A UTILIZAÇÃO DE MONITORIZAÇÃO DE UMA REDE DE ÁGUA NO GANHO DE EFICIÊNCIA DAS ENTIDADES PÚBLICAS: A EXPERIÊNCIA DA TAKADU NO MUNDO REAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A UTILIZAÇÃO DE MONITORIZAÇÃO DE UMA REDE DE ÁGUA NO GANHO DE EFICIÊNCIA DAS ENTIDADES PÚBLICAS: A EXPERIÊNCIA DA TAKADU NO MUNDO REAL"

Transcrição

1 A UTILIZAÇÃO DE MONITORIZAÇÃO DE UMA REDE DE ÁGUA NO GANHO DE EFICIÊNCIA DAS ENTIDADES PÚBLICAS: A EXPERIÊNCIA DA TAKADU NO MUNDO REAL João Pedrosa RODRIGUES (1) ; Ori RESHEF (2) RESUMO. A gestão e operação das entidades gestoras no contexto português e mundial, é cada vez mais exigente no século XXI. Ter a capacidade de gerir ativos, responder a uma supervisão regulada mais exigente, gerir a pressão dos stakeholders para uma maior eficiência, o aumento de população urbana e a diminuição de fontes de água são hoje tarefa mais complicada e exigente. A monitorização da rede de distribuição de água -Water Network Monitoring (WNM), permite identificar os desafios da gestão da mesma e auxilia as entidades na redução de perdas de água e energia. Permite estar de acordo com a regulamentação nacional e aumenta a eficiência. O processamento dos dados da rede on line, a utilização de algoritmos avançados e programas baseados em computação avançada, permitem a constante monitorização, deteção e controlo, criando uma gestão total da rede no verdadeiro significado da mesma. O WNM utiliza os dados disponibilizados por todos os sistemas de gestão de redes ou outros dados gerados por sistemas externos existentes, e funde-os propiciando uma visão holística e global. Executa análises e cria alertas do sistema, sem haver necessidade de instalação adicional de sensores físicos da rede. Os exemplos que serão apresentados demonstrarão que muitos dos eventos que criam ineficiências da rede, como é o caso de, fugas, ruturas, pontes entre ZMC s, falhas de medição dos contadores, poderão ser mais rapidamente detetados e até antecipados, levando a que os mesmos não se tornem em problemas muito graves e custosos para quem gere a rede, tornando os custos de deteção, reparação e outros mais reduzidos. Palavras-chave: Takadu, software de gestão de perdas, perdas de água, gestão de redes de água (1) Business Development Director, Water Management, Hubel Indústria da Água,s.a., (2) Account manager for Portugal, Takadu, 1

2 COMUNICAÇÃO A solução Saas Software as a Service, que foi desenhada pela Takadu vem disponibilizar para a área da distribuição de água soluções tecnologicamente inovadoras que permitem uma melhor gestão de redes de distribuição de água. Num mercado normalmente com resistência à adoção de novas tecnologias digitais, mas inserida num mundo em mudança, o Saas da Takadu tem-se mostrado uma mais valia para as entidades gestoras de água, criando verdadeiras redes de água inteligentes. As razões desta mais valia explicam-se por vários aspetos: - deteção mais rápida das fugas e ruturas que ocorrem na rede, com consequente diminuição de perda de água e portanto menor NRW da entidade gestora - menor risco de rebentamentos de conduta por deteção mais rápida de fugas que normalmente com o tempo originam rebentamentos. - deteção de vários eventos da rede além de fugas, roubos de água, falhas nos sensores da rede, passagem de água entre ZMC s não pretendida e demais maus funcionamentos (exº parâmetros de qualidade da água) - mais alertas acerca dos constituintes da rede que estejam monitorizados em tempo real - capacidade de funcionamento com os sensores de rede existentes, sem necessidade imediata de aquisição de sensores ou hardware para a rede - capacidade de agregar várias fontes de informação da rede numa só unidade de visualização que pode estar disponível a todas as áreas da organização - possibilidade de analisar de forma sistemática a qualidade da informação que é recebida pela entidade gestora e ganhar capacidade de decisão sobre quais as melhores ações para a rede, atribuindo-lhes prioridades - possibilidade de encontrar outras formas de organização da entidade gestora de água de acordo com uma lógica de redução de água não faturada (NRW), permitindo conjugar as várias áreas hoje existentes numa entidade gestora: operações de rede, modelação hidráulica, manutenção de infraestruturas e planeamento de infraestruturas - ganhos de eficiência para a organização, com melhores eventos de localização de ruturas e fugas, diminuindo tempos de trabalho das equipas de deteção e reparação - ganhos de eficiência económica e financeira, permitindo maior disponibilização de fundos a médio prazo para outras atividades de importância preponderante, após obtenção de ganhos poela diminuição da NRW (como é o caso de gestão de ativos e priorização de investimentos). - capacidade de visualização do que ocorre na rede em painel de controlo, em tempo quase real com ferramentas de automatização e de apoio à decisão, permitindo a diminuição e manutenção da NRW em valores aceitáveis 2

3 - capacidade de tratar todos os dados que hoje chegam a uma entidade de forma sistemática e sem falhas, por intervenção humana e simultaneamente automática - diminuição dos custos de aquisição, tratamento e distribuição de água - diminuição dos custos energéticos de captação, tratamento ou aquisição, transporte. O que é a solução Takadu: É um software de gestão de redes de água, web based, sem necessidade de instalação de hardware ou software, que utiliza a informação existente da sensórica da rede, normalmente com o sistema SCADA que está implementado. Na base do software existem diversos algoritmos estatísticos que permitem com a informação disponível na entidade gestora e com os dados em tempo real (o mais aproximado possível), dar indicações de previsões de eventos que estão a ocorrer ainda que não haja confirmação visual dos mesmos. A forma de integração é por camadas ou layers, em que o software promove a fusão e análise dos dados recebidos na entidade gestora e disponibiliza informação para tomada de decisão: Figura 1 Etapas da Solução SaaS Figura 2 Sistema Takadu componentes A razão da utilização de algoritmos de previsão e não valores máximos e mínimos, prende-se com a variabilidade que é normal ocorrer a cada segundo na rede, sendo exemplo as variações de caudal que ocorrem ao longo de um dia em qualquer conduta de distribuição de água para abastecimento público. Só desta forma teremos um modelo capaz de dar as respostas pretendidas numa utilização on line, que satisfaça as necessidades das entidades gestoras, indicando eventos reais e fieis da realidade no terreno. Numa primeira aproximação para a implementação do sistema Takadu, é apenas necessário dados reais do sistema SCADA e/ou outros dados de sensores que existam na rede (exº rede de loggers que recebem dados de pressão e caudal). O sistema de informação geográfica, embora seja uma mais valia para os gestores da rede que utilizam, não é imperativo nem obrigatório na implementação do sistema Takadu. 3

4 A implementação realizada baseia-se na recolha de forma periódica de dados gerados, e envio para base de servidor cloud based, onde o software posteriormente recolhe, limpa e processa os dados das várias fontes. O diagrama de fluxo da informação pode ser resumido em: Figura 3 Fluxo da Informação da solução Takadu Neste caso aplicado à entidade gestora Yarra Valley Water, mas similar aos processos gerais de aquisição e transmissão de dados da Takadu. A informação é analisada pelo sistema que servirá para modelar a utilização normal do sistema em qualquer ponto em determinado período de tempo, realizando-se uma análise estatística entre diferentes medidas recebidas da rede. Os eventos são despoletados quando existem variações significativas da rede e os alertas são emitidos em estados muito precoces de início, permitindo desencadear atuações das equipas de manutenção e operacionais com ganhos consideráveis. Estes alertas ou eventos, como são definidos, são imediatamente classificados e são assignados aos responsáveis por cada um dos tipos de eventos. Usualmente classificam-se por: - ruturas - fugas - eventos de tendência - passagem de caudal entre ZMC s - problemas de pressão - níveis de reservatórios - problemas de medição de caudal ( contadores em avaria) - utilização indevida da água (exº roubos) - qualidade da água (Cl, ph, turbidez, etc.) - etc. Poderão ter mais classificações, consoante as necessidades de cada entidade gestora. O sottware vai aprendendo, através dos algoritmos que possui, com as variações que ocorrem na rede e vai ajustando o modelo de previsão e de eventos, e simultaneamente, faz a comparação com zonas limítrofes e de caraterísticas muito similares de funcionamento. Desta forma o software está em constante calibração que lhe permite distinguir eventos normais dos fora do normal. Após a indicação dos eventos e estes estarem assignados ao responsável, os mesmos poderão ser priorizados consoante a importância que têm ou relevância de local, ou qualquer outra prioridade baseada na decisão humana do gestor do evento. 4

5 Quando sabemos que 90 % das fugas ocorrem sem que haja aparecimento de água à superfície este tipo de informação disponibilizada torna-se mais evidente e importante. Teremos um painel de visualização do que ocorre na rede, fiel da realidade no terreno e que nos permita com o máximo de exatidão e precisão identificar os locais em que ocorrem eventos que necessitam de intervenção. Figura 4 - Exemplo de visualização da lista dos eventos que estão a ocorrer na rede rede dos SMAS de Loures Exemplos da utilização em entidades gestoras de água Thames Water Reino Unido Sendo a maior entidade gestora do Reino Unido, com 9 milhões de clientes de fornecimento de água, 2600 milhões de litros de água aduzidos por dia, 4500 empregados e com uma rede de condutas muito antiga (da era Vitoriana), é reconhecida pela liderança no Reino Unidos na adoção de muitas práticas que permitem a redução de NRW. Figura 5 - Mapa de Localização do Thames 5

6 Após a implementação de ZMC s, assim como um programa de deteção ativa de fugas, decidiram por executarem um projeto piloto com a Takadu com cerca de 3200 km s de rede monitorizada em 19 locais distintos. Os resultados obtidos com a implementação identificados pela entidade gestora foram: fugas a) 2,5 vezes de aumento na eficiência de deteção de fugas pelas equipas de deteção ativa de b) diminuição de 9,2% de custos anuais na localização de fugas c) Até menos 9 dias na deteção de fugas comparando com o método utilizado até então d) ganho de 3,5 horas no aviso de eventos de ruturas e) ROI de 250 % a partir do primeiro dia. Hagihon Company Ltd. Jerusalem Area's Water and Wastewater Utility - Israel Esta entidade gestora, faz a gestão das águas de abastecimento público e águas residuais da zona de Jerusalém. É a maior entidade gestora de Israel em baixa, fornecendo água a cerca de de pessoas com cerca de 1200 kms de rede principal. Em 2011 atingiram um valor de NRW de 12,8 %, sendo mencionado que é cerca de 6,8%, desse total é devido a grandes roubos em algumas áreas de abastecimento pelo que o valor de NRW duplica (12,8%). Esta entidade gestora carateriza-se pelo apoio contínuo a empresas start ups, onde disponibiliza a sua rede para implementar projetos de teste que permitam ganhos de eficiência em toda a organização e que permitam alcançar os objetivos estratégicos estipulados para a entidade gestora em causa. Com a implementação da Takadu em 2009, procurava-se melhorar a performance da entidade, ao nível das decisões de manutenção, planeamento e operação, onde o desafio era converter grandes quantidades de informação que causavam entropia, em informação válida que promova a eficiência da entidade. No início da implementação do projeto piloto, os técnicos da Hagihon faziam a deteção de fugas pela observação do balanço hídrico mensal por zona e com a observação dos caudais mínimos noturnos em cada uma das ZMC s respetivamente. Após a adoção do Takadu, a primeira perceção que ocorreu na entidade foi a de que era necessário modificar a estrutura organizacional e operacional da entidade, permitindo classificar os eventos em 2 tipos: os detetados mais precocemente e os que muito provavelmente não seriam detetados sem a ajuda da Takadu. 6

7 Figura 6 - Exemplo de vista de lista de eventos - Hagihon Resultados obtidos: - investigação das fugas num estado de desenvolvimento mais precoce, evitando ruturas de grandes dimensões e grandes investimentos de reparação, - aumento da qualidade de serviço aos clientes e diminuição de perdas de água por atuação mais precoce. - indicação clara e atempada de mau funcionamento de sensores da rede - melhoria dos reports a obter pela entidade a partir do centro de comando - obtenção de toda informação da rede num só visor com indicação dos eventos a considerar e priorizar - capacidade de identificar claramente pontes entre ZMC s, situação que é comum na operação de sistemas de água, e que permite a diminuição de custos também de energia, além de melhoria no cálculo da NRW para cada ZMC. - alertas por uso indevido de água por roubos ou utilização indevida (autorizada ou não) - melhoria da visualização dos parâmetros de segurança no fornecimento de água, ao permitir a monitorização da qualidade de água a fornecer (Cl, ph, turbidez). 7

8 Figura 7 - Exº: de vista geral da zona monitorizada, dividida por zonas e com a indicação por cores de quais as zonas que apresentam maior número de eventos. Yarra Valley Water Australia Localizada na zona de Melbourne esta entidade gestora de água e saneamento, serve 1,7 milhões de pessoas em baixa, adquirindo em alta a água a um operador (Melbourne Water). Neste momento é responsável por kms de rede de água para abastecimento público e km s de águas residuais e pluviais. Tem um percurso muito evidente e focado na diminuição de NRW na sua atuação que se pode resumir ao seguinte quadro: 8

9 Figura 8 Actividades da YVW para redução de NRW O mesmo permite cruzar as perdas por ligação, ao longo do tempo (anos) com o início da tomada de medidas que têm vindo a ser iniciadas e mantidas ao longo do tempo. Pelas perdas de água não faturada de (NRW) evidenciadas de 12%, optaram pela utilização em 2011 do software Takadu com as seguintes intenções: - integrar os vários sistemas existentes e fontes de informação Necessidades primárias: - aumento da eficiência na deteção de fugas - aumento da disponibilidade de medições nos contadores - verificação da leituras e faturas de compra de água ao fornecedor em alta (em desenvolvimento) Outros benefícios observados com a implementação do sistema: - evitaram-se medições de caudal temporárias para modelação hidráulica - deteção de falhas nos ativos antes de falhas reais na rede - identificação de potenciais roubos de água que permitem melhor investigação 9

10 - deteção de passagem de água entre ZMC s devido a má operação de válvulas de seccionamento. - capacidade para os operadores da rede receberem um feed-back muito rápido do seu desempenho nas reparações, manutenções e operação da rede. Foram detetados 5 áreas em que os resultados foram mais evidentes no início: - capacidade dos modelos interpretarem e classificarem as reações do sistema (muito importante para a entidade gestora) - Precisão nas geolocalizações - capacidade de detetar problemas e falhas dos contadores - Prevenção de ruturas ao prevenir as fugas antecipadamente - Ganhos de eficiência Foram também realizadas avaliações iniciais nos 3 primeiros meses de instalação do Takadu. Foram despoletados 417 eventos com as seguintes classificações: 1% 1% Classificação de eventos 0% Flow Increase 11% 11% 12% 8% 13% 43% Meter Nega<ve Flow Transmission error Pressure Flow Decrease Level Vola<le Flow signal Flow Trend Figura 9 - Classificação de Eventos O flow increase monitorizado incluía rebentamentos (bursts), fugas (leakages) e aumento de caudal (flow increase) por outras razões. Posteriormente foi dividido nestas 3 classificações. Outra avaliação que se pretendeu fazer foi aferir a simultaneidade entre eventos detetados e os reais. Os eventos foram confirmados pelas equipas no terreno. O gráfico abaixo traduz o ocorrido: 10

11 Confirmação dos eventos pelos operadores Confirmed Bursts 4% 8% 8% 12% 9% 18% 17% 10% 11% 3% Confirmed Leaks Analysed flow increase Opera<onal papern changes Exis<ng event re- alerts Classified as non- useful Figura 10 Gráfico da confirmação dos eventos pelos operadores Apenas 10% dos eventos detetados foram classificados como não úteis, e a grande maioria destes 10% foram detetados na altura inicial de arranque e afinação do sistema, que ao longo do tempo diminuíram consideravelmente com a afinação dos algoritmos Numa segunda avaliação de Junho a Setembro os resultados evidenciados foram: 16 Eventos de Junho- Set 2011 Número de eventos Burst Leak Unconfirmed leak Unconfirmed burst Meter Issues U<lity Opera<ons June to July July to Aug Aug to Sept Figura 11 Gráfico de registo de eventos Nesta avaliação é possível evidenciar um claro aumento da capacidade de identificar os eventos corretamente. Fugas e rebentamentos não confirmados com alta probabilidade de ocorrência, com difícil verificação no terreno ou através de registos. Com este teste do quadrimestre (Junho a Setembro) registaram-se também os seguintes valores relacionados entre perdas de água (Mega litros), número de fugas e dimensão das fugas (l/s). 11

12 Figura 12- Gráfico da análise das fugas de junh-set 2011 É percetível que ocorreu uma diminuição muito grande das perdas, onde se atingiram poupanças muito significativas, verificou-se também uma diminuição do número de fugas no período de análise e que essas mesmas fugas tiveram maior dimensão. Outra análise verificada foi que desde a ocorrência e a sinalização e classificação da mesma, passaram-se 2 horas (valor coincidente com outros clientes Takadu). Durante a noite, a deteção de rebentamentos tem uma média de 3 a 4 horas entre a ocorrência e uma chamada de um consumidor, pelo que este diferencial representa um ganho de operação, económico e de qualidade de serviço. Outras situações que foram analisadas: 1) Precisão nas classificações de geolocalização Com a implementação simultânea do SIG pela entidade gestora foi possível localizar em mapa utilizado, os locais mais prováveis da existência do evento. A localização efetuada não é mais do que a indicação dentro da zona assinalada de subzonas com diversos graus de probabilidade de ocorrência do evento. Esta ferramenta beneficia bastante com a existência de um número de sensores (pressão e caudal) com verdadeira representatividade da rede. Foram atingidos valores de probabilidade de localização com indicações de 25% da área total como mais prováveis, quando apenas existia um sensor de pressão e caudal na zona de entrada da zona. Estes valores foram ainda superados para maior precisão quando havia uma maior densidade de sensores. 2) Capacidade de detetar problemas associados a contagem e falha de medição Esta avaliação também foi executada, com o intuito não só de detetar de imediato as paragens de contagens dos contadores mecânicos, mas acima de tudo avaliar a degradação ao longo do tempo das contagens que é normal em contadores mecânicos. Foi verificado que em 26 contadores foram identificadas falhas e que estas foram identificadas 6 dias mais cedo que anteriores medições. Destes 26, 6 deles com comportamento anormal seria impossível de detetar utilizando apenas a verificação de valores máximos e mínimos. É de ressaltar também que é muito importante ter contadores de grande fiabilidade e precisão instalados na rede. 3) Prevenção de rebentamentos por deteção de fugas mais atempada: Neste ponto não foi possível concluir em definitivo que a deteção mais atempada de fugas seja uma consequência da existência de menos rebentamentos na rede. Nalguns casos analisados numa zona, os rebentamentos eram precedidos de fugas, mas nem sempre ocorreu desta 12

13 forma, pois por vezes os rebentamentos ocorriam sem qualquer fuga prévia. O que se verificou foi que após um rebentamento, essa zona fica com maior predisposição para a ocorrência de mais rebentamentos, sendo assim classificado como uma zona cluster de rebentamentos. 4) Ganhos de eficiência: Foi iniciado um programa de avaliação que embora sem ainda ter estar terminado, foi indicado que o ROI na adoção desta solução representa entre -10% e 40% sobre o valor da atuação normal e que ocorria até aí na entidade gestora, contabilizando os custos de implementação e de operação desta nova solução. Ainda com esta avaliação a decorrer, a Yarra Valey Water decidiu alargar a aplicação da ferramenta a toda a rede gerida (9000 kms de rede), pois considerou que as mais valias eram demasiados significativas para que as restante zonas não fossem beneficiadas. Foram identificadas algumas limitações na análise que vão ocorrer posteriormente, permitindo avaliações a longo prazo e de forma mais generalizada de uma entidade gestora. As limitações encontradas foram: - projeto com apenas uma parte da rede, que pode reduzir efeitos combinados de uma entidade gestora trabalhar toda sob a mesma forma - o sistema não foi totalmente integrado na monitorização do fluxo de trabalho da entidade. - O teste foi realizado num ambiente de tempo não real, uma vez que o SCADA estava em processo de atualização e beneficiação. Outros desafios para a operação com o sistema TAKADU pretendidos pela YVW para os próximos anos: - integração e análise dos valores de faturação da água adquirida a terceiros (em alta) - desenvolvimento e apoio na modelação hidráulica de redes - apoio na gestão operacional (exº ordens de serviço) - apoio na gestão de topo da entidade - integração das soluções de AMR/telemetria com a Takadu, para apoio à gestão operacional, comercial e relacional com os clientes. Serviços Municipalizados de Loures Portugal Os serviços Municipalizados de Loures, gerem cerca de consumidores em dois concelhos limítrofes: Loures e Odivelas, com um comprimento de rede oficioso de km s de rede de abastecimento público de água. Possuem informação da rede monitorizada, especialmente em SCADA de 70% da rede, faltando monitorizar de forma sistemática os restantes 30%, correspondentes á parte Norte do concelho de Loures. A implementação da ferramenta Takadu, vem de encontro a uma necessidade identificada, dentro da estratégia de diminuição da água não faturada nos concelhos de gestão de Loures e Odivelas. O objetivo inicial indicado seria a localização mais precisa de fugas, pequenas roturas da rede, consumos ilícitos e regas. 13

14 A implementação do sistema iniciou-se após a sua adjudicação em Abril de 2013 e encontra-se em fase de afinação final e calibração dos eventos e agregação de todas as fontes de informação da rede (loggers de pressão e caudal, SIG, SCADA, grandes consumidores monitorizados, etc.). É estimado que até ao final do ano as integrações estejam realizadas, por forma a colocar todas as fontes de informação da rede monitorizadas num só software de visualização, embora sejam e continuem a ser trabalhadas em áreas diferentes da entidade gestora. Foram criadas as seguintes zonas e subzonas, que representam em quadro a estrutura da rede monitorizada pelo SCADA. Figura 13 Figura da lista de estrutura da rede criada Da implementação do Takadu foi identificada como interessante a seguinte classificação de eventos: Figura 14 Exemplo de classificação de eventos Foram detetados até final de Outubro 1136 eventos relacionados com as descrições acima. É de notar que neste momento procedem-se a afinações que permitam diminuir o número de eventos que causem ruído e demasiada informação que não pode ser trabalhada em tempo real. Do trabalho até agora evidenciado pelo Takadu, houve uma rápida perceção pela entidade gestora de que o fluxo de trabalho da entidade terá que mudar de forma significativa para que se 14

15 consiga responder de forma eficaz e eficiente à informação e dados gerados, permitindo a diminuição da água não faturada (NRW) que neste momento é significativa. Espelho destas modificações é o fato da equipa de deteção de fugas até aqui ter uma dimensão de 3 pessoas, e ter sido duplicada, podendo eventualmente ter que ser aumentada ainda mais para dar resposta não só aos inputs disponibilizados pelo Takadu, mas também a outros serviços que são prestados á população servida (exº deteção de fugas dentro dos edifícios privados dos clientes). Exemplo de evento significativo de aviso para os SMAS de Loures. Tipo de evento: Fuga/Leak Figura 14 Imagem de um exemplo de evento tipo fuga Exemplo de evento: trend. Figura 15 Exemplo de um evento tipo trend 15

16 Evidencia uma pequena fuga que tem vindo a aumentar a sua dimensão de forma gradual. No momento da análise tinha uma existência de 27.8 semanas de existência. Foi despoletado um evento que levará a que a equipa de deteção de fugas vá para o terreno analisar e aferir a localização da fuga. Eventos deste tipo são especialmente bem detetados pelo Takadu, auxiliando o que à partida humanamente não era possível de identificar. Exemplo de análise de áreas, priorização segundo vários parâmetros á escolha do gestor e indicadores de performance da área em análise, que contribuirão para uma correta gestão patrimonial de ativos. Figura 16 - Exemplo de análise de áreas Da análise que foi ocorrendo dos eventos, a partir de finais de Abril/inícios de Maio evidenciou-se um tipo de evento de aumento de caudal (flow increase) que é bastante comum em Portugal pelo seu clima. As regas começaram a ser efetuadas, tanto em jardins privados, como nos jardins públicos. Como os jardins públicos na sua grande maioria não possuem ainda contadores de água para as regas, não é possível cruzar os dados do departamento comercial com das operações. Começou a ser patente que as regas assumiam valores muito significativos na rede, pelos consumos imediatos que originavam. Foram mais evidentes as regas programadas para o período noturno na análise de gráficos e que de imediato passaram a ser classificados com a tag irrigation, dada a relevância deste tipo de eventos. 16

17 Figura 17 - Exemplo de evento de rega. É visível o aumento de consumo durante o período noturno e de forma periódica. Pela quantidade de eventos que surgiram no início, de imediato os SM de Loures ficaram alertados para uma situação já conhecida, mas que não havia uma clara noção da dimensão do problema. É de salientar que mais facilmente se detetaram estes eventos de rega programada, mas é sabido que muitos outros eventos de rega manual e não programada ocorrerem e ocorreram durante os meses secos de Primavera e Verão, detetados e indicados apenas como picos de consumo. Foi mencionado problema, pois pela dimensão de espaços verdes de ambos os concelhos, que são cerca de m2 ou seja cerca de 90 ha, ou seja, cerca de 90 campos de futebol relvado, é muito provável que a agora contabilização de caudais efetivamente pagos pelas CM de Loures e Odivelas fique bastante aquém do efetivamente consumido, uma vez que são efetivamente pagos por calculo aproximado entre área e consumo estimado por m2 e dia. Foi estimado recentemente que uma correta avaliação da água consumida para rega de espaços verdes possa representar cerca de 2% de diminuição da percentagem de NRW dos SM de Loures. Também em consumos ilícitos, os eventos despoletados têm mostrado a mais valia da Takadu, embora num valor representativo relativamente pequeno para a realidade do concelho. Com a implementação pensada pelos SM de Loures para a aferição de ligações não declaradas à rede e utilizações indevidas, através de uma campanha e utilização corrente de ferramentas para esta propósito, será feito novo balanço onde se julga poder atingir resultados significativos. È de referir que muitos bairros de Loures tiveram génese ilegal e que portanto as infraestruturas foram realizadas de forma não legalizada, nem inspecionada. Propostas para o futuro na implementação do Takadu em Loures: - monitorizar a restante área em falta com SCADA e posteriormente com Takadu - analisar a problemática das regas com o uso do TAKADU, para posteriormente delinear uma proposta de instalação de contadores nos espaços verdes. - Ajustamentos dos valores efetivamente consumidos e calculados nas regas. - avaliação correta dos KPI s da entidade 17

18 - integração dos dados originados e condensados no Takadu, devem, estar disponíveis para a gestão patrimonial de ativos da forma mais célere possível. - avaliar a eficiência e tempos de atuação das equipas de deteção e reparação de fugas e rebentamentos, antes e depois da utilização do Takadu CONCLUSÕES Nestas entidades analisadas a utilização da ferramenta Takadu auxiliou bastante e é fundamental para se ter uma visão clara da situação da rede e um utensílio fundamental no combate às perdas e diminuição da água não faturada NRW. A aplicação deste software permitiu em cada uma das entidades pelas suas caraterísticas diferentes entre si e pelos caminhos já percorridos a diminuição da NRW. A atualização constante com disponibilização de mais ferramentas ao dispor dos clientes pelatakadu, eploe menos bimensal, tem também sido uma mais valia, pois as mesmas ferramentas são desenvolvidas com base nas necessidades dos clientes (exºs criação de uma página de vista de áreas, disponibilização de indicadores para gestão patrimonial de infraestruturas, disponibilização de novos gráficos de visualização e análise dos eventos, criação de uma área de reports para a gestão de topo e operacional das entidades gestoras, etc.). 18

19 AGRADECIMENTOS À equipa de gestão e operacional dos Serviços Municipalizados de LOURES APDA associação portuguesa de Distribuição de Água e Drenagem de Águas 19

20 BIBLIOGRAFIA Thomspon, Ken (Yarra Valley Water), et al.. - Yarra Valley Water s Efficiency and IWN journey, 2011 Takadu Publication- Implementation of Smart Water Technology at Hagihon, 2012 Horowitz, Guy (Takadu) - Using Water Infrastructure Monitoring and Smart Water: Select Case Studies, 2012 TaKaDu in Yarra Valley Water - Taking a Successful Utility to the Next Level of Operational Excellence 20

WONE Water Optimization for Network Efficiency Otimizar a Gestão de Redes e o Controlo de Perdas de Água

WONE Water Optimization for Network Efficiency Otimizar a Gestão de Redes e o Controlo de Perdas de Água WONE Water Optimization for Network Efficiency Otimizar a Gestão de Redes e o Controlo de Perdas de Água CONTEXTO DO PAÍS As fugas de água nos sistemas de abastecimento são um problema, mas têm de deixar

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA PARA A GESTÃO E REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA NA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DA EPAL

DESENVOLVIMENTO E IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA PARA A GESTÃO E REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA NA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DA EPAL DESENVOLVIMENTO E IMPLEMENTAÇÃO DE UM SISTEMA PARA A GESTÃO E REDUÇÃO DE PERDAS DE ÁGUA NA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DA EPAL AGENDA 1. Quem somos 2. Situação da EPAL e Estratégia Adotada 3. Solução Desenvolvida

Leia mais

FICHA DE BOAS PRÁTICAS Eficiência dos Sistemas de Abastecimento de Água

FICHA DE BOAS PRÁTICAS Eficiência dos Sistemas de Abastecimento de Água FICHA DE BOAS PRÁTICAS Eficiência dos Sistemas de Abastecimento de Água Versão de: Junho 2014 Página: 1 7 TEMA: SETORIZAÇÃO DA REDE ENQUADRAMENTO O controlo de perdas de água é fundamental para melhorar

Leia mais

Termos de referência para o cadastro das infraestruturas de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais

Termos de referência para o cadastro das infraestruturas de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais Termos de referência para o cadastro das infraestruturas de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais Enquadramento A base do conhecimento de qualquer sistema de abastecimento de água e

Leia mais

A INFORMAÇÃO AO SERVIÇO DA ENTIDADE GESTORA E DO UTILIZADOR

A INFORMAÇÃO AO SERVIÇO DA ENTIDADE GESTORA E DO UTILIZADOR A INFORMAÇÃO AO SERVIÇO DA ENTIDADE GESTORA E DO UTILIZADOR José AGOSTINHO 1 ; Paulo OLIVEIRA 2 ; RESUMO Na era das Tecnologias da Informação, qualquer Entidade Gestora só consegue efetivamente gerir uma

Leia mais

Projecto WONE - Ferramenta para a Gestão de Perdas

Projecto WONE - Ferramenta para a Gestão de Perdas Seminário A Gestão da Água no Sector Público e Residencial Projecto WONE - Ferramenta para a Gestão de Perdas Coruche, 21 março 2014 AGENDA 1. CONTEXTO DO PAÍS 2. SITUAÇÃO DA EPAL E ESTRATÉGIA ADOTADA

Leia mais

Prognos SMART OPTIMIZATION

Prognos SMART OPTIMIZATION Prognos SMART OPTIMIZATION A resposta aos seus desafios Menos estimativas e mais controlo na distribuição A ISA desenvolveu um novo software que permite o acesso a dados remotos. Através de informação

Leia mais

Palavras-chave: Prioritização de Investimentos; Gestão de Activos; Matriz Multicritério; Rede de Distribuição; Sistema de Informação Geográfica.

Palavras-chave: Prioritização de Investimentos; Gestão de Activos; Matriz Multicritério; Rede de Distribuição; Sistema de Informação Geográfica. GESTÃO DE ACTIVOS Palavras-chave: Prioritização de Investimentos; Gestão de Activos; Matriz Multicritério; Rede de Distribuição; Sistema de Informação Geográfica. A EPAL caracteriza-se por ser uma empresa

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO DE REDUÇÃO DE PERDAS DETEÇÃO E CONTROLO DE FUGAS

PLANO ESTRATÉGICO DE REDUÇÃO DE PERDAS DETEÇÃO E CONTROLO DE FUGAS PLANO ESTRATÉGICO DE REDUÇÃO DE PERDAS DETEÇÃO E CONTROLO DE FUGAS 1 2 Índice I. INTRODUÇÃO AO PROBLEMA 03 II. 1. 2. 3. 3.1. 3.2. 3.3. 3.4. 1. 2. 3. 3.1. 3.2. 3.3. 4. 4.1. 4.2. 4.3. Introdução Formação

Leia mais

FICHA DE BOAS PRÁTICAS Eficiência dos Sistemas de Abastecimento de Água

FICHA DE BOAS PRÁTICAS Eficiência dos Sistemas de Abastecimento de Água FICHA DE BOAS PRÁTICAS Eficiência dos Sistemas de Abastecimento de Água Versão de: Outubro 2014 Página: 1 8 TEMA: ENQUADRAMENTO O aparecimento de fugas de água é uma realidade em qualquer sistema de abastecimento

Leia mais

Turismo e Água Proteger o nosso futuro comum Dia Mundial do Turismo 2013

Turismo e Água Proteger o nosso futuro comum Dia Mundial do Turismo 2013 Turismo e Água Proteger o nosso futuro comum Dia Mundial do Turismo 2013 Caraterização das práticas relacionadas com o consumo de água nas empresas de alojamento turístico de Montemor-o-Novo Anualmente,

Leia mais

A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Agenda Enquadramento dos consumos Energéticos nos Edifícios e no ramo Hoteleiro Enerbiz Conceito Geral e explicação funcional Conclusões e Aspetos Gerais Índice Enquadramento

Leia mais

ABORDAGEM À ÁGUA NÃO FACTURADA NA AGS

ABORDAGEM À ÁGUA NÃO FACTURADA NA AGS ABORDAGEM À ÁGUA NÃO FACTURADA NA AGS Outubro 2014 Ordem dos Engenheiros Benchmarking Lounge de Ambiente ÍNDICE 1 2 3 4 5 INTRODUÇÃO ABORDAGEM À ÁGUA NÃO FACTURADA METODOLOGIA COLABORAÇÃO TÉCNICA NO GRUPO

Leia mais

Solução de Telecontagem. Gestão de Contratos. Esta solução é indicada para sistemas de contagem de caudal usando um mínimo de recursos.

Solução de Telecontagem. Gestão de Contratos. Esta solução é indicada para sistemas de contagem de caudal usando um mínimo de recursos. Solução de Telecontagem Esta solução é indicada para sistemas de contagem de caudal usando um mínimo de recursos. Os Dataloggers utilizados neste sistema, dispensam a necessidade de rede elétrica. Para

Leia mais

Soluções de monitorização e gestão remota para o. Setor das Águas. Business

Soluções de monitorização e gestão remota para o. Setor das Águas. Business Soluções de monitorização e gestão remota para o Setor das Águas Business Água, fonte de vida e de desenvolvimento A água é essencial para a vida humana, para a natureza e para a economia. É um recurso

Leia mais

CONTRIBUTO DA INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA NA GESTÃO OPERACIONAL DE ENTIDADES GESTORAS DE SERVIÇOS DE ÁGUAS

CONTRIBUTO DA INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA NA GESTÃO OPERACIONAL DE ENTIDADES GESTORAS DE SERVIÇOS DE ÁGUAS CONTRIBUTO DA INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA NA GESTÃO OPERACIONAL DE ENTIDADES GESTORAS DE SERVIÇOS DE ÁGUAS JOÃO COELHO RITA ALMEIDA ALICE GANHÃO ANA SANTOS JOÃO FELICIANO Conferência Nacional de Geodecisão Escola

Leia mais

Sumário executivo. Em conjunto, as empresas que implementaram

Sumário executivo. Em conjunto, as empresas que implementaram 10 Sumário executivo Conclusões coordenadas pela Deloitte, em articulação com os membros do Grupo de Trabalho da AÇÃO 7 Sumário executivo Em conjunto, as empresas que implementaram estes 17 projetos representam

Leia mais

CDE Agências Bancárias

CDE Agências Bancárias CDE Agências Bancárias Andreia Carreiro Innovation Project Manager acarreiro@isa.pt Agenda 1. ISA Intelligent Sensing Anywhere S.A. ; 2. CDE BES Banco Espirito Santo; 1. Motivação; 2. Objetivos; 3. Dados

Leia mais

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO. Resumo

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO. Resumo SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E TELEGESTÃO DE REDES DE REGA EM PRESSÃO. CASO DE ESTUDO Autores: ISABEL GRAZINA Eng.ª Civil, EDIA, Rua Zeca Afonso, 2 7800-522 Beja, 00351284315100, igrazina@edia.pt JOSÉ CARLOS

Leia mais

CATÁLOGO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA. Valorizamos a sua energia

CATÁLOGO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA. Valorizamos a sua energia CATÁLOGO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Valorizamos a sua energia ÍNDICE AUTOCONSUMO FOTOVOLTAICO AR COMPRIMIDO CORREÇÃO FATOR DE POTÊNCIA DIAGNÓSTICO E AUDITORIA ENERGÉTICA ILUMINAÇÃO MONITORIZAÇÃO DE ENERGIA

Leia mais

sistematizar e otimizar todos os processos de patrimoniação

sistematizar e otimizar todos os processos de patrimoniação A plataforma FAMS melhora ou substitui as funcionalidades da gestão patrimonial dos ERP mais implementados no mercado, integrando-se facilmente com eles através de processos automatizados. Sistema WebBased,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE UMA PLATAFORMA AGREGADORA DE PROCESSOS NA GESTÃO OPERACIONAL DE UM SISTEMA MULTIMUNICIPAL

A IMPORTÂNCIA DE UMA PLATAFORMA AGREGADORA DE PROCESSOS NA GESTÃO OPERACIONAL DE UM SISTEMA MULTIMUNICIPAL A IMPORTÂNCIA DE UMA PLATAFORMA AGREGADORA DE PROCESSOS NA GESTÃO OPERACIONAL DE UM SISTEMA MULTIMUNICIPAL O case study da aplicação da plataforma NAVIA no processo de fusão da Águas do Noroeste Liliana

Leia mais

GIBDQA: GESTÃO INTEGRADA DE BASES DE DADOS DA QUALIDADE DA ÁGUA

GIBDQA: GESTÃO INTEGRADA DE BASES DE DADOS DA QUALIDADE DA ÁGUA GIBDQA: GESTÃO INTEGRADA DE BASES DE DADOS DA QUALIDADE DA ÁGUA Sandra CARVALHO 1, Pedro GALVÃO 2, Cátia ALVES 3, Luís ALMEIDA 4 e Adélio SILVA 5 RESUMO As empresas de abastecimento de água gerem diariamente

Leia mais

Análise de Sistemas e Gestão de Projetos

Análise de Sistemas e Gestão de Projetos 4º Ano MIEEC Departamento de Engenharia Eletrotécnica e de Computadores Equipa 4 Smart Rocks ANÁLISE FUNCIONAL Análise de Sistemas e Gestão de Projetos Maio 2012 1 2 Índice Introdução... 4 Análise Funcional...

Leia mais

Gestão de Perdas. Glauco Montagna

Gestão de Perdas. Glauco Montagna Gestão de Perdas Glauco Montagna Agenda 1. A perda de água 2. Gestão de perda de água 3. Redes de água inteligentes 4. Caso de Sucesso Componentes (1) Componentes (2) A perda de água é a somatória de:

Leia mais

Prevenção de incêndios

Prevenção de incêndios Prevenção de incêndios 1 Prevenção de incêndios Entre 2008 e 2013, os falsos alarmes de incêndio nos centros comerciais da Sonae Sierra dispararam entre 5.000 a 7.000 vezes por ano. Mesmo não pondo em

Leia mais

WORKSHOP Plano para preservar os Recursos Hídricos da Europa (Blueprint) - Perspetivas para Portugal

WORKSHOP Plano para preservar os Recursos Hídricos da Europa (Blueprint) - Perspetivas para Portugal Eficiência dos sistemas de abastecimento de água para consumo humano WORKSHOP Plano para preservar os Recursos Hídricos da Europa (Blueprint) - Perspetivas para Portugal IPQ, 9 de abril de 2014 Os serviços

Leia mais

(Assinalar com X a opção de submissão desejada)

(Assinalar com X a opção de submissão desejada) Apenas Comunicação Oral X Apenas Poster Comunicação Oral ou Poster (Assinalar com X a opção de submissão desejada) APLICAÇÃO DO MODELO DE SIMULAÇÃO HIDRÁULICA EPANET INTEGRADO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Leia mais

Global Energy Meter - G.E.M.

Global Energy Meter - G.E.M. Global Energy Meter - G.E.M. Solução de Monitorização de Consumos de Energia Elétrica Reduzir o consumo de energia é visto hoje em dia como algo positivo e necessário não só para o ambiente mas também

Leia mais

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os contadores domiciliários de água

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os contadores domiciliários de água 3 Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos Os contadores domiciliários de água Saiba a resposta às seguintes questões: O que são contadores de água? Existe alguma relação

Leia mais

21 de Junho de 2012 Viana do Castelo

21 de Junho de 2012 Viana do Castelo 21 de Junho de 2012 Viana do Castelo Enquadramento Enquadramento Os SMSBVC são a entidade gestora do concelho de Viana do Castelo desde 1928 Captação, Tratamento e Distribuição de Água Potável para Consumo

Leia mais

Dispositivo ZigBee. Desta forma obtêm-se redes maiores, mais robustas e com alto rendimento por ponto de leitura.

Dispositivo ZigBee. Desta forma obtêm-se redes maiores, mais robustas e com alto rendimento por ponto de leitura. Dado que o planeta onde vivemos tem como principal característica a abundância de água, fomos ao longo dos anos explorando esse recurso essencial à nossa vida. Por outro lado, este elemento de qualidade

Leia mais

Dream Energis. Sistema de Eficiência Energética A forma inteligente de medir e controlar a sua energia. Dream Code

Dream Energis. Sistema de Eficiência Energética A forma inteligente de medir e controlar a sua energia. Dream Code Dream Energis Sistema de Eficiência Energética A forma inteligente de medir e controlar a sua energia Dream Code Como podemos ajudá-lo a poupar energia? Estimativa de18% de poupança de energia todos os

Leia mais

ALD PROFLEET2 SOLUÇÕES AVANÇADAS DE TELEMÁTICA

ALD PROFLEET2 SOLUÇÕES AVANÇADAS DE TELEMÁTICA ALD PROFLEET2 SOLUÇÕES AVANÇADAS DE TELEMÁTICA O que é o ALD ProFleet2? É um serviço de dados que utiliza um sistema telemático avançado de gestão de frotas e que lhe permite administrar, localizar em

Leia mais

Conteúdo Gestão Avançada de Sistemas de Abastecimento de Água. Factores que influenciam as perdas reais. Factores que influenciam as perdas aparentes

Conteúdo Gestão Avançada de Sistemas de Abastecimento de Água. Factores que influenciam as perdas reais. Factores que influenciam as perdas aparentes Gestão Avançada de Sistemas de Abastecimento de Tema 5 - Gestão da eficiência dos s Parte II: Controlo de perdas de Dídia Covas didia.covas@civil.ist.utl.pt; didia.covas@gmail.com) IST, 2, 9 e 16 de Junho

Leia mais

- Sistemas em alta: Inclui as entidades gestoras operadoras de sistemas multimunicipais e similares;

- Sistemas em alta: Inclui as entidades gestoras operadoras de sistemas multimunicipais e similares; GUIA PARA DEFINIÇÃO E INTERPRETAÇÃO DAS ENTIDADES OBJECTO DO INQUÉRITO INDICADORES DE GESTÃO PARA ENTIDADES GESTORAS DE SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA A designação, significado e interpretação das Variáveis

Leia mais

PLATAFORMA DE TEMPO REAL PARA GESTÃO DE EVENTOS COMPLEXOS PARA CONSTRUÇÃO DE MODELOS DE TRÁFEGO E DE APOIO ONLINE À OPERAÇÃO DE CENTRO DE TRÁFEGO

PLATAFORMA DE TEMPO REAL PARA GESTÃO DE EVENTOS COMPLEXOS PARA CONSTRUÇÃO DE MODELOS DE TRÁFEGO E DE APOIO ONLINE À OPERAÇÃO DE CENTRO DE TRÁFEGO PLATAFORMA DE TEMPO REAL PARA GESTÃO DE EVENTOS COMPLEXOS PARA CONSTRUÇÃO DE MODELOS DE TRÁFEGO E DE APOIO ONLINE À OPERAÇÃO DE CENTRO DE TRÁFEGO Rui Ribeiro 1, Rita Cruz 2, José Maçarico 3, Luis Neves

Leia mais

Redes de águas inteligentes e a gestão de perdas. Glauco Montagna Gerente de Contas Estratégicas - Saneamento

Redes de águas inteligentes e a gestão de perdas. Glauco Montagna Gerente de Contas Estratégicas - Saneamento Redes de águas inteligentes e a gestão de perdas Glauco Montagna Gerente de Contas Estratégicas - Saneamento ABIMAQ / SINDESAM ABIMAQ Fundada em 1937, com 4.500 empresas representadas em 26 Câmaras Setoriais.

Leia mais

Case Study Boavista Golf. Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe.

Case Study Boavista Golf. Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe. Case Study Boavista Golf Sistema de Monitorização e Controlo da Produção de Água para Rega de Campos de Golfe. Introdução Portugal é considerado, por muitos especialistas, um dos melhores lugares para

Leia mais

SECTOR DA FABRICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS

SECTOR DA FABRICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS #2 SECTOR DA FABRICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS INTERVENÇÕES E CASOS DE SUCESSO Intervenções Durante o período de intervenção do projeto efinerg II, constatou-se que o sector da fabricação de equipamento

Leia mais

BFuture Soluções de Sustentabilidade

BFuture Soluções de Sustentabilidade BFuture Soluções de Sustentabilidade Porque existe um plano B! Hoje em dia é quase consensual que o estilo de vida que se segue nas sociedades ditas desenvolvidas, não é sustentável. Todos começam a ter

Leia mais

Sistema de Vigilância e Alerta de Recursos Hídricos

Sistema de Vigilância e Alerta de Recursos Hídricos O QUE É? O Sistema de Vigilância e Alerta de Recursos Hídricos - SVARH, permite conhecer em tempo-útil o estado hidrológico dos rios e albufeiras do país (níveis de água, caudais e volumes armazenados)

Leia mais

VI-004 MONITORAMENTO EM TEMPO REAL DA QUALIDADE DA ÁGUA DOS MANANCIAIS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO - RMSP

VI-004 MONITORAMENTO EM TEMPO REAL DA QUALIDADE DA ÁGUA DOS MANANCIAIS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO - RMSP VI-004 MONITORAMENTO EM TEMPO REAL DA QUALIDADE DA ÁGUA DOS MANANCIAIS DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO - RMSP Armando Perez Flores (1) Bacharel em Química pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras

Leia mais

PRIMAVERA MAINTENANCE PARA UMA GESTÃO EFICAZ DE EQUIPAMENTOS

PRIMAVERA MAINTENANCE PARA UMA GESTÃO EFICAZ DE EQUIPAMENTOS PRIMAVERA MAINTENANCE PARA UMA GESTÃO EFICAZ DE EQUIPAMENTOS PRIMAVERA MAINTENANCE PARA UMA GESTÃO EFICAZ DE EQUIPAMENTOS 3 A importância de uma Manutenção planeada e estruturada As organizações fazem,

Leia mais

PROTEKTO ACTFAST. Soluções para Segurança Pública. Porque todos os segundos contam

PROTEKTO ACTFAST. Soluções para Segurança Pública. Porque todos os segundos contam PROTEKTO Porque todos os segundos contam Soluções para Segurança Pública A resposta às ocorrências no âmbito da segurança pública, têm de ser imediatas, eficientes e eficazes. Cada resposta operacional,

Leia mais

Dataloggers Diver e software para de águas subterrâneas confiáveis e precisos. Diver-Suite

Dataloggers Diver e software para de águas subterrâneas confiáveis e precisos. Diver-Suite Dataloggers Diver e software para de águas subterrâneas confiáveis e precisos Diver-Suite TECNOLOGIA DE MONITORAMENTO INTELIGENTE O Diver-Suite* da Schlumberger Water Services oferece aos especialistas

Leia mais

PRIMAVERA INDUSTRY. Uma solução para as PME industriais

PRIMAVERA INDUSTRY. Uma solução para as PME industriais PRIMAVERA INDUSTRY Uma solução para as PME industriais PRIMAVERA INDUSTRY Uma solução para as PME industriais produtivos de modo a garantir uma maior qualidade dos produtos sujeitos a fabrico, ao menor

Leia mais

Redes Inteligentes. A Rede do Futuro Construída Hoje

Redes Inteligentes. A Rede do Futuro Construída Hoje Redes Inteligentes A Rede do Futuro Construída Hoje Grupo Efacec, Breve descrição Ao longo da sua história, a Efacec tem vindo a antecipar as mudanças num mundo extremamente competitivo, tornando-se numa

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS. Consultores Associados de Organizações e Informática, Lda

CATÁLOGO DE SERVIÇOS. Consultores Associados de Organizações e Informática, Lda CATÁLOGO DE SERVIÇOS Consultores Associados de Organizações e Informática, Lda ÍNDICE ÍNDICE 2 HISTÓRICO DE ALTERAÇÕES 2 1 INTRODUÇÃO 3 2 A CASO 4 2.1 Apresentação 4 2.2 Visão, Missão e Valores 4 3 SERVIÇOS

Leia mais

Etiquetagem energética de janelas

Etiquetagem energética de janelas Etiquetagem energética de janelas Apresentação sumária Outubro 2012 Razões para um sistema de etiquetagem Ferramenta de comunicação de simples compreensão e suporte à decisão a tomar; Potencia a escolha

Leia mais

Solução de gestão de frota automóvel

Solução de gestão de frota automóvel Solução de gestão de frota automóvel Gisgeo Information Systems www.gisgeo.pt UPTEC Parque de Ciência e Tecnologia R. Actor Ferreira da Silva, 100 gisgeo@gisgeo.pt 4200-298 Porto +351 220301572 Portugal

Leia mais

O controlo sobre os custos e utilizadores da frota

O controlo sobre os custos e utilizadores da frota PHC Frota CS O controlo sobre os custos e utilizadores da frota A solução para o controlo total sobre os custos e utilizadores da frota, a sua manutenção e o seu estado. BUSINESS AT SPEED Visite www.phc.pt

Leia mais

GESTÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE SISTEMAS

GESTÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE SISTEMAS GESTÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE SISTEMAS GESTÃO, OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO DE SISTEMAS O SETOR Antes de 1993, a situação global dos serviços de abastecimento público de água e saneamento de águas residuais

Leia mais

LIDACO. Solução Integral para a gestão de atividades ruidosas GESTÃO TOTAL DAS ATIVIDADES RUIDOSAS, SEM NECESSIDADE DE DESLOCAÇÃO

LIDACO. Solução Integral para a gestão de atividades ruidosas GESTÃO TOTAL DAS ATIVIDADES RUIDOSAS, SEM NECESSIDADE DE DESLOCAÇÃO D_LIDACO_v0006_20141223_PT LIDACO Solução Integral para a gestão de atividades ruidosas Características Solução COMPLETA para a gestão de atividades ruidosas. GESTÃO TOTAL DAS ATIVIDADES RUIDOSAS, SEM

Leia mais

Qpoint Rumo à excelência empresarial

Qpoint Rumo à excelência empresarial Qpoint Rumo à excelência empresarial primavera bss A competitividade é cada vez mais decisiva para o sucesso empresarial. A aposta na qualidade e na melhoria contínua da performance dos processos organizacionais

Leia mais

MONITORAMENTO DE SUBESTAÇÕES - A EXPERIÊNCIA CESP

MONITORAMENTO DE SUBESTAÇÕES - A EXPERIÊNCIA CESP GSE/ 2 17 à 22 de outubro de 1999 Foz do Iguaçu Paraná - Brasil GRUPO VIII SUBESTAÇÕES E EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS (GSE) MONITORAMENTO DE SUBESTAÇÕES - A EXPERIÊNCIA CESP Antônio Carlos T. Diogo (*) Manabu

Leia mais

ARTIGO TÉCNICO. Os objectivos do Projecto passam por:

ARTIGO TÉCNICO. Os objectivos do Projecto passam por: A metodologia do Projecto SMART MED PARKS ARTIGO TÉCNICO O Projecto SMART MED PARKS teve o seu início em Fevereiro de 2013, com o objetivo de facultar uma ferramenta analítica de confiança para apoiar

Leia mais

PRIMAVERA MAINTENANCE PARA UMA GESTÃO EFICAZ DE EQUIPAMENTOS

PRIMAVERA MAINTENANCE PARA UMA GESTÃO EFICAZ DE EQUIPAMENTOS PRIMAVERA MAINTENANCE PARA UMA GESTÃO EFICAZ DE EQUIPAMENTOS 3 PRIMAVERA MAINTENANCE PARA UMA GESTÃO EFICAZ DE EQUIPAMENTOS A importância de uma Manutenção planeada e estruturada As organizações fazem,

Leia mais

Janeiro 2012. Instruções de Segurança. Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores

Janeiro 2012. Instruções de Segurança. Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores Cenário 1 Alarme de reconhecimento Responsável Bloco faz o reconhecimento Atuação Equipa 1ª Intervenção Alarme Parcial Bloco A Atuação Equipa Evacuação Bloco A Situação Controlada? Sinistro? Sim Não Reposição

Leia mais

www.ambisig.pt Com o apoio de:

www.ambisig.pt Com o apoio de: Com o apoio de: Sede: Convento de S. Miguel das Gaeiras 2510-718 Gaeiras - Óbidos - Portugal Tel.: +351 262 958 996 Fax: +351 262 955 701 Lisboa: Av. Infante Santo nº 68 H 1350-180 - Lisboa - Portugal

Leia mais

A plataforma EasyFrota é uma solução de gestão e localização de frotas baseada em tecnologia de localização por GPS e em telecomunicações GSM/GPRS.

A plataforma EasyFrota é uma solução de gestão e localização de frotas baseada em tecnologia de localização por GPS e em telecomunicações GSM/GPRS. FUNCIONALIDADES EASYFROTA EasySoft, Lda Centro Empresarial e Tecnológico Rua de Fundões, N. º 151 3700-121 S. João da Madeira Tel. 256001911 URL: www.easysoftware.pt SOBRE A EASYSOFTWARE A EasySoftware

Leia mais

FreziPUMP Com Sol, tenha Água!

FreziPUMP Com Sol, tenha Água! FreziPUMP Com Sol, tenha Água! A Frezite apresenta uma vasta gama de equipamentos para captação e gestão da água, o que permite escolher a melhor solução para o seu projeto. Apostamos em soluções autónomas

Leia mais

Auditoria interna Especialização PwC

Auditoria interna Especialização PwC www.pwc.pt/academy Especialização PwC PwC s Academy Formação de profissionais para profissionais Especialização PwC Este curso com uma forte componente prática, procura dotar os recursos afetos à função

Leia mais

www.pwc.pt Auditoria nos termos do Regulamento da Qualidade de Serviço Relatório resumo EDP Distribuição, S.A.

www.pwc.pt Auditoria nos termos do Regulamento da Qualidade de Serviço Relatório resumo EDP Distribuição, S.A. www.pwc.pt Auditoria nos termos do Regulamento da Qualidade de Serviço Relatório resumo EDP Distribuição, S.A. Janeiro 2014 Enquadramento A promoção da melhoria contínua da qualidade de serviço no âmbito

Leia mais

GUIA DO CONSUMIDOR DE ÁGUA

GUIA DO CONSUMIDOR DE ÁGUA Infomail GUIA DO CONSUMIDOR DE ÁGUA Índice Prestação do serviço de abastecimento de água Está sujeita a regras especiais? É obrigatória? O que é necessário? Como se processa a ligação à rede pública? Quem

Leia mais

Deteção do Espaço Navegável para o ATLASCAR usando informação 3D

Deteção do Espaço Navegável para o ATLASCAR usando informação 3D Deteção do Espaço Navegável para o ATLASCAR usando informação 3D Diogo Artur Fonseca Matos Universidade de Aveiro Departamento de Engenharia Mecânica 16 de Julho 2013 Conteúdos 1 Introdução Apresentação

Leia mais

Plano de Prevenção de Riscos de Gestão, incluindo os de Corrupção e Infracções conexas

Plano de Prevenção de Riscos de Gestão, incluindo os de Corrupção e Infracções conexas Plano de Prevenção de Riscos de Gestão, incluindo os de Corrupção e Infracções conexas Relatório Anual O presente relatório pretende demonstrar o acompanhamento e a forma como os diversos serviços do Município

Leia mais

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - SIADAP - ANO DE 2015 MISSÃO E OBJECTIVOS DAS UNIDADES ORGÃNICAS DOS SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DA MAIA, PARA O ANO DE 2015 DIVISÃO ECONÓMICA

Leia mais

A Gisgeo. Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web. Geo Marketing e Geo Turismo. Localização de pessoas. Gestão de frota automóvel

A Gisgeo. Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web. Geo Marketing e Geo Turismo. Localização de pessoas. Gestão de frota automóvel A Gisgeo Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web Geo Marketing e Geo Turismo Localização de pessoas Gestão de frota automóvel App de localização para smartphones Sistemas de navegação GPS A Gisgeo

Leia mais

Intelligent Regulation. oxigenação em ETAR

Intelligent Regulation. oxigenação em ETAR Ferramentas inovadoras para a optimização e eficiência energética em tratamento e transporte de águas e águas residuais 2011.03.25 Fernando Coelho Sumário 1. Breve enquadramento 2. OPIR - Optimal Production

Leia mais

Segurança e Higiene no Trabalho. Volume II Locais e Postos de trabalho. Guia Técnico. um Guia Técnico de O Portal da Construção

Segurança e Higiene no Trabalho. Volume II Locais e Postos de trabalho. Guia Técnico. um Guia Técnico de O Portal da Construção Guia Técnico Segurança e Higiene no Trabalho Volume II Locais e Postos de trabalho um Guia Técnico de Copyright, todos os direitos reservados. Este Guia Técnico não pode ser reproduzido ou distribuído

Leia mais

O acesso à plataforma FAMS, para inventariação e/ou atualização dos registos patrimoniais pode fazer-se:

O acesso à plataforma FAMS, para inventariação e/ou atualização dos registos patrimoniais pode fazer-se: A plataforma FAMS substitui ou complementa e amplia as funcionalidades dos ERP mais implementados no mercado, integrando-se facilmente com eles através de processos automatizados. Sistema WebBased na modalidade

Leia mais

O Consumo de Energia está a aumentar

O Consumo de Energia está a aumentar Schneider Electric -Eficiência Energética HAG 04/2010 1 Luis Hagatong Energy Efficiency Manager Schneider Electric Portugal 3 as Jornadas Electrotécnicas Máquinas e instalações eléctricas ISEP 29 e 30

Leia mais

Política e Conceitos relevantes de Gestão de Alarmes

Política e Conceitos relevantes de Gestão de Alarmes Política e Conceitos relevantes de Gestão de Alarmes Política e Conceitos relevantes de Gestão de Alarmes Nuno Polónio, Daniel Gaspar 20 11 2009 A Labesfal 1. Indústria Farmacêutica Unidade de Produção

Leia mais

REDUÇÃO DE PERDAS REAIS NA ÁREA PILOTO DO PARQUE CONTINENTAL.

REDUÇÃO DE PERDAS REAIS NA ÁREA PILOTO DO PARQUE CONTINENTAL. REDUÇÃO DE PERDAS REAIS NA ÁREA PILOTO DO PARQUE CONTINENTAL. TEMA DO TRABALHO: ABASTECIMENTO DE ÁGUA Nome dos Autores: Luiz Eduardo Mendes Divisão de Manutenção e Operação Cargo: Engenheiro Civil - Formação:

Leia mais

O controlo sobre os custos e utilizadores da frota

O controlo sobre os custos e utilizadores da frota PHC Frota CS O controlo sobre os custos e utilizadores da frota A solução para o controlo total sobre os custos e utilizadores da frota, a sua manutenção e o seu estado. BUSINESS AT SPEED Visite www.phc.pt

Leia mais

GUIA PARA A REABILITAÇÃO DOMÓTICA. comunicações, segurança e conforto. PROJETO Cooperar para Reabilitar da InovaDomus

GUIA PARA A REABILITAÇÃO DOMÓTICA. comunicações, segurança e conforto. PROJETO Cooperar para Reabilitar da InovaDomus GUIA PARA A REABILITAÇÃO DOMÓTICA comunicações, segurança e conforto PROJETO Cooperar para Reabilitar da InovaDomus Autoria do Relatório Consultoria RedeRia - Innovation, S.A. Índice 0. Preâmbulo 5 1.

Leia mais

PHC Dashboard CS. Diversidade de análises de dados pré-configuradas. Representação gráfica da informação do sistema

PHC Dashboard CS. Diversidade de análises de dados pré-configuradas. Representação gráfica da informação do sistema PHC Dashboard CS Um novo nível de gestão A gestão da informação empresarial de forma sintética, visual e abrangente, possibilitando uma tomada de decisão mais rápida, correta e precisa. BUSINESS AT SPEED

Leia mais

CEMEO - A INOVAÇÃO NO MONITORAMENTO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E COLETA COM FOCO NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO

CEMEO - A INOVAÇÃO NO MONITORAMENTO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E COLETA COM FOCO NA GESTÃO DA INFORMAÇÃO PNQS 2012 Categoria IGS Inovação da Gestão em Saneamento RDPG Relatório de Descrição de Prática de Gestão CEMEO - A INOVAÇÃO NO MONITORAMENTO DE SISTEMAS DE ABASTECIMENTO E COLETA COM FOCO NA GESTÃO DA

Leia mais

Controle todos os custos e utilizadores da frota

Controle todos os custos e utilizadores da frota PHC Frota CS DESCRITIVO O módulo PHC Frota CS contém ferramentas para o controlo total sobre os custos da frota, manutenção e estado da mesma. PHC Frota CS Controle todos os custos e utilizadores da frota

Leia mais

O case study da aplicação da plataforma NAVIA no processo de fusão da Águas do Noroeste

O case study da aplicação da plataforma NAVIA no processo de fusão da Águas do Noroeste A IMPORTÂNCIA DE UMA PLATAFORMA AGREGADORA DE PROCESSOS NA GESTÃO OPERACIONAL DE UM SISTEMA MULTIMUNICIPAL O case study da aplicação da plataforma NAVIA no processo de fusão da Águas do Noroeste Liliana

Leia mais

29082012_WF_reporting_bro_PT. www.tomtom.com/telematics

29082012_WF_reporting_bro_PT. www.tomtom.com/telematics 29082012_WF_reporting_bro_PT www.tomtom.com/telematics T E L E M AT I C S Relatórios WEBFLEET Let s drive business Relatórios WEBFLEET As decisões de trabalho mais difíceis ficam muito mais simples com

Leia mais

Newsletter. Águas de Gondomar Uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal

Newsletter. Águas de Gondomar Uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal info Gondomar Newsletter N.º12 Julho 2011 Semestral Águas de Gondomar Uma das melhores empresas para trabalhar em Portugal A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na revista EXAME,

Leia mais

I-036 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA CIDADE DE UBATUBA, ESTADO DE SÃO PAULO

I-036 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA CIDADE DE UBATUBA, ESTADO DE SÃO PAULO I-036 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA CIDADE DE UBATUBA, ESTADO DE SÃO PAULO Milton Tomoyuki Tsutiya (1) Engenheiro Civil pela Escola Politécnica da USP (1975). Mestre em Engenharia

Leia mais

Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários

Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários , Plataforma Integrada de Gestão e Accionamento de Cenários Cláudia Paixão A Ilha da Madeira apresenta um conjunto de riscos específicos entre os quais se destacam: Movimentação de Massas Cheias Rápidas

Leia mais

A DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL. Ordem dos Engenheiros 11 de Outubro de 2011

A DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL. Ordem dos Engenheiros 11 de Outubro de 2011 A DISTRIBUIÇÃO DE GÁS NATURAL Ordem dos Engenheiros 11 de Outubro de 2011 1. A Distribuição de Gás Natural em Portugal 2. A Distribuição de GN na Galp Energia 3. Infra-estruturas do SNDGN 4. Qualidade

Leia mais

Todos os dados de medição. Sempre disponíveis. Em qualquer dispositivo.

Todos os dados de medição. Sempre disponíveis. Em qualquer dispositivo. Análise e relatórios Camara este 14.09.2014 até 16.09.2014 Apresentação gráfica 14/09/2014 15/09/2014 16/09/2014 Data logger 1 ( C) Data logger 2 ( C) Data logger 3 ( C) Apresentação em tabela Alarmes

Leia mais

Eficiência Energética. Monitorização e Análise do Consumo Energético de Edifícios

Eficiência Energética. Monitorização e Análise do Consumo Energético de Edifícios j Infrastructures & Cites Building Efficiency Monitoring Eficiência Energética Monitorização e Análise do Consumo Energético de Edifícios Monitorização e Controlo de Energia de forma simples e eficaz.

Leia mais

AEFICIÊNCIAENERGÉTICA REF.: 0102 MV 1

AEFICIÊNCIAENERGÉTICA REF.: 0102 MV 1 AEFICIÊNCIAENERGÉTICA REF.: 0102 MV 1 Contacto Manuel Viana Tel : +351 916 117 480 manuel.viana@cgreen.pt www.cgreen.pt Racionalização Energética Por questões Ecológicas, de Custos e de Sustentabilidade.

Leia mais

Technical assistance to conduct studies and works of the restructuration of Electra

Technical assistance to conduct studies and works of the restructuration of Electra www.pwc.com/pt Technical assistance to conduct studies and works of the restructuration of Electra Termos de referência para o ajustamento do software aplicacional ELAG para suporte da descentralização

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL Automatização do processo de Controlo Ambiental Auto-controlo ambiental Sendo a Indústria que detém fontes poluidoras (Cimenteiras, Produção de energia, Incineradoras, etc.), uma das mais intervenientes

Leia mais

SECTOR DA FABRICAÇÃO DE ARTIGOS DE BORRACHA E MATÉRIAS PLÁSTICAS

SECTOR DA FABRICAÇÃO DE ARTIGOS DE BORRACHA E MATÉRIAS PLÁSTICAS #3 SECTOR DA FABRICAÇÃO DE ARTIGOS DE BORRACHA E MATÉRIAS PLÁSTICAS INTERVENÇÕES E CASOS DE SUCESSO Intervenções Durante o período de intervenção do projeto efinerg II, constatou-se que as empresas do

Leia mais

A DETECÇÃO SISTEMÁTICA DE FUGAS NA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE LISBOA E O PROJECTO SPRINT

A DETECÇÃO SISTEMÁTICA DE FUGAS NA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE LISBOA E O PROJECTO SPRINT A DETECÇÃO SISTEMÁTICA DE FUGAS NA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DE LISBOA E O PROJECTO SPRINT Maria da Conceição S. R. Soares de Almeida (1) Engenheira Civil pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa. Directora

Leia mais

Visita da delegação do Prémio Nacional de Qualidade em Saneamento/2013 (PNQS) INSPEÇÕES CONHECIMENTO REAL PARA A GESTÃO DE ATIVOS

Visita da delegação do Prémio Nacional de Qualidade em Saneamento/2013 (PNQS) INSPEÇÕES CONHECIMENTO REAL PARA A GESTÃO DE ATIVOS Visita da delegação do Prémio Nacional de Qualidade em Saneamento/2013 (PNQS) INSPEÇÕES CONHECIMENTO REAL PARA A GESTÃO DE ATIVOS AGENDA 1. A EPAL 2. Situação da EPAL e Estratégia Adotada 3. Sistema de

Leia mais

A solução para relacionamento de. Gestão de consumo de energia elétrica, água e gás, contabilização e interfaces de relacionamento

A solução para relacionamento de. Gestão de consumo de energia elétrica, água e gás, contabilização e interfaces de relacionamento A solução para relacionamento de Smart Grid com os consumidores Gestão de consumo de energia elétrica, água e gás, contabilização e interfaces de relacionamento asmart Grid + Relacionamento ferramenta

Leia mais

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas Conceito As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas PÁG 02 Actualmente, face à crescente necessidade de integração dos processos de negócio, as empresas enfrentam o desafio de inovar e expandir

Leia mais

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Contexto As pressões do mercado por excelência em qualidade e baixo custo obrigam as empresas a adotarem sistemas de produção automatizados

Leia mais

Sistema Komatsu de Monitoração de Equipamentos por Satélite

Sistema Komatsu de Monitoração de Equipamentos por Satélite Sistema Komatsu de Monitoração de Equipamentos por Satélite O Komtrax coleta informações essenciais dos equipamentos Komatsu para tornar mais fácil e eficiente o gerenciamento da frota. Esses dados proporcionam

Leia mais