor. A atividade de assessoria de imprensa é um campo de atuação crescente e que atrai muitos profissionais no Brasil. O objetivo geral da nossa pesquisa é compreender o papel do jornalista na assessoria da Canal Comunicação. Para empreender tal estudo, os objetivos específicos se delineiam nos seguintes tópicos: avaliar a atividade desenvolvida pela jornalista na Canal Comunicação, verificar se o trabalho feito na empresa é assessoria de comunicação ou assessoria de imprensa, verificar a estrutura da empresa, analisar quais os produtos e serviços da assessoria são oferecidos pela empresa, verificar quais são os clientes que a Canal possui. A metodologia consiste de um levantamento bibliográfico com livros de assessoria de comunicação, assessoria de imprensa, relações públicas, publicidade e propaganda e comunicação empresarial. Para efetivar uma análise mais acurada do objeto da pesquisa, será realizado um estudo de caso da assessoria jornalística da Canal Comunicação, dentro do qual empreenderemos uma análise qualitativa a partir das respostas a um questionário semiestruturado direcionado à jornalista chefe da assessoria da Canal Comunicação. Essa entrevista aberta visa a aferir como o trabalho no setor da assessoria é desenvolvido. Haverá ainda uma observação do local que será o campo de estudo, ação na

12 11 qual serão verificados aspectos como: a estrutura, os serviços e produtos, observando o papel do jornalista e demais funcionários na assessoria. Para abordar esse tema, optamos por estruturar a monografia em dois grandes blocos temáticos. No primeiro bloco, enfocamos o histórico do serviço de assessoria de imprensa, a partir de um panorama que engloba os Estados Unidos, berço dessa atividade, a Europa e, por fim, o Brasil; abordamos os conceitos de assessoria de comunicação e as atividades que a compõem: relações públicas, publicidade e propaganda e assessoria de imprensa; enfocamos as funções nas quais se divide a atividade de assessoria de comunicação; por fim, relacionamos a legislação pertinente às ações de assessoria de imprensa e a justificativa legal da ocupação deste setor pelos profissionais jornalistas. No segundo bloco, posicionamos a pesquisa de campo, abordando, num primeiro momento, o objeto de estudo; depois, traçamos um histórico da empresa Canal Comunicação; especificamos o instrumento de coleta de dados, na forma de uma entrevista semiestruturada; e, por fim, procedemos à análise das informações levantadas na entrevista com a jornalista chefe da assessoria da Canal Comunicação, relacionando as informações com o arcabouço teórico levantado para empreendermos esta pesquisa. Por fim, seguem as considerações finais, as referências, o apêndice e os anexos (nestes sendo elencados fotos da assessoria, matérias produzidas por ela, modelo de relatório de monitoramento e modelo de clipping). Com esta pesquisa, pretendemos compreender, de maneira sistematizada e com o enfoque científico que o tratamento do tema e a metodologia permitiram, como a atividade de assessoria jornalística se desenvolve no cenário da comunicação de Imperatriz, a partir da verificação da atuação da assessoria jornalística da Canal Comunicação, considerando as especificidades dessa atividade, bem como a nominalização que se atribui a este setor naquela empresa. Esperamos que os resultados levantados venham a lançar luz para a compreensão e a melhoria desta atividade, que é, ao mesmo tempo, embrionária e imprescindível para o desenvolvimento da região.

13 12 2 HISTÓRICO A assessoria de imprensa teve início em 1906, por meio do jornalista Ivy Lee. Lee é consagrado no mundo da assessoria. Tudo começou quando foi contratado por Jonh Rockfeller, um grande empresário norte-americano, que passava por uma crise e precisava melhorar a sua imagem. Ivy Lee trabalhava no setor econômico do New York World, New York Jornal e New York Times. Para Chaparro (2010), a propaganda nesta época era sinônimo de mito, não havia preocupação com a opinião pública. Lee era muito preocupado com os princípios, a ética e não queria a notícia veiculada na seção comercial. O seu objetivo era divulgar assuntos de interesse público sem enganar nem mentir. Fazendo isso, ele conseguiu mudar a imagem da empresa que o contratou e do proprietário dela perante o público. Iyy Lee elaborou e distribuiu documentos de princípios, que marcaram o inicio da assessoria. Na declaração havia a seguinte informação: Este não é um serviço de imprensa secreto. Todo o nosso trabalho é feito às claras. Pretendemos fazer a divulgação de notícias. Isto não é agenciamento de anúncios. Se acharem que o assunto fica melhor na seção comercial, não usem. Nosso assunto é exato. Maiores detalhes, sobre qualquer questão, serão dados prontamente e qualquer diretor de jornal interessado será auxiliado, com o máximo prazer, na verificação direta de qualquer declaração de fato (CHAPARRO, 2010, p.6). Lee criou a operação fecha boca, que consistia em ofertar emprego aos jornalistas para que eles defendessem as empresas que ele assessorava ao invés de atacá-las. Com isso, vários jornalistas foram optando pela assessoria de imprensa devido ao fato de ganharem mais, além de terem os horários de trabalho fixos. Mas com o tempo Ivy Lee também contribuiu para as a ampliação das práticas ilícitas. Em resumo: com o fornecimento de informações tratadas pelos critérios da cartacompromisso, não custa admitir que Ivy Lee tenha colaborado em boas matérias jornalísticas; mas também fez jogo sujo, com práticas de emprego duplo, propina, favores escusos, almoços sedutores, viagens prazerosas e outras formas de convívio vantajoso com o poder econômico (CHAPARRO, 2010, p. 8). Um trabalho bem feito de assessoria de imprensa aumenta a visibilidade para produtos e serviços do cliente que paga pelo serviço. A notícia precisa beneficiar a empresa,

14 13 mas não pode enganar a sociedade de forma mentirosa. Por isso durante algum tempo foi bastante questionado o fato de o jornalista trabalhar na assessoria e nas redações ao mesmo tempo, pois não se sabia até que ponto o profissional usaria a ética na hora de publicar suas matérias na mídia. Segundo Moutinho e Sousa (2010), na Europa, a Assessoria de Imprensa quase não se diferencia da forma como é trabalhada no Brasil, a não ser pelo fato de que na União Europeia a assessoria de imprensa exerce a mesma atividade de relações públicas. Em Portugal, o jornalista que trabalha com assessoria é obrigado a dar baixa no registro profissional durante o período em que estiver exercendo a função de assessor. Na lei portuguesa, eles acreditam que assessoria de imprensa não é papel para jornalista, devido às questões específicas de interesse do profissional que trabalha em dois locais, nas redações e na assessoria. O Estatuto do Jornalista de Portugal preconiza: No art. 3, ponto 1, alínea b, que o exercício de funções de marketing, relações públicas, assessoria de imprensa e consultoria em comunicação ou imagem, bem como orientação e execução de estratégias comerciais, é incompatível com o exercício do jornalismo (MOUTINHO E SOUSA, 2010, p. 42). A primeira publicação empresarial foi editada em Portugal no ano de 1869, com título O Boletim da Caixa de Crédito Industrial. Depois disso, bancos, empresas farmacêuticas ajudaram a consolidar a assessoria de imprensa empresarial, com jornais em formato tablóide, que circulavam periodicamente. Nos Estados Unidos, a assessoria de imprensa e relações públicas se desenvolveu mais durante o século XIX, devido ao espaço conquistado pelos agentes de imprensa e à intensificação das campanhas políticas. Durante a Primeira Guerra Mundial, houve o aumento do volume de propagandas, promoções e a procura pelo serviço de assessoramento. No Brasil, o trabalho de assessoria de imprensa começou em 1964, pois na década de 60 a Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas) não aceitava que assessores fossem jornalistas. A fase dessa transformação está na década de 80. A prática dessa atividade foi usada como propaganda para o governo militar na época da ditadura. Duarte (2010) relata que as práticas de assessoria de imprensa, disseminadas pelas empresas nacionais e pela administração pública, vulgarizaram a técnica do press release e a eficácia persuasiva dos favores e agrados :

15 14 O uso intensivo da propaganda política pelo regime militar atuou como vitamina de crescimento nas relações públicas. E, nos departamentos de relações públicas, expandia-se a atividade de assessoria de imprensa, em um processo que se nutria na euforia de prosperidade do milagre econômico, regado pelos dólares da divida externa (CHAPARRO, 2010, p. 14). Em 1971, na cidade de São Paulo, surgiu uma nova proposta de assessoria por parte dos jornalistas Reginaldo Finotti e Alaor José Gomes, que juntos fundaram a, Unipress, agência pioneira. Segundo Duarte (2010), neste período, empresas, entidades, indústrias, banqueiros, farmacêuticos, empresários no geral começaram a entender a importância de uma assessoria de imprensa. As primeiras empresas a contratarem os serviços de assessoria de imprensa no país foram: ESSO, VOLKSWAGEM e AAB. Em 1980, com a vertente sindical, foi criada a Comissão Permanente e Aberta dos Jornalistas em Assessoria de Imprensa pelo sindicato dos jornalistas do estado de São Paulo. Esse foi um primeiro movimento para desvincular a Assessoria de Imprensa da atividade de Relações Públicas. Em 1985, o Manual de Assessoria de Imprensa foi editado pela primeira vez, modelo que já não existe devido às mudança de perfil do jornalista. Em maio de 1999, no Encontro Nacional dos Jornalistas em Assessoria de Comunicação, foi apresentada e aprovada a instituição de um manual de assessoria de comunicação. Durante muitos anos, a atividade de Assessoria de Imprensa foi encarada de forma preconceituosa pelos próprios jornalistas da área, pois repórteres e editores achavam que ela se configurava um refúgio de jornalistas que não deram certo nas redações. Um jornalista que trabalha como assessor age de acordo com os interesses da empresa/entidade que contrata seus serviços. E o jornalista que trabalha nas redações procura noticiar informação de interesse público. Houve um conflito por parte da categoria em relação ao fato de um jornalista ser assessor devido aos valores éticos perante a população. Os opositores da presença de jornalistas nas assessorias defendem que o público pode ser o maior prejudicado: Jornalista representa e defende os interesses de seus leitores. Escuta a comunidade, investiga, confronta, analisa e publica. O assessor de imprensa trabalha os interesses dos clientes (NUCCI, 2010, p. 65). Cada vez mais no Brasil, as áreas de atuação dos jornalistas se tornam diversificadas. Ao longo dos anos se tornou algo fundamental as organizações dialogarem

16 15 com a sociedade, sendo necessário para esse diálogo a presença dessas organizações na mídia. Com o passar do tempo, a assessoria naturalmente foi ampliando seu espaço devido ao número de demandas da comunicação organizacional. Uma Assessoria de Imprensa existe para estreitar esse relacionamento entre a empresa e a imprensa, para garantir a motivação interna de modo que se dê esse diálogo, identificando tudo o que na vida comercial e institucional da organização possa interessar aos meios (CHINEM, 2003, p. 111). A assessoria de imprensa ao longo dos anos veio ganhando seu espaço, está cada vez mais concorrida na área de comunicação, é um campo de atuação crescente e que atrai muitos profissionais no Brasil. Segundo dados da FENAJ, 1/3 dos jornalistas formados estão trabalhando neste setor: A informação de qualidade costuma ser uma ferramenta fundamental para todo e qualquer veículo de comunicação. Nesse sentido, o preparo das fontes/empresas/instituições para produzir informação qualificada passa obrigatoriamente pela contratação de um jornalista (FENAJ, 2007, p.14). 2.1 Definição A Assessoria de Comunicação (ASCOM) está diretamente ligada à informação entre o cliente e o público por meio das publicações de notícias para beneficiar a imagem de vários tipos de organizações, empresa, entidades privadas, órgãos e empresas governamentais, organizações do terceiro setor. A assessoria de comunicação abrange todos os departamentos de comunicação, a empresa ficando responsável pela publicidade e propaganda, assessoria de imprensa e relações públicas. O jornalista que trabalha com assessoria de comunicação é responsável pelas ações de comunicação da empresa/entidade como um todo, isso inclui até as ações de marketing. O trabalho da Assessoria de Comunicação foi alçado à posição de ação estratégica das empresas. Nas palavras de Carvalho e Reis (2009, p. 87), Cada vez mais o trabalho organizado, planejado, direcionado faz da Assessoria uma área de muita visibilidade e responsável pela construção da percepção da opinião pública sobre o cliente ou assessorado. Para alguns teóricos, a Assessoria de Comunicação não se confunde com Assessoria de Imprensa, sendo esta apenas uma parte do conjunto maior que é aquela.

17 16 A Assessoria de Imprensa é responsável pelas informações e publicações diárias de notícias na mídia. Os meios de comunicação que se interessam pelos textos da assessoria de imprensa podem publicá-los sem pagar nada pela publicação deles, as informações são gratuitas, quem recebe é a assessoria de imprensa pelo serviço prestado à empresa/entidade. A Assessoria de Imprensa trabalha com material redacional, que não é pago; ele é enviado para a mídia, que o aproveita dependendo do seu valor, o qual, por sua vez, leva em conta unicamente o interesse do leitor. Em uma redação nunca se deve pensar em incrementar vendas nem em impulsionar negócios dos outros. Importante é a notícia. E notícia não tem preço (CHINEM, 2003, p. 18). Jornalista é todo profissional que trabalha na imprensa e trabalha com a imprensa e está encarregado de transmitir a notícia de forma clara e objetiva para o público. Isso ocorre dentro das redações ou fora dela, como é o caso da assessoria de imprensa. Todo e qualquer profissional da área de comunicação precisa manter sua credibilidade com as fontes e jornalistas. Por isso a importância de o profissional tratar a noticia com transparência, agilidade, rapidez na hora de apresentar alternativas nas demandas e atendê-las com qualidade e objetividade. O papel do assessor de imprensa tende a ser cada vez maior, com o avanço dos setores da mídia. Portanto, a sua responsabilidade tende a crescer e a atividade só poderá ser exercida por quem tiver uma visão precisa da sociedade, dos seus mecanismos e de como será o futuro que se descortinará e por quem for também bastante consciente da responsabilidade ética e social de seu papel (CHINEN, 2003, p. 29). Diariamente, as redações recebem dezenas de releases por das assessorias na busca de emplacar suas matérias. Um bom assessor sabe da importância de um título relevante, um lead adequado para que a sua matéria não seja só mais uma, e correndo o risco de o jornalista mandar o release para a lixeira sem nem ao menos ler. De acordo com Chinem 2003, assessoria de imprensa virou uma fábrica de release. 2.2 Funções da Assessoria De acordo com as concepções de Chinem (2003), as funções da assessoria de imprensa podem ser relacionadas nos seguintes tópicos: - Buscar consolidar o relacionamento do cliente com a mídia - Procurar oportunidades para desenvolver novas atividades para a empresa

18 17 - Promover a imagem da empresa/entidade perante o público-alvo - Capacitar o cliente na hora de se relacionar com a mídia - Fazer um planejamento da empresa/entidade sobre a opinião pública - Assessorar os diversos setores 2.3 Produtos e práticas A assessoria de comunicação abrange estratégias de comunicação, imagem, estratégias de divulgação, gestão de relacionamento com o público, notícias, bom relacionamento com a imprensa e estratégias de marketing. Tem uma ligação direta com instituição/ entidade/ empresário e o público. É dividida em três áreas: Relações Públicas, Publicidade e Propaganda e Assessoria de Imprensa Relações Públicas É a parte responsável pelo bom relacionamento entre a empresa/entidade e o público. É um serviço fundamental na administração das estratégias de imagem do cliente. A atividade de relações públicas tem suas fases, que, de forma simplificada, vão desde a identificação e comportamento do público-alvo até a avaliação interna, política da organização e avaliação e controle dos resultados. O processo se integra com as funções que são divididas em: assessoramento, pesquisa, planejamento, execução e avaliação, como demonstram Fortes (2003) e Pinho (1989): - Assessoramento: O profissional tem a função de consultor. Assessora os diversos setores mantendo a política da empresa através da pesquisa que é feita. - Pesquisa: Através de pesquisas internas e externas, é possível saber a opinião pública sobre a empresa; conhecer os segmentos de públicos - Planejamento: Define as decisões futuras, os objetivos da empresa. Elabora orçamentos e custos. - Execução: Compreende a produção de todo o material informativo. Prescreve cronogramas. - Avaliação: Exame com o resultado do trabalho das etapas anteriores.

19 Publicidade e Propaganda Publicidade tem o objetivo de despertar o desejo da população, influencia para melhorar as vendas. Ao longo do tempo, passou por várias transformações. De início tinha caráter informativo, era o ato de divulgar, com o tempo as técnicas foram perdendo o foco informativo e ela foi se tornando um instrumento de persuasão. De acordo com Pinho (1989), a publicidade se divide em: - Publicidade de produto: Divulga o produto para o consumidor - Publicidade de serviço: Divulga os serviços os tipos de serviço prestados pela empresa. - Publicidade de varejo: É o comercial para que haja aumento na venda para o consumidor final. - Publicidade comparativa: O anunciante mostra ao público as qualidades e vantagens além do menor preço do produto em relação ao produto dos concorrentes. - Publicidade cooperativa: É uma associação de diversos fabricantes junto a uma grande loja através de campanha publicitária. - Publicidade industrial: Os produtos são comercializados para intermediários e logo em seguida para o consumidor final, através do marketing industrial. - Publicidade de promoção: Ação promocional de vendas feito em todos os meios de comunicação. Propaganda é a tentativa de influenciar e converter a opinião pública. É a difusão de ideias sem finalidade comercial. Segundo Pinho (1998), Harold D. Lasswell não entende a propaganda como símbolo de difusão e ideias, mas a sua propagação de certos métodos. Para ele a propaganda baseia-se nos símbolos para chegar a seu fim: a manipulação das atitudes coletivas. (LASSWELL apud PINHO, 1998, p. 22) Na concepção de Pinho (1989), Propaganda se divide em: - Propaganda ideológica: Técnica que trabalha na tentativa de influenciar no comportamento social da população. - Propaganda política: tem objetivo dominante vinculado a ideologias políticas, propaganda e filosofias partidárias. - Propaganda eleitoral: Trabalha na busca de conquistar votos através das ideias políticas. - Propaganda governamental: Tem o objetivo de criar, melhorar, modificar a imagem do governo. - Propaganda institucional: Busca preencher as necessidades da instituição. O trabalho da propaganda se une com a atividade de relações públicas, desenvolvidos dentro da instituição.

20 19 - Propaganda corporativa: Através da propaganda são mostradas ao público as funções e normas da companhia. Tem o objetivo de criar uma imagem confiável para que as pessoas invistam na companhia. - Propaganda legal: A lei obriga a todas as empresas no formato de sociedades anônimas a publicar seus balanços em editais. - Propaganda religiosa: A propaganda é feita através de leituras, cânticos e pinturas religiosas. - Propaganda social: É voltada para as causas sociais. Procura aceitação e prática social da população Assessoria de Imprensa É a parte responsável pela notícia que vai ser publicada. Através dessa notícia o assessor cuida de toda informação, com isso mantém constante contato com jornalistas, repórteres que recebem os releases, sugestões de pauta, entrevistas com o assessorado. Para que isso aconteça, o assessor precisa ser ter um bom relacionamento com a mídia. A assessoria de imprensa está associada a dois aspectos fundamentais: a necessidade de se divulgar opiniões e realizações de um individuo ou grupo de pessoas e a existência daquele conjunto de instituições conhecidas como meios de comunicação de massa (KOPPLIN e FERRARETTO, 1996, p. 25). Segundo Chinem (2003), a assessoria de imprensa possui quatro funções: - Análise: É o momento em que o assessor analisa o público-alvo do cliente. Identifica quais os erros e as falhas que a empresa/ entidade está cometendo. - Adaptação: Auxilia nas necessidades feitas a partir da análise, define os passos a serem tomados. - Ativação: É a hora em que os planos serão colocados em prática. - Avaliação: Estuda se os projetos colocados em prática deram resultados positivos para o cliente. A assessoria de imprensa trabalha com vários tipos de organizações, cada uma com características distintas e diferentes formas de planejamento de projeto de acordo com a necessidade do cliente. Duarte (2010) afirma que as organizações são: Empresa, entidades privadas, Órgãos, empresas governamentais, Organizações do terceiro setor. O trabalho de assessoria não se pode fazer em qualquer lugar, é preciso ter um apoio para que a atividade seja bem desenvolvida. A estrutura física que uma assessoria de

21 20 imprensa deve apresentar pode ter os seguintes elementos: sala equipada com computador e internet 24 horas; impressora; backup de todos os aquivos; scanner; máquina fotográfica; linhas telefônicas; kit básico de televisão, vídeo, rádio; ambiente para as reuniões. Os serviços e produtos que podem ser oferecidos pela assessoria de imprens, de acordo com o Manual da Fenaj (2007), são os seguintes: - Acompanhamento de entrevista: O assessor responsável pela empresa precisa acompanhar seu assessorado nas entrevistas, para evitar que seu cliente fale algo que não convém, ajudando-o a minimizar os vícios da fala, mostrando o foco da entrevista, evitando que seu assessorado fale algo desnecessário. - Administração da A.I: Planeja e elabora orçamentos, projetos, capacita as fontes, auxilia nos demais campos de administração na busca de bons resultados. - Apoio a eventos: Os eventos são prioridades dos profissionais de relações públicas, mas o assessor entra na parte que envolve a mídia, releases, texto de abertura. - Arquivo do material jornalístico: É importante o profissional da assessoria manter seu arquivo, que pode ser formado por: pesquisas, fotos, textos, dados no geral. - Clipping: É uma atividade típica de assessoria; através da clipagem é feita uma avaliação do que foi publicado, com isso se identificam os resultados, os riscos, as oportunidades. O clipping é realizado a partir do que é publicado em jornais, revistas, internet, rádio, televisão. - Contato: O assessor precisa sempre manter um contato direto com os jornalistas para que haja uma boa comunicação e parceria na hora de publicar as matérias. Existem várias finalidades de manter o contato: operacional, técnica, pauta, o encontro da fonte e o jornalista podem virar momentos de rotina. - Entrevista coletiva: É útil em casos emergenciais e extraordinários, onde não há exclusividade. Para isso, a fonte precisa estar bem preparada pelo assessor na hora de responder às perguntas dos jornalistas. - Mailing: Lista de veículos e jornalistas nos quais a assessoria tenha interesse, devido ao tipo de editoria que a empresa segue. - Monitoramento: Acompanhamento de todos os meios de comunicação, mapeando o que é publicado sobre a empresa e sobre assuntos de interesse do cliente.

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 RESUMO: O presente trabalho tem como objetivo saber como é desenvolvido o trabalho de Assessoria de Imprensa, sendo um meio dentro da comunicação que através

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Apresentação 1.Identificação do órgão:tribunal do Trabalho da Paraíba/ Assessoria de Comunicação Social 2.E-mail para contato:rdaguiar@trt13.jus.br, rosa.jp@terra.com.br

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 07 1 / 8 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto aos públicos interno e externo do Crea GO de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada 4 1 Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas com os seus públicos de relacionamento,

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada 5 1. Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas

Leia mais

VAMOS DAR INICIO A MAIS UMA AULA DO CURSO DE PROPAGANDA E MARKETING- 4 MÓDULO COMO GANHAR DINHEIRO COM MALA DIRETA

VAMOS DAR INICIO A MAIS UMA AULA DO CURSO DE PROPAGANDA E MARKETING- 4 MÓDULO COMO GANHAR DINHEIRO COM MALA DIRETA VAMOS DAR INICIO A MAIS UMA AULA DO CURSO DE PROPAGANDA E MARKETING- 4 MÓDULO COMO GANHAR DINHEIRO COM MALA DIRETA 4 E ÚLTIMO MÓDULO: Como Ganhar dinheiro com Mala Direta APRESENTAÇÃO PESSOAL Edileuza

Leia mais

A Dehlicom tem a solução ideal em comunicação para empresas de todos os portes, sob medida.

A Dehlicom tem a solução ideal em comunicação para empresas de todos os portes, sob medida. A Dehlicom Soluções em Comunicação é a agência de comunicação integrada que busca divulgar a importância da comunicação empresarial perante as empresas e todos os seus públicos, com atendimento personalizado

Leia mais

10 passos para ganhar a mídia. Estudantes Pela Liberdade

10 passos para ganhar a mídia. Estudantes Pela Liberdade 10 passos para ganhar a mídia Estudantes Pela Liberdade 2013 10 passos para ganhar a mídia Aqui estão 10 passos para atrair a atenção da mídia para o seu grupo. Siga todos esses passos efetivamente, e

Leia mais

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 A proposta de plano de comunicação elaborada pela Coordenação- Geral de Comunicação e Editoração

Leia mais

Elaboração de pauta para telejornal

Elaboração de pauta para telejornal Elaboração de pauta para telejornal Pauta é a orientação transmitida aos repórteres pelo pauteiro, profissional responsável por pensar de que forma a matéria será abordada no telejornal. No telejornalismo,

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 08 1 / 6 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto a imprensa sediada na capital e no interior de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1.1 APRESENTAÇÃO O Plano de Comunicação e Participação Social subsidiará a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, criando as bases para

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

MIDIA KIT. Aqui você fica atualizado. www.noticiasdealagoinhas.com.br

MIDIA KIT. Aqui você fica atualizado. www.noticiasdealagoinhas.com.br MIDIA KIT Aqui você fica atualizado. www.noticiasdealagoinhas.com.br Sobre nosso site O Notícias de Alagoinhas hoje é o portal mais completo da cidade. Somos um Canal de comunicação online que integra

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Curso 09/05/2011 14:54 Curso: DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Centro de Ciências Humanas e da Comunicação Comunicação Social (Noturno) Ano/Semestre: 011/1 09/05/011 1:5 COM.0000.0.000- COM.0001.0.001-0 COM.0019.01.001-7 FIL.0051.00.00-3

Leia mais

A empresa não é uma ilha

A empresa não é uma ilha A empresa não é uma ilha Relacionamento implica em comunicação. A empresa com as rédeas da sua comunicação. Comunicação social tem ferramentas que ajudam na construção de empresas de alta performance.

Leia mais

Relatório de Gestão Setorial 2010

Relatório de Gestão Setorial 2010 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial 2010 Cruz das Almas BA 2010 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO RELATÓRIO DE ATIVIDADES Período: Janeiro

Leia mais

COMO FAZER A TRANSIÇÃO

COMO FAZER A TRANSIÇÃO ISO 9001:2015 COMO FAZER A TRANSIÇÃO Um guia para empresas certificadas Antes de começar A ISO 9001 mudou! A versão brasileira da norma foi publicada no dia 30/09/2015 e a partir desse dia, as empresas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Manual com normas para solicitação de produção e publicação de material informativo jornalístico no site, lista de

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

Portifólio Regina Ramalho

Portifólio Regina Ramalho 1 Portifólio Regina Ramalho Diretora de Comunicação e Editora do Pró Trabalhador Aniger Comunicação janeiro de 2013 até o momento (1 ano 6 meses)aclimação Regina Ramalho- Estratégias de comunicação e Assessoria

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA 1. Plano de Comunicação interna 1.1 Aspectos estruturantes 1.1.1 Objetivo O objetivo maior do plano de comunicação interna é fortalecer a gestão do Programa Arpa, a coesão entre parceiros e agentes diretamente

Leia mais

Programa de Comunicação Interna e Externa

Programa de Comunicação Interna e Externa Programa de Comunicação Interna e Externa Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Comunicação Interna e Externa das Faculdades Integradas Ipitanga FACIIP pretende orientar a execução

Leia mais

Precisamos fortalecer cada vez mais nossa profissão. Através dos conselhos e de uma nova regulamentação!

Precisamos fortalecer cada vez mais nossa profissão. Através dos conselhos e de uma nova regulamentação! Resultado da pesquisa feita no dia 10/03/2014, através do Site do Conselho Regional de Relações Públicas 4ª Região, a respeito da Lei 6601/13. Foi disponibilizado uma enquete, com a seguinte pergunta:

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 COMUNICAÇÃO SOCIAL HAB: JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO 121.3508.9 ASSESSORIA DE IMPRENSA 5ª 02 30 2º / 2009 PROFESSOR ANA LUÍSA

Leia mais

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material elaborado por Taís Vieira e Marley Rodrigues Faccat Faculdades Integradas de Taquara Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Disciplina: Planejamento e Assessoria em Comunicação Profª Me. Taís Vieira ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO **Material

Leia mais

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA Introdução É importante ressaltar que um plano de comunicação tem a finalidade de tornar conhecida

Leia mais

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 Cruz das Almas BA 2013 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO

Leia mais

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO

RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO RETORNO EM EDUCAÇÃO CORPORATIVA DEVE SER MENSURADO Apesar de as empresas brasileiras estarem despertando para o valor das ações de educação corporativa em prol dos seus negócios, muitos gestores ainda

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO. Fatima Gouvêa

PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO. Fatima Gouvêa PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO Fatima Gouvêa Comunicação = papel estratégico MISSÃO Gerar e tornar disponível conhecimento relevante e formar profissionais qualificados, devolvendo à sociedade o investimento

Leia mais

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil Após um mais de ano de trabalho e experiências adquiridas a CRIC apresenta à diretoria regional as diretrizes que regem

Leia mais

TOPE [EA]². Assessoria de imprensa voltada à divulgação da ciência

TOPE [EA]². Assessoria de imprensa voltada à divulgação da ciência Assessoria de imprensa voltada à divulgação da ciência Camila Delmondes Assessoria de Relações Públicas e Imprensa Faculdade de Ciências Médicas Unicamp Divulgação Cientifica e Cultural Laboratório de

Leia mais

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis usados, além do crescimento de renda da população e

Leia mais

A pluralidade das relações públicas

A pluralidade das relações públicas A pluralidade das relações públicas Carolina Frazon Terra Introdução Sétima colocada no ranking "As profissões do futuro" segundo a Revista Exame de 13 de abril de 2004, as relações públicas se destacam

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

Construindo um bom relacionamento com a mídia

Construindo um bom relacionamento com a mídia Unidade de Projetos de Termo de Referência para Construindo um bom relacionamento com a mídia Dezembro de 2009 Elaborado em: 4/12/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 10 LÍDER DO GRUPO TEMÁTICO

Leia mais

Sumário. Apresentação...7

Sumário. Apresentação...7 Sumário Apresentação................................7 1. CONCEITOS BÁSICOS.........................11 Delimitação de funções..................... 12 2. ORIGENS E DESENVOLVIMENTO...................21 3.

Leia mais

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Aprovado por: Diretoria de Informação Institucional 1 OBJETIVO Definir e padronizar os procedimentos referentes

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

PESQUISA DE MARKETING

PESQUISA DE MARKETING PESQUISA DE MARKETING CONCEITOS É a busca de informação, a investigação do fenômeno que ocorre no processo de transferência de bens ao consumidor Trata da coleta de qualquer tipo de dados que possam ser

Leia mais

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com

www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com 7 DICAS IMPERDÍVEIS QUE TODO COACH DEVE SABER PARA CONQUISTAR MAIS CLIENTES www.startercomunicacao.com startercomunic@gmail.com As 7 dicas imperdíveis 1 2 3 Identificando seu público Abordagem adequada

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução. Os princípios Éticos que formam a consciência e fundamentam nossa imagem no segmento de recuperação de crédito e Call Center na conduta de nossa imagem sólida e confiável. Este

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

2. CAIXA DE FERRAMENTAS - CHEGANDO A REDAÇÃO

2. CAIXA DE FERRAMENTAS - CHEGANDO A REDAÇÃO SUMÁRIO INTRODUÇÃO 15 Para que serve este Livro 17 Como usar este livro 1. PARA ENTENDER A PROFISSÃO 23 O que é preciso para ter sucesso na profissão 23 TALENTO - Como saber se você tem 24 CONHECIMENTO-Como

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR APRESENTAÇÃO DO TI O Trabalho Interdisciplinar é um projeto desenvolvido ao longo dos dois primeiros bimestres do curso. Os alunos tem a oportunidade de visualizar a unidade da estrutura curricular do

Leia mais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais A campanha do prefeito de Duque de Caxias Alexandre Aguiar Cardoso, natural de Duque de Caxias, cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro,

Leia mais

Diretoria de Marketing

Diretoria de Marketing Proposta de Candidatura Diretoria de Marketing Lucas Ferreira Rios 1. Dados Básicos de Identificação Nome: Lucas Ferreira Rios Idade: 25 anos Cargo Atual: Auxiliar Executivo de Marketing Ingresso na Empresa:

Leia mais

Do astronomês para o português

Do astronomês para o português Do astronomês para o português Como acontece a comunicação entre astrônomos e jornalistas no Brasil Giuliana Miranda Santos São Paulo, 04/09/2015 OS INSTITUTOS! IAG-USP: Maior quantidade de astrônomos,

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS PLANO DE ENSINO 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓDIGO UNIDADE 042 CÓD. CURSO CURSO 42501 JORNALISMO CÓD. DISC. DISCIPLINA ETAPA CH SEM CH TOTAL SEM/ANO 121.3508.9 ASSESSORIA DE IMPRENSA 5ª 02 34 1º/2011 PROFESSOR (A) ANA LUÍSA SOUZA / FERNANDO PEREIRA

Leia mais

Uma empresa de comunicação capaz de diagnosticar suas necessidades e tratá-las com perfeição!!!

Uma empresa de comunicação capaz de diagnosticar suas necessidades e tratá-las com perfeição!!! Uma empresa de comunicação capaz de diagnosticar suas necessidades e tratá-las com perfeição!!! PORTFÓLIO Criatividade, compromisso e profissionalismo: resumem o Portal da Comunicação!!! PUBLICIDADE e

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares TODO COMPORTAMENTO TEM SUAS RAZÕES. A ÉTICA É SIMPLESMENTE A RAZÃO MAIOR DAVID HUME DEFINIÇÕES

Leia mais

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para QUAL NEGÓCIO DEVO COMEÇAR? No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para então definir seus objetivos e sonhos.

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente.

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. .a agência A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. Nosso compromisso é auxiliar empresas e organizações

Leia mais

COMO A PROPAGANDA FUNCIONA?

COMO A PROPAGANDA FUNCIONA? COMO A PROPAGANDA FUNCIONA? Definição: a manipulação planejada da comunicação visando, pela persuasão, promover comportamentos em benefício do anunciante que a utiliza. Funções: cabe a propaganda informar

Leia mais

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE

POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE POLÍTICA DE VOLUNTARIADO DA CEMIG SAÚDE Av. Barbacena, 472 8º andar Barro Preto CEP: 30190-130 Belo Horizonte/MG Tel.: 3253.4917 E-mail: renata.gontijo@cemigsaude.org.br Portal Corporativo: www.cemigsaude.org.br

Leia mais

Guia básico do MARKETING DIGITAL Como atrair e reter clientes na era digital

Guia básico do MARKETING DIGITAL Como atrair e reter clientes na era digital Guia básico do MARKETING DIGITAL Como atrair e reter clientes na era digital digital? Por que sua marca deve investir em marketing + 100 milhões 90 % de internautas no Brasil dos consumidores, ouvem sugestões

Leia mais

UESB ASSESSORIA DE COMUNICACAO

UESB ASSESSORIA DE COMUNICACAO ASSESSORIA DE COMUNICACAO Assessoria de Comunicacão 14. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO No ano de 2007, a Assessoria de Comunicação (Ascom) da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia deu prosseguimento ao

Leia mais

MARKETING DIGITAL PARA PME: APRENDA A DEFINIR QUANDO, COMO E EM QUAIS ESTRATÉGIAS INVESTIR

MARKETING DIGITAL PARA PME: APRENDA A DEFINIR QUANDO, COMO E EM QUAIS ESTRATÉGIAS INVESTIR MARKETING DIGITAL PARA PME: APRENDA A DEFINIR QUANDO, COMO E EM QUAIS ESTRATÉGIAS INVESTIR Introdução 02 A importância de calcular o ROI dos investimentos Capítulo 1 04 Aprendendo a definir os investimentos

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV

MANUAL DA QUALIDADE Viva Vida Produtos de Lazer Ltda. Manual da Qualidade - MQ V. 1 Sistema de Gestão da Qualidade Viva Vida - SGQVV MANUAL DA QUALIDADE Manual da Qualidade - MQ Página 1 de 15 ÍNDICE MANUAL DA QUALIDADE 1 INTRODUÇÃO...3 1.1 EMPRESA...3 1.2 HISTÓRICO...3 1.3 MISSÃO...4 1.4 VISÃO...4 1.5 FILOSOFIA...4 1.6 VALORES...5

Leia mais

Comunicação Empresarial

Comunicação Empresarial Comunicação Empresarial MBA em Gestão Empresarial MBA em Logística MBA em Recursos Humanos MBA em Gestão de Marketing Prof. Msc Alice Selles 24/11 Aula inicial apresentação e visão geral do módulo. Proposição

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

COMO CRIAR UMA ESTRATÉGIA DE E-MAIL MARKETING

COMO CRIAR UMA ESTRATÉGIA DE E-MAIL MARKETING COMO CRIAR UMA ESTRATÉGIA DE E-MAIL MARKETING A palavra estratégia, segundo o dicionário Informal 1, é a ação ou caminho mais adequado a ser executado para alcançar um objetivo ou meta. Para se traçar

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais e com fundamento no art. 19, XX, da Lei Complementar nº 85, de 27 de dezembro de 1999, Considerando

Leia mais

O reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina Unoesc, professor Aristides Cimadon, no uso de suas atribuições,

O reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina Unoesc, professor Aristides Cimadon, no uso de suas atribuições, PORTARIA Nº101/UNOESC-R/2014. Disciplina e organiza as ações do Marketing Institucional da Unoesc. O reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina Unoesc, professor Aristides Cimadon, no uso de suas

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Publicitária Área de Comunicação Tecnologia em Produção Publicitária Curta Duração Tecnologia em Produção Publicitária CARREIRA EM PRODUÇÃO PUBLICITÁRIA Nos últimos anos, a globalização da economia e a estabilização

Leia mais

INTRODUÇÃO. Conheça agora o que pensam os profissionais de comunicação brasileiros e compare os resultados deste estudo às suas impressões e opiniões.

INTRODUÇÃO. Conheça agora o que pensam os profissionais de comunicação brasileiros e compare os resultados deste estudo às suas impressões e opiniões. INTRODUÇÃO Interpretações, previsões, comparações, sentenças: tudo isso faz parte do cotidiano de qualquer setor. Na comunicação, não poderia ser diferente. Especialmente neste momento de mudanças constantes

Leia mais

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil

Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Protocolo de Relacionamento Político dos Escoteiros do Brasil Este guia pretende nortear os Grupos Escoteiros do Brasil a desenvolverem um

Leia mais

Inteligência em. redes sociais. corporativas. Como usar as redes internas de forma estratégica

Inteligência em. redes sociais. corporativas. Como usar as redes internas de forma estratégica Inteligência em redes sociais corporativas Como usar as redes internas de forma estratégica Índice 1 Introdução 2 Por que uma rede social corporativa é um instrumento estratégico 3 Seis maneiras de usar

Leia mais

COMO SE ASSOCIAR 2014

COMO SE ASSOCIAR 2014 2014 QUEM SOMOS FUNDADO EM 2004, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA, QUE SE DEDICA À PROMOÇÃO

Leia mais

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009

Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Veículo: Site Catho Data: 18/09/2009 Seção: Estilo&Gestão RH Pág.: www.catho.com.br Assunto: Entrevista Marly Vidal Marly Macedo ajuda a Sabin a ser uma das melhores empresas para trabalhar Tatiana Aude

Leia mais

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br.

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br. Marketing Ambiental Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. O que temos visto e ouvido falar das empresas ou associado a elas? Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br 2 3 Sílvia

Leia mais

Produto da Divisão Marketing

Produto da Divisão Marketing Marketing para o Terceiro Setor Produto da Divisão Marketing OBJETIVO Dispor ao mercado de entidades relacionadas ao Terceiro Setor, um leque de atividades relacionados ao marketing e comunicação voltados

Leia mais

M A N U A L TREINAMENTO. Mecânica de Veículos Piçarras Ltda. Manual Prático de Procedimento do Treinamento

M A N U A L TREINAMENTO. Mecânica de Veículos Piçarras Ltda. Manual Prático de Procedimento do Treinamento M A N U A L TREINAMENTO 1. Introdução A velocidade das mudanças tecnológicas, o aumento da diversidade nos locais de trabalho e a acentuada mobilidade dos trabalhadores atuais são aspectos do mundo contemporâneo

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social A Assessoria de Comunicação Social (ASCOM) da Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG é uma unidade de apoio e assessoramento da Instituição, diretamente ligada ao Gabinete da Reitoria, que dentre suas

Leia mais

ED WILSON ARAÚJO, THAÍSA BUENO, MARCO ANTÔNIO GEHLEN e LUCAS SANTIGO ARRAES REINO

ED WILSON ARAÚJO, THAÍSA BUENO, MARCO ANTÔNIO GEHLEN e LUCAS SANTIGO ARRAES REINO Entrevista Cláudia Peixoto de Moura Nós da Comunicação tendemos a trabalhar com métodos qualitativos, porque, acredito, muitos pesquisadores desconhecem os procedimentos metodológicos quantitativos ED

Leia mais

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006

COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006 COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº, DE 2006 Redação final do Projeto de Lei da Câmara nº 79, de 2004 (nº 708, de 2003, na Casa de origem). A Comissão Diretora apresenta a redação final do Projeto de Lei da Câmara

Leia mais

Imagem corporativa e as novas mídias

Imagem corporativa e as novas mídias Imagem corporativa e as novas mídias Ellen Silva de Souza 1 Resumo: Este artigo irá analisar a imagem corporativa, mediante as novas e variadas formas de tecnologias, visando entender e estudar a melhor

Leia mais

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE:

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 60/00-CEPE RESOLVE: RESOLUÇÃO Nº /00-CEPE 1 Fixa o Currículo Pleno do Curso de Comunicação Social, Habilitações em Jornalismo, Relações Públicas e Publicidade e Propaganda, do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes. O,

Leia mais

O Papel dos Meios de Comunicação na Formação da Imagem Empresarial importância do Assessor de Imprensa neste processo 1

O Papel dos Meios de Comunicação na Formação da Imagem Empresarial importância do Assessor de Imprensa neste processo 1 O Papel dos Meios de Comunicação na Formação da Imagem Empresarial importância do Assessor de Imprensa neste processo 1 Evelyn Nascimento Bastos 2 Palavras-chaves: Meios de Comunicação; Imagem Empresarial;

Leia mais

Plano Editorial Julho 2006

Plano Editorial Julho 2006 Plano Editorial Julho 2006 Missão Uma agência que noticia processos ocorridos no espaço público político (governo, Estado e cidadania), com foco nos interesses do cidadão brasileiro. Público-Alvo Cidadãos

Leia mais

Assessoria de imprensa Conquista de espaço editorial Publicações Informação direta ao seu público Comunicação interna Muito além do jornalzinho

Assessoria de imprensa Conquista de espaço editorial Publicações Informação direta ao seu público Comunicação interna Muito além do jornalzinho # Tantas # Edição 01 # Ano 01 Assessoria de imprensa Conquista de espaço editorial Publicações Informação direta ao seu público Comunicação interna Muito além do jornalzinho Editorial Missão e Valores

Leia mais

Você é comprometido?

Você é comprometido? Você é comprometido? Não, isso não é uma cantada. O que o seu chefe quer saber é se você veste a camisa da organização. Você adora seu trabalho e desempenha suas funções com eficiência, mas não aposta

Leia mais

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br Realização e Organização www.vamaislonge.com.br Quem somos... Leonardo Alvarenga, tenho 23 anos, sou criador do Não Tenho Ideia e do #VáMaisLonge. Sou formado em Educação Física mas larguei tudo logo após

Leia mais

de Propaganda PARTE 2 UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 14 e 28.04.11

de Propaganda PARTE 2 UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 14 e 28.04.11 Etapas Planejamento de Campanha de Propaganda PARTE 2 UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 14 e 28.04.11 Agenda: Tipos de Campanhas Objetivo: Apresentar

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social Políticas Públicas de Comunicação...a presença ativa duma universidade, revigorada ao contato de seu núcleo mais vivo e ciosa do seu espaço

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

TÍTULO: A DIMENSÃO TÉCNICO-OPERATIVO DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL: RELEITURA DOS INSTRUMENTOS E TÉCNICAS UTILIZADOS NA PROFISSÃO

TÍTULO: A DIMENSÃO TÉCNICO-OPERATIVO DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL: RELEITURA DOS INSTRUMENTOS E TÉCNICAS UTILIZADOS NA PROFISSÃO TÍTULO: A DIMENSÃO TÉCNICO-OPERATIVO DO TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL: RELEITURA DOS INSTRUMENTOS E TÉCNICAS UTILIZADOS NA PROFISSÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: SERVIÇO

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

SONDAGEM NACIONAL JORNALISTAS 2013

SONDAGEM NACIONAL JORNALISTAS 2013 SONDAGEM NACIONAL de JORNALISTAS 2013 Este documento está licenciado via Creative Commons. Você pode baixar, compartilhar, mas sem poder modificar a obra de nenhuma forma, nem utilizá-la para fins comerciais.

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais