TEXTO 4 OS DESAFIOS POSTOS PARA EFETIVAÇÃO DA GESTÃO DO TRABALHO NO ÂMBITO DO SUAS 1.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TEXTO 4 OS DESAFIOS POSTOS PARA EFETIVAÇÃO DA GESTÃO DO TRABALHO NO ÂMBITO DO SUAS 1."

Transcrição

1 TEXTO 4 OS DESAFIOS POSTOS PARA EFETIVAÇÃO DA GESTÃO DO TRABALHO NO ÂMBITO DO SUAS 1. Bem, estamos chegando ao fim do nosso estudo e não poderíamos deixar de trazer uma contribuição da nossa Doutora Iamamoto. E esta mensagem apresentada acima retrata exatamente o momento em que estamos no caminho trilhado para efetivação da gestão do trabalho. Estamos realmente vivendo no momento de grandes desafios para a consolidação desta proposta regulamentada nos documentos abordados durante nossa viagem neste estudo. Mais que desafios são estes? Como estamos nos organizando para enfrentá-los? Continuamos como atores coadjuvantes ou protagonistas desta história? Onde já foi possível chegar, efetivamente, no cenário nacional? Vamos tentar responder estas questões! 1 Texto organizado por Laurisabel Guimarães Pinheiro, Assistente Social pós-graduada em Políticas Públicas pela UFPE. Texto 04 Págs. 1

2 Para termos uma visão de como estamos, no cenário nacional, será apresentado a seguir os dados do Censo SUAS dos anos de 2011 e 2012 para que possamos observar no que já avançamos concretamente. Com base nestes dados em 2011 éramos trabalhadores, em 2012 chegamos a , ou seja, tivemos um acréscimo de trabalhadores em um ano. Vale salientar que estes dados referem-se aos trabalhadores que desempenham suas atividades profissionais nas unidades públicas da Assistência Social. No que se refere aos vínculos empregatícios em % eram terceirizados, 34% estatuários e 13% celetista. Já em 2012 os dados apresentados no gráfico abaixo mostra uma redução de trabalhadores eram terceirizados (51%), e uma ampliação dos estatutários (36%) e manutenção do percentual (13%) dos trabalhadores de ensino fundamental Quanto à realização de concursos públicos, mediante os dados levantados, em 2011 foram disponibilizadas 6,5% de vagas para o ensino médio e 1,8% para nível superior. No ano de 2012 foram abertas 11,1% de vagas para o ensino médio e 7,5% para ensino superior. Texto 04 Págs. 2

3 Com base nas informações expostas, observa-se que embora tenhamos a sensação de que não estamos avançando na gestão do trabalho, de 2006 aos dias atuais, já conquistamos espaços ocupacionais e reconhecimento da importância da especificidade ética, técnica e metodológica para a consolidação do SUAS - por meio das resoluções que definem os trabalhadores de nível superior, médio e fundamental. Os investimentos que estão sendo realizados para qualificar o trabalho por intermédio dos espaços de formação pelos entes federados, sejam presenciais ou à distância. Estes momentos nos apresentam, nivelam e ampliam os nossos conhecimentos, e assim nos coloca como protagonistas deste processo com argumentos legais, teóricos e metodológicos para atuarmos coletivamente nos espaços de pactuações e deliberações e nas intervenções junto aos usuários que devem ser vistos como nossos principais aliados/parceiros nas transformações sobre o olhar dos trabalhadores. Texto 04 Págs. 3

4 DESAFIOS PARA A GESTÃO DO TRABALHO Aprovação do Projeto de Lei SUAS; Garantia de educação permanente dos trabalhadores (ação compartilhada entre as três esferas de governo); Assegurar a gestão participativa com controle social; Implantação da Escola Nacional de Formação em Assistência Social ou similar, de forma descentralizada; Cobertura de 100% dos municípios estruturados com equipe de referência, em consonância com a NOB/RH; Instituir uma carreira específica para a Assistência Social; Adequação ou construção de Plano de Cargos, Carreiras e Salários - PCCS; Adequar a Lei de Responsabilidade Fiscal para as demandas dos trabalhadores; Saúde do trabalhador (a); Instituição de financiamento para linhas de pesquisa nessa área. PROPOSTAS PARA IMPLANTAR A GESTÃO DO TRABALHO Diagnóstico da situação dos trabalhadores no SUAS, revisado e atualizado, EX: análise do quadro dos trabalhadores; Investir nas pesquisas e estudos sobre as condições éticas e técnicas dos trabalhadores do SUAS; Realização e admissão por concurso público levando em consideração a necessidade real de pessoal (nível fundamental, médio e superior); Adequação da estrutura organizacional da Gestão; Definir percentuais de cofinanciamento para a implantação da gestão de trabalho no SUAS; Realizar Encontros locais, regionais e nacional dos trabalhadores do SUAS, para avaliação da política de RH no SUAS e outras temáticas; Texto 04 Págs. 4

5 Definir percentual dos recursos do SUAS destinados as ações continuadas de Assistência Social que poderão ser aplicados no pagamento de profissionais (CNAS - art. 6-E da Lei /2011-LOAS); Manter equipes de referência na gestão e nos serviços; Supervisão técnica; Observatórios de práticas profissionais. Para finalizar, no momento o estudo, pois como já visto e dito conhecimento é poder e os marcos regulatórios e os resultados dos estudos e pesquisas no âmbito da assistência estão em constante efervescência apresentando novas informações e trocas de experiências. E podemos concluir que: 1. A qualidade dos serviços prestados a população depende das condições e relações de trabalho relevantes, nas dimensões dos vínculos trabalhistas, de fatores materiais para o desenvolvimento e de condições éticas e técnicas entre os envolvidos, articulação das organizações profissionais; das Universidades, da CIB e do COEGEMAS, do CEAS, dos Conselhos profissionais e dos técnicos das equipes de referência. 2. É preciso adotar pactos nas instâncias de controle e entre todos os envolvidos para impulsionar a composição de um amplo quadro de servidores permanentes, com estabilidades funcional e ascensão de carreira, com remuneração compatível e segurança no trabalho. 3. Garantir a viabilização das formações para os trabalhadores, gestores, conselheiros e entidades, de forma permanente com modalidades presenciais e regionais para facilitar a ampliação do alcance das capacitações na relação com os municípios. 4. Romper as precárias relações de trabalho no âmbito da Assistência Social é um grande desafio, mas deve ser um compromisso de todos que defendem o SUAS. 5. Aprimorar as relações entre os Trabalhadores da gestão X trabalhadores dos serviços. 6. Discutir com a gestão que regime jurídico os servidores se encontram (analisar a forma de proteção previdenciária que rege a vida do trabalhador do SUAS). Texto 04 Págs. 5

6 ( )NÓS SOMOS QUEM PODEMOS SER SONHOS QUE PODEMOS TER. Engenheiros do Hawaii REFERÊNCIAS Brasil. Constituição Federal; Lei Orgânica da Assistência Social LOAS; CapacitaSuas Volume 1 (2008) SUAS: Configurando os Eixos de Mudança / Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Instituto de Estudos Especiais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo 1 ed. Brasília: MDS, 2008, 136 p.. Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Política Nacional de Assistência Social, Brasília, novembro de GESTÃO DO TRABALHO NO ÂMBITO DO SUAS: Uma contribuição Necessária. -- Brasília, DF: MDS; Secretaria Nacional de Assistência Social, p. ; 23.. Norma Operacional Básica do Sistema Único da Assistência Social NOB/SUAS; Norma Operacional Básica de Recursos Humanos do SUAS NOB/RH SUAS; Norma Operacional Básica do Sistema Único da Assistência Social NOB/SUAS; Texto 04 Págs. 6

7 . Conselho Nacional de Assistência Social CNAS. Resolução nº 109/2009. Dispõe sobre a Tipificação dos Serviços Socioassistenciais do SUAS.. Resolução nº 109/2009. Dispõe sobre a Tipificação dos Serviços Socioassistenciais do SUAS.. Resolução nº 17 de 20 de junho de Dispõe sobre o Reconhecimento dos Profissionais de Nível Superior do SUAS.. Resolução nº 32 de 31 de outubro de Dispõe sobre o Pacto de Aprimoramento da Gestão do SUAS.. Resolução nº 09 de 15 de abril de Dispõe sobre o Reconhecimento dos Profissionais de Nível Médio e Fundamental do SUAS. Texto 04 Págs. 7

As Ações Estratégicas da Gestão do Trabalho travadas no âmbito da Gestão do SUAS

As Ações Estratégicas da Gestão do Trabalho travadas no âmbito da Gestão do SUAS As Ações Estratégicas da Gestão do Trabalho travadas no âmbito da Gestão do SUAS José Crus Assistente Social Coordenador-Geral Coordenação Geral da Gestão do Trabalho do SUAS Departamento de Gestão do

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 32, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 32, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 32, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013. Dispõe sobre o Pacto de Aprimoramento da Gestão dos Estados e do Distrito Federal no âmbito do Sistema Único de Assistência Social SUAS, estabelece a revisão

Leia mais

PROCESSO DE DEBATE PARA A DEFINIÇÃO DOS TRABALHADORES DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - REUNIÃO DE TRABALHO DOS ARTICULADORES ESTADUAIS/REGIONAIS

PROCESSO DE DEBATE PARA A DEFINIÇÃO DOS TRABALHADORES DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - REUNIÃO DE TRABALHO DOS ARTICULADORES ESTADUAIS/REGIONAIS PROCESSO DE DEBATE PARA A DEFINIÇÃO DOS TRABALHADORES DA ASSISTÊNCIA SOCIAL - REUNIÃO DE TRABALHO DOS ARTICULADORES ESTADUAIS/REGIONAIS Local: Brasília, DF Data: 31 de agosto de 2010 TEMAS A SEREM ABORDADOS

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DO SUAS AVANÇOS E DESAFIOS

IMPLEMENTAÇÃO DO SUAS AVANÇOS E DESAFIOS SECRETARIA DE ESTADO DO TRABALHO, EMPREGO E PROMOÇÃO SOCIAL Núcleo de Coordenação da Assistência Social IMPLEMENTAÇÃO DO SUAS AVANÇOS E DESAFIOS POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO VIII CONFERÊNCIA ESTADUAL DE

Leia mais

PROGRAMA RESIDÊNCIA TÉCNICA NA ÁREA

PROGRAMA RESIDÊNCIA TÉCNICA NA ÁREA PROGRAMA RESIDÊNCIA TÉCNICA NA ÁREA DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL (SUAS) FERNANDA BERNARDI VIEIRA RICHA TATIANA POSSA SCHAFACHEK 2 Painel 01/003 A construção dos perfis profissionais para a execução

Leia mais

Orçamento e Financiamento da Assistência Social

Orçamento e Financiamento da Assistência Social Orçamento e Financiamento da Assistência Social Orçamento e Financiamento: Definições O Orçamento Público é um Planejamento que gera um compromisso de um governo em relação às políticas públicas; Ele reflete

Leia mais

Secretaria Nacional de Assistência Social. Fundo Nacional de Assistência Social

Secretaria Nacional de Assistência Social. Fundo Nacional de Assistência Social Secretaria Nacional de Assistência Social Fundo Nacional de Assistência Social fevereiro / 2011 O PLANEJAMENTO E A EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA DO SUAS Bases Legais do Financiamento Instrumentos

Leia mais

IV JORNADA DE ESTUDOS EM SERVIÇO SOCIAL

IV JORNADA DE ESTUDOS EM SERVIÇO SOCIAL ISSN 2359-1277 AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS ASSISTENTES SOCIAIS QUE ATUAM NOS MUNICÍPIOS DE ABRANGÊNCIA DO ESCRITÓRIO REGIONAL DE PARANAVAÍ - SECRETARIA DA FAMÍLIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO ESTADO DO

Leia mais

Plano Decenal da Assistência Social: Desafios para os Entes Federados

Plano Decenal da Assistência Social: Desafios para os Entes Federados Plano Decenal da Assistência Social: Desafios para os Entes Federados Proteção Social para todos/as os/as brasileiros/as II Plano Decenal - 2016/2026 CARACTERÍSTICAS DOS PLANOS São técnicos e políticos;

Leia mais

CONTROLE SOCIAL POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

CONTROLE SOCIAL POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CONTROLE SOCIAL NA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL LINHA DO TEMPO 1988 1993 2004 2005 2006 Constituição Federal, Art. 203 e 204 Lei Orgânica da Assistência Social- LOAS- LEI Nº 8.742 Política Nacional de

Leia mais

Gestão do Trabalho e Educação Permanente do SUAS

Gestão do Trabalho e Educação Permanente do SUAS VI Seminário Estadual de Assistência Social Santa Catarina Florianópolis, 18 a 20 de maio de 2015 Gestão do Trabalho e Educação Permanente do SUAS José Crus Departamento de Gestão do SUAS Secretaria Nacional

Leia mais

O FINANCIAMENTO PÚBLICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL

O FINANCIAMENTO PÚBLICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL O FINANCIAMENTO PÚBLICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL Adriano Borges Domingos da Silva 1 Anoel Junior Magri 2 RESUMO O cofinanciamento dos entes federados na Política de Assistência Social é objeto de reflexão

Leia mais

Oficina: Gestão do Trabalho no SUAS Competências e (Re)Organização

Oficina: Gestão do Trabalho no SUAS Competências e (Re)Organização Oficina: Gestão do Trabalho no SUAS Competências e (Re)Organização Jucimeri Isolda Silveira Qual o significado do trabalho combinado na assistência social? A que projeto político os trabalhadores se vinculam?

Leia mais

Modelo Brasileiro de Proteção Social: destaques da concepção e da gestão. Abigail Torres Agosto de 2014

Modelo Brasileiro de Proteção Social: destaques da concepção e da gestão. Abigail Torres Agosto de 2014 Modelo Brasileiro de Proteção Social: destaques da concepção e da gestão Abigail Torres Agosto de 2014 Constituição 1988 Institucionalização da AS LOAS 1993 PNAS 2004 NOB 2005 NOB-RH 2006 Tipificação de

Leia mais

PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS

PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS O NOVO MOMENTO DO SUAS NOBSUAS 2012 PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS O QUE É: Acordo/Compromisso, entre os entes (Federal, Estadual e Municipal), para ajustar o SUAS local.

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social Secretaria Nacional de Assistência Social ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS RELATIVOS AO ARTIGO 6º E/LOAS

Ministério do Desenvolvimento Social Secretaria Nacional de Assistência Social ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS RELATIVOS AO ARTIGO 6º E/LOAS ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS RELATIVOS AO ARTIGO 6º E/LOAS INFORMAÇÕES INICIAIS O que é o Art. 6 E da Lei nº 8.742/1993, inserido pela Lei nº 12.435/2011 no texto da Lei Orgânica da Assistência

Leia mais

Organização de Serviços Básicos do SUAS em Comunidades Tradicionais. CONGEMAS Belém/PA 18 a 20 de abril de 2011

Organização de Serviços Básicos do SUAS em Comunidades Tradicionais. CONGEMAS Belém/PA 18 a 20 de abril de 2011 Organização de Serviços Básicos do SUAS em Comunidades Tradicionais CONGEMAS Belém/PA 18 a 20 de abril de 2011 Pilares: Constituição Federal Lei Orgânica de Assistência Social - LOAS Política Nacional

Leia mais

PLANO DECENAL Algumas reflexões

PLANO DECENAL Algumas reflexões PLANO DECENAL 2016-2026 Algumas reflexões NOVA FASE DO SUAS 2016-2025 Conjuntura de interinidade federal Ano eleitoral municipal Gestões estaduais em consolidação AMPLIAR A FORÇA ASCENDENTE DO SUAS Promover

Leia mais

NORMA OPERACIONAL BÁSICA DE RECURSOS HUMANOS DO SUAS NOB-RH/SUAS

NORMA OPERACIONAL BÁSICA DE RECURSOS HUMANOS DO SUAS NOB-RH/SUAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional da Assistência Social NORMA OPERACIONAL BÁSICA DE RECURSOS HUMANOS DO SUAS NOB-RH/SUAS SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS

Leia mais

SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS. Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS

SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS. Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS SÍNTESE DO PERFIL E DAS ATRIBUIÇÕES DOS COORDENADORES DAS UNIDADES SOCIOASSISTENCIAIS Perfil e principais atribuições do Coordenador do CREAS Escolaridade de nível superior de acordo com a NOB/RH/2006

Leia mais

PACTO DE APRIMORAMENTO DA GESTÃO DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS

PACTO DE APRIMORAMENTO DA GESTÃO DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS ISSN 2359-1277 PACTO DE APRIMORAMENTO DA GESTÃO DO SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - SUAS Patrícia Guilherme de Almeida (Acadêmica), forever_guilherme@hotmail.com Jaqueline Zuin dos Santos (Orientadora),

Leia mais

Circular 02 - Frente em Defesa do SUAS e da Seguridade Social

Circular 02 - Frente em Defesa do SUAS e da Seguridade Social Circular 02 - Frente em Defesa do SUAS e da Seguridade Social Brasília, 5 de junho de 2016. A Frente em Defesa do SUAS e da Seguridade Social, por meio do grupo de trabalho de mobilização constituído em

Leia mais

A Política Nacional de Assistência Social - PNAS e a concepção do Sistema Único de Assistência Social - SUAS

A Política Nacional de Assistência Social - PNAS e a concepção do Sistema Único de Assistência Social - SUAS 1 A Política Nacional de Assistência Social - PNAS e a concepção do Sistema Único de Assistência Social - SUAS Profa. Conferencista: Márcia Terezinha de Oliveira Profa. Web: Larissa Marsolik Tissot 2 Programa

Leia mais

IX Conferência Nacional de Assistência Social 1

IX Conferência Nacional de Assistência Social 1 IX Conferência Nacional de Assistência Social INFORMATIVO Nº08/2013 SOBRE A MOBILIZAÇÃO PARA A PARTICIPAÇÃO DOS USUÁRIOS NAS CONFERÊNCIAS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL IX Conferência Nacional de Assistência Social

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua O FINANCIAMENTO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL CF-88 art. 204 as ações governamentais na área da assistência social devem ser realizadas com recursos

Leia mais

INFORME 03/2013. Orientações para a realização das Conferências Municipais de Assistência Social

INFORME 03/2013. Orientações para a realização das Conferências Municipais de Assistência Social IX CONFERÊNCIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL INFORME 03/2013 Orientações para a realização das Conferências Municipais de Assistência Social Conteúdo: Orientações para realização das Conferências Municipais

Leia mais

AVALIAÇÃO SOCIAL E A CONCESSÃO DO BPC PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA. Eixo Temático I - Questão Social e Serviço Social

AVALIAÇÃO SOCIAL E A CONCESSÃO DO BPC PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA. Eixo Temático I - Questão Social e Serviço Social ISSN 2359-1277 AVALIAÇÃO SOCIAL E A CONCESSÃO DO BPC PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Drielly Andressa Claro, driellyclaro@hotmail.com; Jaqueline Zuin dos Santos (Orientadora), jaque.zuin.s@gmail.com; Keila

Leia mais

Fiscalização Profissional

Fiscalização Profissional Seminário Estadual de Serviço Social e Saúde Deliberações do 38º. Encontro Nacional CFES-CRESSCRESS Fiscalização Profissional 1. Aprimorar a minuta de resolução que veda a utilização de práticas terapêuticas

Leia mais

Gestão Financeira da Assistência Social Aulas # 3 e # 4

Gestão Financeira da Assistência Social Aulas # 3 e # 4 Gestão Financeira da Assistência Social Aulas # 3 e # 4 Fernando Brandão Apresentação do Curso A organização do financiamento da Assistência Social (Aula # 3) Os Fundos de Assistência Social (FAS) Dimensionamento

Leia mais

SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Assistência Social séculos de assistencialismo contra 13 anos de LOAS Legado : A assistência social como favor, como algo complementar, a subsidiar aqueles que não tiveram

Leia mais

NOTA TÉCNICA 003/2011 Florianópolis, 20 de setembro de 2011

NOTA TÉCNICA 003/2011 Florianópolis, 20 de setembro de 2011 NOTA TÉCNICA 003/2011 Florianópolis, 20 de setembro de 2011 Interessado: Secretarias de Assistência Social e Conselhos Municipais de Assistência Social Assunto: Processo de inscrição das entidades e/ou

Leia mais

A GESTÃO DO TRABALHO NO SUAS

A GESTÃO DO TRABALHO NO SUAS A GESTÃO DO TRABALHO NO SUAS III Seminário Estadual de Gestores e Trabalhadores da Assistência Social de Santa Catarina Piratuba - SC CONSIDERAÇÕES INICIAIS: Centralidade do Trabalho na Assistência Social;

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL ORÇAMENTOS DA UNIÃO EXERCÍCIO FINANCEIRO 2015 PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

Leia mais

TERMO DE ACEITE SERVIÇO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA JOVENS E ADULTOS COM DEFICIÊNCIA EM RESIDÊNCIA INCLUSIVA CLÁUSULA PRIMEIRA 1.

TERMO DE ACEITE SERVIÇO DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA JOVENS E ADULTOS COM DEFICIÊNCIA EM RESIDÊNCIA INCLUSIVA CLÁUSULA PRIMEIRA 1. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Assistência Social SNAS Departamento de Proteção Social Especial Quadra 515 norte, Ed. Ômega, Bloco B, 1º. Andar, sala 136

Leia mais

RESIDÊNCIAS INCLUSIVAS

RESIDÊNCIAS INCLUSIVAS Viver sem Limite Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência 2011-2014 RESIDÊNCIAS INCLUSIVAS O que é Residência Inclusiva? A Residência Inclusiva é uma unidade que oferta Serviço de Acolhimento

Leia mais

O PAPEL E AS RESPONSABILIDADES DOS CONSELHOS DE SAÚDE E OS MODELOS LEGAIS

O PAPEL E AS RESPONSABILIDADES DOS CONSELHOS DE SAÚDE E OS MODELOS LEGAIS O PAPEL E AS RESPONSABILIDADES DOS CONSELHOS DE SAÚDE E OS MODELOS LEGAIS MARCOS JURÍDICOS E ADMINISTRATIVOS 1988 CF, outubro 1990 - Lei 8.080, setembro1990 - Lei 8.142, dezembro 1991 NOB 1993 NOB 1996

Leia mais

RESOLUÇÃO CNAS Nº 6, DE 13 DE ABRIL DE 2016.

RESOLUÇÃO CNAS Nº 6, DE 13 DE ABRIL DE 2016. RESOLUÇÃO CNAS Nº 6, DE 13 DE ABRIL DE 2016. Estabelece parâmetros para a Supervisão Técnica no âmbito do Sistema Único de Assistência Social SUAS, em consonância com a Política Nacional de Educação Permanente

Leia mais

Oficina de Cidadania, Controle Social e Participação Social Encontro Regional do Congemas

Oficina de Cidadania, Controle Social e Participação Social Encontro Regional do Congemas Construindo o Plano Decenal da Assistência Social Oficina de Cidadania, Controle Social e Participação Social Encontro Regional do Congemas EIXOS TEMÁTICOS Dinâmica de Trabalho nas Oficinas - Relação entre

Leia mais

Oficina de Cidadania, Controle Social e Participação Social Encontro Regional do Congemas

Oficina de Cidadania, Controle Social e Participação Social Encontro Regional do Congemas Construindo o Plano Decenal da Assistência Social Oficina de Cidadania, Controle Social e Participação Social Encontro Regional do Congemas EIXOS TEMÁTICOS Dinâmica de Trabalho nas Oficinas - Relação entre

Leia mais

Coordenação de Proteção Social Básica

Coordenação de Proteção Social Básica - S E D S Coordenação de Proteção Social Básica Agosto 212 Coordenação Proteção Social Básica A coordenação e o controle das ações da Política Pública da Assistência Social relacionadas a proteção social

Leia mais

AVALIAÇÃO E GESTÃO DA INFORMAÇÃO

AVALIAÇÃO E GESTÃO DA INFORMAÇÃO 8 AVALIAÇÃO E GESTÃO DA INFORMAÇÃO 130 Dentre as atividades de apoio para o desenvolvimento das políticas sociais, o Governo Federal investe em ações de avaliação, gestão da informação, disseminação do

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 35, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013*.

RESOLUÇÃO Nº 35, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013*. RESOLUÇÃO Nº 35, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013*. Aprova o Regulamento da IX Conferência Nacional de Assistência Social. O CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CNAS, em reunião ordinária realizada no dia

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS RESOLUÇÃO 02/2011

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS RESOLUÇÃO 02/2011 CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS RESOLUÇÃO 02/2011 Dispõe sobre os requisitos necessários para a obtenção de inscrição dos serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais no

Leia mais

RESOLUÇÃO N 26, DE 16 DE SETEMBRO DE 2011.

RESOLUÇÃO N 26, DE 16 DE SETEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO N 26, DE 16 DE SETEMBRO DE 2011. Aprova os critérios para expansão 2011 do cofinanciamento federal, nos serviços de proteção social básica, apresentados pela SNAS O CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA

Leia mais

PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS

PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS NOS MUNICÍPIOS PRIORIDADES E METAS PARA A GESTÃO MUNICIPAL DO SUAS PARA O QUADRIÊNIO 2014/2017 André YoSan Analista de Políticas Sociais Coordenador-Geral Substituto Coordenação-Geral

Leia mais

Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social. Recife, 04 de dezembro de 2013.

Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social. Recife, 04 de dezembro de 2013. Secretaria Executiva de Desenvolvimento e Assistência Social Recife, 04 de dezembro de 2013. Definição Firmado entre a União, Estados, Distrito Federal e municípios; Instrumento pelo qual se materializam

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 17, DE 5 DE JUNHO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 17, DE 5 DE JUNHO DE 2014 RESOLUÇÃO Nº 17, DE 5 DE JUNHO DE 2014 Aprova metas e critérios de partilha para o cofinanciamento federal do Programa Nacional de Promoção da Integração ao Mundo do Trabalho para o exercício de 2014 e

Leia mais

Secretaria Nacional de Assistência Social Abril/2013

Secretaria Nacional de Assistência Social Abril/2013 Secretaria Nacional de Assistência Social Abril/2013 Resgate Histórico Contextualização Inovações Regras de Transição Resgate Histórico 3 Resgate Histórico NOB-SUAS/2005 detalhes sobre o financiamento

Leia mais

Orçamento e Financiamento da Assistência Social Monitoramento e Avaliação da Assistência Social

Orçamento e Financiamento da Assistência Social Monitoramento e Avaliação da Assistência Social Orçamento e Financiamento da Assistência Social Monitoramento e Avaliação da Assistência Social Célio Vanderlei Moraes Orçamento e Financiamento da Assistência Social Orçamento e Financiamento: Definições

Leia mais

Estratégia de Monitoramento das unidades do SUAS: CRAS e CREAS

Estratégia de Monitoramento das unidades do SUAS: CRAS e CREAS II Seminário da Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação Fortaleza, junho de 2010 Estratégia de Monitoramento das unidades do SUAS: CRAS e CREAS Gláucia Macedo / Caio Nakashima Departamento de Gestão

Leia mais

VII FÓRUM CATARINENSE DE GESTORES MUNICIPAIS DE CULTURA

VII FÓRUM CATARINENSE DE GESTORES MUNICIPAIS DE CULTURA VII FÓRUM CATARINENSE DE GESTORES MUNICIPAIS DE CULTURA RODOLFO JOAQUIM PINTO DA LUZ PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO CATARINENSE DE CULTURA Treze Tílias, 10 a 12 de maio de 2017. PAPEL DO ESTADO NA GESTÃO PÚBLICA

Leia mais

Avaliação e Monitoramento do PME. Professora Marcia Adriana de Carvalho

Avaliação e Monitoramento do PME. Professora Marcia Adriana de Carvalho Avaliação e Monitoramento do PME Professora Marcia Adriana de Carvalho TEMAS 1 Por que avaliar e monitorar o PME 2 Qual a diferença entre avaliar e monitorar 3 4 Como definir plano de ações para o período

Leia mais

Qualificação da Gestão

Qualificação da Gestão Qualificação da Gestão O que é o SUS Instituído pela Constituição de 1988, o Sistema Único de Saúde SUS é formado pelo conjunto das ações e serviços de saúde sob gestão pública Com direção única em cada

Leia mais

Carta-compromisso dos Candidatos ao Governo do Estado com a Educação Básica Pública

Carta-compromisso dos Candidatos ao Governo do Estado com a Educação Básica Pública Carta-compromisso dos Candidatos ao Governo do Estado com a Educação Básica Pública A Constituição Federal Brasileira de 1988 e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional LDBEN nº 9394/96 que regem,

Leia mais

O PLANO DECENAL: PARTE DO PROCESSO DE CONSOLIDAÇÃO DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. Sindely Alchorne PUC-Rio

O PLANO DECENAL: PARTE DO PROCESSO DE CONSOLIDAÇÃO DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. Sindely Alchorne PUC-Rio O PLANO DECENAL: PARTE DO PROCESSO DE CONSOLIDAÇÃO DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Heloisa Helena Mesquita Maciel - PUC-Rio Sindely Alchorne PUC-Rio RESUMO: O presente artigo se debruça acerca do Plano

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: 1. Sistema Único de Assistência Social (Suas) 2. Assistência Social. 3. Organização da Sociedade Civil. 4. Marco Regulatório.

PALAVRAS-CHAVE: 1. Sistema Único de Assistência Social (Suas) 2. Assistência Social. 3. Organização da Sociedade Civil. 4. Marco Regulatório. NOTA TÉCNICA N o 12/2017 Brasília, 24 de fevereiro de 2017 ÁREA: Assistência Social TÍTULO: Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil no Suas REFERÊNCIAS: Lei 8.742, de 7 de dezembro de 1993.

Leia mais

REDE SOCIOASSISTENCIAL

REDE SOCIOASSISTENCIAL REDE SOCIOASSISTENCIAL O que é Vulnerabilidade Social? Pode ser entendida como a condição de risco em que uma pessoa se encontra. Um conjunto de situações mais, ou menos problemáticas, que situam a pessoa

Leia mais

IV JORNADA DE ESTUDOS EM SERVIÇO SOCIAL SERVIÇO SOCIAL NO CREAS: ENTREVISTA COM A ASSISTENTE SOCIAL DO CREAS

IV JORNADA DE ESTUDOS EM SERVIÇO SOCIAL SERVIÇO SOCIAL NO CREAS: ENTREVISTA COM A ASSISTENTE SOCIAL DO CREAS ISSN 2359-1277 SERVIÇO SOCIAL NO CREAS: ENTREVISTA COM A ASSISTENTE SOCIAL DO CREAS Brenda de Oliveira Dias, brendadiasoliveira3@gmail.com Débora dos Santos Marques, dmarx670@yahoo.com.br Gabriela Machado

Leia mais

CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA INTRODUÇÃO

CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA INTRODUÇÃO CONFERÊNCIA NACIONAL DA EDUCAÇÃO BÁSICA INTRODUÇÃO O Ministério de Educação, nos últimos três anos, vem construindo uma concepção educacional tendo em vista a articulação dos níveis e modalidades de ensino,

Leia mais

1. Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo.

1. Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo. NOTA TÉCNICA N. 035/2013 Brasília, 24 de outubro de 2013. ÁREA: TÍTULO: Desenvolvimento Social. Reordenamento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo (SCFV). REFERÊNCIA: Resolução CNAS n

Leia mais

PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS

PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS IMPLANTAÇÃO DA NOB SUAS BRASILIA / JULHO DE 2013 NOB SUAS Aperiodicidade de elaboração do Pacto será quadrienal, com o acompanhamento e a revisão anual das prioridades e

Leia mais

Aprimoramento do Programa diante dos avanços da cobertura e da qualificação da

Aprimoramento do Programa diante dos avanços da cobertura e da qualificação da 1. Redesenho do PETI Fortalecer a Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil por meio de ações estratégicas intersetoriais voltadas ao enfrentamento das novas incidências de atividades identificadas

Leia mais

Mini Curso Orientações para a elaboração dos Planos Decenais Municipais

Mini Curso Orientações para a elaboração dos Planos Decenais Municipais XVIII ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS Plano Decenal: Concretizando o Pacto Federativo Brasília, 23 a 25 de maio de 2016 Mini Curso Orientações para a elaboração dos Planos Decenais Municipais Facilitadoras:

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO

CURSO DE ATUALIZAÇÃO CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde DESENVOLVIMENTO DA GESTÃO DO TRABALHO E SAÚDE DO TRABALHADOR DA SAÚDE Adryanna Saulnier Bacelar Moreira Márcia Cuenca

Leia mais

Os 10 anos do Sistema Único de Assistência Social SUAS

Os 10 anos do Sistema Único de Assistência Social SUAS Os 10 anos do Sistema Único de Assistência Social SUAS Em 2015, o SUAS comemora uma década de existência. A experiência de implementação do Sistema público resulta da decisão política de priorização da

Leia mais

PACTO DE APRIMORAMENTO DA GESTÃO ESTADUAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

PACTO DE APRIMORAMENTO DA GESTÃO ESTADUAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL PACTO DE APRIMORAMENTO DA GESTÃO ESTADUAL SISTEMA ÚNICO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL A Gestão proposta pelo SUAS pauta-se no Pacto Federativo onde devem ser atribuídas e detalhadas as competências e responsabilidades

Leia mais

Regionalização da Assistência Social

Regionalização da Assistência Social Regionalização da Assistência Social Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos PAEFI Serviços de Acolhimento para Crianças, Adolescentes e Jovens Serviços de Acolhimento para

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009

PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009 PORTARIA INTERMINISTERIAL MDA e MDS e MMA Nº 239 DE 21 DE JULHO DE 2009 Estabelece orientações para a implementação do Plano Nacional de Promoção das Cadeias de Produtos da Sociobiodiversidade, e dá outras

Leia mais

A Política de Assistência Social Um novo desenho.

A Política de Assistência Social Um novo desenho. A Política de Assistência Social Um novo desenho. Profª. Eline Alcoforado Maranhão Sá Profª. Maria Aparecida Guimarães Skorupski Profª Regina Coeli Climaco Matos A Assistência Social como política de proteção

Leia mais

A produção de indicadores na Secretaria Nacional de Assistência Social

A produção de indicadores na Secretaria Nacional de Assistência Social A produção de indicadores na Secretaria Nacional de Assistência Social Hugo Miguel Pedro Nunes Coordenador Geral dos Serviços de Vigilância Social- substituto Departamento de Gestão do SUAS Secretaria

Leia mais

Oficina de Trabalho DRS de Registro

Oficina de Trabalho DRS de Registro Oficina de Trabalho DRS de Registro APS GRUPO 1 Grupo 1 APS 1 Dificuldade de providenciar o transporte sanitário 125 2 Financiamento 125 3 Visão fragmentada do indivíduo 125 4 Fixação de profissional médico

Leia mais

Considerando a disponibilidade orçamentária e financeira do Fundo Estadual de Assistência Social - FEAS, resolve:

Considerando a disponibilidade orçamentária e financeira do Fundo Estadual de Assistência Social - FEAS, resolve: GOVERNO DA PARAIBA PORTARIA/ SEDH Nº 036 de 02 de dezembro de 2015. Dispõe sobre a forma de repasse dos recursos do cofinanciamento Estadual aos Municípios e sua prestação de contas, e dá outras providências.

Leia mais

Curso de Especialização em Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde

Curso de Especialização em Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde Curso de Especialização em Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde EXERCÍCIO DE ENLACE Os Exercícios de Enlace irão compor as três unidades de aprendizagem do curso de especialização. O objetivo desses

Leia mais

Publica as deliberações da VI Conferência Nacional de Assistência Social.

Publica as deliberações da VI Conferência Nacional de Assistência Social. RESOLUÇÃO Nº 42, DE 10 DE MARÇO DE 2008. Publica as deliberações da VI Conferência Nacional de Assistência Social. O CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CNAS, no uso das competências que lhe confere

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL POLÍTICA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Page 2 Fique por dentro: Brasil sem miséria BRASIL SEM MISÉRIA: O QUE SERÁ FEITO Aumentar de três para cinco o número máximo de benefícios variáveis pagos pelo Bolsa

Leia mais

A Identidade Profissional dos Trabalhadores da Assistência Social NOB-RH / SUAS

A Identidade Profissional dos Trabalhadores da Assistência Social NOB-RH / SUAS A Identidade Profissional dos Trabalhadores da Assistência Social NOB-RH / SUAS Marcelo Garcia CENSO SUAS 2011 EQUIPES TÉCNICAS SEGUNDO A ESCOLARIDADE Nos Órgãos Municipais da Assistência Social: 40.477

Leia mais

PLATAFORMA DOS SERVIDORES (AS) MUNICIPAIS AOS CANDIDATOS (AS) A PREFEITO (A)

PLATAFORMA DOS SERVIDORES (AS) MUNICIPAIS AOS CANDIDATOS (AS) A PREFEITO (A) PLATAFORMA DOS SERVIDORES (AS) MUNICIPAIS AOS CANDIDATOS (AS) A PREFEITO (A) ELEIÇÕES 2016 POR UM MUNICÍPIO DECENTE E DEMOCRÁTICO APRESENTAÇÃO Este documento é fruto do acúmulo do trabalho realizado pelo

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO - TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ASSISTÊNCIA SOCIAL (TRE-SP AJAS)

CONTROLE DE CONTEÚDO - TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ASSISTÊNCIA SOCIAL (TRE-SP AJAS) CONTROLE DE CONTEÚDO - TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ASSISTÊNCIA SOCIAL (TRE-SP AJAS) 1 Ortografia oficial. GRAMÁTICA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO DA LÍNGUA PORTUGUESA

Leia mais

Regionalização da Assistência Social

Regionalização da Assistência Social Regionalização da Assistência Social Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos PAEFI Serviços de Acolhimento para Crianças, Adolescentes e Jovens Serviços de Acolhimento para

Leia mais

CONTROLE SOCIAL e PARTICIPAÇÃO NO SUS: O PAPEL DO CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE

CONTROLE SOCIAL e PARTICIPAÇÃO NO SUS: O PAPEL DO CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE CONTROLE SOCIAL e PARTICIPAÇÃO NO SUS: O PAPEL DO CONSELHO ESTADUAL DE SAÚDE EDERSON ALVES DA SILVA Vice-Presidente Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais conselhoestadualdesaudemg@gmail.com O Sistema

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DA ELABORAÇÃO DO PCCS - SUS DE RONDONÓPOLIS

RELATÓRIO FINAL DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DA ELABORAÇÃO DO PCCS - SUS DE RONDONÓPOLIS RELATÓRIO FINAL DA COMISSÃO DE ACOMPANHAMENTO DA ELABORAÇÃO DO PCCS - SUS DE RONDONÓPOLIS Janeiro/2014 PREFEITO MUNICIPAL Percival dos Santos Muniz SECRETÁRIA MUNICIPAL DE SAÚDE Marildes Ferreira do Rego

Leia mais

AÇÕES, SERVIÇOS E BENEFICIOS SOCIOASSISTENCIAIS PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES - BAHIA

AÇÕES, SERVIÇOS E BENEFICIOS SOCIOASSISTENCIAIS PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES - BAHIA AÇÕES, SERVIÇOS E BENEFICIOS SOCIOASSISTENCIAIS PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES - BAHIA Sistema Único de Assistência Social Fundos Conselhos SUAS Planejamento Diagnóstico Rede Socioassistencial Serviços Tipificados

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL COMISSÃO INTERGESTORES TRIPARTITE

Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL COMISSÃO INTERGESTORES TRIPARTITE Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL COMISSÃO INTERGESTORES TRIPARTITE Resolução nº XX, de 21 de outubro de 2016 Pactua o desenho do Programa Criança

Leia mais

CURSO DE RADIOLOGIA. Apontar pelo menos 5 aspectos que configuram a necessidade locorregional que apontam o curso de RADIOLOGIA como prioridade:

CURSO DE RADIOLOGIA. Apontar pelo menos 5 aspectos que configuram a necessidade locorregional que apontam o curso de RADIOLOGIA como prioridade: CURSO DE RADIOLOGIA Demanda de cada curso Apontar pelo menos 5 aspectos que configuram a necessidade locorregional que apontam o curso de RADIOLOGIA como prioridade: Quantitativo de trabalhadores inseridos

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social Secretaria Nacional de Assistência Social. Índice de Gestão Descentralizada do SUAS - IGDSUAS

Ministério do Desenvolvimento Social Secretaria Nacional de Assistência Social. Índice de Gestão Descentralizada do SUAS - IGDSUAS Índice de Gestão Descentralizada do SUAS - IGDSUAS MARCO LEGAL O IGDSUAS foi instituído pela Lei n.º 12.435/2011, que altera a Lei n.º 8.742/1993 (LOAS) art. 12-A Regulamentado pelo Decreto n.º 7.636 de

Leia mais

Planos Decenais de Educação Desafios e perspectivas para a próxima década da implementação ao monitoramento

Planos Decenais de Educação Desafios e perspectivas para a próxima década da implementação ao monitoramento Planos Decenais de Educação Desafios e perspectivas para a próxima década da implementação ao monitoramento Alessio Costa Lima Dirigente Municipal de Educação de Tabuleiro do Norte/ CE Presidente da Undime

Leia mais

O PSICÓLOGO NO SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL: MAPEANDO REDES DE SERVIÇOS NAS REGIÕES SUL E CENTRO-OESTE DO PAÍS

O PSICÓLOGO NO SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL: MAPEANDO REDES DE SERVIÇOS NAS REGIÕES SUL E CENTRO-OESTE DO PAÍS O PSICÓLOGO NO SISTEMA ÚNICO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL: MAPEANDO REDES DE SERVIÇOS NAS REGIÕES SUL E CENTRO-OESTE DO PAÍS Davi Magalhães Carvalho (bolsista ICV, graduação em Psicologia UFPI/CMRV), João Paulo

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA E OS REBATIMENTOS NO SERVIÇO SOCIAL

OS PRINCÍPIOS DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA E OS REBATIMENTOS NO SERVIÇO SOCIAL OS PRINCÍPIOS DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA E OS REBATIMENTOS NO SERVIÇO SOCIAL Keline Borges, RosaneSampaio, Solange Silva dos Santos Fidelis, Vânia Frigotto 1. Este trabalho foi elaborado a partir de estudos

Leia mais

Apresentação. Acompanhe a Plenária Extraordinária do VI Congresso Interno em:

Apresentação. Acompanhe a Plenária Extraordinária do VI Congresso Interno em: Apresentação O Guia Prático do VI Congresso Interno (Plenária Extraordinária, maio de 2012), na forma de perguntas e respostas, visa facilitar a compreensão sobre os diversos elementos que compõem o processo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº1, DE 3 DE MARÇO DE 2016.

RESOLUÇÃO Nº1, DE 3 DE MARÇO DE 2016. RESOLUÇÃO Nº1, DE 3 DE MARÇO DE 2016. Publica as deliberações da X Conferência Nacional de Assistência Social. O CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CNAS, no uso das competências que lhe confere os

Leia mais

MEMÓRIA PARALELA MOÇÃO COLETIVA DO GRUPO DE PRODUÇÃO. Ao Sr. EDUARDO DECHAMPS Secretário de Educação do Estado de Santa Catarina

MEMÓRIA PARALELA MOÇÃO COLETIVA DO GRUPO DE PRODUÇÃO. Ao Sr. EDUARDO DECHAMPS Secretário de Educação do Estado de Santa Catarina Balneário Camboriú, 31 de Julho de 2014. MEMÓRIA PARALELA MOÇÃO COLETIVA DO GRUPO DE PRODUÇÃO Ao Sr. EDUARDO DECHAMPS Secretário de Educação do Estado de Santa Catarina Considerando a relevância educacional

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02, DE 29 DE SETEMBRO DE 2011.

RESOLUÇÃO Nº 02, DE 29 DE SETEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº 02, DE 29 DE SETEMBRO DE 2011. Dispõe sobre normas gerais e fluxos do Contrato Organizativo da Ação Pública de Saúde (COAP) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). A COMISSÃO INTERGESTORES

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR 1. Título do Projeto: Aprimoramento da sistemática de

Leia mais

DATA DE PAGAMENTO DE SALÁRIO O pagamento dos salários permanecerá no último dia útil do mês.

DATA DE PAGAMENTO DE SALÁRIO O pagamento dos salários permanecerá no último dia útil do mês. Itu, 21 de Julho de 2015. ACORDO COLETIVO 2015/2016 REGIME DE TRABALHO ESTATUTÁRIO Cláusula 1ª INCORPORAÇÃO Os empregadores promoverão estudos para a incorporação do valor pago como vantagem pecuniária

Leia mais

Capacitação Macrorregional SISVAN

Capacitação Macrorregional SISVAN Capacitação Macrorregional SISVAN Ministério da Saúde Secretaria de Atenção á Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição SISVAN - Diagnóstico descritivo

Leia mais

VI SEMINÁRIO DA REDE BRASILEIRA DE MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO 19 a 21 de Novembro de 2014

VI SEMINÁRIO DA REDE BRASILEIRA DE MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO 19 a 21 de Novembro de 2014 [1 ] VI SEMINÁRIO DA REDE BRASILEIRA DE MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO 19 a 21 de Novembro de 2014 O papel estratégico do monitoramento e da avaliação no contexto das políticas públicas: a experiência de execução

Leia mais

Plano de Ação Coordenação Geral de Apoio ao Controle Social e à Gestão Descentralizada (CGACS/MDS)

Plano de Ação Coordenação Geral de Apoio ao Controle Social e à Gestão Descentralizada (CGACS/MDS) Plano de Ação 2011 Coordenação Geral de Apoio ao Controle Social e à Gestão Descentralizada (CGACS/MDS) Conhecendo o plano de ação O cofinanciamento no SUAS A NOB/SUAS instituiu novos mecanismos e formas

Leia mais

Novos Saberes Hack et al v.4, n.1, p , 2017 PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS: MUNICÍPIOS DA REGIÃO DA AMUNESC

Novos Saberes Hack et al v.4, n.1, p , 2017 PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS: MUNICÍPIOS DA REGIÃO DA AMUNESC PACTO DE APRIMORAMENTO DO SUAS: MUNICÍPIOS DA REGIÃO DA AMUNESC Raquel Hack, Vânia Fátima Guareski Souto, Marco Antônio Murara 1 Centro Universitário - Católica de Santa Catarina 17 Resumo: Este artigo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 5 09/02/2009 07:57 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 5.825, DE 29 DE JUNHO DE 2006. Estabelece as diretrizes para elaboração do Plano de Desenvolvimento

Leia mais

XXVI CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DE SÃO PAULO REDES DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO SUS

XXVI CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DE SÃO PAULO REDES DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO SUS XXVI CONGRESSO DE SECRETÁRIOS MUNICIPAIS DE SAÚDE DE SÃO PAULO REDES DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA NO SUS MARÍLIA Março/2012 1 REGIONALIZAÇÃO NO SUS ALGUNS CONCEITOS IMPORTANTES 1988: CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1990:

Leia mais