MEMORIAL DESCRITIVO. Praça da Biblia R22 e R23, Centro Sinop/MT. Sinop/MT,30 de julho de 2014

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MEMORIAL DESCRITIVO. Praça da Biblia R22 e R23, Centro Sinop/MT. Sinop/MT,30 de julho de 2014"

Transcrição

1 MEMORIAL DESCRITIVO ASSUNTO: Projeto de instalações elétricas para implantação de iluminação pública nas dependências internas da Praça da Biblia Quadra R22 e R23 com a instalação de projetores embutidos no solo para 1 lâmpada vapor metálico de 150W. PROPRIETÁRIO: Prefeitura Municipal de Sinop. LOCAL: Praça da Biblia R22 e R23, Centro Sinop/MT Sinop/MT,30 de julho de 2014 RESPONSÁVEL TÉCNICO PELO PROJETO Nome: Fábio Reginaldo de Matos Titulo profissional: Técnico em Eletrotécnica Registrado no CREA RN sob o n : Fone para contato: para contato:

2 1 - OBJETIVO O presente memorial refere-se ao projeto de instalações elétricas para iluminação pública das dependências internas da Praça da Biblia utilizando projetores embutidos no solo com proteção anti-vandalismo e lâmpada vapor metálico na cor VERDE entre a arborização existente. A IP melhora a visibilidade, o sentido de orientação, e, consequentemente, a segurança, não somente pela possibilidade de melhor identificar potenciais perigos como por inibir ações criminosas. 2 - CRITÉRIOS Projetou-se as instalações elétricas obedecendo aos padrões e normas exigidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e pela Cemat - Centrais Elétricas Matogrossenses S/A. 3 - CONDIÇÕES GERAIS Este projeto de iluminação pública visa oferecer à população maior segurança, bem como uma redução nos crimes cuja causa seja a falta de iluminação. A empresa contratada deverá conduzir a obra e realizar visitas periódicas a fim de dirimir toda e qualquer dúvida na realização dos serviços. A execução dos projetos deverão estar em conformidade com exigências do CREA-MT (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Mato Grosso), da Prefeitura de Matupá e da CEMAT Centrais Elétricas Matogrossenses S/A. 4 - CONSIDERAÇÕES Os projetores serão implantados no nível do solo, caso haja necessidade deverá ser providenciado aterro para evitar a infiltração de agua nos equipamentos auxiliares. 4.2 As luminárias serão do tipo projetor embutido no solo, com aro rente na cor preta, com proteção anti-vandalismo (modelo de referência: IL3707). 4.3 As luminárias serão ligadas à rede de distribuição de energia elétrica de baixa tensão existente. 4.4 Utilizar lâmpadas de vapor metálico de 150W / 220V na cor VERDE, com reatores de alto fator de potência. 4.5 Para o comando e proteção utilizar chave de comando e proteção de 2 pólos de 63 ampéres, tipo NF, com disjuntor tripolar de 63A, contactora, dispositivo de proteção contra surtos de tensão e relé fotoelétrico tipo NA. 4.6 Após as escavações necessárias deverá ser feito o reaterro, que compreende a reposição de terra nas valas abertas. 4.7 Nas travessias subterrâneas do pavimento asfáltico ( se houver) deverá ser utilizado eletroduto metálico galvanizado. O referido eletroduto deverá ser acondicionado em valeta com profundidade mínima de 70cm. 4.8 Deverão ser utilizados condutores unipolares de cobre com isolação de 1KV Eletrodutos subterrâneos na área interna das deverão ser de PVC corrugado e deverão ser enterrados a uma profundidade mínima de 70cm Os condutores de interligação entre as caixas de passagens e luminárias deverão ser do tipo unipolar de cobre 2,5mm² e isolação para 1KV.

3 4.11 Na subida dos postes de concreto da concessionária deverá ser utilizado eletroduto metálico galvanizado com luvas, curvas e cabeçotes de mesmo material O limite máximo de queda de tensão adotado foi de 3% Os postes terão estaiamento do tipo subsolo com base concretada Nas caixas de passagem junto aos postes da rede da concessionária deverá ser instalada haste de aterramento para conexão dos dispositivos de proteção contra surtos de tensão. 5 CÁLCULO DE DEMANDA. Anexo 6 ACOMPANHAMENTO TÉCNICO Cabe ao contratado, manter pessoal de nível técnico ou superior, com atribuições definidas em lei e experiência profissional compatível com o porte e natureza da obra, para além da condução das equipes de montagem, manter o contexto do projeto atualizado face às alterações que porventura forem introduzidas. 7 ENSÁIO E ACEITAÇÃO FORMAL DAS INSTALAÇÕES. Como procedimentos básicos, de inspeção e testes das instalações, devem ser observados as exigências do Capitulo VII da NBR-5410, devendo o contratado dispor dos meios técnicos para tais procedimentos, sem ônus ao contratante. A aceitação formal e final das instalações fica condicionada a: Execução dos testes, ensaios e inspeções previstas neste escopo; Aceitação formal das companhias concessionárias; Fornecimento dos certificados de garantia dos equipamentos. Faz parte da documentação final da obra, a entrega dos certificados de testes de todos os equipamentos e segmentos da instalação. Deverão ser executados os testes, ensaios e análises abaixo: Medição da resistência de isolação (cabos e dispositivos). Tensão aplicada. Inspeção visual de todos os dispositivos e condutores, de energia e comando. Medição e certificação dos sistemas de aterramento. Testes de continuidade e operacionais de comando. Calibragem geral dos reles de proteção. Analise dos certificados dos equipamentos fornecidos. 8 EQUIPAMENTOS / INSTALAÇÕES Antes da execução das instalações projetadas, deverão ser compatibilizadas as características técnicas / executivas das mesmas, quando da aquisição dos equipamentos as quais as instalações atenderão todos os ambientes.

4 9 - RESPONSÁVEL TÉCNICO PELO PROJETO Nome: Fábio Reginaldo de Matos Titulo profissional: Técnico em Eletrotécnica Registrado no CREA RN sob o n : Fone para contato: para contato: 10 - COLABORAÇÃO: Nome: Valesca Raquel de Matos Titulo profissional: Técnica em Eletrotécnica Registrado no CREA RN sob o n : Fone para contato: para contato:

5 11 LISTA DE MATERIAIS ESTIMADOS: Elétrica - Acessórios uso geral Fita isolante autofusão 20m Elétrica - Cabo Unipolar (cobre) Isol.HEPR - ench.eva - 0,6/1kV (ref. Pirelli Afumex) 10 mm² - Branco 1523,70 m 10 mm² - Preto 1523,70 m 10 mm² - Verde-amarelo 1517,90 m Elétrica - Caixa de passagem - embutir Pré fabricada 500x500x60 mm Elétrica - Dispositivo de Proteção Disjuntor bipolar termomagnético - norma DIN 40 A 4 pç Elétrica - Eletroduto PEAD flexível Eletroduto pesado PEAD 1.1/2" 1524,40 m Elétrica - Luminária e acessórios Projetor embutido de solo Projetor embutido de solo aro rente preto com proteção anti-vandalismo Lampada vapor metalico 38 pç Reator eletromagnético p/ vapor metálico 150 W 38 pç Elétrica - Lâmpada de alta pressão Multivapor metálico tubular 150 W 38 pç Elétrica - Material p/ entrada serviço Cabeçote alumínio p/ eletroduto 1.1/2" Caixa de passagem concreto/alvenaria 600x600x600mm Cinta de alumínio para poste L=18mm, C=1,0m 6 pç Disjuntor Tripolar termomagnético - norma DIN 63 A 2pç Poste de concreto armado 7/250daN 2pç Elétrica - Quadro distrib. chapa pintada - embutir Painel De Comando Painel De Comando Para Ip Até 95a Com 2 Circuitos 41 pç

ECOM EMPRESA DE CONSTRUÇÕES, CONSULTORIA E MEIO AMBIENTE LTDA.

ECOM EMPRESA DE CONSTRUÇÕES, CONSULTORIA E MEIO AMBIENTE LTDA. PROJETO DE INSTALAÇÕES ELETRICAS DE BAIXA TENSÃO MERCADO DO SÃO JOAQUIM BAIRRO SÃO JOAQUIM, TERESINA - PI TERESINA PI AGOSTO/2014 MEMORIAL DESCRITIVO INST. ELÉTRICAS DE BAIXA TENSÃO 1.0 IDENTIFICAÇÃO Obra:

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO Quadra Poliesportiva Padrão 1A - 19m x 32,90m

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO Quadra Poliesportiva Padrão 1A - 19m x 32,90m MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO Quadra Poliesportiva Padrão 1A - 19m x 32,90m Proprietário: Secretaria de Estado de Goiás Autora: LUCIANA DUTRA MARTINS - Engenheira Eletricista - CREA_8646/D Sumário:

Leia mais

Remoção de entulho de obra com caçamba metálica - material volumoso misturado por alvenaria, terra, madeira, papel, plástico e metal. total 10.

Remoção de entulho de obra com caçamba metálica - material volumoso misturado por alvenaria, terra, madeira, papel, plástico e metal. total 10. PREFEITURA MUNICIPAL ARTUR NOGUEIRA PREFEITURA PREFEITURA MUNICIPAL MUNICIPAL ARTUR FONTE CÓDIGO ÍTEM SCRIÇÃO UNID. QUANT. VALOR VALOR TOTAL 1- Serviço Preliminar 20308 1.1 Fechamento provisório de vãos

Leia mais

SERVIÇO DE ENGENHARIA PARA IMPLANTAÇÃO E COMPLEMENTAÇÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA EM DIVERSAS PRAÇAS DE PORTO ALEGRE ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

SERVIÇO DE ENGENHARIA PARA IMPLANTAÇÃO E COMPLEMENTAÇÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA EM DIVERSAS PRAÇAS DE PORTO ALEGRE ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SERVIÇO DE ENGENHARIA PARA IMPLANTAÇÃO E COMPLEMENTAÇÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA EM DIVERSAS PRAÇAS DE PORTO ALEGRE ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1. GENERALIDADES O presente projeto tem como finalidade

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 46

COMUNICADO TÉCNICO Nº 46 Página 1 de 11 COMUNICADO TÉCNICO Nº 46 LIGAÇÕES ESPECIAIS NA VIA PÚBLICA COM MEDIÇÃO Diretoria de Planejamento e Planejamento Gerência de Engenharia Página 2 de 11 ÍNDICE OBJETIVO...3 1. APLICAÇÃO...4

Leia mais

REMANEJAMENTO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA

REMANEJAMENTO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA REMANEJAMENTO DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA Redes de Distribuição de Baixa e Média Tensão CANOAS- RS MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO 1. OBJETIVO: Fornecer informações necessárias sobre os

Leia mais

1. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO Diretoria de Infraestrutura

1. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO Diretoria de Infraestrutura 1. FINALIDADE MEMORIAL DESCRITIVO Fornecimento de energia elétrica a três edifícios da Universidade Federal do Sul da Bahia, com a sede sendo a Reitoria localizada na Rua Itabuna, s/n, Rod. Ilhéus Vitória

Leia mais

PROPOSTA DE PADRONIZAÇÃO PARA SPDA

PROPOSTA DE PADRONIZAÇÃO PARA SPDA GGO GRUPO GESTOR DE OBRAS CPO COORDENADORIA DE PROJETOS DE OBRAS Rua Bernardo Sayão, 38 - Térreo - Cidade Universitária Zeferino Vaz - Campinas/SP PROPOSTA DE PADRONIZAÇÃO PARA SPDA Cidade Universitária,

Leia mais

Padrões de Entradas de Serviço para Atendimento à Resolução ANEEL 384/2009 e Programa Luz Legal

Padrões de Entradas de Serviço para Atendimento à Resolução ANEEL 384/2009 e Programa Luz Legal Padrões de Entradas de Serviço para Atendimento à Resolução ANEEL 384/2009 e Programa Luz Legal DDI/SCD/SED Maio/2010 Notas sobre esta revisão (maio/2010) Este manual, originalmente desenvolvido para Entrada

Leia mais

ANEXO II PLANILHA DE QUANTITATIVOS E PREÇOS DOS SERVIÇOS

ANEXO II PLANILHA DE QUANTITATIVOS E PREÇOS DOS SERVIÇOS 1 REDE ELÉTRICA 13105.8.6.1 ATERRAMENTO completo para pára-raios, com hastes de cobre com alma de UN 30,00 417,99 12.539,70 16120.3.2.1 aço tipo "Copperweld" Cabo de cobre nu (seção transversal: 25 mm²)

Leia mais

LISTA ESTIMADA DE MATERIAL / PLANILHA ORIENTATIVA QNTDADE. 18 DISJUNTOR TRIPOLAR GE 160A REF.: TED136i160 1,00 pç R$ 266,55 R$ 266,55

LISTA ESTIMADA DE MATERIAL / PLANILHA ORIENTATIVA QNTDADE. 18 DISJUNTOR TRIPOLAR GE 160A REF.: TED136i160 1,00 pç R$ 266,55 R$ 266,55 ITEM LISTA ESTIMADA DE MATERIAL / PLANILHA ORIENTATIVA QNTDADE UNIDADE PREÇO UNIDAD E QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO 1B 1P QLF05 E 1B 1P QLF06 1 DISJUNTOR TRIPOLAR GE 160A REF.: TED136i160 2,00 pç R$ 266,55 R$

Leia mais

PLANILHA DE SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

PLANILHA DE SERVIÇOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 9 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 9.1 RAMAIS ALIMENTADORES 9.1.1 Barramento de cobre Ø5,16mm (0,187kg/m) m 10,00 25,20 252,00 1,69 9.1.2 Chave seccionadora de média tensão, com fusível incorporado, sem carga, uso

Leia mais

Planilha Orçamentária Início, apoio e administração da obra 7.547,90 1,02%

Planilha Orçamentária Início, apoio e administração da obra 7.547,90 1,02% 020000 Início, apoio e administração da obra 7.547,90 1,02% 020200 Container 020202 CPOS Container alojamento - mínimo 9,20 m² unxmês 2,00 253,33 2,24 511,14 0,069% 020204 CPOS Container sanitário - mínimo

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA ESTIMATIVA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA ESTIMATIVA MÊS DE REFERÊNCIA DOS S: MAIO / 2009 ITEM MATERIAL UN QUANT. 1 REDE DE DISTRIBUIÇÃO: Rede de distribuição a ser executada parte no sistema embutido e parte no sistema aparente com eletroduto de pvc, fiação,

Leia mais

Projeto Instalação Sala 3D v. 1.0 Pearson Sistemas do Brasil

Projeto Instalação Sala 3D v. 1.0 Pearson Sistemas do Brasil / 2 v..0 Pearson Sistemas do Brasil Pearson Centro de Serviços Compartilhados Rua Deolinda, 70 Jardim Macedo Ribeirão Preto SP Brasil Pág./2 Departamento de Qualidade em TI Fone +55 (6) 3603 9272 2/ 2

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANGELO RS TIC Tecnologia da Informação e Comunicações Departamento de Processamento de Dados

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANGELO RS TIC Tecnologia da Informação e Comunicações Departamento de Processamento de Dados PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO ANEXO-I Especificação técnica mínimas dos serviços a serem realizados Projeto EDUCAR José Fioravante Schneider 09/09/2014 Página 1 de 14 ANEXO-I Especificação técnica

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO. COREN Subseção de Floriano

MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO. COREN Subseção de Floriano MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO COREN Subseção de Floriano ÍNDICE 1. OBJETIVO 2. NORMAS TÉCNICAS 3. DESCRIÇÃO DOS SITEMAS 3.1. Entradas de energia e telefone 3.2. Quadros de distribuição local 3.3. Dispositivos

Leia mais

LABORATÓRIO DE PROJETOS CRECHE - PROJETO TIPO B - 110V/220V INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

LABORATÓRIO DE PROJETOS CRECHE - PROJETO TIPO B - 110V/220V INSTALAÇÕES ELÉTRICAS LABORATÓRIO DE PROJETOS CRECHE - PROJETO TIPO B - 110V/220V 06.01.000 - INSTALAÇÕES ELÉTRICAS LOCAL: DATA DE REFERÊNCIA 13/03/2008 PLANILHA DE QUANTITATIVOS ITEM DESCRIÇÃO UNID. QUANT. OBSERVAÇÔES 06.01.222

Leia mais

Instalações Elétricas Industriais

Instalações Elétricas Industriais Instalações Elétricas Industriais ENG 1480 Professor: Rodrigo Mendonça de Carvalho Dimensionamento de Condutores Elétricos Livro: João Mamede Filho Instalações Elétricas Industriais 2 Dimensionamento de

Leia mais

SUBESTAÇÃO AÉREA 225KVA PNT IND E COM DE PLASTICOS LTDA.

SUBESTAÇÃO AÉREA 225KVA PNT IND E COM DE PLASTICOS LTDA. Memorial descritivo e de cálculo SUBESTAÇÃO AÉREA 225KVA PNT IND E COM DE PLASTICOS LTDA. 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO 3. CARACTERÍSTICAS DA SUBESTAÇÃO 4. PROJETO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

DECRETO Nº , DE 18 DE JANEIRO DE 2012.

DECRETO Nº , DE 18 DE JANEIRO DE 2012. DECRETO Nº 17.628, DE 18 DE JANEIRO DE 2012. Regulamenta a Lei nº 11.096, de 11 de julho de 2011, estabelecendo a padronização dos materiais a serem utilizados na implantação e manutenção da iluminação

Leia mais

MANUAL DE INFRA-ESTRUTURA MEDLIQ MMD1 CONDIÇÕES DE INFRA-ESTRUTURA INDISPENSÁVEIS PARA UMA CORRETA INSTALAÇÃO DO APARELHO MEDIDOR MEDILIQ MODELO MMD1.

MANUAL DE INFRA-ESTRUTURA MEDLIQ MMD1 CONDIÇÕES DE INFRA-ESTRUTURA INDISPENSÁVEIS PARA UMA CORRETA INSTALAÇÃO DO APARELHO MEDIDOR MEDILIQ MODELO MMD1. 1/5 CONDIÇÕES DE INFRA-ESTRUTURA INDISPENSÁVEIS PARA UMA CORRETA INSTALAÇÃO DO APARELHO MEDIDOR MEDILIQ MODELO MMD1. REQUISITOS INDISPENSÁVEIS: 1. Todas as linhas de tubulações, e caixas de passagem, deverão

Leia mais

Prefeitura Municipal de Não-Me-Toque Secretaria da Fazenda [daianeluisa] Anexo Itens Página : 1 de 4 Tomada de Preços N 9/2015 ITEM QTD UN ESPECIFICAÇÃO DO MATERIAL/SERVIÇO MARCA PR.UN TOTAL 1 3 UN CENTRO

Leia mais

ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO XII - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS TÍTULO: RECOLOCAÇÃO E SUBSTITUIÇÂO DE POSTES DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA, COM IDENTIFICAÇÃO, GEORREFERENCIAMENTO E CADASTRAMENTO DE LUMINÁRIAS, EM DIVERSOS LOGRADOUROS DE

Leia mais

ANEXO XV - PROJETO BÁSICO

ANEXO XV - PROJETO BÁSICO CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA REFORMULAÇÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA DA RUA PADRE CHAGAS E PROXIMIDADES ANEXO XV - PROJETO BÁSICO 1) GENERALIDADES O presente Projeto Básico tem como objetivo estabelecer

Leia mais

2. TOMADA DE ENERGIA:

2. TOMADA DE ENERGIA: MEMORIAL DESCRITIVO DO POSTO DE TRANSFORMAÇÃO DE ENERGIA DA EMEII LUZIA MARIA DAIBEM FERRAZ DE ARRUDA RUA LUIZ MARCÍLIO BERNARDO, 03-160, NÚCLEO HABITACIONAL NOBUJI NAGASAWA O presente memorial descritivo

Leia mais

REDE COMPACTA PARA-RAIOS. Sumário

REDE COMPACTA PARA-RAIOS. Sumário Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estruturas de Transição Rede Compacta Rede Nua com Para-Raios 6.1. Estrutura CE3.N3

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE ELETRICIDADE

CONCEITOS BÁSICOS DE ELETRICIDADE CONCEITOS BÁSICOS DE ELETRICIDADE Nos fios existem partículas invisíveis chamadas de elétrons livres que, assim como os planetas ao redor do sol, giram ao redor do núcleo dos átomos. Quando uma força,

Leia mais

Capítulo 2 - Símbolos Gráficos para Instalações Elétricas Prediais 2.1. Simbologia Padronizada

Capítulo 2 - Símbolos Gráficos para Instalações Elétricas Prediais 2.1. Simbologia Padronizada Capítulo 1 - Conceitos Básicos de Eletricidade para Aplicação em Instalações Elétricas 1.1. Tipos e Formas de Distribuição de Energia 1.1.1. Energia 1.2. Geração de Energia Elétrica 1.2.1. Barragem 1.2.2.

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DESCRIÇÃO DO PROJETO

PLANO DE TRABALHO DESCRIÇÃO DO PROJETO DESCRIÇÃO DO PROJETO Título do Projeto Recuperação das instalações elétricas dos prédios sedes da Polícia Civil da Bahia e da POLINTER Período de Execução Início Término 10/06 10/08 Identificação do Objeto

Leia mais

Autotransformadores Tripolares

Autotransformadores Tripolares 36 Elétrica Autotransformadores Tripolares PATENTE REQUERIDA Sistema de Alças para Transporte EXCLUSIVO! Permite ligação de plugues tripolares e bipolares. (entrada ou saída) Utilize seus equipamentos

Leia mais

Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00014/2015

Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00014/2015 13/01/2016 COMPRASNET O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO Pregão Eletrônico Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00014/2015 Às 16:55 horas do dia 28 de dezembro de 2015, após constatada a regularidade

Leia mais

Fornecimento Provisório de Energia Elétrica em Baixa Tensão (Procedimento Interno Uso Exclusivo da Ampla)

Fornecimento Provisório de Energia Elétrica em Baixa Tensão (Procedimento Interno Uso Exclusivo da Ampla) ITA - 010 Rev. 0 MAIO / 2005 Praça Leoni Ramos n 1 São Domingos Niterói RJ Cep 24210-205 http:\\ www.ampla.com Fornecimento Provisório de Energia Elétrica em Baixa Tensão (Procedimento Interno Uso Exclusivo

Leia mais

FINALIDADE RAMO DE ATIVIDADE. Pré-moldados CARGA INSTALADA

FINALIDADE RAMO DE ATIVIDADE. Pré-moldados CARGA INSTALADA FINALIDADE Este memorial refere-se ao projeto(de acordo com a NT-002/2011 R03 da COELCE) de implantação de uma subestação aérea de 225kVA, atendendo à BM Pré-Moldados LTDA. Localidade:, Rodovia BR 222,

Leia mais

GERÊNCIA DE NORMAS E PADRÕES ORIENTAÇÃO TÉCNICA OT-003/2015 (NT , NT , NT

GERÊNCIA DE NORMAS E PADRÕES ORIENTAÇÃO TÉCNICA OT-003/2015 (NT , NT , NT 1 OBJETIVO A presente Orientação Técnica altera e complementa as normas de fornecimento contemplando as mudanças ocorridas em conformidade com as alterações da REN 414/2010 da ANEEL, implementadas através

Leia mais

CISCEA. Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo PÁGINA: PLANILHA QUANTIDADE /ORÇAMENTÁRIA. 1 de 5 DATA:

CISCEA. Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo PÁGINA: PLANILHA QUANTIDADE /ORÇAMENTÁRIA. 1 de 5 DATA: 1 de 5 01.00.000 SERVIÇOS TÉCNICOS-PROFISSIONAIS 01.02.000 GEOTECNIA 01.02.107 Medição de resistividade do solo.01 - Ponto de medição com 5 níveis (2, 4, 8, 16 e 32)m un 10,00 01.03.000 ESTUDOS E PROJETOS

Leia mais

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I Folha: 0001 Objeto: Aquisição de Material de e Permanente(Material de Construção e Elétrico) 001 1190 Transformador em poste de 11,5 KVA-15KV, 60Hz alta tensão 1, ZKV, baixa tensão 0/17V. LOTE 001 / SETOR

Leia mais

DICAS. Instalações elétricas prediais/industriais. 2ª Edição

DICAS. Instalações elétricas prediais/industriais. 2ª Edição DICAS Instalações elétricas prediais/industriais 2ª Edição DICAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS PRE Flexibilidade Os cabos flexíveis estão substituindo, com vantagens, os cabos rígidos tradicionais. Veja porque:

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO 1.0) Apresentação O presente memorial visa descrever o projeto elétrico para atender Hospital Geral, compreendendo a instalação de medição em MT e subestação com transformadores

Leia mais

Item (Pág. 26) Foi inserida a Norma NR 10 Segurança em instalações e serviços em eletricidade.

Item (Pág. 26) Foi inserida a Norma NR 10 Segurança em instalações e serviços em eletricidade. O presente documento contém as alterações, correções e inclusões da versão anterior, contempladas na versão 1.2, que entrará em vigor a partir de 1º de novembro de 2014. TEXTO Item 10.3.2 (Pág. 26) Foi

Leia mais

Foram projetados poços de aterramento com hastes de cobre e interligações feitas com solda exotérmicas e ligações mecânicas.

Foram projetados poços de aterramento com hastes de cobre e interligações feitas com solda exotérmicas e ligações mecânicas. SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. MEMORIAL DESCRITIVO... 4 2.1 SISTEMA DE ATERRAMENTO - CONCEPÇÃO... 5 2.2 SISTEMA DE ATERRAMENTO - MEDIÇÃO... 6 2.3 SISTEMA DE CAPTAÇÃO... 6 3. MATERIAIS APLICADOS... 7 3.1

Leia mais

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PROJETO: INCÊNDIO Modelo: 3.000 m2 MAIO 2011 SUMÁRIO 1. Apresentação... 03 2. Extintores... 04 3. Iluminação de Emergência...

Leia mais

Elaborado em 09 de Junho de 2016 EMPRESA: FORÇA ELETRICA COMERCIAL LTDA

Elaborado em 09 de Junho de 2016 EMPRESA: FORÇA ELETRICA COMERCIAL LTDA EMPRESA: FORÇA ELETRICA COMERCIAL LTDA (X) TOMADA DE S Nº 017/2016 04 300 U UNIÃO PARALELA DE ALUMÍNIO, BIMETÁLICA PARA CABO 1/0AWG. À TÍTULO DE INCESA 4,20 1.260,00 INFORMAÇÃO A INCESA FABRICA O MODELO

Leia mais

/sonarengenharia

/sonarengenharia A Sonar Engenharia, empresa atuante nos setores de ELÉTRICA e GÁS, possui em seu quadro profissionais graduados em Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Eletrotécnica e Engenharia de Segurança no Trabalho.

Leia mais

Instalações Elétricas

Instalações Elétricas Instalações Elétricas Condutores Elétricos (Parte 2) Prof. Gilmário Lima SELEÇÃO E DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES Chama-se de dimensionamento técnico de um circuito à aplicação dos diversos itens da NBR

Leia mais

QUADROS DE DISTRIBUIÇÃO

QUADROS DE DISTRIBUIÇÃO QUADROS DE DISTRIBUIÇÃO perfeitos para o seu projeto www.alumbra.com.br beleza e segurança agora em uma linha completa em uma instalação elétrica, toda escolha é muito importante: seja na etapa de infraestrutura,

Leia mais

NORMA TÉCNICA NTC 015

NORMA TÉCNICA NTC 015 COMPANHIA CAMPOLARGUENSE DE ENERGIA COCEL NORMA TÉCNICA 015 POSTE DE DIVISA Divisão de medição e fiscalização Emissão: 2015 Versão : 01/2015 1 2 Sumário 1. OBJETIVO... 4 2. INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES...

Leia mais

Prefeitura Municipal de Sorriso

Prefeitura Municipal de Sorriso Memorial Descritivo Projeto Elétrico Setor Hangar AEROPORTO MUNICIPAL- SETOR HANGAR Prefeitura Municipal de Sorriso Cliente: Prefeitura Municipal de Sorriso Obra: Aeroporto Municipal- setor Hangar Endereço:BR

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS UBS MANCHINHA

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS UBS MANCHINHA MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS UBS MANCHINHA MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS 1.IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO DADOS DA OBRA: NOME UBS MANCHINHA ENDEREÇO LAJEADO MANCHINHA, INTERIOR SANTA

Leia mais

Item Discriminação Unidade Quantidade Unitário (R$) Subtotal (R$) Total (R$)

Item Discriminação Unidade Quantidade Unitário (R$) Subtotal (R$) Total (R$) OBRA: ILUMINAÇÃO PÚBLICA DA BR-364/RO - TRAVESSIA URBANA DE VILHENA LOCAL: BR-364/RO - Km 7,0 ao Km 17,5 - VILHENA/RO DATA: 09 DE OUTUBRO DE 2009 PLANILHA ORÇAMENTÁRIA Item Discriminação Unidade Quantidade

Leia mais

NORMA DA DISTRIBUIÇÃO 6.002

NORMA DA DISTRIBUIÇÃO 6.002 Página 1 de 12 NORMA DA DISTRIBUIÇÃO 6.002 APRESENTAÇÃO DE PROJETO DE INSTALAÇÃO DE GRUPOS GERADORES PARTICULARES Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Planejamento do Sistema Gerência da

Leia mais

COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ESCADAS ROLANTE PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA

COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ESCADAS ROLANTE PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ESCADAS ROLANTE PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS COMPANHIA DOCAS DO CEARÁ Secretaria

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ANEXO II MEMORIAL DESCRITIVO Sistema de Ar-Condicionado Tipo Split. ÌNDICE 1. INTRODUÇÃO 1.1 NORMAS TÉCNICAS 1. 2 ORIENTAÇÕES INICIAIS 2. SERVIÇOS 3. EQUIPAMENTOS E MATERIAIS 4. REQUISITOS PARA FORNECEDORES

Leia mais

COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE II - Teoria)

COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE II - Teoria) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL COMPREENSÃO DE PROJETOS (PARTE II - Teoria) Projeto Elétrico TC_042 - CONSTRUÇÃO CIVIL IV PROFESSORA: ELAINE SOUZA MARINHO CONCEITOS INICIAIS

Leia mais

ELETROCALHAS PERFILADOS LEITO PARA CABOS COMPLETA LINHA DE ACESSÓRIOS

ELETROCALHAS PERFILADOS LEITO PARA CABOS COMPLETA LINHA DE ACESSÓRIOS . ELETROCALHAS PERFILADOS LEITO PARA CABOS COMPLETA LINHA DE ACESSÓRIOS - APRESENTAÇÃO A LÍDER RIO é uma INDÚSTRIA METALÚRGICA que especializou-se na produção de ferragens pré-fabricadas para aplicações

Leia mais

DESCRIÇÃO - MATERIAL ELÉTRICO Atualizado em 19/12/2013 ITEM UNID. DESCRIÇÃO

DESCRIÇÃO - MATERIAL ELÉTRICO Atualizado em 19/12/2013 ITEM UNID. DESCRIÇÃO DESCRIÇÃO - MATERIAL ELÉTRICO Atualizado em 19/12/2013 ITEM UNID. DESCRIÇÃO 1. UN Abraçadeira em aço carbono tipo U. Bitolas 3/8, ½, ¾, 1, 1 ¼, 1 ½ ou 2. Fabricada em aço carbono, recebe acabamento galvanizado

Leia mais

Finalidade Fonte de Alimentação Proteção da Rede de Média Tensão Proteção contra Sobretensão: 2.5.

Finalidade Fonte de Alimentação Proteção da Rede de Média Tensão Proteção contra Sobretensão: 2.5. MEMÓRIAL DESCRITIVO 5 2.1. - Finalidade Traçar diretrizes básicas para a implementação dos projetos de iluminação externa do Campus Petrolina e iluminação da via de interligação entre o anel viário e os

Leia mais

Padrão de entrada PCI-3

Padrão de entrada PCI-3 Padrão de entrada PCI-3 padrão de entrada Relação de Materiais Item Qtde. Un. Descrição 01 01 pç 02 Fornecido e instalado pela EDP 03 Variável m Poste com caixa incorporada tipo PCI-3 (ver nota 4) Ramal

Leia mais

UNeB Relatório de Material e Mão-de-obra

UNeB Relatório de Material e Mão-de-obra 1 PREPARAÇÃO DO TERRENO 2709.43 20202 RASPAGEM e limpeza manual de terreno M2 25.00 0.00 0.87 0.00 0.87 21.75 20301 LIGAÇÃO provisória de água para obra e instalação sanitária provisória, instalação mínima

Leia mais

ET-SE -030 TRAVESSIAS COM LUMINÁRIAS À LED

ET-SE -030 TRAVESSIAS COM LUMINÁRIAS À LED Sumário 1 OBJETIVO 2 2 DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 2 3 DEFINIÇÃO 3 4 REQUISITOS ESPECÍFICOS 5 5 DOCUMENTAÇÃO 9 6 GARANTIA 11 Superintendência de Engenharia de Sinalização - SSI Página 1 1 OBJETIVO Estabelecer

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS COMENTADAS SOBRE NR 13

PERGUNTAS E RESPOSTAS COMENTADAS SOBRE NR 13 PERGUNTAS E RESPOSTAS COMENTADAS SOBRE NR 13 O que são vasos e caldeiras para fins de aplicação da NR 13? Caldeiras a vapor são equipamentos destinados a produzir e acumular vapor sob pressão superior

Leia mais

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS INTRODUÇÃO

INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS INTRODUÇÃO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS INDUSTRIAIS DIMENSIONAMENTO DE CONDUTORES ELÉTRICOS INTRODUÇÃO Os fatores básicos que envolvem o dimensionamento de um condutor são: tensão nominal; frequência nominal; potência ou

Leia mais

ADEQUAÇÃO DO SISTEMA DE MEDIÇÃO PARA FATURAMENTO DE CLIENTES OPTANTES AO MERCADO LIVRE

ADEQUAÇÃO DO SISTEMA DE MEDIÇÃO PARA FATURAMENTO DE CLIENTES OPTANTES AO MERCADO LIVRE ADEQUAÇÃO DO SISTEMA DE MEDIÇÃO PARA FATURAMENTO DE CLIENTES OPTANTES AO MERCADO LIVRE Junho/2016 1 Objetivo Este documento tem por objetivo estabelecer os procedimentos técnicos relativos à adequação

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS (PGJ-TANGARÁ)

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS (PGJ-TANGARÁ) MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS (PGJ-TANGARÁ) 1 PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO 1.IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO DADOS DA OBRA c NOME PROMOTORIAS DE JUSTIÇA TANGARÁ DA SERRA ENDEREÇO

Leia mais

Prefeitura Municipal de São Miguel das Missões Construção de Lavanderia na UBS/Bairro Alegria PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

Prefeitura Municipal de São Miguel das Missões Construção de Lavanderia na UBS/Bairro Alegria PLANILHA ORÇAMENTÁRIA 3.3 73942/002 Prefeitura Municipal de São Miguel das Missões 1. SERVIÇOS PRELIMINARES R$ 355,38 1.1 73801/001 DEMOLICAO DE PISO DE ALTA RESISTENCIA M² 8,25 R$ 17,84 R$ 22,30 R$ 183,98 1.2 LOCACAO CONVENCIONAL

Leia mais

ANEXO XIV - MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO XIV - MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO XIV - MEMORIAL DESCRITIVO 1 - APRESENTAÇÃO: O presente memorial visa descrever as diretrizes básicas que devem ser observadas na reformulação da iluminação pública do Trevo Carrion Junior (Viadutos

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO BÁSICO

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO BÁSICO MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO BÁSICO CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ELETRIFICAÇÃO E SERVIÇOS CORRELATOS A PROFISSÃO DE ELETRICISTA, PARA EXECUÇÃO E MANUTENÇÃO DAS REDES

Leia mais

Modelo da Estrutura Tipo IP-E3

Modelo da Estrutura Tipo IP-E3 1/9 Modelo da Estrutura Tipo IP-E3 Seguir o POP-IP 001.01.02 Regras Básicas do de Iluminação Pública. Passo 01: Executar os passos 01 a 13 do POP-IP 001.01.03 Diretriz do eletricista de Iluminação Pública.

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES MARCA / MODELO VALOR UNITÁRIO J. E. DE OLIVEIRA RODRIGUES ME. 01 Relé foto elétrico magnético 127 v nf 1000w EXATRON UND 380 R$ 11,80

ESPECIFICAÇÕES MARCA / MODELO VALOR UNITÁRIO J. E. DE OLIVEIRA RODRIGUES ME. 01 Relé foto elétrico magnético 127 v nf 1000w EXATRON UND 380 R$ 11,80 PREGÃO 21/2015 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 1. OBJETO Registro de preços para futuras aquisições de lâmpadas, reatores, calhas, tomadas, soquetes e outros materiais de uso rotineiro para manutenção preventiva

Leia mais

Luminárias Outdoor. UrbanStep. Iluminando o futuro. Segurança para os moradores

Luminárias Outdoor. UrbanStep. Iluminando o futuro. Segurança para os moradores Luminárias Outdoor UrbanStep Iluminando o futuro Segurança para os moradores Oferecendo para você a melhor relação custo-benefício em iluminação viária. Com design otimizado para uso em vias públicas e

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 21 PROCEDIMENTOS PARA HOMOLOGAÇÃO DE CON- JUNTOS BLINDADOS PARA UTILIZAÇÃO EM SEE

COMUNICADO TÉCNICO Nº 21 PROCEDIMENTOS PARA HOMOLOGAÇÃO DE CON- JUNTOS BLINDADOS PARA UTILIZAÇÃO EM SEE 1 COMUNICADO TÉCNICO Nº 21 PROCEDIMENTOS PARA HOMOLOGAÇÃO DE CON- JUNTOS BLINDADOS PARA UTILIZAÇÃO EM SEE 2 1. OBJETIVO Comunicar os procedimentos que devem ser adotados para homologação de conjuntos blindados

Leia mais

Easy9 A melhor escolha

Easy9 A melhor escolha Easy9 A melhor escolha Segurança Conforto Praticidade > PROTEÇÃO DA INSTALAÇÃO Disjuntores modulares Easy9 A oferta de disjuntores modulares Easy9 é destinada ao comando e à proteção da instalação elétrica

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALÉM PARAÍBA SECRETARIA MUNICIPAL DE SERVIÇOS E OBRAS PÚBLICAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE ALÉM PARAÍBA SECRETARIA MUNICIPAL DE SERVIÇOS E OBRAS PÚBLICAS PREFEITURA MUNICIPAL DE ALÉM PARAÍBA SECRETARIA MUNICIPAL DE SERVIÇOS E OBRAS PÚBLICAS AMPLIAÇÃO E REFORMA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA - LICITAÇÃO 2016 BDI CONFORME ACORDÃO 2622/ 2013 TCU - 27,46% 638.688,96

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE PROJETO DE INFRA ESTRUTURA DE REDE DE FIBRAS ÓTICAS DA REQUALIFICAÇÃO DO CORREDOR DA AV. MARECHAL FLORIANO PEIXOTO

MEMORIAL DESCRITIVO DE PROJETO DE INFRA ESTRUTURA DE REDE DE FIBRAS ÓTICAS DA REQUALIFICAÇÃO DO CORREDOR DA AV. MARECHAL FLORIANO PEIXOTO MEMORIAL DESCRITIVO DE PROJETO DE INFRA ESTRUTURA DE REDE DE FIBRAS ÓTICAS DA REQUALIFICAÇÃO DO CORREDOR DA AV. MARECHAL FLORIANO PEIXOTO Na elaboração deste documento, foram observadas, principalmente

Leia mais

CANALETAS SISTEMA DLP

CANALETAS SISTEMA DLP Sistema DLP canaleta rodapé 80 x 20!!"#$$ %&'(&#)* *+,-*'.)&)* /$0"#!! 23&4&#2.&3(3BC /$0"#51 6&.+& /$0"#55 6&.+&!!/#/0 DB8& /$0"#!1 23&4& 6&

Leia mais

Instalações Elétricas Prediais. Condutores Elétricos. Prof. Msc. Getúlio Teruo Tateoki

Instalações Elétricas Prediais. Condutores Elétricos. Prof. Msc. Getúlio Teruo Tateoki Prof. Msc. Getúlio Teruo Tateoki Conceito -É assim chamado todo material que possui a propriedade de conduzir ou transportar energia elétrica. -Os condutores devem ser analisados sobre seguintes aspectos.

Leia mais

DLB IERP ELETRICA

DLB IERP ELETRICA ELETRICA ELETROMECÂNICA DDLB IERRP SISTEMA DIDÁTICO PARA TREINAMENTO EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS RESIDÊNCIAIS, PREDIAIS E INDUSTRIAIS Sistema didático para estudos e práticas em instalações elétricas residenciais,

Leia mais

GE Industrial Solutions. Fix-o-Rail. Quadros de embutir e sobrepor. GE imagination at work

GE Industrial Solutions. Fix-o-Rail. Quadros de embutir e sobrepor. GE imagination at work GE Industrial Solutions Fix-o-Rail Quadros de embutir e sobrepor GE imagination at work Fix-o-Rail Quadros de distribuição de baixa tensão em conformidade com a Norma NBR IEC 60439-3. Fix-o-Rail são quadros

Leia mais

CCM. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão. Painéis metálicos fabricados em aço carbono.

CCM. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão. Painéis metálicos fabricados em aço carbono. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão Painéis metálicos fabricados em aço carbono. Definição ( montado): é uma combinação de dispositivos e equipamentos de manobra,

Leia mais

DISJUNTORES. Funções. b Proteção contra curtos-circuitos b Proteção dos cabos contra sobrecargas 1P. Disjuntores. 2P Disjuntores.

DISJUNTORES. Funções. b Proteção contra curtos-circuitos b Proteção dos cabos contra sobrecargas 1P. Disjuntores. 2P Disjuntores. 5 ka 127/230 V - 3 ka 230/400 V NOVIDADE NOVIDADE NOVIDADE DISJUNTORES b Proteção contra curtos-circuitos b Proteção dos cabos contra sobrecargas 2 A - EZ9F33102 4 A - EZ9F33104 6 A EZ9F13106 EZ9F33106

Leia mais

Laudo de Comissionamento das Instalações Elétricas de Baixa Tensão

Laudo de Comissionamento das Instalações Elétricas de Baixa Tensão LEGGA SOLUÇÕES EM ENERGIA Eng. Adriel de Oliveira Engenheiro Eletricista - CREA PR: 119.257/D Av. Santos Dumont, 633 Londrina PR Fones: (43) 3039-2142 / (43) 9150-1414 E-mail: adriel@legga.com.br Laudo

Leia mais

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA ANEXO 01

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA ANEXO 01 REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA LUMINOTÉCNICO ANEXO 01 Responsabilidade e compromisso com o meio Ambiente SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO E OBJETIVO... 4 2. NORMALIZAÇÃO... 4 3. COMENTÁRIOS LUMINOTÉCNICOS:...

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12 MANUAL DE INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO PARA MESA DE PASSADORIA THEOBOARD 03 CONFORME NORMAS DA NR-12 SINAIS DE ATENÇÃO! Atenção! Alta Voltagem 230/240V Atenção! Superfície quente! Vapor quente ou líquido. Atenção!

Leia mais

GESTÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA NO CAMPUS DA UnB

GESTÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA NO CAMPUS DA UnB GESTÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA NO CAMPUS DA UnB MsC. Eng a. Lilian Silva de Oliveira (UnB/PRC/CICE) Prof. Dr. Marco Aurélio Gonçalves de Oliveira (UnB/FT/ENE) HISTÓRICO DE ATIVIDADES RELACIONADAS

Leia mais

UNeB Relatório de Material e Mão-de-obra

UNeB Relatório de Material e Mão-de-obra 1 PREPARAÇÃO DO TERRENO 2709.43 20202 RASPAGEM e limpeza manual de terreno M2 25.00 0.00 0.87 0.00 0.87 21.75 20301 LIGAÇÃO provisória de água para obra e instalação sanitária provisória, instalação mínima

Leia mais

Projetos Elétricos Especiais

Projetos Elétricos Especiais Projetos Elétricos Especiais Prof. Laís Hauck de Oliveira Disciplina de Projetos Elétricos Especiais - PEE Departamento de Engenharia Elétrica - DEE Centro de Ciências Tecnológicas - CCT Universidade do

Leia mais

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS 1 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS MATERIAIS QUADRA POLIESPORTIVA MURIBECA. 2 SERVIÇOS PRELIMINARES 1. O lote que receberá a edificação deve estar limpo, depois de concluída a obra de terraplanagem, quando

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA DAS BARREIRAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA DAS BARREIRAS PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA DAS BARREIRAS PROJETO DE CONSTRUÇÃO DE GINÁSIO POLIESPORTIVO LOCAL: SEDE DO MUNICÍPIO MEMORIAL DESCRITIVO SANTA MARIA DAS BARREIRAS 2015 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1- APRESENTAÇÃO

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. PROJETO ELÉTRICO POSTO DE TRANSFORMAÇÃO TRIFÁSICO 225 kva/13,8kv 220/127 V SEDE DE PROMOTORIAS - PRIMAVERA DO LESTE MT

MEMORIAL DESCRITIVO. PROJETO ELÉTRICO POSTO DE TRANSFORMAÇÃO TRIFÁSICO 225 kva/13,8kv 220/127 V SEDE DE PROMOTORIAS - PRIMAVERA DO LESTE MT MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO POSTO DE TRANSFORMAÇÃO TRIFÁSICO 225 kva/13,8kv 220/127 V SEDE DE PROMOTORIAS - PRIMAVERA DO LESTE MT Cuiabá, MT Maio / 2014 2 Assunto: PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

Leia mais

ITEM QUANT UNID DISCRIMINAÇÃO MARCA

ITEM QUANT UNID DISCRIMINAÇÃO MARCA MODALIDADE MAPA DE ADJUDICAÇÃO Elaborado em 04 de Abril de 2016 ( ) PREGÃO PRESENCIAL Nº /2016 ( ) INEXIGÍVEL LICITAÇÃO, ART. 25 INC. ( ) DISPENSA DE LICITAÇÃO ART. 24 INC. II ( ) CONVITE Nº /2016 (X)

Leia mais

Planilha de Orçamento - GLOBAL Obra: 091107 - CONSTRUÇÃO NOVA SUBESTAÇÃO 300kVA Endereço: Av. Ildefonso simões Lopes, 2791

Planilha de Orçamento - GLOBAL Obra: 091107 - CONSTRUÇÃO NOVA SUBESTAÇÃO 300kVA Endereço: Av. Ildefonso simões Lopes, 2791 Página 1 de 5 1. PROJETOS 1. 3. APROVAÇÃO DE PROJETO EM ORGÃO PUBLICO 1. 3. 4. PROJETO ELÉTRICO (subestação).1 APROVAÇÃO DE PROJETO NA CONCESSIONÁRIA LOCAL 1,00 UN 1.800,00 1.800,00 200,00 200,00 2.000,00

Leia mais

Lâmpadas Tubulares de LED

Lâmpadas Tubulares de LED Catálogo Lâmpadas Tubulares de LED Aplicações: Lojas, Escritórios, Farmácias, Hospitais, Escolas, Hotéis, Bancos, Shopping Centers, Supermercados, Armazéns, entre outros. Benefícios: Economiza até 60%

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA DAS BARREIRAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA DAS BARREIRAS PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA DAS BARREIRAS PROJETO DE CONSTRUÇÃO DE FEIRA COBERTA LOCAL: VILA CASA DE TÁBUA MEMORIAL DESCRITIVO SANTA MARIA DAS BARREIRAS 2015 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1- APRESENTAÇÃO

Leia mais

QUADROS DE DISTRIBUIÇÃO. Quadro de distribuição de embutir Número de filas. Capacidade em módulos de 18mm

QUADROS DE DISTRIBUIÇÃO. Quadro de distribuição de embutir Número de filas. Capacidade em módulos de 18mm O quadro de distribuição (para uso interno) foi desenvolvido para instalação de dispositivos modulares DIN no setor residencial. Design ergonômico e facilidade de instalação. Com porta opaca, opções de

Leia mais

Apresentado por Hilton Moreno

Apresentado por Hilton Moreno Apresentado por Hilton Moreno Cuidando dos seus bens mais valiosos. Um projeto de conscientização e orientação sobre a necessidade de modernizar as instalações elétricas, minimizando os riscos de acidentes,

Leia mais

UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO. Módulo 2

UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO. Módulo 2 UNIDADE MÓVEL SOBRE A PLATAFORMA DE UM ÔNIBUS BIARTICULADO Módulo 3 Módulo FRENTE MEDIDAS: Comprimento Total 2,0 m Comprimento módulo, m Comprimento módulo 2,00 m Comprimento módulo 3,0 m Largura 2,3 m

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 539/175/2014 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 175/2014 SRP PROCESSO Nº /

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 539/175/2014 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 175/2014 SRP PROCESSO Nº / SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE COMPRAS Prédio II da Reitoria - Rua Desembargador Vitor Lima, 222 - Trindade 6º andar CEP: 88040-400

Leia mais

MANUAL. Qualidade DO REATOR. DEMAPE Reatores para Iluminação Tel.: 55 (11) Fax.: 55 (11)

MANUAL. Qualidade DO REATOR.  DEMAPE Reatores para Iluminação Tel.: 55 (11) Fax.: 55 (11) Qualidade A DEMAPE oferece produtos e serviços com excelente qualidade, contínuo processo de melhoria e certificações de acordo com o INMETRO. MANUAL DO REATOR Segredo da qualidade Equipamentos, pesquisas,

Leia mais

ENG2333 CONSTRUÇÃO CIVIL II

ENG2333 CONSTRUÇÃO CIVIL II ENG2333 CONSTRUÇÃO CIVIL II Prof. Eng Civil Bruno Rocha Cardoso Aula 02: Instalações Elétricas O Projeto O trabalho do Eletricista não é um processo Contínuo 1) Eletrodutos ou Conduítes 1) Eletrodutos

Leia mais

Bairro: Zona Rural N e data da ART de projeto: N e data da art de execução:

Bairro: Zona Rural N e data da ART de projeto: N e data da art de execução: P A R A Carga Instalada: Demandas: 86,6 kw KW: 52 KVA: 56 U S O D A C E M I G Desenho: Conteúdo: Cálculo de demanda, carga instalada, situação, diagrama unifilar, quadro de medidores, dimensionamentos

Leia mais