DIREITO EMPRESARIAL I. Foed Saliba Smaka Jr. 06/03/2015.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIREITO EMPRESARIAL I. Foed Saliba Smaka Jr. 06/03/2015."

Transcrição

1 DIREITO EMPRESARIAL I Foed Saliba Smaka Jr. 06/03/2015.

2 Empresário Empresário é a pessoa que toma a iniciativa de organizar uma atividade econômica de produção ou circulação de bens ou serviços. Pode Ser Pessoa Física ou Jurídica Lei Pessoa Física. Prática Maioria Pessoa Jurídica.

3 Empresário Pessoa Física Empresário Individual Pessoa Jurídica Sociedade Empresária EIRELI.

4 EIRELI Antiga reinvindicação da doutrina comercialista. Duas vertentes, dois modelos de figura jurídica: Empresário Individual de Responsabilidade Limitada; Sociedade Limitada Unipessoal. Criação pela Lei /2011 que alterou dispositivos do CC.

5 Agentes Econômicos Excluídos do Conceito de Empresário. Existem agentes econômicos que exercem atividades econômicas mas não são empresários. Atividade não é considerada empresa. Profissional Intelectual; Sociedade Simples; Empresário Rural; Sociedade Cooperativa.

6 Agentes Econômicos Excluídos do Conceito de Empresário. Profissionais Liberais: P. U. art. 966 CC: Parágrafo único. Não se considera empresário quem exerce profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística, ainda com o concurso de auxiliares ou colaboradores, salvo se o exercício da profissão constituir elemento de empresa. Exploram atividade Econômica Não são considerados empresários Fora do alcance do direito empresarial. Prevalece a pessoalidade. Exercício não é elemento de empresa.

7 Agentes Econômicos Excluídos do Conceito de Empresário. Profissionais Liberais: Exceção: Quando a atividade do profissional passa a ser elemento de empresa (organizar elementos). Existem outros elementos na atividade. Não prevalece a pessoalidade. Exercício profissional e organizacional (empresário).

8 Agentes Econômicos Excluídos do Conceito de Empresário. Profissionais Liberais: Exemplos: Médico; Músico; Dentista; Professor; Escritor; Artista Plástico.

9 Agentes Econômicos Excluídos do Conceito de Empresário. Sociedades Simples (uniprofissionais): Da mesma forma que o item anterior explora atividade profissional: Dois ou mais profissionais associam-se para explorara a atividade. Não é elemento de empresa. Não explora atividade empresarial. Art Salvo as exceções expressas, considera-se empresária a sociedade que tem por objeto o exercício de atividade própria de empresário sujeito a registro; e, simples, as demais. Objeto social é a exploração da profissão intelectual.

10 Agentes Econômicos Excluídos do Conceito de Empresário. Sociedades Simples (uniprofissionais): Exceção: Exercício constituir elemento de empresa. Atividade intelectual deixa de ser relevante e passa a ser elemento de empresa. Objeto social deixa de ser a exploração intelectual para exploração de empresa.

11 Agentes Econômicos Excluídos do Conceito de Empresário. Sociedades de Advogados: É Exceção. Aplicando o conceito anterior: Advogado atividade intelectual; Grande Escritório, a atividade pessoal intelectual inexiste; Porém não é atividade empresarial; Sociedades Civis (Soc. Simples); Lei 8.906/1994 arts. 15 a 17.

12 Agentes Econômicos Excluídos do Conceito de Empresário. Atividade Rural: Art O empresário, cuja atividade rural constitua sua principal profissão, pode, observadas as formalidades de que tratam o art. 968 e seus parágrafos, requerer inscrição no Registro Público de Empresas Mercantis da respectiva sede, caso em que, depois de inscrito, ficará equiparado, para todos os efeitos, ao empresário sujeito a registro. Demais são obrigados a registrar. Rural facultativo. Não registro Não é empresário ou sociedade empresária. Registro Empresário, subordinação jurídica ao regime empresarial. Natureza Constitutiva Não apenas declaratória. Aplica-se à Sociedade Rural (art. 984 CC).

13 Agentes Econômicos Excluídos do Conceito de Empresário. Cooperativa: O que define o tipo de Sociedade? Objeto: Sociedade Empresária: Exploração de Empresa; Sociedade Simples: Exploração não Empresarial. Cooperativa: Depende então do Objeto? Não! É exceção à regra.

14 Agentes Econômicos Excluídos do Conceito de Empresário. Cooperativa: Disciplina do art. 982, P.U.: Parágrafo único. Independentemente de seu objeto, considera-se empresária a sociedade por ações; e, simples, a cooperativa. Sempre será simples. Não é o critério material Critério Legal.

15 EMPRESÁRIO INDIVIDUAL

16 Empresário Individual. Empresário individual; Sociedade Empresária; Empr. Individual de Respons. Limitada (EIRELI).

17 Empresário Individual. Regras Fundamentais: Art Considera-se empresário quem exerce profissionalmente atividade econômica organizada para a produção ou a circulação de bens ou de serviços. Art Podem exercer a atividade de empresário os que estiverem em pleno gozo da capacidade civil e não forem legalmente impedidos.

18 Empresário Individual. Impedimentos Legais: 1º do art CC. 1 o Não podem ser administradores, além das pessoas impedidas por lei especial, os condenados a pena que vede, ainda que temporariamente, o acesso a cargos públicos; ou por crime falimentar, de prevaricação, peita ou suborno, concussão, peculato; ou contra a economia popular, contra o sistema financeiro nacional, contra as normas de defesa da concorrência, contra as relações de consumo, a fé pública ou a propriedade, enquanto perdurarem os efeitos da condenação.

19 Empresário Individual. Impedimentos Legais: Lei 8.112/90 art. 117, X: Art Ao servidor é proibido: X - participar de gerência ou administração de sociedade privada, personificada ou não personificada, exercer o comércio, exceto na qualidade de acionista, cotista ou comanditário;.

20 Empresário Individual. Impedimentos Legais Outros Exemplos: Lei Complementar 35/79, art. 36, I; Lei 8.625/93, art. 44, III; Lei 6.880/80, art. 29; Entre outros.

21 Empresário Individual. São impedidos de participar de sociedade empresária? Sócio = Empresário? Sócio não é empresário!!! Então podem ser sócios Acionistas, cotistas, comanditários. Responsabilidade limitada Não poder exercer administração.

22 Empresário Individual. Capacidade: Previsão Legal: arts. 3º e 4º do CC. Absolutamente e relativamente. Hipóteses Excepcionais: Art Poderá o incapaz, por meio de representante ou devidamente assistido, continuar a empresa antes exercida por ele enquanto capaz, por seus pais ou pelo autor de herança.

23 Empresário Individual. Capacidade: Incapacidade Superveniente: Continuar atividade exercido por ele mesmo enquanto capaz. Por Herança: Continuar a exercer empresa de outra pessoa que lhe deixou de herança (sucessão causa mortis); alvará judicial, ouvido o MP, pode ser negado. Em qualquer caso os bens anteriores não se comunicam. Os estranhos a atividade não se sujeitam aos resultados da empresa. Limitação de responsabilidade (art. 974, 2º).

24 Empresário Individual. Capacidade Sociedades: 3 o O Registro Público de Empresas Mercantis a cargo das Juntas Comerciais deverá registrar contratos ou alterações contratuais de sociedade que envolva sócio incapaz, desde que atendidos, de forma conjunta, os seguintes pressupostos: I o sócio incapaz não pode exercer a administração da sociedade; II o capital social deve ser totalmente integralizado; III o sócio relativamente incapaz deve ser assistido e o absolutamente incapaz deve ser representado por seus representantes legais.

25 Empresário Individual. Empresário Casado: Art O empresário casado pode, sem necessidade de outorga conjugal, qualquer que seja o regime de bens, alienar os imóveis que integrem o patrimônio da empresa ou gravá-los de ônus real. Art Além de no Registro Civil, serão arquivados e averbados, no Registro Público de Empresas Mercantis, os pactos e declarações antenupciais do empresário, o título de doação, herança, ou legado, de bens clausulados de incomunicabilidade ou inalienabilidade.

Direito Empresarial. Professora Carolina Lima. (facebook idem)

Direito Empresarial. Professora Carolina Lima. (facebook idem) Turma e Ano: Regular/2015 Matéria / Aula: Direito Empresarial Professora: Carolina Lima AULA 01 Direito Empresarial Professora Carolina Lima (facebook idem) Bibliografia: a professora recomenda ler o caderno.

Leia mais

PRESSUPOSTOS DA ATIVIDADE EMPRESARIAL

PRESSUPOSTOS DA ATIVIDADE EMPRESARIAL PRESSUPOSTOS DA ATIVIDADE EMPRESARIAL Requisitos Art. 972, Cod. Civil. Pressupostos: 2 elementos: capacidade civil e ausência de impedimento. Capacidade civil. Impedimentos são dados pela lei. Ex: sociedade

Leia mais

Instituições de Direito Pessoas Jurídicas (i)

Instituições de Direito Pessoas Jurídicas (i) Instituições de Direito Pessoas Jurídicas (i) CAMILA VILLARD DURAN! Pessoa jurídica! Personalidade! Capacidade para adquirir direitos e contrair obrigações! Registro dos atos constitutivos 1 ! Pessoas

Leia mais

CEN E TRO O D E E E N E SI S N I O O S U S PE P R E IO I R O E E D ES E E S N E VO V L O V L I V M I EN E TO O - CES E E S D

CEN E TRO O D E E E N E SI S N I O O S U S PE P R E IO I R O E E D ES E E S N E VO V L O V L I V M I EN E TO O - CES E E S D CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO - CESED FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS - FACISA DIREITO EMPRESA I Professor: Jubevan Caldas de Sousa Empresário e Empresa Abandonando os antigos conceitos

Leia mais

Direito Empresarial. Prof. Dr. Érico Hack

Direito Empresarial. Prof. Dr. Érico Hack Direito Empresarial Aula 7 Empresário e estabelecimento empresarial Prof. Dr. Érico Hack PUCPR Evolução - Empresa Teoria subjetiva Corporações de ofício Teoria objetiva atos de comércio lista taxativa

Leia mais

Revisão OAB. Gabriel Rabelo

Revisão OAB. Gabriel Rabelo Revisão OAB Gabriel Rabelo Tópico 1) Empresário Art. 966. Considera-se empresário quem exerce profissionalmente atividade econômica organizada para a produção ou a circulação de bens ou de serviços. Parágrafo

Leia mais

UNIDADE 3 DO EMPRESÁRIO

UNIDADE 3 DO EMPRESÁRIO UNIDADE 3 DO EMPRESÁRIO Profª Roberta C. de M. Siqueira Direito Empresarial I ATENÇÃO: Este material é meramente informativo e não exaure a matéria. Foi retirado da bibliografia do curso constante no seu

Leia mais

BIBLIOGRAFIA: Fábio Ulhoa Coelho. Saraiva. André Luiz Santa Cruz Ramos. Juspodivm. 1. DIREITO DE EMPRESA ART. 966 do CC

BIBLIOGRAFIA: Fábio Ulhoa Coelho. Saraiva. André Luiz Santa Cruz Ramos. Juspodivm. 1. DIREITO DE EMPRESA ART. 966 do CC 1 DIREITO EMPRESARIAL DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: Direito de Empresa PONTO 2: Conceito de Empresário PONTO 3: Estabelecimento PONTO 4: Registro BIBLIOGRAFIA: Fábio Ulhoa Coelho. Saraiva. André Luiz Santa

Leia mais

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira As sociedades empresárias no Código Civil José Rodrigo Dorneles Vieira jrodrigo@portoweb.com.br 1. A LEGISLAÇÃO EMPRESARIAL: ANÁLISE GERAL 2. CARACTERIZAÇÃO DO EMPRESÁRIO Conceito de empresário A questão

Leia mais

Atividades Não Empresariais. Por definição legal algumas atividades não são consideradas empresariais.

Atividades Não Empresariais. Por definição legal algumas atividades não são consideradas empresariais. Atividades Não Empresariais Por definição legal algumas atividades não são consideradas empresariais. Atividades Não Empresariais Profissionais liberais que prestam os serviços de forma direta e profissionais

Leia mais

LEGALE MBA DIREITO IMOBILIÁRIO

LEGALE MBA DIREITO IMOBILIÁRIO LEGALE MBA DIREITO IMOBILIÁRIO Aula 1 e 2 - Holding Patrimonial nas Relações Imobiliárias Professor: Dr. Rogério Martir Doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidad Del Museo Social Argentino,

Leia mais

Instituições de Direito FEA

Instituições de Direito FEA Instituições de Direito FEA MÓDULO II INTRODUÇÃO AO DIREITO EMPRESARIAL! Pessoa jurídica vs. Pessoa física! Personalidade jurídica! Registro dos atos constitutivos! Empresa e empresário! EIRELI e sociedade

Leia mais

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira As sociedades empresárias no Código Civil José Rodrigo Dorneles Vieira jrodrigo@portoweb.com.br 1. A LEGISLAÇÃO EMPRESARIAL: ANÁLISE GERAL 2. CARACTERIZAÇÃO DO EMPRESÁRIO Conceito de empresário A questão

Leia mais

UNIDADE 8 EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA

UNIDADE 8 EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA UNIDADE 8 EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA 1 Profª Roberta Siqueira Direito Empresarial II ATENÇÃO: Este material é meramente informativo e não exaure a matéria. Foi retirado da bibliografia

Leia mais

SERVIÇOS PRESTADOS PELA JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO

SERVIÇOS PRESTADOS PELA JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO 01 EMPRESÁRIO Inscrição (registro inicial), até 4 vias; Alteração R$ 24,00 R$ 2,05 01.1 Abertura de filial (códigos de evento: 023, 029 e 032) R$ 24,00 Por via adicional 02 SOCIEDADES EMPRESÁRIAS, EXCETO

Leia mais

Empresário Irregular:

Empresário Irregular: ... depois de estudarmos que o conceito de empresário encontra-se no artigo 966 do CC e que o conceito de empresa se extrai do conceito de empresário, vejamos agora a figura do empresário e da sociedade

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE ATOS INTEGRANTES DA TABELA DE PREÇOS DOS SERVIÇOS PERTINENTES AO REGISTRO PÚBLICO DE EMPRESAS MERCANTIS E ATIVIDADES AFINS.

ESPECIFICAÇÃO DE ATOS INTEGRANTES DA TABELA DE PREÇOS DOS SERVIÇOS PERTINENTES AO REGISTRO PÚBLICO DE EMPRESAS MERCANTIS E ATIVIDADES AFINS. S ESPECIFICAÇÃO DE INTEGRANTES DA TABELA DE S DOS SERVIÇOS PERTINENTES AO REGISTRO PÚBLICO DE EMPRESAS MERCANTIS E ATIVIDADES AFINS. Resolução Plenária n.º 006/2016, que reajustou a tabela de preços da

Leia mais

IUS RESUMOS. Empresário. Organizado por: Samille Lima Alves

IUS RESUMOS. Empresário. Organizado por: Samille Lima Alves Organizado por: Samille Lima Alves SUMÁRIO I. EMPRESÁRIO... 3 1. Caracterizando o empresário... 3 1.1 Conceito... 3 1.2 Elementos essenciais de caracterização do empresário... 4 1.3 Classificação do empresário...

Leia mais

ÍNDICE SISTEMÁTICO DA LEI Nº /2002 LIVRO II DO DIREITO DE EMPRESA TÍTULO I DO EMPRESÁRIO

ÍNDICE SISTEMÁTICO DA LEI Nº /2002 LIVRO II DO DIREITO DE EMPRESA TÍTULO I DO EMPRESÁRIO ÍNDICE SISTEMÁTICO DA LEI Nº 10.406/2002 LIVRO II DO DIREITO DE EMPRESA TÍTULO I DO EMPRESÁRIO Capítulo I - Da Caracterização e da Inscrição - arts. 966 a 971.. 67 Capítulo II - Da Capacidade - arts. 972

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL PROFESSORA ELISABETE VIDO

DIREITO EMPRESARIAL PROFESSORA ELISABETE VIDO DIREITO EMPRESARIAL PROFESSORA ELISABETE VIDO SUMÁRIO 1. EVOLUÇÃO HISTÓRICA 2. TEORIA DA EMPRESA 3. ATIVIDADE EMPRESARIAL 4. EMPRESÁRIO INDIVIDUAL 5. ATIVIDADE RURAL 6. EMPRESÁRIO INDIVIDUAL REGULAR X

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação Junta Comercial do Estado de São Paulo

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação Junta Comercial do Estado de São Paulo TABELA DE PREÇOS DA JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE SÃO PAULO JUCESP RATIFICADA, NOS TERMOS DO ARTIGO 4º DA DELIBERAÇÃO JUCESP N. 1/2015, PELO COLÉGIO DE VOGAIS DA JUCESP EM SESSÃO PLENÁRIA REALIZADA EM 22/12/2015.

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação Junta Comercial do Estado de São Paulo

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação Junta Comercial do Estado de São Paulo ANEXO I A QUE SE REFERE À PORTARIA JUCESP Nº 49, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2015. Republicado por não ter sido atualizado o valor correspondente ao arquivamento de debênture e demais informações complementares.

Leia mais

REFINARIA DE PETRÓLEOS DE MANGUINHOS S.A. Companhia aberta em recuperação judicial

REFINARIA DE PETRÓLEOS DE MANGUINHOS S.A. Companhia aberta em recuperação judicial REFINARIA DE PETRÓLEOS DE MANGUINHOS S.A. Companhia aberta em recuperação judicial CNPJ/MF nº 33.412.081/0001-96 NIRE: 33.300128514 Ata de Reunião do Conselho de Administração Realizada em 30 de janeiro

Leia mais

AULA 19. Ilícito praticado por ação, a responsabilidade é individual.

AULA 19. Ilícito praticado por ação, a responsabilidade é individual. Turma e Ano: Regular/2015 Matéria / Aula: Direito Empresarial Professor: Leandro Antunes Monitor: André Manso AULA 19 Da responsabilidade Qualquer ato praticado pelo administrador que venha a prejudicar

Leia mais

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira

As sociedades empresárias no Código Civil. José Rodrigo Dorneles Vieira As sociedades empresárias no Código Civil José Rodrigo Dorneles Vieira jrodrigo@portoweb.com.br 1. ESPÉCIES DE EMPRESÁRIO 2. SOCIEDADES EMPRESÁRIAS TIPOS SOCIETÁRIOS Sociedade em Comum Sociedade em Conta

Leia mais

Porto Alegre (RS), 20 de junho de 2016.

Porto Alegre (RS), 20 de junho de 2016. Slide 1 EIRELI: Análise Legal e os Resultados Práticos Porto Alegre (RS), 20 de junho de 2016. Slide 2 Conteúdo Programático: - Análise Histórica da Introdução das EIRELI s no Direito Brasileiro; - Conceito

Leia mais

Planejamento Patrimonial. Questionamento para mulheres de executivos

Planejamento Patrimonial. Questionamento para mulheres de executivos Planejamento Patrimonial Questionamento para mulheres de executivos Bueno, Mesquita e Advogados O Bueno, Mesquita e Advogados é um escritório de advocacia empresarial com foco em empresas familiares e

Leia mais

Curso Direito Empresarial Economia

Curso Direito Empresarial Economia AULA 8 As sociedades limitadas 8.1. Sociedade limitada Sociedade limitada é aquela que realiza atividade empresarial, formada por dois ou mais sócios que contribuem com moeda ou bens avaliáveis em dinheiro

Leia mais

Sociedades 26/10/2010

Sociedades 26/10/2010 Prof. Thiago Gomes Empresariais Feedback aula anterior: Quem é o empresário? Quem é o empresário individual? O que é necessário para ser empresário individual? Impedidos de exercer a atividade empresarial.

Leia mais

TEORIA DA EMPRESA - EMPRESA, EMPRESÁRIO E SOCIEDADES

TEORIA DA EMPRESA - EMPRESA, EMPRESÁRIO E SOCIEDADES TEORIA DA EMPRESA - EMPRESA, EMPRESÁRIO E SOCIEDADES CONCEITO Rubens Requião ensina que empresa é aquilo que o empresário ou a sociedade empresária faz, de forma que os efeitos da empresa não são senão

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL DIREITO EMPRESARIAL

DIREITO EMPRESARIAL DIREITO EMPRESARIAL A SOCIEDADE NO CÓDIGO CIVIL DE 2002 Art. 981. Celebram contrato de sociedade as pessoas que reciprocamente se obrigam a contribuir, com bens ou serviços, para o exercício de atividade econômica e a partilha,

Leia mais

Aula de 18/08/14. 1) COELHO, Fábio Ulhoa. Manual de Direito Comercial. 25. ed. São Paulo : Saraiva, 2013.

Aula de 18/08/14. 1) COELHO, Fábio Ulhoa. Manual de Direito Comercial. 25. ed. São Paulo : Saraiva, 2013. Aula de 18/08/14 Bibliografia: 1) COELHO, Fábio Ulhoa. Manual de Direito Comercial. 25. ed. São Paulo : Saraiva, 2013. 2) REQUIÃO, Rubens. Curso de Direito Comercial. vol. 1. 32. ed. Saraiva, 2013. 3)

Leia mais

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA CONCESSIONÁRIA DE RODOVIAS AYRTON SENNA E CARVALHO PINTO S.A.

PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA CONCESSIONÁRIA DE RODOVIAS AYRTON SENNA E CARVALHO PINTO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DA CONCESSIONÁRIA DE RODOVIAS AYRTON SENNA E CARVALHO PINTO S.A. - ECOPISTAS A SER REALIZADA EM 31 DE MAIO DE 2016 1 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Condições para o exercício de cargos

Condições para o exercício de cargos Condições para o exercício de cargos 1. São condições para o exercício de cargos em órgãos estatutários de cooperativas de crédito, além de outras exigidas pela legislação e pela regulamentação em vigor

Leia mais

ARTIGOS IMPORTANTES DE DIREITO EMPRESARIAL PARA O XX EXAME OAB

ARTIGOS IMPORTANTES DE DIREITO EMPRESARIAL PARA O XX EXAME OAB ARTIGOS IMPORTANTES DE DIREITO EMPRESARIAL PARA O XX EXAME OAB Olá, pessoal! Tudo bem? Prova do Exame de Ordem muito próxima, uma infinidade de matérias para estudar e nervos à flor da pele. Bom, sabemos

Leia mais

EIRELI. EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA A NOVA FORMA JURÍDICA Braulino José dos Santos

EIRELI. EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA A NOVA FORMA JURÍDICA Braulino José dos Santos EIRELI EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA A NOVA FORMA JURÍDICA 0 PROGRAMA FORMAS JURÍDICAS COMUNS ATÉ A ENTRADA DA EIRELI. LEI 12.441/2011. DIFERENÇA ENTRE EIRELI E OUTROS TIPOS JURÍDICOS.

Leia mais

COMPANHIA DE LOCAÇÃO DAS AMÉRICAS CNPJ/MF nº / / NIRE (Companhia Aberta)

COMPANHIA DE LOCAÇÃO DAS AMÉRICAS CNPJ/MF nº / / NIRE (Companhia Aberta) COMPANHIA DE LOCAÇÃO DAS AMÉRICAS CNPJ/MF nº 10.215.988/0001-60 / NIRE 35.300.359.569 (Companhia Aberta) ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 25 DE MAIO DE 2016 1. DATA, HORA E LOCAL:

Leia mais

A Teoria da Empresa e sua aplicabilidade no Código Civil de O empresário:

A Teoria da Empresa e sua aplicabilidade no Código Civil de O empresário: AULA 2 - TEORIA DA EMPRESA EMPRESÁRIO - Teoria da Empresa - Código Civil Italiano de 1942: Na Itália, o Código civil de 1942 adota a teoria da empresa, sem, contudo ter formulado um conceito jurídico do

Leia mais

A função social da empresa

A função social da empresa A função social da empresa Considerações iniciais A função social da empresa tem como fundamento fornecer a sociedade bens e serviços que possam satisfazer suas necessidades. A propriedade privada é um

Leia mais

Ebook. Abra Sua Empresa. Tudo o que você precisa saber sobre abertura e legalização de empresa.

Ebook. Abra Sua Empresa. Tudo o que você precisa saber sobre abertura e legalização de empresa. Ebook Abra Sua Empresa Tudo o que você precisa saber sobre abertura e legalização de empresa. Índice Introdução Procedimentos, Natureza Jurídica e Consulta Comercial Busca de nome e marca, Solicitação

Leia mais

UNIDADE 7 SOCIEDADE EM COMANDITA SIMPLES

UNIDADE 7 SOCIEDADE EM COMANDITA SIMPLES UNIDADE 7 SOCIEDADE EM COMANDITA SIMPLES 1 Profª. Roberta Siqueira/ Direito Empresarial II ATENÇÃO: Este material é meramente informativo e não exaure a matéria. Foi retirado da bibliografia do curso constante

Leia mais

CURSO ON-LINE DIREITO COMERCIAL RECEITA FEDERAL PROFESSOR: YURI MACHADO

CURSO ON-LINE DIREITO COMERCIAL RECEITA FEDERAL PROFESSOR: YURI MACHADO Olá amigos! Antes de qualquer coisa gostaria de destacar a minha grande alegria em participar de mais um curso do PONTO. Isso se deve, principalmente, ao fato de que os temas aqui tratados fazem parte

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação Junta Comercial do Estado de São Paulo

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação Junta Comercial do Estado de São Paulo PORTARIA JUCESP N 49, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2015. Aprova a atualização dos valores da Tabela de Preços dos atos pertinentes ao Registro Público de Empresas Mercantis e Atividades Afins com base no valor

Leia mais

RELATÓRIO. O i. Conselheiro Federal relator, Dr. Luiz Flávio Borges D Urso, sugeriu redação para o Regulamento Geral nos seguintes termos, verbis:

RELATÓRIO. O i. Conselheiro Federal relator, Dr. Luiz Flávio Borges D Urso, sugeriu redação para o Regulamento Geral nos seguintes termos, verbis: Proposição n. 49.0000.2016.000773-1/COP Origem: Presidente do Conselho Federal da OAB. Protocolo n. 49.0000.2016.000764-4. Assunto: Proposta de Provimento. Sociedades Individuais de Advocacia. Relator:

Leia mais

Esta obra é composta de enunciados adaptados de questões de concursos públicos realizados pela banca organizadora Fundação Carlos Chagas FCC.

Esta obra é composta de enunciados adaptados de questões de concursos públicos realizados pela banca organizadora Fundação Carlos Chagas FCC. Esta obra é composta de 1.001 enunciados adaptados de questões de concursos públicos realizados pela banca organizadora Fundação Carlos Chagas FCC. A adaptação do enunciado foi realizada pelo autor da

Leia mais

EQUATORIAL ENERGIA S.A. CNPJ/MF nº / NIRE ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 05 DE MARÇO DE 2007

EQUATORIAL ENERGIA S.A. CNPJ/MF nº / NIRE ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 05 DE MARÇO DE 2007 CNPJ/MF nº 03.220.438/0001-73 NIRE 2130000938-8 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DATA, LOCAL E HORA: Aos 05 dias do mês de março de 2007, na sede da Equatorial Energia S.A. ( Companhia ), na

Leia mais

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. Companhia Aberta NIRE CNPJ/MF nº /

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. Companhia Aberta NIRE CNPJ/MF nº / DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. Companhia Aberta NIRE 35.300.172.507 CNPJ/MF nº 61.486.650/0001-83 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 25 DE JULHO DE 2016 Data, Hora e Local: Realizada

Leia mais

MAGAZINE LUIZA S/A CNPJ/MF: / NIRE:

MAGAZINE LUIZA S/A CNPJ/MF: / NIRE: MAGAZINE LUIZA S/A CNPJ/MF: 47.960.950/0001-21 NIRE: 35.3.0010481.1 ATA DE REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 25 DE ABRIL DE 2017. DATA, HORA E LOCAL: Aos 25 (vinte e cinco)

Leia mais

EIRELI - Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 02/01/2012.

EIRELI - Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 02/01/2012. EIRELI - Empresa Individual de Responsabilidade Limitada Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 02/01/2012. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - EXIGÊNCIAS PARA CONSTITUIÇÃO 2.1 - Nome Empresarial

Leia mais

HOPI HARI S.A. CNPJ/MF n. º / NIRE Companhia Aberta

HOPI HARI S.A. CNPJ/MF n. º / NIRE Companhia Aberta HOPI HARI S.A. CNPJ/MF n. º 00.924.432/0001-99 NIRE 353001435-15 Companhia Aberta ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 02 DE SETEMBRO DE 2015 1. Data, Hora e Local: Aos 02 dias do mês de

Leia mais

1. Dentre as sociedades empresariais abaixo elencadas, aponte aquela que não possui personalidade jurídica:

1. Dentre as sociedades empresariais abaixo elencadas, aponte aquela que não possui personalidade jurídica: 1. Dentre as sociedades empresariais abaixo elencadas, aponte aquela que não possui personalidade jurídica: a) sociedade em nome coletivo b) sociedade em comandita simples c) sociedade de capital e indústria

Leia mais

CASAMENTO. Vitor F. Kümpel PALESTRA CASAMENTO

CASAMENTO. Vitor F. Kümpel PALESTRA CASAMENTO PALESTRA CASAMENTO 1 1. VISÃO CONSTITUCIONAL - A Constituição Federal de 1988 inovou ao estabelecer novas formas constitutivas de família, além do casamento; - A família só era constituída pelo casamento;

Leia mais

ECORODOVIAS INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF Nº / NIRE Companhia Aberta

ECORODOVIAS INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF Nº / NIRE Companhia Aberta ECORODOVIAS INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF Nº 04.149.454/0001-80 NIRE 35.300.181.948 Companhia Aberta PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO PARA A ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA A SER REALIZADA EM 13 DE

Leia mais

Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa

Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa SUMÁRIO Capítulo 1 Teoria Geral do Direito de Empresa... 17 1. Origens do Direito Empresarial.... 17 2. Autonomia do Direito Empresarial... 20 3. Fontes do Direito Empresarial... 21 4. Do Direito de Empresa...

Leia mais

VULCABRAS S.A. CNPJ/MF nº / NIRE ATA DE REUNIÃO DE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

VULCABRAS S.A. CNPJ/MF nº / NIRE ATA DE REUNIÃO DE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO VULCABRAS S.A CNPJ/MF nº 50.926.955/0001-42 NIRE 35.300.014-910 ATA DE REUNIÃO DE CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DATA, HORÁRIO E LOCAL: Aos 12 dias do mês de março de 2008, às 16 horas, na sede social da VULCABRAS

Leia mais

JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE GOIÁS

JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DE GOIÁS 1. EMPRESÁRIO (213-5) 1.1. Inscrição (registro inicial) 080 080 R$ 142,00 R$ 142,00 R$ 142,00 10,00 1.2. Alteração (exceto para filiais) Alteração de nome empresarial (código de evento: 020); Alteração

Leia mais

Atos de Empresário. Código Descrição Ato Eventos Associados. 080 Inscrição Inscrição Alteração de nome. 002 Alteração

Atos de Empresário. Código Descrição Ato Eventos Associados. 080 Inscrição Inscrição Alteração de nome. 002 Alteração Atos de Empresário 080 Inscrição 080 - Inscrição 002 Alteração (Sede no PB) 020 - Alteração de nome 022 - Alteração de dados e nome 038 - Transferência de sede para outra UF 039 - Inscrição de Transferência

Leia mais

OURO VERDE LOCAÇÃO E SERVIÇO S.A. CNPJ/MF Nº / NIRE

OURO VERDE LOCAÇÃO E SERVIÇO S.A. CNPJ/MF Nº / NIRE OURO VERDE LOCAÇÃO E SERVIÇO S.A. CNPJ/MF Nº 75.609.123/0001-23 NIRE 41.300.078.424 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 14 DE AGOSTO DE 2017 I. DATA, HORA E LOCAL: Realizada aos 14

Leia mais

SOCIEDADES PERSONIFICADAS SOCIEDADES NÃO PERSONIFICADAS . SOCIEDADES SIMPLES . SOCIEDADES EM COMUM . SOCIEDADES EM CONTA DE PARTICIPAÇÃO

SOCIEDADES PERSONIFICADAS SOCIEDADES NÃO PERSONIFICADAS . SOCIEDADES SIMPLES . SOCIEDADES EM COMUM . SOCIEDADES EM CONTA DE PARTICIPAÇÃO 2014 SOCIEDADES NÃO PERSONIFICADAS SOCIEDADES PERSONIFICADAS. SOCIEDADES EM COMUM. SOCIEDADES SIMPLES. SOCIEDADES EM CONTA DE PARTICIPAÇÃO. SOCIEDADES EMPRESARIAIS CLASSIFICAÇÕES DAS SOCIEDADES QUANTO

Leia mais

EDITORA ABRIL S.A. CNPJ/MF n.º / NIRE N.º ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM 30 DE ABRIL DE 2007

EDITORA ABRIL S.A. CNPJ/MF n.º / NIRE N.º ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM 30 DE ABRIL DE 2007 ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA REALIZADA EM 30 DE ABRIL DE 2007 LOCAL E HORA: Na sede da Sociedade, na Avenida Otaviano Alves de Lima, 4400, Nossa Senhora do Ó, em São Paulo/SP, às 11:00 horas. PRESENÇA:

Leia mais

UNIDADE 4 SOCIEDADE EM CONTA DE PARTICIPAÇÃO

UNIDADE 4 SOCIEDADE EM CONTA DE PARTICIPAÇÃO UNIDADE 4 SOCIEDADE EM CONTA DE PARTICIPAÇÃO 1 Profª Roberta Siqueira/ Direito Empresarial II ATENÇÃO: Este material é meramente informativo e não exaure a matéria. Foi retirado da bibliografia do curso

Leia mais

A SOCIEDADE SIMPLES E AS SOCIEDADES MENORES

A SOCIEDADE SIMPLES E AS SOCIEDADES MENORES A SOCIEDADE SIMPLES E AS SOCIEDADES MENORES 1 TIPOS DE SOCIEDADES NO DIREITO BRASILEIRO SOCIEDADE EM COMUM não tem personalidade jurídica os sócios são ilimitadamente responsáveis SOCIEDADE SIMPLES atividades

Leia mais

Direito Empresarial

Direito Empresarial www.uniestudos.com.br Direito Empresarial Helder Goes Professor de Direito Empresarial do Universo de Estudos Advogado e Consultor Jurídico Graduado em Direito pela Universidade Tiradentes Especialista

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO EMPRESARIAL QUESTÃO 1 - Sobre a disciplina do direito empresarial no Brasil: 1. O adquirente de um estabelecimento comercial jamais responderá pelo

Leia mais

código civil Art. 47 Art. 48 Art. 45 Art. 49 Art. 50 Art. 46 Art. 51

código civil Art. 47 Art. 48 Art. 45 Art. 49 Art. 50 Art. 46 Art. 51 34 código civil I - as associações; II - as sociedades; III - as fundações. IV - as organizações religiosas; V - os partidos políticos; VI - as empresas individuais de responsabilidade limitada. (Acrescido

Leia mais

PESSOA JURÍDICA O LOCAL DE APLICAÇÃO DOS CONHECIMENTOS CONTÁBEIS

PESSOA JURÍDICA O LOCAL DE APLICAÇÃO DOS CONHECIMENTOS CONTÁBEIS 2 PESSOA JURÍDICA O LOCAL DE APLICAÇÃO DOS CONHECIMENTOS CONTÁBEIS No capítulo anterior, constatamos que o Contador, o Economista e o Administrador aplicam os seus conhecimentos nas Pessoas Jurídicas,

Leia mais

Direito Empresarial

Direito Empresarial www.uniestudos.com.br Direito Empresarial Helder Goes Professor de Direito Empresarial do Universo de Estudos Advogado e Consultor Jurídico Graduado em Direito pela Universidade Tiradentes Especialista

Leia mais

CONCEITO DE SOCIEDADE EMPRESÁRIA

CONCEITO DE SOCIEDADE EMPRESÁRIA CONCEITO DE SOCIEDADE EMPRESÁRIA 1 CONCEITO DE SOCIEDADE Código Civil - Art. 981 Celebram contrato de sociedade as pessoas que reciprocamente se obrigam a contribuir, com bens ou serviços, para o exercício

Leia mais

BRASIL PHARMA S.A. CNPJ/MF Nº / NIRE Nº ( Companhia )

BRASIL PHARMA S.A. CNPJ/MF Nº / NIRE Nº ( Companhia ) BRASIL PHARMA S.A. CNPJ/MF Nº 11.395.624/0001-71 NIRE Nº 35.300.374.797 ( Companhia ) ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 15 DE MAIO DE 2014 1. DATA, HORA E LOCAL: Aos 15 dias do mês

Leia mais

Firma : Nome usado pelo comerciante ou industrial no exercício de suas atividades; razão social. Empresa : 1. empreendimento ;

Firma : Nome usado pelo comerciante ou industrial no exercício de suas atividades; razão social. Empresa : 1. empreendimento ; x Firma : Nome usado pelo comerciante ou industrial no exercício de suas atividades; razão social Empresa : 1. empreendimento ; 2. organização econômica destinada à produção ou venda de mercadoria ou serviços,

Leia mais

Um verdadeiro líder, deve dar elementos para que cada um na equipe encontre sua própria motivação. Eugênio Mussak

Um verdadeiro líder, deve dar elementos para que cada um na equipe encontre sua própria motivação. Eugênio Mussak Um verdadeiro líder, deve dar elementos para que cada um na equipe encontre sua própria motivação. Eugênio Mussak Prof. Flávio Barbosa flavio062004@hotmail.com http://fbdesenvolvimento.eti.br 1.3 DADOS

Leia mais

SLC AGRÍCOLA S.A. CNPJ Nº / NIRE Ata de Reunião do Conselho de Administração realizada em 10 de dezembro de 2012

SLC AGRÍCOLA S.A. CNPJ Nº / NIRE Ata de Reunião do Conselho de Administração realizada em 10 de dezembro de 2012 SLC AGRÍCOLA S.A. CNPJ Nº. 89.096.457/0001-55 NIRE 43.300.047.521 Ata de Reunião do Conselho de Administração realizada em 10 de dezembro de 2012 Data e Hora: 10 de dezembro de 2012, às nove horas. Local:

Leia mais

9/26/17. Contratos. ! Conceito: Contrato. Fontes obrigacionais no direito civil brasileiro. - Direito obrigacional

9/26/17. Contratos. ! Conceito: Contrato. Fontes obrigacionais no direito civil brasileiro. - Direito obrigacional Fontes obrigacionais no direito civil brasileiro! Lei! *! Atos ilícitos e o abuso de direito! Atos unilaterais! Títulos de crédito! Conceito: Contrato - Direito obrigacional - Relação jurídica transitória:

Leia mais

REVISÃO DE VÉSPERA CONCURSO PROCURADOR MARANHÃO

REVISÃO DE VÉSPERA CONCURSO PROCURADOR MARANHÃO REVISÃO DE VÉSPERA CONCURSO PROCURADOR MARANHÃO Direito Empresarial Prof. Gabriel Rabelo Empresa, empresário e estabelecimento - Teoria dos atos do comércio: Sempre que alguém praticava atividade econômica

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL I. Foed Saliba Smaka Jr. Aula 11: 20/03/2015.

DIREITO EMPRESARIAL I. Foed Saliba Smaka Jr. Aula 11: 20/03/2015. DIREITO EMPRESARIAL I Foed Saliba Smaka Jr. Aula 11: 20/03/2015. Regras Gerais do Direito Empresarial. REGISTRO DO EMPRESÁRIO. Obrigatoriedade. Art. 967. É obrigatória a inscrição do empresário no Registro

Leia mais

Organograma do Direito de Empresa no Código Civil.

Organograma do Direito de Empresa no Código Civil. Organograma do Direito de Empresa no Código Civil www.mariacelesteadv.com.br CÓDIGO CIVIL (LEI 10.406/02) DO DIREITO DE EMPRESA Livro II, arts 966 a 1.195 SOCIEDADE - arts. 981 segs. EMPRESÁRIO - arts.966

Leia mais

EZ TEC EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF n.º / NIRE Companhia Aberta

EZ TEC EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF n.º / NIRE Companhia Aberta EZ TEC EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF n.º 08.312.229/0001-73 NIRE 35.300.334.345 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 06 DE JUNHO DE 2008 DATA, HORA E

Leia mais

1 de 5 28/06/2011 20:15 Direito de empresa - Sociedade simples 28 de Junho de 2011 Este procedimento foi elaborado com base na Lei nº 10.406/2002 - DOU de 11.01.2002. Direito de empresa - Sociedade simples

Leia mais

Quem é o empresário individual? É a pessoa física que exerce atividade empresarial.

Quem é o empresário individual? É a pessoa física que exerce atividade empresarial. Prof. Thiago Gomes Quem é o empresário individual? É a pessoa física que exerce atividade empresarial. O empresário individual realiza atualmente atividades que não necessitam de grandes investimentos.

Leia mais

HOPI HARI S.A. CNPJ/MF nº / NIRE Companhia Aberta

HOPI HARI S.A. CNPJ/MF nº / NIRE Companhia Aberta HOPI HARI S.A. CNPJ/MF nº 00.924.432/0001-99 NIRE 35.300.143.515 Companhia Aberta ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 11 DE JANEIRO DE 2016 1. DATA, HORA E LOCAL: Aos 11 dias do mês

Leia mais

DIREITO SOCIETÁRIO PARTE III: DA SOCIEDADE LIMITADA. Paula Freire 2012

DIREITO SOCIETÁRIO PARTE III: DA SOCIEDADE LIMITADA. Paula Freire 2012 DIREITO SOCIETÁRIO PARTE III: DA SOCIEDADE LIMITADA Paula Freire 2012 Sociedade por quotas de responsabilidade limitada e o Decreto 3.708/19 Antes da vigência do CC/2002 era regida pelo Decreto 3.708/19

Leia mais

Sumário. 6. Fontes do direito empresarial 6.1. O Projeto de Lei 1.572/2011 (novo Código Comercial) 6.2. O novo CPC e o direito empresarial 7.

Sumário. 6. Fontes do direito empresarial 6.1. O Projeto de Lei 1.572/2011 (novo Código Comercial) 6.2. O novo CPC e o direito empresarial 7. Sumário 1. Origens do direito comercial 2. Da definição do regime jurídico dos atos de comércio 2.1. Definição e descrição dos atos de comércio e sua justificação histórica 2.2. Os atos de comércio na

Leia mais

DELIBERAÇÃO JUCERJA N.º 79, DE 04 DE DEZEMBRO DE 2014.

DELIBERAÇÃO JUCERJA N.º 79, DE 04 DE DEZEMBRO DE 2014. DELIBERAÇÃO JUCERJA N.º 79, DE 04 DE DEZEMBRO DE 2014. FIXA OS VALORES DOS EMOLUMENTOS DA JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO JUCERJA, PARA O EXERCÍCIO DE 2015. O PLENÁRIO DA JUNTA COMERCIAL DO

Leia mais

Sumário COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15

Sumário COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 COLEÇÃO SINOPSES PARA CONCURSOS... 13 GUIA DE LEITURA DA COLEÇÃO... 15 Capítulo 1 INTRODUÇÃO DO DIREITO EMPRESARIAL... 19 1. Breve histórico do Direito Empresarial... 19 2. A Empresa... 23 3. O Empresário...

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL I

DIREITO EMPRESARIAL I UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Faculdade de Direito DIREITO EMPRESARIAL I Professor Eduardo Goulart Pimenta Carolina Paim Silva Monitoras: Maria Raquel Melo (mariamelo@gmail.com) e Ana Paula Fonseca

Leia mais

AREZZO INDÚSTRIA E COMÉRCIO S.A. CNPJ/MF nº / NIRE

AREZZO INDÚSTRIA E COMÉRCIO S.A. CNPJ/MF nº / NIRE AREZZO INDÚSTRIA E COMÉRCIO S.A. CNPJ/MF nº 16.590.234/0001-76 NIRE 31.300.025.91-8 ATA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA, REALIZADA EM 29 DE ABRIL DE 2010 1. DATA, HORA E LOCAL: Realizada às 10:00 (dez) horas

Leia mais

Direito Empresarial Econômico

Direito Empresarial Econômico Direito Empresarial Econômico Os sistemas econômicos e o Direito empresarial A ordem econômica valorização do trabalho humano e na livre iniciativa assegurar a todos existência digna soberania nacional

Leia mais

BANCO PINE S.A. CNPJ nº / NIRE ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM

BANCO PINE S.A. CNPJ nº / NIRE ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 1 BANCO PINE S.A. CNPJ nº 62.144.175/0001-20 NIRE 35300525515 ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 06.05.2015 DATA: 06 de maio de 2015, às 14 horas. LOCAL: Sede Social, na Avenida das

Leia mais

O aluno deverá consultar seu material didático a fim de responder ao seguinte caso concreto:

O aluno deverá consultar seu material didático a fim de responder ao seguinte caso concreto: ÉTICA GERAL E PROFISSIONAL - CCJ0042 Título SEMANA 11 Descrição O aluno deverá consultar seu material didático a fim de responder ao seguinte caso concreto: Caso 1 : Procuração e Sociedade de Advogados

Leia mais

Anexo 15-I Conteúdo do Formulário de Referência Pessoa Natural (Informações prestadas com base nas posições de 31 de dezembro de 2016)

Anexo 15-I Conteúdo do Formulário de Referência Pessoa Natural (Informações prestadas com base nas posições de 31 de dezembro de 2016) Anexo 15-I Conteúdo do Formulário de Referência Pessoa Natural (Informações prestadas com base nas posições de 31 de dezembro de 2016) 1. Declaração do administrator, atestando: Eu, Claudio de Araújo Ferreira,

Leia mais

Para o exercício de sua atividade o Agente Autônomo de Investimentos deve:

Para o exercício de sua atividade o Agente Autônomo de Investimentos deve: Procedimento Data da última atualização Agente Autônomo de Investimento 02.09.2016 1. Objetivo: Este procedimento visa regular as atividades dos Agentes Autônomos de Investimento no ambiente da Guide Investimentos

Leia mais

Roteiro de Aula- Int. trodução ao Direito Empresarial. econômicos, tais como: LSA, CDC, Lei de Locação Predial Urbana, entre outras.

Roteiro de Aula- Int. trodução ao Direito Empresarial. econômicos, tais como: LSA, CDC, Lei de Locação Predial Urbana, entre outras. AULA 01. CONCEITOS DE DIREITO EMPRESARIAL 1. Aspectos históricos Os povos da Antiguidade tinham como hábito produzir em sua casa, para consumo de sua família, todos os produtos necessários à sua subsistência,

Leia mais

Direito Empresarial. Aula 1. Material Teórico. Teoria Geral do Direito de Empresa. Conteudista Responsável: Profª Marlene Lessa

Direito Empresarial. Aula 1. Material Teórico. Teoria Geral do Direito de Empresa. Conteudista Responsável: Profª Marlene Lessa Material Teórico Direito Empresarial Aula 1 Teoria Geral do Direito de Empresa Conteudista Responsável: Profª Marlene Lessa cod EmpresarialCDSG1110_ a01 1 Teoria da Empresa Todos conhecemos a importância

Leia mais

Curso Direito Empresarial Ciências Contábeis

Curso Direito Empresarial Ciências Contábeis AULA 5 Sociedades. Empresárias ou simples. Personificadas e não personificadas. Sociedades empresárias, espécies. 5.1. Desconsideração da personalidade jurídica da empresa Em algumas situações, o patrimônio

Leia mais

TEORIA GERAL DO DIREITO SOCIETÁRIO

TEORIA GERAL DO DIREITO SOCIETÁRIO TEORIA GERAL DO DIREITO SOCIETÁRIO Armindo de Castro Júnior E-mail: armindocastro@uol.com.br Homepage: www.armindo.com.br Facebook: Armindo Castro Celular/WhatsApp: (82) 99143-7312 1. SOCIEDADE EMPRESÁRIA

Leia mais

Atos de comércio. Surge a teoria da empresa. Títulos de crédito: art CC e seguintes + lei 5474 e lei 7357

Atos de comércio. Surge a teoria da empresa. Títulos de crédito: art CC e seguintes + lei 5474 e lei 7357 1 DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: TEORIA GERAL DO DIREITO SOCIETÁRIO PONTO 2: DIREITO COMERCIAL X EMPRESARIAL PONTO 3: ESPÉCIES DE EMPRESÁRIO E DESDOBRAMENTOS TEORIA GERAL DO DIR. SOCIETÁRIO: A LEGISLAÇÃO

Leia mais

Obrigação Tributária Elementos da Obrigação Tributária

Obrigação Tributária Elementos da Obrigação Tributária Obrigação Tributária Elementos da Obrigação Tributária Lei (principal) e Legislação (acessória) Fato Jurídico Sujeito Ativo Sujeito Passivo Objeto = BC x Alíquota Obrigação Tributária Pode ser (art. 113,

Leia mais

PROFESSORA CAROLINA LIMA CORRÊA DIREITO EMPRESARIAL ( TEORIA GERAL PARTE 1) TEORIA GERAL: EMPRESA / EMPRESÁRIO / ESTABELECIMENTO

PROFESSORA CAROLINA LIMA CORRÊA DIREITO EMPRESARIAL ( TEORIA GERAL PARTE 1) TEORIA GERAL: EMPRESA / EMPRESÁRIO / ESTABELECIMENTO DIREITO COMERCIAL PROFESSORA: CAROLINA LIMA ASSUNTO: TEORIA GERAL: EMPRESA / EMPRESÁRIO / ESTABELECIMENTO DO CONCEITO: Para iniciarmos esta aula, será necessário responder à seguinte pergunta: O que é

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL PREPARATÓRIO XXII EXAME DE ORDEM

DIREITO EMPRESARIAL PREPARATÓRIO XXII EXAME DE ORDEM Prof. Ma Marina Zava de Faria FACE: Marina Zava INSTA: Marina Zava Periscope:@marinazava E-mail: profmarinazava@hotmail.com DIREITO EMPRESARIAL PREPARATÓRIO XXII EXAME DE ORDEM 1. CONCEITO: Modalidade

Leia mais

A NOVA LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E LEGITIMADOS PASSIVOS PARA DECLARAÇÃO JUDICIAL DA FALÊNCIA

A NOVA LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E LEGITIMADOS PASSIVOS PARA DECLARAÇÃO JUDICIAL DA FALÊNCIA A NOVA LEI DE RECUPERAÇÃO DE EMPRESAS E LEGITIMADOS PASSIVOS PARA DECLARAÇÃO JUDICIAL DA FALÊNCIA LUÍS FELIPE SALOMÃO* Desembargador do Tribunal de Justiça - RJ 1. Introdução A nova Lei (11.101/2005) que

Leia mais