LIGAÇÕES QUÍMICAS. Ocorre entre elétrons da CAMADA DE VALÊNCIA Portanto não ocorrem mudanças no núcleo dos átomos. Não altera a massa dos átomos.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LIGAÇÕES QUÍMICAS. Ocorre entre elétrons da CAMADA DE VALÊNCIA Portanto não ocorrem mudanças no núcleo dos átomos. Não altera a massa dos átomos."

Transcrição

1 LIGAÇÕES QUÍMICAS 1 Ocorre entre elétrons da CAMADA DE VALÊNCIA Portanto não ocorrem mudanças no núcleo dos átomos. Não altera a massa dos átomos. Os átomos se ligam uns aos outros com a finalidade de atingir maior estabilidade (quando os átomos se agrupam, através de ligações químicas, passam para um estado de menor energia, que significa maior estabilidade). Os gases nobres são os únicos elementos que não necessitam se ligar com outros átomos pois já possuem elevada estabilidade. A estabilidade dos gases nobres é devida a suas configurações eletrônicas (sempre 8 elétrons na camada de valência, com exceção do He). Pelo fato dessa última camada já se encontrar completamente preenchida de elétrons, os gases nobres não precisam receber, doar ou compartilhar elétrons com outros átomos; portanto eles não se misturam com outros elementos da plebe, mantendo sua nobreza. Kossel e Lewis desenvolveram a idéia de que outros elementos, ao estabelecerem ligações químicas, adquiriam a configuração eletrônica de um gás nobre. Esta teoria recebeu o nome de REGRA DO OCTETO ou TEORIA DO OCTETO. Os outros elementos químicos procuram atingir a estabilidade dos gases nobres, que como já sabemos, é devida aos 8 elétrons existentes na camada de valência. Para isso, esses elementos vão se ligar a outros átomos, na tentativa de atingir uma estabilidade semelhante a dos gases nobres. EXEMPLOS: Hidrogênio aparece na natureza ligado a outro hidrogênio, na forma de molécula H 2 Também o hidrogênio aparece ligado a átomos de outros elementos, como por exemplo, com o oxigênio, formando a molécula de água H 2 O Átomo de hidrogênio nunca aparece na natureza isolado, sem estar combinado com outros átomos. O mesmo fato se verifica para o oxigênio, o carbono, o flúor, o cloro e a maioria dos elementos químicos.

2 2 RESUMO: NUMA LIGAÇÃO QUÍMICA os átomos podem receber, doar ou compartilhar elétrons entre suas camadas de valência, sempre procurando atingir 8 elétrons na última camada REGRA DO OCTETO. TIPOS DE LIGAÇÕES QUÍMICAS - Iônica - Covalente (normal e dativa) - Metálica 1) Ligação Iônica Como o próprio nome já diz, a ligação iônica ocorre com a formação de íons. A atração entre os átomos que formam o composto é de origem eletrostática. Sempre um dos átomos perde elétrons, enquanto o outro recebe. O átomo mais eletronegativo arranca os elétrons do de menor eletronegatividade. Ocorre entre metais e não metais e entre metais e hidrogênio. átomo com facilidade para liberar os elétrons da última camada: metal átomo com facilidade de adicionar elétrons à sua última camada: não metal Para se formar uma ligação iônica, é necessário que os átomos de um dos elementos tenham tendência a ceder elétrons e os átomos do outro elemento tenham tendência a receber elétrons. Quando os átomos de dois elementos A e B têm ambos tendência a ceder ou a receber elétrons, não pode se formar uma ligação iônica entre eles.

3 3 Os átomos com tendência a ceder elétrons apresentam um, dois ou três elétrons na camada da valência; são todos átomos de metais, com exceção dos átomos de H e He. Os átomos com tendência a receber elétrons apresentam quatro, cinco, seis e sete elétrons na camada da valência; são os átomos dos não-metais e do H. Num composto iônico, a quantidade de cargas negativas e positivas é igual. A ligação entre o sódio ( 11 Na) e o cloro ( 17 Cl) é um exemplo característico de ligação iônica. Observe a distribuição dos elétrons em camadas para os dois elementos: Na Cl Para o cloro interessa adicionar um elétron à sua última camada, completando a quantidade de oito elétrons nela. Ao sódio interessa perder o elétron de sua camada M, assim a anterior passará a ser a última, já possuindo a quantidade necessária de elétrons. Na representação da ligação, utilizamos somente os elétrons da última camada de cada átomo. A seta indica quem cede e quem recebe o elétron. Cada elétron cedido deve ser simbolizado por uma seta. Esta representação é conhecida por fórmula eletrônica ou de Lewis. O sódio possuía inicialmente 11 prótons e 11 elétrons. Após a ligação, a quantidade de prótons não se altera e a de elétrons passa a ser 10. O cloro que inicialmente possuía 17 prótons e 17 elétrons, tem sua quantidade de elétrons aumentada de uma unidade após a ligação. Com isso o sódio se torna um íon de carga 1+ e o cloro 1-. A força que mantém os dois átomos unidos é de atração elétrica, ou seja, uma ligação muito forte. Como foram utilizados um átomo de cada tipo, a fórmula do composto será NaCl.

4 4 De maneira análoga podemos observar a ligação entre o flúor ( 9 F) e o alumínio ( 13 Al). O alumínio perde os três elétrons de sua última camada, pois a penúltima já possui os oito elétrons necessários. Como o átomo de flúor possui 7 elétrons em sua última camada, precisa de apenas mais um elétron. São necessários três átomos de flúor para acomodar os três elétrons cedidos pelo alumínio. De maneira análoga ao exemplo anterior, ocorre a formação de íons positivo e negativo devido a quebra do equilíbrio entre as quantidades de prótons e elétrons nos átomos. O alumínio passa a ser um íon de carga 3+ e o fluor 1-. A fórmula do composto será AlF ) Ligação covalente simples É o tipo de ligação que ocorre quando os dois átomos precisam adicionar elétrons em suas últimas camadas. Somente o compartilhamento é que pode assegurar que que estes átomos atinjam a quantidade de elétrons necessária em suas últimas camadas. Cada um dos átomos envolvidos entra com um elétron para a formação de um par compartilhado, que a partir da formação passará a pertencer a ambos os átomos. Ocorre entre não metais e não metais, não metais e hidrogênio e entre hidrogênio e hidrogênio.

5 5 O hidrogênio possui somente uma camada contendo um único elétron, compartilhando 1 elétron, atinge a quantidade necessária para a camada K, que é de dois elétrons. Os elétrons compartilhados passam a ser contados para as eletrosferas dos dois átomos participantes da ligação. Na molécula de nitrogênio ocorrem três ligações covalentes entre os dois átomos. 7N 2-5 Estas três ligações garantem que os dois átomos de nitrogênio atinjam a quantidade de oito elétrons nas suas últimas camadas. A ligação covalente entre dois átomos iguais é dita apolar, pois nela os elétrons são compartilhados de maneira igual, nenhum dos átomos tem mais força que o outro para atrair o elétron para si. A molécula de CO 2 é formada por dois átomos de oxigênio e um de carbono unidos através de ligações covalentes. 6C 2-4 8O 2-6 O átomo de carbono compartilha 4 elétrons e cada átomo de carbono 2, garantindo assim que ambos atinjam os oito elétrons nas últimas camadas. Como a ligação é entre átomos diferentes e com diferentes eletronegatividades, a ligação é dita polar pois o átomo de oxigênio atrai para si mais fortemente os elétrons compartilhados.

6 6 Eletronegatividade de um elemento é uma medida da sua capacidade de atrair os elétrons das ligações covalentes das quais ele participa. Quanto maior for a capacidade de um átomo de atrair os elétrons das ligações covalentes das quais ele participa, maior será a sua eletronegatividade. Além da fórmula eletrônica, os compostos covalentes podem ser representados pela fórmula estrutural, onde cada par compartilhado é representado por um traço. Ex.: H - H, O = C = O. Uma ligação covalente unindo dois átomos é dita simples. O conjunto de duas ligações unindo dois átomos é dito dupla ligação. O conjunto de rês ligações unindo dois átomos é dito tripla ligação. 2.2) Ligação covalente dativa ou coordenada A existência de algumas moléculas não pode ser explicada simplesmente através da ligação covalente simples. Para estes casos foi formulada a teoria da ligação covalente coordenada. Neste tipo de ligação, um dos átomos que já estiver com última camada completa entra com os dois elétrons do par compartilhado. Este par de elétrons apresenta as mesmas características do da ligação covalente simples, a única diferença é a origem dos elétrons, que é somente um dos átomos participantes da ligação. Os elétrons do par passam a pertencer a ambos os átomos participantes. A ligação covalente coordenada é representada por uma seta que se origina no átomo doador e termina no átomo receptor. Dadas as distribuições eletrônicas em camadas para os átomos de 16 S e 8 O. S O 2-6 Compartilhando dois elétrons através de ligações covalentes simples, ambos os átomos atingem os oito elétrons na última camada.

7 7 No entanto, esta molécula ainda pode incorporar ainda um ou dois átomos de oxigênio. Tal fato só pode ser explicado se o enxofre utilizar um ou dois pares de elétrons não envolvidos em ligações para formar um ou dois pares dativos com o oxigênio. Outra molécula que não pode ser explicada somente com a ligação covalente simples é a de CO 2. O interessante desta molécula é que a ligação covalente dativa ocorre do átomo mais eletronegativo (O) para o menos eletronegativo (C). Ligação dativa ou coordenada é um par de elétrons compartilhado por dois átomos, no qual os dois elétrons são fornecidos apenas por um dos átomos participantes da ligação. Forma-se quando um dos átomos já tem o seu octeto completo e o outro ainda não. 3) Ligação metálica É o tipo de ligação que ocorre entre os átomos de metais. Os átomos dos elementos metálicos apresentam forte tendência a doarem seus elétrons de última camada. Quando muitos destes átomos estão juntos num cristal metálico, estes perdem seus elétrons da última camada. Forma-se então uma rede ordenada de íons positivos mergulhada num mar de elétrons em movimento aleatório. Se aplicarmos um campo elétrico a um metal, orientamos o movimento dos elétrons numa direção preferencial, ou seja, geramos uma corrente elétrica. A ligação metálica é constituída pelos elétrons livres que ficam entre os cátions dos metais (modelo do gás eletrônico ou do mar de elétrons). Os metais são constituídos por seus cátions mergulhados em um mar de elétrons. A ligação metálica explica a condutividade elétrica, a maleabilidade, a ductilidade e outras propriedades dos metais.

QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS. Professor: Rafael Odorico

QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS. Professor: Rafael Odorico QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS Professor: Rafael Odorico Ligações Químicas É impossível se pensar em átomos como os constituintes básicos da matéria sem se pensar em ligações químicas. Afinal, como podemos

Leia mais

AULA 03 - LIGAÇÃO QUÍMICA

AULA 03 - LIGAÇÃO QUÍMICA 1. INTRODUÇÃO FACULDADE ASSIS GURGACZ - FAG AULA 03 - LIGAÇÃO QUÍMICA É impossível se pensar em átomos como os constituintes básicos da matéria sem se pensar em ligações químicas. Afinal, como podemos

Leia mais

Ligações Químicas Parte - 3

Ligações Químicas Parte - 3 Ligações Químicas Parte - 3 Lewis: modelo para combinação dos átomos e formação das moléculas Ligação covalente : Baseia-se no compartilhamento de elétrons pelos átomos 1H : 1s 1 1H : 1s 1 1H : 1s 2 1H

Leia mais

Ligação Química Parte- 2

Ligação Química Parte- 2 Ligação Química Parte- 2 Ligação covalente : Baseia-se no compartilhamento de elétrons pelos átomos Tipo de ligação que ocorre entre dois átomos com tendência a receber elétrons Alta E.I. Alta A.E. http://www.twig-abrileducacao.com.br/films/ligacao-covalente-7368/

Leia mais

Disciplina: Química Professor: Rubens Barreto. III Unidade

Disciplina: Química Professor: Rubens Barreto. III Unidade Disciplina: Química Professor: Rubens Barreto III Unidade Ligações Químicas Ligações iônicas Tipos de Ligações Ligações covalentes Ligações metálicas Os gases nobres e a regra do octeto Todas as substâncias

Leia mais

Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos.

Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos. Aula 12 28/abr Marcelo Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos. Formação de compostos moleculares Ocorre entre átomos de não-metais (baixa diferença de eletronegatividade) http://www.desconversa.com.br/quimica/tag/ligacao-covalente/

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS Parte 2

LIGAÇÕES QUÍMICAS Parte 2 Disciplina: Química Prof.: Guilherme Turma: IU 08/06/2017 Tema da aula: Ligação covalente Relembrando a ligação iônica LIGAÇÕES QUÍMICAS Parte 2 - A ligação iônica ocorre entre íons positivos (os cátions)

Leia mais

Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos.

Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos. Aula 14 10/jun Marcelo Ligação Covalente: compartilhamento de elétrons entre os átomos. Formação de compostos moleculares Ocorre entre átomos de não-metais (baixa diferença de eletronegatividade) Acima,

Leia mais

AS LIGAÇÕES QUÍMICAS

AS LIGAÇÕES QUÍMICAS AS LIGAÇÕES QUÍMICAS O QUE SÃO AS LIGAÇÕES QUÍMICAS? São as ligações que se estabelecem entre a união de dois ou mais átomos. Existem três tipos de ligações químicas: A ligação covalente (partilha de elétrons)

Leia mais

CONCEITOS FUNDAMENTAIS SOBRE LIGAÇÃO QUÍMICA. Prof a. Dr a. Luciana M. Saran

CONCEITOS FUNDAMENTAIS SOBRE LIGAÇÃO QUÍMICA. Prof a. Dr a. Luciana M. Saran CONCEITOS FUNDAMENTAIS SOBRE LIGAÇÃO QUÍMICA Prof a. Dr a. Luciana M. Saran 1 1. INTRODUÇÃO Ligações Químicas Interatômicas - Forças de interação entre os átomos. - São responsáveis pela formação de moléculas,

Leia mais

Aula 09 19/mai Marcelo..continuação da aula 08 (12/mai) CONTEÚDO EXTRA SOBRE LIGAÇÃO IÔNICA Escrevendo a fórmula de um composto iônico: http://www.brasilescola.com/quimica/formulas-para-representar-as-ligacoesionicas.htm

Leia mais

As ligações químicas classificam-se em:

As ligações químicas classificam-se em: ÁGUA AMÔNIA As ligações químicas classificam-se em: Ligações Intramoleculares: - ocorrem entre os átomos para formar moléculas ; - responsáveis pelas propriedades químicas dos compostos; - são elas: iônica,

Leia mais

LIGAÇÕES QUÍMICAS. Prof. Marcel Piovezan. Curso Superior de Tecnologia em Processos Químicos

LIGAÇÕES QUÍMICAS. Prof. Marcel Piovezan. Curso Superior de Tecnologia em Processos Químicos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS LAGES LIGAÇÕES QUÍMICAS Prof. Marcel Piovezan marcel.piovezan@ifsc.edu.br

Leia mais

Químicas. Profa. Ms. Loraine Cristina do Valle Jacobs DAQBI.

Químicas. Profa. Ms. Loraine Cristina do Valle Jacobs DAQBI. Ligações Químicas Profa. Ms. Loraine Cristina do Valle Jacobs DAQBI lorainejacobs@utfpr.edu.br http://paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs LIGAÇÕES IÔNICAS LIGAÇÕES IÔNICAS IMPORTANTE : alguns metais,

Leia mais

Ligação Química Parte 1

Ligação Química Parte 1 Ligação Química Parte 1 Poucos elementos são encontrados no estado atômico na natureza, os outros são encontrados como compostos, ligados a outros átomos. Os únicos elementos encontrados na forma atômica

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - QUÍMICA Profª Márcia Ribeiro

CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - QUÍMICA Profª Márcia Ribeiro CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - QUÍMICA Profª Márcia Ribeiro NOME: Nº TURMA: DATA: LIGAÇÕES QUÍMICAS Os átomos raramente ficam isolados na natureza, pois tendem a se unir uns aos outros, formando

Leia mais

Estabilidade dos Átomos

Estabilidade dos Átomos Ligações Químicas Estabilidade dos Átomos Os gases nobres são os únicos encontrados na natureza na forma monoatômica, ou seja, não se ligam se, apresentam na forma de átomos. Os gases nobres, com exceção

Leia mais

Estruturas eletrônicas de Lewis

Estruturas eletrônicas de Lewis Estruturas eletrônicas de Lewis Modelo para ligação covalente Prof. Bruno Gabriel Conceitos fundamentais Os cientistas G. N. Lewis e I. Langmuir, em 1916-1920, apresentaram dois tipos principais de ligação

Leia mais

Cursinho Pré-Vestibular Popular TRIU Disciplina: Química Professor: Giorgio Antoniolli Turma(s): T/R LIGAÇÕES COVALENTE E METÁLICA LIGAÇÃO COVALENTE

Cursinho Pré-Vestibular Popular TRIU Disciplina: Química Professor: Giorgio Antoniolli Turma(s): T/R LIGAÇÕES COVALENTE E METÁLICA LIGAÇÃO COVALENTE Cursinho Pré-Vestibular Popular TRIU Disciplina: Química Professor: Giorgio Antoniolli Turma(s): T/R LIGAÇÕES COVALENTE E METÁLICA LIGAÇÃO COVALENTE (a) consiste no compartilhamento de um ou mais elétrons

Leia mais

QUÍMICA. LIGAÇÕES QUÍMICAS Prof Francisco Sallas

QUÍMICA. LIGAÇÕES QUÍMICAS Prof Francisco Sallas QUÍMICA LIGAÇÕES QUÍMICAS Prof Francisco Sallas chicosallas@hotmail.com Porque os átomos se ligam? A grande variedade de materiais que conhecemos, são formados pela combinação de átomos de elementos químicos.

Leia mais

Ligação Iônica. Ligação Metálica. Ligações Química. Ligação Covalente. Polaridade. Geometria. Ligações Intermoleculares

Ligação Iônica. Ligação Metálica. Ligações Química. Ligação Covalente. Polaridade. Geometria. Ligações Intermoleculares Ligação Iônica Ligação Metálica Ligações Química Ligação Covalente Polaridade Geometria Ligações Intermoleculares Teoria do octeto Os átomos se estabilizam com 8 elétrons na última camada. (Porém existem

Leia mais

QUÍMICA, 9º Ano do Ensino Fundamental LIGAÇÕES QUÍMICAS. Ligações Químicas

QUÍMICA, 9º Ano do Ensino Fundamental LIGAÇÕES QUÍMICAS. Ligações Químicas QUÍMICA, 9º Ano do Ensino Fundamental LIGAÇÕES QUÍMICAS Ligações Químicas Em que consiste a ligação entre dois átomos? Por que o diamante é duro e o sal não, se ambos são cristais? Eles possuem ligações

Leia mais

Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais

Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais Ligações Químicas Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais Ligação iônica Transferência de elétrons de um átomo para outro Íons de cargas opostas Forças

Leia mais

Ligações Químicas elementos químicos átomos moléculas

Ligações Químicas elementos químicos átomos moléculas Ligações Químicas Ligações Químicas Os diferentes elementos químicos combinam-se de várias maneiras formando uma grande variedade de substâncias, por meio das ligações químicas. Através das ligações químicas

Leia mais

Química Básica: Profa. Alessandra Barone

Química Básica: Profa. Alessandra Barone Química Básica: Átomo Profa. Alessandra Barone www.profbio.com.br Átomo Fermions: formam a matéria Bósons: intermedeiam forças Quarks e leptons -Glúone fóton Partículas Quark up Quark down Quark charmoso

Leia mais

Ligações Químicas. No hidrônio, quantos pares de elétrons pertencem, no total, tanto ao hidrogênio quanto ao oxigênio? a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 6

Ligações Químicas. No hidrônio, quantos pares de elétrons pertencem, no total, tanto ao hidrogênio quanto ao oxigênio? a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 6 Aluno(a): Prof.: Éderson Ligações Químicas Questão 1) Abaixo temos as fórmulas de Lewis para átomos de cinco elementos químicos. Fórmulas eletrônicas de Lewis para alguns elementos Podemos afirmar que

Leia mais

Ligação iônica = transfere elétrons (um doa outro recebe) 1, 2, 3 e - c.v. 5, 6, 7 e - c.v. Doar e - Receber e - Íon+ Íon - Cl - : NaCl.

Ligação iônica = transfere elétrons (um doa outro recebe) 1, 2, 3 e - c.v. 5, 6, 7 e - c.v. Doar e - Receber e - Íon+ Íon - Cl - : NaCl. LIGAÇÕES QUÍMICAS Os gases nobres aparecem isolados na natureza, ou seja, são estáveis na forma atômica. Isso ocorre em razão de possuírem 8 elétrons na última camada (exceção do hélio, que possui 2 elétrons

Leia mais

Regra do octeto A regra do octeto: Cuidado

Regra do octeto A regra do octeto: Cuidado Símbolos de Lewis Para um entendimento através de figuras sobre a localização dos elétrons em um átomo, representamos os elétrons como pontos ao redor do símbolo do elemento. O número de elétrons disponíveis

Leia mais

Resoluções TESTANDO SEUS CONHECIMENTOS. Capítulo 9 QUÍMICA. Ligações químicas. Agora é com você Pág. 58. Agora é com você Pág. 61

Resoluções TESTANDO SEUS CONHECIMENTOS. Capítulo 9 QUÍMICA. Ligações químicas. Agora é com você Pág. 58. Agora é com você Pág. 61 Resoluções Capítulo 9 Ligações químicas Agora é com você Pág. 58 01 X: 6s X + 5 Y = 4s 4p Y 1 + 1 1 [ X ][ Y ][ Y ] XY Agora é com você Pág. 61 01 a) Por meio da distribuição eletrônica dos átomos que

Leia mais

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 7ª aula /

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 7ª aula / QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 7ª aula / 2016-2 Prof. Mauricio X. Coutrim (disponível em: http://professor.ufop.br/mcoutrim) LIGAÇÃO QUÍMICA É A FORÇA QUE MANTÉM ÁTOMOS E/OU ÍONS UNIDOS NAS

Leia mais

O ÁTOMO pág. 66. Átomo: do grego, indivisível.

O ÁTOMO pág. 66. Átomo: do grego, indivisível. O ÁTOMO pág. 66 Átomo: do grego, indivisível. Núcleo: Prótons + Nêutrons Eletrosfera: Elétrons Número atômico (Z): nº de prótons no núcleo Número de massa (A): nº de prótons + nêutrons Prótons: carga positiva

Leia mais

Assunto: Ligações Químicas. 1) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é:

Assunto: Ligações Químicas. 1) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: Aluno: Série: 1º ano Assunto: Ligações Químicas 1) O grupo de átomos que é encontrado na forma monoatômica pelo fato de serem estáveis é: a) Halogênios b) Calcogênios c) Metais Alcalinos Terrosos d) Metais

Leia mais

Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais

Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais Ligações Químicas Ligações Interatômicas: IÔNICA = metal + não-metal COVALENTE = não-metais METÁLICA = metais Ligação iônica Transferência de elétrons de um átomo para outro Íons de cargas opostas Forças

Leia mais

Reis, Oswaldo Henrique Barolli. R375l Ligações químicas / Oswaldo Henrique Barolli. Varginha, slides : il.

Reis, Oswaldo Henrique Barolli. R375l Ligações químicas / Oswaldo Henrique Barolli. Varginha, slides : il. Reis, Oswaldo Henrique Barolli. R375l Ligações químicas / Oswaldo Henrique Barolli. Varginha, 2015. 28 slides : il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide Web 1. Ligações químicas.

Leia mais

Ligações Químicas Foz do Iguaçu, 2017

Ligações Químicas Foz do Iguaçu, 2017 Ligações Químicas Foz do Iguaçu, 2017 Ligação Química As forças que mantêm os átomos unidos são fundamentalmente de natureza elétrica e são responsáveis por ligações químicas Os átomos, ao se unirem, procuram

Leia mais

Ligações Químicas. Iônicas. Metálicas. Covalentes. Átomo: constituinte da menor parte de qualquer matéria;

Ligações Químicas. Iônicas. Metálicas. Covalentes. Átomo: constituinte da menor parte de qualquer matéria; Ligações Químicas Átomo: constituinte da menor parte de qualquer matéria; -capacidade de se combinarem uns com os outros, lhes permite a formação de uma grande variedade de substâncias; Ligações Químicas

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DOS GASES NOBRES ÁTOMOS ESTÁVEIS E ISOLADOS

CONFIGURAÇÃO DOS GASES NOBRES ÁTOMOS ESTÁVEIS E ISOLADOS CONFIGURAÇÃO DOS GASES NOBRES ÁTOMOS ESTÁVEIS E ISOLADOS CONCEITO DE LIGAÇÃO IÔNICA UNIÃO ENTRE ÁTOMOS METÁLICOS E AMETÁLICOS OXIDAÇÃO ESTABILIZAÇÃO DO METAL REDUÇÃO ESTABILIZAÇÃO DO AMETAL LIGAÇÃO IÔNICA

Leia mais

Ligações Químicas Por que os átomos formam ligações químicas? Distância de equilíbrio Comprimento da ligação H-H r o = 74 pm distância internuclear Uma ligação química entre dois átomos é formada se

Leia mais

Por muito tempo acreditou-se que a estabilidade dos gases nobres se dava pelo fato de, à exceção do He, todos terem 8 elétrons na sua última camada.

Por muito tempo acreditou-se que a estabilidade dos gases nobres se dava pelo fato de, à exceção do He, todos terem 8 elétrons na sua última camada. Ligação química Atualmente, conhecemos cerca de 115 elementos químicos. Mas ao olharmos ao nosso redor vemos uma grande variedade de compostos (diferindo em sua cor e forma), muitas vezes formados pelo

Leia mais

Revisão de Ligações Químicas

Revisão de Ligações Químicas Revisão de Ligações s 1. Explique o que é Eletronegatividade. Material de Apoio para Monitoria 2. Explique a Teoria do Octeto. 3. Como funcionam as ligações iônicas? 4. O que são compostos iônicos? Cite

Leia mais

Química Básica: Átomo. Profa. Alessandra Barone

Química Básica: Átomo. Profa. Alessandra Barone Química Básica: Átomo Profa. Alessandra Barone www.profbio.com.br Átomo Fermions: formam a matéria Bósons: intermedeiam forças Quarks e leptons - Glúon e fóton Partículas Quark up Quark down Quark charmoso

Leia mais

LIGAÇÕES COVALENTES. Química Geral Augusto Freitas

LIGAÇÕES COVALENTES. Química Geral Augusto Freitas LIGAÇÕES COVALENTES Química Geral Augusto Freitas 1 1 Aspectos Gerais Segundo Lewis, uma ligação covalente é um par de elétrons compartilhados por dois átomos. Nenhum dos átomos perde totalmente um elétron

Leia mais

Revisão de Química Básica Aplicada à Bioquímica II. Bioquímica Prof. Msc Brunno Macedo

Revisão de Química Básica Aplicada à Bioquímica II. Bioquímica Prof. Msc Brunno Macedo Revisão de Química Básica Aplicada à II Química Básica Aplicada à II Objetivo Relembrar os principais conceitos da química básica que são de grande importância para a. Conteúdo Regra do Octeto Ligações

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA Prof. Adriana Strelow 1º Ano

CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA Prof. Adriana Strelow 1º Ano CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA Prof. Adriana Strelow 1º Ano - 2016 TABELA PERIÓDICA ATUAL: Os elementos estão ordenados em ordem crescente de número atômico. O critério utilizado para classificar os elementos

Leia mais

Ligações Atômicas e Bandas de Energia. Livro Texto - Capítulo 2

Ligações Atômicas e Bandas de Energia. Livro Texto - Capítulo 2 40 Ligações Atômicas e Bandas de Energia Livro Texto - Capítulo 2 Ligação Atômica 41 Porque estudar a estrutura atômica? As propriedades macroscópicas dos materiais dependem essencialmente do tipo de ligação

Leia mais

LIGAÇÃO COVAL COV AL NT

LIGAÇÃO COVAL COV AL NT LIGAÇÃO COVALENTE INTRODUÇÃO Resulta do compartilhamento de elétrons. Ex: H 2 Os dois átomos de hidrogênio se aproximam devido à força de atração que depois de determinada distância diminuem surgindo as

Leia mais

A Tabela Periódica pode ser um guia para a ordem na qual os orbitais são preenchidos...

A Tabela Periódica pode ser um guia para a ordem na qual os orbitais são preenchidos... Aula 02 - Tabela Periódica TABELA PERIÓDICA e Lothar Meyer A Tabela Periódica pode ser um guia para a ordem na qual os orbitais são preenchidos... Pode-se escrever a distribuição eletrônica de um elemento

Leia mais

Estrutura atômica e ligação interatômica. Profa. Daniela Becker

Estrutura atômica e ligação interatômica. Profa. Daniela Becker Estrutura atômica e ligação interatômica Profa. Daniela Becker Referências Callister Jr., W. D. Ciência e engenharia de materiais: Uma introdução. LTC, 5ed., cap 2, 2002. Shackelford, J.F. Ciências dos

Leia mais

Aula 17 Ligações covalentes e metálicas

Aula 17 Ligações covalentes e metálicas Aula 17 Ligações covalentes e metálicas Em nossa aula passada falamos de ligações iônicas, aquelas que ocorrem entre átomos com grandes diferenças de eletronegatividade. Entretanto, essa não é a única

Leia mais

Exercícios sobre LigaÇões covalentes (coordenadas e dativas)

Exercícios sobre LigaÇões covalentes (coordenadas e dativas) Exercícios sobre LigaÇões covalentes (coordenadas e dativas) Dados: O enunciado a seguir se refere aos exercícios de 01 a 25. Dê a fórmula eletrônica para as seguintes espécies químicas. 01. NH 3 (amônia);

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 3 ÁTOMOS E LIGAÇÕES QUÍMICAS

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 3 ÁTOMOS E LIGAÇÕES QUÍMICAS Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

05 - (UEL PR/1994) Localize na tabela periódica o elemento químico de número atômico 20 e escolha a(s)

05 - (UEL PR/1994) Localize na tabela periódica o elemento químico de número atômico 20 e escolha a(s) 01 - (UEM PR/2012) Assinale o que for correto. (01) Dentro de uma família na tabela periódica, todos os elementos químicos têm temperatura de fusão aumentada com o aumento do número atômico. (02) Qualquer

Leia mais

Se dois átomos combinarem entre si, dizemos que foi estabelecida entre eles uma LIGAÇÃO QUÍMICA

Se dois átomos combinarem entre si, dizemos que foi estabelecida entre eles uma LIGAÇÃO QUÍMICA ÁGUA AMÔNIA Se dois átomos combinarem entre si, dizemos que foi estabelecida entre eles uma LIGAÇÃO QUÍMICA Os elétrons mais externos do átomo são os responsáveis pela ocorrência da ligação química Para

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA. Ligações Químicas

CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA. Ligações Químicas CIÊNCIAS DA NATUREZA - QUÍMICA Prof. Adriana Strelow 1º Ano - 2016 Ligações Químicas Na natureza, dificilmente os átomos ficam sozinhos. Eles tendem a se unir uns aos outros para formarem novas substâncias.

Leia mais

Ligações Químicas Prof. Jackson Alves

Ligações Químicas Prof. Jackson Alves Ligações Químicas Prof. Jackson Alves www.quimusicando.zz.vc INTRODUÇÃO De que maneira os átomos se combinam para formar moléculas, e por que os átomos formam ligações? Só se formará uma molécula quando

Leia mais

Estrutura molecular Ligação química

Estrutura molecular Ligação química Estrutura molecular Ligação química A grande diversidade de materiais que nos rodeia tem origem na variedade de substâncias que os constituem. Esta variedade e diversidade resulta das diferentes combinações

Leia mais

CADERNO DE ESTUDOS DIVERTIMENTOS EXTRAS N.6 LIGAÇÕES QUÍMICAS

CADERNO DE ESTUDOS DIVERTIMENTOS EXTRAS N.6 LIGAÇÕES QUÍMICAS CIÊNCIAS FÍSICAS E BIOLÓGICAS FUNDAMENTAL NII NOME: TURMA: DATA: "Os progressos da ciência obedecem à lei da repulsão: para dar um passo em frente, é preciso começar por derrubar o domínio do erro e das

Leia mais

Ligações covalentes. Profa. Dra. Marcia Margerete Meier

Ligações covalentes. Profa. Dra. Marcia Margerete Meier Ligações covalentes Profa. Dra. Marcia Margerete Meier 1 Objetivo: Estudaras ligações químicas Ligações iônicas Ligações covalentes Ligações metálicas Considere quatro situações: + - Um dos átomos abstrai

Leia mais

Qui. Semana. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira)

Qui. Semana. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Semana 5 Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais

AULA DE RECUPERAÇÃO PROF. NEIF NAGIB

AULA DE RECUPERAÇÃO PROF. NEIF NAGIB AULA DE RECUPERAÇÃO PROF. NEIF NAGIB CONCEITOS SOBRE O ÁTOMO Número Atômico (Z): quantidades de prótons. Z = p = e Número de Massa (A): a soma das partículas que constitui o átomo. A = Z + N REPRESENTAÇÃO

Leia mais

Ligação covalente comum.

Ligação covalente comum. Ligação covalente comum. Na ligação covalente, ao contrário do que acontece na iônica, nenhum dos participantes deseja doar elétrons. Ambos os elementos desejam receber elétrons Como fazer acordo desta

Leia mais

LIGAÇÕES INTERATÔMICAS X LIGAÇÕES INTERMOLECULARES

LIGAÇÕES INTERATÔMICAS X LIGAÇÕES INTERMOLECULARES Prof. Edson Cruz LIGAÇÕES INTERATÔMICAS X LIGAÇÕES INTERMOLECULARES Já estudamos que qualquer tipo de matéria é formado por átomos. Vimos também que cada agrupamento de átomos, combinados em uma determinada

Leia mais

Metais e ametais. Aula 5 - Ligações Químicas. Química - profª SIMONE MORGADO

Metais e ametais. Aula 5 - Ligações Químicas. Química - profª SIMONE MORGADO Química - profª SIMONE MORGADO Aula 5 - Ligações Químicas Os elementos químicos na natureza são encontrados ligados, portanto, a ligação química traz para os elementos maior estabilidade. Na natureza os

Leia mais

Ligação iônica e suas propriedades

Ligação iônica e suas propriedades Ligação iônica e suas propriedades Química Geral Prof. Edson Nossol Uberlândia, 17/03/2016 Ligação química: é a força atrativa que mantém dois ou mais átomos unidos. c Cl = 3,0 c Br = 2,8 Ligação covalente:

Leia mais

Ligação Química. - Os elétrons mais fracamente ligados ao átomo podem tomar parte na formação de ligações químicas.

Ligação Química. - Os elétrons mais fracamente ligados ao átomo podem tomar parte na formação de ligações químicas. Ligação Química É necessário compreender (prever) as ligações químicas, se quisermos entender as propriedades químicas e físicas de elementos e compostos. - Os elétrons mais fracamente ligados ao átomo

Leia mais

QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 8 Conceitos básicos de ligação química David P. White

QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 8 Conceitos básicos de ligação química David P. White QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 8 Conceitos básicos de ligação química David P. White Ligações químicas, símbolos de Lewis e a regra do octeto Ligação química: é a força atrativa que mantém

Leia mais

Ligação iônica e suas propriedades

Ligação iônica e suas propriedades Ligação iônica e suas propriedades Química Geral Prof. Edson Nossol Uberlândia, 26/05/2017 Ligação química: é a força atrativa que mantém dois ou mais átomos unidos. c Cl = 3,0 c Br = 2,8 Ligação covalente:

Leia mais

Ligações Químicas. Profª Drª Cristiane de Abreu Dias

Ligações Químicas. Profª Drª Cristiane de Abreu Dias Ligações Químicas Profª Drª Cristiane de Abreu Dias Quais São as Ideias Importantes? A ideia central deste assunto é que os átomos ligam-se uns aos outros se energia é liberada no processo. O abaixamento

Leia mais

Qui. Semana. Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Renan Micha)

Qui. Semana. Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Renan Micha) Semana 4 Allan Rodrigues Gabriel Pereira (Renan Micha) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Ligações Químicas. Profº Jaison Mattei

Ligações Químicas. Profº Jaison Mattei Ligações Químicas Profº Jaison Mattei LIGAÇÃO IÔNICA Ocorre geralmente entre METAIS e AMETAIS com de eletronegatividade > 1,7. Não Esqueça!!! Eletropositivos Metais: Ametais: Perdem elétrons Viram Cátions(+)

Leia mais

LIGAÇÃO COVALENTE: PRINCÍPIOS/ESTRUTURAS DE LEWIS. QFL-4010 Prof. Gianluca C. Azzellini

LIGAÇÃO COVALENTE: PRINCÍPIOS/ESTRUTURAS DE LEWIS. QFL-4010 Prof. Gianluca C. Azzellini LIGAÇÃO COVALENTE: PRINCÍPIOS/ESTRUTURAS DE LEWIS LIGAÇÃO QUÍMICA Principais Tipos de Ligação Química Iônica Covalente Metálica Gilbert N. Lewis LIGAÇÃO COVALENTE: Compartilhamento de elétrons entre dois

Leia mais

E-books PCNA. Vol. 1 QUÍMICA ELEMENTAR CAPÍTULO 2 LIGAÇÕES QUÍMICAS

E-books PCNA. Vol. 1 QUÍMICA ELEMENTAR CAPÍTULO 2 LIGAÇÕES QUÍMICAS E-books PCNA Vol. 1 QUÍMICA ELEMENTAR CAPÍTULO 2 LIGAÇÕES QUÍMICAS 1 QUÍMICA ELEMENTAR CAPÍTULO 2 SUMÁRIO Apresentação -------------------------------------------- 2 Capítulo 2 -------------------------------------------------

Leia mais

Classificação dos Materiais. Ligação Química

Classificação dos Materiais. Ligação Química Classificação dos Materiais Ligação Química Ligação Química Os diferentes elementos químicos combinam-se de várias maneiras formando uma grande variedade de substâncias. Os átomos ao se combinarem estabelecem

Leia mais

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 6ª aula /

QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 6ª aula / QUI109 QUÍMICA GERAL (Ciências Biológicas) 6ª aula / 2016-2 Prof. Mauricio X. Coutrim (disponível em: http://professor.ufop.br/mcoutrim) MODELO ATÔMICO J. Dalton a matéria é formada por átomos / as inúmeras

Leia mais

2.1 Princípios gerais da ligação química. Ligações químicas

2.1 Princípios gerais da ligação química. Ligações químicas 2.1 Princípios gerais da ligação química Ligações químicas A associação de átomos formando moléculas, ou em agregados de maiores dimensões como, por exemplo, nos metais, é possível pelo estabelecimento

Leia mais

01) (UFRGS-RS) Um elemento X que apresenta distribuição eletrônica em níveis de energia K = 2, L = 8, M = 8, N = 2, forma com:

01) (UFRGS-RS) Um elemento X que apresenta distribuição eletrônica em níveis de energia K = 2, L = 8, M = 8, N = 2, forma com: 01) (UFRGS-RS) Um elemento X que apresenta distribuição eletrônica em níveis de energia K = 2, L = 8, M = 8, N = 2, forma com: a) um halogênio Y um composto molecular XY. b) um calcogênio Z um composto

Leia mais

Aulão de Química. Química Geral Professor: Eduardo Ulisses

Aulão de Química. Química Geral Professor: Eduardo Ulisses Aulão de Química Química Geral Professor: Eduardo Ulisses Substâncias e Misturas Substância é qualquer parte da matéria que possui propriedades constantes. As substâncias podem ser classificadas como sendo

Leia mais

2ª FICHA DE AVALIAÇÃO FORMATIVA -MÓDULO Q1

2ª FICHA DE AVALIAÇÃO FORMATIVA -MÓDULO Q1 2ª FICHA DE AVALIAÇÃO FORMATIVA -MÓDULO Q1 Disciplina: Física e Química Escola Secundária de Odivelas Turma: 10º CPM e CPSI Data: 2014-11- Professora Teresa Candeias Aluno: nº Avaliação: (,_ val) Questão

Leia mais

XII Olimpíada Baiana de Química Exame 2017

XII Olimpíada Baiana de Química Exame 2017 GABARITO Questões discursivas DATA DA PROVA: 05/08/2017 DATA DA PUBLICAÇÃO DO GABARITO: 27/09/2017 Questão 01 (Peso 2) O que você entende por energia de ionização? Use seu entendimento para explicar o

Leia mais

CAPÍTULO 4 - LIGAÇÕES QUÍMICAS E ESTRUTURA DE MATERIAIS

CAPÍTULO 4 - LIGAÇÕES QUÍMICAS E ESTRUTURA DE MATERIAIS CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS - CCT DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC QUIÍMICA GERAL QGE0001 CAPÍTULO 4 - LIGAÇÕES QUÍMICAS E ESTRUTURA DE MATERIAIS 1. INTRODUÇÃO Muitos poucos elementos existem na natureza

Leia mais

Aula 16 Ligação Iônica

Aula 16 Ligação Iônica Aula 16 Ligação Iônica Em nossas aulas anteriores verificamos que os elementos químicos da tabela periódica podem existir na natureza tanto sozinhos como combinados. Essas combinações que os elementos

Leia mais

Química Geral I Química - Licenciatura Conteúdo 23/05/2017 Química Geral Prof. Udo Sinks

Química Geral I Química - Licenciatura Conteúdo 23/05/2017 Química Geral Prof. Udo Sinks Química Geral I Química - Licenciatura Prof. Udo Eckard Sinks Conteúdo 23/05/2017 Ligação Química Ligação Iônica Ligação Covalente Ligação Metalica Química Geral Prof. Udo Sinks 2 1 Ligações químicas,

Leia mais

Lista de exercício: Ligações Químicas e Tabela Periódica

Lista de exercício: Ligações Químicas e Tabela Periódica Disciplina: Química Prof(a): Bruno/Nina Turma: TR 30/05/2017 Lista de exercício: Ligações Químicas e Tabela Periódica 1) (MACK) O composto de fórmula NaHCO3 apresenta em sua estrutura: [Número atômico:

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Paraná Setor Palotina

Ministério da Educação Universidade Federal do Paraná Setor Palotina Ministério da Educação Universidade Federal do Paraná Setor Palotina Aula 7 Ligação Iônica Prof. Isac G. Rosset Prof. Isac G. Rosset - UFPR - Palotina - Ciências Exatas 13 1 Ligações fortes: Ligações fracas:

Leia mais

1. (Unimontes 2014) O caráter iônico de determinadas substâncias, em função da diferença de eletronegatividade, está apresentado a seguir.

1. (Unimontes 2014) O caráter iônico de determinadas substâncias, em função da diferença de eletronegatividade, está apresentado a seguir. 1. (Unimontes 014) O caráter iônico de determinadas substâncias, em função da diferença de eletronegatividade, está apresentado a seguir. Em análise do gráfico, a alternativa CORRETA é: a) O iodeto de

Leia mais

Ligações Químicas Parte 1

Ligações Químicas Parte 1 Disciplina: Química Prof.: Guilherme Turma: TR 29/ 04/2016 Tema da aula/lista de exercício: Aulas 10 e 11 Ligações Químicas Ligações Químicas Parte 1 - Na aula anterior (Propriedades Periódicas e Aperiódicas),

Leia mais

QUÍMICA GERAL Ligações Químicas. slide- 1 LIGAÇÕES QUÍMICAS. Profª. Camila Amorim

QUÍMICA GERAL Ligações Químicas. slide- 1 LIGAÇÕES QUÍMICAS. Profª. Camila Amorim slide- 1 LIGAÇÕES QUÍMICAS Cap. 8 J.B. Russel 1 LIGAÇÕES QUÍMICAS slide- 2 Definição: forças que unem átomos formando moléculas, agrupamentos de átomos ou sólidos iônicos; Forças de interação mais fortes;

Leia mais

C i ê n c i a s d a N a t u r e z a e s u a s T e c n o l o g i a s Q U Í M I C A N O M E: N º T U R M A : D A T A :

C i ê n c i a s d a N a t u r e z a e s u a s T e c n o l o g i a s Q U Í M I C A N O M E: N º T U R M A : D A T A : C i ê n c i a s d a N a t u r e z a e s u a s T e c n o l o g i a s Q U Í M I C A P r o f ª M á r c i a R i b e i r o N O M E: N º T U R M A : D A T A : C a m a d a s e l e t r ô n i c a s Os átomos são

Leia mais

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 02 TURMA FMJ

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 02 TURMA FMJ RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS PROPOSTOS AULA 02 TURMA FMJ 03. Item C O equador da figura mostrada pode ser representado como abaixo. 01. Item B I Correto. A energia para quebrar a ligação H F (568 kj/mol) é

Leia mais

Aula 5: Propriedades e Ligação Química

Aula 5: Propriedades e Ligação Química Aula 5: Propriedades e Ligação Química Relacionar o tipo de ligação química com as propriedades dos materiais Um entendimento de muitas propriedades físicas dos materiais é previsto através do conhecimento

Leia mais

Química Orgânica Ambiental

Química Orgânica Ambiental Química Orgânica Ambiental Aula 2 Formas de representação e interações moleculares Prof. Dr. Leandro Vinícius Alves Gurgel 1. Introdução: Estrutura de Lewis 1) Estruturas de Lewis mostram as conexões entre

Leia mais

Aulas 12 e 13 - Ligações Químicas

Aulas 12 e 13 - Ligações Químicas Aulas 12 e 13 - Ligações Químicas Em nossas aulas anteriores verificamos que os elementos químicos da tabela periódica podem existir na natureza tanto sozinhos como combinados. Essas combinações que os

Leia mais

Os elementos que têm 5 elétrons de valência, ou seja, pertencem à família VA, são P e As, portanto está correto o item D.

Os elementos que têm 5 elétrons de valência, ou seja, pertencem à família VA, são P e As, portanto está correto o item D. 01 Os elementos que têm 5 elétrons de valência, ou seja, pertencem à família VA, são P e As, portanto está correto o item D. 02 A energia de ionização cresce para direita da tabela periódica, portanto

Leia mais

Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ. Projeto Sabadão. Química. Raquel Berco

Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ. Projeto Sabadão. Química. Raquel Berco Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ Projeto Sabadão Química Raquel Berco Ligações químicas: são constituídas de elétrons. Devemos respeitar a regra do octeto. Regra do Octeto : todo elemento tende a se estabilizar

Leia mais

Aula 17 - Polaridade. Turma IU Profa. Nina 10/08/17

Aula 17 - Polaridade. Turma IU Profa. Nina 10/08/17 Aula 17 - Polaridade Turma IU Profa. Nina 10/08/17 Relembrando: Ligações Químicas Elementos em VERDE + H (cinza): não-metais Elementos em AZUL CLARO: gases nobres Todos os outros elementos (AZUL ESCURO,

Leia mais

GOIÂNIA, / / ALUNO(a): NOTA:

GOIÂNIA, / / ALUNO(a): NOTA: GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: DISCIPLINA: SÉRIE: 1 ano ALUNO(a): Valor: NOTA: No Anhanguera você é + Enem LISTA DE RECUPERAÇÃO 01) Localize na Tabela Periódica o elemento químico de número atômico 20 e

Leia mais

Potencial de Ionização

Potencial de Ionização Potencial de Ionização Kcal/mol H 314 Li 124 Na 119 Be 214 Mg 175 B 191 Al 138 C 260 Si 188 N 335 P 242 O 314 S 239 F 402 Cl 300 K 100 Br 273 I 241 1 Kcal/mol = 4,187 J POTENCIAL DE IONIZAÇÃO VARIAÇÃO

Leia mais

Propriedades da tabela periódica

Propriedades da tabela periódica Propriedades da tabela periódica Química Geral Prof. Edson Nossol Uberlândia, 30/09/2016 calcogênioos halogênios Metais alcalinos Metais alcalinos terrosos Gases nobres Metais de transição Dimitris Mendeliev

Leia mais

[A] Incorreta. O amálgama é uma liga metálica, ou seja, uma mistura homogênea, em que o principal componente é o mercúrio. [Xe] 6s 4f 5d.

[A] Incorreta. O amálgama é uma liga metálica, ou seja, uma mistura homogênea, em que o principal componente é o mercúrio. [Xe] 6s 4f 5d. Gabarito: Resposta da questão 1: A representação do elemento químico do átomo da espécie responsável pela coloração pertence à família dos metais alcalinos-terrosos da tabela periódica, ou seja, família

Leia mais

Qui. Semana. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira)

Qui. Semana. Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Semana 6 Allan Rodrigues Xandão (Gabriel Pereira) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados. CRONOGRAMA

Leia mais