O MOVIMENTO DESIGNED TO MOVE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O MOVIMENTO DESIGNED TO MOVE"

Transcrição

1 DESENHADO PARA O MOVIMENTO DESIGNED TO MOVE Uma agenda de ação para atividade física Sumário Executivo

2 2 Desenhado para o Movimento Sumário executivo

3 O MUNDO PAROU DE SE MOVIMENTAR HÁ APENAS ALGUMAS GERAÇÕES, A ATIVIDADE FÍSICA ERA PARTE INTEGRANTE DA VIDA DIÁRIA. EM NOME DO PROGRESSO, NÓS A REMOVEMOS TÃO COMPLETAMENTE QUE A INATIVIDADE FÍSICA PARECE REALMENTE NORMAL. os Custos ECONÔMICoS SÃO INACEITÁVEIS, os Custos HUMANoS SÃO IMPERDOÁVEIS. Desenhado para o Movimento É fundamentado NUMA BASE DOCUMENTAL SÓLIDA. A CIÊNCIA É CLARA. A DISCUSSÃO ACABOU. PRIORIDADE URGENTE DEVE SER DADA PARA AUMENTAR drasticamente O COMPROMISSO DO MUNDO COM A ATIVIDADE FÍSICA. Desenhado para o Movimento É UMA ESTRUTURA PARA AÇÃO. ELE DESTINA-SE AOS TRANSFORMADORES PESSOAS, EMPRESAS, INSTITUIÇÕES E GOVERNOS COM OS RECURSOS PARA REVERTER ESSA SITUAÇÃO. É PARA os países QUE QUEREM INVESTIR EM deslanchar O POTENCIAL HUMANO DE SEUS CIDADÃOS. OS IMPACTOS DO QUE SE TORNOU UMA EPIDEMIA DE INATIVIDADE FÍSICA afetam a todos em todas as nações. PARA COLOCAR SOLUÇÕES EM PRÁTICA com ESCALA, OS TRANSFORMADORES DEVEM POSICIONAR-SE SOBRE O QUE PRECISA SER FEITO E COMO. ESSE É O OBJETIVO DO Desenhado para o Movimento. A Estrutura para Ação completa pode ser acessada em sumário executivo Desenhado para o Movimento 3

4 UMA CORRIDA PARA DESACELERAR Conforme as economias crescem, as pessoas param de se movimentar Pesquisas mostram que economias desenvolvidas como a dos Estados Unidos reduziram os níveis de atividade física em até 32 por cento em menos de duas gerações. Em 2030, os norte-americanos serão quase 50 por cento menos ativos do que eram em Se estamos em casa, no trabalho ou sendo transportados de um lugar para outro, os veículos, as máquinas e a tecnologia fazem agora o nosso movimento para nós. O que fazemos em nossa hora de lazer nem chega perto de compensar o que nós perdemos. No contexto da evolução, essa abrupta mudança causa consequências severas. Índices crescentes de doenças crônicas, maiores custos de serviços de saúde e tempo de vida mais curto estão todos ligados à diminuição dos níveis de atividade física Desenhado para o Movimento apresenta descobertas de pesquisas independentes encomendadas pela Nike, Inc. Ng., S.W. e Popkin, B. M. (2012). Uso do tempo e a atividade física: um distanciamento do movimento ao redor do globo. Obesity Reviews, doi: / j x x. 2. Todas as referências deste documento estão disponíveis em Desenhado para o Movimento: Uma agenda de ação para atividade física, fig 1 NÍVEIS HISTÓRICOS E PROJETADOS DE ATIVIDADE FÍSICA As economias desenvolvidas sofreram uma queda significativa nos níveis de atividade física em menos de duas gerações. EUA EUA REINO UNIDOREINO UNIDO % -20 % -32 % -32 % % -35 % % -46 % Projeção para 2030Projeção para 2030 Projeçã Projeção para 2030Projeção para 2030 Diminuição Total Diminuição Total da Atividade Física da Atividade Física (MET Horas por Semana) (MET Horas por Semana) (MET: Equivalente Metabólico (MET: Equivalente de Tarefa) Metabólico de Tarefa) Diminuição Total Diminuição Total da Atividade Física da Atividade Física (MET Horas por Semana) (MET Horas por Semana) (MET: Equivalente Metabólico (MET: Equivalente de Tarefa) Metabólico de Tarefa) Dim da A (MET Ho (MET: Equivale 4 Desenhado para o Movimento Sumário executivo

5 AS ECONOMIAS EMERGENTES ESTÃO DESACELERANDO RAPIDAMENTE As pesquisas sugerem que quanto mais rápido as economias crescem, mais rápido as populações desaceleram. Em outras palavras, os efeitos da diminuição dos níveis de atividade física podem ser sentidos mais intensamente em países com economias em rápido desenvolvimento. Por exemplo, os 1.3 bilhões de cidadãos da China Continental estão se tornando menos ativos fisi-camente, num índice maior que qualquer outro país: em menos de uma geração, apenas 18 anos, a atividade física diminuiu por volta de 45 por cento. A Rússia também parece estar com problemas, com uma queda de 18 por cento em apenas 16 anos metade de uma geração. Em 2030, é esperado que os níveis de atividade física dos russos diminuam cerca de um terço. A atividade física dos brasileiros decaiu 6 por cento em apenas cinco anos. Por volta de 2030, a diminuição é estimada em mais de 34 por cento. Colocando isso em perspectiva, uma queda de 35 por cento na atividade física no Reino Unido é projetada a levar 69 anos. No Brasil, quedas similares são projetadas a ocorrer em apenas 28 anos. Particularmente preocupante: as economias emergentes não tiveram tempo suficiente em seu processo de desenvolvimento econômico e social para lidar com as consequências severas e inevitáveis que virão. Uma oportunidade única de resolver o problema antes que ele se instale por completo. fig 2 NÍVEIS HISTÓRICOS E PROJETADOS DE ATIVIDADE FÍSICA As tendências de inatividade física estão se acelerando nas economias emergentes. ASIL BRASIL GRANDE GRANDE CHINA * CHINA * GRANDE CHINA * GRANDE CHINA ÍNDIA * ÍNDIA ÍNDIA RÚSSIA RÚSSIA ÍNDIA R -6 % % % -2 % -14 % -14 % % % % -18 % -2 % -14 % 1995 Projeção para Projeção 2030para 2030 Projeção para Projeção para % -45 % -45 % -45 % -34 % -34 % ra 2030 Projeção para % -51 % % % -32 % -32 % Projeção para Projeção 2030para 2030 Projeção Projeção para Projeção 2030para 2030 Projeção para 2030 Projeção para 2030 Diminuição Diminuição Total Total Dimin ição Total Diminuição Diminuição Total Diminuição Total Total Diminuição Total Diminuição Diminuição Total Diminuição Total Total Diminuição Total da Atividade Diminuição Atividade Física Física Total da Ati dade Física da Atividade Atividade Física Atividade Física Física da Atividade Física da Atividade Atividade Física Atividade Física Física da Atividade Física (MET Horas (MET por da Horas Semana) Atividade por Semana) Física(MET Hor por Semana) (MET Horas (MET por Horas Semana) (MET por Horas Semana) por Semana) (MET Horas por Semana) (MET Horas (MET Horas por (MET Semana) por Horas Semana) por Semana) (MET Horas por (MET: Semana) Equivalente (MET: Equivalente (MET Metabólico Horas Metabólico de por Tarefa) Semana) (MET: de Tarefa) Equivalen Metabólico de (MET: Tarefa) Equivalente (MET: Equivalente Metabólico (MET: Equivalente Metabólico de Tarefa) Metabólico de Tarefa) (MET: de Tarefa) Equivalente Metabólico de (MET: Tarefa) Equivalente (MET: Equivalente (MET: Metabólico Equivalente Metabólico de Tarefa) Metabólico de Tarefa) (MET: de Tarefa) Equivalente Metabólico de (MET: Tarefa) Equivalente Metabólico de Tarefa) *Dados referentes *Dados referentes apenas a apenas China Continental a China *Dados Continental referentes apenas a China *Dados Continental referentes apenas a China Continental sumário executivo Desenhado para o Movimento 5

6 Os custos humanos e econômicos são inaceitáveis As pesquisas mostram que a inatividade física já está drenando economias. Em apenas seis países (China, Índia, Reino Unido, Estados Unidos, Rússia e Brasil), o custo da inatividade física foi estimado em mais de US$ 218 bilhões em Em 2030, só as despesas diretas na China Continental e na Índia irão aumentar, cada uma, mais de 450 por cento. Para colocar esses números no contexto, é esperado que as despesas diretas anuais em 2030 sejam maiores que o orçamento atual de assistência médica na China Continental, e quase quatro vezes o que a Índia gasta atualmente em educação secundária por ano. Apesar dos custos econômicos serem tão alarmantes, os custos humanos são trágicos. A inatividade física é um fator principal de risco das causas da mortalidade, de doenças vasculares, pressão alta, AVC, diabetes tipo 2, síndrome metabólica, câncer de cólon, câncer de mama e depressão. Um estudo recente calcula que 9 por cento de todas as causas de mortes prematuras em todo o mundo são atribuídas a inatividade física. Despesas inaceitáveis. Totalmente evitáveis. 3. Desenhado para o Movimento apresenta descobertas de pesquisa independente autorizada pela Nike, Inc. Chaaban, J. As Despesas Econômicas da Atividade Física. Publicação por vir em fig 3 os custos ECONÔMICoS E AS CONSEQUÊNCIAS Medição dos custos diretos e indiretos associados com a inatividade, hoje e projeções futuras. EUA GASTO TOTAL (US$) EM 2008 $147B OU ~2x o orçamento federal para o Departamento de Educação (com base nos US$77.4B do orçamento de 2012) 2008 custos diretos (US$) $90.1B 2008 custos indiretos (US$) $56.5B 2030 Projeção dos custos diretos (US$) % Aumento dos custos indiretos (US$) $191.7B 113 % REINO UNIDO $33B OU Próximo à meta de eficiência anual do Serviço Nacional de Saúde (com base nos 20B da eficiência econômica anual ao longo dos próximos quatro anos) $16.1B $16.7B $26.0B 61 % BRASIL $11.8B $2.2B $9.6B $6.2B 182 % OU Quase 1/2 do orçamento total de educação do Ensino Fundamental I (com base nos R$ 58B do orçamento de 2010) GRANDE CHINA * *Dados referentes apenas a China Continental $20B OU Quase 1/3 do orçamento total de assistência médica da China Continental (com base no investimento planejado em 2011 de aproximadamente US$63B) $12.2B $7.5B $67.5B 453 % ÍNDIA $2B OU Igual ao orçamento anual total da educação secundária (com base nos US$1.9B/ano para ) $1.3B $0.7B $7.5B 477 % RÚSSIA $6.1B OU Próximo ao custo total das despesas com assistência médica relacionadas a doenças cardiovasculares em 2009 $1.7B $4.4B $3.4B 100 % 6 Desenhado para o Movimento Sumário executivo

7 A INATIVIDADE FÍSICA É UM CICLO MORTAL FIG 1.4 As crianças de hoje estão desligando-se do esporte e dos jogos fisicamente ativos muito cedo. Por exemplo, um estudo mostrou que entre as idades de 9 e 15 anos, a atividade física entre as crianças americanas caiu 75 por cento. Outro estudo sobre crianças européias da mesma faixa etária mostrou uma queda de 50 por cento nos níveis de atividade física até os 15 anos. Enquanto isso, uma pesquisa na China Continental mostrou que 92 por cento das crianças não tinham nenhuma atividade física fora da escola. THE RISING COSTS OF PHYSICAL INACTIVITY Os efeitos da inatividade física aparecem cedo e têm consequências dramáticas ao longo da vida de um indivíduo (Figura 4). As crianças sofrem com os níveis sem precedente de distúrbios de saúde física e emocional e apresentam rendimento acadêmico inferior. Conforme envelhecem, seu potencial de renda financeira e sua produtividade diminuem. Essas consequências agravam-se através das gerações, pois crianças fisicamente inativas crescem e passam os custos e o comportamento para seus próprios filhos. PHYSICAL INACTIVITY PERPETUATES A VERY DANGEROUS CYCLE THAT BEGINS TO TAKE HOLD VERY EARLY IN LIFE fig 4 os custos COMPOSToS DA INATIVIDADE FÍSICA DURANTE UMA VIDA A inatividade física mantém um ciclo mortal que começa a acontecer muito cedo na vida. CRIANÇAS FISICAMENTE INATIVAS Risco maior de obesidade Mais faltas na escola Pontuação mais baixa nos testes Ganham menos no trabalho Custos mais altos de assistência médica Mais dias doentes ENFRAQUECEM AS ECONOMIAS Crianças com pais inativos têm metade das chances de serem ativas 2X MAIS CHANCES DE SEREM ADULTOS OBESOS 5.3 milhões de mortes prematuras /ano CICLO ENTRE GERAÇÕES PODEM VIVER ATÉ 5 ANOS A MENOS PRIMEIRA INFÂNCIA ADOLESCÊNCIA IDADE ADULTA Nota: Dados completos e referências estão disponíveis em Desenhado para o Movimento: Uma agenda de ação para atividade física, sumário executivo Desenhado para o Movimento 7

8 ATIVIDADE FÍSICA, ESPORTES E JOGOS FISICAMENTE ATIVOS Um Investimento Poderoso nos Indivíduos e nas Nações Considerando os sérios custos e consequências, é difícil imaginar porque não foi feito mais para combater uma epidemia de inatividade física que acontece a medida que as economias crescem. Uma teoria é que a atividade física e a participação regular na educação física, nos esportes e em jogos fisicamente ativos simplesmente ainda não foram vistos como uma fonte de vantagem competitiva. Hoje eles são vistos como opcionais ou extracurriculares, e não como o investimento poderoso que são. A ciência é clara. A atividade física faz mais do que criar uma boa saúde. Ela contribui para a liderança, produtividade e inovação. Ela diminui a depressão e o crime, aumenta as conquistas educacionais e os níveis de renda, e gera retorno aos negócios. Os benefícios que os indivíduos e as nações acumularão são mais significativos e extensos do que o mundo reconhece atualmente. Os ganhos intelectuais, físicos e sociais dos indivíduos impulsionarão as economias. Isto é um investimento numa solução transversal extraordinária que estimula o capital humano e o potencial humano. DESIGNED TO MOVE: FITNESS // NATAÇÃO // CAMINHADA // ESPORTES EM GRUPO // ATIVIDADES NO CLUBE // ESPORTES COMPETITIVOS PEGA-PEGA // LAZER ATIVO // YOGA // TRANSPORTE // TREINO // TRILHA // PASSEAR // BRINCAR // DANÇAR 8 Desenhado para o Movimento Sumário executivo

9 A CLOSER LOOK AT THE BENEFITS fig 5 O modelo do capital humano fig 1.5 Os amplos THE HUMAN benefícios CAPITAL da MODEL atividade física, dos esportes e da educação física são subestimados hoje em dia. The Este comprehensive modelo mostra benefits o âmbito of sports dos and benefícios physical activity para um are indivíduo underestimated e para today. a economia. Cada capital refere-se This a model um grupo shows de the rescursos surprising que spectrum sustentam of benefits o nosso of bem physical estar activity e sucesso. to an individual and economy. Each capital defines a set of resources that underpin our well-being and success. CAPITAL INTELECTUAL MELHORIAS EM: Realização educacional Envolvimento com a escola Velocidade de raciocínio Função executiva/flexibilidade/inibição Memória Desempenho acadêmico Estrutura e função cerebral Concentração/Atenção/Controle do impulso Aprendizagem Administração do Distúrbio de Déficit de Atenção (DDA) Administração do declínio cognitivo relacionado a idade CAPITAL INTELECTUAL CAPITAL FINANCEIRO MELHORIAS EM: Renda Sucesso no trabalho Produtividade/Desempenho no trabalho Moral/Comprometimento/Reorganização REDUCÃO EM: Despesas de assistência médica Faltas (Ausências) Presenteísmo CAPITAL FINANCEIRO AMBIENTE E CONTEXTO ADEQUADO CAPITAL FÍSICO CAPITAL FÍSICO MELHORIAS EM: Habilidades motoras gerais Aptidão funcional e aparência física Capacidade cárdio respiratória Força muscular Adiposidade/ Composição corporal Perfil lipídico Saúde dos ossos/ Osteoporose Saúde das juntas Saúde materna e infantil Reabilitação e recuperação Função do sistema imunológico Padrões do sono Nutrição/Dieta PREVENÇÃO/ TRATAMENTO DE: Síndrome metabólica/ Diabetes tipo 2 Mortalidade geral Doença cardiovascular Doença coronária do coração Hipertensão Derrame Câncer do cólon e da mama Câncer do pulmão, do endométrio e dos ovários Dor nas costas REDUCÃO DE: Quedas Fumo Gravidez na adolescência Sexo de risco Uso de drogas Vício Suicídio CAPITAL SOCIAL MELHORIAS EM: Normas sociais CAPITAL SOCIAL CAPITAL INDIVIDUAL CAPITAL EMOCIONAL CAPITAL EMOCIONAL MELHORIAS EM: Diversão, alegria, satisfação Rede social/relacionamentos positivos Sentir-se bem Status social/compromisso social Inclusão social e aceitação CAPITAL INDIVIDUAL Auto-estima Auto eficácia Confiança/Trabalho em equipe/ Colaboração Participação cidadã Igualdade de gêneros Igualdade para pessoas com deficiências Crime, delinquência juvenil e redução de participação em gangues Coesão da comunidade MELHORIAS EM: Conhecimento de atividades e habilidades Habilidades sociais/habilidades de vida/ Habilidades não cognitivas Espírito esportivo Gestão do tempo Estabelecimento de metas Iniciativa/Liderança Imagem do corpo Motivação intrínseca para atividade física Humor PREVENÇÃO/TRATAMENTO DE: Stress Depressão Ansiedade Paz/Entendimento/Recuperação Reduzir as diferenças (status sócio econômico, racial, etnia, deficiência, religiosidade, sexualidade) Segurança e suporte Honestidade/Integridade/Respeito/ Responsabilidade Entusiasmo/Motivação intrínseca Comprometimento/Auto disciplina/ Auto Controle/Persistente Assertividade e coragem A Nike, Inc. iniciou um processo de dados e comprovação multidisciplinar com um grupo de peritos para desenvolver este modelo, o qual é formado por mais de 500 trabalhos de pesquisa publicados. Base acadêmica: Bailey, R., Hillman, C., Arent, S., Peitpas, A., (2013) "Atividade Física: Um Investimento Subestimado no Capital Humano?" Revista de Atividade Física e Saúde, 10, Copyright 2012 by Nike, Inc. sumário executivo Desenhado para o Movimento 9 A PRELUDE TO ACTION: WHY NOW? Designed to Move 11

10 UM PERÍODO CRÍTICO Os Primeiros Dez Anos de Vida Hoje, a prioridade imediata é quebrar os ciclos de inatividade física onde eles já estão profundamente enraizados, e preveni-los nas economias emergentes onde ainda temos tempo. Enquanto é essencial para todos serem fisicamente ativos, concentrar-se nas crianças antes dos 10 anos pode mudar a trajetória da próxima geração. Parece muito bom para ser verdade? A natureza fez as crianças eternas máquinas de movimento por uma razão. Começando na primeira infância, as crianças desenvolvem as habilidades motoras que serão a base para suas experiências de atividade física mais tarde. Crianças que se movimentam frequentemente desde cedo, têm habilidades motoras melhor desenvolvidas, o que influencia positivamente as experiências de atividade física que elas terão quando ficarem mais velhas. Conforme elas caminham para a adolescência, as crianças traçam planos para sua vida adulta. As preferências e motivações para a atividade física ou qualquer outra coisa se formam durante essa fase fundamental do desenvolvimento. Atingir as crianças antes desse momento do desenvolvimento é decisivo para quebrar o ciclo da inatividade física. Os benefícios começarão a aparecer mais cedo e, crianças que aprendem a gostar de ser ativas têm maiores chances de tornarem-se adultos ativos. Se isso acontecer, elas terão filhos ainda mais fisicamente ativos e o ciclo positivo será estabelecido. 10 Desenhado para o Movimento Sumário executivo

11 fig 6 OS BENEFÍCIOS COMBINADOS DA ATIVIDADE FÍSICA AO LONGO DA VIDA A atividade física perpetua um ciclo próspero que começa a se estabelecer cedo na vida. PODEM VIVER 5 ANOS A MAIS CICLO ENTRE GERAÇÕES Diminuição da morbidade em 1/3 da taxa de invalidez Pais ativos associados a filhos ativos Filhos de mães ativas têm 2x mais chances de serem ativos Risco reduzido de doença do coração, derrame, câncer, diabetes CRIANÇAS FISICAMENTE ATIVAS 1/10 de chances de serem obesos Resultados 40% maiores em testes de aptidão Menos fumo, uso de drogas, gravidez e sexo de risco 15% mais chances de ir para a faculdade Ganhos anuais maiores em 7 8% Menos despesas com saúde Mais produtivos no trabalho ECONOMIAS MAIS FORTES PRIMEIRA INFÂNCIA ADOLESCÊNCIA IDADE ADULTA Nota: Dados completos e referências estão disponíveis em Desenhado para o Movimento: Uma agenda de ação para atividade física, sumário executivo Desenhado para o Movimento 11

12 12 Desenhado para o Movimento Sumário executivo

13 É HORA DE AGIR MUNIDOS COM O ENTENDIMENTO DOS CUSTOS E CONSEQUêNCIAS DA INATIVIDADE FÍSICA, ESTÁ CLARO QUE A HORA DE AGIR É AGORA. UM FUTURO PRÓSPERO E SAUDÁVEL DEPENDE LITERALMENTE DE NOSSA HABILIDADE DE MUDAR A TRAJETÓRIA ATUAL. Desenhado para o Movimento convoca um COMPROMETIMENTO DRAMÁTICO E URGENTE PARA AUMENTAR OS NÍVEIS DE ATIVIDADE FÍSICA. ÊNFASE ESPECIAL DEVE SER DADA AO JOVEM, ESPECIALMENTE CRIANÇAS COM MENOS DE 10 ANOS. Devemos também encontrar meios de reintegrar a atividade física ao nosso dia a dia através do planejamento urbano e design de nossas cidades, comunidades e construções. Esta é uma ação poderosa, preventiva, preparada para a inovação, investimento e impacto positivo no desenvolvimento humano. O compromisso com uma visão e o trabalho coordenado ao redor de duas AÇÕES é um ótimo começo. O relatório completo em oferece mais contexto e ideias especificas sobre como tornar a visão uma realidade. sumário executivo Desenhado para o Movimento 13

14 Estrutura para Ação: UMA VISÃO, DUAS AÇÕES Nós somos desenhados para o movimento VISÃO Futuras gerações correndo, pulando e chutando para ALCANÇAR todo o seu potencial AÇÃO 1 AÇÃO 2 Criar experiências positivas para as crianças desde cedo integrar a atividade física AO dia a dia Uma geração que desfrute de experiências positivas em educação física, esportes e atividade física desde cedo, tem a chance de moldar o futuro. Esta geração pode quebrar os ciclos de inatividade onde eles já existem, ou preveni-los antes que comecem. Economias, cidades e culturas podem ser moldadas e planejadas para incentivar e possibilitar o movimento físico. Para garantir um futuro melhor para todos, isso precisa se tornar a norma. 14 Desenhado para o Movimento Sumário executivo

15 Estrutura para Ação: UMA VISÃO, DUAS AÇÕES AÇÃO 1 criar experiências positivas para as crianças desde cedo 1. Ênfase especial na infância: nos primeiros 10 anos de idade 2. Elaborar programas que ofereçam experiências positivas na educação físcia, esportes e jogos fisicamente ativos 3. Ênfase especial no ambiente escolar como alicerce para o impacto 4. Combinar recursos em nível comunitário 5. Alavancar as plataformas digitais 6. Investir e recrutar diversos modelos de referência AÇÃO 2 Integrar atividade física Ao dia a dia 7. Planejar a atividade física na construção do ambiente 8. Alinhar setores que compartilham objetivos 9. Desafiar as estruturas de incentivo mal alinhadas 10. Desafiar os sinais do dia a dia que reforçam os padrões atuais Dominar os fundamentos: para apoiar as ações MEDIR Capturar uma linha de base de dados; medir e divulgar os níveis de atividade física da população. Medir impactos e resultados OTIMIZar Garantir acesso universal Ootimizar recursos privados e governamentais Encontrar/criar novas fontes de recursos COMUNIcar Fortalecer e esclarecer as mensagens, e coordenar esforços de advocacy Ccompartilhar boas praticas e destacar boas iniciativas A Estrutura para Ação completa pode ser acessada em

16 ENSINAR/TREINAR/ORIENTAR Um olhar mais próximo sobre as AÇÕES AÇÃO 1 fig 7 Elaborando programas que ofereçam experiências POSITIVAS DESDE CEDO Experts dizem que há sete fatores que influenciam uma ótima experiência para as crianças. ACESSO UNIVERSAL 1. Acesso Universal: Programas desenvolvidos para aqueles que tem menos acesso. IDADE APROPRIADA 2. Idade Apropriada: Seis não são dezesseis. Ajustar a faixar etária. 3. Dosagem e Duração: Alcançando a excelência. DOSAGEM E DURAÇÃO 4. Diversão: Deixe as crianças serem crianças. FEEDBACK PARA AS CRIANÇAS AÇÃO 2 INCENTIVOS E MOTIVAÇÃO DIVERSÃO 5. Incentivos e Motivações: Fazer as crianças gostarem. 6. Feedback para as crianças: Como estou me saindo? 7. Ensinar/Treinar/Orientar: Sucesso ou fracasso. Está tudo nos professores. fig 8 PROJETANDO ambientes fisicamente ativos Experts acreditam que repensar as construções é uma maneira significativa e positiva de avançar. Atividades: o que as pessoas passam a maior parte de seu tempo fazendo lazer Recreação/Diversão casa Atividades Domésticas transporte Deslocamentos Diários ocupação Trabalhar ou Estudar Fatores de sucesso Engajamento comunitário LUGARES ABERTOS/ DESIGN URBANO/ TRANSPORTE 1 PARQUES 2 USO DA TERRA 3 4 ESCOLAS EDIFÍCIOS/LUGARES 5 DE TRABALHO Organização do Ambiente Construído: que incorporam a atividade física nessas áreas Colaboração entre múltiplos setores Acessibilidade/segurança como determinantes básicos do uso Uso maximizado do espaço Princípios de acesso universal LUGARES ABERTOS/ 1 PARQUES DESIGN URBANO/ 2 USO DO TERRENO 3 TRANSPORTE ESCOLAS 4 EDIFÍCIOS/LUGARES 5 DE TRABALHO Monitoramento e avaliação Informações e referências mais detalhadas estão disponíveis em Desenhado para o Movimento: Uma agenda de ação para atividade física, 16 Desenhado para o Movimento Sumário executivo

17 Quem está fazendo um ótimo trabalho? Esta é uma resposta àqueles que dizem que não é possível. As organizações e os esforços descritos em Desenhado para o Movimento já estão demonstrando o contrário programas globais AÇÃO 1 AÇÃO 2 PROPOSTAS FINANCEIRAS PROMISSORAS 1 Special Olympics International Unified Sports Program 2 miami-dade 3 Bola Pra Frente 4 Grassroot Soccer 5 magic Bus 6 Let Me Play 7 Premier League Creating Chances 8 ciclovias 9 Sustrans 10 Segundo Tempo 11 Safe Routes To School 12 Portland Bicycle Movement 13 exercise Is Medicine 14 Promoção Do Esporte Através De Incentivos Fiscais 15 Espectadores alimentam participação: Aegon Masters & Sport Relief 16 target: Take Charge of Education 17 Zombies, Run! 18 Prison Bonds 19 Parcerias Inovadoras para o Esporte Dos muitos grandes exemplos pelo mundo, Desenhado para o Movimento: Uma agenda de ação para atividade física destaca estudos de caso selecionados dentro de cada questão. Acesse-os em sumário executivo Desenhado para o Movimento 17

18 LÍDERES para a ação American Alliance for Health, Physical Education, Recreation and Dance Active Living Research Alliance for a Healthier Generation Aliança por Uma Geração Mais Saudável American Academy of Pediatrics Academia Americana de Pediatria American Alliance for Health, Physical Education, Recreation and Dance Aliança Americana para a Sáude, Educação Física, Recreação e Dança American College of Sports Medicine Colégio Americano de Medicina Esportiva 首都体育学院 Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física São Caetano do Sul CELAFISCS Centro de Práticas Esportivas Universidade de São Paulo Change Lab Solutions 中国儿童少年基金会 Embarq EY Fédération Internationale d Éducation Physique Federação Internacional de Educação Física Fundo das Nações Unidas para a Infância, Brasil Grassroot Soccer International Council for Coaching Excellence International Council of Sport Science and Physical Education Conselho Internacional de Educação Física e Ciência do Esporte International Federation of Adaptive Physical Activity Federação Internacional de Atividade Física Adaptada International Society for Comparative Physical Education and Sport International Society for Physical Activity and Health Sociedade Internacional de Atividade Física e Saúde Magic Bus master logo 4 colour master- offset SINGLE COLOUR BLACK mb red: 100M/100Y/ 05 C mb yellow: 20M/100Y/ G O V E R N O Marchtaler Group Magic Bus Marchtaler Group F E D E R A L Ministério das Cidades PAÍS RICO É PAÍS SEM POBREZA Ministério das Cidades do Brasil Ministério do Esporte Ministério do Esporte do Brasil MOVE Associação Brasileira de Artigos Esportivos Empoderando vidas. Fortalecendo nações. Partnership for a Healthier America Petrobras Premier League Secretaria Municipal de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro Serviço Social da Indústria Serviço Social do Comércio US Tennis Association Associação Norte-Americana de Tênis World Federation of the Sporting Goods Industry Federação Mundial da Indústria de Artigos Desportivos 18 Desenhado para o Movimento Sumário executivo Young Foundation, UK Young Foundation, Reino Unido Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento Brasil Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde REMS - Rede Esporte pela Mudança Social Special Olympics

19 Desenhado para o Movimento: Uma agenda de ação para atividade física é liderado e apoiado por diversas organizações. Architecture for Humanity Association Internationale des Ecoles Superieures d Education Physique Associação Internacional de Escolas Superiores de Educação Física The Association for International Sport for All Atletas pelo Brasil Caixa Ciclovias Recreativas Comitê Olímpico Brasileiro Comitê Paralímpico Brasileiro Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit GIZ 华东师范大学 Universidade Normal da China Oriental Instituto Ayrton Senna Instituto Bola Pra Frente Instituto Trevo Inter-American Development Bank Banco Interamericano de Desenvolvimento International Association of Physical Education and Sport for Girls and Women Associação Internacional de Educação Física e Esporte para Meninas e Mulheres International Sport & Culture Association Associação Internacional de Esporte e Cultura JUCCCE Kaiser Permanente Laureus Sport for Good Foundation USA Fundação Laureus de Esporte para o Bem EUA Lawn Tennis Association CMYK TM National Football League Natura Nike, Inc. One World Futbol Project ONU-Habitat, Escritório Reginal para América Latina e Caribe Research Centre for Sport, Society & Culture, Peking University Representação da UNESCO no Brasil 中国教育科学研究院体育卫生艺术教育 研究中心 北京大学人文体育研究基地 Safe Routes to School National Partnership Secretaria Municipal de Educação da Cidade do Rio de Janeiro Special Olympics Brasil Sport & Citizenship Sustrans The Trust for Public Land USAID/BRASIL COAUTORES sumário executivo Desenhado para o Movimento 19

20 Copyright 2012, 2013 by Nike, Inc. All rights reserved.

A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar

A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar A actividade física e o desporto: um meio para melhorar a saúde e o bem-estar A actividade física e os desportos saudáveis são essenciais para a nossa saúde e bem-estar. Actividade física adequada e desporto

Leia mais

Carta Internacional da Educação Física, da Atividade Física e do Esporte

Carta Internacional da Educação Física, da Atividade Física e do Esporte Carta Internacional da Educação Física, da Atividade Física e do Esporte Preâmbulo A Conferência Geral da UNESCO, 1. Recordando que, na Carta das Nações Unidas, os povos proclamaram sua fé nos direitos

Leia mais

Richard Way aborda a plataforma Canadian Sport For Life para melhorar a qualidade do esporte e a atividade física no Canadá

Richard Way aborda a plataforma Canadian Sport For Life para melhorar a qualidade do esporte e a atividade física no Canadá Richard Way aborda a plataforma Canadian Sport For Life para melhorar a qualidade do esporte e a atividade física no Canadá A conferência Canadian Sport for Life: Uma nação inspirada a se movimentar, apresentada

Leia mais

ARTIGO APRESENTADO NO 17 O CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA FIEP/2002-01-29 REALIZADO EM FOZ DO IGUAÇU DE 12 A 16 DE JANEIRO DE 2002

ARTIGO APRESENTADO NO 17 O CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA FIEP/2002-01-29 REALIZADO EM FOZ DO IGUAÇU DE 12 A 16 DE JANEIRO DE 2002 ARTIGO APRESENTADO NO 17 O CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA FIEP/2002-01-29 REALIZADO EM FOZ DO IGUAÇU DE 12 A 16 DE JANEIRO DE 2002 TÍTULO: NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA E BARREIRAS PARA A ATIVIDADE

Leia mais

LEGADO DAS OLIMPÍADAS DE LONDRES

LEGADO DAS OLIMPÍADAS DE LONDRES LEGADO DAS OLIMPÍADAS DE LONDRES Londres apresentou a proposta de legado para o esporte para o Reino Unido na sua candidatura para sede olímpica de 2012. Dois grandes projetos para esporte participação

Leia mais

Prof. Reginaldo Teixeira Rosa

Prof. Reginaldo Teixeira Rosa Prof. Reginaldo Teixeira Rosa APRESENTAÇÃO PESSOAL Professor de Educação Física - Licenciatura Plena - FEFISA - 83; Especialização (apostila) Basquetebol e Psicomotricidade - 84; Administração Esportiva

Leia mais

Educação é a chave para um desenvolvimento duradouro...

Educação é a chave para um desenvolvimento duradouro... Educação é a chave para um desenvolvimento duradouro...enquanto os líderes mundiais se preparam para um encontro em Nova York ainda este mês para discutir o progresso dos Objetivos de Desenvolvimento do

Leia mais

AS DIMENSÕES HUMANAS DO ESPORTE

AS DIMENSÕES HUMANAS DO ESPORTE REALIDADE AS DIMENSÕES HUMANAS DO ESPORTE Prof. Dr. Elio Carravetta ESPORTE PRÁTICA REALIDADE JOGO REGRAS EXERCICIOS FÍSICOS COMPETIÇÃO ESTRUTURA DE DESENVOLVIMENTO FEDERAÇÕES TENIS BASQUETEBOL VELA JUDÔ

Leia mais

EXERCÍCIO FÍSICO: ESTRATÉGIA PRIORITÁRIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA.

EXERCÍCIO FÍSICO: ESTRATÉGIA PRIORITÁRIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA. 1 EXERCÍCIO FÍSICO: ESTRATÉGIA PRIORITÁRIA NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E DA QUALIDADE DE VIDA. Tales de Carvalho, MD, PhD. tales@cardiol.br Médico Especialista em Cardiologia e Medicina do Esporte; Doutor em

Leia mais

Projeto Copa Childhood Brasil

Projeto Copa Childhood Brasil Projeto Copa Childhood Brasil AGENDA 1. Pesquisa Exploração Infantil e a Copa do Mundo: estudo dos riscos e das intervenções de proteção - Brunel University e OAK Foundation 2. Agenda de Convergência 3.

Leia mais

ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL

ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL ENVELHECIMENTO SAUDÁVEL 1. ENVELHECIMENTO ACTIVO A Organização Mundial da Saúde e a Comissão da União Europeia consideram de grande importância todas as medidas, políticas e práticas, que contribuam para

Leia mais

Documento Técnico A Actividade Física e a Promoção da Saúde na 3ª Idade

Documento Técnico A Actividade Física e a Promoção da Saúde na 3ª Idade Documento Técnico A Actividade Física e a Promoção da Saúde na 3ª Idade DIVISÃO DESPORTO - CME A Actividade Física e a Promoção da Saúde na 3ª Idade 1.1. Conceito de Saúde Segundo a Organização Mundial

Leia mais

24 motivos. academia. para entrar na

24 motivos. academia. para entrar na para entrar na academia Mais um ano se inicia e com ele chegam novas perspectivas e objetivos. Uma das principais promessas feitas é deixar o sedentarismo de lado e entrar na academia! Nesta época é comum

Leia mais

Promoção para a Saúde

Promoção para a Saúde COLÉGIO RAINHA SANTA ISABEL ANO LETIVO 2013/2014 PROJETO Promoção para a Saúde - Estilos de Vida Saudável Organização: Departamento de Educação Física INTRODUÇÃO As Orientações da União Europeia para a

Leia mais

Atividade Física e Qualidade de Vida Prof. Nivaldo Higajo

Atividade Física e Qualidade de Vida Prof. Nivaldo Higajo Atividade Física e Qualidade de Vida Prof. Nivaldo Higajo Pesquisador em ciências do Esporte Celafiscs - 1991 Prof. Esp. Reabilitação Cardiovascular UniFMU - 2001 Prof. Esp. Fisiologia do Exercício UniFMU

Leia mais

ENCONTRO DA MEIA DÉCADA DO FÓRUM CONSULTIVO INTERNACIONAL SOBRE EDUCAÇÃO PARA TODOS Aman, Jordânia, 16-19 de Junho de 1996.

ENCONTRO DA MEIA DÉCADA DO FÓRUM CONSULTIVO INTERNACIONAL SOBRE EDUCAÇÃO PARA TODOS Aman, Jordânia, 16-19 de Junho de 1996. Doe, EOOCAC'~ 1-fJ~ Tõ~-5. - " ~ 9qr;, ENCONTRO DA MEIA DÉCADA DO FÓRUM CONSULTIVO INTERNACIONAL SOBRE EDUCAÇÃO PARA TODOS Aman, Jordânia, 16-19 de Junho de 1996. EDUCAÇÃO PARA TODOS: ATINGINDO O OBJETIVO

Leia mais

OS BENEFÍCIOS DA PRÁTICA DA ATIVIDADE FÍSICA PARA OS ADOLESCENTES

OS BENEFÍCIOS DA PRÁTICA DA ATIVIDADE FÍSICA PARA OS ADOLESCENTES 493 OS BENEFÍCIOS DA PRÁTICA DA ATIVIDADE FÍSICA PARA OS ADOLESCENTES *Willaine Rodrigues Kenes **Luciano Leal Loureiro Resumo Este trabalho tem como objetivo mostrar o quanto é importante para os adolescentes

Leia mais

A MULHER E A ATIVIDADE FÍSICA

A MULHER E A ATIVIDADE FÍSICA A MULHER E A ATIVIDADE FÍSICA INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA DEFICIENTE DIFICULDADES METODOLÓGICAS SEXO FRÁGIL (????) PARTICIPAÇÃO REDUZIDA EQUIPARAÇÃO DE RENDIMENTO CARACTERÍSTICAS GERAIS DO SEXO FEMININO

Leia mais

A bicicleta saudável. Basil Ribeiro Especialista e Mestre em Medicina Desportiva

A bicicleta saudável. Basil Ribeiro Especialista e Mestre em Medicina Desportiva A bicicleta saudável Basil Ribeiro Especialista e Mestre em Medicina Desportiva Ex-médico das equipas profissionais de ciclismo: Maia Milaneza MSS (2000 a 2005) Sport Lisboa e Benfica (2008) Custos do

Leia mais

Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos de 2013. Ensinar e Aprender para o Desenvolvimento

Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos de 2013. Ensinar e Aprender para o Desenvolvimento Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos de 2013 Panorama Ensinar e Aprender para o Desenvolvimento O Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos de 2013 demonstrará porque

Leia mais

A criança, o adolescente e a prática de atividades físicas

A criança, o adolescente e a prática de atividades físicas Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira A criança, o adolescente e a prática de atividades físicas A juventude americana não participa de

Leia mais

Fundo de População das Nações Unidas. GIFE - Rede Temática Saúde 14 de julho de 2015

Fundo de População das Nações Unidas. GIFE - Rede Temática Saúde 14 de julho de 2015 Fundo de População das Nações Unidas GIFE - Rede Temática Saúde 14 de julho de 2015 Fundo de População das Nações Unidas Cooperação Internacional para o Desenvolvimento Expansão das liberdades individuais

Leia mais

JUVENTUDE E DESPORTO: A IMPORTÂNCIA DE UM ESTILO DE VIDA ACTIVO

JUVENTUDE E DESPORTO: A IMPORTÂNCIA DE UM ESTILO DE VIDA ACTIVO JUVENTUDE E DESPORTO: A IMPORTÂNCIA DE UM ESTILO DE VIDA ACTIVO Segundo a Organização Mundial de Saúde, estima-se que nos países desenvolvidos mais de dois milhões de mortes são atribuíveis ao sedentarismo,

Leia mais

Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres

Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres 2 Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres Ana Paula Bueno de Moraes Oliveira Graduada em Serviço Social Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC Campinas Especialista

Leia mais

Atividade Física e Saúde na Escola

Atividade Física e Saúde na Escola Atividade Física e Saúde na Escola *Eduardo Cardoso Ferreira ** Luciano Leal Loureiro Resumo: Atividade física pode ser trabalhada em todas as idades em benefício da saúde. O objetivo do artigo é conscientizar

Leia mais

Promoção da Saúde na Escola Através das Aulas de Educação Física

Promoção da Saúde na Escola Através das Aulas de Educação Física 10 Promoção da Saúde na Escola Através das Aulas de Educação Física Juliana Marin Orfei Especialista em Atividade Física: Treinamento Esportivo UNICASTELO Viviane Portela Tavares Especialista em Atividade

Leia mais

Quando o assunto for pesquisa, inovação, educação e parcerias. Pense no Canadá Pense nas universidades canadenses

Quando o assunto for pesquisa, inovação, educação e parcerias. Pense no Canadá Pense nas universidades canadenses Pense no Canadá Pense nas universidades canadenses Quando o assunto for pesquisa, inovação, educação e parcerias Association of Universities and Colleges of Canada Pense no Canadá / Pense nas universidades

Leia mais

Sustentabilidade Corporativa na Economia Mundial

Sustentabilidade Corporativa na Economia Mundial Sustentabilidade Corporativa na Economia Mundial NAÇÕES UNIDAS PACTO GLOBAL O que é o Pacto Global da ONU? Nunca houve um alinhamento tão perfeito entre os objetivos da comunidade internacional e os do

Leia mais

Comprometidos com o Futuro da Educação

Comprometidos com o Futuro da Educação Comprometidos com o Futuro da Educação Comprometidos com o Futuro da Educação Educação Assim se Constroem as Grandes Nações A educação é vital para criar uma cultura baseada na excelência. A demanda por

Leia mais

EDUCAÇÃO PARA TODOS DECLARAÇÃO DE COCHABAMBA

EDUCAÇÃO PARA TODOS DECLARAÇÃO DE COCHABAMBA BR/2001/PI/H/4 EDUCAÇÃO PARA TODOS DECLARAÇÃO DE COCHABAMBA Os Ministros da Educação da América Latina e do Caribe, reunidos a pedido da UNESCO, na VII Sessão do Comitê Intergovernamental Regional do Projeto

Leia mais

Saúde: Possivelmente, se perguntarmos a todos os nossos amigos e familiares quais são seus desejos para uma vida satisfatória...

Saúde: Possivelmente, se perguntarmos a todos os nossos amigos e familiares quais são seus desejos para uma vida satisfatória... Atualmente, verificamos em programas de TV, nas revistas e jornais e em sites diversos na internet, uma grande quantidade de informações para que as pessoas cuidem da sua saúde. Uma das recomendações mais

Leia mais

AtividAde FísicA Atividade Física estilo de vida ativo

AtividAde FísicA Atividade Física estilo de vida ativo Atividade Física Atividade Física A atividade física faz parte da natureza humana, com dimensões biológica e cultural A prática de atividades físicas pode beneficiar todas as pessoas (jovens e adultos),

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1. ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRAT CHA PRÉ-REQUISITO 99-7233-02

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1. ª SÉRIE CÓDIGO DISCIPLINAS TEOR PRAT CHA PRÉ-REQUISITO 99-7233-02 MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA SERIADO ANUAL - MATUTINO/NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS

Leia mais

Informações gerais sobre o negócio

Informações gerais sobre o negócio Informações gerais sobre o negócio Objetivos Este material foi criado para ajudar você a conhecer melhor a mynt, e tirar suas dúvidas após estar presente em uma de nossas reuniões de negócio. Aqui você

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E ESPORTE: CONTRIBUIÇÕES PARA A INCLUSÃO

EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E ESPORTE: CONTRIBUIÇÕES PARA A INCLUSÃO EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E ESPORTE: CONTRIBUIÇÕES PARA A INCLUSÃO Priscila Reinaldo Venzke Luciano Leal Loureiro RESUMO Este trabalho é resultado da pesquisa realizada para a construção do referencial teórico

Leia mais

Saúde e Desporto. Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra. Relação do Desporto com a Saúde

Saúde e Desporto. Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra. Relação do Desporto com a Saúde Saúde e Desporto Manuel Teixeira Veríssimo Hospitais da Universidade de Coimbra Relação do Desporto com a Saúde Dum modo geral aceita-se que o desporto dá saúde Contudo, o desporto também comporta malefícios

Leia mais

Promoção da Actividade Física nos Idosos Acção Integrada para um Objectivo Comum

Promoção da Actividade Física nos Idosos Acção Integrada para um Objectivo Comum Promoção da Actividade Física nos Idosos Acção Integrada para um Objectivo Comum 1. Introdução O envelhecimento é um fenómeno universal, irreversível e inevitável em todos os seres vivos. Psicológico Social

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR Prof. Dr. Jones Alberto de Almeida Divisão de saúde ocupacional Barcas SA/ CCR ponte A necessidade de prover soluções para demandas de desenvolvimento, treinamento

Leia mais

ATIVIDADE FÍSICA, APTIDÃO FÍSICA, SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA

ATIVIDADE FÍSICA, APTIDÃO FÍSICA, SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA ATIVIDADE FÍSICA, APTIDÃO FÍSICA, SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA Revolução industrial Antes da revolução industrial as pessoas eram mais ativas porque viviam constantemente se movimentando no trabalho na escola,

Leia mais

Saúde e produtividade: um olhar sobre o cenário brasileiro. Cesar Lopes Líder de Saúde e Benefícios em Grupo, Towers Watson

Saúde e produtividade: um olhar sobre o cenário brasileiro. Cesar Lopes Líder de Saúde e Benefícios em Grupo, Towers Watson Saúde e produtividade: o valor de uma força de trabalho saudável para o sucesso nos negócios Saúde e produtividade: um olhar sobre o cenário brasileiro Cesar Lopes Líder de Saúde e Benefícios em Grupo,

Leia mais

A Década da Ação para Segurânça no Trânsito. Dr. Diego González Machín OPAS/Brasil

A Década da Ação para Segurânça no Trânsito. Dr. Diego González Machín OPAS/Brasil A Década da Ação para Segurânça no Trânsito Dr. Diego González Machín OPAS/Brasil Por que uma Década da Ação? O problema está crescendo. Diagnóstico da Situação: Informe Mundial sobre a situação de Segurança

Leia mais

um RH estratégico para hoje e para o futuro Construindo

um RH estratégico para hoje e para o futuro Construindo Construindo um RH estratégico para hoje e para o futuro ado o crescente foco executivo no capital humano, o RH tem uma oportunidade sem precedentes de se posicionar como um verdadeiro parceiro estratégico

Leia mais

O desafio de deixar de fumar

O desafio de deixar de fumar O desafio de deixar de fumar O uso do cigarro tem como objetivo a busca por efeitos prazerosos desencadeados pela nicotina, melhora ime - diata do raciocínio e do humor, diminuição da ansiedade e ajuda

Leia mais

As Atividades físicas suas definições e benefícios.

As Atividades físicas suas definições e benefícios. As Atividades físicas suas definições e benefícios. MUSCULAÇÃO A musculação, também conhecida como Treinamento com Pesos, ou Treinamento com Carga, tornou-se uma das formas mais conhecidas de exercício,

Leia mais

+ de 100 Estudos. O Estudo IHAMS

+ de 100 Estudos. O Estudo IHAMS + de 100 Estudos Mantemos um esforço de pesquisa e desenvolvimento ativo, com novos jogos, exercícios e novos estudos. Atualmente, existem mais de 60 artigos de periódicos publicados sobre os benefícios

Leia mais

I - EXERCISE IS MEDICINETM

I - EXERCISE IS MEDICINETM I EXERCISE IS MEDICINETM Objectivo Generalização da inclusão do aconselhamento para a actividade física no âmbito do plano terapêutico para a prevenção e o tratamento de doenças, e referenciação quando

Leia mais

8. Atividade física. Introdução

8. Atividade física. Introdução 8. Atividade física Introdução Segundo a Organização Mundial de Saúde, a prática de atividade física regular reduz o risco de mortes prematuras, doenças do coração, acidente vascular cerebral, câncer de

Leia mais

sobre as transações no setor de saúde

sobre as transações no setor de saúde 10 Minutos sobre as transações no setor de saúde Valor global de fusões e aquisições cresce e reverte tendência Destaques O valor total das transações no setor de saúde aumentou 4% em relação à segunda

Leia mais

#ElesPorElas. Movimento ElesPorElas (HeForShe) de Solidariedade da ONU Mulheres pela Igualdade de Gênero Impactando Universidades

#ElesPorElas. Movimento ElesPorElas (HeForShe) de Solidariedade da ONU Mulheres pela Igualdade de Gênero Impactando Universidades #ElesPorElas Movimento ElesPorElas (HeForShe) de Solidariedade da ONU Mulheres pela Igualdade de Gênero Impactando Universidades ElesPorElas Criado pela ONU Mulheres, a Entidade das Nações Unidas para

Leia mais

A SituAção da 2015 PAternidAde no Mundo: resumo e recomendações

A SituAção da 2015 PAternidAde no Mundo: resumo e recomendações Situação a 2015 aternidade o Mundo: esumo e ecomendações ais são importantes. As relações pai-filho/a, em todas as comunidades e em todas as fases da vida de uma criança, têm impactos profundos e abrangentes

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens

Leia mais

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão!

Praticando vitalidade. Sedentarismo. corra desse vilão! Praticando vitalidade Sedentarismo corra desse vilão! O que é sedentarismo? Sedentarismo é a diminuição de atividades ou exercícios físicos que uma pessoa pratica durante o dia. É sedentário aquele que

Leia mais

Prefeitura Municipal de Ponte Alta Processo Seletivo Edital 001/2014 Monitor Desportivo

Prefeitura Municipal de Ponte Alta Processo Seletivo Edital 001/2014 Monitor Desportivo 1 CONHECIMENTOS GERAIS (5 questões) 1. Em seu Artigo 1º, a Lei Orgânica da Assistência Social LOAS, explica que a assistência social é: a. Uma política de seguridade social que provê os mínimos sociais

Leia mais

ANS 3º Workshop Regional de Promoção de Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças Brasília/DF 09/10/2014

ANS 3º Workshop Regional de Promoção de Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças Brasília/DF 09/10/2014 ANS 3º Workshop Regional de Promoção de Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças Brasília/DF 09/10/2014 ANS Panorama dos Programas para Promoção de Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças na Saúde Suplementar

Leia mais

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL APRESENTAÇÃO A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais do mundo, com operações em

Leia mais

Neurociência e Saúde Mental

Neurociência e Saúde Mental 1 O QUE É DEFICIÊNCIA MENTAL OU INTELECTUAL http://www.apaesp.org.br/sobreadeficienciaintelectual A Deficiência Intelectual, segundo a Associação Americana sobre Deficiência Intelectual do Desenvolvimento

Leia mais

PRÁTICAS CORPORAIS ATIVIDADE FÍSICA ESPORTES PESSOAS COM DEFICIÊNCIA LIMITAÇÃO POTENCIALIDADE

PRÁTICAS CORPORAIS ATIVIDADE FÍSICA ESPORTES PESSOAS COM DEFICIÊNCIA LIMITAÇÃO POTENCIALIDADE PRÁTICAS CORPORAIS ATIVIDADE FÍSICA ESPORTES PESSOAS COM DEFICIÊNCIA LIMITAÇÃO POTENCIALIDADE SAÚDE QUALIDADE DE VIDA O TEMA DO SÉCULO Discussão acadêmica, científica, política e social na busca da qualidade

Leia mais

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA!

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! NOSSA VISÃO Um mundo mais justo, onde todas as crianças e todos os adolescentes brincam, praticam esportes e se divertem de forma segura e inclusiva. NOSSO

Leia mais

DIRETRIZES PARA ATIVIDADE FÍSICA: CRIANÇAS E ADOLESCENTES, ADULTOS E IDOSOS

DIRETRIZES PARA ATIVIDADE FÍSICA: CRIANÇAS E ADOLESCENTES, ADULTOS E IDOSOS UNIME UNIÃO METROPOLITANA DE EDUCAÇÃO DIRETRIZES PARA ATIVIDADE FÍSICA: CRIANÇAS E ADOLESCENTES, ADULTOS E IDOSOS Professora Dra Carmem Cristina Beck Professor Dr Francisco José Gondim Pitanga Salvador,

Leia mais

A importância da Atividade Física

A importância da Atividade Física A importância da Atividade Física Introdução Mas o que é atividade física? De acordo com Marcello Montti, atividade física é definida como um conjunto de ações que um indivíduo ou grupo de pessoas pratica

Leia mais

O esporte tem o poder de mudar o mundo. Tem o poder de inspirar, tem o poder

O esporte tem o poder de mudar o mundo. Tem o poder de inspirar, tem o poder O esporte tem o poder de mudar o mundo. Tem o poder de inspirar, tem o poder de unir as pessoas de um jeito que poucas coisas conseguem. (Nelson Mandela) O esporte tem grande potencial para contribuir

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

Os Benefícios do Taekwon-do na Infância e na Adolescência

Os Benefícios do Taekwon-do na Infância e na Adolescência Liga Desportiva de Taekwon-do do Estado de Minas Gerais - LDTEMG Mestre Ronaldo Avelino Xavier Os Benefícios do Taekwon-do na Infância e na Adolescência Belo Horizonte, 06 de Fevereiro de 2013. Mestre

Leia mais

Desafios e oportunidades para os serviços financeiros

Desafios e oportunidades para os serviços financeiros Força de trabalho em 2020 Patrocinado e traduzido pela Desafios e oportunidades para os serviços financeiros O setor de serviços financeiros está enfrentando um déficit de capital humano. Em um mercado

Leia mais

Ministério do Esporte

Ministério do Esporte A CULTURA CORPORAL DO MOVIMENTO HUMANO E O ESPORTE EDUCACIONAL Ministério do Esporte OBJETIVOS: 1. Reivindicar e demarcar as fronteiras da cultura corporal do movimento humano (CCMH) como um espaço próprio

Leia mais

ANS Longevidade - Custo ou Oportunidade. Modelos de Cuidados à Saúde do Idoso Rio de Janeiro/RJ 25/09/2014

ANS Longevidade - Custo ou Oportunidade. Modelos de Cuidados à Saúde do Idoso Rio de Janeiro/RJ 25/09/2014 ANS Longevidade - Custo ou Oportunidade. Modelos de Cuidados à Saúde do Idoso Rio de Janeiro/RJ 25/09/2014 Cenário 1) Nas últimas décadas, os países da América Latina e Caribe vêm enfrentando uma mudança

Leia mais

A caminho da igualdade

A caminho da igualdade A caminho da igualdade Estudo mostra que a educação é determinante para reduzir as desigualdades de gênero, em todas as fases de vida das mulheres 50 KPMG Business Magazine Como defender a empresa Os Jogos

Leia mais

Agenda de. Desenvolvimento. Pós-2015

Agenda de. Desenvolvimento. Pós-2015 Agenda de Desenvolvimento Pós-2015 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável O INÍCIO: ANO 2000 Combate a inimigos históricos da humanidade: Pobreza e fome Desigualdade de gênero Doenças transmissíveis

Leia mais

Receita do Network PwC cresce 6% e atinge US$ 34 bilhões no ano fiscal encerrado em junho

Receita do Network PwC cresce 6% e atinge US$ 34 bilhões no ano fiscal encerrado em junho Press release Data Contato EMBARGO 00h01min (horário Brasília) Terça-feira, 7 de outubro de 2014 Márcia Avruch Tel: +55 11 3674 3760 Email: marcia.avruch@br.pwc.com Pages 4 Receita do Network PwC cresce

Leia mais

Programa de Controle de Peso Corporal

Programa de Controle de Peso Corporal 15 Programa de Controle de Peso Corporal Denis Marcelo Modeneze Mestre em Educação Física na Área de Atividade Física, Adaptação e Saúde na UNICAMP principal objetivo de desenvolver este tema com os alunos

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

É preciso ter tempo... e vontade para adquirir hábitos de vida mais saudáveis

É preciso ter tempo... e vontade para adquirir hábitos de vida mais saudáveis É preciso ter tempo...... e vontade para adquirir hábitos de vida mais saudáveis Camila Mendonça (Fonte: Revista Melhor) Em busca de resultados, executivos têm menos tempo para se cuidar, ficam mais estressados

Leia mais

ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA

ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA ENVELHECENDO COM QUALIDADE DE VIDA Dr. Maurício Menna Barreto Médico Geriatra - CRM 30110 mauricio.barreto@divinaprovidencia.org.br Porto Alegre, 08 de Novembro de 2013 Evolução Envelhecimento Populacional

Leia mais

* Exercício físico. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates

* Exercício físico. Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates * Exercício físico Equipe: Divair Doneda, Vanuska Lima, Clevi Rapkiewicz, Júlia Prates Você pratica exercícios físicos diariamente? 1 * Elemento fundamental para manutenção da saúde e do peso saudável

Leia mais

Bases SólidasS. Educação e Cuidados na Primeira Infância. Curso: Ciências da Educação Ano lectivo: 2007/2008 2º Ano / 1º Semestre

Bases SólidasS. Educação e Cuidados na Primeira Infância. Curso: Ciências da Educação Ano lectivo: 2007/2008 2º Ano / 1º Semestre Curso: Ciências da Educação Ano lectivo: 2007/2008 2º Ano / 1º Semestre Bases SólidasS Educação e Cuidados na Primeira Infância Docente: Prof. Nuno Silva Fraga Cadeira: Educação Comparada A Educação Primária

Leia mais

ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030

ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030 ESTRATÉGIA ECONÔMICA LEAPFROG DO SÉCULO XXI: O RIO GRANDE DO SUL TORNA-SE O LUGAR MAIS SUSTENTÁVEL E INOVADOR DA AMÉRICA LATINA ATÉ 2030 Um relatório para o Governo do Estado do Rio Grande Sul (AGDI) e

Leia mais

Resolução adotada pela Assembleia Geral em 19 de dezembro de 2011. 66/121. Políticas e programas voltados à juventude

Resolução adotada pela Assembleia Geral em 19 de dezembro de 2011. 66/121. Políticas e programas voltados à juventude Organização das Nações Unidas A/RES/66/121 Assembleia Geral Distribuição: geral 2 de fevereiro de 2012 65 a sessão Item 27 (b) da pauta Resolução adotada pela Assembleia Geral em 19 de dezembro de 2011

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas na Guatemala. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas na Guatemala. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas na Guatemala Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Na Guatemala, existem várias definições fornecidas por diferentes instituições

Leia mais

EXERCÍCIO FÍSICO SEGURANÇA E BEM ESTAR

EXERCÍCIO FÍSICO SEGURANÇA E BEM ESTAR EXERCÍCIO FÍSICO SEGURANÇA E BEM ESTAR VINHAIS FEVEREIRO 2006 Berta Nunes SEDENTARISMO UM PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA O Sedentarismo e a obesidade são os principais factores de risco para várias doenças

Leia mais

Desafio mundial. Paralelamente a questões

Desafio mundial. Paralelamente a questões KPMG Business Magazine 31 Getty Images/Alexander Bryljaev Muitas tendências apontadas pelo estudo já são evidentes, e a lentidão na busca de soluções para mitigá-las trará sérias consequências para a população

Leia mais

Como estimular suas equipes a serem saudáveis, felizes e produtivas. Dr. Marco Cantero

Como estimular suas equipes a serem saudáveis, felizes e produtivas. Dr. Marco Cantero Como estimular suas equipes a serem saudáveis, felizes e produtivas Dr. Marco Cantero Como estimular suas equipes a serem saudáveis, felizes e produtivas Como estimular suas equipes a serem saudáveis,

Leia mais

folder_socesp.indd 1 04/09/2012 15:33:13

folder_socesp.indd 1 04/09/2012 15:33:13 Doenças cardiovasculares (DCVs), incluindo doenças cardíacas e derrames, matam prematuramente. De fato, elas causam 17,3 milhões de mortes a cada ano e os números estão aumentando. Até 2030, espera-se

Leia mais

Estratégia Nacional (EUA) para Aumentar os Níveis de Atividade Física entre Adultos a Partir de 50 Anos de Idade Resumo: Precedentes: Palavra-Chave:

Estratégia Nacional (EUA) para Aumentar os Níveis de Atividade Física entre Adultos a Partir de 50 Anos de Idade Resumo: Precedentes: Palavra-Chave: Estratégia Nacional (EUA) para Aumentar os Níveis de Atividade Física entre Adultos a Partir de 50 Anos de Idade Wojtek Chodzko-Zajko, Ph.D 1, Lisa Sheppard, M.A 1, Jane Senior, B.S 2, Chae Hee Park, M.S.

Leia mais

OFICINA DE CONHECIMENTO GESTÃO E SUSTENTABILIDADE PARA O TERCEIRO SETOR

OFICINA DE CONHECIMENTO GESTÃO E SUSTENTABILIDADE PARA O TERCEIRO SETOR GESTÃO E SUSTENTABILIDADE PARA O TERCEIRO SETOR O Prêmio Criança É um programa da Fundação Abrinq Save the Children que identifica e reconhece boas práticas voltadas à primeira infância (0 a 6 anos), gestantes

Leia mais

CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado)

CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado) CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado) Missão Sua missão é tornar-se referência na formação de profissionais para atuar nos diferentes segmentos humanos e sociais, considerando a atividade física e promoção

Leia mais

Doenças Crônicas. uma nova transição. Paulo A. Lotufo. FMUSP Coordenador do Centro de Pesquisa Clínica e Epidemiológica da USP

Doenças Crônicas. uma nova transição. Paulo A. Lotufo. FMUSP Coordenador do Centro de Pesquisa Clínica e Epidemiológica da USP Doenças Crônicas uma nova transição Paulo A. Lotufo Professor Titular de Clínica Médica FMUSP Coordenador do Centro de Pesquisa Clínica e Epidemiológica da USP esclarecimentos O termo doença crônica pode

Leia mais

UE apoia o combate à violência e à intolerância no desporto

UE apoia o combate à violência e à intolerância no desporto COMISSÃO EUROPEIA COMUNICADO DE IMPRENSA UE apoia o combate à violência e à intolerância no desporto Bruxelas, 8 de Novembro de 2011 A Comissão Europeia concedeu subvenções a iniciativas destinadas a combater

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro Padre Alberto Neto CÓDIGO 170318. Sub-departamento de Educação Especial

Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro Padre Alberto Neto CÓDIGO 170318. Sub-departamento de Educação Especial Sub-departamento de Educação Especial A deficiência mental interfere directamente no funcionamento intelectual do ser humano, sendo este abaixo da média. O aluno apresenta comprometidos, além das funções

Leia mais

Políticas de câncer baseadas em quê?

Políticas de câncer baseadas em quê? entrevista Richard Sullivan, Diretor do Instituto de Políticas de Câncer e Saúde Global da King s Health Partners, em Londres, Inglaterra Políticas de câncer baseadas em quê? Pesquisas em diferentes campos

Leia mais

8º Forum de Saúde e Segurança do Trabalho. FEBRABAN

8º Forum de Saúde e Segurança do Trabalho. FEBRABAN 8º Forum de Saúde e Segurança do Trabalho. FEBRABAN Cultura de Saúde e Segurança no Trabalho: da Norma para o Valor Volvo do Brasil Quais os Valores e Práticas em Saúde e Segurança do Trabalho que asseguram

Leia mais

Programa SESI Lazer Ativo. SAUDE BEM ESTAR QUALIDADE DE VIDA nos dias de hoje...

Programa SESI Lazer Ativo. SAUDE BEM ESTAR QUALIDADE DE VIDA nos dias de hoje... Programa SESI Lazer Ativo SAUDE BEM ESTAR QUALIDADE DE VIDA nos dias de hoje... SAUDE BEM ESTAR QUALIDADE DE VIDA nos dias de hoje... Qualidade de Vida Não é só... Ter uma pressão arterial controlada Não

Leia mais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais

CARAVANA ESPORTIVA. Projetos Esportivos Educacionais CARAVANA ESPORTIVA Seleção Pública P de Projetos Esportivos Educacionais Programa Petrobras Esporte & Cidadania Fomentar o desenvolvimento do esporte olímpico brasileiro; Democratizar o acesso ao esporte

Leia mais

Para desfrutar a vida plenamente, você precisa ter um coração saudável. Então, a FEDERAÇÃO MUNDIAL DO CORAÇÃO organizou o DIA MUNDIAL DO CORAÇÃO, para conscientizar todas as pessoas do mundo de como seus

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

Coração saudável. Dr. Carlos Manoel de Castro Monteiro MD,PhD

Coração saudável. Dr. Carlos Manoel de Castro Monteiro MD,PhD Coração saudável Dr. Carlos Manoel de Castro Monteiro MD,PhD Qual a importância da doença cardiovascular? Milhões de Mortes* Mortalidade por doenças cardiovasculares em 1990 e 2020 Países desenvolvidos

Leia mais

As Novas Competências de RH: Parceria de Negócios de Fora para Dentro

As Novas Competências de RH: Parceria de Negócios de Fora para Dentro As Novas Competências de RH: Parceria de Negócios de Fora para Dentro DAVE ULRICH, JON YOUNGER, WAYNE BROCKBANK E MIKE ULRICH Qualquer bom profissional de RH quer ser melhor. Isto começa com um desejo

Leia mais

ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE

ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE Ridailda de Oliveira Amaral * RESUMO A atividade física e o exercício foram reconhecidos formalmente como fatores que desempenham um papel essencial no aprimoramento da saúde e

Leia mais

Desenvolver a arte marcial com seriedade e excelência no ensino, proporcionando uma loso a de vida.

Desenvolver a arte marcial com seriedade e excelência no ensino, proporcionando uma loso a de vida. FAÇA PARTE DA NOSSA FAMÍLIA Fundada pelos irmãos Nogueira, a Team Nogueira é hoje a maior equipe de MMA pro ssional do mundo. Possui seu principal centro de treinamento no Rio de Janeiro, onde os atletas

Leia mais

Com o objetivo de continuar aprimorando o modelo de gestão de Minas Gerais, foi lançado, em 2010, o projeto Agenda de Melhorias caminhos para inovar

Com o objetivo de continuar aprimorando o modelo de gestão de Minas Gerais, foi lançado, em 2010, o projeto Agenda de Melhorias caminhos para inovar março de 2012 Introdução Com o objetivo de continuar aprimorando o modelo de gestão de Minas Gerais, foi lançado, em 2010, o projeto Agenda de Melhorias caminhos para inovar na gestão pública. A criação

Leia mais