EDITAL CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2013 GERAÇÃO DISTRIBUÍDA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2013 GERAÇÃO DISTRIBUÍDA"

Transcrição

1 EDITAL CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2013 GERAÇÃO DISTRIBUÍDA A ESPÍRITO SANTO CENTRAIS ELÉTRICAS S.A. ESCELSA, doravante EDP ESCELSA ou COMPRADORA, concessionária de distribuição de energia elétrica, nos termos do Contrato de Concessão nº 001/95, localizada na Praça Costa Pereira, nº 210, 3º andar, Centro, Vitória, Espírito Santo, inscrita no CNPJ sob nº / , torna público que realizará CHAMADA PÚBLICA para fins de contratação de energia elétrica proveniente de empreendimentos de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA, nos termos dos artigos 14 e 15 do Decreto nº 5.163/04, de 30 de julho de 2004, de forma a assegurar publicidade, transparência e igualdade de acesso aos interessados, bem como com fundamento na Lei n /04, de 15 de março de 2004 e nas Resoluções Normativas ANEEL n s 165/05, de 19 de setembro de 2005, 167/05, de 10 de outubro de 2005, 169/05, de 10 de outubro de 2005, 228/06, de 25 de julho de 2006, 323/08, de 8 de julho de 2008, 390/09, de 15 de dezembro de 2009 e aquelas que porventura venham a alterá-las, mediante as seguintes especificações: Fica estabelecido que, para facilitar a compreensão deste EDITAL, todos os termos grafados em LETRAS MAÍUSCULAS constarão do Glossário disponível no Anexo I deste EDITAL. Esta CHAMADA PÚBLICA será realizada na data prevista no CRONOGRAMA, sendo que a COMPRADORA poderá: Alterar a data de realização da CHAMADA PÚBLICA, comunicando em tempo hábil, por meio de Comunicado Relevante disponibilizado no site ou encaminhado aos interessados e/ou PROPONENTES VENDEDORES; a sua exclusiva conveniência e a qualquer tempo, alterar os termos e condições estabelecidos neste instrumento convocatório, comunicando em tempo hábil aos interessados e/ou PROPONENTES VENDEDORES, por meio de Comunicado Relevante; a seu exclusivo critério e a qualquer tempo, adiar, suspender ou cancelar a realização desta CHAMADA PÚBLICA, não decorrendo deste ato qualquer direito à indenização ou à compensação, a qualquer título, para os eventuais interessados e/ou PROPONTENTES VENDEDORES; Serão adotadas as seguintes fases a serem cumpridas pelos PROPONENTES VENDEDORES: i. QUALIFICAÇÃO: formalização de interesse em participar da CHAMADA PÚBLICA através do envio do Termo de Adesão, de acordo com Anexo III, e demais documentos indicados no item 7.1, até a data estabelecida neste EDITAL, bem como a habilitação dos PROPONENTES VENDEDORES que preencham os requisitos definidos neste EDITAL; iii. ENVIO DA PROPOSTA: declaração de oferta de venda mediante o envio de PROPOSTA DE VENDA para o nos termos do Anexo VI; 1

2 iv. ASSINATURA: celebração dos respectivos CONTRATOS DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA, de acordo com o modelo disponível no Anexo VII; v. HOMOLOGAÇÃO DA ANEEL: registro e homologação dos CONTRATOS DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA pela AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL; vi. REGISTRO CCEE: registro e validação dos CONTRATOS DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA junto à CÂMARA DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA CCEE, através do CliqCCEE. O EDITAL da CHAMADA PÚBLICA e seus Anexos além de eventuais COMUNICADOS RELEVANTES serão disponibilizados no site ou poderão ser solicitados através do As atividades integrantes da CHAMADA PÚBLICA deverão ser executadas em conformidade com o CRONOGRAMA disponível no Anexo II deste EDITAL. 1 DO OBJETO 1.1. Constitui objeto desta CHAMADA PÚBLICA a contratação de ENERGIA ELÉTRICA proveniente de empreendimento de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA de agente titular de concessão, permissão ou autorização do Poder Concedente, exclusivamente para a área de concessão da EDP ESCELSA, nas condições definidas para os PRODUTOS a seguir dispostas. 2 DOS PRODUTOS 2.1. Os PRODUTOS objeto da contratação são: PRODUTO 1 P1 Período de Suprimento: 20/12/2013 a 31/12/2018 Quantidade: até a quantidade ofertada na PROPOSTA DE VENDA. Preço: valor na PROPOSTA DE VENDA Data Base: 01/01/2013 Ponto de Entrega da ENERGIA CONTRATADA: SUBMERCADO Sudeste Demais condições contratuais conforme minuta de CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA disponível no Anexo VII PRODUTO 2 P2 Período de Suprimento: 20/12/2013 a 31/12/2020 Quantidade: até a quantidade ofertada na PROPOSTA DE VENDA Preço: valor na PROPOSTA DE VENDA Data Base: 01/01/2013 Ponto de Entrega da ENERGIA CONTRATADA: SUBMERCADO Sudeste Demais condições contratuais conforme minuta de CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA disponível no Anexo VII. 2

3 2.2. Para fins deste EDITAL, os PROPONENTES VENDEDORES aptos a QUALIFICAÇÃO são aqueles que observem cumulativamente as seguintes condições definidas a seguir: a) Empreendimentos de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA: empreendimentos que atendem os requisitos regulatórios para certificação de centrais geradoras termelétricas na modalidade de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA previstos na Resolução Normativa ANEEL nº 228, de 25 de julho de 2006 e Resolução Normativa ANEEL nº 390, de 15 de dezembro de 2009 para usinas termelétricas e outras fontes alternativas de energia como biomassa e pequenas centrais elétricas; e b) Localização do ativo de geração: para caracterização da compra de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA, o ativo de geração necessariamente deve estar conectado diretamente no sistema elétrico de distribuição da COMPRADORA. Os municípios atendidos pela EDP ESCELSA estão listados no Anexo IV deste EDITAL, nos termos do Contrato de Concessão. 3 DA PARTICIPAÇÃO 3.1. Poderão participar desta CHAMADA PÚBLICA na condição de PROPONENTE VENDEDOR, empresa(s) que atenda(m) integralmente ao disposto no item 2.2 do presente EDITAL A ENERGIA ELÉTRICA a ser negociada pelo PROPONENTE VENDEDOR nos termos do presente EDITAL deverá ser exclusivamente aquela que atende ao disposto no item 2.2 do EDITAL e que não esteja contratada com terceiros durante o período de suprimento definido para o PRODUTO. 4 DAS CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO 4.1. A participação na CHAMADA PÚBLICA implica o conhecimento e a aceitação expressa e incondicional, pelos PROPONENTES VENDEDORES dos termos e condições estabelecidos neste EDITAL e seus Anexos, bem como nas normas legais e regulamentares que disciplinam o registro e a certificação de empreendimentos de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA Os PROPONENTES VENDEDORES vencedores que negociarem ENERGIA ELÉTRICA nesta CHAMADA PÚBLICA deverão participar da CCEE ou serem representados por outros AGENTES DA CCEE nas condições previstas nas REGRAS e PROCEDIMENTOS DE COMERCIALIZAÇÃO, na CONVENÇÃO DE COMERCIALIZAÇÃO e no Estatuto Social da CCEE Os PROPONENTES VENDEDORES vencedores que negociarem ENERGIA ELÉTRICA na CHAMADA PÚBLICA deverão celebrar e obedecer aos Contratos de Uso do Sistema de Distribuição CUSD e Contratos de Conexão com a Distribuidora - CCD, no que for aplicável. 5 DAS ETAPAS DA CHAMADA PÚBLICA 5.1. Esta CHAMADA PÚBLICA obedecerá às seguintes etapas: Entrega dos documentos de QUALIFICAÇÃO. 3

4 O PROPONENTE VENDEDOR deverá enviar a documentação de QUALIFICAÇÃO dentro do prazo previsto no CRONOGRAMA, através do Além disso, o PROPONENTE VENDEDOR deverá enviar via correio os documentos enviados por para o endereço abaixo: Espírito Santo Centrais Elétricas S.A. - ESCELSA Rua Gomes de Carvalho, 1996, 7º andar, Vila Olímpia, São Paulo SP, CEP: A/C: Gerência de Gestão de Risco e Estudos Energéticos Caso os documentos de qualificação não sejam enviados via correios e sejam entregues por um representante do PROPONENTE VENDEDOR no endereço indicado no item , este deverá solicitar a presença de um dos representantes da COMPRADORA para assinar o protocolo de entrega dos documentos, onde constará a data e horário da entrega. Para isso, quando na portaria do endereço indicado no item , o representante do PROPONENTE VENDEDOR deverá solicitar a presença de um representante da área Gestão de Risco e Estudos Energéticos Telefones (11) / / Realização da CHAMADA PÚBLICA A CHAMADA PÚBLICA será realizada conforme disposto no CRONOGRAMA e deverá respeitar o disposto no ANEXO V deste EDITAL Entrega da documentação requerida para a Pós-qualificação, se necessário Assinatura dos CONTRATOS DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA entre EDP ESCELSA e PROPONENTES VENDEDORES que negociaram ENERGIA ELÉTRICA proveniente de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA, conforme determina este documento. 6 DA APRESENTAÇÃO DOS DOCUMENTOS 6.1. Todos os documentos relativos à CHAMADA PÚBLICA devem ser redigidos em português, datilografados ou impressos por MEIO ELETRÔNICO, sem emendas, rasuras, borrões, acréscimos ou entrelinhas Os documentos relativos à CHAMADA PÚBLICA que requerem assinatura dos representantes legais devem ser entregues em via original, com firma reconhecida, datados e assinados na última folha, com o nome legível do signatário e rubricados nas demais folhas Considera-se como representante legal a pessoa legalmente credenciada pelos PROPONENTES VENDEDORES para assinar a documentação exigida, de acordo com o disposto no seu ato constitutivo e na ata da eleição dos atuais administradores No caso de o representante legal não ser estatutário ou sócio-gerente da empresa participante desta CHAMADA PÚBLICA, a empresa deverá apresentar procuração, conferindo poderes legais de representação. 4

5 6.2 Caso o PROPONENTE VENDEDOR partícipe da CHAMADA PÚBLICA com mais de um empreendimento, deverá ser entregue um conjunto de documentos para cada empreendimento. 7 DA QUALIFICAÇÃO 7.1 Serão habilitados para participar da CHAMADA PÚBLICA os PROPONENTES VENDEDORES que se qualificarem por meio da análise e aprovação, pela COMPRADORA, dos seguintes documentos, os quais deverão ser apresentados pelos PROPONENTES VENDEDORES dentro do prazo previsto no CRONOGRAMA, conforme descrito a seguir: a) TERMO DE ADESÃO (conforme modelo constante do Anexo III); b) Declaração emitida pelo(s) representante(s) legal (ais) do PROPONENTE VENDEDOR de que preenche integralmente ao disposto no item 2.2. do presente EDITAL e que não esteja contratada com terceiros durante o período de suprimento definido para o PRODUTO (conforme modelo constante do Anexo VIII; c) Cópia autenticada do Estatuto/Contrato Social em vigor; d) Cópia autenticada dos documentos societários que comprovem a representação legal da empresa; e) Cópia do certificado emitido pela ANEEL, conforme requisitos estabelecidos pela Resolução Normativa n 228/2006, caso seja autorizado a explorar central geradora termelétrica na modalidade de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA ou comprovação de que atende aos requisitos para certificação prevista na Resolução Normativa n 228/2006, se aplicável; f) Certidão de adimplência de obrigações perante a CCEE. 7.2 Os documentos de QUALIFICAÇÃO deverão estar em nome dos PROPONENTES VENDEDORES, com a indicação da sede social da empresa e demais dados de qualificação (razão social, autorizações, CNPJ/MF). 7.3 A documentação de QUALIFICAÇÃO deverá ser encaminhada para a COMPRADORA conforme previsto nos itens , e do presente EDITAL. 7.4 Os documentos de QUALIFICAÇÃO serão examinados pela COMPRADORA, que poderá solicitar esclarecimentos e/ou documentos complementares. As respostas às solicitações deverão ser apresentadas no prazo fixado pela COMPRADORA, por escrito, sob pena de inabilitação do PROPONENTE VENDEDOR em caso de não cumprimento. 7.5 A COMPRADORA comunicará individualmente os PROPONENTES VENDEDORES considerados habilitados por meio de correspondência eletrônica indicado no TERMO DE ADESÃO. 8 DA CHAMADA PÚBLICA 5

6 8.1 A CHAMADA PÚBLICA será realizada conforme SISTEMÁTICA elaborada pela COMPRADORA constante no Anexo V deste EDITAL. 8.2 O limite máximo de preço de ENERGIA ELÉTRICA a ser contratado pela COMPRADORA é referenciado ao valor de referência ( VR ) vigente no ano de início da entrega da ENERGIA CONTRATADA (inciso V do artigo 36 do Decreto 5.163/04). 8.3 O cálculo do VR é feito pela ANEEL com base em fórmula expressa no artigo 34 do Decreto 5.163/04 e foi publicado pelo Despacho ANEEL nº. 252/2012, sendo para os contratos iniciados no ano de 2013 o valor de R$ 163,04/MWh (cento e sessenta e três reais e quatro centavos por megawatthora), com data base em 01/01/ A entrega da PROPOSTA DE VENDA constitui obrigação de venda irrevogável e irretratável por parte dos PROPONENTES VENDEDORES, nas quantidades de ENERGIA CONTRATADA e preço de lances ofertados. 9 DO RESULTADO 9.1 O resultado final da CHAMADA PÚBLICA será divulgado pela COMPRADORA através de comunicado individual a cada PROPONENTE VENDEDOR que participe da CHAMADA PÚBLICA com compromisso firme de venda de ENERGIA ELÉTRICA nos termos do Anexo V. 9.2 Os PROPONENTES VENDEDORES que comercializaram ENERGIA ELÉTRICA na CHAMADA PÚBLICA, que não forem AGENTES DA CCEE, ou não se encontrarem aptos a registrar CONTRATOS DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA na CCEE deverão ser representados por outros AGENTES DA CCEE ou ingressar com seu pedido de adesão e atender o PROCEDIMENTO DE COMERCIALIZAÇÃO aplicável, logo após o anúncio de término da CHAMADA PÚBLICA de modo a cumprir o prazo para registro dos CONTRATOS DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA no CliqCCEE. 10 DA CONTRATAÇÃO 10.1 Uma vez declarado vencedor, o VENDEDOR deverá, no prazo estipulado no CRONOGRAMA presente no Anexo II, assinar os CONTRATOS DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA decorrentes da CHAMADA PÚBLICA Cabe à COMPRADORA o envio à ANEEL dos CONTRATOS DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA resultantes da CHAMADA PÚBLICA. 11 DAS RESPONSABILIDADES DOS PROPONENTES VENDEDORES 11.1 Os PROPONENTES VENDEDORES que aderirem a este PROCESSO declaram que atendem a todas as exigências legais e regulatórias, bem como que possuem autorização legal para fazer a proposta, sujeitando-se, em caso de declaração falsa, às sanções administrativas, civis e penais Os PROPONENTES VENDEDORES se comprometem a cumprir todas as exigências, imposições e normas regulatórias, não incidindo qualquer responsabilidade para a COMPRADORA. 6

7 11.3 As PROPOSTAS DE VENDA apresentadas pelos PROPONENTES VENDEDORES habilitados são irrevogáveis e irretratáveis O CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA e o exercício dos direitos e obrigações estarão sujeitos à legislação aplicável e à regulamentação dos órgãos governamentais competentes A participação dos PROPONENTES VENDEDORES nesta CHAMADA PÚBLICA implica na aceitação tácita, incondicional, irrevogável e irretratável dos seus termos, regras e condições contidas neste instrumento convocatório e nos demais documentos que venham a ser divulgados, e não confere aos PROPONENTES VENDEDORES quaisquer direitos, de qualquer natureza, inclusive de ressarcimento ou indenização, em virtude da prática de quaisquer atos pela COMPRADORA no âmbito desta CHAMADA PÚBLICA. 12 DAS CONDIÇÕES PARA ASSINATURA E REGISTRO DOS CONTRATOS 12.1 Os LOTES atendidos ao término da CHAMADA PÚBLICA implicarão obrigação incondicional de celebração de CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA ao PREÇO DE VENDA, observadas as condições estabelecidas neste EDITAL Os CONTRATOS DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA a serem firmados deverão explicitar o prazo de vigência e início de suprimento, conforme as características de cada PRODUTO, bem como prever a atualização monetária dos preços de venda nos termos constantes nos Contratos, limitados ao VR, conforme item A critério do PROPONENTE VENDEDOR, o CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA poderá abranger todos os empreendimentos negociados na CHAMADA PÚBLICA e que estejam sob controle empresarial de um mesmo PROPONENTE VENDEDOR O(S) PROPONENTE(S) VENDEDOR(ES) vencedores receber(ão) cópia eletrônica do CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA, devidamente preenchido com as condições comerciais negociadas na CHAMADA PÚBLICA A assinatura do(s) CONTRATO(S) DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA decorrente(s) da CHAMADA PÚBLICA pelo(s) PROPONENTE(S) VENDEDOR(ES) vencedor(es) deverá atender o prazo constante do CRONOGRAMA A Parte que não assinar o CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA dentro do prazo previsto no CRONOGRAMA sujeitar-se-á ao pagamento de multa de natureza não compensatória no valor correspondente a 30% (trinta por cento) do valor do respectivo CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Caso o CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA não seja integralmente aprovado ou homologado pela ANEEL, a COMPRADORA e o PROPONENTE VENDEDOR VENCEDOR estarão isentos de quaisquer compromissos e responsabilidades firmados nos termos do presente EDITAL e do CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA 7

8 ELÉTRICA perante a outra parte, não existindo direito ou valor a ser ressarcido de uma parte à outra em virtude deste fato O PROPONENTE VENDEDOR vencedor deverá proceder o registro, no CliqCCEE, das informações dos PRODUTOS negociados durante o Período de Suprimento integral, e, no caso da COMPRADORA, proceder à confirmação destas informações no CliqCCEE, tudo em conformidade com os prazos de registro estabelecidos nas Regras de Comercialização e nos Procedimentos de Comercialização Os direitos sobre a ENERGIA CONTRATADA decorrente desta CHAMADA PÚBLICA não serão alterados, na hipótese de a CCEE alterar a forma ou frequência de registro, contabilização ou liquidação das posições contratuais de seus agentes em relação aos volumes contratuais pactuados pelas Partes. 13. ESCLARECIMENTOS 13.1 Os pedidos de esclarecimentos sobre o EDITAL e Anexos deverão ser formulados à COMPRADORA e enviados para o até o prazo previsto no CRONOGRAMA Os esclarecimentos divulgados pela COMPRADORA serão encaminhados aos interessados e /ou PROPONENTES VENDEDORES pelo do 13.3 Os esclarecimentos encaminhados sob forma Comunicados Relevantes passarão a fazer parte integrante deste EDITAL Se as dúvidas suscitadas implicarem alteração relevante das condições de participação ou de contratação, mediante Comunicado Relevante, o EDITAL será republicado e marcado nova data para a CHAMADA PÚBLICA. 14 DAS CONSIDERAÇÕES FINAIS 14.1 A COMPRADORA poderá, a seu exclusivo critério, cancelar, suspender, adiar ou alterar as condições de participação ou da contratação, promovendo a republicação deste EDITAL caso aplicável, sem que disso resulte, para qualquer interessado, direito a ressarcimento ou a indenização A COMPRADORA poderá: (i) cancelar todos os atos da CHAMADA PÚBLICA se a EDP ESCELSA for atendida na totalidade da energia declarada para o Leilão A-1 de 2013, definido na Portaria MME nº 371, de 18 de outubro de 2013; ou (ii) reduzir a quantidade de LOTES contratados na CHAMADA PÚBLICA, caso a EDP ESCELSA seja atendida parcialmente no referido Leilão,, sendo que em ambos os casos o VENDEDOR não terá direito a qualquer ressarcimento ou indenização As empresas interessadas nesta CHAMADA PÚBLICA deverão observar as datas constantes do CRONOGRAMA da CHAMADA PÚBLICA nos termos do presente EDITAL, e que está subordinado à realização e ao sucesso das diversas etapas do processo licitatório O CONRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA estará sujeito à legislação aplicável e à regulamentação dos órgãos governamentais competentes. 8

9 14.4. A participação dos PROPONENTES VENDEDORES nesta CHAMADA PÚBLICA implica na aceitação tácita, incondicional, irrevogável e irretratável dos seus termos, regras e condições contidas neste instrumento convocatório e nos demais documentos que venham a ser divulgados e, não confere aos PROPONENTES VENDEDORES quaisquer direitos, de qualquer natureza, inclusive de ressarcimento ou indenização, em virtude da prática de quaisquer atos pela COMPRADORA no âmbito desta CHAMADA PÚBLICA O foro da Comarca de São Paulo - SP será o único foro competente para dirimir eventuais questões oriundas do presente EDITAL e da CHAMADA PÚBLICA, devendo COMPRADORA e PROPONENTE(S) VENDEDOR(ES) renunciarem a qualquer outro por mais privilegiado que seja. 15. ANEXOS Anexo I - Definições Anexo II - Cronograma Anexo III - Termo de Adesão Anexo IV - Municípios Atendidos pela COMPRADORA Anexo V - Sistemática da CHAMADA PÚBLICA Anexo VI - PROPOSTA DE VENDA Anexo VII - Minuta do CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Anexo VIII - Declaração 9

10 Anexo I Definições Para os fins e efeitos do presente EDITAL, as expressões a seguir listadas terão os seguintes significados: I. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL: órgão normativo, regulador e fiscalizador dos serviços de energia elétrica; II. III. IV. AGENTE DA CCEE ou AGENTE: concessionário, permissionário, autorizado de serviços e instalações de ENERGIA elétrica e consumidor final integrante da CCEE; AGENTE DE DISTRIBUIÇÃO: titular de concessão, permissão ou autorização de serviços e instalações de distribuição ENERGIA elétrica a consumidor final, exclusivamente de forma regulada; AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO REGULADA - ACR: segmento do mercado no qual se realizam as operações de compra e venda de ENERGIA elétrica entre titulares de concessão, permissão ou autorização de geração, de comercialização ou de importação de energia elétrica e AGENTES DE DISTRIBUIÇÃO, precedidas de licitação, ressalvados os casos previstos em lei, conforme REGRAS e PROCEDIMENTOS DE COMERCIALIZAÇÃO específicos, de acordo com o disposto no Decreto nº 5.163, de 30 de julho de 2004; V. CÂMARA DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA - CCEE: pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, que atua sob autorização do Poder Concedente e regulação e fiscalização pela ANEEL, segundo a CONVENÇÃO DE COMERCIALIZAÇÃO; VI. CENTRO DE GRAVIDADE: ponto virtual considerado nas REGRAS DE COMERCIALIZAÇÃO, relativo ao SUBMERCADO da COMPRADORA, no qual será efetuada a ENTREGA SIMBÓLICA da ENERGIA CONTRATADA; VII. CHAMADA PÚBLICA: Mecanismo de divulgação pública e contratação de ENERGIA elétrica proveniente de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA, por concessionária, permissionária ou autorizada de serviço público de distribuição de energia elétrica que atue no SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL SIN, nos termos do artigos 14 e 15 do Decreto nº 5.163/04, de 30 de julho de 2004, de forma a assegurar publicidade, transparência e igualdade de acesso aos interessados, bem como com fundamento na Lei n /04, de 15 de março de 2004 e nas Resoluções Normativas ANEEL n s 165/05, de 19 de setembro de 2005, 167/05, de 10 de outubro de 2005, 169/05, de 10 de outubro de 2005, 228/06, de 25 de julho de 2006, 323/08, de 8 de julho de 2008, 390/09, de 15 de dezembro de 2009 e aquelas que porventura venham a alterá-las;e ainda, de acordo com o EDITAL e seus documentos correlatos; VIII. COMPRADORA ou EDP ESCELSA: Espírito Santo Centrais Elétricas S.A. ESCELSA, concessionária de distribuição de energia elétrica, nos termos do Contrato de Concessão nº 001/95, localizada na Praça Costa Pereira, nº 210, 3º andar, Centro, Vitória, Espírito Santo, inscrita no CNPJ sob nº /0001-7; 10

11 IX. CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA ou CCVEE: contrato bilateral, em ambiente de contratação regulado, celebrado entre PROPONENTE VENDEDOR e COMPRADORA, nos termos do art. 32 do Decreto nº 5.163/2004, conforme o modelo presente nos Anexo VII ao EDITAL; X. CONVENÇÃO DE COMERCIALIZAÇÃO: instrumento jurídico instituído pela Resolução nº 109, de 26 de outubro de 2004, alterada pela Resolução Normativa ANEEL nº 348, de 06 de janeiro de 2009, nos termos da Lei , de 15 de março de 2004, do Decreto nº 5.163, de 30 de julho de 2004, e de Decreto nº 5.177, de 12 de agosto de 2004; XI. XII. XIII. XIV. XV. CRONOGRAMA: calendário específico para a CHAMADA PÚBLICA a ser realizada, contendo informativo dos principais eventos relacionados ao PROCESSO DE CHAMADA PÚBLICA, constante do Anexo II; CUSTO MARGINAL DE OPERAÇÃO: Fornece o custo marginal de produção de ENERGIA em cada SUBMERCADO, em cada patamar de carga; EDITAL: o presente instrumento jurídico; ENERGIA ELÉTRICA: grandeza física correspondente à energia elétrica ativa, expressa em MWh (megawatt-hora), produzida por centrais de geração de eletricidade e entregue aos consumidores de energia elétrica por meio das redes de transmissão e de distribuição; ENERGIA CONTRATADA: montante em MW médio contratado pela COMPRADORA para um mês contratual, em qualquer ano contratual, e colocado à disposição no CENTRO DE GRAVIDADE do COMPRADOR; XVI. GERAÇÃO DISTRIBUÍDA: produção de ENERGIA elétrica proveniente de empreendimentos de agentes concessionários, permissionários ou autorizados, incluindo aqueles tratados pelo art. 8 da Lei n 9.074, de 1995, conectados diretamente no sistema elétrico de distribuição do COMPRADOR, exceto aquela proveniente de empreendimento hidrelétrico com capacidade instalada superior a 30 MW; e termelétrico, inclusive de cogeração, conforme regulação da ANEEL. XVII. XVIII. XIX. XX. LOTE DE ENERGIA: montante de ENERGIA ELÉTRICA expresso em MW médio, que representa a oferta de ENERGIA ELÉTRICA referente a cada PRODUTO; MEIO ELETRÔNICO: troca de dados e mensagens utilizando um protocolo comum, interligando usuários; MERCADO DE CURTO PRAZO: Segmento da CCEE onde são comercializadas as diferenças entre os montantes de ENERGIA ELÉTRICA contratados e registrados pelos Agentes e os montantes de geração ou consumo efetivamente verificados e atribuídos aos respectivos Agentes; PREÇO DE LIQUIDAÇÃO DE DIFERENÇAS (PLD): Preço a ser divulgado pela CCEE, com periodicidade semanal e com base no CUSTO MARGINAL DE OPERAÇÃO, limitado por preços mínimo e máximo, vigente para cada período de apuração e para cada 11

12 SUBMERCADO, pelo qual é valorada a ENERGIA comercializada no MERCADO DE CURTO PRAZO; XXI. XXII. XXIII. XXIV. XXV. XXVI. XXVII. XXVIII. XXIX. PROCEDIMENTOS DE COMERCIALIZAÇÃO: conjunto de normas aprovadas pela ANEEL que definem condições, requisitos, eventos e prazos relativos à comercialização de ENERGIA elétrica no âmbito da CCEE; PROCESSO: processo relativo à CHAMADA PÚBLICA, disciplinado neste EDITAL e seus documentos correlatos; PRODUTO: conjunto de LOTES DE ENERGIA, com características uniformes no que se refere a COMPRADORA, prazo de início do suprimento e SUBMERCADO de entrega; PROPONENTE VENDEDOR: agente de geração titular de concessão, permissão ou autorização de geração de energia elétrica, habitável para determinado PRODUTO demandado pela COMPRADORA na CHAMADA PÚBLICA, nos termos deste EDITAL; REGRAS DE COMERCIALIZAÇÃO: conjunto de regras operacionais e comerciais e suas formulações algébricas, definidas pela ANEEL e de cumprimento obrigatório pelos AGENTES, aplicáveis à comercialização de ENERGIA elétrica no âmbito da CCEE; SISTEMA DE CONTABILIZAÇÃO E LIQUIDAÇÃO SCL ou CliqCCEE: desenvolvido com base nas regras e PROCEDIMENTOS DE COMERCIALIZAÇÃO, dá suporte à contabilização e liquidação financeira de toda comercialização de ENERGIA elétrica no âmbito da CCEE; SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL - SIN: conjunto de instalações e equipamentos responsáveis pelo suprimento de ENERGIA elétrica das regiões do país interligadas eletricamente; SISTEMÁTICA: conjunto de regras que define o funcionamento desta CHAMADA PÚBLICA definidas no Anexo V; SUBMERCADO: divisão do SIN para a qual são estabelecidos PLDs específicos e cujas fronteiras são definidas em razão da presença e duração de restrições relevantes de transmissão aos fluxos de ENERGIA elétrica; 12

13 Anexo II CRONOGRAMA O seguinte CRONOGRAMA estabelece os prazos a serem seguidos nesta CHAMADA PÚBLICA. EVENTO DATA* Data-limite para envio dos pedidos de 12/11/2013 esclarecimentos Envio do Termo de Adesão e Demais Documentos de QUALIFICAÇÃO, Até 13/11/2013 às 10:00hs conforme item 7 do EDITAL. Envio da PROPOSTA DE VENDA na CHAMADA PÚBLICA, conforme Anexo 14/11/2013 das 08:00hs às 14:00hs VI. Divulgação do Resultado apenas para os PROPONENTES VENDEDORES Até 14/11/2013 às 19:00hs vencedores Assinatura dos Contratos de Compra e Até 20/11/2013 às 18:00hs Venda de Energia Elétrica. * Todos os horários disponibilizados correspondem ao horário oficial de Brasília DF. 13

14 Anexo III TERMO DE ADESÃO Espírito Santo Centrais Elétricas S.A. - ESCELSA - 01/2013 A empresa [RAZÃO SOCIAL DA EMPRESA], abaixo qualificada e neste ato representada por seus representantes legais ao final assinados, na condição de PROPONENTE VENDEDOR, em atendimento ao disposto no EDITAL da CHAMADA PÚBLICA para contratação de ENERGIA proveniente de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA nos termos das Resoluções ANEEL n s 165/05, 167/05, 169/05, 228/06, 323/08 e 390/09, declara para todos os fins de direito que: (i) conhece e aceita as regras desta CHAMADA PÚBLICA, bem como as normas e regulamentos que lhes são aplicáveis; (ii) conhece e aceita integralmente e sem qualquer restrição as condições do EDITAL e seus anexos; (iii) recebeu, de forma tempestiva e satisfatória, as informações e os esclarecimentos que julga necessários para participação no PROCESSO, pela qual assume integral responsabilidade. Razão Social da Empresa (sem abreviações) Endereço (Rua, Avenida, etc) Número Complemento Bairro CEP Cidade Estado Telefone (DDD+número) CNPJ Fax (DDD+número) Inscrição Estadual Montante de ENERGIA ELETRICA a ser ofertado em MW médio: PRODUTO: Identificação da Empresa na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica CCEE* Classe: Sigla: Código Agente: * se ainda não for AGENTE DA CCEE, deixar os campos em branco. Dados de contato para participação na CHAMADA PÚBLICA. Nome 1 Fone (DDD+número) Correio eletrônico A empresa ora signatária declara ainda que arcará com o pagamento de multa no valor equivalente a 30% (trinta por cento) do valor do CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA caso venha a ser revelada vencedora e recusar-se a assinar o CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA resultante da CHAMADA PÚBLICA. Ocorrendo o disposto neste parágrafo, o valor referido será devido em sua integralidade, sem necessidade de qualquer outra notificação, se até o prazo de dez dias úteis após a divulgação do resultado final da CHAMADA PÚBLICA a empresa signatária deixar de firmar o CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA. 14

15 A empresa signatária declara, outrossim, para os fins previstos no parágrafo anterior, que reconhece o presente Termo de Adesão como título executivo extrajudicial, na forma prevista no artigo 585, inciso II, do Código de processo Civil Brasileiro. Concorda o PROPONENTE VENDEDOR que o foro da Comarca de São Paulo SP seja o único foro competente para dirimir eventuais questões oriundas do presente TERMO DE ADESÃO e da CHAMADA PÚBLICA, renunciando a qualquer outro por mais privilegiado que seja. [RAZÃO SOCIAL DA EMPRESA] REPRESENTANTE (S) LEGAL (IS):, de de Nome: CPF: Cargo: Nome: CPF: Cargo: TESTEMUNHAS: Nome: CPF: Nome: CPF: 15

16 Anexo IV Municípios Atendidos pela ESCELSA Afonso Cláudio; Água Doce; Alegre; Alfredo Chaves; Anchieta; Apiacá; Aracruz; Attílio Vivacqua; Baixo Guandu; Barra de São Francisco; Boa Esperança; Bom Jesus do Norte; Cachoeiro do Itapemirim; Cariacica; Castelo; Colatina somente no Distrito de Itapina; Conceição da Barra; Conceição do Castelo; Divino de São Lourenço; Domingos Martins; Dores do Rio Preto; Ecoporanga; Fundão; Guaçuí; Guarapari; Ibatiba; Ibiraçu; Ibitirama; Iconha; Irupi; Itaguaçu; Itapemirim; Itarana; Iúna; Jaguaré; Jerônimo Monteiro; João Neiva; Laranja da Terra; Linhares; Mantenópolis; Marechal Floriano; Mimoso do Sul; Montanha; Mucurici; Muniz Freire; Muquí; Nova Venécia; Pedro Canário; Pinheiros; Piúna; Presidente Kennedy; Rio Bananal; Rio Novo do Sul; Santa Leopoldina; Santa Maria do Jetibá; Santa Teresa (Sede e Alto Santa Maria); São José do Calçado; São Mateus; Serra; Vargem Alta; Venda Nova; Viana; Vila Pavão; Vila Velha; Vitória; 16

17 Anexo V SISTEMÁTICA da CHAMADA PÚBLICA para Venda de ENERGIA ELÉTRICA de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA Este documento é parte integrante do EDITAL de Compra de ENERGIA ELÉTRICA a partir de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA pela Espírito Santo Centrais Elétricas S.A. - ESCELSA 1 Panorama da CHAMADA PÚBLICA 1.1 O envio da PROPOSTA DE VENDA de ENERGIA ELÉTRICA será efetuado para o por meio de oferta única, obedecidas as disposições contidas no EDITAL da CHAMADA PÚBLICA ESCELSA nº 01/2013 GERAÇÃO DISTRIBUÍDA, e em conformidade com as instruções e procedimentos contidos neste EDITAL. 1.2 O envio da PROPOSTA DE VENDA será realizado no dia 15/11/2013. Para tanto, o envio da oferta ocorrerá no período entre às 08:00hs e às 14:00hs. O horário de término da CHAMADA PÚBLICA poderá ser prorrogado a critério da EDP ESCELSA, mediante comunicação para os habilitados. 2 SISTEMÁTICA 2.1 O valor do Preço Máximo é de R$ 163,04/MWh, conforme estabelecido no item 8.3 do EDITAL. 2.2 A Quantidade de ENERGIA ELÉTRICA a ser Comprada pela Distribuidora não será conhecida pelos PROPONENTES VENDEDORES, porém a quantidade total estará limitada a 10% (dez por cento) da carga do AGENTE DE DISTRIBUIÇÃO, em conformidade com a Resolução ANEEL nº 167, de Caso a quantidade de Energia declarada pelo PROPONENTE VENDEDOR for superior a quantidade demandada pela Distribuidora, o PROPONENTE VENDEDOR será avisado. 2.3 Os PROPONENTES VENDEDORES poderão submeter oferta única de venda de ENERGIA ELÉTRICA, para cada PRODUTO definido no Item 2 do EDITAL, devendo constar: a) IDENTIFICAÇÃO do PROPONENTE VENDEDOR; b) INÍCIO DO SUPRIMENTO de ENERGIA ELÉTRICA a constar do CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA, conforme PRODUTO escolhido; c) FIM DO SUPRIMENTO de ENERGIA ELÉTRICA a constar do CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA, conforme PRODUTO escolhido; d) LOTE DE ENERGIA ELÉTRICA (em MW médio) a ser vendido à Distribuidora, por ano contido no Período de Suprimento, e que constará do CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA como compromisso firme de ENERGIA ELÉTRICA, ou seja, quantidade de ENERGIA MÍNIMA CONTRATADA; e) PREÇO DA ENERGIA (em R$/MWh) a ser vendida à Distribuidora e que constará do CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA como Preço Contratual, limitado ao Preço Máximo. 17

18 2.4 O Início do Suprimento será o definido no Item 2 do EDITAL para o PRODUTO escolhido; 2.5 O Fim do Suprimento será o definido no Item 2 do EDITAL para o PRODUTO escolhido; 2.6 O Preço da ENERGIA ELÉTRICA será definido com duas casas decimais. 2.7 O LOTE DE ENERGIA será definido com três casas decimais. 2.8 Toda e qualquer Oferta enviada por um PROPONENTE VENDEDOR constitui proposta incondicional, irrevogável e irretratável de venda de ENERGIA ELÉTRICA, a qual não poderá ser alterada ou excluída até o encerramento da CHAMADA PÚBLICA. 2.9 Somente serão aceitas ofertas com valor do Preço da ENERGIA ELÉTRICA igual ou inferior ao Preço Máximo, conforme valores definidos neste EDITAL. Caso o PROPONENTE VENDEDOR submeta oferta com Preço da ENERGIA ELÉTRICA superior ao Preço Máximo, este lance será desclassificado Ao término da CHAMADA PÚBLICA, a EDP ESCELSA classificará as PROPOSTA DE VENDA por ordem crescente de Preço da ENERGIA ELÉTRICA Em caso de empate nos Preços da ENERGIA ELÉTRICA ofertados por dois ou mais PROPONENTES VENDEDORES, terá prioridade de classificação das PROPOSTAS DE VENDA empatadas, aquele que enviou a PROPOSTA DE VENDA antes dos demais, por ordem de recebimento por . Este critério de classificação é aplicável apenas para os casos de empate de Preços da ENERGIA ELÉTRICA Serão convertidas em compromisso firme de venda de ENERGIA ELÉTRICA as PROPOSTA DE VENDA classificadas com menor preço que completem a Quantidade de ENERGIA ELÉTRICA a ser Comprada pela Distribuidora dentro do Período de Suprimento previsto para contratação nesta CHAMADA PÚBLICA. Os LOTES DE ENERGIA e o Preço da ENERGIA ELÉTRICA associados à PROPOSTA DE VENDA que foram convertidos em compromisso firme de venda serão representados no Contrato por ENERGIA ELÉTRICA mínima contratada e PREÇO DE VENDA, respectivamente A EDP ESCELSA enviará Comunicado individual a cada PROPONENTE VENDEDOR que termine a CHAMADA PÚBLICA com compromisso firme de venda de ENERGIA ELÉTRICA, denominado PROPONENTE VENDEDOR vencedor, conforme informado na documentação de QUALIFICAÇÃO, informando o fechamento do negócio, contendo as datas de Início e de Término de Suprimento a constar do Contrato, a quantidade de ENERGIA ELÉTRICA mínima contratada e o PREÇO DE VENDA. 18

19 Anexo VI PROPOSTA DE VENDA Espírito Santo Centrais Elétricas S.A. - ESCELSA - 01/2013 O presente documento constitui PROPOSTA DE VENDA de energia elétrica da empresa [RAZÃO SOCIAL DA EMPRESA], sede em [Endereço (Logradouro, nº, complemento)], na Cidade de, Estado de, inscrita no CNPJ/MF sob nº, neste ato representada por seus representantes legais ao final assinados, na condição de PROPONENTE VENDEDOR, em atendimento ao disposto no EDITAL de CHAMADA PÚBLICA da Espírito Santo Centrais Elétricas S.A. ESCELSA nº 01/2013, para contratação de ENERGIA ELÉTRICA proveniente de empreendimentos de GERAÇÃO DISTRIBUÍDA localizados na área de concessão da COMPRADORA. Pela presente PROPOSTA DE VENDA, o PROPONENTE VENDEDOR declara estar ciente de que a não classificação desta oferta como melhor proposta, ou a exclusão da presente proposta pelo não atendimento das condições da CHAMADA PÚBLICA, não lhe dará direito a qualquer ressarcimento por parte da COMPRADORA. O PROPONENTE VENDEDOR declara, sob as penas da Lei, que tem legitimidade para formalizar a presente PROPOSTA DE VENDA de energia elétrica e que atende a todas as leis, decretos, resoluções e demais normas do setor elétrico, para comercialização de energia por meio da CHAMADA PÚBLICA. PRODUTO: LOTE DE ENERGIA em MW médio PRODUTO Início do Suprimento Fim do Suprimento Preço Ofertado por MWh A presente PROPOSTA DE VENDA é válida até a divulgação pela COMPRADORA do(s) PROPONENTE(S) VENCEDORES do certame, nos termos do EDITAL. O PROPONENTE VENDEDOR declara sob as penas da Lei que tem legitimidade para formalizar essa proposta de compra e venda de ENERGIA ELÉTRICA e que atende a todas as Leis, Decretos, Resoluções e demais normas do Setor Elétrico para venda de ENERGIA estabelecida por meio de CHAMADA PÚBLICA, viabilizando assim a aplicação do estabelecido no item 10 do EDITAL. Declara também conhecimento e aceitação integral, e sem qualquer restrição, as regras e condições estabelecidas no EDITAL de CHAMADA PÚBLICA N. 01/ GERAÇÃO DISTRIBUÍDA promovida pela COMPRADORA e seus Anexos. O PROPONENTE VENDEDOR concorda expressamente que, após ser declarado PROPONENTE VENDEDOR vencedor, o CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA, conforme modelo divulgado nos Anexo VII ao EDITAL de CHAMADA PÚBLICA será assinado até a data prevista no CRONOGRAMA Anexo II ao EDITAL e, se houver recusa para tanto, o 19

20 PROPONENTE VENDEDOR pagará multa de natureza não compensatória, no valor correspondente a 30% (trinta por cento) do valor do CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA, nos termos do item 12.6 do EDITAL e na legislação civil e penal aplicáveis. O PROPONENTE VENDEDOR declara, outrossim, para os fins previstos no parágrafo anterior, que reconhece a presente PROPOSTA DE VENDA como título executivo extrajudicial, na forma prevista no artigo 585, inciso II, do Código de Processo Civil Brasileiro. [RAZÃO SOCIAL DA EMPRESA], de de REPRESENTANTE (S) LEGAL (IS): Nome: CPF: Cargo: Nome: CPF: Cargo: TESTEMUNHAS: Nome: CPF: Nome: CPF: 20

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 LEILÃO PÚBLICO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BTG PACTUAL COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA., pessoa jurídica de direito privado, com sede na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n.º

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA

EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA O LEILÃO DE COMPRA e os procedimentos a ele relativos serão regidos pelas disposições deste EDITAL e seus Anexos. ÍNDICE Capítulo 1 Informações

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-14

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-14 EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-14 A BRASIL COMERCIALIZADORA DE ENERGIAS S/A (COMPRADORA), com sede na Rua Helena, 260, conjunto 72, CEP 04552-050, Bairro Vila Olímpia, Cidade de

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA PROVENIENTE DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA Nº 001/2014

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA PROVENIENTE DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA Nº 001/2014 EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA PROVENIENTE DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA Nº 001/2014 A LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S. A. concessionária de serviços públicos de distribuição de energia

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO COMPRA E VENDA DE ENERGIA CONVENCIONAL. Maio/2014

EDITAL DE LEILÃO COMPRA E VENDA DE ENERGIA CONVENCIONAL. Maio/2014 EDITAL DE LEILÃO COMPRA E VENDA DE ENERGIA CONVENCIONAL Maio/2014 A NC ENERGIA S.A., doravante denominado NC, em conformidade com a regulamentação em vigor no Sistema Elétrico Brasileiro e em consonância

Leia mais

SANTO ANTÔNIO ENERGIA S.A. CHAMADA PÚBLICA SAE nº 001/2015 EDITAL DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

SANTO ANTÔNIO ENERGIA S.A. CHAMADA PÚBLICA SAE nº 001/2015 EDITAL DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA SANTO ANTÔNIO ENERGIA S.A. CHAMADA PÚBLICA SAE nº 001/2015 EDITAL DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA A SANTO ANTÔNIO ENERGIA S.A. ( SAE ), com endereço na Av. das Nações Unidas, n o 4.777, 6º andar, sala 1 CEP

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_02-15

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_02-15 EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_02-15 A BRASIL COMERCIALIZADORA DE ENERGIAS LTDA (VENDEDORA), com sede na Rua Helena, 260, conjunto 72, CEP 04552-050, Bairro Vila Olímpia, Cidade de São

Leia mais

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO - CGTEE Nº 002/2014 OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO CGTEE Nº 002/2014 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

ECOM ENERGIA LTDA. LEILÃO CP ECOM nº 04/2015 EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA DE CURTO PRAZO NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE - ACL

ECOM ENERGIA LTDA. LEILÃO CP ECOM nº 04/2015 EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA DE CURTO PRAZO NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE - ACL ECOM ENERGIA LTDA. LEILÃO CP ECOM nº 04/2015 EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA DE CURTO PRAZO NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE - ACL APRESENTAÇÃO e OBJETO 1.1. A ECOM ENERGIA LTDA. ( ECOM ), autorizada

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-15

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-15 EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-15 A BRASIL COMERCIALIZADORA DE ENERGIAS LTDA (VENDEDORA), com sede na Rua Helena, 260, conjunto 72, CEP 04552-050, Bairro Vila Olímpia, Cidade de São

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2014 DME DISTRIBUIÇÃO S.A. - DMED

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2014 DME DISTRIBUIÇÃO S.A. - DMED EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2014 DME DISTRIBUIÇÃO S.A. - DMED A DME Distribuição SA. DMED, empresa pública de direito privado, com sede na Rua Pernambuco, 265 - CEP 37701-021 -

Leia mais

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 002_2014 COPEN COMPANHIA DE PETRÓLEO E ENERGIA S/A

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 002_2014 COPEN COMPANHIA DE PETRÓLEO E ENERGIA S/A EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 002_2014 COPEN COMPANHIA DE PETRÓLEO E ENERGIA S/A A oferta pública ( OFERTA PÚBLICA ou leilão ) e os procedimentos a ela relativos

Leia mais

ORIGEM: AFONSO CLAUDIO

ORIGEM: AFONSO CLAUDIO ORIGEM: AFONSO CLAUDIO AFONSO CLÁUDIO 0 ÁGUA DOCE NORTE 453 ÁGUIA BRANCA 379 ALEGRE 157 ALFREDO CHAVES 116 ALTO RIO NOVO 389 ANCHIETA 148 APIACÁ 218 ARACRUZ 227 ATÍLIO VIVACQUA 137 BAIXO GUANDU 304 BARRA

Leia mais

A COMPASS COMERCIALIZADORA DE ENERGIA ELÉTRICA LTDA. OFERTA COMPASS nº 01/2009

A COMPASS COMERCIALIZADORA DE ENERGIA ELÉTRICA LTDA. OFERTA COMPASS nº 01/2009 A COMPASS COMERCIALIZADORA DE ENERGIA ELÉTRICA LTDA. OFERTA COMPASS nº 01/2009 EDITAL DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE - ACL A OFERTA e os procedimentos relativos à Venda de

Leia mais

Leilão de Venda de Energia Elétrica ANEXO III DAS DEFINIÇÕES

Leilão de Venda de Energia Elétrica ANEXO III DAS DEFINIÇÕES EDITAL Nº: 25/2015_lp AGENTES Leilão de Venda de Energia Elétrica ANEXO III DAS DEFINIÇÕES Objetivando o perfeito entendimento e a precisão da terminologia técnica empregada no EDITAL 25/2015_LPe n o CONTRATO,

Leia mais

EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA

EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A, agente gerador de energia elétrica, inscrita no CNPJ/MF sob o n 23.274.194/0001-19, com sede na Rua Real Grandeza 219, Botafogo, Rio

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro

Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro Ministério de Minas e Energia Gabinete do Ministro PORTARIA N o 114, DE 20 DE MARÇO DE 2008. O MINISTRO DE ESTADO DE MINAS E ENERGIA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único,

Leia mais

EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA

EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A, agente gerador de energia elétrica, inscrita no CNPJ/MF sob o n 23.274.194/0001-19, com sede na Rua Real Grandeza 219, Botafogo, Rio

Leia mais

29/06/12 Data de assinatura do Contrato Até 10/07/12

29/06/12 Data de assinatura do Contrato Até 10/07/12 O BTG PACTUAL COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA. ( BTG PACTUAL ENERGIA ), sociedade regularmente constituída, com sede na Avenida Brigadeiro Faria Lima, nº 3729 9º andar Itaim Bibi São Paulo SP, inscrita

Leia mais

Ensino Médio TEMPO INTEGRAL (3)

Ensino Médio TEMPO INTEGRAL (3) MATRÍCULAS DA EDUCAÇÃO DA BÁSICA DE 2006, CONSIDERADAS NO FUNDEB EM, COEFICIENTES DE DISTRIBUIÇÃO DOS RECURSOS E ESTIMATIVA DA RECEITA ANUAL DO FUNDO, POR ENTE GOVERNAMENTAL - - ESPÍRITO SANTO Integral

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 02/2015 DA LÉROS COMERCIALIZADORA

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 02/2015 DA LÉROS COMERCIALIZADORA Página 1 de 10 EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 02/2015 DA LÉROS COMERCIALIZADORA 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS 1.1. O presente edital estabelece as regras para o Leilão de Venda de energia

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO Nº 12/2013 PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA INCENTIVADA COM 50% DE DESCONTO NA TUSD

EDITAL DE LEILÃO Nº 12/2013 PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA INCENTIVADA COM 50% DE DESCONTO NA TUSD EDITAL DE LEILÃO Nº 12/2013 PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA INCENTIVADA COM 50% DE DESCONTO NA TUSD O Comercializadora de Energia Ltda, doravante denominado BTG PACTUAL ENERGIA, em conformidade com a regulamentação

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 02/2011 DME ENERGÉTICA SA.

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 02/2011 DME ENERGÉTICA SA. EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 02/2011 DME ENERGÉTICA SA. A DME Energética SA. DMEE, empresa pública de direito privado, com sede na Rua Amazonas, 36, Poços de Caldas, MG, inscrita no

Leia mais

Definições e Premissas Aplicáveis ao Edital e Contrato

Definições e Premissas Aplicáveis ao Edital e Contrato ANEXO III AO EDITAL PÚBLICO DE AQUISIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE ACL 5-1-2014 Definições e Premissas Aplicáveis ao Edital e Contrato a) Agência Nacional de Energia Elétrica

Leia mais

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 012_2015 GÁVEA COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA - GAVEA

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 012_2015 GÁVEA COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA - GAVEA EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 012_2015 GÁVEA COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA - GAVEA A oferta pública ( OFERTA PÚBLICA ou leilão ) e os procedimentos a ela relativos

Leia mais

Versão: 2 Início de Vigência: 27.11.2006 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 2.773, de 27 de novembro de 2006

Versão: 2 Início de Vigência: 27.11.2006 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 2.773, de 27 de novembro de 2006 Procedimento de Comercialização Versão: 2 Início de Vigência: Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 2.773, de 27 de novembro de 2006 ÍNDICE 1. APROVAÇÃO... 3 2. HISTÓRICO DE REVISÕES... 3 3. PROCESSO

Leia mais

ÓBITOS 10 49 ANOS MULHER (SIM)

ÓBITOS 10 49 ANOS MULHER (SIM) MUNICIPPIOSS I I I AVALIAÇÃO I DO INDICADOR I I DE IINVESSTIGAÇÂO I DE ÒBIITOSS 22000088 (**)( ) ÓBITOS EM MENOR 1 ANO ÓBITOS 10 49 ANOS MULHER OBITOS MATERNOS ÓBBITTOSS I INVEESSTTIGADOSS I I (Reelatóri(

Leia mais

Edital 003/2014 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE ACL

Edital 003/2014 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE ACL Edital 003/2014 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE ACL A Eletrosul Centrais Elétricas S.A., em conformidade com seu Estatuto Social e com a legislação aplicável

Leia mais

Leilão de Venda de Energia Elétrica ATENÇÃO. É necessário habilitar as macros do MS Word e preencher os dados no formulário que aparece na tela.

Leilão de Venda de Energia Elétrica ATENÇÃO. É necessário habilitar as macros do MS Word e preencher os dados no formulário que aparece na tela. EDITAL Nº: 23/2015_cp AGENTES Leilão de Venda de Energia Elétrica ATENÇÃO O TERMO DE ADESÃO foi automatizado para facilitar o preenchimento dos dados obrigatórios. É necessário habilitar as macros do MS

Leia mais

LEILÃO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA EDITAL DE LEILÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2015 IBS COMERCIALIZADORA LTDA.

LEILÃO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA EDITAL DE LEILÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2015 IBS COMERCIALIZADORA LTDA. LEILÃO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA EDITAL DE LEILÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2015 IBS COMERCIALIZADORA LTDA. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS 1.1. O presente edital estabelece as regras para o Leilão de Compra

Leia mais

TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA LEILÃO ACL Nº 02/2015 ANEXO V MINUTA DO TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CHESF X EMPRESA. TACVEE XXX / 2015 TERMO DE AJUSTE DE

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 05/2015 DME ENERGÉTICA S.A. - DMEE

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 05/2015 DME ENERGÉTICA S.A. - DMEE EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 05/2015 DME ENERGÉTICA S.A. - DMEE A DME Energética S.A. DMEE, empresa pública de direito privado, com sede na Rua Amazonas, 65, Poços de Caldas, MG, inscrita

Leia mais

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO

PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CDURP COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO ANEXO 2 MODELOS DE CARTAS E DECLARAÇÕES Modelo de Pedido de Esclarecimentos Ref.: Concorrência Pública nº [ ]/2011 Pedido de Esclarecimentos, [qualificação], por seu(s) representante(s) legal(is), apresenta

Leia mais

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES,

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES, Pelo presente Instrumento: CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE, QUE ENTRE SI CELEBRAM Digite o nome do Comprador E Digite o nome do Vendedor. De um lado, Nome do Comprador, empresa

Leia mais

02 de outubro 2014 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2014

02 de outubro 2014 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2014 02 de outubro 2014 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2014 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS 1.1. O presente edital ( Edital ) estabelece as regras

Leia mais

PORTARIA Nº 22, DE 18 DE JANEIRO DE 2008

PORTARIA Nº 22, DE 18 DE JANEIRO DE 2008 PORTARIA Nº 22, DE 18 DE JANEIRO DE 2008 O MINISTRO DE ESTADO, INTERINO, DE MINAS E ENERGIA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, parágrafo único, incisos II e IV, da Constituição Federal,

Leia mais

07 de julho 2015 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2015

07 de julho 2015 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2015 07 de julho 2015 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 01/2015 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS 1.1. O presente edital ( Edital ) estabelece as regras

Leia mais

Vitória (ES), Quarta-feira, 06 de Agosto de 2014.

Vitória (ES), Quarta-feira, 06 de Agosto de 2014. SOCIAL Edital de Intimação SUBSER nº 003/2014, de 03/07/2014. Afonso Claudio Agua Doce do Norte Águia Branca Alegre Alfredo Chaves Alto Rio Novo Anchieta RESORT Apiaca Aracruz COSTA 11 DE SA CHAGAS 12

Leia mais

LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 06/2014 IBS COMERCIALIZADORA LTDA.

LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 06/2014 IBS COMERCIALIZADORA LTDA. LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Nº 06/2014 IBS COMERCIALIZADORA LTDA. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS 1.1. O presente edital estabelece as regras para o Leilão de Venda

Leia mais

ANEXO II MODELOS DO EDITAL

ANEXO II MODELOS DO EDITAL ANEXO II MODELOS DO EDITAL 1 SUMÁRIO MODELO N.º 1 - CARTA DE CREDENCIAMENTO... 3 MODELO N.º 2 - PROPOSTA COMERCIAL... 4 MODELO N.º 3 - DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO....

Leia mais

ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006 - ANEEL. Modelos de documentos

ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006 - ANEEL. Modelos de documentos ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006-ANEEL Fl. 1/ 17 ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006 - ANEEL Modelos de documentos ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006-ANEEL Fl. 2/ 17 ANEXO 8 A Carta

Leia mais

CICLOS DE NEGÓCIOS E ASPECTOS CONJUNTURAIS DA ECONOMIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

CICLOS DE NEGÓCIOS E ASPECTOS CONJUNTURAIS DA ECONOMIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO CICLOS DE NEGÓCIOS E ASPECTOS CONJUNTURAIS DA ECONOMIA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Matheus Albergaria de Magalhães Fevereiro de 2011 Objetivos Traçar breve panorama conjuntural da economia do estado do

Leia mais

Contrato nº XXX/2015 Chamada Pública nº XXX/2015 CONTRATO DE ADESÃO DE GERAÇÃO PRÓPRIA N.º 000/2015 QUE ENTRE SI FAZEM A E, NA FORMA ABAIXO:

Contrato nº XXX/2015 Chamada Pública nº XXX/2015 CONTRATO DE ADESÃO DE GERAÇÃO PRÓPRIA N.º 000/2015 QUE ENTRE SI FAZEM A E, NA FORMA ABAIXO: A CONTRATO DE ADESÃO DE GERAÇÃO PRÓPRIA N.º 000/2015 QUE ENTRE SI FAZEM A E, NA FORMA ABAIXO:, com sede na cidade de, Endereço, inscrita no CNPJ/MF sob o n., doravante denominada DISTRIBUIDORA, neste ato

Leia mais

P R E F E I T U R A D E G A S P A R CNPJ 83.102.244/0001-02

P R E F E I T U R A D E G A S P A R CNPJ 83.102.244/0001-02 Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento SELEÇÃO DE EMPRESA DO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL INTERESSADA NA PRODUÇÃO DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL NO ÂMBITO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA. O MUNICÍPIO

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM E VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM E VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM E VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A Pelo presente Instrumento: De um lado, VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA - CP Produto 1

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA - CP Produto 1 CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM BTG PACTUAL COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA. E PROPONENTEVENDEDOR. Pelo presente Instrumento: De um lado, o BTG PACTUAL COMERCIALIZADORA

Leia mais

Hierarquia Urbana no Espírito Santo

Hierarquia Urbana no Espírito Santo Hierarquia Urbana no Espírito Santo Matheus Albergaria de Magalhães Victor Nunes Toscano Rede de Estudos Macroeconômicos (MACRO) Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) 03 de Setembro de 2010 Motivação

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Física CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

ANEXO II MODELOS DA LICITAÇÃO MODELO N.º 3 DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO

ANEXO II MODELOS DA LICITAÇÃO MODELO N.º 3 DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO ANEXO II MODELOS DA LICITAÇÃO MODELO N.º 1 CARTA CREDENCIAMENTO MODELO N.º 2 PROPOSTA COMERCIAL MODELO N.º 3 DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO MODELO N.º 4 DECLARAÇÃO DE REGULARIDADE

Leia mais

CONTRATO PARA REGISTRO DE DOMÍNIO "MM DOMINIO"

CONTRATO PARA REGISTRO DE DOMÍNIO MM DOMINIO CONTRATO PARA REGISTRO DE DOMÍNIO "MM DOMINIO" Esse instrumento regula a prestação de serviços estabelecida entre MACHADO SERVIÇOS DIGITAIS LTDA-ME (pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

1ª CHAMADA PÚBLICA PARA INCENTIVO DA GERAÇÃO, CONFORME PORTARIA MME Nº 44, DE 10 DE MARÇO DE 2015.

1ª CHAMADA PÚBLICA PARA INCENTIVO DA GERAÇÃO, CONFORME PORTARIA MME Nº 44, DE 10 DE MARÇO DE 2015. EDITAL 1ª CHAMADA PÚBLICA PARA INCENTIVO DA GERAÇÃO, CONFORME PORTARIA MME Nº 44, DE 10 DE MARÇO DE 2015. A Companhia Energética de Alagoas CEAL, doravante chamada DISTRIBUIDORA, nos termos da Portaria

Leia mais

ANEXO 05 - Minutas de Ato Autorizativo para PCH

ANEXO 05 - Minutas de Ato Autorizativo para PCH ANEXO 05 - Minutas de Ato Autorizativo para PCH A) Para Autoprodução PORTARIA Nº, DE DE DE 2005 Autoriza a empresa... a estabelecer-se como Autoprodutor de Energia Elétrica, mediante a implantação e exploração

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO E PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROGRAMA BOLSA ESTÁGIO FORMAÇÃO DOCENTE EDITAL SEDU Nº 016/2015

EDITAL DE INSCRIÇÃO E PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROGRAMA BOLSA ESTÁGIO FORMAÇÃO DOCENTE EDITAL SEDU Nº 016/2015 EDITAL DE INSCRIÇÃO E PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROGRAMA BOLSA ESTÁGIO FORMAÇÃO DOCENTE EDITAL SEDU Nº 016/2015 A SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO CONVIDA OS ESTUDANTES DOS CURSOS DE LICENCIATURA

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE,

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, QUE ENTRE SI CELEBRAM, LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A, DE UM LADO, E XXXXXXXXX, DE OUTRO LADO. LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE

Leia mais

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES,

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES, Pelo presente Instrumento: CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE, QUE ENTRE SI CELEBRAM BTG PACTUAL EMPRESA OPERADORA DO MERCADO ENERGÉTICO LTDA. E Digite o

Leia mais

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1

Autoridade Certificadora CAIXA Pessoa Jurídica CONTRATO DE ASSINANTE A1 TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CERTIFICAÇÃO DIGITAL que entre si fazem, de um lado, como contratada a CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, Empresa Pública de Direito Privado, inscrita no CNPJ/MF sob

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO nº 04/2013-ANEEL

EDITAL DE LEILÃO nº 04/2013-ANEEL EDITAL DE LEILÃO nº 04/2013-ANEEL 11º LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA PROVENIENTE DE EMPREENDIMENTOS DE GERAÇÃO EXISTENTES 1/39 PROCURADORIA EDITAL DE LEILÃO nº 04/2013-ANEEL 11º LEILÃO DE COMPRA

Leia mais

Governo do Estado lança o projeto Espírito Santo sem Lixão

Governo do Estado lança o projeto Espírito Santo sem Lixão Governo do Estado lança o projeto Espírito Santo sem Lixão Com o objetivo de destinar corretamente 100% do lixo gerado e exterminar do território capixaba todos os lixões existentes, o Governo do Estado,

Leia mais

Versão: 2 Início de Vigência: XX. XX.2006 Instrumento de Aprovação:

Versão: 2 Início de Vigência: XX. XX.2006 Instrumento de Aprovação: Procedimento de Comercialização MANUTENÇÃO DE CADASTRO DE AGENTES DA CCEE E USUÁRIOS DO SCL Versão: 2 Início de Vigência: XX. XX.2006 Instrumento de Aprovação: ÍNDICE 1. APROVAÇÃO...3 2. HISTÓRICO DE REVISÕES...3

Leia mais

ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006 - ANEEL. Modelos de documentos

ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006 - ANEEL. Modelos de documentos ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006-ANEEL Fl. 1/ 9 ANEXO 8 AO EDITAL DE LEILÃO N o 002/2006 - ANEEL Modelos de documentos PROCURADORIA GERAL/ANEEL VISTO ANEXO 8 A Carta de Fiança (Garantia de Proposta

Leia mais

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ

MUNICÍPIO DE SENGÉS CNPJ/MF 76.911.676/0001-07 TRAVESSA SENADOR SOUZA NAVES N. 95 SENGÉS PARANÁ DECRETO Nº 600/2014 Súmula:- Regulamenta a aquisição de Bens Permanentes, de Consumo e Serviços destinados a Administração Direta, Indireta e Fundacional do Município de Sengés, através de Pregão, tendo

Leia mais

MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI

MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI VERSÃO: 20/7/2009 2/8 MANUAL DE NORMAS TERMO DE ÍNDICE DI ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 3 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 3 CAPÍTULO TERCEIRO DOS PARTICIPANTES

Leia mais

EDITAL DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

EDITAL DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA FURNAS CENTRAIS ELÉTRICAS S.A, agente gerador de energia elétrica, inscrita no CNPJ/MF sob o n 23.274.194/0001-19, com sede na Rua Real Grandeza 219, Botafogo, Rio de

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

Nota Técnica nº 47/2015-CEL/ANEEL. Em 7 de dezembro de 2015. Processo nº: 48500.004029/2015-41

Nota Técnica nº 47/2015-CEL/ANEEL. Em 7 de dezembro de 2015. Processo nº: 48500.004029/2015-41 Nota Técnica nº 47/2015-CEL/ANEEL Em 7 de dezembro de 2015. Processo nº: 48500.004029/2015-41 Assunto: Instauração de Audiência Pública, exclusivamente por intercâmbio documental, para subsidiar o processo

Leia mais

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas CONVITE Nº 14/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

ANEXO IV MINUTA DE CCVEE CHAMADA PÚBLICA GERAÇÃO DISTRIBUÍDA

ANEXO IV MINUTA DE CCVEE CHAMADA PÚBLICA GERAÇÃO DISTRIBUÍDA ANEXO IV MINUTA DE CCVEE CHAMADA PÚBLICA GERAÇÃO DISTRIBUÍDA CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO CONTRATO DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

Leia mais

MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013

MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013 MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013 SELEÇÃO DE EMPRESA DO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL INTERESSADA NA PRODUÇÃO DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL NO ÂMBITO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA INCENTIVADA CP

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA INCENTIVADA CP CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM Nome do Comprador E Nome do Vendedor. Pelo presente Instrumento: De um lado, Nome do Comprador, empresa com sede na Nome da rua, número

Leia mais

Ficha anexa para operação em bolsa e outros mercados regulamentados de valores mobiliários

Ficha anexa para operação em bolsa e outros mercados regulamentados de valores mobiliários Ficha anexa para operação em bolsa e outros mercados regulamentados de valores mobiliários Esta ficha complementa o cadastro do cliente na Credit Suisse (Brasil) S.A. CTVM ( Credit Suisse ) com informações

Leia mais

MODELO CONTRATO DE USO FLEXÍVEL DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: Minuta CUST F Modelo 22nov13-ComMarcasRevisão.docx

MODELO CONTRATO DE USO FLEXÍVEL DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: Minuta CUST F Modelo 22nov13-ComMarcasRevisão.docx MODELO CONTRATO DE USO FLEXÍVEL DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO Arquivo: Minuta -ComMarcasRevisão.docx Motivo: Atendimento à Resolução 399/10- Contratação do Uso do Sistema de Transmissão Modelo aplicado a:

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, no uso da atribuição que lhe confere o art. 82, incisos V e VII, da Constituição do Estado, DECRETO N 42.434, DE 09 DE SETEMBRO DE 2003, DOERS. Regulamenta, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul, a modalidade de licitação denominada pregão, por meio eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

Secretaria de Educação de Pernambuco. Inscrições abertas para o cargo de professor. Oferta de 3 mil vagas!

Secretaria de Educação de Pernambuco. Inscrições abertas para o cargo de professor. Oferta de 3 mil vagas! Secretaria de Educação de Pernambuco. Inscrições abertas para o cargo de professor. Oferta de 3 mil vagas! Seguem abertas as inscrições para o concurso anunciado pelas Secretarias de Educação e Administração

Leia mais

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES,

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES, Pelo presente Instrumento: CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM BOLT SERVIÇOS E COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIAS LTDA. E XXXXXXXXXXXXXXXXXX. De outro lado, XXXXXXXXXX, empresa com

Leia mais

1ª CHAMADA PÚBLICA PARA INCENTIVO DA GERAÇÃO CONFORME PORTARIA MME Nº 44, DE 10 DE MARÇO DE 2015

1ª CHAMADA PÚBLICA PARA INCENTIVO DA GERAÇÃO CONFORME PORTARIA MME Nº 44, DE 10 DE MARÇO DE 2015 1ª CHAMADA PÚBLICA PARA INCENTIVO DA GERAÇÃO CONFORME PORTARIA MME Nº 44, DE 10 DE MARÇO DE 2015 A (DISTRIBUIDORA), nos termos da Portaria do Ministério de Minas e Energia - MME, nº 44, de 10 de março

Leia mais

COMPRADORA e VENDEDORA denominadas, também, individualmente Parte e coletivamente Partes ; e

COMPRADORA e VENDEDORA denominadas, também, individualmente Parte e coletivamente Partes ; e CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA QUE ENTRE SI CELEBRAM [.] e [.]. Pelo presente instrumento que entre si celebram, de um lado, [.], com sede na [endereço completo], cidade de [.], Estado

Leia mais

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR CCEAR Nº / 08 PRODUTO 2008/2012

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR CCEAR Nº / 08 PRODUTO 2008/2012 CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR CCEAR Nº / 08 PRODUTO 2008/2012 CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO CCEAR, NA MODALIDADE QUANTIDADE

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A E

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A E CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A E Pelo presente Instrumento: De um lado, VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE

Leia mais

EDITAL COMERC Nº 01/2016 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE ACL

EDITAL COMERC Nº 01/2016 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE ACL EDITAL COMERC Nº 01/2016 LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE ACL A COMERC COMERCIALIZADORA DE ENERGIA ELÉTRICA LTDA., agente comercializador de energia elétrica, autorizado

Leia mais

ANEXO IV MINUTA CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE LIVRE CCEAL N 0X/2015 PRODUTO 2015/2015

ANEXO IV MINUTA CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE LIVRE CCEAL N 0X/2015 PRODUTO 2015/2015 ANEXO IV MINUTA CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE LIVRE CCEAL N 0X/2015 PRODUTO 2015/2015 CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA, QUE ENTRE SI CELEBRAM A XXXXXX E A XXXXX.

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO INDICAÇÃO PREMIADA URBAMAIS

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO INDICAÇÃO PREMIADA URBAMAIS REGULAMENTO DA PROMOÇÃO INDICAÇÃO PREMIADA URBAMAIS URBAMAIS PROPERTIES E PARTICIPAÇÕES S.A., sociedade por ações, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 10.571.175/0001-02, com sede na Av. Raja Gabaglia, nº 2720,

Leia mais

Em 13 de janeiro de 2012.

Em 13 de janeiro de 2012. Nota Técnica nº 003/2012-SEM/ANEEL Em 13 de janeiro de 2012. Processo: 48500.005140/2011-21 Assunto: Instauração de Audiência Pública, na modalidade Intercâmbio Documental, para subsidiar o processo de

Leia mais

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015

Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Comunicado Cetip n 007/2015 16 de janeiro de 2015 Assunto: Leilão de Alienação de Direitos Sobre Créditos Acumulados de ICMS Módulo de Negociação por Leilão Cetip Net Plataforma Eletrônica. O diretor-presidente

Leia mais

Referência do Contrato: CUSD nº ou CCD nº Dados Cadastrais Proprietário / Razão Social. Dados Cadastrais Nome Completo. Testemunha Nome Completo

Referência do Contrato: CUSD nº ou CCD nº Dados Cadastrais Proprietário / Razão Social. Dados Cadastrais Nome Completo. Testemunha Nome Completo Referência do Contrato: CUSD nº ou CCD nº Dados Cadastrais Proprietário / Razão Social No me do Empreendimento (quando aplicável) Nº do CNPJ Nº Inscrição Estadual Nº Inscrição Municipal Código de Atividade

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014.

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. Emissão: 09/12/2014. Abertura: 29/12/2014. Horário: 10:00 H. O Fundo de Previdência dos Servidores Municipais

Leia mais

Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015

Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015 Projeto n 14593/2014 - Escritório Nacional do CATAFORTE - Negócios Sustentáveis em Redes Solidárias COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 06/2015 1. PREÂMBULO O CEADEC - Centro de Estudos e Apoio ao Desenvolvimento,

Leia mais

MINISTÉRIO DA CULTURA FUNDAÇÃO NACIONAL DE ARTES FUNARTE COMISSÃO DE COLETA SELETIVA SOLIDÁRIA HABILITAÇÃO Nº. 01/2014

MINISTÉRIO DA CULTURA FUNDAÇÃO NACIONAL DE ARTES FUNARTE COMISSÃO DE COLETA SELETIVA SOLIDÁRIA HABILITAÇÃO Nº. 01/2014 A Fundação Nacional de Artes FUNARTE realizará, das 9 horas do dia 23 de janeiro de 2014 às 16 horas do dia 28 de janeiro de 2014, procedimento de HABILITAÇÃO das associações e cooperativas de catadores

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, no exercício da competência que lhe confere o art. 54, inciso IV, da Constituição Estadual, e

O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, no exercício da competência que lhe confere o art. 54, inciso IV, da Constituição Estadual, e DECRETO No. 24.818 de 27 JANEIRO DE 2.005 Regulamenta a realização de pregão por meio da utilização de recursos de tecnologia da informação, denominado pregão eletrônico, para a aquisição de bens e serviços

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014 Encerramento: às 17:00 horas do dia 30 de setembro de 2014 Abertura dos Envelopes: às 8:00 horas do dia 01 de outubro de 2014 A SANTA CASA DE

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO REGULAMENTO DA PROMOÇÃO A CONSTRUTORA Massai, empresa inscrita no CNPJ/MF sob o nº 01.295.921/0001-91, com sede na Av. Monteiro da Franca, Nº 1092, CEP 58038-20 - bairro Manaíra, em JOÃO PESSOA /PB, realizará

Leia mais

Sipaf; IX - Proponente: pessoa física ou jurídica que solicita a permissão de uso do Sipaf.

Sipaf; IX - Proponente: pessoa física ou jurídica que solicita a permissão de uso do Sipaf. PORTARIA Nº 7, DE 13 DE JANEIRO DE 2012 Institui o selo de identificação da participação da agricultura familiar e dispõe sobre os critérios e procedimentos relativos à permissão, manutenção, cancelamento

Leia mais

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR. CCEAR Nº... / 05 PRODUTO.. (INÍCIO e TÉRMINO DO SUPRIMENTO)

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR. CCEAR Nº... / 05 PRODUTO.. (INÍCIO e TÉRMINO DO SUPRIMENTO) CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR CCEAR Nº... / 05 PRODUTO.. (INÍCIO e TÉRMINO DO SUPRIMENTO) CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 008, DE 10 DE JULHO DE 2007 (Publicada no Diário Oficial do Espírito Santo em 11 de julho de 2007)

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 008, DE 10 DE JULHO DE 2007 (Publicada no Diário Oficial do Espírito Santo em 11 de julho de 2007) INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 008, DE 10 DE JULHO DE 2007 (Publicada no Diário Oficial do Espírito Santo em 11 de julho de 2007) Estabelece procedimentos administrativos e critérios técnicos referentes à Declaração

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA PANDA EMPRESTA

REGULAMENTO DA CAMPANHA PANDA EMPRESTA REGULAMENTO DA CAMPANHA PANDA EMPRESTA Esta campanha, denominada PANDA EMPRESTA (doravante CAMPANHA), é promovida pela JC CONSIGNADOS LTDA., inscrita no CNPJ sob o nº 15.169.211/0001-20 pessoa jurídica

Leia mais

Termos e condições TERMOS E CONDIÇÕES DE CONTRATAÇÃO:

Termos e condições TERMOS E CONDIÇÕES DE CONTRATAÇÃO: Termos e condições TERMOS E CONDIÇÕES DE CONTRATAÇÃO: De uma parte, PETSURPRISE, empresa inscrita no CNPJ sob o nº 22.021.394/0001-05, com sede na Avenida do Contorno, 4045, sala 709 Santa Efigênia - Cidade

Leia mais

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas CONVITE 25/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

Preço de Liquidação de Diferenças. Versão 1.0

Preço de Liquidação de Diferenças. Versão 1.0 Preço de Liquidação de Diferenças ÍNDICE PREÇO DE LIQUIDAÇÃO DE DIFERENÇAS (PLD) 4 1. Introdução 4 1.1. Lista de Termos 6 1.2. Conceitos Básicos 7 2. Detalhamento das Etapas da Formação do PLD 10 2.1.

Leia mais

BANRISUL ARMAZÉNS GERAIS S.A. EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 001/2007 Regida pela Lei nº 8.666/93 e suas alterações

BANRISUL ARMAZÉNS GERAIS S.A. EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 001/2007 Regida pela Lei nº 8.666/93 e suas alterações BANRISUL ARMAZÉNS GERAIS S.A. EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 001/2007 Regida pela Lei nº 8.666/93 e suas alterações A Banrisul Armazéns Gerais S.A., atendendo ao disposto nos arts. 13 e 25 II da lei nº 8.666/93,

Leia mais