EDITORIAL. Expediente UNIVERSO CRISTÃO A FORMAÇÃO DO POVO DE. DEUS - Quinquagésimo oitavo artigo. Dezembro/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITORIAL. Expediente UNIVERSO CRISTÃO A FORMAÇÃO DO POVO DE. DEUS - Quinquagésimo oitavo artigo. Dezembro/2013"

Transcrição

1

2 02 EDITORIAL UNIVERSO CRISTÃO A aparição daquela estrela os encheu de profunda alegria. Mt 2,10 Estamos em tempo de Natal: Deus se fez homem, veio ao mundo através de uma mulher, sua escolhida, para manifestar seu grande amor pela humanidade. Essa é a grande verdade que os profetas todos procuraram mostrar aos homens. Nós, hoje, nos beneficiamos desse acontecimento: somos chamados a crer em tudo o que Deus fez e faz por causa desse amor. A estrela que mostrou aos Magos o caminho de Belém especificamente o caminho da manjedoura onde estava aquele Menino tão pobrezinho, com seus pais tão humildes, ainda pouco entendedores de toda a missão que lhes fora confiada, continua brilhando, levando-nos ao encontro dos irmãos que precisam de nós. Aquele Menino continua precisando de nós nas pessoas que sofrem injustiça, fome, humilhação, desprezo por sua condição social, econômica, intelectual, e até porque lhes falta saúde e alegria. Os artigos desta edição do Universo Cristão nos fazem refletir sobre o nosso compromisso cristão. Se, como aconteceu com os Magos, nos alegramos com o nascimento de Jesus, é preciso manter esse espírito em todos os momentos de nossa vida; afinal, essa estrela brilha dentro de nós, porque é lá que Jesus nasce e deve ser de lá que ele se manifestará aos que encontrarmos em nosso caminho. Irradiemos a alegria que essa estrela vem trazer ao nosso coração; deixemos que todas as pessoas se contagiem desse espírito de humildade e alegria encontrado nos presépios que devem ser construídos em nossas famílias! Dessa forma, teremos um 2014 melhor do que todos os anos que já vivemos! Dezembro/2013 Palavra do pároco Meus caros paroquianos Ao ouvirmos o suave badalar dos sinos nesta época, já nos vem à mente a cena dos anjos que festejam a vinda da criança que mudou os rumos deste mundo. O Pe. Ademir nascimento de Jesus realmente mudou a humanidade, embora muitas vezes sejamos tentados a pensar o contrário, quando nos deixamos impressionar pelas cenas de selvageria, de maldade e de injustiças acontecendo e sendo divulgadas pela mídia. O mal causa realmente uma péssima impressão em todos nós, porque mexe com os sentimentos, revolta, e não poucas vezes leva as pessoas a dar o troco, liberando dentro de si mesmas uma vontade incontida de vingança. Não foram poucas as vezes que presenciamos multidões furiosas procurando fazer justiça com as próprias mãos, diante de algum crime hediondo. Mas precisamos nos lembrar daquele que nos faz uma proposta diferente e que pode nos levar a pensar e agir não a partir do mal, porém, sem deixar de agir com senso de justiça, buscar realizá-la a partir da misericórdia e do perdão que ele mesmo nos ensinou no momento da dor e do sofrimento. As palavras que Jesus proferiu no alto da cruz nos levam a pensar seriamente na profundidade do amor misericordioso de Deus. Pai, perdoai-lhes, porque não sabem o que fazem. Na verdade, não sabemos muito bem o que fazemos, porque agimos como cegos e não conseguimos ver outro caminho senão o caminho do ódio e da vingança. A Palavra de Deus nos diz que a luz veio ao mundo, mas as trevas rejeitaram a luz. Mas a todos que a receberam, deu-lhes o poder de vir a ser filhos de Deus. Esse é o milagre que pode acontecer em cada Natal. Ao celebrarmos o nascimento de Jesus, somos convidados a vivenciar um novo nascimento dele em nós e, assim, alimentar em nós o que é próprio dele, isto é, o amor, o perdão, a compaixão e a misericórdia. Se não alimentarmos em nós este espírito, corremos o risco de negar em nós tudo aquilo que aprendemos da boa nova do Evangelho. A FORMAÇÃO DO POVO DE DEUS - Quinquagésimo oitavo artigo Analisando ainda o contexto dos judeus ricos que viviam na diáspora, vemos uma informação bastante interessante no livro de Tobias. Quando Tobias mandou seu filho à casa do sobrinho que estava muito longe para procurar uma esposa judia, faz um discurso bonito de despedida, com muitos conselhos. Observem como é significativo o último conselho dado: Também quero dizer-te, meu filho, que deixei em depósito com Gabael, filho de Gabri, em Ragis, na Media, 10 talentos de prata (Tb 4,20). Esses 10 talentos correspondem a 340 quilos de prata. É um grupo economicamente rico, mas essa riqueza não depende do fato de possuir terras. Essa é a novidade. Vê-se, pela primeira vez na história de Israel, que existe um grupo sem terras, mas bastante rico. Essa riqueza acumulada pelos judeus da diáspora deve-se a outros fatores: Expediente Universo Cristão informativo da Igreja Católica de Bariri Paróquia Nossa Senhora das Dores Periodicidade: Mensal - Ano XII nº 137 Diretor: Pe Ademir A. Michieletto Jornalista Responsável: Rosana A. Acçolini Dalla Coletta MTB: Colaboração: Agentes de Pastorais Telefone p/contato: (14) Diagramador: Valentim Luis Semeguini Vendas de Publicidade: Evandro A. Folieni - Cel Fotos: Semega e Arquivo da Paróquia. Impressão: Gráfica Ideal (14) Tiragem: 2000 exemplares - Dezembro/ do comércio ao longo de todo o império. - do empréstimo de dinheiro a juros (Os primeiros bancos foram dos hebreus na Babilônia). Recentemente foram descobertos pedaços de tabuletas de cerâmica com listas de judeus que tinham empréstimos e deviam devolver o dinheiro com juros. - da administração pública: muitos deles vêm do palácio imperial. Mardoqueu era chefe da guarda imperial. Tobias foi expulso porque foi enterrar os mortos, mas pertencia ao palácio imperial (Tb 1,13). Interessante notar que, já naquele tempo, a administração pública contribuía para o enriquecimento de seus funcionários. E você está imaginando o quê? Qualquer semelhança com os dias de hoje é mera coincidência. Aicar, sobrinho de Tobias, era responsável por toda a administração pública, ministro do tesouro (Tb l,21). Neemias era copeiro do rei, cargo de alta confiança em um tempo em que era costume envenenar os reis (Ne 1,11). Outra mudança significativa na teologia: para essa gente, a bênção de Deus não passa pela propriedade da terra, e esse grupo NÃO TEM TEMPLO porque não pode ser construído em terra estrangeira. Reinventam novas formas de expressar sua fé. Aparece a sinagoga, experiência que nasceu na Babilônia e que depois Esdras e Neemias vão estender até Jerusalém. A sinagoga vai ser a maneira de o judeu expressar sua fé através da leitura dos textos sagrados. (continua) José Carlos Dugnani, C.D./Teólogo Bariri - SP -

3 Dezembro/2013 UNIVERSO CRISTÃO 03 Igreja no BraSIL Temas refletidos a partir da Belém: Terra do Pão Dom Demétrio Valentini Bispo de Jales (SP) Estamos chegando ao Natal de É o primeiro sob o Papa Francisco... Esta dupla surpresa abriu logo um amplo espaço de projeção de expectativas, que foram se confirmando. Como o Francisco de Assis, o agora Francisco de Roma também se defronta com o desafio de renovar a Igreja de Cristo, e de retornar à vivência dos valores evangélicos. Uma iniciativa, que encontra respaldo no contexto do Natal, é a campanha contra a fome no mundo, lançada pela Cáritas, e recomendada com particular insistência pelo Papa Francisco. Assumindo esta iniciativa concreta, em tempos ainda de definição do seu pontificado, resulta clara a intenção de fazer desta campanha contra a fome a inspiração para a Igreja se voltar para a sociedade, e abraçar suas causas importantes. A fome é expressão da necessidade mais premente de toda pessoa humana. Todos temos absoluta necessidade de comer, para viver. A fome se torna símbolo das necessidades, que precisam ser atendidas para garantir um mínimo de dignidade humana. O bispo emérito de São Félix do Araguaia, Dom Pedro Casaldáliga, referindo-se ao debate sobre valores relativos e valores absolutos, com sua verve costumeira sentenciou: só Deus é absoluto, e a fome! Concordamos com Dom Pedro, se entendemos que a fome dispensa qualquer discussão ou justificativa. Ela precisa ser atendida, e não pode esperar. Nestes dias de Natal, nos encantamos com os gestos proféticos do Papa Francisco, aproximando-se dos mendigos de Roma. Estes gestos sinalizam o compromisso do combate à fome, que precisa ser colocado de maneira absoluta, pela Igreja e pela sociedade. Até o nome da cidade onde Jesus nasceu lembra o alimento mais necessário e mais universal. Belém significa terra do pão. Que o Natal nos ensine de novo o gesto da partilha do pão, como fez Jesus, saciando as multidões. Assim o Natal será, certamente, mais feliz, para todos! Na íntegra Cf. Diác. Jamil Donizete Stefanuto Filosofia Clínica Distâncias Assunto em pauta nesta edição serão os movimentos existenciais que conservam certa distância do acontecimento, seja para consigo mesmo, seja para com outra pessoa. Há aqueles que, ao observarem-se, sentem-se como uma pessoa que passa à distância, longe dela mesma. Não pensa nela, não se vê em si mesma, mas se vê distante, não lá numa outra pessoa, mas ela mesma distante de si. Isso é comum, acontece muitas vezes esse movimento existencial. Outras vezes, a pessoa percebe que não consegue de fato se aproximar do outro, ainda que esteja perto, se sente distante da outra pessoa. Ainda que conviva, sente-se não participante, não há uma interseção entre ela e a outra pessoa. Porém, algumas pessoas vivem bem assim, convivendo com o outro e consigo mesma distante. Outras pessoas já se sentirão em dificuldades pelo fato de se sentirem assim - distantes. A pessoa poderá perceber isso a partir de um tópico da Estrutura de Pensamento (EP), a Expressividade. Como seria isto? A pessoa, quando se comunica, quando fala, quando subjetivamente se expressa, percebe que não se expressa. Percebe que tudo aquilo que sai de si e passa a comunicar naquele momento não é dela. A expressividade seria aquilo que de fato está na pessoa e vai desta forma em direção ao outro, isso seria expressividade. Em outras palavras, há pessoas que se sentem sempre distantes de sua própria subjetividade e, quando falam de si, percebem que não conseguem falar de si, que não estão falando propriamente de si mesmas, mas sentem-se como se aquilo que precisaria ser comunicado não sai de dentro. É como se o interior estivesse distante, assim acontece com muitas pessoas. Você poderia pensar: Puxa! Mas isto é um problema? Eu diria que não necessariamente! Algumas pessoas conseguem conviver com isso e se movimentam existencialmente muito bem, por vivenciarem desse jeito. Outras pessoas, não. Gostariam de se aproximar de si mesmas. Gostariam de conseguir levar em direção ao outro aquilo que realmente é, da forma como pensa, da forma como sente, porém nem sempre é possível e, assim, muitas coisas poderão surgir, é claro, se a pessoa sente essa necessidade e não consegue resolver isso sozinha. Talvez possa vir a precisar de uma ajuda, nesse momento existencial. Da mesma forma em relação às outras pessoas. Há aquelas que sentem que, quando em interseção, seria como se tivesse um vidro separando um do outro, e a pessoa percebe que não consegue ir além daquela aproximação, e conservará sempre uma distância em relação à outra. Para se encaminhar algo, depende, claro, de uma compreensão da EP de tal pessoa. Isso pode acontecer nas relações de amizade, vida conjugal, relação com os filhos, entre tantas outras... Sempre se tratando de pessoas em relação. Dessa forma acontecem nos movimentos existenciais. Convido você a refletir um pouco sobre este assunto: Aproximação em relação ao outro, e distância que fica; a aproximação também de si mesmo; e quanto vai de si mesmo em direção ao outro, em direção a outra pessoa. Jamil Donizete Stefanuto Filósofo Clínico

4 04 UNIVERSO CRISTÃO JUVENTUDE EM FOCO Dezembro/2013 NATAL DA COMUNIDADE CRISTÃ Para os que têm fé, Natal é a chegada feliz de Deus que vem a nosso encontro para nos fazer irmãos e nos ensinar o caminho do bem. Veio na frieza da noite para acender em nós o fogo do amor e nos fazer irmãos. Veio pobre para nos dar a riqueza de Deus. Os anjos iluminaram a noite e trouxeram a mensagem do céu: Nasceu hoje para vós o Salvador (Lc 2,11). Assim deve ser o verdadeiro espírito do Natal, porém nos dias de hoje vemos que tudo se tornou uma festa comercial, em que o importante é dar e ganhar presentes, decorar a casa e preparar a ceia para as vésperas do Natal. Perdeu-se o clima familiar, no qual todos se encontram reunidos para comemorar o verdadeiro sentido dessa festa: o nascimento do menino Jesus. O verdadeiro espírito natalino só vem quando temos uma preparação antecipada para essa data, por isso todo ano a igreja proporciona encontros da novena do Natal, celebrações penitenciais e confraternizações. Tudo para que percebamos e aprendamos a importância de celebrar a data corretamente, tirando o foco dos presentes e das coisas capitalistas que nos são apresentadas. É preciso acreditar e viver o verdadeiro sentido do Natal. Mostrar à comunidade que o Natal não é somente época de ganhar presentes e enfeitar a árvore, e sim época de nos fazermos irmãos e celebrar o nascimento de Jesus. Maria Isabel Bueno Grupo SolCris O VERDADEIRO SENTIDO DO NATAL Dias atrás escutei uma historinha: era uma noite de natal e aquela pequena família estava reunida esperando o momento de abrir os presentes. Todos queriam ver como a pequena Marcelinha, de apenas 3 aninhos, iria reagir ao abrir aquele presente e encontrar uma boneca que falava papai e mamãe. Todos olhavam para a menina, e a mãe, com paciência, ensinava: - vai filhinha, vai, puxa o laço! A menina pegou aquele laço vermelho bonito, e puxou. O pai segurou sua mãozinha e ajudou a abrir aquele papel brilhante e colorido, e Marcelinha foi abrindo e puxando. Todos riam. Que gracinha, vamos ver o que ela vai falar quando vir que a boneca é linda, loira, de olhos azuis e ainda fala! Quando a caixa já estava desembrulhada, sua mãe pegou a boneca e colocou no colo da pequena Marcelinha. Para a decepção de todos que estavam presentes, Marcelinha jogou a boneca de lado e ficou encantada com a fita vermelha e colorida, colocando-a em sua própria cabeça e sorrindo. Sua mãe insistia: - Filhinha, essa boneca fala, escute! Papai e mamãe, dizia o brinquedo. Mas Marcelinha continuava brincando com a fita e o papel colorido em sua cabeça, muito feliz, por sinal. A boneca, que era o principal presente, foi trocada pelo laço vermelho e o embrulho colorido. Nós também, muitas vezes, somos como Marcelinha. O Natal é uma época do ano em que enfrentamos shoppings e lojas lotadas, enchendo cada vez mais nossos olhos e esvaziando os nossos bolsos, comprando também presentes para quem amamos. Ficamos preocupadíssimos com a árvore de natal e com os presentes que vamos dar e ganhar. Ficamos ansiosos com o relógio à meia-noite e acabamos nos esquecendo do verdadeiro presente que nos foi dado por Deus: Jesus! Muito bem! O natal é muito legal. Todo mundo gosta de participar da famosa ceia e comer peru, pois, afinal de contas, é uma vez por ano; ganhar presentes, etc. Tudo isso é muito bacana, porém temos que sempre nos lembrar do verdadeiro sentido que o natal nos dá: a luz do mundo e o verdadeiro presente, Jesus! Um feliz e abençoado Natal a todos! João Paulo Facin Grupo SolCris

5 Dezembro/2013 UNIVERSO CRISTÃO 05 Pe Amador Romão celebra 60 anos de vida Sacerdotal No dia 9 próximo passado, na cidade de Matão, paróquia Senhor Bom Jesus, celebrou-se a Missa de Jubileu de Diamante do Pe Amador Romão. Certamente muitas pessoas conhecem o Pe Amador Romão, pois ele é baririense e tem muitos parentes nesta cidade. Atualmente ele exerce o seu ministério sacerdotal na cidade de Matão, onde foi pároco por muitos anos. Tratase de uma pessoa muito querida e respeitada por todos. Após tantos anos de trabalho em favor da igreja, e um pouco avançado em anos, Pe Amador deixou de ser o pároco, sendo nomeado vigário paroquial, residindo com o Pe Jorge na paróquia do Senhor Bom Jesus em Matão. Tivemos a alegria de poder participar da missa em ação de graças pelos 60 anos de sacerdócio, juntamente com o nosso Bispo diocesano Dom Paulo Sérgio, que presidiu a celebração, os bispos Dom Francisco Zugliani e Dom Luis Gonzaga Féchio, e muitos padres desta e de outras dioceses. O dia de sua ordenação é dia 8, dia da Imaculada Conceição, mas como caiu no domingo, a missa foi celebrada na segunda feira, dia 9, dando aos padres e bispos a possibilidade de uma maior participação. A missa foi muito bonita e participativa e logo após fomos recepcionados em um restaurante da cidade para um apetitoso jantar. Os nossos parabéns ao Pe Amador, e que a Virgem Maria cubra com seu manto materno a esse seu filho querido.

6 06 UNIVERSO CRISTÃO Dezembro/2013 ENTREVISTA COM INTEGRANTES DO GRUPO JOVENS SARADOS O que você espera do ano de 2014? O que esperar de 2014 diante de um 2013 conturbado, tanto na economia quanto na continuidade dos problemas sociais e de infraestrutura? Mas tudo bem, em 2014 teremos a tão esperada Copa do Mundo no Brasil, na qual tantos recursos públicos foram investidos e nisso já nos esqueceremos dos problemas sociais e econômicos por três meses entre preparação, duração e comemoração ou lamentação. Logo em seguida, nos divertiremos com a campanha política de candidatos aos cargos públicos de deputados, senadores, governadores e presidentes. Para que nos preocupar com 2014? A nós, espectadores de toda essa lavagem cerebral à qual somos expostos, nos resta acreditar que 2014 pode e deve ser um ano melhor que Mas, para que ele realmente o seja, é preciso não apenas acreditar, e sim fazê-lo ser. A honestidade, a boa vontade, a prática constante da caridade, a vida de oração, a alegria de viver, o agradecimento por poder acordar vivo e por se deitar, essas são algumas atitudes que devem fazer parte de nosso cotidiano. Devemos, antes de nos preocupar com títulos que alguns poucos brasileiros receberão sendo campeões do mundo na Copa, nos preocupar com a tranquilidade que nos permite deitar a cabeça no travesseiro e dormir, quando trazemos a nossa mente a sensação do dever cumprido. Muito mais do que traçar metas, precisamos almejar alcançá-las, só assim 2014 poderá ser melhor que E se Deus não estiver dentro dos meus planos, infelizmente, não terei êxito em minhas conquistas. Rodrigo Cardoso Todos nós, ou pelo menos grande parte, almejamos um mundo melhor. Acredito, assim, que o melhor mundo é aquele que está dentro de nós. Não é possível transformar algo maior, sem que ao menos haja mudança em nossos corações. O mundo necessita de seres humanos renovados. Ora, o mundo passa, e também a sua concupiscência, mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre (1 Jo 2,17). Que, em 2014, possamos, sim, sonhar com um mundo melhor, com um país onde não haja corrupções, guerras e violências. Entretanto, passemos a olhar para dentro de nós, neste ano que se inicia, com objetivo de fazer sempre a vontade de Deus, levando o amor aonde não há amor. Essa é a melhor mudança que o ser humano pode ter. Gabriela Tessaroli Eu espero que, em 2014, o amor cresça em todos os corações, podendo refletir nas atitudes, na forma de olhar e de tratar o próximo, que seja um ano em que também prevaleça a amizade, força, partilha, alegria, a fé, e que, em nenhum momento, esqueçamos Deus nesse novo ano que se inicia, seja no trabalho, na nossa casa, com nossos amigos, onde estivermos, que sempre possamos fazê-lo visível em nossas atitudes e palavras. Jéssica Amaral É comum escutarmos, na virada de ano, aquela famosa música que diz : Adeus, ano velho, feliz ano novo, que tudo se realize no ano que vai nascer...muito dinheiro no bolso, saúde pra dar e vender! Ah! Como seria bom se dinheiro e saúde fossem sinônimos de um mundo melhor. Muitos homens ainda usam da saúde, que é uma graça de Deus, e do dinheiro, para infelizmente praticarem o mal ao próximo, matarem, roubarem, gastar a vida em caminhos pecaminosos e enganadores, ao invés de ajudarem ao próximo e colaborarem para um mundo melhor e mais cristão. Consequentemente acabam destruindo o amanhã, não valorizando o presente da vida que Deus nos dá a cada dia e não fazendo o mesmo com o próximo. Espero que, em 2014, os homens possam se desprender das amarras do egoísmo, do consumismo, da falta de perdão, das mágoas, rancores, intrigas, e sejam a imagem de Deus, que é amor! Como disse Santa Teresa de Jesus, lembremo-nos sempre: A quem tem Deus nada falta, só Deus basta. Que, no ano que estamos prestes a iniciar, as pessoas, antes de tudo, possam olhar para dentro de si, e dizer de verdade: Só Deus me basta!. Somente assim teremos um mundo melhor, quando Deus passar a bastar no coração das pessoas, antes de qualquer coisa. Bruno Ricardo Pegorin Eu espero que 2014 seja um ano repleto de paz, amor, amizade, esperança e bondade. Que as pessoas sejam mais solidárias e não egoístas, que ajudem ao próximo e se preocupem a colaborar para construirmos um mundo melhor, sem violência e maldade. Que Deus cuide de cada família e que estejamos sempre sob a proteção de Maria. Ana Caroline Maia

7 Dezembro/2013 UNIVERSO CRISTÃO 07 NATAL: O VERBO SE FEZ CARNE Conta-se que um menino, enquanto olhava para o céu, perguntou para sua mãe: Mamãe, Deus está lá em cima?. Sim, respondeu ela. E o filho continuou: Será que Ele não poderia colocar a cabeça para fora do céu para a gente conhecer Ele? Essa curiosidade, manifestada de maneira tão simples na pergunta dessa criança, encontra sua resposta no evangelho de São João quando ele afirma: E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós; e nós vimos a sua glória, glória que ele tem junto ao Pai como Filho único, cheio de graça e de verdade (Jo 1,14). Deus não só colocou a cabeça fora do céu como queria o menino, mas foi muito além disso. Ele veio a este mundo na Pessoa de Seu Filho Unigênito, Jesus Cristo. Aquele que não poderia ser contido por nenhum espaço mensurável, nasceu numa manjedoura, em Belém, vilarejo distante 10 quilômetros da cidade de Jerusalém. A Igreja denomina Encarnação o fato de o Filho de Deus ter assumido uma natureza humana para realizar nela a nossa salvação. O nascimento de Jesus é um fato real que marca a participação direta do ser humano na vida divina. Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamarão com o nome de Emanuel, o que traduzido significa: Deus está conosco. (Mt 1,23). Concretiza-se, dessa forma, o eterno desejo de Deus de entrar em diálogo com o homem, atraindo-o para uma comunhão de amor. Antes da Encarnação, ainda que presente em todo lugar pela infinitude de seu Ser, Deus permanecia na grandeza dos Céus, muito distante do mundo em que nós habitamos. Por uma admirável invenção de seu amor, Ele mesmo se dignou a vir a nós: vestiu-se de nossa carne, se fez homem, a fim de que nossos olhos pudessem contemplá-lo e a nossas mãos pudessem tocá-lo. Ele foi visto sobre a terra, diz o Profeta, e conversou com os homens (Br 3,38). Nós contemplamos a sua glória, acrescenta São João, glória do Filho Único do Pai (Jo1,14). O mistério do Natal é, em primeiro lugar, celebrar o Deus que se tornou visível à humanidade. Jesus vem à terra, para fazer-nos viver a sua vida, para tornar-nos uma única coisa com Ele. Ele mesmo disse: Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância (Jo 10,10b). Esta vida que Jesus vem nos comunicar, unindo-se à nossa, é a sua própria vida. A encarnação de Jesus é o fundamento de toda ordem sobrenatural. Por ela, o homem se eleva até a participação da natureza divina e nela eleva todo o mundo criado. Cada coisa é vossa, ensina o apóstolo Paulo, seja o mundo, seja a vida, seja a morte, seja o presente, seja o futuro. Mas vós sois de Cristo e Cristo é de Deus (1 Cor 3, 22-23). Na noite do Natal, dois mundos parecem se unir sem se darem conta um do outro. No mundo lá de cima como dizia o garoto, os anjos eufóricos cantam: Glória a Deus no mais alto dos céus e paz na terra aos homens que ele ama! (Lc 2, 14). No outro mundo, aqui em baixo, este que nós conhecemos muito bem, apenas alguns, como os magos que viram a estrela no Oriente, seguem na direção do Rei nascido; outros, como os pastores que no campo cuidavam de suas ovelhas, puros de coração e ouvidos, percebem os anjos cantando, e por isso distinguem a importância do momento. Contudo, para a maioria, tudo não passa de uma simples noite, como qualquer outra já vivida. Envolvendo-se com o brilho das luzes, o colorido das bolas, os enfeites da árvore de Natal e os presentes, comportam-se como se nada tivesse ocorrido. Permanecem alheios à encarnação do Verbo, o nascimento do Filho de Deus, Jesus Cristo homem, maior acontecimento da História. O nascimento de Jesus deve questionar a vida de cada um. É tempo de deixar o que é velho e abraçar o novo. E o novo pode ser um abraço, um sorriso, um perdão, uma reconciliação, uma busca de unidade. Que os sinos de Belém tragam paz e alegria para todos. Feliz Natal! Dirceu Mazotti Projeto de Evangelização e Catequese

8 8 UNIVERSO CRISTÃO Dezembro/2013 PARÓQUIA NOSSA SENHORA DAS DORES MOVIMENTO FINANCEIRO DO MÊS DE NOVEMBRO/2013 RECEITAS E DESPESAS DESPESAS LIVROS E ARTIGOS RELIGIOSOS ,37 FL.PAGTO-PADRE/DIÁC./FUNC./FÉRIAS ,20 FL. PAGAMENTO-1ª PARC. 13º SALÁRIO ,80 DONATIVOS ,00 SEGURANÇA IGREJA/CENTRO PASTORAL ,00 CONVÊNIO ACIB/UNIMED/PADRE/FUNC ,46 ENERGIA ELÉTRICA ,67 TELEFONE ,91 CASA PAROQUIAL/MATRIZ/ ,78 MITRA - FGTS ,69 MITRA - PIS... 62,47 MITRA MANUTENÇÃO DO SEMINÁRIO ,50 MITRA CONTABILIDADE PAROQUIAL ,86 MITRA MANUTENÇÃO DA CÚRIA ,00 MITRA DÍZIMO SACERDOTAL... 67,80 MITRA - INSS ,07 MITRA - SERV.DIVERSOS CARTORIO MITRA - CRISMANDOS ,00 MITRA CAMPANHA MISSIONÁRIA ,00 COMUNICAÇÕES... 60,00 COMBUSTÍVEIS ,27 SELOS ,11 MANUTENÇÃO DE JAZIGO... 20,00 MATERIAIS DE CELEBRAÇÃO... 80,00 IMPRESSOS E MAT. P/ESCRITORIO ,80 DESPESAS BANCÁRIAS... 9,00 ATUALIZAÇÃO DO SITE DA PARÓQUIA ,00 CASA DE CURSOS E C.C.E ,96 SEGURO CARRO 1ª PARCELA ,47 AUXILIO INDIGENTE... 28,00 ORNAMENTAÇÃO ,00 IGREJA/CENTRO PASTORAL ,99 CENTRO CATEQUESE E EVANGELIZAÇÃO ,00 AUXILIO CONST.IGREJA STO EXPEDITO ,00 ASSINATURA DE JORNAL 3ª PARCELA ,60 ESCOLA DE FORMAÇÃO... 75,00 MANUTENÇÃO CASA DE CURSOS... 70,00 FOLHINHAS PARA DÍZIMO ,00 MATERIAIS LITURGICOS ,95 MANUTENÇÃO PABX... 50,00 GRATIFICAÇÃO PADRE BORIN ,00 CENTRO PASTORAL... 4,49 SUB TOTAL DAS DESPESAS ,72 TOTAL DAS DESPESAS ,72 RECEITAS LIVROS E ARTIGOS RELIGIOSOS ,00 COLETA DE MISSAS ,00 DEVOLUÇÃO UNIMED DE FUNCIONÁRIOS ,32 ALUGUEL DA TORRE ,78 DÍZIMOS ,94 ESPORTULAS... 40,00 COFRES ,00 TAXA DE CASAMENTO ,00 TAXA CRISMANDOS ,00 SUBTOTAL DAS RECEITAS ,04 LEILÃO DE GADO...(PARCIAL ,66 TOTAL DAS RECEITAS ,70 RESUMO RECEITAS ,04 DESPESAS ,72 DEFICIT PRIMÁRIO...(-) ,68 LEILÃO DE GADO ,66 DÉFICIT FINAL...(-) 235,02 DÍZIMO A Igreja tem a missão de anunciar o Evangelho a todos os povos e de atender os necessitados. Através do Dízimo de seus fiéis, mediante a colaboração de todos, ela pode exercer a caridade. Se alguém possui riquezas neste mundo e vê o seu irmão passar necessidade, mas diante dela fecha o seu coração, como pode o amor de Deus permanecer nele? (1Jo 3,17)

9 Dezembro/2013 Missa pelos falecidos Provavelmente todos os que participam de nossas celebrações eucarísticas têm o conhecimento de que em todas elas se reza em favor de nossos irmãos falecidos, aqueles que já fazem parte da igreja triunfante, isto é, que já estão na presença de Deus. Sabemos, também, que Deus, na sua infinita misericórdia, acolhe a todos como um Pai, pois é seu desejo que ninguém se perca, mas que todos tenham a salvação. Deus não quer a condenação de ninguém, mas seremos julgamos por aquilo que fizemos de mal ou pelo bem que deixamos de realizar. A certeza que temos é que somos chamados à salvação e em Jesus todos temos a oportunidade de salvação. Jesus deu a vida para nos salvar e isto é mérito dele e não nosso. Por isso é necessário rezar pelos mortos, para que sejam livres de seus pecados e possam, assim, se beneficiar das graças oferecidas por Deus a todos que se abrem à salvação. A oração eucarística II reza assim: Lembrai-vos também dos outros nossos irmão e irmãs que morreram na esperança da ressurreição e de todos os que partiram desta vida: acolhei-os junto a vós na luz da vossa face. Queremos dar uma atenção especial a esses nossos irmãos e irmãs falecidos e, ao dizermos isso, dar uma acolhida e um consolo aos seus familiares e pessoas mais próximas que passaram por essa experiência dolorosa. Sabemos o quanto difícil é perder alguém que amamos tanto, e, como cristãos que somos, faremos a experiência de chorar com os que choram e dar esperanças àqueles que passam por esse momento tão marcante em suas vidas. Assim sendo, teremos uma missa especial pelos falecidos durante a semana, com liturgia e cânticos próprios, comentários referentes a Jesus, que também passou pela experiência da morte, mas que ressuscitou e está vivo à direita do Pai. Essa missa será celebrada pelas pessoas que faleceram na semana anterior: é a missa que denominamos de sétimo dia. Essa designação é mais para nós, mortais, que estamos presos ao tempo, mas, para Deus, qualquer oração que fazemos, não importa se no primeiro, terceiro, quinto ou sétimo dia, será ouvida por Ele e certamente nos ajudará em todas as nossas necessidades e nossas angústias. Nas outras missas semanais, faremos também uma experiência que certamente possibilitará a muitas pessoas rezarem pelos seus entes queridos. Deixaremos uma urna no meio da igreja, onde serão depositadas as nossas intenções. Durante a celebração, teremos um momento especial, em que levaremos até o altar esses pedidos, sendo depositados junto à mesa da celebração. Não precisarão mais ir até a secretaria para marcar as suas intenções, facilitando assim a todos, que passarão a trazer os pedidos de casa e os depositarão na urna própria das intenções. UNIVERSO CRISTÃO 09 CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2013 Tema: Fraternidade e Juventude Lema: Eis-me aqui, envia-me! (Is 6,8) SER JOVEM A juventude expressa jovialidade. A jovialidade pertence àjuventude. Jovialidade não como alegria do sorriso da publicidade, nem como aquilo que se opõe à tristeza e à dor. Jovialidade vem de duas palavras: jovial e idade. Idade significa a essência, a força, o vigorde alguma coisa. Jovialidade é, pois, o vigor, a essência do ser jovial. Jovial, por sua vez, não deve ser entendido no sentido de alguém sempre sorridente, pois jovial vem de jovis. Jovis é o nome com que os gregos designavam o deus supremo, o deus da força do dia. Jovialidade expressa, assim, o sentido de vigor de Deus, força de Deus. A palavra juventude também vem de jovis. Juventude não como qualidade de uma idade cronológica. Deveríamos compreender a juventude a partir da jovialidade. É jovem não aquele que tem idade nova, mas aquele que tem o vigor de Deus. Do Deus que alegra a nossa juventude. Do Deus que é a vitalidade do nosso ser. Jovialidade é o modo de ser próprio de Deus. É jovem a pessoa que se deixou tomar pelo modo próprio de Deus, pela força de Deus, pelo vigor de Deus: o amar sem medida, desmedidamente! A Igreja no Brasil ao repropor Juventude como tema da Campanhada Fraternidade, nesse tempo de mudança de época, desejou refletir, rezar com os jovens, reapresentando-lhes o Evangelho como sentido de vida e, ao mesmo tempo, como missão. O Evangelho é nossa vida, nossa existência. A Campanha da Fraternidade foi um convite para nos convertermos e irmos ao encontro dos jovens e, ao mesmo tempo, um convite aos jovens para se deixarem encontrar por Jesus Cristo, caminho, verdade e vida (Jo 14,6). A Campanha da Fraternidade anunciou a Jornada Mundial da Juventude. Ao assumir como lema o espírito missionário da JMJ 2013, Ide e fazei discípulos entre todas as nações (cf. Mt 28,19), desejemos que todos os jovens sejam verdadeiros missionários e missionárias em nossa Igreja. Jovens evangelizando jovens: Eis-me aqui, envia-me! Jovens também se colocando a serviço da evangelização, através dos novos meios de comunicação. Vivendo e testemunhando a graça e a beleza de ser cristãos. Beleza, porque são partícipes da vida do Reino e, por isso, são todos tomados por Deus que alegra a nossa juventude. Maria, Mãe das Dores, nos ajude a descobrir a jovialidade que se esconde na Manjedoura de Belém!

10 10 AGENDA PAROQUIAL JANEIRO Missa 19 h matriz Obs: não haverá missa na parte da manhã. 03- Missa Lar Vicentino - 9 h Missa Comunidade Bela Vista - 20 h 23- Missa pelos falecidos - 19 h 24- Missa Lar Vicentino 26- Batismo - 8 h 28- Missa Bairro Queixada - 20 h 29- Meces 30- Missa pelos falecidos 31- Missa pelos aniversariantes UNIVERSO CRISTÃO LITURGIA DIÁRIA JANEIRO 2014 Dezembro/ Santa Maria, Mãe de Deus Nm 6,22-27; Sl 66(67); Gl 4,4-7; Lc 2, Jo 2,22-28; Sl 97(98); Jo 1, Santíssimo Nome de Jesus 1Jo 2,29-3,6; Sl 97(98); Jo 1, Jo 3,7-10; Sl 97(98); Jo 1, Epifania do Senhor Is 60,1-6; Sl 71(72); Ef 3,2-6; Mt 2, Jo 3,22-4,6; Sl 2; Mt 4, Jo 4,7-10; Sl 71(72); Mc 6, Jo 4,11-18; Sl 71(72); Mc 6, Jo 4,19-5,4; Sl 71(72); Lc 4,14-22a 10 1Jo 5,5-13; Sl 147(147B); Lc 5, Jo 5,14-21; Sl 149; Jo 3, Batismo do Senhor Is 42,1-7; Sl 28(29); At 10,34-38; Mt 3, Sm 1,1-8; Sl 115(116);10-19; Mc 1, Sm 1,9-20; (Sl)1Sm 2,1-8; Mc 1, Sm 3, ; Sl 39(40); Mc 1, Sm 4,1-11; Sl 43(44); Mc 1, Sm 8, a; Sl 88(89),1-19; Mc 2, Sm 9, ,1a; Sl 20(21); Mc 2, Is 49,3.5-6; Sl 39(40); 1Cor 1,1-3; Jo 1, Sm 15,16-23; Sl 49(50); Mc 2, Sm 16,1-13; Sl 88(89),20-28; Mc 2, Sm 17, ; Sl 143(144); Mc 3, Sm 18,6-9.19,1-7; Sl 55(56); Mc 3, Sm 24,3-21; Sl 56(57); Mc 3, Conversão de São Paulo At 22,3-16 (ou At 9,1-22); Sl 116(117); Mc 16, Is 8,23-9,3; Sl 26(27); 1Cor 1, ; Mt 4, Sm 5,1-7.10; Sl 88(89),20-26; Mc 3, Sm 6, ; Sl 23(24); Mc 3, Sm 7,4-17; Sl 88(89),1-30; Mc 4, Sm 7, ; Sl131(132); Mc 4, Sm 11,1-17; Sl 50(51); Mc 4,26-34

11 Dezembro/2013 UNIVERSO CRISTÃO 11 VINDE A MIM Olá, crianças! Já estamos vivendo um novo tempo, o tempo do Natal. Celebramos o NASCIMENTO de Jesus, logo vamos reviver a sua MANIFESTAÇÃO a todo o mundo. Será a festa dos REIS MAGOS, ou seja, a festa da EPIFANIA. Epifania significa manifestação. Ela aconteceu quando os reis magos apresentaram Jesus ao mundo tornando-o universal, de todos os povos. E quem são esses Magos? São homens habituados a contemplar os astros, a ler os sinais, a procurar a marca, a assinatura de Deus na obra da criação. Apesar de serem entendidos nas ciências da natureza, eles são HUMILDES. Eles procuram Deus. Eles bem sabem que não é pelo telescópio, que O vão descobrir. Dentro deles, arde uma ESTRELA, o desejo do coração e a luz da inteligência, que anda em busca da Verdade. Seus nomes: GASPAR, BELCHIOR e BALTAZAR. Eles vieram do Oriente para visitar Jesus e trouxeram pra Ele três presentes: OURO, que significa realeza; INCENSO, que representa a divindade; e MIRRA (um perfume que se usava para curar feridas e conservar os corpos das pessoas que morriam), como um anúncio dos sofrimentos pelos quais Jesus passaria. Sabem qual era a missão desses reis? Eles saíram cada um de seu reino porque foram preparados a vida toda para esse grande momento, seguiram a estrela que os iluminava e mostrava o caminho para chegarem ao verdadeiro Rei, que era Jesus. Eles, depois dos pastores, foram os primeiros a falar de Jesus a outros povos E hoje, crianças, somos nós os convidados a falar de Jesus por todos os cantos. Somos nós, os reis magos atuais, que devemos anunciar Jesus, falar de Jesus, na nossa casa, na escola, com nossos amigos, na igreja... É nossa missão revelar nosso amor a Ele e deixar que a epifania aconteça todo dia. W O U R O K E S T R E L A S W X F Z R T D A G J K I M A N I F E S T A Ç A O N T X A X K I Q W R Y R Q A A H S E T S Z H G L R W F Y G C S Q M K W A S I Z I H Q I W G A S P A R M H P N W M Q T G S D F A H U E B X E X C O W Q T Z Z M P R Z N Z B S A S E A K I L P Y T Q S Z I A T T Q L W W E O Z X C V B M L P D I I N C E N S O W Z A Q E V K Q R O I H C L E B X S Z Feliz tempo de Natal para vocês. Que a estrela que guiou os magos até Jesus esteja acesa em seus corações e se mostre a todos através de seus gestos de amor! Um beijo e até a próxima edição! Salete

12 Queremos aproveitar esta oportunidade que se apresenta por ocasião das festas natalinas, para nos comunicarmos com todos os nossos patrocinadores, leitores e aqueles que apóiam as nossas iniciativas em torno de um ideal maior que é o bem e a unidade de nossas comunidades. Se notamos no mundo de hoje uma tendência para um certo individualismo e um relativismo em tantas situações da vida, queremos também realçar tantas ações que são realizadas em favor da pessoa humana e que chegam a nos comover. O ser humano é assim mesmo, pois chega a ultrapassar as nuvens e um instante depois vai até o fundo do poço. Durante este ano percebemos muita solidariedade em favor de nossos irmãos mais necessitados e isto vem nos mostrar que dentro do coração humano esta sensibilidade não se esgotou. Apesar de tantas dificuldades e também da falta de disponibilidade para o serviço por parte de alguns, percebemos ainda que no momento exato as pessoas não deixam de ser solidárias e de se unirem em torno desta busca, que é a fraternidade. Assim sendo, gostaria de desejar a todos os baririenses, e em especial, aos nossos paroquianos, os votos de um Feliz Natal e um proveitoso ano de Que a chama da solidariedade não se apague nunca dentro de nós, pois é por meio dela que os nossos caminhos serão iluminados também. Muito grato a todos e uma bênção especial aos que estiveram conosco neste ano que está findando. Pe. Ademir e Equipe do Universo Cristão Loja Loja Loja 01 Rua Gonçalves Dias, 35 - Centro Loja 02 Av. José Saltarelli, Jd. Sta. Clara Fone: Avenida XV de Novembro, Centro - Bariri - SP 24 Horas no Ar

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

Sal da TERRA e luz do MUNDO

Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da TERRA e luz do MUNDO Sal da terra e luz do mundo - jovens - 1 Apresentação pessoal e CMV Centro Missionário Providência Canto: vós sois o sal da terra e luz do mundo... MOTIVAÇÃO: Há pouco tempo

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre Caridade e partilha Vivemos em nossa arquidiocese o Ano da Caridade. Neste tempo, dentro daquilo que programou o Plano de Pastoral, somos chamados a nos organizar melhor em nossos trabalhos de caridade

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013 ROTEIRO PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO2013 Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude - CNBB CANTO DE ENTRADA (Canto a escolha) (Este momento de oração pode ser associado

Leia mais

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015]

Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] 1 Manual de Respostas do Álbum Líturgico- catequético No Caminho de Jesus [Ano B 2015] Página 9 Na ilustração, Jesus está sob a árvore. Página 10 Rezar/orar. Página 11 Amizade, humildade, fé, solidariedade,

Leia mais

"Maria!"! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist!

Maria!! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist! CartadePentecostes2015 AbadeGeralOCist "Maria" Carissimos, vos escrevo repensando na Semana Santa que passei em Jerusalém, na Basílica do Santo Sepulcro, hóspede dos Franciscanos. Colhi esta ocasião para

Leia mais

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim!

Glória! Glória! Glória! Glória ao Senhor! Glória pelos séculos sem fim! Page 1 of 6 GUIÃO DA CELEBRAÇÃO DA 1ª COMUNHÃO 2006 Ambientação Irmãos: Neste Domingo, vamos celebrar e viver a Eucaristia com mais Fé e Amor e também de uma maneira mais festiva, já que é o dia da Primeira

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para nosso coração. Quantas belas lembranças evocam à nossa mente!

Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para nosso coração. Quantas belas lembranças evocam à nossa mente! Círculo de Casais - Dirigentes: Abel e Lourdinha Passos Paróquia são Francisco Xavier Niterói RJ 19/12/03 Comentarista: Chegou o Natal! Natal é palavra eletrizante. Natal é palavra de doce harmonia para

Leia mais

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR CANTO 1 - LOUVOR DA CRIAÇÃO D Bm G Em A7 D Bm G Em A7 Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! D F#m G Em A7 1. Javé o nosso Deus é poderoso, seu nome é grande em todas as nações D F#m G Em A7 Na boca das crianças

Leia mais

NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA

NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA NOVENA À SAGRADA FAMÍLIA Introdução: A devoção à Sagrada Família alcançou grande popularidade no século XVII, propagando-se rapidamente não só na Europa, mas também nos países da América. A festa, instituída

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor!

Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor! 16º DOMINGO DO TEMPO COMUM - 19 de julho de 2015 Jesus viu e se encheu de compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor! Leituras: Jeremias 23, 1-6; Salmo 22 (23), 1-3a.3b-4.5.6 (R/1.6a); Efésios 2, 13-18;

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes 17º DOMINGO DO TEMPO COMUM 26 de julho de 2015 Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes Leituras: Segundo Livro dos Reis 4, 42-44; Salmo 144 (145),

Leia mais

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE A Novena de Natal deste ano está unida à Campanha da Fraternidade de 2013. O tema Fraternidade e Juventude e o lema Eis-me aqui, envia-me, nos leva para o caminho da JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE Faça a

Leia mais

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos,

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, PASCOM A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, t e x t o s e i d é i a s p a r a a s matérias! Nossa Senhora da Penha, que sabe o nome de cada

Leia mais

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação ***************************************************************************

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação *************************************************************************** DIOCESE DE AMPARO - PASTORAL DA EDUCAÇÃO- MARÇO / 2015 Todo cristão batizado deve ser missionário Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer a vossa estrada! Salmo 24 (25) Amados Educadores

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco Notícias de Família Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida 06 JUNHO 2014 Permanece conosco Vivemos dias de graça, verdadeiro Kairós com a Celebração

Leia mais

APOSTOLADO DA ORAÇÃO

APOSTOLADO DA ORAÇÃO APOSTOLADO DA ORAÇÃO INFORMATIVO APOSTOLADO DA ORAÇÃO ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS - SC Outubro: Mês Missionário A missão é feita: com os pés dos que partem... com os joelhos dos que rezam... e as mãos

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ AMAI-VOS Domingo passado, ao celebrar o tema da misericórdia, tive a oportunidade de estar com milhares de pessoas tanto na Catedral Metropolitana como no anúncio e instalação do Santuário da Misericórdia,

Leia mais

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS

NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS Pe. Nilton César Boni, cmf NOVENA DOS PAIS QUE ORAM PELOS FILHOS EDITORA AVE-MARIA Apresentação Aos membros da família cristã podem aplicar-se de modo particular as palavras com que Cristo promete a sua

Leia mais

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento?

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento? OS SACRAMENTOS Os sacramentos da nova lei foram instituídos por Cristo e são sete, a saber: o Batismo, a Crisma ou Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio.

Leia mais

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo.

1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. 1. Com o Dízimo, aprendemos a AGRADECER a Deus e ao próximo. Ao contribuir com o dízimo, saímos de nós mesmos e reconhecemos que pertencemos tanto à comunidade divina quanto à humana. Um deles, vendo-se

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13 A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO Romanos 15:13 - Ora o Deus de esperança vos encha de toda a alegria e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo. Só Deus pode nos dar uma

Leia mais

COMISSÃO BÍBLICA PASTORAL 1º DOMINGO DO ADVENTO ANO B

COMISSÃO BÍBLICA PASTORAL 1º DOMINGO DO ADVENTO ANO B COMISSÃO BÍBLICA PASTORAL 1º DOMINGO DO ADVENTO ANO B Tema: Ficai atentos, pois não sabeis quando chegará o momento. Acolhida: Sejam todos bem-vindos. Vamos refletir e rezar em comunidade, acolhendo a

Leia mais

Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen

Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Como o Pai me enviou, também Eu vos envio (Jo 20,21) Outubro de 2011 / Ano MMXI 1 EDITORIAL Queridos Amigos, Com grande alegria que terminamos mais um mês

Leia mais

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11)

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Mensagem 1 A metáfora do Caminho Introdução: A impressão que tenho é que Jesus escreveu isto para os nossos dias. Embora

Leia mais

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS 1 LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS Lc 19 1 Jesus entrou em Jericó e estava atravessando a cidade. 2 Morava ali um homem rico, chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores

Leia mais

ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS

ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS CANTATA DE NATAL 2015 ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS 1. O PRIMEIRO NATAL AH UM ANJO PROCLAMOU O PRIMEIRO NATAL A UNS POBRES PASTORES DA VILA EM BELÉM LÁ NOS CAMPOS A GUARDAR OS REBANHOS DO MAL NUMA NOITE

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA São José do Rio Preto MISSA DO DIA DOS PAIS RITOS INICIAIS ANIM.: Celebramos hoje a Eucaristia, ação de graças a Deus, nosso Pai, por todos os pais do colégio.

Leia mais

Papa: "Onde nasce Deus, nasce a esperança e floresce a misericórdia" 2015-12-25 Rádio Vaticana

Papa: Onde nasce Deus, nasce a esperança e floresce a misericórdia 2015-12-25 Rádio Vaticana Papa: "Onde nasce Deus, nasce a esperança e floresce a misericórdia" 2015-12-25 Rádio Vaticana Onde nasce Deus, nasce a esperança, nasce a paz e floresce a misericórdia. Na tradicional Mensagem Urbi et

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus CAPÍTULO 2 O Propósito Eterno de Deus Já falamos em novo nascimento e uma vida com Cristo. Mas, a menos que vejamos o objetivo que Deus tem em vista, nunca entenderemos claramente o porque de tudo isso.

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL ESTUDO 4 Palavra Viva RELEMBRANDO SANTIFICAÇÃO Nossos três grandes inimigos: O MUNDO A CARNE O D IABO 'Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne, porque

Leia mais

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim

Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim 5º DOMINGO DA PÁSCOA 18 de maio de 2014 Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim Leituras: Atos 6, 1-7; Salmo 32 (33), 1-2,4-5.18-19; Primeira Carta de Pedro 2, 4-9; João

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007

Bem - Aventuranças. Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Bem - Aventuranças Conselho Inter-paroquial de Catequese Lamas, 22 de Novembro de 2007 Eu estou à tua porta a bater, Eu estou à tua porta a bater, Se me abrires a porta entrarei para enviar. Eu preciso

Leia mais

www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro

www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Encarte e letras disponíveis em www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Produção executiva: MK Music / Masterização: Max Motta no MK Studio /

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

Sumário Rosário de Nossa Senhora

Sumário Rosário de Nossa Senhora Sumário PRECES DIÁRIAS DO CRISTÃO... 13 1. Sinal da Cruz... 13 2. Pai-Nosso... 14 3. Ave-Maria... 15 4. Glória ao Pai... 16 5. Creio... 16 6. Invocação ao Espírito Santo... 17 7. Bênção contra a Tristeza...

Leia mais

7 E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. 8 Porque três são os que dão testemunho: o Espírito, e a água, e o sangue; e

7 E o Espírito é o que dá testemunho, porque o Espírito é a verdade. 8 Porque três são os que dão testemunho: o Espírito, e a água, e o sangue; e I João 1 1 O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam, a respeito do Verbo da vida 2 (pois a vida foi manifestada, e nós

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...).

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...). 122 ANO B DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia (Se estiverem presentes adultos que tenham sido baptizados na última Páscoa, as intenções da oração dos fiéis poderão hoje ser propostas por eles).

Leia mais

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015 1 QUEM É JESUS Jo 1 26 Respondeu João: Eu batizo com água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem. 27 Ele é aquele que vem depois de mim, e não sou digno de desamarrar as correias de suas sandálias

Leia mais

Mensagem aos Fiéis Paroquianos

Mensagem aos Fiéis Paroquianos Mensagem aos Fiéis Paroquianos O ano já está terminando! Ao olhar para trás, quantas coisas realizamos. Ao olhar para frente, quantas oportunidades se aproximam a favor da evangelização do nosso povo.

Leia mais

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13

JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 JESUS É A LUZ DO MUNDO João 8.12 Pr. Vlademir Silveira IBME 24/03/13 INTRODUÇÃO O Evangelho de João registra 7 afirmações notáveis de Jesus Cristo. Todas começam com Eu sou. Jesus disse: Eu sou o pão vivo

Leia mais

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS

LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS LECTIO DIVINA JESUS CHAMA SEUS DISCI PULOS 1 TEXTO BÍBLICO - Lucas 6,12-19 (Fazer uma Oração ao Espírito Santo, ler o texto bíblico, fazer um momento de meditação, refletindo sobre os três verbos do texto

Leia mais

Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas

Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas Espiritualidade do Câmbio Sistêmico ou Mudança de Estruturas Uma breve meditação sobre Mudança de Estruturas O objetivo desta meditação é redescobrir a dimensão espiritual contida na metodologia de mudança

Leia mais

PRIMEIREAR SEMANA 1 O que vos digo a vós, digo a todos: Vigiai. Como pede o Papa, devemos ser o(s) primeiro(s) a tomar a iniciativa, a ir à frente, a ir ao encontro (EG24) Preparemos o nosso coração para

Leia mais

O QUE É O PROJETO NATAL MISSIONÁRIO?

O QUE É O PROJETO NATAL MISSIONÁRIO? INTRODUÇÃO Como continuidade ao Projeto das Semanas Missionárias, Deus suscitou este novo projeto que envolverá não apenas ao movimento da Renovação Carismática Católica, mas a toda a Igreja Católica Apostólica

Leia mais

1ª Carta de João. A Palavra da Vida. Deus é luz. Nós somos pecadores. Cristo, nosso defensor junto a Deus

1ª Carta de João. A Palavra da Vida. Deus é luz. Nós somos pecadores. Cristo, nosso defensor junto a Deus 1ª Carta de João A Palavra da Vida 1 1 O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e o que as nossas mãos apalparam da Palavra da Vida 2 vida esta que

Leia mais

3º Congresso Vocacional do Brasil

3º Congresso Vocacional do Brasil III CONGRESSO VOCACIONAL DO BRASIL Tema: Discípulos missionários a serviço das vocações Lema: Indaiatuba, Itaici, 03 a 07 de setembro de 2010 3º Congresso Vocacional do Brasil Dom Leonardo Ulrich Steiner

Leia mais

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante.

O texto nomeia os 11, mais algumas mulheres, das quais só menciona Maria, com os irmãos de Jesus. Aqui aparece um fato curioso e edificante. Aula 25 Creio na Igreja Católica.1 Frei Hipólito Martendal, OFM. 1. Leitura de At 2, 1-15. Ler e explicar... Dia de Pentecostes (=Quinquagésima) é o 50º dia depois da Páscoa. Os judeus celebravam a Aliança

Leia mais

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII

Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Maria, mãe de Deus, no mistério de Cristo e da Igreja Fundamentos bíblicos na Lumen Gentium VIII Quando, porém, chegou a plenitude do tempo, enviou Deus o seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a Lei,

Leia mais

ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS

ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS Caminhada do Advento e Natal 2015 DIOCESE DE AVEIRO INTRODUÇÃO Vivemos o Advento 2015 com o lema "ABRO A PORTA À BONDADE DE DEUS". Esta caminhada tem como pano de fundo a

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu.

Por isso, redescobrir a Eucaristia na plenitude é redescobrir o CRISTO. Hoje queremos agradecer este grande dom, que Cristo nos deu. O Pão da Vida Na solenidade de Corpus Christi, queremos recordar que os atos redentores de Cristo, que culminam na sua morte e ressurreição, atualizam-se na Eucaristia, celebrada pelo Povo de Deus e presidida

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014

SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014 SAGRADA FAMÍLIA 28 de dezembro de 2014 Maria e José levaram Jesus a Jerusalém a fim de apresentá-lo ao Senhor Leituras: Genesis 15, 1-6; 21,1-3; Salmo 104 (105), 1b-2, 3.4-5.6.8-9 (R/ 7a.8a); Carta aos

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40.

Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40. Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40. Como no dia de ontem, o grupo reuniu-se às 19h30 para iniciar a tarefa de

Leia mais

A Pedagogia do cuidado

A Pedagogia do cuidado Roteiro de Oração na Vida Diária nº 23 A Pedagogia do cuidado Tempo forte na Igreja, inicia-se hoje nossa caminhada de preparação para a Páscoa, no rico tempo da quaresma. Como nos ciclos da natureza,

Leia mais

CRIANÇAS E ADOLESCENTES MISSIONÁRIOS NA CARIDADE

CRIANÇAS E ADOLESCENTES MISSIONÁRIOS NA CARIDADE Vicente de Paulo dizia: "Que coisa boa, sem igual, praticar a Caridade. Praticá-la é o mesmo que praticar todas as virtudes juntas. É como trabalhar junto com Jesus e cooperar com ele na salvação e no

Leia mais

DESPREZO PELA IGREJA PROJETO NEEMIAS 2 EFÉSIOS 3.20-21

DESPREZO PELA IGREJA PROJETO NEEMIAS 2 EFÉSIOS 3.20-21 CELEBRANDO A GRAÇA EFÉSIOS 3.20-21 20 Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós, 21 a ele seja a glória na igreja e

Leia mais

A Apostolicidade da Fé

A Apostolicidade da Fé EMBARGO ATÉ ÀS 18H30M DO DIA 10 DE MARÇO DE 2013 A Apostolicidade da Fé Catequese do 4º Domingo da Quaresma Sé Patriarcal, 10 de Março de 2013 1. A fé da Igreja recebemo-la dos Apóstolos de Jesus. A eles

Leia mais

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015

Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Celebração do Dia Nacional do Catequista 30 de agosto de 2015 Introdução: Educar na fé, para a paz, a justiça e a caridade Este ano a Igreja no Brasil está envolvida em dois projetos interligados: a lembrança

Leia mais

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009 Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote 1 - MOTIVAÇÃO INICIAL: Dir.: Em comunhão

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Edição oficial do CICLUMIG Flor do Céu De acordo com revisão feita pelo Sr. Luiz Mendes do Nascimento, zelador do hinário. www.mestreirineu.org 1 01 - DIVINO PAI

Leia mais

Catequese da Adolescência 7º Catecismo Documentos de Apoio CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS. Documento I

Catequese da Adolescência 7º Catecismo Documentos de Apoio CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS. Documento I CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento I CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento 2 CATEQUESE 1 - SOMOS UM GRUPO COM JESUS Documento 3 CATEQUESE 2 - QUEM SOU EU? Documento 1 CATEQUESE

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol)

CD EU QUERO DEUS. 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) 02- SIM, SIM, NÃO, NÃO (Irmã Carol) CD EU QUERO DEUS 01- EU QUERO DEUS (Irmã Carol) EU QUERO DEUS \ EU QUERO DEUS SEM DEUS EU NÃO SOU NADA EU QUERO DEUS Deus sem mim é Deus \ Sem Deus eu nada sou Eu não posso viver sem Deus \ Viver longe

Leia mais

TEMPO DO NATAL I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA HINOS. Vésperas

TEMPO DO NATAL I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA HINOS. Vésperas I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA No Ofício dominical e ferial, desde as Vésperas I do Natal do Senhor até às Vésperas I da Epifania do Senhor, a não ser que haja hinos próprios: HINOS Vésperas Oh admirável

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

Dia a dia. com o Evangelho 2016. Texto e comentário Ano C São Lucas

Dia a dia. com o Evangelho 2016. Texto e comentário Ano C São Lucas 7 8 9 Dia a dia 10 com o Evangelho 2016 11 12 Texto e comentário Ano C São Lucas 13 14 15 16 17 18 19 20 21 Direção editorial: Claudiano Avelino dos Santos Assistente editorial: Jacqueline Mendes Fontes

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

"Ajuntai tesouros no céu" - 5

Ajuntai tesouros no céu - 5 "Ajuntai tesouros no céu" - 5 Mt 6:19-21 Temos procurado entender melhor através das escrituras, o que Jesus desejou ensinar aos seus discípulos nesta sequência de palavras, e pra isso, estudamos algumas

Leia mais

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos

NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER. Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos NOVENA A SÃO PEREGRINO: PROTETOR DOS DOENTES DE CÂNCER Comentarista: Quem foi São Peregrino? São Peregrino, foi um frade da Ordem dos Servos de Maria e ficou conhecido como o protetor contra o câncer.

Leia mais

27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA

27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA 27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA [Este subsídio destina-se a ser usado por uma família durante o curto percurso de entrada para a Porta Santa. Dependendo

Leia mais