Entrevista: Felippe Melo detalha como o banco IBM tem papel fundamental na trajetória da companhia rumo às PMEs

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Entrevista: Felippe Melo detalha como o banco IBM tem papel fundamental na trajetória da companhia rumo às PMEs"

Transcrição

1 Entrevista: Felippe Melo detalha como o banco IBM tem papel fundamental na trajetória da companhia rumo às PMEs channel REVISTA INFORMATIVA DAS SOLUÇÕES POWER SYSTEMS ANO 6 EDIÇÃO 21 SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO 2013 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA INOVAÇÃO COLABORATIVA uma nova onda se inicia O OpenPower Consortium representa um marco em inovação colaborativa para o desenvolvimento de tecnologias para data centers em nuvem UNINOVE é POWER7+, por maior disponibilidade e performance Procurando mais desempenho para aplicações Java? Conheça a PowerLinux da IBM!

2

3 EDITORIAL OpenPOWER é um consórcio entre empresas líderes em tecnologia para data centers que unirão seus esforços de inovação colaborativa. O objetivo é o desenvolvimento do novo perfil dos data centers em cloud em torno da arquitetura dos processadores POWER, da IBM. Ao mesmo tempo, a IBM anuncia o investimento de US$ 1 bilhão em ações para o desenvolvimento do ecossistema de aplicações Linux em Power, com ênfase para cloud computing e Big Data. INOVAÇÃO COLABORATIVA As estratégias que as empresas têm adotado para promover inovações tecnológicas de produtos e serviços têm mudado significativamente nos últimos anos. Um dos elementos de notável evolução diz respeito à maneira como as empresas conduzem a etapa de pesquisa e desenvolvimento (P&D) de novos produtos, serviços, processos e modelos de negócios. A revolução criada por um mundo altamente conectado, informado e exigente, requer uma aceleração na inovação tecnológica como base de apoio para a diferenciação competitiva. Buscando esta diferenciação, empresas de vários segmentos de indústria têm se unido para buscar a colaboração para o desenvolvimento de novos produtos e tecnologias, o que garante velocidade e reduz os custos de pesquisa e desenvolvimento. Gigantes como IBM, Google, Melanox, Tyan e NVIDIA trouxeram-nos mais um exemplo disto, com a criação do OpenPower Consortium, nosso tema de capa. Já são quatro Linux Centers para Power no mundo (China, Austin, New York e agora Montpellier, na França), operando para auxiliar clientes e desenvolvedores de soluções na migração de suas aplicações para o Linux em Power. Outro anúncio importante foi a nova PowerLinux 7R4, servidor com até 4-sockets, 32-cores, 128 threads simultâneos. Fatos que, unidos, mostram que a Big Blue resolveu tornar PowerLinux definitivamente um servidor referência para os clientes que buscam adotar aplicações modernas em Linux. Otimização e performance líder para aplicações Java, liderança em Benchmark para SAP, suporte a Hadoop para Big Data, porting de aplicações para HPC, são alguns dos exemplos do crescimento exponencial deste ecossistema em resposta ao investimento sendo realizado pela IBM. Liguem-se neste movimento! Muitas outras novidades estão por vir. E como sempre, trazemos casos de sucesso na plataforma, dicas técnicas (como o artigo de Fernando Toledo sobre AME) e muitas outras novidades! Boa leitura! Redação Power Channel EXPEDIENTE REDAÇÃO: Rua Neto de Araújo, Conj Vila Mariana, São Paulo, SP Tel. (11) COORDENAÇÃO GERAL: Valdeci Junior - Officer2880 JORNALISTA RESPONSÁVEL: Cristiane Bottini - MTB Nº DIRETOR DE ARTE: João Marcos Batista COLABORADORES DESTA EDIÇÃO: Carlos Eduardo Patti Ferreira, Carlos Henrique Faquim, Fernando Toledo Augusto e Klaus Heinrich Kiwi COMERCIAL: Valdeci Junior A REVISTA POWER CHANNEL é uma publicação trimestral destinada aos CIOs ligados aos produtos de hardware e software. Esta revista é distribuída gratuitamente a todos os parceiros e demais pessoas com interesse no seu conteúdo. O conteúdo das matérias assinadas são de responsabilidade de seus respectivos autores e não correspondem, necessariamente, à opinião desta revista e nem de seus editores. PARA CONTATOS, por favor acesse os meios apresentados acima. Faça o DOWNLOAD das matérias apresentadas nesta revista através do site

4 ÍNDICE CAPA INOVAÇÃO COLABORATIVA, UMA NOVA ONDA SE INICIA ENTREVISTA FELIPPE MELO A IBM, Google, Mellanox, Nvidia e Tyan criam o Consórcio OpenPower, aliança de desenvolvimento aberta e colaborativa baseada em POWER 16 O executivo assumiu a direção do banco com o desafio de implementar localmente um aplicativo para financiamento de TI por meio de dispositivos móveis 5 NERDVANA Active Memory Expansion (AME) e WPAR AIX 5.3 Conheça os recursos dessas duas features 8 TECNOLOGIAS E TENDÊNCIAS PARCEIROS AÇÃO INFORMÁTICA Uninove é POWER7+ 12 IBM Systems Technical University AVNET POWER7 garante segurança à Portonave 14 PRODUTOS PRODUTOS OPINIÃO IBM traz mais Power ao Linux 19 PowerLinux: mais desempenho nas aplicações Java A convergência das Por que PowerLinux? Storage Area Networks Por que IBM? com a rede Ethernet Por que agora? 4 Power Channel Setembro Outubro Novembro 2013

5 DIVULGAÇÃO ENTREVISTA FELIPPE MELO BANCO ASSUME PAPEL FUNDAMENTAL NA TRAJETÓRIA DA IBM RUMO ÀS PMEs Como já mostramos em outras edições, a IBM tem avançado muito em sua estratégia de expansão geográfica, aumentado sua capilaridade e oferecendo produtos que atendem as expectativas técnicas e de custo para todos os tamanhos de clientes. Neste contexto, ganha cada vez mais importância o braço de financiamento da companhia. No final do ano passado essa divisão disponibilizou US$ 4 bilhões para alavancar projetos junto às PMEs ao redor do mundo. A ideia agora é fortalecer e alavancar o modelo atendendo em todo o território brasileiro. O Banco IBM também vem realizando sua expansão geográfica, alocando profissionais no RS, PR, SP, RJ, MG, PE e BA. De acordo com a IBM, os distribuidores e outros 50 revendedores selecionados, estão aptos a oferecer financiamento através da ferramenta online - Rapid Online Financing. A instituição oferece pacotes simples e flexíveis de leasing e financiamento a partir de R$ , alguns começando com taxas reduzidas, próximas a 0%. No comando está Felippe Melo, um profissional de carreira na IBM que assumiu este ano a direção do banco já com o desafio de implementar localmente o aplicativo Mobile Rapid Financing, para financiamento de tecnologia por meio de dispositivos móveis. Este projeto foi lançado em Outubro do ano passado nos Estados Unidos, seguido da China, Inglaterra e agora o Brasil primeiro país da América Latina a receber esta novidade. O aplicativo pode ser instalado em aparelhos celulares como Blackberry, iphone ou Android de forma rápida e fácil. Em comunicado, a companhia explicou que a novidade ajuda o parceiro e seu cliente a adquirir o financiamento para implantar tecnologias avançadas, como análise de dados, cloud computing e social business, por exemplo. Nesta entrevista com Felippe Melo, vamos entender o que oferece e quais os diferenciais do Banco IBM. Setembro Outubro Novembro 2013 Power Channel 5

6 POWER CHANNEL: Quais as facilidades que o Banco IBM oferece? Felippe Melo: O Banco IBM é voltado exclusivamente para financiamento de TI e está preparado para atender transações a partir de R$ de forma ágil e simples. Para linhas de crédito de até R$ não são solicitados dados financeiros do cliente, porque o crédito é analisado automaticamente com base nos dados cadastrais e para valores de até R$ a proposta e o contrato também são feitos de forma automatizada. Tudo isso através da ferramenta que desenvolvemos, denominada ROF, que está disponível para nossos parceiros de negócios. As transações com valores superiores ao limite do ROF são conduzidas pela nossa própria força de vendas, que hoje já está alocada em diversos locais do país, visando entender as particularidades de cada região. O portfólio de produtos financeiros engloba soluções de leasing, financiamento e compra de recebíveis, sempre com foco em atender o que o mercado de tecnologia demanda. É possível contratar uma operação de 12 meses via CCC (Contrato de Cessão de Crédito) ou de prazo mais longo, como 48 meses em leasing. PC: Quais as vantagens do Leasing com opção de compra a valor de mercado (Fair Market Value) para clientes Power? Melo: O leasing certamente é o melhor produto de financiamento de equipamentos de TI, considerando os seus benefícios fiscais e a flexibilidade que proporciona ao final do contrato, quando o cliente pode optar pela compra, devolução ou refinanciamento do produto. Além disso, o Banco IBM permite incluir no leasing a solução As instituições financeiras tradicionais estão interessadas apenas no ganho financeiro da transação (juros), enquanto nós visamos o retorno ao longo de todo o ciclo de vida do produto que inclui o mercado de Remarketing e, com isso, promovemos ganhos adicionais aos clientes com o Leasing FMV completa que o cliente deseja adquirir, ou seja, não apenas o equipamento Power, mas também o software e os serviços correlacionados à solução, sejam eles IBM ou não. O mercado brasileiro está mais habituado com o leasing financeiro, onde a opção de compra é simbólica ao final do contrato. Entretanto, com a redução e estabilização das taxas de juros e com a dinâmica cada vez maior de evolução tecnológica, hoje não faz sentido investir na aquisição definitiva de um equipamento sabendo que dentro de 2 ou 3 anos poderá demandar um crescimento ou atualização. Desta forma, o leasing com opção de compra a valor de mercado (FMV) torna-se o produto ideal para investimentos em hardware, ajudando a diminuir o custo total de propriedade. Nessa modalidade os clientes não financiam 100% do valor do equipamento, reduzindo o pagamento mensal, diluindo o investimento ao longo do prazo do arrendamento e proporcionando condições atrativas. O valor residual, que não é cobrado pelo Banco IBM ao longo do contrato, é postergado para o final do leasing e será pago apenas se o cliente optar pela compra definitiva do bem. Em caso de devolução o valor residual será recuperado pela divisão de Remarketing IBM na revenda do equipamento. O leasing FMV reduz ainda substancialmente os riscos de obsolescência e contingenciamento, pois a responsabilidade pelo descarte dos produtos é transferida ao Banco IBM. PC: Quando é mais vantajoso optar pelo leasing e quando é melhor optar pelo financiamento? Melo: O leasing é o modelo ideal para aquisição de equipamentos e softwares, podendo seu benefício ser ainda maior para o hardware através do Leasing FMV. Cabe lembrar ainda que o Banco IBM também faz leasing apenas de software. Entretanto, o prazo mínimo do leasing é 24 meses, portanto, para os casos em que os clientes desejam um prazo menor de pagamento o financiamento passa a ser a solução ideal. Já em outra 6 Power Channel Setembro Outubro Novembro 2013

7 situação, em que o financiamento é mais adequado, é quando o cliente deseja adquirir uma solução de hardware/software integrado em um contrato de serviços. O leasing não permite o financiamento de soluções onde o componente de serviços predomina ou é total e, nesses casos, o financiamento novamente mostrase mais interessante. PC: Em relação às demais instituições financeiras, qual a vantagem em contratar os serviços do Banco IBM? Melo: Nosso objetivo é fornecer aos nossos clientes uma linha de crédito adicional com taxas competitivas para aquisição exclusivamente de TI, permitindo a preservação das linhas de crédito com as demais instituições financeiras para investimentos em sua atividade principal (construção de uma nova planta, abertura de escritórios em outras cidades para sua expansão, aquisição de outra empresa, entre outras atividades não diretamente relacionadas a TI). Além disso, nosso portfólio é totalmente voltado a atender às necessidades do mundo de TI como, por exemplo, com o leasing FMV. As instituições financeiras tradicionais estão interessadas apenas no ganho financeiro da transação (juros), enquanto nós visamos o retorno ao longo de todo o ciclo de vida do produto que inclui o mercado de Remarketing e, com isso, promovemos ganhos adicionais aos clientes com o Leasing FMV. Finalmente, o nosso modelo de cobertura agiliza o processo de aprovação de crédito, emissão de proposta e contrato através da ferramenta ROF, por meio de nossos parceiros, e nos coloca em posição altamente diferenciada O Banco IBM visa justamente atender essas necessidades de investimentos no mercado de TI e, para isso, tem adaptado seu portfólio à cobertura e ao modelo de integração com seus parceiros de negócios no que tange à velocidade e simplicidade do processo de financiamento. PC: E para ISVs e integradores que oferecem suas soluções e serviços com Power, o que o Banco IBM oferece? Melo: Nossos produtos financeiros são voltados para o cliente final e permitem incorporar toda solução de TI atrelada ao equipamento Power. Desta forma, as soluções e serviços desenvolvidos pelos ISVs e integradores podem ser financiados, viabilizando o projeto como um todo e acelerando o ciclo de decisão dos clientes. PC: Para aqueles clientes com contrato de leasing em andamento é possível atualização de equipamento? Em que condições? Melo: O leasing é um produto bastante flexível, tanto em relação ao processo de decisão no final do contrato (compra, devolução ou renovação), quanto em relação à atualização tecnológica no decorrer do mesmo. No caso de um crescimento físico ou lógico na máquina arrendada ou mesmo no caso de substituição total do equipamento, o leasing permite a inclusão do upgrade ou troca da máquina, podendo manter o prazo remanescente do contrato atual ou mesmo refinanciando o saldo devedor, juntamente com os itens novos por um prazo mais longo. Vale reforçar que, no caso do leasing FMV, o valor residual que o Banco IBM não cobrou ao longo do contrato é realmente eliminado da conta do cliente, traduzindo-se em um ganho real no investimento passado. PC: Sua mensagem final sobre o Banco IBM para os clientes Power. Melo: Hoje, onde é cada vez maior o número de projetos e investimentos a serem feitos pelos nossos clientes, o acesso às linhas de créditos simples, ágeis e atrativas torna-se um grande diferencial para acelerar a tomada de decisão e viabilizar os planos de crescimento. O Banco IBM visa justamente atender essas necessidades de investimentos no mercado de TI e, para isso, tem adaptado seu portfólio à cobertura e ao modelo de integração com seus parceiros de negócios. O mercado de Power é, certamente, um dos motores da tecnologia e esperamos atender cada vez melhor essa demanda. Setembro Outubro Novembro 2013 Power Channel 7

8 CURTAS ACTIVE MEMORY EXPANSION (AME) E WPAR AIX 5.3 NERDVANA - O cantinho do técnico POR FERNANDO TOLEDO AUGUSTO Muitas vezes nos deparamos com situações em que precisamos manter um servidor antigo, com valores de manutenção muito altos e sem a possibilidade de upgrades, especialmente por limitações da aplicação. Com a opção de executar o AIX 5.3 em uma WPAR no AIX 7.1, podemos endereçar muitas situações como essa, atualizando o hardware e usando muitas features não disponíveis nativamente no AIX 5.3. Um exemplo são as 4 threads suportadas nos processadores power7/power7+. O máximo suportado no AIX 5.3 são 2 threads. Ou seja, o AIX 5.3, apesar de rodar nativamente nos processadores Power7/Power7+, não utiliza o processador completamente. Porém, se executado em uma WPAR no AIX 7.1, é possível utilizar as 4 threads. Outra feature que pode ser explorada nesse caso é o Active Memory Expansion AME. Ela é usada no AIX 7.1 em conjunto com o processador Power7/Power7+. Trata-se de comprimir a memória, para configurar uma Lpar com menos memória ou para entregar mais memória para a aplicação, sem a necessidade de upgrade físico. É bem simples: qualquer paginação que o AIX tenha que fazer vai primeiro para uma área comprimida em memória, antes de ir para o disco. A penalidade é o uso do processador para a atividade de compressão. Para isso, é recomendado coletar os dados do AME através do utilitário amepat e, em seguida, configurar o AME conforme a recomendação do utilitário. Para demonstrar, eis um ambiente testado com o uso do AME, com um banco de dados em uma WPAR AIX 5.3: Servidor power750; AIX 7.1, com 8GB de memória, um proces- sador entitle, dois processadores virtuais; WPAR AIX 5.3; Oracle 9i release ; Memória total alocada para o Oracle: 4GB Total System Global Area bytes Fixed Size: bytes Variable Size: bytes Database Buffers: bytes Redo Buffers: bytes. Foi utilizada a aplicação SwingBench, em sua configuração padrão, para rodar um teste de stress nesse ambiente, com e sem AME. Durante a execução, sem AME, foram coletadas informações do ambiente com o utilitário amepat. As recomendações do amepat foram então seguidas para o teste seguinte com AME. Cada teste foi executado durante 10 minutos e o comando usado para coleta do AME foi: amepat R <nome do arquivo> 10. Os testes com AME ativo foram feitos com a recomendação obtida com a ferramenta. O fator de 1,60 foi usado para as configurações de 100 e 500 usuários e de 1,28 para e usuários. Os resultados estão resumidos na tabela abaixo. Nos casos de 100 e 500 usuários, foi possível reduzir a memória física alocada de 8GB para 5GB, com diferenças totais muito sutis. Os 3GBs liberados podem ser usados para criação de outro ambiente, como, por exemplo, homologação, aproveitando melhor o servidor como um todo. Para usuários (nesse caso já há alguma paginação para disco), a simples configuração do AME, com 6,25GB de memória física, permitiu ter um resultado bem parecido, novamente usando menos memória. Quando o teste foi feito com usuários, além do aumento do tempo de resposta, algumas transações terminaram com erro. Claramente um caso de falta de recursos. Porém, uma situação dessa pode ser minimizada com o uso do AME e sem a necessidade de upgrade físico ou dando tempo para um upgrade físico planejado. Com o AME (fator de 1,28) ativo e usuários, a memória disponível para o ambiente aumenta de 8GB para 13GB, sem upgrade físico. Isso reduziu bastante a paginação para disco, melhorou o tempo de resposta para o usuário em 8,2ms e permitiu executar muito mais transações (quase 19 mil a mais) sendo que, dessas transações, apenas 40 terminaram com erro, contra 243 do teste sem AME. CONCLUSÃO O recurso de Active Memory Expansion, apesar de novo, pode ser usado mesmo em ambientes antigos e que não conhecem essa feature, no caso AIX 5.3, via WPAR. Podemos notar sim que há ganhos em utilizar esse recurso, seja para liberar mais memória física ou para aumentar a memória disponível para uma aplicação que está enfrentando gargalos e precisa de mais recursos. NOTA: O AME trabalha apenas com páginas de 4K. O processo de compressão não atua em configurações com large page (16MB) ou huge page (16GB). Nos casos de páginas de 64K, se o AME for habilitado o AIX trabalha apenas com páginas de 4K. Deve-se observar se a aplicação que faz uso de páginas de 64K não apresenta problemas de desempenho se a página de memória for de 4K. FERNANDO TOLEDO AUGUSTO Especialista Técnico Power Systems nas IBM, tendo trabalhado e contribuído em diversos projetos de implementação da plataforma Power Usuários DML Sem AME Tempo Médio de Resposta Transações Totais , , , Transações Falhas DML Tempo Médio de Resposta 6,6 19, Com AME Transações Totais Transações Falhas Config. AME fator 1,60 - mem. 5GB fator 1,60 - mem. 5GB fator 1,28 - mem. 6,25GB fator 1,28 - mem. 8GB 8 Power Channel Setembro Outubro Novembro 2013

9 # amepat -P ame.100 Command Invoked : amepat -P ame.100 Date/Time of invocatio n : Thu Jul 25 16:15:25 BRT 2013 Total Monitored time : 9 mins 28 secs Total Samples Collected : 3 System Configuration: Partition Name : wpar1 Processor Implementation Mode : POWER7 Mode Number Of Logical CPUs : 8 Processor Entitled Capacity : 1.00 Processor Max. Capacity : 2.00 True Memory : 8.00 GB SMT Threads : 4 Shared Processor Mode : Enabled -Uncapped Active Memory Sharing : Disabled Active Memory Expansion : Disabled CONFIGURAÇÃO System Resource Statistics: Average Min Max CPU Util (Phys. Processors) 0.18 [ 9%] 0.17 [ 9%] 0.20 [ 10%] Virtual Memory Size (MB) 5341 [ 65%] 5327 [ 65%] 5349 [ 65%] True Memory In-Use (MB) 4017 [ 49%] 4002 [ 49%] 4025 [ 49%] Pinned Memory (MB) 2326 [ 28%] 2326 [ 28%] 2326 [ 28%] File Cache Size (MB) 185 [ 2%] 185 [ 2%] 185 [ 2%] Available Memory (MB) 4166 [ 51%] 4159 [ 51%] 4181 [ 51%] Active Memory Expansion Modeled Statistics : Modeled Expanded Memory Size : 8.00 GB Achievable Compression ratio :2.59 Expansion Modeled True Modeled CP U Usage Factor Memory Size Memory Gain Estimate GB 0.00 KB [ 0%] 0.00 [ 0%] GB MB [ 10%] 0.00 [ 0%] GB 1.25 GB [ 19%] 0.00 [ 0%] GB 2.00 GB [ 33%] 0.00 [ 0%] GB 2.25 GB [ 39%] 0.00 [ 0%] GB 2.75 GB [ 52%] 0.00 [ 0%] GB 3.00 GB [ 60%] 0.00 [ 0%] USO DE RECURSOS DURANTE EXECUÇÃO OPÇÕES AME Active Memory Expansion Recommendation: The recommended AME configuration for this workload is to configure the LPAR with a memory size of 5.00 GB and to configure a memory expansion factor of This will result in a memory gain of 60%. With this configuration, the estimated CPU usage due to AME is approximately 0.00 physical processors, and the estimated overall peak CPU resource required for the LPAR is 0.20 physical processors. NOTE: amepat's recommendations are based on the workload's utilization level during the monitored period. If there is a change in the workload's utilization level or a change in workload itself, amepat should be run a gain. The modeled Active Memory Expansion CPU usage reported by amepat is just an estimate. The actual CPU usage used for Active Memory Expansion may be lower or higher depending on the workload. CONTINUA Setembro Outubro Novembro 2013 Power Channel 9

10 CURTAS NERDVANA - O cantinho do técnico POR FERNANDO TOLEDO AUGUSTO CONTINUAÇÃO # amepat -P ame.1200 Command Invoked : amepat -P ame.1200 Date/Time of invocation : Thu Jul 25 17:46:12 BRT 2013 Total Monitored time : 10 mins 4 secs Total Samples Collected : 3 System Configuration: Partition Name : wpar1 Processor Implementation Mode : POWER7 Mode Number Of Logical CPUs : 8 Processor Entitled Capacity : 1.00 Processor Max. Capacity : 2.00 True Memory : 8.00 GB SMT Threads : 4 Shared Processor Mode : Enabled-Uncapped Active Memory Sharing : Disabled Active Memory Expansion : Disabled CONFIGURAÇÃO System Resource Statistics: Average Min Max CPU Util (Phys. Processors) 1.34 [ 67%] 1.05 [ 53%] 1.48 [ 74%] Virtual Memory Size (MB) 9442 [115%] 6804 [ 83%] [131%] True Memory In-Use (MB) 7195 [ 88%] 5272 [ 64%] 8157 [100%] Pinned Memory (MB) 2672 [ 33%] 2353 [ 29%] 2832 [ 35%] File Cache Size (MB) 156 [ 2%] 156 [ 2%] 157 [ 2%] Available Memory (MB) 987 [ 12%] 26 [ 0%] 2911 [ 36%] Active Memory Expansion Modeled Statistics : Modeled Expanded Memory Size : 8.00 GB Achievable Compression ratio :2.48 Expansion Modeled True Modeled CPU Usage Factor Memory Size Memory Gain Estimate GB 0.00 KB [ 0%] 0.00 [ 0%] GB MB [ 10%] 0.00 [ 0%] GB 1.25 GB [ 19%] 0.00 [ 0%] GB 1.75 GB [ 28%] 0.20 [ 10%] GB 2.00 GB [ 33%] 0.41 [ 20%] GB 2.50 GB [ 45%] 0.82 [ 41%] GB 2.75 GB [ 52%] 1.03 [ 52%] USO DE RECURSOS DURANTE EXECUÇÃO OPÇÕES AME Active Memory Expansion Recommendation: The recommended AME configuration for this workload is to configure the LPAR with a memory size of 6.25 GB and to configure a memory expansion f actor of This will result in a memory gain of 28%. With this configuration, the estimated CPU usage due to AME is approximately 0.20 physical processors, and the estimated overall peak CPU resource required for the LPAR is 1.68 physical processors. NOTE: amepat's recommendations are based on the workload's utilization level during the monitored period. If there is a change in the workload's utilization level or a change in workload itself, amepat should be run again. The modeled Active Memory Expansion CPU usage reported by amepat is just an estimate. The actual CPU usage used for Active Memory Expansion may be lower or higher depending on the workload. 10 Power Channel Setembro Outubro Novembro 2013

11 TECNOLOGIAS E TENDÊNCIAS Entre os dias 5 e 7 de novembro acontecerá no Hotel Royal Palm Plaza Resort, em Campinas, Interior de São Paulo, a 3ª edição do IBM Systems Technical University 2013 a conferência da Big Blue que reúne anualmente os principais líderes técnicos das suas principais plataformas para a troca de experiências entre fornecedores, parceiros, desenvolvedores e executivos do mercado de TI DA REDAÇÃO IBM Systems Technical University 2013 Durante os três dias, os participantes da conferência terão acesso a um variado leque de palestras com as últimas tecnologias anunciadas pela fabricante, lições aprendidas por meio de casos de sucesso e demos de várias soluções de hardware e softwares desenvolvidos pelo time IBM. Além de sessões com laboratórios hands-on, sessões de certificação, espaço de expositores, entre outras atividades. As Conferências Técnicas IBM são eventos globais, no entanto, para ampliar o acesso ao conteúdo, esta versão será customizada para o público brasileiro, onde 80% dos palestrantes se apresentarão em português, com tradução simultânea para as demais sessões. De acordo com a IBM, o objetivo do Technical University 2013 é promover para seu ecossistema a atualização e o aperfeiçoamento dos conhecimentos e experiências em Tecnologia da Informação. Dados da IDC mostram que projetos que alocam mais de 6% do orçamento em educação são significativamente mais bemsucedidos do que os que investem 3% ou menos. O instituto de pesquisa também afirma que projetos liderados por equipes que têm 40% do pessoal melhor capacitado obtêm alto nível de sucesso e atendem melhor as demandas de negócios. Por esse motivo, durante o evento estarão disponíveis também provas de Certificação com preços especiais. O objetivo do processo de certificação profissional IBM é desenvolver uma comunidade altamente capacitada, com profissionais habilitados a vender, prestar serviços, suportar e/ou usar os produtos e as soluções da Big Blue. COMO PARTICIPAR DO EVENTO OPÇÕES* Inscrição (all days pass) + Hotel (quarto single) Inscrição (all days pass) + Hotel (quarto double) Inscrição (all days pass) Inscrição (1- day pass) ATÉ 04/10 APÓS 04/10 R$ R$ R$ R$ R$ FONTE: MAIS DETALHES SOBRE O IBM SYSTEMS TECHNICAL UNIVERSITY 2013 R$ R$ R$ Para fazer sua inscrição: ibm.com/training/conf/brazil2013 Confira os destaques de Power na conferência acessando: ibm.com/training/conf/brazil2013/highlights Outras informações sobre certificação profissional IBM podem ser obtidas em: (*) Impostos e encargos não estão incluídos nesses valores. A inscrição no evento inclui a participação nas sessões, acesso ao Solution Center, coffee breaks e almoços. A hospedagem no Hotel Royal Palm Plaza Resort é opcional e poderá estar inclusa de acordo com sua opção de inscrição. Jantares, estacionamento, frigobar, transporte e ligações telefônicas não estão incluídos nos valores. Setembro Outubro Novembro 2013 Power Channel 11

12 PARCEIROS Ação Informática POWER é o servidor de banco de dados ideal para a UNINOVE Gigante do ensino nacional reforça sua escolha por uma plataforma segura e de alta performance, ideal para missão crítica DA REDAÇÃO Em um ambiente com 4 mil funcionários e mais de 130 mil alunos que precisam consultar notas, departamento financeiro e trabalhos, tudo online, a Uninove (Universidade Nove de Julho) precisava de uma plataforma robusta, de alta confiabilidade e disponibilidade. Por isso, aderiu à Power para rodar seu Banco de Dados Oracle, onde estão todos os dados críticos da instituição e que, em hipótese alguma, pode ficar fora do ar nas 24 horas devido à demanda ser remota e interna. A adesão à arquitetura Power aconteceu há 5 anos com a aquisição de uma P550 POWER5 e, devido ao sucesso do projeto, recentemente a instituição de ensino fez um upgrade para a P740, baseada nos modernos processadores POWER7. Optamos por essa plataforma porque era a única que permitia um número ilimitado de usuários no Banco de Dados Oracle. Hoje, mesmo com as mudanças que a Oracle fez na política de licenciamento, ainda temos uma enorme economia ao usar Power, explica Jorge Romano, gerente de TI da Uninove. Segundo o executivo, com a migração para a P740 a Uninove só está usando 50% da capacidade da máquina, com muito espaço para os picos de processamento que acontecem no final do ano, com o encerramento das aulas, período de matrículas e inscrição para o vestibular. A migração foi bastante tranquila, o desempenho da nova máquina é excelente. Além disso, ela é robusta, tem alta disponibilidade e a capaci- dade de processamento é ainda mais veloz que a anterior. Além disso, não foi necessário gastar nada com novas licenças Oracle, afirma Romano. Com o apoio da distribuidora Ação Informática, o projeto foi elaborado e implementado pelo Business Partner IBM HS IT Solutions. Com o aumento do fluxo de processamento no final do ano letivo, a P550 já chegava em sua capacidade máxima e alguns departamentos e usuários percebiam lentidão, por isso indicamos a P740, Bruno Cuppari da HS IT Solutions. A nova máquina já prevê a expansão das atividades e serviços da Uninove nos próximos anos, com a criação de cursos, principalmente de inglês e a distância alguns 100% remotos, o que demanda um processamento mais intenso e com altíssima disponibilidade. Por meio do recurso LPAR, os outros 50% da capacidade da P740 está sendo usado para a implementação de um novo projeto: o SPSS Modeling, da IBM, que permite a realização de estudos preditivos que avaliam o histórico de uso do ambiente de TI para prever situações futuras. Assim, será possível, por exemplo, que a área de tecnologia da Uninove tenha um dimensionamento adequado do que vai precisar e em que períodos. Quando pensamos em IBM nosso parceiro é a HS IT Solutions há muitos anos, porque é altamente capa-citado. Desde a pré-venda e pesquisa da solução até a implementação, todos os projetos foram bemsucedidos, 12 Power Channel Setembro Outubro Novembro 2013

13 UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO (UNINOVE) Atuando há mais de 50 anos em São Paulo, a Universidade Nove de Julho UNINOVE, hoje é uma das maiores instituições de ensino superior em São Paulo e a que mais cresceu no estado nos últimos anos. Atualmente a instituição se transformou em um complexo educacional composto por quatro campi (Vila Maria, Memorial, Vergueiro e Santo Amaro), em São Paulo. Além dos 170 cursos que dispõe entre Graduação, Pós-graduação e Mestrado, oferece à população o Colégio Uninove e está presente nas cidades de Bauru, Botucatu, São Manuel e São Roque. Também oferece cursos técnicos presenciais e a distância e profissionalizantes, como Análises Clínicas, Design de Interiores, Farmácia, Logística, Radiologia, Transações Imobiliárias, entre outros. Sua grade inclui cursos a distância e presenciais, tanto em gradução como técnico. DIVULGAÇÃO CAMPI MEMORIAL São Paulo AÇÃO INFORMÁTICA Atuante no mercado brasileiro de tecnologia desde 1987, hoje é reconhecido como o melhor distribuidor de IBM Power no Brasil. Especializado em soluções de valor agregado (S-VAD) convergentes e de alta tecnologia para os setores público e privado, é líder na comercialização de soluções tecnológicas inovadoras e de grande complexidade. Conta com ampla cobertura e suporte comercial em todo território nacional e nos principais países da América Latina, possui equipe certificada de arquitetos de soluções, garantindo excelência e segurança na entrega dos projetos, além de oferecer soluções financeiras com linhas de financiamento exclusivas. Em seus 26 anos de mercado, recebeu vários prêmios da IBM, entre eles o 'Latin America Excellence Award como Melhor Distribuidor de Valor Agregado no Brasil em 2012, durante o IBM Partner World realizado em Las Vegas em Março de HS IT SOLUTIONS A HS IT Solutions é especializada em avaliar as necessidades reais dos clientes, indicando quais alternativas de tecnologia, topologia e fabricantes são mais adequadas à necessidade, com avaliação de custos de implantação, operação/continuidade e expansão. Comercializa suas soluções tanto na modalidade tradicional, onde o cliente adquire a solução (CAPEX), como na modalidade On- Demand, com o pagamento de um valor mensal (OPEX) pelo uso da tecnologia. É especializada em Servidores, Gestão de Dados, Armazenamento (Storage), ILM, Backup & Restore, Contingência & replicação e Professional & Consulting Services. Em sua lista de fabricantes atua como parceiro de empresas como a IBM, Oracle, Hitachi, Citrix e Cisco, entre outros. Setembro Outubro Novembro 2013 Power Channel 13

14 PARCEIROS Avnet POWER7 garante segurança ao ambiente de TI da Portonave Operadora portuária no Sul do Brasil adota arquitetura para atender ao grande crescimento de demanda DA REDAÇÃO Cliente Power Systems IBM desde 2007, a Portonave (Terminais Portuários de Navegantes especializada na movimentação portuária no Estado de Santa Catarina), constatou na prática os benefícios na redução de custos com manutenção e aumento de produtividade ao migrar seu ambiente de dois POWER5 para dois servidores POWER7. Os novos equipamentos são os modelos 720 com processador de 6- cores (sendo um ativo e demais conforme demanda futura), 32Gb de memória e storage para a base de dados DB2 integrado ao sistema operacional IBM i, rodando o ERP para gestão portuária Cosmos. A Portonave identificou a necessidade de atualizar sua infraestrutura de Tecnologia da Informação com o recorde de movimentação e faturamento registrados no final de Essa nova demanda incluia também uma série de integrações implementadas nos sistemas da companhia portuária, além da previsão de expansão prevista para os próximos anos. Efetuamos um estudo no início do projeto para definir o novo ambiente, que apresentou uma melhora de 80% e nos garantirá que o investimento efetuado estará aderente ao crescimento da empresa nos próximos 5 anos, comenta Jardel Fischer, Gerente de TI da Portonave. Em apenas três semanas as novas POWER7 já estavam em produção, com o ERP atendendo 850 funcionários, sendo 450 usuários de TI, e um storage total compartilhado de aproximadamente 90 TB. Optamos por manter as máquinas POWER devido à estabilidade e segurança que a arquitetura nos provê desde o primeiro projeto. Nesse período, a Inter Company, nosso parceiro na plataforma desde a implantação em 2007, sempre demonstrou total conhecimento do ambiente, explica Fischer. 14 Power Channel Setembro Outubro Novembro 2013

15 Para Gustavo Martins, Gerente de Contas da InterCompany, o apoio do distribuidor Avnet e a interação das equipes envolvidas foram fundamentais para o sucesso do projeto de migração para os novos servidores POWER7. De acordo com o executivo, em sua jornada, a Portonave sempre se preocupou em ser pioneira no segmento portuário por meio do uso da TI. Assim, acaba de lançar um aplicativo para smartphones e tablets o APP Portonave, o primeiro aplicativo multifuncional de portos no país. Por meio desse novo sistema, é possível acessar informações e serviços que vão desde a programação de navios (atracados, esperados e finalizados), conhecer mais sobre a Portonave (diretrizes, histórico e localização), ver os serviços que o Terminal oferece (transporte, logística, câmara frigorífica da Iceport e trading) e até alterar guias de entrada e saída de contêineres. O aplicativo é gratuito e pode ser consultado em smartphones e tablets com os sistemas Android e IOS. Nosso objetivo é oferecer agilidade e praticidade ao cliente, que poderá consultar e alterar suas informações a qualquer momento, de qualquer lugar, afirma Fischer. DIVULGAÇÃO JARDEL FISCHER, Gerente de TI da Portonave PORTONAVE O sonho de construir um Terminal Portuário em Navegantes começou em 1998, quando o empresário Agostinho Leão comprou alguns terrenos na região que margeava o Rio Itajaí-Açu. Após receber autorização da FATMA sobre a viabilidade técnica do local, em 2005 foram iniciadas as obras da Portonave, que terminaram em No dia 21 de outubro daquele ano atracou o primeiro navio no Terminal, o MSC Uruguay. Hoje, com três anos de produção e após conquistas importantes (como as certificações ISPS Code, ISO 9001 e ISO 14001), o Terminal continua crescendo e gerando o crescimento socioeconômico de todo o município. DIVULGAÇÃO AVNET TECHNOLOGY SOLUTIONS Como distribuidora global de soluções de TI, a Avnet Technology Solutions colabora com seus clientes e fornecedores na concepção e entrega de serviços e de soluções software e hardware que atendam as necessidades de negócios de seus clientes usuários finais locais e ao redor do mundo. O grupo atende clientes e fornecedores na América do Norte, América Latina e Caribe; Ásia-Pacifico, Europa, Oriente Médio e África. No ano fiscal de 2013, gerou uma receita anual de US$ 10,36 bilhões. A Avnet Technology Solutions é parte integrante do grupo Avnet, Inc. Para mais informações, visite INTERCOMPANY O Grupo InterCompany, há mais de 12 anos, oferece soluções completas em Infraestrutura de TI para empresas de diversos portes em todo o Brasil, tornando-se um dos principais integradores do mercado de tecnologia. Especialização técnica, excelência em serviços e transparência são os pilares que sustentam o crescimento e consolidação do Grupo InterCompany no mercado de TI, reforçando o compromisso com a continuidade e desenvolvimento dos negócios de seus clientes e parceiros de negócios. O Grupo InterCompany é IBM Premier Business Partner há 11 anos, reconhecimento dado apenas a um grupo especial de empresas que, ao longo dos anos, mostra contínua evolução e comprometimento com seus clientes. Para mais informações, visite Setembro Outubro Novembro 2013 Power Channel 15

16 CAPA Inovação Colaborativa, uma nova onda se inicia com a aliança OpenPower Consortium O desenvolvimento aberto e colaborativo é o futuro da computação em nuvem DA REDAÇÃO A IBM, Google, Mellanox, Nvidia e Tyan anunciaram, em 6 de agosto, os planos para a criação do Consórcio OpenPower uma aliança de desenvolvimento aberto e colaborativo com base na arquitetura de microprocessadores IBM Power. O consórcio pretende desenvolver uma tecnologia avançada em servidores, redes, armazenamento e aceleração GPU para toda uma geração de data centers em nuvem hiper escaláveis. Este movimento, pela primeira vez, licencia a arquitetura POWER para o desenvolvimento aberto e colaborativo, expandindo o ecossistema de inovações na plataforma. A aliança prevê oferecer desde um firmware POWER open-source, o software que controla as funções básicas do chip, trazendo uma personalização sem precedentes na criação de novos estilos de hardware e middleware para uma variedade de cargas de trabalho de computação. Os primeiros membros do consórcio são Google (o gigante de buscas), Mellanox (fornecedor líder de rede e infiniband para servidores e storage em data centers), Tyan (um fornecedor de motherboard para computadores) e a Nvidia, fabricante de chips aceleradores gráficos para computadores e dispositivos móveis. O objetivo é criar um ecossistema de hardware e desenvolvedores de software para impulsionar a inovação na computação em nuvem. "Os membros fundadores do Consórcio Open Power representam a próxima geração em inovação dos data centers", disse Steve Mills, vice-presidente sênior e executivo do grupo IBM Software & Systems. "A combinação de nossos talentos e ativos ao redor da arquitetura POWER irá aumentar, significativamente, a taxa de inovação em toda a indústria. Desenvolvedores agora terão acesso a um conjunto amplo e aberto de tecnologias de ponta pela primeira vez. Este tipo de modelo de 'desenvolvimento colaborativo' irá mudar a maneira como o hardware de data centers é projetado e implantado". Na visão IBM, o Consórcio OpenPower é fortemente complementar às iniciativas como o Open Stack e o OpenCompute, mas diferente dessas iniciativas. O que torna o Consórcio OpenPower único, é que a IBM está licenciando não apenas todo o stack que forma a arquitetura Power firmware, OS e hypervisor, mas também a propriedade intelectual do chip, permitindo que os participantes possam construir chips personalizados. Isto deve permitir grandes inovações ao redor do ecossistema Power. 16 Power Channel Setembro Outubro Novembro 2013

17 FOTO: IBM IBM INVESTIRÁ US$ 1 BILHÃO EM NOVAS TECNOLOGIAS DE CÓDIGO ABERTO Anúncio inclui um novo IBM Power Systems Linux Center na França e a expansão dos serviços Power Systems na nuvem para desenvolvedores Novo IBM Power Systems Linux Center em Montpellier, na França: incentivo à expansão do ecossistema Linux na Europa A IBM investirá US$ 1 bilhão em novas tecnologias de código aberto para servidores Power Systems e Linux. Como parte dessa estratégia, na mesma ocasião, foram anunciadas duas ações práticas. A primeira é a inauguração de mais um IBM Power Systems Linux Center, desta vez para atender o mercado europeu devido sua localização estratégica em Montpellier, na França. Esse novo Centro segue o mesmo padrão das unidades já inauguradas na Ásia e na América do Norte. O primeiro iniciou suas atividades em maio em Pequim. Os outros dois estão localizados em Nova York e em Austin. Os IBM Power Systems Linux Centers têm como objetivo prover aos desenvolvedores de soluções Power um ambiente onde é possível criar e implementar novas aplicações de Big Data, cloud, mobile e social business, usando a tecnologia Linux rodando no mais novo processador IBM POWER7+. O outro anúncio é a expansão dos serviços Power Systems na nuvem para desenvolvedores Linux. A IBM quer atender a crescente demanda de parceiros de negócios, desenvolvedores e clientes interessados em rodar Linux em Power. O serviço inclui a expansão da infraestrutura para proporcionar maior capacidade de processamento para a criação, teste e portabilidade de aplicações Linux para a plataforma Power, utilizando os sistemas AIX e IBM i. "A era dos grandes volumes de dados exige uma nova abordagem para os sistemas de TI, que agora são abertos, customizáveis e, em muitos casos, projetados a partir do zero. Isso é fundamental para lidar com Big Data e cargas de trabalho na nuvem", ressaltou o Vice-Presidente de Desenvolvimento da IBM, Brad McCredie. O anúncio desse investimento está inserido na estratégia da Big Blue em disseminar o OpenPower. A adesão ao Consórcio OpenPower está aberto a qualquer empresa que deseja inovar, partindo da arquitetura POWER e participar de um esforço colaborativo aberto. Para mais informações sobre o consórcio e como participar, entre em contato com Tom Rosamilia, vice-presidente sênior do Grupo de Sistemas e Tecnologia da IBM, também postou em seu blog sobre o consórcio. Segundo ele, os esforços do novo consórcio têm três pontos: 1. Estamos licenciando a tecnologia de microprocessador para outras empresas abertamente, o que significa que os participantes do consórcio terão acesso aos códigos do processador e do software que o acompanha, para que possam tirar o máximo proveito das suas capacidades. Os prestadores de serviços em nuvem serão capazes de contratar a IBM ou outras empresas para a fabricação de processadores e outros chips relacionados. 2. O Consórcio OpenPower vai aproveitar o modelo de negócio colaboração/aberta. As empresas que aderirem ao consórcio irão compartilhar inovações entre elas e irão colaborar em projetos de desenvolvimento de tecnologias específicas. A IBM acredita que esse modelo de inovação colaborativa irá gerar uma grande onda de inovação tecnológica para o hardware que suportará as clouds nos data centers. 3. A iniciativa aproveita o sistema operacional de código aberto Linux, que se tornou o sistema operacional de escolha nos data centers em nuvem. Setembro Outubro Novembro 2013 Power Channel 17

18 CAPA O QUE SIGNIFICA O CONSÓRCIO OPENPOWER PARA OS CLIENTES POWER Segundo noticiado, o projeto inicial será a integração da arquitetura Power ao framework CUDA, para programação GPU da fornecedora Nvidia. "O Consórcio OpenPower reúne um ecossistema de hardware, software de sistemas e aplicativos empresariais que deverá fornecer sistemas de computação poderosos baseados em GPU da Nvidia e CPUs Power", disse Sumit Gupta, gerente geral da Tesla Accelerated Computing Business, da Nvidia. Esse exemplo de inovação a ser incorporado ao ecossistema Power, através do consórcio, denota as novas possibilidades que serão disponibilizadas aos clientes da plataforma Power Systems. Sem dúvida, o desenvolvimento colaborativo e o licenciamento da propriedade intelectual dos chips Power representam uma grande inovação e um marco para o avanço da tecnologia. Por isso, o ano de 2014 promete grandes novidades para os aficionados pela plataforma IBM Power. O QUE É O CUDA? CUDA é uma plataforma de computação paralela e um modelo de programação inventados pela Nvidia. Ela permite aumentos significativos de performance computacional ao aproveitar a potência da unidade de processamento gráfico (GPU). Com milhões de GPUs habilitadas para CUDA já vendidas até hoje, os desenvolvedores de software, cientistas e pesquisadores estão descobrindo usos amplamente variados para a computação com GPU CUDA. Aqui estão alguns exemplos: IDENTIFICAÇÃO DE PLACAS OCULTAS EM ARTÉRIAS Ataques cardíacos são a maior causa de mortes no mundo todo. A Harvard Engineering, a Harvard Medical School e o Brigham & Women's Hospital se reuniram para usar GPUs com o objetivo de simular o fluxo sanguíneo e identificar placas arteriais ocultas, sem fazer uso de técnicas de imagens invasivas ou cirurgias exploratórias. ANÁLISE DO FLUXO DE TRÁFEGO AÉREO O National Airspace System (Sistema de Espaço Aéreo Nacional) gerencia a coordenação do fluxo de tráfego aéreo em âmbito nacional. Modelos computacionais ajudam a identificar novas maneiras de aliviar congestionamentos e manter o tráfego de aeronaves fluindo de forma eficiente. Utilizando o poder computacional das GPUs, uma equipe da NASA obteve grande ganho de performance, reduzindo o tempo de análise de dez minutos para três segundos. VISUALIZAÇÃO DE MOLÉCULAS Uma simulação molecular denominada NAMD (dinâmica molecular em nanoescala) alcança um grande aumento de performance com o uso de GPUs. Essa aceleração é resultado da arquitetura paralela das GPUs, que permite que desenvolvedores NAMD migrem partes de aplicativos com alta demanda computacional para a GPU utilizando o CUDA Toolkit. 18 Power Channel Setembro Outubro Novembro 2013

19 PRODUTOS IBM traz mais Power ao Linux Big Blue lança servidor 7R4 de alta performance para Linux, visando aplicações analíticas e Big Data DA REDAÇÃO Desde o sucesso demonstrado pelo supercomputador Watson com aplicações para análise de grandes volumes de dados, a IBM resolveu investir fortemente em tornar os servidores Power uma referência no mercado de aplicações Linux. Criou modelos Power específicos para Linux, os servidores 7R1 e 7R2, que trouxeram toda a confiabilidade e performance de um Power a preços similares à arquitetura baixa x86. Investiu na especialização, trabalhando a otimização de diversos aplicativos para obter máximo desempenho em Power, como SAP, Big Data, Serviços de Infraestrutura, e, principalmente, a plataforma Java. Dedicou-se também na criação de centros de soluções para Linux em Power, com o objetivo de enriquecer o ecossistema de soluções disponíveis na plataforma (veja pg. 24, na edição 20 da Power Channel /docs/pc20.) O Watson, que mostrou todo o poder do processamento distribuído do Hadoop aliado ao grande poder de processamento paralelo do Power e à flexibilidade do Linux, foi criado a partir de cluster de servidores POWER7 modelo 750, máquinas com 4-sockets e 32- cores, 128 threads simultâneos. E, entendendo que o mercado tem demanda por servidores Linux de alta performance e capa- DIVULGAÇÃO cidade, a IBM disponibilizou um novo modelo em sua linha de servidores PowerLinux, chamado 7R4, baseado na arquitetura dos modelos 750. Disponível a partir de 23 de agosto, com lançamento simultâneo no Brasil e no mundo, o 7R4 tem opções de 2 ou 4-sockets, 16 ou 32-cores no total, com clock de 3.5GHz ou 4.0GHz. Segundo a IBM informou no anúncio, a PowerLinux 7R4 é destinada a cargas de trabalho de computação intensiva, incluindo analytics, cloud, computação cognitiva, banco de dados, aplicações Java e infraestrutura Web. A virtualização da PowerLinux, que permite até 20 VMs por core, permite obter o máximo da utilização do servidor. Em relação ao banco de dados, além do IBM DB2 para Linux e do MySQL, a IBM anunciou que a solução de BD PostgreSQL, da EnterpriseDB, está também disponível em todos os servidores Power Systems rodando Linux. De acordo com a EnterpriseDB, a nova versão do DB, Postgres Plus Advanced Server v9.2, custa uma fração de uma implantação de banco de dados Oracle e permite a migração de forma extremamente simples (www.enterprisedb.com/products services-training/products/ postgres-plus-advanced-server). "A substituição de banco de dados tem sido tradicionalmente Setembro Outubro Novembro 2013 Power Channel 19

20 PRODUTOS cara e arriscada, devido à compatibilidade de aplicativos limitada e a falta de ferramentas de migração completas e recursos", disse Ed Boyajian, presidente e CEO da EnterpriseDB. "O EnterpriseDB Postgres Advanced Systems e os servidores IBM Power Systems resolvem este problema, fornecendo ampla compatibilidade com as funcionalidades do BD Oracle, ferramentas de migração e a especialização que podem proporcionar significativa redução de custos, além de permitir que muitas aplicações baseadas no BD Oracle possam ser utilizadas praticamente inalteradas". Na sequência do anúncio da 7R4, a IBM informou que o Cognos Business Intelligence também foi otimizado para obter o máximo desempenho com a PowerLinux, assim como acontece com o WebSphere, o Banco de Dados DB2 e as soluções IBM para Big Data: o InfoSphere BigInsights e InfoSphere Streams. Esta otimização significa obter o máximo proveito do paralelismo do POWER7+, entregando maior performance do que se poderia obter com uma infraestrutura baseada em processadores x86. Também é grande o foco da IBM em reforçar o ecossistema de aplicações na PowerLinux. Em maio inaugurou o primeiro Power Systems Linux Center, em Pequim, e, em junho, anunciou dois novos centros em Nova York e Austin, no Texas. A IBM tem um extenso histórico como colaboradora para o Linux, com a participação em uma ampla gama de projetos de código aberto desde 1999, que hoje inclui o Open Stack, Open Daylight, KVM, Apache e Eclipse. Centenas de programadores e engenheiros da IBM em todo o mundo estão contribuindo para o código aberto, incluindo peritos que trabalham em projetos como o KVM e no suporte a clientes, parceiros de negócios IBM e fornecedores de software interessados em rodar suas aplicações no Linux em Power Systems. ARQUITETURA ORIENTADA A GRANDES VOLUMES DE DADOS O maior cache L3 dos processadores POWER7+ (80MB no Chip POWER7+ versus 20MB no x86 Sandy-Bridge E GHz) atende o aumento da demanda dessa capacidade adicional de largura de banda de memória. Clocks maiores (até 4.2GHz), graças ao baixo consumo de energia obtido nos processadores com a tecnologia edram, aumentam a taxa de transferência no interior do núcleo. Estas características de arquitetura reunidas permitem aos servidores Power entregar os maiores índices de performance para aplicações com processamento intensivo, como DB Server, Big Data, Java, Analytics. Também permitem em Power uma maior utilização, estima-se que um Power virtualizado pode entregar entre 70% e 80% de utilização, enquanto em um x86 virtualizado se obtém entre 40% e 50% de utilização. Para exemplificar a importância disso, vamos nos basear no Benchmark SAP (publicado em PowerLinux 7R2 2-sockets 16-cores 4.2GHz POWER7+ => SAP Certification = SAPS, considerando utilização de CPU em 99% durante os testes Benchmark; X86 2-sockets 16-cores 2.9GHz Sandy-Bridge E => SAP Certification = SAPS, considerando utilização de CPU em 97% durante os testes Benchmark. Benchmark que aponta 49% mais performance na PowerLinux. Mas se considerarmos os índices reais de utilização de CPU em ambiente virtualizado, teremos: Powerlinux = (45150 *0.7) / 0.99 = SAPS X86 E = (30270*0.5) / 0.97 = SAPS Do ponto de vista da topologia, o novo PowerLinux é semelhante aos modulares Power de quatro gavetas Power 770 e 780. Neste caso, a interconexão entre os chips internos ao DCM do 7R4 é semelhante às dos modelos 770 ou 780. Da mesma forma, as interligações entre DCMs são semelhantes às interconexões entre os gabinetes dos modelos Power High-End 770 e 780. Esta arquitetura oferece a melhor largura de banda e baixa latência entre os chips dentro de um DCM ou socket, bem como, entre os 4 x DCMs ou soquetes (nós) possíveis na maior configuração. O que significa cerca de duas vezes mais performance para Power, sendo bem generoso na taxa de utilização do x86 e conservador com a taxa de utilização no PowerLinux. 20 Power Channel Setembro Outubro Novembro 2013

Inovações ao IBM Power Systems para exigências de virtualização, multilocação e nuvem da 3ª plataforma

Inovações ao IBM Power Systems para exigências de virtualização, multilocação e nuvem da 3ª plataforma BOLETIM INFORMATIVO Inovações ao IBM Power Systems para exigências de virtualização, multilocação e nuvem da 3ª plataforma Oferecido por: IBM Matthew Eastwood Abril de 2014 SUMÁRIO EXECUTIVO O mundo da

Leia mais

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT A importância da inovação em fornecedores de sistemas, serviços e soluções para criar ofertas holísticas Julho de 2014 Adaptado de Suporte a ambientes de datacenter: aplicando

Leia mais

Relatório de Pesquisa

Relatório de Pesquisa Relatório de Pesquisa A Vantagem da Virtualização de Mainframe: Como Economizar Milhões de Dólares Utilizando um IBM System z como um Servidor em Nuvem Linux Sumário Executivo Os executivos de TI (Tecnologia

Leia mais

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Obtenha soluções em nuvem comprovadas para as suas prioridades mais urgentes Destaques da solução Saiba sobre os benefícios mais comuns de implementações

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Sistemas IBM Flex & PureFlex

Sistemas IBM Flex & PureFlex Eduardo (Edu) Pacini Líder Plataforma PureFlex Brasil IBM Systems & Technology Group Sistemas IBM Flex & PureFlex A Tecnologia está liderando as mudanças que impactam os negócios 1 Fatores de impacto:

Leia mais

Estudo de Caso. O Fator Wow! : Um Exemplo Perfeito do Uso de Analítica de Negócios e Computação em Nuvem para Criar Valor de Negócios

Estudo de Caso. O Fator Wow! : Um Exemplo Perfeito do Uso de Analítica de Negócios e Computação em Nuvem para Criar Valor de Negócios Estudo de Caso O Fator Wow! : Um Exemplo Perfeito do Uso de Analítica de Negócios Introdução Este Estudo de Caso é sobre como uma corporação (IBM) encontrou uma maneira de extrair valor de negócios adicional

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Por que Windows Server 2012 R2? O que é um servidor? Mais do que um computador que gerencia programas ou sistemas de uma empresa, o papel de um servidor é fazer com

Leia mais

Aquisição planejada do negócio de servidores x86 combinará fortalezas da IBM e da Lenovo para maximizar valor para clientes.

Aquisição planejada do negócio de servidores x86 combinará fortalezas da IBM e da Lenovo para maximizar valor para clientes. Aquisição planejada do negócio de servidores x86 combinará fortalezas da IBM e da Lenovo para maximizar valor para clientes Abril de 2014 Conteúdo Resumo Executivo 3 Introdução 3 IBM recebe alta pontuação

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

Faça mais com menos. Descubra o gerenciamento de dados descomplicado usando o IBM Informix

Faça mais com menos. Descubra o gerenciamento de dados descomplicado usando o IBM Informix Faça mais com menos Descubra o gerenciamento de dados descomplicado usando o IBM Informix Índice 2 Descomplicado Concentre seus recursos no crescimento, e não na administração. 1 Ágil Amplie seus negócios

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Cloud. Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS

Cloud. Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS Cloud Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS Cloud Computing: O que é. O que faz. As vantagens. E tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não

Leia mais

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO Virtualização A virtualização está presente tanto no desktop de um entusiasta pelo assunto quanto no ambiente de TI de uma infinidade de empresas das mais variadas áreas. Não se trata de "moda" ou mero

Leia mais

Virtualização de desktop da NComputing

Virtualização de desktop da NComputing Virtualização de desktop da NComputing Resumo Todos nos acostumamos ao modelo PC, que permite que cada usuário tenha a sua própria CPU, disco rígido e memória para executar seus aplicativos. Mas os computadores

Leia mais

Principais inovações baseadas em nuvem Relatório de início rápido do SAP HANA Enterprise Cloud para [Nome do cliente]

Principais inovações baseadas em nuvem Relatório de início rápido do SAP HANA Enterprise Cloud para [Nome do cliente] Principais inovações baseadas em nuvem Relatório de início rápido do SAP HANA Enterprise Cloud para [Nome do cliente] [Data] Página 1 de 10 DECLARAÇÃO DE CONFIDENCIALIDADE E EXCEÇÕES DA SAP Este documento

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS TM RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS A visão da computação em nuvem por Aad van Schetsen, vicepresidente da Compuware Uniface, que mostra por que

Leia mais

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores NASCIDO PARA NUVEM. INFORME PUBLICITÁRIO Windows Server 2012 março de 2013 COM A NUVEM NO DNA WINDOWS SERVER 2012 É A RESPOSTA DA MICROSOFT PARA O NOVO CENÁRIO DOS DATACENTERS pág. 4 FUTURO Sistema operacional

Leia mais

Globalweb otimiza oferta e entrega de serviços a clientes com CA AppLogic

Globalweb otimiza oferta e entrega de serviços a clientes com CA AppLogic CUSTOMER SUCCESS STORY Globalweb otimiza oferta e entrega de serviços a clientes com CA AppLogic PERFIL DO CLIENTE Indústria: Serviços de TI Companhia: Globalweb Outsourcing Empregados: 600 EMPRESA A Globalweb

Leia mais

Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação. Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica

Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação. Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica Fernando Bittar Diretor de Novos Negócios ITM IT Management Contexto do Mercado de Cloud Computing

Leia mais

B O L E T I M I N F O R M A T I V O

B O L E T I M I N F O R M A T I V O B O L E T I M I N F O R M A T I V O L i n u x n o f o c o c e n t r a l : c a r g a s d e t r a b a l h o e s s e n c i a i s a o s n e g ó c i o s s e t o r n a m r a p i d a m e n t e o p a d r ã o Oferecido

Leia mais

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One.

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Neste tópico, responderemos à pergunta: O que é o Business One? Definiremos o SAP Business One e discutiremos as opções e as plataformas disponíveis para executar

Leia mais

2Avalie novos modelos de investimento. Otimize a estrutura de tecnologia disponível

2Avalie novos modelos de investimento. Otimize a estrutura de tecnologia disponível Crise? Como sua empresa lida com os desafios? Essa é a questão que está no ar em função das mudanças no cenário econômico mundial. A resposta a essa pergunta pode determinar quais serão as companhias mais

Leia mais

SERVIÇOS COMPLETOS DE SUPORTE PARA O ORACLE EXALOGIC ELASTIC CLOUD

SERVIÇOS COMPLETOS DE SUPORTE PARA O ORACLE EXALOGIC ELASTIC CLOUD SERVIÇOS COMPLETOS DE SUPORTE PARA O ORACLE EXALOGIC ELASTIC CLOUD PRINCIPAIS RECURSOS E BENEFÍCIOS SUPORTE COMPLETO PARA OS SISTEMAS EXALOGIC DA ORACLE. RECURSOS Acesso ilimitado e ininterrupto (24x7)

Leia mais

O Valor do Licenciamento do SQL Server 2012 Versus Oracle Database

O Valor do Licenciamento do SQL Server 2012 Versus Oracle Database White Paper Publicado em: Janeiro de 2012 Aplica-se ao: SQL Server 2012 O Valor do Licenciamento do SQL Server 2012 Versus Oracle Database Resumo: As mudanças no produto e no licenciamento da Microsoft

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

Cisco Intelligent Automation for Cloud

Cisco Intelligent Automation for Cloud Dados técnicos do produto Cisco Intelligent Automation for Cloud Os primeiros a adotarem serviços com base em nuvem buscavam uma economia de custo maior que a virtualização e abstração de servidores podiam

Leia mais

panorama do mercado brasileiro de Cloud Comput

panorama do mercado brasileiro de Cloud Comput panorama do mercado brasileiro de Cloud Comput Cloud Conf 2012 Agosto de 2012 Sobre a Frost & Sullivan - Consultoria Global com presença nos 4 continentes, em mais de 25 países, totalizando 40 escritórios.

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO DO PARCEIRO Soluções de garantia do serviço da CA Technologies você está ajudando seus clientes a desenvolver soluções de gerenciamento da TI para garantir a qualidade do serviço e a

Leia mais

as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las

as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 as cinco principais batalhas do monitoramento e como você pode vencê-las agility made possible sumário resumo executivo 3 efetivo do servidor: 3 difícil e piorando

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos

FTIN Formação Técnica em Informática. Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos FTIN Formação Técnica em Informática Sistema Operacional Proprietário Windows Prof. Walter Travassos Aula 01 SISTEMA OPERACIONAL PROPRIETÁRIO WINDOWS Competências do Módulo Instalação e configuração do

Leia mais

Perguntas frequentes dos vendedores sobre preços e licenciamento do SQL Server 2012

Perguntas frequentes dos vendedores sobre preços e licenciamento do SQL Server 2012 Perguntas frequentes dos vendedores sobre preços e licenciamento do SQL Server 2012 Publicado: 3 de Novembro de 2011 Direitos autorais Este documento foi desenvolvido antes da fabricação do produto, portanto

Leia mais

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com SUMÁRIO Introdução... 4 Nuvem pública: quando ela é ideal... 9 Nuvem privada: quando utilizá-la... 12 Alternativas de sistemas

Leia mais

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma 1 IDC - Equipe Pietro Delai Reinaldo Sakis João Paulo Bruder Luciano Ramos Gerente de Pesquisa e Consultoria -Enterprise Gerente de Pesquisa

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração

Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração WHITE PAPER Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração Patrocinado pela Cisco Systems, Inc setembro de 2013 Resumo executivo As empresas

Leia mais

Oportunidades de Patrocínio. cloudstackday. 12/02/2015 São Paulo. Auditório István Jancsó Universidade de São Paulo

Oportunidades de Patrocínio. cloudstackday. 12/02/2015 São Paulo. Auditório István Jancsó Universidade de São Paulo Oportunidades de Patrocínio 12/02/2015 São Paulo Auditório István Jancsó Universidade de São Paulo Situação do mercado brasileiro de TI O Brasil vive um déficit de mão-de-obra qualificada, especialmente

Leia mais

Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA

Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA Geral Executiva Nome da Suzano Papel e Celulose Indústria Papel e celulose Produtos e Serviços Celulose de eucalipto,

Leia mais

Coca-Cola Bottling Co. Consolidated maximiza a lucratividade

Coca-Cola Bottling Co. Consolidated maximiza a lucratividade Coca-Cola Bottling Co. Consolidated maximiza a lucratividade Fornecendo insights mais profundos sobre a demanda dos clientes quatro vezes mais rápido com a Solução IBM FlashSystem Visão geral A necessidade

Leia mais

Acelere a sua jornada à nuvem

Acelere a sua jornada à nuvem Boletim técnico Acelere a sua jornada à nuvem Arquitetura de nuvem convergente da HP Índice Uma nova computação para a empresa... 2 Evolua a sua estratégia de TI para incluir serviços da nuvem... 2 A nova

Leia mais

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible FOLHA DE PRODUTOS: CA Server Automation agility made possible CA Server Automation O CA Server Automation é uma solução integrada de gerenciamento de data center que automatiza o provisionamento, a aplicação

Leia mais

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV DATA CENTER VIRTUAL - DCV Em entrevista, Pietro Delai, Gerente de Pesquisa e Consultoria da IDC Brasil relata os principais avanços

Leia mais

Orientado a valor com TI

Orientado a valor com TI Orientado a valor com TI Estudo sobre TCO da SAP: nuvem gerenciada por parceiro da SAP REALTECH Consulting GmbH Matthias Schmitt 13.02.2015 2 Conteúdo Sumário executivo Detalhes sobre economia obtida com

Leia mais

CASO DE SUCESSO MICROWARE

CASO DE SUCESSO MICROWARE CASO DE SUCESSO MICROWARE CLIENTE: Ortobom SEGMENTO: Indústria MAIOR INTEGRAÇÃO E FLUXO DE DADOS GARANTE RESULTADOS ÁREA DE ATUAÇÃO: Datacenter DEMANDA: A empresa buscava maior comunicação e integração

Leia mais

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Cloud Computing (Computação nas Nuvens) 2 Cloud Computing Vocês

Leia mais

Melhorando o desempenho do data center por meio da virtualização de bancos de dados SQL Server

Melhorando o desempenho do data center por meio da virtualização de bancos de dados SQL Server Melhorando o desempenho do data center por meio da virtualização de bancos de dados SQL Server Conteúdo Resumo.........................................................1 O papel do SQL Server em pequenas

Leia mais

IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso

IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso IBM Software IBM Business Process Manager Simples e Poderoso Uma única plataforma BPM que oferece total visibilidade e gerenciamento de seus processos de negócios 2 IBM Business Process Manager Simples

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Sobre a OpServices Fabricante de software focada no gerenciamento de ambientes de TI e Telecom e processos de negócios. Mais de 12 anos de experiência no monitoramento de indicadores de infraestrutura;

Leia mais

Copyright 2012 EMC Corporation. Todos os direitos reservados.

Copyright 2012 EMC Corporation. Todos os direitos reservados. 1 A INFRAESTRUTURA DO FUTURO, HOJE Integrando Greenplum DCA e SAS para permitir estudos analíticos em big data Rafael Aielo Technology Consultant 2 O que é Greenplum? Adquirida pela EMC em julho de 2010

Leia mais

BladeCenter Foundation da IBM versus Sistema de Computação Unificada da Cisco: Uma Discussão de Preço e Valor

BladeCenter Foundation da IBM versus Sistema de Computação Unificada da Cisco: Uma Discussão de Preço e Valor Consultoria BladeCenter Foundation da IBM versus Sistema de Computação Unificada da Cisco: Uma Discussão de Preço e Valor Resumo Executivo Conforme viajamos pelo mundo, muitas vezes encontramos um tipo

Leia mais

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS)

Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Soluções corporativas personalizadas com o Microsoft Exchange 2010 e o Cisco Unified Computing System (UCS) Hoje é fundamental para as empresas poder contar com recursos de comunicação, mobilidade, flexibilidade

Leia mais

Otimização de recursos de TI

Otimização de recursos de TI Otimização de recursos de TI Maurício Affonso da Conceição Executivo de Unidade de Negócio, IBM Brasil mauaff@br.ibm.com 2005 IBM Corporation Agenda Systems Sales Estratégias de Otimização de Recursos

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Cloud Server Pro. www.locaweb.com.br 1

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Cloud Server Pro. www.locaweb.com.br 1 PROPOSTA COMERCIAL Produto: Cloud Server Pro www.locaweb.com.br 1 Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS DO CLOUD SERVER PRO LOCAWEB 6 SISTEMAS OPERACIONAIS

Leia mais

CIOs da região Ásia-Pacífico interessados em. liderar o setor de big data e da nuvem

CIOs da região Ásia-Pacífico interessados em. liderar o setor de big data e da nuvem 8 A pesquisa indica ênfase na criação de valor, mais do que na economia de custos; o investimento em big data, na nuvem e na segurança é predominante CIOs da região Ásia-Pacífico interessados em liderar

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer lugar e independente da plataforma, bastando para isso

Leia mais

acesse: vouclicar.com

acesse: vouclicar.com Transforme como sua empresa faz negócios, com o Office 365. Vouclicar.com A TI chegou para as pequenas e médias empresas A tecnologia é hoje o diferencial competitivo que torna a gestão mais eficiente,

Leia mais

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Virtualização Microsoft: Data Center a Estação de Trabalho Estudo de Caso de Solução para Cliente Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Visão

Leia mais

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house ERP: Pacote Pronto versus Solução in house Introdução Com a disseminação da utilidade e dos ganhos em se informatizar e integrar os diversos departamentos de uma empresa com o uso de um ERP, algumas empresas

Leia mais

IBM Systems and Technology Servidores IBM Power Systems Express

IBM Systems and Technology Servidores IBM Power Systems Express IBM Systems and Technology Servidores IBM Power Systems Express Empresas de médio porte são o motor de um planeta mais inteligente 2 Servidores IBM Power Systems Express Destaques Os servidores e blades

Leia mais

Computação em nuvem. Mudança da função e da importância das equipes de TI O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM.

Computação em nuvem. Mudança da função e da importância das equipes de TI O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM. O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM O ponto de vista dos executivos sobre a nuvem Janeiro de 2015 Computação em nuvem Mudança da função e da importância das equipes de TI Janeiro de 2015 1 Capacitação

Leia mais

IBM WebSphere Business Monitor

IBM WebSphere Business Monitor Obtenha visibilidade em tempo real do desempenho dos processos de negócios IBM WebSphere Business Monitor Fornece aos usuários de negócios uma visão abrangente e em tempo real do desempenho dos processos

Leia mais

Alavancando a segurança a partir da nuvem

Alavancando a segurança a partir da nuvem Serviços Globais de Tecnologia IBM White Paper de Liderança em Pensamento Serviços de Segurança IBM Alavancando a segurança a partir da nuvem O quem, o que, quando, por que e como dos serviços de segurança

Leia mais

Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços

Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços Windows Server 2012 Perguntas frequentes sobre o licenciamento e os preços Sumário WINDOWS SERVER 2012 PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O LICENCIAMENTO E OS PREÇOS... 1 WINDOWS SERVER 2012 DATACENTER E STANDARD...

Leia mais

Serviços IBM de Site e Facilities

Serviços IBM de Site e Facilities IBM Global Technology Services White Paper Novembro de 2010 Serviços IBM de Site e Facilities Implementando rapidamente Data Centers flexíveis com custo reduzido, para atender mudanças imprevisíveis na

Leia mais

Serviços IBM de Resiliência:

Serviços IBM de Resiliência: Serviços IBM de Resiliência: Sempre disponível, em um mundo sempre conectado Como chegamos até aqui? Dois profissionais de TI estão sofrendo com interrupções de negócios frequentes, os problemas estão

Leia mais

Introdução ao Processador CELL BE

Introdução ao Processador CELL BE 1 Introdução ao Processador CELL BE por: José Ricardo de Oliveira Damico 17 / Maio / 2007 São Paulo SP 2 SUMÁRIO LISTA DE FIGURAS 3 RESUMO 4 1.) INTRODUÇÃO 5 1.1) O que é? 5 2.) Utilização 5 3.) FUNCIONAMENTO

Leia mais

MBA EM ARQUITETURA E GESTÃO DE INFRAESTRUTURA DE TI

MBA EM ARQUITETURA E GESTÃO DE INFRAESTRUTURA DE TI MBA EM ARQUITETURA E GESTÃO DE INFRAESTRUTURA DE TI Novas tecnologias e tendências surgem a cada dia, como Big Data, Cloud Computing, Internet of Things, entre outras. A curva de adoção dessas tecnologias

Leia mais

Sistema IBM PureApplication

Sistema IBM PureApplication Sistema IBM PureApplication Sistema IBM PureApplication Sistemas de plataforma de aplicativos com conhecimento integrado 2 Sistema IBM PureApplication A TI está vindo para o centro estratégico dos negócios

Leia mais

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas White Paper Autores: Dirk Paessler, CEO da Paessler AG Gerald Schoch, Redator Técnico na Paessler AG Primeira Publicação: Maio de 2011 Edição: Fevereiro de 2015

Leia mais

Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI. Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014

Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI. Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014 Estratégia da VMware: O modelo corporativo definido por software e o desafio de simplificar a TI Anderson Ferreira Bruno Amaral 22 Ago 2014 Desafios de TI Arquitetura da VMware Estratégia da VMware Sucesso

Leia mais

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition

Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition Visão geral O Symantec Backup Exec 2014 V-Ray Edition destina-se a clientes que possuem sistemas total ou parcialmente virtualizados, ou seja, que moveram os servidores de arquivos, servidores de impressão,

Leia mais

10 Dicas para uma implantação

10 Dicas para uma implantação 10 Dicas para uma implantação de Cloud Computing bem-sucedida. Um guia simples para quem está avaliando mudar para A Computação em Nuvem. Confira 10 dicas de como adotar a Cloud Computing com sucesso.

Leia mais

Provedores Serviços Gerenciados da IBM. Jennifer Ammermann

Provedores Serviços Gerenciados da IBM. Jennifer Ammermann Provedores Serviços Gerenciados da IBM Jennifer Ammermann Vamos entender o que é um MSP! Um Provedor de Serviços Gerenciados (MSP) é uma empresa que clientes contratam para executar certas funções de TI,

Leia mais

Universo Online S.A 1

Universo Online S.A 1 Universo Online S.A 1 1. Sobre o UOL HOST O UOL HOST é uma empresa de hospedagem e serviços web do Grupo UOL e conta com a experiência de mais de 15 anos da marca sinônimo de internet no Brasil. Criado

Leia mais

Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização

Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização Virtualização Microsoft: Da Estação de Trabalho ao Data Center Estudo de Caso de Solução de Cliente Fabricante Reduz os Custos, Melhora o Serviço e Dinamiza o Gerenciamento com a Virtualização Visão Geral

Leia mais

PROGRAMA DE CANAIS E FRANQUIA MAILMIX

PROGRAMA DE CANAIS E FRANQUIA MAILMIX PROGRAMA DE CANAIS E FRANQUIA MAILMIX A Infomix Desde 2003 no mercado, a Infomix Comércio de Computadores Ltda, atende seus clientes com excelência, por ter uma equipe altamente qualificada, apresenta

Leia mais

Soluções IBM SmartCloud. 2014 IBM Corporation

Soluções IBM SmartCloud. 2014 IBM Corporation Soluções IBM SmartCloud Estratégia de Cloud Computing da IBM Business Process as a Service Software as a Service Platform as a Service Infrastructure as a Service Design Deploy Consume Tecnologias para

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com Planejamento Estratégico de TI Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com VPN Virtual Private Network Permite acesso aos recursos computacionais da empresa via Internet de forma segura Conexão criptografada

Leia mais

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Microsoft VDI e Windows VDA Perguntas Frequentes Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Como a Microsoft licencia o Windows das estações de trabalho em ambientes virtuais? A Microsoft

Leia mais

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail

Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Proteção de Dados no Contexto do Outsourcing de Infraestrutura de TI TIVIT Leonardo Brito Gibrail Engenharia de Negócios 1 Agenda 1 Sobre a TIVIT 2 IT Outsourcing 3 Parceria TIVIT & Symantec 4 Projeto

Leia mais

CONECTIVIDADE INOVADORA. MULTI-SITE E MULTI-FORNECEDORES. UMA ÚNICA LISTA DE TRABALHO GLOBAL. Vue Connect. Enterprise IMAGE/ARTWORK AREA

CONECTIVIDADE INOVADORA. MULTI-SITE E MULTI-FORNECEDORES. UMA ÚNICA LISTA DE TRABALHO GLOBAL. Vue Connect. Enterprise IMAGE/ARTWORK AREA Vue Connect Enterprise Workflow MULTI-SITE E MULTI-FORNECEDORES. UMA ÚNICA LISTA DE TRABALHO GLOBAL. Para empresas que possuem diversas unidades, uma ampla gama de instalações, fluxo de trabalho departamental

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

Utilizando clusters em aplicações de bancos de dados para reduzir os custos de TI Introdução Arquitetura tradicional vs. Arquitetura em grade

Utilizando clusters em aplicações de bancos de dados para reduzir os custos de TI Introdução Arquitetura tradicional vs. Arquitetura em grade Janeiro de 2010 Utilizando clusters em aplicações de bancos de dados para reduzir os custos de TI Reorganizando para obter eficiência, desempenho e alta disponibilidade Introdução O clustering é a nova

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve

Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Proteção de ambientes Citrix XenServer com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura maneiras

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

Gerenciamento de Mainframe de Última Geração - resumo

Gerenciamento de Mainframe de Última Geração - resumo DOCUMENTO DE ESTRATÉGIA Gerenciamento de Mainframe de Última Geração Gerenciamento de Mainframe de Última Geração - resumo Mainframe como tendência principal para o direcionamento de produtos de TI empresariais

Leia mais

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional

Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem. Serviços HP Cloud Professional Folheto Acelere sua jornada rumo à nuvem Professional Folheto Professional A HP oferece um portfólio abrangente de serviços profissionais em nuvem para aconselhar, transformar e gerenciar sua jornada rumo

Leia mais

Manual de Vendas. Chegou a oportunidade de aumentar os lucros com o Windows Server 2012 R2

Manual de Vendas. Chegou a oportunidade de aumentar os lucros com o Windows Server 2012 R2 Manual de Vendas Chegou a oportunidade de aumentar os lucros com o Windows Server 2012 R2 O Windows Server 2012 R2 fornece soluções de datacenter e de nuvem híbrida de classe empresarial que são simples

Leia mais

Tutorial SD. Mobile and Smart devices Development Solution - Página 1

Tutorial SD. Mobile and Smart devices Development Solution - Página 1 Mobile and Smart devices Development Solution - Página 1 Introdução Hoje em dia, está claro para a indústria de TI a relevância que têm os smartphones, tablets e dispositivos inteligentes (os chamados

Leia mais

Guia Rápido de Licenciamento do SQL Server 2012

Guia Rápido de Licenciamento do SQL Server 2012 Guia Rápido de Licenciamento do SQL Server 2012 Data de publicação: 1 de Dezembro de 2011 Visão Geral do Produto SQL Server 2012 é uma versão significativa do produto, provendo Tranquilidade em ambientes

Leia mais

Symantec Backup Exec.cloud

Symantec Backup Exec.cloud Proteção automática, contínua e segura que faz o backup dos dados na nuvem ou usando uma abordagem híbrida, combinando backups na nuvem e no local. Data Sheet: Symantec.cloud Somente 2% das PMEs têm confiança

Leia mais