MANUAL DE PROCEDIMENTOS SÃO CAMILO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE PROCEDIMENTOS SÃO CAMILO"

Transcrição

1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS SÃO CAMILO 4ª Edição Maringá Sthampa Editora Gráfica 2013

2 FICHA TÉCNICA Título : MANUAL DE PROCEDIMENTOS SÃO CAMILO Capa : PROJETO DO NOVO LABORATÓRIO SÃO CAMILO Diagramação : MARCIA LANG Tiragem : EXEMPLARES Copyright 2013 para Laboratório São Camilo Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem a prévia autorização do autor. IMPRESSÃO TELEFAX: MARINGÁ - PR

3 MANUAL DE PROCEDIMENTOS SÃO CAMILO GRUPO SÃO CAMILO divisão divisão Ciência em Benefício da Vida (Biologia Molecular e Genética) Ciência em Benefício da Vida divisão Alimentos e Água Ciência em Benefício da Vida divisão Anatomia Patológica e Citopatologia Ciência em Benefício da Vida divisão Apoio a Laboratórios Ciência em Benefício da Vida divisão Centro Infantil Ciência em Benefício da Vida divisão Análises de Veterinária Ciência em Benefício da Vida divisão Diagnóstico por Imagem (Medicina Nuclear - Cintilografia) Ciência em Benefício da Vida EMPRESA GENUINAMENTE BRASILEIRA O Grupo São Camilo não tem filiais fora da cidade de Maringá Compromisso ético com os laboratórios apoiados.

4

5 Apresentação Apresentamos aos colegas, nossos parceiros dos laboratórios apoiados, a nova edição do nosso Manual de Procedimentos São Camilo, que traz de forma resumida os principais tópicos sobre exames em Análises Clínicas, Biotecnologia, Anatomia Patológica e Citopatologia, Toxicologia e Análises Veterinárias. Dados sobre coleta, envio, interpretação e interferências são tratados de forma objetiva, para consultas rápidas e precisas sobre os testes aqui apresentados. João Pedro Jock Piva CRF-Pr Diretor Laboratório de Alimentos e Água Léo Sérgio Ruggeri-TEAC CRF-Pr 1005 LR-CNEN Diretor Administrativo Karen Izumi Takeda de Sá - MSc CRBio Sergio Piva-Med.Pat.Clin CRM 5900 Diretor Científico Karina Maia Ruggeri Donita CRF-Pr Diretora de Qualidade Valério A. Balani-MSc CRBio Maio 2013

6

7 MANUAL DE PROCEDIMENTOS GRUPO SÃO CAMILO MEDICINA DIAGNÓSTICA MARINGÁ - PR UNIDADES DE ATENDIMENTO UNIDADE CENTRO Centro, Rua Santos Dumont, 3430 UNIDADE PRES. KENNEDY Centro, Prç. Presidente Kennedy, 16 UNIDADE HOSPITAL SÃO MARCOS(*) (Exclusivo para pacientes internados) UNIDADE TEIXEIRA MENDES Zona 5, Rua Dr. Luiz Teixeira Mendes, 1981 UNIDADE ALVORADA I J. Alvorada, Av. Pedro Taques, 1926 UNIDADE ALVORADA II J. Alvorada, Av. Pedro Taques, 2286 UNIDADE CLINIPREV Rua Ver. Primo Monteschio 436 (Exclusivo para pacientes Cliniprev) UNIDADE CIDADE SHOPPING Vila Nova, Av Tuiuti 710, loja Q10 UNIDADE HOSPITAL MARINGÁ(*) (Exclusivo para pacientes internados) UNIDADE RIO BRANCO Zona 5, Av. Rio Branco, 886 UNIDADE INFANTIL Centro, Rua Santos Dumont, 3385 UNIDADE MANDACARU Mandacaru, Av. Mandacaru, (*) unidades hospitalares com funcionamento 24 horas. DIVISÕES DIVISÃO DE ANATOMIA, PATOLOGIA E CITOPATOLOGIA Zona 5 - Av. Luiz T. Mendes, º Andar DIVISÃO DE BIOTECNOLOGIA Zona 4 - Rua Conselheiro Tobias, 57 DIVISÃO DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM Zona 2 - Rua Santos Dumont, 3452 DIVISÃO DE APÓIO À LABORATÓRIOS Zona 2 - Rua santos Dumont, º andar DIVISÃO DE VETERINÁRIA Centro - Rua Santos Dumont 3386 REPRESENTANTES Em vários estados. Contacto com a Divisão de Apoio. V

8 GRUPO SÃO CAMILO GRUPO SÃO CAMILO MEDICINA DIAGNÓSTICA Nossa Central de Relacionamento está estruturada em dois Serviços, que tem a finalidade de padronizar e centralizar as informações, assim como informar com precisão. Para tanto, conta com equipamentos de tecnologia de ponta, através de transmissão por fibra ótica e via rádio, que proporcionam rapidez e segurança nos processos. SEALC- Serviço de Atendimento a Laboratórios Conveniados Estruturado para o melhor atendimento a Laboratórios apoiados. Tel: (44) Atendimento Tel: (44) Comercial s gerais: s específicos: a) Logística: b) Gerência comercial: c) Gerência técnica: NOVIDADE: NOVAS FERRAMENTAS DE COMUNICAÇÃO A PARTIR DE JULHO DE SEAGIMN Serviço de Agendamento de exames de Imagem e Medicina Nuclear (este serviço entará em funcionamento em Agosto de 2010 e terá o seu início divulgado em tempo hábil). Telefone: (número será divulgado em tempo hábil) VI

9 MANUAL DE PROCEDIMENTOS Índice EXAMES Adenovirus - PCR Qualitativo ,25-Dihidroxi-Vitamina D3 (Ver Vitamina D) Adenovírus Pesquisa nas Fezes ,5-Hexanediona na urina (Toxicologia Ocupacional) Adenovírus - Sorologia - Anticorpos IgG OH-Pregnenolona Adennovírus - Sorologia - Anticorpos IgM OH-Progesterona Aglutininas ABO OH-Vitamina D3 (Ver Vitamina D) Albumina sérica Alfa-Diol-Glucoronídeo Alanina Aminotransferase-ALT (TGP) 5-Nucleotidase (Ver Transaminases) Acanthamoeba SSP - Cultura Aldolase Acetilcolina-Anticorpos Anti-Receptor de Aldosterona sérica Acetona na urina (Toxicologia ocupacional) Aldosterona urinária Ácido 2-Tio-Tiazolidina 4-Carboxílico Alfa Fetoproteína Ácido 5-Hidroxiindolacético (5HIAA) Alfa-1-Antitripsina sérica Ácido Cítrico Urinário Alfa-1-Antitripsina fecal Ácido Cítrico no esperma Alfa-1-Antitripsina Diagnóstico Molecular de Mutação.. 27 Ácido Delta Aminolevulínico (Toxicologia ocupacional)... 7 Alfa-1-Glicoproteína Ácida Ácido Delta Aminolevulínico Desidratase Ativividade Alfa-2-Macroglobulina (Toxicologia Ocupacional) Alimentos Transgênicos Análise Ácido Fenilglioxílico (Toxicologia Ocupacional) Alumínio sérico (inclui Toxicologia Ocupacional) Ácido Fólico Sérico Alumínio na urina (inclui Toxicologia ocupacional) Ácido Fólico Hemático Amebíase Sorologia IgG ou IgM Ácido Hipúrico (Toxicologia Ocupacional) Amilase sérica Ácido Homogentísico / Alcaptonúria Amilase urinária 24 horas ou 2 horas Ácido Homovanílico Urina de 24 horas Amilóide - Proteína Ácido Lático / Lactato Plasmático Aminoácidos totais (nitrogênio alfa-amínico) Ácido Lático Prova Isquêmica Aminoácidos cromatografia plasma ou urina Ácido Mandélico (Toxicologia Ocupacional) Amônia plasmática Ácido Metil-hipúrico (Toxicologia Ocupacional) Amônia urinária Ácido Oxálico / Oxalato na urina de 24 horas AMP cíclico plasmático Ácido Pirúvico Sérico AMP cíclico urinário Ácidos Graxos-Pesquisa nas Fezes Anatomia Patológica (solicitar manual específico) Ácidos Graxos Livres (Nefa) Séricos Androstenediona Ácidos Orgânicos Aneuploidias dos Cromossomos - Estudo Genético ÁcidoTrans-Trans Mucônico (Toxicologia Ocupacional).. 15 Algeman-Prader-Willi-Síndrome Ácido Tricloracético (Toxicologia Ocupacional) Anticoagulante lúpico Ácido Úrico Sérico Anticorpos anti-cardiolipina (IgG, IgA ou IgM) Ácido Úrico na urina de 24 horas ou ao acaso Anticorpos anti-caxumba IgG Ácido Úrico no líquido sinovial Anticorpos anti-caxumba IgM Ácido Úrico Pesquisa de cristais A n t i c o r p o s a n t i - c é l u l a s p a r i e t a i s Ácido Valpróico Anticorpos anti-ccp Ácido Vanilmandélico Anticorpos anti-dna Acondroplasia Diagnóstico Molecular Anticorpos anti-endomísio (IgG, IgA ou IgM) ACTH Anticorpos anti-gad Actina-Autoanticorpos Anti Anticorpos anti-gliadina (IgA,IgG ou IgM) Adenosina Deaminase Anticorpos anti-histona VII

10 GRUPO SÃO CAMILO Anticorpos anti-hiv I/II Barbituratos Pesquisa (ver drogas de abuso pesquisa).. 64 Anticorpos anti-hiv confirmatório Western Blot Bartonella henselae - Anticorpos Anti-IgG e IgM Anticorpos anti-ilhotas de Langerhans Bence-Jones Proteína de Anticorpos anti-insulina Benzodiazepínicos Pesquisa (ver drogas de abuso Anticorpos anti-mitocôndria pesquisa) Anticorpos anti-músculo liso Benzoilecgonina (cocaína) Pesquisa Anticorpos anti-mycoplasma pneumoniae IgG Beta-2-Glicoproteina I - Anticorpos IgG e/ou IgM Anticorpos anti-mycoplasma pneumoniae IgM Beta-2 - Microglobulina Sérica Anticorpos anti-neutrófilos ( C-ANCA e P-ANCA) Beta-Caroteno Anticorpos anti-ovário IgG Beta-HCG no LCR Anticorpos anti-peroxidase (TPO) Beta-HCG Sérico Anticorpos anti-rnp Beta-HCG quantitativo gestacional Anticorpos anti-sarampo IgG Big-Prolactina (ver macroprolactina) (ver Sarampo IgG sorologia) Bilirrubinas totais e frações Anticorpos anti-sarampo IgM Bismuto sanguíneo (Toxicologia Ocupacional) (ver Sarampo IgM sorologia) Bismuto urinário (Toxicologia Ocupacional) Anticorpos anti-scl-70 (anti-dna-tropoisomerase) Biotinidase ver teste do pezinho Anticorpos anti-ssa/ro Blastomicose - PCR (Paracoccidioides Brasiliensis) Anticorpos anti-ssb/la Blastomicose - PCR Qualit. (P. Brasiliensis) BIOMOL SC.. 70 Anticorpos anti-tireoglobulina Blastomicose Pesquisa (Paracoccidioidomicose) Anticorpos anti-tirosino-fosfatase IA Blastomicose (Paracoccidioidomicose) sorologia Anticorpos anti-nucleares (FAN) anticorpos contra Borrelia burgdorferi Anticorpos anti- (ver Lyme antígenos celulares anticorpos para doença de) Antifungigrama Borrelia burgdorferi Pesquisa Antimulleriano - Hormônio Borrelia burgdorferi Cultura para Antioxidantes Totais BRCA1 e BRCA2 pesquisa de mutações Antitrombina III Brucelose aglutinação Apolipoproteína A1 (APO A1) Brucelose Prova lenta veterinária Apolipoproteína B (APO B) CA 125 II Apolipoproteína E estudo genético CA Aptidão Esportiva - Teste do Geneactn3 e Teste Plus CA Aquaporina-4 - Anticorpos CA Arilsulfatase A e B Cádmio sanguíneo (Toxicologia Ocupacional) Arsênico no Sangue (Toxicologia ocupacional) Cádmio urinário (Toxicologia Ocupacional) Arsênico na urina (Toxicologia Ocupacional) Cálcio sérico ASLO Antiestreptolisina Cálcio iônico Aspartato Aminotransferase AST (TGO) Cálcio urinário urina ao acaso ou urina de 24 horas (Ver Transaminases) Calcitonina Aspergillus Fumigatus - PCR - BIOMOL-SC Cálculo Biliar - Análise Físico-Química Aspergillus SPP PCR - BIOMOL-SC Cálculos urinários Aspergilose Sorologia Canabinóides (THC) Ataxias Estudo molecular do painel de Canal de Cálcio - Anticorpos Anti BAAR Bacilos Álcool Ácido Resistentes Pesquisa Candida albicans ou Candida ssp - PCR QUALITATIVO Bacterioscopia Capacidade de fixação do ferro Bacterioscopia de fezes Carbamazepina Bacterioscopia de Hansen Carboxihemoglobina (Toxicologia Ocupacional) Bacterioscopia para Mycobacterium tuberculosis e outros Cariótipo com bandeamento G BAAR (exclui bacilo de Hansen) Cariótipo para pesquisa, de cromossomo X-frágil Bacterioscopia para bacilo diftérico Catecolaminas plasmáticas Bandas oligoclonais Catecolaminas urinárias VIII

11 MANUAL DE PROCEDIMENTOS Caxumba IgG ou IgM Cloro / Cloretos sangue, LCR, suor, urina CCR5 - Gene - Detecção - Biomol SC Cobalto na urina (Toxicologia Ocupacional) CD4, CD8 e CD Cobre no sangue (inclui Toxicologia Ocupacional) CEA antígeno carcinoembriogênico Cobre na urina (inclui Toxicologia Ocupacional) Células LE pesquisa Cocaína Pesquisa (ver benzoilecgonina) Células orangiófilas no líquido amniótico Coccídios Pesquisa ( Ver Criptosporidium ssp) Ceruloplasmina Colesterol HDL Cetonemia Colinesterase (inclui Toxicologia Ocupacional) Chagas doença de sorologia Complemento e Frações Chagas - PCR - Qualitativo Composto S Charcot-Marie-Toothia - Síndrome - Diagnóstico Molecular 93 Contagem sedimentar de Addis-Hamburger Chlamydia pneumoniae (Chlamydophila pneumoniae) Coombs Direto teste de PCR Coombs Indireto teste Chlamydia pneumoniae (Chlamydophila pneumoniae) Coprológico funcional anticorpos IgG e IgM Coproporfirinas urinárias (inclui Toxicologia Ocupacional). 121 Chlamydophila psittaci - Anticorpos IgG e IgM Corpos cetônicos na urina Chlamydophila psittaci - PCR Qualit. Biomol. SC Corpúsculos de Heinz Chlamydia trachomatis/neisseria gonorrhoeae PCR Cortisol sérico Qualitatito Cortisol livre urinário Chlamydia trachomatis PCR Cortisol salivar Chlamydia trachomatis pesquisa EIE Creatina sérica Chlamydia trachomatis pesquisa IFD Creatinina sérica Chlamydia trachomatis IgG, IgA ou IgM sorologia Creatinina urinária de 24 horas Chumbo no sangue total ( toxicologia ocupacional) Creatinina urinária amostra ao acaso Chumbo urinário (Toxicologia Ocupacional) Creatinina no líquido amniótico Ciclosporina A Creatinina Clearance (depuração) Cistatina C Creatinofosfoquinase CK Cisticercose sorologia (ELISA) Creatinofosfoquinase fração MB Cisticercose LCR Crioaglutininas Cistinúria Dosagem Criofibrinogênio Citograma nasal Crioglobulinas pesquisa Citologia conjuntival Cryptococcus ssp pesquisa Citológico do líquido prostático Criptococos polissacarídeos pesquisa Citologia hormonal seriada Criptosporídeos e outros protozoários fecais Citologia hormonal uma amostra Cristais - Pesquisa Citologia oncótica cérvico-vaginal Cromatina sexual Citológico de lesão Cromatografia de aminoácidos neonatal/qualitativa Citológico de escarro / lavado brônquico (ver Aminoácidos cromatografia plasma, urina) Citológico de líquido ascítico Cromo sanguíneo (Toxicologia Ocupacional) Citológico de líquido sinovial Cromogranina - A Citomegalovírus PCR qualitativo Cromo na urina (Toxicologia Ocupacional) Citomegalovírus - PCR quantitativo Cromossomo Philadelphia Translocação BCR-AL Citomegalovírus IgG Cromossomo Y microdeleções estudo genético PCR. 134 Citomegalovírus IgM C-Telopeptídeo - CTX Citomegalovírus antigemia Cultura de escarro qualitativa Citomegalovírus IgG e/ou IgM no LCR Cultura de fungos Citomegalovírus Avidez (IgG) Cultura de urina (ver urina cultura com contagem Citosol Hepático Tipo 1 - Anticorpos Anti de colônias) Clements Teste de Cultura em geral (ver Manual de Coleta de Materiais Clínicos Clostridium difficile - Pesquisa de Toxina A e b Especiais do Laboratório São Camilo páginas 15 a 43). 136 IX

12 GRUPO SÃO CAMILO Cultura para anaeróbios Eritropoietina Cultura para BAAR EЯЯos inatos do metabolismo teste de triagem Cultura para Campylobacter ssp Escherichia Coli - Detec. e Genot. (Epec, Stec, Eac e Eiec) Cultura para Coqueluche (Bordetella pertussis) Biomol Cultura para Garderella vaginalis Escherichia Coli - PCR Qualitativo - Biomol SC Cultura para Helicobacter pylori Espermograma (Semiograma ou análise do líquido Cultura para Leptospiras espermático) Cultura para Vibrio cholerae e outros vibrios Estanho Urinário Cultura para Yersinia enterocolitica Esteatócrito Curva insulínica Estradiol Curva de resistência dos eritrócitos à hemólise Estriol Livre D-Dímero Estrona D-Xilose teste de absorção Exame a fresco Dehidropiandorsterona DHEA Exame de urina rotina Dehidroepiandrosterona Sulfato Fator V (Fator Lábil) Desidrogenase lática LDH Fator V de Leiden Dengue - Detec. e Genotipagem PCR RT - Biomol SC Fator VII (Proconvertina) Dengue IgG Fator VIII Dengue IgM Fator IX Dengue pesquisa do antígeno NS Fator X Deoxipiridinolina Fator XI Diazepan pesquisa Fator XII Diclorodifenildicloroetileno Sérico Fator XIII Diclorodifeniltricloroetano Sérico Fator anti-nuclear (FAN) (ver Anticorpos contra antígenos Difenilhidantoína (ver Fenitoína) celulares) Difteria - Anticorpos Anti Fator Du Rh fraco Digoxina Fator Intrínseco - Anticorpos Anti Distrofia de Becker-Duchenne diagnóstico molecular Fator natriurético atrial (ver pro-bnp) Doença Celíaca - Perfil Genético Básico - Biomol SC Fator Reumatóide Doença de Charcot-Marie-Tooth 1ª diagnóstico Fenilalanina molecular Fenitoína Doença de Gaucher diagnóstico molecular Fenobarbital Doença de Hutington diagnóstico molecular Fenol urinário (Toxicologia Ocupacional) Doença de Kennedy diagnóstico molecular Ferritina Drogas de abuso triagem Ferro Sérico DST - Painel Masculino Ampliado, PCR Fibrinogênio DST - Painel Masculino Básico, PCR Fibrose cística pesquisa microbiológica DST - Painel Masculino Intermediário Fibrose cística diagnóstico molecular Eletroforese de hemoglobina Filária pesquisa de Eletroforese de lipoproteínas Fluoretos / Flúor na urina (Toxicologia Ocupacional) Eletroforese de proteínas séricas Formoldeído Eletroforese de proteínas no LCR Fosfatase ácida próstata Eletroforese de proteínas urinárias Fosfatase ácida total Enolase neurônio específica (ENS) Fosfatase alcalina Enterovírus - PCR Qualitativo - Biomol SC Fosfatase alcalina frações Enzima conversora da angiotensina (ECA) Fosfatase alcalina leucocitária Eosinófilos - Pesquisa em Muco Nasal - Ver Fosfolípides Citograma Nasal Fósforo sérico Epstein-Barr vírus PCR qualitativo Fósforo urinário Epstein-Barr vírus Sorologia IgG e IgM Frutosamina X

13 MANUAL DE PROCEDIMENTOS Frutose pesquisa Hepatite B - anti HBs Frutose dosagem no esperma Hepatite B HbsAg (antígeno de superfície do vírus da FSH hormônio folículo estimulante Hepatite B) FTA-ABS IgG Hepatite B Perfil Sorológico FTA-ABS IgM Hepatite C anti-hcv Gabapentina dosagem Hepatite C PCR qualitativo Galactosúria pesquisa Hepatite C PCR quantitativo Gama-Glutamil-Transferase (Gama GT) Hepatite C Genotipagem Gasometria (arterial ou venosa) Hepatite D IgG e IgM Gastrina Hepatite E anticorpos Gaucher - Doença de (N370s, L444P e R463C) Herpes Plus - (HHV - 1,2,3,4,5,6,8) Biomol Glicose Herpes Simples - 1 e 2, Deter. + Genoti. - Biomol Glico-Hemoglobina (ver Hemoglobina Glicada) Herpes Simples I/II - IgG e/ou IgM Glicose pós-prandial ou glicose potencializada Herpes Simples - PCR, Vírus 1 e 2 - Biomol SC Glicose 6-Fosfato Dehidrogenase Herpes Tipo 6, PCR (HHV-6, Roseola), Biomol Glicose 6-Fosfato Dehidrogenase mutação 202 (G6PD). 201 Herpes Tipo 7, PCR (HHV-7, Roseola), Biomol SC Glicosúria pesquisa qualitativa Herpes Tipo 8, PCR (HHV-8, Sarcoma de Kaposi) Glicosúria dosagem Herpes Tipo 6 e 7, PCR (HHV-6,7, Roseola), Genotipagem Globulina Transportadora de Hormônios Sexuais SHBG. 202 Biomol SC Glucagon Hexaclorociclohexano Sérico Glutationa Peroxidase Hexosaminidase - A Glutationa Redutase HGH hormônio do crescimento Gonadotrofina Coriônica Testicular Hidatidose sorologia Gordura Fecal pesquisa ou dosagem Hidroxiprolina total Haemophilus ducreyi Pesquisa Hipertensão - Perfil Genético Básico para Pré-disposição Ham teste de Histona anticorpos- anti Haptoglobina Histoplasma capsulatum - Pesquisa Helicobacter pylori anticorpos IgG, IgA ou IgM Histoplasmose - PCR - Qualitativo - Biomol SC Helicobacter pylori PCR RT qualitativo Histoplasmose sorologia para Hemácias dismórficas HIV-1, PCR Qualitativo (DNA Pró-Viral) - Biomol SC Hematozoários pesquisa HIV anticorpos anti (ver anticorpos anti-hiv I/II) Hemocromatose diagnóstico molecular HIV anticorpos anti- confirmatório Western Blot Hemocultura (ver anticorpos anti-hiv confirmatório Western Blot). 238 Hemoglobina A2 (ver Eletroforese de hemoglobina) HIV PCR carga viral (quantitativo) Hemoglobina fetal (ver Eletroforese de Hemoglobina) HIV teste de resistência Hemoglobina glicada HLA-B27 PCR Tempo Real Hemoglobina H (ver Eletroforese de Hemoglobina) HOMA (avaliação de modelo homeostático) (BcC e %RI) 241 Hemoglobina S Homocisteína Hemograma Homocisteína após estímulo de metionina Morfologia Eritrocitária Homocisteína - Mutação do Gene A1298C - Biomol SC Hemossedimentação Homocisteína, Gene da MTHFR - Mutação Hemossiderina C667T e a 1298C - PCR Hepatite A IgG (HVA-IgG) HPV papilomavírus humano Hepatite A IgM (HVA-IgM) HTLV I/II anticorpos anti Hepatite B HbeAg HTLV I/II PCR Hepatite B PCR qualitativo Identificação de helmintos Hepatite B PCR quantitativo (carga viral) IgA Hepatite B anti-hbc-igg IgA salivar Hepatite B anti-hbc-igm IgD Hepatite B anti-hbe IgE total XI

14 GRUPO SÃO CAMILO IgE específico Líquido sinovial rotina básica (LS) IgF Liquor (LCR) análise de rotina IgFBP-3 (proteína ligadora de IgF-1) Listeriose sorologia IgG Lítio dosagem para controle terapêutico IgG subclasses da (IgG1, IgG2, IgG3 e IgG4) LKM IgM Lyme (Borreliose) anticorpos para doença de - Propriedades principais de cada classe de IgG ou IgM imunoglobulina e das sub-classes das IgG Maconha pesquisa de (ver tetrahidrocanabinol ou Imunocomplexos circulantes drogas de abuso) Imunofixação Macroprolactina Inclusão citomegálica Magnésio sérico Influenza A (H1N1) - PCR Qualitativo - Biomol SC Magnésio urinário urina de 24 horas Inibidor da C1 estearase funcional Magnésio urinário amostra ao acaso Inibidor da C1 estearase quantitativa Malária pesquisa de antígeno Inibina - A Maloilaldeído Inibina - B Manganês urinário (Toxicologia Ocupacional) Insulina Manganês sérico (Toxicologia Ocupacional) Interleucina 28B (IL28-B), Polimorf. - Biomol SC MCAD diagnóstico molecular da mutação Isopropanol na urina (Toxicologia Ocupacional) MCAD - Mutação do Gene Isospora belli pesquisa MCAD neonatal Kleinhauer pesquisa Melanina pesquisa KPC, Detecção Molecular Biomol SC Mercúrio urinário (Toxicologia Ocupacional) Lactato ( ver ácido lático) Metahemoglobina (inclui Toxicologia Ocupacional) Lactose - Det. Genética da Intolerância - Biomol SC Metanfetamina pesquisa de Lactose - Asiáticos - Det. Genética da Intolerância - Metanefrinas urinárias Biomol SC Metanol urinário (Toxicologia Ocupacional) Lamotrigina Metiletilbutilacetona urinária (ver Metiletilcetona) LDH (ver dehidrogenase lática) Metilenotetrahidrofolato redutase mutação Legionella dumoffi PCR qualitativo Metiletilcetona urinária (Toxicologia Ocupacional) Legionella pneumophilla anticorpos IgG Micetomas pesquisa de (Teste Especial) Legionella pneumophilla anticorpos IgM Micológico (ver fungos) Legionella pneumophilla PCR qualitativo Micoplasmas antibiograma (vide Legionella dumoffi) Micoplasmas (Ureaplasma urealyticum, Leishmaniose PCR qualitativo Mycoplasma hominis) cultura Leishmaniose sorologia IgG e IgM humanas Microalbuminúria Leptospira interrogans PCR qualitativo Mielograma Leptospirose aglutinação microscópica Mineralograma Leptospirose pesquisa em líquidos biológicos Mioglobina dosagem Leucócitos nas fezes, pesquisa de Mioglobina na urina pesquisa Leveduras pesquisa de Mononucleose anticorpos heterófilos LH- hormônio luteinizante Morfologia Estrita dos Espermatozóides LH-RH teste de estímulo MRSA qualitativo ou quantitativo (Staphylococcus Licopeno aureus resistente à Meticilina) PCR em tempo real Lipase Mucopolissacaridose pesquisa Lípides totais Mycobacterium tuberculosis EIE anticorpos totais Lipoproteína (a) Mycobacterium Tuberculosis, PCR Qual. - Biomol. SC Líquido amniótico espectrofotometria e outros testes Mycoplasma genitalium PCR qualitativo Líquido amniótico relação lecitina/esfingomielina Mycoplasma hominis PCR qualitativo Líquido ascítico rotina básica (LAsc) Mycoplasma pneumoniae PCR qualitativo Líquido pleural rotina básica (LP) Mycoplasma pneumoniae sorologia IgG ou IgM XII

15 MANUAL DE PROCEDIMENTOS Neisseria gonorrhoeae PCR qualitativo Prolactina teste de estímulo com TRH Níquel urinário (Toxicologia Ocupacional) Proteína C funcional (coagulação) Níquel sérico (Toxicologia Ocupacional) Proteínas de Bence-Jones (ver Bence-Jones proteínas) N-Metilformamida na urina (Toxicologia Ocupacional) Proteína S funcional (coagulação) Nucleossomo - Anticorpos Anti Proteína S - Livre Opiáceos pesquisa (ver Drogas de abuso) pesquisa Proteína C Reativa quantitativa Osmolalidade sérica ou urinária Proteína C Reativa ultrassensível (ver PCR ultrassensível) Osteocalcina Proteínas total e frações Oxalatos (ver ácido oxálico) Proteinúria de 24 horas / de 12 horas / e ao caso Oxazepan Protoporfirina livre eritrocitária (Toxicologia Oxcarbazepina Ocupacional) Painel de trombofilia ver itens isolados : Fator V de Leiden, Protrombina mutação G20210A PCR qualitativa Mutação G20210A do gene da Protrom-bina e Mutação do Prova de Gilbert (restrição calórica teste de) gene da Metilenotetrahidrofolato redutase PSA antígeno prostático específico total Painel ginecológico Ampliato (DSTs) HPV, Detecção e PSA livre Genotipagem; Chlamydia trachomatis; Neiseria gonorrhoeae, Reabsorção tubular de fósforo Herpes simplex 1 e 2; Mycoplasma genitalium; Ureaplasma Renina plasmática urealyticum; Trichomonas vaginalis Resistência globular à hemólise (ver curva de resistência Painel ginecológico Básico (DSTs) HPV, Detecção e à hemólise) Genotipagem; Chlamydia trachomatis; Restrição calórica teste de (ver Prova de Gilbert) Neiseria gonorrhoeae Reticulócitos contagem Para-aminofenol urina (Toxicologia Ocupacional) Retração do coágulo Papilomavírus (ver HPV) Risco de cárie dentária Paracoccidioides (ver Blastomicose) Rotavírus pesquisa Paratormônio molécula intacta (PTH) Rubéola IgG avidez Parvovírus B19 sorologia IgG ou IgM Rubéola - PCV Qualitativo - Biomol SC Parvovírus B19 PCR qualitativo Rubéola sorologia IgG Parietais anticorpos anti- células Rubéola sorologia IgM Pasteurella Multocida, PCR Qualita., Biomol SC Novo Salmonella SPP - PCR Qualitativo - Biomol SC PCR ultrassensível (PCRus) Salmonella typhi - PCR Qualitativo Pentaclorofenol (Toxicologia ocupacional) Sangue oculto humano ac.monoclonais EIE Peptídeo C Sangue oculto humano complexo HB HP ph fecal Sangue oculto teste químico Piridinolina D Sarampo IgG sorologia Plaquetas (inclui morfologia) Sarampo IgM sorologia Plaquetograma Sarcoptes scabiei pesquisa Plasmodium pesquisa Selênio na urina (Toxicologia Ocupacional) Pneumococos - Anticorpos - IgG (Streptococcus Selênio no sangue (Toxicologia Ocupacional) pneumoniae) Serotonina na urina (ver Ácido 5-Hidroxiindolacético) Pneumocystis jirovesi Serotonina sérica Pneumocystis jirovesi - PCR qualitativo Sexagem Fetal - Teste de Amostra Materna Porfobilinogênio dosagem Sézary - Células de - Pesquisa Porfobilinogênio pesquisa SHBG (ver globulina transportadora de Potássio sérico hormônios sexuais) Potássio urinário Síndrome de Gilbert diagnóstico molecular Primidona Síndrome de Turner pesquisa de cromossomo Y Pro-BNP Peptídeo Natriurético Cerebral Sirio Limus Progesterona Sódio sérico Prolactina Sódio urinário Prolactina macro (ver macroprolactina) Somatomedina C ( ver IgF-1) XIII

16 GRUPO SÃO CAMILO Sub-classes de IgG (ver IgG subclasses) Treponema anticorpos - ELISA IgG ou IgM Substâncias redutoras nas fezes Trichomonas vaginalis - PCR Qualitativo Superóxido dismutase (SOD) Triclorocompostos totais na urina T3 Triiodotironina total (Toxicologia ocupacional) T3 livre Tricograma T4 livre Triglicérides T4 Neonatal Tripsina neonatal T4- tiroxina total Trombofilias - Painel Ampliado - PCR - Biomol SC Tacrolimus Trombofilias - Painel Básico - PCR - Biomol SC TBG (globulina transportadora de tiroxina) Trypanossoma cruzi pesquisa direta Tempo de lise das euglobulinas Troponina T ou I Tempo de protrombina automatizado (TP) TSH neonatal Tempo de tromboplastina parcial ativado TSH ultrassensível (KPTT automatizado) TSH teste do estímulo com TRH Teofilina Ureaplasma ssp (ver Micoplasmas cultura) Testes de estímulo (Ver Manual de coleta de Ureaplasma SPP - PCR Qualitativo - Biomol SC materiais clínicos especiais do laboratório São Camilo, Ureaplasma parvum ou U.urealyticum PCR a partir da página 55) qualitativo (vide item abaixo) Teste de paternidade (investigação de paternidade) Ureaplasma urealyticum + U.parvum PCR qualitativo Testosterona livre Uréia sérica Testosterona total Uréia urinária Testosterona biodisponível Uréia - teste de depuração (clearance) Tetrahidrocanabinol THC (metabólito da maconha) Urina cultura + contagem de colônias + antibiograma Tiocianato urinário (Toxicologia ocupacional) (se necessário) Tireoglobulina Urocitograma seriado (1 a 4 amostras) Tirosinúria Varfarina - Sensibilidade a - Polimorfismos Toxocaríase sorologia IgG ou IgM Varicella-zoster IgG ou IgM Toxoplasmose IgA Varicella-zoster PCR qualitativo Toxoplasmose - IgG ou IgM Vasopressina - Hormônio anti-diurético Toxoplasmose IgG avidez VDRL Toxoplasmose neonatal - IgM Vigabatina Toxoplasmose - PCR qualitativo Vitamina A (retinol) TPO anticorpos anti peroxidase tireoidiana Vitamina B12 (cobalamina) (ver anticorpos anti-peroxidase) Vitamina C (ácido ascórbico) Trab anticorpos anti-receptores de TSH Vitamina D 1,25 dihidroxi ou Vitamina D 25-Hidroxi Transglutaminase tecidual IgA ou IgG Vitamina E (tocoferol) Transaminases glutâmico oxalacética (AST) e Waaler Rose teste de glutâmico pirúvica (ALT) Weil Felix Reação de Transferrina Widal Reação de Translocação BCR-ABL X-Frágil - Pesquisa - MTP-PCR Translocação BCR-ABL-PCR (P210 - transcritos Zinco sérico (inclui Toxicologia Ocupacional) b2as;b3a2) Zinco urinário (inclui Toxicologia Ocupacional) Treponema IFI (ver FTA-ABS) Zinco Protoporfirina (Toxicologia Ocupacional) XIV

17 MANUAL DE PROCEDIMENTOS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Andriolo, A. Medicina Laboratorial, 2ª Ed. Manole, São Paulo, Carrazza, F.R. e Andriolo, A. Diagnóstico Laboratorial em Pediatria, 1ª Ed. Sarvier, São Paulo, Ciriades, P.G.J. Manual de Patologia Clínica, 1ª Ed., Atheneu, São Paulo, Dieusaert,P Guide Pratique des Analyses Medicale, Ed. Maloine, Paris, 2ª Ed., Ferreira, A.W. e Ávila, S.L.M. Diagnóstico Laboratorial das Principais Doenças Infecciosas e Auto-Imunes, 2ª Ed. Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, Focaccioa, R. Tratado de Hepatites Virais, 2ª Ed., Atheneu, São Paulo, Gayotto, L.C.C. e Alves, V.A.F. et al Doenças do Fígado e Vias Biliares, Atheneu, São Paulo, Grevers, G. e Röcken, M. Atlas de Alergologia Fundamentos, diagnóstico e clínica, 1ª Ed. Artmed, Porto Alegre, Guedes, E.P. et al. Endocrinologia, 1ª Ed. Editora Rubio, Rio de Janeiro, Henry, J.B. Diagnósticos Clínicos e Tratamento por Métodos Laboratórios, 20ª Ed., Manole, São Paulo, Kaushanstky, K. et al.- Williams Hematology 8ª Ed. MacGraw Hill Medical, New York USA, Lee, G.R. et al. Wintrobe Hematologia Clínica, 9ª Ed., Ed. Manole, São Paulo, 1ª Ed. Brasileira, Lopes, A.C. Tratado de Clínica Médica, 1ª Ed. Roca, São Paulo, Martins, N.V. Patologia do Trato Genital Inferior, 1ª Ed. Roca, São Paulo, Melmed, S. et al. Wlliams Textbook of Endocrinology 12ª Ed., Saunders-Elservier, Philadelphia-USA, Murray, P.C. Manual Clinical Microbiology, 9ª Ed. ASM Press, Washington, D.C., Naoum, P.C. Doenças que alteram os exames Laboratoriais, 1ª Ed., Atheneu, São Paulo, Naoum, P.C. Eletroforese Técnicas e Diagnóstico, Ec. Santos, São Paulo, 2ª Ed. Santos, São Paulo, Nomenclatura Brasileira para Laudos Cervicais e Condutas Preconizadas- INCA, Rio de Janeiro, Pherson, Richard, A. and Pincus, Matthew, R. Henry's Clinical Diagnosis and Management by Laboratory Methods Elservier-Saunders, Philadelphia-USA, Schor, N. e Heilger, I.P. Calculose Renal Fisiopatologia, Diagnóstico, Trata-mento, 1ª Ed. Sarvier, São Paulo, Soares, J.L.M.F. et al Métodos Diagnósticos 1ª Ed. Artmed, Porto Alegre, XV

18 GRUPO SÃO CAMILO Soldin, S.J. et al Pediatric Reference Ranger - 2ª Ed. AACC Press, Washington, D.C., Solomon, D. e Nayar R. Sistema Bethesda para Citopatologia Cervicovaginal, Reinter, 2ª Ed. Rio de Janeiro, Strasinger, S.K e Di Lorenzo, M.S. Urinálise e Fluídos Corporais - 5ª Ed. Editora LPM, Rio de Janeiro, WHO Laboratory Manual for the Examination and processing of human sêmen, 5ª Ed., Washington, D.C., Young, D.S. editor - Effects of Drugs on Clinical Laboratory Tests, 4ª Ed., AACC Press, Washington, D.C., Williamson, Mary, A. and Snyder L. Michael Wallch's Interpretation of Diagnostic Tests 9ª Ed. Lippincott- Williams and Wilkins, Philadelphia, Xavier, Ricardo, M. et al Laboratório na Prática Médica 2ª Ed. Artmed, São Paulo, SP XVI

19 MANUAL DE PROCEDIMENTOS 1,25 - DIHIDROXI-VITAMINA D3 (ver Vitamina D) 2,5 - HEXANODIONA NA URINA (Toxicologia Ocupacional) Sinônimo mais comum: 2,5-Hex Material e conservação para envio: 50 ml de urina recente sob refrigeração. Instruções para coleta: a amostra de urina deve ser coletada em sanitário afastado do local de trabalho ao final da jornada. Não coletar na primeira jornada de trabalho, ou conforme orientação médica. Coletar em frasco plástico fornecido pelo laboratório. Estabilidade da amostra: até 7 dias sob refrigeração. Método: cromatografia líquido-gasosa. Valores de Referência: IBMP: 5,0 mg/g de creatinina. Interferências: falhas na conservação e coleta fora do local indicado. Indicações: monitoração laboral da exposição ao n-hexano. Informações importantes: se houver exposição concomitante ao tolueno o laboratório deve ser avisado, pois o tolueno inibe a depuração renal da 2,1-hexanodiona. O 2,5-Hexanodiona é metabólito do n-hexano, da metiletilcetona e da metil n-butilcetona OH-PREGNENOLONA Sinônimo mais comum: Delta 5 Material e conservação para envio: 2 ml de soro a 2-8 C. Instruções para coleta: Coletar pela manhã. Jejum mínimo de 4 horas. Os lactentes podem colher imediatamente antes da próxima mamada. Estabilidade da amostra: 20 dias sob refrigeração, ou 2 meses sob congelamento. Método: Radioimunoensaio. Valores de Referência: 1 mês a 1 ano......: 0,14 a 5,70 ng/ml 1 ano a 13 anos...: 0,10 a 1,43 ng/ml Fases da puberdade P2 a P : 0,20 a 2,51 ng/ml Fases da puberdade P4 a P5... : 0,30 a 2,11 ng/ml : 0,70 a 3,70 ng/ml Adultos: Homens... : 0,38 a 3,50 ng/ml Mulheres... : 0,31 a 3,80 ng/ml Pós-menopausa... : 0,18 a 0,50 ng/ml Interferências: utilização de medicações que interferem na regulação da córtex adrenal. Indicações: Para o estudo das deficiências das enzimas 17,20 desmolase e da 3-beta-ol desidrogenase. Insuficiência suprarrenal primária. Sofre pouca ação do ACTH. Usada para o diagnóstico da hiperplasia adrenal congênita. Aumenta muito nos casos de tumores virilizantes adrenais. Podem apresentar elevações moderadas nos casos de Síndrome de Cushing, ACTH-dependente. Informações importantes: informar a medicação atual, DUM, sexo e idade OH-PROGESTERONA Sinônimo mais comum: 17-Alfa-Progesterona 1

20 GRUPO SÃO CAMILO Material e conservação para envio: 2 ml de soro sob refrigeração. Instruções para coleta: Colher pela manhã. Jejum mínimo de 4 horas. Lactentes devem colher imediatamente antes da próxima mamada. Pode-se coletar amostra basal e após aplicação E.V. lenta de ACTH, geralmente após 60 minutos, ou conforme orientação do(a) médico(a)- assistente. Estabilidade da amostra: 20 dias sob refrigeração ou 2 meses sob congelamento. Método: Radioimunoensaio. Valores de Referência: Mulheres: Fase Folicular...: 0,11 a 1,08 ng/ml Fase Luteínica...: 0,95 a 5,00 ng/ml Menopausa... : 0,20 a 1,72 ng/ml Gravidez : 1 Trimestre... : 2,50 a 9,78 ng/ml 2 Trimestre... : 3,40 a 8,50 ng/ml 3 Trimestre....: 4,33 a 18,86 ng/ml Anticoncepção oral....: 0,18 a 2,51 ng/ml Homens: anos....: 0,59 a 3,44 ng/ml Valores pediátricos (em ng/ml): Faixa etária Homens Mulheres 1 a 30 dias 0,53 1,86 0,17 2,04 1 a 6 meses 0,35 1,57 0,25 1,10 6 a 12 meses 0,06 0,40 0,05 0,47 1 a 3 anos 0,02 0,19 0,03 0,51 4 a 6 anos 0,01 0,34 0,04 0,44 7 a 9 anos 0,11 1,45 0,13 1,33 10 a 12 anos 0,11 1,34 0,13 1,33 13 a 18 anos 0,18 2,10 0,12-2,50 Valores Neonatais: ng/ml x 3,03 = nmol/l Peso ao nascimento em gramas 17-OH-Progesterona Neonatal ng/ml 1250 a ng/ml 1750 a ng/ml ng/ml Interferências: Lipemia pode provocar diminuições dos resultados e gonadotrofinas podem elevar os níveis hormonais. Indicações: Diagnóstico de deficiência de 21-Hidroxilase, cujos valores podem alcançar níveis superiores a 100 ng/ml (Hiperplasia supra-renal). Informações Importantes: informar medicação atual, sexo, DUM e idade OH-VITAMINA D (ver Vitamina D) 3 - ALFA-DIOL-GLUCORONÍDEO Sinônimo mais comum: 3-Alfa Androstenediol Glucuronide Material e conservação para envio: 2 ml de soro sob refrigeração. Instruções para coleta: Coletar pela manhã. Jejum mínimo de 4 horas. Lactentes podem colher imediatamente antes da próxima mamada. VI 2

RELAÇÃO DE EXAMES REALIZADOS NO IBEx

RELAÇÃO DE EXAMES REALIZADOS NO IBEx 1 Ácido úrico 2 Albumina 3 Alfa 1 glicoproteína ácida 4 Alfa fetoproteína 5 Amilase 6 Androstenediona 7 Anticorpos Anti-HIV I, Western Blot 8 Anticorpos anti-hiv1 + HIV2 (Determinação Conjunta) ELISA 9

Leia mais

Anexo I Relação de exames laboratoriais Pregão presencial nº 20/2015

Anexo I Relação de exames laboratoriais Pregão presencial nº 20/2015 Anexo I Relação de exames laboratoriais Pregão presencial nº 20/2015 ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO DO PROCEDIMENTO VALOR 01 02.02.05.001-7 ANÁLISE DE CARACTERES FÍSICOS, 3,70 ELEMENTOS E SEDIMENTOS NA URINA (EQU)

Leia mais

Tempo de Jejum para realização de Exames

Tempo de Jejum para realização de Exames Tempo de Jejum para realização de Exames Jejum não necessário Amilase, Bilirrubina, Células LE, CKMB, Coombs Direto, Coombs Indireto, CPK, Desidrogenase Lática, Gasometria, Pesquisa de Drepanócitos, Eletroforese

Leia mais

Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário Grupo Sangüíneo Sangue total com EDTA e K3 Jejum desnecessário

Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário Grupo Sangüíneo Sangue total com EDTA e K3 Jejum desnecessário HEMATOLOGIA: Células LE Sangue sem anticoagulante Jejum desnecessário Coombs Direto Sangue total com EDTA Jejum desnecessário Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário

Leia mais

EXAMES CLASSIFICAÇÃO prazo material COLETA VETERINARIO. cloretos Bioquimico até 24h tubo vermelho R$ 20,00 R$

EXAMES CLASSIFICAÇÃO prazo material COLETA VETERINARIO. cloretos Bioquimico até 24h tubo vermelho R$ 20,00 R$ . TABELA DE PREÇOS 2015 EXAMES CLASSIFICAÇÃO prazo material COLETA VETERINARIO ácido úrico Bioquimico até 24h tubo vermelho R$ 20,00 R$ 14,00 Aplicação ACTH = R$ 15,00/Kg Hormonal ----------- -----------------

Leia mais

Laboratório. PATOLOGIA CLÍNICA (laboratório) BIOQUÍMICA

Laboratório. PATOLOGIA CLÍNICA (laboratório) BIOQUÍMICA Laboratório PATOLOGIA CLÍNICA (laboratório) BIOQUÍMICA Tel: 2107-5313 1 Acido Úrico. 2 Albumina. 3 Albumina em urina isolada. 4 Albumina Fluidos Corporais. 5 Alfa 1 glicoproteína ácida. 6 Alfa Amilase.

Leia mais

Sumário Introdução...3 Exames de sangue...4 Exames de materiais biológicos diversos...7 Listas dos Exames do SUS realizados pelo Unilab...

Sumário Introdução...3 Exames de sangue...4 Exames de materiais biológicos diversos...7 Listas dos Exames do SUS realizados pelo Unilab... Sumário Introdução...3 Exames de sangue...4 Bioquímica...4 Hematologia...5 Imunologia...5 Hormônios...6 Drogas terapêuticas...6 Exames de materiais biológicos diversos...7 Secreção Vaginal e Endocervical...7

Leia mais

LISTA DE EXAMES DE LABORATÓRIO

LISTA DE EXAMES DE LABORATÓRIO CÓDIGO LISTA DE EXAMES DE LABORATÓRIO DESCRIÇÃO EXAME 21010056 Citologia Oncótica - Preventivo 28050428 17 - Alfa - Oh - Progesterona (Hidroxiprogesterona) (Rie) 28100018 A Fresco, Exame 28010035 Acido

Leia mais

TABELA AMB 17 ALFA H.PROGESTERONA 28.05.042-8 17 CETOSTEROIDES (17KS) 28.05.012-6 17 HIDROXICORTICOIDES(17OH) 28.05.009-6

TABELA AMB 17 ALFA H.PROGESTERONA 28.05.042-8 17 CETOSTEROIDES (17KS) 28.05.012-6 17 HIDROXICORTICOIDES(17OH) 28.05.009-6 TABELA AMB 17 ALFA H.PROGESTERONA 28.05.042-8 17 CETOSTEROIDES (17KS) 28.05.012-6 17 HIDROXICORTICOIDES(17OH) 28.05.009-6 AC.DELTA LEVULINICO ALAU 28.15.001-5 AC.METILHIPURICO (XILENO) 28.15.006-6 ACETIL

Leia mais

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17043 PROVEDOR DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA (PEP) PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE LTDA.

ESCOPO DA ACREDITAÇÃO ABNT NBR ISO/IEC 17043 PROVEDOR DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA (PEP) PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE LTDA. Norma de Origem: NIT-DICLA-016 Folha: 1 Total de Folhas: 8 RAZÃO SOCIAL/DESIGNAÇÃO DO PROVEDOR DE ENSAIO DE PROFICIÊNCIA (PEP) ACREDITAÇÃO N PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE LTDA. PEP 0013 SAÚDE

Leia mais

O Laboratório Clínico do D.A.V. do Jockey Club de São Paulo conta com amplo e bem estruturado espaço, além de equipamentos modernos que conferem

O Laboratório Clínico do D.A.V. do Jockey Club de São Paulo conta com amplo e bem estruturado espaço, além de equipamentos modernos que conferem O Laboratório Clínico do D.A.V. do Jockey Club de São Paulo conta com amplo e bem estruturado espaço, além de equipamentos modernos que conferem fidedignidade aos resultados. Seu principal objetivo é assegurar

Leia mais

Preparo para Exames Laboratoriais

Preparo para Exames Laboratoriais Preparo para Exames Laboratoriais Seção: Bioquímica 1) Dosagem de Colesterol 1.1) Dosagem de colesterol (sangue) :Dosagem de Colesterol Total 2.1) Permanecer em jejum, à exceção de água, durante 12 a 14

Leia mais

Município. Prefeitura Municipal de Ibicoara - BA. Sexta-feira - 23 de setembro de 2011 - Ano VI - N º 59 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS NR 006/2011 PMI

Município. Prefeitura Municipal de Ibicoara - BA. Sexta-feira - 23 de setembro de 2011 - Ano VI - N º 59 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS NR 006/2011 PMI do Município Prefeitura Municipal de Ibicoara - BA Sexta-feira - - Ano VI - N º 59 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS NR 006/2011 PMI Aos dezessete dias do mês de junho de 2011, a PREFEITURA MUNICIPAL DE IBICOARA,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Instrumento de convênio que entre si fazem, de um lado a CNPJ nº, com sede social na CEP Nº inscrita no CREMEB-BA sob o Nº, Telefone, Endereço eletrônico, doravante denominado

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS Instrumento de convênio que entre si fazem, de um lado a CNPJ nº, com sede social na CEP Nº -inscrita no CREMEB-BA sob o Nº, Telefone ( ), Endereço eletrônico, doravante

Leia mais

Tabela de Exames. Anatomia Patológica. Exame Amostra Valor Prazo Histopatológico. Citologia. Lâminas de punção aspirativa ou líquido refrigerado.

Tabela de Exames. Anatomia Patológica. Exame Amostra Valor Prazo Histopatológico. Citologia. Lâminas de punção aspirativa ou líquido refrigerado. Tabela de Exames - Novos valores válidos a partir de 01 de SETEMBRO de 2012 - Qualquer dúvida quanto ao acondicionamento e envio das amostras favor entrar em contato pelos nossos telefones (19) 3342-9312

Leia mais

Tabela de Exames Multilab Liquor 2014

Tabela de Exames Multilab Liquor 2014 ADA (Adenosina Deaminase), Dosagem de Colorimétrico 3 dias úteis 0,5 ml refrigerado/ Adenovírus, PCR para Nested PCR 15 dias úteis 2,0 ml até 15 dias Alfa Feto Proteína, Dosagem de Quimioluminescência

Leia mais

LABORATÓRIO DE HORMÔNIOS E GENÉTICA MOLECULAR LIM/42 DISCIPLINA DE ENDOCRINOLOGIA PAMB-2º ANDAR BLOCO 6

LABORATÓRIO DE HORMÔNIOS E GENÉTICA MOLECULAR LIM/42 DISCIPLINA DE ENDOCRINOLOGIA PAMB-2º ANDAR BLOCO 6 LABORATÓRIO DE HORMÔNIOS E GENÉTICA MOLECULAR LIM/42 DISCIPLINA DE ENDOCRINOLOGIA PAMB-2º ANDAR BLOCO 6 Tel da recepção do Laboratório: 3069-6148 Tel secretaria do Laboratório: 30697512 Acesso ao manual

Leia mais

MULTILAB - TABELA DE PREÇOS - LABORATÓRIOS CONVENIADOS. EXAMES MATERIAL (vol. última página) PRAZO DE ENTREGA VALOR

MULTILAB - TABELA DE PREÇOS - LABORATÓRIOS CONVENIADOS. EXAMES MATERIAL (vol. última página) PRAZO DE ENTREGA VALOR EXAMES MATERIAL (vol. última página) PRAZO DE ENTREGA VALOR 1,25 - DIHIDROXIVITAMINA D Soro Prazo 10 dias úteis 45,00 17 ALFA-HIDROX. PÓS-CORTROSINA Soro Prazo 10 dias úteis 13,00 17 ALFA-HIDROXIPROGESTERONA

Leia mais

EXAMES LABORATORIAIS MATERIAL PRAZO DE ENTREGA ANIMAL PAT LAB HEMATOLOGIA

EXAMES LABORATORIAIS MATERIAL PRAZO DE ENTREGA ANIMAL PAT LAB HEMATOLOGIA TABELA DE EXAMES EXAMES LABORATORIAIS MATERIAL PRAZO DE ENTREGA Hemograma completo (eritrograma + leucograma + plaquetas + Ppt + Pesq hemoparasita) *** Exame encaminhado para laboratórios conveniados.

Leia mais

LABORATÓRIO MULTILAB TABELA UNIMED INTERCÂMBIO 17 ALFA-HIDROXIPROGESTERONA 40316017 17 ALFA-HIDROXIPROGESTERONA PÓS-CORTROSINA 40316017 17

LABORATÓRIO MULTILAB TABELA UNIMED INTERCÂMBIO 17 ALFA-HIDROXIPROGESTERONA 40316017 17 ALFA-HIDROXIPROGESTERONA PÓS-CORTROSINA 40316017 17 17 ALFA-HIDROXIPROGESTERONA 40316017 17 ALFA-HIDROXIPROGESTERONA PÓS-CORTROSINA 40316017 17 CETOSTERÓIDES - 17 KS 40305058 17 HIDROXIESTERÓIDES CETOGÊNICOS - 17OH 40305783 25-HIDROXIVITAMINA D 40305015

Leia mais

SERVIÇO DE CONTROLE EXTERNO DE QUALIDADE - CEQ

SERVIÇO DE CONTROLE EXTERNO DE QUALIDADE - CEQ SERVIÇO DE CONTROLE EXTERNO DE QUALIDADE - CEQ ANEMIA: capacidade de fixação de ferro (livre e total), ferritina, ferro, transferrina. ácido fólico, vitamina b12, pré-albumina e TSH. Autoimunidade I: Anti-DNA,

Leia mais

Complexidade 0202030016 CONTAGEM DE LINFOCITOS B MC 0202030024 CONTAGEM DE LINFOCITOS CD4/CD8 AC 0202030032 CONTAGEM DE LINFOCITOS T TOTAIS

Complexidade 0202030016 CONTAGEM DE LINFOCITOS B MC 0202030024 CONTAGEM DE LINFOCITOS CD4/CD8 AC 0202030032 CONTAGEM DE LINFOCITOS T TOTAIS Ministério da Saúde - MS Secretaria de Atenção à Saúde Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses, Próteses e Materiais Especiais do SUS ANEXO I - LOTE 03 Procedimento (Sintético com Valor) Situação

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE: Tomada de Preços Processo nº...: 25/11 Modalidade...: Tomada de Preços nº 3/2011 Data de Recebimento dos Envelopes: 17/05/11 Horário...: 09:00 --------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Preparo para Exames Laboratoriais

Preparo para Exames Laboratoriais Preparo para Exames Laboratoriais Seção: Hormônios 1) Vitamina B12 1.1) Dosagem de Vitamina B12 1.2) Sinonímia: Dosagem de B12 Não ingerir álcool 24h antes do exame. Paciente não deve fazer uso de antagonistas

Leia mais

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS. Dúvidas Técnicas: Telefone: PABX (011) 3053-6611 Ramal: 2028

LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS. Dúvidas Técnicas: Telefone: PABX (011) 3053-6611 Ramal: 2028 Telefone PABX (011) 3053-6611 e-mail hcor@hcor.com.br Dúvidas Técnicas Telefone PABX (011) 3053-6611 Ramal 2028 EQUIPE CLINIC CHECK UP Num. Pedido 050802886 10/08/2005 060000 Emissão 11/08/2005 135055

Leia mais

APOLIPOPROTEÍNA A1 APOLIPOPROTEÍNA B ANTI ESTREPTOLISINA (ASLO) ASPERGILLUS QUALITATIVO - POR PCR ATIVIDADE COFATORA DE RISTOCETINA BETA 2

APOLIPOPROTEÍNA A1 APOLIPOPROTEÍNA B ANTI ESTREPTOLISINA (ASLO) ASPERGILLUS QUALITATIVO - POR PCR ATIVIDADE COFATORA DE RISTOCETINA BETA 2 RELAÇÃO DE EXAMES 17-OH-PROGESTERONA ÁCIDO 5-HIDROXI-INDOL-ACÉTICO ACIDO FÓLICO ÁCIDO HOMOVANÍLICO ÁCIDO ÚRICO ÁCIDO VALPRÓICO ÁCIDO VANIL MANDÉLICO ADRENOCORTICOTROFINA AGREGAÇÃO PLAQUETÁRIA ALBUMINA

Leia mais

T3 - TRIIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28. T3 LIVRE Coleta: 18/11/2005 06:28. T4 - TETRAIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28

T3 - TRIIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28. T3 LIVRE Coleta: 18/11/2005 06:28. T4 - TETRAIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28 AUTENTICIDADE: 755339 Set.Tecnico Imunoensaio T3 - TRIIODOTIRONINA Coleta: 18/11/2005 06:28 Resultado 108.6 ng/dl Referencial: Criancas ate 5 anos 105.0 a 269.0 ng/dl 5 a 10 anos 94.0 a 241.0 ng/dl Maiores

Leia mais

TABELA DE EXAMES 2012

TABELA DE EXAMES 2012 TABELA DE EXAMES 2012 HEMATOLOGIA Hemograma completo (com plaquetas) Sangue com EDTA até 1 dia Proteína Plasmática + Hematócrito Sangue com EDTA até 1 dia Eritrograma Sangue com EDTA até 1 dia Leucograma

Leia mais

Instituto Veterinário de Imagem

Instituto Veterinário de Imagem Instituto Veterinário de Imagem Tabela de Preço ABRIL DE 2012 CARDIOLOGIA VALOR R$ Eletrocardiografia (E.C.G.) 98,00 Ecodopplercardiografia Colorido 138,00 Pressão Arterial 41,00 ULTRASSONOGRAFIA (U.S.G.)

Leia mais

FECAL, PH URINARIO) 40306267 40303080 LEISHMANIOSE (IGG E IGM CADA) 40307395 LEUCÓCITOS FECAIS 40303098 LH (HORMÔNIOS LUTEINIZANTE)

FECAL, PH URINARIO) 40306267 40303080 LEISHMANIOSE (IGG E IGM CADA) 40307395 LEUCÓCITOS FECAIS 40303098 LH (HORMÔNIOS LUTEINIZANTE) (G6PD) GLICOSE 6 FOSFATO 40302059 DIHIDROXI VITAMINA D3 25 ( 25 OH VITD ) 40302830 17 ALFA HIDROXIPROGESTERONA ( 17 OH PROGESTERONA) 40316017 A FRECO EXAME 40310019 ÁCIDO OXÁLICO (OXALATO) 40301125 ACIDO

Leia mais

HEMATOLOGIA Resultados de pacientes anêmicos - contagem de reticulócito sem ônus. Prazo (dias úteis)

HEMATOLOGIA Resultados de pacientes anêmicos - contagem de reticulócito sem ônus. Prazo (dias úteis) HEMATOLOGIA Resultados de pacientes anêmicos - contagem de reticulócito sem ônus Hemograma 1 (Eritrograma C/ ret, leucograma, cont. plaq. + proteína plasmática total) Hemograma 2 (Hemograma 1+ pesq. Hematoz.

Leia mais

Nome que consta no Site Nome Correto (conforme Linha de Produtos) Nomes dos arquivos para acrescentar. Anti - HBc --- Anti - HBs ---

Nome que consta no Site Nome Correto (conforme Linha de Produtos) Nomes dos arquivos para acrescentar. Anti - HBc --- Anti - HBs --- Ácido Úrico Uric Acid AFP AFP Albumina 001 Albumina AlfaAmilase a-amilase Amilase 002 Amilase Anti - HBc --- Anti - HBs --- Anti - HCV Anti-HCV Anti-HCV Double Spot Test --- Anti-n-DNA quick teste SLE

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012

PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012 PROCESSO SELETIVO Nº 001/2012 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a contratação de serviços laboratoriais

Leia mais

Autor. Revisão Técnica. Durval Alex Gomes e Costa

Autor. Revisão Técnica. Durval Alex Gomes e Costa Apresentação A estrutura do Guia de Interpretação de Exames, em que cada capítulo aborda um exame diferente, foi concebida para ser uma alternativa à literatura especializada na melhor interpretação possível

Leia mais

Programa Nacional de Controle de Qualidade Ltda. PNCQ Patrocinado pela SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANÁLISES CLÍNICAS SBAC

Programa Nacional de Controle de Qualidade Ltda. PNCQ Patrocinado pela SOCIEDADE BRASILEIRA DE ANÁLISES CLÍNICAS SBAC C O N T R A T O N º Contrato realizado entre o Programa Nacional de Controle de Qualidade Ltda. - PNCQ, com sede à Rua Vicente Licínio, 193, na cidade do Rio de Janeiro, Tel/Fax.: (21) 2569-6867, C.G.C.

Leia mais

Código: LM-003-2 LISTA MESTRA. Versão: 2 Pg: 1/10. TITULO: Lista Mestra dos Exames Realizados nos Laboratórios de Apoio

Código: LM-003-2 LISTA MESTRA. Versão: 2 Pg: 1/10. TITULO: Lista Mestra dos Exames Realizados nos Laboratórios de Apoio Versão: 2 Pg: 1/10 NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Renato de Lacerda Diretor Técnico 02/02/2011 DE ACORDO Dr. Augustos Carrozino Diretor ADM 02/02/2011 APROVADO POR Dr. Jose Carlos dos Santos

Leia mais

TABELA DE PREÇO A- HEMATOLOGIA

TABELA DE PREÇO A- HEMATOLOGIA TABELA DE PREÇO A- HEMATOLOGIA Hematologia Hemograma Completo 24h R$ 12,00 Pesquisa de hematozoário (c/ hemograma completo) 24h R$ 12,00 Contagem de reticulócitos (c/ hemograma completo) 24h R$ 19,00 Fibrinogênio

Leia mais

Anexo Técnico de Acreditação Nº E0009-1 Accreditation Annex nr.

Anexo Técnico de Acreditação Nº E0009-1 Accreditation Annex nr. Tel +351.212 948 21 Fax +351.212 948 22 Anexo Técnico de Acreditação Nº E9-1 A entidade a seguir indicada está acreditada como Laboratório Clínico, segundo a norma NP EN ISO 15189:27 Endereço Address Contacto

Leia mais

ANEXO 11- EDITAl CHAMAMENTO PÚBLICO 001/2013

ANEXO 11- EDITAl CHAMAMENTO PÚBLICO 001/2013 ANEXO 11- EDITAl CHAMAMENTO PÚBLICO 001/2013 1,25-Dihidroxi Vitamina D 17-Alfa-Hidroxiprogesterona 17-Cetosteróides totais (17-CGS)- pesquisa e/ou dosagem 17-0H-Progesterona Neonatal 2,5-Hexanodiona, dosagem

Leia mais

RELAÇÃO DE EXAMES - LABEXAME

RELAÇÃO DE EXAMES - LABEXAME RELAÇÃO DE EXAMES - LABEXAME 11-DESOXICORTISOL 17 - CESTOSTEROIDES {17-KS} 17 BETA ESTRADIOL 17 HIDROXICORTICOIDES 17 HIDROXI-PROGESTERONA 2,5 HEXADIONA 21 HIDROXILASE, ANTICORPOS ANT 3 ALFA DIOL- GLUCORONÍDEO

Leia mais

Resolução de Diretoria Colegiada - RDC Nº 61, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011

Resolução de Diretoria Colegiada - RDC Nº 61, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011 Resolução de Diretoria Colegiada - RDC Nº 61, DE 18 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre as regras de classificação dos produtos para diagnóstico de uso in vitro e dá outras providências. A Diretoria Colegiada

Leia mais

Procedimentos Técnicos NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR

Procedimentos Técnicos NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Versão: 1 Pg: 1/6 NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Ivo Fernandes Sobreiro Gerente da Qualidade 01/09/2009 DE ACORDO Renato de Lacerda Diretor Técnico 05/09/2009 APROVADO POR Jose Carlos Santos

Leia mais

DIVISÃO DE LABORATÓRIO CENTRAL HC FMUSP PARAMETRIZAÇÃO DE COLETA

DIVISÃO DE LABORATÓRIO CENTRAL HC FMUSP PARAMETRIZAÇÃO DE COLETA EXAMES BPAI (solicitação somente em formulário específico de BPAI) MATERIAL BIOLÓGICO EXAMES INSTRUÇÕES DE COLETA CID / BPA CÓDIGO DO LAUDO MÉDICO BPA NECESSIDADE BPAI AMBULATÓRIO ENFERMARIA Genotipagem

Leia mais

ESPERMOCULTURA A amostra de esperma deve ser recente, efectuada após higiene dos órgãos genitais e colhida em recipienteiente esterilizado

ESPERMOCULTURA A amostra de esperma deve ser recente, efectuada após higiene dos órgãos genitais e colhida em recipienteiente esterilizado ESPERMOCULTURA A amostra de esperma deve ser recente, efectuada após higiene dos órgãos genitais e colhida em recipienteiente esterilizado ESPERMOGRAMA É importante que o esperma seja colhido em boas condições

Leia mais

Órgão/Entidade : SECRETARIA DA SAUDE Unidade Licitação : FUNDO ESTADUAL DE SAUDE - HOSPITAL GERAL DO ESTADO. Preço Total: Preço Total: Preço Total:

Órgão/Entidade : SECRETARIA DA SAUDE Unidade Licitação : FUNDO ESTADUAL DE SAUDE - HOSPITAL GERAL DO ESTADO. Preço Total: Preço Total: Preço Total: Licitação : PP154/2014 Data e Hora da Entrega das Propostas: 03/10/2014-09:00 Grupo :027-Materiais e Equip. de Uso Hospitalar, Odontológico, Veterinário e de Laboratório Órgão/Entidade : SECRETARIA DA

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS POP n.º: I 29 Página 1 de 5 1. Sinonímia Pesquisa de anticorpos frios. 2. Aplicabilidade Bioquímicos e auxiliares de laboratório do setor de Imunologia. 3. Aplicação clínica As Crioaglutininas são anticorpos

Leia mais

Matriz/Analito. Gram - Esfregaço preparado a partir de crescimento bacteriano, na forma física e digitalizada.

Matriz/Analito. Gram - Esfregaço preparado a partir de crescimento bacteriano, na forma física e digitalizada. Folha: 1 de 19 BACTERIOLOGIA Bacterioscopia BAAR e Gram, identificação e teste de susceptibilidade a antimicrobianos de microrganismos ambulatoriais e hospitalares BAAR - Lâmina com esfregaço prepara com

Leia mais

DIVISÃO DE LABORATÓRIO CENTRAL HC FMUSP

DIVISÃO DE LABORATÓRIO CENTRAL HC FMUSP EXAMES BPAI (solicitação feita somente em formulário específico de BPAI) MATERIAL BIOLÓGICO EXAMES INSTRUÇÕES DE COLETA CID / BPA CÓDIGO DO LAUDO MÉDICO BPA NECESSIDADE BPAI AMBULATÓRIO ENFERMARIA Genotipagem

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N.º 02/2016

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N.º 02/2016 ESTADO DO RIO GARNDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE CRISTAL DO SUL DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N.º 02/2016 CREDENCIAMENTO DE LABORATÓRIOS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS À

Leia mais

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008

Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008 Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 3.193, DE 24 DEZEMBRO DE 2008 Altera a Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses/Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde - SUS.

Leia mais

OraQuick ADVANCE HIV-1/2 Teste Rápido para a Detecção de Anticorpos HIV-1/2. Plasma. Amostras HIV-1. Amostras HIV-1. Amostras

OraQuick ADVANCE HIV-1/2 Teste Rápido para a Detecção de Anticorpos HIV-1/2. Plasma. Amostras HIV-1. Amostras HIV-1. Amostras Dispositivo Médico para Diagnóstico In vitro Nome Mandatário Fabricante Distribuidor Tipo de Teste Teste rápido. OraQuick ADVANCE /2 Teste Rápido para a Detecção de Anticorpos /2 Aplicação Diagnóstica

Leia mais

Lista Referencial de Procedimentos Laboratoriais do Hospital de Guarnição de Santiago

Lista Referencial de Procedimentos Laboratoriais do Hospital de Guarnição de Santiago Anexo A Lista Referencial de Procedimentos Laboratoriais do Hospital de Guarnição de Santiago MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO CMS - 3ª RM HOSPITAL DE GUARNIÇÃO DE SANTIAGO Lista Referencial de

Leia mais

MANUAL DE COLETA PARA ANÁLISES CLÍNICAS

MANUAL DE COLETA PARA ANÁLISES CLÍNICAS MANUAL DE COLETA PARA ANÁLISES CLÍNICAS O material coletado e conservado adequadamente torna-se de grande valor, proporcionando informações importantes para o clínico chegar a um diagnóstico. Uma coleta

Leia mais

DIVISÃO DE LABORATÓRIO CENTRAL HC FMUSP PARAMETRIZAÇÃO DE COLETA

DIVISÃO DE LABORATÓRIO CENTRAL HC FMUSP PARAMETRIZAÇÃO DE COLETA EXAMES BPAI (solicitação somente em formulário específico de BPAI) MATERIAL BIOLÓGICO EXAMES INSTRUÇÕES DE COLETA CID / BPA CÓDIGO DO LAUDO MÉDICO BPA NECESSIDADE BPAI AMBULATÓRIO ENFERMARIA Genotipagem

Leia mais

MARCADORES TUMORAIS EM DESTAQUE

MARCADORES TUMORAIS EM DESTAQUE Adriana Helena Sedrez Farmacêutica Bioquímica Especialista em Microbiologia Clínica pela PUC-PR Coordenadora do setor de Hematologia Clínica, responsável pelo Atendimento ao Cliente e gerente de Recursos

Leia mais

Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS. Sub- Grupo 02 - Diagnóstico em Laboratório Clínico

Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS. Sub- Grupo 02 - Diagnóstico em Laboratório Clínico Tabela de Procedimentos, Medicamentos e OPM do SUS. Sub- Grupo 02 - Diagnóstico em Laboratório Clínico CÓDIGO PROCEDIMENTO dias ùteis 0202010015 CLEARANCE OSMOLAR 02 dias 0202010023 DETERMINACAO DE CAPACIDADE

Leia mais

Manual de Exames Patologia Clínica

Manual de Exames Patologia Clínica Manual de Exames Patologia Clínica 3-alfa-androstanediol-glicuronídeo Soro Tubo Amarelo 0,4 ml - Jejum: 4h 5-nucleotidase Soro Tubo Amarelo 0,8 ml 11-desoxicortisol - Composto S Soro Tubo Amarelo 0,2 ml

Leia mais

Após a leitura deste texto não deixe de ler também nossas outras postagens sobre exames laboratoriais:

Após a leitura deste texto não deixe de ler também nossas outras postagens sobre exames laboratoriais: Aula Prática Profa. Dra. Fernanda Ayala O exame de urina é usado como método diagnóstico complementar desde o século II. Trata-se de um exame indolor e de simples coleta, o que o torna muito menos penoso

Leia mais

Diagnóstico Imunológico das Infecções Congênitas

Diagnóstico Imunológico das Infecções Congênitas Diagnóstico Imunológico das Infecções Congênitas Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita Rubéola e Síndrome da Rubéola Congênita Vírus da Rubéola Togavirus Vírus de RNA fita simples Principal epítopo dominante:

Leia mais

Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4. , K +, Mg 2+, etc...)

Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4. , K +, Mg 2+, etc...) Regulação dos níveis iônicos do sangue (Na +, K +, Ca 2+, Cl -, HPO 4 2-, K +, Mg 2+, etc...) Regulação do equilíbrio hidrossalino e da pressão arterial; Regulação do ph sanguíneo (H +, HCO 3- ); Síntese

Leia mais

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: SEGUNDA À SEXTA: 09:00 ás 18:00 horas. SÁBADO: 09:00 ás 13:00 horas.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: SEGUNDA À SEXTA: 09:00 ás 18:00 horas. SÁBADO: 09:00 ás 13:00 horas. QUEM SOMOS: Desde 2007 atuando no setor de diagnóstico veterinário, nós do PetLab temos como objetivo auxiliar os colegas veterinários no diagnóstico laboratorial e interpretação de resultados. Estamos

Leia mais

Abordagem do Paciente Renal F J Werneck

Abordagem do Paciente Renal F J Werneck Síndromes Nefrológicas Síndrome infecciosa: Infecciosa Nefrítica Nefrótica Urêmica Hipertensiva Calculosa - infecção do trato urinário alta: pielonefrite - Infecção do trato urinário baixa: cistite, uretrite

Leia mais

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas.

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Fisiologia Animal Excreção Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Sistema urinario Reabsorção de açucar, Glicose, sais, água. Regula volume sangue ADH: produzido pela

Leia mais

IGF-1 e IGFBP-3 > - 1DP (ou normais) Teste de estímulo para GH Baixa probabilidade de deficiência de GH. GH > 5,5 ng/ml

IGF-1 e IGFBP-3 > - 1DP (ou normais) Teste de estímulo para GH Baixa probabilidade de deficiência de GH. GH > 5,5 ng/ml AVALIAÇÃO DE BAIXA ESTATURA Criança com estatura > -2 DP para idade e sexo Crianças com estatura < -2 DP ou velocidade de crescimento < -1 DP ou com mudança no canal de crescimento Observar dados clínicos

Leia mais

TÉCNICAS DE ESTUDO EM PATOLOGIA

TÉCNICAS DE ESTUDO EM PATOLOGIA TÉCNICAS DE ESTUDO EM PATOLOGIA Augusto Schneider Carlos Castilho de Barros Faculdade de Nutrição Universidade Federal de Pelotas TÉCNICAS Citologia Histologia Imunohistoquímica Citometria Biologia molecular

Leia mais

DIVISÃO DE LABORATÓRIO CENTRAL HC FMUSP PARAMETRIZAÇÃO DE COLETA

DIVISÃO DE LABORATÓRIO CENTRAL HC FMUSP PARAMETRIZAÇÃO DE COLETA Dengue Dengue em tempo Real RT Adenovírus Colher 5 ml de sangue em tubo com gel separador (tampa amarela). Colher a primeira amostra na fase aguda da doença (até 7 dias após o início dos sintomas). Coletar

Leia mais

Questionário - Proficiência Clínica

Questionário - Proficiência Clínica Tema Elaboradora Texto Introdutório TESTES IMUNO-HEMATOLÓGICOS E TRANSFUSÃO EM ANEMIA HEMOLÍTICA AUTO-IMUNE A FRIO Margarida de Oliveira Pinho. Bióloga, Responsável pelo Laboratório de Imunohematologia

Leia mais

SfY. d=-, SOROCABA GP-RI-1788/14. de novembro de 2014. do Prefeito

SfY. d=-, SOROCABA GP-RI-1788/14. de novembro de 2014. do Prefeito SfY Y ^ Prefeitura de Gabinete d=-, do Prefeito GP-RI-1788/14 J. AO EXJ Senhor Presidente, Em 24 de novembro de 2014. Em atençf aoqrimento n 1795/2014, de autoria do nobre Vereador FERNANDO ALV A DINI

Leia mais

Diagnóstico Laboratorial das Infecções Virais

Diagnóstico Laboratorial das Infecções Virais Departamento de Microbiologia Instituto de Ciências Biológicas Universidade Federal de Minas Gerais http://www.icb.ufmg.br/mic/diaadia Diagnóstico Laboratorial das Infecções Virais Introdução A análise

Leia mais

TOXICOLOGIA OCUPACIONAL

TOXICOLOGIA OCUPACIONAL TOXICOLOGIA OCUPACIONAL TOXICOLOGIA OCUPACIONAL TOXICOLOGIA OCUPACIONAL Com um setor dedicado exclusivamente a toxicologia e análises instrumentais, o DB Diagnósticos do Brasil oferece resultados precisos,

Leia mais

PERFIL BIOQUÍMICO DO SANGUE

PERFIL BIOQUÍMICO DO SANGUE Perfil bioquímico: PERFIL BIOQUÍMICO DO SANGUE Professora: Ms. Renata Aparecida Fontes Medicina Veterinária Período: 3 Metabolismo energético: Glicose, colesterol e ácidos graxos livres Ruminantes: β-hidroxibutirato

Leia mais

Demora aproximadamente 40 semanas e é dividida em trimestres.

Demora aproximadamente 40 semanas e é dividida em trimestres. Demora aproximadamente 40 semanas e é dividida em trimestres. Primeiro trimestre 0 a 13 semanas (começo no primeiro dia do último período). Após o óvulo ter sido fertilizado na trompa de falópio, é transportado

Leia mais

TESTE DO PEZINHO. Informações sobre as doenças pesquisadas no teste do pezinho:

TESTE DO PEZINHO. Informações sobre as doenças pesquisadas no teste do pezinho: TESTE DO PEZINHO Informações sobre as doenças pesquisadas no teste do pezinho: 1) FENILCETONÚRIA Doença causada por falta de uma substância (enzima) que transforma a fenilalanina (aminoácido) em tirosina.

Leia mais

Adicionar 100 ul de ácido clorídrico ou ácido acético como conservantes. Proteger da luz e refrigerar.

Adicionar 100 ul de ácido clorídrico ou ácido acético como conservantes. Proteger da luz e refrigerar. EXAMES ÁCIDO DELTA AMINO LEVUNILICO ÁCIDO FOLICO ÁCIDO HIPÚRICO ÁCIDO LÁTICO ÁCIDO MANDÉLICO ÁCIDO METIL HIPÚRICO ÁCIDO TRANS-MUCONICO ÁCIDO ÚRICO. ÁCIDO VALPRÓICO ÁCIDO VANIL MANDÉLICO ACTH HORMÔNIO ADRADRENOCORTICOTRÓFICO

Leia mais

OFICINA INTEGRADA DE DOENÇAS IMUNOPREVINÍVEIS

OFICINA INTEGRADA DE DOENÇAS IMUNOPREVINÍVEIS OFICINA INTEGRADA DE DOENÇAS IMUNOPREVINÍVEIS OFICINA INTEGRADA DE DOENÇAS IMUNOPREVINÍVEIS DIAGNÓSTICO LABORATORIAL DAS MENINGITES- ESTUDO DO LCR TÓPICOS A SEREM ABORDADOS : FASE PRÉ ANALÍTICA PROCESSAMENTO

Leia mais

BIOTECNOLOGIA FARMACÊUTICA. Aplicação no Laboratório Clínico - PCR APLICAÇÃO DA BIOTECNOLOGIA NO LABORATÓRIO CLÍNICO

BIOTECNOLOGIA FARMACÊUTICA. Aplicação no Laboratório Clínico - PCR APLICAÇÃO DA BIOTECNOLOGIA NO LABORATÓRIO CLÍNICO BIOTECNOLOGIA FARMACÊUTICA APLICAÇÃO DA BIOTECNOLOGIA NO LABORATÓRIO CLÍNICO Conteúdos abordados -Relembrar alguns conceitos da Replicação do DNA in vivo Aplicação no Laboratório Clínico - PCR -Algumas

Leia mais

PERFIL PANCREÁTICO. Prof. Dr. Fernando Ananias. MONOSSACARÍDEOS Séries das aldoses

PERFIL PANCREÁTICO. Prof. Dr. Fernando Ananias. MONOSSACARÍDEOS Séries das aldoses PERFIL PANCREÁTICO Prof. Dr. Fernando Ananias MONOSSACARÍDEOS Séries das aldoses 1 DISSACARÍDEO COMPOSIÇÃO FONTE Maltose Glicose + Glicose Cereais Sacarose Glicose + Frutose Cana-de-açúcar Lactose Glicose

Leia mais

MANUAL DE COLETA DIA GNÓSTICOS AVANÇADOS

MANUAL DE COLETA DIA GNÓSTICOS AVANÇADOS MANUAL DE COLETA DIA GNÓSTICOS AVANÇADOS PRESTEZA, PRECISÃO E PROXIMIDADE índice 1. 2. MORFOLOGIA... 5 3. CITOGENÉTICA... 5 4. IMUNOFENOTIPAGEM POR CITOMETRIA DE FLUXO... 2 IMUNOGENÉTICA E HISTOCOMPATIBILIDADE...

Leia mais

TÉCNICA EM LABORATÓRIO/HEMOTERAPIA

TÉCNICA EM LABORATÓRIO/HEMOTERAPIA UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE CCM CENTRO DE CIÊNCIAS MÉDICAS HUAP HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ANTONIO PEDRO TÉCNICA EM LABORATÓRIO/HEMOTERAPIA Parte I: Múltipla Escolha 01 Quanto à classificação do grupo

Leia mais

Ácido Cítrico Líquido Seminal. Análise Seminal Computadorizada

Ácido Cítrico Líquido Seminal. Análise Seminal Computadorizada Ácido Cítrico Líquido Seminal O ácido cítrico é produzido pela próstata. Tem sua produção dependente da atividade hormonal e está ligado ao processo de coagulação e liquefação do esperma. Colorimétrico

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: FARMÁCIA Disciplina: Estágio IV Professor: Fernanda Barrinha Fernandes Teresa Gomes de Oliveira Carga horária: 10 Horas Ementa: DRT:

Leia mais

CRF-RS. Cartilha Analítica. Comissão de Análises Clínicas 2007

CRF-RS. Cartilha Analítica. Comissão de Análises Clínicas 2007 CRF-RS Cartilha Analítica Comissão de Análises Clínicas 2007 APRESENTAÇÃO A presente Cartilha Analítica foi elaborada pela Comissão Assessora de Análises Clínicas do CRF-RS, gestão 2006/2007, composta

Leia mais

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS POP n.º: I 22 Página 1 de 5 1. Sinonímia Beta 2 Microglobulina, b2m 2. Aplicabilidade Aos técnicos e bioquímicos do setor de imunologia 3. Aplicação clínica A beta-2-microglobulina é uma proteína presente

Leia mais

HIV no período neonatal prevenção e conduta

HIV no período neonatal prevenção e conduta HIV no período neonatal prevenção e conduta O HIV, agente causador da AIDS, ataca as células do sistema imune, especialmente as marcadas com receptor de superfície CD4 resultando na redução do número e

Leia mais

Suspeita clínic a de doença celíaca. + IgA sérica POSITIVO 3? Anti-gliadina IgG POSITIVO?

Suspeita clínic a de doença celíaca. + IgA sérica POSITIVO 3? Anti-gliadina IgG POSITIVO? DOENÇA CELÍACA Suspeita clínic a de doença celíaca ttg 1 IgA ou Antiendomísio (AEM) IgA 2 + IgA sérica 3? Probabilidade de doença celíaca é baixa Probabilidade de doença celíaca é alta Deficiência de IgA?

Leia mais

Dimension. Andrea Nocelli. Copyright Siemens AG 2008. Todos os direitos reservados

Dimension. Andrea Nocelli. Copyright Siemens AG 2008. Todos os direitos reservados Sistema de Química Clínica Dimension Andrea Nocelli Dimension i História i e Herança Visão Geral das Características Sistema de Reagentes e Informações do Método Software e Informática Conclusão Herança

Leia mais

PROCEDIMENTOS SEQUENCIADOS PARA O DIAGNÓSTICO, INCLUSÃO E MONITORAMENTO DO TRATAMENTO DA INFECÇÃO PELO VÍRUS DA HEPATITE C.

PROCEDIMENTOS SEQUENCIADOS PARA O DIAGNÓSTICO, INCLUSÃO E MONITORAMENTO DO TRATAMENTO DA INFECÇÃO PELO VÍRUS DA HEPATITE C. PROCEDIMENTOS SEQUENCIADOS PARA O DIAGNÓSTICO, INCLUSÃO E MONITORAMENTO DO TRATAMENTO DA INFECÇÃO PELO VÍRUS DA HEPATITE C. A) DIAGNÓSTICO ETAPA I - TRIAGEM SOROLÓGICA ( ANTI-HCV ) ETAPA II CONFIRMAÇAO

Leia mais

Ácido cítrico, líquido seminal. Análise seminal computadorizada. Instituto Hermes Pardini - Líquido Seminal 1

Ácido cítrico, líquido seminal. Análise seminal computadorizada. Instituto Hermes Pardini - Líquido Seminal 1 Ácido cítrico, líquido seminal O ácido cítrico é produzido pela próstata. Tem sua produção dependente da atividade hormonal e está ligado ao processo de coagulação e liquefação do esperma. Níveis baixos

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: INTERPRETAÇÃO DE EXAMES COMPLEMENTARES Código: ENF 313 Pré-requisito: Nenhum

Leia mais

Citologia Clínica. Exame qualitativo da urina. Exame de urina de rotina. Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos

Citologia Clínica. Exame qualitativo da urina. Exame de urina de rotina. Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos Citologia Clínica Aula 9 Exame qualitativo de Urina Profa. MsC Priscila P. S. dos Santos Exame qualitativo da urina Diagnóstico de doença renal, no trato urinário, sistêmicas não relacionadas com o rim.

Leia mais

ANTI IgG (Soro de Coombs)

ANTI IgG (Soro de Coombs) ANTI IgG (Soro de Coombs) Soro Anti Gamaglobulinas Humanas PROTHEMO Produtos Hemoterápicos Ltda. PARA TESTES EM LÂMINA OU TUBO SOMENTE PARA USO DIAGNÓSTICO IN VITRO Conservar entre: 2º e 8ºC Não congelar

Leia mais

Dúvidas frequentes sobre exames laboratoriais.

Dúvidas frequentes sobre exames laboratoriais. Dúvidas frequentes sobre exames laboratoriais. Remédios interferem em exames laboratoriais? Alguns, sim. Os antibióticos e os anti-inflamatórios, por exemplo, interferem nos testes de coagulação do sangue,

Leia mais

Interpretação de exames laboratoriais Lactato desidrogenase (LDH)

Interpretação de exames laboratoriais Lactato desidrogenase (LDH) Interpretação de exames laboratoriais Lactato desidrogenase (LDH) Nathália Krishna O que é? NAD+ está presente em quantidades somente catalíticas na célula e é um cofator essencial para a glicólise,dessa

Leia mais

TRATAMENTO DE HEPATITE C CRÔNICA

TRATAMENTO DE HEPATITE C CRÔNICA TRATAMENTO DE HEPATITE C CRÔNICA Departamento de Clínica Médica Disciplina de Gastroenterologia PROTOCOLO DE TRATAMENTO DE HEPATITE C CRÔNICA COM INTERFERON E RIBAVIRINA. INTRODUÇÃO A hepatite C vem sendo

Leia mais

ÁCIDO HIDROXI INDOLACÉTICO

ÁCIDO HIDROXI INDOLACÉTICO ÁCIDO HIDROXI INDOLACÉTICO Urina de 24 horas - Usar HCL 50% 20 ml/l de urina (adulto); 10 ml/l de urina (criança) e refrigerar. - Informar medicamentos em uso, dose e tempo de uso. DIETA: O paciente deverá

Leia mais

ANEXO I. Procedimento (Sintético com Valor)

ANEXO I. Procedimento (Sintético com Valor) ANEXO I Procedimento (Sintético com Valor) Filtros Utilizados Competencia: 07/2012 Situação do Procedimento: Publicado Grupo: 02 - Procedimentos com finalidade diagnóstica SubGrupo: 02 - Diagnóstico em

Leia mais

Procedimento (Sintético com Valor)

Procedimento (Sintético com Valor) Procedimento (Sintético com Valor) Filtros Utilizados Competencia: 07/2012 Situação do Procedimento: Grupo: SubGrupo: Código Publicado 02 - Procedimentos com finalidade diagnóstica 02 - Diagnóstico em

Leia mais

GUIA DE COLETA DE AMOSTRAS

GUIA DE COLETA DE AMOSTRAS Diretrizes para coleta da amostra As análises laboratoriais e seus resultados dependem da coleta adequada da amostra, como também, do armazenamento e transporte apropriados até o laboratório. A equipe

Leia mais