Aviso de abertura Atribuição de Habitação Social em Regime de Arrendamento Apoiado

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aviso de abertura Atribuição de Habitação Social em Regime de Arrendamento Apoiado"

Transcrição

1 Aviso de abertura Atribuição de Habitação Social em Regime de Arrendamento Apoiado Avisam-se todos os interessados que podem ser apresentadas até ao dia 3 de novembro de 2015, as candidaturas para atribuição de habitações propriedade da de Vila Pouca de Aguiar, em regime de arrendamento apoiado, abaixo identificadas: Tipologia Morada Bloco Piso Área Bruta Privativa (m2) T3 Lugar da Brangada Bl ,93 T3 Lugar da Brangada Bl 10 0/1 109,25 T2 Lugar da Brangada Bl ,30 T2 Lugar da Brangada Bl ,36 T1 Lugar da Brangada Bl ,70 T1 Lugar da Brangada Bl ,70 T1 Lugar da Brangada Bl ,70 T1 Lugar da Brangada Bl ,70 T2 Lugar da Brangada Bl ,70 T1 Lugar da Brangada Bl ,70 T1 Lugar da Brangada Bl ,27 T1 Lugar da Brangada Bl ,27 T2 Bairro do Molar Bl 1 - Casa nº 4 0/1 87,96 T3 Bairro Dr. Sá Carneiro Bl 0/1 96,47 A atribuição das habitações rege-se pelo Regulamento publicado na IIª Série do Diário da República, nº 141, de 22 de julho de 2015, (Regulamento para atribuição de Habitação Social em Regime de Arrendamento Apoiado).

2 CONDIÇÕES DE ACESSO Município de Vila Pouca de Aguiar São admitidos no âmbito do presente regulamento todos os agregados familiares sinalizados no Serviço de Ação Social da e que reúnam simultaneamente os seguintes requisitos: a) Residam na área do Município de Vila Pouca de Aguiar há pelo menos cinco anos e cujas habitações não reúnam requisitos mínimos de segurança e salubridade ou estejam em condições de sobreocupação; b) Nenhum dos elementos que compõem o agregado familiar seja proprietário, comproprietário, usufrutuário, arrendatário ou detentor a outro título, de prédio urbano ou de fração autónoma de prédio urbano destinado a habitação; c) Nenhum dos elementos do agregado tenha atribuída habitação municipal ou esteja a usufruir de apoios financeiros públicos para fins habitacionais; d) Nenhum dos elementos do agregado tenha beneficiado de indemnização em alternativa à atribuição de uma habitação no âmbito de programas de realojamento. CRITÉRIOS DE ATRIBUIÇÃO A oferta das habitações em regime de arrendamento apoiado é feita aos candidatos que, de entre os que se encontram inscritos em listagem própria, estejam melhor classificados, em função dos critérios de hierarquização e de ponderação estabelecidos para o efeito presente Regulamento. A atribuição de habitação em regime de arrendamento apoiado tem por base, para além das condições de habitabilidade, socioeconómicas e familiares dos agregados, critérios preferenciais nomeadamente para famílias monoparentais ou que integrem menores, pessoas com deficiência ou com idade igual ou superior a 65 anos ou para vítimas de violência doméstica. Em caso de empate na classificação ou inexistência de habitações em número suficiente para os candidatos com a mesma classificação, o desempate será decidido de acordo com os seguintes critérios de prioridade, por ordem decrescente:

3 a) Agregado familiar com rendimento per capita menor; b) Número de elementos menores no agregado familiar; c) Número dos elementos do agregado com idade igual ou superior a 65 anos; d) Número de deficientes no agregado familiar; e) Agregado familiar monoparental. FORMALIZAÇÃO DA INSCRIÇÃO A inscrição do candidato formaliza-se pela entrega de formulário adequado, devidamente preenchido. O formulário encontra-se disponível na página da em em suporte digital, e no balcão de atendimento ao público da Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, em suporte papel. O formulário deverá ser entregue no balcão de atendimento ao público da Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, impreterivelmente até ao dia 3 de novembro de 2015, sob pena de exclusão. O formulário da inscrição deve obrigatoriamente ser acompanhado dos seguintes documentos: a) Cópia do cartão de eleitor e recibo de água, luz, telefone ou arrendamento emitidos em nome do candidato para comprovação da residência no Município de Vila Pouca de Aguiar há, pelo menos, cinco anos; b) Exibição dos Bilhetes de Identidade ou dos cartões de cidadão dos elementos do agregado familiar; c) Fotocópia da cédula pessoal ou boletim de nascimento, no caso de menores; d) Fotocópia da autorização de residência ou documento equivalente que habilite o candidato a permanecer de forma legal em território nacional; e) Fotocópia dos documentos de identificação fiscal de todos os que o possuam; f) Declaração de rendimentos, quando exigível a respetiva apresentação. O candidato deve comprovar a sua situação socioprofissional, bem como dos restantes elementos do agregado familiar, que exerçam uma atividade laboral remunerada.

4 A de Vila Pouca de Aguiar pode, a todo o tempo, solicitar aos candidatos esclarecimentos complementares, para a instrução ou atualização dos respetivos processos. Os interessados podem consultar o Regulamento no site e no Balcão do Atendimento ao Público da de Vila Pouca de Aguiar, sito na Rua Dr. Henrique Botelho Vila Pouca de Aguiar, durante os dias úteis, das 9h00m às 12h30m e das 14h00m às 16h00m. APLICAÇÃO DA MATRIZ DE CLASSIFICAÇÃO Os dados constantes dos pedidos que não sejam objeto de improcedência liminar são tratados, sendo-lhes aplicado o instrumento de parametrização, designado por matriz de classificação, constante do Anexo II do Regulamento para atribuição de habitação social em regime de arrendamento apoiado. Da aplicação da matriz resulta uma pontuação dos candidatos a qual é ordenada por ordem decrescente. Em caso de empate na classificação aplica-se o disposto no número 3 do artigo 7.º do referido Regulamento. LISTAS PROVISÓRIAS E DEFINITIVAS Tendo em conta as pontuações obtidas, a de Vila Pouca de Aguiar delibera e publicita as listas provisórias de candidatos, ordenadas nos termos referidos no artigo anterior. Os candidatos, na sua qualidade de interessados, podem, nos termos do artigo 121.º do Código de Procedimento Administrativo, exercer por escrito o seu direito de serem ouvidos quanto ao procedimento, designadamente reclamando da pontuação que lhes foi atribuída, no prazo de 10 dias úteis contados da data de afixação das listas.

5 Consideram-se interessados, para efeitos do presente artigo, todos os candidatos que tenham apresentado um pedido que não tenha sido considerado liminarmente improcedente. A reclamação deve ser remetida por escrito ao Presidente da de Vila Pouca de Aguiar, A deliberação da de Vila Pouca de Aguiar é proferida no prazo de 15 dias úteis, findo o prazo dado para período de reclamações. Após análise das questões levantadas em sede de audiência dos interessados, a proposta da lista definitiva é homologada e publicitada pelo Presidente da de Vila Pouca de Aguiar. CELEBRAÇÃO DE CONTRATO DE ARRENDAMENTO: A de Vila Pouca de Aguiar notifica, através de carta registada com aviso de receção, os interessados da data e local para a celebração do contrato de arrendamento. CALENDÁRIO DAS VISITAS ÀS HABITAÇÕES DURANTE O PRAZO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS: As visitas poderão ser realizadas no seguinte horário: Segundas-feiras das 09h30m às 12h00m Quintas-feiras das 14h30m às 17h00m Informações adicionais podem ser obtidas junto do Balcão de Atendimento ao Público da de Vila Pouca de Aguiar, sito na Rua Dr. Henrique Ferreira Botelho, em Vila Pouca de Aguiar. Publique-se. Vila Pouca de Aguiar, 2 de outubro de 2015 O Presidente da, Prof. António Alberto Pires Aguiar Machado

REGULAMENTO REGIME DE ACESSO À HABITAÇÃO

REGULAMENTO REGIME DE ACESSO À HABITAÇÃO REGULAMENTO REGIME DE ACESSO À HABITAÇÃO 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Fundamentos Decisão Objectivos Genéricos Fundamentos Legais Instrumentos para a implementação Linhas Orientadoras Condições de Acesso Excepções

Leia mais

Projeto de Regulamento de Acesso e Atribuição de Habitações do IHRU, I.P., em Regime de Arrendamento Apoiado

Projeto de Regulamento de Acesso e Atribuição de Habitações do IHRU, I.P., em Regime de Arrendamento Apoiado Projeto de Regulamento de Acesso e Atribuição de Habitações do IHRU, I.P., em Regime de Arrendamento Apoiado Considerando que de acordo com a lei orgânica do Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana,

Leia mais

Regulamento para Arrendamento de Fogos Habitacionais de Propriedade Municipal situados na Área de Reabilitação Urbana (Centro Histórico)

Regulamento para Arrendamento de Fogos Habitacionais de Propriedade Municipal situados na Área de Reabilitação Urbana (Centro Histórico) Regulamento para Arrendamento de Fogos Habitacionais de Propriedade Municipal situados na Área de Reabilitação Urbana (Centro Histórico) Preâmbulo: Nos termos do artigo 65.º da Constituição da República

Leia mais

EDITAL N. º11/2017 António Cândido Monteiro Cabeleira

EDITAL N. º11/2017 António Cândido Monteiro Cabeleira EDITAL N. º11/2017 António Cândido Monteiro Cabeleira, Presidente da Câmara Municipal de Chaves, no uso da competência prevista na alínea b) do n.º 1, do artigo 35.º, da Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro,

Leia mais

PROGRAMA DE CONCURSO

PROGRAMA DE CONCURSO PROGRAMA DE CONCURSO (de harmonia com o disposto no artigo 11.º do Regulamento Municipal para Atribuição I. Disposições Gerais e Gestão de Habitações Sociais) 1. Apenas podem concorrer os cidadãos que

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE DISPONIBILIZAÇÃO DAS HABITAÇÕES PRÉ-FABRICADAS DA FREGUESIA DE AGUIAR CAPÍTULO I

REGULAMENTO MUNICIPAL DE DISPONIBILIZAÇÃO DAS HABITAÇÕES PRÉ-FABRICADAS DA FREGUESIA DE AGUIAR CAPÍTULO I REGULAMENTO MUNICIPAL DE DISPONIBILIZAÇÃO DAS HABITAÇÕES PRÉ-FABRICADAS DA FREGUESIA DE AGUIAR CAPÍTULO I LEI HABILITANTE E PROCESSO DE DISPONIBILIZAÇÃO DAS HABITAÇÕES PRÉ-FABRICADAS DA FREGUESIA DE AGUIAR

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA ARRENDAMENTO DE 20 FOGOS DE HABITAÇÃO DESTINADOS A SUBARRENDAMENTO SOCIAL COM OPÇÃO DE COMPRA. C-ARR/1/2016 (Regulamento)

PROCEDIMENTO PARA ARRENDAMENTO DE 20 FOGOS DE HABITAÇÃO DESTINADOS A SUBARRENDAMENTO SOCIAL COM OPÇÃO DE COMPRA. C-ARR/1/2016 (Regulamento) PROCEDIMENTO PARA ARRENDAMENTO DE 20 FOGOS DE HABITAÇÃO DESTINADOS A SUBARRENDAMENTO SOCIAL COM OPÇÃO DE COMPRA. C-ARR/1/2016 (Regulamento) (Anúncio publicado nas edições do dia 13 de novembro de 2016,

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÕES SOCIAIS PREÂMBULO

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÕES SOCIAIS PREÂMBULO REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÕES SOCIAIS PREÂMBULO A Constituição da República Portuguesa consagra no seu Artigo 65.º-1, no capítulo reservado aos direitos e deveres sociais, o Direito à Habitação,

Leia mais

Processo de Candidatura ao Concurso Público Local para atribuição de fogos municipais de Habitação Social

Processo de Candidatura ao Concurso Público Local para atribuição de fogos municipais de Habitação Social Processo de Candidatura ao Concurso Público Local para atribuição de fogos municipais de Habitação Social Quatro Fogos de Habitação Unifamiliar, sitos na Vila e Freguesia de Vila Nova de Paiva, em regime

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ARRENDAMENTO

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ARRENDAMENTO REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ARRENDAMENTO O presente concurso para arrendamento é promovido pela Sociedade de Reabilitação Urbana da Baixa Portuense, S.A., com sede na Rua Mouzinho da Silveira, nº 208

Leia mais

MUNICÍPIO DE BARRANCOS

MUNICÍPIO DE BARRANCOS MUNICÍPIO DE BARRANCOS Regulamento do Programa Casa Jovem Programa Municipal de Apoio ao Arrendamento Jovem e de Incentivo ao Mercado de Arrendamento Local Preâmbulo No âmbito do Programa de Intervenção

Leia mais

Município de Portalegre

Município de Portalegre Município de Portalegre www.cm-portalegre.pt Candidatura ao Concurso de Atribuição de Habitação em Regime de Arrendamento Apoiado A preencher pelos serviços Entrada n.º: Registado em: Processo n.º: O Funcionário:

Leia mais

Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo Para o Ensino Superior. Aprovado após deliberação em reunião de Câmara de dia 16 de Dezembro de 2009

Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo Para o Ensino Superior. Aprovado após deliberação em reunião de Câmara de dia 16 de Dezembro de 2009 Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo Para o Ensino Superior Aprovado após deliberação em reunião de Câmara de dia 16 de Dezembro de 2009 Beja, 2009 Artigo 1º Objecto O presente regulamento estabelece

Leia mais

Ministério da Educação. Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares. Agrupamento de Escolas do Barreiro

Ministério da Educação. Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares. Agrupamento de Escolas do Barreiro Ministério da Educação Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Agrupamento de Escolas do Barreiro Procedimento concursal Comum de recrutamento para ocupação de 1 (um) posto de trabalho em regime de

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DO TARIFÁRIO SOCIAL DE ÁGUA, SANEAMENTO E RESÍDUOS SÓLIDOS DA MAIA PREÂMBULO

REGULAMENTO MUNICIPAL DO TARIFÁRIO SOCIAL DE ÁGUA, SANEAMENTO E RESÍDUOS SÓLIDOS DA MAIA PREÂMBULO PREÂMBULO 1. A progressiva degradação da situação económica das famílias portuguesas, em virtude da situação em que se encontra todo o território nacional, exige aos serviços públicos, a tomada de decisões

Leia mais

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo Artigo 1º Objecto O presente regulamento estabelece as normas para atribuição de bolsas de estudo a estudantes do ensino secundário e superior, residentes

Leia mais

Regulamento de concurso para Diretor

Regulamento de concurso para Diretor Regulamento de concurso para Diretor Nos termos do disposto no artigo 22.º, do Decreto-Lei n.º 75/2008, de 22 de abril, e do Decreto-Lei nº 137/2012 de 2 de Julho, torna-se público, que se encontra aberto

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO AO ARRENDAMENTO HABITACIONAL. DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA para instrução da candidatura

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO AO ARRENDAMENTO HABITACIONAL. DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA para instrução da candidatura FORMULÁRIO DE CANDIDATURA AO APOIO AO ARRENDAMENTO HABITACIONAL DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA para instrução da candidatura (APRESENTAR ORIGINAIS E ENTREGAR FOTOCÓPIAS DE TODOS OS DOCUMENTOS) B.I./ C.C./Cédula

Leia mais

Regulamento para a Eleição do Diretor do Agrupamento de Escolas de Carvalhos

Regulamento para a Eleição do Diretor do Agrupamento de Escolas de Carvalhos Regulamento para a Eleição do Diretor do Agrupamento de Escolas de Carvalhos Artigo 1.º Objeto O presente regulamento define as regras a observar no procedimento concursal para a eleição do Diretor do

Leia mais

Nome. Nome do Pai. Nome da Mãe. Morada N.º Freguesia Código Postal - Telefone . Nome. Nome. Nome

Nome. Nome do Pai. Nome da Mãe. Morada N.º Freguesia Código Postal - Telefone  . Nome. Nome. Nome REQUERIMENTO DE CANDIDATURA JARDIM DE INFÂNCIA CÁLCULO DA COMPARTICIPAÇÃO FAMILIAR PELA UTILIZAÇÃO DE COMPONENTES DE APOIO À FAMÍLIA ESTABELECIMENTO DE EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Ano letivo / IDENTIFICAÇÃO DO

Leia mais

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto O presente regulamento estabelece as normas pelas quais o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I.P.

Leia mais

Projeto de Regulamento da Feira do Mel, Queijo e Pão

Projeto de Regulamento da Feira do Mel, Queijo e Pão Preâmbulo A Feira do Mel, Queijo e Pão, organizada pela Câmara Municipal de Mértola é uma iniciativa que visa promover, dinamizar e divulgar o artesanato, os produtos tradicionais e a gastronomia do concelho,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ALVITO

CÂMARA MUNICIPAL DE ALVITO REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE FOGOS DE HABITAÇÃO SOCIAL EM REGIME DE RENDA APOIADA Preâmbulo Considerando que a habitação constitui um dos problemas para o concelho de Alvito, e pretendendo esta Câmara

Leia mais

Regulamento do Concurso de Acesso e Ingresso nos Cursos Ministrados pelo ISAVE

Regulamento do Concurso de Acesso e Ingresso nos Cursos Ministrados pelo ISAVE Regulamento do Concurso de Acesso e Ingresso nos Cursos Ministrados pelo Instituto Superior de Saúde do Alto Ave CAPÍTULO I Candidatura Artigo 1º Condições de candidatura aos cursos do 1. Para realizar

Leia mais

UNIÃO DAS FREGUESIA DE RECARDÃES E ESPINHEL

UNIÃO DAS FREGUESIA DE RECARDÃES E ESPINHEL UNIÃO DAS FREGUESIA DE RECARDÃES E ESPINHEL REGULAMENTO DE INCENTIVO À NATALIDADE Página 1 de 7 Nota Justificativa Considerando que a diminuição da Natalidade é um problema premente e preocupante nas regiões

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE MÉRITO A ALUNOS DO ENSINO SECUNDÁRIO

REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE MÉRITO A ALUNOS DO ENSINO SECUNDÁRIO REGULAMENTO MUNICIPAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE MÉRITO A ALUNOS DO ENSINO SECUNDÁRIO PREÂMBULO A Constituição da República Portuguesa estatui, no n.º 2 do artigo 73.º, que o Estado promove a democratização

Leia mais

PROPRIEDADE: Câmara Municipal da Maia ENTIDADE GESTORA: ESPAÇO MUNICIPAL. Renovação Urbana e Gestão do Património, E.M., S.A.

PROPRIEDADE: Câmara Municipal da Maia ENTIDADE GESTORA: ESPAÇO MUNICIPAL. Renovação Urbana e Gestão do Património, E.M., S.A. REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ARRENDAMENTO DAS FRAÇÕES DESTINADAS A RESTAURANTE/BAR, AUDITÓRIO E EDIFÍCIO DE ACOLHIMENTO SITUADAS NO PARQUE DE AVIOSO, SÃO PEDRO () PROPRIEDADE: Câmara Municipal da Maia

Leia mais

REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO

REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO Artigo 1.º (Âmbito) 1 O presente regulamento regula a concessão de subsídio ao arrendamento pelo município de Santo Tirso. 2 Podem

Leia mais

Universidade Lusófona do Porto Bolsas de Estudo. Regulamento

Universidade Lusófona do Porto Bolsas de Estudo. Regulamento Universidade Lusófona do Porto Bolsas de Estudo Regulamento 1. Requisitos a cumprir para candidatura - Não ser detentor/a de grau académico universitário; - Não beneficiar de outra bolsa de estudo ou vantagem

Leia mais

MUNICÍPIO DE PENICHE AVISO Regulamento de Atribuição das Casas denominadas Abrigo dos Pescadores sitas na Ilha da Berlenga

MUNICÍPIO DE PENICHE AVISO Regulamento de Atribuição das Casas denominadas Abrigo dos Pescadores sitas na Ilha da Berlenga MUNICÍPIO DE PENICHE AVISO Regulamento de Atribuição das Casas denominadas Abrigo dos Pescadores sitas na Ilha da Berlenga Preâmbulo O denominado Bairro dos Pescadores tem vindo a ser utilizado ao abrigo

Leia mais

APOIO À RECUPERAÇÃO HABITACIONAL DE ESTRATOS SOCIAIS DESFAVORECIDOS

APOIO À RECUPERAÇÃO HABITACIONAL DE ESTRATOS SOCIAIS DESFAVORECIDOS APOIO À RECUPERAÇÃO HABITACIONAL DE ESTRATOS SOCIAIS DESFAVORECIDOS FORMULÁRIO DE CANDIDATURA I. Apoio à recuperação habitacional 1ª Candidatura Recandidatura POR FAVOR LEIA ATENTAMENTE O FORMULÁRIO DE

Leia mais

Regulamento de Incentivo à natalidade na União de Freguesias de Cadafaz e Colmeal. Nota Justificativa

Regulamento de Incentivo à natalidade na União de Freguesias de Cadafaz e Colmeal. Nota Justificativa Regulamento de Incentivo à natalidade na União de Freguesias de Cadafaz e Colmeal Nota Justificativa Considerando que diminuição da Natalidade é um problema atual, e preocupante sobretudo nas regiões de

Leia mais

Programa de Procedimento

Programa de Procedimento Procedimento para atribuição, por sorteio ordinário, do direito de ocupação dos espaços de venda na Feira Semanal de Alcanena Programa de Procedimento Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1.º Objeto do

Leia mais

REGULAMENTO DE INCENTIVO À NATALIDADE

REGULAMENTO DE INCENTIVO À NATALIDADE REGULAMENTO DE INCENTIVO À NATALIDADE JUNTA DE FREGUESIA DE CANDEMIL Regulamento de Incentivo à Natalidade na Freguesia de Candemil Nota Justificativa Considerando que a diminuição da Natalidade é um problema

Leia mais

Projeto de Regulamento do Festival do Peixe do Rio

Projeto de Regulamento do Festival do Peixe do Rio Preâmbulo O Festival do Peixe do Rio, organizado pela Câmara Municipal de Mértola em parceria com as associações locais e outras entidades, é uma iniciativa que visa valorizar o rio Guadiana, através da

Leia mais

Projeto de Regulamento de Atribuição de Fogos de Habitação Jovem

Projeto de Regulamento de Atribuição de Fogos de Habitação Jovem Projeto de Regulamento de Atribuição de Fogos de Habitação Jovem Preâmbulo Hoje, mais do que nunca, os jovens estão na base das preocupações sociais. A Juventude, como tema transversal e no contexto das

Leia mais

REGULAMENTO. Projeto Esperança

REGULAMENTO. Projeto Esperança REGULAMENTO Projeto Esperança Aprovação Câmara Municipal: 21-12-2015 Assembleia Municipal: 12-02-2016 REGULAMENTO PROJETO ESPERANÇA PREÂMBULO O Município de Arruda dos Vinhos, no desenvolvimento da sua

Leia mais

PROCEDIMENTO. I Arrendamento

PROCEDIMENTO. I Arrendamento PROCEDIMENTO Arrendamento de imóvel para fim não habitacional sito no Empreendimento Social Armindo Lopes Coelho, lote 8 nº 319 e 325 da Rua Pedra Moura na União das Freguesias de Sandim, Olival, Lever

Leia mais

Regulamento do Cartão Municipal do Idoso

Regulamento do Cartão Municipal do Idoso Regulamento do Cartão Municipal do Idoso Preâmbulo Considerando a importância crescente do papel das autarquias locais, no âmbito do apoio às populações, a Câmara Municipal de Grândola atenta que está

Leia mais

PROJETO REGULAMENTO MUNICIPAL DO PROGRAMA DE COMPARTICIPAÇÃO DE MEDICAMENTOS AOS IDOSOS CARENCIADOS

PROJETO REGULAMENTO MUNICIPAL DO PROGRAMA DE COMPARTICIPAÇÃO DE MEDICAMENTOS AOS IDOSOS CARENCIADOS PROJETO REGULAMENTO MUNICIPAL DO PROGRAMA DE COMPARTICIPAÇÃO DE MEDICAMENTOS AOS IDOSOS CARENCIADOS PREÂMBULO Os idosos são tradicionalmente um grupo social com dificuldades reconhecidas que advém, sobretudo

Leia mais

ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO NO DOMÍNIO DA MÚSICA

ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO NO DOMÍNIO DA MÚSICA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO NO DOMÍNIO DA MÚSICA FORMULÁRIO DE CANDIDATURA INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO: Todos os campos são de preenchimento obrigatório. O Anexo ao formulário de candidatura deverá

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO. (edição )

EDITAL MESTRADO EM SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO. (edição ) EDITAL MESTRADO EM SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO (edição 2016-) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de março, com as alterações introduzidas pelo

Leia mais

MUNICIPIO DE VILA FLOR REGULAMENTO DE APOIO À MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE HABITAÇÃO DE MUNÍCIPES CARENCIADOS. Artigo 1.º Âmbito. Artigo 2.

MUNICIPIO DE VILA FLOR REGULAMENTO DE APOIO À MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE HABITAÇÃO DE MUNÍCIPES CARENCIADOS. Artigo 1.º Âmbito. Artigo 2. REGULAMENTO DE APOIO À MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE HABITAÇÃO DE MUNÍCIPES CARENCIADOS Artigo 1.º Âmbito O presente Regulamento estabelece as regras para a concessão de apoio financeiro a fundo perdido ou

Leia mais

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. Objeto

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º. Objeto REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto O presente regulamento estabelece as normas pelas quais o Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I.P.

Leia mais

Regulamento de Bolsas de Estudo da Junta de Freguesia do Caniço

Regulamento de Bolsas de Estudo da Junta de Freguesia do Caniço Regulamento de Bolsas de Estudo da Junta de Freguesia do Caniço Preâmbulo Consciente das dificuldades económicas que afetam alguns agregados familiares da nossa Freguesia, as quais constituem verdadeiros

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA. ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE AVALIAÇÃO E APLICAÇÃO CLÍNICA DO MOVIMENTO (edição )

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA. ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE AVALIAÇÃO E APLICAÇÃO CLÍNICA DO MOVIMENTO (edição ) EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE AVALIAÇÃO E APLICAÇÃO CLÍNICA DO MOVIMENTO (edição 2016-) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006

Leia mais

Município de São Pedro do Sul. Regulamento de Acção Social Escolar 1º Ciclo do Ensino Básico e Transportes Escolares

Município de São Pedro do Sul. Regulamento de Acção Social Escolar 1º Ciclo do Ensino Básico e Transportes Escolares Município de São Pedro do Sul Regulamento de 1º Ciclo do Ensino Básico e Transportes Escolares O presente regulamento tem como objectivo regulamentar e uniformizar procedimentos para a atribuição de auxílios

Leia mais

Requerimento de Candidatura Apoio Social para Melhorais Habitacionais

Requerimento de Candidatura Apoio Social para Melhorais Habitacionais Requerimento de Candidatura Decisão O Presidente / / Ex.mo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Aljustrel Nome, residente na Rua n.º, localidade, freguesia de, Concelho de Aljustrel, telefone n.º,

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA SOCIAL DESPORTIVA

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA SOCIAL DESPORTIVA REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSA SOCIAL DESPORTIVA Preâmbulo A Búzios Associação de Nadadores Salvadores de Coruche (Búzios) tem como objetivo promover a prática desportiva de todos os Munícipes com

Leia mais

Artigo 1.º Objeto e âmbito. Artigo 2.º Avaliação da capacidade para a frequência. Artigo 3.º Provas

Artigo 1.º Objeto e âmbito. Artigo 2.º Avaliação da capacidade para a frequência. Artigo 3.º Provas REGULAMENTO DO CONCURSO LOCAL PARA A CANDIDATURA À MATRÍCULA E INSCRIÇÃO NO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE LICENCIADO EM TECNOLOGIAS DA MÚSICA MINISTRADO PELA ESCOLA SUPERIOR DE MÚSICA DO INSTITUTO

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho REGULAMENTO MUNICIPAL DE COMPARTICIPAÇÃO EM MEDICAMENTOS E TRANSPORTE DE DOENTES Preâmbulo O Concelho de Vieira do Minho, tal como a maioria dos Concelhos do interior do país, tem vindo a assistir nas

Leia mais

CAMÂRA MUNICIPAL DE ALIJO - HABITAÇÃO SOCIAL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA PARA A INSTRUÇÃO DO PROCESSO DE ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO

CAMÂRA MUNICIPAL DE ALIJO - HABITAÇÃO SOCIAL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA PARA A INSTRUÇÃO DO PROCESSO DE ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO FORMULÁRIO DE CANDIDATURA PARA A INSTRUÇÃO DO PROCESSO DE ATRIBUIÇÃO DE HABITAÇÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO BAIRRO SOCIAL A QUE SE CANDIDATA: FREGUESIA /UNIÃO DE FREGUESIA DE: 1. Identificação do candidato Nome

Leia mais

EMBAIXADA DE PORTUGAL EM WINDHOEK AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL

EMBAIXADA DE PORTUGAL EM WINDHOEK AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL Concurso externo para o preenchimento de um (1) posto de trabalho, na categoria de Assistente Técnico, para exercer funções na Embaixada de Portugal em Windhoek.

Leia mais

Aviso. Concurso de Provimento do lugar de Diretor Delegado dos Serviços Municipalizados da Câmara Municipal das Caldas da Rainha

Aviso. Concurso de Provimento do lugar de Diretor Delegado dos Serviços Municipalizados da Câmara Municipal das Caldas da Rainha Aviso Concurso de Provimento do lugar de Diretor Delegado dos Serviços Municipalizados da Câmara Municipal das Caldas da Rainha 1. Para os devidos efeitos se torna público que por deliberação dos Serviços

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE SALVATERRA DE MAGOS. Regulamento para atribuição de bolsas de estudo a alunos do ensino superior. Preâmbulo

CÂMARA MUNICIPAL DE SALVATERRA DE MAGOS. Regulamento para atribuição de bolsas de estudo a alunos do ensino superior. Preâmbulo CÂMARA MUNICIPAL DE SALVATERRA DE MAGOS Regulamento para atribuição de bolsas de estudo a alunos do ensino superior Preâmbulo O desenvolvimento de medidas de carácter social com o intuito de melhorar as

Leia mais

AVISO ASSUNTO: PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA PROVIMENTO DE CARGO DE DIRECÇÃO

AVISO ASSUNTO: PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA PROVIMENTO DE CARGO DE DIRECÇÃO AVISO ASSUNTO: PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA PROVIMENTO DE CARGO DE DIRECÇÃO INTERMÉDIA DE 3.º GRAU CHEFE DA UNIDADE DE OBRAS MUNICIPAIS E SERVIÇOS URBANOS E CHEFE DE UNIDADE DE PLANEAMENTO E URBANISMO.

Leia mais

FARMÁCIA ACESSÍVEL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

FARMÁCIA ACESSÍVEL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Sexo FARMÁCIA ACESSÍVEL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA (nº SM ) Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra 1. Identificação (nome completo), Nascido em (data:) / /, estado civil: género: Masculino Feminino

Leia mais

EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS. Ano letivo 2017/2018

EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS. Ano letivo 2017/2018 EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS Ano letivo 2017/2018 A Escola Superior de Enfermagem de S. José de Cluny fixa 5 vagas para o Concurso Especial de Acesso e Ingresso

Leia mais

CANDIDATURA AO CONCURSO POR INSCRIÇÃO PARA ATRIBUIÇÃO DE UMA HABITAÇÃO EM REGIME DE ARRENDAMENTO APOIADO (ATÉ 3 ELEMENTOS)

CANDIDATURA AO CONCURSO POR INSCRIÇÃO PARA ATRIBUIÇÃO DE UMA HABITAÇÃO EM REGIME DE ARRENDAMENTO APOIADO (ATÉ 3 ELEMENTOS) CANDIDATURA AO CONCURSO POR INSCRIÇÃO PARA ATRIBUIÇÃO DE UMA HABITAÇÃO EM REGIME DE ARRENDAMENTO APOIADO (ATÉ 3 ELEMENTOS) DADOS GERAIS (a preencher pelos serviços) Tipologia Inscrição n.º /RAAGPH/201

Leia mais

Regulamento do Processo Eleitoral para o Conselho Pedagógico [Alterações aprovadas na reunião nº 9/2013 de 30 de outubro]

Regulamento do Processo Eleitoral para o Conselho Pedagógico [Alterações aprovadas na reunião nº 9/2013 de 30 de outubro] ESCOLA SUPERIOR DE DESPORTO DE RIO MAIOR Regulamento do Processo Eleitoral para o Conselho Pedagógico [Alterações aprovadas na reunião nº 9/2013 de 30 de outubro] Página2 Capítulo I Disposições Gerais

Leia mais

PROGRAMA EM CASA COM SEGURANÇA CANDIDATURA

PROGRAMA EM CASA COM SEGURANÇA CANDIDATURA 1/6 PROGRAMA EM CASA COM SEGURANÇA CANDIDATURA REGº SM Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra Apresento a V. Exa. Candidatura ao Programa Em Casa com Segurança. Declaro tomar conhecimento e

Leia mais

TÁXI SOCIAL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

TÁXI SOCIAL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Sexo TÁXI SOCIAL FORMULÁRIO DE CANDIDATURA (nº SM ) Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra 1. Identificação (nome completo), Nascido em (data:) / /, estado civil: género: Masculino Feminino

Leia mais

EDITAL. 2. Vagas. 1/5 Pólo Maria Fernanda Resende. Serviços Centrais Avenida do Brasil, 53-B LISBOA Tel.: / Fax:

EDITAL. 2. Vagas. 1/5 Pólo Maria Fernanda Resende. Serviços Centrais Avenida do Brasil, 53-B LISBOA Tel.: / Fax: Concurso Especial dos Estudantes Aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do Curso de Licenciatura em Enfermagem da ESEL dos maiores de 23 anos.

Leia mais

Proposta de Alterações ao Regulamento Municipal para Atribuição de Apoio ao Arrendamento. Preâmbulo

Proposta de Alterações ao Regulamento Municipal para Atribuição de Apoio ao Arrendamento. Preâmbulo Proposta de Alterações ao Regulamento Municipal para Atribuição de Apoio ao Arrendamento Preâmbulo A atual situação socioeconómica e a forma como atinge as famílias mais carenciadas do concelho é uma das

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA. ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE AVALIAÇÃO E APLICAÇÃO CLÍNICA DO MOVIMENTO (edição )

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA. ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE AVALIAÇÃO E APLICAÇÃO CLÍNICA DO MOVIMENTO (edição ) EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE AVALIAÇÃO E APLICAÇÃO CLÍNICA DO MOVIMENTO (edição -) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de

Leia mais

Regulamento Municipal de Apoio ao Arrendamento Habitacional

Regulamento Municipal de Apoio ao Arrendamento Habitacional Regulamento Municipal de Apoio ao Arrendamento Habitacional Nota Justificativa Ao abrigo do quadro legal de atribuições e competências dos municípios, consolidado na Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro,

Leia mais

TARIFÁRIOS ESPECIAIS i (Tarifa a aplicar e Condições de Acesso)

TARIFÁRIOS ESPECIAIS i (Tarifa a aplicar e Condições de Acesso) Página 1 de 5 TARIFÁRIOS ESPECIAIS i (Tarifa a aplicar e Condições de Acesso) TARIFA A APLICAR a. Tarifa Social para utilizadores domésticos Isenção da Tarifa Fixa para os serviços de Abastecimento Público

Leia mais

2. Local de trabalho: Escola Secundária de Monserrate, Avenida do Atlântico, Viana do Castelo.

2. Local de trabalho: Escola Secundária de Monserrate, Avenida do Atlântico, Viana do Castelo. Procedimento concursal comum para recrutamento de assistentes operacionais em regime de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo a tempo parcial. Para efeitos do disposto no artigo

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL

AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL Concurso externo para o preenchimento de um (1) posto de trabalho, na categoria de Assistente Técnico, da carreira de Assistente Técnico, para exercer funções

Leia mais

CONSELHO GERAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VALE DO TAMEL

CONSELHO GERAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VALE DO TAMEL CONSELHO GERAL DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VALE DO TAMEL Regulamento relativo ao Procedimento Concursal para a Eleição do Diretor para o Quadriénio 2017/2021 Objeto O presente regulamento estabelece as condições

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM AUDIOLOGIA (edição )

EDITAL MESTRADO EM AUDIOLOGIA (edição ) EDITAL MESTRADO EM AUDIOLOGIA (edição -) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de março, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 107/2008

Leia mais

PROJETO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE INCENTIVO Á NATALIDADE

PROJETO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE INCENTIVO Á NATALIDADE PROJETO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE INCENTIVO Á NATALIDADE Preâmbulo Considerando: - A crescente intervenção dos Municípios, no âmbito das políticas de ação social, com vista, por um lado, à progressiva

Leia mais

Nome/Designação... Bilhete de identidade ou Cartão de Cidadão nº... emitido em.../.../...

Nome/Designação... Bilhete de identidade ou Cartão de Cidadão nº... emitido em.../.../... Exmo. Senhor Presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira Genérico nº. /. Entrada n.º... Data:.. /... /... O Funcionário:... Assunto: BOLETIM DE CANDIDATURA A BOLSA DE ESTUDO 1. IDENTIFICAÇÃO Nome/Designação...

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO POR MÉRITO

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO POR MÉRITO REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO POR MÉRITO ÍNDICE OBJECTO 3 ÂMBITO 3 CONCEITO 3 COMPETÊNCIAS 4 VALOR DA BOLSA 4 NÚMERO DE BOLSAS A ATRIBUIR 4 DISTRIBUIÇÃO DAS BOLSAS 4 ADMISSÃO 4 CRITÉRIOS

Leia mais

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS POR VIA ELECTRÓNICA ÍNDICE

REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS POR VIA ELECTRÓNICA ÍNDICE REGULAMENTO DE ARRENDAMENTO DE IMÓVEIS POR VIA ELECTRÓNICA ÍNDICE CAPÍTULO I Disposições gerais... 2 Artigo 1º - Objeto... 2 Artigo 2º - Imóveis... 2 Artigo 3º - Transparência... 2 Artigo 4º - Consulta

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO. (edição )

EDITAL MESTRADO EM SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO. (edição ) EDITAL MESTRADO EM SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO (edição 2014-) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de março, com as alterações introduzidas pelo

Leia mais

Junta de Freguesia. Regulamento

Junta de Freguesia. Regulamento Regulamento 3º Concurso de Fotografia de Sarilhos Grandes 2017 Objeto O presente Regulamento tem por objeto a regulamentação das condições de execução do 3º Concurso de Fotografia de Sarilhos Grandes adiante

Leia mais

Regulamento para o Procedimento Concursal de Eleição do Diretor para o Quadriénio

Regulamento para o Procedimento Concursal de Eleição do Diretor para o Quadriénio AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ARMANDO DE LUCENA MALVEIRA Regulamento para o Procedimento Concursal de Eleição do Diretor para o Quadriénio 2017-2021 Preâmbulo O presente regulamento define as regras

Leia mais

MEDIDA ESTIMULO 2012 Regulamento do Instituto do Emprego e Formação Profissional

MEDIDA ESTIMULO 2012 Regulamento do Instituto do Emprego e Formação Profissional MEDIDA ESTIMULO 2012 Regulamento do Instituto do Emprego e Formação Profissional No âmbito da medida de incentivos ao emprego "Estímulo 2012", estabelecida pela Portaria n 45/2012, de 13.2, o Instituto

Leia mais

Hasta Pública. Regras da hasta pública. Preâmbulo

Hasta Pública. Regras da hasta pública. Preâmbulo Hasta Pública Regras da hasta pública Preâmbulo Nos termos e com os fundamentos ínsitos na deliberação camarária nº 3, apresentada e aprovada na reunião de Câmara de 5 de Fevereiro de 2014, procede-se

Leia mais

4. Será necessário o preenchimento e envio/entrega de: a. Formulário de candidatura (disponível em

4. Será necessário o preenchimento e envio/entrega de: a. Formulário de candidatura (disponível em EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS- GRADUADO EM NUTRIÇÃO CELULAR ATIVA E ORTOMOLECULAR ANO LECTIVO DE 2016/2017 REPUBLICAÇÃO Agostinho Luís da Silva Cruz, Presidente da Escola Superior de Tecnologia da

Leia mais

EDITAL TAXAS DE ÁGUA / SANEAMENTO PARA TAXA DE RECURSOS HIDRICOS TRH (Nos termos do Decreto-Lei 97/2008 de 11 de Junho)

EDITAL TAXAS DE ÁGUA / SANEAMENTO PARA TAXA DE RECURSOS HIDRICOS TRH (Nos termos do Decreto-Lei 97/2008 de 11 de Junho) EDITAL ANTONINO AURÉLIO VIEIRA DE SOUSA, Presidente da Câmara Municipal de Penafiel: TORNA PÚBLICO QUE, de harmonia com as deliberações tomadas em Reunião Ordinária da Câmara Municipal de 20 de novembro

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES. Secretaria Regional da Solidariedade Social Direção Regional da Habitação ANÚNCIO

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES. Secretaria Regional da Solidariedade Social Direção Regional da Habitação ANÚNCIO ANÚNCIO CONCURSO PÚBLICO PARA CEDÊNCIA, SOB RESERVA DE PROPRIEDADE, DE LOTES INFRAESTRUTURADOS E DE PROJETO TIPO DE HABITAÇÃO PARA CONSTRUÇÃO DE HABITAÇÃO PRÓPRIA PERMANENTE, EM DIVERSOS LOTEAMENTOS DA

Leia mais

Nome (1) Filiação e NIF NISS NIB. Residência Código Postal. Tel. Telem. Nome (2) Grau de parentesco. Nome (3) Grau de parentesco

Nome (1) Filiação e NIF NISS NIB. Residência Código Postal.  Tel. Telem. Nome (2) Grau de parentesco. Nome (3) Grau de parentesco CANDIDATURA AO APOIO À RENDA (código regulamentar sobre disposição de recursos e apoio a estratos socialmente desfavorecidos) Publicação: Diário da República, 2.ª Série, n.º 45, de 2 de março de 2012,

Leia mais

Regulamento Interno ANEXO III

Regulamento Interno ANEXO III Regulamento Interno ANEXO III Agrupamento de Escolas Raul Proença Regulamento do Concurso Prévio e da Eleição do Diretor Artigo 1º Objeto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e as normas

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ARRENDAMENTO DO EDIFÍCIO DA ANTIGA ESTAÇÃO DA IP NA MAIA (FREGUESIA DA CIDADE DA MAIA)

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ARRENDAMENTO DO EDIFÍCIO DA ANTIGA ESTAÇÃO DA IP NA MAIA (FREGUESIA DA CIDADE DA MAIA) REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ARRENDAMENTO DO EDIFÍCIO DA ANTIGA ESTAÇÃO DA IP NA MAIA () PROPRIEDADE: I.P., INFRAESTRUTURAS DE PORTUGAL, S.A. ENTIDADE GESTORA: ESPAÇO MUNICIPAL Renovação Urbana e Gestão

Leia mais

REGULAMENTO N.º 3/2015

REGULAMENTO N.º 3/2015 REGULAMENTO N.º 3/2015 REGULAMENTO DAS PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTINADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS NA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE

Leia mais

EDITAL Nº 04/2015 MATRÍCULA 2015 CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO EM AGROPECUÁRIA, ZOOTECNIA E ALIMENTOS

EDITAL Nº 04/2015 MATRÍCULA 2015 CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO EM AGROPECUÁRIA, ZOOTECNIA E ALIMENTOS 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR Artigo 1.º Objeto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e define as normas a observar no procedimento concursal para a eleição do diretor do Agrupamento

Leia mais

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM Nos termos do disposto na Portaria nº 268/2002 publicada em Diário da República, I série-b, nº61 de 13 de março, faz-se público que está

Leia mais

Detalhe de Oferta de Emprego

Detalhe de Oferta de Emprego Detalhe de Oferta de Emprego Código da Oferta: OE201603/0334 Tipo Oferta: Procedimento Concursal para Cargos de Direção Estado: Activa Nível Orgânico: Câmaras Municipais Organismo Câmara Municipal de Câmara

Leia mais

EDITAL CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM

EDITAL CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM EDITAL CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM Nos termos do disposto no Decreto-Lei nº 107/2008 de 25 junho e do Despacho nº 1345/2010 publicado em Diário da República, II série, nº 13 de 20 de janeiro, faz-se

Leia mais

MUNiCíPIO DE MONTALEGRE CÂMARA MUNICIPAL N.I.P.C EDITAL N 383/2011/DAG

MUNiCíPIO DE MONTALEGRE CÂMARA MUNICIPAL N.I.P.C EDITAL N 383/2011/DAG MUNiCíPIO DE MONTALEGRE CÂMARA MUNICIPAL N.I.P.C 506149 811 EDITAL N 383/2011/DAG Regulamento sobre Fogos Devolutos no Agrupamento Habitacional Ex Car, Bairro do Crasto em Montalegre () FERNANDO JOSÉ GOMES

Leia mais

Ao abrigo do disposto no n.º 2 do artigo 36.º do Decreto-Lei n.º 211/2004, de 20 de Agosto:

Ao abrigo do disposto no n.º 2 do artigo 36.º do Decreto-Lei n.º 211/2004, de 20 de Agosto: Legislação Portaria n.º 1327/2004, de 19 de Outubro Publicada no D.R. n.º 246, I Série-B, de 19 de Outubro de 2004 SUMÁRIO: Regulamenta os procedimentos administrativos previstos no Decreto-Lei n.º 211/2004,

Leia mais

PROJETO CUIDAR TRATAR DAS NOSSAS PESSOAS REDE INTERMUNICIPAL DE CUIDADOS DE SAÚDE. Metodologia de Avaliação e Seleção de Candidatos

PROJETO CUIDAR TRATAR DAS NOSSAS PESSOAS REDE INTERMUNICIPAL DE CUIDADOS DE SAÚDE. Metodologia de Avaliação e Seleção de Candidatos PROJETO CUIDAR TRATAR DAS NOSSAS PESSOAS REDE INTERMUNICIPAL DE CUIDADOS DE SAÚDE PROTOCOLO INTERMUNICIPAL ENTRE OS MUNICÍPIOS DE VILA REAL DE SANTO ANTÓNIO E OLHÃO Metodologia de Avaliação e Seleção de

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO FINANCEIRA ÀS ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS PROMOTORAS DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DE SAÚDE DO CONCELHO DE SINTRA

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO FINANCEIRA ÀS ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS PROMOTORAS DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DE SAÚDE DO CONCELHO DE SINTRA 1/6 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO FINANCEIRA ÀS ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS PROMOTORAS DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DE SAÚDE DO CONCELHO DE SINTRA FORMULÁRIO DE CANDIDATURA (nº SM ) Exmº Sr. Presidente da Câmara

Leia mais

REGULAMENTO DAS BOLSAS DE ESTUDO

REGULAMENTO DAS BOLSAS DE ESTUDO Artigo 1.º (Objeto) O presente regulamento tem por objeto a seleção dos candidatos a ser beneficiados com uma bolsa de estudo, pelo Comité Olímpico Cabo-verdiano (COC), para o Ensino Secundário ou Formação

Leia mais

REGULAMENTO PROVAS DE INGRESSO 5º AO 10º ANO do Ano 2017/18

REGULAMENTO PROVAS DE INGRESSO 5º AO 10º ANO do Ano 2017/18 REGULAMENTO PROVAS DE INGRESSO 5º AO 10º ANO do Ano 2017/18 REGULAMENTO Para ingressar no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, como se trata de uma Escola Artística de ensino vocacional e especializado,

Leia mais

HASTA PÚBLICA N.º 1/ VENDA DE GARAGEM E ARRECADAÇÕES MUNICIPAIS BLOCO B SARAMAGAS EM MINDE PROGRAMA DE PROCEDIMENTO

HASTA PÚBLICA N.º 1/ VENDA DE GARAGEM E ARRECADAÇÕES MUNICIPAIS BLOCO B SARAMAGAS EM MINDE PROGRAMA DE PROCEDIMENTO HASTA PÚBLICA N.º 1/2015 - VENDA DE GARAGEM E ARRECADAÇÕES MUNICIPAIS BLOCO B SARAMAGAS EM MINDE PROGRAMA DE PROCEDIMENTO 1 Objeto do procedimento Hasta Pública para alienação dos imóveis abaixo identificados:

Leia mais