Gestão de Pessoas por Competências no Ambiente AulaNet Luís Henrique Raja Gabaglia Mitchell

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gestão de Pessoas por Competências no Ambiente AulaNet Luís Henrique Raja Gabaglia Mitchell"

Transcrição

1 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 7 Referências Os trabalhs d grup de pesquisa a que pertence autr desta dissertaçã pdem ser encntrads n Labratóri de Engenharia de Sftware da PUC-Ri, cuj endereç eletrônic é: O últim acess as endereçs eletrônics das referências a seguir que pr ventura tenham fi feit em Janeir de [Accenture 2003] ACCENTURE Inc. Knwledge Management System with multiple gals: exchanging best practices ydersystems.xml [Andrade 2003] ANDRADE, FRANCISCA REJANE BEZERRA. A frmaçã prfissinal face à reestruturaçã industrial: um estud de cas na Escla Técnica Federal d Ceará [Aquin & Santana 1992] AQUINO, WAGNER DE, SANTANA, ANTONIO CARLOS. Evidenciaçã. Caderns de Estuds. Sã Paul : FIPECAFI, nº 5, p. 1-45, Junh, [AskMe Crp 2003] ASKME CORPORATION. AskMe Enterprise Suite. [Astivera 1989] ASTIVERA, ARMANDO. Metdlgia da Pesquisa Científica. Sã Paul, Ed. Pineira [Austin 2003] MCCOMBS SCHOOL OF BUSINESS. UNIVERSITY OF TEXAS AT AUSTIN. [Avilar 2003] AVILAR TECHNOLOGIES Inc. WebMentr Skills [Barzilai 2003] Barzilai, Mauríci. EduWeb. Cmunicaçã pessal cm autr em utubr de [Bauer 2000] BAUER, RUBEN. Insights d Pensament Cmplex na Cnstruçã de um Mdel Invadr em Gestã d Cnheciment.

2 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 162 Anais d XXI Simpósi de Gestã da Invaçã Tecnlógica. 7 a 10 Nvembr de 2000 USP Sã Paul SP. E também: Bauer, Ruben Gestã da Mudança: Cas e Cmplexidade nas Organizações Atlas [Bentarz 2003] BENTARZ Inc. Technlgy in the Service f Knwledge [Brghff and Schlichter, 2000] BORGHOFF, U.M., AND SCHLICHTER, J.H. Cmputer-Supprted Cperative Wrk: Intrductin t Distributed Applicatins. Springer, USA [Brígid 2003] BRÍGIDO, RAIMUNDO. Inteligência, desempenh, qualificaçã e certificaçã da cmpetência Palestra dispnível em: plab/event/sem_sen/cer_cm.dc [Bucci 2003] BUCCI, ANTÔNIO G. A Gestã d Cnheciment. Knwledge Management Grup da Sucesu-SP. Também dispnível em [Cards 2003] CARDOSO, LEONARDO FIGUEIREDO. Bill f Experiments: Um Sistema Clabrativ para Explicitaçã, Reus e Planejament de Wrkflws Científics. Dissertaçã de Mestrad defendida em Junh de 2003 na COPPE/UFRJ. [Cherubini 2002] CHERUBINI NETO, REINALDO. O que é Cnheciment? Sintetizand Epistemlgia, Metdlgia e Teria de Sistemas em uma nva prpsiçã. PPGA Prgrama de Pós Graduaçã em Administraçã UFRGS.Net [CYCcrp 2003] CYC CORPORATION. Creatin f the Cyc Knwledge Base. [Denning 2000] Stephen Denning, The Springbard: Hw Strytelling Ignites Actin in Knwledge-Era Organizatins. Bstn, Lndn, Butterwrth Heinemann, Octber 2000 [Dutra 2001] DUTRA, JOEL SOUZA. Gestã de Pessas cm Base em Cmpetências. Artig publicad em Gestã pr Cmpetências. Ed. Gente, 2001, 3a ediçã. Pp. 25 a 43.

3 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 163 [e-hr 2002] e-hr: Transfrming the rle f Human Resurces Citad em COSTA, T. e-rh: impact da tecnlgia para a gestã cmpetitiva de Recuss Humans. USP-SP, Faculdade de Administraçã [EduWeb 2003] EDUWEB. [Edwards & Ewen 1996] EDWARDS, MARK R. & EWEN, ANN J. 360 Degree Feedback: The Pwerful New Mdel fr Emplyee Assessment & Perfrmance Imprvement AMACON. ISBN: [Edwards & Mahling 1997] EDWARDS, D.L. AND D.E. MAHLING. Tward knwledge management systems in the legal dmain. In Prceedings f the internatinal ACM SIGGROUP cnference n supprting grup wrk: the integratin challenge. pp , Phenix, AZ: ACM Press [Ellis et al., 1991] ELLIS, C.A., GIBBS, S.J., AND REIN, G.L Grupware - Sme Issues and Experiences. Cmmunicatins f the ACM 34, (1), [ExecuTrack 2003] EXECUTRACK SOLUTIONS. ETWeb Perfrmance Management [Fayl 1990] FAYOL, H. Administraçã Industrial e Geral. Sã Paul: Atlas. Cap 1, 2a. Parte [Fleury & Fleury, 2001] FLEURY, AFONSO; FLEURY, MARIA TEREZA. Estratégias Empresariais e Frmaçã de Cmpetências. Editra Atlas [Fnseca 2003] FONSECA, DÓRIS. Cnceits de Cmpetências. Material d curs de Pós-graduaçã Lat Sensu em Gestã d Cnheciment e Inteligência Empresarial d C.R.I.E. Centr de Referência em Inteligência Empresarial. [Frde May 2003] FORDE, MAY. Recruiting and Selecting Gd Peple ge3definingthepersn.htm [Fuks et al. 2003] FUKS, H., GEROSA, M.A. & PIMENTEL, M.G. Prjet de Cmunicaçã em Grupware: Desenvlviment, Interface e

4 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 164 Utilizaçã. XXII Jrnada de Atualizaçã em Infrmática, Anais d XXIII Cngress da Sciedade Brasileira de Cmputaçã, V2, Cap. 7, ISBN , pp , [Fuks et al. 2003a] FUKS, H., RAPOSO, A.B. & GEROSA, M.A. (2003) D Mdel de Clabraçã 3C à Engenharia de Grupware. Simpósi Brasileir de Sistemas Multimídia e Web Webmidia 2003, Trilha especial de Trabalh Cperativ Assistid pr Cmputadr, 03 a 06 de Nvembr de 2003, Salvadr-BA. [Fuks et al. 2003b] FUKS, H., GEROSA, M.A. & LUCENA, C.J.P. Using the AulaNet Learning Envirnment t Implement Cllabrative Learning via Internet. in: Aung et al. (ed), Innvatins Wrld Innvatins in Engineering Educatin and Research, ineer, USA, 2003, Chap. 23, pp ISBN [Gersa et al 2002] FUKS, H., RAPOSO, A.B., GEROSA, M.A. & LUCENA, C.J.P. O Mdel de Clabraçã 3C e a Engenharia de Grupware. Mngrafias em Ciência da Cmputaçã nº 17/02, Departament de Infrmática, PUC-Ri, [Guarin 1998] GUARINO, N. Frmal ntlgy and infrmatin systems. In Prceedings f FOIS 98 (Frmal Ontlgy in Infrmatin Systems), Trent, Italy, 6-8 June IOS Press. [Gramigna 2002] GRAMIGNA, MARIA RITA. Mdel de Cmpetências e Gestã ds Talents. Makrn Bks. Sã Paul [Grayling 1996] GRAYLING, ANTHONY. C. A Epistemlgia [Gruber 1993] GRUBER, T. R.: A translatin apprach t prtable ntlgies. Knwledge Acquisitin, 5(2): , 1993 [Heckman 2003] HECKMAN, R., ANNABI, H (2003) A Cntent Analytic Cmparisn f FTF and ALN Case-Study Discussins. Prceedings f the 36th Hawaii Internatinal Cnference n System Sciences (HICSS 2003). [Hillesheim 2003] HILLESHEIM, S.W. Caching e Mentring: Igualand as diferenças. GuiaRH [Huaiss 2001] HOUAISS, ANTÔNIO. Dicinári da Língua Prtuguesa. Ed. Objetiva. 2001

5 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 165 [HR-XML 2003] HR-XML ASSOCIATION. Cmpetencies Specificatin, release 26-Feb [IEEE WG ] IEEE LOM Wrking Grup (WG12). [IEEE WG ] IEEE Cmpetency Wrking Grup (WG20). [IMS 2002] IMS CONSORTIUM. RDCEO Specificatin [isoco 2002] ISOCO INTELLIGENT SOFTWARE COMPONENTS S.A. Skills Management in Knwledge-Intensive Organizatins. Abril [Kellner 2002] KELLNER, HERBERT. STAR: Sales Talent Assessment Review. Institute f Training and Develpment. Carlsbad, CA, USA [Lee & Livada 2001] LEE, THOMAS & LIVADA, VAL. Hlistic Apprach t Innvatin Management. [Lima 2003] LIMA, MARCOS ANTONIO MARTINS. Aspects Histórics sbre a Gestã Organizacinal e Capitalista. Infrmal Infrmática [Lua 2003] PROJETO LUA: [Lucena & Fuks 2002] LUCENA, C. J. P & FUKS, H. Tecnlgias de Infrmaçã Aplicadas à Educaçã (TIAE): Manual d Aprendiz. Mngrafias em Ciência da Cmputaçã n. 07/02. Departament de Infrmática, PUC-Ri. Ediçã [May 1959] MAYO, ELTON. Prblemas Humans de uma Civilizácin Industrial. Buens Aires: Galatea. Cap. 3-5, 1959 [Maturana e Varela 1980] MATURANA, H. & VARELA, F. Autpiesis and Cgnitin: The Realizatin f the Living. Drdrecht. Riedel, 1980 [Merriam-Webster 2003] MERRIAM-WEBSTER INC. Merriam-Webster Online Dictinary

6 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 166 [Mitchell et al 2003] MITCHELL, LUÍS HENRIQUE RAJA GABAGLIA., GEROSA, MARCO AURÉLIO & FUKS, HUGO. Cmparaçã da Resluçã Clabrativa de Prblemas em Sala de Aula e através d Ambiente AulaNet, WIE IX Wrkshp de Infrmática na Escla, Anais d XXIII Cngress da Sciedade Brasileira de Cmputaçã, V5, Campinas-SP, 2 a 8 de agst de 2003, pp [Mffet & Lupu 1999] MOFFETT, JONATHAN D. & LUPU, EMIL C. The Uses f Rle Hierarchies in Access Cntrl. 4th ACM Wrkshp n Rle Based Access Cntrl (RBAC), Oct 1999 [Neves 2003] NEVES, ANA. A diferença entre cnheciment tácit, explícit e implícit. Prtal KMOL. Mai de [NOB 1996] DOU de 6/11/96, prtaria n.º Nrma Operacinal Básica d Sistema Únic de Saúde. [Nnaka & Takeuchi] NONAKA, IKUJIRO., TAKEUCHI, HIROTAKA. The knwledge-creating cmpany: hw Japanese cmpanies create the dynamics f innvatin. New Yrk, Oxfrd University Press 1995 [Ogden & Richards 1923] OGDEN, C. & RICHARDS, I. (1923). The Meaning f Meaning: A Study f the Influence f Language upn Thught and f the Science f Symblism. Rutledge & Kegan Paul Ltd., Lndn, 10 th editin. [OnTKnwledge 2002] SURE, YORK & STUDER, RUDI. On-T-Knwledge Methdlgy -Final Versin. University f Karlsruhe, Germany. September Pp. 33 e seguintes. [Pattn 1986] PATTON, FORREST H. Frce f Persuasin: Dynamic Techniques fr Influencing Peple and Making Sales. Simn & Schuster, December 1, 1986 [Perrenud 2000] PERRENOUD, PHILIPPE. Nvas cmpetências para ensinar. Prt Alegre: Editra Artmed [Plumtree 2003] PLUMTREE CORP. Plumtree Cllabratin Server Whitepaper. [Planyi 1967] POLANYI, M. The Tacit Dimensin. Garden City, NY. Dubleday, 1967

7 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 167 [Rabagli 2001] RABAGLIO, M. O. Seleçã pr cmpetências. Sã Paul. Editra Educatr. 2ª ediçã [Rabel 2003] RABELO, LUCIANO D. As duas vertentes pineiras da Gestã d Cnheciment. Sciedade Brasileira de Gestã d Cnheciemnt x=21&sid=25&infid=368 [Rams 2002] RAMOS, MARISE NOGUEIRA. A Pedaggia das Cmpetências. 2ª Ediçã. Sã Paul. Editra Crtez [Rich 1991] RICH, E.;KNIGHT, K. Artificial Intelligence. Mc-Graw Hill. Internatinal Editin. Pp. 251 e seguintes [Schwartz 1998] SCHWARTZ, YVES. Os Ingredientes da Cmpetência: um exercíci necessári para uma questã inslúvel. In: Educaçã e Sciedade, Campinas, an 19, n.65, Dezembr [Sekin 2003] Sekin, Jumpei. fractal/silver.htm. Williamette University, Oregn, USA. [Shah et al. 2001] SHAH, CHANDRA; FISCHER, JOHN & BURKE, GERALD. Infrmatin n future jbs and skills. Paper prepared fr TAFE frntiers. CEET, Faculty f Educatin, Mnash University, Austrália. Agst 2001 [Simn 1991] SIMON, HERBERT A. Mdels f my Life. MIT Press [Sftscape 2003] SOFTSCAPE Inc. Human Capital Management [Sun 2003] SUN C. Abut Sun Crpratin. [Taylr 1990] TAYLOR, FREDERICK WINSLOW. Princípis de administraçã científica. 8.ª ed. Sã Paul. Atlas, 1990 [Turff & Hiltz 1982] TUROFF, M. & HILTZ, S.R. Cmputer Supprt fr Grup versus Individual Decisins. IEEE Transactins n Cmmunicatins 30, (1), [WISE 2002] EUROPEAN COMMISSION UNDER THE INFORMATION SOCIETY TECHNOLOGIES (IST). WISE: Web-enabled Infrmatin Services fr Engineering. Review f Knwledge Management Tls

8 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet Versin%20A4.pdf [Wdruffe 1991] WOODRUFFE, C. Cmpetent by any ther name. Persnnel Management, September 1991, pp [Zarifian 1999, apud Rams 2002] ZARIFIAN, PHILLIPPE. Objectif Cmpétence. Paris, Liaisns 1999.

9 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 8 Glssári Aprendizad: é resultad d prcess de Aprendizagem. É identificável cm nv cmprtament causad pel acúmul de experiências, send a sma ds fatres hereditáris e ambientais. Aprendizagem: é prcess cgnitiv que crre na mente ds seres vivs inteligentes. Nele, a mente absrve infrmaçã e, interpretand-a, cnstrói um entendiment que é adicinad as demais existentes na rede de cnheciments d cérebr. Capacidade: um eix de desenvlviment a ser trilhad na vida. É um cnceit mais genéric e mais abstrat que de Cmpetência. Cmpetence: mesm que Tópic. Cmpetência: prcess pessal de mbilizar, integrar e transferir cnheciments, recurss e habilidades para se slucinar um prblema. Cmpetency: mesm que Cmpetência Cnheciment: é cnteúd resultante d prcess cgnitiv chamad Aprendizagem. Evidência: resultad de atividade em que desempenh d aprendiz fi medid. Irá integrar cálcul da Perfrmance. Habilidade: frmada pela Qualificaçã e pela Perfrmance. É qualidade de que tem a mestria de uma u várias artes u um cnheciment prfund, teóric e prátic de uma u várias disciplinas Ex.: habilidade de carpinteir, médic etc. Interesse: a predispsiçã de um indivídu para atividades que envlvam a Cmpetência em questã. LMS: Learning Management System. Sistema para distribuiçã de curss e cnteúds e administraçã de aluns e prfessres. Perfrmance: desempenh d aprendiz medida a lng de suas interações dentr d Ambiente AulaNet. Ptencial: uma pssibilidade u faculdade (e nã uma realidade), alg que existe em estad latente, inativ. Qualificaçã: representa estque de cnheciments que a pessa adquiriu n mund exterir, fra d Ambiente AulaNet. Talent: aptidã; mesm que Capacidade. Tópic: uma expertise, uma área d saber, alg sbre quê se pde aprender cnheciments.

10 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 170

11 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 9 Apêndices 9.1. Estrutura de tópics de Inf-CH Hardware Bits e Bytes Lógica binária. Representaçã de númers e caracteres. Tabela ASCII Placa-mãe Prcessadr Placas de sm, víde, mdem e rede Teclad, muse e dispsitivs de input Mnitr, impressra e dispsitivs de utput Filtrs de linha, estabilizadres e n-breaks Windws Cnceit de Sftware Cnceit de sistema peracinal Cnceit de aplicativ de usuári Breve históric e versões existentes Cnceit de Disc e Arquiv Tips de arquivs. Pastas O ambiente gráfic (GUI) d Windws Cnceit de bjet Windws Explrer Estrutura de diretóris Mver, Crtar, Cpiar e Clar Discs fixs, remvíveis e em rede Internet História Cnceit de Redes Rudiments ds Prtcls utilizads Prvedres Terms-chave: web, site, html, brwser, Criaçã de páginas fazend uma página simples à mã, em HTML utilizand um editr HTML utilizand um serviç nline de cnfecçã e hspedagem Crrei eletrônic Ferramentas de busca Segurança Wrd Cpiar e Clar Frmatar Fnte Frmatar Maiúsculas

12 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 172 Capitular Inserir símbl Sbrescrit e subscrit Frmatar Parágraf Frmatar Clunas Inserir Quebra de Página Inserir Figura d Clipart Inserir Figura de um Arquiv Legenda de figura Inserir Cabeçalh e Rdapé Numerar páginas Inserir/Data e Hra Visualizar impressã Cnfigurar página Brda de página Tabelas Brdas Ordenar Parágrafs Marcadres e numeraçã Régua Barra de Desenh WrdArt Figuras gemétricas e aut-frmas Nta de Rdapé Lcalizar/Substituir Referência cruzada Índices Analític De figuras, tabelas u demais rótuls em bjets Remissiv Estils Seções Crretr rtgráfic e gramatical Dicinári de sinônims Mdels Funções autmáticas Aut-frmataçã Aut-crreçã Aut-resum Persnalizaçã Cnfiguraçã de pções gerais Mdificar barras de ferramentas e menus Criar Macrs Excel Criar Planilhas Frmatar células Frmatar pr tip Criar um tip persnalizad Fórmulas Fórmulas básicas (max, min, media, sma etc.) Fórmulas cndicinais Gráfics PwerPint

13 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 173 Criar Slides Mds de visualizaçã, impressã e apresentaçã Layut de cada slide Mdel da Apresentaçã Animações Transições Slide Mestre Access Criaçã de Tabelas Design view Camps e tips Primary key Freign Key (restrições) Representaçã de elements em multiplicidade Criaçã de Frmuláris Wizard Criaçã de Relatóris Wizard 9.2. Questinári para mapear níveis de prficiência em Inf-CH Prezad(a) aprendiz, Perfil de Cmpetências O presente questinári será utilizad para cnstruir seu perfil de cmpetências. Tal perfil é instrument que mediadr d curs tem para dividir a turma em grups para as tarefas via AulaNet. O que imprta aqui é sua SINCERIDADE. Nã minta sbre sua autavaliaçã. As ntas que vcê receber neste questinári nunca serã utilizadas para a sua avaliaçã n curs. A razã d questinári é ter a sua perspectiva sbre que vcê sabe ds tópics deste curs. Quant mais sincer vcê fr, mais acurada será a divisã ds grups e mair a chance de vcê trabalhar cm um grup e num tópic que lhe seja prazers! Obrigad, Luís Henrique

14 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 174 INTERNET 1) Abaix está a ementa deste tópic. Leia a ementa e reflita sbre seu cnheciment de cada subitem. Depis, escreva abaix uma nta (de 1 a 5) para sua expertise neste tópic: Nta: (1-Nvat; 5-Expert) Internet História Cnceit de Redes Rudiments ds Prtcls utilizads Prvedres Terms-chave: web, site, html, brwser, Criaçã de páginas fazend uma página simples à mã, em HTML utilizand um editr HTML utilizand um serviç nline de cnfecçã e hspedagem Crrei eletrônic Ferramentas de busca Segurança WORD 1) Abaix está a ementa deste tópic. Seguind as cmpetências que cada nível deve ter, escreva a qual nível (de 1 a 5) vcê pertence neste tópic: Nível: (1-Nvat; 5-Expert) Pessas n nível 1 sã capazes de... Wrd Cpiar e Clar Frmatar Fnte Frmatar Maiúsculas Capitular Inserir símbl Sbrescrit e subscrit Frmatar Parágraf Frmatar Clunas Inserir Quebra de Página Pessas n nível 2 sã capazes d anterir mais...

15 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 175 Usar a Régua para ajustar largura de parágrafs e páginas Usar Crretr rtgráfic e gramatical Inserir Figura d Clipart Inserir Figura de um Arquiv Inserir Marcadres e numeraçã Visualizar impressã e imprimir Pessas n nível 3 sã capazes d anterir mais... Inserir Cabeçalh e Rdapé Numerar páginas Inserir/Data e Hra Cnfigurar página Criar Tabelas Criar Brda de página e de tabelas Inserir Nta de Rdapé Lcalizar/Substituir Usar Dicinári de sinônims Exibir a Barra de Desenh para fazer WrdArt Figuras gemétricas e aut-frmas Pessas n nível 4 sã capazes d anterir mais... Ordenar Parágrafs Criar Legendas nas figuras e tabelas Usar Estils Usar Numeraçã cm Estils Fazer Referências Cruzadas para figuras, tabelas e títuls Criar Índices Analític De figuras, tabelas u demais rótuls em bjets Pessas n nível 5 sã capazes d anterir mais... Fazer e Usar Seções (pr exempl, para numerar páginas) Criar índice Remissiv Funções autmáticas Aut-frmataçã Aut-crreçã Aut-resum Fazer Persnalizaçã Cnfiguraçã de pções gerais Mdificar barras de ferramentas e menus Criar Estils própris, adaptand numeraçã e índices Criar Macrs EXCEL

16 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 176 1) Abaix está a ementa deste tópic. Seguind as cmpetências que cada nível deve ter, escreva a qual nível (de 1 a 5) vcê pertence neste tópic: Nível: (1-Nvat; 5-Expert) Pessas n nível 1 sã capazes de... Excel Inserir dads nas células Frmatar fnte Pessas n nível 2 sã capazes de... Criar e renmear Planilhas Frmatar células pr tip (númer, meda, text etc.) Pessas n nível 3 sã capazes de... Criar Fórmulas básicas (max, min, media, sma etc.) Pessas n nível 4 sã capazes de... Criar Gráfics utilizand assistente pass-a-pass Pessas n nível 4 sã capazes de... Criar uma frmataçã persnalizada para células Criar Fórmulas cndicinais POWERPOINT 1) Abaix está a ementa deste tópic. Leia a ementa e reflita sbre seu cnheciment de cada subitem. Depis, escreva abaix uma nta (de 1 a 5) para sua expertise neste tópic: Nta: (1-Nvat; 5-Expert) PwerPint Criar Slides Mds de visualizaçã, impressã e apresentaçã Layut de cada slide Mdel da Apresentaçã Animações

17 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 177 Transições Slide Mestre ACCESS 1) Abaix está a ementa deste tópic. Leia a ementa e reflita sbre seu cnheciment de cada subitem. Depis, escreva abaix uma nta (de 1 a 5) para sua expertise neste tópic: Nta: (1-Nvat; 5-Expert) Access Criaçã de Tabelas Design view Camps e tips Primary key Freign Key (restrições) Representaçã de elements em multiplicidade Criaçã de Frmuláris Wizard Criaçã de Relatóris Wizard 9.3. Questinári de fim de semestre de INF-CH Questinári de INF 1502 Cmpetências e a Frmaçã de Grups Agra que esta ediçã d nss curs terminu, gstaria de pedir sua piniã para cmplementar a pesquisa que realizams, bem cm para melhrar as futuras edições d curs. A seguir vcê verá 10 questões. Depis das questões, há um espaç livre para qualquer bservaçã, sugestã u reclamaçã que vcê sinta vntade de fazer. Peç que vcê as preencha cm tda atençã e sinceridade. Tud que vcê respnder será cnsiderad estritamente cnfidencial. As infrmações frnecidas serã utilizadas apenas para fins estatístics e nunca serã divulgadas identificand direta u indiretamente qualquer pessa. Nenhuma respsta deste questinári será utilizada para avaliar vcê u utrs aprendizes deste curs. Remeta este questinári preenchid para Pr favr, pnha n títul (subject) d seu a expressã [TIAE], para que meu filtr de mensagens pssa separá-la. Envie sua respsta até dia 19 de Dezembr de 2003.

18 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 178 Aprveit para agradecer pel prdutiv e interessante semestre que tivems junts nesta disciplina! Muit brigad pela clabraçã, Prfessr d curs de INF1502 em QUESTÕES: 1) Abaix estã listads s tópics d curs. Escreva a lad de cada um deles uma nta de 1 a 5 dizend quant vcê sabia de cada tópic ANTES DE COMEÇAR O CURSO. A nta 1 indica nunca tinha mexid cm ist e 5 quer dizer já sabia de tud que fi ensinad n curs sbre ist. a. Wrd. Nta = [ ] b. Excel Nta = [ ] c. PwerPint Nta = [ ] d. Access Nta = [ ] 2) Abaix estã listads s tópics d curs. Escreva a lad de cada um deles uma nta de 1 a 5 dizend quant vcê sabia de cada tópic DEPOIS DE TERMINADO O CURSO. A nta 1 indica nunca tinha mexid cm ist e 5 quer dizer já sabia de tud que fi ensinad n curs sbre ist. a. Wrd. Nta = [ ] b. Excel Nta = [ ] c. PwerPint Nta = [ ] d. Access Nta = [ ] Na reta final d curs, vcê teve que preencher n AulaNet um Perfil de Cmpetências. Ele tinha dis valres. As próximas duas perguntas sã sbre tais valres: 3) Para ajudar a preencher valr Qualificaçã (uma aut-avaliaçã d seu desempenh), eu clquei n ar um questinári que vcê pdia usar, se quisesse, para guiar sua aut-avaliaçã. Marque a alternativa que melhr reflete que acnteceu n seu cas: a. [ ] Nã usei questinári e tive dificuldades para esclher minha qualificaçã. Faltu uma base de cmparaçã. Fiz-me perguntas d tip: O que é alguém cm qualificaçã Acima da Média em Excel? Cm esta pessa é diferente de uma cm qualificaçã Nrmal? b. [ ] Usei questinári, mas mesm assim tive dificuldades para esclher minha qualificaçã. Faltu uma base de

19 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 179 cmparaçã. Fiz-me perguntas d tip: O que é alguém cm qualificaçã Acima da Média em Excel? Cm esta pessa é diferente de uma cm qualificaçã Nrmal? c. [ ] Nã usei questinári, mas nem precisu prque fi fácil preencher s valres. Percebi claramente a diferença entre eles. Guiei-me principalmente pels nmes das pções (Nenhum; Básic etc.) d. [ ] Nã usei questinári, mas nem precisu sim fi fácil preencher s valres. Percebi claramente a diferença entre eles. Guiei-me principalmente pels valres numérics (ntas) das pções (0 a 2; 2 a 4 etc.) e. [ ] Usei questinári e ntei que ele realmente me ajudu a entender que cada valr significava. Cm ele fi fácil preencher meus níveis de qualificaçã. Sem ele, certamente teria sid bem mais difícil. f. [ ] Até usei questinári, mas nem precisava. Eu teria respndid da mesma maneira se nã tivesse questinári, que nã atrapalhu mas também nã ajudu. Afinal, já sabia quais respstas dar mesm sem ele. 4) Vcê achu que preencher valr Interesse (sua vntade em trabalhar cm tema na tarefa via AulaNet): a. [ ] Fi fácil. Guiei-me principalmente pels nmes das pções (Nenhum; Básic etc.) b. [ ] Fi fácil. Guiei-me principalmente pela faixa de ntas das pções (Entre 2.0 e 0.0; Entre 6.0 e 4.0 etc.) c. [ ] Nã fi tã fácil. Fiquei indecis sbre que temas gstaria de trabalhar. Cm s resultads d Perfil de Cmpetências a turma fi dividida em grups, um para cada tema d curs. As próximas perguntas sã em relaçã à frmaçã ds grups e a trabalh em si. 5) O tema para qual vcê fi designad(a): a. [ ] Era um ds que eu mens queria trabalhar. Fiquei um puc frustrad(a) pela esclha. b. [ ] Era um tema indiferente para mim. Nem meu preferid, nem últim que eu esclheria. Na verdade, eu nã tinha um tema preferid. c. [ ] Era um ds meus temas preferids. Fiquei satisfeit(a) cm a esclha.

20 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 180 6) Preencha as letras abaix em relaçã a seu Interesse pels temas para a tarefa via AulaNet. a. Havia realmente alguns temas cm que eu queria muit trabalhar. Eles eram: (deixe em branc se nã havia nenhum tema neste cas) b. Havia realmente alguns temas cm que eu diaria trabalhar. Eles eram: (deixe em branc se nã havia nenhum tema neste cas) 7) Esta questã abrda md de trabalh d grup. Para cada uma das etapas d trabalh em grup (cluna à esquerda) escreva tdas as letras ds métds de trabalh que vcês usaram. Obs: um métd assíncrn é que as pessas se cmunicam cm um espaç de temp ( , carta, recad). Síncrn é quand estã se cmunicand em temp real (telefne, chat, mensagens instantâneas). Etapa da Tarefa: [ ] Esclher um tema [ ] Dividir trabalh entre s membrs [ ] Fazer trabalh [ ] Juntar as partes [ ] Revisar Métd de Trabalh: (a) nã tivems este pass (b) assíncrn via Web (ex.: ) (c) síncrn via Web (ex.: chat) (d) síncrn via telefne (e) presencial [ ] Refazer algumas cisas, se necessári 8) Faça uma estimativa d númer de hras que seu grup trabalhu e preencha tds s camps abaix: a. Seja à distância, seja presencialmente, passams hras junts em atividades cm crdenar que cada um irá fazer. (Nã entra aqui temp empregad n trabalh em si.) b. Seja à distância, seja presencialmente, passams hras junts fazend trabalh em si. c. Trabalhand szinh na parte que me cube da tarefa, eu empreguei aprximadamente hras. d. Trabalhand szinhs na parte que lhes cube da tarefa, eu estimaria que meus clegas de grup empregaram aprximadamente uma média de hras cada um.

21 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 181 9) Quer saber cm vcê se sentiu durante desenrlar d trabalh e também cm resultad prnt. Esclha 1 palavra para exprimir cm vcê se sentiu vend trabalh terminad e, depis, cmente prque vcê esclheu esta palavra: a. Cm me senti: (algumas sugestões: frustad, cntente, aliviad, chatead, satisfeit etc.) b. Meus cmentáris (algumas sugestões: fale sbre que vcê achu ds perfis, da frmaçã ds grups, ds seus clegas de grup, ds temas, da maneira cm grup trabalhu, d trabalh prnt e da nta recebida): 10) Se vcê fsse fazer esta tarefa de nv, preferiria trabalhar: a. [ ] face-a-face b. [ ] via AulaNet Em qualquer cas, explique prquê: Espaç livre para que vcê quiser cmentar, reclamar, sugerir etc.:

22 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet Estrutura de tópics d curs de TIAE Grupware Definiçã de Grupware Definiçã de CSCW Definiçã de Interatividade Intrduçã a Redes de Cmputadres Prtcl TCP/IP Arquitetura Cliente-Servidr HTTP FTP SMTP Segurança de Redes Autenticaçã Assinatura Digital Criptgrafia Chaves Pública e Privada Firewall Definiçã de Clabraçã Mdel 3C de Clabraçã Definiçã de Cmunicaçã Definiçã de Crdenaçã Definiçã de Cperaçã Elements de Percepçã Intrduçã à Engenharia de Grupware Prjet de Interfaces de Usuári para Grupware Privacidade (área de trabalh privada) Cmputadr cm ferramenta para auxiliar a cnversaçã Ferramentas de Grupware Ferramentas de Wrkflw Auxíli à decisã Calendári/Agenda Whitebard Crrei eletrônic Chat Telefne e VIP (Vice ver IP) Videcnferência Exempls de Grupware Ltus Ntes PREP Editr CU-SeeMe Internet Phne Regras gerais para se Implantar Grupware Cultura Digital de Cmunicaçã Flexibilidade para alterar a burcracia Grups pequens e cess Expansã gradual para dentr da rganizaçã Expansã gradual para fra da rganizaçã Regras gerais para se Usar Grupware Assincrnia

23 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 183 Cncrrência Relacinament a distância Descentralizaçã d cntrle Esfrç de crdenaçã Memória Organizacinal Cmunicaçã Digital Características das Aplicações de Cmunicaçã via Internet Listas de Newsgrups Shared Whitebards Internet Radi WWW (websites) FTP Instant Messaging IRC Web Chat Internet Phne Videcnferência Ambientes Digitais de Trabalh: nv urbanism Integraçã de Serviçs Cnvergência de mídias Cmunicaçã entre s membrs d grup Percepçã (Awareness) Nettiqueta Organizaçã Digital Cultura de Cmunicaçã Digital Knwledge Wrker Trabalh em grup = Clabraçã Trabalh = Aprendizad Cnceits de Instruçã Baseada na Web Cnceit de Educaçã a Distância Cnceit de IBW IBW X EBW Recurss de IBW Cnteúd multimídia Assincrnism Obrigatriedade da leitura Us da tecnlgia Web Aspects Pedagógics Imprtância d mei Islament e slidã Sbrecarga de infrmaçã Timing pessal e cerência geral Aspects Tecnlógics Hardware e sftware Redes e largura de banda Aluns tecnófbs Frustraçã cm as dificuldades técnicas Aspects Organizacinais

24 Gestã de Pessas pr Cmpetências n Ambiente AulaNet 184 Preparaçã d curs e de seus cnteúds (multimídia) Suprte permanente a curs Aspects Institucinais Pessal e temp para preparaçã d cnteúd Esfrç cnstante de atualizaçã tecnlógica Requisits para Prfessr De prvedr a facilitadr de cnteúd Mediadr entre pessas e entre estas e cnteúd Adaptaçã à diversidade Capacidade de interagir à distância Atendiment virtual Estímul à interaçã aprendiz-aprendiz Capacidade de prmver Avaliaçã cntinuada e Feedback permanente Capacidade de administrar e fazer marketing d curs Critéris Gerais para Design de curss na Web Objetivism Cnstrutivism Prcess de Aprendizagem: Cnheciment e criaçã de significad Aprendizagem centrada n cnteúd Aprendizagem centrada n estudante Curss semi-presenciais X Curss nã presenciais Métds Gerais de Instruçã aplicáveis a IBW Disseminaçã Facilitaçã Clabraçã interna Clabraçã externa Estágis Desenvlviment Gerativ Desempenh de papéis Mdelagem Us de ferramentas digitais via Web para atividades de IBW Text digital Publicaçã de Prjets Listas de Cnferências assíncrnas Websites de referência Debate síncrn Registr de transações Cmunidades digitais de interesse Instruçã Baseada na Web e a Sala de Aula Tradicinal A Sala de Aula Tradicinal Prfessr fala, aluns escutam Turmas cm muits aluns Livr-text Mbiliári da sala de aula Currícul centrad n Estudante Aumenta a respnsabilidade d estudante sbre que é ensinad Estudantes definem parcialmente as regras Estudante tem vz ativa

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Plan de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Escla Clégi Eng Juarez Wanderley Prfessr Fernand Nishimura de Aragã Disciplina Infrmática Objetivs Cnstruçã de um website pessal para publicaçã de atividades

Leia mais

Academia FI Finanças

Academia FI Finanças Academia FI Finanças A Academia é melhr caminh para especializaçã dentr de um tema n ERP da SAP. Para quem busca uma frmaçã cm certificaçã em finanças, mais indicad é participar da próxima Academia de

Leia mais

1 Criando uma conta no EndNote

1 Criando uma conta no EndNote O EndNte Basic (anterirmente cnhecid pr EndNte Web), é um sftware gerenciadr de referências desenvlvid pela Editra Thmsn Reuters. Permite rganizar referências bibligráficas para citaçã em artigs, mngrafias,

Leia mais

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software).

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software). HARDWARE e SOFTWARE O Cmputadr é cmpst pr duas partes: uma parte física (hardware) e utra parte lógica (sftware). Vcê sabe qual é a diferença entre "Hardware" e "Sftware"? Hardware: é nme dad a cnjunt

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL Intrduçã O presente Regulament cnstitui um dcument intern d curs de Ciências Cntábeis e tem pr bjetiv reger as atividades relativas a Estági de Iniciaçã

Leia mais

Modelagem, qualificação e distribuição em um padrão para geoinformações

Modelagem, qualificação e distribuição em um padrão para geoinformações Mdelagem, qualificaçã e distribuiçã em um padrã para geinfrmações Julia Peixt 14h, 14 de junh de 2010. Mtivaçã Acerv de dads desde 1994 em diferentes áreas de pesquisa; Muitas pessas fazend muits trabalhs

Leia mais

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso

Regulamento para realização do Trabalho de Conclusão de Curso Universidade Federal d Ceará Campus de Sbral Curs de Engenharia da Cmputaçã Regulament para realizaçã d Trabalh de Cnclusã de Curs Intrduçã Este dcument estabelece as regras básicas para funcinament das

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS CONTEÚDO 1. Intrduçã... 3 2. Requisits de Sftware e Hardware:... 3 3. Usuári e Grups:... 3 3.1. Cnfigurand cm Micrsft AD:... 3 3.2. Cnfigurand s Grups e Usuáris:...

Leia mais

Desenho centrado em utilização

Desenho centrado em utilização Desenh centrad em utilizaçã Engenharia de Usabilidade Prf.: Clarind Isaías Pereira da Silva e Pádua Departament de Ciência da Cmputaçã - UFMG Desenh centrad em utilizaçã Referências Cnstantine, L.L., &

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CST em Análise e Desenvlviment de Sistemas 3ª série Fundaments de Sistemas Operacinais A atividade prática supervisinada (ATPS) é um métd de ensinaprendizagem desenvlvid

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação Os nvs uss da tecnlgia da infrmaçã nas empresas Sistemas de Infrmaçã Prf. Marcel da Silveira Siedler siedler@gmail.cm SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Planejament

Leia mais

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas SGCT - Sistema de Gerenciament de Cnferências Tecnlógicas Versã 1.0 09 de Setembr de 2009 Institut de Cmputaçã - UNICAMP Grup 02 Andre Petris Esteve - 070168 Henrique Baggi - 071139 Rafael Ghussn Can -

Leia mais

Apresentação do Curso

Apresentação do Curso At endi m ent acl i ent e Apr es ent aç ãdc ur s Apresentaçã d Curs O curs Atendiment a Cliente fi elabrad cm bjetiv de criar cndições para que vcê desenvlva cmpetências para: Identificar s aspects que

Leia mais

MASTERCOMP ESCOLA DE INFORMÁTICA

MASTERCOMP ESCOLA DE INFORMÁTICA www.mastercmp.net 1 www.mastercmp.net www.mastercmp.net INFORMAÇO ES ADICIONAIS DO CURSO DE PROMODEL E MS PROJECT Prgramaçã: Carga hrária: 32 Hras Lcal: Sã Sebastiã d Paraís MG Prgramas usads n curs: MS

Leia mais

10ª JORNADA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Extensão Universitária e Políticas Públicas

10ª JORNADA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Extensão Universitária e Políticas Públicas SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO 10ª JORNADA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Extensã Universitária e Plíticas Públicas Períd 05 a 07 de dezembr de 2007 A 10ª Jrnada

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário MTur Sistema Artistas d Turism Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 9 4.1. CADASTRAR REPRESENTANTE... 9 4.2. CADASTRAR

Leia mais

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014

REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 1 REGULAMENTO DA OLIMPÍADA JURÍDICA 2014 PARTICIPANTES A Olimpíada Jurídica 2014 é uma cmpetiçã direcinada a aluns que estejam regularmente matriculads ns curss de graduaçã de Direit de Instituições de

Leia mais

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30)

PIM TECNOLOGIA EM GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES (GR3P30) UNIP Brasília - Crdenaçã CG/CW/GR/AD Senhres Aluns, Seguem infrmações imprtantes sbre PIM: 1. O QUE É? - Os PIM (Prjet Integrad Multidisciplinar) sã prjets brigatóris realizads els aluns ds curss de graduaçã

Leia mais

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação Guia Sphinx: Instalaçã, Repsiçã e Renvaçã V 5.1.0.8 Instalaçã Antes de instalar Sphinx Se vcê pssuir uma versã anterir d Sphinx (versões 1.x, 2.x, 3.x, 4.x, 5.0, 5.1.0.X) u entã a versã de Demnstraçã d

Leia mais

Versão 1.1.1.3. Descrição do produto, 2009. www.graycell.pt

Versão 1.1.1.3. Descrição do produto, 2009. www.graycell.pt Versã 1.1.1.3 Descriçã d prdut, 2009 www.graycell.pt 1 ENQUADRAMENTO A platafrma ask-it! é uma aplicaçã web-based que permite criar inquérits dinâmics e efectuar a sua dispnibilizaçã n-line. A facilidade

Leia mais

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede Prcesss de Api d Grup Cnsultiv 5.5 Suprte Infrmátic Direit de Acess à Rede Suprte Infrmátic - Dcuments 5.5 Âmbit e Objectiv Frmuláris aplicáveis Obrigatóris Obrigatóris, se aplicável Frmulári de Mapa de

Leia mais

WEB MANAGER. Conhecendo o Web Manager!

WEB MANAGER. Conhecendo o Web Manager! WEB MANAGER Cnhecend Web Manager! O Web Manager é uma pdersa ferramenta para gestã de Sites, prtais, intranets, extranets e htsites. Cm ela é pssível gerenciar ttalmente seus ambientes web. Integrad ttalmente

Leia mais

Versão 14.0 Junho 2015 www.psr-inc.com Contato: sddp@psr-inc.com. Representação mais detalhada da operação em cada estágio: 21 blocos

Versão 14.0 Junho 2015 www.psr-inc.com Contato: sddp@psr-inc.com. Representação mais detalhada da operação em cada estágio: 21 blocos Versã 14.0 Junh 2015 www.psr-inc.cm Cntat: sddp@psr-inc.cm SDDP VERSÃO 14.0 Nvidades Representaçã mais detalhada da peraçã em cada estági: 21 blcs Tradicinalmente, a peraçã de cada estági (semana u mês)

Leia mais

Processador de Texto Funcionalidades Avançadas

Processador de Texto Funcionalidades Avançadas Prcessadr de Text Funcinalidades Avançadas ÍNDICE INTRODUÇÃO...4 MODELOS...4 Criar Mdels...5 MODELO NORMAL...6 Alterar mdel Nrmal.dtm...7 IMPRESSÃO EM SÉRIE MAILINGS...7 Cartas e mensagens de crrei electrónic...8

Leia mais

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01.

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01. Agenda Intrduçã Diariamente cada um ds trabalhadres de uma empresa executam diversas atividades, muitas vezes estas atividades tem praz para serem executadas e devem ser planejadas juntamente cm utras

Leia mais

1. Objetivo Geral. Página 1 de 5 CURSO LEADER COACH BELÉM. SESI Serviço Social da Indústria. IEL Instituto Euvaldo Lodi

1. Objetivo Geral. Página 1 de 5 CURSO LEADER COACH BELÉM. SESI Serviço Social da Indústria. IEL Instituto Euvaldo Lodi O país d futur parece estar chegand para muits brasileirs que investiram em qualidade e prdutividade prfissinal, empresarial e pessal ns últims ans. O gigante adrmecid parece estar despertand. Dads d Centr

Leia mais

Ontologias: da Teoria à Prática

Ontologias: da Teoria à Prática Ontlgias: da Teria à Prática I Escla de Ontlgias UFAL-USP Endhe Elias e Olav Hlanda Núcle de Excelência em Tecnlgias Sciais - NEES Universidade Federal de Alagas UFAL Rteir Mtivaçã Ontlgias Engenharia

Leia mais

PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT

PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT PROCESSO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DO GRUPO HISPASAT GRUPO HISPASAT Mai de 2014 PRIVADO PRIVADO E CONFIDENCIAL E Dcument Dcument prpriedade prpriedade HISPASAT,S.A. da 1 Prcess de atendiment a cliente

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( )

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médi PLANO DE ENSINO 2009 Médi Prfissinalizante ( ) Prfissinalizante ( ) Graduaçã ( x ) Pós-graduaçã ( ) I. Dads Identificadres Curs Superir de Tecnlgia em Gestã Ambiental

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO www.passencncurs.cm.br Infrmações sbre Cncurs Inscrições: 10/11/2014 a 07/12/2014 Carg: Auxiliar de Secretaria Taxa de Inscriçã: R$ 50,00 Salári/Remuneraçã: R$ 800,85 Nº Vagas: 29 + 40 Cadastr de Reserva

Leia mais

Passo 1 - Conheça as vantagens do employeeship para a empresa

Passo 1 - Conheça as vantagens do employeeship para a empresa Manual Cm intrduzir emplyeeship na empresa Índice Intrduçã Pass 1 - Cnheça as vantagens d emplyeeship para a empresa Pass 2 - Saiba que é a cultura emplyeeship Pass 3 - Aprenda a ter "bns" empregads Pass

Leia mais

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION Orin Versã 7.74 TABELAS Clientes Na tela de Cadastr de Clientes, fi inserid btã e um camp que apresenta códig que cliente recebeu após cálcul da Curva ABC. Esse btã executa

Leia mais

Mensagem do atendimento ao cliente

Mensagem do atendimento ao cliente ASSUNTO: Cisc WebEx: Patch padrã a ser aplicad em [[DATA]] para [[WEBEXURL]] Cisc WebEx: Patch padrã em [[DATA]] A Cisc WebEx está enviand esta mensagem para s principais cntats de negóci em https://[[webexurl]]

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS Cidade Universitária de Limeira DIRETRIZES PARA ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO DOS CURSOS DE GESTÃO 1 Sumári I. O Estági em Gestã...3 II. O Estági curricular...4 III. Acmpanhament e avaliaçã...5 IV. Mdels de Plan de Atividades e de Relatóri...5

Leia mais

MAGDA FERREIRA DA FONTE

MAGDA FERREIRA DA FONTE MAGDA FERREIRA DA FONTE CURRICULUM VITAE DADOS PESSOAIS Nme E-mail Nacinalidade Magda Ferreira da Fnte magda.fnte@reitria.ulisba.pt Prtuguesa FORMAÇÃO ACADÉMICA Nvembr de 2014 Estudante de Dutrament na

Leia mais

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica - Aplicação

Âmbito do Documento. Modelo de Comunicação. Modelo de Comunicação. Prescrição Eletrónica Médica - Aplicação Mdel de Cmunicaçã Prescriçã Eletrónica Médica - Aplicaçã Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes da aplicaçã de Prescriçã Eletrónica Médica

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas,

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas, Vsft ids Pnt Web Cntrle de acess e pnt A Vsft desenvlveu uma sluçã baseada em sftware e hardware para cntrle de acess e u pnt que pde ser utilizada pr empresas de qualquer prte. Cm us da tecnlgia bimétrica

Leia mais

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos Guia Prátic d Estági Seu Estági em 5 Passs O que é Estági? A atividade de estági é um fatr significativ na frmaçã d prfissinal, pr prprcinar a interaçã d alun cm a realidade da prfissã e a cmplementaçã

Leia mais

GUIA DE USO DO TECLADO VIRTUAL

GUIA DE USO DO TECLADO VIRTUAL GUIA DE USO DO TECLADO VIRTUAL A Indra, através das Cátedras de Tecnlgias Acessíveis que prmve em clabraçã cm a Fundaçã Adecc e diversas universidades espanhlas, apiu desenvlviment em cnjunt cm a Universidade

Leia mais

Workflow. José Palazzo Moreira de Oliveira. Mirella Moura Moro

Workflow. José Palazzo Moreira de Oliveira. Mirella Moura Moro Pdems definir Wrkflw cm: Wrkflw Jsé Palazz Mreira de Oliveira Mirella Mura Mr "Qualquer tarefa executada em série u em paralel pr dis u mais membrs de um grup de trabalh (wrkgrup) visand um bjetiv cmum".

Leia mais

Resultado do Inquérito On-line aos Participantes dos Workshops Realizados pela Direção-Geral das Artes. Avaliação da Utilidade dos Workshops

Resultado do Inquérito On-line aos Participantes dos Workshops Realizados pela Direção-Geral das Artes. Avaliação da Utilidade dos Workshops Resultad d Inquérit On-line as Participantes ds Wrkshps Realizads pela Direçã-Geral das Artes Avaliaçã da Utilidade ds Wrkshps Títul: Resultad d Inquérit On-line as Participantes ds Wrkshps realizads pela

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS OESTECIM A MINHA EMPRESA 1. Intrduçã e Objetivs a) O Cncurs de Ideias OESTECIM a minha empresa pretende ptenciar apareciment de prjets invadres na regiã d Oeste sempre numa perspetiva de desenvlviment ecnómic e scial. b) O Cncurs

Leia mais

Matemática / 1ª série / ICC Prof. Eduardo. Unidade 1: Fundamentos. 1 - Introdução ao Computador

Matemática / 1ª série / ICC Prof. Eduardo. Unidade 1: Fundamentos. 1 - Introdução ao Computador Unidade 1: Fundaments 1 - Intrduçã a Cmputadr Cnceits básics e Terminlgias O cmputadr é uma máquina eletrônica capaz de realizar uma grande variedade de tarefas cm alta velcidade e precisã, desde que receba

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalaçã Prdut: n-hst Versã d prdut: 4.1 Autr: Aline Della Justina Versã d dcument: 1 Versã d template: Data: 30/07/01 Dcument destinad a: Parceirs NDDigital, técnics de suprte, analistas de

Leia mais

Projetos, Programas e Portfólios

Projetos, Programas e Portfólios Prjets, Prgramas e Prtfólis pr Juliana Klb em julianaklb.cm Prjet Segund PMBOK (2008): um prjet é um esfrç temprári empreendid para criar um nv prdut, serviç u resultad exclusiv. Esta definiçã, apesar

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO

Faculdade de Tecnologia SENAI Florianópolis e Faculdade de Tecnologia SENAI Jaraguá do Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Faculdade de Tecnlgia SENAI Flrianóplis e Faculdade de Tecnlgia SENAI Jaraguá d Sul EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Pós-Graduaçã Lat Sensu em Gestã da Segurança da Infrmaçã em Redes de Cmputadres A Faculdade

Leia mais

Todos os direitos reservados Versão 1.2

Todos os direitos reservados Versão 1.2 Guia de Relatóris Tds s direits reservads Versã 1.2 1 Guia de Relatóris Índice 1 Pedids... 3 1.1 Mnitr de Pedids... 3 1.2 Pedids... 4 1.3 Estatísticas de Pedids... 5 1.4 Acess e Cnsum... 7 1.5 Pedids pr

Leia mais

CRONOGRAMA DELPHI para turmas Aproximadamente 84 horas - aulas de 2 horas

CRONOGRAMA DELPHI para turmas Aproximadamente 84 horas - aulas de 2 horas CRONOGRAMA DELPHI para turmas Aprximadamente 84 hras - aulas de 2 hras Primeira Parte Lógica de Prgramaçã 5 aulas 10 hras AULA 1 OBJETIVO 1. Cnceits básics: Algritm, Tips de Variáveis, Tips e Expressões

Leia mais

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA VERSÃO Eikn Dcuments 2007 Service Pack 5 (2.9.5) Fevereir de 2010 DATA DE REFERÊNCIA DESCRIÇÃO Sftware para implantaçã de sistemas em GED / ECM (Gerenciament Eletrônic

Leia mais

CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO

CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO Cnteúd prgramátic CURSO PREPARATÓRIO PARA CERTIFICAÇÃO Este é cnteúd prgramátic d curs preparatóri n nv prgrama CDO-0001 para a certificaçã CmpTIA CDIA+. CONCEITUAL ECM Apresentaçã ds cnceits envlvids

Leia mais

Ministério da Justiça. Orientações para a preparação dos Policiais que atuam na Região

Ministério da Justiça. Orientações para a preparação dos Policiais que atuam na Região Ministéri da Justiça Departament da Plícia Federal Academia Nacinal de Plícia Secretaria Nacinal de Segurança Pública Departament de Pesquisa, Análise da Infrmaçã e Desenvlviment Humanan Orientações para

Leia mais

PDF Livre com o Ghostscript

PDF Livre com o Ghostscript PDF Livre cm Ghstscript Um tutrial para criaçã de um geradr de arquivs PDF em Windws, basead em ferramentas gratuitas. Márci d'ávila, 05 de mai de 2004. Revisã 8, 20 de setembr de 2007. Categria: Text

Leia mais

INSTITUTO DE EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO DE SAÚDE IEES. Excelência na Formação através da Experiência e Aplicação MARKETING FARMACÊUTICO PRÁTICO

INSTITUTO DE EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO DE SAÚDE IEES. Excelência na Formação através da Experiência e Aplicação MARKETING FARMACÊUTICO PRÁTICO E IEES I EDUCAÇÃO DE SAÚDE INSTITUTO DE EXCELÊNCIA EM EDUCAÇÃO DE SAÚDE IEES Excelência na Frmaçã através da Experiência e Aplicaçã MARKETING FARMACÊUTICO PRÁTICO 1.CARGA HORÁRIA 32 Hras 2.DATA E LOCAL

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt

www.highskills.pt geral@highskills.pt www.highskills.pt geral@highskills.pt Índice Designaçã d Curs... 2 Duraçã Ttal d Curs de Frmaçã... 2 Destinatáris... 2 Objetiv Geral... 2 Objetivs Específics... 2 Estrutura mdular e respectiva carga hrária...

Leia mais

CURSO COMPLETO SOBRE O NOVO SISTEMA TESOURO GERENCIAL

CURSO COMPLETO SOBRE O NOVO SISTEMA TESOURO GERENCIAL CURSO DE CAPACITAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO CURSO COMPLETO SOBRE O NOVO SISTEMA TESOURO GERENCIAL Carga Hrária: 16 hras/atividade Hrári: 8h30 às 18h (cm interval para almç) Brasília, 26 e 27 de nvembr de 2015

Leia mais

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL Objetivs: Gestã Empresarial Desenvlver cmpetências para atuar n gerenciament de prjets, prestand cnsultria

Leia mais

Administração de Redes Servidores de Aplicação

Administração de Redes Servidores de Aplicação 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA Administraçã de Redes Servidres de Aplicaçã

Leia mais

é a introdução de algo novo, que atua como um vetor para o desenvolvimento humano e melhoria da qualidade de vida

é a introdução de algo novo, que atua como um vetor para o desenvolvimento humano e melhoria da qualidade de vida O que é invaçã? Para a atividade humana: é a intrduçã de alg nv, que atua cm um vetr para desenvlviment human e melhria da qualidade de vida Para as empresas: invar significa intrduzir alg nv u mdificar

Leia mais

Cursos Profissionais de Nível Secundário (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março)

Cursos Profissionais de Nível Secundário (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) REFERENCIAL DE FORMAÇÃO Curss Prfissinais de Nível Secundári (Decret-Lei n.º 74/2004, de 26 de Març) Família Prfissinal: 07 - Infrmática 1. QUALIFICAÇÕES / SAÍDAS PROFISSIONAIS As qualificações de nível

Leia mais

Manual de configuração de equipamento Huawei G73. Huawei G73. Pagina 1

Manual de configuração de equipamento Huawei G73. Huawei G73. Pagina 1 Manual de cnfiguraçã de equipament Huawei G73 Huawei G73 Pagina 1 Índice 1. Breve intrduçã... 3 2. Guia rápid de utilizaçã...errr! Bkmark nt defined. 3. Serviçs e Funcinalidades suprtads...errr! Bkmark

Leia mais

Proposta de Formação para o uso pedagógico e integrado do Tablet Educacional Estudos Autônomos

Proposta de Formação para o uso pedagógico e integrado do Tablet Educacional Estudos Autônomos Prpsta de Frmaçã para us pedagógic e integrad d Tablet Educacinal Estuds Autônms Objetiv geral: OBJETIVOS Prmver a Frmaçã Cntinuada ds Prfessres, Crdenadres Pedagógics e Gestres Esclares, na mdalidade

Leia mais

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas

Perguntas frequentes sobre o Programa Banda Larga nas Escolas Perguntas frequentes sbre Prgrama Banda Larga nas Esclas 1. Qual bjetiv d Prgrama Banda Larga nas Esclas? O Prgrama Banda Larga nas Esclas tem cm bjetiv cnectar tdas as esclas públicas à internet, rede

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO II PROJETO BÁSICO: JORNADA AGIR 1. Históric da Jrnada AGIR Ns ambientes crprativs atuais, a adçã de um mdel de gestã integrada é uma decisã estratégica n api às tmadas

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO

MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO SIGIO Sistema Integrad de Gestã de Imprensa Oficial MANUAL DO USUÁRIO FINANCEIRO S I G I O M A N U A L D O U S U Á R I O P á g i n a 2 Cnteúd 1 Intrduçã... 3 2 Acess restrit a sistema... 4 2.1 Tips de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO

TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TREINAMENTO Term de Referência Anex I - Especificaçã técnica Cntrataçã de Empresa para prestaçã de Serviçs de Treinament na suíte Libreffice TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUITE LIBREOFFICE: CONTRATAÇÃO

Leia mais

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas,

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas, Vsft ids Acess Web Cntrle de acess e pnt A Vsft desenvlveu uma sluçã baseada em sftware e hardware para cntrle de acess e u pnt que pde ser utilizada pr empresas de qualquer prte. Cm us da tecnlgia bimétrica

Leia mais

Proposta. Treinamento Lean Thinking Mentalidade Enxuta. Apresentação Executiva

Proposta. Treinamento Lean Thinking Mentalidade Enxuta. Apresentação Executiva Treinament Lean Thinking Mentalidade Enxuta www.masterhuse.cm.br Prpsta Cm Treinament Lean Thinking Mentalidade Enxuta Apresentaçã Executiva Treinament Lean Thinking Mentalidade Enxuta Cpyright 2011-2012

Leia mais

Event Viewer - Criando um Custom View

Event Viewer - Criando um Custom View Event Viewer - Criand um Custm View Qui, 06 de Nvembr de 2008 18:21 Escrit pr Daniel Dnda Cnhecend Event Viewer Muit imprtante na manutençã e mnitrament de servidres Event Viewer é uma ferramenta que gera

Leia mais

INTRODUÇÃO A LOGICA DE PROGRAMAÇÃO

INTRODUÇÃO A LOGICA DE PROGRAMAÇÃO INTRODUÇÃO A LOGICA DE PROGRAMAÇÃO A Lógica de Prgramaçã é necessária à tdas as pessas que ingressam u pretendem ingressar na área de Tecnlgia da Infrmaçã, send cm prgramadr, analista de sistemas u suprte.

Leia mais

Microsoft Live Meeting 2007 Como Gravar uma Reunião

Microsoft Live Meeting 2007 Como Gravar uma Reunião M A N U A L D O A D M I N I S T R A D O R Micrsft Live Meeting 2007 Cm Gravar uma Reuniã O Micrsft Office Live Meeting ferece um recurs de gravaçã que lhe permite capturar td pressinament de teclas, slides

Leia mais

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013.

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013. Serviç de Acess as Móduls d Sistema HK (SAR e SCF) Desenvlvems uma nva ferramenta cm bjetiv de direcinar acess ds usuáris apenas as Móduls que devem ser de direit, levand em cnsideraçã departament de cada

Leia mais

- APRESENTAÇÃO - Central de Pabx Alcatel OmniPCX Office. Pabx Alcatel - PRINCIPAIS BENEFÍCIOS Tudo que você precisa em um único equipamento

- APRESENTAÇÃO - Central de Pabx Alcatel OmniPCX Office. Pabx Alcatel - PRINCIPAIS BENEFÍCIOS Tudo que você precisa em um único equipamento Pabx Alcatel - APRESENTAÇÃO - Central de Pabx Alcatel OmniPCX Office A Cnintel apresenta para mercad a linha de prduts cnvergentes PABX Alcatel OmniPCX Office. Pabx Alcatel Mdular, escalável, pders, flexível,

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração Manual de Instalaçã e Cnfiguraçã Prdut:n-ReleaserEmbedded fr Lexmark Versã 1.2.1 Versã d Dc.:1.0 Autr: Lucas Machad Santini Data: 14/04/2011 Dcument destinad a: Clientes e Revendas Alterad pr: Release

Leia mais

Glossário das Metas Prioritárias 2010 Versão 1.2.14 Agosto/2010

Glossário das Metas Prioritárias 2010 Versão 1.2.14 Agosto/2010 Meta Priritária 5 Implantar métd de gerenciament de rtinas (gestã de prcesss de trabalh) em pel mens 50% das unidades judiciárias de 1º grau. Esclareciment da Meta Nã estã sujeits a esta meta s tribunais

Leia mais

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores

Requisitos técnicos de alto nível da URS para registros e registradores Requisits técnics de alt nível da URS para registrs e registradres 17 de utubr de 2013 Os seguintes requisits técnics devem ser seguids pels peradres de registr e registradres para manter a cnfrmidade

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA

DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA DESENVOLVIMENTO DE UM WEB SITE PARA A BASE DE CONHECIMENTOS DO PROGRAMA DE APOIO AOS ACTORES NÃO ESTATAIS ANGOLA REQUISITOS TECNICOS O Prgrama de Api as Actres Nã Estatais publica uma slicitaçã para prestaçã

Leia mais

METAS DE COMPREENSÃO:

METAS DE COMPREENSÃO: 1. TÓPICO GERADOR: Vivend n sécul XXI e pensand n futur. 2. METAS DE COMPREENSÃO: Essa atividade deverá ter cm meta que s aluns cmpreendam: cm se cnstrói saber científic; cm as áreas d saber estã inter-relacinadas

Leia mais

Novo Sistema Almoxarifado

Novo Sistema Almoxarifado Nv Sistema Almxarifad Instruções Iniciais 1. Ícnes padrões Existem ícnes espalhads pr td sistema, cada um ferece uma açã. Dentre eles sã dis s mais imprtantes: Realiza uma pesquisa para preencher s camps

Leia mais

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9 Channel Clabradres Tutrial Atualizad cm a versã 3.9 Cpyright 2009 pr JExperts Tecnlgia Ltda. tds direits reservads. É pribida a reprduçã deste manual sem autrizaçã prévia e pr escrit da JExperts Tecnlgia

Leia mais

Manual. Autorizador da UNIMED

Manual. Autorizador da UNIMED Manual Prtal Autrizadr da UNIMED Pass a Pass para um jeit simples de trabalhar cm Nv Prtal Unimed 1. Períd de Atualizaçã Prezads Cperads e Rede Credenciada, A Unimed Sul Capixaba irá atualizar seu sistema

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais

PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO

PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO PRÊMIO AUTOMAÇÃO - CATEGORIA DE JORNALISMO REGULAMENTO 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO O PRÊMIO NA CATEGORIA DE JORNALISMO tem cm bjetiv premiar matérias veiculadas na imprensa nacinal relativas a temas ligads

Leia mais

Aula 11 Bibliotecas de função

Aula 11 Bibliotecas de função Universidade Federal d Espírit Sant Centr Tecnlógic Departament de Infrmática Prgramaçã Básica de Cmputadres Prf. Vítr E. Silva Suza Aula 11 Biblitecas de funçã 1. Intrduçã À medida que um prgrama cresce

Leia mais

REGULAMENTO 1- OBJETIVO

REGULAMENTO 1- OBJETIVO REGULAMENTO 1- OBJETIVO O Prgrama Nv Temp é um iniciativa da Cargill Agricla SA, que visa ferecer as seus funcináris e das empresas patrcinadras ds plans de previdência sb a gestã da CargillPrev Sciedade

Leia mais

MONITORIZAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DA ULSNA

MONITORIZAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DA ULSNA MONITORIZAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DA ULSNA MAIO 2009 2 RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DA ULSNA, EPE Prject encmendad pela Títul: Autres: Ediçã: Mnitrizaçã da satisfaçã

Leia mais

FORMULÁRIO COLETA CAPES DISCENTE 2013

FORMULÁRIO COLETA CAPES DISCENTE 2013 FORMULÁRIO COLETA CAPES DISCENTE 2013 Este frmulári deve ser preenchid pr tds s aluns matriculads n Mestrad em Atençã à Saúde n an de 2013. Os dads servirã para atualizar, n Cleta Capes, as atividades

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

Oficina de Capacitação em Comunicação

Oficina de Capacitação em Comunicação Oficina de Capacitaçã em Cmunicaçã APRESENTAÇÕES: DICAS E INSTRUMENTOS Marcele Basts de Sá Cnsultra de Cmunicaçã mbasts.sa@gmail.cm Prjet Semeand Águas n Paraguaçu INTERESSE DO PÚBLICO Ouvir uma ba história

Leia mais

Design Patterns ABSTRACT FACTORY EMERSON BARROS DE MENESES

Design Patterns ABSTRACT FACTORY EMERSON BARROS DE MENESES Design Patterns ABSTRACT FACTORY EMERSON BARROS DE MENESES 1 Breve Históric Sbre Design Patterns A rigem ds Design Patterns (Padrões de Desenh u ainda Padrões de Prjet) vem d trabalh de um arquitet chamad

Leia mais

Regulamento da Feira de Ciência

Regulamento da Feira de Ciência Regulament da Feira de Ciência A Feira A Feira de Ciência é um é um prject rganizad pel Núcle de Física d Institut Superir Técnic (NFIST). Esta actividade cnsiste em desenvlver um prject científic pr um

Leia mais

CIRCULAR. Circular nº 17/DSDC/DEPEB/2007. Gestão do Currículo na Educação Pré-Escolar. Contributos para a sua Operacionalização

CIRCULAR. Circular nº 17/DSDC/DEPEB/2007. Gestão do Currículo na Educação Pré-Escolar. Contributos para a sua Operacionalização CIRCULAR Data: 2007/10/10 Númer d Prcess: DSDC/DEPEB/2007 Assunt: GESTÃO DO CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Circular nº 17/DSDC/DEPEB/2007 Para: Inspecçã-Geral de Educaçã Direcções Reginais de Educaçã

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS Sã Paul 2013 1 1 INTRODUÇÃO Este Manual tem a finalidade de servir à nrmalizaçã da elabraçã de Trabalhs de Cnclusã de Curs TCC pr mei de artigs científics,

Leia mais

Tutorial de criação de um blog no Blogger

Tutorial de criação de um blog no Blogger Tutrial de criaçã de um blg n Blgger Bem-vind a Blgger! Este guia pde ajudar vcê a se familiarizar cm s recurss principais d Blgger e cmeçar a escrever seu própri blg. Para cmeçar a usar Blgger acesse

Leia mais

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 Flrianóplis, 25 de janeir de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 1) Cnsiderações Gerais: A Federaçã Nacinal ds Estudantes de Engenharia Civil

Leia mais

GESTÃO DE LABORATÓRIOS

GESTÃO DE LABORATÓRIOS Seminári Luanda, 26,27,28,29 e 30 de Mai de 2014 - Htel **** Guia Prática GESTÃO DE LABORATÓRIOS Finanças Assegure uma gestã eficaz de tdas as áreas 40 hras de Frmaçã Especializada Cnceits ecnómic-financeirs

Leia mais

Everton Saulo Silveira

Everton Saulo Silveira Evertn Saul Silveira 2014 Curriculum Vitae Endereç: Rua Brges Hermidas, 115 Casa 09 Majr Prates E-mails: saul997@yah.cm.br, evertn.silveira@sebraemg.cm.br Celular: (38) 9109-2050 9913-8705 CPF: 053.678.036-60

Leia mais