Coesão e coerência textuais; Argumentação; Teoria da Comunicação.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Coesão e coerência textuais; Argumentação; Teoria da Comunicação."

Transcrição

1 PORTUGUÊS Coesão e coerência textuais; Argumentação; Teoria da Comunicação. ALMEIDA, Antonio Fernando de. Português básico para cursos superiores. 3 ed. São Paulo: Atlas, MARTINS, Dileta Silveira e ZILBERKNOP, Lúbia Scliar. Português Instrumental. 19 ed. Porto Alegre : Sagra, TERRA, Ernani. Curso Prático de Gramática. 35 col. São Paulo : Scipione, CEGALA, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática. São Paulo: Cortez, FARACO, Carlos Emilio, MOURA, Francisco Marto de, Gramática. Fonética e fonologia, morfologia, sintaxe, estilística. 15ª ed. São Paulo: Ática, DAMIÃO, Regina Toledo. HENRIQUES, Atonio. Curso de Português Jurídico. 4ª ed. São Paulo: Atlas. 1

2 LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Caracterização da tarefa de programar computadores; Conceito de algoritmo e programa; Algoritmos: representação, estruturas e técnicas de elaboração; Representação e tipos de dados simples e estruturados; Subprogramação: parâmetros, funções e procedimentos; Recursividade; Modularização e Reusabilidade; Elaboração e Implementação de programas em uma linguagem estruturada. FORBELLONE, A. L. V. & EBERSPACHER, H. F. Lógica de Programação: A construção de algoritmos e estrutura de dados. Editora Makron Books, VILLAS, M. V. & VILLASBOAS, L. F. P. Programação: conceitos, técnicas e linguagens. Campus, MECLER, I. & MAIA, L. P. Programação e Lógica com turbo pascal. Campus, COLLINS, W. J. Programação Estruturada com Estudo de Casos em Pascal. McGraw-Hill, SALIBA, W. L. C. Técnicas de Programação: Uma abordagem estruturada. Makron Books, CARROL, D. W. Programação em turbo pascal. McGraw-Hill, SWAIT JR, J. D. Fundamentos computacionais, algoritmos e estruturas de dados. Makron Books, LONGWORTH, G. Padrões em programação: métodos e procedimentos. Campus, TREMBLAY, J. P. Ciência dos computadores: uma abordagem algorítmica. São Paulo: McGraw-Hill, ZAVIANI, N. Projeto de algoritmos com implementação em Pascal e C. São Paulo: Pioneira, UCCI, Waldir. Lógica de programação: os primeiros passos. 3 ed. São Paulo: Érica,

3 FUNDAMENTOS DE INFORMÁTICA Introdução à informática: conceitos fundamentais, evolução histórica. A informação e sua representação: os sistemas de numeração, representação de números inteiros e reais, codificação alfanumérica. Aritmética binária: ponto fixo e ponto flutuante. Principais periféricos: Impressora, Scanner, Mouse, Monitor, etc. Algoritmos, Linguagens e Programas. Interpretador, compilador. Redes de Computadores e Internet. Correio Eletrônico, transferência de arquivo, ferramentas de busca etc. Editores de texto, planilha e apresentação. Base de Dados. VELLOSO, Fernando de Castro. Informática uma Introdução. 2ª ed. Rio de Janeiro: Editora Campus Ltda, RIOS, Emerson. Processamento de Dados e Informática. 3ª ed. São Paulo: Editora Ática, VELLOSO, Fernando de Castro. Informática conceitos básicos. Rio de Janeiro: Campus, NATAL, Ferdinando. Tecnologia Digital. São Paulo: Atlas, TANEMBAUM, Andrew S. Organização estruturada de computadores. 3 ed. Rio de Janeiro: Prentice-Hall, TREMBLAY, Jean Paul. Ciência dos computadores: uma abordagem algorítmica. São Paulo: McGraw-Hill, VELLOSO, Fernando de Castro. Informática: conceitos básicos. Rio de Janeiro: Campus,

4 ÁLGEBRA LINEAR Estudo das matrizes: tipos, operações; Determinante: cálculo do determinante de uma matriz, desenvolvimento de Laplace, Regra de Cramer; Sistemas de Equações lineares: classificação, resolução por determinantes, resolução de problemas de programação linear; Espaço Vetorial; Transformações lineares; Autovalores e Autovetores; Produto Interno e Estatística; Tipos especiais de operadores lineares. BOLDRINI, José Luiz, et alii. Álgebra linear. 2 ed. Campinas: Harbra, HERSTEIN, I. N. Tópicos de álgebra. São Paulo: Polígono, PUCCINI, Abelardo de Lima & PIZZOLATO, Nélio Domingues. Programação linear. São Paulo: Livros Técnicos e Científicos Editora, LANZER, Edgar Augusto. Programação linear: conceitos e aplicações. 2 ed. Rio de Janeiro: IPEA/INPES, LANG, S. Álgebra linear. São Paulo: Edgar Blucher Ltda, LEWIS, Donald & KAPLAN, W. Cálculo e álgebra linear. Rio de Janeiro: Livros Técnicos Científicos, v. LIPSCHUTZ, S. Álgebra linear. Rio de Janeiro: McGraw-Hill do Brasil Ltda, PIERRO NETTO, Schipione Di, et alii. Matemática curso fundamental. São Paulo: Scipione, vols. 4

5 METODOLOGIA CIENTÍFICA Créditos: 02 Carga horária: 30 Conceito e concepção de ciência; conceituação de metodologia científica; necessidade da produção científica na universidade; Passos do encaminhamento e elaboração de textos a partir das normas da ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Normas ABNT para documentação. Rio de Janeiro. BEBBER, Guerino, MARTINELO, Darci. Metodologia Científica. 2ª Ed. Caçador: UnC,

6 UNIVERSIDADE E SOCIEDADE Créditos: 02 Carga horária: 30 Sociedade; Universidade; Instituição Social; Universidade Brasileira; Cultura Brasileira; Desenvolvimento Regional e Nacional; O Saber e o Poder; Compromisso Social; Universidade; Filosofia; Política e Sociedade. ALMEIDA, Marcio. A Universidade Possível. São Paulo: Cultura Associados, ALVES, Júlia Favilene. Metrópoles: Cidadania e qualidade de vida. 2. ed. São Paulo: Moderna, CATANI, Afrânio Mendes (org). Universidade na America Latina: tendências e perspectivas. São Paulo: Cortez, FAGUNDES, José. Universidade e Compromisso Social. São Paulo. UNICAMP,

7 HISTÓRIA DO CONTESTADO Créditos: 02 Carga horária: 30 Formação histórica da região. Características culturais: ocupação e construção do espaço. Etnias e características dos habitantes desta terra. O conflito do contestado e o significado no contexto nacional e internacional. AFONSO, José Eduardo. O Contestado. São Paulo: Ed. Ática, AURAS, Marli. A organização da Irmandade Cabocla. 2a ed. Florianópolis: Ed. da UFSC, BERNARDET, J. Claude. A Guerra Camponesa do Contestado. Global FELIPPE, Euclides J. O Último Jagunço. Curitibanos: UnC, OLIVEIRA NETO, Godofredo de. O Bruxo do Contestado. Rio de Janeiro: Ed. Nova Fronteira, SACHWEC, Maria da Salete. Educação: dominação e liberdade na guerra santa do contestado. Florianópolis: Imprensa Oficial de SC, SASSI, G.W. Geração do Deserto. Civilização Brasileira. THOMÉ, Nilson. A pollítica no Contestado: do curral da fazenda ao pátio da fábrica. Caçador: UnC/Museu do Contestado, THOMÉ, Nilson. Os Iluminados: Personagens e manifestações místicas e messiânicas no contestado. Florianópolis: Insular, THOMÉ, Nilson. Trem de Ferro: A ferrovia no Contestado, 2a ed., Florianópolis: Ed. Lunardelli,1982. VALENTINI, Delmir José. Da Cidade Santa à Corte Celeste: Memórias de Sertanejos e a Guerra do Contestado. Caçador: UnC, VASCONCELLOS, A. Sanford de. Chica Pelega; a guerreira de Taquaruçu. Insular. 7

8 LABORATÓRIO DE PROGRAMAÇÃO I Paradigma de orientação a objetos. Conceitos de Abstração: Classificação / Instanciação, Generalização / Especialização, Agregação / Decomposição e Associação. Conceitos de classe e objeto. Métodos: métodos de classe e de instância. Herança e Polimorfismo. Classes abstratas. Diagrama de classes. Programação orientada a objetos. DEITEL, H. M. Java, Como programar. 3ª Ed. Porto Alegre: Bookman, CANTU, Marco. Dominando o Delphi 6: A bíblia. São Paulo: Makron Books, DEITEL, H.M. C++, Como programar: 3ª Ed. Porto Alegre: Bookman,

9 GESTÃO EMPRESARIAL Conceituação básica de administração Bases históricas para evolução das teorias administrativas; A Escola Clássica; A Escola das Relações Humanas; A Escola Burocrática; A Abordagem Comportamental da Administração; A Abordagem Contingencial; Teoria dos Sistemas. As Funções Administrativas de planejamento, organização, direção e controle. A administração na sociedade moderna e perspectivas. Relações humanas nas modernizações. Teoria da Qualidade Total. Tópicos Emergentes em Administração. Desenvolvimento gerencial e a informatização. BOYETT, Jimmie e Joseph. O guia dos gurus: os melhores conceitos e práticas de negócios. Rio de Janeiro: Campus, CAMPOS, Vicente Falconi. Controle da Qualidade Total. Belo Horizonte : Fundação Christiano Ottoni, CAMPOS, Vicente Falconi. Gerenciamento da Rotina do Trabalho no Dia-a-Dia. Fundação Christiano Ottoni, CHIAVENATO, Idalberto. Administração: teoria, processo e prática. São Paulo: Makron Books, LACOMBE, Francisco. HEILBORN, Gilberto. Administração : princípios e tendências. São Paulo : Saraiva, LOBOS, Julio. A Personalidade Executiva : o passaporte para gestão por competência e desenvolvimento de equipes. São Paulo : Negócio Editora, MEGGINSON, Leon. et.alli. Administração: conceitos e aplicações. São Paulo: Harbra, MIRSHAWKA, Vitor. A Implantação da Qualidade e Produtividade pelo Método Dr. Deming. São Paulo : McGraw-Hill, MONTANA, Patrick J. CHARNOV, Bruce H. Administração. São Paulo : Saraiva, NELSON, Bob. ECONOMY. Peter. Gestão Empresarial para Dummies : o jeito divertido de aprender. Rio de Janeiro : Campus, RIBEIRO, Antônio de Lima. Teorias da Administração. São Paulo : Saraiva, RIBEIRO, Haroldo. 5S Barreiras e Soluções. Salvador : Casa da Qualidade, ROBBINS, Stephen P. Comportamento Organizacional. Rio de Janeiro : Editora LTC, ROBBINS, Stephen. COULTER, Mary. Administração. Rio de Janeiro : Editora Prentice-Hall do Brasil, SILVA, João Martins da. O Ambiente da Qualidade na Prática. Belo Horizonte: Fundação Christiano Ottoni,

10 CÁLCULO I Números Reais: numeros reais e desigualdades; números reais. Funções e gráficos; retas e coordenadas; funções; gráficos de funções; Funções: Definição; gráfico e funções; funções trigonométricas; Relação e Indução; Limites: Limite de uma função; teorema sobre limite de uma função; limites laterais; limites infinitos; limites no infinito; continuidade de uma função em um número; continuidade de uma função composta; Derivadas: derivadas parciais; derivabilidade e continuidade; teorema sobre derivadas de funções algébricas; derivadas de funções trigonométricas; derivadas parciais; diferenciabilidade e diferencial; função implícita e derivação. CUNHA, Félix da. Matemática aplicada. São Paulo: Atlas, LEITHOLD, Louis. O cálculo. 2 ed. São Paulo: Harbra, vol. LEWIS, Donald & KAPLAN, W. Cálculo e álgebra linear. Rio de Janeiro: Livros Técnicos Científicos, v. AYRES, Frank. Cálculo diferencial e integral. Rio de Janeiro: McGraw-Hill do Brasil Ltda, MUNEM, L. Cálculo. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara, v. 10

11 ARQUITETURA DE COMPUTADORES Representação de dados: Sistemas de numeração, aritmética binária e decimal, representação de números em ponto fixo e ponto flutuante, representação de caracteres. Noções básicas de arquitetura e organização de computadores: organização básica da UCP e variações; conjunto de instruções: operações, formato e armazenamento das instruções. Noções de linguagens de máquina. Conceitos de álgebra booleana, elementos básicos de hardware e estudo da organização, fluxo de dados e execução de instruções em uma máquina simples. Noções de estrutura de software: linguagem assembly, linguagens de programação, compiladores e interpretadores, sistemas operacionais e utilitários. Noções básicas de entrada e saída e sistemas de interrupção. TORRES, Gabriel. Hardware Curso Completo. 3a edição, Rio de Janeiro, Axcel Books, VELLOSO, F. C. Informática Conceitos Básicos. Ed. Campus PAIXÃO, Renato Rodrigues. Montando e configurando PCs com Inteligência. 2a Edição. Editora Érica, MORIMOTO, Carlos. Hardware PC Guia de Aprendizagem Rápida. Editora Book Express.1999 TORRES, Gabriel. Montagem de Micros. 4a Edição, Rio de Janeiro. Acxel Books MEYER, Marylyn. BABER, Roberta. PFAFFENBERGER, Bryan. Nosso Futuro e o computador. 3a Edição. Bookman. Porto Alegre PAPADIMITRIU, H. Christos. LEWIS, R. Harry. Elementos de Teoria da Computação. Editora Bookman. 2a Edição. Porto Alegre BROOKSCHEAR. J. Glenn. Ciência da Computação. Uma Visão Abrangente. 5a Edição. Porto Alegre. Editora Bookman TORRES. Gabriel. Montagem de Micros. 3a Edição. Rio de Janeiro. Acxel Books CLUBE DO HARDWARE. TORRES, Gabriel: (Neste site tem artigos com últimas novidades em hardware, bem como poderão se cadastrar para receber as últimas novidades em hardware). Apostilas elaboradas para aulas teóricas e práticas. 11

12 INGLÊS TÉCNICO Desenvolvimento de conhecimentos básicos e intermediários da Língua Inglesa para o uso na área da Informática através do estudo das formas gramaticais e de textos específicos da área. Tais textos serão selecionados de publicações recentes. GALANTE, T. P. & POW, E. M. Inglês para Processamento de Dados. 6 ed. São Paulo: Atlas, GALANTE, T. P. & LAZARO, S. P. Inglês Básico para Informática. 2ed. São Paulo: Atlas, SPIES, A. Curso básico de Informática. EPAGRI - CTA - Alto Vale do Rio do Peixe, 1992 (Apostila). 12

13 ESTRUTURAS DE DADOS E ALGORITMOS I Definição e utilização de Tipos Abstratos de Dados (TAD). Registros ou estruturas. Manipulação de Arquivos. Alocação dinâmica de memória: uso de variáveis do tipo Ponteiro. Listas lineares e suas generalizações: listas ordenadas, listas encadeadas, pilhas e filas. Aplicações de listas. PEREIRA, Silvio do Lago. Estrutura de dados fundamentais: conceitos e aplicações. São Paulo: Érica, TENENBAUM, Aaron M. Estrutura de dados usando C. São Paulo: Makron Books, VILLAS, Marcos Vianna. Conceitos e técnicas de implementação. Rio de Janeiro: Campus, VILLAS, Marcos Vianna. Estrutura de Dados: conceitos e técnicas de implementação. Editora: Campus, 1993, 6ª edição.. KYLE, Loundon. Dominando Algoritmos com C. Editora Moderna, VIVIANE, Victorine. Treinamento em linguagem C (módulo 1).MCGraw-Hill, VIVIANE, Victorine. Treinamento em linguagem C (módulo 2).MCGraw-Hill, AZEREDO, PAULO A. Métodos de Classificação de Dados e análise de suas complexidades. Rio de Janeiro: Campus, SCHILDT, Herbert. C completo e total. Makron Books, 1996, 3ª edição. VELOSO, Paulo et alii. Estruturas de Dados. Rio de Janeiro: Campus, TREMBLAY, J. & BUNT, R. B. Ciência dos Computadores: Uma Abordagem Algorítmica. São Paulo: McGraw-Hill,

14 BANCO DE DADOS Origens dos Sistemas de Banco de Dados, arquitetura genérica de um sistema de banco de dados, objetivos, vantagens e desvantagens de uso, abordagens (hierárquica, rede, relacional e orientada a objetos), requisitos funcionais, componentes, modelos de dados, formalismo para manipulação, modelagem de dados, integridade, gerenciamento de transações e controle de concorrência, linguagens de definição e manipulação de dados, tópicos complementares. BARBIERI, Carlos. Modelagem e Administração de Dados. Rio de Janeiro : Infobook, BURLESON, Donald K. Aplicações em Banco de Dados Oracle. Rio de Janeiro : Editora Moderna Ltda., 1996 CHU, Shao Young. Banco de Dados: organizações, sistemas e administração. São Paulo: Atlas, DATE, C. J. Banco de Dados. Rio de Janeiro: Campus, DATE, C. J. Introdução ao Sistema de Banco de Dados. Rio de Janeiro: Campus, KERN, Vinícios Medina. Banco de Dados Relacional. São Paulo: Erica, KORTH, F. Henry. Sistemas de Banco de Dados. São Paulo: Makron Books, MARTIN, James. McCLURE, Carma. Técnicas Estruturadas e Case. São Paulo: Makron, McGraw-Hill,

15 CÁLCULO II Integrais: Integrais de algumas funções, técnicas de integração; integrais que envolvem produtos e potências de funções trigonométricas; Funções de duas ou mais variáveis; Integração de funções racionais por frações parciais Caso linear; caso em que o denominador possue fatores repetidos; Aplicações de integrais no cálculo de área e volume: área sob o gráfico de uma função a integral definida, área de regiões planas; antidiferenciação, equações diferenciais e área (notação para antiderivadas, regras básicas para antidiferiençaão; integral definida ou de Riemann: a notação sigma para soma, o teorema, o teorema fundamental do calculo. CUNHA, Félix da. Matemática aplicada. São Paulo: Atlas, LEITHOLD, Louis. O cálculo. 2 ed. São Paulo: Harbra, vol. LEWIS, Donald & KAPLAN, W. Cálculo e álgebra linear. Rio de Janeiro: Livros Técnicos Científicos, v. AYRES, Frank. Cálculo diferencial e integral. Rio de Janeiro: McGraw-Hill do Brasil Ltda, MUNEM, L. Cálculo. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara, v. 15

16 INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DE SOFTWARE Visão geral e princípios fundamentais da Engenharia de Software. Conhecimentos básicos do ciclo de vida do software e seus vários estágios: requisitos de software, projeto de software, implementação de software, gerenciamentos de software, qualidade de software. Princípios de ética profissional. Masieiro, P.C. Ética para profissionais em Computação. EDUSP, Editora da Universidade de São Paulo, 2000 (in press). PRESSMAN, R. Engenharia de Software, 3a Edição, McGraw-Hill/Makrom Books do Brasil São Paulo, SOMMERVILLE, I. Software Engineering, 5a edição, Ed. Addison-Wesley,1995. Ghezzi, C. Jazayeri, M. Mandrioli, D. Fundamentals of Software Engineering, Pratice Hall,

17 ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS E MÉTODOS A Função de Organização, Sistemas e Métodos. O Profissional de O&M. Subordinação e Modelo de Estrutura Organizacional. Instrumentos de Levantamento de Informações.Formulação e Análise Estrutural: Departamentalização e Organização. Manualização: Elaboração e uso de Manuais. Processos, informações e suas relações. CURY, A. Organização e Métodos: perspectiva comportamental abordagem contingencial. São Paulo: Atlas, p. ARAÚJO, Luiz césar G. de. Organiz ação e métodos. Integrando comportamento, estrutura, estratégia e tecnologia. 4. ed. São Paulo: Atlas, CHINELATO Filho, João. O & M integrado à informática. Rio de Janeiro: LTCientíficos Editora, HESSEL, José Ribeiro. Organização e métodos. Porto Alegre: DC. Luzzato Editores, SIMCSIK, Tibor. OMIS: organização, métodos, informação e sistemas. São Paulo: Makron Books,

18 CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Créditos: 02 Carga horária: 30 Conceitos básicos de Sociologia. Principais teóricos. Sociedade, cultura e indivíduo. Empregabilidade e desemprego estrutura. Tendências atuais. Mito da neutralidade científica : a quem a ciência serve? A informática como ferramenta meio: caráter fetichista da máquina. Recolocar o ser humano como sujeito do processo. Uso social da tecnologia: a informática como possibilidade de mudança social (diminuir a exclusão tecnológica). A internet como ferramenta de melhoria social ASSOUN, Paul-Laurent. A escola de Frankfurt. São Paulo: Ática, BRUM, Argemiro J. o desenvolvimento econômico brasileiro. 21 ed. Ijuí: Ed. Unijuí, CANIVEZ, Patrice. Educar o cidadão? Campinas: Papirus, CASTELLS, Manoel. Fim de milênio. São Paulo: Paz e Terra, COELHO NETO, José Teixeira. Moderno pós moderno. Modos & versões. 4 ed. São Paulo: Iluminuras, HARVEY, David. Condição pós-moderna. Uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. 5 ed. São Paulo: Loyola, HOBSBAWN, Eric. O novo século. São Paulo: Cia das Letras, O breve século XX. São Paulo: Cia das Letras, Pessoas extraordinárias. Resistência, rebelião e jazz. São Paulo: Paz e Terra, KONDER, Leandro. A questão da ideologia. São Paulo: Cia das Letras, MARCONDES FILHO, Ciro. Quem manipula quem? Poder e massas na indústria da cultura e da comunicação no Brasil. 5 ed. Petrópolis, RJ; Vozes, RAMONET, Ignácio. Geopolítica do caos. Petrópolis, RJ: Vozes, STRIGNATTI, Domenic. Cultura popular uma introdução. São Paulo: Hedra,

19 LABORATÓRIO DE PROGRAMAÇÃO II Arquiteturas Cliente/Servidor: Arquitetura em 3 camadas. Programação Cliente/Servidor MELO, Ruben Nascimento, et. Ali., Banco de dados em aplicações cliente/servidor. Rio de Janeiro: Infobook, WILDERON, Bastiaan Pieter Marinus. Delphi 6: Cliente/Servidor com Firebird/Interbase: Aplicação PDV e Controle de Estoque. WILDERON, Bastiaan Pieter Marinus. Firebird/Interbase 6.0 Cliente/Servidor com Delphi 6: Tópicos Avançados. 19

20 LABORATÓRIO DE BANCO DE DADOS Criação de banco de dados, tabelas, restrições de integridade, consultas SQL, consultas aninhadas, visoes, gatilhos, procedimentos armazenados, transações, concorrência, administração utilizando um sistema de banco de dados de mercado. Programação de aplicações para acesso aos dados. BARBIERI, Carlos. Modelagem e Administração de Dados. Rio de Janeiro : Infobook, BURLESON, Donald K. Aplicações em Banco de Dados Oracle. Rio de Janeiro : Editora Moderna Ltda., 1996 CHU, Shao Young. Banco de Dados: organizações, sistemas e administração. São Paulo: Atlas, DATE, C. J. Banco de Dados. Rio de Janeiro: Campus, DATE, C. J. Introdução ao Sistema de Banco de Dados. Rio de Janeiro: Campus, KERN, Vinícios Medina. Banco de Dados Relacional. São Paulo: Erica, KORTH, F. Henry. Sistemas de Banco de Dados. São Paulo: Makron Books, MARTIN, James. McCLURE, Carma. Técnicas Estruturadas e Case. São Paulo: Makron, McGraw-Hill,

21 REQUISITOS DE SOFTWARE Introdução aos conceitos básicos e princípios da Engenharia de Requisitos de software, suas técnicas, métodos e ferramentas para modelagem de sistemas de software. Abordagem para análise de requisitos. PRESSMAN, R. Engenharia de Software, 3a Edição, McGraw-Hill/Makrom Books do Brasil São Paulo, SOMMERVILLE, I. Software Engineering, 5a edição, Ed. Addison-Wesley,1995. LOUCOPOULOS, P. and Karakostas, V. Systems Requirements Enginerring. Mc.Graw-Hill,

22 PSICOLOGIA APLICADA Créditos: 02 Carga horária: 30 Natureza Humana, Personalidade, Comportamento, Grupos Humanos, Liderança, Coordenação e Renovação Constante, Treinamento de Cooperação, Conflitos e Dissidências, Técnicas no trato com as pessoas, Integração Interdepartamental, Comunicação, Criatividade. SENGE, Peter M. A quinta disciplina. 9ª Ed. São Paulo: Circulo do Livro, FREITAS, Agostinho Borges de. A psicologia, o homem e a empresa. São Paulo: Editora Atlas, 1988 MOLES, Abrahan A. A Criação Científica. São Paulo: Editora Perspectiva,

23 PESQUISA E ORDENAÇÃO DE DADOS Árvores e suas generalizações: árvores binárias, árvores de busca, árvores balanceadas (AVL), árvores B e B+. Aplicações de árvores. Medidas de complexidade de algoritmos. Exemplos de análise de algoritmos interativos e recursivos. Técnicas de projeto de algorítmos mais eficientes. Algorítmos para pesquisa e ordenação em memória principal e secundária. Técnicas de recuperação de informação: hashing. PEREIRA, Silvio do Lago. Estrutura de dados fundamentais: conceitos e aplicações. São Paulo: Érica, TENENBAUM, Aaron M. Estrutura de dados usando C. São Paulo: Makron Books, VILLAS, Marcos Vianna. Conceitos e técnicas de implementação. Rio de Janeiro: Campus, VILLAS, Marcos Vianna. Estrutura de Dados: conceitos e técnicas de implementação. Editora: Campus, 1993, 6ª edição.. KYLE, Loundon. Dominando Algoritmos com C. Editora Moderna, VIVIANE, Victorine. Treinamento em linguagem C (módulo 1).MCGraw-Hill, VIVIANE, Victorine. Treinamento em linguagem C (módulo 2).MCGraw-Hill, AZEREDO, PAULO A. Métodos de Classificação de Dados e análise de suas complexidades. Rio de Janeiro: Campus, SCHILDT, Herbert. C completo e total. Makron Books, 1996, 3ª edição. VELOSO, Paulo et alii. Estruturas de Dados. Rio de Janeiro: Campus, TREMBLAY, J. & BUNT, R. B. Ciência dos Computadores: Uma Abordagem Algorítmica. São Paulo: McGraw-Hill,

24 TEORIA GERAL DE SISTEMAS Histórico e rumos da TGS. Concepções cartesiana e mecanicista X enfoque sistêmico. Componentes, características, tipos e classificações de sistemas. Estados. Modelos. Conceituações. Processo decisório e informativo. Metodologia para desenvolvimento de sistemas de informação. BERTALLANFY, L. Teoria geral dos sistemas. Petrópolis: Vozes, (MEC) CAPRA, Fritjof. A Teia da Vida. São Paulo: Cultrix, DAVENPORT, T. Ecologia da informação. São Paulo: Futura, JAMIL, G.L. Repensando a TI na empresa moderna. Rio de Janeiro: Axel Books, OLIVEIRA, Jayr Figueiredo de. Metodologia para desenvolvimento de sistemas. São Paulo: Érica, PIDD, M. Modelagem empresarial. Porto Alegre: Bookman, (MEC) SAVIANI, José Roberto. O analista de negócios e da informação. 4ª ed. São Paulo: Atlas, SENGE, Peter M. A Quinta Disciplina. 7ª ed. São Paulo: Best Seller, (MEC) STAIR, Ralph M. Princípios de SI. 2ª ed. São Paulo: LTC, STARKEY, Ken. Como as Organizações Aprendem. São Paulo: Futura,

25 LABORATÓRIO DE PROGRAMAÇÃO III Arquitetura em 3/4 camadas Web-Based. Conceitos de Intranet. Programação de sistemas Web-Based utilizando ferramentas de mercado. DEITEL, H. M. Java, Como programar. 3ª Ed. Porto Alegre: Bookman, CANTU, Marco. Dominando o Delphi 6: A bíblia. São Paulo: Makron Books, DEITEL, H.M. C++, Como programar: 3ª Ed. Porto Alegre: Bookman, MELO, Ruben Nascimento, et. Ali., Banco de dados em aplicações cliente/servidor. Rio de Janeiro: Infobook, WILDERON, Bastiaan Pieter Marinus. Delphi 6: Cliente/Servidor com Firebird/Interbase: Aplicação PDV e Controle de Estoque. WILDERON, Bastiaan Pieter Marinus. Firebird/Interbase 6.0 Cliente/Servidor com Delphi 6: Tópicos Avançados. CONVERSE, Tim; PARK, joice. PHP: A biblia. Rio de Janeiro: Campus,

26 MERCADOLOGIA E SERVIÇOS Composto de Marketing. Definição de Produto e Serviço. Marketing e Estratégia Organizacional. Comportamento do Consumidor. Segmentação de Produtos. Administração de Produtos e Serviços. Comunicação Integrada de Marketing. O Composto de Marketing de Serviços.Venda Pessoal e Administração de Vendas. Atendimento ao Público. CASSARO, Antônio Carlos. Sucesso no varejo. São Paulo: Pioneira, COBRA, Marcos. Administração de vendas. São Paulo: Atlas, FERNANDES, Maury Cardoso. Criatividade. São Paulo: Futura, KOTLER, Philip. Marketing: edição compacta. São Paulo: Atlas, KOTLER, Philip. Marketing para o século XXI. São Paulo: Futura, LAS CASAS, Alexandre Luzzi. Plano de marketing para micro e pequena empresa. São Paulo: Atlas, LEVITT, Theodore. A imaginação de marketing. São Paulo: Atlas, MATTAR, Fauze. Pesquisa de marketing: edição compacta. São Paulo: Atlas, ROMERO, Rubens Ramon. Marketing: para pequenas e médias empresas. São Paulo: Érica,

27 PROJETO DE SISTEMAS Métodos e técnicas para projeto de sistemas de software. Projeto de arquitetura, projeto detalhado e teste software PRESSMAN, R. Engenharia de Software, 3a Edição, McGraw-Hill/Makrom Books do Brasil São Paulo, SOMMERVILLE, I. Software Engineering, 5a edição, Ed. Addison-Wesley,1995. MARTIN, James. Princípios de Análise e projetos Baseados em Objetos. 5a Tiragem. Rio de Janeiro. Campus RUMBAUGH, J. Modelagem e projetos baseado em objetos. Rio de Janeiro: Campus, COAD, Peter e YORDON, Edward Análise baseada em objetos. Tradução CTI informática. Rio de Janeiro: Campus, FURLAN, J. D. Modelagem de objetos através da UML. São Paulo: Makron Books, COAD, Peter. YOURDON, Edward. Projeto Baseado em Objetos. Rio de Janeiro. Editora Campus BOOCH, Grady, JACOBSON Ivar, RUMBAUGH, James. UML Essencial. 2a Edição.Porto Alegre.Editora Bookman BOOCH, Grady, RUMBAUGH James, JACOBSON, Ivar. UML Guia do Usuário. Rio de Janeiro. Editora Campus BOOCH, Grady. Modelagem Visual com Rational Rose 2000 e UML.Rio de Janeiro. Editora Moderna Ltda

28 SISTEMAS OPERACIONAIS Introdução. Histórico. Tipos de sistemas operacionais. Sistemas multiprogramáveis e multiusuários. Estrutura do sistema operacional. Processo. Comunicação entre processos. Processos concorrentes. Gerência do processador. Gerência de memória. Sistema de arquivos. Organização interna e externa de sistemas de arquivos hierárquicos e diretórios. Gerência de dispositivos. MACHADO, Francis B. Introdução à Arquitetura de Sistemas Operacionais. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, SHAY, William A. Sistemas Operacionais. São Paulo: MAKRON Books, LANCHARRO, Eduardo Alcalde. Introdução aos Sistemas Operativos. Portugal: McGraw-Hill, NUNES, José Renato Soares. Introdução aos Sistemas Operacionais. Rio de Janeiro: Livros técnicos e Científicos, SIMPSON, Alan. O seu primeiro computador: uma introdução à microinformática. Rio de janeiro: Ciência Moderna, HOLT,R.C. et alii. Structured Concurrent Programming with Operating Systems- Apliacations. New Jersey: ADD TANEMBAUM, Andrew S. Operating Systems: Design and Implementation. New Jersey: prentice, DAVIS, Willian S. Sistemas Operacionais: uma visão sistemática. Rio de Janeiro: Campus, KIRNER, C. Sistemas Operacionais Distribuídos. Rio de Janeiro: Editora Campus. MACHADO, Francis Berenger. Arquitetura de Sistemas Operacionais. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos SA,

29 CONTROLE DE PROCESSOS EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Sistemas contínuos, discretos e eventos discretos. Sistemas de Malha aberta e Fechada. Sensores, transdutores e atuadores. Sistemas de Aquisição de Dados, monitoração e controle. Controles Programáveis. Simulação de modelos de sistemas. Intertravamento de máquinas. Elementos e sistemas de automação industrial (CNC, CLP). SILVA JR., Eng. Vidal Pereira da. Aplicações Práticas do Microcontrolador Ed. Érica. São Paulo, PETTERSON, David A., HENNESSY John L. Organização e Projeto de Computadores - 2a Ed. LTC, Rio de Janeiro, STALLINGS, William. Arquitetura e Organização de Computadores. Prentice Hall. São Paulo, NATALE, Ferdinando. Automação Industrial. Érica. São Paulo, Guia de fontes de informação sobre CAD/CAM/CAE: computador na produção e desenvolvimento de produtos. Florianópolis : UFSC, Núcleo Setorial de Informação Metal Mecânica; Brasilia, D.F. : IBICT,

Ementa: Coesão e coerência textuais; Argumentação; Teoria da Comunicação.

Ementa: Coesão e coerência textuais; Argumentação; Teoria da Comunicação. 43 PORTUGUÊS Coesão e coerência textuais; Argumentação; Teoria da Comunicação. ALMEIDA, Antonio Fernando de. Português básico para cursos superiores. 3 ed. São Paulo: Atlas, 1992. MARTINS, Dileta Silveira

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Sistemas de Informação

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Sistemas de Informação EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS Disciplina: História do Contestado As civilizações primitivas do contestado. As origens, formação e herança cultural do homem do contestado. A índole guerreira do caboclo catarinense.

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS PARA COMPUTAÇÃO...

Leia mais

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

Sistemas de Informação 3º ANO

Sistemas de Informação 3º ANO Sistemas de Informação 3º ANO BANCO DE DADOS Carga horária: 120h Visão geral do gerenciamento de banco de dados. Arquitetura de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados. Modelagem e projeto de banco de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO Este Anexo integra o Edital Nº 35/2007, que disciplina o Concurso Público destinado ao provimento

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CST SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: Algoritmo e Programação I A disciplina aborda o estudo de algoritmos, envolvendo os conceitos fundamentais: variáveis, tipos de dados, constantes,

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2015 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 1 Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA

DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS CÓDIGO: EXA803 DISCIPLINA: INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO CARGA HORÁRIA: 60h EMENTA:

Leia mais

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados;

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados; PLANO DE CURSO Disciplina Competências Habilidades Bases Tecnológicas INGLÊS TÉCNICO Aumentar e consolidar o seu vocabulário ativo e passivo, através da fixação de novas palavras e expressões contidas

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I SISTEMAS DE INFORMAÇÃO/CPD005 2 1-3 60 A origem e o conceito da teoria geral de sistemas. O conceito de sistemas. Componentes de um sistema de informação. Relações entre sistemas e ambiente. Hierarquia

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS... 4 04 TEORIA

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 82/99 CRIA O CURSO SEQÜENCIAL EM PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES, NO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS, DO CÂMPUS DE ITATIBA.

RESOLUÇÃO CONSEPE 82/99 CRIA O CURSO SEQÜENCIAL EM PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES, NO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS, DO CÂMPUS DE ITATIBA. RESOLUÇÃO CONSEPE 82/99 CRIA O CURSO SEQÜENCIAL EM PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES, NO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS, DO CÂMPUS DE ITATIBA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão

Leia mais

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL

EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS DO CURSO ADMINISTRAÇÃO INDUSTRIAL EDA 1601 - INGLÊS INSTRUMENTAL I (2.0.0)2 English for Specific Purposes": introdução. Leitura e compreensão de texto: estratégias de leitura. Organização e partes

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA)

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA) MATRIZ CURRICULAR CURSO: GRADUAÇÃO: REGIME: DURAÇÃO: INTEGRALIZAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: ) TECNÓLOGO SERIADO ANUAL - NOTURNO 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÍNIMO:

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

Centro Universitário de Brusque Unifebe Curso de Sistemas de Informação

Centro Universitário de Brusque Unifebe Curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas Grade 2009.1 01 ADMINISTRAÇÃO GERAL Fase: I Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à administração. Antecedentes históricos da administração. Escolas de administração. Administração

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas II/CPD025 Conceitos orientação a objetos. Evolução das técnicas de modelagem orientadas a objetos. Estrutura da linguagem UML. Conceito de processo interativo

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1/5 ANEXO II RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 31/2005 EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO I SEMESTRE Algoritmos e Estruturas de Dados I Fundamentos da Computação Fundamentos Matemáticos para a Computação

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO DISCIPLINA: Metodologia Científica H111900 Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia no âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO 1 FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA UNIDADE SOBRADINHO Edital numero 005/2014 _ ETEC para o Processo de Seleção de alunos para a Fábrica de Software. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014.

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. CURSO LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR 1.1 QUADRO GERAL DA ESTRUTURA CURRICULAR Carga Horária LOTAÇÃO Módulo Disciplina Teoria Prática

Leia mais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 1º SEMESTRE Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 8 Créditos Desenvolver a lógica de programação através da construção de algoritmos utilizando português estruturado Representar a solução de problemas

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO

CONCURSO PÚBLICO COMPANHIA DE PROCESSAMENTO DE DADOS DO MUNICÍPIO DE GOIÂNIA COMDATA EDITAL N.º 001/07 PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO PROGRAMAS DAS PROVAS CARGOS DE ENSINO MÉDIO LÍNGUA PORTUGUESA - PROVA COMUM A TODOS OS CARGOS DE ENSINO MÉDIO 1 Interpretação textual Metáfora, metonímia, ambigüidade, ironia, denotação e conotação, pontos

Leia mais

Ementário das Disciplinas

Ementário das Disciplinas Ementário das Disciplinas As ementas das disciplinas estão agrupadas em semestres para uma melhor visualização da organização da matriz curricular. As referências bibliográficas serão especificadas no

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pelo Campus Rio Paranaíba são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, ligadas a cada instituto, seguidas

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 66303 ESTRUTURA DE DADOS I 68/0 ENG. DE

Leia mais

EAD-750 Tópicos Especiais de Métodos Quantitativos e Informática. Roteiro para Trabalho de Pesquisa

EAD-750 Tópicos Especiais de Métodos Quantitativos e Informática. Roteiro para Trabalho de Pesquisa EAD-750 Tópicos Especiais de Métodos Quantitativos e Informática Roteiro para Trabalho de Pesquisa Prof. Antonio Geraldo da Rocha Vidal vidal@usp.br O trabalho de pesquisa de EAD-750 deve ser elaborado

Leia mais

Disciplina: INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO Carga Horária: 68 (sessenta e oito) horas Crédítos: 04 (quatro)

Disciplina: INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO Carga Horária: 68 (sessenta e oito) horas Crédítos: 04 (quatro) Disciplina: INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO Carga Horária: 68 (sessenta e oito) horas Crédítos: 04 (quatro) 1. EMENTA: Histórico da computação. Computadores: estrutura funcional, periféricos, organização

Leia mais

Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA. joseana@computacao.ufcg.edu.br

Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA. joseana@computacao.ufcg.edu.br Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Introdução APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ-REQUISITO 1ª FASE Algoritmos

DISCIPLINA CRED CH PRÉ-REQUISITO 1ª FASE Algoritmos CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AUTORIZAÇÃO: Resolução nº 89/2007 CONSUNI RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 858/2012 renovado pela Resolução CEE nº 3/2015 PERÍODO DE CONCLUSÃO: Mínimo:

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado plea Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: AMPE - ADM DE MICRO E PEQ EMPRESAS Código: ADM 253 Pré-requisito: ------ Período Letivo: 2013.2

Leia mais

Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO

Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO Curso: Ciência da Computação Disciplina: Direito Aplicado à Informática Período:

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE 2011 Disciplina ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Professor MSC. ADOLFO FRANCESCO DE OLIVEIRA COLARES Carga Horária Semanal Curso ADMINISTRAÇÃO Carga Horária

Leia mais

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ENGP -

Leia mais

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas curso de Sistemas de Informação 01 ADMINISTRAÇÃO E GERÊNCIA DE REDES Introdução ao gerenciamento de redes. Modelos e software de gerenciamento, Áreas funcionais. A arquitetura

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AUTORIZAÇÃO: Portaria UDESC nº 646/2001 RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 3324/2005 renovado pelo Decreto Estadual nº 1664/2013 PERÍODO

Leia mais

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas curso de Sistemas de Informação 01 ADMINISTRAÇÃO E GERÊNCIA DE REDES Introdução ao gerenciamento de redes. Modelos e software de gerenciamento, Áreas funcionais. A arquitetura

Leia mais

Algoritmos e Linguagem de Programação de Computadores I

Algoritmos e Linguagem de Programação de Computadores I Algoritmos e Linguagem de Programação de Computadores I Ricardo José Cabeça de Souza www.ricardojcsouza.com.br OBJETIVOS Apresentar conceitos básicos de algoritmos e sua importância na elaboração de soluções

Leia mais

1.ª SÉRIE 99-7087-02 LÍNGUA PORTUGUESA 80 0 080 99-8067-02 LÓGICA MATEMÁTICA 80 0 080 ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE 99-8389-02 COMPUTADORES

1.ª SÉRIE 99-7087-02 LÍNGUA PORTUGUESA 80 0 080 99-8067-02 LÓGICA MATEMÁTICA 80 0 080 ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE 99-8389-02 COMPUTADORES Curso: Graduação: Regime: Duração: MATRIZ CURRICULAR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento Unidade de Sobradinho FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

Fundamentos do uso de tecnologia da informação F U P A C V R B P R O F. C H R I S T I E N L. R A C H I D

Fundamentos do uso de tecnologia da informação F U P A C V R B P R O F. C H R I S T I E N L. R A C H I D Fundamentos do uso de tecnologia da informação O USO CONSCIENTE DA TECNOLOGIA PARA O GERENCIAMENTO F U P A C V R B P R O F. C H R I S T I E N L. R A C H I D Organização 1. Vínculo Administração-Tecnologia

Leia mais

Engenharia da Computação Relação das Disciplinas do Currículo Pleno

Engenharia da Computação Relação das Disciplinas do Currículo Pleno Engenharia da Computação Relação das s do Currículo Pleno O curso de Engenharia de Computação apresenta o seguinte currículo pleno, distribuído em 9 períodos letivos. 4 º Período 3 º Período 2 º Período

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL PERFIL 3001 - Válido para os alunos ingressos a partir de 2002.1 Disciplinas Obrigatórias Ciclo Geral Prát IF668 Introdução à Computação 1 2 2 45 MA530 Cálculo para Computação 5 0 5 75 MA531 Álgebra Vetorial

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI

MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI MATRIZ CURRICULAR GESTÃO EM TI MODULO: Módulo Básico COMPONENTE CURRICULAR: Pesquisa Científica CÓDIGO: 101001 Os tipos de Conhecimento. A Ciência e sua forma de Evolução. O Processo da Pesquisa Científica,

Leia mais

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A EMPRESA CONTEMPORÂNEA 1 Wailton Fernando Pereira da Silva 2 e-mail: wailton@ubbi.com.br

A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A EMPRESA CONTEMPORÂNEA 1 Wailton Fernando Pereira da Silva 2 e-mail: wailton@ubbi.com.br A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A EMPRESA CONTEMPORÂNEA 1 Wailton Fernando Pereira da Silva 2 e-mail: wailton@ubbi.com.br 1. Introdução O advento dos microprocessadores disseminou a informática a tal ponto

Leia mais

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA. Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento.

FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA. Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento. FACULDADE PROJEÇÃO ESCOLA DE TECNOLOGIA Edital para o Processo de Seleção de alunos para o Laboratório de Práticas de Desenvolvimento. FACULDADE PROJEÇÃO O Diretor da Escola de Tecnologia, Professor Luiz

Leia mais

NOME DA DISCIPLINA: TELEMÁTICA BÁSICA NOME DO CURSO: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PETRÓLEO E GÁS

NOME DA DISCIPLINA: TELEMÁTICA BÁSICA NOME DO CURSO: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PETRÓLEO E GÁS 1- IDENTIFICAÇÃO CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 HORAS CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 80 HORAS PERÍODO: NOTURNO NOME DA DISCIPLINA: TELEMÁTICA BÁSICA NOME DO CURSO: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PETRÓLEO E GÁS 2- EMENTA

Leia mais

DISCIPLINA DO CURRÍCULO

DISCIPLINA DO CURRÍCULO Língua Portuguesa 40 h DISCIPLINA DO CURRÍCULO Possibilitar ao educando o desenvolvimento da escrita, oralidade, capacidade de leitura e competência textual com recursos que auxiliam no âmbito profissional

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA

EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA EMENTÁRIO E BIBLIOGRAFIA BÁSICA 2º ANO Nome da disciplina: Física Geral II Carga horária: 90h Acústica e Ondas. Óptica Física e Geométrica. Lei de Coulomb; Campo Elétrico. Lei de Gauss. Potencial. Capacitância.

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2015.1

PLANO DE ENSINO 2015.1 FUNDAÇÃO EDSON QUEIROZ UNIVERSIDADE DE FORTALEZA CENTRO DE CIENCIAS TECNOLOGICAS PLANO DE ENSINO 2015.1 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Disciplina/Módulo: Redes Comput Sist Distribuídos Código/Turma: T008-84(74)

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE EXAME DE PROFICIÊNCIA 2013-2

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE EXAME DE PROFICIÊNCIA 2013-2 EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE EXAME DE PROFICIÊNCIA 2013-2 A Coordenação do Curso de Administração da Universidade do Estado de Mato Grosso UNEMAT - Campus Universitário de Sinop, torna público que de acordo

Leia mais

Proporcionar uma visão geral da metodologia de Sistemas Operacionais.

Proporcionar uma visão geral da metodologia de Sistemas Operacionais. ANO 3 5º Período Sistema Operacional 1.Identificação: Identificação Disciplina Carga Horária Sistema Operacional 72 h/a Créditos 4 2.Ementa: Histórico da Criação e Evolução dos Sistemas Operacionais. Conceitos

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Introdução a Programação 1º PERÍODO Fundamentos de construção de algoritmos e programas. Algoritmos:

Leia mais

Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO

Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO 2 de junho de 2010 Sumário Administração de Bancos de Dados.................................. 3 Administração Financeira.......................................

Leia mais

Histórico da Orientação a Objetos Ciclo de vida de Desenvolvimento de SW

Histórico da Orientação a Objetos Ciclo de vida de Desenvolvimento de SW Histórico da Orientação a Objetos Ciclo de vida de Desenvolvimento de SW Baseado nos materiais dos profs: Prof.: Edilberto M. Silva http://www.edilms.eti.br Edna Canedo Marcio de Carvalho Victorino Brasília-DF,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Lógica e Matemática Discreta/MAT002 4 - - 4 60 Lógica sentencial e de Primeira ordem. Sistemas dedutivos naturais e axiomáticos. Completeza, consistência e coerência. Formalização de problemas. Conjuntos.

Leia mais

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n Dois Irmãos 52171-900 Recife-PE Fone: 0xx-81-332060-40 proreitor@preg.ufrpe.br PLANO DE ENSINO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO ESPÍRITO SANTO A Comissão Responsável pela Realização do Concurso Público regido pelo Edital 041/2007 faz saber

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: Teoria Geral de Sistemas C.H. Teórica: 60 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Período Letivo: Série: Periodo: Semestre de 1 sem/2012 2ª

Leia mais

SISTEMATIZAÇÂO DOS TIPOS DE INFORMAÇÂO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL E DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÂO E COMUNICAÇÂO

SISTEMATIZAÇÂO DOS TIPOS DE INFORMAÇÂO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL E DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÂO E COMUNICAÇÂO SISTEMATIZAÇÂO DOS TIPOS DE INFORMAÇÂO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EMPRESARIAL E DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÂO E COMUNICAÇÂO Danilo Freitas Silvas Sistemas de informação CEATEC danilofs.ti@gmail.com Resumo:

Leia mais

5º ANO Disciplina: Automação Industrial Ementa: Medição, atuação e controle. Estabilidade e desempenho de sistemas realimentados. Controle de sistemas a eventos discretos. Hierarquia em sistemas automatizados.

Leia mais

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005.

2. FOWLER, Martin; SCOTT, Kendall. UML Essencial. São Paulo: Bookman, 2005. 3º semestre INF302 - Análise e Modelagem de Sistemas I Análise e Modelagem de Sistemas I Identificação: INF302 Semestre: 1º Carga Horária 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas 52 aulas Aulas práticas:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º AD431- ADMINISTRAÇÃO CONTEMPORÂNEA OBRIG 60 0 60 4.0 Fórmula: AD001 AD001- INTRODUCAO A ADMINISTRACAO FUNDAMENTOS TEÓRICOS. DESIGN ORGANIZACIONAL - ESTRUTURA ORGANIZACIONAIS E PROCESSOS ORGANIZACIONAIS.

Leia mais

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Apresentação: Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências de

Leia mais

Criptografia e Segurança em Redes de computadores

Criptografia e Segurança em Redes de computadores Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Centro Tecnológico - CTC Curso de Pós-Graduação em Ciência da Computação - CPGCC Criptografia e Segurança em Redes de computadores Prof. Ricardo F. Custódio

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO

CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO Area de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas DISCIPLINA: PRÁTICAS INVESTIGATIVAS I H111926 03 60 Introdução e ensaio da prática investigativa. Procedimentos metodológicos

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

METODOLOGIA / RECURSOS

METODOLOGIA / RECURSOS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À COMPUTACAO E A SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PROFESSOR: GILDÁCIO JOSÉ DE ALMEIDA SÁ SEMESTRE/ANO: 2012.1 TURMA: NOITE CARGA HORÁRIA: 80 HORAS/AULAS OBJETIVOS:

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA DIVISÃO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS Secretaria Geral de Cursos PROGRAMA DE DISCIPLINA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS CÓDIGO: EXA801 DISCIPLINA: ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO I CARGA HORÁRIA: 60h EMENTA: Classificação

Leia mais

Ementas Curso Técnico em Informática 1º PERÍODO

Ementas Curso Técnico em Informática 1º PERÍODO Ementas Curso Técnico em Informática 1º PERÍODO Disciplina: Fundamentos de Informática Período: 1º Carga Horária Total 34 h/a Teórica: 24 h/a Prática: 10 h/a Odilon Fernandes Neto Geral: Conhecer conceitos

Leia mais

MARKETING EMENTAS DO CURSO 1º P COMPLEMENTOS DE MATEMÁTICA PARA CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO COMPORTAMENTO HUMANOS NAS ORGANIZAÇÕES

MARKETING EMENTAS DO CURSO 1º P COMPLEMENTOS DE MATEMÁTICA PARA CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO COMPORTAMENTO HUMANOS NAS ORGANIZAÇÕES MARKETING EMENTAS DO CURSO 1º P COMPLEMENTOS DE MATEMÁTICA PARA CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO Números Reais; Expressões Algébricas; Equação do 1º grau; Equação do 2º grau; Logaritmos; Conjuntos; Funções;

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA. Algoritmos. Parte 4. Ricardo José Cabeça de Souza

CURSO DE INFORMÁTICA. Algoritmos. Parte 4. Ricardo José Cabeça de Souza CURSO DE INFORMÁTICA Algoritmos Ricardo José Cabeça de Souza Parte 4 Sumário UNIDADE I - ALGORITMOS 1.8 AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1.9 EXERCÍCIOS RESOLVIDOS 1.10 AVALIAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1.11 SÍNTESE DA

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CTS DE REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a história e a evolução

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 18/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

DISCIPLINA: Arquitetura e Organização de Computadores II 2ECOM.027

DISCIPLINA: Arquitetura e Organização de Computadores II 2ECOM.027 DISCIPLINA: Arquitetura e Organização de Computadores II CÓDIGO: 2ECOM.027 Validade: a partir do 1º semestre de 2007 Carga Horária: Total: 0 h/a Semanal: 04 aulas Créditos: 04 Modalidade: Teórica Classificação

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA

SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA Documento elaborado no encontro realizado de 10 a 12 de agosto de 2004. Curitiba, PR Perfil do Profissional Ao final de cada

Leia mais

Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas Teóricas:

Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas Número de Aulas: 72 aulas Aulas Teóricas: 2º SEMESTRE INF201 - Banco de dados I Banco de dados I Identificação: INF201 Semestre: 1º Carga Horária: 60 horas 20 aulas Aulas práticas: 52 aulas Fornecer conhecimentos sobre a concepção, utilização,

Leia mais

Introdução à Criptografia

Introdução à Criptografia PLANO DAS DISCIPLINAS PROPOSTAS PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM CRIPTOGRAFIA 2010 Introdução à Criptografia Ementa: Conceitos Básicos de Criptografia e segurança em rede: criptografia e segurança em

Leia mais

RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa

RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa RELAÇÃO DESCRITIVA DO ACERVO INDICADO NO PPC Campus Formosa Bacharelado em Engenharia Civil bibliografia complementar ALMEIDA, Márcio de Souza S. Aterros sobre solos moles: projeto e desempenho. 1. reimpr.

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO I - INSCRIÇÕES PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO E EXTENSÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 10/2013 PREENCHIMENTO DE VAGA PARA DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO Período: 05/03/2013 a 10/03/2013 Pelo

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Sistema de Informação de Marketing: ferramenta de construção da vantagem competitiva em organizações 03/09/2008

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Sistema de Informação de Marketing: ferramenta de construção da vantagem competitiva em organizações 03/09/2008 Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Arquitetura da Informática e Automação MBA Gestão em Tecnologia da Informaçao Sistema de Informação de Marketing: ferramenta de

Leia mais

DISCIPLINA: CONSTRUÇÃO DE COMPILADORES

DISCIPLINA: CONSTRUÇÃO DE COMPILADORES Semestre 5 Válido somente com assinatura e carimbo do IFCE Cód. Disciplina Créditos Horas Nat. Prérequisitos Teóricos Práticos TELM.066 Construção de Compiladores 2 2 80 OBR TELM.061 TELM.067 Sistemas

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS UNISINOS COMUNICAÇÃO SOCIAL RELAÇÕES PÚBLICAS SEMINÁRIO AVANÇADO EM RELAÇÕES PÚBLICAS. Ana Paula do Amaral Silva

UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS UNISINOS COMUNICAÇÃO SOCIAL RELAÇÕES PÚBLICAS SEMINÁRIO AVANÇADO EM RELAÇÕES PÚBLICAS. Ana Paula do Amaral Silva UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS UNISINOS COMUNICAÇÃO SOCIAL RELAÇÕES PÚBLICAS SEMINÁRIO AVANÇADO EM RELAÇÕES PÚBLICAS Ana Paula do Amaral Silva RESENHA DO ARTIGO CIENTÍFICO Marketing Interno: Uma

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico CETEC. Ensino Técnico Unidade de Ensino Médio e Técnico CETEC Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Prof. Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE INFORMÁTICA

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul FACULDADE DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO: Fundamentos da Computação CURSO: Bacharelado em Sistemas de Informação DISCIPLINA: Fundamentos da Computação CÓDIGO: 4610H CRÉDITOS: 04 CARGA HORÁRIA: 60 horas-aula VALIDADE: a partir de

Leia mais

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Programação I Prof. Bruno Vilela Oliveira bruno@cca.ufes.br http://www.brunovilela.webnode.com.br Programas e Linguagens Para executar uma tarefa

Leia mais