CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO ÍNDICE. Das Definições e Premissas Aplicáveis ao Presente CONTRATO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO ÍNDICE. Das Definições e Premissas Aplicáveis ao Presente CONTRATO"

Transcrição

1 CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO ÍNDICE I Das Definições e Premissas Aplicáveis ao Presente CONTRATO II Do Objeto e Do Prazo de Vigência II.I Do Objeto II.II Do Prazo III Submissão às Normas do GCOI e aos Procedimentos de Rede IV Disponibilização da Conexão IV.I Exigência Operacionais IV.II Modificações das Conexões IV.III Encargos de Conexão ao Sistema de Transmissão IV.IV Condições de Faturamento e Pagamento IV.V Da Mora do Pagamento e seus Efeitos IV.VI Das Garantias de Pagamento dos Encargos IV.VII Revisão dos Encargos de Conexão e Equilíbrio Econômico-Financeiro V VI Caso Fortuito e Força Maior Irrevogabilidade VII Responsabilidades das PARTES VII.I Atraso de Pagamento e Desrespeito ao Contrato VII.II Confidencialidade VIII Da Solução de Controvérsias IX Declarações e Garantias X Generalidades I II III ANEXOS Pontos de Conexão - Acordos de Conexão Características Técnicas Específicas da TRANSMISSORA Procedimentos Operativos 1.

2 CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO Pelo presente instrumento que entre si fazem: I - II - De um lado e doravante denominada simplesmente TRANSMISSORA, [CENTRAIS ELÉTRICAS DO SUL DO BRASIL S.A. - ELETROSUL, concessionária de serviço público de energia elétrica, com sede na Cidade de Florianópolis, Estado de Santa Catarina, à Rua Deputado Antônio Edu Vieira 999, inscrita no CGC sob o nº, representada, nos termos do art. 24, VI de seu Estatuto Social], por seu Diretor-Presidente, ao final assinados; e De outro lado e doravante denominada simplesmente DISTRIBUIDORA, [...], [concessionária do serviço público de energia elétrica], com sede em [...], inscrita no CGC sob o nº [...], representada nos termos de seu Estatuto Social, por seu Diretor-Presidente, ao final assinados; e CONSIDERANDO QUE: A. A TRANSMISSORA opera os ativos de transmissão de sua propriedade pertencentes à REDE BÁSICA, aos quais a DISTRIBUIDORA está conectada, e eventualmente detém outros ativos de transmissão conectados à DISTRIBUIDORA. B. A DISTRIBUIDORA opera um sistema de distribuição de energia elétrica na sua área de concessão, conectado às instalações da TRANSMISSORA e participa do SISTEMA INTERLIGADO; C. A Lei nº 9648, de 28 de maio de doravante Lei 9648/98, regulamentada pelo Decreto nº 2655/98 determinou, dentre outras coisas, que: i) o acesso e uso dos sistemas de transmissão de energia elétrica fossem contratados separadamente da compra e venda de energia propriamente dita. ii) dentro dos prazos nela previstos, as transações de compra e venda de energia passem a ser negociados através do Mercado Atacadista de Energia 2.

3 - MAE e que as funções ora desempenhadas pelo GCOI sejam transferidas ao Operador Nacional do Sistema Elétrico- ONS; e iii) a contratação e administração de serviços de transmissão de energia elétrica e respectivas condições de acesso são atribuições do ONS, quando da sua implantação; D. as NORMAS DO GCOI, que disciplinam as regras técnicas e comerciais aplicáveis a geradoras, distribuidoras e transmissoras de sistemas de transmissão, permanecerão em vigor até a mudança para o novo sistema de operação e comercialização de energia a ser estabelecido com a implantação do MAE e ONS; E. a TRANSMISSORA e a DISTRIBUIDORA devam adequar sua relação contratual ao disposto na Lei 9648/98 e às NORMAS DO GCOI, e disciplinar os princípios aplicáveis aos ajustes que serão necessários em virtude da extinção do GCOI e da restruturação do Setor Elétrico Brasileiro; F. a necessidade da DISTRIBUIDORA fazer uso do sistema de transmissão para efetivar suas compras de energia, mediante acesso ao sistema de transmissão. A TRANSMISSORA E A DISTRIBUIDORA TÊM ENTRE SI, JUSTO E ACORDADO, CELEBRAR O PRESENTE CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO (DORAVANTE CONTRATO ), DE ACORDO COM OS SEGUINTES TERMOS E CONDIÇÕES: T Í T U L O I Das Definições e Premissas Aplicáveis ao Presente CONTRATO Cláusula 1ª - Para o efeito de permitir o perfeito entendimento e precisão da terminologia técnica empregada neste CONTRATO e seus anexos ( ANEXOS ), partes integrantes deste CONTRATO, fica, desde já, acordado entre a TRANSMISSORA e a DISTRIBUIDORA o conceito dos seguintes vocábulos e expressões: 3.

4 a) ADMINISTRADORA : é a empresa Centrais Elétricas do Sul do Brasil S.A., que opera os ativos de transmissão de sua propriedade, subordinada às determinações do GCOI, e nos termos do decreto /98 é responsável, no período que antecede a implementação do ONS, pela contratação, contabilização e liquidação financeira relativa ao uso dos ativos de transmissão localizados na região sul, pertencentes a Rede Básica, junto aos usuários destes ativos. b) ANEEL : Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL, criada pela Lei nº de 26 de dezembro de 1996; c) ANO CONTRATUAL : primeiro ano ou fração deste e período de 12 meses iniciado em 1º de janeiro de qualquer ano durante a vigência do CONTRATO; d) ATIVOS DE CONEXÃO : São aqueles dedicados ao atendimento de um único USUÁRIO, com a finalidade de interligar seus ativos à REDE BÁSICA, diretamente ou através de outros ativos de transmissão. e) ATIVOS DE TRANSMISSÃO da REDE BÁSICA: são as instalações de transmissão integrantes da REDE BÁSICA. f) APROVAÇÕES : licenças, concessões, permissões, autorizações, e outros atos ou documentos que permitam o exercício de determinada atividade outorgados pela AUTORIDADE COMPETENTE; g) AUTORIDADE COMPETENTE : qualquer órgão governamental, autoridade ou agência federal, estadual ou municipal (incluindo a ANEEL) que tenha competência para regular este CONTRATO ou as atividades das PARTES; h) CONCESSIONÁRIA DE TRANSMISSÃO : Pessoa jurídica com delegação do poder concedente para a exploração dos serviços públicos de transmissão de energia elétrica. i) DATA DE INÍCIO : a data de assinatura do CONTRATO ou a data na qual os eventos mencionados na CLÁUSULA 7ª tenham sido implementados, o que vier a ocorrer por último; 4.

5 j) DEMANDA : montante, em MW, da potência entregue à DISTRIBUIDORA durante o intervalo de tempo definido nas Normas do GCOI; l) ENCARGO DE CONEXÃO : montantes devidos à TRANSMISSORA pelo uso dos ATIVOS DE CONEXÃO, por parte da DISTRIBUIDORA, a serem estabelecidos pela ANEEL; m) EXIGÊNCIAS LEGAIS : qualquer lei, regulamento, ou outro ato normativo ou qualquer ordem, diretriz, decisão ou orientação de qualquer AUTORIDADE COMPETENTE; n) GCOI : Grupo de Coordenação para Operação Interligada, órgão colegiado da operação dos Sistemas Elétricos, criado pela Lei nº 5.898, de 05 de setembro de 1973; o) IP : é o Índice Geral de Preços de Mercado, calculado pela Fundação Getúlio Vargas; p) MÊS DO CONTRATO : o mês calendário de qualquer ANO CONTRATUAL; q) NORMAS DO GCOI : as regras técnicas e comerciais aplicáveis a geradoras, distribuidoras e operadoras de sistemas de transmissão, estabelecidas pelo GCOI e homologadas pela Resolução ANEEL nº /98, bem como suas alterações posteriores, estas sujeitas à aprovação da ANEEL; r) ONS : Operador Nacional do Sistema Elétrico, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, autorizada a executar a coordenação e controle da operação da geração e transmissão de energia elétrica nos sistemas interligados, a ser integrada por titulares de concessão, permissão ou autorização e consumidores, conforme disposto na Lei 9648 de 28 de maio de 1998 e sua regulamentação; s) PARTE : a TRANSMISSORA ou a DISTRIBUIDORA ( estas referidas em conjunto como PARTES ) ; 5.

6 t) PROCEDIMENTOS DE REDE : é o que descreve todas as regras e requisitos técnicos relacionados com o uso e a operação do sistema de transmissão; u) REDE BÁSICA : são as instalações pertencentes ao sistema interligado identificadas segundo regras e condições estabelecidas pela ANEEL, com operação coordenada pelo ONS e que para seu acesso será necessário celebração do CONTRATO DE CONEXÃO e CONTRATO DE USO DA TRANSMISSÃO; v) SISTEMA DA DISTRIBUIDORA : são as instalações e equipamentos de transmissão (em nível inferior a 230KV) e de distribuição localizados na sua área de concessão e explorados pela DISTRIBUIDORA; x) SISTEMA DE TRANSMISSÃO : são as instalações e equipamentos de transmissão considerados integrantes da REDE BÁSICA, as conexões e demais instalações de transmissão pertencentes a uma CONCESSIONÁRIA DE TRANSMISSÃO. z) USUÁRIOS : todos os agentes que venham a fazer uso da REDE BÁSICA. aa) SISTEMA INTERLIGADO : os sistemas de geração, transmissão e distribuição de propriedade das diversas empresas nas Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com uso compartilhado por essas empresas, por onde transitam energias de diversas fontes e destinos, sujeitos às NORMAS DO GCOI; a partir do início do funcionamento da linha de transmissão destinada à interconexão do sistema interligado das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste com o das regiões Norte e Nordeste, a expressão SISTEMA INTERLIGADO compreenderá o conjunto desses sistemas, observado a legislação superveniente sobre o assunto; bb) TRIBUTOS : todos os impostos, taxas, contribuições, compensações financeiras, royalties, devidos a qualquer AUTORIDADE COMPETENTE incidentes sob o objeto deste CONTRATO, excluído qualquer tributo existente ou que venha a ser criado sobre o lucro líquido (ajustado ou não) ou resultados de uma das PARTES, incluindo o imposto sobre a renda da pessoa jurídica, 6.

7 a contribuição social sobre o lucro e impostos ou contribuições sobre movimentações financeiras; e Cláusula 2ª - A conexão ao SISTEMA DE TRANSMISSÃO, ora contratada, baseia-se nas Leis nº 9074/95 e nº 9648/98, no Decreto no. 2655/98 e nas NORMAS DO GCOI, em virtude das quais: a) o planejamento, programação e despacho coordenados da operação das usinas de geração e instalações de transmissão integrantes do SISTEMA INTERLIGADO são executados pelo GCOI; b) o acesso ao sistema de transmissão deverá ser garantido aos USUÁRIOS; c) seus usuários podem obter quantidades de energia do SISTEMA INTERLIGADO. TÍ T U L O I I Do Objeto e Do Prazo de Vigência Capítulo I - Do Objeto Cláusula 3ª - Este CONTRATO entre a TRANSMISSORA e a DISTRIBUIDORA tem por objetivo estabelecer os termos e condições que irão regular as conexões da DISTRIBUIDORA ao SISTEMA DE TRANSMISSÃO e os correspondentes direitos e obrigações das PARTES. Capítulo II - Do Prazo Cláusula 4ª - Observado o disposto na Cláusula 7ª, o presente CONTRATO vigorará a partir desta data. 7.

8 Cláusula 5 a - Este CONTRATO terá vigência até a extinção da concessão da DISTRIBUIDORA ou da TRANSMISSORA, a que ocorrer antes. Cláusula 6ª - Quaisquer das conexões descritas no ANEXO I podem ser extintas, segundo o que dispuserem os PROCEDIMENTOS DE REDE, quando de sua implantação, caso tornem-se desnecessárias. Parágrafo Único - O pagamento relativo a extinção, no caso da propriedade dos ativos ser da TRANSMISSORA, será igual ao valor não amortizado deste ativo de conexão, somado a um montante igual ao justo valor da desmobilização de tais ativos, subtraído de qualquer valor que a TRANSMISSORA possa obter com os ativos através de sua reutilização ou venda. Cláusula 7ª - A eficácia e a execução das obrigações e compromissos disciplinados neste CONTRATO fica condicionada à assinatura pela DISTRIBUIDORA de contrato de Uso do Sistema de Transmissão com a ADMINISTRADORA. Parágrafo Único - Uma vez implementado o evento mencionado no caput desta Cláusula, ficarão sem efeito as disposições do Contrato de Suprimento nº [...], celebrado entre a ELETROSUL e a DISTRIBUIDORA em [data], e respectivos aditamentos, que estiverem em conflito com o presente instrumento. T Í T U L O I I I Submissão às NORMAS DO GCOI e aos Procedimentos de Rede Cláusula 8ª - As PARTES comprometem-se a seguir e respeitar as exigências das NORMAS DO GCOI e, subseqüentemente, dos PROCEDIMENTOS DE REDE e quaisquer outros documentos que tratem sobre exigências operacionais que o ONS venha a produzir. T Í T U L O IV 8.

9 Disponibilizacao da Conexão Capítulo I - Exigências Operacionais Cláusula 9 a - A TRANSMISSORA irá coletar e transferir simultaneamente à ADMINISTRADORA e a DISTRIBUIDORA as informações necessárias para permitir a determinação dos encargos pelo Uso do Sistema de Transmissão e para conduzir as operações do sistema. Cláusula 10 - As PARTES deverão realizar a manutenção dos ativos de sua propriedade, nos locais de conexão, de acordo com as NORMAS DO GCOI e posteriormente com os PROCEDIMENTOS DE REDE. Cláusula 11 - As PARTES garantem o mútuo acesso aos ATIVOS DE CONEXÃO listados no Anexo I e respectivos equipamentos de medição. Capítulo II - Modificações das Conexões Cláusula 12 - Todas as modificações de um ATIVO DE CONEXÃO somente deverão ser realizadas por acordo entre as PARTES, com prévia anuência do GCOI ou do ONS, quando da sua constituição, e em conformidade com os PROCEDIMENTOS DE REDE, quando estes estiverem em vigor. Capítulo III - Encargos de Conexão ao Sistema de Transmissão Cláusula 13 - Com relação às conexões listadas no anexo I, a DISTRIBUIDORA pagará à TRANSMISSORA, em relação a cada mês do CONTRATO, o ENCARGO DE CONEXÃO, pela conexão ao SISTEMA DE TRANSMISSÃO, de acordo com os montantes e regras estabelecidas pela ANEEL. Parágrafo Primeiro - Os montantes mencionados no caput desta Cláusula serão reajustados com periodicidade anual, pelo IP, no décimo segundo mês após a DATA DE REFERÊNCIA ANTERIOR, sendo esta definida da seguinte forma: 9.

10 a) no primeiro reajuste, a DATA DE INÍCIO; e b) nos reajustes subsequentes, a data do último reajuste, de acordo com o disposto nesta Cláusula. Parágrafo Segundo - A periodicidade dos reajustes de que trata o Parágrafo Primeiro desta Cláusula poderá ocorrer em prazo inferior a um ano, caso a legislação aplicável o permita, a critério da ANEEL, adequando-se a DATA DE REFERÊNCIA ANTERIOR à nova periodicidade estipulada, e, conforme o caso, aplicada em base pro rata tempore. Cláusula 14 - As novas conexões ou modificações dos ATIVOS DE CONEXÃO existentes, serão remuneradas conforme acordo entre as PARTES, devendo constituir aditivos ao presente CONTRATO. Capítulo IV - Condições de Faturamento e Pagamento Cláusula 15 - O faturamento mensal do encargo de conexão ao SISTEMA DE TRANSMISSÃO, definido na Cláusula 16 será objeto de uma única fatura, emitida pela TRANSMISSORA, no primeiro dia útil do mês seguinte de cada mês do CONTRATO e paga pela DISTRIBUIDORA até o décimo dia útil do mesmo mês. Parágrafo Primeiro No caso de atraso na apresentação, por motivo imputável à TRANSMISSORA, as datas de vencimento serão automaticamente postergadas por prazo igual ao do atraso verificado. Parágrafo Segundo - Os pagamentos da fatura mencionada no caput desta Cláusula deverão ser efetuados por crédito em conta corrente bancária a ser indicada pela TRANSMISSORA. Parágrafo Terceiro - Eventuais despesas financeiras por conta da realização do crédito em conta corrente bancária da TRANSMISSORA, nos termos do parágrafo precedente, correrão por conta da DISTRIBUIDORA. 10.

11 Cláusula 16 - Todos os pagamentos devidos pela DISTRIBUIDORA deverão ser efetuados livres e desimpedidos de quaisquer compensações, deduções ou retenções de impostos ou quaisquer pagamentos vencidos ou declarados vincendos pela TRANSMISSORA à DISTRIBUIDORA. Cláusula 17 - O valor dos encargos, para os ativos existentes quando da assinatura deste contrato, serão calculados de acordo com metodologia a ser definida pela ANEEL. Parágrafo Primeiro - A TRANSMISSORA notificará à DISTRIBUIDORA quais as informações utilizadas no cálculo do seu encargos de conexão. Parágrafo Segundo - Quando do término da vigência deste CONTRATO, a DISTRIBUIDORA deverá pagar à TRANSMISSORA os valores residuais, relativos aos ativos de propriedade da TRANSMISSORA conforme definido no parágrafo único da Cláusula 6ª. Cláusula 18 - As divergências eventualmente apontadas no faturamento não afetarão os prazos para pagamento da fatura mensal, devendo a diferença, se houver, ser compensada no faturamento mensal subsequente, aplicados os encargos previstos na Cláusula 19, exceto a multa prevista. Parágrafo Único - Os juros incidirão sobre qualquer soma contestada que venha posteriormente a ser acordada ou definida como sendo devida, a qualquer das PARTES, a partir de, e incluindo, a data na qual a quantia em questão tornou-se devida e até, mas excluindo, a data em que recebida pela TRANSMISSORA. Capítulo V - Da Mora no Pagamento e Seus Efeitos Cláusula 19 - Fica caracterizada a mora quando a DISTRIBUIDORA deixar de liquidar qualquer das parcelas na data de seu vencimento. Cláusula 20 - Caso haja atraso no pagamento de qualquer das parcelas com base no presente CONTRATO, sem prejuízo da aplicação das Cláusulas 15 a 17, incidirão sobre as parcelas em atraso os seguintes acréscimos moratórios: 11.

12 a) juros de mora de 12% (doze por cento) ao ano, calculados pro rata die ; e b) multa de [ ]% ( [ ] por cento), a ser acrescida dos juros definidos na alínea precedente. Parágrafo Único - Os acréscimos monetários previstos nas alíneas precedentes incidirão sobre o valor das parcelas em atraso, mensalmente atualizadas monetariamente pelo IP, ou no caso da sua extinção, qualquer outro índice com função similar que venha a ser acordado pelas PARTES. Capítulo VI - Das Garantias do Pagamento dos Encargos Cláusula 21 As PARTES, de comum acordo, comprometem-se a estabelecer instrumento de garantia de pagamento dos encargos, objeto deste contrato, dentro de 30 dias, contados a partir desta data. Cláusula 22 - Em caso de atraso ou falta de pagamento dos valores devidos pela DISTRIBUIDORA em virtude do disposto neste CONTRATO, por qualquer que seja o motivo, a TRANSMISSORA, notificará a DISTRIBUIDORA para o pagamento do respectivo valor, acrescido dos encargos moratórios pertinentes, em 5 (cinco) dias contados do recebimento da respectiva notificação. Parágrafo Único - Decorrido o prazo mencionado no caput desta Cláusula, sem que haja a quitação das obrigações, inclusive acessórias, em atraso da DISTRIBUIDORA, a TRANSMISSORA poderá executar, a seu exclusivo critério, o instrumento de garantia acordado. Cláusula 23 - O descumprimento pela DISTRIBUIDORA, ainda que em virtude de ato de terceiro, das obrigações previstas neste Capítulo VI ensejará, a exclusivo critério da TRANSMISSORA, o pagamento de multa correspondente a 1,0% (um por cento) do faturamento mensal devido pela DISTRIBUIDORA à TRANSMISSORA, calculada pro-rata temporis a partir da data do descumprimento da respectiva obrigação. 12.

13 Capítulo VII - Revisão dos Encargos e Equilíbrio Econômico-Financeiro Cláusula 24 - A TRANSMISSORA reconhece que os montantes pagos pela conexão ao SISTEMA DE TRANSMISSÃO, objeto deste CONTRATO, definidos na Cláusula 13, em conjunto com as respectivas regras de reajuste previstas neste CONTRATO, são suficientes, nesta data, para a manutenção do equilíbrio econômico-financeiro deste CONTRATO. Cláusula 25 - Sem prejuízo dos reajustes a que se refere a Cláusula 13, a TRANSMISSORA poderá solicitar à ANEEL, a qualquer tempo, a revisão dos montantes deste CONTRATO, caso haja alterações significativas nos seus custos, por motivos fora de seu controle e devidamente comprovados, podendo a ANEEL determinar os novos preços aplicáveis a este CONTRATO, visando manter seu equilíbrio econômico-financeiro. Parágrafo Único - A DISTRIBUIDORA reconhece que a revisão de montantes pagos à TRANSMISSORA objeto deste Capítulo diz respeito exclusivamente à TRANSMISSORA, e que as consequências de eventuais revisões dos preços deste CONTRATO serão tratadas pela ANEEL, em virtude do seu contrato de Concessão, observada a legislação em vigor. Cláusula 26 - A criação, alteração ou extinção de TRIBUTOS, após a assinatura deste contrato, quando comprovado seu impacto, implicará na revisão dos montantes pagos pela conexão, a qualquer tempo, para mais ou para menos, a critério da ANEEL. Cláusula 27 - Não ensejarão a revisão dos preços previstos neste Capítulo a aplicação de penalidades ou sanções pecuniárias em virtude de descumprimento de EXIGÊNCIA LEGAL. T Í T U L O V Caso Fortuito e Força Maior Cláusula 28 - Caso alguma das PARTES não possa cumprir qualquer de suas obrigações por motivo de força maior ou caso fortuito, o presente CONTRATO 13.

14 permanecerá em vigor, mas a obrigação afetada ficará suspensa por tempo igual ao de duração do evento e proporcionalmente aos seus efeitos. Parágrafo Primeiro - São eventos de força maior ou caso fortuito todos aqueles que não estejam dentro do razoável controle da parte atingida e que não decorram de falhas dessa mesma parte, excluídas as greves dos empregados das PARTES ou de seus subcontratados, e que cumulativamente: a) acarretem a indisponibilidade, total ou parcial da conexão, inclusive pela impossibilidade de interconexão com a DISTRIBUIDORA; e b) que o prazo de duração da indisponibilidade mencionada na alínea precedente seja superior a 01 (mês) desde o seu início. Parágrafo Segundo - O disposto nesta Cláusula somente se aplicará se, cumulativamente: a) a PARTE atingida pelo evento de força maior ou caso fortuito dê notícia à outra, tão logo quanto possível diante das circunstâncias do evento, detalhando sua natureza, a expectativa de tempo para que possa cumprir a obrigação atingida e outras informações que sejam pertinentes, além de regularmente renovar as mesmas informações; b) a suspensão do cumprimento da obrigação seja compatível com os efeitos do evento de força maior ou caso fortuito ocorrido, e não se estenda além da duração dos efeitos deste; c) nenhuma outra obrigação de qualquer das PARTES, vencida anteriormente ao evento de força maior ou caso fortuito, deixe de ser cumprida ao pretexto desse evento; e d) a PARTE atingida pelo evento de força maior ou caso fortuito empregue seus melhores esforços para solucionar a situação e cumprir sua obrigação. Cláusula 29 - Não constituirão eventos de força maior ou caso fortuito, em quaisquer circunstâncias e quaisquer que sejam suas causas, dificuldades econômicas ou financeiras de qualquer das PARTES. 14.

15 Cláusula 30 - Nenhum pagamento devido antes da ocorrência do evento de força maior ou caso fortuito será suspenso pela ocorrência do evento. T Í T U L O VI Irrevogabilidade Cláusula 31 Este CONTRATO é celebrado em caráter irrevogável pelo prazo de vigência citado na Cláusula 5 a acima, observado o disposto na Lei 9648/98 e o que dispuser a ANEEL. T Í T U L O V II Responsabilidades das PARTES Capítulo 1 Atraso de Pagamento e Desrespeito ao CONTRATO Cláusula 32 - Acordam as PARTES que: a) pelo atraso no pagamento ou nas garantias previstas nas Cláusulas 13 a 17 e 21, respectivamente, deste CONTRATO, a DISTRIBUIDORA ficará sujeita exclusivamente a execução das garantias acordadas; e b) pelo descumprimento de sua obrigação de colocar à disposição a conexão ao SISTEMA DE TRANSMISSÃO ou pelo descumprimento das regras pertinentes à operação e despacho, a TRANSMISSORA sujeitar-se-á às penalidades e/ou encargos, conforme o caso, previstas nas regras do GCOI e posteriormente nos PROCEDIMENTOS DE REDE quando concluídos. c) o atraso nos prazos acordados entre as Partes para colocação em serviço de novos ativos de conexão, implicará no pagamento de multa de Hum por cento (1%) sobre o valor 15.

16 destes ativos, para cada mês de atraso, sem prejuízo do item b, acima. Cláusula 33 - O término deste CONTRATO não afetará quaisquer direitos ou obrigações anteriores a tal evento e não afetará obrigações ou direitos de qualquer das PARTES, ainda que seu exercício ou cumprimento se dê após a sua ocorrência. Cláusula 34 - Nenhuma das PARTES será responsabilizada perante a outra por quaisquer perdas ou danos decorrentes da violação deste CONTRATO por aquela PARTE. Capítulo 2 - Confidencialidade Cláusula 35 - Cada PARTE concorda que todas as informações e dados disponibilizados à outra PARTE serão considerados confidenciais pela outra PARTE conforme preceitua este CONTRATO e não divulgará tais informações para terceiros sem que a outra PARTE, a priori, aprove por escrito, sabendo-se que : a) esta Cláusula não se aplicará a informações que estiverem no domínio público; b) uma PARTE pode fornecer informações de acordo com uma EXIGÊNCIA LEGAL; e c) esta Cláusula não eximirá a DISTRIBUIDORA ou TRANSMISSORA do fornecimento de qualquer informação à ADMINISTRADORA ou à ANEEL, requeridas em conformidade com as regras do GCOI e posteriormente com os PROCEDIMENTOS DE REDE. T Í T U L O V I I I Da Solução de Controvérsias 16.

17 Cláusula 36 - Uma controvérsia se inicia com a notificação de uma PARTE à outra parte. Cláusula 37 - Nos 7 (sete) dias subsequentes à notificação, as PARTES tentarão de boa fé solucionar a controvérsia. Cláusula 38 - Não sendo solucionada a controvérsia entre as PARTES nos termos da Cláusula 37, nos 10 (dez) dias úteis subsequentes, as PARTES deverão, de comum acordo, escolher 2 (dois) Especialistas, de notório saber e não integrantes direta ou indiretamente do quadro de pessoal das PARTES, a quem encaminharão a controvérsia para emissão de Parecer. Parágrafo Único - Os custos incorridos com os ESPECIALISTAS indicados de comum acordo pelas PARTES deverão ser igualmente divididos entre as PARTES, e cada uma das PARTES deve arcar com os próprios custos incorridos para a produção de seus respectivos documentos que tenham sido submetidos aos ESPECIALISTAS. Cláusula 39 - Os especialistas terão 30 (trinta) dias, prorrogáveis por igual período mediante sua solicitação e a concordância das PARTES, para elaborar o Parecer contendo subsídios para a solução da controvérsia. Parágrafo Primeiro - As PARTES se comprometem a disponibilizar todas informações, dados, documentos relativos à controvérsia aos especialistas, Parágrafo Segundo - As informações serão consideradas confidenciais e não poderão compor outros processos ou controvérsias. Cláusula 40 - Recebido o Parecer, as PARTES terão 5 (cinco) dias úteis para analisa-lo e resolver a controvérsia. Cláusula 41 - Não sendo indicados os Especialistas nos termos da Cláusula 38 ou não sendo resolvida a controvérsia nos termos da Cláusula 40, as PARTES concordam em se reunir dentro de 7 (sete) dias úteis, na cidade de ou em qualquer outro lugar que venha a ser concordado pelas PARTES, para buscar a solução definitiva da controvérsia. Nestas reuniões as PARTES serão representadas por um de seus diretores. 17.

18 Cláusula 42 - Caso as PARTES não cheguem a um acordo após o período de reuniões estipulado na Cláusula 41, a controvérsia deverá ser submetida à ANEEL, como instância administrativa final, acompanhada de toda documentação e informação envolvendo a controvérsia, à qual compete dirimir questões deste CONTRATO, de qualquer tipo e natureza. T Í T U L O VIII Declarações e Garantias Cláusula 43 - A TRANSMISSORA e a DISTRIBUIDORA, individualmente, comprometem-se perante a outra a obter e manter, durante todo o PRAZO DO CONTRATO, todas as APROVAÇÕES exigidas de cada uma delas para o desempenho de suas obrigações sob este CONTRATO e a atender às EXIGÊNCIAS LEGAIS. Cláusula 44 - A TRANSMISSORA e a DISTRIBUIDORA, individualmente, declaram e garantem, uma à outra, que: a) cada uma é sociedade anônima devidamente organizada e existente de acordo com as leis brasileiras e que tem todo o poder e autoridade legal para celebrar este CONTRATO e cumprir seus termos, condições e disposições; b) este CONTRATO constitui uma obrigação válida, legal e vinculante, exeqüível de acordo com seus termos; c) não há ações, processos ou procedimentos pendentes, nem, tanto quanto seja do seu conhecimento, iminentes, contra si ou com efeito sobre si, em qualquer tribunal ou entidade administrativa ou tribunal arbitral que possa afetar, de modo substancialmente adverso, sua capacidade de cumprir e desempenhar suas obrigações sob este CONTRATO. T Í T U L O IX Generalidades 18.

19 Cláusula 45 - É vedada a cessão de direitos ou obrigações derivados deste CONTRATO sem o prévio consentimento escrito da outra PARTE e da ANEEL. Cláusula 46 - Este CONTRATO não poderá ser alterado, nem poderá haver renúncia a suas disposições, exceto por meio de aditamento por escrito assinado pelas PARTES, observando o disposto na legislação aplicável. Cláusula 47 - Nenhum atraso ou tolerância por qualquer das PARTES relativos ao exercício de qualquer direito, poder, privilégio ou recurso sob este CONTRATO será tido como passível de prejudicar tal direito, poder, privilégio ou recurso, nem será interpretado com renúncia dos mesmos. Cláusula 48 - Exceto pelas comunicações feitas de acordo com as NORMAS DO GCOI, qualquer aviso ou outra comunicação de uma PARTE à outra a respeito deste CONTRATO, será feita por escrito e poderá ser entregue ou enviada por correio registrado, fax ou meio eletrônico, em qualquer caso com prova do seu recebimento, ao endereço e em atenção dos representantes legais indicados no intróito deste CONTRATO determinada por meio de aviso feito de acordo com esta Cláusula. Cláusula 49 - Se, por qualquer motivo, quaisquer das disposições deste CONTRATO seja, venha a tornar-se ou seja declarada inválida, ilegal ou inexeqüível por qualquer tribunal competente, as PARTES negociarão de boa fé para acordar sobre disposições que as substituam e que não sejam inválidas, ilegais ou inexeqüíveis e que mantenham, tanto quanto possível, em todas as circunstâncias, o equilíbrio dos interesses comerciais das PARTES. Cláusula 50 - Este CONTRATO contém ou faz referência expressa à integralidade do entendimento entre as PARTES com respeito ao seu objeto e expressamente exclui qualquer garantia, condição ou outro comprometimento implícito, em virtude de lei ou de costumes, e supera todos os acordos e entendimentos anteriores entre as PARTES com respeito ao seu objeto; cada uma das PARTES reconhece e confirma que não celebra este CONTRATO fiando-se em qualquer declaração, garantia ou outro comprometimento da outra PARTE que não esteja plenamente refletido nas diposições deste CONTRATO. Cláusula 51 - O presente CONTRATO deverá ser apresentado pela TRANSMISSORA à ANEEL, e ao GCOI, no prazo máximo de 05 (cinco) dias a contar desta data, assim como seus aditamentos ou alterações. 19.

20 Cláusula 52 - Este CONTRATO será regido e interpretado, em todos os seus aspectos, de acordo com as leis brasileiras. Cláusula 53 Fica eleito o FORO DA COMARCA de para dirimir qualquer dúvida ou questão decorrente deste CONTRATO, com expressa renúncia de qualquer outro por mais privilegiado que seja. E, POR ESTAREM ASSIM JUSTAS E CONTRATADAS, AS PARTES CELEBRAM O PRESENTE INSTRUMENTO EM 03 (TRÊS) VIAS DE IGUAL TEOR, NA PRESENÇA DAS DUAS TESTEMUNHAS ABAIXO ASSINADAS. Florianópolis, SC, de de TRANSMISSORA [CENTRAIS ELETRICAS DO SUL DO BRASIL S.A. ELETROSUL] [Nomes:] [Cargos:] DISTRIBUIDORA Testemunhas: [CENTRAIS ELÉTRICAS DE SANTA CATARINA S.A. CELESC] [Nomes:] [Cargos:] [Nome:] [RG/CPF:] 20.

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO 1. T Í T U L O I ÍNDICE Das Definições e Premissas Aplicáveis ao Presente CONTRATO TÍ T U L O I I Do Objeto e Do Prazo de Vigência Capítulo I - Do Objeto Capítulo

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE,

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, COM PARTICIPAÇÃO FINANCEIRA DO CLIENTE, QUE ENTRE SI CELEBRAM, LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A, DE UM LADO, E XXXXXXXXX, DE OUTRO LADO. LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE

Leia mais

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011 CONTROLE DE VERSÃO EILD PADRÃO BRASIL TELECOM S.A. ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2011 1. Alterações realizadas no corpo do contrato: Alteradas as qualificações da CONTRATADA e CONTRATANTE O Anexo

Leia mais

MODELO CONTRATO DE USO FLEXÍVEL DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: Minuta CUST F Modelo 22nov13-ComMarcasRevisão.docx

MODELO CONTRATO DE USO FLEXÍVEL DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: Minuta CUST F Modelo 22nov13-ComMarcasRevisão.docx MODELO CONTRATO DE USO FLEXÍVEL DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO Arquivo: Minuta -ComMarcasRevisão.docx Motivo: Atendimento à Resolução 399/10- Contratação do Uso do Sistema de Transmissão Modelo aplicado a:

Leia mais

TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA LEILÃO ACL Nº 02/2015 ANEXO V MINUTA DO TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA TERMO DE AJUSTE DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CHESF X EMPRESA. TACVEE XXX / 2015 TERMO DE AJUSTE DE

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS DA CEG 1.º PARTES a) CEG: COMPANHIA DISTRIBUIDORA DE

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SCM Contrato que entre si celebram Edmilson de Lima Araújo - ME, inscrito no CNPJ sob o nº 00552496/0001-06, Inscrição Estadual 24837800-7, situado a Av. Dr. Jayme Carneiro Lopes

Leia mais

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO - CGTEE Nº 002/2014 OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO CGTEE Nº 002/2014 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS [PREENCHER], empresa estabelecida em [preencher cidade, estado, logradouro], inscrita no CNPJ sob o número [preencher], neste ato representada na forma de seu contrato

Leia mais

CONTRATO MÁSTER DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO MÁSTER DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO MÁSTER DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Considerando que: a. a DELL COMPUTADORES DO BRASIL LTDA. fabrica e comercializa produtos de informática e soluções de tecnologia de informação (doravante denominados

Leia mais

Leilão de Venda de Energia Elétrica ANEXO III DAS DEFINIÇÕES

Leilão de Venda de Energia Elétrica ANEXO III DAS DEFINIÇÕES EDITAL Nº: 25/2015_lp AGENTES Leilão de Venda de Energia Elétrica ANEXO III DAS DEFINIÇÕES Objetivando o perfeito entendimento e a precisão da terminologia técnica empregada no EDITAL 25/2015_LPe n o CONTRATO,

Leia mais

Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação

Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE CRÉDITOS SEM COOBRIGAÇÃO Por este instrumento, as partes a seguir designadas e qualificadas,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO Pelo presente instrumento particular, as partes, de um lado, VARITUS BRASIL EIRELI, inscrita no CNPJ sob nº

Leia mais

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições:

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições: CONTRATO DE MÚTUO Prelo presente instrumento particular, [O Estudante, pessoa física proponente de empréstimo com determinadas características ( Proposta )], identificado e assinado no presente contrato

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015

EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 EDITAL DE LEILÃO Nº 003/2015 LEILÃO PÚBLICO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BTG PACTUAL COMERCIALIZADORA DE ENERGIA LTDA., pessoa jurídica de direito privado, com sede na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n.º

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PARCERIA COMERCIAL E OUTRAS AVENÇAS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PARCERIA COMERCIAL E OUTRAS AVENÇAS INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PARCERIA COMERCIAL E OUTRAS AVENÇAS LIVRE TELECOM COM. E SERV. EM TELECOMUNICAÇÕES LTDA., sociedade regularmente constituída com sede na Av. Cásper Líbero, 383 8 andar

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES LOCADOR: Obra24horas Soluções Web para Engenharia Ltda., com sede na Rua Formosa, 75 1º andar

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO COMPRA E VENDA DE ENERGIA CONVENCIONAL. Maio/2014

EDITAL DE LEILÃO COMPRA E VENDA DE ENERGIA CONVENCIONAL. Maio/2014 EDITAL DE LEILÃO COMPRA E VENDA DE ENERGIA CONVENCIONAL Maio/2014 A NC ENERGIA S.A., doravante denominado NC, em conformidade com a regulamentação em vigor no Sistema Elétrico Brasileiro e em consonância

Leia mais

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: Modelo CCT - U CCT Modelo 16 Abr03

CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: Modelo CCT - U CCT Modelo 16 Abr03 CONTRATO DE CONEXÃO AO SISTEMA DE TRANSMISSÃO Arquivo: Modelo CCT - U CCT Modelo 16 Abr03 Modelo pós Contratos Iniciais aplicado a Distribuidoras, Geradoras e Consumidores Livres conectados à Rede Básica,

Leia mais

REGULAMENTO APLICÁVEL ÀS LETRAS DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO

REGULAMENTO APLICÁVEL ÀS LETRAS DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO REGULAMENTO APLICÁVEL ÀS LETRAS DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO BANCO CRUZEIRO DO SUL S.A., instituição financeira com sede na Cidade e Estado de São Paulo, na Rua Funchal, nº 418, 7º a 9º andares, Vila Olímpia,

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-14

EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-14 EDITAL DE LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-14 A BRASIL COMERCIALIZADORA DE ENERGIAS S/A (COMPRADORA), com sede na Rua Helena, 260, conjunto 72, CEP 04552-050, Bairro Vila Olímpia, Cidade de

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE VOZ SOBRE PROTOCOLO DE INTERNET VOIP PHONEX

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE VOZ SOBRE PROTOCOLO DE INTERNET VOIP PHONEX CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE VOZ SOBRE PROTOCOLO DE INTERNET VOIP PHONEX São partes deste Contrato: O CLIENTE devidamente qualificado na Proposta Comercial PHONEX parte integrante deste contrato,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CURSO DE FOTOGRAFIA

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CURSO DE FOTOGRAFIA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CURSO DE FOTOGRAFIA Objeto deste contrato: Curso Completo de Fotografia Digital Por este instrumento particular de contrato de um lado AG2 BRASIL LTDA AGENCIA DE PUBLICIDADE,

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA

EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DO LEILÃO 02/2014 LEILÃO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA O LEILÃO DE COMPRA e os procedimentos a ele relativos serão regidos pelas disposições deste EDITAL e seus Anexos. ÍNDICE Capítulo 1 Informações

Leia mais

ANEXO III - Padrão de CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA PARA CONSUMIDOR LIVRE NÃO AGENTE DO MAE

ANEXO III - Padrão de CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA PARA CONSUMIDOR LIVRE NÃO AGENTE DO MAE ANEXO III - Padrão de CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA PARA CONSUMIDOR LIVRE NÃO AGENTE DO MAE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA I. Aplicabilidade Estas Condições Gerais serão aplicáveis a todas as vendas efetuadas pela Nefab e suas afiliadas (VENDEDOR) aos seus clientes (COMPRADOR). Desvios destas Condições

Leia mais

CONTRATO INICIAL CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA. Pelo presente instrumento que entre si fazem:

CONTRATO INICIAL CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA. Pelo presente instrumento que entre si fazem: CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA Pelo presente instrumento que entre si fazem: I - De um lado e doravante denominada simplesmente VENDEDORA, CENTRAIS GERADORAS DO SUL DO BRASIL S.A., produtora

Leia mais

MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO ANCILAR - GERAÇÃO. Arquivo: Cpsa padrão- Geradoras epies - jul12.docx

MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO ANCILAR - GERAÇÃO. Arquivo: Cpsa padrão- Geradoras epies - jul12.docx MODELO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO ANCILAR - GERAÇÃO Arquivo: Cpsa padrão- Geradoras epies - jul12.docx Motivo: Alterações das cláusulas referentes à Manutenção (conformidade com os PR) Nos casos

Leia mais

ANEXO II ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE

ANEXO II ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE ANEXO II ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE TELEFONICA BRASIL S.A, com sede à Rua Martiniano de Carvalho, nº. 851, na cidade de São Paulo, inscrita no CNPJ/MF sob nº. 02.558.157/0001-62, neste ato representada

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_02-15

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_02-15 EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_02-15 A BRASIL COMERCIALIZADORA DE ENERGIAS LTDA (VENDEDORA), com sede na Rua Helena, 260, conjunto 72, CEP 04552-050, Bairro Vila Olímpia, Cidade de São

Leia mais

1. Alterar os itens 1.3, 1.3.1, 1.5 e 1.5.1 e acrescentar item 1.3.2 da Cláusula Primeira do Contrato, com a seguinte redação:

1. Alterar os itens 1.3, 1.3.1, 1.5 e 1.5.1 e acrescentar item 1.3.2 da Cláusula Primeira do Contrato, com a seguinte redação: PRIMEIRO ADITIVO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E FORNECIMENTO DE INFRA-ESTRUTURA DE ACESSO A SERVIÇOS INTERNET DE BANDA ESTREITA DIAL PROVIDER Pelo presente instrumento particular, de um lado, na

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA SPIROL SOLUÇÕES EM FIXAÇÃO LTDA

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA SPIROL SOLUÇÕES EM FIXAÇÃO LTDA TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA SPIROL SOLUÇÕES EM FIXAÇÃO LTDA Os Termos e Condições Gerais de Venda definidos abaixo e a Confirmação de Pedido enviada por SPIROL SOLUÇÕES EM FIXAÇÃO LTDA., sociedade

Leia mais

Termo Aditivo ao Contrato de Abertura, Movimentação e Manutenção de Conta de Depósito à Vista Adesão a Serviços de Liquidação Cetip

Termo Aditivo ao Contrato de Abertura, Movimentação e Manutenção de Conta de Depósito à Vista Adesão a Serviços de Liquidação Cetip Termo Aditivo ao Contrato de Abertura, Movimentação e Manutenção de Conta de Depósito à Vista Adesão a Serviços de Liquidação Cetip CONTA CORRENTE (uso exclusivo do banco) Razão Social do Titular Endereço

Leia mais

ANEXO III TRANSAÇÕES SEM CARTÃO PRESENTE

ANEXO III TRANSAÇÕES SEM CARTÃO PRESENTE ANEXO III TRANSAÇÕES SEM CARTÃO PRESENTE O presente Anexo III faz parte integrante do Contrato de Credenciamento ao Sistema Elavon ( CONTRATO ) registrado no 5º Oficial de Registro de Títulos e Documentos

Leia mais

MODELO CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: CUST Modelo 25mai10.doc

MODELO CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO. Arquivo: CUST Modelo 25mai10.doc MODELO CONTRATO DE USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO Arquivo: Motivo: Adequação à Resolução 399/10 - Contratação do Uso do Sistema de Transmissão Modelo aplicado a: Distribuidores conectados à Rede Básica;

Leia mais

h) CADASTRO Documento formal ao qual a EMPRESA CREDENCIADA adere ao PROGRAMA MAXXIMO FIDELIDADE nas condições do presente contrato.

h) CADASTRO Documento formal ao qual a EMPRESA CREDENCIADA adere ao PROGRAMA MAXXIMO FIDELIDADE nas condições do presente contrato. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GESTÃO DE PROGRAMA DE FIDELIDADE inscrita no CNPJ/MF sob o n. 09.016.557/0001-95, com sede na Rua Dr. Sodré 122 Sala 53, Vila Nova Conceição, São Paulo SP - CEP: 04535-110,

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇAO E SUPORTE TECNICO E OUTRAS AVENÇAS Nº /

CONTRATO DE MANUTENÇAO E SUPORTE TECNICO E OUTRAS AVENÇAS Nº / CONTRATO DE MANUTENÇAO E SUPORTE TECNICO E OUTRAS AVENÇAS Nº / Pelo presente instrumento e na melhor forma de direito, de um lado, (Nome da empresa CONTRATANTE), pessoa jurídica de direito privado com

Leia mais

*ESTE CONTRATO ESTÁ REGISTRADO NO 9O. OFICIAL DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE SÃO PAULO SOBRE O NÚMERO 793973.

*ESTE CONTRATO ESTÁ REGISTRADO NO 9O. OFICIAL DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE SÃO PAULO SOBRE O NÚMERO 793973. *ESTE CONTRATO ESTÁ REGISTRADO NO 9O. OFICIAL DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE SÃO PAULO SOBRE O NÚMERO 793973. CONTRATO DE LOCAÇÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO DE BEM MÓVEL Contrato

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA ESTRUTRA E DE TELEFONIA.

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA ESTRUTRA E DE TELEFONIA. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRA ESTRUTRA E DE TELEFONIA. Pelo presente instrumento particular de Contrato de Prestação de Serviços de Telefonia (doravante designado simplesmente Contrato ) o

Leia mais

CONTRATO DE MÚTUO. Assistido é o Participante ou seus beneficiários em gozo de Benefício de prestação continuada.

CONTRATO DE MÚTUO. Assistido é o Participante ou seus beneficiários em gozo de Benefício de prestação continuada. Página 1 de 7 CONTRATO DE MÚTUO Cláusulas e Condições Gerais do Contrato de Mútuo que entre si fazem a Fundação Vale do Rio Doce de Seguridade Social - VALIA e seus Participantes. Fundação Vale do Rio

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TRANS-MUX (EXPLORAÇÃO INDUSTRIAL DE LINHA DEDICADA EILD) ANEXO 3 TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TRANS-MUX (EXPLORAÇÃO INDUSTRIAL DE LINHA DEDICADA EILD) ANEXO 3 TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO TRANS-MUX (EXPLORAÇÃO INDUSTRIAL DE LINHA DEDICADA EILD) ANEXO 3 TERMO DE COMPROMISSO DE CONFIDENCIALIDADE 1. OBJETIVO Este Anexo ao Contrato de Prestação de Serviço TRANS-MUX

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA Capítulo I Da Finalidade Artigo 1 - O presente Regulamento de Empréstimo Pessoal, doravante denominado Regulamento, tem por finalidade definir normas

Leia mais

(NOME DO PROVEDOR), (QUALIFICAÇÃO DO PROVEDOR), doravante denominada simplesmente PROVEDOR.

(NOME DO PROVEDOR), (QUALIFICAÇÃO DO PROVEDOR), doravante denominada simplesmente PROVEDOR. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE BILHETAGEM E VALORAÇÃO DE CHAMADAS PARA INTERNET, ATENDIMENTO À CLIENTES E LANÇAMENTO DE CRÉDITO EM CONTA TELEFÔNICA, firmado entre TELEMAR NORTE LESTE S/A de um lado

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO

CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO CONFIANET CERTIFICAÇÕES S.A. INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LICENCIAMENTO DE USO DE SOFTWARE DE CERTIFICAÇÃO DE QUALIDADE COMERCIAL CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO O presente instrumento faz parte

Leia mais

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2012

ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2012 CONTROLE DE VERSÃO SERVIÇO 102 - SMP TELEMAR NORTE LESTE S.A E OI S.A. ALTERAÇÕES DA MINUTA REVISADA EM MARÇO/2012 1. ALTERAÇÕES REALIZADAS NO CORPO DO CONTRATO: Alteração da redação do item CLÁUSULA QUINTA

Leia mais

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 002_2014 COPEN COMPANHIA DE PETRÓLEO E ENERGIA S/A

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 002_2014 COPEN COMPANHIA DE PETRÓLEO E ENERGIA S/A EDITAL DE OFERTA PÚBLICA PARA COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL 002_2014 COPEN COMPANHIA DE PETRÓLEO E ENERGIA S/A A oferta pública ( OFERTA PÚBLICA ou leilão ) e os procedimentos a ela relativos

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA Pelo presente instrumento particular, a A.TELECOM S.A. inscrita no CNPJ/MF sob o nº 03.498.897/0001-13, com sede na Alameda Campinas, 1070

Leia mais

ANEXO 5 TERMO DE CONSTITUIÇÃO DE CONSÓRCIO

ANEXO 5 TERMO DE CONSTITUIÇÃO DE CONSÓRCIO ANEXO 5 TERMO DE CONSTITUIÇÃO DE CONSÓRCIO Termo de Constituição de Consórcio 1 As Partes: A empresa (Nome da Empresa)..., com sede na cidade de..., (Endereço)..., com CNPJ n o..., Inscrição Estadual...,

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA JURÍDICA DA DIREÇÃO-GERAL

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA JURÍDICA DA DIREÇÃO-GERAL CONTRATO DE SERVIÇO PARA EMOLUÇÃO DE TERMINAL EM MICROCOMPUTADOR E ENDEREÇAMENTO DE IMPRESSORA, CONECTADOS EM REDE LOCAL EML PROCESSO N.º 3920-09.00/13-2 CONTRATO AJDG 134/2013 DRC-265/2013 O ESTADO DO

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, as partes abaixo identificadas (i), registrada na Junta Comercial do Estado de sob o nº, inscrita no

Leia mais

CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA

CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA TENDENCIA COD CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA Pelo presente instrumento particular, de um lado TENDÊNCIA INFORMAÇÕES E SISTEMAS LTDA., com sede na Rua São Jorge, 103,

Leia mais

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL Nº DA CÉDULA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) (S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL RENAVAN CHASSI PLACA NOTA FISCAL (CASO VEÍCULO

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ATÍLIO VIVÁCQUA Estado do Espírito Santo

CÂMARA MUNICIPAL DE ATÍLIO VIVÁCQUA Estado do Espírito Santo CÂMARA MUNICIPAL DE ATÍLIO VIVÁCQUA ES. CONTRATO Nº. 001/2014. PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO Nº. 018/2013. Contrato de Prestação de Serviços que celebram a CÂMARA MUNICIPAL DE ATÍLIO VIVÁCQUA e ESSENCIALNET

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM E VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM E VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA INCENTIVADA, QUE ENTRE SI CELEBRAM E VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE ENERGIA S.A Pelo presente Instrumento: De um lado, VENTOS POTIGUARES COMERCIALIZADORA DE

Leia mais

TERMO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE ESPAÇO VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE MARCA, PRODUTOS E/OU SERVIÇOS

TERMO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE ESPAÇO VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE MARCA, PRODUTOS E/OU SERVIÇOS TERMO DE DISPONIBILIZAÇÃO DE ESPAÇO VIRTUAL PARA DIVULGAÇÃO DE MARCA, PRODUTOS E/OU SERVIÇOS Pelo presente Termo, em que são partes, de um lado SHAPE.I e, de outro, PARCEIRO, regularmente cadastrado em

Leia mais

h) TERMO DE ADESÃO Documento formal ao qual a EMPRESA CREDENCIADA adere ao PROGRAMA MAXXIMO FIDELIDADE nas condições do presente contrato.

h) TERMO DE ADESÃO Documento formal ao qual a EMPRESA CREDENCIADA adere ao PROGRAMA MAXXIMO FIDELIDADE nas condições do presente contrato. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GESTÃO DE PROGRAMA DE FIDELIDADE inscrita no CNPJ/MF sob o n. 09.016.557/0001-95, com sede na Rua Dr. Sodré 122 Sala 53, Vila Nova Conceição, São Paulo SP - CEP: 04535-110,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL CNPJ: 74.267.170/0001-73 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº:

CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL CNPJ: 74.267.170/0001-73 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM102T7 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: II GLOSSÁRIO

Leia mais

ANEXO 1 CLÀUSULAS NEGOCIADAS

ANEXO 1 CLÀUSULAS NEGOCIADAS ANEXO 1 CLÀUSULAS NEGOCIADAS CLÁUSULA OITAVA - SIGILO E CONFIDENCIALIDADE 8.1 - Cada Partícipe se compromete em manter sigilo sobre as informações trocadas e geradas durante a execução das atividades do

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP MULTISORTE PM24P - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 041/08 Processo nº 31.744/08 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE EQUIPAMENTOS PARA SISTEMA

Leia mais

B - Programa de Inclusão, Capacitação para Filhos, Dependentes Legais e Estudantes

B - Programa de Inclusão, Capacitação para Filhos, Dependentes Legais e Estudantes Bolsas de estudo A - Programa de Capacitação do PROFESSOR/AUXILIAR Todo PROFESSOR/AUXILIAR tem direito a bolsa de estudo integral, incluindo matrícula, em cursos de graduação, sequenciais e pós-graduação

Leia mais

CONTRATO PARA A GESTÃO DE CURSOS DE LINGUA ITALIANA DO ISTITUTO ITALIANO DI CULTURA DI SAN PAOLO

CONTRATO PARA A GESTÃO DE CURSOS DE LINGUA ITALIANA DO ISTITUTO ITALIANO DI CULTURA DI SAN PAOLO 1 CONTRATO PARA A GESTÃO DE CURSOS DE LINGUA ITALIANA DO ISTITUTO ITALIANO DI CULTURA DI SAN PAOLO (A) Istituto Italiano di Cultura di San Paolo, com sede na Av. Higienópolis, 436 São Paulo SP, CEP 01238-000,

Leia mais

CAPÍTULO I OBJETO E ÁREA DE PRESTAÇÃO

CAPÍTULO I OBJETO E ÁREA DE PRESTAÇÃO TERMO DE AUTORIZAÇÃO Nº 33/2015/ORLE/SOR ANATEL TERMO DE AUTORIZAÇÃO PARA EXPLORAÇÃO DO SERVIÇO DE ACESSO CONDICIONADO, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL E OXMAN TECNOLOGIA

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇÃO E SUPORTE TÉCNICO PROCESSO N.º 567-09.00/14-2

CONTRATO DE MANUTENÇÃO E SUPORTE TÉCNICO PROCESSO N.º 567-09.00/14-2 CONTRATO DE MANUTENÇÃO E SUPORTE TÉCNICO PROCESSO N.º 567-09.00/14-2 CONTRATO AJDG N.º 011/2014 O ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, por intermédio da PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA, órgão administrativo do MINISTÉRIO

Leia mais

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DO MVP WEB

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DO MVP WEB CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DO MVP WEB Contrato de Prestação de Serviços que entre si fazem {{customer_full_name}}, com registro no {{customer_document_kind}} sob o n {{customer_document_number}}, com

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE VEICULAÇÃO DE ANUNCIOS PUBLICITÁRIOS

TERMOS E CONDIÇÕES DE VEICULAÇÃO DE ANUNCIOS PUBLICITÁRIOS TERMOS E CONDIÇÕES DE VEICULAÇÃO DE ANUNCIOS PUBLICITÁRIOS 1. CONDIÇÕES 1.1. Rede Paraná Notícias Ltda(aRede) é proprietário de uma estrutura de serviços relacionados à Internet, os quais envolvem o fornecimento,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 Din Din Copa Santander Libertadores MODALIDADE:

Leia mais

Câmara Municipal de Jacutinga Estância Hidromineral

Câmara Municipal de Jacutinga Estância Hidromineral CONTRATO N.º 006/2015 PROCESSO N.º 008/2015 DISPENSA N.º 005/2015 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE IMPLANTAÇÃO DO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA NA INTERNET QUE CELEBRAM A CÂMARA MUNICIPAL DE JACUTINGA E

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO NA MODALIDADE LOCAL PLANOS DE SERVIÇO CLARO FIXO.

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO NA MODALIDADE LOCAL PLANOS DE SERVIÇO CLARO FIXO. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO NA MODALIDADE LOCAL PLANOS DE SERVIÇO CLARO FIXO. Objeto O objeto do presente Contrato é a prestação, pela EMBRATEL, do Serviço Telefônico Fixo

Leia mais

a seguir denominadas individualmente de Parte e em conjunto de Partes.

a seguir denominadas individualmente de Parte e em conjunto de Partes. TERMO DE COMPROMISSO CELEBRADO ENTRE A EMPRESA TELECOMUNCIAÇÕES LTDA E A TELEFÔNICA BRASIL S.A. TELEFÔNICA EMPRESA., inscrita no CNPJ sob o nº 00.000.000/0001-91, com sede na Rua YYY,, n nn, na cidade

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS A DISTÂNCIA E TERMOS DE USO DE CURSOS ON-LINE

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS A DISTÂNCIA E TERMOS DE USO DE CURSOS ON-LINE TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS A DISTÂNCIA E TERMOS DE USO DE CURSOS ON-LINE CONTRATADA: FUNDAÇÃO ESCOLA NACIONAL DE SEGUROS FUNENSEG, pessoa jurídica de direito privado,

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Serviço Nacional de Aprendizagem Rural REGULAMENTO DOS PROCEDIMENTOS PARA CELEBRAÇÃO DE TERMOS DE COOPERAÇÃO Estabelece diretrizes, normas e procedimentos para celebração, execução e prestação de contas

Leia mais

CONVÊNIO Nº 004/2011-TJAP

CONVÊNIO Nº 004/2011-TJAP CONVÊNIO Nº 004/2011-TJAP CONVÊNIO DE PARCERIA PARA CONSIGNAÇÃO EM FOLHA DE PAGAMENTO QUE ENTRE SI CELEBRAM O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAPÁ E O BANCO GERADOR S.A. O, com sede em Macapá, Capital

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-15

EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-15 EDITAL DE LEILÃO DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA BRC_03-15 A BRASIL COMERCIALIZADORA DE ENERGIAS LTDA (VENDEDORA), com sede na Rua Helena, 260, conjunto 72, CEP 04552-050, Bairro Vila Olímpia, Cidade de São

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 Página 1 de 7 CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: HSBC Empresa de Capitalização (Brasil) S.A. CNPJ: 33.425.075/0001-73 TC CASH 36 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

O mútuo, objeto deste contrato, será concedido conforme condições que se seguem:

O mútuo, objeto deste contrato, será concedido conforme condições que se seguem: SÃO PARTES DESTE CONTRATO: CONTRATO DE EMPRÉSTIMO FUNCEF NA MODALIDADE DE CREDINÂMICO FUNCEF 13º SALÁRIO QUE ENTRE SI FAZEM AS PARTES ABAIXO IDENTIFICADAS, NAS CONDIÇÕES QUE SE SEGUEM: A FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO

TERMO DE COMPROMISSO TERMO DE COMPROMISSO Pelo presente instrumento, de um lado Nicolai Coelho Consultoria em Comunicação LTDA, com sede na Rua Texas, 635, Brooklin, São Paulo - SP, inscrita no CNPJ sob o nº 10.825.469/0001-13,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES

INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES INSTRUMENTO PARTICULAR DE EMPRÉSTIMO DE AÇÕES Pelo presente instrumento particular, as Partes : (a) BANCO CITIBANK S.A., instituição financeira com sede na Avenida Paulista, n.º 1.111, 2º andar parte,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 60/60 A - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES,

denominadas individualmente PARTE e, quando em conjunto, PARTES, Pelo presente Instrumento: CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE, QUE ENTRE SI CELEBRAM Digite o nome do Comprador E Digite o nome do Vendedor. De um lado, Nome do Comprador, empresa

Leia mais

EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS CUMULADO COM CORRESPONDENTE DE MICROSSEGUROS SEGUROS

EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS CUMULADO COM CORRESPONDENTE DE MICROSSEGUROS SEGUROS EXTRATO DO CONTRATO DE REPRESENTANTE DE SEGUROS CUMULADO COM CORRESPONDENTE DE MICROSSEGUROS SEGUROS TOKIO MARINE SEGURADORA S.A., inscrita no CNPJ sob o número 33.164.021/0001-00 pessoa jurídica de direito

Leia mais

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR CCEAR Nº / 08 PRODUTO 2008/2012

CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR CCEAR Nº / 08 PRODUTO 2008/2012 CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO - CCEAR CCEAR Nº / 08 PRODUTO 2008/2012 CONTRATO DE COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE REGULADO CCEAR, NA MODALIDADE QUANTIDADE

Leia mais

ANEXO 3 CONDIÇÕES DE COMPARTILHAMENTO DE INFRA-ESTRUTURA PARA INTERCONEXÃO

ANEXO 3 CONDIÇÕES DE COMPARTILHAMENTO DE INFRA-ESTRUTURA PARA INTERCONEXÃO ANEXO 3 CONDIÇÕES DE COMPARTILHAMENTO DE INFRA-ESTRUTURA PARA INTERCONEXÃO 1. CLÁUSULA PRIMEIRA - CONDIÇÕES GERAIS 1.1. A PARTE proprietária dos itens de infra-estrutura cedidos e a PARTE a qual será feita

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO:

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.001039/2009-04

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 019/08 Processo nº 5935/0/ Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE TERMINAIS DE AUTO ATENDIMENTO Pelo

Leia mais

MODELO DO CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA

MODELO DO CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA São partes no presente instrumento, de um lado, (i) o usuário dos serviços de telecomunicações da Brasil Telecom S.A., doravante individualmente

Leia mais

CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA

CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL, entidade fechada de previdência complementar, com sede na Praia de Botafogo, nº

Leia mais

Contrato de Prestação de Serviços De Desenvolvimento de Site

Contrato de Prestação de Serviços De Desenvolvimento de Site Contrato de Prestação de Serviços De Desenvolvimento de Site DEFINIÇÃO: Esse contrato visa documentar a proposta de prestação de serviços, apresentada pela CONTRATADA e aceita previamente pela CONTRATANTE,

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA COM CESSÃO E TRANSFERÊNCIA DE QUOTAS DE SOCIEDADE POR QUOTAS DE RESPONSABILIDADE LIMITADA

CONTRATO DE COMPRA E VENDA COM CESSÃO E TRANSFERÊNCIA DE QUOTAS DE SOCIEDADE POR QUOTAS DE RESPONSABILIDADE LIMITADA 1 CONTRATO DE COMPRA E VENDA COM CESSÃO E TRANSFERÊNCIA DE QUOTAS DE SOCIEDADE POR QUOTAS DE RESPONSABILIDADE LIMITADA I PARTES: a) Sócia 2, doravante denominada simplesmente PROMITENTE VENDEDOR CEDENTE;

Leia mais

Termos e Condições do Participante (Versão 1.0)

Termos e Condições do Participante (Versão 1.0) (Versão 1.0) 1. O presente instrumento estabelece os da Plataforma da BVRio (os ), aplicáveis para o acesso à plataforma eletrônica da BVRio (a Plataforma ) e às funcionalidades que forem disponibilizadas

Leia mais

CONTRATO DE VEICULAÇÃO PUBLICITÁRIA

CONTRATO DE VEICULAÇÃO PUBLICITÁRIA ffwd D I G I T A L Kikuchi & Kikuchi Ltda. R. Mário Mourão 88 São Benedito - Poços de Caldas/MG CNPJ 02.763.780/0001-57 Insc.Estadual: isento english tv comunicação digital via internet CONTRATO DE VEICULAÇÃO

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO COMERCIAL

ACORDO DE COOPERAÇÃO COMERCIAL ACORDO DE COOPERAÇÃO COMERCIAL ATELECOM S.A., inscrita no CNPJ/MF sob nº 03.498.897/0001-13, com sua sede social sita na Rua do Rócio, 291-2 andar, Vila Olímpia, São Paulo / SP, doravante denominada ATELECOM

Leia mais

CONTRATO DE LICENÇA DE USO MENSAL E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE LICENÇA DE USO MENSAL E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE LICENÇA DE USO MENSAL E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS JLR SERVIÇOS DE ATENDIMENTO E ORGANIZAÇÃO DE DOCUMENTOS LTDA, com sede a Rua Dona Elisa Fláquer, nº 70-13 º andar - sala 134, Centro - Santo André

Leia mais

CONTRATO Nº 2015/001

CONTRATO Nº 2015/001 CONTRATO Nº 2015/001 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DO MÉDIO VALE DO ITAJAÍ - CIMVI E JF SITES OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS HOSPEDAGEM DE WEBSITE. O CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL

Leia mais

Distribuição: Diretor/ Gerentes/ Chefes / Unidades

Distribuição: Diretor/ Gerentes/ Chefes / Unidades 1 de 5 Assunto: CONDIÇÕES GERAIS DE VENDAS Distribuição: Diretor/ Gerentes/ Chefes / Unidades 1. Conceito 2. Abrangência 3. Documentos Relacionados 4. Regras Gerais 4.1. Pedido e Fornecimento 4.1.1. Pedido

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Compras e Licitações Contrato nº /08 MINUTA 1 1 TERMO DE CONTRATO Tomada de Preços nº 015/08 Processo nº 41.128/07 Contratante: Prefeitura Municipal de Franca Contratada: Valor: R$ ( ) OBJETO: AQUISIÇÃO DE VEÍCULOS TIPO VIATURA (VW GOL 1.6,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA PLANO

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO Por este instrumento e na melhor forma de direito, a COOPERATIVA, doravante designada simplesmente COOPERATIVA, neste ato devidamente representada na forma de seu Estatuto

Leia mais

CONTRATO DE ACREDITAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DE LABORATÓRIOS CLÍNICOS

CONTRATO DE ACREDITAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DE LABORATÓRIOS CLÍNICOS CONTRATO DE ACREDITAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE CONTRATO DICQ Nº / (à ser preenchido pelo DICQ) DE LABORATÓRIOS CLÍNICOS CONTRATO DE ACREDITAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALI- DADE DE LABORATÓRIO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE PLANO PM

Leia mais