Universidade de São Paulo (são Carlos)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Universidade de São Paulo (são Carlos)"

Transcrição

1 conseguiu Universidade de São Paulo (são Carlos) SP Renovação de credenciamento do Curso de Pos-Graduação em Fisica, Área de Concentração em Fisica Básica e Fi sica aplicada, a nível de Mestrado e Doutorado. Nilson Paulo 432/86 02/07/ / RELATORIO 0 Curso de Pos-Graduação em Fisica, nas áreas de Fisica Básica e Física Aplicada em níveis de mestrado e doutorado da Universidade de São Paulo, sob a responsabilidade do Instituto de Física e Química de São Carlos. Iniciou suas atividades em 1975, tendo sido credenciado pelo CFE, através do Parecer nº 857/80 de 05 de agosto de 1980 O relatório da CAPES (1983,1984) e o da Comissão Verificadora (novembro de 1985) são peças que instruem o presente processo. As condições excepcionais do curso nos dois níveis estão expressas na avaliações dos dois documentos acima citado: CAPES: "O curso encontra-se consolidado tanto no nível de mestrado como no doutorado, caracterizando-se como um dos melhores do País". Ambos são conceituados no nível A Comissão Verificadora : "A Comissão constatou que os cursos de Mestrado e Doutorado em Física oferecidos pelo Instituto de Física e Química de São Carlos - Universidade de São Paulo têm estrutura e qualidade equivalente aos melhores do País".

2 II - Voto do Relator: Tendo em vista o exposto, bem como os indicadores apontados no anexo, somos pela renovação de credenciamento do Curso de Pós Graduação em Física, áreas de concentração em Física Básica e Química Aplicada, nos níveis de Mestrado e Doutorado, mantido pela Universidade de São Paulo, Campus de São Carlos (SP), pelo Prazo de 5anos.Os efeitos desta renovação são retroativos ao término do credenciamento anterior. III - Decisão da Câmara: A Cesu 1º grupo acompanha o Voto do Relator.

3 I - CORPO DOCENTE. 1 - Formação Acadêmica: Formado por cerca de 40 professores permanente doutores. Bem dimensionado para o Programa e número de estudantes. Sem caracterizar dependência, há participação de professores visitantes, doutores, (4) e de outras instituições (18). 2 - Regime de Trabalho; Todos os docentes permanentes em Dedicação Exclusiva; 3 - Produção Intelectual: O volume de publicações em revistas de circulação internacional é de 30 por ano. A CAPES recomenda um aumento da produtividade tendo em vista a qualidade do Corpo Docente e a infra-estrutura da Instituição 4 \ - Forma de Atuação: No período, 13 lecionaram e orientaram dissertações e/ ou teses, 4 apenas lecionaram, 18 orientaram dissertações / teses simultaneamente e 6 não estiveram envolvidos nessas atividades. Os 40 docentes permanente desenvolveram atividades de pesquisas. 5 - Docentes Responsáveis p/ Orientação: Os docentes responsáveis pela orientação de dissertações e teses são os permanente já mencionados acima. A relação orientando e orientador é de aproximadamente de 1 a 4, para os dois níveis.

4 II - ESTRUTURA CURRICULAR E ORGANIZAÇÃO ACADÊMICA. 1 - Disciplinas Obrigatórias: Nos anos de 1983 e 198 foram oferecidas 19 a 30 respectivamente 2 - Disciplinas Optativas: Existe um grande número numero de opções para as 2 áreas 3 - Adequação as Áreas de Concentração: adequada 4 - Relação com as Linhas de Pesquisa: As áreas são compatíveis com as linhas de pesquisa; são 2 projetos independentes e 11 linhas de pesquisa. III - RECURSOS MATERIAIS. 1 - Instalações e Equipamentos: Infra-estrutura adequada para o bom desempenho do Programa e das Atividades de Pesquisa. 2 - Biblioteca: Adequada às finalidades. Os recursos para a bibliografia necessária são fornecidos pela própria Universidade 3 - Recursos Orçamentários Próprios e Convênios: As condições financeiras são estáveis e boas, embora a ma nutenção do programa dependa do apoio da FINEP, CNPq, CAPES, CNEN, FIPEC. A Universidade de São Paulo apóia com recursos para manutenção de serviços e equipamentos. IV - CORPO DISCENTE. 1 - Matrículas : Em dezembro de 1984, o curso contava com 104 alunos: 50 Mestrado e 54 de Doutorado. Dos primeiros 24 cursavam disciplinas; 2 cursavam disciplinas e elaboravam dissertações e 24 somente elaboravam disserta ções. No Doutorado 26 apenas cursavam disciplinas e 27 elaboravam tese; 01 trancou matricula. 2 - Tempo Médio de Titulação: Mestrado: 39 meses; Doutorado: 58 meses

5

6

7

8

9

10 IV - DECISÃO DO PLENÁRIO O Plenário do Conselho Federal de Educação aprovou, por unanimidade, a Conclusão da Câmara. Sala Barretto Filho, em 02 de 07 de 1986

do Curso de Pós-Graduação em Sociologia, com área de concentração em Estado e Sociedade - Em nível de doutorado. Pe. Antônio Geraldo Amaral Rosa,S.J.

do Curso de Pós-Graduação em Sociologia, com área de concentração em Estado e Sociedade - Em nível de doutorado. Pe. Antônio Geraldo Amaral Rosa,S.J. UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA Credenciamento do Curso de Pós-Graduação em Sociologia, com área de concentração em Estado e Sociedade - Em nível de doutorado. Pe. Antônio Geraldo Amaral Rosa,S.J. CESu - 2 Grupo

Leia mais

Credenciamento do curso de Pós-Graduação em Enfermagem,em nível de Mestrado.

Credenciamento do curso de Pós-Graduação em Enfermagem,em nível de Mestrado. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO/MANTENEDORA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UF PB ASSUNTO: Credenciamento do curso de Pós-Graduação em Enfermagem,em nível de Mestrado. RELATOR:

Leia mais

curso de pós-graduação em Ecologia da Flora e da 0 Reitor da Universidade de Brasília encaminha a este

curso de pós-graduação em Ecologia da Flora e da 0 Reitor da Universidade de Brasília encaminha a este Universidade de Brasília Recredenciamento, curso de pós-graduação em Ecologia da Flora e da Fauna Lauro Leitão I - RELATÓRIO 0 Reitor da Universidade de Brasília encaminha a este Conselho pedido de recredenciamento

Leia mais

USP - FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS

USP - FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS USP - FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS Renovação de credenciamento do curso de pós-graduação em Filosofia, em nivel de mestrado e doutorado, O Reitor da Universidade de São Conselho renovação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO/MANTENEDORA UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE UF RJ ASSUNTO: CREDENCIAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA - ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM

Leia mais

PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO DE CURSOS NOVOS MESTRADO ACADÊMICO

PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO DE CURSOS NOVOS MESTRADO ACADÊMICO PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO DE CURSOS NOVOS MESTRADO ACADÊMICO Os projetos de cursos novos serão julgados pela Comissão de Avaliação da área de Educação com base nos dados obtidos pela aplicação dos critérios

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2010 a 2012 Etapa: Trienal 2013 Área de : 1 - MATEMÁTICA / PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA IES: 41001010 - UFSC - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Programa: 41001010001P6 - MATEMÁTICA PURA

Leia mais

Recredenciamento do Curso de Pós-Graduação Dermatologia.

Recredenciamento do Curso de Pós-Graduação Dermatologia. ESCOLA PAULISTA DE MEDICINA Recredenciamento do Curso de Pós-Graduação Dermatologia. em Ib Gato Falcão DC Nº 1 - RELATÓRIO A 13 de setembro de 1985, encaminhou a Escola Paulista de Medicina pelo seu Diretor

Leia mais

Credenciamento do curso de mestrado na área de Adminis_ tração Rural. Retificação do Parecer CFE 361/89, aprovado em Lauro Franco Leitão

Credenciamento do curso de mestrado na área de Adminis_ tração Rural. Retificação do Parecer CFE 361/89, aprovado em Lauro Franco Leitão ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA DE LAVRAS MG Credenciamento do curso de mestrado na área de Adminis_ tração Rural. Retificação do Parecer CFE 361/89, aprovado em 08.05.89. Lauro Franco Leitão I RELATÓRIO

Leia mais

RESOLUÇÃO n.º 05, de 10/03/83

RESOLUÇÃO n.º 05, de 10/03/83 RESOLUÇÃO n.º 05, de 10/03/83 Fixa normas de funcionamento e credenciamento dos cursos de pós-graduação stricto sensu. O Presidente do Conselho Federal de Educação, no uso de suas atribuições e, considerando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes e Gestão Territorial - PPGTG

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes e Gestão Territorial - PPGTG UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes e Gestão Territorial - PPGTG RESOLUÇÃO Nº/PPGTG/26 de 17 de fevereiro de 26. Dispõe sobre Normas para Credenciamento

Leia mais

avaliação institucional das IES Clarilza Prado de Sousa

avaliação institucional das IES Clarilza Prado de Sousa A avaliação da PG e as relações possíveis com a avaliação institucional das IES Clarilza Prado de Sousa A avaliação da PGa A Avaliação da Pós Graduação na CAPES faz 60 anos Sua trajetória histórica permitiu:

Leia mais

TÍTULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS

TÍTULO I DISPOSIÇÕES INICIAIS RESOLUÇÃO N. 1/POSDESIGN/214, DE 12 DE JUNHO DE 215. Dispõe sobre credenciamento e recredenciamento de professores no. A coordenação do (PÓSDESIGN), no uso de suas atribuições, considerando o que dispõe

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA APCN

ORIENTAÇÕES PARA APCN Identificação Área de Avaliação: Letras/Linguística Coordenador de Área: Dermeval da Hora Oliveira (UFPB/JP) Coordenador-Adjunto de Área: Ida Maria Santos Ferreira Alves (UFF) Coordenador-Adjunto de Mestrado

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SP CREDENCIAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO Em MEDICINA, área de contratação em ORTOPEDIA E TRAUMATOLGIA, NÍVEIS DE MESTRADO E DOUTORADO, MINISTRADO PELA FACULDADE DE MEDICINA

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Rio Grande Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde EDITAL

Ministério da Educação Universidade Federal do Rio Grande Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde EDITAL Ministério da Educação Universidade Federal do Rio Grande Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde EDITAL Credenciamento de Docentes para o Programa de Pós-Graduação em Ciências

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2004 a 2006 Etapa: Trienal 2007 Área de : 17 - MEDICINA III IES: 40001016 - UFPR - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Programa: 40001016018P0 - MEDICINA (CLÍNICA CIRÚRGICA) Modalidade: Acadêmico

Leia mais

NORMAS DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES EM ENSINO DE CIÊNCIAS

NORMAS DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES EM ENSINO DE CIÊNCIAS NORMAS DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES EM ENSINO DE CIÊNCIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO INTERUNIDADES DE ENSINO DE CIÊNCIAS ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO FÍSICA, QUÍMICA E BIOLOGIA Instituto de Física,

Leia mais

Ficha de Avaliação ASTRONOMIA / FÍSICA

Ficha de Avaliação ASTRONOMIA / FÍSICA ASTRONOMIA / FÍSICA Tipo de Avaliação: AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS Instituição de Ensino: UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO/SÃO CARLOS (USP/SC) Programa: FÍSICA (33002045002P9) Modalidade: ACADÊMICO Área de Avaliação:

Leia mais

Integração da Análise SWOT com o Método ELECTRE TRI na Avaliação do Desempenho dos Programas de Pós-Graduação

Integração da Análise SWOT com o Método ELECTRE TRI na Avaliação do Desempenho dos Programas de Pós-Graduação Integração da Análise SWOT com o Método ELECTRE TRI na Avaliação do Desempenho dos Programas de Pós-Graduação Mestranda: Roberta Braga Neves Orientador: Prof. Dr. Helder Gomes Costa Mestrado em Engenharia

Leia mais

Ficha de Avaliação QUÍMICA

Ficha de Avaliação QUÍMICA QUÍMICA Tipo de Avaliação: AVALIAÇÃO DE CURSOS NOVOS Instituição de Ensino: UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS (UFGD) Programa: Química Número/Ano: 183/2016 Modalidade: ACADÊMICO Área de Avaliação:

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2010 a 2012 Etapa: Trienal 2013 Área de : 29 - ARQUITETURA E URBANISMO IES: 32005016 - UFJF - UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Programa: 32005016029P4 - Ambiente Construído Modalidade:

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Odontologia Integrada

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Odontologia Integrada R E S O L U Ç Ã O N 056/2014-PGO Aprova os critérios de credenciamento, manutenção, descredenciamento e recredenciamento de docentes do PGO e Revoga a Resolução 043/2014-PGO. Considerando o Regulamento

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 07/CUn/2010, de 26 de outubro de 2010

RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 07/CUn/2010, de 26 de outubro de 2010 RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 07/CUn/2010, de 26 de outubro de 2010 Dispõe sobre as normas que regulamentam a concessão de Bolsas de Pesquisa para discentes na Universidade Federal de Santa Catarina. O PRESIDENTE

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Rio Grande Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde

Ministério da Educação Universidade Federal do Rio Grande Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde Ministério da Educação Universidade Federal do Rio Grande Faculdade de Medicina Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde Instrução Normativa 01/2016 Aprovada pela Comissão de Ensino em 05 de dezembro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS LETRAS E ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES CÊNICAS RESOLUÇÃO Nº. 02/2017 de 21 de março de 2017 Dispõe sobre Normas para Credenciamento

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA NORMAS ESPECÍFICAS

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA NORMAS ESPECÍFICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA NORMAS ESPECÍFICAS I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA CCP A Comissão Coordenadora de Programa (CCP) do Programa de Pós-Graduação em Matemática do

Leia mais

Resolução UNESP no. 84 de 29/06/2012, publicado DO 30/06/2012. TÍTULO I Do Programa

Resolução UNESP no. 84 de 29/06/2012, publicado DO 30/06/2012. TÍTULO I Do Programa REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREAS DE PERIODONTIA, ENDODONTIA E IMPLANTODONTIA DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE ARARAQUARA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JULIO DE MESQUITA FILHO

Leia mais

DEPARTAMENTO DE GENÉTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA (PPG-GEN)

DEPARTAMENTO DE GENÉTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA (PPG-GEN) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE GENÉTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA (PPG-GEN) Planejamento Estratégico 2012-2016 Março de 2012 2 Planejamento Estratégico

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 - FONE: CEP: FAX Nº

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 - FONE: CEP: FAX Nº CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PRAÇA DA REPÚBLICA, 53 - FONE: 255.20.44 - CEP: 01045-903 FAX Nº 231-1518 1 PROCESSO CEE N : 943/94 INTERESSADA: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" -

Leia mais

MINISTÉRIO DA educação. CONSELHO FEDERAL DE educação

MINISTÉRIO DA educação. CONSELHO FEDERAL DE educação MINISTÉRIO DA educação CONSELHO FEDERAL DE educação INTERESSADO/MANTENEDORA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ASSUNTO; UF GO Recredenciamento do Curso de Pós-Graduação em Letras e Linguística, com áreas de

Leia mais

COMISSÃO DE ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO EM UROLOGIA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM UROLOGIA

COMISSÃO DE ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO EM UROLOGIA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM UROLOGIA COMISSÃO DE ENSINO DA PÓS-GRADUAÇÃO EM UROLOGIA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM UROLOGIA Visão: Sermos um grupo de excelência na formação de docentes e de pesquisadores, e na

Leia mais

Renovação de Credenciamento do Curso de Pos Graduação em E ducação (Mestrado e Doutorado).

Renovação de Credenciamento do Curso de Pos Graduação em E ducação (Mestrado e Doutorado). UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Renovação de Credenciamento do Curso de Pos Graduação em E ducação (Mestrado e Doutorado). I- RELATÓRIO O curso Ae pos- graduação em Educação com áreas de concentração

Leia mais

Credenciamento/Descredenciamento de Docentes Permanentes e Colaboradores e definição de Orientadores no âmbito do PPG-Odontologia UFU.

Credenciamento/Descredenciamento de Docentes Permanentes e Colaboradores e definição de Orientadores no âmbito do PPG-Odontologia UFU. Credenciamento/Descredenciamento de Docentes Permanentes e Colaboradores e definição de Orientadores no âmbito do PPG-Odontologia UFU. Resolução do COPOD Nº 01/2015 Credenciamento/Descredenciamento de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE ENFERMAGEM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM RESOLUÇÃO Nº 003/2010 CPG/PPG-ENF Estabelece novas normas para o credenciamento e recredenciamento de docentes

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2004 a 2006 Etapa: Trienal 2007 Área de : 36 - GEOGRAFIA IES: 32008015 - PUC/MG - PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Programa: 32008015003P4 - INFORMAÇÃO ESPACIAL Modalidade:

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Matemática do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade Federal de Goiás

Programa de Pós-Graduação em Matemática do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade Federal de Goiás UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA Programa de Pós-Graduação em Matemática do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LETRAS Campus Universitário - Viçosa, MG - 36570-000 - Telefone: (31) 3899-1583 Fax: (31) 3899-2410-E-mail: posgradla@ufv.br PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

Quadro 1: EQUIVALÊNCIA ENTRE CONCEITOS E NOTAS. 1 Insuficiente. 2 Regular. 3 Bom. 4 Muito Bom. 5 Excelente

Quadro 1: EQUIVALÊNCIA ENTRE CONCEITOS E NOTAS. 1 Insuficiente. 2 Regular. 3 Bom. 4 Muito Bom. 5 Excelente 1 A Comissão de Avaliação Setorial da área de Medicina deverá transformar os CONCEITOS (insuficiente, regular, bom, muito bom, excelente) em NOTAS, de acordo com o quadro abaixo, para cada uma das cinco

Leia mais

ASSOCIAÇÃO SERGIPANA DE ADMINISTRAÇÃO. Reconhecimento do curso de Biblioteconomia

ASSOCIAÇÃO SERGIPANA DE ADMINISTRAÇÃO. Reconhecimento do curso de Biblioteconomia ASSOCIAÇÃO SERGIPANA DE ADMINISTRAÇÃO Reconhecimento do curso de Biblioteconomia Requereu a Associação Sergipana de Administração man tenedora das Faculdades Integradas Tiradentes, o reconhecimento de

Leia mais

Resolução UNESP nº 65 de 23/04/2012

Resolução UNESP nº 65 de 23/04/2012 Resolução UNESP nº 65 de 23/04/2012 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Ciências Odontológicas- Áreas de Odontopediatria, Ortodontia e Dentística Restauradora, Cursos de Mestrado Acadêmico

Leia mais

Mestrado Profissional em Enfermagem. Dificuldades e avanços

Mestrado Profissional em Enfermagem. Dificuldades e avanços Mestrado Profissional em Enfermagem Dificuldades e avanços Drª. Zenith Rosa Silvino Coord. do MPEA Gestão 2010-2014 Programas da EEAAC - UFF Mestrado Profissional Enfermagem Assistencial 1ª turma = 2004

Leia mais

RESOLUÇÃO CEPG Nº 01/88. Considerando que cabe ao CEPG a supervisão das atividades e desenvolvimento dos cursos de pós-graduação;

RESOLUÇÃO CEPG Nº 01/88. Considerando que cabe ao CEPG a supervisão das atividades e desenvolvimento dos cursos de pós-graduação; RESOLUÇÃO CEPG Nº 01/88 Dá normas que regulamentam a organização e o regime didáticocientífico dos cursos de pós-graduação na UFRJ. Considerando que cabe ao CEPG a supervisão das atividades e desenvolvimento

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ASTROFÍSICA TÍTULO I

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ASTROFÍSICA TÍTULO I REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ASTROFÍSICA TÍTULO I DOS OBJETIVOS DO CURSO Artigo 1º - O Curso de Pós-graduação em Astrofísica conduz programas de Mestrado e Doutorado, visando à formação de especialistas

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - FCT/UNESP CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGE)

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - FCT/UNESP CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGE) FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA - FCT/UNESP CAMPUS DE PRESIDENTE PRUDENTE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO (PPGE) Resolução UNESP nº de / /2012 Aprova o Regulamento do Programa de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/2011/PPGCC, DE XX DE XXXXXXXXXXX DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 01/2011/PPGCC, DE XX DE XXXXXXXXXXX DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 01/2011/PPGCC, DE XX DE XXXXXXXXXXX DE 2011 Dispõe sobre o processo de avaliação da produção científica e do credenciamento e descredenciamento dos docentes, bem como da avaliação discente

Leia mais

REVISÃO DO PERFIL DOS PROGRAMAS - atribuição de nota. (Efetuada na reunião de coordenadores na UFSC/Florianópolis nos dias: 06 e 07 março de 2003)

REVISÃO DO PERFIL DOS PROGRAMAS - atribuição de nota. (Efetuada na reunião de coordenadores na UFSC/Florianópolis nos dias: 06 e 07 março de 2003) REVISÃO DO PERFIL DOS PROGRAMAS - atribuição de nota (Efetuada na reunião de coordenadores na UFSC/Florianópolis nos dias: 06 e 07 março de 2003) A seguir estão definidos os critérios para avaliação e

Leia mais

Psiquiatria Normas Específicas

Psiquiatria Normas Específicas Psiquiatria Normas Específicas I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A CCP do Programa de Pós-Graduação em PSIQUIATRIA será constituída pelo Coordenador do Programa e seu Suplente,

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA PORTARIA 10/2017

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA PORTARIA 10/2017 PORTARIA 10/2017 O Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada da Universidade Estadual de Feira de Santana, no uso de suas atribuições, RESOLVE: Art. 1º Aprovar a Instrução Normativa

Leia mais

Ficha de Recomendação - APCN

Ficha de Recomendação - APCN Área de Avaliação: ODONTOLOGIA Agenda: 26/08/2008 a 26/08/2008 Período: 2008/01 Proposta APCN: 4242 ODONTOLOGIA (INCONSISTENTE) IES: 40005011 - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA Cidade: Ponta Grossa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA RESOLUÇÃO N o 01/PPGP de 03 de outubro de 2013 Dispõe sobre os critérios para credenciamento,

Leia mais

Ficha de Avaliação CIÊNCIAS BIOLÓGICAS III

Ficha de Avaliação CIÊNCIAS BIOLÓGICAS III CIÊNCIAS BIOLÓGICAS III Tipo de Avaliação: AVALIAÇÃO DE PROGRAMAS Instituição de Ensino: UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO (UNIFESP) Programa: MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA (33009015003P3) Modalidade: ACADÊMICO

Leia mais

Artigo 2º - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação.

Artigo 2º - Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. RESOLUÇÃO UNESP Nº 45, DE 23 DE MARÇO DE 2012. Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Educação, Cursos de Mestrado Acadêmico e Doutorado, do Instituto de Biociências do Câmpus de Rio Claro.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO RESOLUÇÃO N 2.937, DE 02 DE JULHO DE 2008

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO RESOLUÇÃO N 2.937, DE 02 DE JULHO DE 2008 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO RESOLUÇÃO N 2.937, DE 02 DE JULHO DE 2008 Dispõe sobre o Regimento Geral para os Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu da UNIRIO. O Conselho de

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CIRURGIA VETERINÁRIA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CIRURGIA VETERINÁRIA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CIRURGIA VETERINÁRIA Resolução UNESP nº 09 de 08/03/2013 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Cirurgia Veterinária, Cursos: Mestrado Acadêmico e

Leia mais

Resolução Nº 01/2017

Resolução Nº 01/2017 Resolução Nº 01/2017 Estabelece as normas para credenciamento, avaliação e classificação de Docentes e Pesquisadores do Programa de Pós-graduação em Engenharia Elétrica-PPGEE. O Colegiado do Programa de

Leia mais

FACULDADES DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO ABC

FACULDADES DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO ABC INTERESSADO/MANTENEDORA FACULDADES DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO ABC ASSUNTO Projeto de Curso de Especialização(Pós-Graduação "Lato Sensu") em gua Portuguesa, nos termos da Res. 12/83-CFE LÍn SP UF RELATOR:

Leia mais

Renovação do Credenciamento do Programa de Pós-Graduação em Física(níveis de Mestrado e Doutorado).

Renovação do Credenciamento do Programa de Pós-Graduação em Física(níveis de Mestrado e Doutorado). SOCIEDADE CIVIL FACULDADES CATÓLICAS Renovação do Credenciamento do Programa de Pós-Graduação em Física(níveis de Mestrado e Doutorado). Arnaldo Niskier I - RELATÓRIO 0 curso de Pós-Graduação em Física

Leia mais

Normas do Programa Sistemática, Taxonomia Animal e Biodiversidade do Museu de Zoologia da USP

Normas do Programa Sistemática, Taxonomia Animal e Biodiversidade do Museu de Zoologia da USP Normas do Programa Sistemática, Taxonomia Animal e Biodiversidade do Museu de Zoologia da USP 1 I. Composição da Comissão Coordenadora do Programa A Comissão Coordenadora de Programa (CCP) será a própria

Leia mais

Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014

Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014 Resolução UNESP nº 29, de 28/03/2014 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Biotecnologia Animal, Cursos de Mestrado Acadêmico e Doutorado, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO EM DIREITO

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO EM DIREITO REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE MESTRADO EM DIREITO Aprovado pelo Conselho da Faculdade de Direito em reunião extraordinário de 16/08/2013, Ata n. 11/2013 com as alterações aprovadas na reunião ordinário

Leia mais

NORMAS COMPLEMENTARES AO REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA REGIONAL E LOCAL CAMPUS V

NORMAS COMPLEMENTARES AO REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA REGIONAL E LOCAL CAMPUS V Universidade do Estado da Bahia UNEB Reconhecida pela portaria ministerial n º 909 de 31 07 95 Departamento de Ciências Humanas/Campus V Santo Antonio de Jesus Programa de Pós-Graduação em História Regional

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO Nº 02/2014, DO COLEGIADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS LINGUÍSTICOS CURSOS DE MESTRADO E DE DOUTORADO EM ESTUDOS LINGUÍSTICOS Regulamenta o processo de credenciamento, recredenciamento

Leia mais

Nível 6: Atingir o nível 5 e apresentar no mínimo de 8 NRD6 com 3 publicações em revistas de nível A no triênio.

Nível 6: Atingir o nível 5 e apresentar no mínimo de 8 NRD6 com 3 publicações em revistas de nível A no triênio. PERFIL DE EXCELÊNCIA: Critérios para atribuição dos conceitos 6 e 7 Nível 6: Atingir o nível e apresentar no mínimo de 8 NRD6 com 3 publicações em revistas de nível A no triênio. Nivel 7: Atingir o nível

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2004 a 2006 Etapa: Trienal 2007 Área de : 17 - MEDICINA III IES: 33002010 - - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Programa: 33002010132P3 - ANESTESIOLOGIA Modalidade: Acadêmico Curso ANESTESIOLOGIA

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL Resolução UNESP nº 02, de 11 de janeiro de 2016 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil e Ambiental,

Leia mais

MESTRADO PROFISSIONAL

MESTRADO PROFISSIONAL ? MESTRADO PROFISSIONAL PROPOSTA DO CURSO (Recomendações da área no que se refere ao perfil do programa, formação teórica e metodológica) propostas interdisciplinares que agreguem competências e metodologias

Leia mais

PONTUAÇÃO PARA PROGRESSÃO FUNCIONAL DE DOCENTES (Aprovada na 207ª Reunião do Conselho da Unidade do IM, em 25/09/2009)

PONTUAÇÃO PARA PROGRESSÃO FUNCIONAL DE DOCENTES (Aprovada na 207ª Reunião do Conselho da Unidade do IM, em 25/09/2009) UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE MATEMÁTICA Av. Bento Gonçalves 9500 - Agronomia - 91509-900 Porto Alegre - RS - BRASIL Tel: (051) 3308-6189/3308-6225 FAX: (051) 3308-7301 e-mail:

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Normas Específicas do Programa de Pós-Graduação em Ciências I. Composição da Comissão Coordenadora do Programa Por se tratar de Programa único, a CCP tem a mesma composição da CPG do CENA, de acordo com

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO NORMAS DA COMISSÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO I - Composição da CCP Por se tratar de programa único a CCP é a

Leia mais

Universidade Federal do Para. Reconhecimento do Curso de Engenharia Habilitação - Engenharia Elétrica

Universidade Federal do Para. Reconhecimento do Curso de Engenharia Habilitação - Engenharia Elétrica Universidade Federal do Para Reconhecimento do Curso de Engenharia Habilitação - Engenharia Elétrica Nilson Paulo 0 Reitor da Universidade Federal do Pará encaminha a este Conselho pedido de reconhecimento

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 8 DE JUNHO DE 2007.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 8 DE JUNHO DE 2007. CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 8 DE JUNHO DE 2007. Estabelece normas para o funcionamento de cursos de pós-graduação lato sensu, em nível de especialização.

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS

NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA DA ESCOLA DE ENGENHARIA DE SÃO CARLOS I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A Comissão Coordenadora do Programa (CCP) será

Leia mais

Universidade Estadual Paulista REITORIA Resolução Unesp-31, de

Universidade Estadual Paulista REITORIA Resolução Unesp-31, de Universidade Estadual Paulista REITORIA Resolução Unesp-31, de 15-7-2011 2011,, alterada pela Resolução Unesp-52 de 02-06 06-2014 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Alimentos e Nutrição,

Leia mais

NORMAS DO PROGRAMA DE MATEMÁTICA APLICADA

NORMAS DO PROGRAMA DE MATEMÁTICA APLICADA NORMAS DO PROGRAMA DE MATEMÁTICA APLICADA I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A Comissão Coordenadora do Programa é constituída da seguinte forma: Coordenador do Programa; Suplente

Leia mais

O sistema CAPES de avaliação da Pós-Graduação

O sistema CAPES de avaliação da Pós-Graduação Universidade de São Paulo Faculdade de Ciências Farmacêuticas Programa de Pós-Graduação em Fármaco e Medicamentos Área de Produção e Controle Farmacêuticos Tema 3 O sistema CAPES de avaliação da Pós-Graduação

Leia mais

RESOLUÇÃO UNESP Nº 35, DE 05 DE JUNHO DE 2013 Publicada no D.O.E. de 06/06/ Seção I, p. 148

RESOLUÇÃO UNESP Nº 35, DE 05 DE JUNHO DE 2013 Publicada no D.O.E. de 06/06/ Seção I, p. 148 RESOLUÇÃO UNESP Nº 35, DE 05 DE JUNHO DE 2013 Publicada no D.O.E. de 06/06/2013 - Seção I, p. 148 Aprova o Regulamento do Programa de Pós-graduação em Engenharia Mecânica, Cursos de Mestrado Acadêmico

Leia mais

São Paulo, 17 de junho de Circ.CoPGr/26/2015 BDGMF/mrs. Senhores Presidentes de CPGs e Coordenadores de Programa.

São Paulo, 17 de junho de Circ.CoPGr/26/2015 BDGMF/mrs. Senhores Presidentes de CPGs e Coordenadores de Programa. São Paulo, 17 de junho de 2015. Circ.CoPGr/26/2015 BDGMF/mrs Senhores Presidentes de CPGs e Coordenadores de Programa. Em atendimento ao Edital N. 11/2015 da CAPES referente a Novos Projetos de Mestrado

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES TÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES TÍTULO II DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM COMPUTAÇÃO APLICADA TÍTULO I DOS OBJETIVOS E FINALIDADES Art. 1º O Curso de pós-graduação em Computação Aplicada, doravante referido como Curso, mantém programas

Leia mais

Avaliação dos cursos que obtiveram nota 3 no triênio

Avaliação dos cursos que obtiveram nota 3 no triênio Avaliação dos cursos que obtiveram nota 3 no triênio 2007-2009 Reunião Capes e Fórum de Coordenadores de Programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Maria Inês Schmidt Mariangela Cherchiglia Brasília,

Leia mais

Normas do Programa de Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres. I Composição da Comissão Coordenadora do Programa (CCP)

Normas do Programa de Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres. I Composição da Comissão Coordenadora do Programa (CCP) Normas do Programa de Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres I Composição da Comissão Coordenadora do Programa (CCP) A Comissão Coordenadora do Programa (CCP) será constituída por 4 membros titulares

Leia mais

NORMAS COMPLEMENTARES AO REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA REGIONAL E LOCAL CAMPUS V

NORMAS COMPLEMENTARES AO REGIMENTO INTERNO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTÓRIA REGIONAL E LOCAL CAMPUS V Universidade do Estado da Bahia UNEB Reconhecida pela portaria ministerial n º 909 de 31 07 95 Departamento de Ciências Humanas/Campus V Santo Antonio de Jesus Programa de Pós-Graduação em História Regional

Leia mais

INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOCIÊNCIAS NORMA 110

INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOCIÊNCIAS NORMA 110 1 INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOCIÊNCIAS NORMA 110 A Comissão de Pós-Graduação em Geociências PPGGEO/IG/UFRGS, edita a presente Norma que define as novas regras para o Credenciamento

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/PPGMEL/UNIR/2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/PPGMEL/UNIR/2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA-UNIR Núcleo de Ciências Humanas Departamento de Línguas Vernáculas Coordenação do Mestrado em Estudos Literários INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/PPGMEL/UNIR/2015 Dispõe sobre

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 03/2008

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 03/2008 RESOLUÇÃO Nº 03/2008 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, CONSIDERANDO o que consta do Processo nº 41.600/2007-23 PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES NO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR APLICADA

PROCESSO SELETIVO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES NO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR APLICADA PROCESSO SELETIVO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES NO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR APLICADA O colegiado do Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular (PPGBCMA), no uso de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE EDUCAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO Resolução Nº 01/2017 Regulamenta os critérios para o credenciamento, o recredenciamento e o descredenciamento de

Leia mais

Os requisitos para aprovação de cursos novos de mestrado deverão ser suficientes, no mínimo, para o conceito 3 (qualificação regular).

Os requisitos para aprovação de cursos novos de mestrado deverão ser suficientes, no mínimo, para o conceito 3 (qualificação regular). Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior FORMULÁRIO - REQUISITOS PARA A CRIAÇÃO DE CURSOS NOVOS IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: Medicina II PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2007-2009

Leia mais

I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP)

I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) NORMAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO DO INSTITUTO DE ARQUITETURA E URBANISMO DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Alunos Matriculados até dezembro de 2013 I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA

Leia mais

A QUALIDADE E ENSINO DE GRADUAÇÃO E O COMPLEXO EXERCÍCIO DE PROPOR INDICADORES: É POSSÍVEL OBTER AVANÇOS?

A QUALIDADE E ENSINO DE GRADUAÇÃO E O COMPLEXO EXERCÍCIO DE PROPOR INDICADORES: É POSSÍVEL OBTER AVANÇOS? A QUALIDADE E ENSINO DE GRADUAÇÃO E O COMPLEXO EXERCÍCIO DE PROPOR INDICADORES: É POSSÍVEL OBTER AVANÇOS? A QUALIDADE E ENSINO DE GRADUAÇÃO E O COMPLEXO EXERCÍCIO DE PROPOR INDICADORES: É POSSÍVEL OBTER

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA 03/2015 CREDENCIAMENTO E RECREDENCIAMENTO DE DOCENTES

RESOLUÇÃO NORMATIVA 03/2015 CREDENCIAMENTO E RECREDENCIAMENTO DE DOCENTES Aprovada em 13 de novembro de 2015. RESOLUÇÃO NORMATIVA 03/2015 CREDENCIAMENTO E RECREDENCIAMENTO DE DOCENTES Dispõe sobre os critérios para credenciamento e recredenciamento de docentes no PPGEM. Considerando:

Leia mais

Renovação de Credenciamento do Curso de Pós-Graduação em Letras, com área de concentração em Literatura Portuguesa, CESu APROVADO EM: 01/04/92

Renovação de Credenciamento do Curso de Pós-Graduação em Letras, com área de concentração em Literatura Portuguesa, CESu APROVADO EM: 01/04/92 INTERESSADO/MANTENEDORA UF UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SP ASSUNTO: Renovação de Credenciamento do Curso de Pós-Graduação em Letras, com área de concentração em Literatura Portuguesa, Niveis de Me s trado

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE QUÍMICA DE SÃO CARLOS Serviço de Pós-Graduação

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE QUÍMICA DE SÃO CARLOS Serviço de Pós-Graduação I. COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) De acordo com o Regimento de Pós-Graduação da USP, a Comissão Coordenadora do Programa (CCP) será a própria Comissão de Pós-Graduação (CPG). II.

Leia mais

EDITAL nº 01/2015 CHAMADA PARA CREDENCIAMENTO DE LIDERES DE GRUPOS DE PESQUISA

EDITAL nº 01/2015 CHAMADA PARA CREDENCIAMENTO DE LIDERES DE GRUPOS DE PESQUISA EDITAL nº 01/2015 CHAMADA PARA CREDENCIAMENTO DE LIDERES DE GRUPOS DE PESQUISA A Coordenação de Pesquisa e Extensão (COPEX) informa à comunidade acadêmica da Faculdade Leão Sampaio que está recebendo solicitações

Leia mais

Regimento do Curso de Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Alimentos. Da Natureza, Finalidades e Objetivos

Regimento do Curso de Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Alimentos. Da Natureza, Finalidades e Objetivos Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais Campus Rio Pomba Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Leia mais

Ficha de Avaliação do Programa

Ficha de Avaliação do Programa Período de : 2004 a 2006 Etapa: Trienal 2007 Área de : 1 - MATEMÁTICA / PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA IES: 33002010 - USP - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Programa: 33002010007P4 - ESTATÍSTICA Modalidade: Acadêmico

Leia mais

Pneumologia - Normas Específicas

Pneumologia - Normas Específicas Pneumologia - Normas Específicas I COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) A CCP do Programa de Pós-graduação em Pneumologia será constituída pelo Coordenador do Programa e seu Suplente,

Leia mais

1. Caracterização da Proposta de Mestrado Profissional

1. Caracterização da Proposta de Mestrado Profissional São apresentados a seguir os parâmetros que nortearão a apresentação e apreciação de projetos de criação de Mestrados Profissionais na área de Ciências Sociais Aplicadas I. Dentro de cada categoria temática,

Leia mais

Universidade de São Paulo. Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação

Universidade de São Paulo. Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Universidade de São Paulo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Regulamento do Programa de Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional I - COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DE PROGRAMA

Leia mais

Normas do Programa Medicina Tropical I. COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP)

Normas do Programa Medicina Tropical I. COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) Normas do Programa Medicina Tropical I. COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO COORDENADORA DO PROGRAMA (CCP) I.1 Por se tratar de Programa único a Comissão Coordenadora do Programa é a própria CPG. II - CRITÉRIOS DE

Leia mais