STCP ODETTE CLIENT. Opening. Net. the. your. for. business. Versão 2.05

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "STCP ODETTE CLIENT. Opening. Net. the. your. for. business. Versão 2.05"

Transcrição

1 STCP ODETTE CLIENT Opening for your the Net business Versão 2.05

2 Introdução... 3 Requisitos de Software e Hardware... 3 Disquete... 3 Instalação do STCP ODETTE Client... 5 Configuração do STCP ODETTE Client Configuração para Modem Discado e os diferentes protocolos de comunicação Configuração para Modem Dedicado e os diferentes protocolos de comunicação Configuração para Rede Local Configuração do Protocolo ODETTE Execução do STCP ODETTE Client Códigos de erro Descrição dos Códigos de Erro Erros do STCP ODETTE Erros do protocolo ODETTE Erros do protocolo TCP/IP Erros da API Serial

3 STCP ODETTE Client Introdução O Sistema de transferência por caixa postal STCP foi desenvolvido para atender a necessidade de troca de arquivos entre diferentes pontos interligados. As principais características do sistema são as seguintes: Controle de acesso Inviolabilidade das informações Segurança na transferência Transferência bidirecional Transferência automática Comunicação através de vários meios de comunicação (rede de pacotes, Internet,etc) Log geral do sistema Mensagens do sistema salvas individualmente por usuário Fácil integração com outras aplicações Requisitos de Software e Hardware Para a instalação do concentrador do Sistema de caixas postais STCP e seu correto funcionamento os requisitos mínimos disponíveis devem ser: Microcomputador 486 e compatíveis Memória de 16 Mbytes Winchester 540 Mbytes Floppy de 3 ½ Vídeo Teclado Acesso X.25 *, TCP/IP, PAD (X.28) ou Serial Sistema operacional Windows NT ou Windows 9x * Somente para o Sistema operacional Windows NT Disquete O sistema de STCP é fornecido em um disquete de 3 1/2 contendo os seguintes arquivos: Disco 1/1 DATA.TAG DATA1.CAB LANG.DAT LAYOUT.BIN OS.DAT SETUP.EXE SETUP.INI SETUP.INS SETUP.LID _INST321.EX ISDEL.EXE _SETUP.DLL _SYS1.CAB _USER1.CAB Após a instalação, serão criados os seguintes arquivos, nos diretórios especificados abaixo: 3

4 STCPCLT\PROGRAM APIX25.DLL Biblioteca de comunicação para X.25. APITCP.DLL Biblioteca de comunicação para TCP/IP. APITCPS.DLL Biblioteca de comunicação para criptografia em TCP/IP. APISER.DLL Biblioteca de comunicação serial. NETLINK.DLL Biblioteca da interface de comunicação. STCPCLT.EXE Programa executável do STCP ODETTE Client. STCPCFG.EXE Arquivo de configuração STCP ODETTE Client. STCPCLT\SAMPLES FILENAME.INI Arquivo texto contendo um exemplo de configuração do protocolo ODETTE específica para um arquivo. STCPCLT\TRANSTAB EBC2ASC.TAB Arquivo contendo a tabela de conversão de EBCDIC para ASCII. ASC2EBC.TAB Arquivo contendo a tabela de conversão de ASCII para EBCDIC. Obs. Ao receber os disquetes procure fazer uma cópia de segurança. 4

5 Instalação do STCP ODETTE Client 1. Insira o disco com o label STCP ODETTE CLIENT na unidade A. 2. No menu Iniciar, escolha Executar 3. Digite a:\setup e pressione Enter. 4. A tela preparando o Install Shield será exibida, conforme figura abaixo: 5. A tela Welcome será exibida, conforme figura abaixo, então clique em Next para continuar. Esta é a tela de abertura para a instalação do seu produto STCP ODETTE Server, a partir deste momento você estará instalando em seu equipamento um produto que segue especificações e normas dos fabricantes Nacionais e Internacionais afim de garantir qualidade e padronização deste produto com o seu ambiente operacional. 5

6 6. A tela User Information será exibida, conforme figura abaixo. Neste momento informe o nome do usuário e da empresa e clique em Next para continuar. 7. A tela Choose Destination Location será exibida, selecione o diretório onde será instalado o produto. Caso você não queira instalar no diretório padrão, então clique em Browse para selecionar o diretório desejado ou criar um novo e clique OK; ou clique Next para aceitar o diretório padrão e continuar; ou clique Back para retornar à tela anterior, conforme figura abaixo: 6

7 8. A tela Select Program Folder é exibida, conforme mostra figura abaixo, escolha o grupo de programa no qual deseja-se instalar o produto, crie um novo ou aceite o padrão, clique Next para continuar, clique Back para retornar à tela anterior ou clique Cancel para cancelar todo o processo de instalação. Nesta tela deverá ser informado o nome do grupo de programa onde serão instalados os ícones referentes ao produto STCP. Poderá ser aceito o nome padrão, criado um novo ou mesmo instalar em um já existente. Após todas as informações solicitadas será iniciada a instalação do STCP ODETTE Client. 9. A tela Start Copying Files será exibida. Neste momento verifique se as configurações escolhidas estão corretas. Para alterar as configurações clique em Back. Caso as configurações estejam corretas, clique em Next para continuar. 7

8 10. Será iniciada a cópia dos arquivos para o seu computador, conforme mostra a figura abaixo: 11. Após a cópia de todos os arquivos, a tela Setup Complete será exibida. Clique em Finish para terminar a instalação do produto. 8

9 12. Após a instalação será criado o Grupo de Programa STCP ODETTE Client, como pode ser visto na figura abaixo: 9

10 Configuração do STCP ODETTE Client 1. Selecione o ícone Configurador do STCP ODETTE Client para iniciar a configuração do produto e a seguinte tela será exibida: 2. Clique em Adicionar para criar a caixa postal e a seguinte tela será apresentada: Neste momento informe o nome da caixa postal remota do concentrador STCP ODETTE Server. 10

11 3. Clique em OK e a seguinte tela será apresentada: Descrição dos parâmetros da seção Geral Bloquear Usuário Caso seja selecionada esta opção o usuário não realizará transferência. Backup dos arquivos transmitidos Caso seja selecionada esta opção será feita cópia dos arquivos transmitidos por essa caixa postal. Número de tentativas de transferência Número de vezes que tentará fazer a transferência. Intervalo entre tentativas Intervalo de tempo entre as tentativas de transferência. 11

12 4. Clique na opção Arquivos de Controle e a seguinte tela será apresentada: Diretório de Log=C:\STCPCLT\ Nome do diretório onde será gravado o arquivo de log com os principais eventos ocorridos no concentrador. Cada linha do arquivo de log descreve um evento ocorrido e pode ser dividida em registros de tamanho fixo de acordo com a tabela abaixo: TAMANHO OFFSET DESCRIÇÃO 4 0 Ano de ocorrência do evento 2 4 Mês de ocorrência do evento 2 6 Dia de ocorrência do evento 2 8 Hora de ocorrência do evento 2 10 Minuto de ocorrência do evento 2 12 Segundo de ocorrência do evento 4 14 Código do evento: 0000 = Início de seção de entrada 0001 = Fim de seção de entrada 0002 = Início de seção de saída 0003 = Fim de seção de saída 0004 = Início de transmissão 0005 = Fim de transmissão 0006 = Início de recepção 0007 = Fim de recepção Nome do usuário Nome do processo que controla a sessão 8 64 Número da Thread aberta para a sessão (hexadecimal) 8 72 Número do Processo aberto para o concentrador no Windows NT (hexadecimal) 4 80 Status do evento. Caso o evento seja o fim de uma transmissão ou recepção, pode ser um código de erro (ver descrição dos códigos de erro) indica sucesso Tamanho do arquivo transferido Nome do arquivo transferido no Windows NT com caminho completo Mensagem extra Eventos gravados no arquivo de mensagens=6 {0 até 7} Nível de detalhe das mensagens gravadas no arquivo de mensagens. 12

13 Eventos mostrados na janela do concentrador=4 {0 até 7} Nível de detalhe das mensagens mostradas na console. 5. Clique em Comunicação e a seguinte tela será exibida Tipos de conexão: Os seguintes tipos de conexão estão disponíveis: Modem Discado: acesso utilizando linha telefônica.os protocolos são: PAD (reomendação X.28 ITU-T), TCP/IP e Nenhum. Modem Dedicado: para acesso utilizando LP assíncrona ou síncrona. Os protocolos são: PAD (recomendação X.28 ITU-T) e X.25. Rede Local: acesso utilizando a rede local. O protocolo disponível é: TCP/IP Protocolos de Comunicação O tipo de protocolo a ser utilizado depende do tipo de conexão escolhida, conforme explicado anteriormente. 13

14 Configuração para Modem Discado e os diferentes protocolos de comunicação 1 o caso: Protocolo de Comunicação: PAD. Ao clicar em Configurar, a seguinte tela será exibida: Descrição dos Parâmetros de Conexão Porta: é a interface serial onde está ligado o seu modem. Velocidade: é a taxa de transferência de bits que sua interface serial irá encaminhar as informações através do meio de comunicação. Bits de dados: ao transmitir dados pela linha, o equipamento receptor precisa saber a quantidade de bits existentes, para possibilitar a interpretação correta da informação. Paridade: é um bit para testar os eventuais conflitos entre dados recebidos e transmi-tidos. As opções são: Nenhuma, Par ou Ímpar. Bits de parada: ao ser transmitido um dado pela saída serial, o receptor é informado da ocorrência do início do dado. Ao chegar no término, ele sinaliza através do bit de fim a finalização do dado. Controle de Fluxo: é a forma de compatibilizar as velocidades dos equipamentos que transmitem e recebem os dados. Sempre que estas velocidades necessitem de compatibilização controle o fluxo. As opções são: Nenhum, Hardware e Software (XON/XOFF). Nesta mesma tela clique em Avançadas e a seguinte tela será apresentada: 14

15 Nesta janela, selecione os tipos de arquivos de log que deseja gravar. Os tipos de log são: serial, trace (dados enviados e recebidos) e o debug. Sempre informe o diretório e o nome do arquivo de log onde serão gravadas as informações. Clique em OK para salvar as alterações. Na tela Configurar Tipo de Conexão, selecione Modem e a seguinte tela será exibida: 15

16 Número a ser discado: informe o número do telefone para onde irá discar. Quando utilizar ramal, informe o número para acesso à linha externa. Clique na opção Avançadas e a seguinte tela será exibida: Discagem: informe o tipo de discagem que a central telefônica utiliza: Tom(T) ou Pulso(P). Sendo a ligação ao meio de comunicação feita da forma discada é preciso que você informe os Comandos do Modem e as possíveis Mensagens de Resposta do Modem (sucesso ou não). Normalmente estas configurações não são alteradas. Clique em OK para salvar as alteração ou em Cancelar para não alterar as configura-ções existentes. Selecione a opção PAD e a seguinte tela será exibida: 16

17 Endereço do DTE Remoto= Endereço X.25 do remoto no formato X.121. Identificação do usuário (NIU)= Número de identificação do usuário junto à rede de pacotes Grupo Fechado (CUG)= Caso não esteja utilizando esta facilidade programar com 0 (zero). User Data= Campo de dados do usuário do X.25 esperado em solicitações de conexão recebidas pelo concentrador. Tarifação Reversa = Habilita a facilidade de tarifação reversa. 17

18 2 o caso: Protocolo de Comunicação: TCP/IP. Ao clicar em Configurar a seguinte tela será exibida: Nome da conexão Rede Dial Up= Selecione a conexão Rede Dial Up que será utilizada. Autenticação= Esta opção deverá ser habilitada quando desejar sobrepor o usuário e senha definidos no Phone Book ou quando estiver utilizando o Schedule ou comando AT do Windows. Selecione a opção TCP/IP e a seguinte tela será apresentada: 18

19 Endereço IP= Endereço IP do servidor remoto. Porta TCP/IP= Número da porta TCP/IP do servidor remoto. Comunicação Segura=Desabilitado Permite o uso de criptografia na transferência de arquivos. Compatibilização RVS Esta opção deverá ser habilitada se estiver conectando com RVS. 3 o caso: Protocolo de Comunicação: Nenhum Esta configuração é a mesma utilizada para o PAD, porém a seção PAD não existirá para este protocolo. Configuração para Modem Dedicado e os diferentes protocolos de comunicação 1 o caso: Protocolo de Comunicação: PAD. Ao clicar em Configurar a seguinte tela será exibida: Descrição dos Parâmetros de Conexão Porta= É a interface serial onde está ligado o seu modem. 19

20 Velocidade= É a taxa de transferência de bits que sua interface serial irá encaminhar as informações através do meio de comunicação. Bits de dados= Ao transmitir dados pela linha, o equipamento receptor precisa saber a quantidade de bits existentes, para possibilitar a interpretação correta da informação. Paridade= É um bit para testar os eventuais conflitos entre dados recebidos e transmitidos. As opções são: Nenhuma, Par ou Ímpar. Bits de parada= Ao ser transmitido um dado pela saída serial, o receptor é informado da ocorrência do início do dado. Ao chegar no término, ele sinaliza através do bit de fim a finalização do dado. Controle de Fluxo= É a forma de compatibilizar as velocidades dos equipamentos que transmitem e recebem os dados. Sempre que estas velocidades necessitem de compatiblização controle o fluxo. As opções são: Nenhum, Hardware e Software (XON/XOFF). Selecione a opção PAD e a seguinte tela será exibida: Endereço do DTE Remoto= Endereço X.25 do remoto no formato X.121. Grupo Fechado (CUG)= Caso não esteja utilizando esta facilidade programar com 0 (zero). 20

21 User Data= Campo de dados do usuário do X.25 esperado em solicitações de conexão recebidas pelo concentrador. Tarifação Reversa= Habilita a facilidade de tarifação reversa. 2 o caso: Protocolo de Comunicação: X.25. Clique em Configurar a seguinte tela será exibida: Placa=0 {0 até 9} Número da placa que está sendo utilizada quando existe mais de uma placa X.25. Porta=0 {0 até 9} Número da porta da placa que está sendo utilizada quando a placa possui mais de uma porta. Endereço DTE remoto= Endereço X.25 do remoto no formato X.121. Endereço DTE Local={Até 15 dígitos} Endereço X.25 DTE Local no formato X.121 (o campo deve estar vazio se utilizar RENPAC, RIOPAC, SPPAC,...). Grupo Fechado(CUG)=0 {0 até 255} Caso não esteja utilizando esta facilidade programar com 0 (zero). User Data= {Seqüência em hexadecimal até no máximo 32 dígitos} Campo de dados do usuário do X.25 esperado em solicitações de conexão recebidas pelo concentrador. Tarifação Reversa= Habilita a facilidade de tarifação reversa. 21

22 Configuração para Rede Local 1 o caso: Protocolo de Comunicação: TCP/IP. Clique em Configurar e a seguinte tela será exibida: * A descrição destes parâmetros encontram-se na página 24. Configuração do Protocolo ODETTE A configuração do protocolo ODETTE é igual em todos os tipos de conexão e protocolos de comunicação. Para inciar a configuração, selecione o usuário, clique em Propriedades e a janela Propriedades da Caixa Postal será exibida., conforme figura abaixo: 22

23 Selecione a seção Comunicação, em seguida na opção Transferência de Arquivos, clique em Configurar e a tela abaixo será exibida: Identificação do Odette={até 25 caracteres} Código de identificação do usuário na máquina remota. Senha= {até 8 caracteres} Senha encriptada do usuário na máquina remota. Userdata= Campo de dados do usuário do protocolo Odette (até 8 caracteres). 23

24 Compressão= Comprime os dados durante a transferência. a conexão, a retransmissão começará do ponto onde parou. Restart= Quando habilitada esta opção, ao cair a conexão, a transfrência será inciada do ponto em que parou. Modo de transferência=both {Both, Sender ou Receiver} Both - Transmissão e recepção Sender - Apenas transmissão Receiver - Apenas recepção Créditos=1 Número de mensagens sem confirmação (window). Tamanho do Buffer de Dados=2048 Tamanho máximo do buffer. Special Logic= Habilita encapsulamento especial para ligações assíncronas. Como insere um overhead, deve ser desabilitado em caso de conexões puramente síncronas. Check Point=3 {1 até 1024} Número de kbytes entre 2 atualizações do arquivo no disco quando ele é recebido com restart habilitado. Quando a conexão cair, uma nova tentativa de transferência ocorrerá a partir do último Check Point. Clique na opção Avançadas e a seguinte tela será exibida: Nível de Debug=0 Nível de depuração das mensagens do protocolo ODETTE gravadas. Pode ser a soma dos seguintes valores: 1 = Mostra quase todas as rotinas chamadas 2 = Mostra todas as mudanças de estado do protocolo 4 = Mostra todos os pacotes do protocolo desmontados 8 = Mostra todos os pacotes do protocolo em hexadecimal 16 = Mostra todos os eventos ocorridos 32 = Mostra as rotinas de montagem dos sub-registros chamadas Nome do arquivo de Debug=C:\STCPCLT\ODETTE.DEB Nome do arquivo onde serão gravadas as mensagens de depuração do protocolo ODETTE. Selecione a opção Tipos de Arquivo e a seguinte tela será exibida: 24

25 Nesta janela deverá ser criado um novo tipo ou editar um já existente. É aconselhável que seja mantido o arquivo default e caso seja necessário um arquivo com configura-ções específicas, então crie-o através da opção Adicionar. Clique na opção Default, em seguida Propriedades e a seguinte tela será exibida: 25

26 Descrição dos parâmetros da seção Tipos de Arquivo Esta seção define a configuração do protocolo ODETTE para transferência de arquivos e um padrão obrigatório para o nome destes arquivos. File Matching Prefixo do nome do arquivo={até 26 caracteres} Prefixo obrigatório para os nomes dos arquivos cuja transferência é configurada por esta seção. Sufixo do nome do arquivo={até 26 caracteres} Sufixo obrigatório para os nomes dos arquivos cuja transferência é configurada por esta seção. Informações sobre o arquivo Originador= Nome do computador de origem dos arquivos transmitidos pelo concentrador sem configuração específica. Destino= Nome do computador de destino dos arquivos transmitidos pelo concentrador sem configuração específica. Formato do Registro= Define o formato dos registros dos arquivos transmitidos pelo concentrador sem configuração específica. Variable Size- registros de tamanho variável Fixed Size- registros de tamanho fixo Unformated - sem estrutura predefinida (tipo stream) Tamanho do Registro=400 Tamanho máximo do registro dos arquivos transmitidos pelo concentrador sem configuração específica. Arquivos Transmitidos Comando a ser executado={até 128 caracteres no formato do Command Prompt do Windows NT} Linha de comando executada pelo Windows NT sempre que terminar a transmissão de um arquivo sem configuração específica. A linha de comando efetivamente executada será: start <linha de comando configurada> <caminho + nome do arquivo> Suprimir CR+LF Suprime Carriage Return (CR), Line Feed (LF) e End of file (EOF) ao transmitir arqui-vos sem configuração específica. Remover Time Stamp Este parâmetro remove do nome do arquivo o ano, mês, dia, hora, minuto e segundo. Caso este parâmetro seja habilitado e o nome do arquivo não estiver no formato abaixo, o arquivo não será transmitido e receberá uma mensagem com erro FORMATO: Nome do arquivo.aaaammddhhmmss, onde: AAAA=ano, MM=mês, DD=dia, hh=hora, mm=minuto e ss=segundo Não poderá existir nenhum ponto (.) após a definição do Time Stamp. Tabela de Conversão=Nenhuma Nome do arquivo com tabela de conversão de caracteres usada na transmissão dos arquivos sem configuração específica. 26

27 Converter nome do arquivo=nenhum Este parâmetro converte o nome do arquivo de maiúsculo para minúsculo ou vice-versa durante a transmissão de arquivos. Arquivos recebidos Comando a ser executado={até 128 caracteres no formato do Command Prompt do Windows NT} Linha de comando executada pelo Windows NT sempre que terminar a recepção de um arquivo sem configuração específica. A linha de comando efetivamente executada será: start <linha de comando configurada> <caminho + nome do arquivo> Inserir CR+LF Insere Carriage Return (CR) e LF (Line Feed) no fim de cada registro se o formato do arquivo recebido for com registros de tamanho fixo. Vale apenas para arquivos sem configuração específica. Inserir Time Stamp Este parâmetro insere no nome do arquivo o ano, mês, dia, hora, minuto e segundo. Este parâmetro é importante, pois ao receber arquivos com o mesmo nome será possível diferenciá-lo. Caso este parâmetro não esteja habilitado o arquivo será sobreposto. Exemplo: Foi recebido um arquivo com o nome TESTE.TXT dia 21 de junho de 1997 às 17:01:10, logo o nome do arquivo no diretório ENTRADA será o seguinte: TESTE.TXT Caso seja transmitido um arquivo com o mesmo nome no dia 23 de junho de 1997 às 12:31:11, então o nome do arquivo será o seguinte: TESTE.TXT Sobrepor arquivos Quando este parâmetro é habilitado, os arquivos recebidos com o mesmo nome serão sobrepostos. Tabela de Conversão=Nenhuma Nome do arquivo com tabela de conversão de caracteres usada na recepção dos arquivos sem configuração específica. Converter nome do arquivo=nenhum Este parâmetro converte o nome do arquivo de maiúsculo para minúsculo ou vice-versa durante a recepção de arquivos. Os parâmetros Prefixo do nome do arquivo e Sufixo do nome do arquivo somente estarão disponíveis quando utilizar a opção Prefixo/Sufixo do nome do arquivo. 27

28 Execução do STCP ODETTE Client Após as configurações do usuário será criado um atalho para o usuário. Basta clicar e será iniciada a execução do produto. Códigos de erro Os códigos de erro, são retornados pelo programa de duas formas: Código de retorno do programa; Arquivo CLCP.ERR gerado no diretório principal do STCP. O arquivo CLCP.ERR pode ser usado por aplicativos que não conseguem tratar o código de retorno do programa. O formato do arquivo é o seguinte: Campos Tamanho Tipo Descrição Códigos 4 Numérico Códigos de erro Descric 80 Alfanumérico Descrição dos códigos Obs.: 1. Os caracteres de fim de registro são o CR e o LF. 2. arquivo CLCP.ERR, só é gerado quando ocorre uma situação de erro no programa. Descrição dos Códigos de Erro Erros do STCP ODETTE Código Descrição 101 Excedido o número máximo de tentativas 102 Erro na carga da biblioteca 103 Processo cancelado pelo usuário 104 Arquivo de inicialização não encontrado 105 Biblioteca não encontrada no arquivo de inicialização 106 Não foi possível criar o objeto ODETTE 107 Erro na abertura do arquivo de LOG 108 Erro na abertura do arquivo de Mensagens (MSG) 109 Erro de alocação de memória (UCB) 110 Não existem arquivos a enviar 111 Erro na configuração do objeto ODETTE Erros do protocolo ODETTE Código Descrição 401 Nome do arquivo inválido 402 Parâmetro Destination da seção ODETTE inválido 28

29 403 Parâmetro Originator da seção ODETTE inválido 404 formato do registro não suportado 405 Tamanho do registro não suportado 406 tamanho do arquivo excede o máximo permitido 410 contador do registro inválido 411 contador de bytes inválido 412 falha no método de acesso 413 arquivo duplicado ou diretório RESTART não existe 499 código não especificado: um erro foi detectado, mas não pode ser adequadamente descrito pelos códigos disponíveis. 501 comando inválido no pacote ODETTE 502 violação de protocolo: comando especificou uma função inválida no estado atual 503 código do usuário não cadastrado no concentrador 504 password inválida 505 erro no computador local, comunicação sendo terminada 506 comando contém dados inválidos 507 tamanho do pacote ODETTE inválido 508 excedido o limite máximo de conexões do usuário 509 timeout 510 modo incompatível 599 código não especificado: um erro foi detectado, mas não pode ser adequadamente descrito pelos códigos disponíveis erro no formato do timestamp excedido o tamanho máximo permitido para nome de arquivo. Os códigos de erro não definidos acima são da aplicação. Entrar em contato com o Suporte Técnico. Erros do protocolo X.25 Código Descrição Erro interno do sistema ou executou o comando numa porta não existente. Entre em contato com a TECCOM Entrar em contato com a TECCOM, pois é um erro que jamais pode ocorrer Erro interno do sistema. Entre em contato com a TECCOM Ao executar o x25cnf o driver não foi configurado. Verifique se o modem está ligado, o cabo da placa está conectado ao modem e também os sinais do modem A rede enviou um reset, então verifique se o sinal 104 no modem está ligado, caso contrário entre em contato com a EMBRATEL Foi enviado um comando para interface X.25, o qual não é válido dentro da sua aplicação. Normalmente ocorre nas aplicações que utilizam a API (Interface de Programas Aplicativos) Todos os canais do circuito estão ocupados. Tente mais tarde O usuário estava operando normalmente e de repente foi desconectado pelo remoto, mas mesmo assim o usuário tentou conectar no mesmo canal, porém como já estava conectado a operação desejada não pode ser realizada Não foi estabelecido o nível 2. Verifique se o x25cnf foi executado com sucesso e também o cabo da placa O número de transmissões ou recepções pendentes excedeu o limite máximo das filas internas do X

30 15016 Foi recebido um pacote de confirmação de CLEAR em resposta a um RESET. Tente mais tarde Chegou uma mensagem com o tamanho maior do que o buffer especificado na aplicação Foi recebida uma mensagem com o bit qualificado ligado, porém isto não afeta na utilização da aplicação O usuário enviou uma desconexão para o remoto, após está conectado, isto é, estava utilizando a aplicação e desconectou-se. CLEAR INDICATION O assinante chamado solicitou a desconexão ou o reinício. Tente mais tarde Todos os canais do número chamado estão ocupados. Tente mais tarde Recebeu uma desconexão do remoto, depois de já está conectado O número chamado está fora de serviço Recebeu uma desconexão do remoto. Tente novamente O número chamado não aceita chamada a cobrar O número chamado não é válido Esta facilidade não foi contratada Não existe esta facilidade O número chamado pertence a um grupo fechado A rede detectou um erro de procedimento do assinante local A rede está congestionada. Tente mais tarde O número chamado não existe RPOA desconectado. RESTART INDICATION O usuário enviou um reset Recebeu um reset do remoto. Tente novamente A rede detectou um erro do assinante local A rede está congestionada. Tente mais tarde O número chamado está fora do ar. Tente mais tarde A rede enviou um reset. Tente novamente O número chamado não é válido O número chamado está fora de serviço. RESTART do NÍVEL Não respondeu a uma conexão. Tente novamente Foi enviado um reinício. Tente mais tarde Não respondeu a um comando de reset. Tente novamente Não respondeu a um comando de interrupção. Tente novamente Não foi possível alocar memória para dicionário de compressão para recepção. Tente novamente Não foi possível alocar memória para dicionário de compressão para transmissão. Tente novamente. API Erro interna na APIX a Comunicação encerrada pelo remoto Erro no encapsulamento do pacote. 30

31 Erros do protocolo TCP/IP Código Descrição 9005 Acesso negado. Verifique usuário e senha Uma operação está pendente Descritivo para porta é inválido A porta já está aberta Buffer chamador é pequeno Erro na informação especificada Não pode configurar informação para porta A porta não está conectada Evento inválido O dispositivo não existe O tipo de dispositivo não existe Buffer inválido A rota não está disponível A rota não está alocada Compressão especificada é inválida Sem buffers A porta não foi encontrada Requisição assíncrona está pendente A porta ou dispositivo já está desconectando A porta não está aberta A porta está desconectada Não existem endpoints Não pode abrir o arquivo do phone book Não pode carregar o arquivo do phone book Não pode achar a entrada do phone book Não pode escrever no arquivo do phone book Informação inválida encontrada no arquivo do phone book Não pode carregar uma string 9627 Chave não encontrada A porta foi desconectada A conexão foi terminada pela máquina remota A porta foi desconectada em virtude de uma falha no hardware A porta foi desconectada pelo usuário O tamanho da estrutura está incorreto A porta já está em uso ou não foi configurada para Acesso Remoto O seu computador não pode ser registrado na rede remota Erro desconhecido O dispositvo errado foi associado à porta A string não pode ser convertida Timeout 9639 Rede assíncrona não disponível Erro de NETBIOS O servidor não pode alocar recursos de NETBIOS necessários para o cliente Um de seus nomes NETBIOS já está registrado na rede remota O adaptador de rede no servidor falhou Não receberá mensagem da rede de popups Erro de autenticação A conta não está pernitida a fazer logon nessa hora do dia A conta está desabilitada A senha expirou A conta não tem pemissão para fazer acesso remoto O servidor de acesso remoto não está respondendo Seu modem(ou outro dispositivo conectado) reportou erro. 31

32 9652 Resposta não reconhecida do dispositivo Uma macro requisitada pelo dispositivo não foi encontrada no arquivo do dispositivo.inf Um comando ou resposta no arquivo do dispositivo.inf faz referência a uma macro indefinida A macro não foi encontrada no arquivo do dispositivo.inf A marco no arquivo de dispositivo.inf contém um marco indefinida O arquivo.inf do dispositivo não pode ser aberto O nome do dispositivo no arquivo.inf ou no.ini é muito longo O arquivo.ini faz referência a um nome de dispositivo desconhecido O arquivo do dispositivo (.INF) não contém respostas para o comando O arquivo do dispositivo (.INF) está faltando um comando Tentativa de configurar uma macro não listada no arquivo.inf do dispositivo O arquivo.ini faz referência a um tipo de dispositivo desconhecido Não pode alocar memória A porta não está configurada para acesso remoto Seu modem (ou outro dispositivo conectado) não está funcionando Não pode ler o arquivo.ini A conexão caiu O parâmetro usage no arquivo.ini é inválido Não pode ler o nome da seção do arquivo.ini Não pode ler o tipo de dispositivo do arquivo.ini Não pode ler o nome do dispositivo do arquivo.ini Não pode ler a velocidade máxima de conexão do arquivo.ini Não pode ler a velocida máxima da portadora do arquivo.ini A linha está ocupada Uma pessoa respondeu em vez do modem Não existe resposta Portadora não detectada Não existe tom de linha Erro geral reportado pelo dispositivo Acesso negado porque o usuário e/ou senha está inválida no domínio Falha de hardware A resposta do dispositivo causou estouro de buffer O dispositivo mudou para uma velocidade não suportada pelo driver COM Resposta recebida do dispositivo quando nenhuma resposta era esperada A aplicação não permite interação com o usuário. Aconexão requer interação com o usuário para completo sucesso A conta expirou Erro trocando a senha no domínio. A senha deve estar curta o já foi usada Erros de overrun na serial foram detectados durante a comunicação com seu modem Falha na inicialização do RASMAN. Veirfique o log de evento Porta biplex inicializando. Aguarde alguns minutos e redisque Linhas ISDN não estão disponíveis Canais ISDN não estão disponíveis para fazer a chamada Muitos erros ocorreram em virtude da baixa qualidade de linha Endereços IP's não estão disponíveis na lista de IP's estáticos do acesso remoto Timeout aguardando por uma resposta válida do PPP remoto PPP terminado pela máquina remota Nenhum protocolo de controle configurado PPP remoto não está respondendo O pacote PPP é inválido O número do telefone incluindo o prefixo e o sufixo é muito longo. 32

Introdução... 2 Requisitos de Software e Hardware... 2 Disquete... 3 Estrutura de Diretórios do STCP Odette Server... 4 Descrição dos Diretórios...

Introdução... 2 Requisitos de Software e Hardware... 2 Disquete... 3 Estrutura de Diretórios do STCP Odette Server... 4 Descrição dos Diretórios... Introdução... 2 Requisitos de Software e Hardware... 2 Disquete... 3 Estrutura de Diretórios do STCP Odette Server... 4 Descrição dos Diretórios... 4 Arquitetura... 7 Arquitetura X.25... 7 Arquitetura

Leia mais

Lista de Erros Discador Dial-Up

Lista de Erros Discador Dial-Up Lista de Erros Discador Dial-Up Erro Código Descrição Ok 1 Usuário autenticado com sucesso e conexão encerrada pelo usuário OK 11 Usuário autenticado com sucesso e discador terminado pelo usuário OK 21

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

STCP OFTP Client. Versão 4.0.0

STCP OFTP Client. Versão 4.0.0 Versão 4.0.0 Conteúdo O que é o STCP OFTP Client? 4 O Protocolo OFTP (ODETTE File Transfer Protocol) 5 Onde usar o STCP OFTP Client 5 Quais as vantagens 5 Características 6 Requisitos de software e hardware

Leia mais

SCRIPT DE ERROS Módulo TEF Visanet. Script TEF Discado ISO

SCRIPT DE ERROS Módulo TEF Visanet. Script TEF Discado ISO Script TEF Discado ISO Script TEF Discado Visanet 5.1A pág. 1-25 Versão 1.2 de 08/2003 ÍNDICE DESCRIÇÃO DO ERRO PÁGINA Erro na abertura do arquivo (Falta espaço em disco) 04 Iniciar terminal imediatamente

Leia mais

STCP OFTP Client versão 3.0.0. STCP OFTP Client PRELIMINAR

STCP OFTP Client versão 3.0.0. STCP OFTP Client PRELIMINAR STCP OFTP Client versão 3.0.0 STCP OFTP Client Riversoft Integração e Desenvolvimento de Software Ltda. S T C P O F T P C L I E N T V E R S Ã O 3. 0. 0 Manual do Usuário rev-1.1 Av. Dr. Delfim Moreira,

Leia mais

NETALARM GATEWAY Manual Usuário

NETALARM GATEWAY Manual Usuário NETALARM GATEWAY Manual Usuário 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Requisitos de Instalação... 3 3. Instalação... 3 4. Iniciando o programa... 5 4.1. Aba Serial... 5 4.2. Aba TCP... 6 4.3. Aba Protocolo...

Leia mais

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 Conteúdo 1 - O que é o Conectividade Social? 03 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 3 - O que é necessário para instalar o Conectividade Social?.... 05 4 - Como faço para executar

Leia mais

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4

Características... 3. Identificando a placa... 3. Esquema de ligação... 3. Parâmetros programados no painel de alarme... 4 P18640 - Rev. 0 Índice Características... 3 Identificando a placa... 3 Esquema de ligação... 3 Parâmetros programados no painel de alarme... 4 Instalação do software programador... 4 Instalação do cabo

Leia mais

MNDT-6.2-199 r 02 Página 2 de 24

MNDT-6.2-199 r 02 Página 2 de 24 1.TEF DISCADO... 3 2.Componentes... 4 3.COMO FUNCIONA?... 4 4.PINPADs utilizados na solução PCmultiTef +... 4 5.Gerenciador Padrão... 4 6.Redecard... 5 1.Instalação do Módulo Redecard... 5 2.Configuração

Leia mais

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Net Manager Informática Ltda Versão 6.0 1998-2007 1) Instalação do Software Coletor Guia de Instalação Executar o programa

Leia mais

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev

CONFORTO COM SEGURANÇA CONFORTO COM SEGURANÇA. 0 P27070 - Rev P27070 - Rev. 0 1. RESTRIÇÕES DE FUNCIONAMENTO RECEPTOR IP ÍNDICE 1. Restrições de Funcionamento... 03 2. Receptor IP... 03 3. Inicialização do Software... 03 4. Aba Eventos... 04 4.1. Botão Contas...

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CONVERSOR - IP / USB / SERIAL - 317 RV1 SÃO CAETANO DO SUL 06/06/2014 SUMÁRIO Descrição do Produto... 3 Características... 3 Configuração USB... 4 Configuração... 5 Página

Leia mais

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Manual do Suporte LZT LZT Soluções em Informática Sumário VPN...3 O que é VPN...3 Configurando a VPN...3 Conectando a VPN... 14 Possíveis erros...16 Desconectando

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

STCP OFTP Server (Enterprise e Lite) versão 3.0.0. STCP OFTP Server PRELIMINAR

STCP OFTP Server (Enterprise e Lite) versão 3.0.0. STCP OFTP Server PRELIMINAR STCP OFTP Server (Enterprise e Lite) versão 3.0.0 STCP OFTP Server Riversoft Integração e Desenvolvimento de Software Ltda. S T C P O F T P S E R V E R V E R S Ã O 3. 0. 0 Manual do Usuário rev-1.1 Av.

Leia mais

Manual STCP Web Admin 27/07/2009, Riversoft Integração e Desenvolvimento

Manual STCP Web Admin 27/07/2009, Riversoft Integração e Desenvolvimento STCP OFTP Web Admin Versão 4.0.0 Riversoft Integração e Desenvolvimento de Software Ltda Av.Dr.Delfim Moreira, 537 Centro Santa Rita do Sapucaí, Minas Gerais CEP 37540 000 Tel/Fax: 35 3471 0282 E-mail:

Leia mais

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010.

Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Manual de Configuração Este documento consiste em 48 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Janeiro de 2010. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas. A reprodução

Leia mais

Parâmetros de configuração válidos para todos os clientes na conexão entre redes.

Parâmetros de configuração válidos para todos os clientes na conexão entre redes. DHCP - 1 Introdução aos servidores DHCP Um servidor de protocolo de configuração dinâmica de hosts (DHCP, Dinamic Host Configuration Protocol) é um computador que está executando o Windows NT Server, o

Leia mais

STCP OFTP Server Enterprise/Lite. Versão 4.0.0

STCP OFTP Server Enterprise/Lite. Versão 4.0.0 Enterprise/Lite Versão 4.0.0 Conteúdo O que é o STCP OFTP Server? 4 O Protocolo OFTP (ODETTE File Transfer Protocol) 5 Onde usar o STCP OFTP Server 5 Quais as vantagens 5 Características 6 Requisitos de

Leia mais

Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2

Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2 Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. LOGIN... 3 3. Cadastro... 3 3.1. Máquinas... 4 3.2. Tipo Telefone... 5 3.3. Feriados... 6 3.4. Campanhas... 7 3.5. Usuários... 16

Leia mais

Roteiro de Instalação e Configuração Módulo Paggo

Roteiro de Instalação e Configuração Módulo Paggo Roteiro de Instalação e Configuração Módulo Paggo Conteúdo 1. INSTALAÇÃO DO MÓDULO... 2 2. CONFIGURAÇÃO DO MÓDULO PAGGO NO SITEF... 2 3. TRANSAÇÕES PERMITIDAS JUNTO A ADMINISTRADORA PAGGO... 8 4. CONFIGURAÇÃO

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX NETDEEP SECURE COM VIRTUAL BOX 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep Secure em um

Leia mais

Placa Acessório Modem Impacta

Placa Acessório Modem Impacta manual do usuário Placa Acessório Modem Impacta Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A Placa Modem é um acessório que poderá ser utilizado em todas as centrais

Leia mais

Manual do Radioserver

Manual do Radioserver Manual do Radioserver Versão 1.0.0 Alex Farias (Supervisão) Luiz Galano (Comercial) Vinícius Cosomano (Suporte) Tel: (011) 9393-4536 (011) 2729-0120 (011) 2729-0120 Email: alex@smartptt.com.br suporte@smartptt.com.br

Leia mais

Para que seja instalado o Bematef Total, é necessário que o computador onde seja efetuada a instalação

Para que seja instalado o Bematef Total, é necessário que o computador onde seja efetuada a instalação Rafael Ferreira Rodrigues REVISADO POR: Raquel Marques APROVADO POR: Renato Reguera dos Santos 1 - Objetivo Descrever o processo de instalação do Bematef Total. 2 - Campos de Aplicação É aplicável a área

Leia mais

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X

Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X Procedimento para instalação do OMNE-Smartweb em Raio-X A primeira coisa a analisarmos é onde ficará posicionado o servidor de Raio-x na rede do cliente, abaixo será colocado três situações básicas e comuns

Leia mais

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Net Manager Informática Ltda Versão 6.0 1998-2007 1) Instalação do Software Coletor Guia de Instalação Executar o programa

Leia mais

Manual do Usuário SystemFarma AutoCred

Manual do Usuário SystemFarma AutoCred Manual do Usuário SystemFarma AutoCred Objetivo O SystemFarma AutoCred foi desenvolvido com o intuito de facilitar a comunicação entre a automação comercial e o Servidor Central do SystemFarma. Com este

Leia mais

Marthe Ethernet A820. Manual do Usuário

Marthe Ethernet A820. Manual do Usuário Marthe Ethernet A820 Manual do Usuário Índice 1 INTRODUÇÃO... 5 2 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS... 6 3 CARACTERÍSTICAS ELÉTRICAS... 7 3.1 ALIMENTAÇÃO 7 3.1.1 ESPECIFICAÇÃO DA FONTE DE ALIMENTAÇÃO... 7 3.2 INTERFACE

Leia mais

Manual de Instalação e Operação RECIP

Manual de Instalação e Operação RECIP Manual de Instalação e Operação RECIP AMNNIPC012.00 05/09 Índice 1. RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES...1 2. DESCRIÇÃO DO PRODUTO...1 3. INSTALAÇÃO...1 4. CONFIGURAÇÃO O RECIP...3 4.1 JANELA PRINCIPAL...3 4.2

Leia mais

Software Ativo. Operação

Software Ativo. Operação Software Ativo Operação Página deixada intencionalmente em branco PROTEO MANUAL OPERAÇÃO SUMÁRIO 1 - INSTALAÇÃO DO SOFTWARE ATIVO... 5 2 CRIANDO PROJETO UVS/ TMS PROTEO... 10 2.1 - Estrutura do Projeto...

Leia mais

Guia do usuário ITC MANAGER

Guia do usuário ITC MANAGER Guia do usuário ITC MANAGER ITC MANAGER Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este aplicativo roda em plataforma Windows e comunica-se com a ITC 4000i/ ITC

Leia mais

Autenticação modo Roteador. Após finalizar a configuração, seu computador obterá o IP e a página de configuração do ATA poderá ser acessada.

Autenticação modo Roteador. Após finalizar a configuração, seu computador obterá o IP e a página de configuração do ATA poderá ser acessada. 2. Conecte a porta WAN do GKM 2210 T ao seu acesso à internet (porta ethernet do modem). O LED WAN acenderá; 3. Conecte a porta LAN à placa de rede do PC. O LED LAN acenderá; 4. Conecte o(s) telefone(s)

Leia mais

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Net Manager Informática Ltda Versão 6.0 1998-2007 Guia de Instalação 1) Instalação do Software Coletor Executar o programa

Leia mais

02/set/2010. Manual de instalação Plug&Pay

02/set/2010. Manual de instalação Plug&Pay 1. Sobre este documento... 4 Escopo... 4 Público... 4 Referências... 4 2. Glossário... 5 3. Introdução... 6 TEF Transferência Eletrônica de Fundos... 6 4. CGR (Central de Gerenciamento Remoto)... 7 5.

Leia mais

CAPÍTULO 6 COMUNICAÇÃO SERIAL

CAPÍTULO 6 COMUNICAÇÃO SERIAL CAPÍTULO 6 COMUNICAÇÃO SERIAL DEIXADO INTENCIONALMENTE EM BRANCO ÌNDICE 1 COMUNICAÇÃO SERIAL... 5 1.1 - Enviar um arquivo do Proteo... 6 1.2 - Receber um arquivo No Proteo... 9 1.3 - Verificando resultados

Leia mais

Utilizando Modems GSM Guia Prático. Esse artigo mostra de maneira simples e objetiva os conceitos fundamentais para utilização de um modem GSM.

Utilizando Modems GSM Guia Prático. Esse artigo mostra de maneira simples e objetiva os conceitos fundamentais para utilização de um modem GSM. Utilizando Modems GSM Guia Prático Esse artigo mostra de maneira simples e objetiva os conceitos fundamentais para utilização de um modem GSM. Luiz Henrique Corrêa Bernardes Cada vez mais estamos envolvidos

Leia mais

INTRODUÇÃO. A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2010.

INTRODUÇÃO. A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2010. Guia de Instalação do SolidWorks 2010 INTRODUÇÃO A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2010. O SolidWorks pode ser instalado

Leia mais

1.0 Apresentação. 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Call Rec (Hardware)

1.0 Apresentação. 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Call Rec (Hardware) 1.0 Apresentação 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Call Rec (Hardware) 6.0 Instalando o Software Call Rec 7.0 Configuração do Software Call

Leia mais

1.0 Apresentação. 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Rec-All mono (Hardware)

1.0 Apresentação. 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Rec-All mono (Hardware) 1.0 Apresentação 2.0 O que é o produto? 3.0 Do que é composto? 4.0 Como funciona? 5.0 Instalando a interface da Rec-All mono (Hardware) 6.0 Instalando o Software Rec-All mono 7.0 Configuração do Software

Leia mais

Introdução...4. 1 - Como utilizar a barra de ferramentas...5. 2 Como cadastrar o código do banco de dados...6. 3 - Como cadastrar usuários...

Introdução...4. 1 - Como utilizar a barra de ferramentas...5. 2 Como cadastrar o código do banco de dados...6. 3 - Como cadastrar usuários... Consulta Rápida O conteúdo desse documento destina-se exclusivamente ao seu destinatário, não podendo ser revelado fora de sua organização, não podendo ser duplicado, usado ou publicado, no total ou em

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE

3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE 3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE PASSWORD INTERATIVA SISTEMAS LTDA. - www.pwi.com.br - pwi@pwi.com.br R. Prof. Carlos Reis, 39 - São Paulo SP 05424-020 Tel: - 2127-7676 - Fax: 11-3097-0042 1 Índice

Leia mais

INTRODUÇÃO. A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2009.

INTRODUÇÃO. A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2009. Guia de Instalação do SolidWorks 2009 INTRODUÇÃO A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2009. O SolidWorks pode ser instalado

Leia mais

Notas de Aplicação. Utilizando o servidor de comunicação SCP Server. HI Tecnologia. Documento de acesso público

Notas de Aplicação. Utilizando o servidor de comunicação SCP Server. HI Tecnologia. Documento de acesso público Notas de Aplicação Utilizando o servidor de comunicação SCP Server HI Tecnologia Documento de acesso público ENA.00024 Versão 1.02 dezembro-2006 HI Tecnologia Utilizando o servidor de comunicação SCP Server

Leia mais

Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000

Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000 MANUAL DO USUÁRIO Aplicativo para configuração da interface de celular ITC 4000 Este aplicativo roda em plataforma Windows e comunica-se com a ITC 4000 via conexão USB. Através do ITC 4000 Manager, o usuário

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM VMWARE WORKSTATION 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do

Leia mais

O CD-ROM possui um software de configuração passo a passo para o D810R.

O CD-ROM possui um software de configuração passo a passo para o D810R. GUIA DE CONFIGURAÇÃO Instalação de hardware 1. Conecte o adaptador de energia (incluso) na entrada PWR do modem e ligue-o na tomada de energia. 2. Utilize o cabo Ethernet RJ45 (incluso) para conectar a

Leia mais

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI.

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI. Mostrar área de trabalho.scf Manual do Produto EDI. ÍNDICE MANUAL DO PRODUTO EDI....3 1. O QUE É O EDI?...3 1.1. VANTAGENS... 3 1.2. FUNCIONAMENTO... 3 1.3. CONFIGURAÇÃO NECESSÁRIA... 3 2. UTILIZANDO O

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Abra o software de programação. Clique na opção VOIP, depois opção configuração conforme as imagens:

Abra o software de programação. Clique na opção VOIP, depois opção configuração conforme as imagens: Caro cliente, atendendo a sua solicitação de auxílio no processo de configuração da placa VoIP na central Impacta, segue um passo-a-passo para ajudar a visualização. Abra o software de programação. Clique

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Rua Coronel Botelho, 64 - Alto da Lapa - CEP: 05088-020 São Paulo - SP - Brasil +55 (11) 3832-6102 PÉGASUS (ETHERNET) STUDIO V2.02 - MANUAL

Leia mais

FAÇA FÁCIL: DRIVER IGS PARA COMUNICAÇÃO DE PROTOCOLOS PROPRIETÁRIOS INTRODUÇÃO

FAÇA FÁCIL: DRIVER IGS PARA COMUNICAÇÃO DE PROTOCOLOS PROPRIETÁRIOS INTRODUÇÃO FAÇA FÁCIL: DRIVER IGS PARA COMUNICAÇÃO DE PROTOCOLOS PROPRIETÁRIOS INTRODUÇÃO O Driver IGS possui um módulo de configuração que possibilita a comunicação com protocolos proprietários. Trata-se do Driver

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO ADMINISTRAÇÃO DE TOKEN SAFESIGN

MANUAL DE INSTALAÇÃO ADMINISTRAÇÃO DE TOKEN SAFESIGN MANUAL DE INSTALAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DE TOKEN SAFESIGN Manual de utilização do software de gerenciamento SafeSign Índice 1. Instalação... 3 1.1. Instalação no Windows... 3 1.2. Verificar versão do aplicativo...

Leia mais

GUIA RÁPIDO SISTEMA ANTIFURTO THEFT DETERRENT

GUIA RÁPIDO SISTEMA ANTIFURTO THEFT DETERRENT GUIA RÁPIDO SISTEMA ANTIFURTO THEFT DETERRENT SUMÁRIO Prefácio... 1 A quem se destina... 1 Nomenclatura utilizada neste documento... 1 Tela de login... 2 Tela Inicial... 4 Gestão de Dispositivo Acompanhar

Leia mais

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP MANUAL DE FTP Instalando, Configurando e Utilizando FTP Este manual destina-se auxiliar os clientes e fornecedores da Log&Print na instalação, configuração e utilização de FTP O que é FTP? E o que é um

Leia mais

DICAS TÉCNICAS. Procedimentos S.A.T. - Serviço de Atendimento Técnico

DICAS TÉCNICAS. Procedimentos S.A.T. - Serviço de Atendimento Técnico SUMÁRIO Dicas Técnicas... 02 1. Problemas com Impressoras... 03 1.1. A impressora não está imprimindo nada.... 03 1.2. A impressora não está imprimindo em DOS... 03 1.3. A impressora não esta imprimindo

Leia mais

Informações sobre a tecnologia ADSL. Seleção de protocolo e de driver. Índice. visão geral. instalação do modem ECI USB ADSL

Informações sobre a tecnologia ADSL. Seleção de protocolo e de driver. Índice. visão geral. instalação do modem ECI USB ADSL um cap tulo capítulo visão geral 3 5 6 14 Índice visão geral informações sobre a tecnologia ADSL seleção de protocolo e de driver recursos instalação do modem ECI USB ADSL instalação do drive ADSL USB

Leia mais

ITCELL SOFTWARE SOFTCELL

ITCELL SOFTWARE SOFTCELL ITCELL SOFTWARE SOFTCELL 2.0 1.Sumário 2.1 Instalação do SoftCell...2 2.2 Instalação do driver de comunicação...7 5.1 Abrindo o Software SoftCell...11 5.2 Acessando a interface...12 5.3 Configuração da

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep

Leia mais

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação Guia de Instalação 29 de setembro de 2010 1 Sumário Introdução... 3 Os Módulos do Andarta... 4 Instalação por módulo... 6 Módulo Andarta Server... 6 Módulo Reporter... 8 Módulo Agent... 9 Instalação individual...

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

MÓDULO 7 Modelo OSI. 7.1 Serviços Versus Protocolos

MÓDULO 7 Modelo OSI. 7.1 Serviços Versus Protocolos MÓDULO 7 Modelo OSI A maioria das redes são organizadas como pilhas ou níveis de camadas, umas sobre as outras, sendo feito com o intuito de reduzir a complexidade do projeto da rede. O objetivo de cada

Leia mais

MANUAL PROTOCOLOS DE INTEGRAÇÃO CALL CENTER

MANUAL PROTOCOLOS DE INTEGRAÇÃO CALL CENTER MANUAL PROTOCOLOS DE INTEGRAÇÃO CALL CENTER 027M12R0 16/07/03 LEUCOTRON Sumário Sumário... 2 1 INTRODUÇÃO... 4 2 - AS MENSAGENS... 4 3 - REGRAS... 5 4 - TABELA 1 - Descrição das Mensagens... 5 4.1 - MSG_SERVIDOR...

Leia mais

Índice. VIAWEBsystem - 1

Índice. VIAWEBsystem - 1 V 3.20 Jul09 r2.0 Índice Apresentação...3 Instalação...3 Esquema de Ligação...4 Operação...5 Terminal...6 Funções de Programação...7 [007 a 011] Programação da Entrada (Setor Interno)... 7 Função 007

Leia mais

Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14

Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14 Manual de Instalação START PREMIUM V 3.2.14 1/48 Este documento possui 46 páginas. Elaborado por: Innova Tecnologia de Soluções. Liberado em Novembro de 2013. Impresso no Brasil. Sujeito a alterações técnicas.

Leia mais

1. Introdução. 2. Conteúdo da embalagem

1. Introdução. 2. Conteúdo da embalagem 1 1. Introdução / 2. Conteúdo da embalagem 1. Introdução O Repetidor WiFi Multilaser é a combinação entre uma conexão com e sem fio. Foi projetado especificamente para pequenas empresas, escritórios e

Leia mais

Notas de Software. Driver de comunicação SCP V10 para o supervisório Elipse SCADA. HI Tecnologia. Documento de acesso público

Notas de Software. Driver de comunicação SCP V10 para o supervisório Elipse SCADA. HI Tecnologia. Documento de acesso público Notas de Software Driver de comunicação SCP V10 para o supervisório Elipse SCADA HI Tecnologia Documento de acesso público PNS.0006 Versão 1.03 novembro-2005 HI Tecnologia Driver de comunicação SCP V10

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

Parte 2 Usando o CLI do Roteador

Parte 2 Usando o CLI do Roteador Parte 2 Usando o CLI do Roteador O acesso à CLI Comand Line Interface, é feita pelo usuário no roteador com um terminal ou remotamente. Quando acessamos um roteador, devemos efetuar login nele antes de

Leia mais

RIT Roteiro de Instalação Técnica

RIT Roteiro de Instalação Técnica 1. DADOS DO EQUIPAMENTO Nome do Equipamento Modelo Fabricante Nº RIT TCR RBG 200 ITAUTEC RIT113 Responsável pela elaboração Data da elaboração Washington Oliveira 11/07/2012 Aprovador Data da aprovação

Leia mais

Manual B.P.S ATA 5xxx Índice

Manual B.P.S ATA 5xxx Índice Manual B.P.S ATA 5xxx Índice 1. Conectando o Adaptador para Telefone Analógico (ATA)...02 2. Configurações básicas...05 2.1 Configuração dos parâmetros de usuário e senha para acessos de banda larga do

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

Manual do usuário. ITC 4100 Tools

Manual do usuário. ITC 4100 Tools Manual do usuário ITC 4100 Tools ITC 4100 Tools Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este aplicativo deve ser utilizado em plataforma Windows e comunica-se

Leia mais

TransactionCentre Client

TransactionCentre Client TransactionCentre Client Manual de Instalação Client Connection Esta documentação, softwares e materiais disponibilizados são protegidos por propriedade intelectual e não podem ser copiados, reproduzidos

Leia mais

Multimedidores Inteligentes MGE G3 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf. ABB Automação. Hartmann & Braun

Multimedidores Inteligentes MGE G3 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf. ABB Automação. Hartmann & Braun Multimedidores Inteligentes MGE G3 Modo de uso do software IBIS_BE_cnf ABB Automação Hartmann & Braun Índice 1. IBIS_BE_CNF - DEFINIÇÃO... 3 2. INSTALAÇÃO... 3 2.1. PRÉ-REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO... 3

Leia mais

WinGate - Passo a passo

WinGate - Passo a passo WinGate - Passo a passo Configurando os Computadores de sua rede Nesta etapa, mostraremos como preparar os computadores de sua rede para a instalação do WinGate. 1ª Parte É necessário que os computadores

Leia mais

Roteiro de Instalação e Configuração Módulo GETNET LAC

Roteiro de Instalação e Configuração Módulo GETNET LAC Roteiro de Instalação e Configuração Módulo GETNET LAC Conteúdo 1. INTRODUÇÃO... 2 2. DESCRIÇÃO DO NEGÓCIO... 2 3. PRÉ REQUISITOS... 3 4. COMPONENTES DO MÓDULO... 4 5. INSTALAÇÃO DO MÓDULO... 4 5.1 BACKUP...4

Leia mais

Manual do usuário. Softcall Java. versão 1.0.5

Manual do usuário. Softcall Java. versão 1.0.5 Manual do usuário Softcall Java versão 1.0.5 Sumário Iniciando SoftCall...3 Tela Principal...3 Configurando o SoftCall...4 Agenda...5 Incluindo um contato...5 Procurando um contato...6 Apagando um contato...6

Leia mais

DESCRIÇÃO DO TRABALHO - VERSÃO DE 29/04/2006 15:00.

DESCRIÇÃO DO TRABALHO - VERSÃO DE 29/04/2006 15:00. DESCRIÇÃO DO TRABALHO - VERSÃO DE 29/04/2006 15:00. Descrição Geral do trabalho. O objetivo do trabalho será o desenvolvimento de um programa Cliente/Servidor para o envio e recebimento de arquivos. Os

Leia mais

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7.

Obs: É necessário utilizar um computador com sistema operacional Windows 7. Instalando os Pré-Requisitos Os arquivos dos 'Pré-Requisitos' estão localizados na pasta Pré-Requisitos do CD HyTracks que você recebeu. Os arquivos também podem ser encontrados no servidor. (www.hytracks.com.br/pre-requisitos.zip).

Leia mais

PHONE. manual do usuário Version 1.1 FPP 011001

PHONE. manual do usuário Version 1.1 FPP 011001 Version 1.1 FPP 011001 CONTEÚDO DO KIT FLIP ESPECIFICAÇÃO FUNÇÕES DO TERMINAL COMO INSTALAR O TERMINAL ANEXO I ANEXO II ANEXO III ÍNDICE 5 5 6 9 12 17 18 3 CONTEÚDO DO KIT FLIP Terminal FLIP Phone ESPECIFICAÇÃO

Leia mais

PHONE. manual do usuário. Version 1.0 FPP 010001

PHONE. manual do usuário. Version 1.0 FPP 010001 Version 1.0 FPP 010001 índice CONTEÚDO DO KIT FLIP ESPECIFICAÇÃO TERMINAL FUNÇÕES DO TERMINAL COMO INSTALAR O TERMINAL ANEXO I ANEXO II 5 5 5 6 9 12 17 CONTEÚDO DO KIT FLIP RC Terminal FLIP Phone Fonte

Leia mais

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados8. Guia de Instalação

Leia antes de utilizar. Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados8. Guia de Instalação Leia antes de utilizar Sistema de Software de Desenho de Bordados Personalizados8 Guia de Instalação Leia este guia antes de abrir o pacote do CD-ROM Obrigado por adquirir este software. Antes de abrir

Leia mais

Principais Perguntas e Respostas

Principais Perguntas e Respostas Principais Perguntas e Respostas Por que ocorre erro de duplicidade ao enviar a Nota Fiscal ou Conhecimento de Frete? Este erro ocorre pois não obteve o arquivo XML autenticado pela Secretaria da Fazenda

Leia mais

Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server

Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server Manual de Instalação, Configuração e utilização do MG-Soft Server V 1.7 www.pinaculo.com.br (51) 3541-0700 Sumário Apresentação... 3 1. Instalando o MG-Soft Server... 3 1.1. REQUISITOS MÍNIMOS... 3 1.2.

Leia mais

MANUAL. Objetivo: Descrever o procedimento de instalação e uso do equipamento e software.

MANUAL. Objetivo: Descrever o procedimento de instalação e uso do equipamento e software. MANUAL Objetivo: Descrever o procedimento de instalação e uso do equipamento e software. Público alvo: Instaladores, prestadores de serviços, técnicos de manutenção, TI e supervisores. Revisão D 09/02/2011

Leia mais

COMO INSTALAR O CATÁLOGO

COMO INSTALAR O CATÁLOGO Este guia tem por finalidade detalhar as etapas de instalação do catálogo e assume que o arquivo de instalação já foi baixado de nosso site. Caso não tenho sido feita a etapa anterior favor consultar o

Leia mais

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações

Manual de Instalação de Telecentros Comunitários. Ministério das Comunicações Manual de Instalação de Telecentros Comunitários Ministério das Comunicações As informações contidas no presente documento foram elaboradas pela International Syst. Qualquer dúvida a respeito de seu uso

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile 1 1 INICIANDO O APLICATIVO PELA PRIMEIRA VEZ... 3 2 PÁGINA PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1 INTERFACE INICIAL... 4 2.2 DISPOSITIVO NÃO REGISTRADO...

Leia mais

Acesso Remoto Geovision

Acesso Remoto Geovision Inviolável Segurança Acesso Remoto Geovision Manual de apoio para configuração do acesso remoto no sistema Geovision no Windows e Internet Explorer. Luan Santos da Silva luan@w7br.com versão: 1.0 By: Luan

Leia mais

MANUAL SENHA DIGITAL SUMÁRIO:

MANUAL SENHA DIGITAL SUMÁRIO: SUMÁRIO: APRESENTAÇÃO... 02 1- RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES... 02 2- DESEMBALANDO O CONTROLE DE ACESSO... 02 3- ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 02 4- COMO INSTALAR... 03 5- EXEMPLO DE POSICIONAMENTO DO CONTROLE

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E TERMINAL SERVICES) Professor Carlos Muniz

ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E TERMINAL SERVICES) Professor Carlos Muniz ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS OPERACIONAIS SERVIÇOS DE ACESSO REMOTO (TELNET E O que é roteamento e acesso remoto? Roteamento Um roteador é um dispositivo que gerencia o fluxo de dados entre segmentos da rede,

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA

MANUAL DO USUÁRIO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA SISTEMA CARTÓRIOS: Módulo Veículos Manual do Usuário Pág. 1 de 19 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA MANUAL DO USUÁRIO Versão 1.0 10/06/2014

Leia mais

Manual do usuário. isic 5 - Windows Phone

Manual do usuário. isic 5 - Windows Phone Manual do usuário isic 5 - Windows Phone 1. Informações para o usuário Este manual irá auxiliá-lo na instalação e utilização do software para visualização das imagens dos DVRs e Câmera Speed Dome IP da

Leia mais

Eletrônica Industria e Comércio Ltda www.amcp.com.br

Eletrônica Industria e Comércio Ltda www.amcp.com.br Ligação a Microcomputador Ver. 2.0 de 07/11/2011 O DIM4 pode ser muito mais facilmente programado através de um programa em microcomputador. Para tanto é necessário uma interface USB-TTL como a figura

Leia mais

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados.

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados. Bem Vindo GDS TOUCH Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO O GDS Touch é um painel wireless touchscreen de controle residencial, com design totalmente 3D, interativo

Leia mais