BB.10: Seres vivos, ambiente e energia BIOLOGIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BB.10: Seres vivos, ambiente e energia BIOLOGIA"

Transcrição

1 ATIVIDADES 1. (FGV-SP) Considere a teia alimentar abaixo. Nesta teia, são consumidores primários e secundários, respectivamente Assinale a opção que contém a cadeia alimentar que melhor se encaixa com o esquema: a) planta gafanhoto sapo cobra b) planta boi carrapato ave c) planta preás pulgas bactérias parasitas d) planta ratos gatos cobra e) planta grilo lagarto gavião a) cobras e lagartos. b) cobras e gaviões. c) camundongos e lagartos. d) gafanhotos e camundongos. e) lagartos e gaviões 4. Relacione cada conceito com sua respectiva definição: ( ) Nível trófico ( ) Produtores ( ) Consumidores ( ) Decompositores ( ) Cadeia alimentar ( ) Teia alimentar 2. Qual e a diferença entre cadeia e teia alimentar? Justifique a afirmação: O conceito de cadeia alimentar é didático, uma vez que na natureza seria talvez impossível existir uma cadeia alimentar linear. a) Seres vivos que fabricam matéria orgânica utilizando compostos inorgânicos. b) Organismos (bactérias ou fungos) que degradam a matéria orgânica, devolvendo substâncias inorgânicas ao ambiente. c) Seqüência linear em que um organismo serve de alimento para outro. d) Posição ocupada por um organismo na seqüência alimentar de um ecossistema. e) Inter-relacionamento de cadeias alimentares de um ecossistema. f) Heterótrofos que sobrevivem alimentando-se de produtores ou de outros consumidores. 5. (VUNESP) Observe o gráfico que especifica uma teia alimentar e os seres que dela participam. 3. (PUC-RJ) O esquema abaixo representa uma cadeia alimentar, sob a forma de uma pirâmide de números; APOSTILA 3 31 SISTEMA LOSANGO DE ENSINO

2 e) a variedade de todos os seres vivos. a) Que elemento pertence a mais de um nível trófico na teia apresentada? b) Qual é o papel desempenhado pela planta nessa teia? 8. (PUC-RS) Para estudar o funcionamento de uma biocenose (comunidade biológica), um biólogo construiu uma comunidade simplificada, composta por um representante de cada nível trófico, em um ambiente controlado em que era possível apenas a entrada de raios solares e de ar esterilizado. O gráfico apresenta ( em unidades arbitrárias) a biomassa de equilíbrio atingida pelas populações de três espécies: uma planta (imbaúba) e dois animais (preguiça e gato do mato), após um longo período de observação. 6. (UFJF) Quando se aplica inseticida em uma lavoura de arroz, os primeiros animais que desaparecem da lavoura por falta de alimento são: a) os roedores d) os mamíferos carnívoros b) as cobras e) as aves de rapina c) os sapos As espécies 1, 2 e 3 devem representar respectivamente, as populações de: 7. A biodiversidade constitui uma das propriedades fundamentais da natureza e tem sido muito debatida em reuniões internacionais, como a RIO 92. As opções abaixo expressam características da biodiversidade, EXCETO: a) imbaúbas, preguiças e gatos-do-mato b) gatos-do-mato,imbaúbas e preguiças c) gatos-do-mato, preguiças e imbaúbas d) preguiças, gatos-do-mato e imbaúbas e) preguiças, imbaúbas e gatos-do-mato. a) variedade de espécies que existem em um ecossistema. b) variedade de ecossistemas que existem em todo o planeta. c) características genéticas existentes dentro de uma mesma espécie. d) a quantidade de biomassa de uma determinada espécie. 9. (VUNESP) Observe as duas cadeias alimentares: SISTEMA LOSANGO DE ENSINO 32 APOSTILA 3

3 1. árvore preguiças pulgas protozoários. 2. milho roedores cobras gaviões. Observe as pirâmides a seguir. 1. Sendo: 2 = consumidores terciários, a pirâmide alimentar que descreve as relações entre os seres vivos corresponde é: Pirâmide I Pirâmide II Com relação às cadeias 1 e 2 e aos modelos de pirâmides I e II, é correto afirmar que: a) a pirâmide I pode representar tanto o número de indivíduos como a quantidade de energia disponível, em cada nível trófico da cadeia 2. b) a pirâmide II pode representar tanto o número de indivíduos como a quantidade de energia disponível, em cada nível trófico da cadeia 1. c) a pirâmide II pode representar a quantidade de energia disponível em cada nível trófico da cadeia 2. d) a pirâmide I pode representar o número de indivíduos em cada nível trófico da cadeia 1. e) a pirâmide I pode representar o número de indivíduos da cadeia 2, e a pirâmide II, a quantidade de energia disponível em cada nível trófico da cadeia 1. a) d) b) e) c) (FUVEST) Que tipos de organismos devem estar necessariamente presentes em um ecossistema para que ele se mantenha? a) Herbívoros e carnívoros b) Herbívoros, carnívoros e decompositores. c) Produtores e decompositores. d) Produtores e herbívoros. e) Produtores, herbívoros e carnívoros. 3. (FUVEST) Esquematize duas cadeias alimentares em que você participe como consumidor primário e terciário, respectivamente. 4. (FUVEST) Considere o seguinte diagrama, que representa uma pirâmide de números. IV III II I Que alternativa relaciona corretamente os organismos do diagrama? I II III IV a) Jacarandá Larva de borboleta Besouro Coruja b) Capim Besouro Coruja Rato EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES c) Capim Rato Coruja Larva de APOSTILA 3 33 SISTEMA LOSANGO DE ENSINO

4 borboleta d) Jacarandá Pássaro Rato Coruja e) Jacarandá Larva de borboleta Coruja Rato 5. (FUNREI) Em várias partes do mundo o homem tem se preocupado em promover e acelerar a recuperação de áreas naturais degradadas, através da reintrodução de espécies. Um vasto campo agrícola estéril e abandonado poderá ser recuperado introduzindo-se, obrigatoriamente em primeiro lugar, organismos a) consumidores primários b) produtores c) decompositores d) heterótrofos e) consumidores secundários 8. (UFJF) Represente em esquemas as cadeias alimentares abaixo. Em seguida, classifique os organismos de cada uma delas de acordo com seus níveis tróficos. a) A anta, que é um herbívoro da Floresta Amazônica, é muitas vezes presa da onça pintada, o maior carnívoro da região. b) O tambaqui, um peixe frutívoro das águas amazônicas, é muitas vezes predado por pirarucu, um dos maiores peixes da região. 9. (UFV) Justifique a afirmativa: "quanto mais próxima uma população estiver do início da cadeia alimentar, maior será a quantidade de energia disponível". 10. (UFSM-RS) Observe o esquema a seguir, que é uma simplificação do ciclo da matéria no ecossistema: 6. (UFMG) Considere a seguinte teia alimentar de uma floresta tropical. Nesse ciclo, I e II representam respectivamente: a) Consumidores e decompositores b) Consumidores e produtores c) Produtores e consumidores d) Produtores e decompositores e) Decompositores e consumidores. Identifique, nessa teia, os organismos 11. (UFF) Considere uma cadeia alimentar lacustre constituída pelos organismos representados a seguir: a) competidores: b) predador de 3º nível trófico: c) onívoros d) herbívoros 7. (UFU) Teoricamente, um ecossistema poderia funcionar somente com os produtores e decompositores, sem os estágios intermediários representados pelos consumidores. Como este ecossistema hipotético funcionaria? Referindo-se a cada elemento por meio da numeração indicada na figura, identifique: a) O nível trófico de cada elemento. SISTEMA LOSANGO DE ENSINO 34 APOSTILA 3

5 b) Os níveis tróficos em que se encontram, respectivamente, o maior e o menor nível de energia. c) O nível trófico que não foi numerado na figura. 12. (VUNESP) Observe a figura a seguir: Espécie 5 Detritos vegetais e animais b) Considerando o alimento preferencial do peixe, onde um pescador deve colocar o seu anzol se quer pescar peixes da espécie 2 e da espécie 4? Justifique. c) Considerando o alimento preferencial e o local de alimentação das cinco espécies de peixe apresentadas, pode-se afirmar que elas competem entre si? Justifique a resposta. d) A espécie de peixe 1 obtém alimento por filtração. Como podem ser classificadas as espécies 3 e 4 quanto ao modo de obter alimento? 15. (FGV) Considere a cadeia alimentar de uma comunidade terrestre: Nessa teia alimentar, o lagarto pode ser: a) um produtor b) um consumidor de primeira ordem c) um consumidor de segunda ordem d) um consumidor de terceira ordem e) um decompositor. 13. (UEL) Em um ecossistema, a atividade dos decompositores consiste em: a) Retirar sais minerais do solo e transferi-los para os vegetais. b) Fixar sais minerais do solo, evitando que poluam o ambiente. c) Liberar Oxigênio e Nitrogênio para o ambiente. d) Liberar gás carbônico para o ambiente, a medida que degradam substâncias obtidas de organismos mortos e restos. e) Impedir que a energia dos corpos dos organismos mortos se perca no ambiente, na forma de calor. a) Por que a vegetação ocupa o início da cadeia? b) Se nessa comunidade ocorresse uma redução drástica da quantidade de consumidores primários, o que ocorreria com as outras populações? 16. (UFSC) Observe a figura a seguir e analise as proposições: 14. (UNICAMP) Em um lago estável de profundidade média de 30 metros vivem cinco espécies de peixes cujo alimento preferencial está na tabela a seguir: Espécie de peixe Espécie 1 Espécie 2 Espécie 3 Espécie 4 Alimento preferido Fitoplâncton Vermes, especialmente oligoquetas Caramujos Algas pluricelulares e plantas aquáticas APOSTILA 3 35 SISTEMA LOSANGO DE ENSINO

6 disponibilidade energética, seria o que se alimentasse exclusivamente de: a) algas c) copépodes b) insetos d) crustáceos (01) Fungos e bactérias são decompositores (02) A figura representa uma cadeia alimentar com três níveis tróficos. (04) O fluxo de energia é cíclico, renovado pelos decompositores. (08) A onça e o gavião são produtores. (16) Nessa figura, o mocho, o lagarto e a cobra são consumidores terciários ou de terceira ordem. (32) Na cadeia verdura Veado onça, ocorre redução da quantidade de energia na passagem de um nível trófico para outro. (64) Grande parte da energia obtida pelo coelho, ao comer a verdura, é gasta em sua própria respiração celular aeróbia. 18. (UFV) Na maioria dos ecossistemas naturais encontram-se vários tipos de produtores e consumidores. As várias opções alimentares interligam as diversas cadeias alimentares em uma teia alimentar, como a exemplificada a seguir. Dê a soma dos números dos itens corretos. 17. (UERJ) Na maioria dos ecossistemas, a energia originase da luz solar. A figura a seguir mostra componentes do ecossistema de um lago. Com base na figura e nos conceitos ecológicos, resolva os itens: a) A que nível(is) trófico(s) pertence a cobra? b) Independentemente da ordem que ocupam, quantos consumidores pertencem a um único nível trófico inferior ao da cobra. 19. (UEL) Considere as seguintes relações tróficas de uma comunidade terrestre: Considere que, no lago, existam quatro diferentes espécies de peixes. Cada uma dessas espécies alimenta-se exclusivamente de um dos quatro componentes indicados. O peixe que teria melhores condições de desenvolvimento, em função da SISTEMA LOSANGO DE ENSINO 36 APOSTILA 3

7 quitina são regurgitados. Analisando a composição dos materiais regurgitados, pesquisadores determinaram a dieta de uma espécie de coruja, em uma área de cerrado, próxima a Brasília, nas épocas de seca e de chuva. O diagrama a seguir apresenta a porcentagem de cada grupo de presas na dieta dessa espécie de coruja, em cada época do ano. O papel de consumidor terciário pode ser desempenhado exclusivamente por: a) rujas. d) sapos e gaviões b) gaviões. e) camundongos e corujas c) corujas e gaviões. 20. (UFRS) O esquema adiante representa organismos de uma comunidade e as inter-relações que os mantêm. Considerando as informações apresentadas, julgue (V ou F) os itens seguintes. Qual das afirmativas está correta? a) Fitoplâncton e o zooplâncton constituem o nível trófico dos produtores. b) Gaivotas e biguás são predadores e fazem parte do quarto nível trófico. c) Peixes são onívoros e considerados consumidores primários e secundários. d) As bactérias e fungos são os autótrofos de compositores com maior disponibilidade energética. e) Os moluscos são consumidores primários, tendo à disposição a maior quantidade energética. (1) Os ratos constituem um alimento importante na dieta das corujas, as quais, por isso, são animais úteis para o homem. (2) A coruja alimenta-se de poucos insetos e marsupias durante a seca porque, provavelmente, esses organismos são poucos abundantes nessa época. (3) Na alimentação das corujas, as aves são raras porque, em geral, possuem hábitos diurnos, enquanto as corujas, em geral, têm hábitos noturnos. (4) As corujas são predadoras de topo na cadeia alimentar, isto é, não são presas de outros animais. 21. (UnB) As corujas são aves predadoras que praticamente engolem suas presas inteiras. Os restos não digeridos como ossos, pêlos, penas, escamas e APOSTILA 3 37 SISTEMA LOSANGO DE ENSINO

8 Decompositores frutos = produtor tambaqui = C. primário pirarucu = C. secundário 9. Pois o fluxo de energia ao longo da cadeia é unidirecional e gradativamente menor, sendo os produtores, os organismos que introduzem energia ao longo da cadeia os produtores. 10. B 11. a) (1) Consumidor terciário ou de terceira ordem; (2) consumidor primário ou de primeira ordem; (3) produtores; (4) consumidor secundário ou de segunda ordem. b) Maior nível: elemento(3); menor nível: elemento (1) c) É o nível trófico dos decompositores, constituído por bactérias e fungos. GABARITO Exercícios complementares 1. E 2. C 3. - Milho Homem - Capim inseto ave homem 4. A 5. B 6. a) gambás, quatis, macacos, aves b) onças c) gambás, aves e quatis d) macacos 7. O ecossistema funcionária com a ação direta dos decompositores sobre os produtores, ou seja haveria uma produção e posterior mineralização da matéria orgânica. 8. a) árvores anta onça decompositores árvore = produtor anta = consumidor primário onça = consumidor secundário 12. C 13. D 14. a) Vermes oligoquetas, algas pluricelulares e plantas aquáticas vivem no fundo do lago. Por isso o anzol deverá ser lançado na região mais profunda. b) As cinco espécies apresentadas não competem entre si, pois possuem hábitats alimentares diferentes. Logo, ocupam diferentes nichos ecológicos. c) Espécie 3: peixe carnívoro (consumidor de segunda ordem ou de ordem superior); espécie 4: peixe herbívoro (consumidor de primeira ordem). 15. a) Por se tratar de organismos produtores (autótrofos fotossintetizantes). b) Ocorreria aumento da população de produtores (vegetação) e redução da população de consumidores secundários (lagartos) e da população de consumidores terciários (aves de rapina). 16. Soma=97 ( ) 17. A 18. Consumidor secundário e terciário. 3 (três) 19. C 20. C 21. V V V F b) frutos Tambaqui pirarucu SISTEMA LOSANGO DE ENSINO 38 APOSTILA 3

9 APOSTILA 3 39 SISTEMA LOSANGO DE ENSINO

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 21 RELAÇÕES TRÓFICAS

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 21 RELAÇÕES TRÓFICAS BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 21 RELAÇÕES TRÓFICAS Planta (produtores) Gafanhoto (consumidor primário) Pássaro (consumidor secundário) produtores consumidores decompositores 1 3 10 2 x 10 7 Exemplo de pirâmide

Leia mais

O mundo vivo se organiza a partir dos seres mais simples até os mais complexos, em ordem crescente de complexidade. Neste contexto, a Biologia se

O mundo vivo se organiza a partir dos seres mais simples até os mais complexos, em ordem crescente de complexidade. Neste contexto, a Biologia se O mundo vivo se organiza a partir dos seres mais simples até os mais complexos, em ordem crescente de complexidade. Neste contexto, a Biologia se organiza de Moléculas à Biosfera, constituindo 11 níveis

Leia mais

Cadeias alimentares teias tróficas

Cadeias alimentares teias tróficas Cadeias alimentares e teias tróficas 08 fev 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto RESUMO A cadeia alimentar é uma sequência que mostra a alimentação entre os seres

Leia mais

Solitária. Homem. Milho

Solitária. Homem. Milho Exercitando Ciências Tema: Cadeias Alimentares Esta lista de exercícios aborda o conteúdo curricular cadeias alimentares, teia alimentar e transferência de energia nas cadeias alimentares. 1) Observe no

Leia mais

Ecologia Cadeia Alimentar X Teia Alimentar

Ecologia Cadeia Alimentar X Teia Alimentar Ecologia Cadeia Alimentar X Teia Alimentar 1- (Ufu 2007) As Teias Alimentares representam a complexa rede de transferência de matéria e energia em um ecossistema. Sobre a Teia Alimentar representada na

Leia mais

RUMO PRÉ VESTIBULAR Apostila 1 Biologia B. Ecologia. Prof.ª Carol

RUMO PRÉ VESTIBULAR Apostila 1 Biologia B. Ecologia. Prof.ª Carol RUMO PRÉ VESTIBULAR Apostila 1 Biologia B Ecologia Prof.ª Carol Aula 2 Ambiente e energia Dentro de um ecossistema, as espécies se comportam como produtoras, consumidoras ou decompositoras. PRODUTORES:

Leia mais

BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2

BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2 BIOSFERA E SEUS ECOSSISTEMAS Cap.2 Conceitos Básicos ECOLOGIA Oikos =casa; logos= ciência É a ciência que estuda as relações entre os seres vivos entre si e com o ambiente onde eles vivem Estuda as formas

Leia mais

Biologia. Cadeias e Teias Alimentares / Pirâmides Ecológicas. Professor Enrico Blota.

Biologia. Cadeias e Teias Alimentares / Pirâmides Ecológicas. Professor Enrico Blota. Biologia Cadeias e Teias Alimentares / Pirâmides Ecológicas Professor Enrico Blota www.acasadoconcurseiro.com.br Biologia ECOLOGIA E CIÊNCIAS AMBIENTAIS- TEIAS ALIMENTARES, FLUXO DE ENERGIA E PIRÂMIDES

Leia mais

CADEIA ALIMENTAR. C) Decompositores: Uma parte da. A) Produtores: Os produtores. B) Consumidores: Os organismos. Prof. André Maia

CADEIA ALIMENTAR. C) Decompositores: Uma parte da. A) Produtores: Os produtores. B) Consumidores: Os organismos. Prof. André Maia CADEIA ALIMENTAR Os seres vivos (flora e fauna) que compõe um ecossistema são denominados biotas. Boa parte das relações que se estabelecem entre eles é de natureza alimentar. A cadeia alimentar constitui

Leia mais

Ecologia I -Conceitos

Ecologia I -Conceitos Ecologia I -Conceitos -Pirâmides ecológicas -Fluxo de energia Professora: Luciana Ramalho 2017 Introdução Ecologia é uma ciência que estuda os seres vivos e suas interações com o meio ambiente onde vivem.

Leia mais

Ecologia. introdução, fluxo de energia e ciclo da matéria. Aula 1/2

Ecologia. introdução, fluxo de energia e ciclo da matéria. Aula 1/2 Ecologia introdução, fluxo de energia e ciclo da matéria ANEXO CAPÍTULO 1 Importância da Ecologia Níveis de organização Componentes de um ecossistema Cadeia e teia alimentar Aula 1/2 Hábitat e nicho ecológico

Leia mais

ECOLOGIA. Parte da Biologia que estuda as relações que os seres vivos mantêm entre si e com o ambiente em que vivem.

ECOLOGIA. Parte da Biologia que estuda as relações que os seres vivos mantêm entre si e com o ambiente em que vivem. ECOLOGIA Parte da Biologia que estuda as relações que os seres vivos mantêm entre si e com o ambiente em que vivem. Níveis de Organização em Biologia Célula: unidade morfológica e funcional dos seres vivos.

Leia mais

ECOSSISTEMAS CARACTERÍSTICAS

ECOSSISTEMAS CARACTERÍSTICAS ECOSSISTEMAS COMPONENTES, ESTRUTURA E CARACTERÍSTICAS ECOSSISTEMA Conjunto resultante da interação entre a comunidade e o ambiente inerte (Cap 1) 1. Unidade funcional básica, composta de uma BIOCENOSE

Leia mais

Cadeias alimentares e teias tróficas

Cadeias alimentares e teias tróficas Cadeias alimentares e teias tróficas 06 08 fev 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto RESUMO Cadeia alimentar vivo, fazendo com que um mesmo indivíduo possa ocupar

Leia mais

Introdução à Ecologia. Prof. Fernando Belan

Introdução à Ecologia. Prof. Fernando Belan Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan Ecologia (oikos = casa; logos = ciência) Estuda as relações entre os seres vivos, e o ambiente em que vivem; Ecologia em destaque! Conhecer para preservar! Ciência

Leia mais

Profª Priscila Binatto

Profª Priscila Binatto Profª Priscila Binatto Energia ENERGIA Capacidade de executar trabalho Exemplo de transformação de energia Fluxo de energia Leis da termodinâmica Ecossistemas e organismos são... Fluxo de energia é

Leia mais

Ecossistemas e Saúde Ambiental :: Prof.ª MSC. Dulce Amélia Santos

Ecossistemas e Saúde Ambiental :: Prof.ª MSC. Dulce Amélia Santos 11/8/2011 ECOLOGIA Disciplina Ecossistemas E Saúde Ambiental Ecologia é uma área da Biologia que estuda os organismos e suas relações com o meio ambiente em que vivem. Aula 1A: Revendo Conceitos Básicos

Leia mais

RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc.

RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc. Ecologia RELAÇÕES Todos os seres vivos estabelecem algum tipo de relação: habitat (local que vivem), alimentação, reprodução, proteção, etc. SER VIVO SER VIVO SER VIVO MEIO AMBIENTE RELAÇÕES Dentre essas

Leia mais

Bio fevereiro. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri)

Bio fevereiro. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) 06 10 fevereiro Rubens Oda Alexandre Bandeira (Rebeca Khouri) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Simulado Plus 1. PAULINO, W. R. Biologia Atual. São Paulo: Ática, (SOARES, J.L. Biologia - Volume 3. São Paulo. Ed. Scipione, 2003.

Simulado Plus 1. PAULINO, W. R. Biologia Atual. São Paulo: Ática, (SOARES, J.L. Biologia - Volume 3. São Paulo. Ed. Scipione, 2003. 1. (G1 - cftsc 2008) O conhecimento das cadeias e teias alimentares é fundamental para entendermos o delicado equilíbrio que existe na natureza. Esse conhecimento nos permite propor medidas racionais de

Leia mais

CIÊNCIAS FÍSICAS E BIOLÓGICAS FUNDAMENTAL NII ATIVIDADE DE ESTUDO Cadeia a Teia alimentar 7ºANO

CIÊNCIAS FÍSICAS E BIOLÓGICAS FUNDAMENTAL NII ATIVIDADE DE ESTUDO Cadeia a Teia alimentar 7ºANO CIÊNCIAS FÍSICAS E BIOLÓGICAS FUNDAMENTAL NII ATIVIDADE DE ESTUDO Cadeia a Teia alimentar 7ºANO 1. Leia o texto e observe o esquema abaixo com MUITA ATENÇÃO. Utilizando as informações do esquema, construa

Leia mais

E E N R E GI G A E e x mplo d e t r t a r nsf s o f rm r açã ç o d e e nerg r ia

E E N R E GI G A E e x mplo d e t r t a r nsf s o f rm r açã ç o d e e nerg r ia Profª Priscila Binatto Energia ENERGIA Capacidade de executar trabalho Primeira Lei da Termodinâmica (Conservação) A energia pode ser transformada, mas não criada ou destruída Segunda Lei da Termodinâmica

Leia mais

Ecologia. Pirâmides Ecológicas Teias Alimentares. Conceitos Ecológicos Fundamentais. Cadeias Alimentares. Professor Fernando Stuchi

Ecologia. Pirâmides Ecológicas Teias Alimentares. Conceitos Ecológicos Fundamentais. Cadeias Alimentares. Professor Fernando Stuchi Pirâmides Ecológicas Teias Alimentares Cadeias Alimentares Conceitos Ecológicos Fundamentais Ecologia Ecologia Os organismos da terra não vivem isolados: interagem entre si e com o meio ambiente. A ecologia

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Ciências 7 o ano Unidade 2 5 Unidade 2 Nome: Data: 1. As cores das flores e o período do dia em que elas abrem são duas adaptações importantes das plantas e que facilitam a sua

Leia mais

Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia

Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia Apostila de Biologia 08 Fundamentos da Ecologia Matheus Borges 1.0 Introdução Criada pelo zoólogo alemão Ernst Haeckel, em 1866. Estudo das relações entre os seres vivos e o ambiente em que vivem. Terra:

Leia mais

Componentes Estruturais. A Ecologia e sua Importância. Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem

Componentes Estruturais. A Ecologia e sua Importância. Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Ecologia oikos casa ; logos - estudo A Ecologia e sua Importância Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Interferência Humana provoca desequilíbrios ecológicos Ecossistema

Leia mais

ECOLOGIA. Níveis de organização e. Conceitos básicos. Biologia 1ª série. Profª Reisila Mendes

ECOLOGIA. Níveis de organização e. Conceitos básicos. Biologia 1ª série. Profª Reisila Mendes ECOLOGIA Níveis de organização e Conceitos básicos Biologia 1ª série Profª Reisila Mendes Níveis de organização biológica Algumas subdivisões da biologia Anatomia Botânica Citologia Ecologia Taxonomia

Leia mais

1. Considere a teia alimentar abaixo.

1. Considere a teia alimentar abaixo. 1. Considere a teia alimentar abaixo. Sabe-se que, quando a espécie f é retirada experimentalmente, a população da espécie d apresenta um declínio acentuado. Isso indica que a relação interespecífica que

Leia mais

ECOLOGIA DEFINIÇÃO: ESTUDO DAS RELAÇÕES DOS SERES VIVOS ENTRE SI E COM O MEIO AMBIENTE. IMPORTÂNCIA DA ECOLOGIA

ECOLOGIA DEFINIÇÃO: ESTUDO DAS RELAÇÕES DOS SERES VIVOS ENTRE SI E COM O MEIO AMBIENTE. IMPORTÂNCIA DA ECOLOGIA ECOLOGIA DEFINIÇÃO: ESTUDO DAS RELAÇÕES DOS SERES VIVOS ENTRE SI E COM O MEIO AMBIENTE. IMPORTÂNCIA DA ECOLOGIA RACIONALIZAÇÃO DOS DESMATAMENTOS E DA EXPLORAÇÃO DOS RECURSOS NATURAIS CONTROLE DA POLUIÇÃO

Leia mais

Ecossistema. Ecossistema. Componentes Abióticos. A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais

Ecossistema. Ecossistema. Componentes Abióticos. A Ecologia e sua Importância. Componentes Estruturais Ecologia oikos casa ; logos - estudo A Ecologia e sua Importância Estudo das Relações dos Seres Vivos entre si e com o meio onde vivem Interferência Humana provoca desequilíbrios ecológicos Ecossistema

Leia mais

ECOLOGIA. Conceitos fundamentais e relações alimentares

ECOLOGIA. Conceitos fundamentais e relações alimentares ECOLOGIA Conceitos fundamentais e relações alimentares A ECOLOGIA estuda as relações dos seres vivos entre si e deles com o ambiente onde vivem. Assunto da atualidade: crescimento exagerado da população

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências da Natureza Disciplina: Ano: 1º Ensino Médio Professores: Raquel Lara e Cláudio Mendes Atividades para Estudos Autônomos Data: 6 / 3 / 2017 Valor: xxx pontos Aluno(:

Leia mais

CIÊNCIAS. Prof. Diângelo

CIÊNCIAS. Prof. Diângelo CIÊNCIAS Prof. Diângelo TABELA PERÍODICA Aula 18 Respiração Celular Respiração celular é o processo de conversão das ligações químicas de moléculas ricas em energia que poderão ser usadas nos processos

Leia mais

PIRÂMIDES ECOLÓGICAS E POPULAÇÕES FRENTE 1B AULA 03 PROFESSOR: MARCIEL C. MORAES

PIRÂMIDES ECOLÓGICAS E POPULAÇÕES FRENTE 1B AULA 03 PROFESSOR: MARCIEL C. MORAES PIRÂMIDES ECOLÓGICAS E DINÂMICA DAS POPULAÇÕES FRENTE 1B AULA 03 PROFESSOR: MARCIEL C. MORAES PIRÂMIDES ECOLÓGICAS SÃO GRÁFICOS QUE REPRESENTAM VALORES REFERENTES ÀS CADEIAS ALIMENTARES DE UM ECOSSISTEMA.

Leia mais

Ecossistemas Interações seres vivos - ambiente FATORES DO AMBIENTE FATORES BIÓTICOS FATORES ABIÓTICOS Relações que os seres vivos estabelecem entre si. Fatores do ambiente que influenciam os seres vivos.

Leia mais

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 60 ECOLOGIA: CADEIA E TEIA ALIMENTAR

BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 60 ECOLOGIA: CADEIA E TEIA ALIMENTAR BIOLOGIA - 3 o ANO MÓDULO 60 ECOLOGIA: CADEIA E TEIA ALIMENTAR Como pode cair no enem É comum lidarmos de forma preconceituosa com determinados seres vivos que estão a nossa volta, aos

Leia mais

SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA

SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA SERES VIVOS, AMBIENTE E ENERGIA Prof. Bruno Barboza de Oliveira OBJETIVO Analisar as relações entre seres vivos e energia Seres Vivos Energia??? 1 ENERGIA Energia Do grego: trabalho Conceito reducionista!!!

Leia mais

Aula 11 Cadeia alimentar

Aula 11 Cadeia alimentar Aula 11 Cadeia alimentar A biosfera, parte do planeta onde vivem os seres vivos, é formado por ecossistemas. O ecossistema é constituído por comunidade (parte biótica) e os fatores físicos e químicos do

Leia mais

Professora: Andréa Rodrigues Monitor: Rodrigo Lacerda

Professora: Andréa Rodrigues Monitor: Rodrigo Lacerda ECOSSISTEMAS MÓDULO 1 Professora: Andréa Rodrigues Monitor: Rodrigo Lacerda ESPÉCIES EXISTENTES NA TERRA Espécies conhecidas 1.412.000 Outros animais 281.000 Insetos 751.000 Fungos 69.000 Procariontes

Leia mais

1ª série LISTA: Ensino Médio. Aluno(a): Professor(a): Bruno Ramello DIA: MÊS: 03. Segmento temático: Turma: A ( ) / B ( ) PIRÂMIDE ECOLÓGICA

1ª série LISTA: Ensino Médio. Aluno(a): Professor(a): Bruno Ramello DIA: MÊS: 03. Segmento temático: Turma: A ( ) / B ( ) PIRÂMIDE ECOLÓGICA LISTA: 02 1ª série Ensino Médio Professor(a): Bruno Ramello Turma: A ( ) / B ( ) Aluno(a): Segmento temático: E PIRÂMIDE ECOLÓGICA TEIA/CADEIA ALIMENTAR DIA: MÊS: 03 2017 01 - (UNICAMP SP) Em uma pirâmide

Leia mais

Bio. Semana 1. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Reneca Khouri)

Bio. Semana 1. Rubens Oda Alexandre Bandeira (Reneca Khouri) Semana 1 Rubens Oda Alexandre Bandeira (Reneca Khouri) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Importância do estudo da Ecologia. Componentes Estruturais. Físicos: Radiação solar, temperatura, luz, umidade, ventos

Importância do estudo da Ecologia. Componentes Estruturais. Físicos: Radiação solar, temperatura, luz, umidade, ventos Link para acessar o conteúdo, calendário, notas, etc. www.e-conhecimento.com.br Ensino Médio Primeiros Anos Ecologia oikos casa ; logos - estudo Importância do estudo da Ecologia Estudo das Relações dos

Leia mais

ECOSSISTEMAS E ENERGIA. Profº Júlio César Arrué dos Santos

ECOSSISTEMAS E ENERGIA. Profº Júlio César Arrué dos Santos ECOSSISTEMAS E ENERGIA Profº Júlio César Arrué dos Santos Componentes Bióticos dos ecossistemas Todos ecossistemas são constituídos por componentes abióticos (parte física e química sem vida) e bióticos

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia BH

Colégio Santa Dorotéia BH Colégio Santa Dorotéia BH Área de Ciências da Natureza Disciplina: Biologia Série: 1 a - Ensino Médio Professores: Raquel Lara e Cláudio Mendes Tema: Método Científico, leitura de gráficos e conceitos

Leia mais

Ciências Naturais 6º ano Lígia Palácio. Free Powerpoint Templates

Ciências Naturais 6º ano Lígia Palácio. Free Powerpoint Templates Ciências Naturais 6º ano Lígia Palácio Free Powerpoint Templates 2015 https://www.youtube.com/watch?v=xe0xvlmm4ru Free Powerpoint Templates 2015 Ecossistemas ALGA LAPA ESTRELA-DO-MAR GAIVOTA Sol Fonte

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências da Natureza Disciplina: Ciências Ano: 6º - Ensino Fundamental Professora: Flávia Lage

Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências da Natureza Disciplina: Ciências Ano: 6º - Ensino Fundamental Professora: Flávia Lage Colégio Santa Dorotéia Área de da Natureza Disciplina: Ano: 6º - Ensino Fundamental Professora: Flávia Lage Atividades para Estudos Autônomos Data: 3 / 4 / 2017 Aluno(a): N o : Turma: Querido(a) aluno(a),

Leia mais

Fluxo de energia e ciclos de matéria

Fluxo de energia e ciclos de matéria Fluxo de energia e ciclos de matéria Transferência de matéria e energia num ecossistema Praticamente toda a energia necessária à vida na Terra provém do Sol. Este é por isso a principal fonte de energia

Leia mais

Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução. Hélder Giroto Paiva - EPL

Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução. Hélder Giroto Paiva - EPL Fluxo de energia e ciclo da matéria - Introdução EPL Hélder Giroto Paiva - EPL 2 Os ecossistemas estão em constante alteração, mesmo que à primeira vista pareçam estáticos e imutáveis. 3 As condições abióticas,

Leia mais

8ª série - Biologia. Cadeias Alimentares

8ª série - Biologia. Cadeias Alimentares 8ª série - Biologia Cadeias Alimentares As espécies que vivem em um mesmo ambiente estão ligadas entre si, como elos de uma grande corrente. O motivo que as une é o alimento: uns servem de alimento aos

Leia mais

Noções de ecologia básica

Noções de ecologia básica PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Disciplina: Ciências do Ambiente ENG 4201 Cadeia alimentar A transfência de energia alimentar, a partir dos vegetais, por uma série de organismos, é chamada de

Leia mais

Biologia. Rubens Oda (Julio Junior) Ecologia

Biologia. Rubens Oda (Julio Junior) Ecologia Ecologia Ecologia 1. Observe a cadeia alimentar representada no esquema abaixo. Nomeie o nível trófico no qual é encontrada a maior concentração de energia, indique a letra que o representa no esquema

Leia mais

Professora: Klícia Regateiro

Professora: Klícia Regateiro Professora: Klícia Regateiro Ecologia é o estudo das relações entre os seres vivos e o ambiente onde vivem. O termo "ecologia" (do grego oikos, casa, e logos, ciência) foi originalmente empregado em 1866,

Leia mais

BIOLOGIA Aula II Ecologia QUESTÕES. 3. (ENEM 2011) - Os personagens da figura estão representando uma situação hipotética de cadeia alimentar.

BIOLOGIA Aula II Ecologia QUESTÕES. 3. (ENEM 2011) - Os personagens da figura estão representando uma situação hipotética de cadeia alimentar. BIOLOGIA Aula II Ecologia QUESTÕES 1. (UFPR 2014) - O processo de desaparecimento de animais em um ambiente, conhecido por defaunação, pode causar um dano profundo aos ecossistemas. Em florestas tropicais,

Leia mais

Especial Universidades Ecologia

Especial Universidades Ecologia Especial Universidades Ecologia Material de Apoio para Monitoria 1. (PUC - SP-2008) ( ) Como se não bastasse a sujeira no ar, os chineses convivem com outra praga ecológica, a poluição das águas por algas

Leia mais

Ecossistemas Cadeias Alimentares. Hélder Giroto Paiva Escola Portuguesa do Lubango

Ecossistemas Cadeias Alimentares. Hélder Giroto Paiva Escola Portuguesa do Lubango Ecossistemas Cadeias Alimentares Hélder Giroto Paiva Escola Portuguesa do Lubango Os ecossistemas estão em constante alteração, mesmo que à primeira vista pareçam estáticos e imutáveis. As condições abióticas,

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO CONTEÚDO DO BIMESTRE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO TÓPICOS DO CONTEÚDO

ESTUDO DIRIGIDO CONTEÚDO DO BIMESTRE CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO TÓPICOS DO CONTEÚDO CONTEÚDO DO BIMESTRE Cadeias e Teias Alimentares Populações e Comunidades Níveis de organização Habitat e Nicho ecológico ECOLOGIA Biosfera Relações Ecológicas Ecossistemas CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PROVA

Leia mais

UNIDADE: DATA: 05 / 05 / 2015 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 6.º ANO/EF

UNIDADE: DATA: 05 / 05 / 2015 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 6.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 05 / 05 / 205 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 6.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: FRED DISCIPLINA: SÉRIE: 9º. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: FRED DISCIPLINA: SÉRIE: 9º. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: FRED DISCIPLINA: SÉRIE: 9º ALUNO (a): No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: - É fundamental a apresentação

Leia mais

5ª SÉRIE/6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL UM MUNDO MELHOR PARA TODOS

5ª SÉRIE/6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL UM MUNDO MELHOR PARA TODOS 5ª SÉRIE/6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL UM MUNDO MELHOR PARA TODOS Auno(a) N 0 6º Ano Turma: Data: / / 2013 Disciplina: Ciências UNIDADE I Professora Martha Pitanga ATIVIDADE 01 CIÊNCIAS REVISÃO GERAL De

Leia mais

Nutrição. ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas

Nutrição. ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas ECOLOGIA: Níveis tróficos, energia e relações ecológicas Prof. Leonardo F. Stahnke Nutrição A principal relação entre as populações de um ecossistema envolve a nutrição. As espécies autotróficas servem

Leia mais

Sucessão Ecológica. 17 fev. 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto

Sucessão Ecológica. 17 fev. 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto Sucessão Ecológica 17 fev 01. Resumo 02. Exercício de Aula 03. Exercício de Casa 04. Questão Contexto RESUMO A sucessão ecológica é um processo de instalação e desenvolvimento de uma comunidade ao longo

Leia mais

Biologia Frente 2 Aulas 01 e 02. Professor Fernando Belan Alexander Fleming. 06. (UNITAU) Considere as descrições a seguir:

Biologia Frente 2 Aulas 01 e 02. Professor Fernando Belan Alexander Fleming. 06. (UNITAU) Considere as descrições a seguir: Biologia Frente 2 Aulas 01 e 02. Professor Fernando Belan Alexander Fleming. 01. (FUVEST) O homem estará ocupando o nível trófico em que há maior aproveitamento de energia fixada pelos produtores, quando

Leia mais

Prof. Adriano S. Melo

Prof. Adriano S. Melo Universidade Federal de Goiás Instituto de Ciências Biológicas Departamento de Ecologia Ecologia de Ecossistemas Aula 2: Fluxos de Energia Prof. Adriano S. Melo asm.adrimelo naquele gmail.com Leis da termodinâmica

Leia mais

DIVERSIDADE NA BIOSFERA

DIVERSIDADE NA BIOSFERA DIVERSIDADE NA BIOSFERA A BIOSFERA - Diversidade Organização biológica Extinção e conservação A CÉLULA - Unidade estrutural e funcional dos seres vivos Constituintes básicos Biologia e Geologia 10º ano

Leia mais

A B C D E. ONTOGENIA INICIAL DA PIABANHA (Brycon insignis), Souza, G (2003).

A B C D E. ONTOGENIA INICIAL DA PIABANHA (Brycon insignis), Souza, G (2003). O Potencial Reprodutivo O Potencial Reprodutivo de uma população de peixes depende principalmente dos seguintes itens: Do sucesso da desova; Do equilíbrio estrutural do estoque reprodutor; Da taxa de fertilização

Leia mais

Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan

Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan Introdução à Ecologia Prof. Fernando Belan Ecologia (oikos = casa; logos = ciência) Estuda as relações entre os seres vivos, e o ambiente em que vivem; Multidisciplinar A Ecologia é complexa, e envolve:

Leia mais

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 28 BIOMAS AQUÁTICOS E BIOMAS TERRESTRES

BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 28 BIOMAS AQUÁTICOS E BIOMAS TERRESTRES BIOLOGIA - 2 o ANO MÓDULO 28 BIOMAS AQUÁTICOS E BIOMAS TERRESTRES Fixação 1) (UFRJ) A soma da área superficial de todas as folhas encontradas em 1m de terreno é denominada SF. O gráfico a seguir apresenta

Leia mais

Colégio XIX de Março Educação do jeito que deve ser

Colégio XIX de Março Educação do jeito que deve ser Colégio XIX de Março Educação do jeito que deve ser 2017 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 7 Turma: Data: 08/05/2017 Nota: Professor(a): Sirlene Valor da Prova: 40 pontos Orientações

Leia mais

Exercícios de fixação Organização dos níveis de estudo de Biologia, celular e Bioquímica dos seres vivos e Ecologia (conceitos básicos) documento AC.

Exercícios de fixação Organização dos níveis de estudo de Biologia, celular e Bioquímica dos seres vivos e Ecologia (conceitos básicos) documento AC. Exercícios de fixação Organização dos níveis de estudo de Biologia, celular e Bioquímica dos seres vivos e Ecologia (conceitos básicos) documento AC. 1. Sabemos que todos os seres vivos, com exceção dos

Leia mais

1. O conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que vive numa mesma área geográfica constitui:

1. O conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que vive numa mesma área geográfica constitui: COLÉGIO JOÃO PAULO I ENSINO MÉDIO 2009 ECOLOGIA PROF. XANDI 1. O conjunto de indivíduos de uma mesma espécie que vive numa mesma área geográfica constitui: a) população b) comunidade c) ecossistema d)

Leia mais

Livro: Florinha e a fotossíntese

Livro: Florinha e a fotossíntese 4 o ano Ensino Fundamental Data: / / TRABALHO DE CIÊNCIAS Nome: N o Data da entrega: 03/07/ Créditos distribuídos: 6,0 pontos Créditos obtidos: Livro: Florinha e a fotossíntese Autor: Samuel Murgel Branco

Leia mais

Professora Leonilda Brandão da Silva

Professora Leonilda Brandão da Silva COLÉGIO ESTADUAL HELENA KOLODY E.M.P. TERRA BOA - PARANÁ Professora Leonilda Brandão da Silva E-mail: leonildabrandaosilva@gmail.com VÍDEO: Planeta Terra: a casa que eu te aluguei Duração: 10 min. Capítulo

Leia mais

CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR

CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR CAPÍTULO 02 A TEIA ALIMENTAR Cadeia alimentar: é uma seqüência de seres vivos relacionando-se dentro de um ecossistema, onde um ser serve de alimento para outro ser. Exemplo: Capim capivara onça bactéria

Leia mais

Aluno: Valor da atividade: 2,0. Ano: 6º Turma: Data: entrega / / devolução / / Disciplina: Ciências Trimestre: Ass. Professor:

Aluno: Valor da atividade: 2,0. Ano: 6º Turma: Data: entrega / / devolução / / Disciplina: Ciências Trimestre: Ass. Professor: Aluno: Valor da atividade: 2,0 Ano: 6º Turma: Data: entrega / / devolução / / Nota: Disciplina: Ciências Trimestre: Ass. Professor: Nome do Professor: Ass. Resp./Aluno: EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO Caros

Leia mais

CADEIA ALIMENTAR CONTEÚDOS. Cadeia alimentar Teia alimentar Pirâmides ecológicas. Figura 1 Cadeia alimentar Fonte: Gvito/Shutterstock.

CADEIA ALIMENTAR CONTEÚDOS. Cadeia alimentar Teia alimentar Pirâmides ecológicas. Figura 1 Cadeia alimentar Fonte: Gvito/Shutterstock. CADEIA ALIMENTAR Figura 1 Cadeia alimentar Fonte: Gvito/Shutterstock.com CONTEÚDOS Cadeia alimentar Teia alimentar Pirâmides ecológicas AMPLIANDO SEUS CONHECIMENTOS Na natureza, nenhum ser vive isolado

Leia mais

ECOSSISTEMA : = = UNIDADE DE ESTUDO DA ECOLOGIA SISTEMA DE RELAÇÕES ENTRE SERES VIVOS E FATORES FÍSICOS E QUÍMICOS DO MEIO

ECOSSISTEMA : = = UNIDADE DE ESTUDO DA ECOLOGIA SISTEMA DE RELAÇÕES ENTRE SERES VIVOS E FATORES FÍSICOS E QUÍMICOS DO MEIO ECOLOGIA INTRODUÇÃO ECOSSISTEMA : UNIDADE DE ESTUDO DA ECOLOGIA SISTEMA DE RELAÇÕES ENTRE SERES VIVOS E FATORES FÍSICOS E QUÍMICOS DO MEIO FATORES BIÓTICOS = = FATORES ABIÓTICOS Os ecossistemas são formados

Leia mais

FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA. Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo

FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA. Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA Profa. Dra. Vivian C. C. Hyodo Produtividade primária Energia solar Produtores Fotossíntese Compostos orgânicos Produtividade primária Produtividade bruta quantidade de material

Leia mais

Biologia Fascículo 10 André Eterovic

Biologia Fascículo 10 André Eterovic Biologia Fascículo 10 André Eterovic Índice Ecologia Conceitos Ecológicos...1 Cadeias Alimentares...2 Relações Simbióticas...4 Exercícios...6 Gabarito...8 Ecologia Conceitos Ecológicos Ecologia: definição

Leia mais

Matéria e Energia no Ecossistema

Matéria e Energia no Ecossistema Matéria e Energia no Ecossistema Qualquer unidade que inclua a totalidade dos organismos (comunidade) de uma área determinada, interagindo com o ambiente físico, formando uma corrente de energia que conduza

Leia mais

Entre os seres vivos de um ecossistema, há um inter relacionamento dinâmico e equilibrado, que permite a troca de matéria e de energia.

Entre os seres vivos de um ecossistema, há um inter relacionamento dinâmico e equilibrado, que permite a troca de matéria e de energia. Cadeia alimentar A biosfera, parte do planeta onde vivem os seres vivos, é formado por ecossistemas. O ecossistema é constituído por comunidades (parte biótica) e os fatores físicos e químicos do meio

Leia mais

O homem não teceu a teia da vida:ele é simplesmente um fio nessa teia. O que quer que faça à teia, ele faz a si mesmo...

O homem não teceu a teia da vida:ele é simplesmente um fio nessa teia. O que quer que faça à teia, ele faz a si mesmo... INTRODUÇÃO À ECOLOGIA 1 O homem não teceu a teia da vida:ele é simplesmente um fio nessa teia. O que quer que faça à teia, ele faz a si mesmo... Chefe Seattle 2 A Ecologia É uma ciência nova, surge no

Leia mais

Unidade 1 Biodiversidade e classificação dos seres vivos

Unidade 1 Biodiversidade e classificação dos seres vivos Sugestões de atividades Unidade 1 Biodiversidade e classificação dos seres vivos 7 CIÊNCIAS 1 Relações ecológicas 1. Identifique as relações ecológicas descritas nas situações a seguir. a) Pulgas e carrapatos

Leia mais

CADEIA ALIMENTAR. Obtendo Energia para Viver

CADEIA ALIMENTAR. Obtendo Energia para Viver CADEIA ALIMENTAR O equilíbrio ecológico depende diretamente da interação, das trocas e das relações que os seres vivos estabelecem entre si e com o ambiente. Os seres respiram, vivem sobre o solo ou na

Leia mais

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS. ECOLOGIA Fluxo de energia e Interações ecológicas

BIOVESTIBA.NET BIOLOGIA VIRTUAL Profº Fernando Teixeira UFRGS. ECOLOGIA Fluxo de energia e Interações ecológicas UFRGS ECOLOGIA Fluxo de energia e Interações ecológicas 1. (Ufrgs 2015) Analise o quadro abaixo que apresenta os componentes de uma cadeia alimentar aquática e de uma terrestre. Ecossistema aquático aguapé

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Biologia - Inglês

Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Biologia - Inglês Nome: Nº: Turma: Este caderno contém questões de: Português Matemática História Geografia Biologia - Inglês 1 Fazer os exercícios no caderno, indicando as páginas dos mesmos. Exercícios propostos pelo

Leia mais

Biologia. Rubens Oda e Alexandre Bandeira (Hélio Fresta) Ecologia

Biologia. Rubens Oda e Alexandre Bandeira (Hélio Fresta) Ecologia Ecologia Ecologia 1. Uma pequena quantidade da levedura Saccharomyces cerevisae foi inoculada em um tubo de ensaio, contendo meio apropriado. O desenvolvimento dessa cultura está representado no gráfico

Leia mais

UNIDADE: DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 6.º ANO/EF

UNIDADE: DATA: 02 / 05 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 6.º ANO/EF SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 02 / 05 / 206 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE CIÊNCIAS 6.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Produtividade. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI)

Produtividade. Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Produtividade Prof. Dr. Francisco Soares Santos Filho (UESPI) Estudo de energia do ecossistema Foram iniciados em 1942 por R. L. Lindeman The trophic dynamic aspect of ecology A idéia geral foi converter

Leia mais

FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA

FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA Especialização Latu Sensu em Agroecologia 2017-1 FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA Professor: Roberto Akitoshi Komatsu roberto.komatsu@ifsc.edu.br (49) 9.9152-9081 FUNDAMENTOS EM AGROECOLOGIA - Transferência

Leia mais

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR)

Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Tipo do produto: Plano de atividade 1 IDENTIFICAÇÃO NOME DO SUBPROJETO:

Leia mais

PROVA SIMULADA DE CIÊNCIAS- Global III Animais

PROVA SIMULADA DE CIÊNCIAS- Global III Animais PROVA SIMULADA DE CIÊNCIAS- Global III Animais *Algumas questões retiradas da prova da PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO e da Provinha Brasil. ** Base Nacional Comum Curricular 2 ano ciências previstas:

Leia mais

ECOLOGIA I - CONCEITOS GERAIS

ECOLOGIA I - CONCEITOS GERAIS BIOLOGIA ECOLOGIA I - CONCEITOS GERAIS Ecologia é o estudo das relações entre os seres vivos e o ambiente onde vivem. É uma ciência que estuda os seres vivos acima do nível do organismo individual, estuda,

Leia mais

Caros (as) alunos (as), atenção! Datas para as entregas das atividades na coordenação:

Caros (as) alunos (as), atenção! Datas para as entregas das atividades na coordenação: 2ª SÉRIE - ENSINO MÉDIO 2º BIMESTRE 2009 - NOTURNO Caros (as) alunos (as), atenção! Os exercícios abaixo dizem respeito aos conteúdos oferecidos ao longo dos primeiro e segundo bimestres, são exercícios

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre. Processo de Seleção de Mestrado 2015 Questões Gerais de Ecologia

Programa de Pós-Graduação em Ecologia, Conservação e Manejo da Vida Silvestre. Processo de Seleção de Mestrado 2015 Questões Gerais de Ecologia Questões Gerais de Ecologia a. Leia atentamente as questões e responda apenas 3 (três) delas. identidade (RG) e o número da questão. 1. Como a teoria de nicho pode ser aplicada à Biologia da Conservação?

Leia mais

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL

EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO FINAL INSTITUTO GEREMÁRIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 1º Ano: Nº Professora: Marcella Braga COMPONENTE CURRICULAR: BIOLOGIA

Leia mais

QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA

QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA QUESTÃO 01 QUESTÕES DE MÚLTIPLA ESCOLHA O predatismo é uma relação ecológica do tipo ( + - ). Mesmo assim, o predador pode exercer um papel positivo sobre a população de presas porque a) Impede que elas

Leia mais

DISCIPLINA DE CIÊNCIAS

DISCIPLINA DE CIÊNCIAS DISCIPLINA DE CIÊNCIAS OBJETIVOS: 1º ano Propiciar o contato e a interação dos estudantes com determinado fenômeno para que ele participe da natureza vivenciando e ensinando a preservar o meio em que vive.

Leia mais

Ficha de trabalho. 1. Observa a figura 1 que representa as relações tróficas em dois ecossistemas. Figura 1

Ficha de trabalho. 1. Observa a figura 1 que representa as relações tróficas em dois ecossistemas. Figura 1 Ficha de trabalho 1. Observa a figura 1 que representa as relações tróficas em dois ecossistemas. Figura 1 1.1 Relativamente ao ecossistema terrestre considerado, esquematize uma cadeia alimentar. Bactéria

Leia mais

Relações Ecológicas. Biologia Monitores: Julio Junior e Thamirys Moraes 01, 02, 03, 04 e 06/03/2015. Material de Apoio para Monitoria

Relações Ecológicas. Biologia Monitores: Julio Junior e Thamirys Moraes 01, 02, 03, 04 e 06/03/2015. Material de Apoio para Monitoria Relações Ecológicas 1. Se duas espécies diferentes ocuparem num mesmo ecossistema o mesmo nicho ecológico, é provável que: a) se estabeleça entre elas uma relação harmônica. b) se estabeleça uma competição

Leia mais