SISTEMAS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO CATEGORIAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMAS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO CATEGORIAS"

Transcrição

1 GARANTIA DE 20 ANOS Termo de Garantia SISTEMAS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO CATEGORIAS 5e E 6 Via Cliente Via Legrand

2 PARA USO DAS GARANTIAS LEGRAND LINKEO 1 Preencher e assinar o Memorial de Identificação: Coordenadas Projeto*, O Compromisso "Os 14 pontos-chaves"*, Lista "Produtos VDI"*, Lista "Produtos Complementares"*. 2 Editar sua receita realizada em: Ligação* Canal* 3 Entregar uma cópia do desenho existente com a implantação dos produtos e com o carimbo de sua empresa. 4 Preencher e assinar o(s) contrato(s) de garantia de 20 anos escolhido: Desempenho* Categoria 6* Categoria 5e* Componentes dos Sistemas* Categoria 6* Categoria 5e* Enviar pelo correio o conjunto dos documentos a: LEGRAND Centro de Suporte Técnico Rua Verbo Divino, Bl. A Chácara Sto. Antônio CEP São Paulo - SP - Brasil Você receberá, em retorno, pelo correio, a confirmação de entrega da garantia para o projeto definido. O Contratante e o Empreiteiro receberão também essa correspondência. Lembraremos a existência deste Compromisso da Legrand no decorrer do período de validade da garantia *marcar somente após a apresentação da documentação completa AS CARACTERISTICAS DO PROJETO Contratante da instalação Empresa: Representada por: Função: Endereço: Assinatura e Carimbo da empresa junto com a menção "certifico ter realizado a instalação" Responsável pelo Projeto Empresa: Endereço: Representada por: Função: Telefone: Fax: Edifício: Andar: Zona: Assinatura e Carimbo da empresa Empreiteiro (se diferente do responsável do projeto) Empresa: Representada por: Função: Endereço : Assinatura e Carimbo da empresa

3 OS 14 PONTOS CHAVES DE UMA INSTALAÇÃO 1 Realizar uma arquitetura em estrela tal como ela é definida na ISO CEI e na EIA/TIA Escolher uma categoria de desempenho dos componentes homogênea no conjunto da instalação (Cabo usuário, tomada terminal, cabo, painel de ligação, cabo de ligação). 3 Instalar o cabo respeitando um raio de curvatura de pelo menos 8 vezes o diâmetro do cabo. 4 Respeitar as distâncias de separação corrente forte/corrente fraca definidas na norma EN (ver anexo 1). 5 Passar em ângulo reto os cabos corrente forte/corrente fraca. 6 Respeitar uma distância mínima entre os cabos de informação de dados e as fontes perturbadoras (ver anexo 2) (UTE C15 900). 11 Realizar a receita da instalação na totalidade das ligações beneficiando da garantia. Ela deverá ser conforme às especificações de acordo com a classe e a categoria instaladas. 12 Em caso de utilização de cabo protegido ou blindado : a conexão das massas far-se-á dos dois lados. o conjunto dos componentes do canal deverá ser protegido ou blindado de maneira homogênea. 13 Durante a instalação, informar o parâmetro NVP (velocidade de propagação do cabo) no testador. 14 Instalar os cabos nas condições descritas no guia Nas eletrocalhas ou nos perfilados, instalar as redes nos diversos compartimentos na ordem decrescente de sensibilidade em relação ao plano de massa (a rede a mais sensível estando a mais próxima do plano de massa). 7 Uma ligação equipotencial principal deve ligar: o borne principal de aterramento qualquer eletrodo de terra instalado as canalizações metálicas os condutores de aterramento de proteção 8 Assegurar-se da continuidade dos encaminhamentos metálicos (ver anexo 3). 9 Ligar com o menor comprimento possível as massas dos diversos equipamentos e encaminhamentos à rede de aterramento (ver anexo 4). 10 Respeitar uma distância máxima de 13 mm de desentrançamento. Observação: visitas de inspeção serão realizadas a critério da Legrand para constatação dos passos de instalação. Assinatura e carimbo do INSTALADOR (precedido da menção «certifico ter realizado a instalação») Local: Data :......

4 ANEXOS - OS 14 PONTOS CHAVES DE UMA INSTALAÇÃO ANEXO 1 Ambientes submetidos a grandes interferências eletromagnéticas ou com sistema de dados sensível Em caso de ambiente submetidos a grandes interferências ou de sistema de dados sensível, é aconselhado utilizar componentes blindados com aterramento em 360. Em caso de encaminhamento horizontal as tomadas serão instaladas no mesmo compartimento de cabo ao qual elas são conectadas Separação dos cabos de tecnologias da informação (TI) e dos cabos de alimentação elétrica. (Cabeamento horizontal e vertical) Tipo de instalação sem tela protegido Sem separação ou separação não metálica Separação de alumínio Separação de aço Cabo elétrico Cabo TI X X 250 mm 110 mm 50 mm Cabo elétrico Cabo TI Cabo elétrico Cabo TI X X 50 mm 25 mm 5 mm X X 30 mm 10 mm 2 mm Cabo elétrico Cabo TI X X 0 mm 0 mm 0 mm ANEXO 2 Fontes perturbadoras ANEXO 4 Ligações equipotenciais luminárias fluorescentes : distância minima de 50 cm. motores, climatizadores, equipamentos industriais e médicos : distância minima de 1 m. ANEXO 3 Fontes perturbadoras É recomendado que a forma da seção metálica seja mantida sobre todo o comprimento. Durante a construção de um edifício, é aconselhado realizar uma rede de massa sob forma de malha. As ligações equipotenciais com esta rede de massa devem ser: as mais numerosas possíveis as mais curtas possíveis (<50 cm) de cobre, plano ou trançado, o mais largo possível Centro de Suporte Técnico (ligação gratuita apenas para telefones fixos) segunda a sexta-feira, das 8h00 a 17h30 NÃO SIM Rua Verbo Divino, Bl. A Chácara Sto. Antônio CEP São Paulo - SP - Brasil Fax: (11)

5 SISTEMAS DE CATEGORIA 5e E 6 Garantia de 20 anos de Desempenho Via Cliente Via Legrand

6 OBJETIVO GARANTIA DE 20 ANOS DE DESEMPENHO DO LINK PERMANENTE OU DO CANAL A Legrand propõe ao Contratante de garantir a continuidade no tempo dos desempenhos de um sistema de cabeamento LINKEO Cat 6 e Cat 5e. Ligação Permanente > montagem dos componentes a seguir: patch panel, cabo, tomada RJ 45, Caixa de distribuição multimidia. Os desempenhos são medidas sobre um comprimento máximo de 90 m. + EXTENSÃO DE 3 ANOS DA GARANTIA SOBRE OS SOBRE OS PRODUTOS COMPLEMENTARES PRODUTOS COMPLEMENTARES Subscrevendo a essa garantia de Desempenho, a garantia habitual Legrand de 2 anos é prolongada a 5 anos para os produtos a seguir : Painéis, Caixas, Acessórios de ligação (passa-cabos, barramentos ). Canal > montagem dos componentes a seguir: Patch Cord, Patch Panel, cabo, tomada RJ 45, Cabo usuário, Caixa de distribuição de zona. Os desempenhos são medidos sobre um comprimento máximo de 100m. Esse contrato de garantia de 20 anos de Desempenho deve ser assinado em 2 vias. Acompanhado do Memorial de Identificação da instalação, da planta baixa com infraestrutura e identificação dos pontos, e do contrato de garantia 20 anos dos Componentes, a via Legrand devendo ser enviada a: LEGRAND Centro de Suporte Técnico Rua Verbo Divino, Bl. A Chácara Sto. Antônio CEP São Paulo - SP - Brasil

7 CONTRATO DE GARANTIA DE 20 ANOS DE DESEMPENHO ENTRE : GL Eletro-Eletrônicos Ltda. (Grupo Legrand) inscrita no CNPJ/MF, sob o nº / , com sede à Rua Verbo Divino, nº1.207, bloco A, conjuntos 01, 02, 11 e 12 Chacará Santo Antônio São Paulo / SP, neste ato representada na forma do seu contrato social, doravante representada por: Paulo Rogerio Guilherme Cavalcante... agindo na qualidade de Coordenador de Assistência Técnica... e tendo todos os poderes para agir de acordo com as presentes abaixo designada "LEGRAND". À empresa (Nome, Natureza jurídica, Capital social, Matrícula, Sede social) Representada pelo Sr. (Nome-sobrenome) agindo na qualidade de (Função) CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES A LEGRAND propõe garantir, sob certas condições acumulativas de atribuição, os desempenhos de um sistema de cabeamento VDI LINKEO Cat 6 e Cat 5e composto de um canal ou de um link permanente de classe D, categoria 5e ou classe E, categoria 6. A LEGRAND oferece extender, sob certas condições acumulativas de atribuição, a garantia contratual dos produtos LEGRAND abaixo denominados PRODUTOS COMPLEMENTARES. Os produtos compondo um link permanente ou o canal e denominados produtos VDI podem ser o objeto de uma prorrogação da garantia contratual através de contrato específico. O INSTALADOR manifestou interessado pela chamada "Garantia de Desempenho de 20 anos". Consequentemente, foi acordado entre AS PARTES o que segue: ART 1. Definições 1) "DESEMPENHOS" entende-se a conformidade do canal às normas de desempenho sobre as quais as Partes se entenderam no momento da atribuição da Garantia. 2) "NORMAS DE DESEMPENHO" entendem-se as normas ISO 11801, EN 50173, EIA/TIA 568A e 568B ou categoria 6 A em ligação de acordo com o único referencial publicado : EIA/TIA 568B210. 3) "LINK PERMANENTE" entende-se a montagem dos produtos da marca LEGRAND ou homologados pela LEGRAND entrando na composição dos sistemas de cabeamentos LINKEO Cat 6 e Cat 5e LEGRAND : painéis de ligações, tomadas RJ 45, cabo de instalação (ver lista anexada ao Memorial de Identificação da Instalação). 4) "CANAL" entende-se a montagem dos produtos de marca LEGRAND ou homologados pela LEGRAND entrando na composição dos sistemas de cabeamentos LINKEO Cat 6 e Cat 5e LEGRAND: patch panels, tomadas RJ 45, cabo de instalação, patch cord, cabos de ligação (ver lista anexada ao Memorial de Identificação da Instalação).... tal como ele o declara e tendo todos os poderes para agir de acordo com as presentes: doravante designado "O INSTALADOR", e em conjunto designadas "AS PARTES".

8 5) "PRODUTOS VDI" entendem-se os produtos referenciados na lista produtos VDI anexada ao Memorial de Identificação da Instalação, podendo ser objeto de uma garantia separada. 6) "PRODUTOS COMPLEMENTARES" entendemse os produtos referenciados na lista dos produtos complementares anexada ao Memorial de Identificação da Instalação, preenchida em quantidades pelo INSTALADOR. 7) "EXTENSÃO DE GARANTIA" entende-se como sendo uma duração suplementar da garantia inicial, de bom funcionamento dos produtos, fornecida pela LEGRAND e de uma extensão de garantia de bom funcionamento de três anos (3 anos) dos produtos denominados PRODUTOS COMPLEMENTARES excluindo qualquer outro produto e material. ART 2. Objeto O presente contrato tem como objeto definir as condições nas quais a LEGRAND assegura ao INSTALADOR, entendido de forma "intuitu personnae", a GARANTIA DE DESEMPENHO DE 20 ANOS, sobre o canal ou a link permanente Categoria 5e ou Categoria 6 para os produtos VDI e complementares, sendo de uma duração suplementar da garantia inicial de bom funcionamento fornecida pela LEGRAND, excluindo qualquer outro produto e material. O instalador entregue à LEGRAND junto com o contrato assinado, o Memorial de Identificação da Instalação compreendendo: - A Identidade do Projeto preenchida, - Listas PRODUTOS VDI e PRODUTOS COMPLEMENTARES preenchidas em quantidade, - "Os 14 pontos chaves" preenchidos, marcados e assinados como compromisso de sua parte em tê-los respeitados, - Cópia do desenho de implantação dos materiais instalados junto com o carimbo de sua empresa, - A receita da instalação realizada de acordo com as normas vigentes. A LEGRAND deve verificar que os dados do projeto de instalação que o INSTALADOR entregou estejam em conformidade com os valores especificados pelas normas de desempenho. Todas as modificações ulteriores devem atender às condições listadas acima. Uma extensão de instalação do tipo "nova etapa de obras" deverá ser objeto de um novo contrato. A LEGRAND poderá rescindir a qualquer momento o presente contrato de Garantia em caso de inobservância pelo INSTALADOR de qualquer das obrigações definidas pelo contrato ou em caso de tentativa de fraude por parte do mesmo. ART 3. Condições de atribuição A garantia aplica-se somente à instalação realizada no projeto cujas coordenadas constam no Memorial de Identificação da Instalação. O INSTALADOR pode se beneficiar da Garantia somente na medida em que cumulativamente: armazene os componentes a serem utilizados na instalação em condições que assegure a integridade fisica e adaptadas à natureza dos mesmos. realize a instalação com total observância às normas de instalação de cabeamento estruturado em vigor e de acordo com as condições acumulativas a seguir : - Todos os componentes utilizados no sistema de cabeamento devem ser componentes categoria 5e ou 6 dos sistemas de cabeamento LINKEO LEGRAND, listados no Memorial de Identificação da Instalação, ou ainda produtos preconizados e homologados pela LEGRAND. - A instalação deve ser realizada de acordo com as regras definidas pelas normas de instalação EN 50174, NFC 15900, EN e ISO ou NF ENM 50173, vigentes no dia da atribuição da Garantia. - No âmbito de uma garantia de Desempenho CANAL, todos os cabos de ligação e os cabos usuários devem ser componentes de origem LEGRAND. O comprimento de um cabo de ligação é limitado a 5 metros.

9 ART 4. Duração da garantia concedida ao Instalador A Garantia de Desempenho do sistema é concedida ao INSTALADOR para uma duração de vinte anos (20 anos). O INSTALADOR também se beneficia de uma garantia de cinco anos (5 anos) sobre os PRODUTOS COMPLEMENTARES ou seja uma extensão da garantia de bom funcionamento de três anos (3 anos) sobre os produtos complementares. A contar da entrada em vigor do contrato, se o INSTALADOR sair da obra, o Contratante ou o Empreiteiro deverão fazer com que um novo INSTALADOR entre em contato com a LEGRAND. ART 5. Extensão da garantia de Desempenho Em todos os casos onde a GARANTIA tem efeito, se o bom funcionamento definido no artigo 1 não for mais assegurado e resultar de uma deficiência dos produtos, então a garantia implicará no fornecimento das peças de reposição necessárias à restauração do produto, na sua substituição pura e simples ou no fornecimento de um produto de características e desempenhos equivalentes suscetível de restabelecer as condições de funcionamento da instalação excluindo quaisquer outras despesas, encargos e indenizações. Essa garantia aplica-se se os produtos forem armazenados, instalados e mantidos de acordo com as normas de instalação vigentes e às especificações que constam nos catálogos e manuais da LEGRAND e que a falha dos mesmos não seja o resultado de uma utilização inadequada, de uma negligência, caso fortuito ou força maior. ART 6. Extensão - Efeito relativo A GARANTIA DE DESEMPENHO DE 20 ANOS é exclusivamente concedida ao INSTALADOR do sistema VDI LEGRAND. A Garantia pode ser concedida somente para o projeto identificado no Dossiê de Identidade da Instalação. A Garantia não cobre a realização da instalação do projeto nem os eventuais danos indiretos que poderiam ocorrer. A Garantia não pode em nenhum caso, ser transferida nem delegada. ART 7. Entrada em vigor da garantia A GARANTIA DE DESEMPENHO DE 20 ANOS entra em vigor na assinatura pela LEGRAND do presente contrato. Essa assinatura ocorrerá somente depois que a LEGRAND: Receber o Memorial de Identificação da Instalação preenchido, marcado e assinado pelo INSTALADOR. Examinar, validar o Memorial de Identificação da Instalação e finalmente confirmar a instalação dando através da assinatura deste contrato seu de acordo Elaborado em... Local... Em duas vias originais, sendo uma via para cada Parte. Para LEGRAND Para o INSTALADOR Sr. Paulo Rogerio Guilherme Cavalcante Coordenador de Assistência Técnica - Legrand Sr(a)... (Nome, Sobrenome, Função, Carimbo Empresa)

10 LISTA PRODUTOS V.D.I. A quantidade deve ser informada pelo INSTALADOR para beneficiar de : A GARANTIA DE 20 ANOS DE DESEMPENHO e/ou A GARANTIA DE 20 ANOS DOS COMPONENTES DESIGNAÇÃO Referência Quantidade Patch Panel a equipar Patch Panel a equipar - 19" - 1 U Linkeo Patch Panel a equipar - 19" - 1 U Linkeo Patch Panel a equipar - 19" - 1 U Linkeo Conectores Conector Fêmea RJ 45 Cat 5e - Linkeo Conector Fêmea RJ 45 Cat 6 Linkeo Cabos Cabo para redes locais - Cat.5e - U/UTP - 4 pares - CMX - L. 305 m Patch Cords Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 1 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 1,5 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 2 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 3 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 5 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 1 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 1,5 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 2 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 3 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 5 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 1 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 1,5 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 2 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 3 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 5 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 1 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 1,5 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 2 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 3 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 6 - U/UTP blindado - L. 5 m Exemplar Cliente Exemplar Legrand

11 LISTA PRODUTOS V.D.I. (continuação) DESIGNAÇÃO Referência Quantidade Patch Cords Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 1 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 2 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 3 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 5 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 1 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 2 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 3 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 5 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 1 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 2 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 3 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 5 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 1 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 2 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 3 m Patch Cord RJ 45 - Cat. 5e - UTP blindado - L. 5 m

12 LISTA PRODUTOS COMPLEMENTARES Lista PRODUTOS COMPLEMENTARES, a ser preenchida em quantidade pelo INSTALADOR para beneficiar de uma extensão de garantia de bom funcionamento de três anos (3 anos) no âmbito da GARANTIA DE 20 ANOS DE DESEMPENHO, se o canal ou a ligação garantido for realizado inteiramente com produtos da LEGRAND DESIGNAÇÃO Referência Quantidade Gabinetes 19 Linkeo Gabinete 19'' - 20U x600x600mm Gabinete 19'' - 24U x600x600mm Gabinete 19'' - 24U x600x800mm Gabinete 19'' - 28U x600x600mm Gabinete 19'' - 28U x600x800mm Gabinete 19'' - 32U x600x600mm Gabinete 19'' - 32U x600x800mm Gabinete 19'' - 36U x600x600mm Gabinete 19'' - 36U x600x800mm Gabinete 19'' - 40U x600x600mm Gabinete 19'' - 40U x600x800mm Gabinete 19'' - 44U x600x600mm Gabinete 19'' - 44U x600x800mm Gabinete 19'' - 44U x800x800mm Gabinete 19'' - 44U x800x1000mm Gabinetes de Extensão 19 Linkeo Gabinete de Extensão 19'' - 44U x600x600mm Gabinete de Extensão 19'' - 44U x600x800mm Gabinete de Extensão 19'' - 44U x800x800mm Gabinete de Extensão 19'' - 44U x800x1000mm Kit de Associação Kit de Associação para Gabinetes de 600, 800 ou 1000 de Profundidade Organizadores de cabos verticais Anéis Guia de Cabos para Gabinetes de 800m de Profundidade Calha Guia de Cabos para Gabinetes 32U Calha Guia de Cabos para Gabinetes 36U Calha Guia de Cabos para Gabinetes 40U Calha Guia de Cabos para Gabinetes 44U Organizadores de cabos horizontais Organizador Horizontal 1U Organizador Horizontal 2U Bases Base Soleira 600x600mm Base Soleira 600x800mm Base Soleira 800x800mm Base Soleira 800x1000mm Bandejas Fixas Bandeja Fixa 360mm Bandeja Fixa 600mm Bandeja Fixa 800mm Bandeja Fixa 1000mm

13 LISTA PRODUTOS COMPLEMENTARES (continuação) DESIGNAÇÃO Referência Quantidade Bandejas Telescópicas Bandeja Deslizante para 600mm Bandeja Deslizante para 800mm Bandeja Deslizante para 1000mm Gestão Térmica Ventilador Duplo para Gabinetes

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS: 1.1. Este roteiro serve como base às obras de Contratação de empresa especializada para o fornecimento de material e mão de obra para execução de rede

Leia mais

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO O MUNICÍPIO DE MARINGÁ informa aos interessados em participar do procedimento licitatório denominado PROCESSO nº. 2310/14-PMM, cujo objeto é o REGISTRO DE PREÇOS para futuras

Leia mais

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO ÍNDICE 1 Informativos gerais 2 Especificações e Tabelas

Leia mais

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações Laboratório de Redes. Cabeamento Estruturado Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações de edifícios

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento O cabeamento horizontal Compreende os segmentos de cabos que são lançados horizontalmente entre as áreas de trabalho e as salas de telecomunicações

Leia mais

Legrand Cabling System LCS 2 cat. 6A

Legrand Cabling System LCS 2 cat. 6A Legrand Cabling System LCS 2 cat. 6A patch panel, blocos de conectores, patch cords e tomadas RJ45 335 73 335 76 Conector cat. 6a FTP blindado 517 82 327 78 6602 09 6602 13 765 99 Patch panels de montagem

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA NORMAS AMERICANAS EIA/TIA EIA/TIA 568-B: Commercial Building Telecomunications Cabling Standard Essa norma de 2001 é a revisão da norma EIA/TIA 568-A de

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO O cabeamento vertical, ou cabeamento de backbone integra todas as conexões entre o backbone do centro administrativo e os racks departamentais,

Leia mais

LINKEO Confiabilidade, facilidade de instalação e alto nível de performance já conhecidos nos produtos Legrand.

LINKEO Confiabilidade, facilidade de instalação e alto nível de performance já conhecidos nos produtos Legrand. LINKEO QUALIDADE SOB MEDIDA PARA O SEU PROJETO NOVA SOL SOLUÇÃO PARA CABEAMENTO ENTO ESTRUTURADO A LEGRAND É ESPECIALISTA MUNDIAL EM SISTEMAS ELÉTRICOS E DIGITAIS PARA INFRAESTRUTURAS PREDIAIS LINKEO Confiabilidade,

Leia mais

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 4 4. CABEAMENTO ESTRUTURADO- PARTE II Cada nível do subsistema estudado no capítulo anterior foi regulamentado por normas que visam padronizar

Leia mais

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção.

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção. Consiste de um conjunto de produtos de conectividade, empregados de acordo com regras específicas de engenharia; Tais produtos garantem conectividade máxima para os dispositivos existentes e preparam a

Leia mais

Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Telefone : FAX: E-mail : Site :

Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Telefone : FAX: E-mail : Site : Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Cidade: CEP: Telefone : FAX: E-mail : Site : Assinatura Local e Data IMPORTANTE: Preencher os dados completos e em letra legível pois, em caso de aprovação, as informações

Leia mais

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Roteiro Parâmetros elétricos Cuidados com cabos metálicos Normas 568 / 606 Elementos do cabeamento estruturado Cabeamento Embora pareça uma questão simples, um

Leia mais

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA APRESENTAÇÃO As especificações contidas neste memorial são referentes às instalações de cabeamento estruturado do prédio sede do Tribunal Regional do Trabalho 12ª Região TRT, localizado na Av. Jorn.Rubens

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 6 Cabeamento Residencial

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 6 Cabeamento Residencial APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 6 Cabeamento Residencial Cabeamento residencial Sistema que integra os serviços de telecomunicações em uma residência: Rede local de computadores, acesso à internet, controle

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Administração Euber

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações

Redes de Dados e Comunicações Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Cabo Par Trançado Conector-RJ 45 A norma EIA/TIA padronizou o conector RJ-45 para a conectorização de cabos UTP. Para a conectorização do cabo UTP,

Leia mais

RECEPTOR DE SINAIS DE SATÉLITE GPS ELO588 MANUAL DE INSTALAÇÃO

RECEPTOR DE SINAIS DE SATÉLITE GPS ELO588 MANUAL DE INSTALAÇÃO RECEPTOR DE SINAIS DE SATÉLITE GPS ELO588 MANUAL DE INSTALAÇÃO Dezembro de 2011 ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 100406082 Revisão 0.0 Índice ÍNDICE... I INTRODUÇÃO 1... 1 CONTEÚDO DESTE MANUAL... 1 ONDE

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

A INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA EM REDE DE COMPUTADORES

A INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA EM REDE DE COMPUTADORES 01 A INTERFERÊNCIA ELETROMAGNÉTICA EM REDE DE COMPUTADORES A interferência eletromagnética (EMI) é um dos maiores causadores de falhas em redes de computadores, principalmente quando são utilizadas tubulações

Leia mais

FLEXIBILIDADE CAIXA DE PISO DA INFRA ESTRUTURA NA ESTAÇÃO DE TRABALHO PISO ELEVADO, CONTRAPISO, MONOLÍTICO. acabamento diferenciado instalação rápida

FLEXIBILIDADE CAIXA DE PISO DA INFRA ESTRUTURA NA ESTAÇÃO DE TRABALHO PISO ELEVADO, CONTRAPISO, MONOLÍTICO. acabamento diferenciado instalação rápida CAIXA DE PISO FLEXIBILIDADE DA INFRA ESTRUTURA NA ESTAÇÃO DE TRABALHO PISO ELEVADO, CONTRAPISO, MONOLÍTICO acabamento diferenciado instalação rápida ii LEGRAND SOLUÇÕES INTEGRADAS Comprometida com a melhoria

Leia mais

NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B. Projeto Físico de Rede

NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B. Projeto Físico de Rede NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B O PADRÃO BASEIA-SE NOS SEIS PRINCIPAIS COMPONENTES DE UM SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO, QUE SÃO: 1 FACILIDADE DE ENTRADA (Entrance Facility) : É COMPOSTA POR HARDWARE DE

Leia mais

Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado

Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 44 Roteiro Cabeamento Planejamento para o Cabeamento Estruturado Cabeamento Horizontal Cabeamento

Leia mais

Guia Rápido de Instalação. Modelo M151RW2

Guia Rápido de Instalação. Modelo M151RW2 Guia Rápido de Instalação Modelo M151RW2 2 3 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 DICAS DE INSTALAÇÃO 3 Parabéns! Você acaba de adquirir o Roteador M151RW2 com qualidade e garantia Pixel TI. Este guia rápido irá ajudá-lo

Leia mais

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED Aplicações imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568A, uso interno, para cabeamento horizontal ou secundário, em salas de telecomunicações (cross-connect)

Leia mais

Guia Rápido de Instalação

Guia Rápido de Instalação Guia Rápido de Instalação Modelo: M151RW3 www.pixelti.com.br -MOBI Parabéns! Você acaba de adquirir o ROTEADOR WIRELESS M151RW3 com qualidade e garantia PIXEL TI. Este guia irá ajudá-lo a utilizar o seu

Leia mais

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores 07. Introdução às práticas de instalação do Prof. Ronaldo Introdução

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 29 de julho de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1. Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio GETS, sendo

Leia mais

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC FIBRAS ÓPTICAS E ACESSÓRIOS LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA B5NX-CNC PRODUTOS INJETADOS Catálogo de MARCAS DISTRIBUÍDAS Produtos R A Division of Cisco Systems, Inc. RACKS E ACESSÓRIOS Linha

Leia mais

Conversor de Mídia Intelbras KGM 1105

Conversor de Mídia Intelbras KGM 1105 Conversor de Mídia Intelbras KGM 1105 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O conversor de mídia Intelbras KGM 1105 é um produto com tecnologia Gigabit Ethernet

Leia mais

GUIA DE APLICAÇÃO AMBIENTES CRÍTICOS INDUSTRIAIS Abril/2010. Cabeamento Estruturado para Ambientes Industriais. Ambientes Aplicáveis

GUIA DE APLICAÇÃO AMBIENTES CRÍTICOS INDUSTRIAIS Abril/2010. Cabeamento Estruturado para Ambientes Industriais. Ambientes Aplicáveis Cabeamento Estruturado para Ambientes Industriais Terminais portuários A Solução Ethernet para uso Industrial está relacionada a produtos de cabeamento estruturado que podem ser utilizados em qualquer

Leia mais

Guia do usuário. PoE 200 G

Guia do usuário. PoE 200 G Guia do usuário PoE 200 G Injetor PoE 200 G Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. O injetor PoE 200 G é compatível com o padrão IEEE 802.3af. Ele oferece até

Leia mais

INSTALAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA PARA CABEAMENTO LÓGICO

INSTALAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA PARA CABEAMENTO LÓGICO INSTALAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA PARA CABEAMENTO LÓGICO ELETROCALHAS A instalação das eletrocalhas em uma infra-estrutura para suportar os cabos lógicos e elétricos devem seguir algumas normas para que não

Leia mais

EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços

EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços ANSI EIA/TIA 569-B EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços Conforme a EIA/TIA 569A a infra-estrutura é dividida nos seguintes subsistemas: Área de Trabalho; Percursos horizontais; Sala ou armário

Leia mais

Conversores de Mídia Gigabit Intelbras KGM 1105 KGS 1115. Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras.

Conversores de Mídia Gigabit Intelbras KGM 1105 KGS 1115. Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. MANUAL DO USUÁRIO Conversores de Mídia Gigabit Intelbras KGM 1105 KGS 1115 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Os conversores de mídia KGM 1105 e KGS 1115

Leia mais

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 23/09/2015. Topologias Lógicas x Topologias Físicas. Cabeamento Não-estruturado aula 26/08

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 23/09/2015. Topologias Lógicas x Topologias Físicas. Cabeamento Não-estruturado aula 26/08 Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar um sistema em comum. PROF. FABRICIO

Leia mais

Infra-estrutura tecnológica

Infra-estrutura tecnológica Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação ATTI Supervisão de Infra-estrutura Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Infra-estrutura tecnológica Rede Lógica

Leia mais

Roteiro para Instalação de Redes de Terminais RS-485

Roteiro para Instalação de Redes de Terminais RS-485 Roteiro para Instalação de Redes de Terminais RS-485 As recomendações a seguir visam auxiliá-lo a ter um processo de implantação dos produtos mais confiável e seguro. Outras formas de ligação comprometem

Leia mais

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I Folha: 0001 Objeto: Aquisição de Material de e Permanente (Equipamentos e Suprimentos de Informática), para 001 081266-9 CABO UTP CAT5E FLEXíVEL, CAIXA COM 300MT Lote 1- Destino: Uinfor CX 30 002 113294-5

Leia mais

Manual do Usuário. ccntelecom.com.br

Manual do Usuário. ccntelecom.com.br Manual do Usuário ccntelecom.com.br PD-FIBER (1 Gbps, 7 Ramais/Clientes) O PD-FIBER é um equipamento constituído de uma placa que concentra alguns produtos já conceituados da CCN Telecom, de forma a reduzir

Leia mais

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 2013 Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 B2IT Serviços de Multimídia e Telecom LTDA 18/10/2013 Aos Órgãos da Administração Pública Ref.: Ata de Registro de Preços conforme preceitua o Decreto Nº

Leia mais

Infraestrutura de Redes

Infraestrutura de Redes Infraestrutura de Redes Apresentação 01: Conceitos de Cabeamento Estruturado Prof. João Paulo Just - http://just.pro.br 1 Conceitos de Cabeamento Porque? Anteriormente: serviços como sistemas de alarmes,

Leia mais

09/08/2015 DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES. Tecnologia em Jogos Digitais. Mídias (meios) de transmissão

09/08/2015 DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES. Tecnologia em Jogos Digitais. Mídias (meios) de transmissão Tecnologia em Jogos Digitais Mídias (meios) de transmissão DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES Mídias físicas: composta pelo cabeamento e outros elementos componentes utilizados na montagem

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS Tipo: Gabinete Rack do tipo bastidor com porta e ventilação forçada 24U x 19"x 670mm, com porta de

Leia mais

Cabeamento Metálico: Tudo o que você precisa saber Parte 1

Cabeamento Metálico: Tudo o que você precisa saber Parte 1 Cabeamento Metálico: Tudo o que você precisa saber Parte 1 Conteúdo CABOS METÁLICOS SÓLIDO COMPONENTES DE UMA REDE CABOS ELETRÔNICOS INTERCONEXÃO E CROSS-CONNECT CABOS METÁLICOS E ACESSÓRIOS PONTO DE CONSOLIDAÇÃO

Leia mais

TEKA ELECTRONICS 81 UTP

TEKA ELECTRONICS 81 UTP 81 UTP CABO U/UTP CAT 5e Cabo com performances até os 100MHz (ANSI/TIA/EIA-568-C2), frequentemente utilizado para redes de voz e dados (100Mbit/s e Gigabit Ethernet). Pares em CCA sólido: 0,51mm (24AWG)

Leia mais

DELIBERAÇÃO. Assim, o conselho diretivo do IMT, I.P., em reunião ordinária, realizada em 22 de fevereiro de 2013, delibera o seguinte:

DELIBERAÇÃO. Assim, o conselho diretivo do IMT, I.P., em reunião ordinária, realizada em 22 de fevereiro de 2013, delibera o seguinte: DELIBERAÇÃO CONTRATO DE GESTÃO DE CENTRO DE INSPEÇÃO DE VEÍCULOS A Lei n.º 11/2011, de 26 de abril, que estabelece o regime jurídico de acesso e permanência na atividade de inspeção técnica a veículos

Leia mais

Patch Panel & Keystone Jack (Cat5e)

Patch Panel & Keystone Jack (Cat5e) Este manual descreve como instalar os Patch Panels (modelos: 51.024) e Keystone Jacks (modelos: 31.090-WH, 31.090-BK e 31.090-IV) Categoria 5e da Gts Telecom. Apresenta como realizar a crimpagem, testes

Leia mais

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10 AS BUILT Documentação Técnica Documentação Técnica serviço de cabeamento lógico, realizado na Empresa SA. Serviço realizado após aprovação da proposta PR049_10, sendo todo projeto acompanhado pelo Sr.

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO OBRA: ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONALIZANTE PROJETO PADRÃO PROPRIETÁRIO: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 01 Conceitos

Leia mais

Roteador com serviço VoIP. D-Link DVG-1402S

Roteador com serviço VoIP. D-Link DVG-1402S Roteador com serviço VoIP D-Link DVG-1402S ( 0 1 ) 0 7 8 9 8 9 0 1 7 2 9 2 0 4 Portas Phone Portas LAN Portas WAN Reset Conector de Alimentação Conecta seu telefone usando um cabo telefônico padrão. Conecte

Leia mais

Guia do Usuário. PCtel E1

Guia do Usuário. PCtel E1 Guia do Usuário PCtel E1 Conteúdo Conhecendo o Produto...05 Instalação Física...08 Módulo Supervidor...10 Política de Garantia...12 Aspectos gerais Conhecendo o produto A Pctel desenvolveu uma plataforma

Leia mais

DLP-S SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO SIMPLIFICADO. Clic! o essencial Para distribuição de correntes fortes e fracas. DLP-S, calhas de encaixe direto

DLP-S SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO SIMPLIFICADO. Clic! o essencial Para distribuição de correntes fortes e fracas. DLP-S, calhas de encaixe direto o essencial Para distribuição de correntes fortes e fracas DLP-S Encaixe direto, O «Clic» que faltava nas SUAS instalações... SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO SIMPLIFICADO Clic! DLP-S, calhas de encaixe direto

Leia mais

Aula 4a - Sistemas de Cabeamento

Aula 4a - Sistemas de Cabeamento Aula 4a - Sistemas de Cabeamento Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Sistemas de Cabeamento Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar

Leia mais

Técnico de Manutenção e Suporte em Informática Cabeamento Estruturado Unidade 3 NORMA ANSI EIA/TIA 568

Técnico de Manutenção e Suporte em Informática Cabeamento Estruturado Unidade 3 NORMA ANSI EIA/TIA 568 Técnico de Manutenção e Suporte em Informática Cabeamento Estruturado Unidade 3 NORMA ANSI EIA/TIA 568 Prof. Leandro Cavalcanti de Almeida leandro.almeida@ifpb.edu.br @leandrocalmeida Já imaginou a bagunça...

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Departamento de Compras e Licitações - DCL Campus Universitário Trindade Florianópolis SC CEP 88.040-900 CNPJ/MF n 83.899.526/0001-82 Telefone

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15 ITEM CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15 Encargos Sociais de 123,93% (HORA) Encargos Sociais de 81,69% (MENSALISTA) Aplicado

Leia mais

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE A) APLICABILIDADE 1. Os presentes termos de uso são aplicáveis aos Usuários da INTERNET POOL COMÉRCIO ELETRONICO LTDA, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 09.491.113/0001-01,

Leia mais

2.1.1 LEDs... 2 2.1.2 Painel traseiro... 2

2.1.1 LEDs... 2 2.1.2 Painel traseiro... 2 INTRODUÇÃO... 1 1.1 CONTEÚDO DA EMBALAGEM... 1 1.2 RECURSOS... 1 INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO... 2 2.1 LIGANDO O SWITCH... 2 2.1.1 LEDs... 2 2.1.2 Painel traseiro... 2 2.3 REQUISITOS DO AMBIENTE DE INSTALAÇÃO...

Leia mais

DISPENSA DE LICITAÇÃO ATRAVÉS DE CONTRATAÇÃO DIRETA EDITAL 20150248

DISPENSA DE LICITAÇÃO ATRAVÉS DE CONTRATAÇÃO DIRETA EDITAL 20150248 DISPENSA DE LICITAÇÃO ATRAVÉS DE CONTRATAÇÃO DIRETA EDITAL 20150248 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: Artigo 24, inciso II, 1º da Lei nº8.666/93 e Artigo 1º, inciso II do Decreto Estadual Nº29.337, de 25 de junho 2008.

Leia mais

Meios Físicos de Comunicação

Meios Físicos de Comunicação Meios Físicos de Comunicação Aula 3 Equipamentos de Conectividade e Organização Meios Físicos de Comunicação - Equipamentos de Conectividade e Organização 1 Conteúdo Elementos de Infraestrutura Estrutura

Leia mais

COMUNICADO IMPORTANTE

COMUNICADO IMPORTANTE COMUNICADO IMPORTANTE A FUJITSU GENERAL DO BRASIL LTDA. vem, pelo presente, comunicar uma importante mudança no prazo de garantia contratual dos condicionadores de ar da marca FUJITSU: O prazo de garantia

Leia mais

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160 Padronização O presente documento tem o intuito de definir a padronização utilizada para a infra-estrutura de rede de dados e voz, em sites da GVT. Deverá ser usado como base para execução dos projetos

Leia mais

Soluções para escritórios tehalit.office

Soluções para escritórios tehalit.office Soluções para escritórios tehalit.office A oferta tehalit.office foi concebida para dar resposta à maioria dos problemas de distribuição, de correntes fortes e fracas, na alimentação aos postos de trabalho.

Leia mais

Camada Física Camada Física Camada Física Função: A camada Física OSI fornece os requisitos para transportar pelo meio físico de rede os bits que formam o quadro da camada de Enlace de Dados. O objetivo

Leia mais

Mídias Físicas Utilizadas Cabo Coaxial e Par Trançado. Prof. Alexandre Beletti Ferreira

Mídias Físicas Utilizadas Cabo Coaxial e Par Trançado. Prof. Alexandre Beletti Ferreira Mídias Físicas Utilizadas Cabo Coaxial e Par Trançado Prof. Alexandre Beletti Ferreira Cabo Coaxial COMPOSTO POR: Fio de cobre rígido que forma o núcleo Envolto por um material isolante, O isolante, por

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Projecto de cablagem estruturada Adriano Lhamas, Berta Batista, Jorge Pinto Leite Março de 2007 Projecto de cablagem Metodologia 1. Definição de requisitos 2. Planeamento 3. Projecto 2 Exemplo Empresa

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Norma 568

Cabeamento Estruturado. Norma 568 Cabeamento Estruturado Norma 568 1 Resumo Evolução da Norma; Onde e como utilizar a norma; Conhecer como a norma ANSI/EIA/TIA 568B está dividida em subsistemas; D e s c r e v e r a s c a r a c t e r í

Leia mais

PLANILHA DE PREÇOS SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM AS ESPECIFICAÇÕES DO MEMORIAL BÁSICO.

PLANILHA DE PREÇOS SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM AS ESPECIFICAÇÕES DO MEMORIAL BÁSICO. PLANILHA DE PREÇOS SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM AS ESPECIFICAÇÕES DO MEMORIAL BÁSICO. Item Descrição dos Serviços Quant. PROCURADORIA DA REPÚBLICA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO EXECUTIVO PROTEÇÃO DE ESTRUTURAS CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS Referência: Projeto: Data: MD-SPDA CER - BRASIL OUTUBRO/2013 SUMÁRIO 1 GENERALIDADES 2 DESCRIÇÃO DO PROJETO 3

Leia mais

COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007

COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007 COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007 OBJETO: Fornecimento, instalação, testes, certificação e assistência técnica, durante o período de garantia, de infra-estruturas físicas internas de ótico e metálico, para

Leia mais

TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS

TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS, QUE CELEBRAM ENTRE SI A UNIÃO FEDERAL, POR INTERMÉDIO DO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES E O MUNICÍPIO DE BURI, NO ESTADO DE SÃO PAULO. A união, por

Leia mais

Manual de Recebimento e Instalação de Equipamentos nas Câmaras Municipais

Manual de Recebimento e Instalação de Equipamentos nas Câmaras Municipais Manual de Recebimento e Instalação de Equipamentos nas Câmaras Municipais Roteiro e Procedimentos para Instalação e Assistência Técnica dos Equipamentos e Programas www.interlegis.gov.br Presidente do

Leia mais

Quadro 5 Número de Vias deste Contrato Total: 2 (duas) vias Vias da ELETROBRAS: 1 (uma) via Vias da Contratante: 1 (uma) via

Quadro 5 Número de Vias deste Contrato Total: 2 (duas) vias Vias da ELETROBRAS: 1 (uma) via Vias da Contratante: 1 (uma) via CONTRATO PARA LICENÇA DE USO DE MÓDULO EXECUTÁVEL DE PROGRAMA COMPUTACIONAL QUE ENTRE SI FAZEM A CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS - ELETROBRÁS E A CONTRATANTE ABAIXO CARACTERIZADA. ECE-EGP-XXX/20XX Quadro

Leia mais

Manual do Usuário - NKPROX

Manual do Usuário - NKPROX Manual do Usuário NKPROX Manual do Usuário - NKPROX Neokoros TI - Biometric Technology Índice 1 - Apresentação e Características Gerais...3 2 - Placa BMC - Especificações...4 2.1 - Conectores (pinagem

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE GARANTIA

POLÍTICA NACIONAL DE GARANTIA POLÍTICA NACIONAL DE GARANTIA 1 Conteúdo Introdução... 3 Objetivo... 3 Esclarecimentos... 3 O que é considerado garantia... 4 O que são considerados itens de manutenção... 4 O que são considerados materiais

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES E CERTIFICADO DE GARANTIA 1 2 INTRODUÇÃO Obrigado por adquirir nosso produto e confiar na marca BOOG. Esteja certo de que você acaba de adquirir um produto de eficiente desempenho,

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Rafael Freitas Reale Aluno: Data / / Prova Final de Redes Teoria Base 1) Qual o tipo de ligação e a topologia respectivamente

Leia mais

Meios Físicos de Comunicação

Meios Físicos de Comunicação Meios Físicos de Comunicação Aula 2 Padrões de Cabeamento Meios Físicos de Comunicação - Padrões de Cabeamento 1 Conteúdo Padrões de Crimpagem Montagem e Organização Teste Tomadas e Emendas Recomendações

Leia mais

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB

Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Manual de Instalação de Sistemas Fotovoltaicos em Telhados - PHB Índice Capítulo Título Página 1 Informações Gerais 3 2 Segurança 4 3 Especificações Técnicas 5 4 Ferramentas, Instrumentos e Materiais 6

Leia mais

158516.182014.137447.4474.277995780.540

158516.182014.137447.4474.277995780.540 158516.182014.137447.4474.277995780.540 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Santa Catarina Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Ata de Realização do Pregão Eletrônico

Leia mais

LOTE 01 - MATERIAL CABEAMENTO ESTRUTURADO

LOTE 01 - MATERIAL CABEAMENTO ESTRUTURADO CNPJ.:16.866.828/0001-67 INSC.ESTADUAL 79.750.344 1/20 - SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO LOTE 01 - MATERIAL CABEAMENTO ESTRUTURADO 1 CABO DE REDE U/UTP CATEGORIA 5E, COR AZUL, MEDINDO 1,5 METROS, ISOLAMENTO

Leia mais

Placa Acessório Modem Impacta

Placa Acessório Modem Impacta MANUAL DO USUÁRIO Placa Acessório Modem Impacta Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A Placa Modem é um acessório que poderá ser utilizado em todas as centrais

Leia mais

CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas

CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973 ANEXO III ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973 - Porto Alegre (RS) PROPRIETÁRIO: EPHAC TENSÃO PRIMÁRIA DE ABASTECIMENTO:

Leia mais

MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO

MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO DISCIPLINA: PROJETO FÍSICO DE REDE PROJETO: CABEAMENTO ESTRUTURADO DE REDES LOCAIS MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO OBS: O MODELO PODERÁ SER ALTERADO DE ACORDO COM A NECESSIDADE DE CADA

Leia mais

índice 02 CONDIÇÕES BÁSICAS Prezado cliente, REDE DE ACESSO PARA INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS ACOMODAÇÕES DE EQUIPAMENTOS CABOS E CONEXÕES

índice 02 CONDIÇÕES BÁSICAS Prezado cliente, REDE DE ACESSO PARA INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS ACOMODAÇÕES DE EQUIPAMENTOS CABOS E CONEXÕES Prezado cliente, índice Bem-vindo à GVT. Agora sua empresa conta com soluções inovadoras de voz, dados e Internet com o melhor custo-benefício. Para garantir a qualidade dos serviços e aproveitar todos

Leia mais

TESTADOR DE CABOS DE REDE Network Cable Tester Probador de Cable de Red ezlan

TESTADOR DE CABOS DE REDE Network Cable Tester Probador de Cable de Red ezlan TESTADOR DE CABOS DE REDE Network Cable Tester Probador de Cable de Red ezlan REMOTE ADAPTER CABLE TESTER * Imagem meramente ilustrativa./only illustrative image./imagen meramente ilustrativa. MANUAL DE

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Cabeamento Estruturado Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Definição Entende-se por rede interna estruturada aquela que é projetada de modo a prover uma infra-estrutura

Leia mais

PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA

PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ

Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ Anexo H MINUTA DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - PJ CONTRATO n /2007 Contrato de Prestação de Serviços de Consultoria / Instrutoria, que entre si celebram o SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DE CERTIFICADOR DE CABEAMENTO

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DE CERTIFICADOR DE CABEAMENTO TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO DE CERTIFICADOR DE CABEAMENTO Por Ivan Max Freire de Lacerda ivanmaxlacerda@gmail.com Muitos técnicos sabem implantar a infra-estrutura de cabeamento para redes de computadores,

Leia mais

Manual de instruções / Certificado de garantia Controlador CCL-PC

Manual de instruções / Certificado de garantia Controlador CCL-PC Manual de instruções / Certificado de garantia Controlador CCL-PC REV1 03/2015 Índice - 1 Introdução...2-1.1 Especificações...2-1.2 Características......3-1.3 Guia de uso e operação...3-1.4 Cabo de rede

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Contrato Didático-Pedagógico: Semana Aulas Programação 1. 04 2. 04 3. 04 4. 04

PLANO DE ENSINO. Contrato Didático-Pedagógico: Semana Aulas Programação 1. 04 2. 04 3. 04 4. 04 PLANO DE ENSINO Curso: REDES DE COMPUTADORES Disciplina: PRÁTICAS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO Professor: FRANCISCO TESIFOM MUNHOZ Período: NOTURNO Carga Horária: 80h Ano Letivo: 2008 Período: 1º semestre

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

"TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS "TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS I - OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em serviços de Infraestrutura com manutenção corretiva, manutenção preventiva, instalações, desinstalações,

Leia mais

CANALETA EM ALUMÍNIO APARENTE LINHA PREMIUM

CANALETA EM ALUMÍNIO APARENTE LINHA PREMIUM CANALETA EM ALUMÍNIO APARENTE LINHA PREMIUM CANALETA 156/3 (150 X 60 mm) - 3 seções 0% BRASILEIRA Características das canaletas de alumínio Blindagem eletromagnética devido à liga 6060 - T5, eliminando

Leia mais

TOMADAS E INTERRUPTORES

TOMADAS E INTERRUPTORES BORNES COM CONEXÃO AUTOMÁTICA 6110 11 6110 21 6120 11 6120 16 Interruptores Interruptores simples 20 6110 10 1 módulo borne automático 1 20 6110 00 1 módulo 1 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1 10 6120

Leia mais