PREZADO SEGURADO, PARABÉNS! A PARTIR DA CONTRATAÇÃO DESTE SEGURO, VOCÊ PASSOU A CONTAR COM A FORMA MAIS ACESSÍVEL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PREZADO SEGURADO, PARABÉNS! A PARTIR DA CONTRATAÇÃO DESTE SEGURO, VOCÊ PASSOU A CONTAR COM A FORMA MAIS ACESSÍVEL"

Transcrição

1 PREZADO SEGURADO, PARABÉNS! A PARTIR DA CONTRATAÇÃO DESTE SEGURO, VOCÊ PASSOU A CONTAR COM A FORMA MAIS ACESSÍVEL DE PROTEÇÃO PARA SEU VEÍCULO. NÓS, DA TOKIO MARINE SEGURADORA, PREOCUPADOS COM A QUALIDADE DE NOSSOS PRODUTOS E SERVIÇOS, ELABORAMOS ESTE MANUAL. NELE VOCÊ ENCONTRARÁ DICAS DE SEGURANÇA NO TRÂNSITO E DE COMO PROCEDER EM SITUAÇÕES DE EMERGÊNCIA, E AINDA, LISTA DE BENEFÍCIOS DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA 24 HORAS E O CONJUNTO DE CLÁUSULAS CONTRATUAIS QUE REGEM ESTE SEGURO. LEIA-O CUIDADOSAMENTE, PRINCIPALMENTE OS TETOS EM DESTAQUE, PARA QUE VOCÊ POSSA, ASSIM, USUFRUIR TODAS AS VANTAGENS QUE ELE OFERECE. CONSULTE O GLOSSÁRIO PARA CONHECER MELHOR O VOCABULÁRIO EMPREGADO NAS CLÁUSULAS CONTRATUAIS, UTILIZANDO-SE DO ÍNDICE PARA LOCALIZAR AQUELAS APLICÁVEIS ÀS GARANTIAS POR VOCÊ CONTRATADAS. LEMBRAMOS QUE, O TOKIO MARINE AUTO FOI DESENVOLVIDO PARA QUE VOCÊ POSSA UTILIZÁ-LO EM VÁRIAS SITUAÇÕES, A QUALQUER HORA DO DIA OU DA NOITE, E NÃO SOMENTE NA OCORRÊNCIA DE ACIDENTE DE TRÂNSITO, ROUBO OU FURTO DE SEU VEÍCULO. AGRADECEMOS POR TER OPTADO PELO NOSSO SEGURO, ESPERANDO SUPERAR SUAS EPECTATIVAS PARA MANTÊ-LO COMO NOSSO SEGURADO DURANTE MUITOS ANOS. CASO TENHA ALGUMA DÚVIDA, FIQUE A VONTADE PARA CONSULTAR-NOS OU A SEU CORRETOR DE SEGUROS. ATENCIOSAMENTE, GERÊNCIA DE PRODUTOS. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004).

2 Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004).

3 DICAS IMPORTANTES JUNTAMENTE COM ESTE MANUAL, VOCÊ ESTÁ RECEBENDO SUA APÓLICE OU SEU ENDOSSO. CONFIRA SE OS DADOS CONTIDOS NESTE DOCUMENTO ESTÃO EM CONFORMIDADE COM A PROPOSTA POR VOCÊ ASSINADA. SE HOUVER ALGUMA IRREGULARIDADE, INFORME-NOS OU A SEU CORRETOR DE SEGUROS, POR ESCRITO, PARA A DEVIDA CORREÇÃO. ANOTE A DATA DE TÉRMINO DE VIGÊNCIA DE SUA APÓLICE OU ENDOSSO, E SOLICITE A PROPOSTA DE RENOVAÇÃO AO SEU CORRETOR DE SEGUROS COM ANTECEDÊNCIA DE, PELO MENOS, TRINTA DIAS DA DATA DE TÉRMINO DE VIGÊNCIA. MANTENHA SEMPRE EM SUA CARTEIRA OU NO PORTA-LUVAS DE SEU VEÍCULO, O CARTÃO DE ASSISTÊNCIA 24 HORAS, E AINDA, COLE NO PÁRA-BRISA DO VEÍCULO O SELO ADESIVO COM O NÚMERO DA ASSISTÊNCIA 24 HORAS. ASSIM, VOCÊ PODERÁ UTILIZAR DESTES SERVIÇOS A QUALQUER HORA DO DIA OU DA NOITE, INCLUSIVE AOS SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS, EM QUALQUER PARTE DO TERRITÓRIO BRASILEIRO OU DOS PAÍSES QUE INTEGRAM O MERCOSUL. SOLICITAMOS, AINDA, PARA QUE VOCÊ VERIFIQUE SE CONSTA NO ÚLTIMO QUADRO DE SUA APÓLICE OU ENDOSSO (DENOMINADO CÓDIGOS ANEOS) O MESMO CÓDIGO MENCIONADO NO RODAPÉ DESTE MANUAL (CÓDIGO AT31V1104), POIS SERÁ ATRAVÉS DESTE CÓDIGO QUE A TOKIO MARINE SEGURADORA IRÁ IDENTIFICARÁ AS CLÁUSULAS CONTRATUAIS QUE REGE O SEU SEGURO. CASO NÃO ESTEJA MENCIONADO ESTE CÓDIGO, INFORME-NOS OU A SEU CORRETOR DE SEGUROS, POR ESCRITO, PARA A DEVIDA SUBSTITUIÇÃO. DICAS DE SEGURANÇA NO TRÂNSITO MANTENHA SEU VEÍCULO SEMPRE EM CONDIÇÕES DE FUNCIONAMENTO. FAÇA REVISÕES DA PARTE ELÉTRICA E MECÂNICA, PERIODICAMENTE. AO VIAJAR VERIFIQUE FARÓIS, LUZES, PNEUS, ESTEPE, FREIOS, SUSPENSÃO, COMBUSTÍVEL, ÓLEO E LIMPADORES DE PÁRA-BRISA. NUNCA DIRIJA COM SONO, CANSADO OU SOB EFEITO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS, DROGAS OU REMÉDIOS QUE POSSAM INTERFERIR EM SEUS REFLEOS. NÃO PERMITA QUE PESSOAS NESTAS CONDIÇÕES DIRIJAM O SEU VEÍCULO. NUNCA ENTREGUE SEU VEÍCULO A PESSOA NÃO HABILITADA. AO DIRIGIR TRAGA CONSIGO A DOCUMENTAÇÃO DE SEU VEÍCULO, SUA CARTEIRA DE MOTORISTA E IDENTIDADE ATUALIZADA E EM PERFEITO ESTADO DE CONSERVAÇÃO. RESPEITE A SINALIZAÇÃO E AS NORMAS DE TRÂNSITO. NÃO TRANSPORTE PESSOAS OU PESO ACIMA DA CAPACIDADE PREVISTA PARA O VEÍCULO. NÃO PARE NEM ESTACIONE SEU VEÍCULO NA FAIA DE PEDESTRE OU EM LOCAIS PROIBIDOS. AO ESTACIONAR SEU VEÍCULO EM VIA PÚBLICA, PROCURE LOCAL ILUMINADO E MOVIMENTADO, LIGUE O ALARME E COLOQUE A TRAVA DE SEGURANÇA. PREFERENCIALMENTE, DEIE SEU CARRO EM ESTACIONAMENTO VIGIADO E DE SUA CONFIANÇA. NUNCA DEIE NO INTERIOR DO VEÍCULO CHAVES SOBRESSALENTES, DOCUMENTOS, TALÕES DE CHEQUE, CARTÕES DE CRÉDITO, ETC.. NA PRAIA NÃO ESTACIONE À BEIRA MAR, EM CASO DE RESSACA SEU VEÍCULO NÃO ESTARÁ COBERTO PELO SEGURO. NUNCA ESQUEÇA DE TRAVAR AS PORTAS E MANTER OS VIDROS DE SEU VEÍCULO SEMPRE FECHADOS, PRINCIPALMENTE EM SINALEIROS. NÃO ABRA OS VIDROS DE SEU VEÍCULO PARA VENDEDORES AMBULANTES QUE MUITAS VEZES SÃO ASSALTANTES DISFARÇADOS. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 3

4 NÃO PARE PARA DISCUTIR BATIDINHAS, PRINCIPALMENTE À NOITE, OS LADRÕES FAZEM ISSSO DE PROPÓSITO, PARA ASSALTÁ-LO. REDUZA A VELOCIDADE NAS TRAVESSIAS URBANAS. EM BAIA VELOCIDADE, CONSERVE-SE NA FAIA DA DIREITA. NAS VIAS PÚBLICAS, DÊ PREFERÊNCIA DE PASSAGEM AO PEDESTRE. EM CRUZAMENTO NÃO SINALIZADO, DÊ PREFERÊNCIA DE PASSAGEM AO VEÍCULO QUE SE APROIMA PELA DIREITA. NÃO TRAFEGUE POR ESTRADAS OU CAMINHOS IMPEDIDOS OU INTERDITADOS, POIS EM CASO DE ACIDENTE SEU VEÍCULO NÃO ESTARÁ COBERTO PELO SEGURO. NÃO PARTICIPE DE RACHAS, PEGAS, PROVAS DE VELOCIDADE OU PERSEGUIÇÕES, POIS EM CASO DE ACIDENTE SEU VEÍCULO NÃO ESTARÁ COBERTO PELO SEGURO. EVITE DIRIGIR AO AMANHECER E AO ANOITECER. GUARDE DISTÂNCIA DOS DEMAIS VEÍCULOS. EM HIPÓTESE ALGUMA, TRANSPORTE PESSOAS EM CAÇAMBAS OU LOCAIS NÃO APROPRIADOS A ESTE FIM. NUNCA TENTE ULTRAPASSAR LOCAIS ALAGADOS, PRINCIPALMENTE NOS CASOS DE ALAGAMENTO OU ENCHENTE. CASO O MOTOR PARE DE FUNCIONAR QUANDO EM CONTATO COM À ÁGUA NÃO TENTE ACIONÁ-LO, POIS PODERÁ OCORRER O TRAVAMENTO DO MOTOR. EM VIAGENS LONGAS, DESCANSE ANTES DE INICIAR A VIAGEM. SE POSSÍVEL, VIAJE ACOMPANHADO. FAÇA PARADAS REGULARES, MESMO QUE NÃO ESTEJA CANSADO. REDUZA A VELOCIDADE A UM LIMITE SEGURO E REDOBRE A ATENÇÃO EM CASO DE CHUVA OU NEBLINA. MANTENHA LIGADO OS FARÓIS E OS LIMPADORES DE PÁRA-BRISA. NÃO FUME PARA EVITAR EMBAÇAMENTO DOS VIDROS. EVITE FREADAS FORTES. SE O CARRO AQUAPLANAR NÃO FREIE NEM PISE NA EMBREAGEM. SOLTE O ACELERADOR E DEIE REDUZIR A VELOCIDADE ATÉ SENTIR QUE OS PNEUS ADQUIRIRAM CONTATO COM O PISO. NUNCA ULTRAPASSE PELA PISTA DA DIREITA. ANTES DA ULTRAPASSAGEM, CERTIFIQUE-SE DE QUE VOCÊ TEM UMA VISÃO TOTAL DA ESTRADA OLHANDO TAMBÉM PARA OS RETROVISORES. ANUNCIE POR MEIO DOS SINAIS CONVENCIONAIS (LUZES E SETAS) SUA INTENÇÃO DE ULTRAPASSAGEM. NUNCA ULTRAPASSE EM TREVOS, LOMBADAS, CURVAS E PASSAGENS DE NÍVEL OU ONDE A FAIA QUE DIVIDE AS PISTAS SEJA CONTÍNUA. AO SE DEPARAR COM ANIMAIS DE GRANDE PORTE NAS PISTAS (CAVALOS E VACAS), NÃO BUZINE NEM SINALIZE COM OS FARÓIS. ISTO ASSUSTA O ANIMAL QUE PODE TER REAÇÕES INESPERADAS. FECHE OS VIDROS, PASSE LENTAMENTE EM MARCHA REDUZIDA E AVISE O POSTO POLICIAL/RODOVIÁRIO MAIS PRÓIMO. USE SEMPRE O CINTO DE SEGURANÇA, BEM COMO FAÇA QUE AS PESSOAS QUE ESTIVEREM EM SEU VEÍCULO TAMBÉM UTILIZEM. CRIANÇAS COM MENOS DE DEZ ANOS DEVEM SER TRANSPORTADAS NO BANCO DE TRÁS, ATADAS AOS CINTOS DE SEGURANÇA. BEBÊS, MESMO OS RECÉM-NASCIDOS, NÃO DEVEM VIAJAR NO COLO DE SUAS MÃES. EM CASO DE COLISÃO, O RISCO DA CRIANÇA SERVIR COMO AMORTECEDOR NO IMPACTO COM O PAINEL OU O BANCO DA FRENTE É MUITO GRANDE. AS CRIANÇAS DE COLO ATÉ UM ANO DE IDADE, DEVEM FICAR NAS CADEIRINHAS FIADAS DE COSTAS PARA O SENTIDO DO VEÍCULO. DEPOIS DESTA IDADE, A CADEIRINHA PODE FICAR NA POSIÇÃO NORMAL. QUANDO A CADEIRINHA NÃO MAIS OFERECER PROTEÇÃO À NUCA DA CRIANÇA, EM FUNÇÃO DE SEU CRESCIMENTO, É O MOMENTO DE COLOCAR À CRIANÇA DIRETAMENTE NO BANCO DO VEÍCULO, PRESA PELO CINTO DE SEGURANÇA. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 4

5 DICAS DE COMO PROCEDER EM SITUAÇÕES DE EMERGÊNCIA FIQUE CALMO, PROCURE AGIR BEM RÁPIDO, MAS NÃO ÀS PRESSAS. PEÇA AJUDA, EVITE AGIR SOZINHO. AVALIE O LOCAL E PARE O SEU VEÍCULO EM LOCAL SEGURO, MAIS OU MENOS A 30 METROS DO LOCAL DO ACIDENTE; SINALIZE USANDO TRIÂNGULO, GALHOS DE ÁRVORES, LIGANDO O PISCA-ALERTA, ETC.; ILUMINE O LOCAL COM LANTERNA OU LUZ DO VEÍCULO, JAMAIS USE FÓSFORO OU UMA CHAMA DE FOGO EPOSTA. LIGUE PARA O TELEFONE E SOLICITE INSTRUÇÕES DE COMO PROCEDER. EM CASO DE ATROPELAMENTO OU DE ACIDENTE DE TRÂNSITO COM VÍTIMAS, A PRIMEIRA ATITUDE QUE DEVE SER TOMADA, É LIGAR PARA UM DOS SEGUINTES TELEFONES: 190 (POLÍCIA MILITAR), 192 (RESGATE), 193 (CORPO DE BOMBEIROS) OU 194 (COMPANHIA DE ENGENHARIA E TRÁFEGO). NO SOCORRO ÀS VÍTIMAS, NÃO REMOVA NINGUÉM, A NÃO SER QUE HAJA PERIGO DE INCÊNDIO OU EPLOSÃO, POIS AS PESSOAS PODEM ESTAR COM ALGUM MEMBRO QUEBRADO, O QUE PREJUDICARIA MAIS O SEU ESTADO DE SAÚDE. SE HOUVER ALGUMA VÍTIMA DO ACIDENTE PRESA AO CINTO DE SEGURANÇA E ESTE ESTIVER EMPERRADO, CORTE-O. VEJA SE A PESSOA ESTÁ RESPIRANDO E CUIDE PARA MANTÊ-LA ASSIM. SE A VÍTIMA ESTIVER CONSCIENTE, PERGUNTE O QUE ESTÁ SENTINDO E OBSERVE POSSÍVEIS HEMORRAGIAS. EM HIPÓTESE ALGUMA, DÊ LÍQUIDOS E SÓ ENCOSTE EM FERIMENTOS SE FOR PARA EVITAR GRANDE PERDA DE SANGUE. AGUARDE A CHEGADA DA POLÍCIA MILITAR, CORPO DE BOMBEIROS OU RESGATE. INSTRUÇÕES DE COMO PROCEDER EM CASO DE SINISTRO TOME TODAS AS PROVIDÊNCIAS AO SEU ALCANCE PARA PROTEGER O VEÍCULO E MINIMIZAR OS PREJUÍZOS. COMUNIQUE IMEDIATAMENTE À SEGURADORA ATRAVÉS DO TELEFONE , DISPONÍVEL DE SEGUNDA A SETA (ECETO FERIADOS) DAS 8H00 ÀS 20H00, OU LIGUE PARA SEU CORRETOR DE SEGUROS. DESTA COMUNICAÇÃO DEVERÃO CONSTAR: DATA, HORA, LOCAL E CAUSAS; NOME E ENDEREÇO DE TESTEMUNHAS; NOME, ENDEREÇO E CARTEIRA DE HABILITAÇÃO DO MOTORISTA QUE DIRIGIA O VEÍCULO; PROVIDÊNCIAS DE ORDEM POLICIAL TOMADAS; E OUTRAS CIRCUNSTÂNCIAS QUE POSSAM CONTRIBUIR PARA O ESCLARECIMENTO DO SINISTRO. PROCURE UMA DELEGACIA OU POSTO DE CONTROLE DE TRÂNSITO E PROVIDENCIE O BOLETIM DE OCORRÊNCIA EM CASO DE ROUBO, FURTO OU ACIDENTE DE TRÂNSITO ENVOLVENDO OUTROS VEÍCULOS, OU QUE RESULTE EM DANOS CORPORAIS AOS SEUS PASSAGEIROS OU A TERCEIROS, INDEPENDENTEMENTE DE QUEM TENHA SIDO O RESPONSÁVEL PELO ACIDENTE. A IGUAL PROCEDIMENTO, VOCÊ DEVE COMUNICAR À SEGURADORA O RECEBIMENTO DE CITAÇÃO, INTIMAÇÃO, NOTIFICAÇÃO OU DOCUMENTO SIMILAR, DE MODO A POSSIBILITAR A IDENTIFICAÇÃO DO CASO NO JUDICIÁRIO. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 5

6 EM CASO DE COLISÃO, ROUBO OU FURTO, PARCIAL DO VEÍCULO, SOLICITE ORÇAMENTO À OFICINA E MARQUE A VISTORIA JUNTO À SEGURADORA ATRAVÉS DO TELEFONE , DISPONÍVEL DE SEGUNDA A SETA (ECETO FERIADOS), DAS 8H00 ÀS 20H00. AGUARDE SUA REALIZAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DA SEGURADORA PARA O INÍCIO DOS REPAROS. SE APÓS A REALIZAÇÃO DA VISTORIA DE SINISTRO FICAR CARACTERIZADA A INDENIZAÇÃO INTEGRAL (VIDE GLOSSÁRIO), SIGA OS PROCEDIMENTOS DESCRITOS NA CLÁUSULA 12ª - COMUNICAÇÃO DO SINISTRO, APURAÇÃO DOS PREJUÍZOS E PAGAMENTO DE INDENIZAÇÃO - DAS CONDIÇÕES GERAIS DE SEU SEGURO (VIDE PÁGINAS 31 À 44). EM CASO DE ROUBO OU FURTO TOTAL DO VEÍCULO, SIGA OS PROCEDIMENTOS DESCIRTOS NA CLÁUSULA 12ª - COMUNICAÇÃO DO SINISTRO, APURAÇÃO DOS PREJUÍZOS E PAGAMENTO DE INDENIZAÇÃO - DAS CONDIÇÕES GERAIS DE SEU SEGURO (VIDE PÁGINAS 31 A 44). TELE ONES E SITES ÚTEIS POLÍCIA MILITAR RESGATE CORPO DE BOMBEIROS COMPANHIA DE ENGENHARIA E TRÁFEGO - CET DEFESA CIVIL DISQUE DENÚNCIA (SÃO PAULO - CAPITAL)... (011) DISQUE DENÚNCIA (RIO DE JANEIRO - CAPITAL)... (021) DISQUE DENÚNCIA (PORTO ALEGRE - RS)... (051) DISQUE DENÚNCIA (AMAZONAS - AM) DISQUE DENÚNCIA (DEMAIS PRAÇAS) DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO - DETRAN... (011) POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL - (SÃO PAULO)... (011) POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL (RIO DE JANEIRO)... (021) POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL (MINAS GERAIS)... (031) POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL (PARANÁ)... (041) POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL... Nossa Política da Qualidade BUSCAR MELHORIA CONTÍNUA DOS PRODUTOS E SERVICOS O ERECIDOS, COM OCO NO CLIENTE. ESTABELECER RELAÇÕES DE PARCERIA COM ORNECEDORES VISANDO A BENE ÍCIOS MÚTUOS. PROMOVER O DESENVOLVIMENTO PRO ISSIONAL E O BEM-ESTAR SOCIAL DOS UNCIONÁRIOS. ASSEGURAR A CONTINUIDADE E O DESENVOLVIMENTO DA COMPANHIA, ATENDENDO AO DESEJO DOS ACIONISTAS. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 6

7 Certificação ISO 9000 COLOCAR NAS MÃOS DO CLIENTE EATAMENTE AQUILO QUE ELE COMPROU. FOI ESSE O DESAFIO QUE LEVOU A TOKIO MARINE SEGURADORA A BUSCAR UM PADRÃO DE QUALIDADE DE RECONHECIMENTO INTERNACIONAL. TODA A NOSSA ESTRUTURA FOI REDESENHADA COM BASE NOS REQUISITOS DA NORMA ISO 9000, E PARA GARANTIR SEU CUMPRIMENTO, REALIZAMOS AUDITORIAS INTERNAS E ETERNAS PERIODICAMENTE. O OBJETIVO DA NORMA ISO 9000 É GARANTIR A QUALIDADE DO PRODUTO POR MEIO DE UM SISTEMA CONSISTENTE E TOTALMENTE VOLTADO À MELHORIA CONTÍNUA, SEMPRE COM FOCO NO CLIENTE. ALÉM DA SOLIDEZ DA MARCA MUNDIAL, VOCÊ, NOSSO CLIENTE, CONTARÁ COM O COMPROMISSO ESTRITO COM A QUALIDADE DA TOKIO MARINE SEGURADORA. * CERTIFICADA PELA SGS - ICS CERTIFICADORA LTDA. EM TODO SEU SISTEMA DE GESTÃO DE QUALIDADE, NO ESTADO DE SÃO PAULO. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 7

8 - PÁGINA NÃO UTILIZADA - Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 8

9 Índice QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE RISCO MODELO INSTRUÇÕES PARA O CORRETO PREENCHIMENTO DO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE RISCO CLÁUSULAS CONTRATUAIS I - GLOSSÁRIO II - CONDIÇÕES GERAIS CLÁUSULA 1ª - OBJETIVO DO SEGURO E ÂMBITO GEOGRÁFICO CLÁUSULA 2ª - DEFINIÇÕES CLÁUSULA 3ª - CONTRATAÇÃO, ACEITAÇÃO OU RECUSA DE PROPOSTA CLÁUSULA 4ª - VIGÊNCIA CLÁUSULA 5ª - OBRIGAÇÕES DO SEGURADO CLÁUSULA 6ª - GARANTIAS E RISCOS COBERTOS CLÁUSULA 7ª - PREJUÍZOS NÃO INDENIZÁVEIS CLÁUSULA 8ª - PERDA DE DIREITOS CLÁUSULA 9ª - BENS NÃO COMPREENDIDOS NO SEGURO CLÁUSULA 10ª - FRANQUIA CLÁUSULA 11ª - PAGAMENTO DO PRÊMIO CLÁUSULA 12ª - COMUNICAÇÃO DO SINISTRO, APURAÇÃO DOS PREJUÍZOS E PAGAMENTO DE INDENIZAÇÃO CLÁUSULA 13ª - SUB-ROGAÇÃO DE DIREITOS CLÁUSULA 14ª - CANCELAMENTO CLÁUSULA 15ª - ALTERAÇÕES CLÁUSULA 16ª - RENOVAÇÃO CLÁUSULA 17ª - FORO CLÁUSULA 18ª - PRESCRIÇÃO III - CLÁUSULAS ESPECÍFICAS ACESSÓRIOS, CARROCERIAS, EQUIPAMENTOS E BLINDAGEM AMPLIAÇÃO DO PERÍMETRO GEOGRÁFICO ASSISTÊNCIA 24 HORAS (VEÍCULO DE PASSEIO OU ESPORTIVO E PICK-UP ) A À 025C - CARRO RESERVA DESPESAS SUPLEMENTARES EM DECORRÊNCIA DE INDENIZAÇÃO INTEGRAL DO VEÍCULO DESPESAS EMERGENCIAIS DESPESAS EMERGENCIAIS EM CASO DE INDENIZAÇÃO INTEGRAL ASSISTÊNCIA 24 HORAS (VEÍCULO DE CARGA) QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE RISCO Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 9

10 III - CLÁUSULAS ESPECÍFICAS (CONTINUAÇÃO) REPARO OU REPOSIÇÃO DE VIDROS DANIFICADOS A À 052F - PARALIZAÇÃO POR INDISPONIBILIDADE REPARO OU REPOSIÇÃO DE VIDROS DANIFICADOS CLAÚSULA ESPECIAL PARA REBOQUES DESATRELADOS DE REBOCADORES CLÁUSULA ESPECIAL PARA ETENSÃO DE COBERTURA A VEÍCULOS REBOCADORES ETENSÃO DA COBERTURA DE DANOS CORPORAIS A SÓCIOS, ADMINISTRADORES, DIRETORES, EMPREGADOS E PREPOSTOS DO SEGURADO ETENSÃO DA COBERTURA DE DANOS CORPORAIS À DANOS MORAIS ASSISTÊNCIA 24 HORAS I - OBJETIVO DA ASSISTÊNCIA II - SERVIÇOS E LIMITES DE INTERVENÇÃO III - REEMBOLSO IV - PREJUÍZOS NÃO SUPORTADOS E SERVIÇOS ECLUÍDOS RELAÇÃO DE ESCRITÓRIOS NO BRASIL Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 10

11 QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE RISCO NOME VEÍCULO DADOS CADASTRAIS DO SEGURADO E INFORMAÇÕES SOBRE O VEÍCULO C.P.F. ANO MODELO/FABRICAÇÃO CHASSI PLACA QUAL A RELAÇÃO DO SEGURADO COM O CONDUTOR PRINCIPAL DO VEÍCULO? 5 O MESMO 5 PAI / MÃE 5 CÔNJUGE 5 FILHO(A) 5 OUTROS DADOS CADASTRAIS E INFORMAÇÕES SOBRE O CONDUTOR PRINCIPAL NOME C.P.F. DATA DA 1ª HABILITAÇÃO (C.N.H.) DATA DE NASCIMENTO SEO 5 MASCULINO 5 FEMININO ESTADO CIVIL 5 SOLTEIRO(A) 5 CASADO(A) OU RESIDINDO COM COMPANHEIRO(A) HÁ, NO MÍNIMO, DOIS ANOS 5 RESIDINDO COM COMPANHEIRO(A) HÁ MENOS DE DOIS ANOS 5 DIVORCIADO(A), DESQUITADO(A) OU SEPARADO(A) 5 VIÚVO(A) RESIDEM COM O PRINCIPAL CONDUTOR, PESSOAS NA FAIA ETÁRIA ENTRE 18 E 25 ANOS? 5 SIM 5 NÃO PERGUNTAS POSSUI GARAGEM / ESTACIONAMENTO FECHADO PARA O VEÍCULO SEGURADO: NA RESIDÊNCIA? POSSUI GARAGEM / ESTACIONAMENTO FECHADO PARA O VEÍCULO SEGURADO: NA ESCOLA E/OU COLÉGIO E/OU FACULDADE E/OU PÓS E/OU ACADEMIA E/OU CURSO DE LÍNGUAS E/OU OUTROS CURSOS? POSSUI GARAGEM / ESTACIONAMENTO FECHADO PARA O VEÍCULO SEGURADO: NO TRABALHO? INFORMAÇÕES SOBRE O USO DO VEÍCULO RESPOSTAS 5 SIM 5 NÃO 5 SIM 5 NÃO 5 NÃO ESTUDA OU O VEÍCULO NÃO É UTILIZADO COMO MEIO PARA IR AOS LOCAIS CITADOS 5 SIM 5 NÃO 5 O VEÍCULO NÃO É UTILIZADO COMO MEIO PARA IR AO TRABALHO CASO SEU SEGURO DE AUTOMÓVEL TENHA SIDO CONTRATADO COM BASE NAS RESPOSTAS DAS PERGUNTAS DO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE RISCO ORA APRESENTADO, PEDIMOS QUE TOME CIÊNCIA DOS TERMOS DA CLÁUSULA N.º 047 (VIDE PÁGINAS 51 E 52), BEM COMO DAS INSTRUÇÕES ADIANTE DESCRITAS, A FIM DE CERTIFICAR-SE DE QUE AS INFORMAÇÕES POR VOCÊ PRESTADAS, NO ATO DA CONTRATAÇÃO DO SEGURO E RATIFICADAS NA APÓLICE, ESTÃO DE CONFORMIDADE COM A SUA FORMA DE PROCEDER. CASO HAJA DIVERGÊNCIA, RECOMENDAMOS QUE PROCURE SEU CORRETOR DE SEGUROS, PARA QUE SEJAM FEITAS AS DEVIDAS ALTERAÇÕES DENTRO DO PRAZO DE QUINZE DIAS CORRIDOS, A CONTAR DA DATA DA EMISSÃO DA APÓLICE OU ENDOSSO. A FINALIDADE DO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE RISCO, COMO O PRÓPRIO NOME SUGERE, É DE SUBSIDIAR À SEGURADORA DE INFORMAÇÕES PARA AVALIAÇÃO DO RISCO A ELA PROPOSTO, INCLUSIVE, SENDO UTILIZADO COMO UM DOS CRITÉRIOS PARA DETERMINAÇÃO DO PRÊMIO DO SEGURO. A VALIDADE DO QUESTIONÁRIO COINCIDIRÁ COM O PERÍODO DE VIGÊNCIA DA APÓLICE OU ENDOSSO, POIS DELA ELE FAZ PARTE INTEGRANTE E INSEPARÁVEL. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 11

12 DESTA FORMA E OBJETIVANDO DIRIMIR DÚVIDAS QUE VOCÊ POSSA TER, TRANSCREVEMOS, A SEGUIR, A FINALIDADE DE CADA CAMPO E A SUA FORMA CORRETA DE PREENCHIMENTO. LEMBRAMOS QUE VOCÊ PERDERÁ O DIREITO A QUALQUER INDENIZAÇÃO OU PARTE DESTA, CASO SEJA CONSTATADO QUE UMA OU MAIS RESPOSTAS CONSTANTES NO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE RISCO, NÃO FORAM VERDADEIRAS E/OU COMPLETAS, CONFORME DISPÕE O ARTIGO 766 DO CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE RISCO 1. EM RELAÇÃO AO SEGURADO E AO VEÍCULO NOME DADOS CADASTRAIS DO SEGURADO E INFORMAÇÕES SOBRE O VEÍCULO C.P.F. VEÍCULO ANO MODELO/FABRICAÇÃO CHASSI PLACA QUAL A RELAÇÃO DO SEGURADO COM O CONDUTOR PRINCIPAL DO VEÍCULO? 5 O MESMO 5 PAI / MÃE 5 CÔNJUGE 5 FILHO(A) 5 OUTROS PREENCHIMENTO: ESTES CAMPOS DEVEM SER PREENCHIDOS COM O NOME E NÚMERO DO CPF DO SEGURADO, DESCRIÇÃO DO VEÍCULO (MARCA, ANO MODELO/FABRICAÇÃO, NÚMERO DO CHASSI E PLACA) E RELACIONAMENTO ENTRE SEGURADO E O CONDUTOR PRINCIPAL DO VEÍCULO. FINALIDADE: CONSISTIR O QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE RISCO COM A PROPOSTA, NO QUE DIZ RESPEITO AO SEGURADO E AO OBJETO DO SEGURO, E AINDA, SUBSIDIAR À SEGURADORA DE INFORMAÇÕES PERTINENTES AO RELACIONAMENTO ENTRE SEGURADO E O CONDUTOR PRINCIPAL DO VEÍCULO. NOTAS: A) O DUT DEVERÁ ESTAR EM NOME DO SEGURADO. B) O SEGURADO PERDERÁ O DIREITO À INDENIZAÇÃO, CASO O RELACIONAMENTO ENTRE ELE E O CONDUTOR PRINCIPAL DO VEÍCULO FOR DIFERENTE DO QUE CONSTA NO QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE RISCO QUE SERVIU DE BASE PARA EMISSÃO DA APÓLICE OU ENDOSSO. 2. EM RELAÇÃO AO CONDUTOR PRINCIPAL DO VEÍCULO NOME DADOS CADASTRAIS E INFORMAÇÕES SOBRE O CONDUTOR PRINCIPAL C.P.F. DATA DA 1ª HABILITAÇÃO (C.N.H.) DATA DE NASCIMENTO ESTADO CIVIL 5 SOLTEIRO(A) 5 CASADO(A) OU RESIDINDO COM COMPANHEIRO(A) HÁ, NO MÍNIMO, DOIS ANOS 5 RESIDINDO COM COMPANHEIRO(A) HÁ MENOS DE DOIS ANOS 5 DIVORCIADO(A), DESQUITADO(A) OU SEPARADO(A) 5 VIÚVO(A) RESIDEM COM O PRINCIPAL CONDUTOR, PESSOAS NA FAIA ETÁRIA ENTRE 18 E 25 ANOS? 5 SIM 5 NÃO SEO 5 MASCULINO 5 FEMININO Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 12

13 PREENCHIMENTO: ESTES CAMPOS DEVEM SER PREENCHIDOS COM O NOME, NÚMERO DO CPF, DATA DE NASCIMENTO E DATA DA 1ª HABILITAÇÃO DA PESSOA QUE DIRIGE O VEÍCULO COM MAIOR FREQÜÊNCIA. NA INEISTÊNCIA DESTA PESSOA, O QUESTIONÁRIO DEVE SER RESPONDIDO PELO CONDUTOR MAIS JOVEM DO SEO MASCULINO. QUANDO TODOS OS CONDUTORES FOREM DO SEO FEMININO, O QUESTIONÁRIO DEVE SER RESPONDIDO COM BASE NAS INFORMAÇÕES DA CONDUTORA MAIS JOVEM. FINALIDADE: VERIFICAR A FAIA ETÁRIA DO CONDUTOR PRINCIPAL E SEU TEMPO DE HABILITAÇÃO E, SUBSIDIAR À SEGURADORA DE INFORMAÇÕES A RESPEITO DO PERFIL DO CONDUTOR PRINCIPAL. 3. EM RELAÇÃO AO USO DO VEÍCULO INFORMAÇÕES SOBRE O USO DO VEÍCULO PERGUNTAS RESPOSTAS POSSUI GARAGEM / ESTACIONAMENTO FECHADO PARA O VEÍCULO SEGURADO: NA RESIDÊNCIA? POSSUI GARAGEM / ESTACIONAMENTO FECHADO PARA O VEÍCULO SEGURADO: NA ESCOLA E/OU COLÉGIO E/OU FACULDADE E/OU PÓS E/ OU ACADEMIA E/OU CURSO DE LÍNGUAS E/OU OUTROS CURSOS EM QUE HAJA FREQÜÊNCIA CONTÍNUA POR PARTE DOS CONDUTORES DO VEÍCULO? POSSUI GARAGEM / ESTACIONAMENTO FECHADO PARA O VEÍCULO SEGURADO: NO TRABALHO? 5 SIM 5 NÃO 5 SIM 5 NÃO 5 NÃO ESTUDA OU O VEÍCULO NÃO É UTILIZADO COMO MEIO PARA IR AOS LOCAIS CITADOS 5 SIM 5 NÃO 5 O VEÍCULO NÃO É UTILIZADO COMO MEIO PARA IR AO TRABALHO PREENCHIMENTO: ESTES CAMPOS DEVEM SER ASSINALADOS DE ACORDO COM O USO DO VEÍCULO POR SEUS CONDUTORES. FINALIDADE: VERIFICAR A PERIODICIDADE E FORMA DO USO DO VEÍCULO E CONDIÇÕES DE SEGURANÇA A ELA ASSOCIADA. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 13

14 GLOSSÁRIO CLÁUSULAS CONTRATUAIS PARA FACILITAR A COMPREENSÃO DO VOCABULÁRIO EMPREGADO NAS CONDIÇÕES GERAIS E CLÁUSULAS DOS SEGUROS DE AUTOMÓVEL, RESPONSABILIDADE CIVIL FACULTATIVA (RCF) E ACIDENTES PESSOAIS DE PASSAGEIROS (APP), APRESENTAMOS A SEGUIR, EM ORDEM ALFABÉTICA, AS DEFINIÇÕES RESUMIDAS DOS PRINCIPAIS TERMOS TÉCNICOS, OS QUAIS PASSAM A FAZER PARTE INTEGRANTE E INSEPARÁVEL DA APÓLICE CONTRATADA: ACEITAÇÃO: ATO PELO QUAL A SEGURADORA ACEITA O SEGURO QUE LHE FOI PROPOSTO PELO SEGURADO. AGRAVAÇÃO DO RISCO: TERMO UTILIZADO PARA DEFINIR ATO DO SEGURADO QUE TORNE O RISCO MAIS GRAVE DO QUE ORIGINALMENTE SE APRESENTA NO MOMENTO DA CONTRATAÇÃO DO SEGURO. APÓLICE: DOCUMENTO QUE A SEGURADORA EMITE APÓS A ACEITAÇÃO DA COBERTURA DO RISCO PROPOSTA PELO SEGURADO. AVARIA: TERMO EMPREGADO PARA DESIGNAR DANOS AO VEÍCULO. AVISO DE ACIDENTE: FORMULÁRIO UTILIZADO PELO SEGURADO PARA COMUNICAR À SEGURADORA A OCORRÊNCIA DE UM SINISTRO. BENEFICIÁRIO: PESSOA FÍSICA OU JURÍDICA, A FAVOR DA QUAL A INDENIZAÇÃO DEVE SER EFETUADA. BÔNUS: DIREITO INTRANSFERÍVEL DO SEGURADO, REFERINDO-SE A DESCONTO PROGRESSIVO A ELE CONCEDIDO NA RENOVAÇÃO DA APÓLICE, POR NÃO TER RECLAMADO INDENIZAÇÃO À SEGURADORA DURANTE O SEU PERÍODO DE VIGÊNCIA, E DESDE QUE NÃO SEJAM AMPLIADAS AS GARANTIAS CONTRATADAS E O SEGURO SEJA RENOVADO SEM INTERRUPÇÃO DE VIGÊNCIA ENTRE A APÓLICE ANTERIOR E A NOVA APÓLICE. CONDIÇÕES GERAIS E CLÁUSULAS: CONJUNTO DE CLÁUSULAS CONTRATUAIS QUE OBRIGAM E DÃO DIREITOS TANTO AO SEGURADO COMO À SEGURADORA. CONDUTOR PRINCIPAL: PESSOA QUE DIRIGE O VEÍCULO COM MAIOR FREQÜÊNCIA. CORRETOR DE SEGUROS: PESSOA FÍSICA OU JURÍDICA, LEGALMENTE AUTORIZADA PELA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP, PARA INTERMEDIAR E PROMOVER ENTRE O SEGURADO E SEGURADORA, A REALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SEGUROS. DANOS: PREJUÍZOS SOFRIDOS PELO SEGURADO OU BENEFICIÁRIO DO SEGURO, SUSCETÍVEIS DE SEREM INDENIZADOS DE ACORDO COM AS CONDIÇÕES GERAIS E CLÁUSULAS RATIFICADAS NA APÓLICE. DOLO: INTENÇÃO DE PRATICAR UM MAL QUE É CAPITULADO COMO CRIME, SEJA POR AÇÃO OU OMISSÃO, OU AINDA, VÍCIO DE CONSENTIMENTO CARACTERIZADO PELA INTENÇÃO DE PREJUDICAR OU FRAUDAR OUTREM. EMOLUMENTOS: SOMA EM DINHEIRO PAGA PELO SEGURADO À SEGURADORA, RELATIVA AO CUSTO DE APÓLICE E IMPOSTO SOBRE OPERAÇÕES FINANCEIRAS, QUE ACRESCIDA AO PRÊMIO LÍQUIDO E JUROS, REPRESENTA O PRÊMIO TOTAL DA APÓLICE OU DO ENDOSSO. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 14

15 ENDOSSO: DOCUMENTO DE ALTERAÇÃO NA APÓLICE QUE A SEGURADORA EMITE APÓS A ACEITAÇÃO E DURANTE O PERÍODO DE VIGÊNCIA. SE O ENDOSSO RESULTAR EM MOVIMENTAÇÃO DE PRÊMIO, SEJA ELA A COBRAR OU A DEVOLVER AO SEGURADO, O MESMO SERÁ CALCULADO CONSIDERANDO-SE O NÚMERO DE DIAS DO PERÍODO A DECORRER ENTRE A DATA DA ALTERAÇÃO E A DATA DE TÉRMINO DE VIGÊNCIA DA APÓLICE, SALVO CONVENÇÃO EM CONTRÁRIO DESCRITA NAS CONDIÇÕES GERAIS. EVENTO: ACONTECIMENTO CUJA CONSEQÜÊNCIA ACARRETA DANO AO SEGURADO OU AO BENEFICIÁRIO DO SEGURO. FRANQUIA: VALOR ATÉ O QUAL A SEGURADORA NÃO SE RESPONSABILIZA POR INDENIZAR O SEGURADO OU O BENEFICIÁRIO DO SEGURO EM CASO DE SINISTRO. IMPORTÂNCIA SEGURADA: VALOR ESTABELECIDO PELO SEGURADO COMO LIMITE MÁIMO DE SEU DIREITO À INDENIZAÇÃO. INDENIZAÇÃO: CONTRAPRESTAÇÃO DA SEGURADORA, ISTO É, O VALOR QUE A MESMA DEVERÁ PAGAR AO SEGURADO OU AO BENEFICIÁRIO DO SEGURO, NO CASO DE OCORRÊNCIA DE RISCO COBERTO NA APÓLICE. INDENIZAÇÃO INTEGRAL: SERÁ CARACTERIZADA A INDENIZAÇÃO INTEGRAL, QUANDO RESULTANTES DE UM MESMO SINISTRO, OS DANOS MATERIAIS CAUSADOS AO VEÍCULO SEGURADO, ATINGIREM OU ULTRAPASSAREM A QUANTIA APURADA A PARTIR DA APLICAÇÃO DE PERCENTUAL DETERMINADO SOBRE O VALOR CONTRATADO. LIQUIDAÇÃO DE SINISTRO: EPRESSÃO USADA PARA INDICAR O PROCESSO PARA APURAÇÃO DOS DANOS HAVIDOS EM VIRTUDE DA OCORRÊNCIA DO SINISTRO, SUSCETÍVEL DE SER INDENIZADO. MÁ-FÉ: AGIR DE MODO CONTRÁRIO À LEI OU AO DIREITO. PRÊMIO: SOMA EM DINHEIRO PAGA PELO SEGURADO À SEGURADORA, PARA QUE ESTA ASSUMA A RESPONSABILIDADE DE UM DETERMINADO RISCO OU CONJUNTO DE RISCOS. PRESCRIÇÃO: PERDA DO DIREITO DE PROPOR UMA AÇÃO DEPOIS DE ULTRAPASSADO O PRAZO QUE A LEI DETERMINA PARA RECLAMAR-SE UM INTERESSE. PROPOSTA: DOCUMENTO NO QUAL O SEGURADO EPRESSA A SUA VONTADE EM CONTRATAR OU ALTERAR UMA APÓLICE, PODENDO SER POR ELE PREENCHIDA, PELO SEU REPRESENTANTE LEGAL, OU AINDA, PELO SEU CORRETOR DE SEGUROS. NA PROPOSTA DEVERÃO CONSTAR OS ELEMENTOS ESSENCIAIS DO INTERESSE A SER GARANTIDO E DO RISCO. QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE RISCO: FORMULÁRIO DE QUESTÕES QUE DEVE SER RESPONDIDO PELO SEGURADO, FAZENDO PARTE INTEGRANTE E INSEPARÁVEL DA PROPOSTA, SENDO UTILIZADO PELA SEGURADORA PARA DETERMINAÇÃO DO PRÊMIO. REGIÃO DE CIRCULAÇÃO: MUNICÍPIOS EM QUE O VEÍCULO CIRCULA COM MAIOR FREQÜÊNCIA. REGULAÇÃO DE SINISTRO: EPRESSÃO USADA PARA INDICAR O PROCESSO PARA APURAÇÃO DOS DANOS, CAUSAS E CIRCUNSTÂNCIAS DE UM SINISTRO, E PARA SE CONCLUIR SOBRE A COBERTURA E DIREITO DO SEGURADO OU DO BENEFICIÁRIO DO SEGURO NO RECEBIMENTO DA INDENIZAÇÃO. RISCO: EVENTO FUTURO, POSSÍVEL E INCERTO, QUE INDEPENDE DA VONTADE DO SEGURADO OU DO BENEFICIÁRIO DO SEGURO. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 15

16 SALVADOS: BENS COM VALOR ECONÔMICO QUE ESCAPAM, SOBRAM OU SE RECUPERAM, APÓS A OCORRÊNCIA DO SINISTRO, PERTENCENTES À SEGURADORA, MEDIANTE O PAGAMENTO DE INDENIZAÇÃO AO SEGURADO OU AO BENEFICIÁRIO DO SEGURO. SEGURADO: PESSOA FÍSICA OU JURÍDICA, EM NOME DE QUEM SE FAZ O SEGURO E QUE POSSUI INTERESSE ECONÔMICO EPOSTO AO RISCO; AQUELE QUE SE COMPROMETE A PAGAR DETERMINADA QUANTIA EM DINHEIRO (PRÊMIO) À SEGURADORA, A QUAL VAI GARANTIR-LHE A INDENIZAÇÃO PELOS PREJUÍZOS ORIUNDOS DO RISCO ASSUMIDO. SEGURADORA: PESSOA JURÍDICA, LEGALMENTE CONSTITUÍDA PARA ASSUMIR E GERIR RISCOS ESPECIFICADOS NA APÓLICE; AQUELA QUE PAGA A INDENIZAÇÃO AO SEGURADO OU AO BENEFICIÁRIO DO SEGURO, NO CASO DA OCORRÊNCIA DE SINISTRO COBERTO PELA APÓLICE. SEGURO: OPERAÇÃO QUE TOMA FORMA JURÍDICA DE UM CONTRATO, EM QUE UMA DAS PARTES (SEGURADORA) SE OBRIGA PARA COM A OUTRA (SEGURADO), MEDIANTE O RECEBIMENTO DE UMA IMPORTÂNCIA (PRÊMIO), A INDENIZÁ-LA DE UM PREJUÍZO (SINISTRO), RESULTANTE DE UM EVENTO FUTURO, POSSÍVEL E INCERTO (RISCO) INDICADO NAS CONDIÇÕES GERAIS E CLÁUSULAS RATIFICADAS NA APÓLICE. SINISTRO: REALIZAÇÃO DO RISCO COBERTO NA APÓLICE, DELE RESULTANDO DANO PARA O SEGURADO OU PARA O BENEFICIÁRIO DO SEGURO. SUB-ROGAÇÃO: TRANSFERÊNCIA PARA A SEGURADORA, DOS DIREITOS E AÇÕES DO SEGURADO OU DO BENEFICIÁRIO DO SEGURO CONTRA O CAUSADOR DOS DANOS, ATÉ O LIMITE DO VALOR POR ELA INDENIZADO. TERCEIRO (RELATIVO À GARANTIA DE RESPONSABILIDADE CIVIL FACULTATIVA - RCF): QUALQUER PESSOA FÍSICA OU JURÍDICA QUE NÃO SEJA: A) O PRÓPRIO SEGURADO, SEUS ASCENDENTES, DESCENDENTES, CÔNJUGE, IRMÃOS, OU QUALQUER PESSOA, PARENTE OU NÃO, QUE COM ELE RESIDA OU DELE DEPENDA ECONOMICAMENTE; B) CONTROLADO POR OU CONTROLADORA DO SEGURADO; C) SÓCIOS, ADMINISTRADORES E DIRETORES DO SEGURADO, BEM COMO OS ASCENDENTES, DESCENDENTES, CÔNJUGE E OUTRAS PESSOAS, PARENTES OU NÃO, QUE COM ESTES RESIDAM OU DELES DEPENDAM ECONOMICAMENTE; E D) EMPREGADOS E REPRESENTANTES LEGAIS DO SEGURADO, QUANDO A SEU SERVIÇO, E AINDA, AOS ASCENDENTES, DESCENDENTES, CÔNJUGE E OUTRAS PESSOAS, PARENTES OU NÃO, QUE COM ESTES RESIDAM OU DELES DEPENDAM ECONOMICAMENTE. VALOR DE NOVO: 100% DO VALOR CONSTANTE NA TABELA DE REFERÊNCIA DE COTAÇÃO PARA VEÍCULO ZERO QUILÔMETRO NA DATA DA LIQUIDAÇÃO DO SINISTRO, CONJUGADO, AINDA, COM FATOR DE AJUSTE. TANTO A TABELA DE REFERÊNCIA COMO O FATOR DE AJUSTE DEVERÃO SER INDICADOS NA PROPOSTA E APÓLICE. VALOR DETERMINADO: MODALIDADE QUE GARANTE AO SEGURADO, NO CASO DE INDENIZAÇÃO INTEGRAL, O PAGAMENTO DE QUANTIA FIA, EM MOEDA CORRENTE NACIONAL, ESTIPULADA PELAS PARTES NO ATO DA CONTRATAÇÃO DO SEGURO. VALOR DE MERCADO REFERENCIADO: MODALIDADE QUE GARANTE AO SEGURADO, NO CASO DE INDENIZAÇÃO INTEGRAL, O PAGAMENTO DE QUANTIA VARIÁVEL, EM MOEDA CORRENTE NACIONAL, DETERMINADA DE ACORDO COM A TABELA DE REFERÊNCIA, PREVIAMENTE FIADA NA PROPOSTA, CONJUGADA COM FATOR DE AJUSTE, EM PERCENTUAL, A SER APLICADO SOBRE O VALOR DE COTAÇÃO DO VEÍCULO, NA DATA DA LIQUIDAÇÃO DO SINISTRO. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 16

17 VIGÊNCIA: PERÍODO DE VALIDADE DA COBERTURA DA APÓLICE OU ENDOSSOS A ELA REFERENTE. VISTORIA DE SINISTRO: AVALIAÇÃO, POR PESSOA AUTORIZADA PELA SEGURADORA, DO ESTADO DO VEÍCULO APÓS A OCORRÊNCIA DE SINISTRO, COM VISTAS A QUALIFICAR E QUANTIFICAR OS DANOS SOFRIDOS. VISTORIA PRÉVIA: AVALIAÇÃO, POR PESSOA AUTORIZADA PELA SEGURADORA, DO ESTADO DO VEÍCULO ANTES DA CONTRATAÇÃO DO SEGURO. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 17

18 CONDIÇÕES GERAIS CLÁUSULAS CONTRATUAIS APRESENTAMOS, A SEGUIR, AS CONDIÇÕES GERAIS QUE REGEM ESTE SEGURO E ESTABELECEM SUAS NORMAS DE FUNCIONAMENTO. LEMBRAMOS QUE, O REGISTRO DESTE PLANO NA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP NÃO IMPLICA, POR PARTE DA AUTARQUIA, INCENTIVO OU RECOMENDAÇÃO A SUA COMERCIALIZAÇÃO. LEMBRAMOS, TAMBÉM, QUE O SEGURADO PODERÁ CONSULTAR A SITUAÇÃO CADASTRAL DE SEU CORRETOR DE SEGUROS, NO SITE POR MEIO DO NÚMERO DE SEU REGISTRO NA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUSEP, NOME COMPLETO, CNPJ OU CPF. CLÁUSULA 1 a - OBJETO DO SEGURO E ÂMBITO GEOGRÁFICO 1.1. ESTE SEGURO DE AUTOMÓVEL E/OU RESPONSABILIDADE CIVIL FACULTATIVA (RCF) E/OU ACIDENTES PESSOAIS DE PASSAGEIROS (APP), GARANTE O PAGAMENTO DE INDENIZAÇÃO AO SEGURADO OU AO BENEFICIÁRIO DO SEGURO, INCLUSIVE NO QUE SE REFERE A MODALIDADE DE INDENIZAÇÃO, DOS PREJUÍZOS RESULTANTES DA OCORRÊNCIA DE RISCOS COBERTOS PELAS GARANTIAS CONTRATADAS, ACONTECIDOS DURANTE A VIGÊNCIA DA APÓLICE A MODALIDADE DE INDENIZAÇÃO, PACTUADA ENTRE SEGURADO E SEGURADORA NO ATO DA CONTRATAÇÃO DO SEGURO, SERÁ POR UMA DAS SEGUINTES FORMAS: A) VALOR DE MERCADO REFERENCIADO: ESTA MODALIDADE GARANTE AO SEGURADO, NO CASO DE INDENIZAÇÃO INTEGRAL, O VALOR DO VEÍCULO CONSTANTE DA TABELA DE PREÇOS DETERMINADA NA APÓLICE E VIGENTE NA DATA DA LIQUIDAÇÃO DO SINISTRO, CONJUGADO AO PERCENTUAL DE AJUSTE FIADO PELO SEGURADO NO ATO DA CONTRATAÇÃO DO SEGURO. B) VALOR DETERMINADO: ESTA MODALIDADE GARANTE AO SEGURADO, NO CASO DE INDENIZAÇÃO INTEGRAL, O VALOR DO VEÍCULO FIADO NA APÓLICE AS DISPOSIÇÕES DESTE SEGURO APLICAM-SE ÚNICA E ECLUSIVAMENTE AOS SINISTROS OCORRIDOS NO TERRITÓRIO BRASILEIRO E NOS PAÍSES QUE INTEGRAM O MERCOSUL. CLÁUSULA 2 a - DEFINIÇÕES PARA EFEITO DESTE SEGURO, DEFINE-SE POR: APROPRIAÇÃO INDÉBITA: NA FORMA DEFINIDA PELO ARTIGO 169 DO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO CUJO TETO DIZ: APROPRIAR-SE DE COISA ALHEIA MÓVEL, DE QUE TEM POSSE OU DETENÇÃO. DANOS ESTÉTICOS: DANOS CORPORAIS CAUSADOS A PESSOA QUE IMPLIQUEM REDUÇÃO OU ELIMINAÇÃO DOS PADRÕES DE BELEZA E ESTÉTICA. DANOS MORAIS: DANOS QUE TRAZEM, COMO CONSEQÜÊNCIA, OFENSA À HONRA, AO AFETO, À LIBERDADE, À PROFISSÃO, AO RESPEITO AOS MORTOS, À PSIQUE, À SAÚDE, AO NOME, AO CRÉDITO, AO BEM-ESTAR E À VIDA, AINDA QUE SEM O ADVENTO DO PREJUÍZO ECONÔMICO. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 18

19 ESTELIONATO: NA FORMA DEFINIDA PELO ARTIGO 171 DO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO CUJO TETO DIZ: OBTER, PARA SI OU PARA OUTREM, VANTAGEM ILÍCITA, EM PREJUÍZO ALHEIO, INDUZINDO OU MANTENDO ALGUÉM EM ERRO, MEDIANTE ARTIFÍCIO ARDIL, OU QUALQUER OUTRO MEIO FRAUDULENTO. ETORSÃO: NA FORMA DEFINIDA PELO ARTIGO 158 DO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO CUJO TETO DIZ: CONSTRANGER ALGUÉM, MEDIANTE VIOLÊNCIA OU GRAVE AMEAÇA, E COM INTUITO DE OBTER PARA SI OU PARA OUTREM INDEVIDA VANTAGEM ECONÔMICA, A FAZER, TOLERAR QUE SE FAÇA OU DEIAR DE FAZER ALGUMA COISA. FURTO: NA FORMA DEFINIDA PELO ARTIGO 155 DO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO CUJO TETO DIZ: SUBTRAIR PARA SI OU PARA OUTREM, COISA ALHEIA MÓVEL. INCÊNDIO: FOGO QUE LAVRA COM INTENSIDADE, OU SEJA, CAPAZ DE ALASTRAR-SE, DESENVOLVER-SE OU PROPAGAR-SE, PORTANTO, NÃO HAVENDO CARACTERÍSTICAS DE ALASTRAMENTO, DESENVOLVIMENTO OU PROPAGAÇÃO, NÃO SE CONSIDERA COMO INCÊNDIO. LOCKOUT: CESSAÇÃO DA ATIVIDADE POR ATO OU FATO DO EMPREGADOR. ROUBO: NA FORMA DEFINIDA PELO ARTIGO 157 DO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO CUJO TETO DIZ: SUBTRAIR COISA ALHEIA MÓVEL, PARA SI OU PARA OUTREM, MEDIANTE GRAVE AMEAÇA OU VIOLÊNCIA A PESSOA, OU DEPOIS DE HAVÊ-LA, POR QUALQUER MEIO, REDUZIDO À IMPOSSIBILIDADE DE RESISTÊNCIA. SAQUE: APODERAMENTO VIOLENTO DE BENS ALHEIOS, PRATICADOS POR UM GRUPO DE PESSOAS OU POR UM BANDO, ORGANIZADO OU NÃO, APROVEITANDO A CONFUSÃO E/OU DESORDEM OCASIONADAS POR UM DISTÚRBIO SOCIAL, INTERVENÇÃO DE FORÇAS PÚBLICAS DE SEGURANÇA, GREVE OU LOCKOUT. TUMULTO: AÇÃO DE PESSOAS, COM CARACTERÍSTICAS DE AGLOMERAÇÃO, QUE PERTURBE A ORDEM PÚBLICA ATRAVÉS DA PRÁTICA DE ATOS PREDATÓRIOS, PARA CUJA REPRESSÃO NÃO HAJA NECESSIDADE DE INTERVENÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS. CLÁUSULA 3 a - CONTRATAÇÃO, ACEITAÇÃO OU RECUSA DE PROPOSTA 3.1. ESTE SEGURO SÓ PODERÁ SER CONTRATADO MEDIANTE A ENTREGA DE PROPOSTA À SEGURADORA A ACEITAÇÃO DO SEGURO ESTARÁ SUJEITA A ANÁLISE DA SEGURADORA, E SERÁ AUTOMÁTICA, SE ESTA NÃO SE MANIFESTAR EM CONTRÁRIO NO PRAZO MÁIMO DE QUINZE DIAS CORRIDOS, CONTADOS A PARTIR DA DATA DO RECEBIMENTO DA PROPOSTA SE OS VEÍCULOS OU RISCOS COBERTOS POR ESTA APÓLICE ESTIVEREM GARANTIDOS, NO TODO OU EM PARTE, POR OUTRO SEGURO, CONTRATADO NESTA OU EM OUTRA SEGURADORA, FICA O SEGURADO OBRIGADO A COMUNICAR TAL FATO, POR ESCRITO, ÀS SEGURADORAS ENVOLVIDAS. DESTA COMUNICAÇÃO DEVERÃO CONSTAR: RAZÃO SOCIAL DA SEGURADORA, NÚMERO DE APÓLICE, GARANTIAS, IMPORTÂNCIAS SEGURADAS E DATA DE TÉRMINO DE VIGÊNCIA. EM RELAÇÃO A ESTE SEGURO, FICA ENTENDIDO E ACORDADO QUE AS INFORMAÇÕES RELATIVAS A OUTROS SEGUROS DEVERÃO SER MENCIONADAS NA PROPOSTA FICA, AINDA, ESTABELECIDO QUE O SEGURADO DEVERÁ PROCEDER DE ACORDO COM O DISPOSTO NO SUBITEM 12.3, DA CLÁUSULA 12ª, DESTAS CONDIÇÕES GERAIS, NO CASO DE CONTRATAÇÃO DE NOVO SEGURO GARANTINDO OS MESMOS VEÍCULOS E/OU RISCOS COBERTOS DURANTE A VIGÊNCIA DESTA APÓLICE. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 19

20 3.4. É FACULTADA A SEGURADORA SOLICITAR AO SEGURADO, QUANDO PESSOA FÍSICA, UMA ÚNICA VEZ, DOCUMENTOS COMPLEMENTARES PARA ANÁLISE E ACEITAÇÃO DA PROPOSTA. NESTE CASO, O PRAZO PARA ACEITAÇÃO PREVISTO NO SUBITEM 3.2 ANTERIOR SERÁ SUSPENSO A PARTIR DO MOMENTO EM QUE FOREM SOLICITADOS OS NOVOS DOCUMENTOS, E REINICIADA A CONTAGEM DO PRAZO REMANESCENTE A PARTIR DA DATA EM QUE FOREM ENTREGUES À SEGURADORA OS DOCUMENTOS POR ELA SOLICITADOS EM SE TRATANDO DE SEGURADO PESSOA JURÍDICA, A SOLICITAÇÃO DE QUE TRATA O SUBITEM 3.4 ANTERIOR PODERÁ SER REALIZADA MAIS DE UMA VEZ, DESDE QUE AO SEGURADO SEJAM ESCLARECIDOS OS FUNDAMENTOS DO PEDIDO DA SEGURADORA DE NOVA DOCUMENTAÇÃO PARA AVALIAÇÃO DA PROPOSTA E/OU TAAÇÃO DO RISCO. NESTE CASO, O PRAZO PARA ACEITAÇÃO PREVISTO NO SUBITEM 3.2 ANTERIOR SERÁ SUSPENSO A PARTIR DO MOMENTO EM QUE FOREM SOLICITADOS OS NOVOS DOCUMENTOS, E REINICIADA A CONTAGEM DO PRAZO REMANESCENTE A PARTIR DA DATA EM QUE FOREM ENTREGUES À SEGURADORA OS DOCUMENTOS POR ELA SOLICITADOS QUANDO A ACEITAÇÃO DA PROPOSTA DEPENDER DE CONTRATAÇÃO DE RESSEGURO FACULTATIVO, A COBERTURA DO SEGURO FICARÁ SUSPENSA ATÉ QUE O RESSEGURADOR SE MANIFESTE FORMALMENTE. NESTA HIPÓTESE, A SEGURADORA NO PRAZO DE QUINZE DIAS CORRIDOS A CONTAR DO RECEBIMENTO DA PROPOSTA, DEVERÁ INFORMAR, POR ESCRITO, AO SEGURADO, OU A SEU REPRESENTANTE LEGAL, OU AINDA, AO SEU CORRETOR DE SEGUROS, SOBRE A INEISTÊNCIA DA COBERTURA DO SEGURO ATÉ MANIFESTAÇÃO FORMAL DO RESSEGURADOR HAVENDO ACEITAÇÃO DA PROPOSTA, A SEGURADORA, COM BASE NAS INFORMAÇÕES NELA CONTIDAS, PROCEDERÁ À EMISSÃO DA APÓLICE, PASSANDO A SER DOCUMENTOS DESTE SEGURO À PROPOSTA E A APÓLICE COM SEUS ANEOS EM CASO DE NÃO ACEITAÇÃO, O SEGURADO E/OU SEU REPRESENTANTE LEGAL E/OU SEU CORRETOR DE SEGUROS SERÃO COMUNICADOS, POR ESCRITO, SOBRE AS RAZÕES DA RECUSA, OBSERVANDO-SE QUE: CASO NÃO TENHA SIDO EFETUADO O PAGAMENTO DO PRÊMIO OU DE SUA PRIMEIRA PARCELA, A COBERTURA ESTARÁ SUSPENSA A PARTIR DA HORA DA FORMALIZAÇÃO DA RECUSA POR PARTE DA SEGURADORA; CASO TENHA SIDO EFETUADO O PAGAMENTO DO PRÊMIO OU DE SUA PRIMEIRA PARCELA, SERÁ CONCEDIDA COBERTURA CONDICIONAL AO SEGURO PELO PRAZO DE QUARENTA E OITO HORAS ÚTEIS, A CONTAR DA HORA DA FORMALIZAÇÃO DA RECUSA POR PARTE DE SEGURADORA, SENDO QUE, NESTA HIPÓTESE, QUANDO DA DEVOLUÇÃO DO PRÊMIO SERÁ DESCONTADO O PERÍODO PRO-RATA TEMPORIS EM QUE VIGOROU A COBERTURA CONDICIONAL A DEVOLUÇÃO DE QUE TRATA O SUBITEM ANTERIOR DEVERÁ SER PROCEDIDA NO PRAZO MÁIMO DE DEZ DIAS CORRIDOS, A CONTAR DA DATA DA FORMALIZAÇÃO DA RECUSA PELA SEGURADORA, FICANDO ESTABELECIDO, QUE SE A DEVOLUÇÃO DO PRÊMIO NÃO FOR EFETUADA DENTRO DO PRAZO MÁIMO DEFINIDO NESTE SUBITEM, OS VALORES A RESTITUIR AO SEGURADO DEVERÃO SER ATUALIZADOS PELO ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR AMPLO FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA IPCA / IBGE OU POR OUTRO ÍNDICE QUE VENHA A SUBSTITUÍ-LO, A PARTIR DO DIA POSTERIOR AO DA DATA LIMITE, ATÉ A DATA DA EFETIVA RESTITUIÇÃO DO PRÊMIO NENHUMA ALTERAÇÃO NA PROPOSTA OU APÓLICE E SEUS ANEOS TERÃO VALIDADE SE NÃO FOR FEITA POR ESCRITO, COM A CONCORDÂNCIA ENTRE SEGURADO E SEGURADORA. NÃO É ADMITIDA A PRESUNÇÃO DE QUE A SEGURADORA POSSA TER CONHECIMENTO DE CIRCUNSTÂNCIAS QUE NÃO CONSTEM DA PROPOSTA, APÓLICE E SEUS ANEOS, OU QUE NÃO TENHAM SIDO COMUNICADAS POSTERIORMENTE, POR ESCRITO. Manual do Segurado - Código AT31V1104 (válido para as apólices com início de vigência a partir de 15/11/2004). 20

MANUAL SAFE VIDROS. Prezado Cliente,

MANUAL SAFE VIDROS. Prezado Cliente, MANUAL SAFE VIDROS Prezado Cliente, Você acaba de adquirir uma das melhores garantias de conserto e reposição de vidros, faróis, lanternas e retrovisores automotivos do mercado. Neste Manual você encontrará

Leia mais

MANUAL DO SEGURADO SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES

MANUAL DO SEGURADO SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES MANUAL DO SEGURADO SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES Estipulante: ATUAL TECNOLOGIA E ADMINISTRACAO DE CARTOES. CNPJ: 07.746.799/0001-09 1. OBJETIVO DO SEGURO O presente contrato de seguro tem por objetivo

Leia mais

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO Estipulante: BANCO TRIÂNGULO S. A. Seguradora: PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS Número processo SUSEP: 15414.000223/2007-67

Leia mais

1.2.2 Os honorários dos advogados serão integralmente pagos pelas partes, Segurador e Segurado, quando cada qual designar seu próprio advogado.

1.2.2 Os honorários dos advogados serão integralmente pagos pelas partes, Segurador e Segurado, quando cada qual designar seu próprio advogado. CONDIÇÕES GERAIS PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO TRANSPORTADOR RODOVIÁRIO EM VIAGEM INTERNACIONAL (DANOS CAUSADOS A PESSOAS OU COISAS TRANSPORTADAS OU NÃO, À EXCEÇÃO DA CARGA TRANSPORTADA) 1.

Leia mais

HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI CARTA VERDE

HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI CARTA VERDE HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI CARTA VERDE Processo SUSEP Principal nº 15414.000861/2006-05 Sumário CONDIÇÕES GERAIS PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO PROPRIETÁRIO E/OU CONDUTOR DE

Leia mais

1.2.2 Os honorários dos advogados serão integralmente pagos pelas partes, Segurador e Segurado, quando cada qual designar seu próprio advogado.

1.2.2 Os honorários dos advogados serão integralmente pagos pelas partes, Segurador e Segurado, quando cada qual designar seu próprio advogado. CONDIÇÕES GERAIS PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO TRANSPORTADOR RODOVIÁRIO EM VIAGEM INTERNACIONAL (DANOS CAUSADOS A PESSOAS OU COISAS TRANSPORTADAS OU NÃO, À EXCEÇÃO DA CARGA TRANSPORTADA) 1.

Leia mais

SEGURO CARTA VERDE CONDIÇÕES GERAIS. HDI Seguros S/A.

SEGURO CARTA VERDE CONDIÇÕES GERAIS. HDI Seguros S/A. SEGURO CARTA VERDE CONDIÇÕES GERAIS HDI Seguros S/A. CONDIÇÕES GERAIS PARA O SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO PROPIETÁRIO E/OU CONDUTOR DE VEÍCULOS TERRESTRES (AUTOMÓVEL DE PASSEIO PARTICULAR OU DE

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL. Entende-se por Usuário, todo o condutor do veículo assistido, desde que tenham residência habitual no Brasil.

CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL. Entende-se por Usuário, todo o condutor do veículo assistido, desde que tenham residência habitual no Brasil. CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL ARTIGO 1 DEFINIÇÕES USUÁRIO: Entende-se por Usuário, todo o condutor do veículo assistido, desde que tenham residência habitual no Brasil. BENEFICIÁRIO: Entende-se

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO

CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO SEGURO DE EQUIPAMENTOS ELETRONICOS PORTÁTEIS SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL Cláusula 1 DEFINIÇÕES AVARIA OU DEFEITOS PREEXISTENTES Danos existentes antes da contratação

Leia mais

AGORA? Encontre aqui as respostas para as suas dúvidas.

AGORA? Encontre aqui as respostas para as suas dúvidas. EO que AGORA? eu faço? Encontre aqui as respostas para as suas dúvidas. CADASTRO E PAGAMENTO Quer mais facilidade para seu dia a dia? Perdeu o boleto? O site Azul Seguros oferece diversos serviços para

Leia mais

Condições Contratuais Seguro Transporte Internacional Cobertura Básica Nº 21 Processo SUSEP nº 15414.901332/2014-22 Versão 1.0b 1

Condições Contratuais Seguro Transporte Internacional Cobertura Básica Nº 21 Processo SUSEP nº 15414.901332/2014-22 Versão 1.0b 1 Cobertura Básica Nº 21 PARA SEGUROS DE MERCADORIAS CONDUZIDAS POR PORTADORES Cláusula 1 Riscos Cobertos 1.1. A presente cobertura garante, ao Segurado, os prejuízos que venha a sofrer em conseqüência de

Leia mais

MANUAL DE BENEFÍCIOS HDI SEGURO AUTOMÓVEL

MANUAL DE BENEFÍCIOS HDI SEGURO AUTOMÓVEL MANUAL DE BENEFÍCIOS HDI SEGURO AUTOMÓVEL ASSISTÊNCIA 24 HORAS VEÍCULO ÔNIBUS / MICRO ÔNIBUS / VANS 01/agosto/2013 1 DISPOSIÇÕES GERAIS Este é um guia completo dos benefícios oferecidos pela HDI Seguros

Leia mais

REGULAMENTO DE ASSISTÊNCIA 24H MAPFRE WARRANTY. Não haverá franquia quilométrica para os serviços descritos nos itens abaixo: 1.

REGULAMENTO DE ASSISTÊNCIA 24H MAPFRE WARRANTY. Não haverá franquia quilométrica para os serviços descritos nos itens abaixo: 1. 1. DEFINIÇÕES Acidente: é a ocorrência de qualquer fato danoso e imprevisível produzido no veículo, tais como: colisão, abalroamento ou capotagem que provoque sua imobilização, tendo ou não resultado em

Leia mais

REGULAMENTOS DAS COBERTURAS OPCIONAIS PREVCAR AUTO

REGULAMENTOS DAS COBERTURAS OPCIONAIS PREVCAR AUTO REGULAMENTOS DAS COBERTURAS OPCIONAIS PREVCAR AUTO RESPONSABILIDADE CIVIL FACULTATIVA ESTA COBERTURA NÃO PODERÁ SER CONTRATADA ISOLADAMENTE FICANDO CONDICIONADA À COBERTURA DO EQUIPAMENTO ATIVO CADASTRADO

Leia mais

O seguro de automóvel pela via da informação.

O seguro de automóvel pela via da informação. O seguro de 2 Guarde este guia no seu porta-luvas. O seguro de A Fenaseg Federação Nacional das Empresas de Seguros Privados e de Capitalização é uma instituição que congrega e representa as companhias

Leia mais

Abaixo é possível consultar termos sobre seguro de automóveis. As descrições abaixo são meramente explicativas.

Abaixo é possível consultar termos sobre seguro de automóveis. As descrições abaixo são meramente explicativas. Abaixo é possível consultar termos sobre seguro de automóveis. As descrições abaixo são meramente explicativas. Acessórios: são considerados acessórios os equipamentos originais de fábrica ou não: rádios

Leia mais

MANUAL DE SINISTROS PARA SEGURADOS RSA SEGUROS AUTO FROTAS

MANUAL DE SINISTROS PARA SEGURADOS RSA SEGUROS AUTO FROTAS MANUAL DE SINISTROS PARA SEGURADOS RSA SEGUROS AUTO FROTAS 1 Prezados (as), A RSA Seguros se preocupa com a tranquilidade de seus clientes e quer contribuir para que seus negócios se mantenham em movimento.

Leia mais

CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2.000

CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2.000 CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2.000 Dispõe sobre a estruturação mínima das Condições Contratuais e das Notas Técnicas Atuariais dos Contratos exclusivamente de Seguros de Automóvel ou dos

Leia mais

Manual do Segurado Saldo do Financiamento

Manual do Segurado Saldo do Financiamento Manual do Segurado Saldo do Financiamento Produto Secundário SulAmerica Auto Abril/2013 1080.0776.0102 É um grande prazer receber você como cliente! Obrigado por ter contratado o Seguro Saldo do Financiamento.

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS RESERVE CLUBCAR

CONDIÇÕES GERAIS RESERVE CLUBCAR Seja bem-vindo à Blue Service Assistance, a opção mais vantajosa em assistência e clube de vantagens. É uma enorme satisfação ter você como nosso associado. A Blue Service Assistance está cada vez mais

Leia mais

CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2000 Publicada no DOU de 09/11/2000 Dispõe sobre a estruturação mínima das Condições Contratuais e das

CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2000 Publicada no DOU de 09/11/2000 Dispõe sobre a estruturação mínima das Condições Contratuais e das CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2000 Publicada no DOU de 09/11/2000 Dispõe sobre a estruturação mínima das Condições Contratuais e das Notas Técnicas Atuariais dos Contratos exclusivamente

Leia mais

SUMÁRIO 1. 2. 2.1. 2.2. 2.3. 2.3.1. 2.3.1.1. 2.3.1.2. 2.3.1.3. 2.3.1.3.

SUMÁRIO 1. 2. 2.1. 2.2. 2.3. 2.3.1. 2.3.1.1. 2.3.1.2. 2.3.1.3. 2.3.1.3. SUMÁRIO 1. 2. 2.1. 2.2. 2.3. 2.3.1. 2.3.1.1. 2.3.1.2. 2.3.1.3. 2.3.1.3. 2.3.2. 2.3.3. 2.4. 2.5. 2.5.1. 2.5.2. 2.6. 2.6.1. I. II. III. IV. V. VI. 2.6.2. 2.6.3. 2.7. 2.7.1. 2.7.1.1. 2.7.1.2. 2.7.1.3. 2.7.1.4.

Leia mais

MANUAL DO SEGURADO SEGURO ROUBO E FURTO DE EQUIPAMENTOS PORTÁTEIS ELETRÔNICOS

MANUAL DO SEGURADO SEGURO ROUBO E FURTO DE EQUIPAMENTOS PORTÁTEIS ELETRÔNICOS MANUAL DO SEGURADO SEGURO ROUBO E FURTO DE EQUIPAMENTOS PORTÁTEIS ELETRÔNICOS 1. MANUAL DO SEGURADO Consiste nas Condições Particulares e Gerais, que são o conjunto de cláusulas que regem um mesmo plano

Leia mais

MEU VEÍCULO. Veículo segurado. ... Seguradoras. ... Contatos da Seguradora(s) Contratadas. ... Dados da Corretora Durango Corretora de Seguros

MEU VEÍCULO. Veículo segurado. ... Seguradoras. ... Contatos da Seguradora(s) Contratadas. ... Dados da Corretora Durango Corretora de Seguros PARABÉNS, Você acaba de adquirir um seguro personalizado com a garantia da Durango. Obrigado por contratar nossos serviços. Aqui você irá encontrar uma equipe preparada para te atender com a credibilidade,

Leia mais

Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco

Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Registro do Produto na SUSEP: 15414.002658/2011-22 Cobertura de Invalidez Permanente por Categoria de Acidente Cláusulas Complementares CAPÍTULO I - OBJETIVO DA COBERTURA

Leia mais

Se estiver no Mercosul, também poderá contar com os serviços de emergência, bastando ligar para 55 11 4133 6537.

Se estiver no Mercosul, também poderá contar com os serviços de emergência, bastando ligar para 55 11 4133 6537. Assist24h_AutoPasseio_jul 6/13/07 4:32 PM Page 1 CARO SEGURADO Para você que adquiriu o Real Automóvel e contratou os serviços de Assistência 24 horas, este é o seu guia de serviços da Real Assistência.

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO SEGURO DE PROTEÇÃO CONTRA PERDA OU ROUBO DE CARTÃO DE CRÉDITO

TERMO DE ADESÃO AO SEGURO DE PROTEÇÃO CONTRA PERDA OU ROUBO DE CARTÃO DE CRÉDITO TERMO DE ADESÃO AO SEGURO DE PROTEÇÃO CONTRA PERDA OU ROUBO DE CARTÃO DE CRÉDITO O presente Termo indica as condições do Seguro de Proteção contra Perda ou Roubo de CARTÃO DE CRÉDITO oferecido pelo Banco

Leia mais

ASSISTÊNCIA 24 HORAS - VEÍCULOS DE PASSEIO E HR

ASSISTÊNCIA 24 HORAS - VEÍCULOS DE PASSEIO E HR ASSISTÊNCIA 24 HORAS - VEÍCULOS DE PASSEIO E HR DEFINIÇÕES Beneficiário Entende-se por Beneficiário, todo o condutor de veículo Assistido, devidamente habilitado e autorizado, assim como, toda pessoa transportadora

Leia mais

Manual do Segurado Seguro Auto Final OS3601 Seguro 27/11/2002 Auto - Outubro/2015

Manual do Segurado Seguro Auto Final OS3601 Seguro 27/11/2002 Auto - Outubro/2015 Manual do Segurado Seguro Auto Final OS3601 Seguro 27/11/2002 Auto - Outubro/2015 É um grande prazer receber você como cliente! Obrigado por ter contratado o Seguro Auto. A partir de agora conte com toda

Leia mais

Condições Gerais - Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário em Viagem Internacional

Condições Gerais - Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário em Viagem Internacional Condições Gerais - Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário em Viagem Internacional (Danos causados a pessoas ou coisas transportadas ou não, a exceção da carga transportada). 1. OBJETO

Leia mais

Azul Seguro Auto Manual do Segurado

Azul Seguro Auto Manual do Segurado 9 Manual do Segurado ÍNDICE GLOSSÁRIO... 5 PROCEDIMENTOS EM CASO DE SINISTRO... 9 CENTRAL AZUL SEGUROS... 10 CONDIÇÕES CONTRATUAIS GERAIS PARA AS COBERTURAS DE AUTOMÓVEL/RCFV E A.P.P 1. OBJETO DO SEGURO...

Leia mais

REGULAMENTO MERECE ASSISTÊNCIA A VEÍCULOS BANCO VOTORANTIM CARTÕES

REGULAMENTO MERECE ASSISTÊNCIA A VEÍCULOS BANCO VOTORANTIM CARTÕES REGULAMENTO MERECE ASSISTÊNCIA A VEÍCULOS BANCO VOTORANTIM CARTÕES O Banco Votorantim Cartões desenvolveu o benefício Merece Assistência a Veículos para auxiliar o Titular do Cartão Banco Votorantim no

Leia mais

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS/PARTICULARES

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS/PARTICULARES RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS/PARTICULARES Seguro Acidentes Pessoais Automobilístico Morte acidental decorrente de acidente de trânsito, exceto em meio de transporte coletivo O Seguro a que se refere este

Leia mais

PROCEDIMENTOS DO SEGURADO EM CASO DE SINISTRO

PROCEDIMENTOS DO SEGURADO EM CASO DE SINISTRO PROCEDIMENTOS DO SEGURADO EM CASO DE SINISTRO 46 1. COLISÃO DO VEÍCULO SEGURADO Em caso de colisão, o Segurado deve atentar para as seguintes orientações: REGISTRO DE OCORRÊNCIA POLICIAL Para sua segurança

Leia mais

SEGURO GARANTIA - SETOR PÚBLICO MANUAL DO SEGURADO CONDIÇÕES GERAIS Processo SUSEP Nº 15414.900183/2014-84 CNPJ: 61.383.493/0001-80 1.

SEGURO GARANTIA - SETOR PÚBLICO MANUAL DO SEGURADO CONDIÇÕES GERAIS Processo SUSEP Nº 15414.900183/2014-84 CNPJ: 61.383.493/0001-80 1. 1. OBJETO 1.1. Este contrato de seguro garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo Tomador perante o Segurado, conforme os termos da apólice e até o valor da garantia fixado nesta, e de acordo

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GAR ANTIA DE ENTREGA DE OBRA CBIC (IMOBILIARIO)

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GAR ANTIA DE ENTREGA DE OBRA CBIC (IMOBILIARIO) CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GAR ANTIA DE ENTREGA DE OBRA CBIC (IMOBILIARIO) ESSOR Seguros S.A CNPJ 14.5 25.684/0001-50 Process o SUSEP Nº 1 54 14.002 72 3/2 01 2-09 O registro deste plano na SUSEP não im plica,

Leia mais

Portfólio SulAmérica Auto

Portfólio SulAmérica Auto Portfólio SulAmérica Auto Auto Tradicional Produto Tradicional de prateleira, voltado para a maioria dos perfis de clientes. Auto Mulher Produto para mulheres, com garantias, serviços e benefícios exclusivos.

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. I - Objeto do Seguro

CONDIÇÕES GERAIS. I - Objeto do Seguro CONDIÇÕES GERAIS I - Objeto do Seguro O objeto deste seguro é garantir ao Segurado, em conformidade com o estipulado nestas Condições Gerais e especiais desta apólice, seus aditivos e endossos, as indenizações

Leia mais

COBERTURA DE DESPESAS MÉDICAS, HOSPITALARES E ODONTOLÓGICAS

COBERTURA DE DESPESAS MÉDICAS, HOSPITALARES E ODONTOLÓGICAS Seguro Coletivo de Pessoas Bradesco Registro do Produto na SUSEP: 15414.002658/2011-22 COBERTURA DE DESPESAS MÉDICAS, HOSPITALARES E ODONTOLÓGICAS CAPÍTULO I - OBJETIVO DA COBERTURA Cláusulas Complementares

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE AUTOMÓVEL SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 2 GLOSSÁRIO... 3 CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE...

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE AUTOMÓVEL SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 2 GLOSSÁRIO... 3 CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE... CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE AUTOMÓVEL SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 2 GLOSSÁRIO... 3 CONDIÇÕES GERAIS DA APÓLICE... 9 1. OBJETIVO DO SEGURO E LIMITE DE RESPONSABILIDADE... 9 2. ÂMBITO

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL CLASSIC

CONTRATO DE ADESÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL CLASSIC CONTRATO DE ADESÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - Os serviços deverão sempre ser solicitados à Central de Atendimento EUROP ASSISTANCE AUTO, através do telefone 0800 707 0081. Os serviços da serão prestados

Leia mais

MANUAL SIMPLIFICADO DO SEGURO EMPRESARIAL DA PUC-RIO

MANUAL SIMPLIFICADO DO SEGURO EMPRESARIAL DA PUC-RIO MANUAL SIMPLIFICADO DO SEGURO EMPRESARIAL DA PUC-RIO IMPORTANTE Este Manual tem função meramente informativa, não substituindo, em hipótese alguma, as condições gerais e especiais da apólice. Da mesma

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE AUTOMÓVEL

CONDIÇÕES GERAIS DE AUTOMÓVEL CONDIÇÕES GERAIS DE AUTOMÓVEL Novembro/2015 Tokio Marine Seguradora S.A. Cia 0619-0 Versão 23 de novembro/15 1 CARO CLIENTE Você adquiriu o melhor e mais completo seguro de Automóvel do mercado. Com ele,

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 269, de 30 de setembro de 2004.

CIRCULAR SUSEP N o 269, de 30 de setembro de 2004. CIRCULAR SUSEP N o 269, de 30 de setembro de 2004. Estabelece, altera e consolida as regras e critérios complementares de funcionamento e de operação dos contratos de seguros de automóveis, com inclusão

Leia mais

CONSUMIDOR DE SEGUROS

CONSUMIDOR DE SEGUROS CONSUMIDOR DE SEGUROS PREZADO CONSUMIDOR, em um CONTRATO DE SEGURO, o seu CORRETOR DE SEGUROS, é um profissional liberal consciente, ele é o único representante legal junto as SEGURADORAS, tem a condição

Leia mais

COOPERATIVA DE TRABALHO DOS PROFISSIONAIS DE AGRONOMIA LTDA.

COOPERATIVA DE TRABALHO DOS PROFISSIONAIS DE AGRONOMIA LTDA. Manual de Uso de Veículo Respeito a Vida! TERMO DE RECEBIMENTO R ecebi da Cooperativa de Trabalho dos P r o f i s s i o n a i s d e A g r o n o m i a L t d a. UNICAMPO, o MANUAL DE USO DO VEÍCULO e após

Leia mais

Condições Gerais. 3.1. Os serviços do Plano de ASSISTÊNCIA são válidos apenas no Território Brasileiro.

Condições Gerais. 3.1. Os serviços do Plano de ASSISTÊNCIA são válidos apenas no Território Brasileiro. Condições Gerais 1. OBJETO DOS SERVIÇOS 1.1. Os serviços de assistência 24 horas a veículos de passeio são prestados pela DELPHOS 24 HORAS ASSISTÊNCIA A PESSOAS E BENS Ltda., inscrita no CNPJ sob o n.º

Leia mais

Riscos Diversos 01.2007 Processo SUSEP. 10.003217/01-99

Riscos Diversos 01.2007 Processo SUSEP. 10.003217/01-99 CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE RISCOS DIVERSOS CLÁUSULA 1ª - OBJETO DO SEGURO 1. O presente seguro tem por objetivo garantir, dentro dos limites da importância segurada, sob as "Condições Gerais" a seguir

Leia mais

SEGUROS. Manual de Seguros. Banco Mercedes-Benz do Brasil S/A

SEGUROS. Manual de Seguros. Banco Mercedes-Benz do Brasil S/A SEGUROS Manual de Seguros Banco Mercedes-Benz do Brasil S/A 2013 SUMÁRIO 1. CONCEITOS... 3 1.1. Objeto do Seguro... 3 1.2. Tipos de Seguro... 3 1.3. Vigência... 3 2. COBERTURAS ADICIONAIS... 4 2.1. Responsabilidade

Leia mais

Manual seguro do segurado GAP 1

Manual seguro do segurado GAP 1 Manual seguro do segurado GAP 1 Seguro GAP: muito mais tranquilidade na compra do seu veículo Parabéns! Você está adquirindo o Seguro Garantia GAP, da MAPFRE, desenvolvido especialmente para os clientes

Leia mais

Índice. 1. Solicitação de Serviços de Assistência... 7

Índice. 1. Solicitação de Serviços de Assistência... 7 Índice ASSISTÊNCIA 24horas - alfa carga... 2 1. Solicitação de Serviços de Assistência... 2 2. Definições... 2 3. Prazos / Vigências... 3 4. Âmbito Territorial... 3 5. Serviços... 3 5.1. Reboque ou Recolha

Leia mais

O Seguro Auto Itaú proporciona proteção completa para o seu veículo e tranquilidade para você dirigir sem preocupações.

O Seguro Auto Itaú proporciona proteção completa para o seu veículo e tranquilidade para você dirigir sem preocupações. Seguro Auto Itaú O Seguro Auto Itaú proporciona proteção completa para o seu veículo e tranquilidade para você dirigir sem preocupações. E agora, você que é correntista conta com muito mais vantagens.

Leia mais

CONDIÇÕES CONTRATUAIS SEGUROS DE AUTOMÓVEIS / RCF/ APP

CONDIÇÕES CONTRATUAIS SEGUROS DE AUTOMÓVEIS / RCF/ APP CONDIÇÕES CONTRATUAIS SEGUROS DE AUTOMÓVEIS / RCF/ APP CNPJ 61.383.493/0001-80 Nº PROCESSO SUSEP 15414.100336/2004-19 Versão 03/2006 APRESENTAÇÃO Prezado Segurado (a), Este manual contém as condições contratuais

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 269, de 30 de setembro de 2004.

CIRCULAR SUSEP N o 269, de 30 de setembro de 2004. CIRCULAR SUSEP N o 269, de 30 de setembro de 2004. Estabelece, altera e consolida as regras e critérios complementares de funcionamento e de operação dos contratos de seguros de automóveis, com inclusão

Leia mais

SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO TRANSPORTADOR RODOVIÁRIO EM VIAGENS INTERNACIONAIS DANOS A PESSOAS RCTR-VI DANOS A PESSOAS VERSÃO 1.

SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO TRANSPORTADOR RODOVIÁRIO EM VIAGENS INTERNACIONAIS DANOS A PESSOAS RCTR-VI DANOS A PESSOAS VERSÃO 1. SEGURO DE RESPONSABILIDADE CIVIL DO TRANSPORTADOR RODOVIÁRIO EM VIAGENS INTERNACIONAIS DANOS A PESSOAS RCTR-VI DANOS A PESSOAS VERSÃO 1.0 Condições Gerais CNPJ 61.074.175/0001-38 Processo SUSEP nº 15414.003955/2007-17

Leia mais

Seguro Compreensivo Residencial

Seguro Compreensivo Residencial Seguro Compreensivo Residencial Este seguro é destinado à moradias (casas e apartamentos) HABITUAIS de alvenaria, de uso exclusivamente residencial, contra diversos riscos, de maneira rápida e descomplicada,

Leia mais

Assistência a Motocicletas Condições Gerais

Assistência a Motocicletas Condições Gerais Assistência a Motocicletas Condições Gerais 1. OBJETO DOS SERVIÇOS 1.1. Os serviços de assistência 24 horas a motocicletas são prestados pela DELPHOS 24 HORAS ASSISTÊNCIA A PESSOAS E BENS Ltda., inscrita

Leia mais

PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO. b) Providenciar especificação detalhada de todos os prejuízos sofridos, além da comprovação

PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO. b) Providenciar especificação detalhada de todos os prejuízos sofridos, além da comprovação PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO 1. PROCEDIMENTO DO SEGURADO 1.1. SINISTRO DE INCÊNDIO E EXPLOSÃO Em caso de Incêndio e/ou Explosão, o Segurado deve atentar para as seguintes orientações:

Leia mais

CARO SEGURADO. Você que adquiriu o Tokio Marine Automóvel, pode contar com diversos serviços para ajudá-lo no dia-a-dia em situações emergenciais.

CARO SEGURADO. Você que adquiriu o Tokio Marine Automóvel, pode contar com diversos serviços para ajudá-lo no dia-a-dia em situações emergenciais. CARO SEGURADO Você que adquiriu o Tokio Marine Automóvel, pode contar com diversos serviços para ajudá-lo no dia-a-dia em situações emergenciais. Este é um guia completo dos seguintes serviços que você

Leia mais

MANUAL DO PLANO ASSOCIADO

MANUAL DO PLANO ASSOCIADO MANUAL DO PLANO ASSOCIADO Capítulo I Do Objetivo Art. 1º - O Plano de Proteção Veicular (PPV) tem o objetivo de proporcionar aos associados, pelo sistema mutualista de rateio, a reparação dos danos acontecidos

Leia mais

Para uma maior agilidade no atendimento, tenha as seguintes informações em mãos:

Para uma maior agilidade no atendimento, tenha as seguintes informações em mãos: CARO SEGURADO, A MITSUI SUMITOMO SEGUROS oferece inúmeras facilidades, vantagens e serviços aos Segurados. Para usufruir das vantagens e serviços aqui relacionados, ligue para a Central de Atendimento.

Leia mais

Seguro Moto. Condições Gerais, Especiais e Particulares

Seguro Moto. Condições Gerais, Especiais e Particulares Seguro Moto Condições Gerais, Especiais e Particulares ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS PARTE I TUDO SOBRE A COBERTURA DE RESPONSABILIDADE CIVIL OBRIGATÓRIA E, NOS CASOS EXPRESSAMENTE ASSINALADOS, ALGO SOBRE AS

Leia mais

Manual de Assistência 24 horas. Assistência 24 Horas AUTOCONTROLE

Manual de Assistência 24 horas. Assistência 24 Horas AUTOCONTROLE Manual de Assistência 24 horas Assistência 24 Horas AUTOCONTROLE I. Assistência 24 Horas 1. Descrição da Assistência 24 Horas Prestação de atendimento ao cliente/usuário através da administração de rede

Leia mais

RESIDENCIAL MANUAL DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR

RESIDENCIAL MANUAL DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR Prezado Segurado, Obrigado por contratar o seguro Residencial. Ficamos honrados pela sua escolha. Como você é nossa principal motivação e a sua segurança e tranquilidade é o nosso maior objetivo, disponibilizamos

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA 24 HORAS

CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA 24 HORAS CONDIÇÕES GERAIS ASSISTÊNCIA 24 HORAS Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. GLOSSÁRIO... 3 3. RISCOS COBERTOS... 4 4. AMBITO TERRITORIAL E VIGÊNCIA... 4 5. OPÇÕES DE PLANOS DE ASSISTÊNCIA... 4 5.1. VEÍCULOS LEVES

Leia mais

Nova Lista de Verificação Seguro de Auto Versão 01 (julho/2012)

Nova Lista de Verificação Seguro de Auto Versão 01 (julho/2012) LISTA DE VERIFICAÇÃO CIRCULARES SUSEP N os 256 e 269/04 E OUTROS NORMATIVOS DESCRIÇÃO ATENÇÃO: No preenchimento da Lista de Verificação, para os itens informativos, a coluna Fls. deverá ser marcada com

Leia mais

Assistência 24 Horas. Prezado segurado,

Assistência 24 Horas. Prezado segurado, Assistência 24 Horas Prezado segurado, Para você que contratou o Tokio Marine Empresa, apresentamos, a seguir, as disposições que regem a ASSISTÊNCIA 24 HORAS e estabelecem suas normas de funcionamento.

Leia mais

CERTIFICADO DE SEGURO TROCO DA SORTE

CERTIFICADO DE SEGURO TROCO DA SORTE CERTIFICADO DE SEGURO TROCO DA SORTE A Cardif do Brasil Vida e Previdência S.A., doravante denominada Seguradora e o BR Home Centers S/A., doravante denominada Estipulante, especificam nestas Condições

Leia mais

TOYOTA ASSISTÊNCIA 24 HORAS

TOYOTA ASSISTÊNCIA 24 HORAS TOYOTA ASSISTÊNCIA 24 HORAS Para a Toyota, atender nossos clientes 24 horas é um prazer. Pensando nisso, a Toyota coloca a sua disposição um serviço de assistência com a qualidade que é sua marca registrada:

Leia mais

RISCOS DE ENGENHARIA CONDIÇÕES ESPECIAIS RESPONSABILIDADE CIVIL

RISCOS DE ENGENHARIA CONDIÇÕES ESPECIAIS RESPONSABILIDADE CIVIL As Coberturas Adicionais mencionadas nas Condições Especiais de Responsabilidade Civil serão aplicadas conjuntamente com as Condições Gerais e Especiais de Obras Civis em Construção, Instalação e Montagem

Leia mais

Condições do Seguro - Vivo Seguro Celular V

Condições do Seguro - Vivo Seguro Celular V Condições do Seguro - Vivo Seguro Celular V Este Seguro garante a reposição do seu aparelho celular, respeitado o Limite Máximo de Indenização(1), em caso de Roubo(2) ou Furto Qualificado(3) do bem incluído

Leia mais

SEGURO-GARANTIA CONDIÇÕES GERAIS

SEGURO-GARANTIA CONDIÇÕES GERAIS SEGURO-GARANTIA CONDIÇÕES GERAIS 1. INFORMAÇÕES PRELIMINARES... 2 2. APRESENTAÇÃO... 2 3. ESTRUTURA DO CONTRATO DE SEGURO... 2 4. OBJETIVO DO SEGURO... 3 5. DEFINIÇÕES... 3 6. FORMA DE CONTRATAÇÃO... 4

Leia mais

RESOLUÇÃO CNSP N o 296, DE 2013.

RESOLUÇÃO CNSP N o 296, DE 2013. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 296, DE 2013. Dispõe sobre as regras e os critérios para operação do seguro de garantia estendida, quando da aquisição de

Leia mais

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS SEGURO DE TRANSPORTES

GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS SEGURO DE TRANSPORTES GLOSSÁRIO DE TERMOS TÉCNICOS SEGURO DE TRANSPORTES Este glossário apresenta-se composto de palavras e expressões comumente usadas pelo mercado segurador e por vezes desconhecidas pelo grande público consumidor

Leia mais

CERTIFICADO SEGURO CARTÃO MAIS SEGURO DADOS DO SEGURO:

CERTIFICADO SEGURO CARTÃO MAIS SEGURO DADOS DO SEGURO: Este documento é para simples consulta das coberturas exposta e não tem validade securitária. Caso seja um cliente do cartão Cassol Centerlar e possua o seguro, favor ir a uma loja de sua preferência e

Leia mais

Manual do Segurado Seguro Acidentes Pessoais Premiado

Manual do Segurado Seguro Acidentes Pessoais Premiado 1. Definições Manual do Segurado Seguro Acidentes Pessoais Premiado 1.1 Estipulante É a pessoa jurídica representada pelo Banco Itaucard S.A cadastrado sob o CNPJ nº 17.192.451/0001-70, que por conta do

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 241, de 9 de janeiro de 2004.

CIRCULAR SUSEP N o 241, de 9 de janeiro de 2004. CIRCULAR SUSEP N o 241, de 9 de janeiro de 2004. Dispõe sobre a estruturação mínima das condições contratuais e das notas técnicas atuariais dos contratos de seguros de automóvel, com inclusão ou não,

Leia mais

CIRCULAR Nº 241, DE 9 DE JANEIRO DE 2004

CIRCULAR Nº 241, DE 9 DE JANEIRO DE 2004 Ministério da Fazenda Superintendência de Seguros Privados CIRCULAR Nº 241, DE 9 DE JANEIRO DE 2004 Dispõe sobre a estruturação mínima das condições contratuais e das notas técnicas atuariais dos contratos

Leia mais

MANUAL DO SERVIÇO PARA ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL SERVCAR

MANUAL DO SERVIÇO PARA ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL SERVCAR MANUAL DO SERVIÇO PARA ASSISTÊNCIA AUTOMÓVEL SERVCAR 1. OBJETIVO Este manual contém informações acerca dos procedimentos que deverão ser tomados na ocorrência de qualquer fato que acarrete na utilização

Leia mais

Para conhecer os descontos e benefícios exclusivos do Seguro Auto: Verifique na sua apólice Entre em contato com o nosso SAC

Para conhecer os descontos e benefícios exclusivos do Seguro Auto: Verifique na sua apólice Entre em contato com o nosso SAC É um grande prazer receber você como cliente! Seguro Auto - Abril/2013 Obrigado por ter contratado o Seguro Auto Mensal. A partir de agora conte com toda a segurança, solidez e agilidade da SulAmérica,

Leia mais

MANUAL DO SEGURADO RCO

MANUAL DO SEGURADO RCO MANUAL DO SEGURADO RCO A ESSOR Seguros preocupa-se em oferecer-lhe serviços exclusivos, visando sua proteção. Consulte em sua apólice se você tem direito a estes benefícios a seguir, conforme serviços

Leia mais

SEGURO DE VIDA EM GRUPO CONDIÇÕES GERAIS

SEGURO DE VIDA EM GRUPO CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE VIDA EM GRUPO CONDIÇÕES GERAIS 1 ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS Conteúdo 1. Objetivo do seguro 2. Definições 3. Estipulante 4. Coberturas do seguro 5. Riscos excluídos 6. Âmbito geográfico de cobertura

Leia mais

Prezado Segurado, Parabéns!

Prezado Segurado, Parabéns! Prezado Segurado, Parabéns! Você acaba de contratar a proteção de uma das maiores seguradoras do país. A partir de agora, você passa a contar com os serviços e a qualidade da Zurich Brasil Seguros, empresa

Leia mais

2.1. OBJETIVO DO SEGURO... 11 2.2. VIGÊNCIA E RENOVAÇÃO DA APÓLICE/ENDOSSO... 11 2.3. BÔNUS...

2.1. OBJETIVO DO SEGURO... 11 2.2. VIGÊNCIA E RENOVAÇÃO DA APÓLICE/ENDOSSO... 11 2.3. BÔNUS... SUMÁRIO SUMÁRIO... 1 1. PRINCIPAIS TERMOS UTILIZADOS... 3 2. O GENERALI AUTO... 10 2.1. OBJETIVO DO SEGURO... 11 2.2. VIGÊNCIA E RENOVAÇÃO DA APÓLICE/ENDOSSO... 11 2.3. BÔNUS... 12 2.3.1. PRAZO PARA CONCESSÃO

Leia mais

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente Bem Total Versão Jun./11

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente Bem Total Versão Jun./11 2 BEM TOTAL MANUAL DO CLIENTE Bem-vindo à CAPEMISA. Parabéns, você acaba de adquirir um produto garantido pela CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência que protege a sua família, caso algum imprevisto

Leia mais

SEGURO GARANTIA SETOR PÚBLICO

SEGURO GARANTIA SETOR PÚBLICO SEGURO GARANTIA SETOR PÚBLICO CONDIÇÕES GERAIS... 2 1. INFORMAÇÕES PRELIMINARES... 2 2. APRESENTAÇÃO...... 2 3. ESTRUTURA DO CONTRATO DE SEGURO... 2 4. DEFINIÇÕES... 3 5. OBJETO... 3 6. RISCOS COBERTOS...

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PRODUTO ASSISTÊNCIA 24 HORAS AUTOMÓVEL CREDICARD

DESCRIÇÃO DO PRODUTO ASSISTÊNCIA 24 HORAS AUTOMÓVEL CREDICARD DESCRIÇÃO DAS COBERTURAS CONDIÇÕES GERAIS CREDICARD DESCRIÇÃO DO PRODUTO ASSISTÊNCIA 24 HORAS AUTOMÓVEL CREDICARD DEFINIÇÕES Usuário: é a pessoa física ou jurídica titular ou usuária do serviço de assistência

Leia mais

EMPRESARIAL MANUAL DE ASSISTÊNCIA

EMPRESARIAL MANUAL DE ASSISTÊNCIA Prezado Segurado, Obrigado por contratar o seguro Empresarial. Ficamos honrados pela sua escolha. Nossa principal motivação é garantir a segurança e tranquilidade aos seus negócios, por isso disponibilizamos

Leia mais

ASSISTÊNCIA ESCOLAR. Importante: Para execução dos serviços é imprescindível que seja realizado o contato coma empresa prestadora de serviço.

ASSISTÊNCIA ESCOLAR. Importante: Para execução dos serviços é imprescindível que seja realizado o contato coma empresa prestadora de serviço. CÓDIGO: PREV1 1. OBJETIVO DO SERVIÇO 1.1. Plano Individual Morte Acidental 1.1.1. A assistência funeral individual oferece, em caso de falecimento do segurado principal, em caso de Morte Acidental, a prestação

Leia mais

HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI DUO

HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI DUO HDI SEGUROS S/A CONDIÇÕES GERAIS SEGURO HDI DUO Processo SUSEP Principal nº 15414.001197/2004-41 Processo SUSEP Principal nº 15414.002160/2005-11 Sumário CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO HDI AUTOMÓVEL... 5 APRESENTAÇÃO...

Leia mais

CARO CLIENTE. Em caso de roubo ou furto, ligue imediatamente para: A Central de Atendimento permanece disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana.

CARO CLIENTE. Em caso de roubo ou furto, ligue imediatamente para: A Central de Atendimento permanece disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana. CARO CLIENTE Parabéns! A partir de agora, além de ter a proteção do Real Automóvel, o melhor e mais completo seguro de Automóvel do mercado, você conta com um rastreador de veículos, concedido pela Seguradora

Leia mais

Condições Contratuais Seguro Transporte Internacional Cobertura Básica Restrita Nº 6 Processo SUSEP nº 15414.901332/2014-22 Versão 1.

Condições Contratuais Seguro Transporte Internacional Cobertura Básica Restrita Nº 6 Processo SUSEP nº 15414.901332/2014-22 Versão 1. Cobertura Básica Restrita Nº 6 PARA MERCADORIAS/BENS CONGELADOS Cláusula 1 Riscos Cobertos 1.1. A presente cobertura tem por objetivo indenizar ao Segurado os prejuízos que venha a sofrer em conseqüência

Leia mais