Oicram Somar 1. Grafologia

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Oicram Somar 1. Grafologia"

Transcrição

1 Oicram Somar 1 Grafologia Aquelas letras ilustravam todo o caos dentro dele. Difícil seria distinguir em seu interior seus verdadeiros sentimentos, suas reais intenções, suas perspectivas, se é que ainda existia alguma, e até a possibilidade de já ter, um dia, tido passado. Suas letras revelavam mais que suas palavras, signos caóticos, densas, conturbadas, fortes, arrogantes, confiantes, aventureiras e venturosas; suas letras revelavam mundos contraditórios, não um após o outro, mas todos juntos em combustão, explosões tão fortes que lançavam sinais ao espaço sem fim. Impossível entendê-las, aquelas letras eram códigos que nem ele após escrevê-las conseguia decifrar. Ele, assim como suas palavras, estava perdido, embora não parasse de escrever, quase não falava, escrevia ininterruptamente. Nunca lhe importou o valor de seus escritos, sua vontade era de registrar o que homem algum jamais conseguira exteriorizar. Angustia de um vir a ser o Deus de si mesmo e único ponto de partida sem começo, de chegada sem final, apenas um grande meio, um meio que paira e expande, e se contrai e expande, e se contrai... Preenchia os papéis ao seu alcance com tanta agilidade, que mau os marcavam, para logo em seguida, com fúria intempestiva correr a caneta tão rápido sobre a superfície plana, que a impressão que dava é que tudo seria destruído. Aqui e ali, palavras saltavam aos olhos, e nos faziam compreende-las entre uma infinidade de

2 Oicram Somar 2 outras palavras com sentido dúbio, palavras que pareciam serem inventadas, pois não as entendíamos, devido as letras não serem compreensíveis ou não fazerem sentido para nós. Assim ele passou seus últimos 10 anos de vida no Sanatório Geral, entre folhas e mais folhas, escrevendo, sem parar. Seus trabalhos, se é que aquilo poderia na época ser chamado de trabalho, foram todos guardados carinhosamente por uma pessoa que o amava muito. Passado alguns anos, uma mulher começaria a lançar romances que impressionariam crítica e público culto do mundo todo. Sob o pseudônimo de Somar, ela viria ganhar muito dinheiro e reputação internacional. Somar nunca deu entrevistas, vivia reclusa e se negava a receber qualquer quantia pelo seu trabalho. Doava seus direitos autorais a Instituições Filantrópicas. Depois de 10 anos de sucesso e dez obras literárias 3 livros de contos, 3 romances e 3 obras poéticas -, Somar morre misteriosamente e deixa uma carta assombrosa como testemunho: Antes de mergulhar na mais profunda loucura, Ramos, autor de um único romance, A Escrita dos Deuses disse-me que escreveria milhões de páginas em suspenso, e que eu deveria editá-las, e que isso me daria o sustento necessário para viver confortavelmente. Achando que seria mais uma de suas crises de demência, prometi a ele que faria o que ele me pedisse, já que o amava. Assim que suas crises se tornaram freqüentes ele foi internado. Ramos começou a escrever alucinadamente, eu só não saberia que isso iria se arrastar por dez longos anos. Guardei tudo o que ele escreveu, e após sua morte, ainda não conformada com sua perda, voltei a ler o que ele deixou com mais atenção. Não entendia quase nada, até que passei a ler somente as palavras que conseguia decifrar, quando de repente o texto passou a fazer sentido. Não me sentindo detentora de suas obras, adotei o nome Somar que é o contrário de Ramos e passei a publicá-las, como ele queria. O resto é história. Deixo esta carta como testemunho, e todos os manuscritos de Ramos para averiguação. Tenho poucos dias de vida, algo me corrói e dou por cumprida a minha tarefa. A carta foi endereçada a Giorgia Verdi, a grande critica literária e fervorosa amante dos trabalhos de Somar. Apesar do espanto com notícia tão inusitada,

3 Oicram Somar 3 Verdi entendeu os motivos que fizeram Somar publicar os livros com um pseudônimo e não dar crédito a Ramos, era desejo dele ficar incógnita. Acontece que depois de muito trabalho e estudo, Verdi encontrou um novo código entre aqueles manuscritos. O primeiro texto que Verdi decodificou, o conto Até o fim, lhe daria as regras necessárias, que nada mais eram que o desejo do misterioso autor, para que novos romances fossem publicados. Sabemos isso hoje devido as anotações de Verdi em seu diário, que foi encontrado, como todo diário, após a morte da grande crítica literária. Verdi, fã daquela literatura fantástica, por respeito à genialidade que nutria por Ramos publica dez grandes obras literárias, baseados na nova decodificação. Verdi com os direitos autorais cria a Fundação de Amparo às Crianças Dementes. Depois de muitas glórias e um prêmio Nobel de Literatura, além de inúmeros outros prêmios literários, deixa seu testemunho, como o desejava Ramos, e doa todos os manuscritos de Ramos para a Biblioteca Nacional. Assim, aquelas enigmáticas palavras ficariam à disposição de críticos e estudiosos do mundo inteiro. Até hoje já foram encontrados 10 códigos exatos e publicados 100 obras da mais fina literatura, entre contos, romances e poemas. O código número 11 parece que foi descoberto por Augusta Moravia, da Espanha, no mês passado, e seguindo a tradição, esperamos que as próximas obras sejam tão belas quanto as outras 100. Se tudo correr conforme a previsão que se tem repetido nos últimos 100 anos, Augusta Moravia publicará 10 livros em dez anos, para então uma nova amante da literatura descobrir um novo código, em meio aos manuscritos de Ramos, e continuar a saga daqueles papéis onde misteriosamente um gênio, louco, nos deixou milhares de palavras que se sabiamente ou matematicamente organizadas darão grandes clássicos. Tudo leva a crer que aqueles papéis, grafados de forma inconsciente, guardam segredos ilimitados que contam histórias sem fim. Trecho da obra, A Escrita Sem Fim Uma Biografia de Ramos, 2001, pg, 9, 10, 11, de Amélia Calvino, Editora Mondoville, Itália.

4 Oicram Somar 4 Grafomania Um dos casos mais assombrosos e estranhos que se tem notícia da mania do grego, mania, as, loucura, demência de escrever, conhecido como grafomania, relativo às pessoas que escrevem compulsivamente em qualquer superfície é o Caso Ramos. Pouco se sabe de Ramos: sua infância, juventude, vida adulta. Todas as especulações feitas a seu respeito fazem menções a suas obras, ou às suas quase obras, pois tudo que conhecemos de Ramos além de um pequeno livro que o mesmo editou com suas parcas economias na época e que intitulou A Escrita Divina, ou A Escrita dos Deuses, são as obras que terceiros editaram ao decodificar os códigos que existem em suas milhares de páginas manuscritas que deixou em seus 10 anos de internação no Sanatório Geral. Não são poucas as interpretações a respeito da obra de Ramos, que tentam entender a sua genialidade, ou o fenômeno Ramos, como é conhecido nos círculos médicos psiquiátricos. Todos os escritos decodificados de Ramos foram feitos por pessoas que o admiravam e casualmente sem conhecimento prévio sobre as técnicas de decifração de códigos. Lembramos que certos códigos são extremamente difíceis de serem decodificados e especialistas no assunto, que estudaram as decodificações, se espantam como pessoas sem nenhum estudo na área conseguem chegar a cálculos tão elaborados e ao mesmo tempo de uma simplicidade irritante,

5 Oicram Somar 5 segundo Mark Kenoyer, um dos grandes especialistas do Pentágono, cujos trabalhos com os escritos de Ramos foram infrutíferos. Por outro lado, alguns críticos e escritores têm conseguido sucesso surpreendente até agora, mas vale lembrar, sempre de forma casual, ao menos é o que dizem as pessoas que conseguiram decifrar seus códigos. Por uma questão que intriga a todos, principalmente àqueles que convivem com estes mistérios há pelo menos 50 anos, nenhum decodificador explicou pormenorizadamente o processo de decifração, ou se explicaram, mais complicaram do que elucidaram o problema. É como se existisse uma fina interação entre código e decodificador, signo e significado, que não pudesse ser descoberto ou não fosse possível entender, nem para aqueles envolvidos em suas descobertas. Muitos especialistas da área da decifração se recusaram a examinar as milhares de páginas deixadas pelo Grafomaníaco do Sanatório Geral, como foi chamado Ramos na época de sua internação, com medo de fracassarem em sua empreitada, outros chegaram a dizer que tudo não passa de charlatanismo, o que é insustentável e infundado no caso, visto o número de provas e de testemunhos que estudam o fenômeno. Mark Kenoyer, filósofo e matemático com importantes trabalhos publicados e um grande admirador de toda a obra de Ramos e suas co-autoras, mesmo sendo um intelectual de renome mundial, questionado sobre a sua tentativa frustrada de resolver o Código Ramos, disse com a humildade de um sábio, que acredito que nem toda poesia será decifrada, a não ser por aqueles que mais se aproximarem dos confins do Universo ou de si mesmo. Em linguagem figurada, talvez Kenoyer, com toda a sua sensibilidade e argúcia, queira nos dizer, que nem toda revelação se faz pública. Editora Nacional, México, 1951, p. 15, 16. Por Fridha Cutzoal, A Linguagem Secreta de Ramos, Revista Universo Real,

6 Oicram Somar 6 Grafofobia Izar era um menino em tudo superior aos outros. Sua capacidade intelectual parecia ser imensa e desenvolvia raciocínios extremamente elaborados para a sua idade. Cedo aprendeu a ler com pouquíssimas referências gráficas e mais cedo ainda já rabiscava folhas e folhas com lápis colorido. Os pais de Izar, percebendo a precocidade daquela criança, tudo fizeram para o desenvolvimento de suas aptidões, mas parecia que as aptidões de Izar eram infinitas. Aos quatro anos desenhava figuras geométricas perfeitas sem o auxilio de esquadros, réguas ou compassos; aos seis, seus desenhos possuíam um colorido e uma harmonia impressionante; aos 12 anos Izar era capaz de entender Rosseau, Platão, e Kant, para surpresa de seus professores e espanto de seus amigos que nada entendiam daquilo. Aos 14 anos Izar já colecionava medalhas em competições esportivas: natação, judô, futebol, surf. A capacidade de Izar surpreendeu também seu professor de violão, quando aos 8 anos lhe apresentou o famoso chorinho Meditando, gravado mais tarde pelo grande violinista Celso Cavaco. Izar já conhecido pelas suas aptidões artísticas, físicas e intelectuais guardava apenas um segredo, aos 18 anos já não conseguia escrever, a simples menção de que tivesse que rabiscar uma simples palavra lhe deixava em pânico. Aos 30 anos estava Izar internado no Centro de Recuperação Kalimaya quando teve uma crise nervosa dizendo ser o autor da famosa obra Poética do Crepúsculo Sentimental. Morre alguns dias depois de derrame cerebral abraçado ao livro.

7 Oicram Somar 7 Tudo leva a crer que Izar sofreu um grande trauma, quando aos 17 anos não sabendo como declarar seu amor por uma amiga, lhe escreve um grande poema, de 350 páginas, e é alvo de chacota dela e de suas colegas. Izar que não conhecia a derrota, aos poucos sofre de uma intensa melancolia e logo em seguida devido a um trágico acidente automobilístico em que seus pais vêm a falecer, Izar tem uma crise de nervos que o leva a ser internado. Soraya Maria aos 27 anos publica o poema Poética do Crepúsculo Sentimental, onde relata o amor de um jovem de nome Izar, por sua amada. O poema de grande intensidade e explosões emotivas sugere a capacidade de que todos têm de atingir o Paraíso na terra através da arte erótica, desde que tenham um amor sincero para se guiarem na jornada interior que leva à perfeição poética. A perfeição poética seria a capacidade do Ser de descortinar tudo que a natureza oculta, e de revelação em revelação, atingir o ápice do contentamento, que é a união com a sua amada, o profundo mistério de quando duas almas se encontram para toda a eternidade. Poema repleto de figuras simbólicas e de metáforas que suscitou milhares de interpretações, discussões e estudos desde que foi publicado. Soraya Maria se suicida aos 30 anos de idade misteriosamente, e deixa seu diário intacto na mesa de sua cabeceira. Alguns anos depois, sem se saber como, o seu diário aparece na Biblioteca da Cidade e é encontrado por uma das enfermeiras do Sanatório onde Izar sofria calado o seu destino esquizofrênico. No diário Soraya revela o verdadeiro autor do poema que publicara como se fosse de sua autoria, a causa daquela poesia, e o verdadeiro motivo do trágico destino de Izar que amava Maria, e de Maria que não entendia, em sua adolescência, os complexos sentimentos de Izar. Dos inúmeros contos retirados da obra de Ramos, com o tema sobre grafofobia, este talvez seja o mais intrigante, e para muitos, se não resolve, ajuda a entender a crise que Ramos teve depois de publicar seu único livro e não ser reconhecido como escritor por uma suposta amante, que alguns estudiosos insistem em reconhecer em suas obras, como as enigmáticas S s, pois o nome de todas as personagens dos romances de Somar, que foi a primeira co-autora de Ramos, começa com a letra S. Alguns enxergam ainda no pseudônimo Somar, as iniciais de Soraya Maria. Seria Somar cúmplice do verdadeiro e grande amor de Ramos? Carregaria

8 Oicram Somar 8 Somar este segredo a vida inteira, segredo que a corroia por dentro, como escreveu pouco antes de morrer? Em se tratando deste autor, as especulações a respeito de sua vida só aumentam com o tempo, e o paradoxo, a dúvida e as incertezas parecem que nos conduzem a labirintos tão sofisticados quanto aquele relatado por uma de suas coautoras em que as pessoas se perdiam nos labirintos retilíneos de seus cotidianos. Não demora muito para a leitora se surpreender da máxima, dita por uma de suas personagens, que no infinito as retas paralelas se cruzam, e quando vivemos uma vida sem surpresas, todo encontro pode ser fatal. Psicólogo, França, 1980, ps. 28, 29. Galla Lieu, Psicopatologia Gráfica Estudos da Psique, Editora Oficina do Labirintos Íntimos Myriane Kaupf em seu ensaio Sobre as Horas do Tempo e os Pontos nos I s, procura através de um conto de Ramos, por sua co-autora Aurora Hernandez, descortinar as vicissitudes da vida levada ao extremo da organização. Myriane com sua

9 Oicram Somar 9 prosa agradável, porém fecunda, nos leva a refletir sobre as mazelas e o enorme vazio deixado por um mundo ao nosso redor em que nada mais é surpresa, ou em outras palavras, estas ainda mais aterradoras: nada seria mais surpreendente. O conto de Ramos, intitulado Intimidade, começa nos relatadando a vida simples de um casal de namorados que crescem juntos em uma pequena cidade do interior da Colômbia. Helena e Giacomo nascem na mesma cidade, estudam no mesmo colégio, freqüentam a mesma Igreja e moram lado a lado durante 25 anos. De famílias tradicionais e muito amigas, nutrem um pelo outro um carinho e uma amizade enorme, e em determinado momento em sua adolescência passam a namorar. Helena não tem segredos para Giacomo e nem este para Helena. Não é preciso dizer que Helena nunca se relacionou com outra pessoa e nem Giacomo com nenhuma outra mulher. Tudo que ouviam em casa era que uma vida segura era a fórmula da felicidade e uma vida segura era estudar, obter o diploma Universitário, ter uma profissão e criar os filhos. Os pais de Helena viviam dizendo que, Nós sabemos viver porque sabemos para onde ir, já os pais de Giacomo, diziam ao seu belo filho, Aqueles que não sabem o que querem, jamais serão felizes. Um dia Giacomo e Helena, tão bem comportados e educados, já casados, precisaram sair de sua cidade, pois esta seria inundada por uma grande represa, devido a construção de uma hidrelétrica na região. No primeiro dia na nova cidade, uma cidade grande, para a qual se mudam, Helena se perde ao se entreter no mêtro com um livro de poesia. Passa horas na rua, se desespera, chora, até que Giacomo a encontra em uma delegacia. A partir deste dia, que foi o pior dia da vida dos dois personagens, eles resolvem nunca mais se afastar, ou terem qualquer tipo de surpresas. Assim Giacomo e Helena se muniram de celular, GPS e um computador portátil, e poderiam a todo o momento Helena rastrear Giacomo, e Giacomo rastrear Helena. Mas não bastava. As horas em que saíam para o trabalho e as horas em que chegavam era rigorosamente monitorada por ambos. Tudo era sabido com antecedência: dias de compras, qual quitanda se dirigir, o médico que consultar, o banco, a escola, o cinema, o shopping, as horas e os dias de lazer. Para evitar desconfortos numa cidade grande, pois a vida já não era a mesma, evitaram os filhos, pois este mundo anda perdido. Ambos levavam uma vida sem surpresas, sem aventuras. Conheciam o mundo pela televisão, pela internet. Sabiam através dos GPS s dos outros, tão bem organizados quanto eles, localizar uma bromélia na mata atlântica e identificá-la, um animal na savana da África, um surfista em uma onda Havaiana. Viajavam pelo mundo através da

10 Oicram Somar 10 televisão e do monitor do computador. Helena conhecia a fábrica que Giacomo trabalhava, os móveis de seu escritório, a sala de reuniões, tudo através das marcas do GPS de Giacomo que tudo anotava. Com antecedência já sabia o que a esperava quando se por algum motivo tivesse que ir busca-lo na fábrica. Giacomo igualmente conhecia a sala de aula em que Helena ministrava suas aulas, a escola, o pátio da escola e assim por diante, tudo graças ao GPs e as fotos digitais que Helena mandava para o computador. Evitavam surpresas e suas vidas seriam seguras e felizes. Giacomo e Helena levavam a vida de tal jeito que bastava um olhar, um gesto para o outro saber o que fazer, ou como se portar. Até que um dia eles acordam, se olham no espelho e não se reconhecem. O conto acaba ai. Myriane fica imaginando, como o leitor do conto também deve ficar, o que aconteceria após este despertar ao contrário. A autora do ensaio nos convida a refletir sobre o labirinto que é a vida destas pessoas ditas pré-modernas, numa sociedade altamente computadorizada e informatizada. Giacomo e Helena entraram em um labirinto sem curvas ou acidentes, um labirinto retilíneo, reto. Mas este labirinto retilíneo como Myriane gosta de denominar as vidas destas pessoas, um dia hão de se encontrar com o desconhecido, e este desconhecido vem sem avisar, uma porque nos esquecemos um do outro quando nada mais há para se notar de diferente, outra porque, como nos lembra Myriane, no infinito as retas paralelas se encontram e o encontro no infinito é um lugar surpreendente, nas palavras de Myriane. O ensaio continua fazendo um convite a todos para que se entreguem a poesia, pois foi assim que Helena se esqueceu de tudo e se perdeu de Giacomo e de seu mundinho tão bem delimitado, mas Helena não sabia voar e desesperada com as alturas que tinha atingido se desespera, louca para voltar a rastejar pelo chão. A nossa ensaísta interpreta de forma lúcida, com suas nove décadas de vida, as palavras dos pais de Giacomo e Helena. Para Myriane o Nós, implícito nas duas únicas frases de seus pais no conto representa a intolerância com o Outro, também, implícita nas frases. É como se dissessem: existem Nós de menos e Outros demais neste mundo, fazendo bobagens, por isso as coisas estão assim, tão ruins, em outras palavras deveriam haver mais iguais a Nós e menos iguais aos Outros. Myriane com a sutileza e as metáforas que tanto gosta em seu novo ensaio interpreta o conto de Ramos de uma forma surpreendente, pois termina seu texto

11 Oicram Somar 11 dando-nos a latitude e a longitude de sua nova casa nas Bahamas. Tão logo seu ensaio é publicado na Revista de Estudos Contemporâneos da Universidade de Cali, alguns internautas munidos de sua parafernália computadorizada identificam no jardim de sua casa, grandes dizeres, voltados para os céus em que os GPS s conectados aos satélites tudo captam: abracadabra. Myriane, com seus 90 anos, crítica feroz de uma sociedade que insiste em fazer tudo virar objeto de consumo, provoca ao longe, sem deixar de nos surpreender. Por Ramira Pulvan, para O Caderno de Sinopses, Brasil, 21/10/2005. Hermenêutica O conto Holistica-mente, de Ramos pela sua co-autora Dani Kuntz, não poderia ser mais sugestivo, por representar a atual crise política, comportamental, religiosa, artística e até filosófica da atualidade, segundo Pizarro Conte, em seu novo livro Complexidade, onde reúne os seus ensaios e palestras ao longo dos últimos anos. Pizarro com sua conhecida engenhosidade e capacidade de síntese sugere ao leitor por meio do conto citado desmistificar a crença de que a ciência, a lógica analítica e as novas descobertas neurológicas bem como a falência do sistema capitalista em sua nova

12 Oicram Somar 12 fase neo-liberal possam nos levar a uma sociedade justa e harmônica. Por outro lado, Pizarro também faz duras criticas àquele pensamento de determinadas escolas de tendências herméticas que surgem de tempos em tempos igualando o discurso destas com certos discurso acadêmicos contemporâneo que pecam tanto pelo simplismo medíocre, como pela verborragia. A crítica de Pizarro vai de encontro a tendência que todos têm de procurarem o caminho mais simples para o conhecimento, mistificando o mundo a sua volta, dando a este mundo uma áurea de conhecimento secreto ou a verdade dos eleitos para citar apenas dois dos mais conhecidos jargões místicos-religiosos no sentido pejorativo - de todos os tempos. O que tem a coloração de parecer uma análise inteligente e sensata, na verdade é de uma mediocridade e de um simplismo exorbitante, que em vez de formular boas perguntas e buscar as verdades fundamentais, sem excluir as duvidas que daí certamente surgem, apenas encobre mais ainda a falta de capacidade de entendimento e de disciplina que todo estudo requer e ainda o medo da mudança de comportamentos e a incapacidade de todos de agir realmente de forma desapegada quando temos de abrir mão de nosso egoísmo para um bem comum. Cabe aqui o conto de Ramos, por Dani Kuntz na íntegra. A escola de Hassan, nos Urais, era das mais conhecidas Escolas Cientificas e Filosóficas era assim que Hassan chamava a sua escola, pois cientifico e filosófico na época dava uma aura de inteligência e verdade - do Grande Império. Na verdade existiam milhares de Escolas Científicas e Filosóficas em toda a região que cobria o Grande Império. O Grande Império cobria todo aquele planeta. Mas aquele planeta - para a insatisfação dos líderes do Grande Império ainda era repleto de culturas estranhas umas as outras ou se não eram estranhas eram diferentes entre si. Nada conseguia fazê-las se igualar, apesar dos esforços constantes do Grande Império. De qualquer forma muitas características de todas estas culturas foram diluídas com o tempo, seus deuses, suas manifestações culturais, seus usos e costumes. Hassan como centenas de outros líderes, que por pura sensibilidade ou saudosismo dos velhos tempos, procuravam resgatar a todo custo verdades ocultas, entre as verdades ditadas pelo Grande Império através dos livros considerados por eles sagrados. O Grande Império entendia e assim ensinava nas escolas que se uma coisa ou algo fosse verdadeiro, jamais poderia ser falsa e se fosse falsa jamais poderia ser verdadeira. Isso

13 Oicram Somar 13 facilitava o contrato social entre as partes, pois o Grande Império ensinava tudo o que era verdadeiro e o que se publicasse fora de seus domínios só poderia ser falso. Acontece que as muitas culturas não entendiam da mesma forma muitos pontos de vista do Grande Império e nem entre si, embora todos quisessem fazer parte do Grande Império, pois era mais cômodo. Alguns povos entendiam que dentro de casa não se entra de sapato, outros entendiam, que não havia problemas; alguns eram céticos com relação a uma causa divina na formação dos mundos, outros já acreditavam nesta possibilidade; pensadores citavam seus textos e procuravam provar a impossibilidade de uma única origem que abarcasse toda a multiplicidade, já outros entendiam que seria impossível a multiplicidade sem uma unidade original que as organizasse; muitos nem sequer poderiam admitir este Universo como um Universo caótico, já outros negavam qualquer ordenação real. Aquele planeta era dominado pelo Grande Império, e este procurava a todo custo infundir uma única língua e formar um Único Homem, paltado nas idéias e tradições do Grande Império. O problema era como fazer isso se pessoas como Hassan se negavam a abandonar suas particularidades em favor de um modelo único, que segundo o Grande Império, traria felicidade à toda comunidade planetária?. Foi assim que o Grande Império passou a disseminar nos meios de comunicação as mesmas informações, infinitas vezes, como uma lavagem cerebral, acontece que por obra sabe-se lá de quem, textos herméticos passaram a circular pelo planeta na mesma velocidade que as informações do Grande Império. Assim como as informações textuais do Grande Império eram claras e de fácil assimilação muita gente simpatizou com estas verdades e fizeram delas sua única verdade; por outro lado as verdades dos textos ditos herméticos tinham que ser decodificados, interpretados e muitos simpatizaram com estas verdades, pois dava àqueles que delas diziam entender uma aura de sabedores daquilo que ninguém sabia e assim a valorização do saber oculto estava garantido a uma minoria dita inteligente, com sentido de espiritualizados. Não demorou muito para que o Grande Império percebesse que estava deixando de atingir uma grande parte da população e passou a lançar no mercado e nos meios de comunicação seus textos ocultos e a financiar verdadeiros gurus, mestres espirituais e consultores astrais por todo o Império. As Escolas Cientificas e Filosóficas, como as de Hassan, que não se alinhavam com o Império, por seu turno, passaram a

14 Oicram Somar 14 explicar de forma mais simples seus textos herméticos e a instruir a preços módicos milhares de discípulos por todo o mundo. Passaram também a ter o nome genérico de Escolas da Sabedoria, mas agora fazendo a política do Grande Império. O Grande Império sabendo da nova política de marketing de seus concorrentes criou pelo planeta diversas Escolas Alternativas. Por sua vez, os esotéricos, místicos e todo tipo de intérpretes das escrituras ocultas passaram a se chamar de Escola do Pensamento Cientifico, dando ao termo cientifico um novo significado, mais espiritualizado e em pouco tempo a confusão era tão grande que ninguém mais sabia discernir a política ou o discurso do Grande Império com o das Escolas de Sabedoria, as Ordem do Santo Graal, as Associações Científicas, os Centros Filosóficos. O Império conseguira triunfar através de seu discurso único, embora aparentemente existisse diversos pontos de vista e opiniões a respeito de tudo justificando o sistema dito democrático. Seus opositores também se sentiam avançando, visto que suas idéias agora estavam na mídia do Grande Império. Algumas Escolas Lingüísticas da Ordem Branca, opostas a política do Grande Império, entendendo a confusão em que tudo se encontrava, disseminou a idéia de que a revelação da verdade só viria de uma profunda meditação e que as palavras escritas não tinham o poder de demonstrar a verdade ou a essência da vida feliz. O Império então lançou as bases de uma terapêutica com ares científicos sobre as técnicas meditativas, e sem demoras agregou ao seu discurso a capacidade de que todos poderiam ter de atingir tal revelação se ousassem seguir suas técnicas meditativas, que seriam superiores das Escolas Lingüísticas da oposição. Por reação, algumas Escolas do Oriente Secreto se sentido inferiorizadas, dissimularam seu discurso e através das Escolas dos Novos Mestres da Nova Era passaram a entender, através de suas novas interpretações, de seus textos sagrados, que o verdadeiro conhecimento só poderia ser atingido através dos deuses que deixava suas mensagens cifradas em búzios, varetas, números e toda sorte de adivinhações feitas por pessoas altamente qualificadas e iniciadas por suas Escolas. O Império sempre pronto a novos contra-ataques lança então uma série de livros e álbuns de figurinhas ensinando como decifrar a arte das adivinhações e coloca em suas Universidades alguns cursos financiados pelo Estado para a formação de adivinhos, bruxas e afins. A sua reação veio acompanhado de novas teorias psicológicas e pontos de vista de práticas de relaxamento corporal da Antiguidade do Oriente. As Escolas esotéricas criam então novas formas de Tai Chi, Judô, artes marciais e Yoga, assim como doutrinas que uniam de forma escabrosa conceitos da psicologia moderna com o sempre fecundo suporte teórico místico religioso de sociedades secretas de algum lugar

15 Oicram Somar 15 do Oriente. Livros e mais livros, sites e mais sites informavam sobre a veracidade e a charlatanice disso tudo. Os entendidos diziam que muita porcaria estava sendo publicada e que os verdadeiros conhecimentos continuavam a ser revelados somente aos escolhidos. O Império então forma cursos cada vez mais inacessíveis e caros para formar profissionais que possam combater os poucos escolhidos das sociedades esotéricas. Aos poucos a dicotomia Escolas Místicas são charlatanice, e Escolas do Império são honestas se faz. Não se sabe como, mas teorias de que o Império é dominado por Sociedades Secretas que disseminam o mal são relatadas. Enquanto isso as Sociedades antes ditas Secretas se fazem cada vez mais transparentes. O Império lança então sua política de transparência enquanto as Sociedades Alternativas se afundam nas matas e nos desertos. O Império se aproveitando da situação alargou os seus poderes, a concentração de renda aumentou, milhares de miseráveis vagavam pelo mundo até que um colapso se deu naquele planeta, com a decadência das Instituições e dos centros de saber. Tudo leva a crer que aquela civilização só vai se levantar novamente o dia em que perceber que todo conhecimento é complexo, e não simplista como queria o Grande Império; e que o conhecimento secreto como queriam os esotéricos ou místicos não é o conhecimento profundo ; que a verdade não pode se relacionar com o que não é dito ou dito de forma obscura como queriam tanto os místicos e os acadêmicos de plantão, sempre ávidos por fama e o reconhecimento de seus discípulos. Resta saber se um dia ainda isto acontecerá e se pessoas como Hassan terá condições de mudar junto com o Grande Império, colocarem-se no centro do problema e efetuar as devidas mudanças, num amplo diálogo que abarque todos e tudo, e suas múltiplas perspectivas. Pizarro vê em Hassan e no Grande Império não só os sistemas que brigam pelo poder através de um falso conhecimento, mas todos aqueles que se negam a entender que todo conhecimento é complexo e que deve ser aberto e discutido com todos sem distinção, e só assim, e não de outra forma, quem sabe, poderemos superar as mazelas da ignorância, e nos elevar à alturas jamais alcançadas.

16 Oicram Somar 16 Dia, 02/06/2006. Camille da Silveira, Suplemento Literário Anarquista do Jornal Amanhã é Outro Olhos Verdes Estranhos olhos verdes aqueles que me fitaram dia e noite. Mesmo longe eu os sentia me devorando, lentamente, com sede e fome e uma vontade enorme de me comer. Os mesmos olhos que refletem a luz de todo o universo, agora refletiam seus sentimentos mais profundos. Eu captava naqueles olhos uma história proibida, que homem algum, jamais ousou. Seus silêncios velavam nossos sentimentos, mas seus gestos traiçoeiros denunciavam suas intenções. Insegurança compreensível de uma mulher que já não era tão jovem, cujas marcas da vida, como tatuagens tribais, revelavam filhos crescidos, amantes esquecidos, encontros e desencontros, e a solidão de um futuro incerto, misturado à nostalgia de um tempo de curta memória. Experiente e sabedora de suas limitações, mesmo com seu talento e sua força diante de mim, ela se mostrava indecisa, um misto de paixão e medo da aventura. Mas as verdadeiras aventuras não se repetem, por isso sabia que ali seria

17 Oicram Somar 17 diferente, pois pressentia o perigo de um amor não correspondido, ou pior, de uma recusa. Eu, com a qualidade de quem espera com calma o que tarda, sentia que ali seria terreno perigoso, gostava dela, mas jamais a amaria. A velhice, é a solidão dos que amam e desejam possuir a beleza de um corpo jovem. Ela estava saudosa. Sei que aos poucos me deixei levar pelos seus encantos sutis: um olhar encabulado, a maturidade de seus gestos, o sorriso triste. Sua experiência de vida aliada a sua elegância, aos poucos me seduzia, e eu me entreguei aos seus carinhos, me voltei aos seus caprichos, e mergulhei em seus segredos. Eu era o seu sonho, e entre a vigília e um sono profundo, fui arrastada por sua doce paixão, pois ela sabia que seria a última de um ciclo, e eu embriagada pelo meu despertar e pela sua felicidade, a amei como jamais alguém a amou: com toda a liberdade de expressão, pois só assim, ela o sabia, sairíamos dali vivas, sem rancores e com a certeza de que tudo fizemos para sermos felizes. Então, ela me teve, com toda a sua logoplegia. Assim termina o mini-conto Olhos Verdes, de Ramos, que foi decodificado por Isabela Mendes, em seus anos de silêncio, em virtude de uma autopunição, feita devido a um amor não correspondido. Isabela Mendes, enquanto cobria como repórter guerras civis em países africanos, ficou durante oito meses desaparecida em lugar até hoje ignorado pela autora e pelas autoridades locais, e foi trocada por presos políticos no Quênia em Acredita-se que Isabela tenha se apaixonado por uma de suas seqüestradoras e tido com ela um intenso romance. O que intriga a todos é que a mesma Isabela que já vinha escrevendo belos contos como coautora dos manuscritos de Ramos, impedida de falar devido a seu voto de silêncio, passa a escrever contos autobiográficos que a fortalecem e acabaram servindo como terapia a seu trauma tão infeliz. O que fica no ar envolto em mistério e causa certo incômodo aos especialistas - psicólogos, médicos psiquiatras, críticos literários e outros - é a circunstância em que os contos foram escritos. A teoria de que Isabela estaria manipulando o código por ela encontrado antes de seu seqüestro está descartada por

18 Oicram Somar 18 especialistas que vem estudando a tempos os famosos manuscritos e suas decodificadoras. Por enquanto o fenômeno permanece sem respostas convincentes e a ciência ainda é incapaz de elucidar o problema, que para Isabela se tornou, se não a sua salvação, a sua válvula de escape. Patrícia Cristal, Contos e Contadores, Editora da Gente, 1988, ps. 32, 33.

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

Um na Estrada Caio Riter

Um na Estrada Caio Riter Um na Estrada Caio Riter PROJETO DE LEITURA 1 O autor Caio Riter nasceu em 24 de dezembro, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. É bacharel em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Pontifícia

Leia mais

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos.

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos. Contos Místicos 1 Contos luca mac doiss Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12 Prefácio A história: esta história foi contada por um velho pescador de Mongaguá conhecido como vô Erson. A origem:

Leia mais

meu jeito de dizer que te amo

meu jeito de dizer que te amo Anderson Cavalcante meu jeito de dizer que te amo Dedicatória A Tabata, minha esposa, mulher, amante e melhor amiga, que com muito charme, carinho e um pouco de paciência compartilha comigo as descobertas

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

UNIDADE I OS PRIMEIROS PASSOS PARA O SURGIMENTO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO.

UNIDADE I OS PRIMEIROS PASSOS PARA O SURGIMENTO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO. UNIDADE I OS PRIMEIROS PASSOS PARA O SURGIMENTO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO. PARTE 1 O QUE É FILOSOFIA? não é possível aprender qualquer filosofia; só é possível aprender a filosofar. Kant Toda às vezes que

Leia mais

ANDERSON CAVALCANTE. Meu pai, meu herói

ANDERSON CAVALCANTE. Meu pai, meu herói ANDERSON CAVALCANTE Meu pai, meu herói Dedicatória Ao meu pai, Eraldo, meu herói e minha referência de vida. 5 Agradecimentos A Deus, por sempre me ajudar a cumprir minha missão. A todos os pais que são

Leia mais

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE

VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE VIVER ALÉM DA RELIGIOSIDADE É Preciso saber Viver Interpretando A vida na perspectiva da Espiritualidade Cristã Quem espera que a vida seja feita de ilusão Pode até ficar maluco ou morrer na solidão É

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos.

É verdade que só começo um livro quando descubro uma pluma branca. Isso é um ritual que me impus apesar se só escrever uma vez cada dois anos. 1) Como está sendo a expectativa do escritor no lançamento do livro Ser como um rio que flui? Ele foi lançado em 2006 mas ainda não tinha sido publicado na língua portuguesa, a espera do livro pelos fãs

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

1. O feminino e a publicidade: em busca de sentido

1. O feminino e a publicidade: em busca de sentido 1. O feminino e a publicidade: em busca de sentido No estudo da Comunicação, a publicidade deve figurar como um dos campos de maior interesse para pesquisadores e críticos das Ciências Sociais e Humanas.

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Mostrei minha obra-prima à gente grande, perguntando se meu desenho lhes dava medo.

Mostrei minha obra-prima à gente grande, perguntando se meu desenho lhes dava medo. I Uma vez, quando eu tinha seis anos, vi uma figura magnífica num livro sobre a floresta virgem, chamado Histórias vividas. Representava uma jiboia engolindo uma fera. Esta é a cópia do desenho. O livro

Leia mais

Uma narrativa, uma história e um imaginário. Fernanda Cielo* 1

Uma narrativa, uma história e um imaginário. Fernanda Cielo* 1 Uma narrativa, uma história e um imaginário. Fernanda Cielo* 1 Meu nome é Maria Bonita, sou mulher de Vírgulino Ferreira- vulgo Lampiãofaço parte do bando de cangaceiros liderados por meu companheiro.

Leia mais

Cordel do Software Livre Cárlisson Galdino 1

Cordel do Software Livre Cárlisson Galdino 1 Cordel do Software Livre Cárlisson Galdino 1 Este cordel pode ser distribuído e modificado, desde que você respeite a licença Creative Commons Atribuição Compartilhamento pela Mesma Licença. Ou seja, você

Leia mais

Por muito tempo na história as pessoas acreditaram existir em nós uma capacidade transcendental que nos emanciparia da natureza e nos faria

Por muito tempo na história as pessoas acreditaram existir em nós uma capacidade transcendental que nos emanciparia da natureza e nos faria 1 Por muito tempo na história as pessoas acreditaram existir em nós uma capacidade transcendental que nos emanciparia da natureza e nos faria especiais. Fomos crescendo e aprendendo que, ao contrário dos

Leia mais

Apresentação É com muita alegria que apresento a vocês, amados leitores, esta nova edição revisada e atualizada de meu primeiro livro-filho sobre o tema da evolução humana que trata das novas gerações,

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Rotary International Distrito 4570 Programa de Intercâmbio Internacional de Jovens

Rotary International Distrito 4570 Programa de Intercâmbio Internacional de Jovens Rotary International Distrito 4570 Programa de Intercâmbio Internacional de Jovens Depoimentos de Intercambistas Brasileiros 2 Carolina Castro foi aos Estados Unidos em 2011 Programa Longa Duração O ano

Leia mais

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching,

5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, 5Etapas Para Conseguir Clientes de Coaching, Consultoria, Terapias Holísticas e Para Encher Seus Cursos e Workshops. Parte 01 Como Se Posicionar e Escolher os Clientes dos Seus Sonhos 1 Cinco Etapas Para

Leia mais

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com

HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com HERÓIS SEM ROSTOS - A Saga do Imigrante para os EUA Autor: Dirma Fontanezzi - dirma28@hotmail.com TRECHO: A VOLTA POR CIMA Após me formar aos vinte e seis anos de idade em engenharia civil, e já com uma

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido.

Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Fim. Começo. Para nós, o tempo começou a ter um novo sentido. Assim que ela entrou, eu era qual um menino, tão alegre. bilhete, eu não estaria aqui. Demorei a vida toda para encontrá-lo. Se não fosse o

Leia mais

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento.

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento. 10 Maneiras de se Casar com a Pessoa Errada O amor cego não é uma forma de escolher um parceiro. Veja algumas ferramentas práticas para manter os seus olhos bem abertos. por Rabino Dov Heller, Mestre em

Leia mais

Indice. Bullying O acaso... 11

Indice. Bullying O acaso... 11 Indice Bullying O acaso... 11 Brincadeira de mau gosto. Chega! A história... 21 O dia seguinte... 47 A paixão... 53 O reencontro... 61 O bullying... 69 9 Agosto/2010 O acaso Terça-feira. O sol fazia um

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR INTRODUÇÃO Você está cansado de falsas promessas uma atrás da outra, dizendo

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

IV PARTE FILOSOFIA DA

IV PARTE FILOSOFIA DA IV PARTE FILOSOFIA DA 119 P á g i n a O que é? Como surgiu? E qual o seu objetivo? É o que veremos ao longo desta narrativa sobre a abertura do trabalho. Irmos em busca das estrelas, no espaço exterior,

Leia mais

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS

RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS RELENDO A HISTÓRIA AO LER HISTÓRIAS BRASÍLIA ECHARDT VIEIRA (CENTRO DE ATIVIDADES COMUNITÁRIAS DE SÃO JOÃO DE MERITI - CAC). Resumo Na Baixada Fluminense, uma professora que não está atuando no magistério,

Leia mais

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias Lucas Zanella Collin Carter & A Civilização Sem Memórias Sumário O primeiro aviso...5 Se você pensa que esse livro é uma obra de ficção como outra qualquer, você está enganado, isso não é uma ficção. Não

Leia mais

A beleza persuade os olhos dos homens por si mesma, sem necessitar de um orador.

A beleza persuade os olhos dos homens por si mesma, sem necessitar de um orador. A beleza persuade os olhos dos homens por si mesma, sem necessitar de um orador. Algumas quedas servem para que nos levantemos mais felizes. A gratidão é o único tesouro dos humildes. A beleza atrai os

Leia mais

A DIVERSIDADE NA ESCOLA

A DIVERSIDADE NA ESCOLA Tema: A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS. A DIVERSIDADE NA ESCOLA Quando entrei numa escola, na 1ª série, aos 6 anos, tinha uma alegria verdadeira com a visão perfeita, não sabia ler nem escrever, mas

Leia mais

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação...

18 - A surpresa... 175 19 A fuga... 185 20 O atraso... 193 21 Vida sem máscaras... 197 22 - A viagem... 209 23 - A revelação... Sumário Agradecimentos... 7 Introdução... 9 1 - Um menino fora do seu tempo... 13 2 - O bom atraso e o vestido rosa... 23 3 - O pequeno grande amigo... 35 4 - A vingança... 47 5 - O fim da dor... 55 6

Leia mais

Trabalho Finanças Estudos Lazeres Amigos Romance Família Espiritual Saúde

Trabalho Finanças Estudos Lazeres Amigos Romance Família Espiritual Saúde 1) A nossa Vida é composta por diversas vivências, nas quais avaliamos a nossa percepção de Felicidade. De zero a dez, que nota você dá para a sua SATISFAÇÃO ATUAL em cada uma das vivências da tabela abaixo?

Leia mais

As fontes da nossa auto-imagem

As fontes da nossa auto-imagem AUTO IMAGEM O QUE EU ACHO DE MIM MESMO QUEM SOU EU E QUAL E O MEU VALOR? NARCISISMO (deus da mitologia grega que se apaixonou por si mesmo ao ver sua imagem refletida na água) AS FONTES DA NOSSA AUTO -

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

JANELA SOBRE O SONHO

JANELA SOBRE O SONHO JANELA SOBRE O SONHO um roteiro de Rodrigo Robleño Copyright by Rodrigo Robleño Todos os direitos reservados E-mail: rodrigo@robleno.eu PERSONAGENS (Por ordem de aparição) Alice (já idosa). Alice menina(com

Leia mais

Autor (a): Januária Alves

Autor (a): Januária Alves Nome do livro: Crescer não é perigoso Editora: Gaivota Autor (a): Januária Alves Ilustrações: Nireuda Maria Joana COMEÇO DO LIVRO Sempre no fim da tarde ela ouvia no volume máximo uma musica, pois queria

Leia mais

MULHERES QUE AMAM DE MAIS

MULHERES QUE AMAM DE MAIS ROBIN NORWOOD MULHERES QUE AMAM DE MAIS Tradução de Isabel Alves k Índice Agradecimentos........................................ 9 Prefácio............................................... 11 Introdução............................................

Leia mais

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões de 1 a 7. AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Há três coisas para

Leia mais

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos

DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos DESAFIOS CRIATIVOS E FASCINANTES Aula de Filosofia: busca de valores humanos Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Eu queria testar a metodologia criativa com alunos que eu não conhecesse. Teria de

Leia mais

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicas-para-jovens Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos As dinâmicas de grupo já fazem parte do cotidiano empresarial,

Leia mais

ÍNDICE. Introdução. Os 7 Segredos. Como ser um milionário? Porque eu não sou milionário? Conclusão. \\ 07 Segredos Milionários

ÍNDICE. Introdução. Os 7 Segredos. Como ser um milionário? Porque eu não sou milionário? Conclusão. \\ 07 Segredos Milionários ÍNDICE Introdução Os 7 Segredos Como ser um milionário? Porque eu não sou milionário? Conclusão 3 4 6 11 12 INTRODUÇÃO IMPORTANTE Neste e-book você terá uma rápida introdução sobre as chaves que movem

Leia mais

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB!

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! A história da Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para Analista Tributário da Receita Federal do Brasil, é mais uma das histórias

Leia mais

Obs.: José recebeu em sonho a visita de um anjo que lhe disse que seu filho deveria se chamar Jesus.

Obs.: José recebeu em sonho a visita de um anjo que lhe disse que seu filho deveria se chamar Jesus. Anexo 2 Primeiro momento: contar a vida de Jesus até os 12 anos de idade. Utilizamos os tópicos abaixo. As palavras em negrito, perguntamos se eles sabiam o que significava. Tópicos: 1 - Maria e José moravam

Leia mais

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956).

Benedicto Silva. Foto 1. Minha mãe e eu, fotografados pelo meu pai (setembro de 1956). 1. INTRODUÇÃO 1.1. MINHA RELAÇÃO COM A FOTOGRAFIA Meu pai tinha uma câmara fotográfica. Ele não era fotógrafo profissional, apenas gostava de fotografar a família e os amigos (vide Foto 1). Nunca estudou

Leia mais

Na sala de aula com as crianças

Na sala de aula com as crianças O CD Rubem Alves Novas Estórias, volume 3, abre novas janelas de oportunidade para quem gosta da literatura. Através do audiolivro podemos apreciar encantadoras histórias e deixar fluir a imaginação. Rubem

Leia mais

Amar Dói. Livro De Poesia

Amar Dói. Livro De Poesia Amar Dói Livro De Poesia 1 Dedicatória Para a minha ex-professora de português, Lúcia. 2 Uma Carta Para Lúcia Querida professora, o tempo passou, mas meus sonhos não morreram. Você foi uma pessoa muito

Leia mais

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Atividade: Leitura e interpretação de texto Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Orientações: 1- Leia o texto atentamente. Busque o significado das palavras desconhecidas no dicionário. Escreva

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C CONTEÚDOS DO EXAME Líderes religiosos, Motivação e Liderança Convivência com o grupo; Amizade e sentido de grupo Os projetos Solidários; O que é um projeto? Olhares sobre

Leia mais

CURSO ON-LINE PROFESSOR GUILHERME NEVES. Resolverei neste ponto o desafio que coloquei no site na semana passada.

CURSO ON-LINE PROFESSOR GUILHERME NEVES. Resolverei neste ponto o desafio que coloquei no site na semana passada. Olá pessoal! Resolverei neste ponto o desafio que coloquei no site na semana passada. Fiquei muito feliz com o respaldo que essa questão teve. Virou até tópico do Fórum Concurseiros. http://www.forumconcurseiros.com/forum/showthread.php?t=274909

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

O Livro Negro do Yoga. Bhagwan Bhava

O Livro Negro do Yoga. Bhagwan Bhava O Livro Negro do Yoga Bhagwan Bhava 1 2 Uma Iniciação ao Tantra Yoga Gayatri Mantra Om bhur bhuvaha svaha Tat savitur varenyam Bhargo devasya dhimahi Dhiyo yonah prachodayat "Que nós possamos meditar no

Leia mais

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL

1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL 1-PORTO SEGURO-BAHIA-BRASIL LUGAR: EUNÁPOLIS(BA) DATA: 05/11/2008 ESTILO: VANEIRÃO TOM: G+ (SOL MAIOR) GRAVADO:16/10/10 PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL VOCÊ É O BERÇO DO NOSSO PAIS. PORTO SEGURO BAHIA-BRASIL

Leia mais

EsquiloScans Uma História. Texto: Divictor Ilustrações: Hanz Grotz

EsquiloScans Uma História. Texto: Divictor Ilustrações: Hanz Grotz EsquiloScans Uma História Texto: Divictor Ilustrações: Hanz Grotz No início, tudo eram trevas! Os quadrinhos desapareciam das bancas, e quanto se os via, eram de péssima qualidade. As obras inéditas eram

Leia mais

Assim nasce uma empresa.

Assim nasce uma empresa. Assim nasce uma empresa. Uma história para você que tem, ou pensa em, um dia, ter seu próprio negócio. 1 "Non nobis, Domine, non nobis, sed nomini Tuo da gloriam" (Sl 115,1) 2 Sem o ar Torna-te aquilo

Leia mais

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE.

OS 4 PASSOS ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM HIGHSTAKESLIFESTYLE. OS 4 PASSOS PARA VOCÊ COMEÇAR A VIVER EM ALTA PERFORMANCE A PARTIR DE AGORA HIGHSTAKESLIFESTYLE. Hey :) Gabriel Goffi aqui. Criei esse PDF para você que assistiu e gostou do vídeo ter sempre por perto

Leia mais

Seis dicas para você ser mais feliz

Seis dicas para você ser mais feliz Seis dicas para você ser mais feliz Desenvolva a sua Espiritualidade A parte espiritual é de fundamental importância para o equilíbrio espiritual, emocional e físico do ser humano. Estar em contato com

Leia mais

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53 Rio de Janeiro Sumário Para início de conversa 9 Família, a Cia. Ltda. 13 Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35 Cardápio de lembranças 53 O que o homem não vê, a mulher sente 75 Relacionamentos: as Cias.

Leia mais

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história.

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Nem um sopro de vento. E já ali, imóvel frente à cidade de portas e janelas abertas, entre a noite vermelha do poente e a penumbra do jardim,

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

COMO ESCREVER UM LIVRO INFANTIL. Emanuel Carvalho

COMO ESCREVER UM LIVRO INFANTIL. Emanuel Carvalho COMO ESCREVER UM LIVRO INFANTIL Emanuel Carvalho 2 Prefácio * Edivan Silva Recebi o convite para prefaciar uma obra singular, cujo título despertou e muita minha atenção: Como escrever um livro infantil,

Leia mais

4º Congresso de Mulheres 2014 - MEUC.

4º Congresso de Mulheres 2014 - MEUC. 4º Congresso de Mulheres 2014 - MEUC. Introdução ao tema geral: Silêncio. Mirian Christen Silêncio! No mundo agitado, complexo, barulhento, em que vivemos, parece que não há lugar para o silêncio. No nosso

Leia mais

Ser ou não ser? Eis a questão! Paulo Henrique da Silva

Ser ou não ser? Eis a questão! Paulo Henrique da Silva Ser ou não ser? Eis a questão! Paulo Henrique da Silva Esta breve narrativa tem como objetivo contar a trajetória do aluno Paulo Henrique da Silva. Ele nasceu no dia 25 de fevereiro de 1992, na cidade

Leia mais

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo

O dia em que parei de mandar minha filha andar logo O dia em que parei de mandar minha filha andar logo Rachel Macy Stafford Quando se está vivendo uma vida distraída, dispersa, cada minuto precisa ser contabilizado. Você sente que precisa estar cumprindo

Leia mais

1ª Série do Ensino Médio/ 2 Trimestre SÓCRATES, PLATÃO E ARISTÓTELES

1ª Série do Ensino Médio/ 2 Trimestre SÓCRATES, PLATÃO E ARISTÓTELES Sem limite para crescer! Resumo das aulas de Filosofia 1ª Série do Ensino Médio/ 2 Trimestre SÓCRATES, PLATÃO E ARISTÓTELES Esses três filósofos foram os inauguradores da filosofia ocidental como a que

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAVILHAS EDITAL 001/2009 - Concurso Público. Prova: 14 de Março de 2010.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAVILHAS EDITAL 001/2009 - Concurso Público. Prova: 14 de Março de 2010. PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAVILHAS EDITAL 001/2009 - Concurso Público Prova: 14 de Março de 2010. CARGOS: 1. Auxiliar de serviço. II Operário Braçal, 2. Auxiliar de serviço II Serviço de Água, 3. Auxiliar

Leia mais

Minha história. Mais_que_um_carpinteiro.indd 11 18/4/2012 12:04:38

Minha história. Mais_que_um_carpinteiro.indd 11 18/4/2012 12:04:38 1 Minha história Tomás de Aquino, filósofo do século XII, escreve: Dentro de cada alma há uma sede de felicidade e significado. Comecei a sentir essa sede quando adolescente. Eu queria ser feliz. Desejava

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

Neurivan Sousa. Pequenas Pérolas. Frases & Pensamentos. 2013 Curitiba 2ª edição

Neurivan Sousa. Pequenas Pérolas. Frases & Pensamentos. 2013 Curitiba 2ª edição Neurivan Sousa Pequenas Pérolas Frases & Pensamentos 2013 Curitiba 2ª edição Dedicatória Dedico esse singelo livreto especialmente a três mulheres que são o meu tesouro na terra: minha esposa Vânia Tereza,

Leia mais

Contexto Espiritual.

Contexto Espiritual. Contexto Espiritual. Senisio Antonio 2 Contexto Espiritual Contexto Espiritual. 3 Senisio Antonio Projeto Força de Ler Senisio Antonio. 37980-000 Cássia MG Responsabilidade pela revisão: Maria Aparecida

Leia mais

Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Batty

Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Batty Disciplina de Leitura Pessoal Manual do Aluno David Batty Nome Data de início: / / Data de término: / / 2 Leitura Pessoal David Batty 1ª Edição Brasil As referências Bíblicas usadas nesta Lição foram retiradas

Leia mais

Semana 2: Estenda um Convite

Semana 2: Estenda um Convite Semana 2: Estenda um Convite Incluído: 1. Preparação do líder 2. Guia da lição 1. PREPARAÇÃO DO LÍDER VISÃO GERAL DA LIÇÃO Como podem adolescentes dar a conehcer à seus amigos que querem desesperadamente

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo 2:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo Amados de Deus, a paz de Jesus... Orei e pensei muito para que Jesus me usasse para poder neste dia iniciar esta pregação com a

Leia mais

"A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste"

A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste "A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste" John Ruskin "O Instituto WCF-Brasil trabalha para promover e defender os direitos das crianças e

Leia mais

Preparando meu filho para a liberdade

Preparando meu filho para a liberdade Preparando meu filho para a liberdade Marcos Rezende Fonte: www.insistimento.com.br Você parou para observar o que está passando na televisão quando o seu filho a está assistindo? Ou já parou para refletir

Leia mais

O Surrealismo foi um movimento artístico e literário surgido primeiramente em Paris (1924) com a publicação do Manifesto Surrealista, feito pelo

O Surrealismo foi um movimento artístico e literário surgido primeiramente em Paris (1924) com a publicação do Manifesto Surrealista, feito pelo 1 O Surrealismo foi um movimento artístico e literário surgido primeiramente em Paris (1924) com a publicação do Manifesto Surrealista, feito pelo poeta e psiquiatra francês André Breton em 1924. Inserido

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

EVANGELISMO CRIATIVO Pr. Carlos Alberto. Leitura do Contexto Observar a realidade. Qualidade Total Eficiência do produto apresentado

EVANGELISMO CRIATIVO Pr. Carlos Alberto. Leitura do Contexto Observar a realidade. Qualidade Total Eficiência do produto apresentado EVANGELISMO CRIATIVO Pr. Carlos Alberto Leitura do Contexto Observar a realidade Qualidade Total Eficiência do produto apresentado Relacionamentos Capacidade de fazer amizades Conservando Resultados Discipulado

Leia mais

Características de um casamento duradouro

Características de um casamento duradouro Características de um casamento duradouro Características de um casamento duradouro Introdução: Ainda é possível ver um casal já bem idoso de mãos dadas, e que mesmo depois de tantos anos ainda se olham

Leia mais

O céu. Aquela semana tinha sido uma trabalheira! www.interaulaclube.com.br

O céu. Aquela semana tinha sido uma trabalheira! www.interaulaclube.com.br A U A UL LA O céu Atenção Aquela semana tinha sido uma trabalheira! Na gráfica em que Júlio ganhava a vida como encadernador, as coisas iam bem e nunca faltava serviço. Ele gostava do trabalho, mas ficava

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

Essas descobertas foram analisadas e testadas, e percebeu-se que podiam ser aplicadas em diversas áreas.

Essas descobertas foram analisadas e testadas, e percebeu-se que podiam ser aplicadas em diversas áreas. AULA 1-) SABER QUERER Olá, amigos! Meu nome é Kau Mascarenhas e sou um arquiteto de gente. Sim, tenho formação acadêmica em Arquitetura mas atualmente trabalho como consultor e conferencista em Desenvolvimento

Leia mais

RECADO AOS PROFESSORES

RECADO AOS PROFESSORES RECADO AOS PROFESSORES Caro professor, As aulas deste caderno não têm ano definido. Cabe a você decidir qual ano pode assimilar cada aula. Elas são fáceis, simples e às vezes os assuntos podem ser banais

Leia mais