Visita do Ministro da Economia e do Emprego

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Visita do Ministro da Economia e do Emprego"

Transcrição

1 Jornal Jornal mensal para todos os colaboradores da Volkswagen Autoeuropa Notícias entre 15 de agosto a 15 de setembro distribuição gratuita SETEMBRO EVENTOS DE 15 DE AGOSTO E 10 DE SETEMBRO 15 de julho Visita da Makro Cash & Carry Portugal S.A. Visita do Ministro da Economia e do Emprego 18 de julho Presença de António Pires entrega de Prémios BES - Exportação & Internacionalização 26 de agosto Visita do Ministro da Economia e do Emprego, Prof. Doutor Álvaro Santos Pereira 1 de setembro Visita da Continental Teves AG & Co. ohgl 1 de setembro Presença na Inauguração da 49º edição da Festa das Vindimas de setembro 14º Prémio de Ciclismo Volkswagen Autoeuropa da Festa das Vindimas 4 de setembro Abertura do cortejo das Festas das Vindimas 26 de agosto Recebemos a visita do Ministro da Economia e do Emprego, Professor Doutor Álvaro Santos Pereira. O programa incluiu uma apresentação da empresa e uma visita à nave de Montagem Final. O Ministro almoçou na cantina com colaboradores, Diretores das Áreas, elementos da Comissão de Trabalhadores e visitou o Clube Autoeuropa. A visita prosseguiu no fornecedor Faurecia, do Parque Industrial, na Unidade de Negócios de Cunhos e Cortantes e terminou na ATEC. pág. 04 Teste de estrada com raposas Os nossos quatro, na festa das Vindimas! Os nossos colegas que realizam diariamente os testes de estrada com os carros produzidos, depararam com esta maravilhosa raposa no alto da serra da Arrábida. 4 de setembro Festa das Vindimas de Palmela Mais uma vez, o desfi le de carros alegóricos foi iniciado com os carros que produzimos na Volkswagen Autoeuropa. No fundo, eles representam também uma alegoria à qualidade! pág. 06 pág. 08

2 Pequenas grandes melhorias de infraestruturas Parque maior para motos Julho O parque de motos junto à Portaria Principal tinha 43 lugares de estacionamento e a partir de julho passou a ter mais 28. Também junto ao edifício 10 foi criado um parque com capacidade para dez motos. Um projeto coordenado pela Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas e apoiado por todos os colegas motard! Falamos do espaço debaixo da canopy C, junto à nave de Montagem Final, onde os colegas iam fumar. Chegou a haver um atropelamento por distração de um colega e falta de visibilidade do condutor do empilhador, felizmente sem consequências graves. A mudança da zona de fumo foi um trabalho conjunto da Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas e da equipa de Segurança Industrial, Área de Recursos Humanos. Fumar em segurança! A zona de fumo deixou de existir e foi criada outra ali perto mas longe do tráfego de empilhadores. Cozinha com piso novo O correr dos anos danificou o piso da cozinha da cantina principal. Em nome da segurança e da higiene de todos os utentes e em nome das não-conformidades das auditorias, foi removido e substituído por um novo, de areia com resina epoxy. Uma obra realizada no shutdown, sob a supervisão da equipa de Infraestruturas e a coordenação dos Recursos Humanos/Serviços. Sem poças! Durante o shutdown de verão, a Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas encomendou o trabalho de uniformização com cimento do pavimento de uma parte do passeio pedonal, de forma a evitar a formação de poças de água nos dias chuvosos de inverno! Acabaram-se os salta-pocinhas! O novo VW UP!: pequeno mas de grande potencial 21 de agosto - Wolfsburg A Volkswagen pretende redesenhar o mapa mundi dos carros pequenos. Objetivo: lançar já em dezembro um pequeno citadino carismático (3,54m), que rentabiliza ao máximo o espaço interior, e oferece uma segurança igual à dos grandes carros, uma pegada ecológica mínima e motores efi cientes a combustível, gás e electricidade. O GT up! será uma versão mais vitaminada, com motor 1.2 de 100 CV; o Cross up!, com um conceito semelhante ao do Cross Polo; o e-up!, a versão elétrica (2013) e o Buggy-up! Opcionalmente, o novo up! incorporará um novo sistema de segurança: o sensor a laser City Emergency Braking que inicia o sistema de travagem em velocidades inferiores a 30km/h, sempre que prevê o risco de colisão. 2 SETEMBRO 11

3 Editorial Neste novo ciclo, reforçamos a paixão pelo detalhe na concretização do objetivo de sermos líderes de qualidade e satisfação do cliente. Como? Investindo no desenvolvimento das relações humanas através de novos canais de comunicação e de participação ativa dos colaboradores nos processos. Estamos cada vez mais atentos à voz da fábrica. Informação e motivação são catalisadores de qualidade e satisfação. Para a melhoria sustentável destes índices temos apostado na introdução de novos programas de promoção da saúde e bem-estar e desenvolvimento de competências e carreira dos colaboradores. Ao nível de infraestruturas também foram realizados investimentos, por exemplo, para melhoria das condições ergonómicas em diversas estações. Balanço de um novo ciclo Setembro é um mês de recomeços. O regresso à escola. O regresso ao trabalho. Há um ano, iniciámos, também, um novo ciclo. Um novo ciclo de gestão e de mudança. Após sete anos de destacamento internacional, o regresso a «casa» revelou-se um desafi o extraordinário, não apenas para mim, como para toda a equipa que acolheu um novo líder na direção da fábrica. A experiência internacional consolidou práticas de gestão que estão no «código genético» da Volkswagen Autoeuropa. O segredo do sucesso de uma organização reside no permanente equilíbrio entre as suas vertentes produtiva e humana. Por detrás de 1,7 milhões de unidades produzidas entre 1995 e 2010 está uma equipa, com uma cultura única, que tem vindo a crescer e amadurecer com a empresa, há duas décadas. Não queremos apenas produzir mais carros. Queremos carros de topo; uma equipa de topo. Não o conseguiremos apenas através da permanente inovação tecnológica dos processos de produção. O segredo está na inovação da gestão do capital humano da organização; uma gestão inovadora orientada para as pessoas. Este novo ciclo de evolução, marca a diferença pelo enfoque estratégico no seu capital humano. O segredo do sucesso da Volkswagen Autoeuropa é a consistência do seu objetivo: ser um empregador de topo, líder do sector em Portugal e referência mundial no lançamento e produção de carros com a máxima qualidade. António Pires Diretor Geral USA EOS O enorme cartaz afi xado no túnel entre as naves de Pintura e de Montagem Final exalta o sucesso do Eos nos Estados Unidos e o excelente trabalho da equipa Volkswagen Autoeuropa. Os Eos que estamos a produzir desde o shutdown de verão serão na sua maior parte exportados para os Estados Unidos. Os clientes americanos que os comprarem entre novembro deste ano e fevereiro de 2012 irão responder ao Questionário de satisfação IQS 90 dias, em junho de Queremos o mínimo de reclamações, para continuarmos líderes de mercado, no segmento de compact sporty cars! O nosso empenho é total na satisfação dos nossos clientes! De janeiro a agosto, 41,3% dos Eos que produzimos foram para o mercado norte americano. Ficha Técnica Publicação de: Volkswagen Autoeuropa, Lda. Quinta da Marquesa Quinta do Anjo Responsável: Jürgen D. Hoffmann Fotografia, pesquisa, redação e visualização: Isabel Carimbo Cartoons: Alberto Pereira Colaboradores diretos nesta edição: (ver junto dos artigos) Maquetização, fotocomposição e impressão: AlexandreGest, Lda. Tiragem: exemplares 3

4 A Volkswagen Autoeuropa destaca-se como uma empresa exemplar no contexto nacional 26 de agosto No âmbito da iniciativa empresas à sexta, o Ministro da Economia e do Emprego, Professor Doutor Álvaro Santos Pereira veio visitar a Volkswagen Autoeuropa, Unidade de Negócios de Cunhos e Cortantes, ATEC e empresas do Parque Industrial. Explicámos qual é o nosso projeto em termos de utilização do caminho de ferro para ligarmos a Volkswagen Autoeuropa ao norte na Europa e otimizar os custos de transporte das nossas peças e dos nossos carros. - comentou António Pires, para a SIC Notícias. Vamos anunciar medidas para relançar os centros de emprego e uma das coisas que temos que perceber é o que está a funcionar bem e o que está mal a nível de formação profi ssional. declarou o Ministro à RTP, na sua visita à Academia de Formação, ATEC. Quais os pontos fortes que encontra na gestão laboral da Volkswagen Autoeuropa que gostaria de ver repetidos noutras empresas? Destacaria a gestão orientada para os resultados e a maximização da produção, sem esquecer que para o fazer é preciso tal como faz a Volkswagen Autoeuropa manter um quadro motivado, devidamente formado e qualificado. O resultado disto é o que se deseja para outras empresas: um crescimento sustentado da produção, da competitividade da unidade e da inovação tecnológica, não só da empresa como também dos parceiros e fornecedores. É também pela gestão laboral que a Volkswagen Autoeuropa se destaca como uma empresa exemplar no contexto nacional. respondeu o Ministro da Economia e do Emprego, Professor Doutor Álvaro Santos Pereira. Os membros do Conselho de Gerência, António Pires e Jürgen Hoffmann deram as boas vindas ao Ministro, que veio acompanhado pelos Secretário de Estado Adjunto da Economia e do Desenvolvimento Regional, Dr. António Almeida Henriques; Secretário de Estado do Empreendedorismo, da Competitividade e da Inovação, Dr. Carlos Oliveira; Assessor de Imprensa do Gabinete, Dr. Nuno Vinha e pelo Adjunto da Secretaria de Estado da Economia e Desenvolvimento Regional, Dr. Jaime Alves. O Ministro recebeu os cumprimentos de elementos da Comissão de Trabalhadores. Uma passagem rápida pela nave de Carroçarias. Uma presença muito apreciada pelos colaboradores: o Ministro fez questão de almoçar na cantina com os Diretores de Área e elementos da Comissão de Trabalhadores. Depois do almoço, o Ministro tomou um cafezinho na Loja do Clube Autoeuropa Visita à Unidade de Negócios de Cunhos e Cortantes, no Parque Industrial. Visita à Academia de Formação ATEC. 4 SETEMBRO 11

5 Área de Qualidade Conhecer a concorrência para sermos melhores 25 de agosto António Pires, Dieter Kramer e várias chefi as da Área de Qualidade quiseram testar o maior concorrente do nosso Eos nos EUA, o Mazda MX-5 1.8, comparando o seu desempenho na estrada com o nosso Eos e também com o novo VW Golf Cabrio. Paulo Pereira e Dieter Kramer no novo VW Golf cabrio O Mazda MX-5 em primeiro plano José Machado e Rui Baptista terminaram o teste dinâmico de estrada com o VW Eos. Drive Appraisal António Pires, Dieter Kramer, João Pereira, Paulo Pereira, Rui Baptista. José Machado, Rui Esteves e Fernando Pinto Basto conduziram alternadamente um dos novos VW Golf 1.6 TDI com 105 cv (77kW); dois VW Eos 2.0 TDI, 140 cv (103kW) e 2.0 TSI, 200 cv (147 kw) e um Mazda 1.8 MZR com 126 cv (93kW). Percorreram 65 km em estradas nacionais adjacentes à fábrica até Alcochete. Para nossa sorte, o VW Golf Cabrio não vai para os EUA! - Dieter Kramer, Diretor da Área de Qualidade. Com um bom marketing O nosso VW Eos tem tido uma grande aceitação no mercado norte-americano. Nos primeiros sete meses do ano exportámos 40,1% da produção, ou seja 6914 unidades. As apreciações dos clientes no prestigiado Questionário de satisfação J.D.Power colocaram-no em 2º lugar, no segmento dos compact sporty cars. Mas, em 1º lugar, ficou o Mazda MX-5 Miata. O Mazda é o nosso atual benchmark para os EUA. É um roadster, um cabrio mais puro e muito menos requintado tecnicamente do que o nosso Eos. O MX-5 também tem muito equipamento, mas parece que rodamos numa Harley Davidson de quatro rodas As funções no painel são fáceis de aceder e de compreender mas, por exemplo, ainda tem os santo antónios atrás dos encostos de cabeça Penso que com criatividade e empenho do Marketing dos nossos colegas da Volkswagen of America, conseguiríamos explicar e convencer o cliente norte americano de que o nosso Eos é bem melhor, Eos e Mazda MX-5: unidades vendidas nos EUA Jan-maio 2011 Volkswagen Eos Mazda MX-5 Miata Posição no ranking vendas nos EUA 90º 92º maio 2011 apesar de 10 mil euros mais caro. - José Machado, Chefe de Divisão Aceitação Final Em relação ao Golf Cabrio, penso que tem uma melhor aerodinâmica que o Eos, menos ruído quando a capota está aberta e é mais um fun car. O nosso Eos é um carro mais completo. A capota do Golf abre muito rapidamente - 10 segundos contra os 29 segundos da nossa - e pode abrir em circulação até 30km/h. Para nossa sorte, o Golf não vai para os EUA! - resumiu Dieter Kramer, Diretor da Área de Qualidade. Fonte: Morgan & Company, Inc. Automotive Research, Analysis & Forecast Services jan-maio entre maio 2010 e maio Audit, testes de estrada e raposas! A serra da Arrábida abrange as áreas de Setúbal, Palmela e Sesimbra. Esta serra, musa de inspiração de Frei Agostinho da Cruz a Sebastião da Gama, foi declarada Parque Natural em 1976 para proteger as muitas espécies existentes, sendo que algumas zonas só podem ser visitadas mediante autorização oficial. Caminhar nestas montanhas é, de facto, uma experiência inesquecível. As vistas de cortar a respiração, juntamente com o contacto com a natureza, fazem deste um sítio um local privilegiado, apresentando-se a sua flora e fauna como uma relíquia única na nossa região. É pois neste local privilegiado que a equipa de AU- DIT realiza parte dos seus testes de estrada, em virtude de esta serra nos oferecer um traçado e perfil únicos, abrangendo diversos tipos de piso. O percurso é irregular, em que as curvas e contracurvas são acompanhadas de descidas e subidas. No seu conjunto, a estrada pela serra oferece condições ótimas para a realização de testes dinâmicos nos nossos carros. Numa das nossas saídas para testes, deparou-senos uma verdadeira surpresa no alto serra. Foi no local onde, por procedimento, paramos para realizar várias verificações nos veículos. Como curiosas assistentes do que estávamos a fazer, várias raposas aproximaram-se de nós, sem qualquer receio do que lhes pudéssemos fazer, como mostram as fotografias. Constatamos com alegria que o coração desta serra se mantém vivo e pulsa de dia para dia, através dos seus animais e das suas plantas. Que se mantenha assim, para sempre! Texto de: Alberto Pereira / Área de Qualidade 5 SETEMBRO 11

6 Que tal, as férias? A praia perto ou mais longe - foi o destino que praticamente todos os colaboradores da fábrica escolheram para o merecido descanso que tiveram nas duas primeiras semanas de agosto. José Gonçalves, Área de Engenharia Industrial e Gestão Otimizada As férias foram o quebrar da rotina. Descansei bastante. Passeei na praia, fui até ao sul de Espanha, Benalmadena, e fi quei num hotel de praia ótimo para as crianças. Luis Cordeiro, Área de Pintura Andei pelo interior de Portugal, Douro, Trás-os-Montes, Alentejo. Gostei do sossego, do contacto com a natureza, de não ter horas, de comer bem, da boa companhia, dos bons hotéis, dos bons preços, do património histórico e exercitei o meu hóbi, a fotografi a! Joaquim Conceição, Área de Carroçarias Estive alguns dias na praia de Armação de Pera com a família e amigos e fi zemos algumas petiscadas. Quando voltei, parecia que tinha sido só um fi m de semana alargado. Nem me tinha esquecido das passwords! Três semanas, teriam sido o tempo ideal para descansar do trabalho intenso. José Algarvio, Área de Qualidade - Estive o tempo inteiro com a família, em casa. Pus o sono em dia. Este ano não deu para fazer férias fora. Fui só duas vezes à praia de S. Torpes. Daniel Ferreira, Área de Carroçarias Gostei do descanso. Fui para Portimão, estive no festival da Sardinha, bebi umas bejecas, muita praia. Fui passear a Lagos, Vilamoura Foi pouco Férias: no mínimo três semanas para se tirar o máximo. Cláudia Morais, Área de Montagem Final Fui para Armação de Pera, para casa de uns primos. Muita praia, pequenas comprinhas, barzinho da praia à noite. Foi bom para descansar. Estava mesmo a precisar! Teresa Silva, Área de Montagem Final Foi poucochinho, para descansar deste trabalho Estive no Burgau, com amigos e fui a Salamanca estar com a família da minha mãe. Ah, e fui ainda ao Zoomarine, que adorei! Cátia Ruivo, Área de Recursos Humanos Fui passar uns dias a Vilamoura, com amigos. Dei uns belos mergulhos, montei a cavalo, fi zemos boas petiscadas. Enfi m, foram umas ótimas férias! 6

7 Festas das Vindimas: uma tradição já nossa Palmela é vida Palmela É vida, é sol, é esplendor É a terra que tem raízes de amor Palmela Vem ver Palmela Olha como ela desfi la sem par Suas vindimas São festas, são rimas São o sol a brilhar (Excertos da Marcha das Vindimas 2011) A prova de ciclismo arrancou ao tiro de partida de Sandra Augusto, Diretora interina da Área de Logística (à dtª). Em cima do palco, os premiados da prova de ciclismo foram aplaudidos pela Miss Vindimas e suas Damas de Honor. Sandra Augusto entregou as medalhas e os diplomas. As crianças vibraram com o peddypaper e os brindes da Volkswagen Autoeuropa, na Manhã Infantil. A maçã-riscadinha-de-palmela é uma delícia! Sabias que a maçã-riscadinha-de-palmela está a concorrer à distinção de denominação de origem protegida? Esta maçã só cresce em pomares na região envolvente de Palmela. Tem paladar doce, textura macia e é muito sumarenta. Tem sido alvo de muitos estudos, onde se tenta apurar a sua origem histórica e geográfica precisa. Para já, tudo aponta para que a sua produção remonte ao séc. XIX, em Vale dos Barris. As cerca de 20 toneladas anuais são comercializadas diretamente pelos produtores ou pela Cooperativa Agrícola de Palmela. Fonte: Diário de Notícias 1 de agosto, SETEMBRO 11

8 Área de Recursos Humanos / ATEC Formação: liderança desenvolve competências Setembro 2011 Iniciou-se na ATEC um Programa de desenvolvimento em Competências Avançadas de Liderança. A população alvo são todos os Líderes de Equipa e Especialistas com equipas a reportar a si. Ao todo, estão envolvidos mais de quatrocentos colaboradores! O objetivo deste programa de desenvolvimento é fortalecer as competências individuais necessárias na gestão de equipas, provocar a reflexão sobre o papel de cada um na organização e reforçar o espírito de equipa. O programa Competências Avançadas de Liderança partiu de uma necessidade identificada pelas Áreas de Produção e foi desenhado em conjunto com a Academia de Formação ATEC, a Área de Recursos Humanos/Desenvolvimento; Área de Finanças/Controllers (módulo 3) e Área de Engenharia Industrial e Gestão Optimizada (módulo 5) Com esta ação, através de cinco módulos de formação, pretende-se facilitar o desenvolvimento em técnicas de comunicação positiva, tomada de decisão, e apropriação (ownership) do processo. Inclui um módulo dedicado à gestão financeira em produção e outro de compreensão dos indicadores de desempenho fabril (KPI*). Os últimos módulos são dedicados a técnicas de inovação e criatividade na resolução de problemas e a noções básicas de engenharia industrial e resolução de problemas. KPI*- Key Performance Indicators. Indicadores chave de desempenho. - A grande maioria dos colaboradores que temos nesta formação já tem uma grande experiência de liderança, acumulada ao longo de muitos anos na fábrica. Mas o importante aqui, tal como na vida em geral, é reconhecer que é sempre possível melhorar, aprender mais, aceitar a diferença, construir de novo por cima dos erros. Esta formação é um enriquecimento da vossa vida profi ssional. - Margarida Silva, Chefe de Divisão de Organização e Desenvolvimento na Área de Recursos Humanos, introduziu o programa de formação ao primeiro grupo. mais de 400 participantes! coordenadores de turno Supervisores Líderes de equipa 12 participantes por grupo Formação de 60 horas / 12 semanas Depoimentos Quais as tuas expectativas para este Programa de Formação? Deveremos fundamentalmente explorar as técnicas comportamentais chave a utilizar para sermos bem sucedidos. Os estilos de liderança devem também ser abordados, assim como PNL e Inteligência Emocional - Luís Páscoa, Coordenador de Turno, Área de Montagem Final. Será importante abordar os vários estilos de liderança bem como enquadrar os impactos económico-fi nanceiros das decisões de cada um. - Luís Coelho, Coordenador ECC, Direção Geral de Produção. Espero fazer um percurso interessante dentro desta formação. - Fernando Sequeira, Líder de Equipa, Área de Montagem Final. Qual a tua opinião sobre este 1º Módulo? Foram passados alguns conceitos sobre autorefl exão, foi interessante - João Borges, Líder de Equipa, Área de Carroçarias. O tema resiliência foi bastante interessante. - Luís Páscoa, Coordenador de Turno, Área de Montagem Final. Para início acho que foi bastante positivo, obriganos a uma refl exão sobre nós próprios com o objectivo de melhorarmos o nosso desempenho. Fernando Sequeira. Qual a mais valia do Programa para a Volkswagen Autoeuropa? É bastante importante para melhorar competências e abrir mais oportunidades para toda a fábrica - João Borges. 8 de setembro. O primeiro grupo de colaboradores a frequentar a formação. Em pé, da esqª para a dtª João Elvas (Área de Prensas) : Manuel Santos (Coordenador do Programa, na Área de Recursos Humanos); Carlos Cortinhal (Área de carroçarias); Carlos Oliveira; Ricardo Marinheiro ( ambos da Área de Pintura); João Borges (Área de Carroçarias); Fernando Sequeira (Área de Montagem Final); Pedro Lopes (Área de Qualidade). Sentados: José Maia (Área de Montagem Final); Luis Coelho (Área de Direção Geral de Produção); José França (Área de Logística) e Luis Páscoa (Área de Montagem Final). O desenvolvimento de novos líderes é fundamental para o sucesso e para a obtenção de resultados. Cabe a cada um de nós implementar as melhores técnicas positivas para obter o melhor das pessoas. - Luís Páscoa. 8

9 Área de Logística Logisticamente falando Esta página é dedicada às atividades da Área de Logística. Reorganizámos o nosso economato Aplicámos o método dos 5S* ao nosso economato: arrumar, limpar, organizar, estandardizar e disciplinar. O objetivo era centralizar, controlar e diminuir os gastos da Área de Logística em material de economato. É uma Área grande e complexa, com vários Departamentos com várias gestões do economato. Contámos com a colaboração do Centro de Formação de Produção (PTC). Antes dos 5S Os materiais de escritório estavam empilhados nas prateleiras dos armários de economato. Por vezes queríamos uma caixa de clips, ou envelopes procurava-se, demorava-se e afinal já não há!. Um pequeno caos Venda de garagem Para avançar com a primeira fase dos 5S Arrumar, decidimos fazer uma venda de garagem que permitiu a troca de materiais entre os vários Departamentos. Alargámos também o convite aos responsáveis de economato de outras Áreas. O que para um é um stock parado, para outro pode ser um consumível frequente. Após estas trocas, os materiais em excesso e em bom estado, foram arrumados e entregues a uma instituição de solidariedade social. Limpar e organizar Todos os Departamentos arrumaram os seus armários de economato, de forma a que os materiais ficassem facilmente reconhecíveis e acessíveis. Estandardizar Para que todos os colaboradores peçam, por exemplo, sempre o mesmo tipo de caneta, foram colocadas etiquetas em cada caixa, com a referência em código de barras. Com a leitura do código por um scanner, o controlo do stock fica facilitado tornando mais fácil e rápida a requisição de material. Na etiqueta está representado também o stock mínimo, com base no qual será feito o novo pedido. Controlo do stock Quando o colaborador encontra esta etiqueta, significa que foi atingido o stock mínimo de segurança. Deve colocá-la numa bolsa que se encontra na porta do armário do economato. O responsável fará a recolha uma vez por semana para realizar o pedido de material. Estamos pois a por em prática o velho e bem conhecido sistema logístico, KANBAN, aplicado ao economato! Texto de: Margarida Caleira, Área de Logística Os mercados dos nossos quatro carros Janeiro a agosto 2011 A Alemanha permanece o nosso maior cliente em termos globais, nos primeiros oito meses do ano, seguido do Reino Unido, Mercado Norte Americano (NAR) e da China. Sharan e Alhambra Total produzido: O mercado alemão assimilou 48.14% e em Portugal, ficou 1,7% da produção. Scirocco Total produzido: Aqui, quem dá cartas é o Reino Unido: 21,4% da produção foi para este país, seguindo-se a China (19,5%) como 2º mercado. A Alemanha, com 16% é o nosso 3º melhor cliente. Portugal representa 0,8% do total. Eos Total produzido: O sucesso continua nos Estados Unidos: 41,3%. Logo seguido da Alemanha: 25,8%. O valor exportado para o resto dos países é residual. Em Portugal ficou 0,5% da produção. 9 SETEMBRO 11

10 Área de Prensas Exportação de peças prensadas em crescimento absoluto! Os esforços efetuados na Área de Prensas para obter a maior taxa possível de ocupação dos equipamentos, tem vindo a dar resultados bem positivos! de diversos modelos do Grupo Volkswagen. Peças anteriormente produzidas em naves de prensas de diversas fábricas do Grupo, ou mesmo em fornecedores exteriores, foram conquistadas por nós, e estão a ser prensadas aqui. É o caso da peça 6Q , o piso traseiro interior (Boden hinten Hinterteil), do Audi A1, Seat Ibiza e Polo, que era antes produzida na Gestamp de Bilbau. Estes esforços ainda não pararam! Apesar do bom crescimento que se regista desde 2008 até à data, a Área de Prensas continua ainda a ter capacidade instalada para produzir mais. Estão a ser negociadas novas peças e é realista a perspectiva de termos brevemente toda a Área de Prensas a produzir em pleno! Quais as peças? As peças que produzimos em 2010 e 2011 são destinadas maioritariamente ao VW Golf A5 (cinco conjuntos diferentes para montagem CKD em Wedemark, Alemanha) e para o VW Polo (cinco conjuntos diferentes para VW Pamplona) Texto de: Joaquim Escoval, Área de Prensas Mais de um milhão de peças! A crescente ocupação das prensas da Volkswagen Autoeuropa tem vindo a ser conquistada graças ao nosso bom desempenho na captação de peças A Área de Prensas atingiu na segunda semana de setembro (36) o bonito número de peças estampadas para o VW Polo! Este trabalho começou a ser realizado em 2009 e esta cifra enche-nos de orgulho pois permite reconfirmar que temos capacidade e qualidade suficientes para produzir peças, quer para nós quer para outras fábricas do Grupo. Área de Prensas Dia das falhas de corte deu prémios Da ação de sensibilização, efetuada em todas as fábricas da Volkswagen com nave de Prensas, relacionada com a necessidade de evitar as falhas de corte e subsequentes problemas de qualidade e de segurança, constava um pequeno questionário que habilitava a um sorteio, entre aqueles que respondessem positivamente. Os prémios eram simbólicos um fim de semana com um VW Sharan, uma toalha de praia e um guarda chuva mas a ação de prevenção foi marcante. Os colegas da nossa fábrica premiados foram :Luís Paulos, Orlando Silva e Ricardo Guimarães que receberam os respetivos prémios da chefia da Área de Prensas respectivamente de: Francisco Fialho, Diretor de Área; José Lopes, Diretor de Produção e António Ramos, Coordenador de turno. Texto de: Joaquim Escoval, Área de Prensas 10

11 Shutdown: intervenções de impacto Para além dos habituais trabalhos de manutenção preventiva realizados nos equipamentos das várias áreas de produção, a Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas levou a efeito algumas intervenções de signifi cativo impacto, quer a nível tecnológico quer das condições de trabalho dos colaboradores. Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas na Área de Carroçarias Novos robôs Foram instalados seis novos robôs e reaproveitados oito dispositivos de aperto (jigs), reconfigurando toda a antiga zona de soldadura manual das longarinas traseiras dos MPV. Quatro Operadores permaneceram nesta estação e os restantes quatro foram destacados para outras linhas, nomeadamente para o turno da noite. A automatização permite agora aumentar o volume de produção, de 130 para 145 longarinas por turno, para além de conferir uma maior estabilidade nos indicadores de qualidade. O mais importante, é que vamos conseguir produzir aqui os volumes atualmente requeridos! Vitor Luis, Especialista da Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas, responsável pelo projeto. Nova estação de confirmação Na saída do túnel de lavagem das carroçarias, na zona de Metal Finish, foi instalada uma estação de confirmação. As novas quatro câmaras Cognex permitem identificar qual o modelo a produzir e verificar se as suas especificações se encontram de acordo com a informação constante na Tag*. Foram instaladas luzes vermelhas na estação, a iluminação ideal para as câmaras efetuarem a leitura das Tag. Este novo sistema permite reduzir a complexidade e quantidade de sensores até aqui instalados, possibilitando uma maior flexibilidade na programação de novas características e de novos modelos. João Machado, da Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas, foi o responsável pelo projeto. *Tag - etiqueta electrónica fixa na carroçaria com toda a informação sobre as características dos modelos. Carregamento automático permite stock Na linha automática dos laterais interiores do Scirocco, foi instalada uma automação que permite o carregamento automático das peças, das estações 4310 e É constituída por dois robôs com garra, duas mesas de pré-carga, e duas portas de carregamento. A instalação tem um stock de seis conjuntos de peças, permitindo um tempo médio de trinta minutos sem intervenção de nenhum Operador. Esta automação permitiu regularizar o tempo de ciclo e libertar quatro Operadores para outras operações. - Artur Lindo foi o Especialista da Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas responsável por este projeto Área de Planeamento Ambiente e Infraestruturas na Área de Pintura Estabilizadores de carroçaria Substituição dos ventiladores de ar Mais tetos panorâmicos Após várias queixas dos colaboradores das linhas do Sealer, Clearcoat e da estação de remoção das ferramentas (slave tools), foram substituídos os troços danificados do estabilizador. Com esta intervenção, os carros já não oscilam durante a execução das operações manuais. Paulo Vaz foi o Especialista da Área de Planeamento, Ambiente e Infra-estruturas responsável por este projeto. Os ventiladores de extração de ar da linha do primário (base coat) foram substituídos, por se encontrarem em fim de vida devido à erosão e desgaste mecânico, ao fim de dezoito longos anos de trabalho intenso! Uma melhoria técnica que influi na estabilidade do processo. João Carrilho foi o Especialista da Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas responsável por este projeto. Na estação PSD, onde se montam os tetos panorâmicos dos MPV, foi alongada a linha, de 18 para 54 metros, permitido montar 190 em vez de 78 MPV com teto panorâmico. Esta intervenção, em conjunto com outras melhorias introduzidas no fluxo de montagens de peças nesta linha, permitiu uma melhoria do tempo de ciclo de 8 para 4,5 minutos. Paulo Vaz e João Carrilho foram os Especialistas da Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas responsáveis por este projeto. 11 SETEMBRO 11

12 Shutdown: intervenções de impacto Área de Prensas Desmontagem das almofadas Devido ao elevado desperdício de óleo hidráulico através de fugas e subsequente risco de avarias, e também porque as mangueiras hidráulicas tinham excedido o prazo de validade, a equipa de Manutenção procedeu à beneficiação das almofadas de ambas as prensas Schuler GT25. A desmontagem da almofada de uma prensa decorre quer à superfície, onde se utiliza o martelo da prensa para elevar os componentes, quer na cave, onde se encontram os agregados hidráulicos e a zona inferior do cilindro principal. Na foto, podemos observar finalização da montagem das tubagens hidráulicas na cave. Um trabalho inédito e de grande complexidade técnica realizado pelas nossas especializadas equipas de Manutenção da Área de Prensas. Área de Planeamento Ambiente e Infraestruturas na Área de Montagem Final Espaço livre As quatro cabines de testes de rolos dos MPV foram finalmente desmanteladas. Os testes de trepidação e alinhamento de faróis a todos os modelos já eram realizados no fim da linha (PDS/Finish) desde O espaço livre agora criado vai permitir melhorar o fluxo de produção na nave. João Águas foi o Especialista da Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas responsável por este projeto. Área de Montagem Final Estamos sempre em alerta Nas operações rotineiras de produção, é preciso ter um forte sentido de responsabilidade e de dedicação para se estar atento aos eventuais desvios do processo produtivo correto. 19 de agosto Foi o que aconteceu com Bruno Santos e Hugo Rosa, ambos Operadores da zona C2, que detectaram um problema na linha. A sua imediata reação de contenção foi reconhecida pelas chefias, pois evitou uma paragem demorada da linha. É a esta atitude que queremos apelar: a atenção ao pormenor, ao desvio do processo. Rui Baptista, Diretor da Área. Rui Batista entrega a Hugo Rosa e a Bruno Santos o Certifi cado de Reconhecimento e um voucher para poderem conduzir um dos nossos carros durante um fi m de semana. Mostrem com orgulho à família um dos carros que vocês ajudaram a produzir! Apercebemo-nos de que na estação PA2, o eixo dianteiro que estava na linha para ser montado sobre a mesa (frame) era para um Eos e a mesa era de um Sharan. Um erro do sistema informático - explicaram. -As operações de aperto dos tirantes até poderiam ter sido feitas, que não haveria incompatibilidade nenhuma perceptível mas, lá à frente, a linha iria ter que parar. - remataram. - Já tivemos uma ou outra situação semelhante e demorou-nos cerca de 90 minutos para refazer a operação: retirar o eixo da mesa, puxar a mesa para trás, trocar os motores,,, - explicou António Magrinho, Líder da equipa. Estamos aqui oito horas em alerta para não deixar passar erros para a frente! Neste caso até acho que poderíamos ter um sensor que identificasse as frames, para evitar as trocas. - comentaram os dois colegas que foram reconhecidos pelas chefias. 12

13 Participa! 1 de setembro O novo sistema de gestão de ideias anula os três antigos processos KVP², PokaYoke e PRIS e inclui os workshops KVP Cascata. Acede-se via intranet, e toda a ideia processa-se no sistema desde a sua inscrição inicial até à informação do prémio fi nal. O objetivo é que os colaboradores participem no desempenho da fábrica a vários níveis, com a sua criatividade e engenho. Cada Área da fábrica tem Objetivos anuais de poupança através das ideias dos seus colaboradores. Vamos saber como funciona! GTI*: Gestão Total de Ideias Quem pode inserir uma ideia como originador? Os Técnicos, Especialistas, Diretores da Liderança Operacional e Estratégica e expatriados. Via intranet, inscrevem a ideia e a equipa que pretendem que a desenvolva, com a password que foi distribuída por carta personalizada a todos os colaboradores. Os colaboradores também podem receber uma diretiva do seu superior para inscrever e implementar uma ideia. Quem pode fazer parte da equipa? Na equipa, para além dos colaboradores atrás mencionados, podes também incluir estagiários, impatriados e colaboradores externos (fornecedores diretos: ATEC, AutoVision, etc.). No GTi não há limite para o número de participantes nem obrigatoriedade de funções específicas. A figura de moderador deixa de existir. O Diretor de Divisão poderá nomear um responsável pela condução dos trabalhos. Caso este não o faça, o GTi assumirá por defeito, como responsável, o colaborador que inseriu a ideia. Como devo proceder se a minha password não funcionar? A renovação de passwords será solicitada presencialmente pelos colaboradores ao Coordenador Geral de Melhoria Contínua (Departamento Sistema de Produção) e mediante apresentação do cartão de identificação de colaborador, ou através de da Volkswagen Autoeuropa. Que ideias podes inscrever? São elegíveis as ideias originais e inovadoras apresentadas acerca de qualquer atividade sujeita a melhoria, a qual deve ter como consequência o aumento de eficácia competitiva da empresa. Quem aprova a ideia? Depois de submeteres a ideia, ela é aprovada ou cancelada pelo coordenador GTi da tua Área (ver caixa), pelo Diretor de Divisão Alvo (responsável pelo local onde vai ser implementada a melhoria) e pelo Coordenador Geral de Melhoria Contínua (Departamento Sistema de Produção). O Diretor pode ainda acrescentar elementos à equipa, nomear um responsável da equipa e alterar o coeficiente de elegibilidade de cada elemento da equipa. O que faz a equipa? A equipa deve reunir-se as vezes necessárias para identificar e quantificar os benefícios da ideia, antes de a implementar e implementar. Quando a ideia atingir a fase de implementação, a equipa deverá preencher a apresentação standard que terá de conter toda a informação que suporte a ideia. Para aceder à apresentação deves utilizar o link: X:\Melhoria_Continua\ GTi\GTi - Formato de Apresentação Standard. Que benefícios poderão ser gerados pelas ideias? Existem dois tipos de ideias: ideias com poupança efetiva e ideias sem poupança efetiva. Ideias com poupança efetiva são aquelas cuja melhoria se consegue quantificar financeiramente, de forma a que a poupança obtida seja a diferença entre os resultados da situação atual e a alteração proposta. Ideias sem poupança efetiva são aquelas que propõem melhorias e com as quais se obtêm benefícios mas que não é possível quantificar financeiramente (exemplo: Ergonomia, Segurança, Qualidade, etc.). Qual a função do Diretor da Divisão no GTi? O Diretor da Divisão Alvo pode aprovar ou abortar a ideia e, no caso de uma ideia com benefícios não quantificáveis, pode remetê-la para análise de Áreas técnicas. Poderá também solicitar à equipa uma revisão do estudo feito. Qual a função do Diretor da Área no GTi? O Diretor da Área Alvo tem quatro opções ao seu dispor: aprovar a implementação; pedir a revisão da implementação, enviando a ideia para a Equipa de Implementação; pedir a revisão da aprovação ao Diretor da Divisão Alvo ou abortar a ideia. Este Diretor pode aprovar financeiramente ideias que não necessitam de investimento e ideias com poupança efetiva menor ou igual a 3000 euros, sem que estas passem pela Área de Finanças/Controllers. Qual a função do Controller financeiro no GTi? Na Área de Finanças, a ideia é verificada a dois níveis: o Controller faz uma validação financeira dos dados que a equipa reuniu e poderá alterar valores e centros de custo. O Diretor de Controllers pode aprovar ou abortar a ideia. Qual a função do Departamento Sistema de Produção no final do processo? O Coordenador Geral de Melhoria Contínua do Sistema de Produção da Área de Engenharia Industrial e Gestão Otimizada tem a função final de aprovar a implementação e validar os prémios. O Diretor da Divisão audita a implementação realizada e dá a aprovação final. 13 SETEMBRO 11

14 Área de Engenharia Industrial e Gestão Otimizada Os prémios Qual o prémio máximo? Se a ideia for implementada com a eficácia prevista pelo estudo, o prémio é 1/8 da poupança efetiva até ao máximo de seis mil euros, a dividir pela equipa inscrita ou originador individual. O prémio mínimo individual a ser pago imediatamente após a conclusão da ideia no GTi é de 20 euros brutos. Prémios individuais inferiores a este valor ficam a acumular na conta do colaborador até perfazer 20 euros brutos ou será pago o valor que existir a 31 de dezembro do ano de fecho da ideia. Quem recebe prémio? Todos os colaboradores da Volkswagen Autoeuropa podem receber prémio, exceto os Diretores de Área, Divisão ou Departamento, os impatriados e os estagiários. Os fornecedores diretos que façam parte da equipa, também podem receber prémio. O que é a Tabela de Elegibilidade? Todos os elementos da equipa serão sujeitos à análise da elegibilidade de acordo com a Tabela de Elegibilidade. Esta análise é feita pelo Diretor da Divisão alvo, que deverá atribuir a cada participante o Coeficiente de Elegibilidade de acordo com a Tabela. Por cada pergunta da Tabela Elegibilidade cuja resposta seja sim é descontado 33,3% ao prémio individual, gerado pela ideia. As ideias não quantificáveis dão prémio? Sim. As ideias de Qualidade, Segurança, Ergonomia, Ambiente, Prevenção de Custos, Redução de tempo de ciclo numa linha completa podem dar um prémio até 400 euros, a distribuir pela equipa. Como é pago o prémio? O montante do prémio individual final igual ou superior a 20 euros brutos (após aplicação das elegibilidades individuais) será creditado diretamente na folha de salário do colaborador, de acordo com as deduções fiscais que lhe correspondam. Os prémios individuais inferiores a este valor ficam a acumular na conta do colaborador até perfazer 20 euros brutos ou será pago o valor que existir a 31 de dezembro do ano de fecho da ideia, sendo igualmente creditado diretamente na folha de salário do colaborador. Os responsáveis Originador individual ou equipa originadora Novos elementos adicionados à equipa Workshops KVP Cascata A ideia está dentro do âmbito do trabalho e funções? Se sim: recebe 0% Se não: recebe 33,3% Pergunta bloqueada como sim : recebe 0% Operadores de Produção recebem 66,3% O colaborador/equipa tem autonomia para desenvolver e implementar a ideia? Se sim: recebe 0% Se não: recebe 33,3% Se sim: recebe 0% Se não: recebe 33,3% Restantes intervenientes (exceto Moderadores) recebem 33,3% O colaborador recebeu uma ordem da chefi a para implementar a ideia? Pergunta bloqueada como não : recebe 33,3% Pergunta bloqueada como sim : recebe 0% Pergunta bloqueada como sim : recebe 0% Os colegas que desenvolveram este programa GTi em conjunto com a empresa de software Logica: José Coelho, Sofia Silva, Helena Mendo (Área de Engª Industrial e Gestão Otimizada) e Carlos Edgar Lopes (Área de Finanças/IT). Os coordenadores Diretor Executivo Nuno Rodrigues 2641 Finanças Sérgio Quendera 2591 Recursos Humanos Cláudia Lourenço 3278 Qualidade Paula Leal 2345 Logística Pedro Percheiro 2954 P.A.I. Cristina Costa 2683 Engª Industrial e Gestão Otimizada José Coelho 2061 Direção Geral Produção Cecilia Correia 2744 Prensas José Ramilo 2025 Carroçarias Rui Lourenço 3244 Pintura Carlos Afonso 2682 Montagem Final Paula Metelo 2626 Os coordenadores de cada Área têm como funções esclarecer os colaboradores sobre todas as etapas do GTi, prémios e ponto da situação das ideias. Deves contactá-lo sempre que necessites! Se quiseres inserir o teu endereço de da empresa ou mesmo o teu endereço de pessoal no menu Meu Perfi l, podes receber notifi cações por quando as ideias avançarem ou recuarem no GTi. 14

15 Área de Recursos Humanos/Destacamentos Internacionais Uma autoeuropeia em Wolfsburgo Dácia Correia, 46 anos, pertence ao grupo de vinte e oito colegas que estão atualmente em destacamento internacional pelas várias unidades fabris do Grupo Volkswagen. A sua residência portuguesa é em Cabanas, Quinta do Anjo. A sua residência alemã é em Braunschweig onde vive com os seus dois fi lhos, Tiago de 15 e Sofi a de 12 anos. O Laboratório de Qualidade Central é constituído pelo Laboratório de Polímeros, Laboratório de Metais e Laboratório de Fluidos e Combustíveis. Cada um deles, com os seus sub-departamentos, tem cerca de 160 pessoas...é um mundo! Devo dizer que, em qualquer deles os colegas de trabalho são afáveis e têm muita vontade de ajudar. Quais os projetos que tens em mãos e porque são importantes? Estou responsável pelo Projeto do New Beetle Cabrio, cujo lançamento no México foi na semana 17 de Tudo o que diz respeito ao interior do veículo é da minha alçada. Desde desenhos, aprovação de novos materiais, aprovação de pecas, etc. Isto é um caso único porque, normalmente, cada pessoa aqui trata de grupos específicos de peças,- dos bancos, do cockpit, do compartimento da bagageira, etc. Esta tarefa significa muito trabalho e responsabilidade mas permite-me ter uma experiência muito mais abrangente, com o apoio dos meus colegas estou a dar conta do recado. De Portugal, o que é que sentes falta na Alemanha? E de que é que não sentes falta? Para além da família e amigos o que mais sinto falta aqui é do sol e do mar. Não sinto falta do trânsito. Quais os desafios mais importantes da tua carreira profissional? Um deles foi o projeto de transição de sistemas logísticos, depois de a Ford decidir sair da parceria com a Volkswagen. Foi necessário alterar todo o sistema logístico de Controle de Produção que se regia pelas normas da Ford até então. Foi necessário reiniciar tudo do zero e lançar um novo sistema logístico de Controle de Produção, regido pelas normas da Volkswagen. Só que tudo foi feito com a fábrica em pleno funcionamento! O Sistema de Controlo de Produção é bastante complexo, porque faz a gestão dos veículos ao longo da linha, desde a zona do piso (Underbody), na Área de Carroçarias, até serem vendidos. Todos os trabalhos de alteração tinham que ser feitos durante o fim de semana. O arranque da linha às segundas-feiras era sempre um momento de suspense até se confirmar que tudo funcionava bem. O risco de paragem da linha estava sempre presente. Outro desafio mais recente, foi a participação com êxito no Centro de Avaliação (Assessment Center) de Liderança realizado pela VW Coaching. Foi uma experiência muito interessante que, no meu caso, envolveu uma formação particularmente enriquecedora na área comportamental. A avaliação (assessment) em si foi para mim alucinante, pois os desafios sucedem-se num ritmo exigente e estamos permanentemente a ser observados e avaliados. Foram dois dias de muita adrenalina... É um trabalho muito abrangente e de grande responsabilidade. Com o apoio dos meus colegas, estou a dar conta do recado. Qual a tua função atual? Atualmente, estou em Wolfsburg a desempenhar funções de Engenheira de Laboratório no Departamento de Interiores (Innenaustatung) do Laboratório de Qualidade Central da Volkswagen AG. O meu chefe é Eckart Herrmann, que já chefiou o Laboratório de Qualidade na Volkswagen Autoeuropa. O que se faz no Laboratório de Qualidade Central? Pelo Laboratório têm que passar todas as peças que necessitam de autorização para entrarem em série. A autorização BMG (BauMusterGenehmigung) da Engenharia, sucede depois de serem testadas e avaliadas de acordo com as normas da Volkswagen. Existe ainda outra vertente muito interessante do trabalho que é o desenvolvimento de novos materiais- quer propostos pelo fornecedor quer solicitados pela Engenharia. Todos os carros da marca Volkswagen são aqui trabalhados e todas as fábricas necessitam de recorrer com alguma frequência à ajuda do Laboratório Central. O facto de este destacamento me permitir criar uma rede de conhecimentos com estes colegas, é uma mais-valia inestimável. Aqui tudo é dimensionado a uma escala diferente daquela a que estava habituada em Portugal. Percurso profi ssional na Volkswagen Autoeuropa O que é que elogias no modo de vida aí? E o que é que não gostas tanto? Os alemães são muito organizados, admiro como conseguem manter uma vida equilibrada entre trabalho e tempo livre e ao mesmo tempo viverem num pais com elevada produtividade. Admiro o ordenamento de território, os espaços verdes e as infraestruturas sociais de que cidadãos dispõem. Considero que os alemães são mais fechados que os portugueses no que diz respeito à sua vida privada, o que torna a integração de estrangeiros mais difícil. O que fazes nos teus tempos livres? Um pouco de tudo, teatro, cinema, espetáculos, leitura e procuro visitar outras cidades para conhecer melhor a Alemanha. Tornei-me membro duma associação internacional que organiza diversos eventos. Que carro guias? Guio um Touran porque é o carro que é atribuído aos Especialistas que estão destacados com família. Quais as tuas ambições a nível profissional? A minha ambição é alargar os meus conhecimentos e contribuir ativamente para o sucesso da Volkswagen em geral e da Volkswagen Autoeuropa em particular. Outubro de contrato com a Volkswagen Autoeuropa, como Especialista de Especifi cações e Audit, Área de Logística Janeiro de Coordenadora de turno no Departamento Controlo de Produção Janeiro de 1996 a agosto Supervisora do Departamento Controlo de Produção, passando a gerir os 2 turnos Setembro 2003 a dezembro Especialista de Programação de Produção Janeiro de 2005 a fevereiro de 2009 Responsável de Programa de Produção Março 2009: Especialista no Laboratório na Área da Qualidade Agosto de 2009 destacamento para a Área de Qualidade, VW Wolfsburgo, como Engenheira de Laboratório. 15 SETEMBRO 11

16 O ZERO Acidentes Área de Carroçarias e Área de Recursos Humanos/Segurança Segurança no trabalho Setembro As duas Áreas lançam em conjunto uma campanha de comunicação sobre o tema: Segurança no Local de Trabalho que procura sensibilizar para uma Vida segura, sem acidentes de trabalho. O objetivo da campanha é ajudar à refl exão sobre as consequências negativas da não utilização dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI). Esta campanha foi desenvolvida por Ariana Ribeiro e Pável Pedaço, Área de Carroçarias e por Vera Gomes, Área de Recursos Humanos/Segurança Industrial. Ações A campanha desenrola-se em torno do algarismo 0 (zero), que se traduz no objetivo de zero acidentes. O lema da campanha é, Acidentes 0 Vida Segura! Filme sobre o tema apresentado todas as URQ da Área de Carroçarias. Distribuição de folheto informativo dos Equipamentos de Proteção de Individual obrigatórios e das principais ocorrências na Área de Carroçarias. Colocação de cartazes na nave de Carroçarias. Tem atenção aos equipamentos que te rodeiam para evitares quedas e contusões! O Vida segura! Acidentes. Os mais recorrentes Cortes Projeção de chispas Torção dos membros inferiores Obrigatório Óculos de segurança Sapatos de segurança Vestuário: camisa de manga comprida a proteger todo o braço e presa por dentro das calças Consoante a estação de trabalho: Protetores auriculares Máscara Luvas Manguitos anti-corte para o antebraço (facultativo) Eu Trabalho em Segurança! Eu Trabalho em Segurança! Eu Trabalho em Segurança! Eu Trabalho em Segurança! Acidentes zero! Vida Segura Acidentes zero! Vida Segura Acidentes zero! Vida Segura Acidentes zero! Vida Segura Ambiente Volkswagen Autoeuropa neutraliza emissões do seu Jornal e recibos de ordenado De acordo com a nossa estratégia de sustentabilidade e responsabilidade ambiental, a Volkswagen Autoeuropa contratou o serviço CarbonoZero, para neutralizar as emissões associadas à publicação do Jornal Autoeuropa e dos nossos recibos de vencimento. Todas as publicações em papel têm impacto ambiental, devido à produção do próprio papel (abate de árvores, emissões de combustão e do processo), bem como da impressão e acabamento (emissões indiretas resultantes da produção de eletricidade consumida nos equipamentos de impressão e acabamento). Isto resulta na emissão de dióxido de carbono para a atmosfera terrestre, e na diminuição do número de árvores existentes para o absorver. O serviço CarbonoZero é prestado por um consultor que calcula a quantidade de árvores necessárias para neutralizar esse impacto ambiental, e garante a sua plantação e manutenção sustentada. Este serviço é auditado e verifi cado por uma entidade independente, que assegura a implementação dos projetos. Através da aquisição deste serviço, a Volkswagen Autoeuropa está a apoiar a refl orestação de áreas ardidas na Tapada de Mafra e no Parque Natural do Gerês, cumprindo assim uma dupla função ambiental e social. Texto de: Paulo Baptista, Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas 16 SETEMBRO 11

17 Área de Recursos Humanos / Centro Médico 38% dos colaboradores fuma. Em maio de 2011, o Centro Médico conduziu um inquérito-amostra a 818 colaboradores da Área de Montagem Final, para aferição dos seus hábitos tabágicos. Constatou-se que 38% são fumadores e que 65% deles gostaria deixar de fumar. Este artigo pretende ser informativo e indutor de uma atitude prévia de consciencialização, necessária a quem quer deixar de fumar. O Centro Médico pretende promover algumas ações de sensibilização para redução dos hábitos tabágicos. Tu próprio podes incentivar os teus colegas a deixarem de fumar! Porque deves deixar de fumar? Por uma questão de saúde! Sistema respiratório: os constituintes do tabaco acumulamse nos alvéolos pulmonares, as pequenas estruturas responsáveis pelas trocas gasosas que, com o tempo, acabam por perder a sua função de oxigenação dos tecidos. Isto origina um maior cansaço e conduz à Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC), ao enfisema e à bronquite. Sistema cardiovascular: factor de risco para enfarte do miocárdio e outras doenças do sistema cardiovascular. Cancro: maior risco de desenvolver cancro do pulmão, laringe, esófago, cabeça, pescoço, mama, rins, bexiga, pâncreas e estômago. Há evidências de aumento de risco de leucemia e de cancros de pele, fígado, colo uterino, intestinos e vesícula biliar. Fertilidade: a incidência de impotência sexual é aproximadamente 85% maior em fumadores masculinos do que em não fumadores. O tabagismo leva à impotência por causar o Para deixar de fumar Consulta o sítio da União Europeia stopsmokingcoach.eu estreitamento das artérias. Nas mulheres, é uma das causas de aborto espontâneo. Cataratas; redução da memória e dificuldade de aprendizagem em fumadores adolescentes. As melhorias notam-se logo! Após oito horas, os níveis de monóxido de carbono no organismo baixam e os de oxigénio aumentam. Passadas 72 horas, a capacidade pulmonar aumenta e a respiração torna-se mais fácil. Com cinco anos de abstinência, o risco de cancro da boca e do esófago é reduzido para metade. Ao final de dez anos, o risco de cancro do pulmão é já metade do verificado em fumadores, e o de outros cancros diminui consideravelmente. Após 15 anos, o risco de doença cardiovascular é igual ao de um não fumador do mesmo sexo e idade. A aparência renovada, o hálito mais fresco, o travar do envelhecimento precoce e a poupança económica são factores adicionais. Como deixar de fumar Deixar de fumar pode ser difícil. Tratando-se de um hábito com dependência física e psíquica, os sintomas de privação do tabaco nem sempre se conseguem ultrapassar sem ajuda. Passar à prática exige esforço e auto-disciplina. Fixa um dia para deixar de fumar. O estabelecimento de uma data ajuda a criar um sentimento de compromisso. Anuncia aos outros a tua decisão. Envolver os que te são mais próximos garante-te apoio e solidariedade. Elabora uma lista de motivos para deixar de fumar e relê-a sempre que pensares em desistir. Aprende a reagir à vontade de fumar. Os momentos em que sentes grande desejo de voltar a fumar duram apenas alguns minutos. Faz uma alimentação saudável. Se a tua preocupação é o ganho de peso associado ao abandono do tabaco, procura substituir as gorduras, o açúcar e os alimentos ricos em sal por saladas, frutas e legumes. Tenta evitar a proximidade de fumadores, bem como dos cigarros e de todos os objetos relacionados com o hábito de fumar. Pratica atividade física. Ajuda a combater a ansiedade e as alterações de humor próprias dos ex-fumadores. Com o dinheiro que poupares no tabaco, oferece-te uma prenda que desejas há muito tempo. Se não conseguires à primeira, nada está perdido. A recaída faz parte do processo. Marca uma nova data e volte a tentar. Vale a pena parar de fumar em qualquer idade. Os benefícios são tanto maiores, quanto mais cedo se parar. As estatísticas O tabaco é a principal causa de morte evitável em todo o mundo. Estudos indicam que um cigarro tira cerca de oito minutos de vida. O tabaco mata cinco milhões de pessoas no mundo por ano. Em Portugal, são cerca de oito mil pessoas que morrem devido ao tabagismo todos os anos Fonte: Diário de Notícias, 17 de agosto de De onde vem o tabaco? Tabaco é o nome comum dado às plantas originárias da América do Sul (Nicotiana; L. Solanaceae, N. tabacum) de onde é extraída a substância chamada nicotina. Os povos indígenas da América utilizavam o tabaco com fi ns medicinais. Foi trazido para a Europa pelos espanhóis no início do século XVI. O hábito de fumar tabaco como mera demonstração de ostentação e de integração social iniciou-se em Espanha. A prática foi levada a diversos continentes e, por volta de 1840, começaram os relatos do uso de cigarro. Composição do tabaco O tabaco é composto por alcatrão, nicotina, ácido cianídrico, monóxido de carbono, Além destes produtos químicos, o tabaco tem altas quantidades dos isótopos radioativos polônio-210 e chumbo-210. O cigarro é uma pequena porção de tabaco seco e picado, enrolado em papel fi no e pode dispor, ou não, de um sistema de fi ltro, geralmente de fi bras de acetato de celulose. A nicotina é um estimulante poderoso que leva ao consumo contínuo de tabaco. Embora a quantidade de nicotina inalada no fumo seja pequena, porque a maior parte é destruída pelo calor, ainda é sufi ciente para causar dependência psicológica e física. 17

18 Sim, eu deixei de fumar! Quero sentir que sou mais forte que o vício! João Nunes, 30 anos, Especialista na Área de Planeamento, Ambiente e Infraestruturas ( AutoVision). Deixei de fumar no dia 1 de agosto. Escolhi a data por ser o início das férias e uma boa altura para tentar ter uma vida mais saudável. Fumava cerca de um maço por dia desde Tenho ainda muita vontade de fumar e alguma ansiedade. Estou sempre a mastigar algo, engorda-se um bocadinho, mas não é um dilema. Sinto muita força de vontade e quero avançar sem ajuda de químicos. Não quero ter problemas de saúde aos 50 anos ou mesmo antes. Além disso, passei a poupar 1387 euros por ano! Vou conseguir poupar na minha saúde e na minha carteira! Pedro Castanheira, 41 anos, Técnico (Clerck) na Área de Montagem Final. O último dia em que fumei foi antes de irmos de férias, dia 29 de julho. E até agora, fi m de setembro, zero cigarros! Decidi parar nas férias, por haver menos stress. Fumava 10 a 15 cigarros por dia, desde os 24 anos e já várias vezes tinha parado e recomeçado. As pastilhas são agora as minhas melhores amigas A nível de saúde sentia falta de energia e todos os outros sintomas conhecidos dos fumadores Ainda passou pouco tempo para sentir melhorias, a não ser a dos 4 euros que vão fi cando na carteira! O dinheiro que poupo vou juntá-lo para o desejado cruzeiro! Responsabilidade social Programa Aprender, Brincar e Crescer Material escolar para os filhos dos autoeuropeus! Há este ano 178 fi lhos de colaboradores que vão pela primeira vez para a escola. Todos receberam um kit escolar Volkswagen Autoeuropa. Um pequeno apoio material para os pais mas, principalmente, uma participação simbólica da empresa no início da formação escolar dos fi lhos dos seus colaboradores. Este programa kit escolar foi assinado pela Administração e a Comissão de Trabalhadores no Acordo Laboral e estende-se a todas as crianças que façam seis anos até 31 de dezembro de 2011 ou que tenham sete anos e ingressem no 1º ano do ensino básico este ano letivo. Alguns kits escolares foram doados ao Centro Paroquial de Pinhal Novo. Foi uma luta diária. Mas consegui! Carlos Santos, 42 anos, Auditor de Sistemas de Qualidade, Área de Qualidade Comecei a fumar com 17 anos. Durante cerca de vinte anos fumei vinte cigarros por dia. O meu último cigarro, fumei-o a 2 de fevereiro de Ainda conservo o último maço onde apontei a data, para nunca mais me esquecer. Deixei de fumar pela família, saúde, e também por conselho médico. Nos exames médicos regulares aqui na fábrica, a doutora informou-me que, estatisticamente, é a partir do 20º ano de uso do tabaco que começam a surgir os cancros, etc. Como já fumava há cerca de 20 anos, aquela conversa deixou-me a pensar muito. muito mesmo! Comecei por reduzir para metade. Andei assim cerca de 3 meses. Os horários para fumar eram rigorosamente estipulados. Um dia, enchi-me de coragem e pensei- se consegui reduzir para metade também vou conseguir deixar completamente. Foi uma luta diária. Mas consegui. Ao nível de resistência física notei bastantes melhorias mas as sensações mais gratifi cantes notaram-se ao nível do olfacto e do paladar. Deixo uma mensagem aos colegas que ainda são fumadores: nunca, em 20 anos, tinha tentado deixar de fumar porque sempre pensei que seria muito difícil. Foi difícil, mas não foi impossível e no fi nal valeu a pena porque a recompensa é enorme! Sílvia Pratas (Área de Recursos Humanos) e Fernando Sequeira (representando a Comissão de Trabalhadores) entregam um dos kits escolares no Clube Autoeuropa. Adorei a mochila da princesa e as canetas que a empresa do meu pai me deu! Lúcia Ferreira fi cou feliz com a sua mochila, estojo, lápis de cor, cadernos Tem seis anos e é fi lha de Joaquim Ferreira, Operador da Área de Montagem Final. Em setembro, vai para a escola EB1 nº4 ( Pinheirinhos ), em Setúbal. A nossa vontade é que manda Ana Cláudia Santos, 36 anos, Técnica de Inspeção no CP8, Área de Qualidade. Fumei entre 1990 e o ano Chegaram a ser 30 cigarros por dia. Sentia cansaço e andava magra. A decisão de deixar o tabaco veio com a consciencialização de que gostaria de ser mãe. Tenho agora uma menina de quatro anos. Detesto a ideia das crianças poderem ter a sua saúde afetada devido a um vício dos pais. Para deixar de fumar, cortei de vez com o tabaco durante a semana de trabalho e só me autorizava fumar à sexta e ao sábado à noite, quando saía. A nossa vontade é que manda. Ao fi m de uns meses, até esses cigarros já me faziam tonturas... Onze anos depois não me apetece nada fumar um cigarro e entrei numa cruzada de convencer os outros Por exemplo, gostaria muito que o meu sobrinho de 20 anos deixasse de fumar. Ganhei mais resistência física, mais paladar. Aguento bem a ginástica de manutenção e as caminhadas e deixei de ter a roupa e o cabelo a cheirar a tabaco! Com o dinheiro que poupo ganhei outro vício: compro um perfume quase todos os meses! Pai, a tua fábrica é muito minha amiga! Ricardo Rosa, 6 anos, é fi lho de Carlos Rosa, Área de Qualidade, e entra este ano para a pré-escola. Vai levar uma mochila impressa com os seus bonecos preferidos: - Fixe é do Bakugan! Oh, mano, não é espetacular, a minha mochila? 18 SETEMBRO 11

19 Responsabilidade social Voluntariado Tio Zé continua a encantar 18 de junho. Desta vez, na sua caminhada solidária, o Tio Zé planeou visitar instituições perto de Lisboa ao volante de um VW Sharan cedido pela empresa. Optou pelo Instituto dos Ferroviários do Barreiro, casa que já o tinha recebido em Os seus pequenos fãs receberam o último livro, com a história do golfi nho Fábula e assistiram ao teatro animado do Tio Zé, contador de contos e lendas. Estes são momentos de luz e esperança na vida destas crianças, normalmente privadas de uma vida afetiva em família. Voluntariado Solidariedade com escolas da região Os Autoeuropeus entregaram quase duzentos livros e manuais escolares na campanha Livros escolares dos meus para os teus fi lhos. Mais do que uma simples iniciativa para estimular a reutilização de manuais escolares em tempos de crise, esta ação representou o espírito de partilha interno. Em paralelo, colaboradores e empresa associaram-se a uma iniciativa da equipa de Responsabilidade Social e conseguiram reunir quase quarenta caixas com material de escritório e escolar que foi doado no dia 20 de setembro ao Centro Social Paroquial de Pinhal Novo. - Este material vai apoiar muitas crianças carenciadas de seis escolas da região. explicou Elsa Careto, coordenadora da equipa. Vontade de ajudar quem precisa, é um movimento forte, a crescer dentro da nossa empresa! 16 de julho. Foi uma viagem muito emocional, a que levou a personagem solidária Tio Zé até ao berço da nação, Guimarães e depois à terra dos arcebispos, Braga. O Centro Juvenil de S. José, instalado num convento junto ao centro histórico de Guimarães e o Colégio das Irmãs Nossa Senhora das Graças, em Braga, receberam o projeto de braços abertos. O relato das estórias que escreveu, o diálogo com os miúdos, a doação dos livros fazem do nosso colega José Almeida, da Área de Qualidade, um embaixador da alegria e solidariedade da Volkswagen Autoeuropa. Desporto Aulas de fitness para os autoeuropeus Cultura / Fábrica com letras Concurso de poesia: A vontade de ser As senhoras Custódia Neves e Ana Luisa Maçaneiro, do Centro Paroquiano de Pinhal Novo, com Elsa Careto, coordenadora da equipa de Responsabilidade Social. Prémio para a melhor poesia A vontade de ser 13 de maio O concurso literário regressa! Até 6 de outubro inspira-te no tema A vontade de ser e envia o teu poema máximo meia folha A4 para Os melhores versos serão publicados no jornal Autoeuropa de outubro e o colega vencedor terá um dos nossos carros de frota disponível durante um fi m de semana Sorteio semestral Todos os textos premiados estiveram afi xados no Clube Autoeuropa e o vencedor sorteado foi Cremilde Santos, da Divisão de Compras, que ganhou o sorteio semestral de um fi m-de-semana numa pousada em Portugal, oferta da Geostar. 25 de agosto. 1, 8 e 15 de setembro. No regresso ao trabalho, depois das férias, continuam as iniciativas de promoção de hábitos de vida saudáveis. Desta vez, ginástica ao ar livre. O Clube Kangaroo, do Barreiro, e o clube Fitness Worx, de Pinhal Novo, dinamizaram aulas de fi tness e de spinning que puseram muitos colaboradores a mexer e a pedalar! Esta foi uma iniciativa da equipa de Responsabilidade Social / Desporto. Cultura Sharan para a Orquestra Metropolitana de Lisboa 5 de setembro Celebrando a parceria entre a Volkswagen Autoeuropa e a Orquestra Metropolitana de Lisboa, o Diretor da Orquestra, Sr. Cesário da Costa recebeu de Rosário Ribeiro, Coordenadora da equipa da Cultura, o VW Sharan que foi cedido até dezembro de 2011 às atividades de promoção cultural da Orquestra pelo país. 19

20 Ao volante Prosseguimos com esta rúbrica de conselhos e informações úteis para os autoeuropeus serem condutores respeitadores e respeitados! Como fazer rotundas? O art.º 16º do Código da Estrada indica que, nas rotundas, o trânsito se faz de forma a dar a esquerda à parte central da rotunda, pelo que o trânsito se efectua em sentido giratório retrógrado (sentido oposto ao dos ponteiros do relógio). De acordo com o art.º 31º, os condutores que se aproximam de uma rotunda devem ceder a passagem a quem nela circula. Dentro das localidades, os condutores devem utilizar a via de trânsito mais conveniente ao seu destino (art.º 14º) pelo que, se a via de acesso à rotunda possuir mais de uma fi la de circulação no mesmo sentido, deve ser seleccionada aquela que mais se adequa à saída que o condutor pretende tomar dentro da rotunda. Procedimento correto Antes de entrar numa rotunda, o condutor deve, antecipadamente, preparar o acesso de acordo com o local de onde pretende sair dela. Assim, se pretende sair na 1ª saída ou na 2ª (numa rotunda pequena) deve entrar na rotunda pela via da direita. Se, por outro lado, pretende circular mais de metade da rotunda então deve entrar pela via da esquerda. Nota: Errata no jornal 152: Na frase Para quem tem menos de 25 anos, existe a possibilidade de dispor de licença de ciclomotores., deve-se ler: Quem tem menos de 25 anos e tenha licença de ciclomotores pode fazer um exame prático para se habilitar a categoria de 125 cc. A licença de ciclomotores é para motas com menos de 50cc e a carta de condução é para motociclos motas com 125cc ou mais. Informação gentilmente cedida pela Escola de Condução de Palmela. Contactos: Telefone: Autoeuropeus na Corrida mais louca do mundo 4 de setembro. A 2º Grande Corrida Mais Louca do Mundo, teve lugar no Parque Eduardo VII em Lisboa. Cerca de 60 mil pessoas assistiram a uma prova repleta de adrenalina e excentricidade. Um dos 66 carros loucos que participaram no 2º Grande Prémio Red Bull foi conduzido pelos autoeuropeus Carlos Sachim e Jorge Pernas, da Área de Montagem Final/ Chassis Buy-off, que percorreram os 400 m da prova numa equipa de vários amigos Os Trolhas em Alta Rotação. - Primeiro, como todos os participantes, enviámos há cerca de três meses, um projeto em dese- A equipa com autoeuropeus: Os Trolhas em Alta Rotação. Da esqª para a dtª: Luis Gomes (amigo), Jorge Pernes e Carlos Sachim (Área de Montagem Final) e Cláudio Lopes (amigo e ex-colega). nho. Foi selecionado e passámos à construção. O nosso bólide tinha como base um carrinho de mão com algumas alterações técnicas: frente, suspensão e roda da frente de uma mota e parte traseira, rodas e sistema de travagem de bicicleta. Foi uma prova de camaradagem e boa disposição. Sentimos o entusiasmo e carinho de alguns colegas que lá apareceram para apoiar esta nossa aventura. A nossa classificação não foi o mais importante mas sim o termos feito parte neste grande evento muito bem organizado pela Red Bull. contou Carlos Sachim. Nesta corrida, onde a criatividade e o humor são premiados, vencem as equipas que conseguem chegar mais depressa lá abaixo e que, de acordo com o júri, consigam uma maior interação com o público A primeira edição de A corrida mais louca do mundo foi há onze anos em Bruxelas e o sucesso foi tal que o formato foi exportado para todo o mundo, tendo chegado a Portugal em Esperamos que para o ano haja mais autoeuropeus! Afinal quem melhor que nós para construir carros??? Os Trolhas em Alta Rotação foi a equipa dos autoeuropeus! O início do bólide. Carros feitos a partir de banheiras, caixas, sofás, panelas, botas, melancias, berços tudo serve! Quanto mais malucos melhor! Os pão de forma da Volkswagen são já clássicos nestas corridas, quer em Portugal quer no estrangeiro! Os ATK Racing Team, de Mafra, venceram a prova deste ano com um original capacete rolante. O prémio: a ida no próximo ano a uma corrida do mundial de F1 com direito a visita personalizada à estrutura da Red Bull Racing os atuais Campeões do Mundo. 20

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo

Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Entrevista ao Engº José Carlos Ramos, Director de Franchising da Explicolândia Centros de Estudo Criada em Setembro de 2005 em Sacavém, a Explicolândia Centros de Estudo tem sido ao longo dos anos, uma

Leia mais

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS

questionários de avaliação da satisfação CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS questionários de avaliação da satisfação creche CLIENTES, COLABORADORES, PARCEIROS 2ª edição (revista) UNIÃO EUROPEIA Fundo Social Europeu Governo da República Portuguesa SEGURANÇA SOCIAL INSTITUTO DA

Leia mais

Nova plataforma Toyota (TNGA) para produzir Carros cada vez Melhores i

Nova plataforma Toyota (TNGA) para produzir Carros cada vez Melhores i Nova plataforma Toyota (TNGA) para produzir Carros cada vez Melhores i "Com as repentinas e drásticas evoluções no mundo automóvel, as formas convencionais de pensar e de fazer negócios já não nos permitem

Leia mais

Prémio Excelência no Trabalho 2015

Prémio Excelência no Trabalho 2015 FAQ Frequently Asked Questions Índice Prémio Excelência no Trabalho 2015 INSCRIÇÃO... 2 COMUNICAÇÃO INTERNA... 4 QUESTIONÁRIO DIRIGIDO AOS COLABORADORES... 5 INQUÉRITO À GESTÃO DE TOPO... 7 TRATAMENTO

Leia mais

EDP. PREPARAR A ECONOMIA DO CARBONO Eficiência energética em alerta vermelho EMPRESA

EDP. PREPARAR A ECONOMIA DO CARBONO Eficiência energética em alerta vermelho EMPRESA EDP PREPARAR A ECONOMIA DO CARBONO Eficiência energética em alerta vermelho EMPRESA O Grupo EDP Energias de Portugal centra as suas actividades na produção, distribuição e comercialização de energia eléctrica,

Leia mais

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente

Grupo Pestana. suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O Cliente Grupo Pestana suporta crescimento da área de venda directa no CRM. O trabalho de consolidação de informação permitiu desde logo abrir novas possibilidades de segmentação, com base num melhor conhecimento

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS VEM REGULAMENTO

CONCURSO DE IDEIAS VEM REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS VEM REGULAMENTO PARTE I ENQUADRAMENTO GERAL Artigo 1.º Âmbito das iniciativas de apoio a empreendedores emigrantes O Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (doravante ACM, I.P.) propõe

Leia mais

Agricultura Presente, um Projecto com Futuro

Agricultura Presente, um Projecto com Futuro Direcção Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo Agricultura Presente, Agricultura Presente, um Projecto com Futuro um Projecto com Futuro (LVT) 4.878 projetos aprovados Investimento

Leia mais

Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Deliberação 1/PUB/2008

Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social. Deliberação 1/PUB/2008 Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social Deliberação 1/PUB/2008 Queixa de Joana Leal contra o jornal Diário de Notícias e a SIC, a propósito de uma notícia sobre o modelo Scirocco

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 Preparado para mais um Serralves em Festa? É já nos dias 2 e 3 de Junho que se realiza mais uma edição do Serralves

Leia mais

Combate as alterações climáticas. Reduz a tua pegada e muda o mundo!!

Combate as alterações climáticas. Reduz a tua pegada e muda o mundo!! Combate as alterações climáticas Reduz a tua pegada e muda o mundo!! O dióxido de carbono é um gás naturalmente presente na atmosfera. À medida que crescem, as plantas absorvem dióxido de carbono, que

Leia mais

Dinâmica e Animação de Grupo

Dinâmica e Animação de Grupo Dinâmica e Animação de Grupo Desenvolvimento de Competências Turma G3D Leandro Diogo da Silva Neves 4848 Índice 1. Introdução... 3 2. Planeamento de desenvolvimento individual... 4 2.1 Competências...

Leia mais

VI Jornadas técnicas de segurança no trabalho da AEVA

VI Jornadas técnicas de segurança no trabalho da AEVA VI Jornadas técnicas de segurança no trabalho da AEVA Agenda Volkswagen Autoeuropa em Portugal Produtos e produção Recursos Humanos Boas práticas preventivas 2/32 Volkswagen Autoeuropa em Portugal 3/32

Leia mais

Agradeço muito o convite que me foi endereçado para encerrar este XI Congresso da Ordem dos Revisores Oficias de Contas.

Agradeço muito o convite que me foi endereçado para encerrar este XI Congresso da Ordem dos Revisores Oficias de Contas. Senhor Bastonário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas, Dr. José Azevedo Rodrigues; Senhor Vice-Presidente do Conselho Diretivo da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas e Presidente da Comissão Organizadora

Leia mais

NEWSLETTER ÁGUA DE LUSO LANÇA LUSO DE FRUTA LARANJA

NEWSLETTER ÁGUA DE LUSO LANÇA LUSO DE FRUTA LARANJA 1 ÁGUA DE LUSO LANÇA LUSO DE FRUTA LARANJA A marca Luso de Fruta, da Sociedade da Água de Luso, lança a nova variedade Laranja, que vem juntar-se à gama já existente constituída pelas variedades Limão,

Leia mais

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça?

Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Você Gostaria Que Eu Lhe Desse Um Plano, Para ATRAIR 3 Ou 4 Vezes Mais Clientes Para O Seu Negócio, De Graça? Caro amigo (a) Se sua empresa está sofrendo com a falta de clientes dispostos a comprar os

Leia mais

Discurso do Encontro Ministerial sobre Infraestruturas entre China e PLP

Discurso do Encontro Ministerial sobre Infraestruturas entre China e PLP Discurso do Encontro Ministerial sobre Infraestruturas entre China e PLP Senhores Ministros, É com grande satisfação que venho ouvir as políticas de investimento internacional, a nível das infraestruturas,

Leia mais

Eduardo Branco, presidente da APAN. É preciso. regressar. ao consumo. Pág. 30

Eduardo Branco, presidente da APAN. É preciso. regressar. ao consumo. Pág. 30 Eduardo Branco, presidente da APAN É preciso regressar ao consumo Pág. 30 Fátima de Sousa jornalista fs@briefing.pt "A quadratura do círculo é sermos mais eficientes, ou seja, conseguirmos fazer mais com

Leia mais

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso.

Cliocar Acessórios: A construção de um negócio. A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. Cliocar Acessórios: A construção de um negócio A história de um empresário que saiu da estaca zero e construiu uma loja virtual de sucesso. 2 Conteúdo Resumo executivo... 2 Conhecendo o mercado... 2 Loja

Leia mais

O que é o Voluntariado? O que é ser Voluntário? Quais são os meus direitos como voluntário? Quais são os meus deveres enquanto voluntário?

O que é o Voluntariado? O que é ser Voluntário? Quais são os meus direitos como voluntário? Quais são os meus deveres enquanto voluntário? Perguntas frequentes sobre o voluntariado e sobre todos os pontos importantes sobre o Festival, de forma a ficares esclarecido com todas as tuas dúvidas. O que é o Voluntariado? Voluntariado é um conjunto

Leia mais

A busca pela retenção do valor Por Vitor Hugo De Castro Cunha

A busca pela retenção do valor Por Vitor Hugo De Castro Cunha A busca pela retenção do valor Por Vitor Hugo De Castro Cunha Diversos fatores influenciam na percepção de valor para o cliente ou mercado, dependendo do tipo de produto. Para alguns produtos a confiabilidade

Leia mais

Ir mais longe até onde for o futuro!

Ir mais longe até onde for o futuro! Ir mais longe até onde for o futuro! DOSSIER DE IMPRENSA 2010 Luís Simões A Luís Simões (LS) é composta por 10 empresas juridicamente autónomas e agrupadas em 3 unidades de negócio: transporte, logística

Leia mais

Plano de Atividades AAJUDE - 2016

Plano de Atividades AAJUDE - 2016 Plano de Atividades AAJUDE - 2016 AAJUDE.16.007.1 Página 1 de 13 Índice PLANO DE ATIVIDADES - AAJUDE / 2016 1. Introdução 2. Enquadramento i. Apresentação ii. Princípios e áreas de intervenção iii. Missão

Leia mais

A família Volkswagen está a aumentar. A gama de modelos do construtor

A família Volkswagen está a aumentar. A gama de modelos do construtor A família Volkswagen está a aumentar. A gama de modelos do construtor cresce e dificilmente algum nicho ficará de fora. Para além de novos carros, a marca germânica aposta na introdução de tecnologia inovadora.

Leia mais

SKF é uma marca comercial registrada do Grupo SKF.

SKF é uma marca comercial registrada do Grupo SKF. SKF é uma marca comercial registrada do Grupo SKF. SKF 2011 Os direitos autorais desta publicação pertencem ao editor e seu conteúdo não pode ser reproduzido (mesmo em parte) sem uma permissão por escrito.

Leia mais

Indicadores Ambientais

Indicadores Ambientais Indicadores Ambientais / Desempenho Em, publicámos o nosso primeiro Relatório Ambiental, como forma de divulgar os nossos esforços e resultados na área da protecção ambiental. A presente publicação deve

Leia mais

:dossier. 14 notícias recheio

:dossier. 14 notícias recheio 14 notícias recheio low cost e outras soluções criativas para rentabilizar O início do ano é, por definição, tempo de contenção. É por isso natural que também a restauração sofra de alguma forma com esta

Leia mais

FUSO A Daimler Group Brand NOVA CANTER ECO HYBRID. Green light for efficiency

FUSO A Daimler Group Brand NOVA CANTER ECO HYBRID. Green light for efficiency FUSO A Daimler Group Brand NOVA CANTER ECO HYBRID Green light for efficiency RENTABILIDADE E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL Quando os desafios e tarefas dos transportes modernos se juntam às exigências europeias

Leia mais

PROJETO MUTIRÃO DA CARONA SOLIDÁRIA

PROJETO MUTIRÃO DA CARONA SOLIDÁRIA PROJETO MUTIRÃO DA CARONA SOLIDÁRIA INTRODUÇÃO A mobilidade das cidades tem se tornado um desafio cada vez maior com o passar do tempo. Em 10 anos, a frota de automóveis e motocicletas cresceu 400% no

Leia mais

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 -

Contos. Tod@s Contamos. Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Contos Tod@s Contamos Projecto de Intervenção - de Mulher para Mulher2 - Nota Introdutória O livro Contos - Tod@s Contamos é a compilação de quatro contos sobre a Igualdade de Género realizados por dezasseis

Leia mais

Diário da República, 2.ª série N.º 62 30 de março de 2015 7769 INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE

Diário da República, 2.ª série N.º 62 30 de março de 2015 7769 INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE Diário da República, 2.ª série N.º 62 30 de março de 2015 7769 Doutor Bruno Filipe Rama Travassos, Professor Auxiliar da Universidade da Beira Interior; Doutor Victor Manuel de Oliveira Maças, Professor

Leia mais

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira

DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira DTIM Associação Regional para o Desenvolvimento das Tecnologias de Informação na Madeira APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional Plurifundos da Região Autónoma da Madeira (POPRAM

Leia mais

Cursos de Formação em Alternância na Banca Relatório de Follow-up 2010-2013 Lisboa e Porto

Cursos de Formação em Alternância na Banca Relatório de Follow-up 2010-2013 Lisboa e Porto Cursos de Formação em Alternância na Banca Relatório de Follow-up 2010-2013 Lisboa e Porto Outubro de 2015 Índice 1. Introdução... 3 2. Caraterização do Estudo... 4 3. Resultado Global dos Cursos de Lisboa

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO PARA OS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO PARA OS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS PROGRAMA DE VOLUNTARIADO PARA OS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS DEPENDENTES DA DGPC CARTA DO VOLUNTÁRIO (MINUTA) VOLUNTARIADO NOS MONUMENTOS, MUSEUS E PALÁCIOS DA DGPC CARTA DO VOLUNTÁRIO DE MONUMENTOS,

Leia mais

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN Edifícios da Sede e Museu e Centro de Arte Moderna. Serviços Centrais

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN Edifícios da Sede e Museu e Centro de Arte Moderna. Serviços Centrais 1 Os edifícios da Sede e Museu foram inaugurados em 1969, 7 anos depois do início da construção, sendo o projecto dos arquitectos Alberto Pessoa, Pedro Cid e Ruy d Athouguia; Os jardins são projecto dos

Leia mais

Bem-vindos à Volkswagen Autoeuropa Encontro com a Imprensa 20 de março de 2013. Volkswagen Autoeuropa

Bem-vindos à Volkswagen Autoeuropa Encontro com a Imprensa 20 de março de 2013. Volkswagen Autoeuropa Bem-vindos à Encontro com a Imprensa 20 de março de 2013 Intervenção do eng.º António de Melo Pires Diretor-Geral Agenda Resultados do Grupo Volkswagen Resultados da Recursos Humanos A estratégia do Grupo

Leia mais

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT

Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Cerimónia de lançamento do contrato de colaboração entre o Estado Português e o Massachusetts Institute of Technology, MIT Centro Cultural de Belém, Lisboa, 11 de Outubro de 2006 Intervenção do Secretário

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional

90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Michael Page lança Barómetro de TI 90,5% dos perfis de TI disponível para mobilidade profissional Lisboa, 21 de Julho de 2015 A Michael Page, empresa líder em recrutamento de quadros médios e superiores,

Leia mais

NOS@EUROPE. Anexo I. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Gestoras Escola Secundária com 3º CEB do Fundão

NOS@EUROPE. Anexo I. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Gestoras Escola Secundária com 3º CEB do Fundão Anexo I NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Gestoras Escola Secundária com 3º CEB do Fundão Ana Maria Ribeiro da Cruz Diana Patrícia Henriques Fernandes Joana Catarina

Leia mais

PHC Workflow CS. O controlo e a automatização de processos internos

PHC Workflow CS. O controlo e a automatização de processos internos PHC Workflow CS O controlo e a automatização de processos internos A solução que permite que um conjunto de acções a executar siga uma ordem pré-definida, de acordo com as normas da empresa, aumentando

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS

PROJETO PEDAGÓGICO DO PROGRAMA DE FERIAS DESPORTIVAS E CULTURAIS 1. APRESENTAÇÃO PRINCÍPIOS E VALORES Acreditamos pela força dos factos que o desenvolvimento desportivo de um Concelho ou de uma Freguesia, entendido na sua vertente quantitativa e qualitativa, exige uma

Leia mais

Entrevista com BPN Imofundos. António Coutinho Rebelo. Presidente. www.bpnimofundos.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com BPN Imofundos. António Coutinho Rebelo. Presidente. www.bpnimofundos.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com BPN Imofundos António Coutinho Rebelo Presidente www.bpnimofundos.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências

Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências boletim Jovem de Futuro ed. 04-13 de dezembro de 2013 Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013: conexões e troca de experiências O Encontro Nacional Jovem de Futuro 2013 aconteceu de 26 a 28 de novembro.

Leia mais

Uma lição de vida? Nos meus últimos anos tenho aprendido muitas lições de vida mesmo. A que eu acho mais importante de transmitir são "os Resultados"

Uma lição de vida? Nos meus últimos anos tenho aprendido muitas lições de vida mesmo. A que eu acho mais importante de transmitir são os Resultados Gonçalo Carvalho Em entrevista exclusiva à Federação Equestre Portuguesa, meses antes do início dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, Gonçalo Carvalho fala da sua paixão pelo desporto equestre, da trajetória

Leia mais

A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes.

A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes. Descritivo completo PHC dfront A solução Business-to-Business que permite aumentar a qualidade e eficiência das suas vendas bem como a satisfação dos seus clientes. Benefícios Aumento da qualidade e eficiência

Leia mais

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1

O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O dentista que virou dono de restaurante chinês 1 O cirurgião dentista Robinson Shiba, proprietário da rede China In Box, em 1992 deixava de exercer sua profissão como dentista para inaugurar a primeira

Leia mais

O presente documento suporta a apreciação do ponto 3 da Agenda da reunião da Comissão de Acompanhamento de 13/11/07, sendo composto por duas partes:

O presente documento suporta a apreciação do ponto 3 da Agenda da reunião da Comissão de Acompanhamento de 13/11/07, sendo composto por duas partes: EIXO I COMPETITIVIDADE, INOVAÇÃO E CONHECIMENTO INSTRUMENTO: SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME (SI QUALIFICAÇÃO PME) O presente documento suporta a apreciação do ponto 3

Leia mais

Caso Armazéns Global

Caso Armazéns Global Fonte: Google imagens Caso Armazéns Global Docente: Professor Doutor Fernando Gaspar Disciplina: Distribuição Discentes: Ivo Vieira nº 080127020 Nuno Carreira nº 080127009 João Franco nº 080127034 Edgar

Leia mais

Junho 2007 nº4 MENSAGEM DO PRESIDENTE Olá Viva A edição da nossa revista O Ambúzio de Junho 2007 é um convite a uma visita às nossas Praia da Barra e da Costa Nova, e um desafio para que continues a participar

Leia mais

PHC InterOp CS. O aumento da produtividade da área financeira

PHC InterOp CS. O aumento da produtividade da área financeira PHC InterOp CS O aumento da produtividade da área financeira A solução para o aumento significativo da produtividade da área financeira, através da execução simplificada e rápida de tarefas e operações

Leia mais

A solução ideal para a empresa do futuro, que necessita de comunicar de modo eficaz com os seus colaboradores.

A solução ideal para a empresa do futuro, que necessita de comunicar de modo eficaz com os seus colaboradores. Descritivo completo dintranet 3 A solução ideal para a empresa do futuro, que necessita de comunicar de modo eficaz com os seus colaboradores. Benefícios Aumento da produtividade dos colaboradores da empresa;

Leia mais

PHC Recursos Humanos CS

PHC Recursos Humanos CS PHC Recursos Humanos CS A gestão total dos Recursos Humanos A solução que permite a optimização da selecção e recrutamento, a correcta descrição de funções, a execução das avaliações de desempenho e a

Leia mais

No caminho de uma maior inclusão social

No caminho de uma maior inclusão social SUSTENTABILIDADE NA GESTÃO DOS PRODUTOS DE APOIO NA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE LISBOA No caminho de uma maior inclusão social Serviço de gestão de produtos de apoio Cristina Vaz de Almeida Licenciada

Leia mais

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE

NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE NEWSLETTER Nº 13 JANEIRO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES EM DESTAQUE A LINK THINK AVANÇA COM PROGRAMA DE FORMAÇÃO PROFISSONAL PARA 2012 A LINK THINK,

Leia mais

O aumento da força de vendas da empresa

O aumento da força de vendas da empresa PHC dcrm O aumento da força de vendas da empresa O enfoque total na actividade do cliente, através do acesso remoto à informação comercial, aumentando assim a capacidade de resposta aos potenciais negócios

Leia mais

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014

Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros. Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 Portugal 2020 e outros instrumentos financeiros Dinis Rodrigues, Direção-Geral de Energia e Geologia Matosinhos, 27 de fevereiro de 2014 O desafio Horizonte 2020 Compromissos Nacionais Metas UE-27 20%

Leia mais

PARCEIROS Modelo de Negócio

PARCEIROS Modelo de Negócio PARCEIROS Modelo de Negócio YouBIZ Telecom O YouBIZ Telecom é um negócio da empresa YouBIZ, parceira da. Somos uma empresa líder no canal de Marketing de Rede, com uma quota de mercado superior a 85%.

Leia mais

Contribuir para o desenvolvimento da região em que se inserem;

Contribuir para o desenvolvimento da região em que se inserem; SIPIE SISTEMA DE INCENTIVOS A PEQUENAS INICIATIVAS EMPRESARIAIS FICHA DE MEDIDA Apoia projectos com investimento mínimo elegível de 15.000 e a um máximo elegível de 150.000, que visem a criação ou desenvolvimento

Leia mais

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS QUE OPORTUNIDADES PÓS-LICENCIATURA ESPERAM? EXPECTATIVAS QUE INQUIETAÇÕES TÊM OS ALUNOS DE DC? MADALENA : M QUAL É A TUA PERSPECTIVA DO MERCADO

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS Departamento de Economia e Gestão Gestão da Distribuição e da Logística Gestão de Recursos Humanos Gestão de Sistemas de Informação

Leia mais

IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (Programa Gerir Formação e Consultoria para Pequenas Empresas)

IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (Programa Gerir Formação e Consultoria para Pequenas Empresas) IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (Programa Gerir Formação e Consultoria para Pequenas Empresas) APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional Emprego,

Leia mais

REGULAMENTO. Artigo 1º. Objeto e âmbito

REGULAMENTO. Artigo 1º. Objeto e âmbito REGULAMENTO O presente regulamento estabelece os procedimentos associados à medida «Passaporte para o Empreendedorismo», regulamentada pela Portaria n.º 370-A/2012, de 15 de novembro de 2012, estabelecida

Leia mais

Plano de Sustentabilidade e Gestão da Segurança Social PSGSS

Plano de Sustentabilidade e Gestão da Segurança Social PSGSS Plano de Sustentabilidade e Gestão da Segurança Social PSGSS Manuel Moreira Coordenador do PSGSS Benguela, 22 e 23 de Maio Agenda Objetivos Gerais Objectivos Estratégicos Estrutura do Projecto Inciativas

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Cooperação, Parcerias e Contratos Internacionais. Relatório de Avaliação Final. Suzete Lopes suzetelopes@leaderconsulting.info.

FICHA TÉCNICA. Cooperação, Parcerias e Contratos Internacionais. Relatório de Avaliação Final. Suzete Lopes suzetelopes@leaderconsulting.info. FICHA TÉCNICA Título Organização Curso Relatório de Avaliação Final Suzete Lopes suzetelopes@leaderconsulting.info Cooperação, Parcerias e Contratos Internacionais Entidade Leader Consulting, 08 de Dezembro

Leia mais

Sequência de Demonstração de Módulo ABACO Transportes

Sequência de Demonstração de Módulo ABACO Transportes ABACO Consultores Pág. 1 Demo script V01 Sequência de Demonstração de Módulo ABACO Transportes Este documento descreve os passos necessários para criar um Serviço de Transportes no módulo ABACO Transportes,

Leia mais

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade...

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade... Entrevista com PEDRO MANDELLI Consultor na área de mudança organizacional, Pedro Mandelli é um dos maiores especialistas em desenho e condução de processos de mudança em organizações. É professor da Fundação

Leia mais

PROGRAMA ECO-ESCOLAS

PROGRAMA ECO-ESCOLAS PROGRAMA ECO-ESCOLAS Programa de Educação Ambiental e/ou Educação para o Desenvolvimento Sustentável PLANO DE AÇÃO 2014/2015 O Eco-Escolas é um Programa internacional, coordenado em Portugal pela Associação

Leia mais

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente. Joaquim Pedro Valente de Almeida. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com DVA David Valente de Almeida S.A. Presidente Joaquim Pedro Valente de Almeida Com quality media press para LA VANGUARDIA www.dva.pt (en construcción) Ver http://www.afia-afia.pt/assoc13.htm

Leia mais

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém

PHC Logística CS. A gestão total da logística de armazém PHC Logística CS A gestão total da logística de armazém A solução para diminuir os custos de armazém, melhorar o aprovisionamento, racionalizar o espaço físico e automatizar o processo de expedição. BUSINESS

Leia mais

AJUDA DE MÃE. APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT)

AJUDA DE MÃE. APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT) AJUDA DE MÃE APOIO DO FUNDO SOCIAL EUROPEU: Através do Programa Operacional da Região de Lisboa e Vale do Tejo (PORLVT) Objectivos: Informar, apoiar, encaminhar e acolher a mulher grávida. Ajudar cada

Leia mais

Adenda aos Critérios de Selecção

Adenda aos Critérios de Selecção Adenda aos Critérios de Selecção... Critérios de Selecção SI Qualificação PME EIXO I COMPETITIVIDADE, INOVAÇÃO E CONHECIMENTO INSTRUMENTO: SISTEMA DE INCENTIVOS À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE

Leia mais

Caderno de Apresentação Franquia

Caderno de Apresentação Franquia Caderno de Apresentação Franquia A Empresa A Genial Books iniciou suas actividades em dez/95 depois de um dos sócios conhecer o "Livro Personalizado", numa viagem de férias aos Estados Unidos. Vislumbrando

Leia mais

Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar. A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na

Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar. A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na info Gondomar Newsletter N.º14 Julho 2012 Semestral Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na revista

Leia mais

Relatório Anual de Atividades

Relatório Anual de Atividades Direção de Serviços de Recrutamento e Assuntos do Serviço Militar DIVISÃO DE ASSUNTOS DA PROFISSIONALIZAÇÃO DO SERVIÇO MILITAR Centro de Informação e Orientação para a Formação e o Emprego Relatório Anual

Leia mais

Concessionárias Lean: A Competição no Futuro Será Vencida com. Vendas e Serviços

Concessionárias Lean: A Competição no Futuro Será Vencida com. Vendas e Serviços Concessionárias Lean: A Competição no Futuro Será Vencida com Vendas e Serviços Este artigo mostra porque a competição será vencida com vendas e serviços. Tradução: Odier Araujo por James Womack A indústria

Leia mais

_ APLAUSOS - PROGRAMA GLOBAL DE RECONHECIMENTO DA ANGLO AMERICAN

_ APLAUSOS - PROGRAMA GLOBAL DE RECONHECIMENTO DA ANGLO AMERICAN _ APLAUSOS - PROGRAMA GLOBAL DE RECONHECIMENTO DA ANGLO AMERICAN Apresentação e Cenário A Anglo American é uma das maiores empresas de mineração do mundo, com operações na África do Sul, América do Sul

Leia mais

I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S. C T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais

I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S. C T e S P. Cursos Técnicos Superiores Profissionais I S A L I N S T I T UTO SUPERIOR DE A DMINISTRAÇÃO E L Í N G UA S C T e S P Cursos Técnicos Superiores Profissionais GESTÃO ADMINISTRATIVA DE RECURSOS HUMANOS GESTÃO COMERCIAL E DE MARKETING ORGANIZAÇÃO

Leia mais

1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS

1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS 1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS - Quem explora o site Pixel4Winner.com? - Onde está sedeada a sociedade anónima? - Posso ter confiança no site Pixel4Winner.com? - A participação a uma lotaria

Leia mais

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020

Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 30 de julho de 2014 Resumo do Acordo de Parceria para Portugal, 2014-2020 Informações gerais O Acordo de Parceria abrange cinco fundos: Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

Leia mais

OBJETIVOS. Compreender a importância de uma boa organização do estudo; Ser capaz de rentabilizar o estudo de uma forma mais efetiva;

OBJETIVOS. Compreender a importância de uma boa organização do estudo; Ser capaz de rentabilizar o estudo de uma forma mais efetiva; OBJETIVOS Definir objetivos de estudo a nível pessoal; Compreender a importância de uma boa organização do estudo; Ser capaz de rentabilizar o estudo de uma forma mais efetiva; Sensibilizar os E.E. para

Leia mais

Portugueses lideram desenvolvimento de novo conceito para carroçarias de autocarros

Portugueses lideram desenvolvimento de novo conceito para carroçarias de autocarros Página Web 1 de 6 As Ciências A Revista Fóruns Dossiers Podcast Classificados Contactos Guia do Ensino Superior Guia Prático Ministros da Competitividade aprovam orçamento para Instituto Europeu de Tecnologia

Leia mais

A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA A CHAVE PARA A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Agenda Enquadramento dos consumos Energéticos nos Edifícios e no ramo Hoteleiro Enerbiz Conceito Geral e explicação funcional Conclusões e Aspetos Gerais Índice Enquadramento

Leia mais

A solução de mobilidade que lhe permite aceder via Internet à gestão g comercial e facturação ç da sua empresa.

A solução de mobilidade que lhe permite aceder via Internet à gestão g comercial e facturação ç da sua empresa. Descritivo completo dnegócio 3 A solução de mobilidade que lhe permite aceder via Internet à gestão g comercial e facturação ç da sua empresa. Benefícios Consultar, alterar ou introduzir novos clientes;

Leia mais

PHC Recursos Humanos CS

PHC Recursos Humanos CS PHC Recursos Humanos CS A gestão total dos Recursos Humanos A solução que permite a otimização da seleção e recrutamento, a correta descrição de funções, a execução das avaliações de desempenho e a avaliação

Leia mais

Caderno Sistemas Totobola II

Caderno Sistemas Totobola II J rnal 1X2 1X2 INTERNET - http://www.jornal1x2.com SEMANÁRIO DO APOSTADOR Director: Joaquim Rosa da Silva Director-adjunto: Rui Santos ANO XXXIV - EDIÇÃO ESPECIAL Caderno Sistemas Totobola II Condicionados

Leia mais

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA.

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. A CompuStream, empresa especializada em desenvolvimento de negócios, atua em projetos de investimento em empresas brasileiras que tenham um alto

Leia mais

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA

3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA. Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas. 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa PARCERIA 3.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA ORGANIZAÇÃO PARCERIA UMA PUBLICAÇÃO Das Novas Tecnologias à Eficiência dos Sistemas 18 de Setembro MUDE Museu do Design e da Moda, Lisboa APRESENTAÇÃO Depois de duas edições,

Leia mais

O aumento da qualidade e eficiência das vendas

O aumento da qualidade e eficiência das vendas PHC dfront O aumento da qualidade e eficiência das vendas A solução Business-to-Business que permite a introdução das encomendas directamente no próprio sistema, bem como a consulta, pelo cliente, de toda

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA

2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA 2.ª CONFERÊNCIA MOBILIDADE URBANA Gestão Inteligente e Competitividade 15 de Setembro 2011 Museu da Carris Conheça as estratégias nacionais e internacionais para uma gestão eficiente da mobilidade urbana

Leia mais

O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão

O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão 1 2 O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão 3 A origem do Fundo Social Europeu O Fundo Social Europeu foi criado em 1957 pelo Tratado de Roma,

Leia mais

Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS

Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS Modelo operacional Qual é o modelo organizacional do PDS? Trabalhamos bastante para chegar ao modelo organizacional certo para o PDS. E aplicamos

Leia mais

Inovação Empresarial e Empreendedorismo

Inovação Empresarial e Empreendedorismo Inovação Empresarial e Empreendedorismo Portugal 2020 Programa Operacional INFEIRA GABINETE DE CONSULTADORIA, LDA. RUA DO MURADO, 535, 4536-902, MOZELOS 227 419 350 INFEIRA.PT 0 Tipologia de Projetos Na

Leia mais

Vantagem Garantida PHC

Vantagem Garantida PHC Vantagem Garantida PHC O Vantagem Garantida PHC é um aliado para tirar maior partido das aplicações PHC A solução que permite à empresa rentabilizar o seu investimento, obtendo software actualizado, formação

Leia mais

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço

Política de Produto e Serviço Caixa Geral de Depósitos. Política de Produto e Serviço Política de Produto e Serviço Publicado em julho 2012 1 Fundada em 1876, a Caixa Geral de Depósitos (CGD) é o maior grupo financeiro nacional, atuando em diferentes áreas, designadamente na banca comercial,

Leia mais

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo;

A costa da África pode ser um foco da indústria no futuro próximo; Fleury Pissaia * Entre 2011 e 2015, investimento previsto no setor industrial é de R$ 600 bilhões. Desse montante, indústria do petróleo representa 62%. No mesmo período, R$ 750 bilhões serão alocados

Leia mais