PROGRAMA. Realização

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA. Realização"

Transcrição

1

2 PROGRAMA 2012 Realização Parceria Apoio Institucional

3 Índice Destaques... 1 Apresentação... 2 Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica... 8 Organização e Gerenciamento Agenda Facilitadores Avaliação Resultados Auto-avaliação Relevância das Temáticas Conteúdo Didático, Abordagem e Expertise Logística... 31

4 2012 Destaques Destaques Relevância das Temáticas 90% Qualidade do Conteúdo 100% dos participantes indicaria o Open Dojô para um amigo. Relevância do Conteúdo Abordagem Pedagógica 90% Destaques

5 Apresentação O Programa Open Dojô Open Dojô é um programa voltado para o desenvolvimento de jovens como líderes empreendedores e inovadores sociais preparados para atuar em uma nova realidade econômica, social e ambiental, que desafia o mundo a pensar diferente. O programa visa proporcionar uma experiência única desenvolvendo competências de natureza humana e empreendedora, essenciais para formar uma geração de líderes empreendedores VERDES, capazes de estabelecer novos referenciais em harmonia com os desafios do século XXI. A grande ambição do programa é o empoderamento do jovem; é a busca pela externalização de seu talento, pela conscientização de seu papel e poder para viabilizar e ampliar seu impacto na sociedade, empreendendo ou (intra)empreendendo e gerando transformações que inspirem pelo exemplo. Um dos principais diferenciais do Open Dojô é a formação de um banco de talentos VERDES, composto por jovens líderes conscientes e comprometidos com esta visão. Metodologia O programa OpenDojô conta com a uma metodologia exclusiva, desenvolvida pela Universidade da Experiência (Uexp), baseada na evolução das formas tradicionais de oferecer valor ao mercado commodities, produtos e serviços evoluindo para a quarta modalidade de valor: a experiência. Cada temática abordada oferece aos participantes a oportunidade para experimentar novas formas de percepção, de atuação e de expansão de seu potencial, através da vivência e de experiências práticas. A adição do valor da experiência implica a combinação de duas dimensões: a participação do indivíduo e o significado da sua relação com a experiência em si. Na partipação ativa interna o indivíduo age como observador consciente, enquanto a participação ativa externa o transforma em ator principal. No desenrolar dos vários níveis de experiência, a relação com o indivíduo requer sua atenção (relação de absorção) ou seu envolvimento (relação de imersão). Apresentação

6 Apresentação Público-Alvo Jovens recém formados ou cursando o superior/superior técnico em qualquer área de especialização e jovens profissionais que se preparam para entrar no mercado global de trabalho e que busquem: Expandir o know-how, aperfeiçoando-o com a prática; Desenvolver a capacidade para aumentar o estoque de ideias e soluções criativas com novos conhecimentos e insights; Antecipar-se em relação ao futuro com um diferencial significativo; Influenciar na dinâmica das mudanças e estabelecer novos padrões na sociedade; Empreender de modo sustentável a partir de novos modelos de negócios; Reconectar-se com a sua essência e ampliar seu papel no mundo; Cooperar em um ambiente de liberdade para criar, planejar, organizar, fazer, testar, errar, aprender, e re-criar. O Open Dojô me permitiu descobrir habilidades que não sabia possuir. O mais significante foi o auto-conhecimento; a inspiração de saber que é possível; a importância de sair da zona de conforto e parar de buscar desculpas para protelar a ação, bem como a abertura para experimentar coisas novas. Apresentação

7 Apresentação Campos da Experiência A conexão entre as dimensões participação e relação (absorção e imersão) cria campos de experiência compatíveis e portanto passíveis de serem combinados. O Open Dojô oferece um mix de diferentes campos de experiência que explora esta dupla dimensão, proporcionando experiências práticas de participação e relação para desenvolver as competências e habilidades requeridas para formar líderes empreendedores VERDES (Fig. 1). Na conceptualização do Open Dojô, a sustentabilidade é entendida para além do tripé do desenvolvimento sustentável, abrangendo conceitos como criatividade, colaboração, inovação, co-criação, expansão da consciência e fazer acontecer. Fig. 1 Fig. 1 No último dia, o depoimento de um colega resumiu bem o significado do OpenDojô para os participantes: é como um óculos de grau que de repente nos ajuda a ver tudo nitidamente; é como uma porta que se abre, mostrando o caminho das oportunidades. Acredito que o programa foi um divisor de águas. Vejo a vida e meu trabalho de maneira diferente agora. Não que eu não tenha mais dúvidas, mas agora também tenho certezas. O Open Dojô privilegia o desenvolvimento de nove competências duráveis, essenciais ao desenvolvimento integral dos jovens. Ao longo do programa, são incorporadas competências de natureza humana e empreendedora, desenvolvidas de forma integrativa e não-linear : liderança natural; iniciativa e tomada de decisão; inovação e criatividade; fazer acontecer com foco em resultados sustentáveis; resiliência e flexibilidade; negociação e persuasão, comunicação e relacionamento; pensamento sistêmico; tranformação e mudança (Fig. 2). Competências Duráveis - Fig. 2 Apresentação

8 Apresentação Estrutura do Programa O Open Dojô desenvolve-se através de um ciclo integrado de aprendizado, criando um fluxo contínuo de conhecimento e uma significante combinação de experiências únicas. O programa é dividido em três etapas: dois encontros presenciais intensivos (6 dias), intercalados por um intervalo de cinco meses dedicado à prática elaboração de ecoprotótipos. O intervalo de prática coloca os jovens no centro do processo de pensar, criar e fazer acontecer, buscando um real resultado da aplicação do conhecimento. Os participantes contam com o suporte de um toolbox, uma caixa de ferramentas utilizada para postar tarefas-desafios e para registrar um Diário de Bordo onde é relatada a memória da jornada de aprendizagem coletiva e individual. O jovem acompanha o próprio ritmo de evolução e grau de comprometimento com a aplicação prática das competências desenvolvidas. Intervalo de Prática Evolução na criação e desenvolvimento dos ecoprotótipos; as equipes de trabalho interagem e praticam intensamente a capacidade de fazer acontecer e de integrar criativamente o econômico, social e o ecológico. O desafio é testar a aplicabilidade e a sustentabilidade do ecoprotótipo, obtendo resultados concretos. 1 encontro Intervalo de pratica O Open Dojô promove a criação de redes de conversações entre os jovens com o objetivo de enriquecer o processo de criação dos ecoprotótipos, através da troca de ideias e experiências que podem solucionar problemas de inovação e criar oportunidades comuns. 2 encontro Nesta etapa, os jovens evoluem na criação e desenvolvimento dos ecoprotótipos. É o tatame para treinar e praticar as competências; é o espaço para transformar o conhecimento adquirido em know-how (saber fazer). Ritmo, liberdade, engajamento e auto-gestão fazem do intervalo de prática uma experiência única. Durante o intervalo de prática é assegurada uma interação virtual com os jovens, bem como ferramentas educativas que mantém o foco na prática, baseada na experiência de lidar com pessoas, com informações e com a ação. Ecoprotótipos No Open Dojô os ecoprotótipos são propostas ou ideias de novos modelos de negócios (produtos ou serviços), novas tecnologias ou novos processos que otimizam a atividade humana. Respeitados os critérios de viabilidade econômica, respeito ao meio ambiente e benefício social, não há limites para a criatividade e inovação no desenvolvimento dos ecoprotótipos. O objetivo é que estes projetos, empreendimentos e ideias possam servir de estímulos para promover o desenvolvimento sustentável ou incentivo ao surgimento de empreendimentos VERDES. Apresentação

9 Apresentação Open Dojô 2012 I Encontro A primeira fase do Open Dojô 2012 ocorreu entre 6 e 11 de Fevereiro Trinta e quatro jovens, originários de quatro estados, participaram desta primeira etapa, onde foram trabalhadas as seguintes temáticas: Iniciativa e Proatividade Responsabilidade Econômica, Social e Ecológica Intra-Empreendedorismo e Sustentabilidade Liderança Natural Arquitetura da Criatividade e Inovação Negociação, Influência e Persuasão Inteligência Prática Pensamento Sistêmico I Comunicação e Relacionamento I 3 Eixos da Tranformação Resiliência e Flexibilidade O programa permite perceber que, sim, pequenas ações podem fazer a diferença e que o agente transformador pode ser qualquer um de nós. Uma sessão sobre planejamento e gestão foi também organizada, visando apresentar aos participantes um leque de ferramentas para facilitar a gestão do trabalho das equipes durante o intervalo de prática, assegurando planejamento, organização e disciplina. Apresentação

10 Apresentação Esta primeira etapa do programa Open Dojô foi descrita pelos participantes como norteadora, desafiadora e enriquecedora. Eles enfatizaram que o programa: Fomentou crescimento pessoal e despertou o desejo de deixar a marca na sociedade; Incentivou a sair da zona de conforto; Desvendou o real potencial de contribuição como agentes de transformação; Conscientizou sobre a importância das relações interpessoais e do autoconhecimento. Ao avaliar seu grau de engajamento e comprometimento com o programa, os participantes foram enfáticos em confirmar seu envolvimento, tendo também indicado que o programa contribuiu concretamente para que mudassem a percepção sobre o seu papel de participação na construção do mundo. Sinto que o programa me deu forças para desafiar o pensamento comum e me deu energias para construir minha carreira de uma maneira inovadora e sustentável. O Instituto das Nações Unidas para Formação e Pesquisa (UNITAR) coordenou o desenho da avaliação do programa e supervisou sua aplicação. A avaliação incluiu também uma autoavaliação sobre participação, engajamento e comprometimento. Todos os participantes completaram os questionários, garantindo uma taxa de resposta de 100%. O UNITAR compilou e analisou os dados e produziu este relatório final que apresenta nas seções seguintes as várias temáticas apresentadas bem como os resultados da avaliação conduzida na primeira etapa do Open Dojô Apresentação

11 Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica Responsabilidade Econômica, Social e Ecológica Nesta sessão, participantes foram instigados a refletir sobre a sustentabilidade um momento inquisitivo e de reflexão sobre inquietações existentes, onde a sustentabilidade foi considerada sob vários ângulos questionadores. Trabalhos em grupos proporcionaram o espaço para gerar questões que exploraram o por quê, como, bem como hipóteses: Como desenvolver uma política de produção efetivamente sustentável? Como mexer nos processos para que se tornem economicamente sustentáveis para todos? Como discernir a mera propaganda sobre sustentabilidade do que é realmente sustentável? Seria o caso de adotar - se certificação para que o público em geral tenha um referencial? Até que ponto o conceito de sustentabilidade é compreendido, tanto pelas empresas que se julgam verdes quanto pela população? O que é preciso acontecer para uma mudança de atitude? Suporte da política, educação, programa ambientais, economia, sensibilização da população? Até que ponto a sustentabilidade é considerada um valor pessoal? Até que ponto entedemos a conceito da sustentabilidade como um todo relativo à percepção das pessoas? Como entender sustentabilidade na integralidade do termo? Até que ponto estamos dispostos a empregá-lo integralmente em nossos vidas, em nossas organizações? Os questionamentos buscaram a reflexão para incentivar a adoção de uma postura proativa, provocando ação para buscar respostas, facilitando a percepção do papel individual no contexto da sustentabilidade e proporcionando bases fundamentais para a partipação consciente nas sessões subsequentes do programa. Iniciativa e Proatividade Através de analogias e storytelling, o conceito de iniciativa e proatividade foi apresentado e discutido sob a ótica dos princípios adotados por um faixa preta Aikidô. O principal objetivo foi favorecer a criação de uma plataforma norteadora de ações voltadas à experimentação, caracterizada por uma postura proativa, antecipativa e pró-soluções. Através de metáforas com o estado de espírito faixa preta como criador de oportunidades, proporcionou-se o espaço para que os participantes ampliassem sua auto-percepção, favorecendo a abertura para novas percepções; desenvolvendo sua capacidade de ousadia e curiosidade; aceitando e apreciando o vazio e adotando uma postura proativa. O faixa preta nos mostrou o caminho do servir e proporcionou a experiência de aprender a receber e usar a força do outro a nosso favor. Especificamente objetivou-se que os participantes fossem capazes de: Reavaliar posturas, questionando formas de pensar vigentes e ampliando a percepção de seu papel na sociedade; Ampliar o auto-conhecimento, desenvolvendo novas formas de pensar e novas atitudes; Fortalecer e resgatar valores individuais, Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica

12 Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica conscientizando - se sobre o potencial individual de fazer acontecer desenvolvimento de postura proativa. A grande maioria dos participantes (média superior a 80%) considerou o conteúdo adequado e relevante. Os aspectos mais destacados foram a valorização da harmonia e a auto-reflexão. A atividade foi considerada interessante, criativa e reflexiva. A abordagem pedagógica foi considerada adequada por 82% dos participantes. No que tange ao facilitator (faixa preta), os participantes avaliaram que demonstrou expertise no conteúdo e abordagem (97%) e que foi eficiente na conexão teoria-prática e no feedback oferecido. Recomendações dos participantes Maior integração entre a teoria e a prática, principalmente na aplicação cotidiana; Realização da atividade ao ar livre; Rever o período de realização de modo que não ocorra após o almoço, melhorando assim a concentração e atenção. (Intra)Empreendedorismo e Sustentabilidade O objetivo principal foi proporcionar aos participantes a capacidade de transformar ideias em ações e resultados sustentáveis, através do diagnóstico de estágios de maturidade organizacional e individual em relação à sustentabilidade, do estabelecimento de metas e prioridades, da potencialização de recursos disponíveis e da adoção de estratégicas de comunicação assertivas que assegurem com excelência suportes e apoios necessários ao favorecimento de uma cultura mais sustentável. Através de diálogos interativos, estudos de casos concretos e grupos de trabalho, participantes foram expostos a contextos e práticas associados ao intra-empreendedorismo e à sustentabilidade de modo a desenvolver capacidades específicas: Identificar e diferenciar o estágio de maturidade empresarial em sustentabilidade, avaliando fatores que classifican um empreendimento como sustentável; Familiarizar-se com perfis individuais que avaliam e decidem sobre estratégias sustentáveis; Familiarizar-se com novas habilidades, conhecimentos e modo de pensar (maturidade pessoal) distinguindo entre os perfis: bloqueador, complacente, implementador, campeão e intraempreendedor; Identificar o contexto de mudança da responsabilidade corporativa, identificando os pontos de intersecção entre o estágio de maturidade empresarial e a maturidade pessoal em relação à sustentabilidade; Adotar formas de comunicação assertiva aplicáveis aos diversos níveis de maturidade empresarial e individual, utilizando argumentos adequados ao nível identificado. Gostei muito! Apresentação esclarecedora exclusiva! A capacidade de lidar com obstáculos e com a rejeicão de ideias (feedback negativo) e de argumentação e contra-argumentação foi também considerada. Os participantes avaliaram a experiência como esclarecedora, dinâmica e inspiradora. A totalidade dos participantes considerou o conteúdo adequado e relevante e a abordagem pedagógica foi considerada adequada por 94% deles. Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica

13 Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica Os participantes apreciaram a expertise do facilitador bem como a maneira pela qual transmitiu conhecimentos ao grupo. Recomendações dos participantes Reduzir a utilização de termos técnicos em administração de empresas ou esclarecê-los adequadamente, de modo a facilitar a compreensão do conteúdo; Aumentar a participação ativa do grupo com mais oportunidades para discussão e prática; Oferecer mais exemplos de casos concretos e utilizar outras mídias (vídeos por exemplo), para dar dinâmica à apresentação. Liderança Natural Através da dramatização teatral do monólogo Ghandi, um líder servidor os participantes foram convidados à auto-reflexão sobre liderança natural e sobre o poder da influência desprovida de autoridade formal (posição hierárquica ou status). O exemplo de história de vida real foi considerado para facilitar a reflexão profunda. O texto apresentado tem seu conteúdo composto por palavras originais de Ghandi (80%) e adaptadas à realidade atual (20%). O objetivo maior foi criar espaço de auto-reflexão sobre liderança natural, fundamentado na autoridade moral que reflete-se na coerência entre pensamento, palavras e ações, gerando a capacidade de inspirar pelo exemplo e visando a abertura de caminhos para que a liderança natural manifeste-se de forma autêntica. Especificamente objetivou-se que os participantes desenvolvessem capacidade para: identificar as características da liderança natural; Familiarizar-se com o poder da liderança natural (intrínsica), associando a coerência entre pensamentos, palavras e ações como sua força motriz; Refletir sobre o grau de coerência individual, assegurando-se de que a capacidade de influenciar sem autoridade formal seja autêntica. Foram as melhores palavras que alguém poderia nos falar, uma experiência única que nos fez conectar com nós mesmos, e despertou a liderança natural de cada um. A experiência foi descrita como emocionante, reflexiva, criativa e inovadora. A grande maioria (94%) considerou o conteúdo da sessão relevante e a qualidade adequada. A abordagem pedagógica foi igualmente considerada adequada por 88% deles. Os participantes apreciaram particularmente a possibilidade de aprofundar os ensinamento e a visão de Gandhi, achando a vivência inspiradora. Para os participantes, o facilitador demonstrou expertise na interação com o grupo (88%) e no conteúdo e abordagem proposta (94%), sendo também eficiente no feedback oferecido(92%). Segundo participantes, o facilitator conseguiu inspirá-los, atingindo o seu emocional. Recomendações dos participantes Aumentar o tempo dedicado a esta atividade; Rever o espaço para realização, pois as colunas na sala prejudicaram a visão e o desenvolvimento da atividade. Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica

14 Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica Arquitetura da Criatividade e Inovação (Teoria & Prática) Com a aplicação de ferramentas do Design Thinking, narrativas, storytelling, apresentações, discussões circulares, brainstorming e feedback, o objetivo principal foi desenvolver a capacidade de arquitetar soluções criativas e inovadoras para equações inéditas, lidando com as incertezas e imprevisivilidade do processo criativo/inovador, vivenciando o pensamento divergente e convergente, aprendendo a gerar alternativas e explorando recursos disponíveis para oxigenar o processo de geração de alternativas. Achei inovador! O facilitador mostrou uma forma de criar novas ideias de maneira divertida, interativa colaborativa. A empoderação para a criatividade e a capacidade de analisar questões sob óticas diversas das individuais, de estar presente para perceber e receber insumos do momento e de reagir a estes estímulos, bem como a capacidade de inovar com o objetivo principal de gerar valor para o público-alvo, criando proposições que tenham significado e atendam verdadeiras necessidades humanas, foram temas centrais abordados. Especificamente, objetivou-se criar oportunidades onde os participantes puderam: Desenvolver a capacidade de lidar com incertezas e imprevisibilidade do processo criativo; Experimentar o pensamento divergente e convergente para arquitetar soluções geradoras de valor; Catalizar e prototipar o resultado de um processo criativo; Utilizar, de forma lógica e intuitiva, ferramentas que facilitem e contribuam para processos criativos; Identificar alternativas capazes de oxigenar o processo de criação. A sessão foi descrita como inovadora, dinâmica e desafiadora pelos participantes. A grande maioria concordou com a qualidade e relevância do conteúdo (94%) e com a adequação da abordagem pedagógica (97%). A connexão entre teoria e prática foi também apreciada (94%); os participantes indicaram que gostaram da maneira pela qual a atividade despertou o seu lado criativo. O facilitador foi igualmente muito apreciado, com comentários tais como : o facilitador mostrou formas de criar novas ideias de maneira divertida, interactiva e colaborativa ; o facilitator é inteligente, criativo e espertíssimo. Recomendações dos participantes Melhoria na administração do tempo; Melhoria na gestão do conteúdo que foi demasiado, comprometendo a qualidade da atividade final (primeira versão do ecoprotótipo); Aumento do tempo para interação entre os grupos. Negociação, Influência e Persuação O principal objetivo desta sessão foi despertar a perceção sobre a psicologia humana e o modo pelo qual influencia processos de negociação. Participantes identificaram elementos essenciais, explorando a negociação colaborativa de modo a conduzir um processo de negociação utilizando ferramentas específicas. Através de estudo de caso, os princípios de influência, autoridade e Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica

15 Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica negociação foram considerados pelos participantes, buscando essencialmente: Sensibilização aos elementos relacionados à psicologia humana que influenciam comportamentos em processos de negociação Percepção da necessidade de explorar a negociação visando ganhos mútuos, entendendo que esforços devem ser direcionados à cooperação não à competição; Capacidade para obter condições e resultados satisfatórios, considerando e harmonizando interesses divergentes. Gostei muito desse tema, o Felipe através dos cases conseguiu passar o conhecimento de forma prática. Pudemos perceber que quanto mais tivermos domínio sobre o assunto mais estamos preparados para negociação. A totalidade dos participantes concordou que o conteúdo foi relevante e a qualidade adequada. Contudo, os participantes observaram que o tempo não foi suficiente para absorção adequada e que teria sido necessário aprofundar alguns dos temas discutidos. A grande maioria dos dos participantes (97%) considerou a abordagem pedagógica adequada para tratar a temática. Em particular, ressaltaram que o facilitator conseguiu transmitir o conhecimento de forma prática a totalidade deles concordou que houve eficiência na conexão teoria-prática. Recomendações dos participantes Gerenciar a quantidade do conteúdo em relação ao tempo disponível; Aumentar o tempo disponível para discussão mais aprofundada dos temas apresentados. Inteligência Prática Através de um encontro com empreendedores de sucesso, buscou-se despertar a consciência sobre a jornada do empreendedor, enfatizando-se sobre a importância da inteligência prática no quotidiano, entendendo que empreededorismo requer ação prática e persistência para superar barreiras e dificuldades na buca de objetivos e propósitos almejados. Pela experiência buscou-se proporcionar aos participantes condições para identificar nuances e características da inteligência prática, distinguindo sua influência na jornada do empreendedor, bem como para utilizar estas habilidades para superar desafios na jornada empreendedora. Os participantes descreveram a experiência como motivadora e inspiradora, tendo considerado que o conteúdo foi relevante e a qualidade adequada (91%). A abordagem pedagógica foi adequada para 77% deles, com observações relativas à necessidade de melhorar a dinâmica, particularmente criando maiores oportunidade de interação com o grupo. Na opinião dos participantes, os empreendedores foram eficientes em estabelecer a conexão teoria-prática (73%) e no feedback oferecido (67%). Recomendações dos participantes Melhorar a dinâmica da atividade, tornando-a mais interativa, em formato de diálogo ou bate-papo ; Aumentar a flexibilidade para interação entre os dojocas e empreendedores. Por exemplo, criando mesas individuais pelas quais os dojocas se movimentariam, tendo oportunidade de trocar idéias personalizadas com cada empreendedor. A história de cada um poderia ser apresentada antecipadamente, Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica

16 Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica passando-se em seguida a uma interação mais dinâmica e pessoal. Expor temas como inovação, iniciativa, desafios, pontos negativos e afins antecipadamente, dando em seguida oportunidade para que cada empreendedor fale brevemente do tema em questão, indicando concretamente uma experiência prática que vivenciou; Considerar diversidade na composição do grupo de convidados, por exemplo incluindo também representantes femininas. Pensamento Sistêmico I Através de atividade lúdica, desenvolvida em grupo e seguida de exposição e diálogo, participantes foram levados a compreender o pensamento sistêmico, refletindo sobre o impacto de escolhas e decisões nos resultados de um grupo ou organização. Buscou-se o desenvolvimento da capacidade para considerar a visão global e a conscientização sobre os impactos que uma escolha ou decisão individual podem provocar. Excepcional; despertou em todos o interesse pelas ações individuais e coletivas e como formam um sistema único. A atividade proporcionou um ambiente onde participantes puderam: Aplicar os princípios do pensamento sistêmico em um ambiente colaborativo; Identificar virtudes que contribuem para o trabalho em grupo; Identificar vícios comportamentais que podem fragmentar um grupo; Ampliar a percepção sobre o poder das escolhas e decisões tomadas. Para os participantes, as experiências práticas coletivas tornaram o aprendizado muito eficiente e estimularam a reflexão. A quase totalidade (97%) indicou satisfação com a qualidade do conteúdo e sua relevância, considerando também que a abordagem pedagógica foi adequada (97%). Os participantes apreciaram a forma agregadora como a facilitadora conduziu as atividades, indicando que soube reter interesse e atenção, considerando também que foi eficiente no feedback oferecido ao grupo e em estabelecer a conexão teoria-prática (94% em ambos os aspetos). Ferramentas e Planejamento da Prática no Dojô Externo A sessão teve por objetivo conscientizar os participantes sobre a necessidade de planejamento, organização e disciplina nas ações a serem desenvolvidas durante o intervalo de prática quando ocorre a desenvolvimento do eco protótipo. Um conjunto de ferramentas destinadas a facilitar a gestão de projetos complexos foi apresentado aos participantes para que se familiarizassem com sua utilização para apoiar e organizar os trabalhos na elaboração dos eco protótipos. Os participantes avaliaram as ferramentas propostas como úteis e acharam que a experiência estimulou o uso da criatividade e instigou desejo pela mudança. A totalidade dos participantes concordou que a qualidade do conteúdo foi adequada. A grande maioria (97%) considerou o conteúdo relevante e a abordagem pedagógica adequada. Na opinião dos participantes, o facilitador transmitiu adequatamente como realizar os projetos na prática, sendo eficiente Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica

17 Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica em estabelecer a conexão teoria-prática (97%). A didática do facilitator foi muito apreciada. A totalidade do grupo concordou que ele demonstrou expertise tanto na abordagem pedagógica quanto no conteúdo. Incrível. Uma experiência enriquecedora. Quero aplicar na minha vida tantos novos aprendizados. A possibilidade de uma rede de aprendizagem me impactou muito. Recomendações dos participantes Apresentar mais casos reais de aplicação das ferramentas; Explorar recursos digitais, de modo a esclarecer mais profundamente a utilidade de certas ferramentas na prática; Reduzir tempo de apresentação, aumentando tempo para discussões e debates; Antecipar o acesso ao material de modo que participantes possam direcionar melhor as suas dúvidas durante a sessão. Comunicação e Relacionamento Nesta sessão objetivou-se que os participantes desenvolvessem a capacidade para ouvir e entender empaticamente, sendo igualmente capazes de sensibilizar diversos stakeholders (setor privado, público, e sociedade civil), expressando ideias com objetividade, clareza e segurança. Igualmente foi explorada a identificação e valorização de redes de aprendizagem, buscando-se desenvolver habilidades para: Identificar a capacidade de aprender a aprender em colaboração; Refletir sobre os modelos e paradigmas da educação tradicional; Refletir sobre oportunidades de aprendizagem em rede; Desenvolver a competência para trabalhar em rede. Os participantes acharam a experiência enriquecedora, dinâmica e de grande impacto; gostaram do tema, da sua aplicabilidade e da nova visão proposta. Foi demonstrada satisfação com a qualidade do conteúdo (97%), sua relevância (91%), bem como adequação da abordagem pedagógica (94%). Na opinião dos participantes, os facilitadores demostraram empatia com o grupo e expertise no conteúdo e forma como abordaram a temática (97% em ambos os casos). 3 Eixos da Transformação Experiência proporcionada através de atividade lúdica com objetivo de oferecer vivência e experimentação prática de um processo transformativo, buscando a compreensão profunda das etapas que o precedem e das escolhas e decisões requeridas para mudar formas de pensar. Através da atividade, os participantes foram instigados a: Questionar formas de pensar e identificar condições que garantam a evolução contínua; Refletir sobre possibilidades e alternativas que podem ser criadas para gerar novos resultados; Familiarizar-se com três eixos da transformação: manutenção, transição e mudança. Os participantes enfatizaram a importância de atividades lúdicas e corporais na Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica

18 Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica compreensão de conceitos e entendimento adequado dos temas em questão; ressaltando que tais atividades criam laços entre os participantes. A grande maioria dos participantes (97%) concordou que o conteúdo foi relevante e que a qualidade e abordagem pedagógica foram adequadas. Na opinião dos participantes, a facilitadora demonstrou alto grau de inovação ao abordar o conteúdo, bem como expertise para facilitar o processo, demonstrando adequadamente a conexão entre a teoria e a prática (97% em todos os aspectos). Por meio de uma atividade lúdica, minha visão sobre futuras ações foi repensada. Me deparei com algo no meu interior que me trouxe questionamento sobre o sistema, o real valor de cada coisa no mundo, os conceitos que nos pré-estabelecem. Inspirar-se, a partir de uma história real, na força da adversidade como caminho para elevar o grau de resiliência. Os participantes apreciaram particularmente o filme e os recursos audio-visuais, avaliando a experiência como excelente. A totalidade dos participantes considerou a qualidade do conteúdo adequada; também concordaram que o conteúdo foi relevante e a abordagem pedagógica adequada (97%). Na opinião dos participantes, a facilitadora demonstrou expertise no conteúdo e abordagem (100%) e na facilitação (97%). Segundo um dos participantes, ela conseguiu trasmitir paz interior e fazer cada um descobrir o melhor que tem dentro de sí. Fantástico! O exercício nos dispertou novos valores, quebrando velhos conceitos. Resiliência e Flexibilidade Sensibilização ao processo de desenvolvimento pessoal focado no auto-conhecimento e compreensão sobre a importância em adquirir as competências resiliência e flexibilidade como bases estruturais para a capacidade de adaptação a mudanças, busca do crescimento pessoal e agregação de novos valores para enfrentar situações adversas. Especificamente buscou-se proporcionar aos participantes oportunidades para: Identificar emoções e sentimentos que comprometem o desempenho; Identificar o poder das adversidades para elevar o grau de resiliência; Aumentar o auto-conhecimento, identificando novos potenciais a serem explorados; Conteúdo Didático e Abordagem Pedagógica

19 Organização e Gerenciamento Informações sobre o Programa Os participantes consideraram que as informações prévias recebidas sobre o programa foram úteis (88%) e concordaram (55%) que foram precisas. Participantes comentaram sobre a necessidade de aumentar a clareza das informações, especificamente em relação a: Atividades a serem realizadas; Áreas de conhecimento a serem desenvolvidas; Temáticas a serem abordadas; Maior clareza e definição sobre os objetivos fundamentais do programa. Apesar de terem considerado as informações vagas até certo ponto, os participantes afirmaram que acabaram sendo cativados pela curiosidade sobre o programa, que acabou revelando-se uma grande surpresa, tendo correspondido às suas expectativas. Recomendações dos participantes Divulgar maiores informações sobre as palestras, seu conteúdo e objetivos; Distribuir o cronograma do programa com antecedência para ciência dos participantes. Inscrição e Processo Seletivo Os participantes avaliaram que os procedimentos associados à inscrição foram simples (94%), a comunicação com o OpenLab eficiente (84%) e o processo seletivo claro (64%). Os participantes apreciaram a prestatividade e comunicação do pessoal e a sua atenção em esclarecer dúvidas e auxiliar em todo o processo de inscrição. O pessoal de apoio foi descrito como solícito, atencioso e gentil. Recomendações dos participantes Maior transparência no sistema das bolsas do Fundo Social, com divulgação de critérios aplicados ao processo de seleção, quantidade de bolsas oferecidas, patrocinadores, etc. Período e Carga Horária Os participantes concordaram sobre a adequação do período (Fevereiro) no qual o programa foi realizado (91%), pois coincidiu com as férias das universidades. Também ficaram satisfeitos com a duração do programa (82%). Recomendações dos participantes Revisão da organização, para melhor acomodar a carga horária. Foi sugerido por alguns participantes que o programa fosse extendido, por exemplo, para 10 dias, a fim de reduzir a carga horária diária, considerada muito intensa; Rever a organização de algumas atividades, de modo que possam ser realizadas ao ar livre; Gerenciar adequadamente o tempo atribuído às sessões, de modo que não se prolonguem além do horário pré-estabelecido. Espaço e Infraestrutura A totalidade dos participantes concordou que o local onde o Programa Open Dojô foi realizado é de fácil acesso. Em termos de infraestrutura, 88% concordaram que o espaço foi adequado e 85% Organização e Gerenciamento

20 Organização e Gerenciamento consideraram adequada a infraestrutura física das instalações. Recomendações dos participantes Considerar outras opções de espaço, pois as colunas na sala de aula atrapalhavam a visão e a falta de ar-condicionado, devido ao forte calor, comprometeu o estado de atenção dos participantes; Realizar atividades ao ar livre. Almoço e Coffee Break Os participantes gostaram sobretudo da oferta de alimentos saudáveis, apesar de terem indicado que gostariam de de ter sido informados sobre a sua origem. O cardápio do coffee-break foi considerado adequado (91%); a variedade de opções e o tempo disponível para coffee-breaks e almoços foram considerados adequados (88%). Recomendações dos participantes Ter outras alternativas para o almoço, com custo menor. Organização e Gerenciamento

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Presença nacional, reconhecimento mundial. Conheça a Fundação Dom Cabral Uma das melhores escolas de negócios do mundo, pelo ranking de educação executiva

Leia mais

NOSSO OLHAR QUEM SOMOS NOSSA ATUAÇÃO RESULTADOS OBTIDOS NOSSA ABORDAGEM APRESENTAÇÃO CLIENTES E PARCEIROS

NOSSO OLHAR QUEM SOMOS NOSSA ATUAÇÃO RESULTADOS OBTIDOS NOSSA ABORDAGEM APRESENTAÇÃO CLIENTES E PARCEIROS QUEM SOMOS NOSSO OLHAR NOSSA ATUAÇÃO NOSSA ABORDAGEM RESULTADOS OBTIDOS CLIENTES E PARCEIROS APRESENTAÇÃO QUEM SOMOS O trabalho daassssssso consiste em atuar no desenvolvimento de grupos e indivíduos,

Leia mais

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL

CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL CONSULTORIA DE DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL Somos especializados na identificação e facilitação de soluções na medida em que você e sua empresa necessitam para o desenvolvimento pessoal, profissional,

Leia mais

O COACHING É UM PROCESSO ESTIMULANTE E CRIATIVO entre coach e cliente que inspira

O COACHING É UM PROCESSO ESTIMULANTE E CRIATIVO entre coach e cliente que inspira O COACHING É UM PROCESSO ESTIMULANTE E CRIATIVO entre coach e cliente que inspira a elevação do potencial pessoal e profissional para superar desafios e atingir resultados. E a dedicação exclusiva da Korkes

Leia mais

METODOLOGIA HSM Centrada nos participantes com professores com experiência executiva, materiais especialmente desenvolvidos e infraestrutura tecnológica privilegiada. O conteúdo exclusivo dos especialistas

Leia mais

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014

Fulano de Tal. Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 FINXS 09.12.2014 Relatório Combinado Extended DISC : Análise Comportamental x Feedback 360 Este relatório baseia-se nas respostas apresentadas no Inventário de Análise Pessoal comportamentos observados através questionário

Leia mais

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES Desde 1999 NOSSA MISSÃO AÇÕES DE TREINAMENTO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES MISSÃO Inspirar nossos clientes para a expansão de ideias e formação de relacionamentos saudáveis e duradouros no ambiente

Leia mais

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP Fatores e Indicadores de Desempenho ADP RESPONSABILIDADE / COMPROMETIMENTO COM A INSTITUIÇÃO - Assumir o compromisso na realização das atribuições - Atuar com disposição para mudanças - Buscar qualidade

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

Competências avaliadas pela ICF

Competências avaliadas pela ICF Competências avaliadas pela ICF ð Estabelecendo a Base: 1. Atendendo as Orientações Éticas e aos Padrões Profissionais Compreensão da ética e dos padrões do Coaching e capacidade de aplicá- los adequadamente

Leia mais

Workshop Train the 3ºTrainer

Workshop Train the 3ºTrainer Workshop Train the 3ºTrainer Formação de Treinadores TREINAMENTOS INOVADORES 23 e 24 de abril de 2013 JOGOS E ATIVIDADES 25 de abril de 2013 Transforme os seus treinamentos em momentos inesquecíveis! Treinamento

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Desenvolvimento Humano

Desenvolvimento Humano ASSESSORIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Desenvolvimento Humano ADVISORY Os desafios transformam-se em fatores motivacionais quando os profissionais se sentem bem preparados para enfrentá-los. E uma equipe

Leia mais

MBA Gestão de Mercados ementas 2015/2

MBA Gestão de Mercados ementas 2015/2 MBA Gestão de Mercados ementas 2015/2 Análise de Tendências e Inovação Estratégica Levar o aluno a compreender os conceitos e as ferramentas de inteligência preditiva e inovação estratégica. Analisar dentro

Leia mais

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes

Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes Nosso negócio é a melhoria da Capacidade Competitiva de nossos Clientes 1 SÉRIE DESENVOLVIMENTO HUMANO FORMAÇÃO DE LÍDER EMPREENDEDOR Propiciar aos participantes condições de vivenciarem um encontro com

Leia mais

Competências Essenciais de Coaching. Nick Cheong 张 炳 栋 Sócio - Diretor Berners Coaching 2010 BERNERSCONSULTING

Competências Essenciais de Coaching. Nick Cheong 张 炳 栋 Sócio - Diretor Berners Coaching 2010 BERNERSCONSULTING Competências Essenciais de Coaching Nick Cheong 张 炳 栋 Sócio - Diretor Berners Coaching 2010 BERNERSCONSULTING Por que estamos aqui? Estamos aqui para: Conhecer quais são as competências essências do um

Leia mais

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br

TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Cursos para Melhoria do desempenho & Gestão de RH TEOREMA CONSULTORIA Rua Roma, 620 Sala 81-B,Lapa Capital- SP CEP: 05050-090 www.teoremaconsult.com.br Administração do Tempo Ampliar a compreensão da importância

Leia mais

MBA Executivo em Gestão de Pessoas

MBA Executivo em Gestão de Pessoas ISCTE BUSINESS SCHOOL INDEG_GRADUATE CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO MBA Executivo em Gestão de Pessoas www.strong.com.br/alphaville - www.strong.com.br/osasco - PABX: (11) 3711-1000 MBA

Leia mais

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes

www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes www.marcelodeelias.com.br Palestras Inteligentes Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. Outra característica marcante: Cada palestra é um projeto

Leia mais

Perfil e Competências do Coach

Perfil e Competências do Coach Perfil e Competências do Coach CÉLULA DE TRABALHO Adriana Levy Isabel Cristina de Aquino Folli José Pascoal Muniz - Líder da Célula Marcia Madureira Ricardino Wilson Gonzales Gambirazi 1. Formação Acadêmica

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe

Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe Desenvolvimento de Liderança Motivação e Trabalho em Equipe Eduardo Rocha Diretor da DSG Consultoria Capacitar seus colaboradores, do gerente aos coordenadores é o melhor caminho para melhorar a eficácia

Leia mais

METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS

METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS METODOLOGIA PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS DE CASOS 1 O Método do Caso e o Ensino em Administração O uso do Método do Caso nas escolas de administração no Brasil é relativamente recente, embora não haja

Leia mais

Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas

Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas Consultoria em Treinamento & Desenvolvimento de Pessoas Evolução PMC têm atuação diferenciada na gestão de pessoas e clima organizacional, gerando na equipe mais agilidade para a mudança e maior capacidade

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

Porque Educação Executiva Insper

Porque Educação Executiva Insper 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

O Coaching pode ajudar uma pessoa a:

O Coaching pode ajudar uma pessoa a: O que é o Coaching O que é o Coaching É um processo compartilhado de desenvolvimento pessoal e profissional focado em ações no presente, para tornar real suas intenções de atingir objetivos e alcançar

Leia mais

FATORES PARA A INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO: EDUCAÇÃO, CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES PESSOAIS

FATORES PARA A INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO: EDUCAÇÃO, CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES PESSOAIS 1 FATORES PARA A INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO: EDUCAÇÃO, CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES PESSOAIS MAURICIO SEBASTIÃO DE BARROS 1 RESUMO Este artigo tem como objetivo apresentar as atuais

Leia mais

Catálogo de treinamentos

Catálogo de treinamentos Catálogo de treinamentos 11 3892-9572 www.institutonobile.com.br Desenvolvendo seus Talentos O Instituto Nobile desenvolve as mais modernas soluções em treinamento e desenvolvimento. Oferecemos programas

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas

MBA em Gestão de Pessoas REFERÊNCIA EM EDUCAÇÃO EXECUTIVA MBA em Gestão de Pessoas Coordenação Acadêmica: Profª. Dra. Ana Ligia Nunes Finamor A Escola de Negócios de Alagoas. A FAN Faculdade de Administração e Negócios foi fundada

Leia mais

P R O P O S TA C O M E R C I A L

P R O P O S TA C O M E R C I A L P R O P O S TA C O M E R C I A L Joinville, 03 de setembro de 2014. Proposta para: treinamento líder coach Prezado, Temos o prazer de enviar a proposta do Treinamento Líder Coach, para sua análise e apreciação.

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT Proposta do CDG-SUS Desenvolver pessoas e suas práticas de gestão e do cuidado em saúde. Perspectiva da ética e da integralidade

Leia mais

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4

Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Guia do Educador CARO EDUCADOR ORIENTADOR Sumário 1. CARO EDUCADOR ORIENTADOR 3 2. PARCEIROS VOLUNTÁRIOS 3 3. TRIBOS NAS TRILHAS DA CIDADANIA 4 Objetivo GERAL 5 METODOLOGIA 5 A QUEM SE DESTINA? 6 O QUE

Leia mais

Como combinado segue proposta para o coaching executivo com foco na preparação e caminhos para o seu crescimento e desenvolvimento profissional.

Como combinado segue proposta para o coaching executivo com foco na preparação e caminhos para o seu crescimento e desenvolvimento profissional. Belo Horizonte, 28 de março de 2013. Cara Grayce, Como combinado segue proposta para o coaching executivo com foco na preparação e caminhos para o seu crescimento e desenvolvimento profissional. Estamos

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais

Ano: 2012 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS. Realiza Consultoria Empresarial Ltda. www.consultoriarealiza.com.br www.flaviopimentel.com.

Ano: 2012 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS. Realiza Consultoria Empresarial Ltda. www.consultoriarealiza.com.br www.flaviopimentel.com. Ano: 2012 MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS Realiza Consultoria Empresarial Ltda. www.consultoriarealiza.com.br www.flaviopimentel.com.br MATRIZ DE COMPETÊNCIAS COMPORTAMENTAIS Alinhadas às Diretrizes

Leia mais

09/10/2013. Ser Humano. Transformação Pessoal. Sonhos. A Jornada é mais importante que o Destino. Decisão. Onde Vamos Viver?

09/10/2013. Ser Humano. Transformação Pessoal. Sonhos. A Jornada é mais importante que o Destino. Decisão. Onde Vamos Viver? Ser Humano Transformação Pessoal Sonhos A Jornada é mais importante que o Destino Decisão Onde Vamos Viver? 1 PAPO DE Superação Para escalar rumo a alta performance é necessário rever a bagagem: equipamentos,

Leia mais

Capacitação e Desenvolvimento de Pessoas FGV

Capacitação e Desenvolvimento de Pessoas FGV Capacitação e Desenvolvimento de Pessoas FGV Apresentação Novos desafios para empresas Planejar Competências a desenvolver Desenvolver Competências Coletivamente Desenvolver Competências Individualmente

Leia mais

Business & Executive Coaching - BEC

Business & Executive Coaching - BEC IAC International Association of Coaching Empresas são Resultados de Pessoas José Roberto Marques - JRM O Atual Cenário no Mundo dos Negócios O mundo dos negócios está cada vez mais competitivo, nesse

Leia mais

Resenha. Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.)

Resenha. Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.) Resenha Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.) Patrícia Morais da Silva 1 Superar as expectativas do mercado atendendo de forma satisfatória as demandas dos clientes

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

AVALIAÇÃO E EDUCAÇÃO PERMANENTE DE SAÚDE

AVALIAÇÃO E EDUCAÇÃO PERMANENTE DE SAÚDE MOVE 2015 AVALIAÇÃO E EDUCAÇÃO PERMANENTE DE SAÚDE II CONGRESSO TODOS JUNTOS CONTRA O CANCER MOVE 2015 PRINCIPAIS MENSAGENS 01 AVALIAÇÃO É FUNDAMENTAL PARA GARANTIR A QUALIFICAÇÃO DOS PROCESSOS DE EDUCAÇÃO

Leia mais

COUTO COACHING. Liberando potencial, maximizando resultados.

COUTO COACHING. Liberando potencial, maximizando resultados. COUTO COACHING Liberando potencial, maximizando resultados. O que é Coaching? Coaching é uma poderosa ferramenta de desenvolvimento e gerenciamento do comportamento humano e tem como objetivo levar o indivíduo

Leia mais

Permita-se ir além e descubra uma nova possibilidade, um conjunto de ideias e inovação, construído por você.

Permita-se ir além e descubra uma nova possibilidade, um conjunto de ideias e inovação, construído por você. Somos uma empresa inovadora, que através de uma metodologia vencedora proporciona a nossos clientes um ambiente favorável ao desenvolvimento de capacidades, para que seus profissionais alcancem o melhor

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo

ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE NEGÓCIOS São Paulo Av. Princesa Diana, 760 34000-000 Nova Lima MG Campus Aloysio Faria Av. Princesa Diana, 760 Alphaville Lagoa dos Ingleses 34000-000 Nova Lima MG Brasil Campus BH Rua Bernardo Guimarães, 3.071 Santo Agostinho

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report Avaliação de: Sr. Mario Exemplo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Liderança The Inner Leader Report

Leia mais

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças

Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Equipe com mais de 17 anos de experiência em Avaliação de Executivos, Coaching e Desenvolvimento de Lideranças Responsável pela elaboração e realização de projetos em empresas de porte que foram reconhecidos

Leia mais

LIDERANÇA INTEGRAL CONTEÚDO

LIDERANÇA INTEGRAL CONTEÚDO TREINAMENTO Levando em consideração que as empresas e pessoas têm necessidades diferentes, os programas de treinamento são personalizados para atender a demandas específicas. Os treinamentos são focados

Leia mais

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos.

Organização da Aula. Gestão de Recursos Humanos. Aula 2. Liderança X Gerenciamento. Contextualização. Empreendedor Conflitos. Gestão de Recursos Humanos Aula 2 Profa. Me. Ana Carolina Bustamante Organização da Aula Liderança Competências gerenciais Formação de equipes Empreendedor Liderança X Gerenciamento Conceito e estilos

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

AÇÕES EFETIVAS DE GERENCIAMENTO DO STRESS OCUPACIONAL: Desafio de Conciliar Embasamento Científico e Planejamento Estratégico

AÇÕES EFETIVAS DE GERENCIAMENTO DO STRESS OCUPACIONAL: Desafio de Conciliar Embasamento Científico e Planejamento Estratégico AÇÕES EFETIVAS DE GERENCIAMENTO DO STRESS OCUPACIONAL: Desafio de Conciliar Embasamento Científico e Planejamento Estratégico Sâmia Simurro Novembro/2011 FATOS SOBRE O STRESS Inevitável Nível positivo?

Leia mais

Como motivar e liderar uma equipe de alta performance no agronegócio?

Como motivar e liderar uma equipe de alta performance no agronegócio? Como motivar e liderar uma equipe de alta performance no agronegócio? Matheus Kfouri Marino Camila Dias de Sá* A competitividade do agronegócio brasileiro é incontestável e resulta em taxas expressivas

Leia mais

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor

Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Conteúdo de qualidade com leveza e bom humor Sólidos conteúdos com alegria - essas são algumas características das palestras de Marcelo de Elias. A maioria absoluta das avaliações obtêm excelentes resultados,

Leia mais

LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO

LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO LIDERANÇA & GESTÃO DE PESSOAS 12 DESAFIOS, 3 FERRAMENTAS E UMA DECISÃO INTRODUÇÃO O setor de RH deve ser extinto. Ram Charan em artigo na Harvard Business Review Você concorda? OBJETIVOS DESTE WORKSHOP

Leia mais

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores!

Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Empreendedores Apostamos em quem acredita, confiamos em quem arrisca, e somos muito apaixonados por quem empreende. Por isso, criamos o B.I. Empreendedores! Por meio de um método de aprendizagem único,

Leia mais

RELATÓRIOS DAS OFICINAS: CUIDANDO DO CUIDADOR: CPPT CUNIÃ. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIOS DAS OFICINAS: CUIDANDO DO CUIDADOR: CPPT CUNIÃ. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIOS DAS OFICINAS: CUIDANDO DO CUIDADOR: CPPT CUNIÃ Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO E REPRESENTAÇÕES LTDA 4ª Oficina Data: 31/07/2012

Leia mais

Neurotreinamentos Coaching Executivo, Pessoal e Equipes Consultoria Organizacional,

Neurotreinamentos Coaching Executivo, Pessoal e Equipes Consultoria Organizacional, Neurotreinamentos Coaching Executivo, Pessoal e Equipes Consultoria Organizacional, Planejamento Estratégico e Governança Corporativa Palestras Temáticas e Motivacionais v.03/15 Neurotreinamentos Neurobusiness

Leia mais

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar 1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar Prof. Dr. Stavros Panagiotis Xanthopoylos stavros@fgv.br Brasília, 27 de novembro de 2009

Leia mais

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS www.empreende.com.br emp@empreende.com.br FAZENDO ACONTECER Programa de ensino de empreendedorismo inovador em nível mundial, desenvolvido

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Pessoas tem por objetivo o fornecimento de instrumental que possibilite

Leia mais

O que é Coaching? É um processo que visa aumentar o

O que é Coaching? É um processo que visa aumentar o O que é Coaching? É um processo que visa aumentar o desempenho de um indivíduo, grupo ou empresa, possibilitando o alcance de resultados planejados, através de metodologias, ferramentas e técnicas, conduzidas

Leia mais

Quem Contratar como Coach?

Quem Contratar como Coach? Quem Contratar como Coach? por Rodrigo Aranha, PCC & CMC Por diversas razões, você tomou a decisão de buscar auxílio, através de um Coach profissional, para tratar uma ou mais questões, sejam elas de caráter

Leia mais

ACTION LEARNING. O que é Action Learning? FUN D A MEN T OS D O

ACTION LEARNING. O que é Action Learning? FUN D A MEN T OS D O C L E O W O L F F O que é Action Learning? Um processo que envolve um pequeno grupo/equipe refletindo e trabalhando em problemas reais, agindo e aprendendo enquanto atuam. FUN D A MEN T OS D O ACTION LEARNING

Leia mais

Liderança Estratégica

Liderança Estratégica Liderança Estratégica A título de preparação individual e antecipada para a palestra sobre o tema de Liderança Estratégica, sugere-se a leitura dos textos indicados a seguir. O PAPEL DE COACHING NA AUTO-RENOVAÇÃO

Leia mais

AGENDA 21 escolar. Pensar Global, agir Local. Centro de Educação Ambiental. Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89" N 9º15'50.

AGENDA 21 escolar. Pensar Global, agir Local. Centro de Educação Ambiental. Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89 N 9º15'50. AGENDA 21 escolar Pensar Global, agir Local Centro de Educação Ambiental Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89" N 9º15'50.84" O 918 773 342 cea@cm-tvedras.pt Enquadramento A Agenda

Leia mais

A comunicação eficaz é tão estimulante como um café preto e tão difícil quanto dormir depois...

A comunicação eficaz é tão estimulante como um café preto e tão difícil quanto dormir depois... A comunicação eficaz é tão estimulante como um café preto e tão difícil quanto dormir depois... livro Comunicação Interpessoal Empresas investem cada vez mais no desenvolvimento de pessoas e processos

Leia mais

FACULDADE REDENTOR ITAPERUNA RJ

FACULDADE REDENTOR ITAPERUNA RJ RESULTADOS DA PESQUISA DE PERCEPÇÃO E SATISFAÇÃO DOS CURSOS DE: MBA - GESTÃO ESTRATÉGICA DOS NEGÓCIOS MBA - GESTÃO ESTRATÉGICA COM PESSOAS FACULDADE REDENTOR 2012 ITAPERUNA RJ MODELO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO

Leia mais

COACHING FINANCEIRO PESSOAL COMO LIDAR COM O DINHEIRO, PLANEJAR E ORGANIZAR AS FINANÇAS

COACHING FINANCEIRO PESSOAL COMO LIDAR COM O DINHEIRO, PLANEJAR E ORGANIZAR AS FINANÇAS COACHING FINANCEIRO PESSOAL COMO LIDAR COM O DINHEIRO, PLANEJAR E ORGANIZAR AS FINANÇAS Belo Horizonte, 05 de novembro de 2012. À FUNDAÇÃO DOM CABRAL ÁREA DE QUALIDADE DE VIDA E BENEFÍCIOS Cara Ana Luiza,

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD 1. O que é EAD? EAD é a sigla para Ensino a Distância, ou Educação a Distância, uma modalidade de ensino que acontece a partir da união

Leia mais

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report

Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Perfil Caliper SUPER de Vendas The Inner Seller Report Avaliação de: Sr. João Vendedor Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Copyright 2012 Caliper & Tekoare. Todos os direitos

Leia mais

Diferenças entre Coaching, Mentoring e Counseling: Desmistificando o Coaching

Diferenças entre Coaching, Mentoring e Counseling: Desmistificando o Coaching Diferenças entre Coaching, Mentoring e Counseling: Desmistificando o Coaching Diferenças entre Coaching, Mentoring e Counsuling: Desmistificando o Coaching Inquietações... O que é? Para que serve? Quem

Leia mais

Executive MBA. em Liderança e Gestão de RH

Executive MBA. em Liderança e Gestão de RH Executive MBA em Liderança e Gestão de RH B.I. INTERNATIONAL O B.I. International é uma escola de educação executiva que propõe um Modelo Único de Educação. Nossa premissa é desenvolver em cada aluno,

Leia mais

Resumo Aula-tema 08: Ideário ético. Desafios, questionamentos e propostas.

Resumo Aula-tema 08: Ideário ético. Desafios, questionamentos e propostas. Resumo Aula-tema 08: Ideário ético. Desafios, questionamentos e propostas. O ideário ético é um conjunto essencial de valores que deve ser conscientizado por todos na Organização para que se consiga implantar

Leia mais

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços

Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Curso ISO 9001:2008 Qualidade em Serviços Guia Fundamental para Gestão de Qualidade em Serviços Objetivo Capacitar os participantes a interpretarem os requisitos da Norma ISO 9001:2008, relacionados aos

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

Um dos melhores Programas de Capacitação de Líderes do Mundo

Um dos melhores Programas de Capacitação de Líderes do Mundo Um dos melhores Programas de Capacitação de Líderes do Mundo O Leader Coaching Traning é um programa de treinamento em Coaching para Líderes, licenciado pela World Federation of Coaching (WFC), entidade

Leia mais

ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL

ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL ESTATUTO DAS COMUNIDADES DE PRÁTICA - COPs NO PODER EXECUTIVO ESTADUAL RESOLUÇÃO SEPLAG no. xx/xxxx Disciplina o funcionamento das Comunidades de Prática CoPs no âmbito do Poder Executivo Estadual, vinculadas

Leia mais

44% 56% 67.896 respostas no Brasil. 111.432 respostas na América Latina. 0,5% Margem de erro. Metodologia e Perfil. homens.

44% 56% 67.896 respostas no Brasil. 111.432 respostas na América Latina. 0,5% Margem de erro. Metodologia e Perfil. homens. Brasil A pesquisa em 2015 Metodologia e Perfil 111.432 respostas na América Latina 44% homens 67.896 respostas no Brasil 0,5% Margem de erro 56% mulheres * A pesquisa no Uruguai ainda está em fase de coleta

Leia mais

Train The Trainer. Formação de Treinadores. T.T.T. - Treinamentos Inovadores. T.T.T. - Jogos e Atividades. 21 e 22 de março de 2012

Train The Trainer. Formação de Treinadores. T.T.T. - Treinamentos Inovadores. T.T.T. - Jogos e Atividades. 21 e 22 de março de 2012 º 2Workshop Train The Trainer Formação de Treinadores Diminua custos com treinamentos. Forme uma equipe de treinadores internos! T.T.T. - Treinamentos Inovadores 21 e 22 de março de 2012 T.T.T. - Jogos

Leia mais

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE

RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE RECONHECIDO INTERNACIONALMENTE COACHING EDUCATION By José Roberto Marques Diretor Presidente - Instituto Brasileiro de Coaching Denominamos de Coaching Education a explicação, orientação e aproximação

Leia mais

Como ter sucesso na educação a distância

Como ter sucesso na educação a distância Metodologia Diferenciada Ambiente de Aprendizagem Moderno Inovação Continuada e Empreendedorismo Como ter sucesso na educação a distância 1 Regulamento 2 1 Como ter sucesso na educação a distância Para

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

WORLDSKILLS... PROMOVENDO A EXCELÊNCIA ENTRE AS OCUPAÇÕES. v1 2

WORLDSKILLS... PROMOVENDO A EXCELÊNCIA ENTRE AS OCUPAÇÕES. v1 2 WORLDSKILLS... PROMOVENDO A EXCELÊNCIA ENTRE AS OCUPAÇÕES v1 2 3 v2 CONTEÚDO MoVE international 3 Aprendizagem para a Vida 4 5 O Caminho para a identidade profissional 6 7 Líderes na preparação 8 9 Fortalecendo

Leia mais

USO DE DINÂMICAS DE GRUPOS COMO FERRAMENTA FACILITADORA DE APRENDIZAGEM DURANTE A OFICINA MULTIDISCIPLINAR EM ENGENHARIA

USO DE DINÂMICAS DE GRUPOS COMO FERRAMENTA FACILITADORA DE APRENDIZAGEM DURANTE A OFICINA MULTIDISCIPLINAR EM ENGENHARIA 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( x ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA USO DE DINÂMICAS

Leia mais

ECONOMIA SOCIAL PORTUGUESA: PAPEL NO PÓS-TROIKA GERIR UMA FUNDAÇÃO É UM COMPROMISSO PARA O FUTURO

ECONOMIA SOCIAL PORTUGUESA: PAPEL NO PÓS-TROIKA GERIR UMA FUNDAÇÃO É UM COMPROMISSO PARA O FUTURO GERIR UMA FUNDAÇÃO É UM COMPROMISSO PARA O FUTURO Citação de Dr. Emílio Rui Vilar 2 Tempo de mudanças sociais Estamos no início de um século que se adivinha difícil e instável nos seus Problemas Globais

Leia mais

MADRINA-Desenvolvimento Infantil e Parental 1

MADRINA-Desenvolvimento Infantil e Parental 1 MADRINA-Desenvolvimento Infantil e Parental 1 PROJETO MEU TEMPO DE CRIANÇA Missão Visão Valores Colaborar com a importante tarefa de educar as crianças, nesse momento único de suas jovens vidas, onde os

Leia mais

SEJAM BEM-VINDOS! GESTÃO DE MUDANÇAS EM 3 ESTRATÉGIAS DE COACHING

SEJAM BEM-VINDOS! GESTÃO DE MUDANÇAS EM 3 ESTRATÉGIAS DE COACHING SEJAM BEM-VINDOS! GESTÃO DE MUDANÇAS EM 3 ESTRATÉGIAS DE COACHING OBJETIVOS DESTE WORKSHOP Experimentar o processo de coaching e aplicar as técnicas em seu cotidiano. ASSUNTOS 1. Por que é difícil mudar?

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando a Declaração de Escopo Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Desenvolvendo o Plano de Gerenciamento do Projeto. Coletando Requisitos. Declarando

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Contrato: AS.DS.PV.024/2010 Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO

Leia mais

I Simpósio COACHING - Arte e Ciência CRASP

I Simpósio COACHING - Arte e Ciência CRASP I Simpósio COACHING - Arte e Ciência CRASP COACHING EMPRESARIAL: A IMPORTÂNCIA DO COACHING COMO SUPORTE ÀS EMPRESAS ROSA R. KRAUSZ CONTRIBUIÇÃO DAS PMEs NO BRASIL (IBGE-2010) 20% do PIB brasileiro (R$

Leia mais

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa

Pedagogia. Objetivos deste tema. 3 Sub-temas compõem a aula. Tecnologias da informação e mídias digitais na educação. Prof. Marcos Munhoz da Costa Pedagogia Prof. Marcos Munhoz da Costa Tecnologias da informação e mídias digitais na educação Objetivos deste tema Refletir sobre as mudanças de experiências do corpo com o advento das novas tecnologias;

Leia mais