Relatório: MAUS-TRATOS COM IDOSOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório: MAUS-TRATOS COM IDOSOS"

Transcrição

1 Relatório: MAUS-TRATOS COM IDOSOS Autores - Sarah Esteves de Carvalho, Letícia Namie Yamada e Manoela Niero Batista. Orientadora Joseane Ribeiro Londrina, 2013

2 Sumário : 1.Resumos Português... pág. 03 Espanhol... pág Problema identificado... pág Objetivo... pág Metodologia... pág Cronograma... pág Materiais... pág Resultados... pág Conclusões... pág Referências... pág Anexos 10.a) Foto da visita e entrevista na casa de repouso... pág. 10 2

3 1.Resumos: MAUS-TRATOS COM IDOSOS Sarah Esteves de Carvalho, Letícia Namie Yamada e Manoela Niero Batista Colégio Londrinense Orientadora Joseane Ribeiro Colégio Londrinense A agressão ao idoso configura-se em ato de acometimento ou omissão, que pode ser tanto intencional como involuntário, podendo acontecer com a pessoa idosa, onde ocorre dano ou incômodo. Que pode ser de natureza física ou psicológica ou pode envolver maus tratos de ordem financeira ou material. Qualquer que seja o tipo de abuso, certamente resultará em sofrimento, lesão ou dor, perda ou violação dos direitos humanos e uma redução na qualidade de vida do idoso. O abuso psicológico, a violência psicológica e a violência física são os retratos mais tristes e inaceitáveis de maus tratos na terceira idade. O objetivo é mostrar para as pessoas que a população idosa deve ser respeitada como todas as outras pessoas. Devemos aprender que os idosos também têm todos os direitos de um cidadão e que um dia seremos nós no lugar deles. O trabalho ainda serve para mostrar que as agressões contra os idosos são frequentes, preocupantes e não podem mais ser omitidos, pois todos têm os direitos de uma vida segura e sem sofrimento. Incentivar que a sociedade tome consciência da necessidade de dar um mínimo de proteção aos que logram atingir idade mais avançada e que são cidadãos, como nós, merecem ser premiados pela vida e não castigados também é um dos propósitos. Foram realizadas pesquisas sobre os maus tratos acometidos nos idosos indefesos em diferentes literaturas. Realizou-se um a visita na Casa de Repouso Santa Mônica rua Pandiá Calógeras, 139 em Londrina PR durante o mês de junho de 2013 onde um questionário foi aplicado a cuidadores sobre algumas das informações dos 21 idosos presentes na ocasião. As questões 3

4 compreendiam informações com relação ao abandono e ao abuso financeiro, com quem morava o idoso antes de ir para o abrigo, quanto tempo do dia ele ficava sozinho, se já havia passado algum tipo de necessidade, se o idoso era aposentado e se já havia sofrido algum tipo de abuso financeiro. Diferentes formas de leis que regem o estatuto do idoso foram estudadas. Em todos os casos divulgados na internet com relação aos maus tratos com idosos grande parte demonstrou terem sido feito por filhos devido a motivo financeiro e outros por tutores devido à incapacidade do idoso em se defender. Dos 21 idosos presentes na casa de repouso Santa Mônica na ocasião da entrevista todos disseram que familiares os levaram para o abrigo e que anteriormente moravam com seus filhos. Vinte dos idosos apresentam casos de Alzheimer em estágios diferenciados. Segundo os tutores, os idosos não apresentam qualquer tipo de lesão física ou mental ligados a maus tratos e que são os filhos os responsáveis financeiramente. Palavras-chave: idosos, maus tratos, conscientização. Resúmenes: MAL TRATO A ANCIANOS Sarah Esteves de Carvalho, Letícia Namie Yamada y Manoela Niero Batista. Orientadora - Joseane Ribeiro Colegio Londrinense La agresión al anciano se configura en un acto de acometimiento u omisión, que puede ser tanto intencional como involuntario, pudiendo ocurrir a la persona anciana, donde sucede un daño o molestia. Que puede ser de naturaleza física o psicológica o aún más puede envolver malos tratos de orden financiera o material. Cualesquiera que sea el tipo de abuso, con seguridad resultará en sufrimiento, lesión o dolor, pérdida o violación de los derechos humanos y una reducción en la calidad de vida del anciano. El abuso psicológico, la violencia psicológica y la violencia física son los retratos más tristes e inaceptables de malos tratos en la tercera edad. El objetivo es el de mostrar a las personas que la población anciana 4

5 debe ser respetada como todas las demás personas. Debemos aprender que los ancianos también tienen todos los derechos de un ciudadano y que un día seremos nosotros que ocupemos el lugar que hoy es de ellos. El trabajo incluso sirve para mostrar que las agresiones contra los ancianos son frecuentes, preocupantes y no podemos continuar siendo omisos, pues todos tienen el derecho de una vida segura y sin sufrimiento. Incentivar para que la sociedad tome conciencia de la necesidad de dar una mínima protección a los que logran alcanzar una edad más avanzada y que son ciudadanos, como nosotros, merecen ser premiados por la vida y no ser castigados es uno de nuestros propósitos. Fueron realizadas investigaciones sobre los malos tratos acometidos a los ancianos los indefensos en diferentes literaturas. Se realizó una visita a la Casa de Reposo Santa Mônica Calle Pandiá Calógeras, 139 en Londrina PR durante el mes de junio del 2013 donde un cuestionario fue aplicado a los cuidadores sobre algunas de las informaciones de los 21 ancianos presentes en aquella ocasión. Las preguntas comprendían informaciones en relación al abandono y al abuso financiero, con quien vivía el anciano antes de ir al albergue, cuánto tiempo durante el día queda sólo, si ya había pasado algún tipo de necesidad, si el anciano es jubilado y si ya había sufrido algún tipo de abuso financiero. Diferentes leyes que rigen el estatuto del anciano fueron estudiadas. En todos los casos divulgados en Internet en relación al mal trato a los ancianos gran parte demostró haber sido cometido por los propios hijos por motivos financieros e otros por los tutores debido a la incapacidad del anciano para defenderse. De los 21 ancianos presentes en el albergue Santa Mônica e la ocasión de la entrevista todos dijeron que familiares los han llevado al albergue y que anteriormente vivían con sus hijos. Veinte de los ancianos presentan casos de Alzheimer en estados diferenciados. De acuerdo a los tutores, los ancianos no presentan cualquier tipo de lesión física o mental como consecuencia a malos tratos y que son los hijos los responsables financieramente. Palabras clave: ancianos, mal trato, concientización. 5

6 2. Problema identificado: A agressão ao idoso configura-se em ato de acometimento ou omissão, que pode ser tanto intencional como involuntário, podendo acontecer com a pessoa idosa, onde ocorre dano ou incômodo. Que pode ser de natureza física ou psicológica ou pode envolver maus tratos de ordem financeira ou material. Qualquer que seja o tipo de abuso, certamente resultará em sofrimento desnecessário, lesão ou dor, perda ou violação dos direitos humanos e uma redução na qualidade de vida do idoso. O abuso psicológico, a violência psicológica e a violência física são os retratos mais tristes e inaceitáveis de maus tratos na terceira idade. A agressão pode ser: mandar calar a boca, ameaçar e gritar. Estes são alguns dos exemplos de violência psicológica. Já a violência física pode ser expressa tanto pela agressão propriamente dita, como pelo abuso sexual ou pela violência do marido, também idoso. 3. Objetivo: O objetivo é mostrar para as pessoas que a população idosa deve ser respeitada como todas as outras pessoas. Devemos aprender que os idosos também têm todos os direitos de um cidadão e que um dia seremos nós no lugar deles e em vez de maltrata-los devemos cuidar deles. O trabalho ainda serve para mostrar que as agressões contra os idosos são frequentes, preocupantes e não podem mais ser omitidos, pois todos têm os direitos de uma vida segura e sem sofrimento. Incentivar que a sociedade tome consciência da necessidade de dar um mínimo de proteção aos que logram atingir idade mais avançada e que são cidadãos, como nós, merecem ser premiados pela vida e não castigados também é um dos propósitos. 6

7 4. Metodologia: Foram realizadas pesquisas sobre os maus tratos acometidos nos idosos indefesos em diferentes literaturas. Realizou-se um a visita na Casa de Repouso Santa Mônica rua Pandiá Calógeras, 139 em Londrina PR onde um questionário foi aplicado a cuidadores sobre algumas das informações dos 21 idosos presentes na ocasião. As questões compreendiam informações com relação ao abandono e ao abuso financeiro com quem morava o idoso antes de ir para o abrigo, quanto tempo do dia ele ficava sozinho, se já havia passado algum tipo de necessidade, se o idoso era aposentado e se já havia sofrido algum tipo de abuso financeiro. Diferentes formas de leis que regem o estatuto do idoso foram estudadas 5. Cronograma: Ações Meses fev mar abr maio jun jul ago set 1 Planejamento das ações, pesquisa de temas e X X X subtemas 2 Introdução ao pré-projeto e levantamento da literatura X X X X 3 Elaboração do projeto X X X X X 4 Coleta de dados X X X X 5 Tratamento dos dados X X X 6 Elaboração dos relatórios X 7 Entrega dos trabalhos X 8 Apresentação do projeto X 7

8 6. Materiais: Foram utilizados computadores para pesquisa, papel para impressão das entrevistas, máquina fotográfica para registrar o momento da visita ao Abrigo. 7. Resultados: Em todos os casos divulgados na internet com relação aos maus tratos com idosos grande parte demonstrou terem sido feito por filhos devido a motivo financeiro e outros por tutores devido à incapacidade do idoso em se defender. Dos 21 idosos presentes na casa de repouso Santa Mônica na ocasião da entrevista todos disseram que familiares os levaram para o abrigo e que anteriormente moravam com seus filhos. Vinte dos idosos apresentam casos de Alzheimer em estágios diferenciados. Segundo os tutores, os idosos não apresentam qualquer tipo de lesão física ou mental ligados a maus tratos e que são os filhos os responsáveis financeiramente. 8. Conclusão: - Dados de agressões a idosos foram encontrados na literatura por motivo financeiro ou de incapacidade. Nenhum caso foi identificado no abrigo analisado. - Os filhos dos idosos estão cumprindo com o estatuto do idoso ao colocá-los em casa de repouso oferecendo a proteção prevista. - Os idosos são levados para abrigos quando necessitam de algum tipo de atendimento constante, como aquelas do sistema nervoso, sendo o Alzehim, a mais encontrada. 8

9 9. Referências: BRAGA, Pérola Melissa Viana. Idosos são vítimas de maus tratos e violência, mas têm medo de denunciar. Disponível em: Acessado em: 22 de Agosto de Espíndola, Cybele Ribeiro; Blay, Sérgio Luís. Prevalência de maus-tratos na terceira idade. Revista Saúde Pública, n.2, v.41, p São Paulo, abril de A Violência contra os idosos no Brasil. Disponível em: Acessado em: 2 de maio de 2013 Maus-tratos contra idosos à luz da Lei /03. Disponível em: Acessado em: 22 de junho de

10 10. Anexos: 10.a) Foto da visita e entrevista na casa de repouso Santa Mônica. Foto: LetíciaYamada Foto: Letícia Yamada 10

Planejamento estratégico

Planejamento estratégico espaço ibero-americano espacio iberoamericano Planejamento estratégico Quem somos, onde queremos ir e como chegaremos lá são indagações necessárias em todas as escolas Como qualquer empresa, instituições

Leia mais

15 de junho: Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

15 de junho: Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa 15 de junho: Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa O dia 15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída em 2006,

Leia mais

Violência contra a pessoa idosa Discutindo Indicadores Maria Cecília de Souza Minayo

Violência contra a pessoa idosa Discutindo Indicadores Maria Cecília de Souza Minayo Violência contra a pessoa idosa Discutindo Indicadores Maria Cecília de Souza Minayo Marco Referencial Considero o tema Violência Contra Idosos como o avesso dos direitos consagrados do Estatuto da Pessoa

Leia mais

Maus -tratos. ACÇÃO DE FORMAÇÃO ANO de 2010 FÁBIA SOUZA

Maus -tratos. ACÇÃO DE FORMAÇÃO ANO de 2010 FÁBIA SOUZA ACÇÃO DE FORMAÇÃO ANO de 2010 FÁBIA SOUZA Os maus-tratos a crianças têm uma longa história, possivelmente do tamanho da humanidade. (Martins, 2002:23). Maus - tratos Maus - tratos Maus-tratos Martínez

Leia mais

PROJETO VEM CUIDAR DE MIM

PROJETO VEM CUIDAR DE MIM PROJETO VEM CUIDAR DE MIM APRESENTAÇAO DA ENTIDADE O Asilo Dr. Carlos Romeiro, Instituição de Longa Permanência, com sede na rua dos Vicentinos, nº 33, Bairro Queluz, Conselheiro Lafaiete MG, Obra Unida

Leia mais

Elaboração de materiais para um curso de espanhol via MOODLE

Elaboração de materiais para um curso de espanhol via MOODLE Elaboração de materiais para um curso de espanhol via MOODLE Chris Royes Schardosim Guilherme Gili Maba (IFC/Ibirama - Cnpq) Resumo Dentro do NUBE (Núcleo Universal de Brasileños Españolizados), que iniciou

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC CURSO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL URBANO E RURAL ROBERTO CORRÊA DA SILVA Plano Diretor como Indicador de Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Município de São Bento

Leia mais

Deve ser claro, conciso e conter de forma resumida o assunto a ser pesquisado.

Deve ser claro, conciso e conter de forma resumida o assunto a ser pesquisado. MODELODEPROJETODEPESQUISA (Form_pesq_01) TÍTULO DO PROJETO Deve ser claro, conciso e conter de forma resumida o assunto a ser pesquisado. AUTORES Relacionar todos os autores participantes do projeto: coordenador,

Leia mais

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO Jucimara Canto Gomes, Zeina Rebouças Corrêa Thomé Universidade Federal do Amazonas jucimaracanto@hotmail.com

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA: a escolha do tema e a construção do problema

PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA: a escolha do tema e a construção do problema PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA: a escolha do tema e a construção do problema de pesquisa, temos que traçar um caminho a seguir durante a investigação. Realizar um estudo mais planejado dos aspectos que

Leia mais

Prevenção da Violência Contra Idosos Importância da Capacitação dos Profissionais de Saúde

Prevenção da Violência Contra Idosos Importância da Capacitação dos Profissionais de Saúde Prevenção da Violência Contra Idosos Importância da Capacitação dos Profissionais de Saúde I FORUM DE AVALIAÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA VULNERÁVEIS: IDOSOS E PORTADORES DE TRANSTORNO MENTAL ABM 05.12.2015

Leia mais

FORFAIT: UM PACOTE DIFERENCIADO

FORFAIT: UM PACOTE DIFERENCIADO FORFAIT: UM PACOTE DIFERENCIADO Luiz Paulo Pereira Corrêa Luiz Rodrigues Mendes Pâmela Souza Soares Vanessa Saraiva Sena RESUMO: O trabalho analisa as agências de viagens para apresentar como elas dispõem

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

Tipos de violência contra o idoso

Tipos de violência contra o idoso VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO: FREQUÊNCIA E PERFIL SOCIODEMOGRÁFICO DE VÍTIMAS E ACUSADOS EM PROCEDIMENTOS NO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Alba Apolinario 1, Juliana Rosas 3, Valeska Marinho

Leia mais

MAUS TRATOS NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

MAUS TRATOS NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA MAUS TRATOS NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA Gabriela Azevedo Marques da Cunha ¹ Selma Dantas Teixeira Sabra ² É uma problemática complexa que envolve na sua etiologia vários fatores individuais, sociais, culturais

Leia mais

Fabiana Maria Nascimento de Figueiredo

Fabiana Maria Nascimento de Figueiredo CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde PROGRAMA DE ATENÇÃO À SAÚDE DO SERVIDOR, PARNAMIRIM/RN Fabiana Maria Nascimento de Figueiredo Parnamirim/RN Agosto,

Leia mais

MANUAL DE NORMALIZAÇÃO PARA PROJETO DE PESQUISA DA FACULDADE DE IMPERATRIZ

MANUAL DE NORMALIZAÇÃO PARA PROJETO DE PESQUISA DA FACULDADE DE IMPERATRIZ MANUAL DE NORMALIZAÇÃO PARA PROJETO DE PESQUISA DA FACULDADE DE IMPERATRIZ IMPERATRIZ 2010 MANUAL DE NORMALIZAÇÃO PARA MONOGRAFIAS DA FACULDADE DE IMPERATRIZ Curso de Odontologia Faculdade de Imperatriz

Leia mais

METODOLOGIA DE PESQUISA CIENTÍFICA. Prof.º Evandro Cardoso do Nascimento

METODOLOGIA DE PESQUISA CIENTÍFICA. Prof.º Evandro Cardoso do Nascimento METODOLOGIA DE PESQUISA CIENTÍFICA Prof.º Evandro Cardoso do Nascimento DEFINIÇÕES Metodologia Científica: Universalização da comunicação do conhecimento científico; Dessa forma, pode-se deduzir que a

Leia mais

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador JOÃO DURVAL. RELATOR AD HOC : Senador PAULO PAIM I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador JOÃO DURVAL. RELATOR AD HOC : Senador PAULO PAIM I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2011 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, sobre o Projeto de Lei da Câmara nº 304, de 2009 (Projeto de Lei nº 5.391, de 2005, na origem), do Deputado Gilmar Machado, que dispõe sobre as medidas

Leia mais

Conceituando a violência

Conceituando a violência Conceituando a violência A Organização Mundial da Saúde (OMS) define a Violência como o uso de força física ou poder, em ameaça ou na prática, contra si próprio, outra pessoa ou contra um grupo ou comunidade

Leia mais

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios

FATEC Cruzeiro José da Silva. Ferramenta CRM como estratégia de negócios FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Cruzeiro SP 2008 FATEC Cruzeiro José da Silva Ferramenta CRM como estratégia de negócios Projeto de trabalho de formatura como requisito

Leia mais

A violência doméstica é um problema universal que atinge milhares de pessoas, em grande número de vezes de forma silenciosa e dissimuladamente.

A violência doméstica é um problema universal que atinge milhares de pessoas, em grande número de vezes de forma silenciosa e dissimuladamente. A violência doméstica é um problema universal que atinge milhares de pessoas, em grande número de vezes de forma silenciosa e dissimuladamente. Trata-se de um problema que acontece em ambos os sexos e

Leia mais

estender-se para outras áreas, tais como a assistência social, cultura, esporte e lazer, consolidando a participação e o protagonismo local.

estender-se para outras áreas, tais como a assistência social, cultura, esporte e lazer, consolidando a participação e o protagonismo local. Tudo o que acontece no mundo, seja no meu país, na minha cidade ou no meu bairro, acontece comigo. Então, eu preciso participar das decisões que interferem na minha vida. Herbert Souza, Betinho O lugar

Leia mais

Sistema de Gestão Integrado. La herramienta presenta una tendencia más fuerte hacia:

Sistema de Gestão Integrado. La herramienta presenta una tendencia más fuerte hacia: Descripción de herramientas 15 SGI Sistema de Gestão Integrado I Breve descripción 1. Nombre de la herramienta Sistema de Gestão Integrado- Integração das normas ISO-9001,9002,14001 e OHSAS 18001. 2. Objetivo

Leia mais

O Projeto da Pesquisa. 1 - Escolha do Tema

O Projeto da Pesquisa. 1 - Escolha do Tema O Projeto da Pesquisa 1 - Escolha do Tema Existem dois fatores principais que interferem na escolha de um tema para o trabalho de pesquisa. Abaixo estão relacionadas algumas questões que devem ser levadas

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

Convocatoria: envío de trabajos al próximo número de la Revista Académica PROCOAS AUGM Año 2013

Convocatoria: envío de trabajos al próximo número de la Revista Académica PROCOAS AUGM Año 2013 Convocatoria: envío de trabajos al próximo número de la Revista Académica PROCOAS AUGM Año 2013 ISSN 1852 8538 El Comité de Procesos Cooperativos y Asociativos - PROCOAS -, de la Asociación de Universidades

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS. Edinilsa Ramos de Souza CLAVES/ENSP/FIOCRUZ

VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS. Edinilsa Ramos de Souza CLAVES/ENSP/FIOCRUZ VIOLÊNCIA CONTRA IDOSOS Edinilsa Ramos de Souza CLAVES/ENSP/FIOCRUZ O que é Violência contra idosos? É um ato (único ou repetido) ou omissão que lhe cause dano ou aflição e que se produz em qualquer relação

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

Texto I EL CONGRESO DE BRASIL ASESTA UN DURO GOLPE A LA PRESERVACIÓN FORESTAL

Texto I EL CONGRESO DE BRASIL ASESTA UN DURO GOLPE A LA PRESERVACIÓN FORESTAL Texto I EL CONGRESO DE BRASIL ASESTA UN DURO GOLPE A LA PRESERVACIÓN FORESTAL Los verdes denuncian que detrás de la reforma hay una ofensiva de los especuladores de tierra y de los grandes latifundistas.

Leia mais

SOLICITUD DE PENSION DE SOBREVIVENCIA / SOLICITAÇÃO DE PENSÃO DE SOBREVIVENCIA

SOLICITUD DE PENSION DE SOBREVIVENCIA / SOLICITAÇÃO DE PENSÃO DE SOBREVIVENCIA CONVENIO DE SEGURIDAD SOCIAL ENTRE LA REPUBLICA DE CHILE Y LA REPUBLICA FEDERATIVA DEL BRASIL RCH / BRASIL 3B ACORDO DE SEGURIDADE SOCIAL ENTRE A REPÚBLICA DE CHILE E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SOLICITUD

Leia mais

BRASÍLIA DF IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR COMPETÊNCIA RESUMO

BRASÍLIA DF IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR COMPETÊNCIA RESUMO BRASÍLIA DF 2010 IMPLANTAÇÃO DA GESTÃO POR COMPETÊNCIA RESUMO O processo de formação de pessoas é bastante complexo e difícil, pois normalmente os Lideres responsáveis pela transmissão do conhecimento,

Leia mais

QUERIDO(A) ALUNO(A),

QUERIDO(A) ALUNO(A), LANÇADA EM 15 MAIO DE 2008, A CAMPANHA PROTEJA NOSSAS CRIANÇAS É UMA DAS MAIORES MOBILIZAÇÕES PERMANENTES JÁ REALIZADAS NO PAÍS, COM FOCO NO COMBATE À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS

Leia mais

3º ECOM.EDU Encontro de Comunicação e Educação de Ponta Grossa

3º ECOM.EDU Encontro de Comunicação e Educação de Ponta Grossa 270 3º ECOM.EDU Encontro de Comunicação e Educação de Ponta Grossa O USO DO BLOG NO ENSINO DE PARASITOSES PREVALENTES EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES JUNTO A LICENCIANDOS EM CIÊNCIAS E BIOLOGIA Eberton Luiz

Leia mais

ESPANHOL. Professor Chico

ESPANHOL. Professor Chico ESPANHOL Professor INTERPRETAÇÃO DE TEXTO COMO DEVO LER OS TEXTOS E RESOLVER AS QUESTÕES DA PROVA DE LÍNGUA ESTRANGEIRA? Para que respondas corretamente as questões sobre os textos da prova, deves fazer

Leia mais

32 explican como un enfrentamiento de raíces étnicas entre árabes y africanos, la realidad 33 es más compleja. 34 Hay que tener en cuenta el

32 explican como un enfrentamiento de raíces étnicas entre árabes y africanos, la realidad 33 es más compleja. 34 Hay que tener en cuenta el Cambio climático 1 En el año 2007 el cambio climático logró por fin situarse en la agenda política global 2 como uno de los grandes problemas que afronta la humanidad. Así lo reflejaron las 3 conclusiones

Leia mais

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE

ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE ESCUELAS INTERCULTURALES BILINGUES DE FRONTERA: UNA MIRADA HACIA LA FORMACIÓN DOCENTE Fabiana Perpétua Ferreira Fernandes Universidade Federal de Goiás brasucaya@yahoo.com.br A partir del primer semestre

Leia mais

Aula 9 COMO ESCOLHER UM TEMA?

Aula 9 COMO ESCOLHER UM TEMA? Aula 9 COMO ESCOLHER UM TEMA? Existem alguns pontos essenciais que podem intervir na escolha de um tema para o trabalho de pesquisa desejado. Mostraremos alguns itens que devemos levar em consideração:

Leia mais

La República Argentina y la República Federativa del Brasil, en adelante, las Partes;

La República Argentina y la República Federativa del Brasil, en adelante, las Partes; Protocolo Adicional al Acuerdo de Cooperación para el Desarrollo y la Aplicación de los Usos Pacíficos de la Energía Nuclear en Materia de Reactores, Combustibles Nucleares, Suministro de Radioisótopos

Leia mais

CLIPPING 03 /07/2013

CLIPPING 03 /07/2013 CLIPPING 03 /07/2013 Fonte: Site UFCSPA Seção: Página: Data:03/07/2013 Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas visita VIVAVOZ-132 Qua, 03 de Julho de 2013 12:48 O novo titular da Secretaria Nacional

Leia mais

PLANO DE TRABALHO Período: 2014/2015 1 CONTEXTO INSTITUCIONAL

PLANO DE TRABALHO Período: 2014/2015 1 CONTEXTO INSTITUCIONAL PLANO DE TRABALHO Período: 2014/2015 1 CONTEXTO INSTITUCIONAL De 1999 até o ano de 2011 o Instituto Adventista de Ensino do Nordeste (IAENE) congregava em seu espaço geográfico cinco instituições de ensino

Leia mais

Violência Doméstica contra Crianças sob a

Violência Doméstica contra Crianças sob a Apresentação Maria Alice Barbosa de Fortunato Autores: Kássia Cristina C. Pereira* Maria Alice B. Fortunato* Marilurdes A. de M. Álvares* Orientadora: Lygia Maria Pereira da Silva** * Fiocruz CPQAM/ NESC

Leia mais

ESCOLA SENAI CELSO CHARURI CFP 5.12 PROGRAMA DE CONTROLE E REDUÇÃO DO CONSUMO DE PAPEL

ESCOLA SENAI CELSO CHARURI CFP 5.12 PROGRAMA DE CONTROLE E REDUÇÃO DO CONSUMO DE PAPEL ESCOLA SENAI CELSO CHARURI CFP 5.12 PROGRAMA DE CONTROLE E REDUÇÃO DO CONSUMO DE PAPEL PROGRAMA Nº 06/ 2012 SENAI-SP. Projeto desenvolvido pelo CFP 5.12 Escola SENAI Celso Charuri. 2ª edição, atualização

Leia mais

VIOLÊNCIA SEXUAL E ABRIGAMENTO

VIOLÊNCIA SEXUAL E ABRIGAMENTO VIOLÊNCIA SEXUAL E ABRIGAMENTO Mônica Barcellos Café Psicóloga na Aldeia Juvenil PUC Goiás Movimento de Meninos e Meninas de Rua de Goiás VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES Todo ato ou omissão praticado

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO FLUMINENSE - UNIFLU FACULDADE DE DIREITO DE CAMPOS PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO E DIREITO DA FAMÍLIA, CRIANÇA E ADOLESCENTE

CENTRO UNIVERSITÁRIO FLUMINENSE - UNIFLU FACULDADE DE DIREITO DE CAMPOS PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO E DIREITO DA FAMÍLIA, CRIANÇA E ADOLESCENTE CENTRO UNIVERSITÁRIO FLUMINENSE - UNIFLU FACULDADE DE DIREITO DE CAMPOS PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO E DIREITO DA FAMÍLIA, CRIANÇA E ADOLESCENTE PROJETO DE PESQUISA: Privação e Delinqüência: uma análise sobre

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução. Os princípios Éticos que formam a consciência e fundamentam nossa imagem no segmento de recuperação de crédito e Call Center na conduta de nossa imagem sólida e confiável. Este

Leia mais

1 IDENTIFICAÇÃO 2 INTRODUÇÃO

1 IDENTIFICAÇÃO 2 INTRODUÇÃO 1 IDENTIFICAÇÃO Título: PROJETO SOCIAL ABRIGO CRISTÃO Data de realização: às terças e quintas-feiras Local de realização: dependência da Igreja de Ariquemes Horário: das 17:30 às 18:30 às terças e quintas-feiras

Leia mais

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER A Organização Mundial de Saúde (OMS) define violência como o uso intencional da força física ou do poder, real ou em ameaça, contra si próprio, contra outra pessoa, ou contra

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO INTERINSTITUCIONAL EM DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO INTERINSTITUCIONAL EM DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA MESTRADO INTERINSTITUCIONAL EM DESENVOLVIMENTO E MEIO AMBIENTE RESÍDUOS QUÍMICOS E O PROCESSO DE DESCARTE EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

Leia mais

PROTEÇÃO E ASSISTÊNCIA EM SÃO PAULO

PROTEÇÃO E ASSISTÊNCIA EM SÃO PAULO PROTEÇÃO E ASSISTÊNCIA EM SÃO PAULO UNHCR ACNUR QUEM SOMOS ACNUR O ACNUR foi criado para proteger e assistir às vítimas de perseguição, da violência e da intolerância. Desde então, já ajudou mais de 50

Leia mais

5 - O Projeto da Pesquisa

5 - O Projeto da Pesquisa 5 - O Projeto da Pesquisa 5.1 - Escolha do Tema Existem dois fatores principais que interferem na escolha de um tema para o trabalho de pesquisa. Abaixo estão relacionadas algumas questões que devem ser

Leia mais

QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: CLASSIFIQUE EM VERDADEIRO (V) OU FALSO (F) AS SENTENÇAS ABAIXO:

QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: CLASSIFIQUE EM VERDADEIRO (V) OU FALSO (F) AS SENTENÇAS ABAIXO: QUESTIONÁRIO: VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS NOME: 1. Um tapinha no bumbum não é considerado violência devido ao baixo grau de agressão. 2. A prática sexual com indivíduos menores de 14 anos, com o consentimento

Leia mais

LEI DE TORTURA Lei n. 9.455/97

LEI DE TORTURA Lei n. 9.455/97 LEI DE TORTURA Lei n. 9.455/97 DUDH Artigo 5º Ninguém será submetido à tortura, nem a tratamento ou castigo cruel, desumano ou degradante. ART. 5º DA CF Inciso III Ninguém será submetido à tortura nem

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO MARIA MAZUR

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO MARIA MAZUR UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO MARIA MAZUR A INFORMÁTICA E A MÍDIA IMPRESSA: COMO ELAS PODEM Prudentópolis 2013 MARIA MAZUR A INFORMÁTICA

Leia mais

DELEGACIA REGIONAL TRIBUTÁRIA DE

DELEGACIA REGIONAL TRIBUTÁRIA DE Fatores válidos para recolhimento em 01/08/2016 JANEIRO 3,3714 3,2396 3,0166 2,8566 2,6932 2,5122 2,3076 2,1551 1,9790 1,8411 1,7203 1,5947 FEVEREIRO 3,3614 3,2158 3,0021 2,8464 2,6807 2,4939 2,2968 2,1429

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS. UNICEF 20 de Novembro de 1959 AS CRIANÇAS TÊM DIREITOS

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS. UNICEF 20 de Novembro de 1959 AS CRIANÇAS TÊM DIREITOS DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS UNICEF 20 de Novembro de 1959 AS CRIANÇAS TÊM DIREITOS DIREITO À IGUALDADE, SEM DISTINÇÃO DE RAÇA RELIGIÃO OU NACIONALIDADE Princípio I - A criança desfrutará

Leia mais

O Projeto de Pesquisa

O Projeto de Pesquisa O Projeto de Pesquisa CLÁUDIA BARBOSA O objetivo desta unidade é ensinar ao aluno sobre a definição e elaboração de um Projeto de Pesquisa. Ao final desta aula o aluno deverá apresentar seu projeto de

Leia mais

TITULO- Projeto de Prevenção ao uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas nas escolas públicas do bairro da Terra Firme e Guamá.

TITULO- Projeto de Prevenção ao uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas nas escolas públicas do bairro da Terra Firme e Guamá. PROJETO DE INTERVENÇÃO SOCIAL TITULO- Projeto de Prevenção ao uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas nas escolas públicas do bairro da Terra Firme e Guamá. RESUMO O presente projeto tem por finalidade

Leia mais

PERFIL DE CUIDADORES DOMICILIARES E DE IDOSOS ASSISTIDOS NA ATENÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE FOZ DO IGUAÇU- PR

PERFIL DE CUIDADORES DOMICILIARES E DE IDOSOS ASSISTIDOS NA ATENÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE FOZ DO IGUAÇU- PR 25 a 28 de Outubro de 21 ISBN 978-85-8084-5-1 PERFIL DE CUIDADORES DOMICILIARES E DE IDOSOS ASSISTIDOS NA ATENÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE FOZ DO IGUAÇU- PR Ângela Caroline Fachinello 1, Marieta Fernandes

Leia mais

MITOS E REALIDADES A QUESTÃO DA VIOLÊNCIA

MITOS E REALIDADES A QUESTÃO DA VIOLÊNCIA MITOS E REALIDADES A QUESTÃO DA VIOLÊNCIA Mitos e Realidades Algumas considerações O álcool e as drogas são as causas reais da violência. O consumo de álcool pode favorecer a emergência de condutas violentas,

Leia mais

Plano de Atividades Formação Profissional

Plano de Atividades Formação Profissional Plano de Atividades Profissional Página 1 de 7 2015 Elaborado: Cristina Pereira Data: 19.02.2015 Aprovado: Direção Data: 26-02-2015 Profissional Página 2 de 7 ÍNDICE Introdução... 3 Objetivos Estratégicos...

Leia mais

MAUS TRATOS NA TERCEIRA IDADE: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA.

MAUS TRATOS NA TERCEIRA IDADE: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA. MAUS TRATOS NA TERCEIRA IDADE: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA. 1. Larice Costa Lourenço. Faculdade Santa Maria/FSM. E-mail: laricecostal@gmail.com. 2.Francisca Emikaelle Leite Lopes. Faculdade Santa Maria/FSM.

Leia mais

Atividade 1.- A água (Maria Manuel da Silva Nascimento e

Atividade 1.- A água (Maria Manuel da Silva Nascimento e Atividade 1.- A água (Maria Manuel da Silva Nascimento e aluna Patricia) Adaptação da SEQUÊNCIA DIDÁCTCA 2 do livro "Tratamento da Informação para o Ensino Fundamental e Médio" de Irene Mauricio Cazorla

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ RÚBIA ANDRESSA SCHMIDT O ATO INFRACIONAL E O CUMPRIMENTO DA MEDIDA SOCIOEDUCATIVA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ RÚBIA ANDRESSA SCHMIDT O ATO INFRACIONAL E O CUMPRIMENTO DA MEDIDA SOCIOEDUCATIVA MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ RÚBIA ANDRESSA SCHMIDT O ATO INFRACIONAL E O CUMPRIMENTO DA MEDIDA SOCIOEDUCATIVA União da Vitória 2013 RÚBIA ANDRESSA SCHMIDT O ATO INFRACIONAL E O CUMPRIMENTO DA

Leia mais

Reunião temática Redes sociais e conflitos. Abril 2015

Reunião temática Redes sociais e conflitos. Abril 2015 Reunião temática Redes sociais e conflitos Abril 2015 Para adolescentes, redes sociais são causa de conflito? Notícias... Cresce o número de crianças e adolescentes com perfis em redes sociais... 79% dos

Leia mais

VII JORNADA DE ESTAGIO DE SERVIÇO SOCIAL A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NO DEPARTAMENTO DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL DO MUNICIPIO DE CARAMBEÍ PR.

VII JORNADA DE ESTAGIO DE SERVIÇO SOCIAL A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NO DEPARTAMENTO DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL DO MUNICIPIO DE CARAMBEÍ PR. VII JORNADA DE ESTAGIO DE SERVIÇO SOCIAL A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NO DEPARTAMENTO DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL DO MUNICIPIO DE CARAMBEÍ PR. Resumo: CARNEIRO, Alana Caroline 1. SIVEIRA, Adriane 2. SOUZA,

Leia mais

Práticas de Apoio à Gestão: Gerenciamento com foco na Qualidade. Prof a Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília

Práticas de Apoio à Gestão: Gerenciamento com foco na Qualidade. Prof a Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Práticas de Apoio à Gestão: Gerenciamento com foco na Qualidade Prof a Lillian Alvares Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Gestão da Qualidade Total (TQM) Conjunto de ideias e

Leia mais

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO

PROJETO DE INTERVEÇÃO: UM OLHAR DIFERENTE PARA O LIXO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO-UFERSA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CURSO :EDUCAÇÃO AMBIENTAL ALUNA:FRANCISCA IÊDA SILVEIRA DE SOUZA TUTORA: ANYELLE PAIVA ROCHA ELIAS PROFESSORA: DIANA GONSALVES

Leia mais

FATO TÍPICO. Conduta (dolosa ou culposa; comissiva ou omissiva) Nexo de causalidade Tipicidade

FATO TÍPICO. Conduta (dolosa ou culposa; comissiva ou omissiva) Nexo de causalidade Tipicidade TEORIA GERAL DO CRIME FATO TÍPICO Conduta (dolosa ou culposa; comissiva ou omissiva) Resultado Nexo de causalidade Tipicidade RESULTADO Não basta existir uma conduta. Para que se configure o crime é necessário

Leia mais

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. RESUMO Nós, jovens brasileiros, é uma continuidade do conhecido Este jovem brasileiro, sucesso do portal por 6 edições consecutivas.

Leia mais

ESPANHOL Vestibular UFU 1ª Fase 05 Junho 2011

ESPANHOL Vestibular UFU 1ª Fase 05 Junho 2011 ESPANHOL Vestibular UFU 1ª Fase 05 Junho 2011 QUESTÃO 21 Leia o seguinte fragmento extraído do texto e assinale a alternativa que NÃO apresenta um equivalente para a expressão destacada. Pero el mira todo

Leia mais

RELAÇÃO DO PARLAMENTO BRASILEIRO COM AS POLÍTICAS SOCIAIS PARA A TERCEIRA IDADE.

RELAÇÃO DO PARLAMENTO BRASILEIRO COM AS POLÍTICAS SOCIAIS PARA A TERCEIRA IDADE. ANA LÚCIA ARAÚJO DE SOUZA RELAÇÃO DO PARLAMENTO BRASILEIRO COM AS POLÍTICAS SOCIAIS PARA A TERCEIRA IDADE. Projeto de pesquisa apresentado ao Programa de Pós-Graduação do Cefor como parte das exigências

Leia mais

Faculdade de Direito Ipatinga Núcleo de Investigação Científica e Extensão NICE Coordenadoria de Extensão. Identificação da Ação Proposta

Faculdade de Direito Ipatinga Núcleo de Investigação Científica e Extensão NICE Coordenadoria de Extensão. Identificação da Ação Proposta Faculdade de Direito Ipatinga Núcleo de Investigação Científica e Extensão NICE Coordenadoria de Extensão Identificação da Ação Proposta Área do Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas Área Temática:

Leia mais

TÍTULO: SUSTENTABILIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: SERVIÇO SOCIAL

TÍTULO: SUSTENTABILIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: SERVIÇO SOCIAL Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: SUSTENTABILIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS

Leia mais

Doutoranda: Vera Lúcia de Azevedo Lima (UFPA) Orientadora: Dra. Maria de Lourdes de Souza (UFSC)

Doutoranda: Vera Lúcia de Azevedo Lima (UFPA) Orientadora: Dra. Maria de Lourdes de Souza (UFSC) UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PROGRAMA DE DOUTORADO INTERINSTITUCIONAL EM ENFERMAGEM - UFSC/UFPA/CAPES ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: FILOSOFIA, SAÚDE E SOCIEDADE Doutoranda:

Leia mais

Orientação para Aposentadoria. Donália Cândida Nobre Assistente Social Suzana Pacheco F. de Melo Psicóloga

Orientação para Aposentadoria. Donália Cândida Nobre Assistente Social Suzana Pacheco F. de Melo Psicóloga Orientação para Aposentadoria Donália Cândida Nobre Assistente Social Suzana Pacheco F. de Melo Psicóloga Orientação para aposentadoria Entendendo a saúde na definição da Organização Mundial da Saúde:

Leia mais

A educação pela infância em Manoel de Barros

A educação pela infância em Manoel de Barros Giselly dos Santos Peregrino A educação pela infância em Manoel de Barros Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Letras da PUC-Rio como requisito parcial para obtenção

Leia mais

NOTIFICAÇÕES COMPULSÓRIAS DOS CASOS SUSPEITOS OU CONFIRMADOS DE VIOLÊNCIAS PRATICADAS CONTRA CRIANÇA E ADOLESCENTE

NOTIFICAÇÕES COMPULSÓRIAS DOS CASOS SUSPEITOS OU CONFIRMADOS DE VIOLÊNCIAS PRATICADAS CONTRA CRIANÇA E ADOLESCENTE NOTIFICAÇÕES COMPULSÓRIAS DOS CASOS SUSPEITOS OU CONFIRMADOS DE VIOLÊNCIAS PRATICADAS CONTRA CRIANÇA E ADOLESCENTE Márcia Regina Ribeiro Teixeira Promotora de Justiça de Salvador Agosto de 2014 VIOLÊNCIA:

Leia mais

Worldwide Charter for Action on Eating Disorders

Worldwide Charter for Action on Eating Disorders Worldwide Charter for Action on Eating Disorders - CARTA MUNDIAL DE ACÇÃO PARA AS PARTURBAÇÕES ALIMENTARES- DIREITOS E EXPECTATIVAS PARA PESSOAS COM PERTURBAÇÕES ALIMENTARES E AS SUAS FAMÍLIAS PREÂMBULO

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS APRESENTAÇÃO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS Breve histórico da instituição seguido de diagnóstico e indicadores sobre a temática abrangida pelo projeto, especialmente dados que permitam análise da

Leia mais

Assessoria de Imprensa e Media Training

Assessoria de Imprensa e Media Training Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Comunicação Social Habilitação: Relações Públicas Disciplina: Assessoria de Comunicação Profª. Nadege Lomando Assessoria de Imprensa e

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CURSO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST PROPOSTA DE REDAÇÃO III AGOSTO/2015 PROFESSORES ELABORADORES:

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CURSO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST PROPOSTA DE REDAÇÃO III AGOSTO/2015 PROFESSORES ELABORADORES: UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CURSO PRÉ-VESTIBULAR UECEVEST PROPOSTA DE REDAÇÃO III AGOSTO/2015 PROFESSORES ELABORADORES: Suzana Lima e Neurilo Júnior Proposta 1 Com base na leitura dos seguintes textos

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Bullyng - Brincadeira que não tem graça.

Mostra de Projetos 2011. Bullyng - Brincadeira que não tem graça. Mostra de Projetos 2011 Bullyng - Brincadeira que não tem graça. Mostra Local de: Arapongas. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Colégio

Leia mais

O PAPEL DO SERVIÇO DE EPIDEMIOLOGIA NA REDE DE PROTEÇÃO A CRIANÇA E AO ADOLESCENTE EM SITUACAO DE RISCO PARA A VIOLENCIA NO HOSPITAL DE CLÍNICAS.

O PAPEL DO SERVIÇO DE EPIDEMIOLOGIA NA REDE DE PROTEÇÃO A CRIANÇA E AO ADOLESCENTE EM SITUACAO DE RISCO PARA A VIOLENCIA NO HOSPITAL DE CLÍNICAS. O PAPEL DO SERVIÇO DE EPIDEMIOLOGIA NA REDE DE PROTEÇÃO A CRIANÇA E AO ADOLESCENTE EM SITUACAO DE RISCO PARA A VIOLENCIA NO HOSPITAL DE CLÍNICAS. AREA TEMÁTICA: Saúde. COORDENADORA: Prof.ª Dr.ª Denise

Leia mais

Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli

Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli Conceitos principais Nuvem Local Dados (informações) Profissional Pessoal Procedimento padrão (modelo) Produzir Armazenar Como era... Como

Leia mais

FACULDADE UNA DE CONTAGEM. Curso Superior em Ciências Contábeis 1º ciclo, módulo A. Equipe AUDICONT:

FACULDADE UNA DE CONTAGEM. Curso Superior em Ciências Contábeis 1º ciclo, módulo A. Equipe AUDICONT: FACULDADE UNA DE CONTAGEM Curso Superior em Ciências Contábeis 1º ciclo, módulo A Equipe AUDICONT: Aline Cristiele Miranda Breno Ronald Bonifácio Silva Lilian Cristina da Piedade Lorena Silva de Paula

Leia mais

Ensine a Regra Aqui ninguém toca aos seus filhos.

Ensine a Regra Aqui ninguém toca aos seus filhos. 1. Ensine a Regra Aqui ninguém toca aos seus filhos. Cerca de uma em cada cinco crianças é vítima de violência ou abuso sexual. Ajude a impedir que a sua criança seja uma vítima. Ensine-lhe a Regra Aqui

Leia mais

Eleição. para o Presidente da República

Eleição. para o Presidente da República Eleição para o Presidente da República O que é uma eleição? Uma eleição é quando votamos na melhor pessoa para defender os nossos interesses. Podemos decidir votar numa pessoa porque concordamos com as

Leia mais

Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay

Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay Prueba Piloto Conjunta sobre Discapacidad Argentina, Brasil y Paraguay Comitê do Censo Demográfico, IBGE Brasil Taller de Cierre y Conclusiones del Grupo de Trabajo Ronda Censos 2010 de la CEA-CEPAL CEPAL

Leia mais

ESCOLA SENAI MARIO AMATO EQUIPE DE QUALIDADE AMBIENTAL PROGRAMA AMBIENTAL 4: CONTROLE E REDUÇÃO DO USO DE RECURSOS NATURAIS

ESCOLA SENAI MARIO AMATO EQUIPE DE QUALIDADE AMBIENTAL PROGRAMA AMBIENTAL 4: CONTROLE E REDUÇÃO DO USO DE RECURSOS NATURAIS ESCOLA SENAI MARIO AMATO EQUIPE DE QUALIDADE AMBIENTAL PROGRAMA AMBIENTAL 4: CONTROLE E REDUÇÃO DO USO DE RECURSOS NATURAIS Resultados do Subprograma PR 04.30: Redução do Consumo de Papel 2010 São Bernardo

Leia mais

Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama

Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama Este cuestionario es parte de un proyecto de investigación del Instituto de Antropología Médica de la Universidad de Waseda. Este

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-46/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-46/12 JANEIRO 2,7899 2,6581 2,4351 2,2751 2,1117 1,9307 1,7261 1,5736 1,3975 1,2596 1,1388 1,0132 FEVEREIRO 2,7799 2,6343 2,4206 2,2649 2,0992 1,9124 1,7153 1,5614 1,3860 1,2496 1,1288 1,0032 MARÇO 2,7699 2,6010

Leia mais

2 POEMAS DE SANTA TERESA D ÁVILA

2 POEMAS DE SANTA TERESA D ÁVILA 2 POEMAS DE SANTA TERESA D ÁVILA traduzidos por Wanderson Lima VIVO SEM EM MIM VIVER Vivo sem em mim viver e tão alta vida espero Vivo já fora de mim depois que morro de amor, porque vivo no Senhor, que

Leia mais

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA

GDOC INTERESSADO CPF/CNPJ PLACA Fatores válidos para recolhimento em 01/02/2017 JANEIRO 3,4634 3,3316 3,1086 2,9486 2,7852 2,6042 2,3996 2,2471 2,0710 1,9331 1,8123 1,6867 FEVEREIRO 3,4534 3,3078 3,0941 2,9384 2,7727 2,5859 2,3888 2,2349

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº de 2007 (Da Deputada Luiza Erundina)

PROJETO DE LEI Nº de 2007 (Da Deputada Luiza Erundina) PROJETO DE LEI Nº de 2007 (Da Deputada Luiza Erundina) Cria isenção de Imposto de Renda para pessoas físicas beneficiárias de ações de cunho previdenciário e assistencial. O Congresso Nacional decreta:

Leia mais

Palavras-chaves: denuncia, consumo de álcool, consumo de drogas.

Palavras-chaves: denuncia, consumo de álcool, consumo de drogas. VIOLENCIA CONTRA A MULHER E A DEPENDENCIA FINACEIRA. UM ESTUDO DE CASO NO MUNICIPIO DE PITANGA. MARLY APARECIDA MAZUR MACHADO/UNICENTRO E-MAIL: maymazur@outlook.com SIMÃO TERNOSKI (ORIENTADOR)/UNICENTRO

Leia mais

OS CUIDADOS PALIATIVOS EM PORTUGAL. Resultados Quantitativos

OS CUIDADOS PALIATIVOS EM PORTUGAL. Resultados Quantitativos OS CUIDADOS PALIATIVOS EM PORTUGAL Resultados Quantitativos Outubro 2008 1 METODOLOGIA FICHA TÉCNICA Total da Amostra: 606 Entrevistas telefónicas, realizadas por CATI (computer assisted telephone interview).

Leia mais