ABECIP / SECOVI / ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL IMPLEMENTAÇÃO DO SECURITIZAÇÃO NO BRASIL 05/08/2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ABECIP / SECOVI / ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL IMPLEMENTAÇÃO DO SECURITIZAÇÃO NO BRASIL 05/08/2010"

Transcrição

1 ABECIP / SECOVI / ORDEM DOS ECONOMISTAS DO BRASIL IMPLEMENTAÇÃO DO S.F.I. SECURITIZAÇÃO NO BRASIL 05/08/2010

2 A IMPORTÂNCIA DO SFI NO BRASIL LEGISLAÇÃO REGULAMENTAÇÃO ARCABOUÇO LEGAL PRONTO Base Legal Fonte de Recursos Instrumentos Avanços Sistema Financeiro de Habitação Lei /64 Lei 5.170/66 FGTS Repasses Governamentais Investidores do Sistema Financeiro Caderneta de Poupança Letra Hipotecárias LH Avanços FGTS Correção Monetária Caderneta de Poupança BNH LH Sistema de Financiamento Imobiliário Lei 9.514/97 Investidores do Sistema Financeiro Investidores - Mercado de Capitais Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI CRI Cias. Securitizadoras Regime Fiduciário sobre Créditos Imobiliários Alienação Fiduciária Imóveis Lei /04 Investidores do Sistema Financeiro Investidores - Mercado de Capitais Letra de Crédito Imobiliário - LCI Cédulas de Crédito imobiliário - CCI Patrimônio de Afetação CCI LCI Fortalecimento da estrutura de contratos

3 A IMPORTÂNCIA DO SFI NO BRASIL LEGISLAÇÃO REGULAMENTAÇÃO ARCABOUÇO LEGAL PRONTO Res de 29/06/1998 Considera o CRI como valor mobiliário, atribuindo sua normatização à CVM Comissão de Valores Imobiliários. Instrução CVM 400 de 29/12/2003 Regulamenta as ofertas públicas de distribuição de valores mobiliários. Instrução CVM 414 de 30/12/2004 Protege os interesses dos investidores e do mercado em geral Dispõe sobre os Registro de Securitizadoras e sobre o Registro de Ofertas Públicas de CRI s. Leis de 21/12/2004 e de 21/11/2005 (MP do Bem) Isenção de imposto de renda para Pessoas Físicas Instrução CVM 476 de 30/12/2004 Dispõe sobre as ofertas públicas de valores mobiliários distribuídas com esforços restritos e a negociação desses valores mobiliários nos mercados regulamentados

4 A IMPORTÂNCIA DO SFI NO BRASIL INTEGRAÇÃO DOS MERCADOS IMOBILIÁRIO E DE CAPITAIS Mercado Imobiliário Mercado de Capitais Bancos Bancos Empresas Incorporadoras Securitizadora Originador Securitizador Distribuidor Fundos de Investimento Fundos de Pensão Pessoa Física Companhias Hipotecárias Seguradoras

5 A IMPORTÂNCIA DO SFI NO BRASIL Fontes Tradicionais de Recursos são limitadas e insuficientes POUPANÇA É tradicional e facilmente associada com a casa própria Prazo inadequado Spread adequado Liquidez inadequada => risco de descasamento Captação barata para bancos de rede Limita redução de taxas de juros básicos Será insuficiente a partir de Securitização é a alternativa natural para o próximo momento do mercado FGTS É tradicionalmente associado à baixa renda Prazo adequado Spread adequado, dependendo de faixa de renda Liquidez - adequada Captação sujeito a melhorias transparência, burocracia

6 A IMPORTÂNCIA DO SFI NO BRASIL Novos Instrumentos: suportarão vertiginoso crescimento do mercado imobiliário Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) Tributação Risco Lastro Prazo Isenção de Imposto de Renda sobre rendimentos quando titular do CRI for pessoa física ou o próprio FII. Os rendimentos pagos aos demais investidores estão sujeitos à alíquota de 20%. Risco de crédito do devedor do crédito imobiliário lastro do CRI. Créditos imobiliários. Não superior ao prazo do crédito imobiliário lastro do CRI. Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra Hipotecária (LH) Tributação Risco Lastro Prazo Isenção de Imposto de Renda sobre rendimentos quando titular do CRI for pessoa física ou o próprio FII. Os rendimentos pagos aos demais investidores estão sujeitos à alíquota regressiva aplicável aos investimentos de renda fixa. Risco de crédito do emissor, que obrigatoriamente deve ser instituição financeira ou assemelhada. Créditos imobiliários garantidos por hipoteca (LH e LCI) ou por alienação fiduciária (LCI) de imóvel. LCI: Mínimo de 60 dias e máximo não superior ao prazo dos créditos lastro. LH: Mínimo de 180 dias e máximo equivalente ao vencimento das linhas de crédito.

7 A IMPORTÂNCIA DO SFI NO BRASIL Novos Instrumentos: suportarão vertiginoso crescimento do mercado imobiliário Quotas de Fundos Imobiliários Tributação Risco Lastro Prazo Isenção de Imposto de Renda a pessoa física e outro FII quotista relativamente aos rendimentos distribuídos pelo FII. Rendimentos distribuídos aos demais investidores estão sujeitos à alíquota de 20% de Imposto de Renda. Risco associado aos ativos do fundo. Imóveis ou bens e direitos relativos a imóveis. Indeterminado ou prazo constante no regulamento do fundo.

8 SITUAÇÃO ATUAL DO MERCADO DE SECURITIZAÇÃO Legislação adequada e pronta para geração de volume de operações Agentes que operam o mercado demonstram bom nível de conhecimento Taxas de juros permanecem em níveis adequados Lições aprendidas com o que ocorreu no mercado internacional Maior conhecimento / iniciativa por parte dos grandes investidores

9 NECESSIDADES DE ADEQUAÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO DO MERCADO CRIAÇÃO DO MERCADO SECUNDARIO DAR LIQUIDEZ AO PAPEL : OS FUNDOS DE CRI S OCUPARÃO UM PAPEL IMPORTANTE PARA O DESENVOLVIMENTO DO MERCADO SECUNDÁRIO INCENTIVAR A CRIAÇÃO DE MARKET MAKERS VOLUME Desenvolvimento de escala para a consolidação do mercado

10 TIPOS DE CRÉDITOS SECURITIZÁVEIS Créditos oriundos de venda de imóveis residenciais ou comerciais Créditos oriundos de vendas de lotes urbanos Aluguéis de Shoppings Aluguéis comerciais Créditos oriundos de operações estruturadas build to suit

11 CRI EM PRESPECTIVA Perspectiva do Emissor Fonte de recursos de longo prazo em moeda local e taxas competitivas (garantia imobiliária) Diversificação da fonte de recursos e desintermediação, dado apetite do mercado de capitais (institucionais e pessoas físicas) Possibilidade de captação de recursos sem onerar balanço patrimonial do cedente Não incidência de IOF como nos empréstimos diretos Apetite ainda grande por parte de instituições financeiras para cumprimento da exigibilidade habitacional Perspectiva do Investidor Diversificação da classe de ativos Títulos de longo prazo indexados a índice de preços Retorno atraente para uma estrutura lastreada em recebíveis e com garantia real (imóvel) Diversificação do risco nos CRI pulverizados Empresas com boa qualidade de crédito normalmente vinculadas aos CRI Corporativos Regime fiduciário e patrimônio separado garantem segregação do risco do emissor Segregação de riscos do originador (investidor corre risco do lastro nas operações true sale) Isenção de IR para pessoas físicas

12 ESTRUTURA DE UM CRI DE CRÉDITOS PULVERIZADOS AGENTES Servicer independente Agente Fiduciário Empresa de Rating CRI GARANTIAS Regime Fiduciário Alienação Fiduciária Subordinação CRI JR Fundo de Liquidez C.V.M. CETIP Fundo de Reserva Pagamento Pro-rata e Sequencial RATING CLASSE A

13 CARACTERÍSTICAS PADRÃO DOS CRÉDITOS PULVERIZADOS SECURITIZÁVEIS Escritura Definitiva com Alienação Fiduciária Créditos representados por Cédulas de Crédito Imobiliário (CCI) Previsão de seguros DFI e MIP e taxa de administração LTV < 80% (o cliente já deve ter pago pelo menos 20% do valor do imóvel) Histórico de pagamento adimplente de 12 meses ou demonstração de renda SERASA limpo quando da cessão da carteira Taxa de juros do contrato : 1,00% ao mês Correção monetária : IGPM mensal Prazo : até 30 anos

14 FB ESTRUTURA DE UM CRI CORPORATIVO 6 Pagamento de Aluguel - R$ Créditos Imobiliários 2 Cessão de Direito de Superfície Empresa Logística (Locatária) Contrato de Locação 1 Créditos Imobiliários Empresa Logística 2 (Locadora/Cedente) 3 5 CCI R$ Securitizadora (Emissora) 4 Swap Terminal Ferroviário (Imóvel) R$ 5 CRI 7 Pagamento CRI - R$ Instituição Financeira Investidor

15 EMISSÕES DE CRI S : MERCADO ACUMULADO ATÉ 20/07/2.010 Market-Share Emissões EMISSÕES DE CRIS - BRASIL a 2010 Ranking Securitizadora Volume emitido % do mercado Cibrasec 4,655, % BS 4,584, % RB Capital 3,677, % BRC 994, % WT 690, % Outras 2,798, % BRC 5,72% WT 3,97% Outras 16,08% Cibrasec 26,75% Em R$ mil Total 17,400, % Fonte: CVM e ANBIMA Inclui ofertas registradas, dispensadas, em análise e em esforços restritos - catalogados por data de Emissão. CRI em regime de esforços restritos referente à Jun/10, não divulgado pela ANBIMA, consideramos dados da CETIP RB Capital 21,13% BS 26,35%

16 EMISSÕES DE CRI S EM (ACUMULADO ATÉ 20/07/2.010 ) Market-Share Emissões em 2010 EMISSÕES DE CRIS - BRASIL - ANO 2010 Ranking Securitizadora Volume emitido % do mercado 1 Cibrasec 215,704 8% BRC 6% Outras 16% Cibrasec 8% 2 BS 1,006,004 36% 3 4 RB Capital 961,619 34% BRC 173,000 6% RB Capital 34% BS 36% 5 Outras 443,841 16% Total 2,800, %

17 Perfil de Investimento Fundos de Pensão 5% Fundos de Investimento 6% Empresas de Adm. e Participação 10% Bancos - Clientes 10% Investidores em CRI Investidor não residente 4% Outros 2% Bancos 63% As instituições financeiras, que utilizam os CRI no enquadramento da exigibilidade habitacional, são o maiores compradores de CRI Os investidores institucionais (fundos de pensão, seguradoras, etc.), a despeito relevância dos recursos administrados e da adequação do investimento, foram pouco explorados até o momento Os investidores pessoa física têm demandado CRI com mais freqüência, dada a isenção de IR sobre os rendimentos, mas ainda representam um pedaço muito pequeno do negócio Fonte: CVM, Cetip

18 Grande potencial de crescimento em relação a mercados mais maduros Participação CRI no Crédito Imobiliário R$ milhões Mercado Secundário x Crédito Imobiliário Data Base: % 1,3% 1,4% 3,1% 2,6% 2,6% 80% EUA 62,7% 60% Espanha 10,0% 40% Chile 12,8% 20% 0% dez/06 dez/07 dez/08 dez/09 fev/10 México Brasil 2,3% 7,9% Poupança LCI/LH CRI Fonte: BACEN, Abecip, CETIP Fonte: Accenture

19 Fabio de Araújo Nogueira Brazilian Finance Real Estate Av. Paulista, º. Andar São Paulo/SP Fernando Cesar Brasileiro CIBRASEC Av. Paulista, ª S/L. São Paulo/SP

2º Congresso Internacional Gestão de Riscos FEBRABAN 23/10/2012

2º Congresso Internacional Gestão de Riscos FEBRABAN 23/10/2012 2º Congresso Internacional Gestão de Riscos FEBRABAN 23/10/2012 1. Certificados de Recebíveis Imobiliários 2. Mercado de CRI 3. Principais Investidores Conceito de Securitização Imobiliária Operação pela

Leia mais

Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna

Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna Instrumentos de Financiamento Imobiliário no Brasil Jorge Sant Anna 1 Março /2010 Evolução do Financiamento Imobiliário 1964 Base Legal Sistema Financeiro de Habitação Lei 4.328 /64 Lei 5.170/66 1997 Base

Leia mais

Mercado de Capitais e o Investimento Imobiliário. 1 Fórum de Investimentos Imobiliários

Mercado de Capitais e o Investimento Imobiliário. 1 Fórum de Investimentos Imobiliários Mercado de Capitais e o Investimento Imobiliário 1 Fórum de Investimentos Imobiliários Abril, 2014 Mercado Imobiliário e Mercado de Capitais Relembrando o Passado Recente Maior renda da população Evolução

Leia mais

SECURITIZAÇÃO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS 28/10/2014 - IBCPF

SECURITIZAÇÃO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS 28/10/2014 - IBCPF SECURITIZAÇÃO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS 28/10/2014 - IBCPF Conceito 1 Conceito Integração dos mercados imobiliário e de capitais, de modo a permitir a captação de recursos necessários para o desenvolvimento

Leia mais

Mercado de Títulos Ligados ao Setor Imobiliário para Fundos de Pensão

Mercado de Títulos Ligados ao Setor Imobiliário para Fundos de Pensão Mercado de Títulos Ligados ao Setor Imobiliário para Fundos de Pensão Marielle Brugnari dos Santos Gerência de Produtos Imobiliários Junho/20111 Desenvolvimento do Mercado Imobiliário Cédula de Crédito

Leia mais

Manual para Registro de Certificado de Recebíveis Imobiliários na ANBIMA

Manual para Registro de Certificado de Recebíveis Imobiliários na ANBIMA Manual para Registro de Certificado de Recebíveis Imobiliários na ANBIMA ANBIMA Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais VERSÃO 1.0 06/10/2014 INTRODUÇÃO O presente Manual

Leia mais

CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS CRI

CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS CRI CERTIFICADO DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS CRI Diversos veículos podem ser utilizados para securitizar recebíveis imobiliários, entretanto o uso dos Certificados de Recebíveis Imobiliários CRI vem caminhando

Leia mais

DESAFIOS E PERSPECTIVAS PARA A INDÚSTRIA DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS NO BRASIL

DESAFIOS E PERSPECTIVAS PARA A INDÚSTRIA DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS NO BRASIL DESAFIOS E PERSPECTIVAS PARA A INDÚSTRIA DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS NO BRASIL Valdery Albuquerque 2ª Conferência Internacional de Crédito Imobiliário De 17 a 19 de março de 2010 Índice 1. Conceitos e Características

Leia mais

Cédula de Crédito Imobiliário - CCI

Cédula de Crédito Imobiliário - CCI Títulos Imobiliários Renda Fixa Cédula de Crédito Imobiliário - CCI Títulos Imobiliários Cédula de Crédito Imobiliário Instrumento que facilita a negociabilidade e a portabilidade do crédito imobiliário

Leia mais

Estrutura do Mercado Financeiro e de Capitais

Estrutura do Mercado Financeiro e de Capitais Estrutura do Mercado Financeiro e de Capitais Prof. Paulo Berger SIMULADO ATIVOS FINANCEIROS E ATIVOS REAIS. Ativo real, é algo que satisfaz uma necessidade ou desejo, sendo em geral fruto de trabalho

Leia mais

Conselho de Regulação e Melhores Práticas do Mercado de Capitais DELIBERAÇÃO Nº 05

Conselho de Regulação e Melhores Práticas do Mercado de Capitais DELIBERAÇÃO Nº 05 Conselho de Regulação e Melhores Práticas do Mercado de Capitais DELIBERAÇÃO Nº 05 O Conselho de Regulação e Melhores Práticas do Mercado de Capitais, no exercício das atribuições a ele conferidas pelo

Leia mais

Brazilian Finance & Real Estate

Brazilian Finance & Real Estate Brazilian Finance & Real Estate Financiamento do Mercado Imobiliário - Visão do Investidor Letra de Crédito Imobiliário - LCI Estrutura do CRI e sua robustez Características do mercado Brasileiro em relação

Leia mais

Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI

Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Diversos veículos podem ser utilizados para securitizar recebíveis imobiliários, entretanto o uso dos Certificados de Recebíveis Imobiliários -CRI- vem caminhando

Leia mais

BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO. CRI CERTIFICADO DE RECEBÍVEL IMOBILIÁRIO Lastro Pulverizado

BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO. CRI CERTIFICADO DE RECEBÍVEL IMOBILIÁRIO Lastro Pulverizado BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO CRI CERTIFICADO DE RECEBÍVEL IMOBILIÁRIO Lastro Pulverizado 1 Brazilian Securities 8 Emissões de CRI s 8 Estrutura da Operação 8 Empresas envolvidas na Operação

Leia mais

Soluções de Financiamento para Projetos Imobiliários

Soluções de Financiamento para Projetos Imobiliários Soluções de Financiamento para Projetos Imobiliários I. Soluções Imobiliárias Corporativas II. III. Soluções Imobiliárias Residenciais Fundos de Investimento Imobiliário Soluções Imobiliárias Corporativas

Leia mais

Securitização De Créditos Imobiliários

Securitização De Créditos Imobiliários Securitização De Créditos Imobiliários Operações Imobiliárias A 1. O que é securitização de créditos imobiliários? Securitização é um processo estruturado, coordenado por uma instituição especializada

Leia mais

Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007

Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007 Osvaldo Correa Fonseca Diretor Geral da ABECI P Rio de Janeiro, 16/ 5/ 2007 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO E POUPANÇA Av. Brigadeiro Faria Lima 1.485 13º Andar São Paulo CEP

Leia mais

Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI. Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI

Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis Imobiliários CRI. Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis Imobiliários - CRI Certificado de Recebíveis Imobiliários Instrumento de captação de recursos e de investimentos no mercado imobiliário O produto O Certificado

Leia mais

FUNDOS IMOBILIARIOS O GUIA DEFINITIVO

FUNDOS IMOBILIARIOS O GUIA DEFINITIVO 1 FUNDOS IMOBILIARIOS O GUIA DEFINITIVO Autor: Jonatam César Gebing Abril de 2015 2 FUNDOS IMOBILIÁRIOS: O GUIA DEFINITIVO MODULO 01 FUNDOS IMOBILIÁRIOS: O QUE SÃO Fundos Imobiliários, o Guia Definitivo.

Leia mais

Securitização de Recebíveis Imobiliários (Emissão de CRIs) Vladimir Miranda Abreu

Securitização de Recebíveis Imobiliários (Emissão de CRIs) Vladimir Miranda Abreu Securitização de Recebíveis Imobiliários (Emissão de CRIs) Vladimir Miranda Abreu vabreu@tozzini.com.br Sistema Financeiro Imobiliário - SFI Lei 9.514/97: Promover o financiamento imobiliário em geral,

Leia mais

FUNDOS DE INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS

FUNDOS DE INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS I Curso de Férias do Grupo de Estudos de Direito Empresarial - Direito UFMG S IMOBILIÁRIOS Luis Fellipe Maia Advogado Formado pela UFMG Sócio da Vivá Capital Membro do Conselho Diretor da Júnior Achievement/MG

Leia mais

MOVIMENTANDO OPORTUNIDADES gerando investimentos A FORTESEC. securitizadora. Home Empresa Securitização Emissões Fale Conosco

MOVIMENTANDO OPORTUNIDADES gerando investimentos A FORTESEC. securitizadora. Home Empresa Securitização Emissões Fale Conosco MOVIMENTANDO OPORTUNIDADES gerando investimentos Com credibilidade e criatividade, transformamos as novas ideias do mercado SAIBA MAIS A FORTESEC A Fortesec é uma com foco em operações estruturadas de

Leia mais

Material Explicativo sobre Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI)

Material Explicativo sobre Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI) Material Explicativo sobre (CRI) 1. Definições Gerais Os Certificados de Recebíveis são títulos lastreados em créditos imobiliários, representativos de parcelas de um direito creditório. O ativo permite

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL FATOR VERITÀ

RELATÓRIO ANUAL FATOR VERITÀ RELATÓRIO ANUAL FATOR VERITÀ 2014 CARACTERÍSTICAS DO FUNDO FATOR VERITÀ FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO O Fator Verità Fundo de Investimento Imobiliário tem como objetivo a aquisição de ativos financeiros

Leia mais

relatório mensal BB Recebíveis Imobiliários Fundo de Investimento Imobiliário FII

relatório mensal BB Recebíveis Imobiliários Fundo de Investimento Imobiliário FII relatório mensal BB Recebíveis Imobiliários Fundo de Investimento Imobiliário FII Maio 2015 BB Recebíveis Imobiliários Fundo de Investimento Imobiliário FII O fundo BB Recebíveis Imobiliários FII iniciou

Leia mais

Alterações na Poupança

Alterações na Poupança PRODUTOS E SERVIÇOS FINANCEIROS INVESTIMENTOS POUPANÇA A conta de poupança foi criada para estimular a economia popular e permite a aplicação de pequenos valores que passam a gerar rendimentos mensalmente.

Leia mais

Letra de Crédito Imobiliário LCI. Estrutura do CRI e sua robustez. Americano. Características do mercado Brasileiro em relação ao

Letra de Crédito Imobiliário LCI. Estrutura do CRI e sua robustez. Americano. Características do mercado Brasileiro em relação ao razilian Finance & Real Estate Financiamento do Mercado Imobiliário - Visão do Investidor Letra de Crédito Imobiliário LCI Estrutura do CRI e sua robustez Características do mercado Brasileiro em relação

Leia mais

Introdução ao Certificado de Recebíveis Imobiliários & Fundos Imobiliários Junho, 2013

Introdução ao Certificado de Recebíveis Imobiliários & Fundos Imobiliários Junho, 2013 Introdução ao Certificado de Recebíveis Imobiliários & Fundos Imobiliários Junho, 2013 A RB Capital 1 I. A RB Capital A Companhia Fundada em 1999, a RB Capital é uma companhia especializada em operações

Leia mais

Fundos de Investimento Imobiliário Workshop para jornalistas. Nov 2011

Fundos de Investimento Imobiliário Workshop para jornalistas. Nov 2011 Fundos de Investimento Imobiliário Workshop para jornalistas Nov 2011 Agenda 4 Definição 4 Tipos de Fundos 4 Vantagens 4 Base Legal 4 Tamanho da Indústria 4 Ambientes de Negociação 4 Liquidez / Precificação

Leia mais

1. Objetivo e Descrição do fundo

1. Objetivo e Descrição do fundo FATOR VERITÀ FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ: 11.664.201/0001-00 Administrado pelo Banco Fator S.A. CNPJ: 33.644.196/0001-06 RELATÓRIO SEMESTRAL 1º. SEM. 2012 1. Objetivo e Descrição do fundo

Leia mais

REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S.A. 1ª e 2ª SÉRIES da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S.A. 1ª e 2ª SÉRIES da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S.A. 1ª e 2ª SÉRIES da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de

Leia mais

CONTRATOS COM PARTES RELACIONADAS

CONTRATOS COM PARTES RELACIONADAS CONTRATOS COM PARTES RELACIONADAS ITEM 01 Em 05 de dezembro de 2007, a Companhia firmou com o Unibanco quatro cédulas de crédito bancário, nº 044.461076-2, nº 044.461077-0, nº 044.461078-2 e nº 044.461079-6,

Leia mais

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO COM FOCO EM TÍTULOS DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO ESTRUTURADO REIT RIVIERA FII Crédito lastreado em imóveis, alta rentabilidade e fluxo de caixa constante, com a solidez do concreto.

Leia mais

Introdução ao Certificado de Recebíveis Imobiliários & Fundos Imobiliários Abril, 2012

Introdução ao Certificado de Recebíveis Imobiliários & Fundos Imobiliários Abril, 2012 Introdução ao Certificado de Recebíveis Imobiliários & Fundos Imobiliários Abril, 2012 A RB Capital I. A RB Capital A Companhia Fundada em 1999, a RB Capital é uma companhia especializada em operações

Leia mais

1. Objetivo e Descrição do fundo

1. Objetivo e Descrição do fundo FATOR VERITÀ FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ: 11.664.201/0001-00 Administrado pelo Banco Fator S.A. CNPJ: 33.644.196/0001-06 RELATÓRIO SEMESTRAL 1º. SEM. 2013 1. Objetivo e Descrição do fundo

Leia mais

Fundos de Investimento Imobiliário - FII

Fundos de Investimento Imobiliário - FII CONCEITO: Instrumento na forma de condomínio fechado, portanto não admitem resgate (saída a qualquer momento), para aplicação em empreendimentos imobiliários: Ativos imobiliários: propriedade direta de

Leia mais

Instrumentos de Captação Privado do Setor Imobiliário

Instrumentos de Captação Privado do Setor Imobiliário Instrumentos de Captação Privado do Setor Imobiliário Índice Introdução Novos instrumentos Privados de financiamento Imobiliário Cenário Norte Americano REIT Quase um Stress Test FII - Fronteira Eficiente

Leia mais

Palestra Fundo de Investimento Imobiliário

Palestra Fundo de Investimento Imobiliário Palestra Fundo de Investimento Imobiliário Estruturação de FII - Agenda Conceituação FII Objetivos FII Tipos de Fundos FII - Base normativa e aspectos jurídicos FII Etapas do Processo FII Características

Leia mais

As Perspectivas para o Mercado de CRI - Certificados de Recebíveis Imobiliários. Bolsa de Valores de São Paulo

As Perspectivas para o Mercado de CRI - Certificados de Recebíveis Imobiliários. Bolsa de Valores de São Paulo As Perspectivas para o Mercado de CRI - Certificados de Recebíveis Imobiliários Bolsa de Valores de São Paulo Sérgio Darcy da Silva Alves Diretor, Banco Central do Brasil Definição legal de CRI Lei 9.514,

Leia mais

relatório trimestral Rio Bravo Crédito Imobiliário II Fundo de Investimento Imobiliário - FII

relatório trimestral Rio Bravo Crédito Imobiliário II Fundo de Investimento Imobiliário - FII relatório trimestral Rio Bravo Imobiliário II Fundo de Investimento Imobiliário - FII JUNHO 2013 Rio Bravo Imobiliário II Fundo de Investimento Imobiliário - FII O fundo Rio Bravo Imobiliário II FII iniciou

Leia mais

BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO

BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários Séries: 95ª e 96ª Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2011 BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA

Leia mais

Material Explicativo sobre Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA)

Material Explicativo sobre Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA) Material Explicativo sobre (CRA) 1. Definições Gerais Os Certificados de Recebíveis estão vinculados a direitos creditórios originários de negócios realizados, em sua maioria, por produtores rurais ou

Leia mais

Fundo Cibrasec Crédito Imobiliário FII Março de 2014 Relatório Mensal

Fundo Cibrasec Crédito Imobiliário FII Março de 2014 Relatório Mensal Março de 2014 Relatório Público Alvo (página 45 do prospecto do Fundo) O CIBRASEC CRÉDITO IMOBILIÁRIO - FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO ( Fundo ) é destinado exclusivamente a pessoas físicas classificadas

Leia mais

Cenários para Mercado e Produtos Imobiliários 28/11/2013

Cenários para Mercado e Produtos Imobiliários 28/11/2013 Cenários para Mercado e Produtos Imobiliários 28/11/2013 Fundos Imobiliários - FIIs Fundos Imobiliários - Conceito Investidores Fundos fechados (não permitem resgates) - saída em Bolsa ou Mercado de Balcão

Leia mais

Fundo Cibrasec Crédito Imobiliário FII Janeiro de 2014 Relatório Mensal

Fundo Cibrasec Crédito Imobiliário FII Janeiro de 2014 Relatório Mensal Janeiro de 2014 Relatório Público Alvo (página 45 do prospecto do Fundo) O CIBRASEC CRÉDITO IMOBILIÁRIO - FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO ( Fundo ) é destinado exclusivamente a pessoas físicas classificadas

Leia mais

BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO

BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários Séries: 95ª e 96ª Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2009 BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA

Leia mais

CIBRASEC - COMPANHIA BRASILEIRA DE SECURITIZAÇÃO

CIBRASEC - COMPANHIA BRASILEIRA DE SECURITIZAÇÃO CIBRASEC - COMPANHIA BRASILEIRA DE SECURITIZAÇÃO 2ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários Série: 153ª Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 CIBRASEC - COMPANHIA BRASILEIRA

Leia mais

NOVA SECURITIZAÇÃO S.A. EXERCÍCIO DE 2014

NOVA SECURITIZAÇÃO S.A. EXERCÍCIO DE 2014 NOVA SECURITIZAÇÃO S.A. 17ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores

Leia mais

CSHG RECEBIVEIS IMOBILIARIOS FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII

CSHG RECEBIVEIS IMOBILIARIOS FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CSHG RECEBIVEIS IMOBILIARIOS FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ 11.160.521/0001-22 Administradora: Credit Suisse Hedging-Griffo Corretora de Valores S.A. CNPJ: 61.809.182/0001-30 I. Objeto do Fundo

Leia mais

BTG Fundo de Fundos. 5ª Emissão. Janeiro, 2013. Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação.

BTG Fundo de Fundos. 5ª Emissão. Janeiro, 2013. Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação. 5ª Emissão Janeiro, 2013 Para informações adicionais, leia atentamente os Avisos Adicionais no final da apresentação. SEÇÃO 1 Características Características Fundo Carteira Remuneração FUNDO FII fechado

Leia mais

ANÚNCIO DE INÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO DO Fundo de Investimento Imobiliário Votorantim Securities CNPJ/MF: 10.347.505/0001-80

ANÚNCIO DE INÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO DO Fundo de Investimento Imobiliário Votorantim Securities CNPJ/MF: 10.347.505/0001-80 ANÚNCIO DE INÍCIO DE DISTRIBUIÇÃO DO Fundo de Investimento Imobiliário Votorantim Securities CNPJ/MF: 10.347.505/0001-80 VOTORANTIM ASSET MANAGEMENT DTVM LTDA. ( Administrador ), comunica o início da distribuição

Leia mais

Cotas de Fundos de Investimento Imobiliário - FII

Cotas de Fundos de Investimento Imobiliário - FII Renda Variável Cotas de Fundos de Investimento Imobiliário - FII Fundo de Investimento Imobiliário Aplicação no mercado imobiliário sem investir diretamente em imóveis O produto O Fundo de Investimento

Leia mais

GAIA SECURITIZADORA S.A 5ª Emissão de CRI 33º série

GAIA SECURITIZADORA S.A 5ª Emissão de CRI 33º série GAIA SECURITIZADORA S.A 5ª Emissão de CRI 33º série ÍNDICE CARACTERIZAÇÃO DA EMISSORA...3 CARACTERÍSTICAS DOS CERTIFICADOS...3 DESTINAÇÃO DE RECURSOS...5 FUNDO RESERVA...5 ASSEMBLÉIAS DOS TITULARES DOS

Leia mais

REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S.A. (Prata Forte) 3º Série da 2ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários

REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S.A. (Prata Forte) 3º Série da 2ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários REIT SECURITIZADORA DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS S.A. (Prata Forte) 3º Série da 2ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários ÍNDICE CARACTERÍSTICAS DOS CRI s... 3 CARACTERIZAÇÃO DA EMISSORA... 3

Leia mais

PDG COMPANHIA SECURITIZADORA. 7ª SÉRIE da 3ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO

PDG COMPANHIA SECURITIZADORA. 7ª SÉRIE da 3ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO PDG COMPANHIA SECURITIZADORA 7ª SÉRIE da 3ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores

Leia mais

BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO. 206ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO. 206ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS BRAZILIAN SECURITIES COMPANHIA DE SECURITIZAÇÃO 206ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de

Leia mais

Material Explicativo sobre Fundo de Investimento Imobiliário (FII)

Material Explicativo sobre Fundo de Investimento Imobiliário (FII) Material Explicativo sobre Fundo de Investimento Imobiliário (FII) 1. Definições Gerais Os Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs) são veículos de investimento que agrupam investidores com o objetivo

Leia mais

BARIGUI SECURITIZADORA S.A.

BARIGUI SECURITIZADORA S.A. BARIGUI SECURITIZADORA S.A. 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários Série: 4ª Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2014 BARIGUI SECURITIZADORA S.A. 1ª Emissão de Certificados

Leia mais

Menos imobilizado, mais caixa

Menos imobilizado, mais caixa Menos imobilizado, mais caixa 30 ESPECIAL Captações de recursos Com os CRIs, é possível aliviar o peso do ativo imobilizado no balanço, usufruir um imóvel construído sob medida e liberar recursos para

Leia mais

Diretor Executivo da ABECIP

Diretor Executivo da ABECIP Fontes de Recursos para o Financiamento i Imobiliário Filipe F. Pontual Diretor Executivo da ABECIP 83º ENIC São Paulo, 11 de Agosto de 2011 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS ENTIDADES DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO E

Leia mais

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20

Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 Solange Honorato Curso Preparatório ANBIMA - CPA-10 Curso Preparatório ANBIMA - CPA-20 Módulo VI CPA10 Demais produtos de Investimentos Pg 70 De 8 a 13 Questões na prova (15% a 25%) Demais produtos de

Leia mais

COORDENADOR LÍDER EMISSOR CEDENTE / DEVEDOR ASSESSOR LEGAL

COORDENADOR LÍDER EMISSOR CEDENTE / DEVEDOR ASSESSOR LEGAL CRI Socicam Emissão de séries sênior e subordinada da REIT Securitizadora S/A CONFIDENCIAL Agosto/2012 COORDENADOR LÍDER EMISSOR CEDENTE / DEVEDOR ASSESSOR LEGAL Termo de Responsabilidade: Esta apresentação

Leia mais

Limites e Regulação Investidores Institucionais. Aguinaldo Lester Landi Coordenador-Geral de Monitoramento de Investimentos da Previc

Limites e Regulação Investidores Institucionais. Aguinaldo Lester Landi Coordenador-Geral de Monitoramento de Investimentos da Previc Limites e Regulação Investidores Institucionais Aguinaldo Lester Landi Coordenador-Geral de Monitoramento de Investimentos da Previc 1 Programa Classificação de Ativos Limites de Alocação Limites de Concentração

Leia mais

Apresentação Preliminar. Grupo Incefra Certificados de Recebíveis Imobiliários Junho, 2014

Apresentação Preliminar. Grupo Incefra Certificados de Recebíveis Imobiliários Junho, 2014 Apresentação Preliminar Grupo Incefra Certificados de Recebíveis Imobiliários Junho, 2014 Disclaimer Esta apresentação está sendo disponibilizada para análise, em caráter personalíssimo, no âmbito da oferta

Leia mais

Kinea Rendimentos Imobiliários - FII. Relatório de Gestão

Kinea Rendimentos Imobiliários - FII. Relatório de Gestão Kinea Rendimentos Imobiliários - FII Relatório de Gestão Maio de 2013 Palavra do Gestor Prezado investidor, O Kinea Rendimentos Imobiliários FII ( Fundo ) é dedicado ao investimento em Ativos de renda

Leia mais

O CAPITAL SEMENTE E A DIMENSÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO NA ORIGINAÇÃO DE RECEBÍVEIS. 14/12/05

O CAPITAL SEMENTE E A DIMENSÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO NA ORIGINAÇÃO DE RECEBÍVEIS. 14/12/05 O CAPITAL SEMENTE E A DIMENSÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO NA ORIGINAÇÃO DE RECEBÍVEIS. 14/12/05 IMPASSE SOLUCIONADO PERIODO DE TRANSIÇÃO A SER OBJETO DE MONITORAMENTO MERCADO IMOBILIÁRIO MERCADO FINANCEIRO 4380

Leia mais

TRX SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A. 1ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

TRX SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A. 1ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS TRX SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A. 1ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de

Leia mais

Desafios do mercado de FIDCs e Fundos de Infraestrutura

Desafios do mercado de FIDCs e Fundos de Infraestrutura Desafios do mercado de FIDCs e Fundos de Infraestrutura Ricardo Mizukawa São Paulo, 04/05/2013 FIDC Conceito Os FIDCs (Fundos de Investimento em Direitos Creditórios) mais conhecidos como Fundos de Recebíveis

Leia mais

Alternativas de Funding para Infraestrutura no Mercado de Capitais Brasileiro

Alternativas de Funding para Infraestrutura no Mercado de Capitais Brasileiro Alternativas de Funding para Infraestrutura no Mercado de Capitais Brasileiro DEBÊNTURES DE INFRAESTRUTURA - CONCEITO Debêntures: título de crédito, representativo de dívida da companhia emissora (art.

Leia mais

ANUÁRIO Securitizaçāo e Financiamento Imobiliário

ANUÁRIO Securitizaçāo e Financiamento Imobiliário 2012 ANUÁRIO Securitizaçāo e Financiamento Imobiliário 2012 Empresa de Conhecimento Financeiro Caro leitor, Securitizaçāo e Financiamento Imobiliário 2012 É com muito entusiasmo que lançamos o Anuário

Leia mais

Material Publicitário FATOR VERITÀ FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO. Apresentação para Potenciais Investidores

Material Publicitário FATOR VERITÀ FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO. Apresentação para Potenciais Investidores Julho/2010 Material Publicitário FATOR VERITÀ FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO Apresentação para Potenciais Investidores Administrador e Gestor Escrituração e Custódia Assessoria Jurídica Aviso Importante

Leia mais

RENDA FIXA? Fuja do seu banco!

RENDA FIXA? Fuja do seu banco! RENDA FIXA? Fuja do seu banco! Janeiro 2014 COMO FUNCIONA A RENDA FIXA? COMO INVESTIR EM RENDA FIXA! COMO FUNCIONA A RENDA FIXA? Renda Fixa = Emprestar Dinheiro Tipos de Investimentos em Renda Fixa: CDB

Leia mais

Desafios do crédito imobiliário no Brasil: fatores importantes para aceleração dos investimentos

Desafios do crédito imobiliário no Brasil: fatores importantes para aceleração dos investimentos Desafios do crédito imobiliário no Brasil: fatores importantes para aceleração dos investimentos Sergio Rosa novembro - 2007 Índice VISÃO GERAL DA PREVI - A PREVI - Desempenho do portfolio em 2007 - Investimentos:

Leia mais

TRX SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A. 2ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

TRX SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A. 2ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS TRX SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS S.A. 2ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de

Leia mais

Fundo cotado em bolsa desde seu lançamento

Fundo cotado em bolsa desde seu lançamento Fundo cotado em bolsa desde seu lançamento Esta apresentação visa apenas passar informações gerais do fundo que está sendo estruturado, e, não é e não deve ser considerada de nenhuma forma uma oferta firme,

Leia mais

Versão: 09/09/2013 Atualizado em: 09/09/2013

Versão: 09/09/2013 Atualizado em: 09/09/2013 Versão: 09/09/2013 Atualizado em: 09/09/2013 Conteúdo Introdução aos Ativos Imobiliários... 5 Conhecendo os Produtos... 6 Ações dos botões das telas... 10 Registro... 11 Registro/Emissão... 12 Dados Complementares...

Leia mais

Ministério da Fazenda. Conferência Internacional de Crédito Imobiliário Salvador - Bahia

Ministério da Fazenda. Conferência Internacional de Crédito Imobiliário Salvador - Bahia Conferência Internacional de Crédito Imobiliário Salvador - Bahia Novembro 2007 1 Política Governamental e Propostas para Combate do Déficit Habitacional Crédito Imobiliário: Desenvolvendo Mecanismos de

Leia mais

SECURITIZAÇÃO NO AGRONEGÓCIO

SECURITIZAÇÃO NO AGRONEGÓCIO SECURITIZAÇÃO NO AGRONEGÓCIO ÍNDICE I. Agronegócio 1. Definição 2 2. Aspectos Econômicos 3 3. Aspectos Regulatórios 6 II. Securitização 7 1. Aspectos Gerais 2. CRI 11 III. CRA 1. Estoque 13 2. Ciclos Agrícolas

Leia mais

Kinea Renda Imobiliária

Kinea Renda Imobiliária Introdução O é um fundo que busca aplicar recursos em empreendimentos corporativos e centros de distribuição de excelente padrão construtivo, de forma diversificada e preferencialmente prontos. Uma oportunidade

Leia mais

S E M I N Á R I O NOVOS INSTRUMENTOS PRIVADOS PARA FINANCIAMENTO DO AGRONEGÓCIO

S E M I N Á R I O NOVOS INSTRUMENTOS PRIVADOS PARA FINANCIAMENTO DO AGRONEGÓCIO S E M I N Á R I O NOVOS INSTRUMENTOS PRIVADOS PARA FINANCIAMENTO DO AGRONEGÓCIO OS NOVOS INSTRUMENTOS C D C A L C A C R A MOTIVOS DA CRIAÇÃO Essencialmente 3: 1º Falta de recursos 2º Insuficiência de credibilidade

Leia mais

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP

2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP 2ª Conferência de Investimentos Alternativos: FIDC, FII E FIP São Paulo, 21 de Agosto de 2013 Hotel Caesar Park Patrocínio CONFERÊNCIA FCE - INVESTIMENTOS ALTERNATIVOS: FIDC, FII e FIP Fundos de Investimento

Leia mais

ANUÁRIO SECURITIZAÇÃO E FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO. Empresa de Conhecimento Financeiro

ANUÁRIO SECURITIZAÇÃO E FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO. Empresa de Conhecimento Financeiro ANUÁRIO SECURITIZAÇÃO E FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO 2007 Empresa de Conhecimento Financeiro ANUÁRIO 2007 - Securitização e Financiamento Imobiliário Ficha técnica Idealização e Redação Carlos Augusto Lopes,

Leia mais

BB Renda de Papéis Imobiliários Fundo de Investimento Imobiliário

BB Renda de Papéis Imobiliários Fundo de Investimento Imobiliário BB Renda de Papéis Imobiliários Fundo de Investimento Imobiliário Coordenador Líder Administrador e Gestor Escriturador, Controlador e Custodiante Assessor Legal Benefícios do Fundo de Investimento Imobiliário

Leia mais

BRAZIL REALTY - COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS. 1ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS

BRAZIL REALTY - COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS. 1ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS BRAZIL REALTY - COMPANHIA SECURITIZADORA DE CRÉDITOS IMOBILIÁRIOS 1ª SÉRIE da 1ª. EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIOS RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro,

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.5- LCI Letra de Crédito Imobiliário

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.5- LCI Letra de Crédito Imobiliário Conhecimentos Bancários Item 2.1.5- LCI Letra de Crédito Imobiliário Conhecimentos Bancários Item 2.1.5- LCI Letra de Crédito Imobiliário Letra de Crédito Imobiliário (LCI) é um título de renda fixa emitido

Leia mais

Dyogo Henrique de Oliveira. Secretário-Executivo Adjunto do Ministério da Fazenda

Dyogo Henrique de Oliveira. Secretário-Executivo Adjunto do Ministério da Fazenda 1 Dyogo Henrique de Oliveira Secretário-Executivo Adjunto do Ministério da Fazenda 2 Conferência Cetip de Renda Fixa Desenvolvimento do Mercado de Renda Fixa de Longo Prazo no Brasil Dyogo Henrique de

Leia mais

Fundos de Investimento Imobiliário. 09 de abril de 2010

Fundos de Investimento Imobiliário. 09 de abril de 2010 Fundos de Investimento Imobiliário 09 de abril de 2010 Introdução Histórico No Brasil, os fundos imobiliários foram inspirados nos Real Estate Investment Trusts americanos, tendo sido constituídos na forma

Leia mais

ANUÁRIO Securitizaçāo e Financiamento Imobiliário

ANUÁRIO Securitizaçāo e Financiamento Imobiliário 1 2014 ANUÁRIO Securitizaçāo e Financiamento Imobiliário 2014 10 anos Empresa de Conhecimento Financeiro Caro leitor, SECURITIZAÇĀO E FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO 2014 Aqui começa o Anuário Uqbar: Securitização

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL EXERCÍCIO 2011. GAIA SECURITIZADORA S.A 5ª Emissão de Debêntures Simples

RELATÓRIO ANUAL EXERCÍCIO 2011. GAIA SECURITIZADORA S.A 5ª Emissão de Debêntures Simples RELATÓRIO ANUAL EXERCÍCIO 2011 GAIA SECURITIZADORA S.A 5ª Emissão de Debêntures Simples ÍNDICE CARACTERIZAÇÃO DA EMISSORA...3 CARACTERÍSTICAS DOS CERTIFICADOS...3 DESTINAÇÃO DE RECURSOS...5 ASSEMBLÉIAS

Leia mais

Av. Paulo VI, 621 (antigo 2405) Perdizes - 01.262-010 São Paulo - Tel: 55 11 2614-0550 2614-0551 CNPJ: 08.903.116/0001-42 NIRE: 35.300.342.

Av. Paulo VI, 621 (antigo 2405) Perdizes - 01.262-010 São Paulo - Tel: 55 11 2614-0550 2614-0551 CNPJ: 08.903.116/0001-42 NIRE: 35.300.342. Av. Paulo VI, 621 (antigo 2405) Perdizes - 01.262-010 São Paulo - Tel: 55 11 2614-0550 2614-0551 CNPJ: 08.903.116/0001-42 NIRE: 35.300.342.682 CVM: 21105 IMSP: 4.217.855-0 www.novasec.com.br novasec@novasec.com.br

Leia mais

Kinea Rendimentos Imobiliários - FII. Relatório de Gestão

Kinea Rendimentos Imobiliários - FII. Relatório de Gestão Kinea Rendimentos Imobiliários - FII Relatório de Gestão Fevereiro de 2015 Palavra do Gestor Prezado investidor, O Kinea Rendimentos Imobiliários FII ( Fundo ) é dedicado ao investimento em Ativos de renda

Leia mais

Material Explicativo sobre Debêntures

Material Explicativo sobre Debêntures Material Explicativo sobre 1. Definições Gerais As debêntures são valores mobiliários que representam dívidas de médio e longo prazos de Sociedades Anônimas ou por ações (emissoras), de capital aberto

Leia mais

Av. Paulo VI, 621 (antigo 2405) Perdizes - 01.262-010 São Paulo - Tel: 55 11 2614-0550 CNPJ: 08.903.116/0001-42 NIRE: 35.300.342.682 CVM: 21105 IMSP:

Av. Paulo VI, 621 (antigo 2405) Perdizes - 01.262-010 São Paulo - Tel: 55 11 2614-0550 CNPJ: 08.903.116/0001-42 NIRE: 35.300.342.682 CVM: 21105 IMSP: Av. Paulo VI, 621 (antigo 2405) Perdizes - 01.262-010 São Paulo - Tel: 55 11 2614-0550 CNPJ: 08.903.116/0001-42 NIRE: 35.300.342.682 CVM: 21105 IMSP: 4.217.855-0 www.novasec.com.br novasec@novasec.com.br

Leia mais

Caixa TRX Logística Renda FII - CXTL11. Relatório Trimestral 1º Trimestre de 2014

Caixa TRX Logística Renda FII - CXTL11. Relatório Trimestral 1º Trimestre de 2014 Caixa TRX Logística Renda FII CXTL11 Relatório Trimestral 1º Trimestre de 2014 índice Caixa TRX Logística Renda FII CXTL11 Relatório Trimestral 1º Trimestre de 2014 DADOS DO FUNDO 3 RENTABILIDADE 10 OBJETIVO

Leia mais

COMUNICADO AOS CLIENTES TRIBUTÁRIO 3.9.2015. IN 1.585/15 Tributação no Mercado Financeiro e de Capitais

COMUNICADO AOS CLIENTES TRIBUTÁRIO 3.9.2015. IN 1.585/15 Tributação no Mercado Financeiro e de Capitais COMUNICADO AOS CLIENTES TRIBUTÁRIO 3.9.2015 IN 1.585/15 Tributação no Mercado Financeiro e de Capitais A Instrução Normativa nº. 1.585 de 2.9.2015 ( IN 1.585/15 ) regulamentou a tributação no Mercado Financeiro

Leia mais

Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais

Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais Soluções de Financiamento e Investimento para Projetos Imobiliários Residenciais I. A Conjuntura Econômica II. III. Introdução à RB Capital Soluções Imobiliárias Residenciais Conjuntura Econômica Cenários

Leia mais

Estudos Especiais Produtos de Captação

Estudos Especiais Produtos de Captação Estudos Especiais Produtos de Captação Certificados de Recebíveis Imobiliários 07 PATROCINADORES A Ápice Securitizadora desenvolve e entrega soluções eficientes e inovadoras no mercado de securitização

Leia mais

Wolf Kos Trambuch Diretor da ISEC Nelson Campos Diretor da ISEC

Wolf Kos Trambuch Diretor da ISEC Nelson Campos Diretor da ISEC A EMPRESA A ISEC é uma securitizadora independente, ágil, com sólida experiência no mercado cuja missão é oferecer soluções aos que buscam recursos e/ou investimentos a partir de operações estruturadas

Leia mais

Letra e Cédula de Crédito Imobiliário

Letra e Cédula de Crédito Imobiliário Letra e Cédula de Crédito Imobiliário Lei nº 10.931, de 2 de agosto de 2004 Letra de Crédito Imobiliário Bancos Comerciais, Bancos Múltiplos, Caixa Econômica Federal, sociedades de crédito imobiliário,

Leia mais