Alexandre Pereira, Msc. Antipsicóticos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Alexandre Pereira, Msc. Antipsicóticos"

Transcrição

1 Alexandre Pereira, Msc Antipsicóticos

2 Antipsicóticos Indicações Psicose como característica definidora Esquizofrenia Transtorno psicótico induzido por substância Transtorno delirante Transtorno psicótico breve Transtorno psicótico devido à condição médica geral (importância de avaliação clínico-laboratorial)

3 Antipsicóticos Indicações Psicose como característica associada Mania Depressão Transtorno cognitivo Demência de Alzheimer Transtorno esquizoafetivo

4 Sintomas de Primeira e de Segunda Ordem Conforme Schneider 1. Sintomas de primeira ordem Percepção delirante Alucinações auditivas na forma de vozes que acompanham a atividade com comentários Alucinações auditivas na forma de vozes que dialogam entre si Sonorização do pensamento Vivências de influência corporal Roubo de pensamento Vivências de influência sobre o pensamento Difusão do pensamento Tudo aquilo que é feito ou influenciado por outrem no campo dos sentimentos, impulsos e da vontade

5 Sintomas de Primeira e de Segunda Ordem Conforme Schneider 2. Sintomas de segunda ordem Outros distúrbios sensoperceptivos Intuição delirante Perplexidade Disposições de ânimo depressivas ou maníacas Vivência de empobrecimento afetivo Outros sintomas Adaptação de Lousã Neto 1995

6 Esquizofrenia Sintomas positivos: Delírios Alucinações Exageros na linguagem e na comunicação Comportamento desorganizado Sintomas negativos: Embotamento afetivo Alogia Avolição Anedonia Prejuízo de atenção

7 Esquizofrenia Sintomas Negativos Sintomas Negativos Primários Alogia Afeto plano Avolição Anedonia Déficit de atenção Secundários Efeito adverso de antipsicóticos Desmoralização e depressão Institutionalização crônica Falta de estímulo isolamento e apatia Isolamento como resposta a delírios e alucinações.

8 Esquizofrenia Tipos principais paranóide (melhor prognóstico) desorganizado (início precoce) - antiga hebefrênica catatônica indiferenciada

9 Esquizofrenia Teoria dopaminérgica (evidências) antipsicóticos bloqueiam receptores D 2 pós-sinápticos aumento da atividade dopaminérgica agrava esquizofrenia (anfetaminas, levodopa) densidade de receptores aumentada em cérebros de esquizofrênicos não tratados

10 Terminal pré-sinaptico Vesícula sináptica Transportador Dopamina Receptor Terminal pós-sinaptico

11

12 Alta Potência haloperidol trifluoperazina D 2 1 a. Geração Baixa Potência tioridazina clorpromazina Neurolépticos Típicos 1 M H 1 1

13 olanzapina quetiapina risperidona paliperidona ziprasidona clozapina aripiprazol 5HT 2 5HT 2 D 1 D 2 Atípicos 2 a. Geração D 4 1 C 5HT 3 M H 1 1

14

15 Base Biológica dos Sintomas Sintomas positivos: Hiperatividade dopaminérgica via dopaminérgica mesolímbica(d2) Sintomas negativos: Via mesocortical (?) Cortéx frontal (?) Ação glutamatérgica (?) Via dopaminérgica nigroestriada: sintomas extra-piramidais Via dopaminérgica túbero-infundibular: Aumento de prolactina

16 Sintomas positivos - alucinações - delírios X Mesolímbica NA ATV X Mesocortical CF Sintomas negativos ATV- área tegmentar ventral NA- nucleus accumbens CF- córtex frontal

17 (-) X Nigroestriatal S SN Efeitos extrapiramidais - parkinsonismo - discinesia tardia ACh SN - substantia nigra S - striatum

18 H- hipotálamo HA- hipófise anterior Prolactina - galactorréia - ginecomastia H (-) X Túbero-infundibular HA

19 Antipsicóticos Tipos: Tradicionais de alta potência Haloperidol (Haldol 2 a 20 mg dia) Flufenazina (Anatensol, Flufenan 2 a 20 mg dia) Pimozide (Orap 2 a 6 mg di Tradicionais de média potência Trifluoperazina (Stelazine 5 a 30 mg dia) Pipotiazina (Piportil 10 a 20 mg dia)

20 Tradicionais de baixa potência Clorpromazina (Amplictil 200 a 800 mg dia) Levomepromazina (Neozine, Levozine 200 a 800 mg dia) Periciazina (Neuleptil 15 a 30 mg) Tioridazina (Melleril 150 a 600 mg dia)

21 Atípicos Clozapina (Leponex a 500 mg/dia) Risperidona ( Risperdal - 2 a 6 mg/dia) Paliperidona (Invega 3 a 12 mg/dia) Olanzapina (Zyprexa - 5 a 20 mg/dia) Quetiapina (Seroquel 600 mg/dia) Sulpirida (Equilid, Dogmatil, Sulpan 400 a 1800 mg/dia ) Amilsulprida (Socian 300 a 800 mg/dia) Ziprazidona (Geodom mg/dia) Aripiprazol (Abilif 15 a 30 mg/dia)

22 Efeitos Colaterais Sedação baixa potência Efeitos anticolinérgicos e antiadrenérgicos, mais comuns nos de baixa potência Boca seca / visão turva Constipação / Taquicardia e hipotensão arterial Retenção urinária / Delirium, sonolência Efeitos neurológicos mais comuns nos de alta potência Parkinsonismo Distonia Acatisia Síndrome neuroléptica maligna* Discinesia tardia

23 Dosagem Efeitos Colaterais Nome Químico (mg/dia) Sedação SEP Hipotensão ACh Fenotiazinas Clorpromazina Levomepromazina Tirodazina Flufenazina Propericiazina Pipotiazina Trifluoperazina Dibenzodoazepinas Clozapina Tioxantenos Tioxeno Zuclopentixol Butirofenonas Haloperidol

24 Dosagem Efeitos Colaterais Nome Químico (mg/dia) Sedação SEP Hipotensão ACh Difenilbutilpiperidinas Pimozide Penfluridol 20-40* Benzisoxazólicos Risperidona Benzamidas Sulpiride Amilsulpride Tienobenzodiazepinas Olanzapina

25 Principais Antipsicóticos Injetáveis ATÍPICOS: DEPOT no Brasil Risperidona Consta: mg em aplicação quinzenal Palmitato de Parlipelidona: mg em aplicações mensais ENANTATO DE FLUFENAZINA DECANOATO DE HALOPERIDOL PALMITATO DE PIPOTIAZINA DECANOATO DE ZUCLOPENTIXOL Dose (mg) Intervalo (Semanas)

26 Indicadas em outras situações Anorexia Tricotilomania TOC Borderline Jogo patológico Tique Ansiedade Generalizada Proporção de indicação não estabelecida de antipsicóticos Estabelecidas Esquizofrenia Bipolar Mania Demência Transtorno Dismórfico Corporal Impulsividade Dissociação Explosividade 59 artigos com risperidona, 37 com olanzapina e 4 com quetiapina 60% do antipsicóticooff-label

Módulo: Tratamento das Psicoses

Módulo: Tratamento das Psicoses Especialização em Neuropsicologia Módulo: Tratamento das Psicoses Profa. Dra. Caroline Addison C. X. de Medeiros carolineaddisonfarma@yahoo.com.br Psicoses Descreve a perda de contato com a realidade A

Leia mais

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 5 Amélia. Fundamentação Teórica: Esquizofrenia

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 5 Amélia. Fundamentação Teórica: Esquizofrenia CASO COMPLEXO 5 Amélia : José Cássio do Nascimento Pitta Introdução A esquizofrenia não é uma dupla personalidade, como muitas pessoas imaginam por causa de seu nome. A doença é chamada esquizo (fragmentada

Leia mais

COMO EU TRATO ESQUIZOFRENIA PORTO ALEGRE-2016

COMO EU TRATO ESQUIZOFRENIA PORTO ALEGRE-2016 COMO EU TRATO ESQUIZOFRENIA PORTO ALEGRE-2016 Prof. Dr. Itiro Shirakawa Professor Titular de Psiquiatria pela UNIFESP-EPM Vice-presidente da ABP (2013-2016) Introdução dos Antipsicóticos e Redução da Internações

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona

RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona RESPOSTA RÁPIDA 44/2014 Informações sobre carbamazepina, Gardenal,Rivotril e Risperidona SOLICITANTE Drª Sabrina da Cunha Peixoto Ladeira Juíza de Direito do Juizado Especial -Pirapora NÚMERO DO PROCESSO

Leia mais

DETERMINAÇÃO DOS ANTIPSICÓTICOS UTILIZADOS NO HOSPITAL MUNICIPAL DE MARINGÁ PARANÁ

DETERMINAÇÃO DOS ANTIPSICÓTICOS UTILIZADOS NO HOSPITAL MUNICIPAL DE MARINGÁ PARANÁ 23 a 26 de outubro de 2012 DETERMINAÇÃO DOS ANTIPSICÓTICOS UTILIZADOS NO HOSPITAL MUNICIPAL DE MARINGÁ PARANÁ Fabio Bahls Machado 1 ; Maurício Fábio Gomes 1 ; Sidney Edson Mella Junior 2, Eliane Aparecida

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 08/2013

RESPOSTA RÁPIDA 08/2013 RESPOSTA RÁPIDA 08/2013 Assunto:Opção entre genérico e similar SOLICITANTE Dr. Damião Alexandre Tavares Oliveira Juiz de Direito - 1ª Vara Cível -Ponte Nova-MG NÚMERO DO PROCESSO Processo nº 0521.13.014435-0

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013

RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013 RESPOSTA RÁPIDA 105 /2013 SOLICITANTE Juíza de Direito: Dr(a). Juizado Especial 0512 Pirapora NÚMERO DO PROCESSO nº0512.13 003595-3 DATA 17/05/2013 1- O medicamento solicitados Venlafaxina (Venlift),é

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 443/2014

RESPOSTA RÁPIDA 443/2014 RESPOSTA RÁPIDA 443/2014 SOLICITANTE Drª Herilene de Oliveira Andrade Juíza de Direito da Comarca de Itapecerica NÚMERO DO PROCESSO 0335.14.1576-9 DATA 01/08/2014 Ao NATS, SOLICITAÇÃO Reinteramos solicitão

Leia mais

ANTIPSICÓTICOS DE SEGUNDA GERAÇÃO NO TRATAMENTO DA ESQUIZOFRENIA

ANTIPSICÓTICOS DE SEGUNDA GERAÇÃO NO TRATAMENTO DA ESQUIZOFRENIA ANTIPSICÓTICOS DE SEGUNDA GERAÇÃO NO TRATAMENTO DA ESQUIZOFRENIA ANDRADE, Rafaela Ferreira rafa_powerrfl@hotmail.com Centro de Pós-Graduação Oswaldo Cruz Resumo: Os antipsicóticos se tornaram a base para

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 414/2014 Síndrome de La Tourette

RESPOSTA RÁPIDA 414/2014 Síndrome de La Tourette RESPOSTA RÁPIDA 414/2014 Síndrome de La Tourette SOLICITANTE Dr. Andre Ladeira da Rocha Leão. Juiz de Direito/Titular do Juizado Especial da Comarca de Muriaé/MG. NÚMERO DO PROCESSO 0439 14 009135-6 DATA

Leia mais

FARMACOLOGIA DAS DOENÇAS NEURO- DEGENERATIVAS RELEVANTES EM GERIATRIA. FREDERICO MAXIMILIANO ANTUNES ROCHA GERIATRIA

FARMACOLOGIA DAS DOENÇAS NEURO- DEGENERATIVAS RELEVANTES EM GERIATRIA. FREDERICO MAXIMILIANO ANTUNES ROCHA GERIATRIA FARMACOLOGIA DAS DOENÇAS NEURO- DEGENERATIVAS RELEVANTES EM GERIATRIA FREDERICO MAXIMILIANO ANTUNES ROCHA GERIATRIA fmar9@uol.com.br INCAPACIDADE COGNITIVA DEMÊNCIA DELIRIUM DOENÇA MENTAL ESQUIZOFRENIA

Leia mais

ANTIPSICÓTICOS CLARICE GORENSTEIN INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

ANTIPSICÓTICOS CLARICE GORENSTEIN INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ANTIPSICÓTICOS CLARICE GORENSTEIN INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ANTIPSICÓTICOS Denominações: neurolépticos, drogas antiesquizofrenia, tranquilizantes maiores Usos: principalmente

Leia mais

A R E M G PROCESSO SELETIVO UNIFICADO 2014 PRÉ-REQUISITO PSIQUIATRIA

A R E M G PROCESSO SELETIVO UNIFICADO 2014 PRÉ-REQUISITO PSIQUIATRIA A R E M G PROCESSO SELETIVO UNIFICADO 2014 PRÉ-REQUISITO PSIQUIATRIA 10 DE NOVEMBRO DE 2013 DETERMINAÇÕES 1. NÃO ABRA O CADERNO DE PROVA SEM AUTORIZAÇÃO. 2. Este teste consta de 30 questões de múltipla

Leia mais

DSM-IV - Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. Lista de Palavras

DSM-IV - Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais. Lista de Palavras DSM-IV - Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais Lista de Palavras Abstinência de Substâncias Abuso de Substâncias Agorafobia Ajustamento, Transtorno Alimentares na 1a. Infância Alimentares,

Leia mais

MEDICAMENTOS PSICOTRÓPICOS

MEDICAMENTOS PSICOTRÓPICOS MEDICAMENTOS PSICOTRÓPICOS CONCEITOS A OMS define DROGA como "toda substância química, natural ou sintética, que introduzida no organismo vivo, pode modificar uma ou mais de suas funções". PSICOTRÓPICO:

Leia mais

Tratamento farmacológico dos sintomas comportamentais. Rodrigo Nicolato

Tratamento farmacológico dos sintomas comportamentais. Rodrigo Nicolato Tratamento farmacológico dos sintomas comportamentais Rodrigo Nicolato Sintomas comportamentais e psicológicos associados às demências Alterações Comportamentais INVENTÁRIO NEURO PSIQUIÁTRICO (NPI CUMMINGS

Leia mais

RESOLUÇÃO SS nº 295, de 04 de setembro de 2007

RESOLUÇÃO SS nº 295, de 04 de setembro de 2007 RESOLUÇÃO SS nº 295, de 04 de setembro de 2007 Aprova a Norma Técnica para inclusão do aripiprazol na relação de medicamentos para tratamento da Esquizofrenia, no âmbito do Estado de São Paulo. O Secretário

Leia mais

AGITAÇÃO PSICOMOTORA. Karoline Senna Juliana Suzano Gabriela Vieira Orientador: Dr. Alexandre Pereira

AGITAÇÃO PSICOMOTORA. Karoline Senna Juliana Suzano Gabriela Vieira Orientador: Dr. Alexandre Pereira AGITAÇÃO PSICOMOTORA Karoline Senna Juliana Suzano Gabriela Vieira Orientador: Dr. Alexandre Pereira CONCEITO Estado de excitação mental e de atividade motora aumentada, associada a uma experiência subjetiva

Leia mais

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1)

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1) RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DA SES UNIDADE III (Parte 1) TAUANE PAULA GEHM Mestre e doutorando em Psicologia Experimental TEMAS Psicopatologia geral. Transtornos psicológicos, cognitivos, relacionados ao uso

Leia mais

Determinação dos antipsicóticos prescritos no Hospital Municipal de Maringá

Determinação dos antipsicóticos prescritos no Hospital Municipal de Maringá Determinação dos antipsicóticos prescritos no Hospital Municipal de Maringá Determination of the antipsychotics prescribed in Maringá Municipal Hospital Fabio Bahls Machado 1 ; Cleverson Antonio Poças

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Com relação à classificação diagnóstica em psiquiatria e considerando o DSM-IV-TR e a CID-10, julgue os itens a seguir. 63 O uso da L-tri-iodotironina (T3) com vistas a potencializar

Leia mais

Farmacologia clínica do Sistema Nervoso central: Antipsicóticos e Lítio

Farmacologia clínica do Sistema Nervoso central: Antipsicóticos e Lítio Farmacologia clínica do Sistema Nervoso central: Antipsicóticos e Lítio Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia Jequié 2015 Antipsicótico ou neuroléptico

Leia mais

TÍTULO: ESQUIZOFRENIA: ESTUDO DE CASO RELACIONADO AO USO DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS

TÍTULO: ESQUIZOFRENIA: ESTUDO DE CASO RELACIONADO AO USO DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS 16 TÍTULO: ESQUIZOFRENIA: ESTUDO DE CASO RELACIONADO AO USO DE SUBSTÂNCIAS PSICOATIVAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: MEDICINA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE FRANCA AUTOR(ES):

Leia mais

ANTIDEPRESSIVOS TRICÍCLICOS

ANTIDEPRESSIVOS TRICÍCLICOS ANTIDEPRESSIVOS TRICÍCLICOS DROGA NOME COMERCIAL DOSE INDICAÇÃO EFEITOS COLATERAIS 1.Imipramina Tofranil 25mg Enurese noturna, Constipação, boca seca, 75 mg depressão em crianças, sonolência, apetite,

Leia mais

TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS PSICOFARMACOLOGIA NOÇÕES (MUITO) BÁSICAS MARCELO RIBEIRO UNIDADE DE PESQUISA EM ÁLCOOL E DROGAS UNIAD UNIFESP PROF. DR.

TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS PSICOFARMACOLOGIA NOÇÕES (MUITO) BÁSICAS MARCELO RIBEIRO UNIDADE DE PESQUISA EM ÁLCOOL E DROGAS UNIAD UNIFESP PROF. DR. TRANSTORNOS PSIQUIÁTRICOS & PSICOFARMACOLOGIA NOÇÕES (MUITO) BÁSICAS PROF. DR. MARCELO RIBEIRO UNIDADE DE PESQUISA EM ÁLCOOL E DROGAS UNIAD UNIFESP TRANSTORNOS ANSIOSOS TOC TRANSTORNO DO PÂNICO ANSIEDADE

Leia mais

Demografia de patologias do SNC (USA)

Demografia de patologias do SNC (USA) Demografia de patologias do SNC (USA) - Insônia (60 milhões) - Enxaqueca (40 milhões) - Depressão (20 milhões) - Distúrbios de ansiedade (19 milhões) - Alzheimer (4 milhões) - (3 milhões) e Epilepsias

Leia mais

Doença de Huntington. Aspectos Clínicos, Diagnósticos e Terapêuticos. quinta-feira, 29 de maio de 14

Doença de Huntington. Aspectos Clínicos, Diagnósticos e Terapêuticos. quinta-feira, 29 de maio de 14 Doença de Huntington Aspectos Clínicos, Diagnósticos e Terapêuticos Doença de Huntington Doença neuro-degenerativa de causa genética Herança autossômica dominante Mutação genética no cromossomo 4 - região

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 203/2014 Informações sobre Venlafaxina e Olanzapina no tratamento da depressão

RESPOSTA RÁPIDA 203/2014 Informações sobre Venlafaxina e Olanzapina no tratamento da depressão RESPOSTA RÁPIDA 203/2014 Informações sobre Venlafaxina e Olanzapina no tratamento da depressão SOLICITANTE Dr Rafael Murad Brumana Juiz de Direito Comarca de Lajinha/MG NÚMERO DO PROCESSO Nº º 0377.14.000269-4

Leia mais

/2 Info Saude

/2 Info Saude 29-12-2016 1/2 Info Saude Esquizofrenia A esquizofrenia é uma perturbação mental grave caracterizada por uma perda de contacto com a realidade (psicose), alucinações, delírios (crenças falsas), pensamento

Leia mais

Antipsicóticos e Estabilizadores do Humor

Antipsicóticos e Estabilizadores do Humor Antipsicóticos e Estabilizadores do Humor Dr. Gilda Ângela Neves Rio de Janeiro, 2015. Psicose Estado no qual o indivíduo perde ou distorce seu senso de realidade alucinações ilusões delírios transtornos

Leia mais

ANSIEDADE NORMAL x ANSIEDADE PATOLÓGICA Sintomas autonômicos: Diarréia,tontura,hiperidrose,hiperreflexia

ANSIEDADE NORMAL x ANSIEDADE PATOLÓGICA Sintomas autonômicos: Diarréia,tontura,hiperidrose,hiperreflexia ANSIEDADE NORMAL x ANSIEDADE PATOLÓGICA Sintomas autonômicos: Diarréia,tontura,hiperidrose,hiperreflexia hipertensão,taquicardia,inquietação,,formigamento palpitações,tremores,desconforto abdominal,freqüência,retenção

Leia mais

Intercollegiate Guidelines Network, Mar Disponível em: <http://www.sign.ac.uk/pdf/sign131.pdf>.

Intercollegiate Guidelines Network, Mar Disponível em: <http://www.sign.ac.uk/pdf/sign131.pdf>. Esquizofrenias Protocolo Clínico Mão direita. Gravura do ilustrador Goltzius, 1588. Guilherme Mello Vieira Alan Indio Serrano Lia Quaresma Coimbra Noêmia Liege M. da Cunha Bernardo Anna Paula G. Macarini

Leia mais

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA E EFEITOS ADVERSOS DOS ANTIPSICÓTICOS DE SEGUNDA GERAÇÃO EM PACIENTES COM ESQUIZOFRENIA

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA E EFEITOS ADVERSOS DOS ANTIPSICÓTICOS DE SEGUNDA GERAÇÃO EM PACIENTES COM ESQUIZOFRENIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE E SOCIEDADE MESTRADO ACADÊMICO EM SAÚDE E SOCIEDADE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA E EFEITOS ADVERSOS

Leia mais

Esquizofrenias. Protocolo Clínico

Esquizofrenias. Protocolo Clínico Esquizofrenias Protocolo Clínico Mão direita. Gravura do ilustrador Goltzius, 1588. Protocolo da Rede de Atenção Psicossocial, baseado em evidências, para o tratamento de problemas de saúde vinculados

Leia mais

Trabalho realizado sob a orientação da Professora Doutora Helena Quaresma. Ana Duarte Marco Correia

Trabalho realizado sob a orientação da Professora Doutora Helena Quaresma. Ana Duarte Marco Correia Trabalho realizado sob a orientação da Professora Doutora Helena Quaresma Ana Duarte Marco Correia CASTELO BRANCO junho, 2016 ESQUIZOFRENIA O QUE A ESQUIZOFRENIA É?......... O QUE A ESQUIZOFRENIA NÃO É?.........

Leia mais

FERNANDA SCHLEMPER CARIONI O PAPEL DOS ANTIPSICÓTICOS NO PROCESSO DE REABILIATAÇÃO PSICOSSOCIAL DO SUJEITO COM DIAGNÓSTICO DE ESQUIZOFRENIA

FERNANDA SCHLEMPER CARIONI O PAPEL DOS ANTIPSICÓTICOS NO PROCESSO DE REABILIATAÇÃO PSICOSSOCIAL DO SUJEITO COM DIAGNÓSTICO DE ESQUIZOFRENIA FERNANDA SCHLEMPER CARIONI O PAPEL DOS ANTIPSICÓTICOS NO PROCESSO DE REABILIATAÇÃO PSICOSSOCIAL DO SUJEITO COM DIAGNÓSTICO DE ESQUIZOFRENIA Palhoça (SC) 2006 2 FERNANDA SCHLEMPER CARIONI O PAPEL DOS ANTIPSICÓTICOS

Leia mais

Antipsicóticos Atípicos ESTABILIZADORES DO HUMOR

Antipsicóticos Atípicos ESTABILIZADORES DO HUMOR Antipsicóticos Atípicos ESTABILIZADORES DO HUMOR Clozapina Efeitos extrapiramidais raros Nenhum caso de discinesia tardia clozapina Ação farmacologica: Anti 5HT2 Anti alfa 1 e alfa 2 Anticolinérgica (

Leia mais

JULIANO DOS SANTOS SOUZA

JULIANO DOS SANTOS SOUZA JULIANO DOS SANTOS SOUZA Eficácia de antipsicóticos atípicos comparados à clozapina em pacientes com esquizofrenia refratária: revisão sistemática e metanálise Dissertação apresentada à Faculdade de Medicina

Leia mais

Lista de DCB das substâncias (por molécula base) da Port. 344/98 e atualizações Lista C1 - Substâncias Sujeitas a Controle Especial

Lista de DCB das substâncias (por molécula base) da Port. 344/98 e atualizações Lista C1 - Substâncias Sujeitas a Controle Especial Lista de DCB das substâncias (por molécula base) da Port. 344/98 e atualizações Lista C1 - Substâncias Sujeitas a Controle Especial Número DCB Substância Código CAS Controle Nacional 00044 ACEPROMAZINA

Leia mais

ESQUIZOFRENIA. Kraepelin--> distúrbio afetivo Bleuler --> Transtorno dissociativo (pensamento)

ESQUIZOFRENIA. Kraepelin--> distúrbio afetivo Bleuler --> Transtorno dissociativo (pensamento) ESQUIZOFRENIA I) HISTÓRICO Morel (185101853) definiu o termo Demência Precoce para uma doença mental que ele ressaltava ser autônoma, cursando com decadência mental, alterações da psicomotricidade e dos

Leia mais

Saúde Mental do Adolescente. Perturbações Psicóticas

Saúde Mental do Adolescente. Perturbações Psicóticas Saúde Mental do Adolescente Perturbações Psicóticas Edifício Egas Moniz 15. Abril 11 Margarida Crujo Área de Pedopsiquiatria do CHLC overview - apontamento histórico - epidemiologia - etiologia - apresentação

Leia mais

MELLERIL Solução Oral 30MG/ML

MELLERIL Solução Oral 30MG/ML MELLERIL Solução Oral 30MG/ML MELLERIL cloridrato de tioridazina APRESENTAÇÕES Solução oral 30mg/mL (3% por volume) - embalagem contendo um frasco de vidro com 50mL com dosador graduado em miligramas.

Leia mais

ESQUIZOFRENIA: A ESTABILIZAÇÃO VIA FARMACOTERAPIA E ATENÇÃO PSICOSSOCIAL

ESQUIZOFRENIA: A ESTABILIZAÇÃO VIA FARMACOTERAPIA E ATENÇÃO PSICOSSOCIAL ESQUIZOFRENIA: A ESTABILIZAÇÃO VIA FARMACOTERAPIA E ATENÇÃO PSICOSSOCIAL Eloni Maria Frighetto* Mônica Frighetto** Resumo Embora esquizofrenia seja uma palavra recente, seus sintomas, como delírios, alucinações,

Leia mais

Farmacologia Aplicada aos distúrbios do movimento

Farmacologia Aplicada aos distúrbios do movimento Farmacologia Aplicada aos distúrbios do movimento Autor: Jhohn Elder Nóbrega de Lima; Co-autores: Brenda Helena do Nascimento, Fernanda Dantas de Assis Ferreira, Rafaella Casimiro Dantas Moreira; Orientadora:

Leia mais

Farmacologia dos transtornos de ansiedade. Profa. Dra. Thais Porto Ribeiro Pós-doutorado na Université de Strasbourg - FRANÇA

Farmacologia dos transtornos de ansiedade. Profa. Dra. Thais Porto Ribeiro Pós-doutorado na Université de Strasbourg - FRANÇA Farmacologia dos transtornos de ansiedade Profa. Dra. Thais Porto Ribeiro Pós-doutorado na Université de Strasbourg - FRANÇA Grego: ANSHEIN que significa OPRIMIR/ SUFOCAR O que é ansiedade? Angústia: Desejo,

Leia mais

Fármacos antidepressivos. Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia

Fármacos antidepressivos. Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia Prof. Dr. Gildomar Lima Valasques Junior Farmacêutico Clínico-Industrial Doutor em Biotecnologia Jequié 2015 Introdução Depressão é um dos transtornos psiquiátricos mais comuns Classificação Depressão

Leia mais

FATORES QUE DETERMINAM A INTERRUPÇÃO DO TRATAMENTO FARMACOLÓGICO EM PACIENTES ESQUIZOFRÊNICOS REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

FATORES QUE DETERMINAM A INTERRUPÇÃO DO TRATAMENTO FARMACOLÓGICO EM PACIENTES ESQUIZOFRÊNICOS REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 0 UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC PÓS - GRADUAÇÃO SAÚDE MENTAL III HELENA PIZZOLATTI DEBIASI FATORES QUE DETERMINAM A INTERRUPÇÃO DO TRATAMENTO FARMACOLÓGICO EM PACIENTES ESQUIZOFRÊNICOS

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Julgue os itens seguintes, relativos à classificação e diagnósticos em psiquiatria. 51 Conforme o DSM-IV, a demência de Alzheimer é subdividida em início precoce, tardio, misto

Leia mais

14/08/2012. Continuação

14/08/2012. Continuação As informações são transmitidas no SN principalmente sob a forma de POTENCIAIS de AÇÃO NERVOSOS chamados de "IMPULSOS NERVOSOS" através de sucessões de neurônios. Continuação Os sinais nervosos são transmitidos

Leia mais

RISPERIDONA: redução dos efeitos adversos devido a menor dose RISPERIDONA: redução da necessidade do uso de laxantes

RISPERIDONA: redução dos efeitos adversos devido a menor dose RISPERIDONA: redução da necessidade do uso de laxantes RISPERIDONA no tratamento da demência Menor ocorrência de efeitos extrapiramidais Doutor O objetivo deste informe científico é demonstrar que o tratamento RISPERIDONA na dose de 0,5 a 1,5 mg/dia apresenta

Leia mais

INFORMAÇÃO AO PACIENTE: O Risperidon é indicado no tratamento de psicoses esquizofrênicas.

INFORMAÇÃO AO PACIENTE: O Risperidon é indicado no tratamento de psicoses esquizofrênicas. Risperidon Risperidona 1 mg - 2 mg - 3 mg FORMA FARMACÊUTICA E DE APRESENTAÇÃO: Comprimidos Revestidos - 1 mg Embalagem com 6, 20 e 200 comprimidos. Comprimidos Revestidos - 2 mg Embalagem com 20 e 200

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE ADAPTAÇÃO DE MÉDICOS DA AERONÁUTICA (CAMAR 2013) LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

COMANDO DA AERONÁUTICA EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE ADAPTAÇÃO DE MÉDICOS DA AERONÁUTICA (CAMAR 2013) LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. COMANDO DA AERONÁUTICA VERSÃO B EXAME DE ADMISSÃO AO CURSO DE ADAPTAÇÃO DE MÉDICOS DA AERONÁUTICA (CAMAR 2013) ESPECIALIDADE: PSIQUIATRIA LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1. Este caderno contém 01

Leia mais

ESQUIZOFRENIA. 6a. aula. - Disciplina de pós graduação em Psicologia Clínica. Francisco B. Assumpção Jr.

ESQUIZOFRENIA. 6a. aula. - Disciplina de pós graduação em Psicologia Clínica. Francisco B. Assumpção Jr. ESQUIZOFRENIA - Disciplina de pós graduação em Psicologia Clínica 6a. aula Francisco B. Assumpção Jr. cassiterides@bol.bom.br HISTÓRICO 1896 - Kraeppelin - Demência Precoce - 3,5% dos pacientes apresentavam

Leia mais

Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Dopamina II. Aula leccionada pela Professora-Doutora Maria Augusta Coelho. Ano lectivo 2005/2006

Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Dopamina II. Aula leccionada pela Professora-Doutora Maria Augusta Coelho. Ano lectivo 2005/2006 Faculdade de Medicina da Universidade do Porto Dopamina II Aula leccionada pela Professora-Doutora Maria Augusta Coelho Esta aula tem 9 páginas Ano lectivo 2005/2006 Na aula anterior falamos das acções

Leia mais

ETEC CARAPICUÍBA São Paulo - Brasil

ETEC CARAPICUÍBA São Paulo - Brasil 07 de novembro de 2015 ETEC CARAPICUÍBA São Paulo - Brasil RETOMANDO APRESENTAÇÃO DE 20/07/2015 Suely Laitano Nassif, Psy, Md, PhD Suely Laitano Nassif, Psy, MD, PhD São Paulo SP Brasil Site: Contato:

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 364, DE 9 DE ABRIL DE 2013

Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº 364, DE 9 DE ABRIL DE 2013 Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde PORTARIA Nº, DE 9 DE ABRIL DE O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Aprova o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas Esquizofrenia.

Leia mais

Transtorno Bipolar Aspectos do Diagnóstico e Tratamento. Alexandre Pereira

Transtorno Bipolar Aspectos do Diagnóstico e Tratamento. Alexandre Pereira Transtorno Bipolar Aspectos do Diagnóstico e Tratamento Alexandre Pereira Esquizofrenia x T. Bipolar Delírios, Alucinações, Alterações da consciência do eu,alterações do afeto e da percepção corporal Evolução

Leia mais

Modelo de Bula AstraZeneca

Modelo de Bula AstraZeneca Modelo de Bula AstraZeneca I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO SEROQUEL XRO fumarato de quetiapina 50 mg, 200 mg e 300 mg FORMA FARMACÊUTICA, VIA DE ADMINISTRAÇÃO E APRESENTAÇÕES COMERCIALIZADAS Comprimidos

Leia mais

EQUILID (sulpirida) Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Cápsula Gelatinosa 50 mg

EQUILID (sulpirida) Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Cápsula Gelatinosa 50 mg EQUILID (sulpirida) Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Cápsula Gelatinosa 50 mg MODELO DE BULA Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. APRESENTAÇÃO

Leia mais

UNI HALOPER (haloperidol)

UNI HALOPER (haloperidol) UNI HALOPER (haloperidol) União Química Farmacêutica Nacional S.A Comprimido 5 mg 5 mg/ml Solução oral 2 mg/ml UNI HALOPER haloperidol Comprimido / / Solução oral UNI HALOPER solução injetável e solução

Leia mais

I CURSO DE CONDUTAS MÉDICAS NAS INTERCORRÊNCIAS EM PACIENTES INTERNADOS

I CURSO DE CONDUTAS MÉDICAS NAS INTERCORRÊNCIAS EM PACIENTES INTERNADOS I CURSO DE CONDUTAS MÉDICAS NAS INTERCORRÊNCIAS EM PACIENTES INTERNADOS CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CREMEC/Conselho Regional de Medicina do Ceará Câmara Técnica de Medicina Intensiva Câmara Técnica de

Leia mais

Processo Cuidar para indivíduos adultos com Transtorno do Pensamento/ Esquizofrenia

Processo Cuidar para indivíduos adultos com Transtorno do Pensamento/ Esquizofrenia Universidade de São Paulo Escola de Enfermagem Departamento Enfermagem Materno-Infantil e Psiquiátrica (ENP) Processo Cuidar para indivíduos adultos com Transtorno do Pensamento/ Esquizofrenia Profa. Dra.

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PSICOPATOLOGIA DO ADULTO E DA TERCEIRA IDADE Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PSICOPATOLOGIA DO ADULTO E DA TERCEIRA IDADE Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular PSICOPATOLOGIA DO ADULTO E DA TERCEIRA IDADE Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Psicologia Clínica 3. Ciclo

Leia mais

Haloper. Solução injetável 5mg/mL

Haloper. Solução injetável 5mg/mL Haloper Solução injetável 5mg/mL MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE Haloper haloperidol APRESENTAÇÃO Solução injetável 5mg/mL Embalagem contendo 25 ampolas com 1mL. USO

Leia mais

1 Classificação e diagnóstico em psiquiatria

1 Classificação e diagnóstico em psiquiatria 1 Classificação e diagnóstico em psiquiatria I. Introdução O Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais, 4 a edição, texto revisado (DSM-IV-TR), publicado em 2000 pela American Psychiatric

Leia mais

ANTI - INFLAMATÓRIOS Farmacologia Prof. Dr. José Edilson Gomes Júnior Enfermagem Parnamirim-RN Outubro/2016

ANTI - INFLAMATÓRIOS Farmacologia Prof. Dr. José Edilson Gomes Júnior Enfermagem Parnamirim-RN Outubro/2016 ANTI - INFLAMATÓRIOS 1 Farmacologia Prof. Dr. José Edilson Gomes Júnior Enfermagem Parnamirim-RN Outubro/2016 2 FARMACOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL 3 INTRODUÇÃO Fármacos que atual no sistema nervoso

Leia mais

INTRODUÇÃO. Transtornos do humor ou transtornos afetivos:

INTRODUÇÃO. Transtornos do humor ou transtornos afetivos: ANTIDEPRESSIVOS Profª. MSc. INTRODUÇÃO 2 INTRODUÇÃO Transtornos do humor ou transtornos afetivos: Unipolar ocorrência de episódios depressivos; Bipolar ocorrência de episódios depressivos e de mania. INTRODUÇÃO

Leia mais

Comprimidos 1 mg / 5 mg. Solução Oral 2 mg/ml. Solução Injetável 5 mg/ml

Comprimidos 1 mg / 5 mg. Solução Oral 2 mg/ml. Solução Injetável 5 mg/ml HALO haloperidol Comprimidos 1 mg / 5 mg Solução Oral 2 mg/ml Solução Injetável 5 mg/ml Cristália Prod. Quím. Farm. Ltda. MODELO DE BULA PARA O PROFISSIONAL DA SAÚDE 1 Halo haloperidol APRESENTAÇÕES Comprimidos

Leia mais

Zap (olanzapina) Eurofarma Laboratórios S.A. Comprimidos 2,5 mg; 5 mg e 10 mg

Zap (olanzapina) Eurofarma Laboratórios S.A. Comprimidos 2,5 mg; 5 mg e 10 mg Zap (olanzapina) Eurofarma Laboratórios S.A. Comprimidos 2,5 mg; 5 mg e 10 mg ZAP (olanzapina) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO USO ORAL USO ADULTO ACIMA DE 18 ANOS COMPRIMIDO APRESENTAÇÕES Zap (olanzapina)

Leia mais

TEA Módulo 2 Aula 5. Transtornos alimentares e de sono

TEA Módulo 2 Aula 5. Transtornos alimentares e de sono TEA Módulo 2 Aula 5 Transtornos alimentares e de sono Transtornos alimentares Os transtornos alimentares são problemas cronicamente existentes que levam o indivíduo a ter manias, recusas ou excessos, ou

Leia mais

Medicamentos psicotrópicos e efeitos colaterais/adversos impactantes para atividades laborais.

Medicamentos psicotrópicos e efeitos colaterais/adversos impactantes para atividades laborais. Medicamentos psicotrópicos e efeitos colaterais/adversos impactantes para atividades laborais. Alternativas terapêuticas farmacológicas. Dr. João Luiz da Fonseca Martins Médico Psiquiatra Uniica . Principais

Leia mais

Paliperidona para o tratamento da esquizofrenia

Paliperidona para o tratamento da esquizofrenia Paliperidona para o tratamento da esquizofrenia Brasília DF Fevereiro/2009 MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos Departamento de Ciência e Tecnologia Parecer Técnico-Científico:

Leia mais

ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA NÃO INVASIVA. Maria da Graça Lopes Tarragó 2013

ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA NÃO INVASIVA. Maria da Graça Lopes Tarragó 2013 ESTIMULAÇÃO TRANSCRANIANA NÃO INVASIVA Maria da Graça Lopes Tarragó 2013 Estimulação Magnética Transcraniana Aplicação de correntes elétricas para modificar a função cerebral é mencionada há mais de 200

Leia mais

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS

COMERCIALIZAÇÃO PROIBIDA POR TERCEIROS 8 ISSN 77-702 Nº, segunda-feira, 8 de junho de 202 considerando a Resolução RDC n.º, de 2 de dezembro de 2002; considerando ainda a Resolução RDC n.º, de 2 de abril de 2009, que estabelece critérios de

Leia mais

O uso de psicofármacos no tratamento dos transtornos mentais, a partir. dos anos 50, mudou radicalmente a falta de perspectivas

O uso de psicofármacos no tratamento dos transtornos mentais, a partir. dos anos 50, mudou radicalmente a falta de perspectivas PSICOFÁRMACOS NOS TRANSTORNOS MENTAIS Aristides Volpato Cordioli 1 INTRODUÇÃO O uso de psicofármacos no tratamento dos transtornos mentais, a partir dos anos 50, mudou radicalmente a falta de perspectivas

Leia mais

Distúrbios Neurodegenerativos

Distúrbios Neurodegenerativos Distúrbios Neurodegenerativos Mecanismos de Morte Neuronal Excitotoxicidade Apoptose Estresse oxidativo Excitotoxicidade Os aminoácidos excitatórios (EAA), por ex glutamato podem causar morte neuronal.

Leia mais

Haloperidol. Prati-Donaduzzi Solução oral 2 mg/ml. Haloperidol_bula_profissional

Haloperidol. Prati-Donaduzzi Solução oral 2 mg/ml. Haloperidol_bula_profissional Haloperidol Prati-Donaduzzi Solução oral 2 mg/ml INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE haloperidol Medicamento genérico Lei n 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES Solução oral de 2 mg/ml em embalagem

Leia mais

25 mg, 100 mg e 200 mg (comprimidos) Cópia dos exames: colesterol total e frações, triglicerídeos, glicemia de jejum

25 mg, 100 mg e 200 mg (comprimidos) Cópia dos exames: colesterol total e frações, triglicerídeos, glicemia de jejum TRANSTORNO ESQUIZOAFETIVO Portaria SAS/MS n 1203 04/11/2014 Medicamento RISPERIDONA QUETIAPINA OLANZAPINA CID 10 F25.0; F25.1; F25.2 Apresentação 1 mg e 2 mg (comprimidos) 25 mg, 100 mg e 200 mg (comprimidos)

Leia mais

DOR PROTOCOLO DO TRATAMENTO CLÍNICO PARA O NEUROLOGISTA. Laura Sousa Castro Peixoto

DOR PROTOCOLO DO TRATAMENTO CLÍNICO PARA O NEUROLOGISTA. Laura Sousa Castro Peixoto DOR PROTOCOLO DO TRATAMENTO CLÍNICO PARA O NEUROLOGISTA Laura Sousa Castro Peixoto DOR Dor é uma sensação ou experiência emocional desagradável, associada com dano tecidual real ou potencial. IASP Tratamento

Leia mais

RISPERIDONA: redução dos efeitos adversos devido a menor dose RISPERIDONA: redução da necessidade do uso de laxantes

RISPERIDONA: redução dos efeitos adversos devido a menor dose RISPERIDONA: redução da necessidade do uso de laxantes RISPERIDONA no tratamento da demência Menor ocorrência de efeitos extrapiramidais Doutor O objetivo deste informe científico é demonstrar que o tratamento RISPERIDONA na dose de 0,5 a 1,5 mg/dia apresenta

Leia mais

Esquizofrenia. O Que Você Precisa Saber

Esquizofrenia. O Que Você Precisa Saber Esquizofrenia O Que Você Precisa Saber O que é Esquizofrenia? A esquizofrenia é uma doença mental crônica, que se manifesta na adolescência ou no início da idade adulta. Sua freqüência na população em

Leia mais

CINTILOGRAFIA COM 123 I-MIBG

CINTILOGRAFIA COM 123 I-MIBG CINTILOGRAFIA COM 123 I-MIBG PREPARO Para que a medicação não seja absorvida pela sua glândula tireoide, é importante bloqueá-la tomando Iodo, por exemplo, xarope de Iodeto de Potássio. Pacientes que já

Leia mais

Bromocriptina mesilato

Bromocriptina mesilato Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 32 H 40 BrN 5 O 5.CH 4 O 3 S Peso molecular: 750.72 DCB/ DCI: 01466 - mesilato de bromocriptina / 3365 CAS: 22260-51-1 INCI: não aplicável Sinonímia:

Leia mais

Aspectos Clínicos do Uso de Antipsicóticos Atípicos na Farmacoterapia do Transtorno Bipolar

Aspectos Clínicos do Uso de Antipsicóticos Atípicos na Farmacoterapia do Transtorno Bipolar 41 Submitted: 28-03-16 Corrected version: 06-04-16 Accepted in: 11-04-16 Aspectos Clínicos do Uso de Antipsicóticos Atípicos na Farmacoterapia do Transtorno Bipolar Rafael Inácio Pompeu Mendes 1 *, Marcus

Leia mais

Invega Sustenna TM palmitato de paliperidona Suspensão Injetável de Liberação Prolongada

Invega Sustenna TM palmitato de paliperidona Suspensão Injetável de Liberação Prolongada IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Invega Sustenna TM palmitato de paliperidona Suspensão Injetável de Liberação Prolongada APRESENTAÇÕES Suspensão injetável de liberação prolongada de palmitato de paliperidona

Leia mais

Cadernos da Escola de Saúde 1 AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA RISPERIDONA INJETÁVEL NA EVALUATION OF THE EFFECTS OF INJECTABLE RISPERIDONE IN

Cadernos da Escola de Saúde 1 AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA RISPERIDONA INJETÁVEL NA EVALUATION OF THE EFFECTS OF INJECTABLE RISPERIDONE IN 1 AVALIAÇÃO DOS EFEITOS DA RISPERIDONA INJETÁVEL NA ESQUIZOFRENIA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA. EVALUATION OF THE EFFECTS OF INJECTABLE RISPERIDONE IN SCHIZOPHRENIA REVIEW. RESUMO Bruna Luana Nunes 1 Adriana

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 28. MÉDICO I PSIQUIATRIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SOROCABA. Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos

CONCURSO PÚBLICO 28. MÉDICO I PSIQUIATRIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SOROCABA. Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos PREFEITURA MUNICIPAL DE SOROCABA CONCURSO PÚBLICO 28. MÉDICO I PSIQUIATRIA Conhecimentos Gerais e Conhecimentos Específicos INSTRUÇÕES VOCÊ RECEBEU SUA FOLHA DEFINITIVA DE RESPOSTAS E ESTE CADERNO CONTENDO

Leia mais

Transtornos podem ser considerados como Psíquicos Psiquiátricos

Transtornos podem ser considerados como Psíquicos Psiquiátricos Transtornos podem ser considerados como Psíquicos Psiquiátricos Alguns autores colocam como alterações de comportamento não acompanhadas de alterações de consciência Conceito de neurose Conceito de psicose

Leia mais

Aspectos práticos da psicofarmacoterapia em crianças e adolescentes

Aspectos práticos da psicofarmacoterapia em crianças e adolescentes Aspectos práticos da psicofarmacoterapia em crianças e adolescentes Heloisa Helena Alves Brasil Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Psiquiatria. Doutora em Ciências da Saúde pela Universidade

Leia mais

Linha Guia de Atenção à Saúde Mental

Linha Guia de Atenção à Saúde Mental CURITIBA 2014 Linha Guia de Atenção à Saúde Mental FP-0003-14-LINHA_GUIA_SAUDE_MENTAL_2cores.indd 1 LINHA GUIA APRESENTAÇÃO A partir do ano de 2011, a Rede de Atenção à Saúde Mental foi definida como uma

Leia mais

ABORDAGEM PSICOLÓGICA DO PACIENTE TERMINAL

ABORDAGEM PSICOLÓGICA DO PACIENTE TERMINAL ABORDAGEM PSICOLÓGICA DO PACIENTE TERMINAL SOLICITAÇÃO DA FAMÍLIA PARA NÃO INFORMAR AO PACIENTE SOBRE SUA DOENÇA Conduta: avaliar motivo da solicitação pela família, valorizando sua razão e a possibilidade

Leia mais

NEOZINE Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Comprimidos 25mg e 100mg

NEOZINE Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Comprimidos 25mg e 100mg NEOZINE Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda. Comprimidos 25mg e 100mg MODELO DE BULA Esta bula sofreu aumento de tamanho para adequação a legislação vigente da ANVISA. Esta bula é continuamente atualizada.

Leia mais

Paciente: Hélio Barbosa Soares Idade: 43 anos Procedência: Itatinga Profissão: Tratorista Naturalidade: Avaré Diagnostico: Depressão Crônica Grave

Paciente: Hélio Barbosa Soares Idade: 43 anos Procedência: Itatinga Profissão: Tratorista Naturalidade: Avaré Diagnostico: Depressão Crônica Grave Paciente: Hélio Barbosa Soares Idade: 43 anos Procedência: Itatinga Profissão: Tratorista Naturalidade: Avaré Diagnostico: Depressão Crônica Grave F32 EPISÓDIOS DEPRESSIVOS: DEPRESSÃO CID 10 F32-F33 3

Leia mais

Psicopatologia do Uso Abusivo de Álcool e Outras Drogas

Psicopatologia do Uso Abusivo de Álcool e Outras Drogas Universidade Federal do Rio de Janeiro Programa de Estudos e Assistência ao Uso Indevido de Drogas Psicopatologia do Uso Abusivo de Álcool e Outras Drogas Marcelo Santos Cruz, MD, PhD Qual a melhor forma

Leia mais

Emergência Psiquiátrica. Prof. João Gregório Neto

Emergência Psiquiátrica. Prof. João Gregório Neto Emergência Psiquiátrica Prof. João Gregório Neto Emergência psiquiátrica Conceito Qualquer situação de natureza psiquiátrica em que existe um risco significativo (de morte ou injuria grave) para o paciente

Leia mais

SEROQUEL hemifumarato de quetiapina

SEROQUEL hemifumarato de quetiapina SEROQUEL hemifumarato de quetiapina I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO SEROQUEL hemifumarato de quetiapina APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de 25 mg em embalagens com 14 comprimidos. Comprimidos revestidos

Leia mais

ABILIFY é indicado para o tratamento da esquizofrenia em adultos e em adolescentes de idade igual ou superior a 15 anos.

ABILIFY é indicado para o tratamento da esquizofrenia em adultos e em adolescentes de idade igual ou superior a 15 anos. 1. NOME DO MEDICAMENTO ABILIFY 5 mg comprimidos ABILIFY 10 mg comprimidos ABILIFY 15 mg comprimidos ABILIFY 30 mg comprimidos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA ABILIFY 5 mg comprimidos Cada comprimido

Leia mais

LÍTIO, ANTICONVULSIVANTES E ANTIPSICÓTICOS ASSOCIADOS À PSICOEDUCAÇÃO NO ESPECTRO BIPOLAR

LÍTIO, ANTICONVULSIVANTES E ANTIPSICÓTICOS ASSOCIADOS À PSICOEDUCAÇÃO NO ESPECTRO BIPOLAR LÍTIO, ANTICONVULSIVANTES E ANTIPSICÓTICOS ASSOCIADOS À PSICOEDUCAÇÃO NO ESPECTRO BIPOLAR Francisco Guarniero Médico Psiquiatra Colaborador do AMBULIM PONTOS-CHAVE Espectro bipolar nem sempre é reconhecido

Leia mais

ABILIFY é indicado para o tratamento da esquizofrenia em adultos e em adolescentes de idade igual ou superior a 15 anos.

ABILIFY é indicado para o tratamento da esquizofrenia em adultos e em adolescentes de idade igual ou superior a 15 anos. 1. NOME DO MEDICAMENTO ABILIFY 15 mg comprimidos 2. COMPOSIÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA Cada comprimido contém 15 mg de aripiprazol. Excipiente com efeito conhecido: 57 mg lactose por comprimido. Lista

Leia mais