Traduzido do original em Inglês. Can A Woman Forget. By R. M. M'Cheyne

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Traduzido do original em Inglês. Can A Woman Forget. By R. M. M'Cheyne"

Transcrição

1

2

3 Traduzido do original em Inglês Can A Woman Forget By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray M'Cheyne Minister of St. Peter's Church, Dundee. Via: Archive.Org Tradução por Camila Almeida Revisão e Capa por William Teixeira 1ª Edição: Dezembro de 2014 Salvo indicação em contrário, as citações bíblicas usadas nesta tradução são da versão Almeida Corrigida Fiel ACF Copyright 1994, 1995, 2007, 2011 Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil. Traduzido e publicado em Português pelo website oestandartedecristo.com, sob a licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International Public License. Você está autorizado e incentivado a reproduzir e/ou distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, a fonte original e o tradutor, e que também não altere o seu conteúdo nem o utilize para quaisquer fins comerciais.

4 Pode Uma Mulher Esquecer? Por Robert Murray M'Cheyne Porém Sião diz: Já me desamparou o Senhor, e o meu Senhor se esqueceu de mim. Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. (Isaías 49:14-15) Estas palavras aplicam-se, em primeiro lugar, ao antigo povo de Deus, os Judeus. Antes de sua conversão final, acredito que seus olhos serão abertos para ver o seu pecado e miséria. Eles olharão para Aquele a quem traspassaram, e lamentarão. Quando eles ouvem as ofertas gloriosas de misericórdia, eles não são capazes de acreditar nelas: Sião dirá: Já me desamparou o Senhor, o meu Deus se esqueceu de mim. Mas Deus vai responderlhes que, não obstante todos os seus pecados e aflições passadas, Ele ainda os amará, e será o seu Deus: Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. Estas palavras são igualmente verdadeiras para todos os crentes. I. Investigue nesses momentos em que casos os próprios crentes pensam estar abandonados. 1. Em tempos de aflição dolorosa. Assim foi com Noemi, ela havia perdido seu amado marido e seus dois filhos na terra de Moabe. E agora, quando ela voltou, apoiando-se em sua nora, até o monte de Belém, toda a cidade se alvoroçou, e eles disseram: Não é esta Noemi? Porém ela lhes dizia: Não me chameis Noemi; chamai-me Mara; porque grande amargura me tem dado o Todo-Poderoso. Cheia parti, porém vazia o Senhor me fez tornar; por que pois me chamareis Noemi? O Senhor testifica contra mim, e o Todo-Poderoso me tem feito mal [Rute 1:19-21]. Assim, foi com Ezequias. Quando o Senhor lhe disse: Assim diz o SENHOR: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás, e não viverás. Então virou Ezequias o seu rosto para a parede, e orou ao Senhor... E chorou Ezequias muitíssimo. Como o grou, ou a andorinha, assim eu chilreava, e gemia como a pomba; alçava os meus olhos ao alto; ó Senhor, ando oprimido, fica por meu fiador [Isaías 38:1-3, 14-15]. Assim com Jó, quando Jó perdeu seus rebanhos, e seus dez filhos em um único dia, quando a sua saúde corporal foi destruída, e ele sentou-se entre as cinzas, então, abriu Jó a sua boca, e amaldiçoou o seu dia: Pereça o dia em que nasci. Por que se dá luz ao miserável,

5 e vida aos amargurados de ânimo? Ah! que Deus quisesse quebrantar-me, e soltasse a sua mão, e me acabasse! [Jó 3:3, 20; 6:9]. Ah! É uma coisa triste quando a alma enfraquece sob as repreensões de Deus. Elas foram intencionadas a conduzir de forma mais íntima a Cristo, a um fruir mais pleno de Deus. Não desmaies quando fores repreendido por Ele. Quando uma alma vem a Cristo, ela espera ser levada para o céu em um caminho verdejante, suave, sem espinhos. Pelo contrário, ela é levada à escuridão; a miséria olha em seu rosto, ou a perda deixa-lhe sem filhos, ou as perseguições amarguram a sua vida. E agora sua alma se lembra do absinto e do fel. Ela esquece o amor e a sabedoria que está lidando com ela, ela diz: Eu sou aquele homem que viu a aflição, já me desamparou o Senhor, e o meu Senhor se esqueceu de mim. 2. Quando eles caem em pecado. Enquanto um crente anda humildemente com o seu Deus, sua alma está em paz. A lâmpada do Senhor brilha sobre sua cabeça. Ele caminha na luz, como Deus está na luz, e o sangue de Jesus Cristo, Seu Filho purifica-o de todo o pecado. Mas no momento em que a incredulidade o atinge, ele é levado ao pecado; como Davi, ele cai muito baixo. Um crente geralmente cai mais baixo do que o mundo; e agora ele cai na escuridão. Quando Adão caiu, ele temeu, e ele escondeu-se de Deus, entre as árvores do jardim, e ele fez uma cobertura de folhas. Ai! quando um crente cai, ele também tem medo; ele se esconde de Deus. Agora, ele perdeu uma boa consciência; ele teme se encontrar com Deus; ele não ama a casa de oração; o seu coração está cheio de dúvidas. Se fosse um filho de Deus, Deus me deixaria entregue às concupiscências do meu próprio coração?, diz ele e se recusa a voltar. Não há esperança; porque amo os estranhos, após eles andarei [Jeremias 2:25]. Embora Deus nunca tenha sido um deserto, nem uma terra de escuridão para a alma, ainda assim ela diz: Temos determinado; não viremos mais a ti? [Jeremias 2:31]. Já me desamparou o Senhor, e o meu Senhor se esqueceu de mim. Ah! este é o mais amargo de todos os tipos de deserção. Se você lançar fora a fé e uma boa consciência, você fará um naufrágio. 3. Em tempo de deserção. Deserção é Deus retirando-se da alma do crente, de modo que a Sua ausência é sentida. O mundo não conhece nada sobre isso, e ainda assim é verdade. Deus tem maneiras de revelar a Si próprio de outra maneira do que Ele faz para o mundo: O segredo do Senhor é com aqueles que o temem; e ele lhes mostrará a sua aliança [Salmos 25:14]. Jesus está frequente e pessoalmente com eles. Eles sentem a Sua presença, seus corações ardem dentro deles. Eles, às vezes, sentem que Ele cumpre essa palavra: Não vos

6 deixarei órfãos; voltarei para vós [João 14:18]. O Pai é o seu próprio refúgio. Eles sentem Seus braços eternos debaixo deles, eles sentem Seu olho contemplando-os, sentem o Seu amor sendo derramado sobre eles como um raio de luz do céu. O Espírito Santo está dentro dele. Ele às vezes sente o seu sopro, às vezes ele sente que tem o Espírito dentro dele, clamando: Aba, Pai. Oh! Este é o céu sobre a terra, alegria plena, satisfatória. Às vezes agrada a Deus retirar-se da alma, principalmente, eu creio: Primeiro, para nos humilhar ao pó; segundo, para revelar alguma corrupção não mortificada e terceiro, para nos conduzir a mais fome por Ele. Tal era a condição de Davi quando ele escreveu o salmo 42: Direi a Deus, minha rocha: Por que te esqueceste de mim? Por que ando lamentando por causa da opressão do inimigo? Com ferida mortal em meus ossos me afrontam os meus adversários, quando todo dia me dizem: Onde está o teu Deus? Assim como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus!. Ah, muito mais do que a sede natural do cervo ferido, pelas correntes de águas, é a sede espiritual da alma abandonada por Deus. Tal era o sentimento de Jó, quando ele clamou: Porque as flechas do Todo Poderoso estão em mim. E novamente: Ah! quem me dera ser como eu fui nos meses passados, como nos dias em que Deus me guardava! [Jó 29:2]. Ele tem uma lembrança amarga de sua alegria passada, um amargo senso de que meios não podem trazer sua alma de volta para o descanso. Tal foi o sentimento da noiva: De noite, em minha cama, busquei aquele a quem ama a minha alma; busquei-o, e não o achei (Cânticos 3:1). Ah irmãos, se você alguma vez conheceu algo disto, você saberá o sentimento miserável da distância de Deus, de ter montanhas entre a alma e Ele, implícitas nestas palavras: Já me desamparou o Senhor, e o meu Senhor se esqueceu de mim. II. Deus não pode esquecer uma alma em Cristo: Porventura pode uma mulher esquecerse tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. 1. O amor de Deus é como um amor de mãe. Não há amor neste mundo semelhante ao amor de uma mãe. É um amor livre, sem comparação, altruísta. Por mais dor que ela tenha sofrido por causa de seu filho, apesar dos muitos problemas que ela tenha que suportar por ele, de noite e de dia, enquanto ele se pendura em seu seio, para ela isto é mais precioso do que o ouro. Há algo em seu coração que se apega ao seu filho fraco, adoentado, ou melhor, até mesmo ao débil. O amor de Deus por uma alma em Cristo é mais forte do que esse amor. O Salmista o compara ao de um pai: Assim como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece daqueles que o temem [Salmos 103:13]. E Malaquias

7 3:17: poupá-los-ei, como um homem poupa a seu filho, que o serve. Novamente, em Isaías 66:3: Como alguém a quem consola sua mãe, assim eu vos consolarei; e em Jerusalém vós sereis consolados. Este amor de uma mãe por seu filho é natural para ela. Ela não consegue explicá-lo. Você não pode mudá-lo. Você deve quebrar em pedaços o coração da mãe antes que possa alterar o seu amor por seu filho. E ainda existem algumas almas miseráveis tão deformadas por Satanás, com seus corações tão brutalizados, que podem se esquecer de seus filhos. A mãe indiana pode dançar sobre o túmulo de seu filho, e a assassina pode levantar a mão contra a vida de seu pequenino: Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. O amor de Deus por uma alma em Cristo é um amor natural. É um amor enraizado em Sua natureza. O Pai ama o Filho; e este é o mesmo amor com o qual Ele ama a alma que está em Cristo. Ele não pode esquecê-lo. Ele O ama porque Ele é totalmente desejável, Ele O ama porque Ele é digno de ser amado, Ele O ama porque Ele deu a Sua vida pelas ovelhas. Tudo o que há em Deus leva-o a amar Seu Filho, Sua santidade, Sua justiça, Sua verdade; e portanto, tudo o que há em Deus leva-o a amar a alma que está em Cristo. Irmãos, não estejam prostrados em aflição. Almas abandonadas, o amor de Deus não pode mudar, a menos que sua natureza mude. Não até que Deus deixe de ser santo, justo e verdadeiro, Ele deixará de amar a alma que se esconde sob as asas de Jesus. 2. Amor do Pai é o amor pleno. O amor de uma mãe é o maior amor que temos na Terra. Ela ama com todo seu coração. Mas não há amor pleno, senão o de Deus para com seu Filho; Deus ama a Jesus totalmente; todo o coração do Pai, por assim dizer, continuamente se derrama em amor pelo Senhor Jesus. Não há nada em Cristo, exceto o que atraia o amor infinito de Deus. NEle Deus vê Sua própria imagem perfeita, Sua própria Lei cumprida, Sua própria vontade feita. O Pai ama o Filho plenamente; mas quando a alma vem a Cristo, o mesmo amor repousa sobre aquela alma: Para que o amor com que me tens amado esteja neles [João 17:26]. É verdade, uma criatura não pode receber o amor de Deus, como Jesus pode, mas é o mesmo amor que brilha sobre nós e sobre Ele; amor pleno, satisfatório, sem limites. Quando o sol derrama seus feixes no largo oceano e em uma pequena flor, ao mesmo tempo, é a mesma luz do sol que é vertida em ambos, embora o oceano tenha muitíssimo maior capacidade de receber os seus gloriosos feixes; assim, quando o Filho de Deus recebe o amor de seu pai, e um pobre verme culpado esconde-se nele, é o mesmo amor que vem para o Salvador e para o pecador, embora Jesus seja capaz de conter mais.

8 Como Deus pode esquecer o que Ele ama plenamente? Se Deus plenamente te ama, Ele não te esqueceu; Ele não pode esquecer-te. O amor da criatura pode falhar, pois o que é a criatura? Um vaso de barro, um sopro que passou e não volta. Mas o amor do Criador não pode falhar; Ele é amor pleno em direção a um objeto infinitamente digno de Seu amor, em Quem tu o compartilhas. 3. O amor de Deus é um amor imutável. O amor de uma mãe, dentre o amor de todas as criaturas, é o mais imutável. Um menino deixa a casa de seu pai, ele atravessa mil mares, ele trabalha sob um céu estrangeiro. Mas quando ele volta, encontra sua mãe idosa mudada, a cabeça está grisalha, a respeitável testa está franzida com a idade, mas ele ainda sente, enquanto ela o aperta contra o seu peito, que o coração dela é o mesmo. Mas, ah! muito mais imutável é o amor de Deus por Cristo, e por uma alma em Cristo: Eu sou o Senhor; eu não mudo. O Pai que ama não apresenta mutabilidade. Jesus, que é amado, é o mesmo, ontem, hoje e para sempre. Como é possível que o amor mude? Ele fluiu antes do mundo existir e fluirá quando o mundo passar. Se você está em Cristo, este amor brilha sobre você: Com amor eterno eu te amei [Jeremias 31:3]. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor [Romanos 8:38-39]. (1) Um consolo para crentes abatidos. Muitos de vocês podem estar abatidos, e suas almas inquietas. Vocês pensam que Deus tem lidado amargamente com vocês; Ele vos deixou sem filhos, ou Ele encontrou-se com vocês como um leão e com uma ursa privado de seus filhotes, ou Ele feriu a vossa aboboreira, ou Ele os abandonou, assim, vocês O buscam, e não O encontram. Olhem para Cristo, o amor de Deus brilha nele; nada pode separar Jesus deste amor; nada pode vos separar. No momento em que Sião dizia: O meu Senhor se esqueceu de mim, no mesmo momento Deus estava dizendo: eu não me esquecerei de ti. Suas aflições e deserções apenas provam que você está sob a mão do Pai. Não há momento em que o paciente seja um objeto de tão terno cuidado do cirurgião, como quando ele está sob o bisturi; assim, você pode ter certeza, se você está sofrendo sob a mão de Deus, que o olho dele está ainda mais focado em você. O Deus eterno é a tua habitação, e por baixo estão os braços eternos [Deuteronômio 33:27]. (2) Um convite a pobres pecadores para que venham e provem desse amor. É algo doce ser amado. Suponho que a maioria de vocês provou do amor de uma mãe. Você sabe o que é ser embalado em seus braços, ser observado por seu olho gentil, ser acariciado por

9 seu sorriso; mas, ó, irmãos, isso não é nada em comparação ao amor de Deus. O olho daquela querida mãe se fechará na morte; aquele braço amável dela será desfeito no pó. Oh! venha e prove do amor daquele que não pode morrer. Há apenas um lugar em que o amor de Deus continuamente cai livremente: é na cabeça de Jesus: O Pai ama o Filho. Ele O ama plenamente. Todos os tesouros do amor que estão no infinito seio de Jeová são derramados continuamente no seio de seu próprio Filho, que Ele ama imutavelmente; nenhuma nuvem jamais pode se interpor, nenhum véu e nem distância. Mas isso é para mim? É tudo para você, pecador. Jesus permanece um refúgio para pecadores, pronto para receber até mesmo a ti. Fuja para Ele, permaneça nele, e aquele amor permanecerá sobre você. Você é um verme, mas você pode entrar no gozo de seu Senhor. Você pode compartilhar do amor de Deus com Jesus, de uma forma que os santos anjos não podem fazer. Ó pecador, você prefere ficar sob a ira de Deus? Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece [João 3:36]. Deus está irado com o ímpio todos os dias [Salmos 7:11], mas, ah! Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal [1 Timóteo 1:15]. Oh! É doce passar da ira para o amor, da morte para a vida. Aquele pobre assassino pularia de alegria em sua cela, quando chegasse a notícia de que ele não morreria a morte do assassino; mas, ah! dez mil vezes mais doce seria para você, se Deus neste dia lhe persuadisse a abraçar a Cristo livremente como oferecido no Evangelho.

10 OUTRAS LEITURAS QUE RECOMENDAMOS Baixe estes e outros e-books gratuitamente no site oestandartedecristo.com. 10 Sermões R. M. M Cheyne Adoração A. W. Pink Agonia de Cristo J. Edwards Batismo, O John Gill Batismo de Crentes por Imersão, Um Distintivo Neotestamentário e Batista William R. Downing Bênçãos do Pacto C. H. Spurgeon Biografia de A. W. Pink, Uma Erroll Hulse Carta de George Whitefield a John Wesley Sobre a Doutrina da Eleição Cessacionismo, Provando que os Dons Carismáticos Cessaram Peter Masters Como Saber se Sou um Eleito? ou A Percepção da Eleição A. W. Pink Como Ser uma Mulher de Deus? Paul Washer Como Toda a Doutrina da Predestinação é corrompida pelos Arminianos J. Owen Confissão de Fé Batista de 1689 Conversão John Gill Cristo É Tudo Em Todos Jeremiah Burroughs Cristo, Totalmente Desejável John Flavel Defesa do Calvinismo, Uma C. H. Spurgeon Deus Salva Quem Ele Quer! J. Edwards Discipulado no T empo dos Puritanos, O W. Bevins Doutrina da Eleição, A A. W. Pink Eleição & Vocação R. M. M Cheyne Eleição Particular C. H. Spurgeon Especial Origem da Instituição da Igreja Evangélica, A J. Owen Evangelismo Moderno A. W. Pink Excelência de Cristo, A J. Edwards Gloriosa Predestinação, A C. H. Spurgeon Guia Para a Oração Fervorosa, Um A. W. Pink Igrejas do Novo Testamento A. W. Pink In Memoriam, a Canção dos Suspiros Susannah Spurgeon Incomparável Excelência e Santidade de Deus, A Jeremiah Burroughs Infinita Sabedoria de Deus Demonstrada na Salvação dos Pecadores, A A. W. Pink Jesus! C. H. Spurgeon Justificação, Propiciação e Declaração C. H. Spurgeon Livre Graça, A C. H. Spurgeon Marcas de Uma Verdadeira Conversão G. Whitefield Mito do Livre-Arbítrio, O Walter J. Chantry Natureza da Igreja Evangélica, A John Gill Natureza e a Necessidade da Nova Criatura, Sobre a John Flavel Necessário Vos é Nascer de Novo Thomas Boston Necessidade de Decidir-se Pela Verdade, A C. H. Spurgeon Objeções à Soberania de Deus Respondidas A. W. Pink Oração Thomas Watson Pacto da Graça, O Mike Renihan Paixão de Cristo, A Thomas Adams Pecadores nas Mãos de Um Deus Irado J. Edwards Pecaminosidade do Homem em Seu Estado Natural Thomas Boston Plenitude do Mediador, A John Gill Porção do Ímpios, A J. Edwards Pregação Chocante Paul Washer Prerrogativa Real, A C. H. Spurgeon Queda, a Depravação Total do Homem em seu Estado Natural..., A, Edição Comemorativa de Nº 200 Quem Deve Ser Batizado? C. H. Spurgeon Quem São Os Eleitos? C. H. Spurgeon Reformação Pessoal & na Oração Secreta R. M. M'Cheyne Regeneração ou Decisionismo? Paul Washer Salvação Pertence Ao Senhor, A C. H. Spurgeon Sangue, O C. H. Spurgeon Semper Idem Thomas Adams Sermões de Páscoa Adams, Pink, Spurgeon, Gill, Owen e Charnock Sermões Graciosos (15 Sermões sobre a Graça de Deus) C. H. Spurgeon Soberania da Deus na Salvação dos Homens, A J. Edwards Sobre a Nossa Conversão a Deus e Como Essa Doutrina é Totalmente Corrompida Pelos Arminianos J. Owen Somente as Igrejas Congregacionais se Adequam aos Propósitos de Cristo na Instituição de Sua Igreja J. Owen Supremacia e o Poder de Deus, A A. W. Pink Teologia Pactual e Dispensacionalismo William R. Downing Tratado Sobre a Oração, Um John Bunyan Tratado Sobre o Amor de Deus, Um Bernardo de Claraval Um Cordão de Pérolas Soltas, Uma Jornada Teológica no Batismo de Crentes Fred Malone Sola Fide Sola Scriptura Sola Gratia Solus Christus Soli Deo Gloria

11 2 Coríntios 4 1 Por isso, tendo este ministério, segundo a misericórdia que nos foi feita, não desfalecemos; 2 Antes, rejeitamos as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com astúcia nem falsificando a palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade. 3 Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto. 4 Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. 5 Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, o Senhor; e nós mesmos somos vossos servos por amor de Jesus. 6 Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo. 7 Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós. 8 Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. 9 Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; 10 Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos; 11 E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal. 12 De maneira que em nós opera a morte, mas em vós a vida. 13 E temos portanto o mesmo espírito de fé, como está escrito: Cri, por isso falei; nós cremos também, por isso também falamos. 14 Sabendo que o que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também por Jesus, e nos apresentará convosco. 15 Porque tudo isto é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus. 16 Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. 17 Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; 18 Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.

Uma Exposição De I João 2:2. A. W. Pink

Uma Exposição De I João 2:2. A. W. Pink Uma Exposição De I João 2:2 A. W. Pink Traduzido do original em Inglês The Sovereignty of God: Appendix IV - 1 John 2:2 By A. W. Pink Via: EternalLifeMinistries.org Tradução por Timóteo Werner Revisão

Leia mais

Homem e Mulher, Deus os Criou à Sua Imagem

Homem e Mulher, Deus os Criou à Sua Imagem Homem e Mulher, Deus os Criou à Sua Imagem John Piper Traduzido do original em Inglês Male and Female He Created Them in the Image of God By John Piper Via: DesiringGod.org Copyright 2015 Desiring God

Leia mais

O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade.

O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade. O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade. O que faz do Natal tão especial?! O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante

Leia mais

Anne Dutton's Letters on Spiritual Subjects The New Birth; Regeneration

Anne Dutton's Letters on Spiritual Subjects The New Birth; Regeneration ANNE DUTTON Traduzido do original em Inglês Anne Dutton's Letters on Spiritual Subjects The New Birth; Regeneration By Anne Dutton Via: GraceGems.org Tradução por Amanda Ramalho Revisão por Camila Almeida

Leia mais

In Memoriam: A Song of Sighs

In Memoriam: A Song of Sighs Traduzido do original em Inglês In Memoriam: A Song of Sighs By Susannah Spurgeon Via: GraceGems.org Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida 1ª Edição: Dezembro de 2014 Salvo indicação

Leia mais

PERDÃO PARA OS MAIORES PECADORES

PERDÃO PARA OS MAIORES PECADORES PERDÃO PARA OS MAIORES PECADORES Traduzido do original em Inglês Pardon for the Greatest Sinners By Jonathan Edwards Via: The-HighWay.com Tradução por Amanda Ramalho Revisão e Capa por William Teixeira

Leia mais

UMA TEOLOGIA PARA A PLANTAÇÃO DE IGREJAS. P or G ordon Ta ylor Ha nk Ras t Da vid C a mpbe ll, J im D undas J ohn M ille r B ra d S wyga rd

UMA TEOLOGIA PARA A PLANTAÇÃO DE IGREJAS. P or G ordon Ta ylor Ha nk Ras t Da vid C a mpbe ll, J im D undas J ohn M ille r B ra d S wyga rd UMA TEOLOGIA PARA A PLANTAÇÃO DE IGREJAS P or G ordon Ta ylor Ha nk Ras t Da vid C a mpbe ll, J im D undas J ohn M ille r B ra d S wyga rd Traduzido do original em Inglês A Theology of Church Planting

Leia mais

O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade.

O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade. O que faz do Natal tão especial? O nascimento de Jesus Cristo é o evento mais signicante da história da humanidade. O que faz do Natal tão especial? Mas, quando chegou o tempo certo, Deus enviou o seu

Leia mais

The True Pleasantness of Being a Child of God

The True Pleasantness of Being a Child of God Traduzido do original em Inglês The True Pleasantness of Being a Child of God By R. M. M'Cheyne Via: EternalLifeMinistries.org Tradução por Camila Almeida Revisão e Capa por William Teixeira 1ª Edição:

Leia mais

O Âmago do Evangelho. A justificação é o âmago do Evangelho?

O Âmago do Evangelho. A justificação é o âmago do Evangelho? O Âmago do Evangelho A justificação é o âmago do Evangelho? Introdução Qual é o centro do Evangelho? Muitos vão dizer que a justificação é a base do Evangelho, pois sem justificação não poderíamos nos

Leia mais

COMO SER GUIADO POR DEUS?

COMO SER GUIADO POR DEUS? COMO SER GUIADO POR DEUS? UMA EXPOSIÇÃO DE PROVÉRBIOS 3:5-6 A. W. Pink Traduzido do original em Inglês Divine Guidance By A. W. Pink A presente publicação consiste em um excerto da obra supracitada. Via:

Leia mais

Aula 10. 2º Semestre. Hebreus 1-10

Aula 10. 2º Semestre. Hebreus 1-10 Novo Testamento Aula 10 2º Semestre Hebreus 1-10 Lição 46 Prossigamos até a perfeição Lição 47 Pelo Sangue Sereis Santificados Hebreus Escrito por Paulo Aprox. 67 ou 68 AD Pois Paulo morreu em 68AD Hebreus

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Sexta-feira da 4ª Semana da Quaresma Ó Deus, que

Leia mais

Dia de Todos os Santos

Dia de Todos os Santos 1 «Vinde a Mim, vós todos os que andais cansados e oprimidos e Eu vos aliviarei, diz o Breve comentário: As Bem-aventuranças revelam a realidade misteriosa da vida em Deus, iniciada no Baptismo. Aos olhos

Leia mais

ORANDO COM O ENTENDIMENTO

ORANDO COM O ENTENDIMENTO ORANDO COM O ENTENDIMENTO John Bunyan Traduzido do Espanhol Título original em Inglês A Discourse Touching Prayer By John Bunyan A presente publicação consiste em um excerto da obra supracitada Via: CimientoEstable.org

Leia mais

CÉU, A BELA CASA DE DEUS

CÉU, A BELA CASA DE DEUS Bíblia para crianças apresenta CÉU, A BELA CASA DE DEUS Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Lazarus Adaptado por: Sarah S. Traduzido por: Judith Menga Produzido por: Bible for Children www.m1914.org

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quinta-feira da 29ª Semana do Tempo Comum Deus

Leia mais

A Thorn In The Flesh

A Thorn In The Flesh Traduzido do original em Inglês A Thorn In The Flesh By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray M'Cheyne Minister of St. Peter's Church, Dundee.

Leia mais

DILIGÊNCIA NECESSÁRIA

DILIGÊNCIA NECESSÁRIA DILIGÊNCIA NECESSÁRIA. Traduzido do original em Inglês Diligence Necessary By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray M'Cheyne Minister of St. Peter's

Leia mais

Biography of A.W. Pink

Biography of A.W. Pink Traduzido do original em Inglês Biography of A.W. Pink By Erroll Hulse Via: ChapelLibrary.org Copyright 2013 Chapel Library Tradução por Camila Almeida Revisão e Capa por William Teixeira 1ª Edição: Dezembro

Leia mais

Traduzido do original em Inglês. Death of Stephen. By R. M. M'Cheyne

Traduzido do original em Inglês. Death of Stephen. By R. M. M'Cheyne Traduzido do original em Inglês Death of Stephen By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray M'Cheyne Minister of St. Peter's Church, Dundee. Via:

Leia mais

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos 4.12) Quando você se arrepende dos seus pecados e crê

Leia mais

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos?

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? 19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? GUIA PROTECTOR Sens, 1862 Essas pessoas têm mais egoísmo do

Leia mais

The Vision of Dry Bones

The Vision of Dry Bones Traduzido do original em Inglês The Vision of Dry Bones By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray M'Cheyne Minister of St. Peter's Church, Dundee.

Leia mais

Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João

Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João Por que e para que Jesus morreu na cruz? Evangelho de João 3.16-17 INTRODUÇÃO Do texto lido, faço à igreja duas perguntas: Por quejesus morreu na cruz? Para que Jesus morreu na cruz? O por que e o para

Leia mais

Adoração Eucarística. André Batista. texto ser distribuído pela assembleia). Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e todo o meu ser louve o seu nome santo.

Adoração Eucarística. André Batista. texto ser distribuído pela assembleia). Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e todo o meu ser louve o seu nome santo. Adoração Eucarística Subsídios Pastorais www.fatima.pt/documentacao André Batista BATISTA, André Adoração Eucarística. Em VAZ, Carla Abreu, coord. Envolvidos no amor de Deus pelo mundo: Itinerário Temático

Leia mais

Deus. Coisas físicas Nº1

Deus. Coisas físicas Nº1 A ESSÊNCIA DE TUDO, A Santidade, Retidão e Justiça de Nº1 Deus Deus é diferente de todos os outros seres. Só Ele é infinito e não criado. Todos os demais são finitos e criados. O termo bíblico para essa

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quarta-feira da 5ª Semana da Quaresma Ó Deus de

Leia mais

Meninos e Meninas Brincando

Meninos e Meninas Brincando Meninos e Meninas Brincando J. C. Ryle "As praças da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão." (Zc.8:5) Queridas crianças, o texto acima fala de coisas que acontecerão. Deus está nos

Leia mais

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da 21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que

Leia mais

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL SACRAMENTOS - III (ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL - 1 COMO OS SACRAMENTOS ATUALIZAM A GRAÇA NAS DIVERSAS SITUAÇÕES DA VIDA 2 1. O QUE ACONTECE NO BATISMO? 3 NO BATISMO, A PESSOA

Leia mais

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ

A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ A BELA HISTORIA DE JESUS DE NAZARÉ AS PARABOLAS: A OVELHA PERDIDA Volume 14 Escola: Nome: Professor (a): Data: / / EU SOU O BOM PASTOR; O BOM PASTOR DÁ A SUA VIDA PELAS OVELHAS. 11 NUMERE AS OVELHINHAS

Leia mais

O QUE DEUS PODE FAZER COM OSSOS SECOS. Ezequiel 37:1-14

O QUE DEUS PODE FAZER COM OSSOS SECOS. Ezequiel 37:1-14 O QUE DEUS PODE FAZER COM OSSOS SECOS Ezequiel 37:1-14 A mão do Senhor estava sobre mim, e por seu Espírito ele me levou a um vale cheio de ossos. Ele me levou de um lado para outro, e pude ver que era

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Quarta-feira da 12ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Senhor,

Leia mais

1- Salvação Senhor, deixe a Salvação. 3 Amor Permita, Senhor, que meus filhos

1- Salvação Senhor, deixe a Salvação. 3 Amor Permita, Senhor, que meus filhos 1- Salvação Senhor, deixe a Salvação florescer dentro dos meus filhos, para que eles obtenham a Salvação de Cristo Jesus, com glória eterna. (2 Timóteo 2:10) 2 Crescimento na Graça Eu oro para que eles

Leia mais

A PÁSCOA 2016 = 7-10/04. UM SÓ POVO Efésios 2: 16-18

A PÁSCOA 2016 = 7-10/04. UM SÓ POVO Efésios 2: 16-18 A PÁSCOA 2016 = 7-10/04 UM SÓ POVO Efésios 2: 16-18 A Páscoa A Festa do Pão Ázimo 1 Coríntios 5:6-8 Não é boa a vossa jactância (orgulho). Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa?

Leia mais

COPYRIGHT 2016 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - SABER E FÉ

COPYRIGHT 2016 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - SABER E FÉ Aviso importante! Esta disciplina é uma propriedade intelectual de uso exclusivo e particular do aluno da Saber e Fé, sendo proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, exceto em breves citações

Leia mais

Paulo. O sofrimento de Paulo

Paulo. O sofrimento de Paulo Paulo O sofrimento de Paulo Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós. De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados;

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

O Espírito Santo. Quem é? O que faz? Como se relaciona conosco?

O Espírito Santo. Quem é? O que faz? Como se relaciona conosco? O Espírito Santo Quem é? O que faz? Como se relaciona conosco? Paracleto O Espírito Santo é... Paracleto pode ser definido como Conselheiro, Advogado, como Procurador do acusado, Ajudador e Intercessor.

Leia mais

NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE

NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE. Traduzido do original em Inglês Not a Jew Which is One Outwardly By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray

Leia mais

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA A Eucaristia é o sacramento que atualiza e faz a memória do sacrifício de Jesus: em cada Eucaristia temos a presença do Cristo que pela sua morte e ressurreição

Leia mais

A Bíblia e Seus Atributos. William R. Downing

A Bíblia e Seus Atributos. William R. Downing A Bíblia e Seus Atributos William R. Downing. Traduzido do original em Inglês A Catechism on Bible Doctrine (Version 1.7) An Introductory study of Bible Doctrine in the Form of a Catechism with Commentary

Leia mais

NOVENA A NOSSA SENHORA CONSOLATA

NOVENA A NOSSA SENHORA CONSOLATA NOVENA A NOSSA SENHORA CONSOLATA DIA DA FESTA: 20 de junho Primeiro Dia: 11 de Junho * Maria é a Consolata. Aquela que consola porque foi consolada por Deus quando Ele a escolheu para ser Mãe de seu Filho

Leia mais

No princípio Deus criou o céu e a terra

No princípio Deus criou o céu e a terra No princípio Deus criou o céu e a terra No início Deus criou céu e terra. Ele sempre pensou em todos nós e impulsionado pelo seu grande amor, Deus quis criar o mundo. Como um pai e uma mãe que preparam

Leia mais

Classificação de hinos do HPD e cânones por assuntos

Classificação de hinos do HPD e cânones por assuntos Classificação de hinos do HPD e cânones por assuntos 1 Advento e Natal 2 Ano Novo 3 Epifania 4 Entrada Triunfal 5 Paixão 6 Páscoa 7 Ascensão 8 Pentecostes 9 Trindade 10 Morte e Vida Eterna, Juízo Final

Leia mais

CATÁLOGO Knox. Publicações

CATÁLOGO Knox. Publicações CATÁLOGO 2013 Knox Publicações LANÇAMENTOS KNOX PUBLICAÇÕES SOLI DEO GLORIA O SER E OBRAS DE DEUS SOLA SCRIPTURA A DOUTRINA REFORMADA DAS ESCRITURAS IMAGO DEI ANTROPOLOGIA BÍBLICA Trilogia de estudos em

Leia mais

Unção De Luiz Carlos Cardoso CD EM TUA PRESENÇA

Unção De Luiz Carlos Cardoso CD EM TUA PRESENÇA Unção De Luiz Carlos Cardoso CD EM TUA PRESENÇA Vem, Espírito, vem Vem e inunda meu coração Espírito de Deus vem Sobre mim com unção O Espírito de Deus tem poder Para transformar O Espírito de Deus tem

Leia mais

Rosário todos os dias. Este pedido de Nossa Senhora confirma o que disseram grandes Santos sobre os benefícios dessa devoção:

Rosário todos os dias. Este pedido de Nossa Senhora confirma o que disseram grandes Santos sobre os benefícios dessa devoção: O Santo é considerado uma oração completa, porque traz em síntese toda a história da nossa salvação. Desde o inicio das aparições em Medjugorje, Nossa Senhora nos pede com frequência para rezarmos o todos

Leia mais

José. Anésio Rodrigues

José. Anésio Rodrigues José Anésio Rodrigues 37:5-11 Certo dia, José teve um sonho. Quando o contou aos irmãos, eles passaram a odiá-lo ainda mais. Ele disse: Ouçam o sonho que eu tive. 37:5-11 Estávamos todos nós no campo,

Leia mais

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI)

A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) A REVELAÇÃO E A MISSÃO DE DEUS (MISSIO DEI) Teologia Bíblica da Missão de Deus RELEMBRAR A MISSÃO NOS EVANGELHOS 1. Jesus Cristo homem é o exemplo padrão para o exercício da Missão de Deus (intimidade

Leia mais

1º-Introdução 2º-Perguntas de Diagnóstico 3º-Plano da Salvação 4º- Descisão/Compromisso 5º-Acompanhamento imediato

1º-Introdução 2º-Perguntas de Diagnóstico 3º-Plano da Salvação 4º- Descisão/Compromisso 5º-Acompanhamento imediato 1º-Introdução 2º-Perguntas de Diagnóstico 3º-Plano da Salvação 4º- Descisão/Compromisso 5º-Acompanhamento imediato 1º-Introdução a) Conversar sobre a vida secular dele(a); b) Conversar sobre as experiencias

Leia mais

A leitura da Bíblia. questões centrais

A leitura da Bíblia. questões centrais questões centrais O que é a Bíblia? Quem é o autor e como escreveu? O que é o tema central? Por quê devo lê-la? Quando devo lê-la? Como? Requisitos? Como? Ajuda? Um novo propósito! o que é a Bíblia (1)

Leia mais

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da 21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que

Leia mais

Sinais de adoração para uma Nova Aliança Hebreus 9:1-10

Sinais de adoração para uma Nova Aliança Hebreus 9:1-10 Sinais de adoração para uma Nova Aliança Hebreus 9:1-10 O Tabernáculo Santo dos Santos Mesa dos pães da presença O Candelabro Arca da Aliança Lugar Santo Mesa dos pães Mesa do incenso O véu O Santo dos

Leia mais

1) TIC TAC 2) OS MAGOS

1) TIC TAC 2) OS MAGOS 1) TIC TAC FAZ O RELOGINHO EM BELÉM TIC TAC,TIC TAC,( TIC TAC) ANUNCIANDO QUE NASCEU O NOVO REI FAZ O RELOGINHO EM BELÉM TIC TAC,TIC TAC,( TIC TAC) ANUNCIANDO QUE NASCEU O NOVO REI É NATAL, É NATAL, O

Leia mais

TEMOS QUE CRIAR ENRAIZAMENTO AOS PRINCÍPIOS.

TEMOS QUE CRIAR ENRAIZAMENTO AOS PRINCÍPIOS. Em João 6:66 vemos que um grupo de discípulos abandonam a Jesus. Todavia, o que me deixa curioso, é como alguém, sendo verdadeiramente convertido, consegue abandonar a Cristo? Ou pior; como aqueles discípulos

Leia mais

Igreja - Uma face em construção Parte I: Lançando os fundamentos

Igreja - Uma face em construção Parte I: Lançando os fundamentos Parte I: Lançando os fundamentos 1. Obediência - mesmo em contexto de perigo 2. Nada há a fazer sem serem cheios do Espírito 3. Nem tudo entendemos - Nem tudo saberemos 4. Uma visão local precisa dar lugar

Leia mais

Cântico: Dá-nos um coração

Cântico: Dá-nos um coração Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos que vivem

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Terça-feira da 32ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Deus de

Leia mais

Igreja Básica Igreja Evangélica Congregacional do Parque Cruzeiro do Sul

Igreja Básica Igreja Evangélica Congregacional do Parque Cruzeiro do Sul Livro de Cânticos Igreja Básica Igreja Evangélica Congregacional do Parque Cruzeiro do Sul 1.ACENDE UM FOGO Não há outro lugar Onde eu queira estar Não há outro lugar Do que em teu amor Em teu amor Acende

Leia mais

Conhecer para Poder Crescer. 22/03/2015 Efésios 4:17-24 Vlademir Hernandes

Conhecer para Poder Crescer. 22/03/2015 Efésios 4:17-24 Vlademir Hernandes Conhecer para Poder Crescer 22/03/2015 Efésios 4:17-24 Vlademir Hernandes INTRODUÇÃO Efésios 4:17-24 Transformação Demanda Instrução Uma Reação em Cadeia em 6 Fases: Reação Em Cadeia: Fase 1 1. Educação

Leia mais

LADAINHA LAURETANA OU LADAINHA DA SANTÍSSIMA VIRGEM

LADAINHA LAURETANA OU LADAINHA DA SANTÍSSIMA VIRGEM LADAINHA LAURETANA OU LADAINHA DA SANTÍSSIMA VIRGEM A palavra ladainha vem do grego e significa súplica. Mas desde o início da Igreja ela foi utilizada para indicar não quaisquer súplicas, mas as que eram

Leia mais

Sobre esta obra, você tem a liberdade de:

Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra. Sob as seguintes condições: Atribuição Você deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante

Leia mais

Solenidade da Assunção da Virgem Maria 21 de agosto de 2016

Solenidade da Assunção da Virgem Maria 21 de agosto de 2016 Solenidade da Assunção da Virgem Maria 21 de agosto de 2016 Caríssimos Irmãos e Irmãs: Celebramos, com intenso júbilo, a vitória da vida sobre a morte inaugurada pelo Cristo e, hoje, realidade Naquela

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

A Quaresma como combate espiritual Dom, 28 de Dezembro de :14 - Última atualização Ter, 19 de Abril de :42

A Quaresma como combate espiritual Dom, 28 de Dezembro de :14 - Última atualização Ter, 19 de Abril de :42 Pe. Henrique Soares da Costa 1. Exorto-vos, irmãos, pela misericórdia de Deus, a que ofereçais vossos corpos como hóstia viva, santa e agradável a Deus: este é o vosso culto espiritual. E não vos conformeis

Leia mais

Preparado por: Pr. Wellington Almeida LIÇÃO SENHOR DE JUDEUS E. O Evangelho. Mateus

Preparado por: Pr. Wellington Almeida LIÇÃO SENHOR DE JUDEUS E. O Evangelho. Mateus Preparado por: Pr. Wellington Almeida GENTIOS07 LIÇÃO SENHOR DE JUDEUS E O Evangelho Mateus de LIÇÃO - II TRI 2016 07 INTRODUÇÃO esboço Israel não era o único povo com o qual Deus Se importava.seria por

Leia mais

PREFÁCIO. Agradeço a DEUS, a minha família, aos meus pastores e a todos que acreditam no nosso sucesso. TEMA: NATAL

PREFÁCIO. Agradeço a DEUS, a minha família, aos meus pastores e a todos que acreditam no nosso sucesso. TEMA: NATAL BOM NATAL PREFÁCIO Agradeço a DEUS, a minha família, aos meus pastores e a todos que acreditam no nosso sucesso. TEMA: NATAL Que essa mensagem venha ser de grande valia para você caro leitor.que possamos

Leia mais

Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus?

Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus? Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus? C.S. Lewis Peso de Glória Se você perguntasse a vinte homens íntegros dos nossos dias qual acreditam ser a maior das virtudes, dezenove

Leia mais

1. DUAS SEMANAS SOBRE A VIDA E OS ENSINOS DE JESUS

1. DUAS SEMANAS SOBRE A VIDA E OS ENSINOS DE JESUS PLANO DE LEITURA DA BÍBLIA PRIMEIRA SEQUÊNCIA: INTRODUÇÃO À BÍBLIA TEMPO NECESSÁRIO: Duas semanas OBJETIVO: Obter um conhecimento geral dos fundamentos bíblicos A Primeira Sequência é para quem está começando

Leia mais

Breve Biografia e Seleção de Frases John Wesley

Breve Biografia e Seleção de Frases John Wesley Breve Biografia e Seleção de Frases John Wesley John Wesley Não poderia deixar de colocar aqui este servo de Deus, não especialmente ministro de curas, na verdade um dos primeiros avivalistas da história.

Leia mais

EVANGELHO. Jo 15, [Leccionário, pg. 398]

EVANGELHO. Jo 15, [Leccionário, pg. 398] EVANGELHO As sugestões aqui apresentadas estão de acordo com o Ritual do Matrimónio da Conferência Episcopal Portuguesa. Jo 15, 12-16 [Leccionário, pg. 398] «É este o meu mandamento:que vos ameis uns aos

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração QUINTA-FEIRA DA 3ª SEMANA DA PÁSCOA Ó Deus eterno

Leia mais

SALVAÇÃO EXPERIMENTAL

SALVAÇÃO EXPERIMENTAL SALVAÇÃO EXPERIMENTAL A. W. Pink Traduzido do original em Inglês Experimental Salvation By A. W. Pink Via: ChapelLibrary.Org Copyright Chapel Library Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila

Leia mais

Bíblia para crianças. apresenta ISAÍAS VÊ O FUTURO

Bíblia para crianças. apresenta ISAÍAS VÊ O FUTURO Bíblia para crianças apresenta ISAÍAS VÊ O FUTURO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Jonathan Hay Adaptado por: Mary-Anne S. Traduzido por: Berenyce Brandão Produzido por: Bible for Children www.m1914.org

Leia mais

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse ESCATOLOGIA BÍBLICA O Quinto selo Santos Martirizados 9 Quando ele abriu o quinto selo, vi, debaixo do altar, as almas daqueles que tinham sido mortos por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho

Leia mais

Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a

Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a meditar sobre a Bíblia Sagrada, com Fé, Esperança e Caridade

Leia mais

EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA

EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. Traduzido do original em Inglês I Am the Way, the Truth, and the Life By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert

Leia mais

Cessationism - Proving Charismatic Gifts have Ceased

Cessationism - Proving Charismatic Gifts have Ceased Traduzido do original em Inglês Cessationism - Proving Charismatic Gifts have Ceased By Dr. Peter Masters Via: MetropolitanTabernacle.Org Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida

Leia mais

Meditações Sobre A Morte e o Juízo Final. William R. Downing

Meditações Sobre A Morte e o Juízo Final. William R. Downing Meditações Sobre A Morte e o Juízo Final William R. Downing. Traduzido do original em Inglês A Catechism on Bible Doctrine (Version 1.7) An Introductory study of Bible Doctrine in the Form of a Catechism

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Discipulando pré-adolescentes e juniores

Discipulando pré-adolescentes e juniores http:// ://s e m e a n d o n o c a m i n h o. b l o g s p o t. c o m. b r Discipulando pré-adolescentes e juniores Missão Provérbios 22.6 Marcos 16.15 Caminhada com Cristo 2 Coríntios 5.17 Tito 2.7 e 8

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

The Total Depravity of Man

The Total Depravity of Man A. W. Pink Traduzido do original em Inglês The Total Depravity of Man By A. W. Pink A presente tradução consiste somente no Capítulo 1, Introduction, da obra supracitada Via: EternalLifeMinistries.org

Leia mais

IQV, IDH, IDHM Pirâmide de Maslow

IQV, IDH, IDHM Pirâmide de Maslow IQV, IDH, IDHM Pirâmide de Maslow IQV, IDH, IDHM Pirâmide de Maslow Taxa de divórcios, Suicídio, Etc. Em nossa cultura atual os valores familiares estão sendo questionados e quebrados. Hoje a ênfase é

Leia mais

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA At 9.31 A igreja, na verdade, tinha paz por toda Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

O Espírito Santo é o nosso Ajudador, Consolador e Conselheiro, que nos guia e faz lembrar da Palavra de Deus.

O Espírito Santo é o nosso Ajudador, Consolador e Conselheiro, que nos guia e faz lembrar da Palavra de Deus. Ser cheia do Espírito é o melhor que posso desejar do novo nascimento em Cristo. Nós necessitamos totalmente do Espírito Santo para nossa vida cristã diária. Jamais conseguiremos viver os ensinos de Jesus

Leia mais

77 DECISÕES IMPORTANTES PARA O SEU CASAMENTO, À LUZ DA BÍBLIA

77 DECISÕES IMPORTANTES PARA O SEU CASAMENTO, À LUZ DA BÍBLIA 77 DECISÕES IMPORTANTES PARA O SEU CASAMENTO, À LUZ DA BÍBLIA 1. Aceite o seu cônjuge como ele é. "Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;" (I Cor. 13:5)

Leia mais

Você se lembra das três palavras abordadas na lição anterior: Revelação, inspiração e iluminação?

Você se lembra das três palavras abordadas na lição anterior: Revelação, inspiração e iluminação? A BÍBLIA Parte 2 Objetivo para mudança de vida: Dar ao estudante um senso profundo e duradouro de confiança em sua capacidade de entender a Bíblia. Capacidade esta que lhe foi dada por Deus. Você se lembra

Leia mais

DOMINGO IV DO ADVENTO

DOMINGO IV DO ADVENTO 65 DOMINGO IV DO ADVENTO LEITURA I 2 Sam 7, 1-5.8b-12.14a.16 O reino de David permanecerá eternamente na presença do Senhor Leitura do Segundo Livro de Samuel Quando David já morava em sua casa e o Senhor

Leia mais

O reino de Deus é semelhante a um rei que quis ajustar contas com seus servos.

O reino de Deus é semelhante a um rei que quis ajustar contas com seus servos. O reino de Deus é semelhante a um rei que quis ajustar contas com seus servos. Um deles lhe devia dez mil talentos. Como não tivesse como pagar tudo, o rei mandou que fossem vendidos ele e toda sua família.

Leia mais

.JESUS! C. H. SPURGEON

.JESUS! C. H. SPURGEON .JESUS! C. H. SPURGEON Traduzido do original em Inglês JESUS! Sermon Nº 1434 Metropolitan Tabernacle Pulpit Volume 24 By C. H. Spurgeon Via SpurgeonGems.org Adaptado a partir de The C. H. Spurgeon Collection,

Leia mais

ADORAÇÃO. A. W. Pink

ADORAÇÃO. A. W. Pink ADORAÇÃO A. W. Pink Traduzido do original em Inglês Worship By A. W. Pink Via: PBMinistries.org (Providence Baptist Ministries) Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida 1ª Edição:

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA: OS EFEITOS DO PECADO E A REDENÇÃO DA SEXUALIDADE. 40 audiências gerais

NOSSA HISTÓRIA: OS EFEITOS DO PECADO E A REDENÇÃO DA SEXUALIDADE. 40 audiências gerais NOSSA HISTÓRIA: OS EFEITOS DO PECADO E A REDENÇÃO DA SEXUALIDADE 40 audiências gerais CRISTO FALA DO CORAÇÃO HUMANO Mateus 5, 27-28 CRISTO FALA DO CORAÇÃO HUMANO O "coração" é esta dimensão da humanidade,

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

Present Day Evangelism

Present Day Evangelism A. W. Pink Traduzido do original em Inglês Present Day Evangelism By A. W. Pink Via: EternalLifeMinistries.org Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida 1ª Edição: Março de 2015 Salvo

Leia mais