3. Prova Objetiva. A duração da prova é de 3 horas. A saída do candidato da sala será permitida após transcorrida

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3. Prova Objetiva. A duração da prova é de 3 horas. A saída do candidato da sala será permitida após transcorrida"

Transcrição

1 Concurso Público 3. Prova Objetiva Encanador SAAE Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste caderno. Leia cuidadosamente as questões e escolha a resposta que você considera correta. Responda a todas as questões. Marque, na folha intermediária de respostas, localizada no verso desta página, a letra correspondente à alternativa que você escolheu. Transcreva para a folha de respostas, com caneta de tinta azul ou preta, todas as respostas anotadas na folha intermediária de respostas. A duração da prova é de 3 horas. A saída do candidato da sala será permitida após transcorrida a metade do tempo de duração da prova. Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e este caderno, podendo destacar esta capa para futura conferência com o gabarito a ser divulgado. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões manhã

2 Folha Intermediária de Respostas QUESTÃO 01 RESPOSTA QUESTÃO 26 RESPOSTA PMSO1001/03-Encanador-SAAE-manhã 2

3 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto para responder às questões de números 01 a 09. Solteiro, 38 anos, bom emprego, Jorge não podia, contudo, considerar-se bem sucedido com as mulheres, talvez por causa da timidez. O certo é que sair de casa para frequentar os lugares habituais não lhe proporcionava resultados entusiasmantes. Tinha um ou outro caso, mas nada de paixão arrebatadora. Assim, chegou à conclusão de que as mulheres não se interessavam por ele. Qual o motivo? Não conseguia encontrar uma resposta satisfatória até que alguns amigos tiveram uma iniciativa: a de visitar um vizinho, velho conhecido. Foi com eles, e lá, sentado numa escada de granito, num desconfortável degrau verde-mar, ouviu, pela televisão, a notícia sobre uma pesquisa americana que chegava a uma conclusão surpreendente: as mulheres estavam mais interessadas em homens comprometidos. Ora, ele sempre pensara o contrário. Tanto que, logo no primeiro encontro, declarava-se desimpedido. Imaginava que isso servisse como atrativo, mas estava equivocado. De modo que tratou de mudar de estratégia. E, para isso, bolou uma esposa imaginária, da qual passava a falar tão logo marcava encontro com uma nova mulher. Júlia Maria, dizia, essa mítica esposa, era uma mulher de 32 anos, linda, inteligente, a companheira ideal. Isso, afirmava ele, se fosse companheira. Não o era. Pessoa egoísta, não dava bola para o marido. Ele só não se divorciava porque a mãe pedira-lhe que não o fizesse. E assim, dizia, ia levando sua penosa existência, buscando outras mulheres que pudessem amenizar a sua desgraça. Essa história que contava fazia enorme sucesso e mudou sua vida. Agora, frequentemente, choviam mulheres. E foi aí que assumiu um compromisso consigo mesmo: o de não se apaixonar por nenhuma delas. Entretanto, ocorreu um inesperado encontro. Era uma mulher que ele encontrou por acaso, quando chegou de carro a um bar. Olharam-se, uma imediata afinidade surgiu entre eles, começaram a conversar. Ficou, então, imobilizado de tamanha surpresa. Primeiro, porque sentia-se irremediavelmente apaixonado. Depois, porque a moça chamava-se Júlia, tinha 32 anos, era linda, inteligente e, pior que tudo, considerava-se uma companheira ideal. 01. De acordo com o texto, Jorge (Moacyr Scliar. Folha de S.Paulo, Adaptado) (A) tinha a certeza de que sua timidez causava o seu insucesso com mulheres. (B) tinha reais problemas com a falta de atenção de Júlia Maria para com ele. (C) não despertava o interesse de mulheres, por namorar Júlia Maria. (D) não conseguiu levar avante o compromisso que havia assumido consigo mesmo. (E) ficou sabendo, por ouvir de um vizinho, do interesse das mulheres por homens comprometidos. 02. A frase... estava equivocado... (2.º parágrafo) refere-se ao equívoco de Jorge em pensar que (A) sua esposa o amava. (B) as mulheres gostavam de homens sem compromisso com outra mulher. (C) sua mãe não queria o seu divórcio. (D) mulheres mais novas do que ele não lhe interessavam. (E) logo iria realizar o seu sonho de casamento. 03. Leia as afirmações: I. Após passar a prometer casamento, Jorge conseguiu se relacionar bem com inúmeras mulheres. II. Ao mencionar Júlia Maria, Jorge mentia para as mulheres. III. A vida de Jorge era realmente surpreendida por seguidas desgraças. De acordo com o texto, está correto apenas o que se afirma em (A) I. (B) II. (C) III. (D) I e II. (E) II e III. 04. Em O certo é que ao frequentar lugares habituais... a palavra destacada significa (A) incomuns. (B) descontraídos. (C) costumeiros. (D) de trabalho. (E) desconhecidos. 05. Assinale a alternativa que apresenta expressão empregada em sentido figurado. (A) Era uma mulher que ele encontrou por acaso... (B) Não conseguia encontrar uma resposta satisfatória... (C) Ora, ele sempre pensava o contrário. (D) Agora, frequentemente, choviam mulheres. (E)... não podia, contudo, considerar-se bem sucedido. 06. O antônimo da palavra destacada no trecho... mulheres que talvez pudessem amenizar a sua desgraça. é (A) suavizar. (B) disfarçar. (C) agravar. (D) explicar. (E) difundir. 3 PMSO1001/03-Encanador-SAAE-manhã

4 07. Em... ele encontrou por acaso... passando a expressão em destaque para o plural, com o verbo no tempo futuro, obtém-se: (A) encontraram. (B) encontram. (C) encontravam. (D) encontrarão. (E) encontrassem. Nas questões de números 11 a 13, assinale a alternativa que completa, correta e respectivamente, os espaços das frases dadas 11. Júlia, dois dias, chegou São Paulo. (A) a... a (B) à...a (C) há... a (D) a... à (E) há... à 08. No trecho Imaginava que isso servisse como atrativo, mas estava equivocado. a conjunção destacada pode ser substituída, sem alteração do sentido do texto, por (A) entretanto. (B) pois. (C) porque. (D) por conseguinte. (E) portanto. 12. Se você de noite, ligue antes, pois não iremos mais encontrar com Jorge. (A) vir... se (B) vier... nos (C) vim... se (D) vir... nos (E) vier... se 13. O relatório confiamos foi elaborado por Júlia, que hoje está indisposta e gripada. (A) em que... meio 09. Assinale a alternativa em que a parte destacada do trecho... sentado na escada, num desconfortável degrau verde-mar... está escrita corretamente no plural. (A)... nuns desconfortáveis degraus verde-mar... (B)... nuns desconfortável degrais verdes-mares... (C)... nuns desconfortáves degraus verdes-mares... (D)... nuns desconfortáveis degrais verdes-mar... (E)... nuns desconfortaves degrais verde-mar Assinale a alternativa que apresenta a correta concordância nominal. (A) A fotografia de Jorge foi juntado à carta. (B) Júlia disse muito obrigada ao porteiro. (C) Aquelas blusas amarelas de Júlia estão muito velha. (D) A entrada da filha de Jorge no parque não foi autorizado. (E) Os trabalhos de Júlia foram ruim e cansativos. (B) que... meia (C) de que... meio (D) em que... meia (E) de que... meia 14. Assinale a alternativa em que o acento indicador de crase está empregado corretamente. (A) Disse à ela tudo o que falaram do casal. (B) Jorge pediu à seu chefe um dia de folga. (C) Relatamos o fato à todos os presentes. (D) Após o feriado, voltamos à trabalhar aqui. (E) Espero que obedeçam às normas da empresa. 15. Considerando a concordância das palavras, assinale a alternativa correta. (A) Jorge e Júlia, nas segundas-feiras, trabalhava em sua própria casa. (B) Muitas coisas boa eram feitas para as crianças. (C) Igual a Jorge, existia ali outras pessoas desiludida. (D) Durante o temporal, houve algumas pessoas que fecharam as janelas. (E) Já se alugou as duas casas desocupadas deste quarteirão. PMSO1001/03-Encanador-SAAE-manhã 4

5 16. Observe a figura. MATEMÁTICA 20. Num jogo de basquete, um time fez 84 pontos. Três jogadores pontuaram: Léo fez 6 1 do total dos pontos, Bruno fez 21 7 do total dos pontos e José fez o restante dos pontos. Nesse caso, conclui-se que José fez Quatro retângulos menores formam outro retângulo maior. Os quatro retângulos menores têm as mesmas medidas. Um número que indica a relação entre a área do retângulo escuro e a área total do retângulo maior é: (A) 1,4. (B) 1,3. (C) 0,4. (D) 0,25. (E) 0, Para quitar o valor referente a um imóvel, no total de R$ 50 mil, um pai empresta dinheiro ao filho. Este se compromete a pagar 30% do valor total, no mês seguinte. O restante será pago pelo filho em 20 prestações mensais e iguais, sem juros. O valor de cada prestação será de (A) R$ 1.850,00. (B) R$ 1.750,00. (C) R$ 1.650,00. (D) R$ 1.500,00. (E) R$ 1.300, Para cobrir uma casa, um marceneiro constrói uma armação em madeira, no formato de triângulo retângulo em Y, como mostra a figura a seguir. Nessa figura, a medida de XZ é igual a 2,5 m e ZY mede 2 m; YX mede X (A) 1,0 m. (B) 1,5 m. (C) 2,0 m. (D) 2,5 m. (E) 3,0 m. Y 19. A Prefeitura de uma cidade do interior, por meio de uma Campanha de Reciclagem realizada junto com a de agasalho, conseguiu juntar latinhas de alumínio para trocar por 6 cobertores. Para a Prefeitura conseguir 48 cobertores, mantendo a proporção na troca, ela precisa arrecadar (A) latinhas. (B) latinhas. (C) latinhas. (D) latinhas. (E) latinhas. Z (A) 60 pontos. (B) 48 pontos. (C) 32 pontos. (D) 24 pontos. (E) 16 pontos. 21. Doze trabalhadores constroem uma casa em 20 dias. Quatro trabalhadores, com a mesma capacidade de trabalho e mesmo ritmo, construirão essa mesma casa em (A) 80 dias. (B) 60 dias. (C) 40 dias. (D) 10 dias. (E) 5 dias. 22. Um motoboy é entregador de pizza. Ele recebe como salário uma parte fixa que corresponde a 300 reais, mais 2 reais por entrega. O salário do motoboy no mês passado foi reais. Se considerarmos x como o número de entregas de pizza efetuadas pelo motoboy, podemos afirmar que a equação que melhor representa o salário que ele recebeu no final do mês em relação ao número de entregas foi (A) 2x = (B) 2 000x + 2 = 300. (C) 300x + 2x= (D) 2x x = 300. (E) 300x + 2 = Um atleta percorre 30 quilômetros em 2 horas. Mantendo o mesmo ritmo, ele percorrerá, em 300 minutos, (A) 150 km. (B) 100 km. (C) 75 km. (D) 60 km. (E) 15 km. 5 PMSO1001/03-Encanador-SAAE-manhã

6 24. Uma sala tem formato retangular, medindo 6 metros de comprimento por 7 metros de largura. O pedreiro informou que para revestir a sala é preciso uma quantidade de piso para cobri-la, mais 10% do mesmo piso para recorte. Portanto, para trocar o piso dessa sala, será preciso comprar exatamente (A) 13 metros quadrados. (B) 14,3 metros quadrados. (C) 42 metros quadrados. (D) 46,2 metros quadrados. (E) 48 metros quadrados. 25. A tabela indica o salário e quantidade de funcionários da seção de pessoal de uma prefeitura. Cargo Salário (R$) N.º funcionários Chefe de seção 4 000,00 1 Auxiliar administrativo 1 250,00 4 Ajudante de serviços gerais 600,00 1 Assim, pode-se concluir que a média salarial dos funcionários da seção de pessoal é (A) R$ 2.600,00. (B) R$ 1.800,00. (C) R$ 1.600,00. (D) R$ 975,00. (E) R$ 800, A população de uma pequena cidade do interior de São Paulo variou entre 2007 e 2010, segundo o gráfico População da Cidade 27. Para fazer uma argamassa para revestimento, um pedreiro indicou que, para assentar 9 metros quadrados, seria necessário misturar 1 lata de cimento, 2 latas e meia de cal e 3 latas de areia. Se quiser assentar 36 metros quadrados, utilizando o mesmo tipo de mistura, serão necessárias (A) 4 latas de cimento, 10 latas de cal e 12 latas de areia. (B) 4 latas de cimento, 6 latas e meia de cal e 7 latas de areia. (C) 6 latas de cimento, 10 latas de cal e 7 latas de areia. (D) 6 latas de cimento, 11 latas e meia de cal e 12 latas de areia. (E) 12 latas de cimento, 4 latas e meia de cal e 10 latas de areia. 28. Fernanda, Ana e Mariana são irmãs. Fernanda é mais velha que Ana. Mariana é mais nova do que Ana. Logo, (A) Mariana é mais velha do que Ana. (B) Fernanda é mais nova do que Ana. (C) Ana é mais nova do que Mariana. (D) Ana é mais velha do que Fernanda. (E) Mariana é mais nova do que Fernanda. 29. O extrato bancário de Vicente está manchado, mas se sabe que como ele tem cheque especial, o saldo de sua conta bancária pode ficar devedor em até R$ 500,00. O saldo de Vicente estava no limite de dívida no dia 1.º, por esse motivo, nesse mesmo dia ele fez um depósito de R$ 550,00. Dia Saldo (R$) Depósito (R$) Retirada (R$) ,00 D 550,00 50,00 770,00 50,00 720,00 Assim, mesmo sem saber o que está escrito na mancha do extrato, pode-se dizer que ao final do dia 17 o saldo da conta de Vicente era (A) + R$ 720,00. habitantes (B) + R$ 200,00. (C) + R$ 100,00. (D) R$ 100,00. (E) R$ 720, A população dessa cidade era de habitantes (A) entre 2007 e (B) entre 2008 e (C) entre 2009 e (D) no ano de (E) após Um carro pipa abastece todos os dias um bairro que está sem água, mas há uma perda de água na transferência do carro para a caixa de água. A perda é de, aproximadamente, 3% de água para cada caixa de água de 500 litros de capacidade que ele abastece. Se esse desperdício continuar ocorrendo na mesma proporção, após abastecer 20 caixas de água do mesmo tamanho, terão sido perdidos, aproximadamente, (A) 100 litros de água. (B) 150 litros de água. (C) 250 litros de água. (D) 300 litros de água. (E) 500 litros de água. PMSO1001/03-Encanador-SAAE-manhã 6

7 Conhecimentos Específicos 31. A canalização que recebe efluente diretamente do aparelho sanitário é um ramal de (A) água quente. (B) esgoto. (C) ventilação. (D) água fria. (E) descarga. 32. Tubo operculado é uma peça de (A) operação hidráulica em forma de tubo, provida de abertura com tampa fixa. (B) instalação em forma de caixa arredondada, provida com tampa removível. (C) inspeção em forma de tubo, provida de abertura com tampa removível. (D) inspeção em forma de caixa arredondada, provida com tampa fixa. (E) instalação hidráulica em forma de tubo, provida de abertura sem tampa. 33. Trecho da tubulação do esgoto compreendido entre a última inserção do subcoletor, ramal de esgoto ou ramal de descarga e o coletor público ou sistema particular é: (A) caixa de distribuição. (B) caixa de passagem. (C) câmara vedora. (D) coletor predial. (E) coletor vertical. 34. Sabendo-se que o esgoto primário é aquele que contém líquidos, gases e dejetos, o menor diâmetro utilizado nessas tubulações é de (A) 40 mm. (B) 50 mm. (C) 75 mm. (D) 100 mm. (E) 150 mm. 35. O manancial faz parte do sistema de (A) armazenamento da água. (B) distribuição de água. (C) captação de esgoto. (D) tratamento de esgoto. (E) abastecimento de água. 36. A classe do tubo de cobre para condução de água quente é (A) A. (B) C. (C) E. (D) I. (E) F. 37. A pressão do teste de estanqueidade da tubulação hidráulica deverá ser (A) 1,5 vez a pressão estática de serviço. (B) 2,0 vezes a pressão estática de serviço. (C) 2,5 vezes a pressão estática de serviço. (D) 3,0 vezes a pressão estática de serviço. (E) 1,0 vez a pressão estática de serviço. 38. Através do sistema de equivalências, o dimensionamento da instalação de oito pontos e chuveiros com o diâmetro de 1/2 (meia polegada) cada, o ramal que sairá da caixa de água para abastecê-los simultaneamente deverá ter o diâmetro mínimo de (A) 1/2. (B) 3/4. (C) 1. (D) 1 1/4. (E) 1 1/ Nas instalações prediais de água quente para uso humano, a temperatura máxima da água não deverá ultrapassar (A) 60 C. (B) 65 C. (C) 70 C. (D) 75 C. (E) 80 C. 40. Em instalações de bomba centrifuga de fluxo radial, a água (A) sai da bomba por uma saída junto ao eixo rotor. (B) sai pelas duas cavidades da bomba. (C) entra pelas duas cavidades da bomba. (D) penetra pelo fundo da bomba. (E) penetra na bomba por uma entrada junto ao eixo rotor. 41. As ferramentas mais comumente utilizadas para limpeza de uma boca de lobo são (A) mangueira, pá e carrinho. (B) pá, carrinho e vassoura. (C) mangueira, enxada e carrinho. (D) pá, enxada e chave de ralo. (E) enxada, carrinho e chave de ralo. 7 PMSO1001/03-Encanador-SAAE-manhã

8 42. O registro misturador de água quente deverá ser instalado (A) em qualquer posição. (B) abaixo do registro de água fria. (C) acima do registro de água fria. (D) à direita do operador. (E) à esquerda do operador. 43. Os equipamentos de proteção utilizados no corte em paredes para instalações hidráulicas são (A) sapato de proteção com biqueira de aço, capacete, óculos de proteção e luvas de raspa. (B) capacete, botas de borracha, luvas de raspa e óculos de proteção. (C) sapato de proteção com biqueira de aço, capacete, óculos de proteção e luvas de borracha. (D) botas de borracha, óculos de proteção e luvas de borracha. (E) capacete, óculos de proteção, protetor auricular e luvas de borracha. 44. Quando a pressão ultrapassa o valor máximo recomendado da instalação, utilizamos a válvula (A) impedidora de pressão. (B) redutora de pressão. (C) repetidora de pressão. (D) purgadora. (E) de gaveta. 45. Reservatórios de água construídos em fibra de vidro ou plásticos (PE) devem ser instalados sobre (A) duas vigas paralelas em madeira. (B) qualquer superfície. (C) superfície plana, limpa e isenta de qualquer pedra. (D) três vigas paralelas em concreto. (E) duas vigas em concreto. 48. No processo de soldagem em tubos de cobre, deve-se: (A) limpar a ponta do tubo, a bolsa da conexão e utilizar a solda. (B) utilizar o fluxo de soldagem e a solda. (C) limpar a ponta do tubo, a bolsa da conexão, utilizar o fluxo de soldagem e a solda. (D) limpar a ponta do tubo, a bolsa da conexão, utilizar o fluxo de soldagem. (E) utilizar somente a solda na ponta do tubo e na bolsa da conexão. 49. A declividade mínima na tubulação que sai do vaso sanitário deverá ser de (A) 1,0%. (B) 1,5%. (C) 2,0%. (D) 2,5%. (E) 3,0%. 50. Para sabermos se a torneira de boia do reservatório de água superior está com defeito, visualizaremos a água que sairá (A) pelo tubo extravasor. (B) pelo tubo de distribuição. (C) pela saída de abastecimento. (D) pela ventilação do reservatório. (E) pelo tubo de entrada. 46. A fonte de energia que movimenta a bomba de incêndio pode ser (A) eólica, solar e manual. (B) solar, manual e motor a explosão. (C) elétrica, manual e solar. (D) elétrica, motor a explosão e manual. (E) hidráulica, motor a explosão e manual. 47. Em escavações, utilizamos algumas sinalizações como cones, fitas, cavaletes, que são caracterizadas como (A) EPI s. (B) EPC s. (C) EPS s. (D) EPR s. (E) EPO s. PMSO1001/03-Encanador-SAAE-manhã 8

4. Prova Objetiva. Operador de Máquinas PMS. A duração da prova é de 3 horas. A saída do candidato da sala será permitida após transcorrida

4. Prova Objetiva. Operador de Máquinas PMS. A duração da prova é de 3 horas. A saída do candidato da sala será permitida após transcorrida Concurso Público 4. Prova Objetiva Operador de Máquinas PMS Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste

Leia mais

2. Prova Objetiva. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões.

2. Prova Objetiva. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões. Concurso Público 2. Prova Objetiva Auxiliar de Administração FUNSERV Auxiliar de Administração SAAE Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas. Confira seu nome e

Leia mais

1. Prova Objetiva. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões. A duração da prova é de 3 horas.

1. Prova Objetiva. Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões. A duração da prova é de 3 horas. Concurso Público 1. Prova Objetiva Ajudante de Serviços SAAE Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 50 questões objetivas. Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa

Leia mais

Departamento de Água e Esgoto de Bauru

Departamento de Água e Esgoto de Bauru Língua Portuguesa Leia a tirinha abaixo para responder às questões de 1 a 5: a) O novo papel de parede do quarto da personagem Mônica; b) O antigo papel de parede do quarto da personagem Mônica; c) O novo

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II ESGOTO SANITÁRIO 1 Conjunto de tubulações, conexões e

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB P SUL Ceilândia - DF Novas Instalações Código do Projeto: 3946-11 SIA Sul Quadra 4C Bloco D Loja 37

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES SANITÁRIAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS - SANITÁRIA - Arquivo 828-M-SAN.DOC Página 1 1. SERVIÇOS COMPLEMENTARES Serão executados

Leia mais

MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS

MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS MATERIAIS EMPREGADOS NAS REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS 1 - INTRODUÇÃO. A escolha do material a empregar (tipo de tubulação) nas redes coletoras de esgotos sanitários é função das características dos esgotos,

Leia mais

PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO

PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO MEMORIAL DESCRITIVO DAS INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS DO RESTAURANTE E VESTIÁRIOS Rev. 0: 09/01/13 1. INTRODUÇÃO Este memorial visa descrever os serviços e especificar os materiais do projeto

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB Agência SHS Novas Instalações Código do Projeto: 1641-11 Pág. 2 Índice 1. Memorial Descritivo da Obra...3

Leia mais

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa

Manual do Usuário. Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. Imagem Ilustrativa Manual do Usuário Imagem Ilustrativa Importante Antes de usar o seu Aquecedor Solar Solquent, leia este manual. * Este Manual inclui Certificado de Garantia. ÍNDICE Apresentação... 03 Instruções de Segurança...

Leia mais

A) GENERALIDADES: UNIDADES USUAIS

A) GENERALIDADES: UNIDADES USUAIS Hidr ulica Residencial A) GENERALIDADES: UNIDADES USUAIS 1 kgf/cm² = 10 m.c.a 1 MPa = 10 kgf/cm² = 100 m.c.a. 1 kgf/cm² = 14,223355 lb/pol² Etapas a serem executadas a de alvenaria, as instalações hidráulicas

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA

MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA MANUAL DE INSTALAÇÃO HIDRÁULICA Esquema de Instalação Hidráulica RESIDENCIAL Atenção: Modelo meramente ilustrativo em casas térreas. Para sua segurança e garantia do bom funcionamento das tubulações de

Leia mais

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS

MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS 1 MEMORIAL DE INSTALAÇÕES HIDROSANITÁRIAS A presente especificação destina-se a estabelecer as diretrizes básicas e definir características técnicas a serem observadas para execução das instalações da

Leia mais

DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000

DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000 DODF Nº 237 14 de dezembro de 2000 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL PORTARIA Nº 49/2000-CBMDF, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2000 Aprova a Norma Técnica nº 004/2000-CBMDF, sobre o Sistema de Proteção

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 -

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 - CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS DA PREFEITURA MUNICÍPIO DE TAIOBEIRAS/MG - EDITAL 1/2014 - ESTE CADERNO DE PROVAS DESTINA-SE AOS CANDIDATOS AOS SEGUINTES CARGOS: Auxiliar de Mecânico

Leia mais

Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto

Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto Auxiliar de Serviços Gerais Nível Fundamental Incompleto 15.01.2012 - TARDE LÍNGUA PORTUGUESA TEXTO FALTA PEDREIRO Superinteressante São Paulo, Abril, n. 280 Falta pedreiro, estão reclamando os mestres

Leia mais

Construção de Edifícios I Instalações Sanitárias 10-26

Construção de Edifícios I Instalações Sanitárias 10-26 5. MATERIAIS Construção de Edifícios I Instalações Sanitárias 10-26 Numa instalação hidráulica, os materiais são classificados em tubos, conexões e válvulas, os quais abrangem uma grande variedade de tipos,

Leia mais

Dimensionamento dos Sistemas Prediais de Esgoto Sanitário

Dimensionamento dos Sistemas Prediais de Esgoto Sanitário AULA 15 Dimensionamento dos Sistemas Prediais de Esgoto Sanitário Vamos dimensionar as tubulações do sistema de esgoto abaixo: 1. Análise do projeto. Temos uma casa com um banheiro, área de serviço e cozinha.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÃO DE VOLUME DE CAIXA D'ÁGUA NA CASA DE PASSAGEM DO MUNICÍPIO DE CAÇADOR 1 SUMÁRIO SUMÁRIO 2 MEMORIAL DESCRITIVO 3 I. DADOS FÍSICOS LEGAIS 3 II. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 3 III.

Leia mais

Sistemas Hidráulicos Sanitários. Água fria Água quente Esgoto Águas Pluviais Combate a incêndio Gás

Sistemas Hidráulicos Sanitários. Água fria Água quente Esgoto Águas Pluviais Combate a incêndio Gás Sistemas Hidráulicos Sanitários Água fria Água quente Esgoto Águas Pluviais Combate a incêndio Gás Sistemas Hidráulicos Sanitários Instalação hidro-sanitária água fria Processo Executivo 1) Colocar todas

Leia mais

Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção

Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção Por que eu devo utilizar equipamentos de segurança e onde encontrá-los? Os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) foram feitos para evitar

Leia mais

Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas. Nível Fundamental Incompleto. Águas e Esgoto. 22.01.2012 - Tarde

Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas. Nível Fundamental Incompleto. Águas e Esgoto. 22.01.2012 - Tarde Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas Nível Fundamental Incompleto Águas e Esgoto 22.01.2012 - Tarde LÍNGUA PORTUGUESA AJUDANTE / AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS / OPERADOR DE BOMBAS 22.01

Leia mais

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ESGOTOS SANITÁRIOS

INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ESGOTOS SANITÁRIOS INSTALAÇÕES PREDIAIS DE ESGOTOS SANITÁRIOS 1. SISTEMAS PÚBLICOS DE ESGOTOS Os sistemas públicos de coleta, transporte e disposição de esgotos existem desde as primeiras civilizações conhecidas (assírios,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDRO-SANITÁRIO

MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDRO-SANITÁRIO MEMORIAL DESCRITIVO E DE CÁLCULO HIDRO-SANITÁRIO OBRA: UNIDADE DE ACOLHIMENTO ADULTO PREFEITURA MUNICIPAL DE SOBRAL ENDEREÇO: Rua Dinamarca, S/N Sobral - Ceará PROJETO: HIDRO-SANITÁRIO E ÁGUAS PLUVIAIS

Leia mais

Modelos de Mostradores de Hidrômetros

Modelos de Mostradores de Hidrômetros O hidrômetro é um aparelho utilizado para medir o consumo de água. Assim toda vez que você abrir a torneira, o chuveiro ou der descarga, o hidrômetro entra em ação. É ele que indica a quantidade de água

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Este Caderno contém trinta questões de múltipla

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 09/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 09/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 09/2014 CARGO E UNIDADES:Assistente Operacional- Manutenção (Caicó) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 3 (três) horas.

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 01/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 01/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 01/2014 CARGO E UNIDADES: Auxiliar de Serviços Gerais (Macaíba) Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 2 (duas) horas.

Leia mais

Inst Ins alaç t ões alaç Prediais Pr de Esgot g os Sanitários Prof Pr. of Cris tiano Cris

Inst Ins alaç t ões alaç Prediais Pr de Esgot g os Sanitários Prof Pr. of Cris tiano Cris Instalações Prediais de Esgotos Sanitários Prof. Cristiano Considerações Gerais Regidas pela NBR 8160,, as instalações de esgotos sanitários têm a tem a finalidade de coletar e afastar da edificação todos

Leia mais

CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR MÓDULO I - BOMBAS

CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR MÓDULO I - BOMBAS CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR MÓDULO I - BOMBAS DANCOR S.A INDÚSTRIA MECÂNICA Professor: José Luiz Fev/2012 CENTRO DE TREINAMENTO DANCOR 1- BOMBAS D ÁGUA (MÁQUINAS DE FLUXO): 1.1 DEFINIÇÃO Máquinas de fluxo

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELEGRAFOS

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELEGRAFOS MEMORIAL DESCRITIVO I N S T A L A Ç Õ E S H I D R O - S A N I T Á R I A S EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELEGRAFOS AC. CERES ENDEREÇO: AV. PRESIDENTE VARGAS, Nº220, CENTRO, CERES - GO. Página 1 de 8

Leia mais

Caixa d Água. Materiais necessários. Anotações. 0800 771 0001 odebrechtambiental.com odebrecht.amb

Caixa d Água. Materiais necessários. Anotações. 0800 771 0001 odebrechtambiental.com odebrecht.amb Materiais necessários Separe todo o material que será utilizado para a limpeza do seu reservatório. Anotações Papai, precisamos separar o material de limpeza. Claro, filha! Caixa d Água SAIBA COMO LIMPAR

Leia mais

LIGAÇÕES PREDIAIS ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2

LIGAÇÕES PREDIAIS ESPECIFICAÇÕES OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 LIGAÇÕES PREDIAIS PÁGINA 1/49 MOS 4ª Edição ESPECIFICAÇÕES MÓDULO 17 VERSÃO 00 DATA jun/2012 SUMÁRIO OBJETIVO... 2 CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2 CONSIDERAÇÕES ESPECÍFICAS... 2 1701 a 1714 LIGAÇÃO PREDIAL DE

Leia mais

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA

Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Caderno de Provas MATEMÁTICA Edital Nº. 04/2009-DIGPE 10 de maio de 2009 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA Use apenas caneta esferográfica azul ou preta. Escreva o seu nome completo e o número do seu

Leia mais

guia de instalação cisterna vertical

guia de instalação cisterna vertical guia de instalação cisterna vertical FORTLEV CARACTERÍSTICAS FUNÇÃO Armazenar água pluvial ou água potável à temperatura ambiente. APLICAÇÃO Residências, instalações comerciais, fazendas, escolas ou qualquer

Leia mais

ECV 5644 Instalações II

ECV 5644 Instalações II SISTEMA DE GÁS CENTRALIZADO Fonte: ETFSC Este Sistema também é conhecido como SISTEMA DE GÁS COMBUSTIVEL CENTRALIZADO, é constituído basicamente das seguintes instalações: 1. Central de Gás (Central de

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS M E M O R I A L D E S C R I T I V O E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S C R I T É R I O D E M E D I Ç Ã O

CADERNO DE ENCARGOS M E M O R I A L D E S C R I T I V O E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S C R I T É R I O D E M E D I Ç Ã O CADERNO DE ENCARGOS M E M O R I A L D E S C R I T I V O E S P E C I F I C A Ç Õ E S T É C N I C A S C R I T É R I O D E M E D I Ç Ã O H I D R O S S A N I T Á R I O COREN CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM

Leia mais

Esgotos Sanitários: Objetivos de Projeto

Esgotos Sanitários: Objetivos de Projeto OBJETIVO GERAL Esgotos Sanitários: Objetivos de Projeto A instalação de esgoto doméstico tem a finalidade de coletar e afastar da edificação todos os despejos provenientes do uso da água para fins higiênicos,

Leia mais

EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - EPI

EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - EPI EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - EPI Equipamento De Proteção Individual - EPI Definição: EPI é todo dispositivo de uso individual, destinado a proteger a integridade física do trabalhador. EPI (s)

Leia mais

Eng. Moacir de Oliveira Junior, Esp.

Eng. Moacir de Oliveira Junior, Esp. www.viptec.com.br Eng. Moacir de Oliveira Junior, Esp. Contato: (47) 3349-7979 E-mails: moaciroj@gmail.com (Orkut) moaciroj@univali.br moaciroj@hotmail.com (Facebook) moacir@viptec.com.br @Eng_Moacir (Twitter)

Leia mais

Palestrante : Maj BM Polito

Palestrante : Maj BM Polito SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA CIVIL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE SERVIÇOS TÉCNICOS Palestrante : Maj BM Polito SUMÁRIO 1- PARÂMETROS PARA EXIGÊNCIAS DE SISTEMAS

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado. Este Caderno contém 35 questões de múltipla escolha, dispostas

Leia mais

FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO PROJETO TÉCNICO

FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO PROJETO TÉCNICO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS DAT/1 SEÇÃO DE ANÁLISE DE PROJETOS FORMULÁRIO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

Leia mais

COMUSA Serviços de Água e Esgoto de Novo Hamburgo

COMUSA Serviços de Água e Esgoto de Novo Hamburgo 2011 PREFEITO MUNICIPAL DE NOVO HAMBURGO Sr. Tarcísio João Zimmermann DIRETOR GERAL DA COMUSA Eng. Arnaldo Luiz Dutra DIRETOR TÉCNICO DA COMUSA Eng. Júlio César Macedo COORDENADOR DE PROJETOS E OBRAS Eng.

Leia mais

PROJETO QUADRA POLIESPORTIVA - SESI

PROJETO QUADRA POLIESPORTIVA - SESI PROJETO QUADRA POLIESPORTIVA - SESI Contratante: SESI - FIEB Localização: Unidade SESI Simões Filho BA. INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS, DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO E DRENAGEM DE ÁGUAS PLUVIAIS Memorial Descritivo

Leia mais

C C V COORDENADORIA DE CONCURSOS

C C V COORDENADORIA DE CONCURSOS PREFEITURA MUNICIPAL DE BEBERIBE C C V COORDENADORIA DE CONCURSOS Concurso Público para Provimento de Cargos Efetivos para a Prefeitura de Beberibe EDITAL Nº 001/2012 Bombeiro Hidráulico CADERNO DE PROVAS

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II ÁGUA QUENTE 1 UTILIZAÇÃO Banho Especiais Cozinha Lavanderia INSTALAÇÕES

Leia mais

ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES PROJETO HIDROSSANITÁRIO

ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES PROJETO HIDROSSANITÁRIO ANEXO XIII ESPECIFICAÇÕES PROJETO HIDROSSANITÁRIO 1. GENERALIDADES O presente memorial descritivo trata das instalações hidrossanitárias do prédio acima descrito, o qual foi elaborado segundo as normas

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS HC1 PISO TÉRREO ALA B - HEMODINÂMICA HOSPITAL DE CLÍNICAS DE MARÍLIA MARÍLIA SP PROJETO: ENGEST ENGENHARIA LTDA Eng. Civil Marcos Stroppa Rua Lupércio

Leia mais

INFORMAÇOES TÉCNICA DOS SERVIÇOS

INFORMAÇOES TÉCNICA DOS SERVIÇOS INFORMAÇOES TÉCNICA DOS SERVIÇOS 3 - LIMPEZA E MANUTENÇÃO Informamos abaixo a forma correta de como proceder à limpeza profunda. Os equipamentos utilizados estão dimensionados de acordo com o tamanho do

Leia mais

Limpando a Caixa D'água

Limpando a Caixa D'água Limpando a Caixa D'água É muito importante que se faça a limpeza no mínimo 2 (duas) vezes ao ano. Caixas mal fechadas/tampadas permitem a entrada de pequenos animais e insetos que propiciam sua contaminação.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÃO PREDIAL GERAL

TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÃO PREDIAL GERAL 1. OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÃO PREDIAL GERAL 1.1. Prestação de Serviços de Manutenção Predial Geral, para as dependências do Centro Cultural José Bonifácio localizado na Rua Pedro Ernesto, nº

Leia mais

Agente de Vigilância Previdenciária Auxiliar de Serviços Gerais Motorista ITAPREVI. Nível Fundamental Completo 22.01.2012 - MANHÃ

Agente de Vigilância Previdenciária Auxiliar de Serviços Gerais Motorista ITAPREVI. Nível Fundamental Completo 22.01.2012 - MANHÃ Agente de Vigilância Previdenciária Auxiliar de Serviços Gerais Motorista ITAPREVI Nível Fundamental Completo 22.01.2012 - MANHÃ AG. DE VIGILÂNCIA PREVIDENCIÁRIA / AUX. DE SERVIÇOS GERAIS / MOTORISTA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO.

MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO. SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO CASTANHAL (PA) MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AS OBRAS DE REFORMA DO GINÁSIO POLIESPORTIVO LOIOLA PASSARINHO E CONSTRUÇÃO DO ANEXO. ABRIL/2014 REFORMA

Leia mais

Importante: Ler atentamente todo o manual para a instalação e uso correto deste produto.

Importante: Ler atentamente todo o manual para a instalação e uso correto deste produto. Guia de Instalação BIODIGESTOR ECOLIMP 600 L 1.300 L Importante: Ler atentamente todo o manual para a instalação e uso correto deste produto. guia_biodigestor_1397x2159_v02.indd 1 07/06/2010 10:58:54 1.

Leia mais

CGP. diâmetro interno = 0,30m; parte submersa do sépto = 0,20m; capacidade de retenção = 18 litros; diâmetro nominal da tubulação de saída DN 75.

CGP. diâmetro interno = 0,30m; parte submersa do sépto = 0,20m; capacidade de retenção = 18 litros; diâmetro nominal da tubulação de saída DN 75. Memorial de cálculo Projeto: Residência Renato Cortez Assunto: Saneamento ecológico a/c Renato Cortez 1. caixa de gordura De acordo com a NBR 8160, para a coleta de apenas uma cozinha, pode-ser uma caixa

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO - BIODIGESTOR GUIA DE INSTALAÇÃO. Biodigestor Fortlev

GUIA DE INSTALAÇÃO - BIODIGESTOR GUIA DE INSTALAÇÃO. Biodigestor Fortlev GUIA DE INSTALAÇÃO Biodigestor Fortlev 1 CARACTERÍSTICAS FUNÇÃO Tratamento orgânico de esgoto do tipo domiciliar. APLICAÇÃO Residências, instalações comerciais, fazendas, sítios ou qualquer outra aplicação

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS CANDIDATOS

INSTRUÇÕES AOS CANDIDATOS MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx DEPA (Casa de Thomaz Coelho / 1889) CONCURSO DE ADMISSÃO AO 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 2010/2011 17 de outubro de 2010 APROVO DIRETOR DE ENSINO COMISSÃO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Etec JORGE STREET Save Pool Felipe Fernando Paula de Barros Márcio Nascimento Fonseca Paulo José Gomes Cardoso Rafael

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM AQUECIMENTO SOLAR ABRAVA/DASOL 2011 MÓDULO 2 Projetista SAS Pequeno Porte Passo a Passo de Instalação ABRAVA -São Paulo,Maio de 2011 Luciano Torres Pereira Leonardo Chamone Cardoso

Leia mais

V 2. 1.7 Perda de carga localizada (h L. Borda-Belanger formulou que

V 2. 1.7 Perda de carga localizada (h L. Borda-Belanger formulou que 1.7 Perda de carga localizada (h L ) Borda-Belanger formulou que h L K l V 2 2g onde k L é um coeficiente de perda de carga localizada que é função do número de Reynolds e da geometria da peça. É obtido

Leia mais

Sinalização. Catálogo de Placas EXTINTOR DE INCÊNDIO 164,2/21,3-2.329-K-W/ 10.513.146/0001-94

Sinalização. Catálogo de Placas EXTINTOR DE INCÊNDIO 164,2/21,3-2.329-K-W/ 10.513.146/0001-94 Sinalização Catálogo de Placas EXTINTOR DE INCÊNDIO 164,2/21,3-2.329-K-W/ 10.513.146/0001-94 Materiais VINIL AUTO-ADESIVO PVC / PS Utilizado em ambientes internos e externos. Pode ser confeccionado com

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE COORDENADORIA GERAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NORMA TÉCNICA 2/07

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE COORDENADORIA GERAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NORMA TÉCNICA 2/07 PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE COORDENADORIA GERAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE NORMA TÉCNICA 2/07 Esta Norma dispõe sobre a Regulamentação e Controle das Condições Sanitárias

Leia mais

Orientações para Instalação Domiliciar do Sistema de Fossa e Sumidouro.

Orientações para Instalação Domiliciar do Sistema de Fossa e Sumidouro. Orientações para Instalação Domiliciar do Sistema de Fossa e Sumidouro. INTRODUÇÃO Este manual destina a fornecer informações sobre a construção e dimensionamento do sistema individual de tratamento de

Leia mais

ESGOTO. Doméstico e Não Doméstico (COMO OBTER A LIGAÇÃO) ATENÇÃO: LEIA AS INSTRUÇÕES DESTE FOLHETO, ANTES DE CONSTRUIR O RAMAL INTERNO DE SEU IMÓVEL.

ESGOTO. Doméstico e Não Doméstico (COMO OBTER A LIGAÇÃO) ATENÇÃO: LEIA AS INSTRUÇÕES DESTE FOLHETO, ANTES DE CONSTRUIR O RAMAL INTERNO DE SEU IMÓVEL. ESGOTO Doméstico e Não Doméstico (COMO OBTER A LIGAÇÃO) ATENÇÃO: LEIA AS INSTRUÇÕES DESTE FOLHETO, ANTES DE CONSTRUIR O RAMAL INTERNO DE SEU IMÓVEL. ESGOTO DOMÉSTICO Definição: esgoto gerado nas residências

Leia mais

09/05/2014. Execução de Contrapiso. Daniel Mussato Nº 091175 Erom Vyctor - Nº 091135. Daniel

09/05/2014. Execução de Contrapiso. Daniel Mussato Nº 091175 Erom Vyctor - Nº 091135. Daniel Execução de Contrapiso Daniel Mussato Nº 091175 Erom Vyctor - Nº 091135 Daniel 2 1 Estrutura do Trabalho Dados da obra Definição de Contrapiso /Principal função Principais Materiais e Equipamentos Utilizados

Leia mais

MANUAL COM DICAS SOBRE CONSUMO DE ENERGIA

MANUAL COM DICAS SOBRE CONSUMO DE ENERGIA SISTEMA SOLAR DE AQUECIMENTO DE ÁGUA a) Quando for adquirir um sistema de aquecimento solar dê sempre preferência aos modelos com o Selo Procel. b) Dimensione adequadamente o sistema (coletores e reservatórios)

Leia mais

Instrução para instalação & Guia do proprietário

Instrução para instalação & Guia do proprietário Instrução para instalação & Guia do proprietário Obrigado por escolher a ducha Skywater! Leia o manual de instruções antes de iniciar a instalação da ducha. Antes de iniciá-la recomendamos atenção para

Leia mais

CONHECIMENTOS BÁSICOS NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 01 A 15, ASSINALE A ÚNICA ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO.

CONHECIMENTOS BÁSICOS NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 01 A 15, ASSINALE A ÚNICA ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO. CONHECIMENTOS BÁSICOS 2 NAS QUESTÕES NUMERADAS DE 01 A 15, ASSINALE A ÚNICA ALTERNATIVA QUE RESPONDE CORRETAMENTE AO ENUNCIADO. LÍNGUA PORTUGUESA LEIA O TEXTO A SEGUIR PARA RESPONDER ÀS QUESTÕES 01 E 02.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO MONTAGEM E OPERAÇÃO DA FOSSA SÉPTICA BIODIGESTORA

MEMORIAL DESCRITIVO MONTAGEM E OPERAÇÃO DA FOSSA SÉPTICA BIODIGESTORA MEMORIAL DESCRITIVO MONTAGEM E OPERAÇÃO DA FOSSA SÉPTICA BIODIGESTORA 1. INTRODUÇÃO Este memorial descritivo se destina a orientar a montagem e a operação do sistema de tratamento de efluentes denominado

Leia mais

MANUAL Aquecedor Solar de Baixo Custo Didático

MANUAL Aquecedor Solar de Baixo Custo Didático Rio de Janeiro, 18 de outubro de 2010 Conteúdo 1. Objetivo...2 2. O Modelo...2 3. Montagem e desmontagem...3 3.1 Cuidados gerais - IMPORTANTE... 3 3.2 Montagem... 3 3.3 Desmontagem... 4 4. Experiências...6

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E ESGOTAMENTO SANITÁRIO DE LOTEAMENTO URBANO

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E ESGOTAMENTO SANITÁRIO DE LOTEAMENTO URBANO SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO GUANHÃES MG INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA E ESGOTAMENTO SANITÁRIO DE LOTEAMENTO URBANO SERVIÇO AUTÔNOMO DE ÁGUA E ESGOTO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO HIDRO SANITÁRIO OBRA: ANEXO 01 Proprietário: CREA SC - CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E AGRONOMIA DE SANTA CATARINA Responsável Projeto: Eng Civil Cleber Giordani

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO TRANSCREVA PARA A FOLHA DE RESPOSTAS, COM CANETA DE

CONCURSO PÚBLICO TRANSCREVA PARA A FOLHA DE RESPOSTAS, COM CANETA DE CONCURSO PÚBLICO 39. PROVA OBJETIVA ANALISTA NÍVEL III (ÁREA DE ATUAÇÃO: ADMINISTRATIVA) VOCÊ RECEBEU SUA FOLHA DE RESPOSTAS E ESTE CADERNO CONTENDO 30 QUESTÕES OBJETIVAS. CONFIRA SEU NOME E NÚMERO DE

Leia mais

INFRAERO VT.06/506.92/04740/00 2 / 5

INFRAERO VT.06/506.92/04740/00 2 / 5 REV MODIFICAÇÃO DATA PROJETISTA DESENHISTA APROVO Coordenador Contrato: Autor do Projeto Resp. Técnico: Co-Autor: MARGARET SIEGLE 4522D/ES ELISSA M. M. FRINHANI 5548/D-ES NUMERO: 200_PB.HS.AF.ET-300000

Leia mais

Dimensionamento das Instalações de Água Fria

Dimensionamento das Instalações de Água Fria Dimensionamento das Instalações de Água Fria Dimensionamento é o ato de determinar dimensões e grandezas. As instalações de água fria devem ser projetadas e construídas de modo a: - Garantir o fornecimento

Leia mais

MANUAL TÉCNICO Amanco Ramalfort

MANUAL TÉCNICO Amanco Ramalfort Amanco Ramalfort Desenho e Dimensões Os tubos Amanco Ramalfort foram desenvolvidos para condução de água no trecho compreendido entre o ponto de derivação da rede de distribuição de água e o kit cavalete

Leia mais

Disciplina: Instalações Hidráulicas Instalações prediais de esgoto

Disciplina: Instalações Hidráulicas Instalações prediais de esgoto Disciplina: Instalações Hidráulicas Instalações prediais de esgoto Prof. Ms. José Benedito Gianelli Filho Nesta Unidade da Disciplina, tentaremos compreender a questão da problemática envolvida nas instalações

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II TIPOS Água Fria Esgoto Águas Pluviais Água Quente Incêndio

Leia mais

A Segurança não é obra do acaso Preserve sua vida.

A Segurança não é obra do acaso Preserve sua vida. A Segurança não é obra do acaso Preserve sua vida. Campanha do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de São Bento do Sul e Campo Alegre contra os Acidentes de Trabalho

Leia mais

Soluções FORTLEV para a Sua Obra

Soluções FORTLEV para a Sua Obra Soluções FORTLEV para a Sua Obra 1 2 3 6 9 8 7 5 Soluções para Cuidar da Água 1. Caixa de Polietileno FORTLEV 2. Tanque Fortplus FORTLEV 3. Filtro de Entrada FORTLEV Soluções para Cuidar do Meio Ambiente

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE IPATINGA

CÂMARA MUNICIPAL DE IPATINGA CÂMARA MUNICIPAL DE IPATINGA REFORMA DO PRÉDIO DA CÂMARA MUNICIPAL DE IPATINGA MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO Introdução O presente memorial descritivo tem por finalidade definir os trabalhos de Reforma Câmara

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado. Este Caderno contém 35 questões de múltipla

Leia mais

6As áreas de abastecimento representam uma possível fonte de poluição ao meio

6As áreas de abastecimento representam uma possível fonte de poluição ao meio ÁREA DE ABASTECIMENTO E ARMAZENAMENTO DE COMBUSTÍVEL 6As áreas de abastecimento representam uma possível fonte de poluição ao meio ambiente e seu manuseio e armazenagem também apresentam considerável grau

Leia mais

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas

Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Pág. 1 Memorial de Projeto: Instalações Hidráulicas Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB Águas Lindas GO Novas Instalações Código do Projeto: 3947-11 SIA Sul Quadra 4C Bloco D Loja 37 Brasília-DF

Leia mais

Especificação dos materiais e produtos de limpeza

Especificação dos materiais e produtos de limpeza Item Especificação dos materiais e produtos de limpeza Apres. Qtd/ mensal 03 06 07 ÁGUA SANITÁRIA, uso doméstico, a base de hipoclorito de sódio. Embalagem plástica de litro, com dados de identificação

Leia mais

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada 06. Observe o quadrinho. Para responder às questões de números 08 a 12, leia o texto. (Folha de S.Paulo, 14.06.2013. Adaptado) Assinale

Leia mais

SISTEMA ALTERNATIVO DE TRATAMENTO DE ESGOTO Tanque séptico e Filtro Anaeróbio com fluxo ascendente EMEI Princesinha

SISTEMA ALTERNATIVO DE TRATAMENTO DE ESGOTO Tanque séptico e Filtro Anaeróbio com fluxo ascendente EMEI Princesinha SISTEMA ALTERNATIVO DE TRATAMENTO DE ESGOTO Tanque séptico e Filtro Anaeróbio com fluxo ascendente EMEI Princesinha Carazinho, RS, 30 de junho de 2014. APRESENTAÇÃO OBRA: Tanque Séptico Escola Municipal

Leia mais

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES. Disponibilizo abaixo a resolução resumida das questões dos cargos 4 e 5 da prova da ANTAQ.

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES. Disponibilizo abaixo a resolução resumida das questões dos cargos 4 e 5 da prova da ANTAQ. RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES Caro aluno, Disponibilizo abaixo a resolução resumida das questões dos cargos 4 e 5 da prova da ANTAQ. Caso você entenda que cabe recurso em relação a alguma questão, não hesite

Leia mais

Prof. Eng. Ana Cristina Rodovalho Reis FEV/2015 APOSTILA DE INSTALAÇÕES PREDIAIS ESGOTO DOMÉSTICO FEV/2015 PROF. ANA CRISTINA RODOVALHO REIS

Prof. Eng. Ana Cristina Rodovalho Reis FEV/2015 APOSTILA DE INSTALAÇÕES PREDIAIS ESGOTO DOMÉSTICO FEV/2015 PROF. ANA CRISTINA RODOVALHO REIS Prof. Eng. Ana Cristina Rodovalho Reis FEV/2015 1 Sumário 1 Objetivo... 4 2 Esgotos Domésticos... 4 3 Sistema de Tratamento... 4 3.1 Tratamento... 5 3.1.1 Tratamento Individualizado... 5 Figura 1- Detalhe

Leia mais

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES

ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES ANEXO XVII PLANO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS E EDIFICAÇÕES Complexo Esportivo de Deodoro Edital 1.10 1. Instalações Hidráulicas e Sanitárias Os serviços de manutenção de instalações hidráulicas e sanitárias,

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE ITIRAPINA-SP

CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE ITIRAPINA-SP FISCAL DE OBRAS CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE ITIRAPINA-SP Nome do (a) Candidato (a) Número de Inscrição Este caderno de questões está assim constituído: DISCIPLINAS Nº QUESTOES

Leia mais

ANEXO IV DO PREGÃO N. 56/2011 TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO IV DO PREGÃO N. 56/2011 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO IV DO PREGÃO N. 56/2011 TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO: prestação continuada de serviços de manutenção preventiva e corretiva das instalações hidrossanitárias dos prédios em uso ou que venham a ser

Leia mais

Proprietário Página 1 de 6

Proprietário Página 1 de 6 MEMORIAL DESCRITIVO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO E PÂNICO ACOPIARA PREFEITURA MUNICIPAL DE ACOPIARA(CE) DATA 10/11/2011 MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO DE CÁLCULO DO PROJETO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

Leia mais

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO

ANEXO C MEMORIAL DESCRITIVO DO PRÉDIO ANEXO A Ao Ilmo Sr. Comandante do Corpo de Bombeiros Militar Cidade: SERTÃO - RS Data: 10/03/2014 Encaminhamos a V. S.ª, para ANÁLISE, o Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndio (PPCI). Nome: INSTITUTO

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL 1 OBJETIVO: Padronizar os diversos tipos de sistemas de bomba de incêndio das edificações, seus requisitos técnicos, componentes, esquemas elétricos-hidráulicos e memória de cálculo, de acordo com os parâmetros

Leia mais

CURSO FREE PMES PREPARATÓRIO JC

CURSO FREE PMES PREPARATÓRIO JC CURSO FREE PMES PREPARATÓRIO JC Geometria CÍRCULO Área A = π. r 2 π = 3,14 Perímetro P = 2. π. r RETANGULO Área A = b. h Perímetro P = 2b + 2h QUADRADO Área A = l. loua = l 2 Perímetro TRIÂNGULO P = 4l

Leia mais

BOLSA QUINZE 2015 6ª ANO (5ª SÉRIE) DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA

BOLSA QUINZE 2015 6ª ANO (5ª SÉRIE) DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA BOLSA QUINZE 2015 6ª ANO (5ª SÉRIE) DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA Leia atentamente o conto abaixo e depois faça o que se pede: O CABOCLO, O PADRE E O ESTUDANTE (Luís da Câmara Cascudo) Um estudante

Leia mais

MÓDULO 4 4.5 - PROCEDIMENTOS DE REPARO

MÓDULO 4 4.5 - PROCEDIMENTOS DE REPARO Normas Aplicáveis MÓDULO 4 4.5 - PROCEDIMENTOS DE REPARO - NBR 15.979 Sistemas para Distribuição de Água e Esgoto sob pressão Tubos de polietileno PE 80 e PE 100 Procedimentos de Reparo - NBR 14.461 Sistemas

Leia mais