P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 04/04/08

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 04/04/08"

Transcrição

1 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 04/04/08 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados R = 0,081 atm L mol -1 K -1 T (K) = T ( C) + 73,15 1 atm = 760,0 mmhg PV = nrt n a + V P m d = V ( V nb) = nrt

2 1 a Questão O silício puro, Si, é um dos componentes de chips de computador. A etapa final de sua obtenção envolve a reação entre o tetracloreto de silício, SiCl 4, e o magnésio, Mg, conforme a representação abaixo: SiCl 4 (l) + Mg(s) Si(s) + MgCl (s) Responda as questões que se seguem, sabendo que 500,0 g de SiCl 4 foram colocados para reagir com 500,0 g de Mg. a) Qual é o reagente limitante da reação? Mostre com cálculos. b) Calcule a quantidade, em mol, de cada uma das quatro espécies após o termino da reação, considerando 100% de rendimento. c) Calcule o rendimento percentual da reação quando forem obtidos 70,0 g de Si.

3 Resolução: SiCl 4 (l) + Mg(s) Si(s) + MgCl (s) 500 g 500 g a) MM 169,9 4, SiCl = =,94 mol de SiCl4 precisaria x,94 = 5,88 169,9 n 4 mol de Mg Temos 500 4,3 n Mg = = 0,6 mol de SiCl 4, logo Mg está em excesso SiCl 4 é o limitante b) SiCl 4 (l) =,94 -,94 = 0 mol de SiCl 4 Mg(s) = 0,6-5,88 = 14,7 mol de Mg Si(s) = 0 +,94 =,94 mol de Si(s) MgCl (s) = 0 + 5,88 = 5,88 mol de MgCl c),94 mol Si(s) 8,6 g 1 mol 8,09 8,6 100% 70 84,7 85%

4 a Questão O cis-diaminodicloroplatina(ii), Pt(NH 3 ) Cl, é um quimioterápico amplamente utilizado no tratamento de vários tipos de câncer. Comercialmente, esse composto é conhecido como cisplatina e pode ser obtido segundo a reação: (NH 4 ) PtCl 4 (aq) + NH 3 (aq) Pt(NH 3 ) Cl (s) + NH 4 Cl(aq) Na tentativa de se obter novas drogas, vários derivados do cisplatina têm sido sintetizados, como, por exemplo, aquele contendo piridina, C 5 H 5 N, obtido segundo a reação: Pt(NH 3 ) Cl (aq) + n C 5 H 5 N(aq) Pt(NH 3 ) Cl (C 5 H 5 N) n (s) onde n representa o coeficiente estequiométrico do reagente C 5 H 5 N(aq). a) Calcule o volume de solução aquosa de amônia, NH 3, 0,15 mol L -1, necessário para obter 10,0 g de cisplatina, considerando 100% de rendimento. b) Determine o valor de n no composto Pt(NH 3 ) Cl (C 5 H 5 N) n, sabendo que 0,150 g de cisplatina foram reagidos completamente com 1,50 ml de piridina (d = 0,979 g ml -1 ) e que, o excesso de piridina foi reagido com 37,0 ml de HCl, 0,475 mol L -1, conforme a reação: C 5 H 5 N(aq) + HCl(aq) C 5 H 5 NH + (aq) + Cl - (aq)

5 Resolução: Cálculo da quantidade, em mol, de Pt(NH 3 ) Cl ) (MM = 300 g mol L -1 ): 300 g 1 mol 10,0 g x x = 0,0333 mol Para se obter 0,0333 mol de cisplatina são necessários 0,0666 mol de NH 3. Em termos de volume de solução, 0,15 mol L -1, tem-se: 0,15 mol 1,0 L 0,0666 mol x x = 0,533 L ou 533 ml b) Cálculo da quantidade total de piridina: m = d.v m = 0,979 x 1,50 = 1,47 g 79 g 1 mol 1,47 g x x = 0,0186 mol Cálculo da quantidade de piridina em excesso: n piridina excesso = n HCl n HCl = 0,475 x 0,037 = 0,0176 mol Cálculo da quantidade de piridina que reagiu: n pir reagiu = n pir inicial - n pir excesso = 0,0186 0,0176 = 0,00103 mol Cálculo do valor de n: n cisplatina = 0, = 0,00050 mol n n cis pir = 0, ,00103 = 1 logo x =

6 3 a Questão Na tabela abaixo são apresentados os valores de fração molar (χ) dos principais constituintes do ar expirado por um indivíduo e do ar atmosférico seco, a 37 C e 1,0 atm. Constituinte gasoso Fração molar (χ) ar expirado ar atmosférico seco N 0,740 0,7808 O 0,150 0,095 Ar 0,0090 0,0093 CO 0,0380 0,0004 H O 0,0590 0,0 a) Calcule o valor da densidade do ar expirado. b) Calcule a razão entre a pressão parcial do CO no ar expirado e no ar atmosférico seco. c) Em altas pressões os gases deixam de se comportar idealmente. Explique.

7 Resolução: a) Inicialmente devemos calcular a massa de um mol de moléculas do ar expirado: A fração molar de um componente em uma mistura é o número de mol do componente dividido pelo número total de mol na mistura. Em um mol de ar (n total = 1,0), os números de mol dos gases individuais são: 0,740mol N,; 0,150 mol O ; 0,0090 mol de Ar; 0,0380 mol de CO e 0,0590 mol de H O. Massa = 0,740 mol N 8,01 x 1mol N + 0,150 mol O x 3,00 1molO 39,95 44,01 + 0,0090 mol Ar x + 0,0380 mol CO x 1mol Ar 1mol CO 18, ,0590 mol HO x = 8,74g.mol de ar expirado 1mol HO Utilizando as equações: M d = ; PV = n RT e n = V M MM Chegamos na seguinte equação: M MM.P d = = V RT Sabendo que: P = 1 atm; R = 0,08 L. atm. K -1. mol -1 ; T = 310 K ; 8,74 g. mol -1 d = 8,74 x 1 0,08 x 310 = 1,131 g.l 1 b) Novamente devemos usar o conceito da fração molar (fração molar de um componente em uma mistura e a pressão parcial do componente dividido pela pressão total da mistura (1atm)). Utilizando os dados da fração molar do CO da tabela, concluímos que a P CO espirado) é igual a 0, 0380, e a P CO (ar atmosférico) é igual a 0,0004. (ar

8 A razão entre as pressões é então: 0,0380 = 0, c) Em altas pressões, o volume ocupado pelas moléculas de gás torna-se significativo, logo o espaço onde as moléculas poderão mover-se é bem diferente do volume do recipiente. Além disso, as forças intermoleculares passam a ser igualmente significativas. Com isso, a pressão real do gás será menor que aquela prevista pelo comportamento ideal.

9 4 a Questão A dimerização do monóxido de cloro, ClO, no inverno Antártico, tem papel importante na preservação da camada de ozônio. ClO(g) (ClO) (g) A constante de equilíbrio, K c, da reação varia com a temperatura como mostrado na tabela. T (K) K c 3, , 10 1, 10 3,6 10 3, , , a) Escreva a expressão da constante de equilíbrio, K c, para a reação. b) Considere que a concentração de ClO, no equilíbrio, a 33 K, é 1,0 mol L -1. Quando esse sistema tem sua temperatura aumentada para 88 K, um novo equilíbrio é estabelecido. Calcule as concentrações de ClO e (ClO) nesse novo equilíbrio. c) Esboce um gráfico que represente os equilíbrios, a 33K e a 88K, descritos no item b, relacionando concentração de reagente e produto em função do tempo.

10 Resolução a) K c = [(ClO) ]/[ClO] b) No equilíbrio a 33 K: K c = [(ClO) ]/[ClO] K c = [(ClO) ]/(1) = 0,35 [(ClO) ] = 0,35 mol L 1 A 88 K: ClO (ClO) 1 + x 0,35 x K c = [0,35-x]/(1+x) = 4, , (1+x) = 0,35-x x + 581,3x - 03,5 = 0 = (581,3) (-03,5) = 3, x = (-581,3+(3,4x10 5 ) 1/ )/ = 0,35 ClO (ClO) 1 + 0,35 0,35 0,35 1,7 0 [ClO] = 1,7 mol L 1 [(ClO) ] = 0 mol L 1

11 c)

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 20/09/03

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 20/09/03 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 0/09/03 Nome: Nº de Matrícula: Gabarito Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,0 a,0 3 a,0 4 a,0 5 a,0 Total 10,0 Dados R = 0,081 atm L mol -1 K -1 K = C + 73,15

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 31/03/07

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 31/03/07 1 - ROVA DE QUÍMICA GERAL 31/03/07 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados R 0,081 atm L mol -1 K -1 T (K) T ( C) + 73,15 1

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/04/11

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/04/11 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/04/11 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados R = 0,0821 atm L mol -1 K -1 T (K) =

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/05

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/05 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/05 Nome: Nº de Matrícula: Gabarito Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados R 0,0821 atm L mol -1 K -1 K C + 273,15

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 15/09/2012

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 15/09/2012 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 15/09/01 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 a,5 Total 10,0 Dados R = 0,081 atm L mol -1 K -1 T (K) = T ( C) + 73,15

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 14/09/2013

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 14/09/2013 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 14/09/2013 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados R = 0,0821 atm L mol -1 K -1 T (K)

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 08/04/03

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 08/04/03 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 08/04/03 Nome: Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: GABARITO Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,0 2 a 2,0 3 a 2,0 4 a 2,0 5 a 2,0 Total 10,0 R = 0,0821 atm L mol -1 K -1 K =

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/09/11

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/09/11 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 09/09/11 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados R = 0,081 atm L -1 K -1 T (K) = T ( C) + 73,15

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/09/04

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/09/04 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/09/0 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 a,5 Total 10,0 Dados R = 0,081 atm L mol -1 K -1 K = C + 73,15 1 atm

Leia mais

P4 PROVA DE QUÍMICA GERAL 02/12/08

P4 PROVA DE QUÍMICA GERAL 02/12/08 P4 PROVA DE QUÍMICA GERAL 0/1/08 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Constantes e equações: R = 0,08 atm L mol -1 K -1 = 8,314

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 30/11/13

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 30/11/13 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 30//3 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 0,0 Constantes e equações: F = 96500 C mol - 273,5 K

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 03/12/05

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 03/12/05 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 03//05 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 0,0 Constantes e equações: R = 0,08 atm L mol - K - = 8,34 J

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 05/12/12

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 05/12/12 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 05/12/12 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes e equações: 273,15 K = 0 C R = 0,0821

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 31/03/12

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 31/03/12 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 31/03/1 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados R = 0,081 atm L mol -1 K -1 T (K) = T ( C) + 3,15

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 28/06/08

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 28/06/08 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 8/06/08 Nome: Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Constantes e equações: R 0,08 atm L mol -1 K -1 8,314 J mol -1

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 28/11/09

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 28/11/09 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 8/11/09 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão Dados gerais: 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 G o = H o - T S o G = - n F E o RT E =

Leia mais

PRÁTICA: DETERMINAÇÃO DA CONSTANTE R DOS GASES. pv= nrt (01) Gás Ideal : obedece pv=n RT em qualquer condição de T e p.

PRÁTICA: DETERMINAÇÃO DA CONSTANTE R DOS GASES. pv= nrt (01) Gás Ideal : obedece pv=n RT em qualquer condição de T e p. PRÁTICA: DETERMINAÇÃO DA CONSTANTE R DOS GASES 1. Introdução A matéria pode se apresentar nos estados sólido, líquido e gasoso. A temperatura e a pressão são as variáveis responsáveis pelo seu estado físico.

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 29 ESTEQUIOMETRIA: EXCESSO E LIMITANTE Como pode cair no enem (UFF) O cloreto de alumínio é um reagente muito utilizado em processos industriais que pode ser obtido por meio da

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 12/05/12

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 12/05/12 P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 12/05/12 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados: T (K) = T ( C) + 273,15 R = 8,314

Leia mais

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS

QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS QUÍMICA CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS Os cálculos estequiométricos correspondem aos cálculos de massa, de quantidade de matéria e em alguns casos, de volumes das substâncias envolvidas

Leia mais

Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09

Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09 Química Atividade de Autoavaliação Recuperação 2 os anos Rodrigo ago/09 Re Resolução 1. O carbeto de cálcio CaC 2 (s) (massa molar = 64 g mol 1 ), também conhecido como carbureto, pode ser obtido aquecendo-se

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08 P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 11/10/08 Nome: Gabarito Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes: R 8,314 J mol -1 K -1 0,0821

Leia mais

Equilíbrio Químico. início x 2x 0 0

Equilíbrio Químico. início x 2x 0 0 Capítulo 7 Equilíbrio Químico. (ITA) Uma mistura gasosa é colocada a reagir dentro de um cilindro provido de um pistão móvel, sem atrito e sem massa, o qual é mantido à temperatura constante. As reações

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/08

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/08 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 10/09/08 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados R 0,081 atm L mol -1 K -1 T (K) T ( C) + 73,15

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA (Conceitos básicos) QUÍMICA A 1415 ESTEQUIOMETRIA

ESTEQUIOMETRIA (Conceitos básicos) QUÍMICA A 1415 ESTEQUIOMETRIA ESTEQUIOMETRIA Estequiometria é a parte da Química que estuda as proporções dos elementos que se combinam ou que reagem. MASSA ATÓMICA (u) É a massa do átomo medida em unidades de massa atómica (u). A

Leia mais

Química Geral e Experimental II Gases Resolução comentada de exercícios selecionados versão gases_v2_2005 Prof. Fabricio R.

Química Geral e Experimental II Gases Resolução comentada de exercícios selecionados versão gases_v2_2005 Prof. Fabricio R. Química Geral e Experimental II Gases Resolução comentada de exercícios selecionados Prof. Fabricio R. Sensato 1) Imagine que o pneu de uma bicicleta, contendo 0,406 mol de ar arrebente se a pressão interna

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 13/04/2013

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 13/04/2013 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 13/04/2013 Nome: Gabarito Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados R = 0,0821 atm L mol -1 K -1 T (K)

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 09/05/08

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 09/05/08 2 - ROVA DE QUÍMICA GERAL - 09/05/08 Nome: GABARITO Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Quão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes: R 8,314 J mol -1 K -1 0,0821 atm L

Leia mais

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/05

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/05 P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/05 Nome: Nº de Matrícula: (Gabarito) Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,0 a,0 3 a,0 4 a,0 5 a,0 Total 10,0 Constantes K w [H + ] [OH - ] 1,0 x 10-14 a

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/05/13

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/05/13 P - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/05/13 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados: T (K) = T ( C) + 73,15 R = 8,314 J mol -1 K -1

Leia mais

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/07

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 18/06/07 P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 8/06/07 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão Dados gerais: G = - n F E o a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 0,0 RT ΔE = ΔE lnq nf G = G o +

Leia mais

Características dos gases

Características dos gases Gases Características dos gases Os gases são altamente compressíveis e ocupam o volume total de seus recipientes. Quando um gás é submetido à pressão, seu volume diminui. Os gases sempre formam misturas

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/06/09

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/06/09 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/06/09 Nome: Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Constantes e equações: 1 atm = 760 mmhg R = 0,082

Leia mais

Como fonte, pode ser usado o livro texto, livros didáticos de química e textos de química.

Como fonte, pode ser usado o livro texto, livros didáticos de química e textos de química. Aluno (a): Disciplina QUÍMICA Curso Professor ESINO MÉDIO GUILHERME ROTEIRO DE ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO E REVISÃO Série 2ª Série Número: 1 - Conteúdo: Gases Lei do gás ideal Misturas Gasosas Relações estequiométricas

Leia mais

5ª LISTA - EXERCÍCIOS DE PROVAS Lei de Raoult

5ª LISTA - EXERCÍCIOS DE PROVAS Lei de Raoult Pg. 1/6 1 a Questão Metanol, CH 4 O, e etanol, C 2 H 6 O, são dois álcoois voláteis a 25 C. Ambos podem ser usados como solvente ou combustível e muitas vezes a mistura dos dois é empregada em processos

Leia mais

1ª Parte: Questões resolvidas

1ª Parte: Questões resolvidas ANÁLISE ELEMENTAR QUANTITATIVA DISCIPLINA: QUÍMICA GERAL / TURMA: 1º ano Ensino Médio 1ª Parte: Questões resolvidas Nota: A massa molecular de um composto, pode ser calculada em função da densidade de

Leia mais

Cinética e Eq. Químico Folha 09 João Roberto Fortes Mazzei

Cinética e Eq. Químico Folha 09 João Roberto Fortes Mazzei 01. (IME) Um mol de ácido acético é adicionado a um mol de álcool etílico. Estabelecido o equilíbrio, 50 % do ácido é esterificado. Calcule o número de mols de éster quando um novo equilíbrio for alcançado,

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 6.º teste sumativo de FQA 3.março.15 ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS 11.º Ano Turma B Professor: Maria do Anjo Albuquerque Duração da prova: 90 minutos. VERSÃO 2 Este teste é constituído por 8 páginas

Leia mais

Questão 02, Comentários / Assuntos: Itens V, VI e VIII do Programa de Química

Questão 02, Comentários / Assuntos: Itens V, VI e VIII do Programa de Química olução Comentada de Química 01. Grande parte das fotocélulas utiliza o composto seleneto de cádmio(ii), uma vez que sua condutividade elétrica varia em função da intensidade da luz incidente. A presença

Leia mais

A B EQUILÍBRIO QUÍMICO. H 2 + 2ICl I 2 + 2HCl. % Ach

A B EQUILÍBRIO QUÍMICO. H 2 + 2ICl I 2 + 2HCl. % Ach A B EQUILÍBRIO QUÍMICO H 2 + 2ICl I 2 + 2HCl!. % % Ach. Ac 1 Equilíbrio Químico - Reversibilidade de reações químicas A B Exemplo: N 2 (g) + 3H 2 (g) 2NH 3 (g) equilíbrio dinâmico aa + bb yy + zz Constante

Leia mais

UNIRIO - Disciplina de Química Geral Lista de exercícios 2. 6NiF 2 (s) + 2Cl 2 (g) + 3O 2 (g)

UNIRIO - Disciplina de Química Geral Lista de exercícios 2. 6NiF 2 (s) + 2Cl 2 (g) + 3O 2 (g) UNIRIO - Disciplina de Química Geral Lista de exercícios 1. O trifluoreto de cloro, ClF, é um gás altamente tóxico, que pode ser usado, por exemplo, para converter óxido de níquel, NiO, em fluoreto de

Leia mais

(g) (92 g/mol). O sistema é aquecido até 27 C, ocorrendo a reação a seguir: 1 N 2. (g) F 2 NO 2. (g) é igual a 20%, calcule a pressão parcial de N 2

(g) (92 g/mol). O sistema é aquecido até 27 C, ocorrendo a reação a seguir: 1 N 2. (g) F 2 NO 2. (g) é igual a 20%, calcule a pressão parcial de N 2 Resolução das atividades complementares 3 Química Q34 Grau de equilíbrio a p. 10 1 (Faap-SP) Em um recipiente indeformável de 10 L são colocados 46 g de N (9 g/mol). O sistema é aquecido até 7, ocorrendo

Leia mais

Exercícios de Equilíbrio Químico

Exercícios de Equilíbrio Químico Exercícios de Equilíbrio Químico 1. Para a produção de energia, os mamíferos oxidam compostos de carbono nos tecidos, produzindo dióxido de carbono gasoso, CO (g), como principal subproduto. O principal

Leia mais

ESTEQUIOMETRIA DE REAÇÕES QUÍMICAS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS

ESTEQUIOMETRIA DE REAÇÕES QUÍMICAS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS ESTEQUIOMETRIA DE REAÇÕES QUÍMICAS CÁLCULOS ESTEQUIOMÉTRICOS Aula 10 META Mostrar como se realizam cálculos estequiométricos de reações em que um dos reagentes encontra-se em excesso, além de calcular

Leia mais

Equilíbrio é um estado em que não há mudanças observáveis, com passar do tempo.

Equilíbrio é um estado em que não há mudanças observáveis, com passar do tempo. Equilíbrio Químico Equilíbrio é um estado em que não há mudanças observáveis, com passar do tempo. Equilíbrio químico é alcançado quando: as taxas das reações direta e inversa são iguais e não são iguais

Leia mais

Equilíbrio Químico. Controlo da Produção Industrial de Amoníaco

Equilíbrio Químico. Controlo da Produção Industrial de Amoníaco Equilíbrio Químico Controlo da Produção Industrial de Amoníaco Reações completas Combustão do carvão C (s) + O 2 (g) CO 2 (g) Reações completas Reação do Ácido clorídrico com o Magnésio 2 HCl (aq) + Mg

Leia mais

símbolos que indicam o estado da matéria de cada componente da reação: s para sólido, l para líquido, g para gasoso e aq para aquoso

símbolos que indicam o estado da matéria de cada componente da reação: s para sólido, l para líquido, g para gasoso e aq para aquoso ESTEQUIOMETRIA Estequiometria é uma palavra de origem grega que significa quantidade. Os cálculos decorrentes da estequiometria são importantes para quantificarmos reações químicas, ou seja, descobrirmos

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 30/06/12

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 30/06/12 P4 - POVA DE QUÍMICA GEAL 30/06/ Nome: Nº de Matrícula: GABAITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau evisão a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 0,0 Constantes e equações: 73,5 K = 0 C = 0,08 atm L mol - K - = 8,345

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/10/12

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/10/12 P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 27/10/12 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados: T (K) = T ( C) + 273,15 R = 8,314

Leia mais

Gases. 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação?

Gases. 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação? Capítulo 2 Gases 1. Qual a equação de Van der Waals para o gás real e qual o significado de cada termo dessa equação? Van der Waals verificou que o fato do gás real não se comportar como o gás ideal é

Leia mais

Estequiometria. Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da madeira I

Estequiometria. Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da madeira I Estequiometria Mestranda: Daniele Potulski Disciplina: Química da madeira I Estequiometria Estequiometria é o cálculo da quantidade de reagentes e produtos da reação, baseado nas leis das reações químicas.

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2014 Disciplina: QUÍMICA Série: 1ª Professora: Maria Luiza Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 19/11/05

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 19/11/05 P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 19/11/05 Nome: Nº de Matrícula: Gabarito Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Constantes K w [H + ] [OH - ] 1,0 x 10-14 a 5 o C F

Leia mais

Prática 10 Determinação da constante de equilíbrio entre íons Fe 3+ e SCN -

Prática 10 Determinação da constante de equilíbrio entre íons Fe 3+ e SCN - UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CCT DEPARTAMENTO DE QUÍMICA DQMC Disciplina: Química Geral Experimental QEX0002 Prática 10 Determinação da constante de equilíbrio

Leia mais

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria

Professor Marcus Ennes. -Estequiometria Professor Marcus Ennes -Estequiometria - RELAÇÕES FUNDAMENTAIS RAZÃO E PROPORÇÃO 1) Um formigueiro é composto por 2.000 formigas. Cada formiga consome por dia, 1.500 moléculas de glicose (C 6 H 12 O 6

Leia mais

AULA ESPECÍFICA. Prof. Rodrigo Becker Cordeiro

AULA ESPECÍFICA. Prof. Rodrigo Becker Cordeiro AULA ESPECÍFICA Prof. Rodrigo Becker Cordeiro Química 2ª fase UFPR Apogeu Aula 03 Assuntos abordados Propriedades coligativas Teorias ácido-base Propriedades dos compostos orgânicos Pilhas (ACAFE-SC) O

Leia mais

Nome: Nº BI: Data - Local Emissão: / / -

Nome: Nº BI: Data - Local Emissão: / / - PROVA DE QUÍMICA Nome: Nº BI: Data - Local Emissão: / / - Pergunta / Opção 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 a) b) c) d) PROVA DE QUÍMICA Duração da prova: 60 minutos +

Leia mais

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 03/07/10

P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 03/07/10 P4 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 0/07/10 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 a,5 4 a,5 Total 10,0 Constantes e equações: R = 0,08 atm L mol -1 K -1 = 8,14

Leia mais

QUÍMICA. A Ciência Central 9ª Edição. Capítulo 3 Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas. Prof. Kleber Bergamaski.

QUÍMICA. A Ciência Central 9ª Edição. Capítulo 3 Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas. Prof. Kleber Bergamaski. QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 3 Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas Prof. Kleber Bergamaski Equações químicas 1789, lei da conservação da massa A massa total de uma

Leia mais

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos

Atividade complementar. Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Atividade complementar Substâncias e transformações químicas, entendendo os aspectos quantitativos Esta atividade tem como objetivo complementar e aprofundar os estudos sobre as transformações químicas,

Leia mais

Universidade Federal da Paraíba. Centro de Ciências Exatas e da Natureza Departamento de Química Programa de Pós-graduação em Química

Universidade Federal da Paraíba. Centro de Ciências Exatas e da Natureza Departamento de Química Programa de Pós-graduação em Química Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Exatas e da Natureza Departamento de Química Programa de Pós-graduação em Química PROVA DE SELEÇÃO PARA INGRESSO NO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM QUÍMICA

Leia mais

2005 by Pearson Education. Capítulo 03

2005 by Pearson Education. Capítulo 03 QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 3 Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas David P. White Equações químicas Lavoisier: a massa é conservada em uma reação química. Equações

Leia mais

A) Se a massa molar do composto C é 76 g.mol 1, determine as fórmulas químicas para os compostos A, B, C, D e E.

A) Se a massa molar do composto C é 76 g.mol 1, determine as fórmulas químicas para os compostos A, B, C, D e E. VTB 2008 2ª ETAPA Solução Comentada da Prova de Química 01. Na análise de 5 (cinco) diferentes compostos (A, B, C, D e E) formados apenas por nitrogênio e oxigênio, observou-se que as relações de massas

Leia mais

LCE0182 Química Analítica Quantitativa. Equilíbrio Químico. Wanessa Melchert Mattos

LCE0182 Química Analítica Quantitativa. Equilíbrio Químico. Wanessa Melchert Mattos LCE0182 Química Analítica Quantitativa Equilíbrio Químico Wanessa Melchert Mattos Equilíbrio Químico Estalactites: CaCO 3 (s) + CO 2 (aq) + H 2 O (l) Ca 2+ (aq) + 2 HCO 3- (aq) Estalagmites: Ca 2+ (aq)

Leia mais

M = (1,429g/L (0,082 atml/kmol) (273,15 K))/1,000 atm

M = (1,429g/L (0,082 atml/kmol) (273,15 K))/1,000 atm GQ1 Utilizando a teoria dos orbitais moleculares explique porque a ligação na molécula de N2 possui uma energia média de ligação de 941 kj/mol enquanto que na molécula de F2 a energia média de ligação

Leia mais

Conteúdo 28/03/2017. Equações Químicas e Estequiometria, Balanceamento de Equações Químicas, Relação de Massa em Equações Químicas,

Conteúdo 28/03/2017. Equações Químicas e Estequiometria, Balanceamento de Equações Químicas, Relação de Massa em Equações Químicas, Química Geral I Química - Licenciatura Prof. Udo Eckard Sinks Conteúdo 28/03/2017 Equações Químicas e Estequiometria, Balanceamento de Equações Químicas, Relação de Massa em Equações Químicas, Química

Leia mais

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL 2016

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: QUÍMICA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL 2016 INSTITUTO GEREMARIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 1º Ano: C11 Nº Professora: Lúcia Nascimento COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

REAÇÕES QUÍMICAS. Equações Químicas. (l) (s) + 6 Cl 2. (g) 4 PCl 3 P 4

REAÇÕES QUÍMICAS. Equações Químicas. (l) (s) + 6 Cl 2. (g) 4 PCl 3 P 4 ESTEQUIOMETRIA REAÇÕES QUÍMICAS Conversão de substâncias simples ou compostos em diferentes substâncias simples ou compostos Fumaça branca de NH 4 Cl resultante da reação química entre NH 3 e HCl Equações

Leia mais

REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO

REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO REVISIONAL DE QUÍMICA 1º ANO PROF. RICARDO 1- Um aluno de química, ao investigar as propriedades de gases, colocou uma garrafa plástica (PET), contendo ar e devidamente fechada, em um freezer e observou

Leia mais

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2

QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2 QUÍMICA - 1 o ANO MÓDULO 22 RELAÇÕES NUMÉRICAS FUNDAMENTAIS - PARTE 2 Fixação 1) (UNESP) O volume de uma massa fixa de gás ideal, a pressão constante, é diretamente proporcional à: a) concentração do gás.

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 18/09/06

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 18/09/06 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 18/09/06 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assiatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados R 0,081 atm L -1 K -1 T (K ) T ( C) + 73,15 1 atm

Leia mais

Misturas, soluções e unidades de concentração

Misturas, soluções e unidades de concentração QFL 0137 QUÍMICA GERAL FARMÁCIA BIOQUÍMICA 1 o Semestre - 2017 Misturas, soluções e unidades de concentração Denise F. S. Petri (dfsp@iq.usp.br) Bloco 3 térreo, sala 307 Instituto de Química Matéria Substâncias

Leia mais

Prof. Vanderlei I Paula -

Prof. Vanderlei I Paula - Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Físico Química I Prof. Vanderlei I Paula Gabarito 3 a lista de exercícios 01 Alimentos desidratados apresentam maior durabilidade e mantêm a maioria das

Leia mais

QUÍMICA 3 - APOSTILA 4. Prof. Msc João Neto

QUÍMICA 3 - APOSTILA 4. Prof. Msc João Neto QUÍMICA - APOSTILA Prof. Msc João Neto A (g) B (g) C (g) D (g) Em um sistema fechado, o equilíbrio é atingido quando: as propriedades macroscópicas ficam inalteradas; no estado final, coexistem reagentes

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 03/09/07

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 03/09/07 1 - ROVA DE QUÍMICA GERAL 03/09/07 Nome: Nº de Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a 2,5 2 a 2,5 3 a 2,5 4 a 2,5 Total 10,0 Dados R = 0,0821 atm L mol -1 K -1 T (K) = T ( C) + 273,15

Leia mais

Cálculo Estequiométrico Rodrigo Bandeira

Cálculo Estequiométrico Rodrigo Bandeira Rodrigo Bandeira Balanceamento de Reações Quantidade de cada elemento antes de depois da seta devem ser iguais Coeficientes Estequiométricos 1 N 2 (g) + 3 H 2 (g) 2 NH 3 (g) H 2 NH 3 N 2 H 2 NH 3 H 2 Exemplos:

Leia mais

Fuvest 2009 (Questão 1 a 8)

Fuvest 2009 (Questão 1 a 8) (Questão 1 a 8) 1. Água pode ser eletrolisada com a finalidade de se demonstrar sua composição. A figura representa uma aparelhagem em que foi feita a eletrólise da água, usando eletrodos inertes de platina.

Leia mais

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 19/09/09

P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 19/09/09 P1 - PROVA DE QUÍMICA GERAL 19/09/09 Nome: GABARITO Nº Matrícula: Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 a,5 4 a,5 Total 10,0 Dados R 0,081 atm L mol -1 K -1 T (K) T ( C) + 7,15 1 atm

Leia mais

4/6/2010. Lavoisier: a massa é conservada em uma reação química. Equações químicas: descrições de. Equações químicas

4/6/2010. Lavoisier: a massa é conservada em uma reação química. Equações químicas: descrições de. Equações químicas QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 3 Estequiometria: cálculos com fórmulas e equações químicas Lavoisier: a massa é conservada em uma reação química. : descrições de reações químicas. Duas partes

Leia mais

Química C Extensivo V. 1

Química C Extensivo V. 1 GABARIT Química C Extensivo V. 1 Exercícios 01) C 10 H 14 5 NSP C: 12. 10 = 120 H: 1. 14 = 14 :. 5 = 80 N: 14. 1 = 14 S: 32. 1 = 32 P: 31. 1 = 31 291 u 02) C 9 H 13 3 N C: 12. 9 = 108 H: 1. 13 = 13 :.

Leia mais

Lista de Exercícios Revisão AA6 4º Bimestre Prof. Benfica. dizer qual é o efeito de cada um dos seguintes fatores sobre o equilíbrio inicial:

Lista de Exercícios Revisão AA6 4º Bimestre Prof. Benfica. dizer qual é o efeito de cada um dos seguintes fatores sobre o equilíbrio inicial: Lista de Exercícios Revisão AA6 4º Bimestre Prof. Benfica 1) Para a reação em equilíbrio: PCl 3(g) + Cl 2(g) PCl5(g) dizer qual é o efeito de cada um dos seguintes fatores sobre o equilíbrio inicial: a)

Leia mais

Identificação do Candidato

Identificação do Candidato Instruções 1) Só se identifique na parte inferior desta capa. Sua prova será anulada se contiver qualquer marca identificadora fora desse local. 2) Este caderno contém 05 questões. Se estiver incompleto

Leia mais

EQUILÍBRIO QUÍMICO CURCEP UNIDADE 09 QUÍMICA B

EQUILÍBRIO QUÍMICO CURCEP UNIDADE 09 QUÍMICA B EQUILÍBRIO QUÍMICO CURCEP UNIDADE 09 QUÍMICA B 01 - (UFPR) O íon cromato (CrO 4 ) de cor amarela e o íon dicromato (CrO7 ) de cor laranja podem ser utilizados em processos de eletrodeposição para produzir

Leia mais

Qui. Allan Rodrigues (Gabriel Pereira) (Renan Micha)

Qui. Allan Rodrigues (Gabriel Pereira) (Renan Micha) Semana 18 Allan Rodrigues (Gabriel Pereira) (Renan Micha) Este conteúdo pertence ao Descomplica. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

Leia mais

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 16/06/12

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 16/06/12 P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 6/06/ Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Dados gerais: G = H - TS G= - n F E G = G o + RT ln Q ΔE ΔE [A] [A] 0 Questão Valor Grau Revisão kt a,5 a,5 3 a,5

Leia mais

Nome do(a) candidato(a):

Nome do(a) candidato(a): Universidade Federal do Rio Grande do Norte Instituto de Química Programa de Pós Graduação em Química Concurso para Entrada no Curso de Mestrado/Doutorado do PPGQ UFRN 2016.2 Instruções 1. Não identifique

Leia mais

Provas de Acesso ao Ensino Superior para maiores de 23 anos

Provas de Acesso ao Ensino Superior para maiores de 23 anos Provas de Acesso ao Ensino Superior para maiores de 23 anos Duração: 1h30min.; Tolerância: 30 minutos Parte I - Seleccione a única opção que permite obter uma afirmação correcta nas seguintes questões:

Leia mais

1 Calcule a velocidade média de desaparecimento de A (bolinhas vermelhas) durante o intervalo de tempo de 20 a 40 s. Reação: A B

1 Calcule a velocidade média de desaparecimento de A (bolinhas vermelhas) durante o intervalo de tempo de 20 a 40 s. Reação: A B Físico-Química Prof. José Ginaldo Silva Jr. Lista de Exercícios de Cinética Química 1 Calcule a velocidade média de desaparecimento de A (bolinhas vermelhas) durante o intervalo de tempo de 20 a 40 s.

Leia mais

EQUILÍBRIO QUÍMICO. Profa. Loraine Jacobs DAQBI.

EQUILÍBRIO QUÍMICO. Profa. Loraine Jacobs DAQBI. EQUILÍBRIO QUÍMICO Profa. Loraine Jacobs DAQBI lorainejacobs@utfpr.edu.br http://paginapessoal.utfpr.edu.br/lorainejacobs É a parte da físico-química que estuda as reações reversíveis e as condições para

Leia mais

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR ASSESSORIA TÉCNICA Processo Avaliativo Recuperação - 3º Bimestre/2015 Disciplina: QUÍMICA 3ª série EM A/B Nome do aluno Nº Turma A Recuperação deve ser entregue no dia 08/09/2015.

Leia mais

Solubilidade, estequiometria, misturas e gases

Solubilidade, estequiometria, misturas e gases Solubilidade, estequiometria, misturas e gases 1) O cientista italiano Amedeo Avogadro, na tentativa de compreender relações de volumes nas reações dos gases, propôs uma hipótese, estabelecendo que (CNTP

Leia mais

Química. Xandão (Renan Micha) Soluções

Química. Xandão (Renan Micha) Soluções Soluções Soluções 1. (FUVEST) Sabe-se que os metais ferro (Fe 0 ), magnésio (Mg 0 ) e estanho (Sn 0 ) reagem com soluções de ácidos minerais, liberando gás hidrogênio e formando íons divalentes em solução.

Leia mais

Estequiometria. Índice. Por Victor Costa

Estequiometria. Índice. Por Victor Costa Estequiometria Por Victor Costa Índice 1. Massa atômica 2. Mol 3. Massa molar 4. Massa molecular 5. Composição percentual 6. Reação química 7. Balanceamento 8. Reagente limitante 9. Rendimento Essa aula

Leia mais

2005 by Pearson Education. Capítulo 04

2005 by Pearson Education. Capítulo 04 QUÍMICA A Ciência Central 9ª Edição Capítulo 4 Reações em soluções aquosas e estequiometria de soluções David P. White Propriedades gerais das soluções aquosas Propriedades eletrolíticas As soluções aquosas

Leia mais

29/03/ TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS PROVA 1 GABARITO - prova tipo A

29/03/ TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS PROVA 1 GABARITO - prova tipo A 29/03/2016 - TRANSFORMAÇÕES QUÍMICAS PROVA 1 GABARITO - prova tipo A Texto para as questões 1 a 10: O permanganato de potássio (KMnO 4 ) é um forte agente oxidante. Em laboratório, pode ser empregado para

Leia mais

1. (Fuvest modificado) Ao misturar acetona com bromo, na presença de ácido, ocorre a transformação representada pela equação química:

1. (Fuvest modificado) Ao misturar acetona com bromo, na presença de ácido, ocorre a transformação representada pela equação química: Química Avaliação Mensal 3 os anos Décio e Vivian mar/12 Nome: Nº: Turma: GABARITO PROVA MENSAL 1º BIMESTRE 1. (Fuvest 2012 - modificado) Ao misturar acetona com bromo, na presença de ácido, ocorre a transformação

Leia mais

Química Orgânica Experimental

Química Orgânica Experimental Química Orgânica Experimental Destilação Simples para Purificação do Cloreto de Terc-butila e do Acetato de Isopentila Discentes: Ana Carolina Boni Eliana Alves Arxer Fernanda Maciel Barbosa Gubbiotti

Leia mais

Velocidade inicial (mol L -1 s -1 ) 1 0,0250 0,0250 6,80 x ,0250 0,0500 1,37 x ,0500 0,0500 2,72 x 10-4.

Velocidade inicial (mol L -1 s -1 ) 1 0,0250 0,0250 6,80 x ,0250 0,0500 1,37 x ,0500 0,0500 2,72 x 10-4. P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 31/05/14 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Dados gerais: G = - n F E G = G o + RT Q ΔE RT ΔE nf Questão Valor Grau Revisão 1 a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 10,0

Leia mais

11/08/2014. Lei de Avogadro. Equação de Clayperon. CNTP 1 atm 0 C 273K

11/08/2014. Lei de Avogadro. Equação de Clayperon. CNTP 1 atm 0 C 273K Disciplina de Físico Química I - Equação de Clapeyron Misturas Gases reais. Prof. Vanderlei Inácio de Paula contato: vanderleip@anchieta.br Lei de Avogadro 1 Lei de Avogadro Equação de Clayperon CNTP 1

Leia mais

Prova 3 Química QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE QUÍMICA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3

Prova 3 Química QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE QUÍMICA. QUESTÕES OBJETIVAS GABARITO 3 Prova 3 QUESTÕES OBJETIVAS QUESTÕES APLICADAS A TODOS OS CANDIDATOS QUE REALIZARAM A PROVA ESPECÍFICA DE QUÍMICA. UEM Comissão Central do Vestibular Unificado QUÍMICA 01 Assinale a alternativa correta.

Leia mais