Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006"

Transcrição

1 Confab Anuncia Resultados para o Segundo Trimestre de 2006 São Paulo, 03 de agosto de Confab Industrial S.A. (BOVESPA:CNFB4), uma empresa Tenaris, anunciou hoje os resultados correspondentes aos primeiros seis meses e ao segundo trimestre de (Todos os valores estão em milhares de reais, exceto o resultado por ação). Highlights / Dados relevantes O resultado líquido do segundo trimestre mostrou um lucro de R$ Este resultado foi ligeiramente inferior ao reportado no primeiro trimestre de 2006, que foi de R$ O EBITDA atingiu no segundo trimestre o valor de R$ (13% da receita líquida), enquanto no primeiro trimestre foi de R$ (22% da receita líquida). Essa diminuição da margem referese, principalmente, ao desfavorável mix de vendas, com maior participação das exportações. A receita líquida do segundo trimestre foi de R$ (R$ no primeiro trimestre de 2006). A Carteira total em 30/06/2006 mostra um importante aumento de 26%, atingindo o valor de R$ (R$ em 31/03/2006), devido principalmente ao ingresso de ordens no Negócio de Equipamentos. Resultados do segundo trimestre de 2006 O resultado do segundo trimestre de 2006, similar ao ocorrido no primeiro trimestre, mostrou um valor significativamente menor quando comparado ao excepcional resultado de 2005, ano no qual foram fornecidos importantes projetos no Brasil e na Argentina. O lucro líquido foi de R$ (R$ no mesmo período do ano anterior). Essa diminuição devese, principalmente, ao menor volume de vendas no Negócio de Tubos, tendo sido faturadas 65 mil tons em comparação a 132 mil tons no mesmo período de Consequentemente, a receita líquida atingiu R$ contra R$ em igual período de No Negócio de Tubos, o volume de exportações representou 59% do total das vendas no período (37% em igual período de 2005). Este mix de mercado, com a queda do dólar no último ano, afetou negativamente o preço e a contribuição média do negócio. No Negócio de Equipamentos, o volume de faturamento foi de 125 mil horas homem (181 mil horas homem no mesmo período de 2005). Esta diminuição foi ocasionada devido à demora na concretização de alguns projetos, os quais fazem parte da carteira atual.

2 Resultados dos primeiros seis meses de 2006 Similar ao previamente comentado, o resultado do primeiro semestre de 2006 mostrou um valor significativamente menor quando comparado ao excepcional resultado de O lucro líquido foi de R$ (R$ no mesmo período do ano anterior). Essa diminuição devese, principalmente, ao menor volume de vendas no Negócio de Tubos, tendo sido faturadas 117 mil tons em comparação a 237 mil tons no mesmo período de Consequentemente, a receita líquida atingiu R$ contra R$ em igual período de No Negócio de Tubos, o mix de mercado, com maior participação das exportações, com a queda do dólar no último ano, afetou negativamente o preço e a contribuição média do negócio. No Negócio de Equipamentos, o volume de faturamento foi de 224 mil horas homem (322 mil horas homem no mesmo período de 2005). Esta diminuição foi ocasionada devido a demora na concretização de alguns projetos, os quais fazem parte da carteira em 30/06/2006. Carteira Mantendo o mesmo nível do trimestre anterior, a carteira do Negócio Tubos em 30/06/2006 foi de R$ , sendo 66% destinados a exportação, principalmente na América do Norte. No Negócio de Equipamentos, a carteira mostrou um incremento significativo, passando de R$ em 31/03/2006 para R$ em 30/06/2006, principalmente com ingresso de ordens nos segmentos de metalurgia e celulose. O total da carteira em 30/06/2006 era de R$ Mais informações Marcelo Héctor Barreiro Relação com Investidores (55) Tel Fábio Steinberg Contato com Imprensa (5511) Tel ou Cel Fernanda Valente Comunicação Corporativa (55) Tel

3 Demonstração dos Resultados Consolidados Períodos findos em 30 de junho de 2006 e 2005 (Valores expressos em milhares de reais, exceto o resultado por ação) Periodo de Janeiro a Junho 30/06/ /06/2005 Receita operacional líquida Custo dos produtos e serviços vendidos ( ) ( ) Lucro bruto Despesas com vendas, administrativa e outras operacionais (72.007) (98.674) Lucro (prejuízo) operacional antes do resultado de equivalência patrimonial e do resultado financeiro Resultado financeiro (9.012) (4.693) Resultado de equivalência patrimonial (3.901) (3.247) Lucro (prejuízo) antes das tributações, participações e resultado não operacional Imposto de renda e contribuição social (18.751) (76.101) Participações/contribuições estatutárias (2.167) (10.954) Resultado não operacional (74) (228) Lucro (prejuízo) antes das participações minoritárias Participações dos acionistas minoritários (1.185) (3.969) Lucro (prejuízo) líquido do período Lucro (prejuízo) líquido do exercício por ação - R$ 0,0853 0,4337

4 Demonstração dos Resultados Consolidados Períodos findos em 30 de junho de 2006 e 2005 (Valores expressos em milhares de reais, exceto o resultado por ação) Periodo de Abril a Junho 30/06/ /06/2005 Receita operacional líquida Custo dos produtos e serviços vendidos ( ) ( ) Lucro bruto Despesas com vendas, administrativa e outras operacionais (42.188) (59.875) Lucro (prejuízo) operacional antes do resultado de equivalência patrimonial e do resultado financeiro Resultado financeiro (1.090) (494) Resultado de equivalência patrimonial 163 (4.122) Lucro (prejuízo) antes das tributações, participações e resultado não operacional Imposto de renda e contribuição social (6.631) (38.597) Participações/contribuições estatutárias (1.424) (4.721) Resultado não operacional (61) (210) Lucro (prejuízo) antes das participações minoritárias Participações dos acionistas minoritários 2 (2.885) Lucro (prejuízo) líquido do período Lucro (prejuízo) líquido do exercício por ação - R$ 0,0419 0,2191

5 Demonstração do Fluxo de Caixa Períodos findos em 30 de Junho de 2006 e 2005 (Valores expressos em milhares de reais) Janeiro a Junho Lucro líquido do exercício Depreciação e amortização Baixa de ativos imobilizados Resultado de equivalência patrimonial Provisão para contingência Imposto de renda e contribuição social diferidos (1.435) Var.cambial e outros resultados sobre itens de longo prazo (11.329) Subtotal Redução (aumento) nas contas do ativo e passivo (55.624) ( ) Geração de caixa proveniente das (utilização de caixa em) atividades operacionais (17.027) Investimento em imobilizado (16.534) (19.461) Utilização de caixa em atividades de investimento (16.534) (19.461) Atividades de financiamento Pagamento de juros sobre capital próprio (26.008) (18.938) Empréstimos e financiamentos Captação Amortização (13.680) ( ) Utilização de caixa em atividades de financiamento (13.957) (97.664) Efeito de variação cambial sobre disponibilidades (15.761) (5.758) Aumento (diminuição) no caixa e quivalentes (31.060) ( ) Saldo inicial de caixa e equivalentes Saldo final de caixa e equivalentes Aumento (diminuição) no caixa e equivalentes (31.060) ( )

6 Demonstração do Fluxo de Caixa Períodos findos em 30 de Junho de 2006 e 2005 (Valores expressos em milhares de reais) Abril a Junho Lucro líquido do exercício Depreciação e amortização Baixa de ativos imobilizados Resultado de equivalência patrimonial (163) Provisão para contingência Imposto de renda e contribuição social diferidos (3.345) Var.cambial e outros resultados sobre itens de longo prazo (18.669) Subtotal Redução (aumento) nas contas do ativo e passivo (7.777) (10.333) Geração de caixa proveniente das (utilização de caixa em) atividades operacionais Investimento em imobilizado (12.418) (12.108) Utilização de caixa em atividades de investimento (12.418) (12.108) Atividades de financiamento Pagamento de juros sobre capital próprio (24.732) (18.938) Empréstimos e financiamentos Captação Amortização (8.979) ( ) Utilização de caixa em atividades de financiamento (23.045) (66.711) Efeito de variação cambial sobre disponibilidades (853) (6.320) Aumento (diminuição) no caixa e quivalentes (18.555) (27.229) Saldo inicial de caixa e equivalentes Saldo final de caixa e equivalentes Aumento (diminuição) no caixa e equivalentes (18.555) (27.229)

7 Balanço Patrimonial (Valores expressos em milhares de reais) 30/06/ /06/2005 Circulante Caixa/Bancos e Aplicações Financeiras Outros Ativos Circulantes Realizável a Longo Prazo Investimentos Imobilizado Ativo Total Circulante Empréstimos e Financiamentos Outros Passivos Circulantes Exigível a Longo Prazo Empréstimos e Financiamentos Outros Passivos a Longo Prazo Patrimônio Líquido dos Minoritários Patrimônio Líquido Passivo e Patrimônio Líquido Total

Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008

Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008 Confab Anuncia Resultados para o Terceiro Trimestre de 2008 São Paulo, 30 de outubro de 2008. Confab Industrial S.A. (BOVESPA: CNFB4), uma empresa Tenaris, anunciou hoje os resultados correspondentes ao

Leia mais

Confab Anuncia Resultados para o Primeiro Trimestre de 2008

Confab Anuncia Resultados para o Primeiro Trimestre de 2008 Confab Anuncia Resultados para o Primeiro Trimestre de 2008 São Paulo, 30 de abril de 2008. Confab Industrial S.A. (BOVESPA:CNFB4), uma empresa Tenaris, anunciou hoje os resultados correspondentes ao primeiro

Leia mais

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A.

A Geradora Aluguel de Máquinas S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo Passivo e patrimônio líquido Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 6) 25.888 67.330 Fornecedores 4.797 8.340 Aplicações financeiras 3.341

Leia mais

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005

ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. ELETRONUCLEAR CNPJ: / DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 ELETROBRÁS TERMONUCLEAR S.A. CNPJ: 42.540.2 11/000 1-6 7 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31/09/2005 BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE SETEMBRO A T I V O 2005 2004 CIRCULANTE Numerário disponível 805 12.378 Aplicações

Leia mais

2

2 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Controladora Consolidado ATIVO Jun 2009 Set 2009 Jun 2009 Set 2009 Circulante Disponibilidades 23,0 37,4 56,1 92,1 Contas a receber de clientes 62,8 72,8 114,2 125,9 Estoques

Leia mais

Confab anuncia resultados do ano e do quarto trimestre de 2008

Confab anuncia resultados do ano e do quarto trimestre de 2008 Confab anuncia resultados do ano e do quarto trimestre de 2008 São Paulo, 25 de fevereiro de 2009. Confab Industrial S.A. (BOVESPA: CNFB4), uma empresa Tenaris, anunciou hoje os resultados do quarto trimestre

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 ATIVO NE 31/12/2013 31/12/2012 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2013 31/12/2012 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 85.142.911 86.881.544

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

Gas Brasiliano Distribuidora S.A.

Gas Brasiliano Distribuidora S.A. Balanço patrimonial em 31 de março (não auditado) Ativo 2016 2015 Passivo e patrimônio líquido 2016 2015 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 78.050 132.536 Fornecedores 23.096 19.064 Contas

Leia mais

Nivelamento de Conceitos Contábeis

Nivelamento de Conceitos Contábeis Nivelamento de Conceitos Contábeis Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial - BP Demonstração de Resultado do Exercício - DRE Demonstração dos Fluxos de Caixa DFC Substituiu a Demonstração das Origens

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 ATIVO CIRCULANTE

BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 ATIVO CIRCULANTE BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 A T I V O 31.12.2009 31.12.2008 ATIVO CIRCULANTE 77.677 45.278 DISPONIBILIDADES 46 45 APLICAÇÕES INTERFINANCEIRAS DE LIQUIDEZ 1.641 314 APLICAÇÕES EM

Leia mais

SOMOS Educação ER 1T17

SOMOS Educação ER 1T17 SOMOS Educação ER 1T17 1 São Paulo, 15 de maio de 2017 A SOMOS Educação S.A. (BM&FBOVESPA: SEDU3) divulga seus resultados do 1º trimestre de 2017 ( 1T17 ). Os comentários aqui incluídos referem-se aos

Leia mais

PERMANENTE

PERMANENTE BALANÇO PATRIMONIAL EM 30 DE JUNHO DE 2009 E 2008 A T I V O 30.06.2009 30.06.2008 ATIVO CIRCULANTE 62.969 46.291 DISPONIBILIDADES 46 47 APLICAÇÕES INTERFINANCEIRAS DE LIQUIDEZ 13.419 593 APLICAÇÕES EM

Leia mais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais

Dersa Desenvolvimento Rodoviário S.A. Balanços patrimoniais Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Ativo Nota 2014 2013 Passivo Nota 2014 2013 (Ajustado) (Ajustado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 5 48.650 835 Fornecedores 10

Leia mais

Contabilidade Avançada Prof. João Domiraci Paccez Exercício Nº 17

Contabilidade Avançada Prof. João Domiraci Paccez Exercício Nº 17 Exercício Nº 17 1 Elaboração do Balanço Patrimonial de em moeda de ATIVO Valores Históricos Valores ajustados Quant. de Valores na moeda de Ativo circulante 350.000 105.132,3249 416.324 Caixa 80.000 80.000

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 E 2014 ATIVO NE 31/12/2015 31/12/2014 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO NE 31/12/2015 31/12/2014 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades 4 90.705.601 82.095.096

Leia mais

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil)

CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 (Em R$ Mil) CNPJ 47.902.648/0001-17 CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 28 DE FEVEREIRO DE 2011 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Bancos 46 Fornecedores 41.785 Aplicações Financeiras 5.541 Provisão

Leia mais

ATIVO Nota PASSIVO Nota

ATIVO Nota PASSIVO Nota Balanços patrimoniais ATIVO Nota 2016 2015 PASSIVO Nota 2016 2015 CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e equivalentes de caixa 165 528 Recursos a serem aplicados em projetos 7 23.836 23.413 Caixa e equivalentes

Leia mais

Earnings Release 3T13

Earnings Release 3T13 UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 3T13 E DOS 9M13 São Paulo, 12 de novembro de 2013 A UNIPAR CARBOCLORO S.A. (BM&FBOVESPA: UNIP3, UNIP5 e UNIP6) divulga hoje os resultados referentes ao terceiro

Leia mais

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) 4T04 3T05 4T05

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) 4T04 3T05 4T05 Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 09 de fevereiro de 2006. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) (NYSE:EMT; BOVESPA: EBTP4, EBTP3) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações

Leia mais

DESTAQUES. Após tornar-se efetiva a operação, a EDF Internacional remanescerá com 10% das ações da Companhia.

DESTAQUES. Após tornar-se efetiva a operação, a EDF Internacional remanescerá com 10% das ações da Companhia. Rio de Janeiro, Brasil, 25 de Julho de 2006 - A LIGHT S.A. ( LIGT3 ), controladora das empresas do GRUPO LIGHT, anuncia seu resultado relativo ao 1 Semestre de 2006. A cotação do dólar em 30/06/2006 era

Leia mais

COMPANHIA ENERGÉTICA DE ALAGOAS - CEAL CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO

COMPANHIA ENERGÉTICA DE ALAGOAS - CEAL CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE 2000 E DE 1999 (Em Milhares de Reais) ATIVO Legislação Societária CIRCULANTE Numerário disponível 8.081 6.646 Consumidores e revendedores 83.995 67.906 Devedores

Leia mais

Release de Resultados

Release de Resultados São Paulo, 14 de novembro de 2016 O Banco Sofisa S.A. (SFSA4), banco múltiplo, especializado na concessão de crédito para empresas de pequeno e médio porte, anuncia hoje seu resultado do 3º trimestre de

Leia mais

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO

TOTAL DO ATIVO TOTAL DO PASSIVO CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2016 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 7.061 Fornecedores 33.947 Contas a Receber 41.832

Leia mais

ASSOCIAÇÃO POLICIAL DE ASSISTENCIA A SAUDE SOROCABA/SP

ASSOCIAÇÃO POLICIAL DE ASSISTENCIA A SAUDE SOROCABA/SP BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO ATIVO CIRCULANTE 10.687.179,18 9.867.341,83 Disponível 53.970,81 482,70 Realizável 10.633.208,37 9.866.859,13 Aplicações Financeiras 5.099.575,74 5.008.378,64 Aplicações Vinculadas

Leia mais

TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 1999.

TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 1999. Contatos: Walmir Urbano Kesseli Joana Dark Fonseca Serafim Telefone: (041)305-5447 Fax: (041)305-3074 E-mail: joana.serafim@telecelularsul.com.br Homepage: www.telecelularsul.com.br TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES

Leia mais

ATIVO

ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL DOS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO CONTROLADORA CONSOLIDADO ATIVO CIRCULANTE Numerário disponível 5.803 1.361 17.311 8.292 Aplicações no mercado aberto 1.216.028 665.948 1.216.530

Leia mais

TELE NORDESTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2004

TELE NORDESTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2004 Contatos: Tele Nordeste Celular Participações S.A. Walmir Urbano Kesseli 55.81.3302.2813 Leonardo Wanderley 55.81.3302.2594 leonardo.wanderley@timnordeste.com.br Polyana Maciel 55.81.3302.2593 polyana.maciel@timnordeste.com.br

Leia mais

1. Elaborar a Demonstração dos Fluxos de Caixa (Método Direto e Indireto). BALANÇO PATRIMONIAL Ativo X1 X2 Variação ATIVO CIRCULANTE

1. Elaborar a Demonstração dos Fluxos de Caixa (Método Direto e Indireto). BALANÇO PATRIMONIAL Ativo X1 X2 Variação ATIVO CIRCULANTE 1. Elaborar a Demonstração dos Fluxos de Caixa (Método Direto e Indireto). C I A. E X E M P L O BALANÇO PATRIMONIAL Ativo X1 X2 Variação ATIVO CIRCULANTE Caixa 2.500 18.400 15.900 Clientes 15.600 13.400

Leia mais

ROSSI RESIDENCIAL S.A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.002

ROSSI RESIDENCIAL S.A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.002 ROSSI RESIDENCIAL S.A. COMENTÁRIOS SOBRE O DESEMPENHO CONSOLIDADO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2.002 Estratégia e Performance Operacional: Durante o ano de 2001, a escassez de linhas de financiamentos e o

Leia mais

Demonstrações Contábeis Obrigatórias

Demonstrações Contábeis Obrigatórias ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS NO BRASIL Demonstrações Contábeis Obrigatórias Balanço Patrimonial (BP) Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

8.000 ATIVO CIRCULANTE

8.000 ATIVO CIRCULANTE BALANÇO PATRIMONIAL DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO Ativo X0 X1 Receita de Vendas 8.000 ATIVO CIRCULANTE 500 2.150 (-) CPV -5.000 Caixa 100 1.000 Lucro Bruto 3.000 Bancos 200 100 (-) Despesas financeiras -1.500

Leia mais

Informações Consolidadas

Informações Consolidadas METALÚRGICA GERDAU S.A. e empresas controladas Desempenho no 1 o trimestre As Demonstrações Financeiras Consolidadas da Metalúrgica Gerdau S.A. são apresentadas em conformidade com as normas internacionais

Leia mais

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PRINCIPAIS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Flávio Smania Ferreira 5 termo ADMINISTRAÇÃO GERAL e-mail: flavioferreira@live.estacio.br blog: http://flaviosferreira.wordpress.com Demonstrações Contábeis: Representa

Leia mais

Informações Consolidadas

Informações Consolidadas METALÚRGICA GERDAU S.A. e empresas controladas Desempenho da Gerdau no 2 o trimestre As Demonstrações Financeiras Consolidadas da Metalúrgica Gerdau S.A. são apresentadas em conformidade com as normas

Leia mais

Pomi Frutas divulga resultados do 1T17

Pomi Frutas divulga resultados do 1T17 Pomi Frutas divulga resultados do 1T17 Fraiburgo, 12 de maio de 2017 A Pomi Frutas S.A.(BM&FBovespa: FRTA3) Pomi Frutas ou Companhia, pioneira na produção e comercialização de maçãs in-natura e processadas

Leia mais

2T17. Divulgação de Rsultados 2T17 e 1S17. carros

2T17. Divulgação de Rsultados 2T17 e 1S17. carros 2T17 Divulgação de Rsultados 2T17 e 1S17 carros Divulgação de Resultados 2T17 e 1S17 Frota em 30/06/2017: 151.750 carros Destaques Operacionais Diárias - Aluguel de Carros (mil) Destaques Financeiros Receita

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ ODONTOPREV S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Divulgação de Resultado 4T15

Divulgação de Resultado 4T15 Divulgação de Resultado 4T15 1 Dados de mercado em 17/03/2016 Cotação: R$2,12 Valor de Mercado: R$140.103.091,68 T e l e c o n f e r ê n c i a 4T15 Teleconferência em português: 18 de março de 2016 Sexta-feira,

Leia mais

Autometal registra um lucro líquido de R$156,2 milhões, aumento de 45,5% em relação aos 9M10. Margem líquida cresceu 3,9p.p nos 9M11 para 13,0%.

Autometal registra um lucro líquido de R$156,2 milhões, aumento de 45,5% em relação aos 9M10. Margem líquida cresceu 3,9p.p nos 9M11 para 13,0%. Autometal registra um lucro líquido de R$156,2 milhões, aumento de 45,5% em relação aos 9M10. Margem líquida cresceu 3,9p.p nos 9M11 para 13,0%. São Paulo, 27 de outubro de 2011 A Autometal S.A. [Bovespa:

Leia mais

CPC 26 Apresentações de Demonstrações Contábeis-Balanço

CPC 26 Apresentações de Demonstrações Contábeis-Balanço CPC CPC 26 Apresentações de Demonstrações Contábeis-Balanço Este Pronunciamento Técnico não prescreve a ordem ou o formato que deva ser utilizado na apresentação das contas do balanço patrimonial, mas

Leia mais

ALPARGATAS CRESCE 31% O LUCRO LÍQUIDO DO 2T16 COM O BOM DESEMPENHO DE HAVAIANAS NO BRASIL

ALPARGATAS CRESCE 31% O LUCRO LÍQUIDO DO 2T16 COM O BOM DESEMPENHO DE HAVAIANAS NO BRASIL TELECONFERÊNCIA Data: 8/8/2016 às 17h ALPARGATAS CRESCE 31% O LUCRO LÍQUIDO DO 2T16 COM O BOM DESEMPENHO DE HAVAIANAS NO BRASIL Telefone: (55 11) 3193-1001 (55 11) 2820-4001 Senha: Alpargatas Slides: http://ri.alpargatas.com.br

Leia mais

PRINCIPAIS INDICADORES CONSOLIDADOS. DESTAQUES Financeiro. Operacional. Estratégico

PRINCIPAIS INDICADORES CONSOLIDADOS. DESTAQUES Financeiro. Operacional. Estratégico São Paulo, 15 de agosto de 2016 - A SOMOS Educação S.A. (BM&FBOVESPA: SEDU3) divulga seus resultados do 2º trimestre de 2016 (2T16) e do primeiro semestre de 2016 (1S16). Os comentários aqui incluídos

Leia mais

Earnings Release 2T16 e 6M16

Earnings Release 2T16 e 6M16 Crescimento da receita líquida de 5,9% nos 6M16, totalizando R$ 232,6 milhões contra R$ 219,7 milhões nos 6M15 Lançamento de 4 novos produtos no semestre Teleconferência Relações com Investidores Português

Leia mais

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016

Energisa Borborema - Distribuidora de Energia S/A Resultados do 1º trimestre de 2016 Resultados do 1º trimestre de 2016 Cataguases, 13 de maio de 2016 A Administração da ( Energisa Borborema ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre (1T16). As informações financeiras

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ AMBEV S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 8 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

LUCRO LÍQUIDO DO 3T16 CRESCE 10,6% E DOS 9M16, 19,8%

LUCRO LÍQUIDO DO 3T16 CRESCE 10,6% E DOS 9M16, 19,8% TELECONFERÊNCIA Data: 7/11/2016 às 17h LUCRO LÍQUIDO DO 3T16 CRESCE 10,6% E DOS 9M16, 19,8% Telefone: (55 11) 3193-1001 (55 11) 2820-4001 Senha: Alpargatas Slides: http://ri.alpargatas.com.br Palestrantes:

Leia mais

TELEFONICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro trimestre de 2004

TELEFONICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro trimestre de 2004 TELEFONICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro trimestre de 2004 Publicação, 07 de maio de 2004 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Charles E. Allen TELEFONICA DATA

Leia mais

2T05 DESEMPENHO DA MRS LOGÍSTICA HYPERLINK 2 TRIMESTRE DE 2005

2T05 DESEMPENHO DA MRS LOGÍSTICA HYPERLINK 2 TRIMESTRE DE 2005 DESEMPENHO DA MRS LOGÍSTICA HYPERLINK 2 TRIMESTRE DE 2005 2T05 MRS BATE NOVOS RECORDES: 9,35 MILHÕES DE TONELADAS EM MAIO E ATINGE LUCRO LÍQUIDO DE MAIS DE R$199 MILHÕES NO 1 SEMESTRE A MRS Logística S.A.

Leia mais

2º TRIMESTRE DE 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS

2º TRIMESTRE DE 2016 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS fg 2º TRIMESTRE DE 2016 Retomada do crescimento de vendas totais e mesmas lojas, aliada a ganho consistente de market share no mercado total a. A receita líquida totalizou R$4,3 bilhões no 2T16, com retomada

Leia mais

Análise das Demonstrações Contábeis Aplicações Práticas

Análise das Demonstrações Contábeis Aplicações Práticas Introdução O capítulo desenvolverá aplicações práticas do processo de análise econômico-financeira com base nas demonstrações de uma empresa de eletroeletrônicos Todos os valores dos demonstrativos estão

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 3T16

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 3T16 1) VISÃO GERAL DA COMPANHIA A Iochpe- é uma companhia global, líder mundial na produção de rodas automotivas, um dos principais produtores de componentes estruturais automotivos nas Américas e também líder

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores acionistas, A CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A., ( CVC ou Companhia ) apresenta, a seguir, seu Relatório da Administração e as demonstrações financeiras

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR)

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) 1 de 8 31/01/2015 14:50 DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) Até 31.12.2007, a Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (DOAR) era obrigatória para as companhias abertas e

Leia mais

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS

Contabilidade ESTRUTURA PATRIMONIAL SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) FLUXO DE RECURSOS. Fluxo dos recursos SÍNTESE DO FUNCIONAMENTO DAS CONTAS ESTRUTURA PATRIMONIAL Patrimônio = Bens + Direitos ( ) Obrigações SITUAÇÃO LÍQUIDA (PATRIMÔNIO LÍQUIDO) Ativo ( ) Passivo = Situação Líquida (Patrimônio Líquido) FLUXO DE RECURSOS ATIVO Aplicação dos Recursos

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro semestre de 2004

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o primeiro semestre de 2004 Resultado Consolidado para o primeiro semestre de 2004 Publicação, 26 de julho de 2004 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Charles E. Allen TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A., SP, Brasil.

Leia mais

Destaques do 1º trimestre de 2016

Destaques do 1º trimestre de 2016 Destaques do 1º trimestre Principais Destaques O EBITDA e margem EBITDA consolidada no 1T16 apresentaram aumento em relação ao 4T15, apesar do cenário do mercado de aço no mundo. Fluxo de caixa livre positivo

Leia mais

Sumário. Capítulo 2. Conceitos Básicos...1. Patrimônio Contabilidade_Geral_Resumida_cap_00.indd 9 14/10/ :44:34

Sumário. Capítulo 2. Conceitos Básicos...1. Patrimônio Contabilidade_Geral_Resumida_cap_00.indd 9 14/10/ :44:34 Sumário Capítulo 1 Conceitos Básicos...1 1. Contabilidade: Conceitos, Objeto, Objetivo, Finalidade e Campo de Aplicação...1 2. Usuários da Informação Contábil...2 3. Principais Tipos de Sociedades Existentes

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 1T16

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 1T16 1) VISÃO GERAL DA COMPANHIA A Iochpe-Maxion é uma companhia global, líder mundial na produção de rodas automotivas, um dos principais produtores de componentes estruturais automotivos nas Américas e também

Leia mais

Destaques do 2º trimestre de 2016

Destaques do 2º trimestre de 2016 Destaques do 2º trimestre Principais Destaques Melhora do EBITDA e da margem EBITDA no 2T16 em relação ao 1T16, em todas as operações de negócio. Fluxo de caixa livre positivo de R$ 807 milhões no 2T16:

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS EDITAL SISTEMATIZADO APRESENTAÇÃO... 21

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS EDITAL SISTEMATIZADO APRESENTAÇÃO... 21 Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 13 EDITAL SISTEMATIZADO... 15 APRESENTAÇÃO... 21 CAPÍTULO I NOÇÕES DE CONTABILIDADE... 23 1. Noções de contabilidade...23 1.1. Conceitos,

Leia mais

TELE NORDESTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2002

TELE NORDESTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2002 Contatos: Tele Nordeste Celular Participações S.A. Walmir Urbano Kesseli 55.81.3216.2591 Fabíola Almeida fabiola.almeida@timnordeste.com.br Polyana Maciel 55.81.3216.2593 polyana.maciel@timnordeste.com.br

Leia mais

Unidade IV ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

Unidade IV ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Unidade IV 20 RESOLUÇÃO DE UM EXERCÍCIO COMPLETO 5 Resolução de um exercício completo elaborado conforme a legislação em vigor. Todos os demonstrativos contábeis já

Leia mais

EXERCICIOS SOBRE DFC. As demonstrações contábeis da Empresa Cosmos, sociedade anônima de capital aberto, em X2, eram os seguintes:

EXERCICIOS SOBRE DFC. As demonstrações contábeis da Empresa Cosmos, sociedade anônima de capital aberto, em X2, eram os seguintes: EXERCICIOS SOBRE DFC As demonstrações contábeis da Empresa Cosmos, sociedade anônima de capital aberto, em 31.12.X2, eram os seguintes: ATIVO X1 X2 PASSIVO X1 X2 Disponível 3.000 1.500 Fornecedores 54.000

Leia mais

Resume-se a seguir o desempenho econômico-financeiro da Companhia no primeiro trimestre de 2016 e 2015: Descrição 1T16 1T15 Variação %

Resume-se a seguir o desempenho econômico-financeiro da Companhia no primeiro trimestre de 2016 e 2015: Descrição 1T16 1T15 Variação % Resultados do 1º trimestre de 2016 Guarapuava, 13 de maio de 2016 A Administração da ( CFLO ou Companhia ) apresenta os resultados do primeiro trimestre (1T16). As informações financeiras e operacionais

Leia mais

Receita operacional líquida* da Companhia no 2T14 atinge R$138,7 milhões, alta de 17,3% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Receita operacional líquida* da Companhia no 2T14 atinge R$138,7 milhões, alta de 17,3% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Aegea Saneamento e Participações S.A. Companhia Aberta CNPJ nº 08.827.501/0001-58 NIRE: 35.300.435.613 Código CVM 2339-6 Receita operacional líquida* da Companhia no 2T14 atinge R$138,7 milhões, alta de

Leia mais

Divulgação de Resultado 1T15

Divulgação de Resultado 1T15 Divulgação de Resultado 1T15 1 Dados de mercado em 07/05/2015 Cotação: R$2,35 Valor de Mercado: R$155.302.955,40 T e l e c o n f e r ê n c i a 1T15 Teleconferência em português 08 de maio de 2015 Sexta-feira,

Leia mais

1T16 DESTAQUES DO 1T16:

1T16 DESTAQUES DO 1T16: Multiner Resultados do 1 Trimestre de 2016 Rio de Janeiro, 19 de maio de 2016 Multiner S.A. Multiner ou Companhia anuncia os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2016 ( 1T16 ). As informações

Leia mais

TEGMA anuncia crescimento de 19,2% da Receita Líquida em 2012

TEGMA anuncia crescimento de 19,2% da Receita Líquida em 2012 TEGMA anuncia crescimento de 19,2% da Receita Líquida em 2012 Teleconferência de Resultados do 4T12 Data: Terça Feira, 02 de abril de 2013 > Português 10:00 (Brasília) 07:00 (US-ET) Tel.: +55 (11) 2188-0155

Leia mais

Teleconferência de Resultados Desempenho do 1T17. MAHLE Metal Leve S.A. 12 de maio de h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE

Teleconferência de Resultados Desempenho do 1T17. MAHLE Metal Leve S.A. 12 de maio de h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE Teleconferência de Resultados Desempenho do 1T17 MAHLE Metal Leve S.A. 12 de maio de 2017 14h00 (horário de Brasília) 1 Destaques 1T17 As vendas ao Mercado Interno Equipamento Original (EO Interno) cresceram

Leia mais

Comunicado à Imprensa

Comunicado à Imprensa Comunicado à Imprensa Para mais informações: Bruno Rossini Vanessa Svib Symantec Corporation Burson-Marsteller (11) 5189-6216 (11) 3094-2248 bruno_rossini@symantec.com vanessa_svib@br.bm.com SYMANTEC APRESENTA

Leia mais

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2001

TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2001 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox VP de Finanças e Diretor de Relações com Investidores Jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores Ldias@telepart.com.br

Leia mais

A Taxa de Ocupação dos veículos no segmento de Aluguel de Carros RAC (excluindo Franquias) foi de 77,4% no 1T14, 6,9p.p. acima da realizada no 1T13.

A Taxa de Ocupação dos veículos no segmento de Aluguel de Carros RAC (excluindo Franquias) foi de 77,4% no 1T14, 6,9p.p. acima da realizada no 1T13. São Paulo, 02 de Maio de 2014 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2014 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ VULCABRAS AZALEIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/ VULCABRAS AZALEIA S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira

Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira Demonstrações Contábeis Balanço Patrimonial e Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) Balanço Patrimonial Conceito É a demonstração contábil destinada a evidenciar, qualitativa e quantitativamente,

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14

BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14 ATIVO Exercício Atual PASSIVO Exercício Atual ATIVO CIRCULANTE 652.201,35 PASSIVO CIRCULANTE 236.288,68 Caixa e Equivalentes de Caixa 652.201,35 Obrigações Trabalhistas, Previdenciárias e Assistenciais

Leia mais

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados:

4. Apure o valor da depreciação acumulada em 31/12/20015, sendo dados: 1. Classifique os itens abaixo em: bens, direitos ou obrigações item bens direito obrigação Empréstimos a receber Dinheiro em caixa Dinheiro depositado no banco veículos biblioteca Salários a pagar estoques

Leia mais

1T15 São Paulo, Brasil, 7 de maio de A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e

1T15 São Paulo, Brasil, 7 de maio de A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e São Paulo, Brasil, 7 de maio de 2015 - A Restoque Comércio e Confecções de Roupas S.A. ( Companhia ) (LLIS3), empresa do setor de vestuário e acessórios de alto padrão no Brasil, apresenta seus resultados

Leia mais

ANEXO I MODELO DE PROJEÇÕES FINANCEIRAS BALANÇO PATRIMONIAL

ANEXO I MODELO DE PROJEÇÕES FINANCEIRAS BALANÇO PATRIMONIAL ANEXO I MODELO DE PROJEÇÕES FINANCEIRAS BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) MÊS 1 MÊS 2 MÊS 3 MÊS N ATIVO ATIVO CIRCULANTE Disponível Aplicações Aplicações Vinculadas a Provisões Técnicas Aplicações

Leia mais

c) Pressupõe-se que a empresa esteja atrasando um tipo de obrigação. Qual seria, mais provavelmente?

c) Pressupõe-se que a empresa esteja atrasando um tipo de obrigação. Qual seria, mais provavelmente? 1-Estruture o Balanço Patrimonial da Cia Alfa com os dados a seguir (em $ milhões - empresa comercial): (não há problema se sobrarem linhas...) Caixa 100; Ações de Outras Companhias 1.000; Fornecedores

Leia mais

Comentário do Desempenho

Comentário do Desempenho Gerdau S.A. Comentário do Desempenho Controladora 1T16 Desempenho no 1º trimestre Controladora A Gerdau S.A. é uma sociedade anônima de capital aberto, com sede no Rio de Janeiro, capital. A Companhia

Leia mais

Resultados de /02/2005

Resultados de /02/2005 NATURA ANUNCIA RESULTADO DO EXERCÍCIO DE 2004 São Paulo, 24 de fevereiro de 2005 A Natura Cosméticos S.A. (Bovespa: NATU3) anuncia hoje os resultados do quarto trimestre de 2004 (4T04) e do exercício de

Leia mais

WEG anuncia os resultados do segundo trimestre de EBITDA de R$ 172,9 milhões, com queda de 32% sobre ano anterior

WEG anuncia os resultados do segundo trimestre de EBITDA de R$ 172,9 milhões, com queda de 32% sobre ano anterior Earnings Release WEG anuncia os resultados do segundo trimestre de 2009 Receita Bruta diminui 6% em relação ao 2T08 EBITDA de R$ 172,9 milhões, com queda de 32% sobre ano anterior Lucro Líquido de R$ 129,7

Leia mais

DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA

DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA DFC DEMONSTRAÇÃO DE FLUXO DE CAIXA Base Legal CPC 03 e Seção 07 da NBC TG 1.000 O presente auto estudo embasará os conceitos e procedimentos técnicos contemplados no CPC 03 (IFRS Integral) e na Seção 07

Leia mais

UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T14

UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T14 UNIPAR CARBOCLORO ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1T14 São Paulo, 15 de maio de 2014 A UNIPAR CARBOCLORO S.A. (BM&FBOVESPA: UNIP3, UNIP5 e UNIP6), empresa brasileira líder de mercado na Região Sudeste na fabricação

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS

DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS CAPÍTULO 29 DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS 29.1 CONCEITO A demonstração das origens e aplicações de recursos é de elaboração e publicação obrigatórias para as sociedades anônimas. Entretanto,

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/ EMBRAER S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ EMBRAER EMPR BRAS. DE AERONAUTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/ EMBRAER EMPR BRAS. DE AERONAUTICA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

1T09. Receita Operacional Líquida atinge R$25,9 milhões no 1T09 e cresce 25,9% em relação ao 4T08 DESTAQUES DO PERÍODO

1T09. Receita Operacional Líquida atinge R$25,9 milhões no 1T09 e cresce 25,9% em relação ao 4T08 DESTAQUES DO PERÍODO São Bernardo do Campo, 30 de abril de 2009 A Fibam Cia Industrial (Bovespa: FBMC3;FBMC4), empresa líder na produção de fixadores especiais, anuncia os seus resultados financeiros relativos ao 1º trimestre

Leia mais

ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures. Série Única. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015

ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures. Série Única. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. 3ª Emissão de Debêntures Série Única Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES) ESCRITURADOR LIQUIDANTE

Leia mais

PRESS RELEASE 3º Trimestre de 2011

PRESS RELEASE 3º Trimestre de 2011 PRESS RELEASE 3º Trimestre de 2011 BOMBRIL DIVULGA RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTE DE 2011 A Bombril S/A (Bovespa: BOBR4), com 63 anos de atividade, atuando no segmento de indústria de higiene e limpeza,

Leia mais

Unidade: Valor Econômico Agregado (EVA ).

Unidade: Valor Econômico Agregado (EVA ). Unidade: Valor Econômico Agregado (EVA ). 0 Unidade: Valor Econômico Agregado (EVA ). Começando a Conversa Caro aluno, olá! Nesta unidade, daremos prosseguimento ao estudo da Gestão Baseada em Valor e

Leia mais

Capítulo Planejamento Orçamentário DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO. Aspectos preliminares importantes. Planejamento orçamentário

Capítulo Planejamento Orçamentário DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO. Aspectos preliminares importantes. Planejamento orçamentário Capítulo 16 DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO DE ORÇAMENTO 16.1 Planejamento Orçamentário 16.1 Planejamento orçamentário 16.2 Elaboração de quadros orçamentários 16.3 Projeções de resultados Administração Financeira:

Leia mais

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta

COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta COFINA, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto Pessoa Colectiva Número 502 293 225 Capital Social: 25.641.459 Euros Informação financeira dos primeiros nove meses

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16. Viver Anuncia os Resultados do Primeiro Trimestre de Destaques

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16. Viver Anuncia os Resultados do Primeiro Trimestre de Destaques DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1T16 Teleconferência de Resultados Segunda-feira, 16 de maio de 2016 Português - com tradução simultânea para o inglês 10h00 (horário de Brasília) 09h00 (horário de Nova York)

Leia mais

Resultado do 1T04 da ALPARGATAS, com Margem Bruta de 39,6% e EBITDA de R$ 28 milhões, confere sustentação a novo patamar de rentabilidade

Resultado do 1T04 da ALPARGATAS, com Margem Bruta de 39,6% e EBITDA de R$ 28 milhões, confere sustentação a novo patamar de rentabilidade Resultado do 1T04 da ALPARGATAS, com Margem Bruta de 39,6% e EBITDA de R$ 28 milhões, confere sustentação a novo patamar de rentabilidade São Paulo, 12 de maio de 2004 A SÃO PAULO ALPARGATAS S.A. (BOVESPA:

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T17. Viver Anuncia os Resultados do Segundo Trimestre do Ano de Destaques

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T17. Viver Anuncia os Resultados do Segundo Trimestre do Ano de Destaques DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T17 Teleconferência de Resultados Segunda-feira, 14 de agosto de 2017 Português - com tradução simultânea para o inglês 10h00 (horário de Brasília) 09h00 (horário de Nova York)

Leia mais

DADOS ECONÔMICOS - FINANCEIROS (R$ MM) 3T 11 3T 10 Var. 9M11 9M10 Var.

DADOS ECONÔMICOS - FINANCEIROS (R$ MM) 3T 11 3T 10 Var. 9M11 9M10 Var. São Paulo, 11 de novembro de 2011 - A Unidas S.A. anuncia os seus resultados do terceiro trimestre () e dos primeiros nove meses de 2011 (9M11). As informações não financeiras, assim como as referentes

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ JBS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2. Balanço Patrimonial Passivo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/ JBS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2. Balanço Patrimonial Passivo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais