Administração Contratante: Ministro das Finanças / Ordenador Nacional do FED. Programa de Apoio ao Setor da Água Hidráulica Rural Solar FED/2008/20980

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Administração Contratante: Ministro das Finanças / Ordenador Nacional do FED. Programa de Apoio ao Setor da Água Hidráulica Rural Solar FED/2008/20980"

Transcrição

1 Administração Contratante: Ministro das Finanças / Ordenador Nacional do FED Programa de Apoio ao Setor da Água Hidráulica Rural Solar FED/2008/20980 Orientações destinadas aos requerentes de subvenções Referência: EuropeAid/136852/DD/ACT/GW 10 Fundo Europeu de Desenvolvimento Prazo para apresentação do documento de síntese e pedido completo: 17 de abril de Página 1 de 25

2 AVISO Notificações Trata-se de um convite público à apresentação de propostas, no âmbito do qual todos os documentos são apresentados numa única fase (documento de síntese e pedido de subvenção completo). Na primeira fase só serão avaliados os documentos de síntese. Em seguida, serão avaliadas as propostas completas dos requerentes que tiverem sido pré-selecionados. Concluída a avaliação das propostas completas, será efetuada uma verificação de elegibilidade das propostas que foram selecionadas a título provisório. A verificação será efetuada com base nos documentos comprovativos solicitados pela Administração Contratante e na «declaração do requerente» assinada e enviada juntamente com o pedido de subvenção Página 2 de 23

3 Índice 1. PASA-HRS PROGRAMA DE APOIO AO SETOR DA ÁGUA HIDRÁULICA RURAL SOLAR Contexto OBJETIVOS DO PROGRAMA E QUESTÕES PRIORITÁRIAS Dotação financeira disponibilizada pela administração Contratante REGRAS APLICÁVEIS AO PRESENTE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS Critérios de elegibilidade Elegibilidade dos requerentes (ou seja, requerente e co-requerente(s)) Entidades afiliadas Organizações associadas e contratantes Ações elegíveis: ações para as quais pode ser apresentado um pedido de subvenção Elegibilidade dos custos: custos que podem ser incluídos Como requerer e procedimentos a seguir Convite público à apresentação de propostas Formulário de apresentação do pedido de subvenção Para onde e como enviar o formulário de apresentação do pedido Prazo para apresentação dos pedidos Informações adicionais sobre os pedidos Avaliação e seleção dos pedidos Entrega dos documentos comprovativos para os pedidos provisoriamente selecionados Notificação da decisão da Administração Contratante Teor da decisão Calendário indicativo Condições de execução após a decisão de atribuição de uma subvenção pela Administração Contratante LISTA DE ANEXOS Página 3 de 23

4 1. PASA-HRS PROGRAMA DE APOIO AO SETOR DA ÁGUA HIDRÁULICA RURAL SOLAR 1.1. CONTEXTO Na Guiné-Bissau, o acesso a água potável e a saneamento, constitui um desafio maior para a saúde pública. Apenas cerca de 45% da população tem acesso a pontos de água melhorado e 30% a serviços adequados de saneamento, tornando a populaçãovulnerável às doenças de origem hídrica. Os objectivos especificos do projeto PASA-HRS são de i) reforçar as capacidades organizacionais, de planificaão e structurais da DGRH, ii) aumentar o acesso a água potavel e iii) melhorar as condições de higiene das populações dos centros segundarios e aldeias das regiões de Bafatá, Gabu, Oio e Tombali Neste quadro é previsto dotar um total de 88 aldeias da República da Guiné Bissau com sistemas de fornecimento de água potável, suportados por energia fornecida por painéis fotovoltaicos. O fornecimento consiste, grosso modo, em: Construção, Fornecimento e Instalação de 27 sistemas integrados, com bomba submersa, painel fotovoltaico, sistema de monitorização e controlo, fontanários, tratamento de água e pequena distribuição de energia; Reabilitação, Eventual expansão e Potabilização de 61 sistemas, construídos e fornecidos no âmbito dos programas PRS I e PRS II. A potabilização, quando necessária, poderá realizada a partir de uma ETA, a nível do solo ou no próprio depósito já existente. Introdução de Sistema independente geral de monitorização e controlo Instalação de apoio suplementar em energia elétrica para dotar as aldeias com alguns pontos de luz, capacidade de carregamento de telemóveis e outros fins de baixo consumo. Neste programa insere-se tambem uma componente crucial, a promoção do Saneamento e Higiene, que ora é presente a concurso OBJETIVOS DO PROGRAMA E QUESTÕES PRIORITÁRIAS O objetivo geral do presente convite à apresentação de propostas é o seguinte: contribuir para melhorar o acesso a saneamento e condições de higiene das populações na Guiné-Bissau Os objetivos específicos do presente convite à apresentação de propostas é (são) o(s) seguinte(s): melhorar o saneamento com uma abordagem CLTS e a higiene em aldeias das regiões de Bafatá, Gabu, Oio e Tombali que beneficiam de novos ou reabilitados sistemas de fornecimento de água potável no quadro do projeto PASA-HRS DOTAÇÃO FINANCEIRA DISPONIBILIZADA PELA ADMINISTRAÇÃO CONTRATANTE O montante global indicativo disponibilizado no âmbito do presente convite à apresentação de propostas é de 160,000 EUR. A Administração Contratante reserva-se o direito de não atribuir todos os fundos disponíveis. Valor das subvenções As subvenções a atribuir no âmbito do presente convite à apresentação de propostas devem situar-se entre os seguinte montante máximo: Montante máximo: 160,000 EUR 2014 Página 4 de 23

5 As subvenções a atribuir no âmbito do presente convite à apresentação de propostas devem situar-se entre as seguintes percentagens máxima dos custos totais elegíveis da ação: Percentagem máxima: 90% do custo total elegível da ação (ver igualmente o ponto 2.1.5). Qualquer subvenção solicitada ao abrigo do presente convite à apresentação de propostas deve limitar-se a 90 % do total estimado dos custos aceites 1. Caso o total dos custos aceites seja igual ao total dos custos elegíveis, a percentagem aplicável ao total dos custos aceites aplica-se ao total dos custos elegíveis para garantir o cofinanciamento necessário. Sempre que no convite à apresentação de propostas for feita referência à percentagem de custos elegíveis, aplica-se o limite à percentagem aplicável ao total dos custos aceites. A título de lembrete, antes de enviar a proposta, convém verificar que a contribuição solicitada é igual ou inferior à percentagem máxima do total estimado dos custos aceites autorizados. O saldo (isto é, a diferença entre o custo total da ação e o montante solicitado à Administração Contratante) deve ser financiado pelos recursos de outras fontes que não o Orçamento da União Europeia ou o Fundo Europeu de Desenvolvimento REGRAS APLICÁVEIS AO PRESENTE CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS As presentes Orientações enunciam as regras vigentes em matéria de apresentação, seleção e execução das ações financiadas ao abrigo do presente convite à apresentação de propostas, em conformidade com o disposto no Guia Prático (disponível na Internet no seguinte endereço: ) CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE Existem três ordens de critérios de elegibilidade, relativos: 1) aos intervenientes: o requerente, ou seja, a entidade que apresenta o formulário do pedido (2.1.1), se for caso disso, o(s) seus(s) co-requerente(s) (salvo indicação em contrário, o requerente e os seus co-requerentes são designados seguidamente por «requerentes») (2.1.1), e, se for caso disso, a(s) entidade(s) afiliada(s) ao requerente e/ou ao(s) co-requerente(s). (2.1.2); 2) às ações: ações a que pode ser atribuída uma subvenção (2.1.4); 3) aos custos: tipos de custos que podem ser tidos em conta no cálculo do valor da subvenção (2.1.5) Elegibilidade dos requerentes (ou seja, requerente e co-requerente(s)) Requerente 1 Total estimado dos custos aceites = total estimado dos custos elegíveis+ contribuições em espécie, impostos não elegíveis, etc. 2 Se a subvenção for financiada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento, qualquer referência ao financiamento da União Europeia deve ser entendida como uma referência ao financiamento do Fundo Europeu de Desenvolvimento Página 5 de 23

6 (1) Para serem elegíveis para a atribuição de uma subvenção, os requerentes devem: ser uma pessoa coletiva e não ter fins lucrativos e corresponder especificamente a um dos seguintes tipos de organização: organização não-governamental, operador do setor público, organização internacional, tal como definido no artigo 43.º das Normas de Execução do Regulamento Financeiro da UE 3 e estar estabelecidos num 4 Estado-Membro da União Europeia ou na República da Guiné-Bissau. Esta obrigação não é aplicável às organizações internacionais e ser diretamente responsáveis, juntamente com o(s) seu(s) co-requerente(s) e entidade(s) afiliada(s), pela preparação e gestão da ação e não agir como intermediários e (2) Não podem participar em convites à apresentação de propostas, nem beneficiar de subvenções, os potenciais requerentes que se encontrem numa das situações enumeradas no ponto do Guia Prático Em Parte B, secção VIII do formulário de apresentação do pedido de subvenção («Declaração do requerente»), os requerentes devem declarar que não se encontram, eles mesmos ou o(s) seu(s) co-requerente(s)e a(s) respetiva(s) entidade(s) afiliada(s) em nenhuma destas situações. Os requerentes [podem concorrer a título individual ou juntamente com co-requerentes Se o contrato de subvenção lhe for atribuído, o requerente será o beneficiário identificado como Coordenador no anexo E3h1 (Condições Especiais). O Coordenador é o principal interlocutor da Administração Contratante. Representa e age em nome de qualquer co-beneficiário (se for caso disso) e coordena a conceção e a execução da ação. Co-requerente(s) O(s) co-requerente(s) deve(m) participar na conceção e na execução da ação e os custos em que incorrerem são elegíveis da mesma forma que os custos suportados pelo requerente. O(s) co-requerente(s) deve(m) satisfazer os mesmos critérios de elegibilidade que os aplicáveis ao próprio requerente. O(s) co-requerente(s) deve(m) assinar o mandato na secção 4 da parte B do formulário de apresentação do pedido de subvenção. Se o contrato de subvenção lhe for atribuído, o(s) co-requerente(s) (se for caso disso) serão os beneficiários da ação (juntamente com o Coordenador) Entidades afiliadas Entidade(s) afiliada(s) 3 Por organizações internacionais entende-se as organizações de direito internacional público criadas por acordos intergovernamentais e as agências especializadas por elas criadas; são igualmente consideradas organizações internacionais, o Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) a Federação Internacional das Sociedades Nacionais da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho. 4 A determinar com base nos estatutos da organização, os quais devem demonstrar que a organização foi estabelecida por um ato de registo conforme ao direito nacional do país em causa e que a sua sede está estabelecida num país elegível. A este respeito, as entidades jurídicas que tenham sede estatutária num outro país não podem ser consideradas organizações locais elegíveis, mesmo que os respetivos estatutos tenham sido objeto de registo local ou tenha sido concluído um «memorando de entendimento» Página 6 de 23

7 O requerente e o(s) seus(s) co-requerente(s) podem concorrer com entidade(s) afiliadas(s) Apenas as seguintes entidades podem ser consideradas entidades afiliadas ao requerente e/ou ao(s) co-requerente(s): Só as entidades jurídicas que tenham um vínculo estrutural com o requerente, nomeadamente um vínculo jurídico ou financeiro. Este vínculo estrutural inclui essencialmente duas noções: (i) (ii) Controlo, como definido na Diretiva 2013/34/UE relativa às demonstrações financeiras anuais, às demonstrações financeiras consolidadas e aos relatórios conexos de certas formas de empresas: Assim, as entidades afiliadas ao beneficiário podem ser: - Entidades controladas direta ou indiretamente pelo beneficiário (empresas filiais). Podem igualmente ser entidades controladas por uma entidade controlada pelo beneficiário (empresas subfiliais), o mesmo se aplicando a níveis ulteriores de controlo; - Entidades que controlam o beneficiário direta ou indiretamente (empresas-mãe). De igual modo, podem ser entidades que controlam uma entidade que controla o beneficiário; - Entidades sob o mesmo controlo direto ou indireto que o beneficiário (empresas cofiliais). Membership, ou seja, o beneficiário é definido juridicamente como, por exemplo, uma rede, uma federação, uma associação na qual as entidades afiliadas propostas participam igualemente ou o beneficiário participa na mesma entidade (por exemplo, uma rede, uma federação, uma associação) que as entidades afiliadas propostas. Em geral, o vínculo estrutural não deve limitar-se à ação nem ser estabelecido unicamente para efeitos da sua implementação. Tal significa que este vínculo existe independentemente da concessão da subvenção; existe antes do convite à apresentação de propostas e permanece válido após o termo da ação. A título excecional, uma entidade pode ser considerada afiliada a um beneficiário mesmo se o vínculo estrutural existente tiver sido estabelecido especificamente para efeitos de implementação da ação em caso dos chamados «requerentes únicos» ou «beneficiários únicos». Um requerente único ou um beneficiário único é uma entidade composta por várias entidades (grupo de entidades) que, conjuntamente, preenchem os critérios exigidos para poderem beneficiar de uma subvenção. Por exemplo, uma associação é formada pelos seus membros. Que entidades não são consideradas entidades afiliadas? As seguintes entidades não são consideradas entidades afiliadas a um beneficiário: - Entidades que tenham concluído um contrato ou subcontrato (público) com o beneficiário e que agem como concessionários ou delegados no que respeita a serviços públicos para o beneficiário, - Entidades que recebam apoio financeiro do beneficiário, - Entidades que cooperem de forma regular com o beneficiário com base num memorando de entendimento ou que partilhem alguns ativos, - Entidades que tenham assinado um acordo de consórcio no âmbito do contrato de subvenção. Como verificar a existência do vínculo requerido com o beneficiário? A afiliação resultante do controlo pode ser comprovada, especialmente, com base nas contas consolidadas do grupo de entidades a que pertence o beneficiário e as suas entidades afiliadas propostas Página 7 de 23

8 A afiliação resultante da membership pode ser comprovada, especialmente, com base nos estatutos ou em acto equivalente que estabeleça a entidade (rede, federação, associação) que o beneficiário constitui ou na qual participa. Se for atribuído um contrato aos requerentes, as respetivas entidades afiliadas não serão beneficiárias da ação nem signatárias do contrato. No entanto, participarão na conceção e execução da ação e os custos em que incorrerem (incluindo os incorridos para contratos de execução e apoio financeiro a terceiros) podem ser aceites como custos elegíveis desde que estejam em conformidade com as todas as regras já aplicáveis ao(s) beneficiário(s) no âmbito do contrato de subvenção. A(s) entidade(s) afiliada(s) deve(m) satisfazer os mesmos critérios de elegibilidade que o requerente e o(s) co-requerente(s). Devem assinar a declaração das entidade(s) afiliada(s) que consta da parte B da secção 5 do formulário de apresentação do pedido de subvenção Organizações associadas e contratantes As seguintes entidades não são consideradas requerente(s) nem entidade(s) afiliada(s) e não devem, por conseguinte, assinar o «mandato» ou a «declaração de entidades afiliadas»: Organizações associadas Podem participar na ação outras organizações. Essas organizações desempenham um papel efetivo na ação mas não podem beneficiar de qualquer financiamento proveniente da subvenção, com exceção das ajudas de custo diárias e das despesas de viagem. As organizações associadas não são obrigadas a satisfazer os critérios de elegibilidade mencionados no ponto As organizações associadas devem ser mencionadas na parte B, secção VI «Organizações associadas ao requerente que participam na ação» - do formulário de apresentação do pedido de subvenção. Contratantes Os beneficiários de subvenções e as respetivas entidades afiliadas estão autorizados a adjudicar contratos. As organizações associadas e a(s) entidade(s) afiliada(s) não podem ser também contratantes no projeto. Os contratantes estão abrangidos pelas regras em matéria de concursos previstas no anexo IV do modelo de contrato de subvenção Ações elegíveis: ações para as quais pode ser apresentado um pedido de subvenção Definição: uma ação consiste num conjunto de atividades. Duração A duração inicialmente prevista para uma ação não pode ser inferior a 6 meses nem exceder 12 meses. Setores ou temas Higiene e Saneamento Localização As ações devem ser realizadas nas seguintes aldeias: Nome Referência Região Sector Programa Base 1 Amedalai GABU PIRADA PRS II 2 Anambe BAFATA BAFATA PRS II 2014 Página 8 de 23

9 Nome Referência Região Sector Programa Base 3 Bajucunda GABU PIRADA PRS I 4 Bafatá OIO FARIM PRS II 5 Bagingara BAFATA CONTUBOEL PRS I 6 Bambadinca GABU GABU PASA-HRS 7 Bangacia BAFATA GALOMARO PRS I 8 Biribam OIO FARIM PRS II 9 Bonco BAFATA CONTUBOEL PASA-HRS 10 Bricama OIO FARIM PASA-HRS 11 Bricama BAFATA BAFATA PRS I 12 Buruntuma GABU PITCHE PASA-HRS 13 Cabelé GABU SONACO PRS II 14 Cambesse BAFATA XITOLE PRS II 15 Camboré GABU PITCHE PRS II 16 Campaté BAFATA GALOMARO PRS I 17 Cancubanhe BAFATA CONTUBOEL PRS I 18 Candama BAFATA XITOLE PRS I 19 Candemba Uri BAFATA BAFATA PRS II 20 Candjadude GABU GABU PASA-HRS 21 Candjufa GABU PIRADA PASA-HRS 22 Canhanque GABU GABU PRS I 23 Canquelefa GABU PITCHE PASA-HRS 24 Canquenha BAFATA CONTUBOEL PRS I 25 Cansamandje BAFATA XITOLE PRS I 26 Cansamba BAFATA GALOMARO PRS I 27 Cansonco BAFATA XITOLE PRS II 28 Carabina BAFATA BAFATA PRS II 29 Carantaba BAFATA CONTUBOEL PRS I 30 Caridade BAFATA CONTUBOEL PRS II 31 Caurba OIO FARIM PRS II 32 Cobeto BAFATA CONTUBOEL PRS I 33 Coiada GABU GABU PASA-HRS 34 Colibuia TOMBALI QUEBO PRS II 35 Cumbidja TOMBALI QUEBO PRS II 36 Cuntima OIO FARIM PASA-HRS 37 Cuntuba BAFATA GA MAMUDO PASA-HRS 38 Cussaraba OIO MANSABA PASA-HRS 39 Dara GABU PITCHE PRS II 40 Deba BAFATA GALOMARO PRS I 41 Demba Tacoba BAFATA BAMBADINCA PRS I 42 Djaima GABU PITCHE PRS II 43 Djamboro GABU PITCHE PRS I 44 Fajonquito BAFATA CONTUBOEL PRS I 45 Fambantam OIO FARIM PASA-HRS 46 Fasse GABU SONACO PASA-HRS 47 Fataco Mandinga BAFATA CONTUBOEL PRS I 48 Gã Carnes BAFATA BAMBADINCA PRS II 49 Gã Mamudo OIO MANSOA PASA-HRS 50 Gã Turé BAFATA BAMBADINCA PRS I 51 Galugada Mandinga BAFATA CONTUBOEL PRS I 52 Ginane BAFATA CONTUBOEL PRS I 2014 Página 9 de 23

10 Nome Referência Região Sector Programa Base 53 Guidadje OIO FARIM PRS II 54 Irabato OIO FARIM PRS II 55 Lenqueto BAFATA CONTUBOEL PRS I 56 Lenqueto I GABU SONACO PRS II 57 Madina Braima Sori GABU SONACO PASA-HRS 58 Madina Fali BAFATA GALOMARO PRS I 59 Mafanco GABU SONACO PASA-HRS 60 Mampatá Corubali BAFATA XITOLE PRS II 61 Mampatá Forea TOMBALI QUEBO PRS II 62 Manhau OIO MANSABA PASA-HRS 63 Mansaine BAFATA GA MAMUDO PRS II 64 Mansidi BAFATA GA MAMUDO PRS I 65 Mansode OIO MANSABA PASA-HRS 66 Maque OIO BISSORA PASA-HRS 67 Missira BAFATA GA MAMUDO PRS II 68 Morés OIO MANSABA PASA-HRS 69 Norbantam Mandinga OIO FARIM PRS II 70 N'Tchalé di Bás OIO MANSOA PASA-HRS 71 Pacua BAFATA GA MAMUDO PRS I 72 Padjama GABU PITCHE PASA-HRS 73 Pirada GABU PIRADA PASA-HRS 74 Pitche GABU PITCHE PASA-HRS 75 Ponhé Maunde GABU GABU PASA-HRS 76 Sado BAFATA GA MAMUDO PRS II 77 Sansancutoto OIO FARIM PRS II 78 Sare Bacar BAFATA CONTUBOEL PRS I 79 Saucunda GABU SONACO PASA-HRS 80 Sintchã Botché GABU PIRADA PASA-HRS 81 Sintchã Sama GABU PITCHE PRS I 82 Sumbundo BAFATA CONTUBOEL PRS I 83 Tantan Cossé BAFATA BAFATA PRS II 84 Tchumael BAFATA XITOLE PRS II 85 Tendinto BAFATA CONTUBOEL PRS I 86 Uacaba GABU SONACO PRS II 87 Ufoia Ura GABU PITCHE PRS I 88 Umaru Cossé BAFATA GALOMARO PRS I Tipos de ação: 1. Construção de infraestruturas de saneamento i) ao nivel das tabancas em cima referidas tais como postos de lavagem de mãos, lavagens de roupa e para as escolas ii) ao nivel das familias com um abordagem CLTS 2. Formação das comunidades no que diz respeito à Higiene e Saneamento de base Utilização e conservação adequada da agua Gestão dos residuos sólidos. Não são elegíveis os seguintes tipos de ações: 2014 Página 10 de 23

11 ações cujo único ou principal objetivo seja o patrocínio individual para participação em ações de formação, seminários, conferências e congressos; ações cujo único ou principal objetivo seja o financiamento de bolsas de estudo ou de ações de formação; Tipos de atividades Animação, Formação e sensibilização Construção de latrinas familiares e coletivas Identificação e registo de informação relativa a saneamento e Higiene na base de dados da DGRH (SIRESH-GB) Identificar, por aldeia, as práticas a risco no domínio da Higiene e Saneamento; Promover a adoção de práticas de Higiene e Saneamento nas comunidades rurais, a nível de famílias e nas Escolas. Desenhar e implementar soluções de saneamento adaptadas às verdadeiras necessidades, capacidades e sensibilidades das populações alvo, incluindo a caracterização técnica, construtiva e financeira para realização, reabilitação e manutenção das obras de saneamento; Criar uma rede de artesãos locais nas técnicas de construção de infraestruturas de Higiene e Saneamento, promovendo a utilização demateriais locais, bem como de centros de comercialização de módulos constituintes de latrinas, etc. Propor e introduzir soluções de fornecimento de água para algumas infraestruturas comunitárias, tais como postos de lavagem de mãos, lavagens de roupa Organizar o triagem, armazenagem e destruição de resíduos sólidos, Apoio financeiro a terceiros 5 Os requerentes podem propor apoio financeiro a terceiros. Os requerentes podem propor apoio financeiro a terceiros para ajudá-los a alcançar os objetivos da ação. O montante máximo de apoio financeiro a terceiros é de EUR, exceto nos casos em que o apoio financeiro a terceiros constitui o principal objetivo da ação, não se aplicando nesse caso nenhum limite/ ou pode ser fixado um limite inferior a EUR, se apropriado. No âmbito do presente convite à apresentação de propostas, o apoio financeiro a terceiros não pode ser o principal objetivo da ação. Em conformidade com as presentes Orientações e, nomeadamente, com as condições ou restrições enunciadas na presente secção, os requerentes devem definir obrigatoriamente no ponto do formulário de apresentação do pedido de subvenção: (i) os objetivos e os resultados pretendidos com o apoio financeiro (ii) os diferentes tipos de atividades elegíveis para apoio financeiro, com base numa lista 5 Estes terceiros não são entidades afiliadas nem organizações associadas nem contratantes Página 11 de 23

12 (iii) os tipos de pessoas ou categorias de pessoas que podem receber apoio financeiro (iv) os critérios para a seleção dessas entidades e a concessão de apoio financeiro (v) os critérios para a definição do montante exato de apoio financeiro a cada entidade terceira, e (vi) o montante máximo que pode ser concedido. Em qualquer caso, as condições obrigatórias enunciadas acima para a concessão de apoio financeiro (pontos (i) a (vi)) devem se definidas de forma rigorosa no contrato por forma a evitar o exercício de poder discricionário.] O apoio financeiro é autorizado a lares, pequenas empresas artesanais locais e a comités de tabanca e exclusivamente para a realização direta das obras de saneamento Visibilidade Os requerentes devem tomar todas as medidas necessárias para assegurar a visibilidade do financiamento ou do cofinanciamento da ação pela União Europeia. Tanto quanto possível, as ações financiadas parcial ou totalmente pela União Europeia devem incluir atividades de informação e de comunicação destinadas a sensibilizar públicos específicos ou o grande público para as razões dessas ações, bem como para o apoio da UE a favor das ações no país ou na região em questão, bem como para os resultados e o impacto deste apoio. O requerente deve respeitar os objetivos e prioridades e garantir a visibilidade do financiamento da UE (ver Manual de Comunicação e Visibilidade das ações externas da UE, redigido e publicado pela Comissão Europeia, que pode ser consultado em ). Número de pedidos e de subvenções por requerente O requerente não pode apresentar mais do que 1pedido(s) no âmbito do presente convite à apresentação de propostas. O requerente não pode beneficiar de mais do que 1 subvenção no âmbito do presente convite à apresentação de propostas. O requerente pode ser um co-requerente ou uma entidade afiliada noutro pedido simultaneamente. Um co-requerente /entidade afiliada não pode apresentar mais do que 1pedido no âmbito do presente convite à apresentação de propostas. Um co-requerente /entidade afiliada pode beneficiar de mais do que 1 subvenção no âmbito do presente convite à apresentação de propostas. Um co-requerente/entidade afiliada pode ser o requerente ou uma entidade afiliada noutro pedido simultaneamente Elegibilidade dos custos: custos que podem ser incluídos Somente os «custos elegíveis» podem ser cobertos por uma subvenção. As categorias de custos consideradas elegíveis e não elegíveis são indicadas abaixo. O orçamento constitui simultaneamente uma estimativa dos custos e um limite máximo global dos «custos elegíveis». O reembolso dos custos elegíveis pode basear-se em uma ou na combinação das seguintes formas: custos efetivamente incorridos pelo(s) beneficiário(s) e entidade(s) afiliada(s) uma ou mais opções simplificadas dos custos. As opções simplificadas em matéria de custos podem assumir as seguintes formas: 2014 Página 12 de 23

13 custos unitários: cobrem todas ou algumas categorias específicas de custos elegíveis que estão claramente identificadas previamente em relação a um montante por unidade. montantes fixos: cobrem em termos globais todas ou algumas categorias específicas de custos elegíveis que estão claramente identificadas previamente. financiamento a taxa fixa: cobrem todas ou algumas categorias específicas de custos elegíveis que estão claramente identificadas previamente mediante aplicação de uma percentagem fixada ex ante. Os montantes ou taxas devem basear-se em estimativas que recorrem a dados objetivos, como dados estatísticos ou quaisquer outros meios objetivos ou com referência a dados históricos certificados ou fiscalizáveis dos requerentes ou da(s) entidade(s) afiliada(s). Os métodos utilizados para determinar os montantes ou as taxas dos custos unitários, montantes fixos ou taxas fixas devem cumprir os critérios estabelecidos no anexo K, e em especial garantir que os custos correspondem aos custos efetivos incorridos pelo(s) beneficiário(s) da subvenção e pela(s) entidade(s) afiliada(s), estar em conformidade com as suas práticas contabilísticas, não gerar lucros e não estarem já cobertos por outras fontes de financiamento (não deve haver duplo financiamento). Ver o anexo K para instruções e uma lista de controlos para avaliar as condições mínimas necessárias que constituem uma garantia razoável para aceitação dos montantes propostos. O requerente que propõe esta forma de reembolso deve indicar claramente, na folha 1 do Anexo B, cada rubrica/elemento dos custos elegíveis abrangido por este tipo de financiamento, ou seja, acrescentar a referência em letras maiúsculas «CUSTO UNITÁRIO» (por mês/voo, etc.), «MONTANTE FIXO» ou «TAXA FIXA» na coluna da Unidade (ver exemplo no Anexo K). Em complemento, no Anexo B, na segunda coluna da folha 2 «Justificação dos custos estimados», por cada elemento ou rubrica orçamental correspondente, o requerente deve: descrever as informações e os métodos utilizados para determinar os montantes dos custos unitários, montantes fixos e/ou taxas unitárias, a que os custos se referem, etc.; explicar claramente as fórmulas aplicadas ao cálculo do montante elegível final 6 ; identificar o beneficiário que utilizará a opção simplificada dos custos (em caso de entidade afiliada, indicar primeiro o beneficiário), de forma a verificar o montante máximo por cada beneficiário (o que inclui, se for esse o caso, as opções simplificadas dos custos da(s) suas(s) entidade(s) afiliada(s)). Na fase de adjudicação, a Administração Contratante decide se aceita os montantes ou as taxas propostos com base no orçamento provisório apresentado pelo requerente, mediante análise dos dados factuais das subvenções efetuados pelo requerente ou de ações similares e mediante realização das verificações indicadas no anexo K. O montante total do financiamento com base nas opções simplificadas dos custos que pode ser autorizado pela Administração Contratante para cada um dos requerentes a título individual (incluindo as opções simplificadas dos custos propostas pelas suas próprias entidades afiliadas) não pode exceder EUR (os custos indiretos não são tidos em conta). As recomendações para a atribuição de uma subvenção são sempre formuladas na condição de o processo de verificação, que antecede a assinatura do contrato de subvenção, não revelar problemas que exijam alterações do orçamento (por exemplo, erros aritméticos, inexatidões ou custos não realistas e inelegíveis). A verificação pode dar origem a pedidos de esclarecimento e levar a Administração Contratante a impor 6 Exemplos: - para os custos de pessoal: número de horas ou de dias de trabalho * tarifa horária ou diária préestabelecida em função da categoria do pessoal em causa; - para as despesas de viagem: distância em km * custo do transporte por km pré-estabelecido; número de dias * ajuda de custo diária pré-estabelecida em função do país; - para as despesas específicas ligadas à organização de um evento: número de participantes no evento * custo total pré-estabelecido por participante, etc Página 13 de 23

Administração Contratante: Delegação da União Europeia no Gabão para Guiné Equatorial, São Tomé e Príncipe e a CEEAC

Administração Contratante: Delegação da União Europeia no Gabão para Guiné Equatorial, São Tomé e Príncipe e a CEEAC Administração Contratante: Delegação da União Europeia no Gabão para Guiné Equatorial, São Tomé e Príncipe e a CEEAC Programa para Actores Não Estatais e Autoridades Locais no Desenvolvimento (RDSTP 2014)

Leia mais

Administração Contratante: Delegação da União Europeia no Brasil. Programa Temático: Organizações da Sociedade Civil e Autoridades Locais

Administração Contratante: Delegação da União Europeia no Brasil. Programa Temático: Organizações da Sociedade Civil e Autoridades Locais Administração Contratante: Delegação da União Europeia no Brasil Programa Temático: Organizações da Sociedade Civil e Autoridades Locais Exclusivo para as Organizações da Sociedade Civil Orientações destinadas

Leia mais

Administração Contratante: Delegação da União Europeia no Brasil ATORES NÃO ESTATAIS E AUTORIDADES LOCAIS EM DESENVOLVIMENTO

Administração Contratante: Delegação da União Europeia no Brasil ATORES NÃO ESTATAIS E AUTORIDADES LOCAIS EM DESENVOLVIMENTO Administração Contratante: Delegação da União Europeia no Brasil ATORES NÃO ESTATAIS E AUTORIDADES LOCAIS EM DESENVOLVIMENTO LOTE 1: Atores Não Estatais (ANE) Rubrica Orçamental: 21 03 01 LOTE 2: Autoridades

Leia mais

União Europeia. Objectivos da sessão

União Europeia. Objectivos da sessão União Europeia Instrumento Europeu para Democracia e Direitos Humanos (IEDDH) Convite para a apresentação de propostas Referencia: EuropeAid/136-792/DD/ACT/MZ Sessão de Informação: Propostas Completas

Leia mais

Sessão de Informação Convite para Apresentação de Propostas Actores Não Estatais e Autoridades Locais

Sessão de Informação Convite para Apresentação de Propostas Actores Não Estatais e Autoridades Locais Sessão de Informação Convite para Apresentação de Propostas Actores Não Estatais e Autoridades Locais Delegação da União Europeia - Moçambique 10 Outubro 2013 1 1. Intervenientes 2. Destaques 2 Subvenções

Leia mais

GABINETE DO ORDENADOR NACIONAL PARA A COOPERAÇÃO MOÇAMBIQUE / UE DELEGAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA EM MOÇAMBIQUE

GABINETE DO ORDENADOR NACIONAL PARA A COOPERAÇÃO MOÇAMBIQUE / UE DELEGAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA EM MOÇAMBIQUE GABINETE DO ORDENADOR NACIONAL PARA A COOPERAÇÃO MOÇAMBIQUE / UE DELEGAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA EM MOÇAMBIQUE o Clarificar critérios de elegibilidade o Informar sobre segunda fase: Proposta completa o Responder

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA Gabinete de Cooperação EuropeAid. América Latina Gestão financeira e contratual

COMISSÃO EUROPEIA Gabinete de Cooperação EuropeAid. América Latina Gestão financeira e contratual 1 Introdução ao sistema financeiro (custos elegíveis ) Custos directos elegíveis por natureza Custos não elegíveis Período de elegibilidade Repartição das despesas financeiras em conformidade com oanexo

Leia mais

Perguntas e respostas mais frequentes

Perguntas e respostas mais frequentes Convite n.ºeuropeaid/136-792/dd/act/mz para a apresentação de propostas para o Instrumento Europeu para Democracia e Direitos Humanos Perguntas e respostas mais frequentes Por ocasião do lançamento do

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Digitalização de documentos analógicos em suporte magnético 2014/S 180-316768. Anúncio de concurso. Serviços

Bélgica-Bruxelas: Digitalização de documentos analógicos em suporte magnético 2014/S 180-316768. Anúncio de concurso. Serviços 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:316768-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Digitalização de documentos analógicos em suporte magnético 2014/S 180-316768

Leia mais

(Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO EUROPEIA

(Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO EUROPEIA 23.10.2015 PT Jornal Oficial da União Europeia C 351/9 V (Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO EUROPEIA CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS «Apoio a ações de informação no domínio da política

Leia mais

Programa para Actores Não Estatais e Autoridades Locais no Desenvolvimento

Programa para Actores Não Estatais e Autoridades Locais no Desenvolvimento Comissão Europeia Programa para Actores Não Estatais e Autoridades Locais no Desenvolvimento ANGOLA Orientações destinadas aos requerentes de subvenções Convite Publico à Apresentação de Propostas Linha

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:215101-2013:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Apoio no âmbito do trabalho preparatório de medidas de conceção ecológica

Leia mais

COMISSÃO EUROPEIA. o reforço de capacidades das organizações de acolhimento e a assistência técnica às organizações de envio,

COMISSÃO EUROPEIA. o reforço de capacidades das organizações de acolhimento e a assistência técnica às organizações de envio, C 249/8 PT Jornal Oficial da União Europeia 30.7.2015 COMISSÃO EUROPEIA CONVITE À APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS EACEA 25/15 Iniciativa Voluntários para a Ajuda da UE: Destacamento de Voluntários para a Ajuda

Leia mais

Instrumento Europeu para Democracia e Direitos Humanos

Instrumento Europeu para Democracia e Direitos Humanos Entidade Contratante: Delegação da União Europeia em Moçambique Instrumento Europeu para Democracia e Direitos Humanos Orientações destinadas aos requerentes de subvenções CORRIGENDUM Concurso restrito

Leia mais

Gabinete do Ordenador Nacional para a Cooperação Moçambique União Europeia. Programa de Apoio aos Actores Não Estatais (PAANE)

Gabinete do Ordenador Nacional para a Cooperação Moçambique União Europeia. Programa de Apoio aos Actores Não Estatais (PAANE) Gabinete do Ordenador Nacional para a Cooperação Moçambique União Europeia Programa de Apoio aos Actores Não Estatais (PAANE) Orientações destinadas aos requerentes de subvenções Rubrica orçamental: 02.10.10.01

Leia mais

Anúncio de concurso. Fornecimentos

Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:268336-2015:text:pt:html Itália-Ispra: Fornecimento, instalação e manutenção de 2 sistemas de armazenamento por baterias

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS FINANCIADO PELA UE/PELO FED

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS FINANCIADO PELA UE/PELO FED Divulgação limitada à Entidade Adjudicante e ao autor do documento, tendo em vista proteger os dados pessoais e a vida privada, bem como a confidencialidade de informações comerciais e industriais FORMULÁRIO

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378383-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378383-2013:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378383-2013:text:pt:html Polónia-Varsóvia: Contrato-quadro para desenvolvimento de Intranet com base em SharePoint, sistema

Leia mais

O candidato exerce uma actividade no domínio do desporto? 4

O candidato exerce uma actividade no domínio do desporto? 4 . FORMULÁRIO DE CANDIDATURA DE 2010 ACÇÃO PREPARATÓRIA NO DOMÍNIO DO DESPORTO CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS EAC/22/2010 (CONCURSO ABERTO) Execução da rubrica orçamental 15.05.11 para 2010 Domínios

Leia mais

(5) As disposições relativas à aquisição de terrenos com o apoio de instrumentos financeiros devem ser clarificadas por regras específicas.

(5) As disposições relativas à aquisição de terrenos com o apoio de instrumentos financeiros devem ser clarificadas por regras específicas. 13.5.2014 L 138/5 REGULAMENTO DELEGADO (UE) N. o 480/2014 DA COMISSÃO de 3 de março de 2014 que completa o Regulamento (UE) n. o 1303/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho que estabelece disposições

Leia mais

EUROPA CRIATIVA (2014-2020) Subprograma «Cultura» Convite à apresentação de candidaturas n.º

EUROPA CRIATIVA (2014-2020) Subprograma «Cultura» Convite à apresentação de candidaturas n.º EUROPA CRIATIVA (2014-2020) Subprograma «Cultura» Convite à apresentação de candidaturas n.º EACEA 32/2014 : Projetos de cooperação europeia Execução das ações do subprograma «Cultura»: projetos de cooperação

Leia mais

PARCERIA E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES

PARCERIA E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES ANEXO III DISPOSIÇÕES ESPECÍFICAS PARCERIA E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES [MULTI-BENEFICIÁRIOS] III. 1 - Definições Para além das previstas no artigo II.1, aplicam-se à presente convenção

Leia mais

PARCERIAS E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES

PARCERIAS E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES ANEXO III DISPOSIÇÕES ESPECÍFICAS PARCERIAS E PONTES MARIE CURIE ENTRE EMPRESAS E UNIVERSIDADES [MULTI-BENEFICIÁRIOS] III.1 Definições Para além das previstas no artigo II.1, aplicam-se à presente convenção

Leia mais

relativas às listas provisórias nacionais dos serviços mais representativos associados a contas de pagamento e sujeitos a comissões

relativas às listas provisórias nacionais dos serviços mais representativos associados a contas de pagamento e sujeitos a comissões EBA/GL/2015/01 11.05.2015 Orientações da EBA relativas às listas provisórias nacionais dos serviços mais representativos associados a contas de pagamento e sujeitos a comissões 1 Obrigações em matéria

Leia mais

Regulamento do Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I.P. 2015

Regulamento do Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I.P. 2015 Regulamento do Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I.P. 2015 Republicação Artigo 1.º Objeto 1 - O presente regulamento define a natureza dos apoios a nível nacional do Programa de Financiamento

Leia mais

REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO. de 4.3.2014

REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO. de 4.3.2014 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 4.3.2014 C(2014) 1229 final REGULAMENTO DELEGADO (UE) N.º /.. DA COMISSÃO de 4.3.2014 que completa o Regulamento (UE) n.º 1299/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho no que

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/9 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:213932-2013:text:pt:html B-Bruxelas: Serviços de especialização de médico-assistente e de dentista-assistente junto dos

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO. Projetos de Desenvolvimento do Ensino Superior. Projetos Inovadores no Domínio Educativo. Enquadramento

REGULAMENTO DO CONCURSO. Projetos de Desenvolvimento do Ensino Superior. Projetos Inovadores no Domínio Educativo. Enquadramento REGULAMENTO DO CONCURSO Projetos de Desenvolvimento do Ensino Superior Projetos Inovadores no Domínio Educativo 2015 Enquadramento A Fundação Calouste Gulbenkian, desde a sua criação, tem atribuído grande

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: CDR/ARCH/41/2014 Aquisição, instalação e adaptação de software de gestão documental e de arquivo 2014/S 153-273985

Bélgica-Bruxelas: CDR/ARCH/41/2014 Aquisição, instalação e adaptação de software de gestão documental e de arquivo 2014/S 153-273985 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:273985-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: CDR/ARCH/41/2014 Aquisição, instalação e adaptação de software de gestão documental

Leia mais

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 24 de fevereiro de 2015. Série. Número 33

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 24 de fevereiro de 2015. Série. Número 33 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, 24 de fevereiro de 2015 Série 2.º Suplemento Sumário PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Decreto Regulamentar Regional n.º 1/2015/M Aprova o Regulamento

Leia mais

POLÍTICA DE COESÃO 2014-2020

POLÍTICA DE COESÃO 2014-2020 INSTRUMENTOS FINANCEIROS NA POLÍTICA DE COESÃO 2014-2020 POLÍTICA DE COESÃO 2014-2020 A Comissão Europeia aprovou propostas legislativas no âmbito da política de coesão para 2014-2020 em outubro de 2011

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:283598-2014:text:pt:html Itália-Ispra: Contrato-quadro de serviços de imagística, dividido em 2 lotes 2014/S 158-283598

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:256532-2013:text:pt:html Grécia-Tessalónica: Serviços de manutenção, apoio e desenvolvimento Web para o sítio Web oficial

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AO FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AO FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Fundo de Eficiência Energética AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURA AO FUNDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Hotelaria Incentivo à promoção da Eficiência Energética 2015 AVISO 11 - Hotelaria Incentivo à promoção

Leia mais

PARTE C INFORMAÇÃO AOS CANDIDATOS

PARTE C INFORMAÇÃO AOS CANDIDATOS Part C Information for applicants PARTE C INFORMAÇÃO AOS CANDIDATOS Todas as organizações (incluindo grupos informais) que pretendem submeter uma proposta de projeto para obtenção de apoio financeiro da

Leia mais

Projecto-piloto sobre a integração da vigilância marítima no Mediterrâneo e nos seus acessos atlânticos

Projecto-piloto sobre a integração da vigilância marítima no Mediterrâneo e nos seus acessos atlânticos FORMULÁRIO DE PEDIDO DE SUBVENÇÃO Projecto-piloto sobre a integração da vigilância marítima no Mediterrâneo e nos seus acessos atlânticos O formulário de candidatura e os modelos aqui apresentados, bem

Leia mais

Sistema de Incentivos. Internacionalização das PME

Sistema de Incentivos. Internacionalização das PME SISTEMA DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Tipologia de investimento: Qualificação e Internacionalização das PME Área de investimento Internacionalização das PME O sistema de incentivos tem como objetivo reforçar

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de tradução para inglês 2015/S 152-279505. Anúncio de concurso. Serviços

Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de tradução para inglês 2015/S 152-279505. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:279505-2015:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de tradução para inglês 2015/S 152-279505 Anúncio de concurso

Leia mais

AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº ALT20-45-2015-08

AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº ALT20-45-2015-08 AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº ALT20-45-2015-08 SISTEMA DE APOIO À INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA PROJETOS DE INVESTIGAÇÃO CIENTÍFICA E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO

Leia mais

S. R. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA DIREÇÃO-GERAL DO ENSINO SUPERIOR

S. R. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA DIREÇÃO-GERAL DO ENSINO SUPERIOR Regulamento de Formação Avançada e Qualificação de Recursos Humanos da Direção-Geral do Ensino Superior (Aprovado por despacho, de 15 de junho de 2012, do Presidente do Conselho Diretivo da Fundação para

Leia mais

Programa de Apoio aos Actores Não Estatais (PAANE) EuropeAid/135-475/ID/ACT/MZ (FED)

Programa de Apoio aos Actores Não Estatais (PAANE) EuropeAid/135-475/ID/ACT/MZ (FED) República de Moçambique Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Gabinete do Ordenador Nacional União Europeia Programa de Apoio aos Actores Não Estatais (PAANE) EuropeAid/135-475/ID/ACT/MZ (FED)

Leia mais

I-Ispra: Fornecimento e manutenção de um sistema automatizado de imagiologia celular 2013/S 093-157518. Anúncio de concurso.

I-Ispra: Fornecimento e manutenção de um sistema automatizado de imagiologia celular 2013/S 093-157518. Anúncio de concurso. 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:157518-2013:text:pt:html I-Ispra: Fornecimento e manutenção de um sistema automatizado de imagiologia celular 2013/S

Leia mais

PROGRAMA GULBENKIAN QUALIFICAÇÂO DAS NOVAS GERAÇÕES REGULAMENTO DO CONCURSO. Educação Especial. Enquadramento

PROGRAMA GULBENKIAN QUALIFICAÇÂO DAS NOVAS GERAÇÕES REGULAMENTO DO CONCURSO. Educação Especial. Enquadramento PROGRAMA GULBENKIAN QUALIFICAÇÂO DAS NOVAS GERAÇÕES REGULAMENTO DO CONCURSO Educação Especial 2014 Enquadramento A Fundação Calouste Gulbenkian tem vindo, desde há vários anos, a prestar particular atenção

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:126814-2015:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:126814-2015:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:126814-2015:text:pt:html Alemanha-Karlsruhe: Serviços de gestão de projetos e planeamento para projetos de construção

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:330920-2014:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:330920-2014:text:pt:html 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:330920-2014:text:pt:html Portugal-Lisboa: Disponibilização de transporte, armazenamento, manutenção e seguro para equipamento

Leia mais

Carta de convite à apresentação de propostas Contrato-quadro de prestação de serviços múltiplos

Carta de convite à apresentação de propostas Contrato-quadro de prestação de serviços múltiplos Direção E Políticas Horizontais e Redes Diretora Adjunta Bruxelas, 29 de janeiro de 2013 BT/SA/dfm - D/209/2013 Carta de convite à apresentação de propostas Contrato-quadro de prestação de serviços múltiplos

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO. Recuperação, Tratamento e Organização de Acervos Documentais. Enquadramento

REGULAMENTO DO CONCURSO. Recuperação, Tratamento e Organização de Acervos Documentais. Enquadramento REGULAMENTO DO CONCURSO Recuperação, Tratamento e Organização de Acervos Documentais 2015 Enquadramento A recuperação, tratamento e organização de acervos documentais com relevante interesse histórico,

Leia mais

Os destinatários da Tipologia II são ONGPD registadas no INR, I.P. até ao dia 31 de dezembro de 2014.

Os destinatários da Tipologia II são ONGPD registadas no INR, I.P. até ao dia 31 de dezembro de 2014. Regulamento do Programa de Financiamento a Projetos pelo INR, I.P. 2015 Este documento pretende prestar esclarecimentos acerca de alguns artigos do Regulamento do Programa de Financiamento 2015 que, pela

Leia mais

BOLSAS MARIE CURIE DE ACOLHIMENTO PARA FORMAÇÃO DE INVESTIGADORES EM INÍCIO DE CARREIRA

BOLSAS MARIE CURIE DE ACOLHIMENTO PARA FORMAÇÃO DE INVESTIGADORES EM INÍCIO DE CARREIRA ANEXO III DISPOSIÇÕES ESPECÍFICAS BOLSAS MARIE CURIE DE ACOLHIMENTO PARA FORMAÇÃO DE INVESTIGADORES EM INÍCIO DE CARREIRA [VERSÃO MONOCONTRATANTE] III.1 - Definições Além das previstas no artigo II.1,

Leia mais

BOLSAS MARIE CURIE DE ACOLHIMENTO PARA A TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTOS

BOLSAS MARIE CURIE DE ACOLHIMENTO PARA A TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTOS ANEXO III DISPOSIÇÕES ESPECÍFICAS BOLSAS MARIE CURIE DE ACOLHIMENTO PARA A TRANSFERÊNCIA DE CONHECIMENTOS REGIME DE DESENVOLVIMENTO [MONOCONTRATANTE] III.1 - Definições Além das previstas no artigo II.1,

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS SISTEMA DE APOIO ÀS AÇÕES COLETIVAS INTERNACIONALIZAÇÃO Índice 1. Objetivo temático, prioridade de investimento e objetivo específico... 3 2. A área geográfica

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS PROGRAMAS OPERACIONAIS REGIONAIS Deliberações CMC POVT: 15/10/2007, 17/03/2008 e 6/02/2012 Deliberação CMC POR: 30/01/2012 e 8/08/2012 AÇÕES INOVADORAS PARA O ENTRADA EM VIGOR EM 9/08/2012 NA REDAÇÃO DADA

Leia mais

AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº ALT20 59 2015 11. Sistema de Incentivos Qualificação de PME

AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº ALT20 59 2015 11. Sistema de Incentivos Qualificação de PME AVISO DE CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº ALT20 59 2015 11 Sistema de Incentivos Qualificação de PME CONTRATAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS ALTAMENTE QUALIFICADOS DOMÍNIO DA COMPETITIVIDADE

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Despacho Sob proposta do Gestor do Programa Operacional Sociedade do Conhecimento e nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 29º do Decreto-Lei n.º 54-A/2000, de

Leia mais

REGRAS DE EXECUÇÃO DA DECISÃO N.º 32/2011 RELATIVA AO REEMBOLSO DAS DESPESAS DE VIAGEM DOS DELEGADOS DOS MEMBROS DO CONSELHO

REGRAS DE EXECUÇÃO DA DECISÃO N.º 32/2011 RELATIVA AO REEMBOLSO DAS DESPESAS DE VIAGEM DOS DELEGADOS DOS MEMBROS DO CONSELHO REGRAS DE EXECUÇÃO DA DECISÃO N.º 32/2011 RELATIVA AO REEMBOLSO DAS DESPESAS DE VIAGEM DOS DELEGADOS DOS MEMBROS DO CONSELHO Bruxelas, 1 de Março de 2011 SN 1704/11 1. INTRODUÇÃO O presente documento descreve

Leia mais

Integração de Dados Nacionais sobre o Oceano CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

Integração de Dados Nacionais sobre o Oceano CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Integração de Dados Nacionais sobre o Oceano CONVITE À APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Informação de Referência: EEA PT02 PA objetivo Bom Estado Ambiental nas águas marinhas e costeiras da Europa EEA PT02

Leia mais

Portugal-Lisboa: Serviços informáticos de gestão eletrónica de recursos humanos 2014/S 001-000003. Anúncio de concurso. Serviços

Portugal-Lisboa: Serviços informáticos de gestão eletrónica de recursos humanos 2014/S 001-000003. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:3-2014:text:pt:html Portugal-Lisboa: Serviços informáticos de gestão eletrónica de recursos humanos 2014/S 001-000003

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378236-2014:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378236-2014:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378236-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Concurso n.o 06B10/2014/M054 Centro de gestão da mobilidade no edifício Altiero

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:145006-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:145006-2013:text:pt:html 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:145006-2013:text:pt:html B-Bruxelas: Serviços de formação profissional no domínio da vigilância, do combate a incêndios,

Leia mais

POLÍTICA DE COESÃO 2014-2020

POLÍTICA DE COESÃO 2014-2020 INSTRUMENTOS FINANCEIROS NA POLÍTICA DE COESÃO 2014-2020 POLÍTICA DE COESÃO 2014-2020 As novas regras e legislação para os investimentos futuros da política de coesão da UE durante o período de programação

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de 12.12.2014

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de 12.12.2014 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 2.2.204 C(204) 9788 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 2.2.204 que aprova determinados elementos do programa operacional "Capital Humano" do apoio do Fundo Social Europeu

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO EQUIPAMENTOS ESTRUTURANTES DO SISTEMA URBANO NACIONAL DISPOSIÇÕES GERAIS

PROGRAMA OPERACIONAL VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO EQUIPAMENTOS ESTRUTURANTES DO SISTEMA URBANO NACIONAL DISPOSIÇÕES GERAIS PROGRAMA OPERACIONAL VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO Deliberações CMC POVT: 17/03/2008, 6/02/012 e 16/09/2013 EQUIPAMENTOS ESTRUTURANTES DO SISTEMA URBANO ENTRADA EM VIGOR EM 17/09/2013 NA REDAÇÃO DADA PELA

Leia mais

BOLSA INTERNACIONAL DE ENTRADA MARIE CURIE

BOLSA INTERNACIONAL DE ENTRADA MARIE CURIE ANEXO III DISPOSIÇÕES ESPECÍFICAS BOLSA INTERNACIONAL DE ENTRADA MARIE CURIE III. 1 - Definições FASE DE ENTRADA Para além das previstas no artigo II.1, aplicam-se à presente convenção de subvenção as

Leia mais

I-Ispra: Fornecimento e instalação de cablagem estruturada, instalação de sistemas de voz-dados e redes de fibra ótica 2013/S 121-206362

I-Ispra: Fornecimento e instalação de cablagem estruturada, instalação de sistemas de voz-dados e redes de fibra ótica 2013/S 121-206362 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:206362-2013:text:pt:html I-Ispra: Fornecimento e instalação de cablagem estruturada, instalação de sistemas de voz-dados

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/10 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:177416-2013:text:pt:html B-Bruxelas: Desenvolvimento e implementação de uma ferramenta para a realização de testes de

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:261867-2013:text:pt:html Espanha-Alicante: Contrato de apólices de seguros para danos materiais, responsabilidade civil

Leia mais

Anúncio de concurso. Fornecimentos

Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:239648-2014:text:pt:html Espanha-Alicante: Contratação de fornecimento de eletricidade (lote 1) e gás (lote 2) nos imóveis

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE-20-2015-07

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE-20-2015-07 CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS AVISO Nº POISE-20-2015-07 Apoios à Contratação Iniciativa Emprego Jovem Programa Operacional Inclusão Social e Emprego Objetivo Temático 8 - Promover a sustentabilidade

Leia mais

1. Contexto. 2. Prioridades abertas

1. Contexto. 2. Prioridades abertas 1. Contexto O Programa Operacional do Objetivo Cooperação Territorial do Espaço Sudoeste Europeu (SUDOE) 2007-2013, elaborado pelos quatro Estados que integram o espaço SUDOE (Espanha, França, Portugal

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO À TRADUÇÃO DE OBRAS DE AUTORES PORTUGUESES E DE AUTORES AFRICANOS DE LÍNGUA OFICIAL PORTUGUESA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO À TRADUÇÃO DE OBRAS DE AUTORES PORTUGUESES E DE AUTORES AFRICANOS DE LÍNGUA OFICIAL PORTUGUESA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO À TRADUÇÃO DE OBRAS DE AUTORES PORTUGUESES E DE AUTORES AFRICANOS DE LÍNGUA OFICIAL PORTUGUESA CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1º Objecto 1 - O presente regulamento

Leia mais

Reapreciação da Comunicação relativa ao seguro de crédito à exportação em operações garantidas a curto prazo. Documento de consulta

Reapreciação da Comunicação relativa ao seguro de crédito à exportação em operações garantidas a curto prazo. Documento de consulta Reapreciação da Comunicação relativa ao seguro de crédito à exportação em operações garantidas a curto prazo 1. Introdução Documento de consulta Em alguns Estados-Membros, as agências oficiais de crédito

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO. Atividades Culturais e Científicas Circum-Escolares. Enquadramento

REGULAMENTO DO CONCURSO. Atividades Culturais e Científicas Circum-Escolares. Enquadramento REGULAMENTO DO CONCURSO Atividades Culturais e Científicas Circum-Escolares 2015 Enquadramento A Fundação Calouste Gulbenkian tem vindo a apoiar praticamente desde o início da sua atividade, através do

Leia mais

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS

CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS CONCURSO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS SISTEMA DE APOIO ÀS AÇÕES COLETIVAS PROMOÇÃO DO ESPÍRITO EMPRESARIAL Índice 1. Objetivo temático, prioridade de investimento e objetivo específico... 3 2. A área

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Prestação de serviços em nuvem a favor da ECHO 2014/S 148-265392. Anúncio de concurso. Serviços

Bélgica-Bruxelas: Prestação de serviços em nuvem a favor da ECHO 2014/S 148-265392. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:265392-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Prestação de serviços em nuvem a favor da ECHO 2014/S 148-265392 Anúncio de

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Estudo sobre a legislação aplicável aos contratos de seguro 2014/S 149-267125. Anúncio de concurso. Serviços

Bélgica-Bruxelas: Estudo sobre a legislação aplicável aos contratos de seguro 2014/S 149-267125. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:267125-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Estudo sobre a legislação aplicável aos contratos de seguro 2014/S 149-267125

Leia mais

Anúncio de concurso. Fornecimentos

Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:268964-2014:text:pt:html Itália-Ispra: Aluguer de curta e longa duração de viaturas e transporte de viaturas com o objetivo

Leia mais

VISEU TERCEIRO. Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade. Normas de Acesso e Apoio. Enquadramento

VISEU TERCEIRO. Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade. Normas de Acesso e Apoio. Enquadramento VISEU TERCEIRO Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade 2015 Normas de Acesso e Apoio Enquadramento A atividade de criação e programação exercida por entidades, grupos e pessoas singulares no

Leia mais

ANEXO II. Condições Gerais aplicáveis aos Contratos de Subvenção financiados pela União Europeia no âmbito das Ações Externas

ANEXO II. Condições Gerais aplicáveis aos Contratos de Subvenção financiados pela União Europeia no âmbito das Ações Externas ANEXO II Condições Gerais aplicáveis aos Contratos de Subvenção financiados pela União Europeia no âmbito das Ações Externas ÍNDICE As explicações dos termos utilizados nas presentes Condições Gerais podem

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DE LISBOA Deliberações CMC POR: 9/10/2007, 15/07/2008, 30/01/2012 e 8/08/2012 SAÚDE (LISBOA) ENTRADA EM VIGOR DA ÚLTIMA ALTERAÇÃO EM 9/08/2012 NA REDAÇÃO DADA PELA DELIBERAÇÃO

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1 / 5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:433388-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Apólice de seguro de assistência e de vida/invalidez a favor dos membros,

Leia mais

D-Francoforte no Meno: BCE - Prestação de serviços de gestão de seguros para o BCE 2013/S 056-090855. Anúncio de concurso.

D-Francoforte no Meno: BCE - Prestação de serviços de gestão de seguros para o BCE 2013/S 056-090855. Anúncio de concurso. 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:90855-2013:text:pt:html D-Francoforte no Meno: BCE - Prestação de serviços de gestão de seguros para o BCE 2013/S 056-090855

Leia mais

Alemanha-Karlsruhe: Fornecimento de geradores de alta frequência e separadores para soldadura de placas de plástico 2014/S 224-395007

Alemanha-Karlsruhe: Fornecimento de geradores de alta frequência e separadores para soldadura de placas de plástico 2014/S 224-395007 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:395007-2014:text:pt:html Alemanha-Karlsruhe: Fornecimento de geradores de alta frequência e separadores para soldadura

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:198110-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Concurso n.o 06A50/2014/M032 Contrato-quadro de serviços para controlo periódico

Leia mais

PROGRAMA OPERACIONAL VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO. Deliberações CMC POVT: 25/03/2011, 6/02/2012, 20/03/2012, 8/08/2012 e 2/10/2013

PROGRAMA OPERACIONAL VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO. Deliberações CMC POVT: 25/03/2011, 6/02/2012, 20/03/2012, 8/08/2012 e 2/10/2013 PROGRAMA OPERACIONAL VALORIZAÇÃO DO TERRITÓRIO Deliberações CMC POVT: 25/03/2011, 6/02/2012, 20/03/2012, 8/08/2012 e 2/10/2013 PREVENÇÃO E GESTÃO DE RISCOS ENTRADA EM VIGOR EM 3/10/2013 NA REDAÇÃO DADA

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de tradução AMI14/AR-RU 2014/S 059-098331. Convite à manifestação de interesse

Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de tradução AMI14/AR-RU 2014/S 059-098331. Convite à manifestação de interesse 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:98331-2014:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de tradução AMI14/AR-RU 2014/S 059-098331 Convite à manifestação

Leia mais

EDP Solidária - Inclusão Social 2015 Regulamento

EDP Solidária - Inclusão Social 2015 Regulamento EDP Solidária - Inclusão Social 2015 Regulamento Artigo 1.º Do Programa EDP Solidária - Inclusão Social 1.1. A Fundação EDP, adiante designada por FEDP, no âmbito das suas atividades na área da inovação

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:367014-2013:text:pt:html Espanha-Alicante: Prestação de serviços de apoio domiciliário a favor do pessoal estatutário

Leia mais

Comunicações e Informações

Comunicações e Informações Jornal Oficial da União Europeia C 222 A Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 58. o ano 7 de julho de 2015 Índice V Avisos PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS Comissão Europeia 2015/C 222 A/01

Leia mais

Itália-Ispra: Fornecimento de uma ambulância de emergência 2013/S 164-284879. Anúncio de concurso. Fornecimentos

Itália-Ispra: Fornecimento de uma ambulância de emergência 2013/S 164-284879. Anúncio de concurso. Fornecimentos 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:284879-2013:text:pt:html Itália-Ispra: Fornecimento de uma ambulância de emergência 2013/S 164-284879 Anúncio de concurso

Leia mais

L-Luxemburgo: PE-ITEC-DIT-ITIM-2012/03-CLAVIS Software de gestão de documentos 2013/S 015-020052. Anúncio de concurso.

L-Luxemburgo: PE-ITEC-DIT-ITIM-2012/03-CLAVIS Software de gestão de documentos 2013/S 015-020052. Anúncio de concurso. 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:20052-2013:text:pt:html L-Luxemburgo: PE-ITEC-DIT-ITIM-2012/03-CLAVIS Software de gestão de documentos 2013/S 015-020052

Leia mais

JO/S S97 21/05/2016 173059-2016-PT. Programas de ajuda externa - Serviços - Anúncio de concurso - Concurso limitado 1 / 5

JO/S S97 21/05/2016 173059-2016-PT. Programas de ajuda externa - Serviços - Anúncio de concurso - Concurso limitado 1 / 5 1 / 5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:173059-2016:text:pt:html Angola-Luanda: FED Prestação de serviços de assistência técnica para o estabelecimento do

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de medicina geral a prestar a favor do gabinete médico do Parlamento Europeu em Estrasburgo 2014/S 114-199811

Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de medicina geral a prestar a favor do gabinete médico do Parlamento Europeu em Estrasburgo 2014/S 114-199811 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:199811-2014:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: Serviços de medicina geral a prestar a favor do gabinete médico do Parlamento

Leia mais

O PARLAMENTO EUROPEU E O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA, Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia, nomeadamente o artigo 179.

O PARLAMENTO EUROPEU E O CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA, Tendo em conta o Tratado que institui a Comunidade Europeia, nomeadamente o artigo 179. REGULAMENTO (CE) N.º 806/2004 DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 21 de Abril de 2004 relativo à promoção da igualdade entre homens e mulheres na cooperação para o desenvolvimento O PARLAMENTO EUROPEU

Leia mais

GUIA PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO PROMOÇÃO DA SAÚDE PREVENÇÃO E TRATAMENTO DA DOENÇA REDUÇÃO DE DANOS E REINSERÇÃO

GUIA PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO PROMOÇÃO DA SAÚDE PREVENÇÃO E TRATAMENTO DA DOENÇA REDUÇÃO DE DANOS E REINSERÇÃO Para efectuar o projecto a que se propõe elaborar deve ler o Regulamento de Programa de Apoio Financeiro ao abrigo da Portaria n.º 1418/2007, de 30 de Outubro, bem como o aviso de abertura do concurso.

Leia mais

(MADEIRA 14-20) 121. Preparação, execução, acompanhamento e inspeção 122. Avaliação e estudos 123. Informação e comunicação

(MADEIRA 14-20) 121. Preparação, execução, acompanhamento e inspeção 122. Avaliação e estudos 123. Informação e comunicação AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL DA 2014-2020 (MADEIRA 14-20) EIXO PRIORITÁRIO 12 Assistência Técnica PRIORIDADE DE INVESTIMENTO (PI) AT.1 Assistência Técnica - FEDER OBJETIVO

Leia mais

PROGRAMA MODELAR MANUAL DE APOIO AO PROCESSO DE CANDIDATURA

PROGRAMA MODELAR MANUAL DE APOIO AO PROCESSO DE CANDIDATURA PROGRAMA MODELAR MANUAL DE APOIO AO PROCESSO DE CANDIDATURA Junho de 2009 1 MANUAL DE APOIO AO PROCESSO DE CANDIDATURA AO PROGRAMA MODELAR O Programa MODELAR tem como objectivo a atribuição de apoio financeiro

Leia mais