Stomatos ISSN: Universidade Luterana do Brasil Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Stomatos ISSN: 1519-4442 ppgpediatria@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil"

Transcrição

1 Stomatos ISSN: Universidade Luterana do Brasil Brasil Silva Trombini, Carolina; Gerson Feldens, Eliane; Feldens, Carlos Alberto Luxação intrusiva em dentes decíduos: relato de casos Stomatos, vol. 14, núm. 27, julio-diciembre, 2008, pp Universidade Luterana do Brasil Río Grande do Sul, Brasil Disponível em: Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto

2 Luxação intrusiva em dentes decíduos: relato de casos Carolina Silva Trombini Eliane Gerson Feldens Carlos Alberto Feldens RESUMO O objetivo deste trabalho foi relatar dois casos clínicos de pacientes que apresentaram luxação intrusiva nos incisivos decíduos. Os pacientes foram monitorados desde a consulta de urgência e acompanhados até a erupção dos dentes permanentes sucessores. Em ambos os casos, devido à gravidade da intrusão, houve seqüelas para os dentes sucessores, com alteração de desenvolvimento na coroa. Considerando as diversas possibilidades de sequelas que podem ocorrer no dente decíduo que sofreu intrusão e o potencial risco de extensão do dano para o sucessor permanente, é imprescindível que o cirurgião-dentista tenha conhecimento dos protocolos envolvendo o manejo das lesões traumáticas. Além disso, o profissional deve estar engajado na propagação de medidas de prevenção de acidentes envolvendo crianças pré-escolares, buscando diminuir a freqüência de traumatismos alvéolos-dentários. Palavras-chave: Traumatismos Dentários. Dentição Decídua. Luxação Dentária. Intrusive luxation of primary teeth: Case reports ABSTRACT This study aims at presenting two case reports of patients having intrusive luxation injuries of the primary incisors. Patients were followed since emergency care, dental management and follow-up appointments until eruption of the permanent successors. In both cases, due to the severity of the intrusion, there were sequelae affecting the successor teeth, such as developmental defects of the crown. Considering several sequel possibility that occur in intruded primary teeth and the potential risk to extent the damage to the permanent successor, it is important that the dentist have been informed about guidelines for management of traumatic injuries. Besides of this the dentist must teach about prevent measures of accidents in preschool children aiming to reduce the frequency of dental trauma. Keywords: Teeth Injuries. Dentition, Primary. Tooth Luxation. Carolina Silva Trombini é Especialista em Odontopediatria pela Universidade Luterana do Brasil (Canoas/RS). Eliane Gerson Feldens é Professora do Curso de Odontologia da Universidade Luterana do Brasil (Canoas/RS). Carlos Alberto Feldens é Professor do Curso de Odontologia da Universidade Luterana do Brasil (Canoas/RS). Endereço para correspondência: Carolina Silva Trombini Rua Teixeira Soares, 1075 sala 1101, Centro, Passo Fundo, RS. Fone: (54) br Stomatos Canoas v.14 n.27 p jul./dez. 2008

3 INTRODUÇÃO Diferentes estudos demonstram uma alta prevalência de lesões traumáticas na dentição decídua, apresentando valores entre 11 e 35% (Andreasen, Ravn, 1972; Bijella et al., 1990; Kramer et al., 2003). O período de maior ocorrência destas lesões situa-se dos 18 meses até 3 anos de idade (Galea, 1984; Ben-Bassat et al., 1985; Garcia-Godoy et al., 1987; Bijella et al., 1990; Borum, Andreasen, 1998; Kramer et al., 2003). Quanto ao gênero, a maioria dos estudos relata não haver diferenças significativas entre meninos e meninas na dentição decídua (Mestrinho et al., 1998; Chelotti et al, 2003; Kramer et al., 2003; Feldens et al., 2005a). Deslocamentos têm sido relatados como os traumatismos mais freqüentes na dentição decídua. As luxações em dentes decíduos representam entre 21 e 81% das lesões traumáticas (Garcia-Godoy et al., 1987; Von Arx, 1993; Onetto et al., 1994) e destas entre 4,4% e 22% constituem as luxações intrusivas (Andreasen, Ravn, 1972; Borum, Andreasen, 1998; Thor, 2002). A suscetibilidade à sua ocorrência pode ser atribuída à maior elasticidade do osso alveolar em dentes decíduos (Galea, 1984; Cabral et al., 1997). A luxação intrusiva consiste em um deslocamento do dente para o interior do alvéolo, resultado de um impacto axial direto (Diab, ElBadrawy, 2000a). Clinicamente pode ser observada uma posição desde discreta infra-oclusão até o total desaparecimento do dente (Andreasen, Andreasen, 1994; Feldens et al., 2005b). É um tipo severo de luxação que resulta em danos ao tecido pulpar, estruturas periodontais e fratura do osso alveolar (Andreasen, Andreasen, 1994; Diab, ElBadrawy, 2000a). O manejo de um dente intruído depende de diferentes variáveis, entre elas a direção e a severidade da intrusão e a presença de fratura do osso alveolar (Diab, ElBadrawy, 2000a). O exame radiográfico é imprescindível para a definição da conduta a ser adotada. Uma tomada oclusal de 90 o servirá para avaliar o posicionamento do dente intruído em relação ao seu sucessor permanente (Duarte et al., 1998; Sanchez et al., 2002). A imagem oclusal determina a direção da intrusão (para vestibular ou para palatino) pela avaliação da dimensão do incisivo intruído (Harding, Camp, 1995; Sanchez et al., 2002). Além das incidências oclusal e periapical, há a alternativa da radiografia lateral para confirmar a relação do ápice radicular do dente decíduo intruído com o germe do dente permanente em formação (Ribeiro et al., 1998). Flores et al. (2001) elaboraram um protocolo para auxiliar no diagnóstico e tratamento dos traumatismos dentários. Se o dente decíduo não atingiu o germe do permanente, o tratamento recomendado é aguardar a reerupção espontânea do decíduo. Caso contrário é recomendado a exodontia. Se for aguardada a reerupção do dente intruído, o acompanhamento clínico e radiográfico preconizado é 1 semana após o trauma; 2-3 semanas; 6-8 semanas; 6 meses; 1 ano; e uma vez por ano até a esfoliação do dente comprometido. As luxações intrusivas podem determinar seqüelas para o próprio dente traumatizado que podem incluir alteração de cor, calcificação do canal pulpar, necrose e reabsorções 75

4 radiculares (Diab, ElBadrawy, 2000b). Devido a alta freqüência destas seqüelas, torna-se imprescindível o acompanhamento periódico de um dente traumatizado. Além disto, este tipo de traumatismo está altamente associado a distúrbios ao germe do dente permanente em desenvolvimento, envolvendo desde hipocalcificações e hipoplasias, até seqüestro do germe e malformação do tipo odontoma (Andreasen, Ravn, 1972; Ravn, 1976; Von Arx, 1993). Desta forma, considerando o impacto de uma luxação intrusiva na dentição decídua e o alto risco de comprometimento do dente sucessor permanente, o presente artigo apresenta o relato de dois casos clínicos envolvendo luxação intrusiva na dentição decídua, desde o tratamento proposto, o acompanhamento instituído e seu desfecho junto à dentição permanente. RELATO DO CASO 1 Paciente do sexo feminino, com 3 anos e 10 meses de idade, procurou atendimento odontológico devido à ocorrência de traumatismo alvéolo-dentário na região ânterosuperior. De acordo com o relato da mãe, a criança empilhou vários banquinhos e, ao subir neles, desequilibrou-se e bateu com a boca. O intervalo entre o acidente e a consulta foi de aproximadamente duas horas. A anamnese revelou que a criança encontrava-se, sem comprometimento sistêmico e sem utilização de medicamentos. Ao exame físico verificou-se edema do lábio superior, e luxação intrusiva severa do dente 51. O dente 52 não se mostrava visível clinicamente, enquanto o 51 apresentava apenas a superfície incisal da coroa (Figura 1).O exame radiográfico oclusal indicou que o dente a 52 também estava intruído (Figura 2). Quanto à relação entre os dentes intruídos e os sucessores, a imagem radiográfica não demonstrava invasão do folículo do germe do dente permanente (dentes intruíram em direção vestibular). Desta forma, a decisão de tratamento foi conservadora, aguardando a reerupção dos dentes envolvidos. Figura 1: Aspecto clínico da intrusão duas horas depois de ocorrido o trauma. 76

5 Figura 2: Aspecto radiográfico mostra que a intrusão foi numa direção mais vestibular. Foi dada orientação quanto aos cuidados a serem tomados em casa, que envolvia limpeza com clorexidina 0,12% e dieta fria e pastosa, bem como o uso de analgésico simples. O retorno do paciente foi programado para 7 dias após, para acompanhamento da cicatrização da área afetada. Os pais foram avisados do risco de alterações para os dentes traumatizados e os sucessores, reforçando a importância da proservação. No primeiro retorno do paciente (7 dias após) verificou-se a remissão do edema, cicatrização tecidual e ausência de infecção na região dos dentes intruídos (Figura 3). O dente 51 apresentava-se com início de reerupção e o dente 52 ainda não se apresentava visível clinicamente. A paciente retornou na semana seguinte, apresentando o dente 51 mais reerupcionado e o dente 52 com início de reerupção, sem relatos de sintomatologia nem alterações dos tecidos adjacentes aos dentes traumatizados (Figura 4). Figura 3: Aspecto clínico da intrusão 7 dias após o trauma, com início da reerupção do

6 Figura 4: Aspecto clínico da intrusão 14 dias após o trauma, com o 51 mais reerupcionado e início da reerupção do 52. Foi estabelecido, a partir daí, um protocolo de proservação, com consultas de controle em 1, 2, 4 e 6 meses. Os responsáveis foram informados do grande risco de alteração de cor, reabsorção radicular e necrose pulpar para os dentes traumatizados. Após este período, o controle do trauma seguiu o esquema de manutenção clínica normal da paciente, ou seja, a cada 6 meses. Durante o acompanhamento do caso verificou-se que os dentes 51 e 52 reerupcionaram satisfatoriamente apesar de ficarem um pouco acima da linha de oclusão (Figura 5). O monitoramento demonstrou a reabsorção fisiológica dos dois dentes, e subseqüente erupção em posição adequada dos sucessores permanentes 11 e 12 (Figura 6). Apesar da severidade do trauma, os decíduos envolvidos reerupcionaram na ausência de seqüelas e os sucessores permanentes, como conseqüência pós-traumática, apresentaram opacidade coronária. Estas alterações dos dentes 11 e 12 podem ser consideradas leves face à severidade do traumatismo alvéolo-dentário nos seus antecessores. Figura 5: Aspecto clínico com a completa reerupção do 51 e 52, 1 ano e 6 meses depois de ocorrido o trauma. 78

7 Figura 6: Aspecto clínico da erupção em posição adequada do 11 e 12, apresentando opacidade coronária. RELATO DO CASO 2 Paciente do sexo masculino, com 1 ano e 9 meses de idade, recebeu atendimento odontológico devido a traumatismo sofrido na região ântero-superior. Foi diagnosticado fratura de esmalte e dentina, de pequena extensão, bem como sub-luxação no dente 51. O motivo da lesão traumática foi queda da própria altura enquanto corria, no pátio de sua casa. A conduta tomada foi proservação, sem nenhum tipo de intervenção, visto que o grau de mobilidade apresentado pelo dente era pequeno. Foram fornecidas orientações quanto à higiene, dieta e restrição de uso de chupeta e mamadeira, pelo menos nas primeiras 48/72 horas. Nesta ocasião foi realizado apenas o exame físico, sem exame radiográfico.o paciente retornou 30 dias após, apresentando quadro de normalidade. Em torno de 1 ano após este acidente, a criança, então com 2 anos e 11 meses de idade, sofreu nova lesão traumática envolvendo os dentes 51 e 61 (Figura 7). A etiologia do traumatismo não foi bem esclarecida, com a informação da mãe de queda da criança na pré-escola. O exame físico revelou intrusão profunda do dente 51 e sub-luxação do dente 61, compatível com um impacto de maior severidade. A imagem radiográfica sugere uma conduta conservadora, ou seja, aguardar a reerupção do dente intruído, visto que o dente intruiu em uma direção para vestibular, ou seja, à distância do germe do dente permanente (Figura 8). Orientações quanto à higiene associada a clorexidina 0,12%, bem como quanto à dieta e uso restrito de chupeta e mamadeira foram repassadas aos responsáveis. 79

8 Figura 7: Aspecto clínico da completa intrusão do 51 e sub-luxação do 61. Figura 8: Aspecto radiográfico sugere que a intrusão tomou uma direção mais vestibular. O paciente retornou 1 semana após, quando foi verificada infecção no local do dente intruído, com edema, vermelhidão e sintomatologia dolorosa (mãe relatou queixa da criança e desconforto na alimentação) (Figura 9). Devido ao quadro de infecção localizada, a decisão terapêutica envolveu exodontia do dente 51, sutura e orientações pós-operatórias. Três meses após, verificou-se alteração radiográfica na raiz do dente 52, compatível com reabsorção e necrose pulpar (Figura 10). Procedeu-se à endodontia deste dente, restauração e proservação do caso, agora com manutenção semestral. 80

9 Figura 9: Aspecto clínico 7 dias após o trauma com a presença de infecção junto ao 51 intruído. Figura 10: Aspecto radiográfico 3 meses após o trauma, sugerindo necrose pulpar do 52. O paciente não mais retornou para acompanhamento nos períodos programados. Quatro anos após o segundo traumatismo, o paciente retorna com os dentes 11 e 21 já erupcionados. O dente 11 apresentava hipoplasia coronária severa, com sensibilidade dolorosa frente a estímulos e queixa de insatisfação estética (Figuras 11 e 12). O dente 12 também apresentava hipoplasia, entretanto, de grau mais leve, enquanto que no dente 21 verificou-se opacidade de coloração branca como seqüela da lesão traumática. O tratamento realizado foi a restauração do elemento 11 com resina composta e acompanhamento dos outros dentes envolvidos (Figura 13). O paciente continua sob supervisão nas consultas de manutenção. 81

10 Figura 11: Aspecto clínico 4 anos após o trauma, com o 11 e 21 erupcionados, e presença de hipoplasia severa no dente 11. Figura 12: Aspecto radiográfico da hipoplasia no dente 11. Figura 13: Aspecto clínico após restauração do dente 11 com resina composta. 82

11 CONSIDERAÇÕES FINAIS As luxações em dentes decíduos constituem entre 21 e 81% das lesões traumáticas (Garcia-Godoy et al., 1987; Von Arx, 1993; Onetto et al., 1994) sendo que entre 4,4% e 22% são luxações intrusivas (Andreasen, Ravn, 1972; Borum, Andreasen, 1998; Thor, 2002). Este artigo apresenta o relato de dois casos clínicos envolvendo luxação intrusiva em dentes ântero-superiores. As idades de ocorrência dos traumatismos (menos de 4 anos de idade) confirmam a literatura quanto ao período de maior freqüência das luxações intrusivas (Ravn, 1976). A realização de um protocolo de exame adequado na abordagem de uma intrusão é passo inquestionável na obtenção de um plano de tratamento correto, o que diminui as chances de insucesso (Flores et al., 2001; Feldens et al., 2005c). No primeiro caso clínico apresentado, apesar do exame físico demonstrar luxações intrusivas severas, o exame radiográfico determinou a conduta a ser tomada: aguardar a reerupção espontânea, já que os dentes traumatizados apresentaram imagem radiográfica compatível com uma direção para vestibular dos dois dentes. O segundo caso clínico, uma luxação severa, também apresentou o dente traumatizado em uma posição vestibular em relação ao seu sucessor permanente. Quando o dente intruído não atingiu o germe do permanente, confirmado pelo Rx, recomenda-se o acompanhamento clínico e radiográfico periódicos, aguardando sua reerupção, que deve se manifestar clinicamente de 2 a 4 semanas após o trauma (Cabral et al., 1997; Duarte et al., 1998; Sanchez et al., 2002). Enquanto se aguarda a reerupção do dente intruído, atenção deve ser dispensada para o aparecimento de sinais e sintomas como o edema dos tecidos circundantes gengivais, vermelhidão, dor, exsudato purulento, e sintomas sistêmicos como febre (Diab, ElBadrawy, 2000b). Além disto, é recomendada uma dieta mais pastosa e líquida, sendo que a criança não deve morder na região do dente traumatizado (Chelotti et al., 2003). O controle de placa deve ser efetivo contando com o auxílio da aplicação de clorexidina 0,12% (Holan, Ram, 1999). Os dentes decíduos traumatizados podem sofrer seqüelas em decorrência da lesão traumática. As alterações patológicas da polpa e periapicais podem acontecer sem que se apresente sintomatologia, por isto o acompanhamento clínico e radiográfico não deve ser negligenciado (Oliveira et al., 1995; Duarte et al., 1998). Torna-se imprescindível, portanto, estabelecer um esquema de observação e controle do paciente traumatizado, o que foi realizado nestes dois casos. No primeiro relato, baseado no diagnóstico adequado, houve a reerupção espontânea dos dentes luxados, sem repercussões pós-traumáticas para ambos e os dentes foram mantidos em boca até sua completa esfoliação. Já no segundo caso clínico, quando o paciente retornou para reavaliação, 1 semana após, verificou-se a presença de inflamação local e sintomatologia dolorosa, o que 83

12 determinou uma mudança no plano de tratamento estabelecido, e a exodontia do elemento 51 foi realizada. No dente 52, que em um primeiro momento não havia sido verificado alteração traumática, ocorreu necrose pulpar e alteração radicular três meses após o traumatismo. Assim, foi realizada endodontia deste dente, confirmando a importância do acompanhamento de dentes traumatizados. No dente sucessor permanente, a ocorrência e a extensão dos distúrbios estão fortemente associadas à intensidade do trauma, ao estágio de formação do germe dentário, à força do impacto e ao tipo de trauma no dente decíduo. Quanto mais jovem a criança no momento do trauma mais severos e numerosos os distúrbios de desenvolvimento da coroa. A luxação intrusiva é um dos traumatismos mais relacionados a seqüelas nos sucessores permanentes (Feldens et al., 2005d). Observa-se que 54% das luxações intrusivas em decíduos podem causar anomalias no sucessor permanente (Costa et al., 2005). Apesar da severidade de ambos os casos relatados neste artigo, a seqüela no primeiro caso foi considerada leve, onde se observou apenas opacidade coronária dos incisivos centrais superiores e nenhum tratamento estético foi planejado. No segundo caso, as seqüelas foram consideradas mais impactantes, uma vez que o elemento 11 apresentava uma hipoplasia coronária severa, com sintomatologia dolorosa frente a estímulos e o paciente queixava-se de comprometimento estético importante. Já o elemento 12 demonstrou uma hipoplasia mais leve, e no dente 21, uma opacidade de coloração branca. A maior severidade da seqüela (dente 11), deste caso comparado com o primeiro, talvez possa ser explicada pelo trauma ter acontecido em uma idade mais precoce e o paciente ter apresentado a recorrência de uma lesão traumática. A documentação destes dois casos, desde a consulta de urgência, as consultas de manutenção até a erupção dos dentes permanentes, demonstra a importância da estratégia de abordagem de uma lesão traumática, que não se encerra quando os tecidos traumatizados cicatrizam. Existe um risco potencial de dano que se estende além do decíduo que sofreu o impacto traumático. Por isso é imprescindível que o cirurgião-dentista esteja capacitado para manejar adequadamente as lesões traumáticas, e, da mesma forma, orientar, informar e motivar os pais para as consultas de manutenção. Por fim, os casos relatados neste artigo descrevem dois eventos de luxação intrusiva em que se verificou, em gradientes diferentes, o potencial deste traumatismo em determinar seqüelas que se estendem para a dentição sucessora. Pelas possíveis implicações de uma luxação intrusiva nos dentes decíduos traumatizados e nos sucessores, torna-se fundamental investir na prevenção dos traumatismos alvéolos-dentários. Na eventualidade da ocorrência de traumatismos dentários, deve ser estabelecido um protocolo de atendimento e acompanhamento, buscando diminuir seqüelas mais severas para ambas as dentições. Neste sentido, o profissional deve estar capacitado em relação aos seguintes aspectos: (a) tranqüilizar e fornecer as informações necessárias aos pais; (b) elaborar um correto diagnóstico; (c) eleger o tratamento adequado; (d) definir a melhor estratégia de acompanhamento; e (e) estar alerta para as possíveis seqüelas à dentição permanente. 84

13 REFERÊNCIAS Andreasen JO, Andreasen FM. Textbook and Color Atlas of Traumatic Injuries to the Teeth. 3. ed. Copenhagen: Munksgaard, Andreasen JO, Ravn JJ. Epidemiology of traumatic injuries to primary and permanent teeth in a Danish population sample. Int J Oral Surg 1972; 1(5): Ben-Bassat, Fuks A, Brin I, Zilberman Y. Effect of trauma to the primary incisors on permanent successors in different developmental stages. Pediatr Dent 1985; 7(1): Bijella MFTB, Yared FNFG, Bijella VT, Lopes ES. Occurrence of primary incisor traumatism in Brazilian children: a house-by-house survey. ASDC J Dent Child 1990; 57(6): Borum MK, Andreasen JO. Sequelae of trauma to primary maxillary incisors. Part I. Complications in the primary dentition. Endod Dent Traumatol 1998; 14(1): Cabral ACR, Valentim C, Lopes NR. Intrusão de incisivo central e incisivo lateral decíduo. Relato de caso clínico. Rev Odontol UNICID 1997; 9(2): Chelotti A Valentin C, Prokopowitsch I. Lesões traumáticas em dentes decíduos e permanentes jovens. In. Guedes-Pinto AC. Odontopediatria. 7. ed. São Paulo: Editora Santos, p Costa LRRS, Corrêa MSNP, Ribeiro RA. Traumatismo na dentição decídua. In: Corrêa, MSNP. Odontopediatria na primeira infância. 2. ed. São Paulo: Editora Santos, p Diab M, elbadrawy HE. Intrusion injuries of primary incisors. Part I: Review and management. Quintessence Int 2000a; 31(5): Diab M, elbadrawy HE. Intrusion injuries of primary incisors. Part II: Sequelae affecting the intruded primary incisors. Quintessence Int 2000b; 31(5): Duarte DA, Correa MSNP, Benedetto MS, Mendes FM, Trindade C.Intrusão de dente decíduo: Caso clínico. JBP 1998; 1(2):11-5. Feldens CA, Kramer PF, Ferreira SH. Epidemiologia do traumatismo na dentição decídua. In: Feldens CA, Kramer PF. Traumatismos na dentição decídua Prevenção, diagnóstico e tratamento. 1.ed. São Paulo: Editora Santos, 2005a. p Feldens CA, Fraiz FC, Tovo MF, Kramer PF. Prevenção de traumatismos na dentição decídua. In: Kramer PF, Feldens CA. Traumatismos na dentição decídua Prevenção, diagnóstico e tratamento. 1a ed. São Paulo: Editora Santos, 2005b. p Feldens CA, Torriani DD, Feldens EG, Tovo MF, Kramer PF, Ferreira SH. Conduta Clínica: pronto-atendimento e proservação. In: Kramer PF, Feldens CA. Traumatismos na dentição decídua Prevenção, diagnóstico e tratamento. 1.ed. São Paulo: Editora Santos, 2005c. p Feldens CA, Faraco Jr IM, Kramer PF. Conseqüências na dentição permanente. In: Kramer PF, Feldens CA. Traumatismos na dentição decídua Prevenção, diagnóstico e tratamento. 1.ed. São Paulo: Editora Santos, 2005d. p Flores MT, Andreasen JO, Bakland LK. Guidelines for the evaluation and management of traumatic dental injuries. Dental Traumatol 2001; 17: Galea H. An investigation of dental injuries treated in an acute general hospital. J Am Dent Assoc 1984; 109:

14 Garcia-Godoy F, Garcia-Godoy F, Garcia-Godoy FM. Primary teeth traumatic injuries at a private pediatric dental center. Endod Dent Traumatol 1987; 3(3): Harding AM, Camp JH. Traumatic injuries in the preschool child. Dent Clin North Am 1995; 39(4): Holan G, Ram D. Seqüelas e prognóstico da intrusão de incisivos decíduos: um estudo retrospectivo. Pediat Dent 1999; 21(4): Kramer PF, Zembruski C, Ferreira SH, Feldens CA. Traumatic dental injuries in Brazilian preschool children. Dental Traumatol 2003 ; 19(6) : Mestrinho HD, Bezerra ACB, Carvalho JCT. Lesões traumáticas em pré-escolares brasileiros. Braz Dent J 1998; 9(2): Oliveira BH, Moliterno LFM, Marçal S, Balda AA. Intrusão de incisivos decíduos provocando distúrbio no desenvolvimento de dentes permanentes: relato de caso. Rev Bras Odontol 1995; 52(4):42-5. Onetto JE, Flores MT, Garbarino ML. Dental trauma in children and adolescents in Valparaiso. Chile. Endod Dent Traumatol 1994; 10(5): Ravn JJ. Developmental disturbances in permanent teeth after intrusion of their primary predecessors. Scand J Dent Res 1976; 84: Ribeiro AA, Chevitarese LMO, Souza IPR. A importância da atenção primária e do acompanhamento nos casos de intrusão traumática de dentes decíduos relato de caso. JBP 1998; 1(4): Sanchez ALSF, Farinhas JA, Souza IPR. de. Intrusão e avulsão em dentes decíduos: relato de caso. Rev Bras Odontol 2002; 59(1):54-6. Thor ALI. Remoção tardia de uma intrusão completa de um incisivo decíduo através da cavidade nasal: um relato de caso. Dent Traumatol 2002; 18: Von Arx T. Developmental disturbances of permanent teeth following trauma to the primary dentition. Aust Dent J 1993; 38(1):1-10. Recebido em: 08/12/2007 Aprovado em: 05/09/

Luxação intrusiva na dentição decídua dois anos de acompanhamento 1

Luxação intrusiva na dentição decídua dois anos de acompanhamento 1 Luxação intrusiva na dentição decídua dois anos de acompanhamento 1 Intrusive luxation in primary dentition two years follow-up 1 Dinakel Bortoli* Larissa Corrêa Brusco** Paulo Floriani Kramer*** Eliane

Leia mais

TRAUMATISMO EM DENTES DECÍDUOS

TRAUMATISMO EM DENTES DECÍDUOS COMO TRATAR DENTES TRAUMATIZADOS OU PERDIDOS TRAUMATISMO EM DENTES DECÍDUOS E SUAS REPERCUSSÕES PARA AS DENTIÇÕES MARCIA TUROLLA WANDERLEY Professora de Odontopediatria da Faculdade de Odontologia da USP;

Leia mais

TRAUMA NA DENTIÇÃO DECÍDUA: ENFOQUE ATUAL TRAUMATIC INJURIES IN THE PRIMARY DENTITION: KNOWLEDGE UPDATE

TRAUMA NA DENTIÇÃO DECÍDUA: ENFOQUE ATUAL TRAUMATIC INJURIES IN THE PRIMARY DENTITION: KNOWLEDGE UPDATE TRAUMA NA DENTIÇÃO DECÍDUA: ENFOQUE ATUAL TRAUMATIC INJURIES IN THE PRIMARY DENTITION: KNOWLEDGE UPDATE Ricardo José de Holanda VASCONCELLOS * David Moraes de OLIVEIRA ** Ricardo Viana Bessa NOGUEIRA **

Leia mais

FREQÜÊNCIA DA HIPOPLASIA DO ESMALTE NOS DENTES PERMANENTES ANTERIORES DECORRENTE DE TRAUMATISMO NOS ANTECESSORES 1

FREQÜÊNCIA DA HIPOPLASIA DO ESMALTE NOS DENTES PERMANENTES ANTERIORES DECORRENTE DE TRAUMATISMO NOS ANTECESSORES 1 FREQÜÊNCIA DA HIPOPLASIA DO ESMALTE NOS DENTES PERMANENTES ANTERIORES DECORRENTE DE TRAUMATISMO NOS ANTECESSORES 1 FREQUENCY OF ENAMEL HYPOPLASIA ON ANTERIOR PERMANENT TEETH AFTER INJURY IN THEIR ANTECESSORS

Leia mais

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes

Palavras chaves: Traumatismos dentários ; Dentes decíduos ; Dentes permanentes TRAUMATISMO EM DENTES DECÍDUOS E SUA REPERCUSSÃO EM DENTES PERMANENTES JOVENS: RELATO DE CASO Márcia Cançado FIGUEIREDO 1 ;Sérgio Estelita Cavalcante BARROS 1 ;Deise PONZONI 1 Raissa Nsensele NYARWAYA

Leia mais

Traumatismo Alvéolo-Dentário em Dentes Permanentes: Elementos para Diagnóstico e Tratamento por Cristina Braga Xavier e Eduardo Luiz Barbin

Traumatismo Alvéolo-Dentário em Dentes Permanentes: Elementos para Diagnóstico e Tratamento por Cristina Braga Xavier e Eduardo Luiz Barbin Traumatismo Alvéolo-Dentário em Dentes Permanentes: Elementos para Diagnóstico e Tratamento por Cristina Braga Xavier e Eduardo Luiz Barbin Espera-se que a leitura deste documento forneça, de maneira rápida

Leia mais

Uso da fluxometria laser doppler em dentes decíduos traumatizados

Uso da fluxometria laser doppler em dentes decíduos traumatizados CLÍNICO CLINICAL Uso da fluxometria laser doppler em dentes decíduos traumatizados Use of laser Doppler flowmetry in traumatized primary teeth Isabela Capparelli CADIOLI 1 Célia Regina Martins Delgado

Leia mais

Resumo. Endereço para correspondência: Flares Baratto Filho Rua Professor Pedro V. P. de Sousa, 1100 ap. 701 bloco 7 CEP 81200-100 Curitiba PR

Resumo. Endereço para correspondência: Flares Baratto Filho Rua Professor Pedro V. P. de Sousa, 1100 ap. 701 bloco 7 CEP 81200-100 Curitiba PR ISSN 1806-7727 Fatores etiológicos relacionados ao traumatismo alvéolo-dentário de pacientes atendidos no prontosocorro odontológico do Hospital Universitário Cajuru 1 Related etiologics factors to the

Leia mais

Urgências em traumatismos dentários: classificação, características e procedimentos

Urgências em traumatismos dentários: classificação, características e procedimentos Artigo de Revisão Urgências em traumatismos dentários: classificação, características e procedimentos Dental traumatism urgencies: classification, signs and procedures Mariane Emi Sanabe 1, Lícia Bezerra

Leia mais

Avaliação das injúrias dentárias observadas no Centro de Trauma Dental da Faculdade de Odontologia de Piracicaba Unicamp

Avaliação das injúrias dentárias observadas no Centro de Trauma Dental da Faculdade de Odontologia de Piracicaba Unicamp Avaliação das injúrias dentárias observadas no Centro de Trauma Dental da Faculdade de Odontologia de Piracicaba Unicamp Evaluation of the traumatic dental injuries attended at the Traumatic Dental Center

Leia mais

TRAUMATISMO DENTAL NA DENTIÇÃO DECÍDUA E SUAS CONSEQÜÊNCIAS NA DENTIÇÃO PERMANENTE

TRAUMATISMO DENTAL NA DENTIÇÃO DECÍDUA E SUAS CONSEQÜÊNCIAS NA DENTIÇÃO PERMANENTE UNICAMP UNIVf'RSIVAVE ESTADUAL VE CAMPINAS FACULVAVE VE OVONTOWGIA VE PI'RACICA13A Departamento de Odontologia Infantil CRISTIANE GIACOMINI CAMACHO TRAUMATISMO DENTAL NA DENTIÇÃO DECÍDUA E SUAS CONSEQÜÊNCIAS

Leia mais

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL

Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Aula 4: TÉCNICA RADIOGRÁFICA INTRA-ORAL Técnicas Radiográficas Periapical Exame do dente e osso alveolar que o rodeia; Interproximal Diagnóstico de cáries proximais, excessos marginais de restaurações;

Leia mais

OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL/RS

OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL/RS Revista de Endodontia Pesquisa e Ensino On Line - Ano 4, Número 7, Janeiro/Junho, 2008. 1 OCORRÊNCIA E ETIOLOGIA DO TRAUMATISMO DENTAL EM ALUNOS DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO

Leia mais

Lívia de Souza TOLENTINO, Edevaldo Tadeu CAMARINI, Elen de Souza TOLENTINO, Liogi IWAKI FILHO, Marcos Sérgio ENDO, Ângelo José PAVAN

Lívia de Souza TOLENTINO, Edevaldo Tadeu CAMARINI, Elen de Souza TOLENTINO, Liogi IWAKI FILHO, Marcos Sérgio ENDO, Ângelo José PAVAN Revista de Odontologia da UNESP. 2008; 37(1): 53-57 2008 - ISSN 1807-2577 Traumatismo dentoalveolar: análise dos casos atendidos no serviço de residência em cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial da

Leia mais

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral PALESTRA A Importância da Saúde Bucal na Saúde Geral A saúde começa pela boca Os dentes são importantes na mastigação dos alimentos, fala, e estética, influenciando diretamente na auto-estima do indivíduo

Leia mais

21. ABORDAGEM DO TRAUMATISMO DENTÁRIO

21. ABORDAGEM DO TRAUMATISMO DENTÁRIO 21. ABORDAGEM DO TRAUMATISMO DENTÁRIO Elaborado por: Célio Percinoto (coordenador) Maria Ilma Souza Côrtes Juliana Vilela Bastos Maximiano Ferreira Tovo Objetivo A Associação Brasileira de Odontopediatria

Leia mais

Thaís Hamui da Cunha PRATA* Marta Solange Rampani DUARTE* José Luiz MIQUILITO* Marcia Carneiro VALERA** Maria Amélia Máximo de ARAÚJO**

Thaís Hamui da Cunha PRATA* Marta Solange Rampani DUARTE* José Luiz MIQUILITO* Marcia Carneiro VALERA** Maria Amélia Máximo de ARAÚJO** ETIOLOGIA E FREQÜÊNCIA DAS INJÚRIAS DENTÁRIAS TRAUMÁTICAS EM PACIENTES DO CENTRO DE TRAUMATISMOS DENTÁRIOS DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS UNESP Thaís Hamui da Cunha PRATA* Marta Solange

Leia mais

AVULSÃO DE DENTES DECÍDUOS E SUAS CONSEQÜÊNCIAS NA DENTIÇÃO PERMANENTE

AVULSÃO DE DENTES DECÍDUOS E SUAS CONSEQÜÊNCIAS NA DENTIÇÃO PERMANENTE AVULSÃO DE DENTES DECÍDUOS E SUAS CONSEQÜÊNCIAS NA DENTIÇÃO PERMANENTE Denise Divina Américo Silva Vanessa Rodriguez Saroza Orientadora: Professora Dr a. Maria Librada Godoy Silveira E-mail: saroza25@hotmail.com

Leia mais

Trabalho Científico. Abstract. Key words. Dente decíduo. Traumatismo. Criança. Pais.

Trabalho Científico. Abstract. Key words. Dente decíduo. Traumatismo. Criança. Pais. Trabalho Científico Análise radiográfica da distância entre o canal mandibular e o primeiro molar inferior Radiographic analysis of the distance between the mandibular canal and the first molar 1 2 Thaysa

Leia mais

TRAUMA COM LUXAÇÃO INTRUSIVA E EXTRUSIVA: ASPECTOS CLÍNICOS E TRATAMENTOS

TRAUMA COM LUXAÇÃO INTRUSIVA E EXTRUSIVA: ASPECTOS CLÍNICOS E TRATAMENTOS TRAUMA COM LUXAÇÃO INTRUSIVA E EXTRUSIVA: ASPECTOS CLÍNICOS E TRATAMENTOS Adriana Miyuki Ozaki 1, Thatiana de Oliveira Corrêa 2, Miguel Christian Castillo Universidade do Vale do Paraíba, Av. Shishima

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2013-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Odontologia 2013-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Odontologia 2013-1 INCIDÊNCIA DE HIPERTROFIA DE CORNETOS NASAIS INFERIORES NUMA POPULAÇÃO BRASILEIRA

Leia mais

2. Quando o implante dental é indicado?

2. Quando o implante dental é indicado? Dúvidas sobre implantodontia: 1. O que são implantes? São cilindros metálicos (titânio) com rosca semelhante a um parafuso que são introduzidos no osso da mandíbula (arco inferior) ou da maxila (arco superior),

Leia mais

AVULSÃO EM DENTES PERMANENTES: NÍVEL DE CONHECIMENTO DE ALUNOS NA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA PUCRS

AVULSÃO EM DENTES PERMANENTES: NÍVEL DE CONHECIMENTO DE ALUNOS NA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA PUCRS IX Salão de Iniciação Científica PUCRS AVULSÃO EM DENTES PERMANENTES: NÍVEL DE CONHECIMENTO DE ALUNOS NA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DA PUCRS Fernando Vacilotto Gomes, Ana Paula Zambarda Habekost, João Feliz

Leia mais

Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli

Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli Transplante Dental* Coordenador: MACEDO, Sérgio Bruzadelli LIMA, Richard Presley 1 ; DOS SANTOS, Mateus Veppo 2 ; DE MOURA, Cariacy Silva 3 ; GUILLEN, Gabriel Albuquerque 4 ; MELLO, Thais Samarina Sousa

Leia mais

ROSELI DE AGUIAR KUFNER TRAUMATISMOS DENTÁRIOS MAIS PREVALENTES EM CRIANÇAS DE 0 3 ANOS MATRICULADAS NOS CENTROS DE EDUCAÇÂO INFANTIL DE ITAJAÍ, 2005

ROSELI DE AGUIAR KUFNER TRAUMATISMOS DENTÁRIOS MAIS PREVALENTES EM CRIANÇAS DE 0 3 ANOS MATRICULADAS NOS CENTROS DE EDUCAÇÂO INFANTIL DE ITAJAÍ, 2005 UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE ODONTOLOGIA ROSELI DE AGUIAR KUFNER TRAUMATISMOS DENTÁRIOS MAIS PREVALENTES EM CRIANÇAS DE 0 3 ANOS MATRICULADAS NOS CENTROS DE EDUCAÇÂO

Leia mais

PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC

PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC PROTOCOLOS OPERACIONAIS DOS SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A SEREM SEGUIDOS PELOS PERITOS E PRESTADORES DE SERVIÇO DO SESI/DR/AC A) TIPOS DE SERVIÇOS ODONTOLÓGICOS A.1 Consulta Inicial Entende-se como exame clínico,

Leia mais

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 8 Wilson. Fundamentação Teórica: Trauma dental

UNA-SUS Universidade Aberta do SUS SAUDE. da FAMILIA. CASO COMPLEXO 8 Wilson. Fundamentação Teórica: Trauma dental CASO COMPLEXO 8 Wilson : Kristianne Porta Nos casos de traumatismo dental, como relatado na descrição do caso, começamos com a investigação da história médica, passamos para a história do traumatismo e

Leia mais

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL ASPECTO RADIOGRÁFICO DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Analisando-se a imagem de um dente íntegro, todas as suas partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos sua escala de radiopacidade e posição

Leia mais

Conhecimento do cirurgião-dentista sobre trauma dentário

Conhecimento do cirurgião-dentista sobre trauma dentário Recebido em 15/10/2013 Aprovado em 12/08/2013 V14N1 Conhecimento do cirurgião-dentista sobre trauma dentário Knowledge of the dentist about dental trauma Sammia Anacleto de Albuquerque Pinheiro I Carina

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Faculdade de Odontologia Belo Horizonte - MG

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Faculdade de Odontologia Belo Horizonte - MG Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Faculdade de Odontologia Belo Horizonte - MG GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMAS DE MESTRADO EM ODONTOLOGIA Nível Acadêmico Área de concentração: Clínicas

Leia mais

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO

DIAGNÓSTICO COLETA DE DADOS RACIOCÍNIO E DEDICAÇÃO EXAME CLÍNICO DA DOENÇA PERIODONTAL DIAGNÓSTICO PERIODONTAL CONSISTE O DIAGNÓSTICO NA ANÁLISE DO PERIODONTAL HISTÓRICO DO CASO, NA AVALIAÇÃO DOS SINAIS CLÍNICOS E SINTOMAS, COMO TAMBÉM DOS RESULTADOS DE

Leia mais

Urgência em Odontopediatria: Perfil de Atendimento da Clínica Integrada Infantil da FOUFAL

Urgência em Odontopediatria: Perfil de Atendimento da Clínica Integrada Infantil da FOUFAL ISSN - 1519-0501 DOI: 10.4034/1519.0501.2007.0073.0005 Urgência em Odontopediatria: Perfil de Atendimento da Clínica Integrada Infantil da FOUFAL Urgency in Pediatric Dentistry: Care Profile of the Integrated

Leia mais

Curso de Especialização em Endodontia

Curso de Especialização em Endodontia Curso de Especialização em Endodontia Coordenador: Prof. Nilton Vivacqua EndodontiaAvancada.com OBJETIVOS DO CURSO Este curso tem como objetivos colocar à disposição de clínicos gerais, a oportunidade

Leia mais

MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO

MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO MEDIDAS DE ADEQUAÇÃO DO MEIO BUCAL PARA CONTROLE DA CÁRIE DENTÁRIA EM ESCOLARES DO CASTELO BRANCO BARROS, Ítala Santina Bulhões 1 LIMA, Maria Germana Galvão Correia 2 SILVA, Ariadne Estffany Máximo da

Leia mais

Palestrantes Convidados

Palestrantes Convidados Palestrantes Convidados Prof. MSc. Viator Ferreira Reis Filho: Cancer Bucal Dr. Arnaldo de Almeida Garrocho: Importância do Conselho Regional de Odontologia Prof. MSc. José Antonio Valério: Importância

Leia mais

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Em um dente íntegro, suas imagens são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Estudamos as imagens das estruturas anatômicas, suas

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR

DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR PREFEITURA DE BELO HORIZONTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES DE SAÚDE BUCAL NA REDE DE SERVIÇOS DA SMSA DOCUMENTO AUXILIAR COORDENAÇÃO TÉCNICA DE SAÚDE BUCAL

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO: TRATAMENTO DE INFECÇÕES DENTÁRIAS / PROEC

PROJETO DE EXTENSÃO: TRATAMENTO DE INFECÇÕES DENTÁRIAS / PROEC PROJETO DE EXTENSÃO: TRATAMENTO DE INFECÇÕES DENTÁRIAS / PROEC FERREIRA, Jean Carlos Barbosa.*¹; MARQUES, Aline Silva¹; SILVA, Julio. Almeida² DECURCIO, Daniel Almeida²; ALENCAR, Ana Helena Gonçalves³;

Leia mais

Luxação Extrusiva Acidental Durante Exodontia: Relato de Caso. Accidental Extrusive Luxation During Tooth Extraction: A Case Report

Luxação Extrusiva Acidental Durante Exodontia: Relato de Caso. Accidental Extrusive Luxation During Tooth Extraction: A Case Report Luxação Extrusiva Acidental Durante Exodontia: Relato de Caso Accidental Extrusive Luxation During Tooth Extraction: A Case Report Pablo Augusto Vasconcelos dos Santos Graduando em Odontologia pela Universidade

Leia mais

Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil

Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil Barbosa Gonçalves PEDRONI, Larisse; Awad BARCELLOS, Ludmilla; Monteiro

Leia mais

25. PERIODICIDADE DAS CONSULTAS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA

25. PERIODICIDADE DAS CONSULTAS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA 25. PERIODICIDADE DAS CONSULTAS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA Elaborado por: Júlio Carlos Noronha (coordenador) Paulo César Barbosa Rédua Maria de Lourdes de Andrade Massara Objetivo A Associação Brasileira

Leia mais

Alterações da polpa, do periápice e do periodonto

Alterações da polpa, do periápice e do periodonto Disciplina: Patologia Oral Alterações da polpa, do periápice e do periodonto Parte 2 Prof.Dr. Lucinei Roberto de Oliveira 2º Semestre - 2012 ALTERAÇÕES DA POLPA, DO PERIÁPICE E DO PERIODONTO PATOLOGIA

Leia mais

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA)

GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) GUIA DE SAÚDE BUCAL E TRAUMATISMO DENTAL PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA) AUTORES Ingryd Coutinho de Oliveira Priscila Cunha Nascimento Discentes da Graduação em Odontologia e Bolsistas de Ensino

Leia mais

Sobre trauma dentário em crianças e adolescentes

Sobre trauma dentário em crianças e adolescentes PERGUNTAS E RESPOSTAS Sobre trauma dentário em crianças e adolescentes Vânia Portela Ditzel WESTPHALEN Everdan CARNEIRO Luiz Fernando FARINIUK Ulisses Xavier da SILVA NETO Liliane ROSKAMP Fernando Henrique

Leia mais

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução

ODONTOLOGIA CANINA. Introdução ODONTOLOGIA CANINA Juliana Kowalesky Médica Veterinária Mestre pela FMVZ -USP Pós graduada em Odontologia Veterinária - ANCLIVEPA SP Sócia Fundadora da Associação Brasileira de Odontologia Veterinária

Leia mais

Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil

Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil Pesquisa Brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada ISSN: 1519-0501 apesb@terra.com.br Universidade Federal da Paraíba Brasil Albuquerque Amorim, Noelle; Cardoso da Silva, Taciane Roberta; de Melo

Leia mais

Manejo das Avulsões Dentárias Traumáticas em Dentição Permanente Monday, 05 July 2010 19:03 - Last Updated Wednesday, 06 November 2013 20:20

Manejo das Avulsões Dentárias Traumáticas em Dentição Permanente Monday, 05 July 2010 19:03 - Last Updated Wednesday, 06 November 2013 20:20 Manejo das Avulsões Dentárias Traumáticas em Dentição Permanente: Elementos para Diagnóstico, Tratamento e Proservação por Cristina Braga Xavier, Dener Cruz Soldati e Eduardo Luiz Barbin Espera-se que

Leia mais

Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha

Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha Diretoria de Saúde da Marinha Centro Médico Assistencial da Marinha Odontoclínica Central da Marinha MANUAL DE DIREITOS E RESPONSABILIDADES DOS PACIENTES www.ocm.mar.mil.br MARINHA DA BRASIL ODONTOCLÍNICA

Leia mais

Premissa. Códigos e rios

Premissa. Códigos e rios Índices epidemiológicos em saúde bucal 3/10/2011 Prof. Samuel Jorge Moysés, Ph.D. 1 Premissa A epidemiologia pode ser definida como o estudo da distribuição e dos determinantes de eventos ou estados relacionados

Leia mais

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS ETIOLOGIA Aos anos, na maior

Leia mais

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência

A gengivite é uma inflamação das gengivas provocada por acumulação de placa bacteriana e tártaro como consequência Periodontologia É a disciplina da medicina dentária que se dedica à prevenção, diagnóstico e tratamento das doenças das gengivas e das estruturas de suporte dos dentes. A inflamação e o sangramento das

Leia mais

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA

Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Especialidade: DENTÍSTICA RESTAURADORA Tabela de Procedimentos Odontológicos Página: 1 de 8 Grupo: 100-Diagnose - As consultas deverão ser faturadas em Guias de Atendimento - GA, separadamente dos demais procedimentos, que serão faturados na

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE TRAUMA OCLUSAL E DOENÇAS PERIODONTAIS

RELAÇÃO ENTRE TRAUMA OCLUSAL E DOENÇAS PERIODONTAIS RELAÇÃO ENTRE TRAUMA OCLUSAL E DOENÇAS PERIODONTAIS Por Carlos Marcelo da Silva Figueredo, DDS, MDSc, PhD cmfigueredo@hotmail.com www.periodontiamedica.com Introdução A associação do trauma oclusal (TO)

Leia mais

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44

Escrito por Administrator Ter, 02 de Fevereiro de 2010 09:14 - Última atualização Qua, 10 de Março de 2010 08:44 Mitos e Verdades da Odontologia Mitos: Quanto maior e colorida for nossa escova dental, melhor! Mentira. A escova dental deve ser pequena ou média para permitir alcançar qualquer região da nossa boca.

Leia mais

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente).

É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). É a etapa inicial do tratamento do canal, consiste em o dentista atingir a polpa dentária (nervinho do dente). Consiste na regularização do alvéolo (local onde está inserido o dente), geralmente após a

Leia mais

Stomatos ISSN: 1519-4442 ppgpediatria@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil

Stomatos ISSN: 1519-4442 ppgpediatria@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil Stomatos ISSN: 59-4442 ppgpediatria@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil Sommer, Suzana; Zuchetto de Barros, Ana Graciela; Couto de Lima, Gabriela; Silva Viana, Elizabete da; Floriani Kramer,

Leia mais

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL

ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL ASPECTOS DE IMAGEM DAS ALTERAÇÕES DA RAIZ DENTAL Vamos descrever a seguir as principais imagens das alterações da raiz dental. As ocorrências, em sua maioria, são provenientes de causas patológicas. FORMA

Leia mais

Occurrence and Cases Report of Root Fractures of the Project Specialized Center Maringaense of Traumatism in Odontology of Maringá State University

Occurrence and Cases Report of Root Fractures of the Project Specialized Center Maringaense of Traumatism in Odontology of Maringá State University ARTIGO CIENTÍFICO SCHEIBEL, P. C.; PAVAN, N. N.; QUEIROZ, A. F. Ocorrência e relatos de casos de fraturas radiculares do Projeto Centro Especializado Maringaense de Traumatismo em Odontologia da Universidade

Leia mais

Manual do Cliente. Ao aderir o plano da OdontoGroup, você recebe o cartão de acesso para a sua identificação perante nossa rede credenciada.

Manual do Cliente. Ao aderir o plano da OdontoGroup, você recebe o cartão de acesso para a sua identificação perante nossa rede credenciada. Manual do Cliente IDENTIFICAÇÃO ODONTOGROUP Ao aderir o plano da OdontoGroup, você recebe o cartão de acesso para a sua identificação perante nossa rede credenciada. No seu cartão de acesso personalizado,

Leia mais

Assessoria ao Cirurgião Dentista. Publicação mensal interna a Papaiz edição 1I maio de 2014. 11 3894 3030 papaizassociados.com.br

Assessoria ao Cirurgião Dentista. Publicação mensal interna a Papaiz edição 1I maio de 2014. 11 3894 3030 papaizassociados.com.br Assessoria ao Cirurgião Dentista Publicação mensal interna a Papaiz edição 1I maio de 2014 11 3894 3030 papaizassociados.com.br 11 3894 3030 papaizassociados.com.br IMPORTÂNCIA DOS EXAMES RADIOGRÁFICOS

Leia mais

Anquilose dento-alveolar: etiologia, diagnóstico e possibilidades de tratamento

Anquilose dento-alveolar: etiologia, diagnóstico e possibilidades de tratamento Anquilose dento-alveolar: etiologia, diagnóstico e possibilidades de tratamento Dental ankylosis: etiology, diagnosis and possible treatments Anagélica Tolentino Madeiro 1 Isabela Albuquerque Passos 2

Leia mais

REGULAMENTO ODONTOLÓGICO

REGULAMENTO ODONTOLÓGICO REGULAMENTO ODONTOLÓGICO Regulamento Vigente REGULAMENTO ODONTOLÓGICO ARTIGO 1º - A Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo - AFRESP - prestará a seus associados inscritos na Administração

Leia mais

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA RADIOLOGIA EM ORTODONTIA Sem dúvida alguma, o descobrimento do RX em 1.895, veio revolucionar o diagnóstico de diversas anomalias no campo da Medicina. A Odontologia, sendo área da saúde, como não poderia

Leia mais

Pós-Graduação. Avulsão Dental. Dental Avulsion

Pós-Graduação. Avulsão Dental. Dental Avulsion 85 Tereza Cristina Favieri de Melo Silva 1 Érica Bastos Lobo 2 Cláudio Luis de Melo Silva 2 Sérgio Luiz Manes Lobo 3 Leonardo Ferreira Menezes Silva 4 Rafael Teixeira Carvalho 4 Régia Domingues de Freitas

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Faculdade de Odontologia

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Faculdade de Odontologia Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Faculdade de Odontologia Belo Horizonte - MG GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA PROGRAMAS DE MESTRADO EM ODONTOLOGIA Nível Acadêmico Área de concentração: Clínicas

Leia mais

REVISÃO DE DETERMINADOS FATORES QUE INFLUENCIAM NO SUCESSO DO REIMPLANTE DENTAL

REVISÃO DE DETERMINADOS FATORES QUE INFLUENCIAM NO SUCESSO DO REIMPLANTE DENTAL Edited by Foxit PDF Editor Copyright (c) by Foxit Software Company, 2004 For Evaluation Only. REVISÃO DE DETERMINADOS FATORES QUE INFLUENCIAM NO SUCESSO DO REIMPLANTE DENTAL REVIEW OF CERTAIN FACTORS THAT

Leia mais

TÍTULO: AVALIAÇÃO DE TRAUMATISMO DENTO-ALVEOLAR EM ESPORTISTAS DE RIBEIRÃO PRETO

TÍTULO: AVALIAÇÃO DE TRAUMATISMO DENTO-ALVEOLAR EM ESPORTISTAS DE RIBEIRÃO PRETO TÍTULO: AVALIAÇÃO DE TRAUMATISMO DENTO-ALVEOLAR EM ESPORTISTAS DE RIBEIRÃO PRETO CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: ODONTOLOGIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO PRETO

Leia mais

TRAUMA DENTAL ASPECTOS CLÍNICOS E CIRÚRGICOS DENTAL TRAUMA SURGICAL AND CLINICAL ASPECTS

TRAUMA DENTAL ASPECTOS CLÍNICOS E CIRÚRGICOS DENTAL TRAUMA SURGICAL AND CLINICAL ASPECTS 774 TRAUMA DENTAL DENTAL TRAUMA SURGICAL AND CLINICAL ASPECTS Ricardo José de Holanda VASCONCELLOS * Clóvis MARZOLA ** Paloma Rodrigues GENU *** * Professor Doutor de Cirurgia da Faculdade de Odontologia

Leia mais

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE

ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE ASPECTO DE IMAGEM DAS ESTRUTURAS DO DENTE O órgão dentário, um dos elementos do aparelho mastigatório, é constituído por tecidos especificamente dentais (esmalte, dentina, polpa) e por tecidos periodontais

Leia mais

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS

MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS MANUAL PARA PREENCHIMENTO DAS FICHAS OBJETIVO Este manual foi elaborado para orientar o usuário quanto ao preenchimento das fichas de Coleta de Dados Simplificados (CDS). Esse documento visa descrever

Leia mais

Luiza de Oliveira Vilela. Traumatismo Dentário na População Pediátrica entre 6 e 15 anos de idade dos conselhos de Pinhão e Alijó

Luiza de Oliveira Vilela. Traumatismo Dentário na População Pediátrica entre 6 e 15 anos de idade dos conselhos de Pinhão e Alijó Luiza de Oliveira Vilela Traumatismo Dentário na População Pediátrica entre 6 e 15 anos Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências da Saúde Porto 2015 Luiza de Oliveira Vilela Traumatismo Dentário

Leia mais

Atendimento de urgência frente ao traumatismo alvéolo dentário - relato de caso clínico

Atendimento de urgência frente ao traumatismo alvéolo dentário - relato de caso clínico Relato de caso clínico PIVA F; POTTER IG; SARI GT; JUNIOR CAK; SOUZA FHC Atendimento de urgência frente ao traumatismo alvéolo dentário - relato de caso clínico Recebido em: jul/13 Aprovado em: set/13

Leia mais

UNITERMOS: Ortodontia corretiva; Dente impactado; Dente não erupcionado.

UNITERMOS: Ortodontia corretiva; Dente impactado; Dente não erupcionado. CASO CLÍNICO Tratamento Orto-Cirúrgico de Incisivo Central Retido Dilacerado e Canino Retido Relato de Caso Ortho-Surgical Treatment of Impacted Maxillary Central Incisor (Dilacerated) and Cuspid Case

Leia mais

Perfil de Crianças com Dentes Decíduos Perdidos Precocemente 1

Perfil de Crianças com Dentes Decíduos Perdidos Precocemente 1 TRABALHO DE PESQUISA Perfil de Crianças com Dentes Decíduos Perdidos Precocemente 1 Profi le of Children with Early Loss of the Primary Teeth José Vitor Nogara Borges de MENEZES* Giovana ULIANA** MENEZES,

Leia mais

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS

COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS COBERTURAS DO PLANO VIP PLUS DESCRIÇÃO DO SERVIÇO 01. DIAGNÓSTICO Exame clínico inicial Consultas com hora marcada Exame clínico final Exame admissional (exame de sanidade dentária) 02. ATENDIMENTO DE

Leia mais

TRAUMA DENTAL EM ESPORTE DE CONTATO: RELATO DE CASO DENTAL TRAUMA IN CONTACT SPORT: CASE REPORT

TRAUMA DENTAL EM ESPORTE DE CONTATO: RELATO DE CASO DENTAL TRAUMA IN CONTACT SPORT: CASE REPORT TRAUMA DENTAL EM ESPORTE DE CONTATO: RELATO DE CASO DENTAL TRAUMA IN CONTACT SPORT: CASE REPORT Karina Miguel Gibbini 1, Ana Cláudia G. A. Koubik 2 1 Pós-graduanda do Curso de especialização em Radiologia

Leia mais

USO DE PROTETORES BUCAIS NAS PRÁTICAS ESPORTIVAS. Felipe Nogueira Anacleto¹, Rubens Schneiders², Jarbas Francisco Fernandes dos Santos³

USO DE PROTETORES BUCAIS NAS PRÁTICAS ESPORTIVAS. Felipe Nogueira Anacleto¹, Rubens Schneiders², Jarbas Francisco Fernandes dos Santos³ USO DE PROTETORES BUCAIS NAS PRÁTICAS ESPORTIVAS Felipe Nogueira Anacleto¹, Rubens Schneiders², Jarbas Francisco Fernandes dos Santos³ 1 Universidade do Vale do Paraíba (Univap)/Faculdade de Ciências da

Leia mais

NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR

NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR NORMATIZAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DO SERVIÇO DE ODONTOLOGIA HOSPITALAR Atuação e conceitos da Odontologia Hospitalar e Medicina Oral A Odontologia exercida pela grande maioria dos dentistas brasileiros enfoca

Leia mais

Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte

Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte TRATAMENTO ENDODÔNTICO Fazendo de seu sorriso nossa obra de arte O D O N T O LO G I A E S T É T I C A R E S TAU R A D O R A O que é tratamento endodôntico? É a remoção do tecido mole que se encontra na

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEIS SUPERIOR, MÉDIO E TÉCNICO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE PALMARES AVISO DE RETIFICAÇÃO DE EDITAL Nº 01 A Comissão de Concurso torna publica

Leia mais

ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil

ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil ConScientiae Saúde ISSN: 1677-1028 conscientiaesaude@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil Bacarin Silva, Maurício; Melo Moutinho da Costa, Andrea; Cruz de Almeida, Maria Eliana; Alencar Maia, Savana;

Leia mais

TÍTULO: AUTORES: INSTITUIÇÃO: RESUMO INTRODUÇÃO

TÍTULO: AUTORES: INSTITUIÇÃO:  RESUMO INTRODUÇÃO TÍTULO: ATENDIMENTO A PACIENTES ESPECIAIS: UMA PRÁTICA DE INCLUSÃO SOCIAL AUTORES: Roger Keller Celeste; Luiz Alberto de Lorenzi Arteche; Carine Bertotto; Luciane Bertotto; Luciana Pacheco; Sergio Miguens

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Tratamento endodôntico em Gato Doméstico (Felis Catus): Relato de caso Jaime Sardá Aramburú Junior 1, Cristiano Gomes 2, Ney Luis Pippi 3, Paulo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE ODONTOLOGIA PATOLOGIA GERAL E ORAL SUB- PATOLOGIA GERAL E ORAL Estomatologia Métodos de Diagnóstico I e II Processos Patológicos PROGRAMA SUGERIDO (PROVA ESCRITA / DIDÁTICA / PRÁTICA) - TEMAS 1. Cistos dos maxilares. 2. Neoplasias benignas

Leia mais

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa.

27/05/2014. Dentística I. Classe III. Classe I. Classe V. Terapêutica ou protética; Simples, composta ou complexa. Mauro A Dall Agnol UNOCHAPECÓ mauroccs@gmail.com Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Classe I Classe II Classe III Classe IV Classe V Dentística I Terapêutica ou protética; Simples, composta

Leia mais

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal

MÁ-OCLUSÃO. Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal MÁ-OCLUSÃO Ortodontista: Qualquer desvio de posição do dente em relação ao normal Sanitarista: Inconveniente estético ou funcional de grande magnitude que possa interferir no relacionamento do indivíduo

Leia mais

210 RX Periapical R$ 7,00 220 RX Bite-Wing (Interproximal) R$ 7,00 310 RX Oclusal R$ 14,00 300-490 - 3 URGÊNCIAS/EMERGÊNCIAS ODONTOLÓGICAS

210 RX Periapical R$ 7,00 220 RX Bite-Wing (Interproximal) R$ 7,00 310 RX Oclusal R$ 14,00 300-490 - 3 URGÊNCIAS/EMERGÊNCIAS ODONTOLÓGICAS 1 - DIAGNÓSTICO 100-490 110 Consulta Inicial (Exame Clínico e Orçamento) (VALID. 6 meses) R$ 45,00 120 Urgência odontológica R$ 45,00 130 Exame histopatológico*** (somente clínicas especializadas) ***

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA ESPECIALIZAÇÃO ENDODONTIA DÉBORA FRANZON BRUN

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA ESPECIALIZAÇÃO ENDODONTIA DÉBORA FRANZON BRUN UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ODONTOLOGIA ESPECIALIZAÇÃO ENDODONTIA DÉBORA FRANZON BRUN MINERALIZAÇÃO DO CANAL RADICULAR GERADA POR TRAUMATISMO DENTÁRIO PORTO ALEGRE, 2009 DÉBORA

Leia mais

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares

Doenças Periodontais. Tratamento e Prevenção. 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Doenças Periodontais Tratamento e Prevenção 1º e-book - COS - Clínica Odontológica Soares Gengivite e Periodontite Guia para o paciente Aprenda mais sobre as Doenças Periodontais (de gengiva) As doenças

Leia mais

Radiografia Intra-Oral

Radiografia Intra-Oral Unidade Clínica I Radiografia Intra-Oral 22.11.2012 1 Introdução O que é um Rx intra-oral? 2 Classificação radiográfica intra-oral Periapicais Interproximais Oclusais 3 Classificação radiográfica intra-oral

Leia mais

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial

Planilha1. Controle de hemorragia com aplicação de agente hemostático em região buco-maxilo-facial 81000421 Radiografia periapical CIRURGIA Planilha1 DIAGNÓSTICO 81000065 Consulta odontológica inicial 81000111 Diagnóstico anatomopatológico em citologia esfoliativa na região buco-maxilo-facial 81000138

Leia mais

ORTODONTIA FRENTE ÀS REABSORÇÕES APICAIS E PERIAPICAIS PRÉVIAS OU POSTERIORES AO TRATAMENTO.

ORTODONTIA FRENTE ÀS REABSORÇÕES APICAIS E PERIAPICAIS PRÉVIAS OU POSTERIORES AO TRATAMENTO. ORTODONTIA FRENTE ÀS REABSORÇÕES APICAIS E PERIAPICAIS PRÉVIAS OU POSTERIORES AO TRATAMENTO. ORTHODONTIC TREATMENT S POSSIBILITY IN PRESENCE OF PREVIOUS OR POSTERIOR APICAL AND PERIAPICAL ROOT RESORPTION

Leia mais

Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes

Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes I n s i g h t O r t o d ô n t i c o Tracionamento ortodôntico: possíveis consequências nos caninos superiores e dentes adjacentes Parte 3: anquilose alveolodentária, reabsorção dentária por substituição,

Leia mais

MISSÃO DA EMPRESA. O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus

MISSÃO DA EMPRESA. O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus MISSÃO DA EMPRESA O nosso compromisso é atingir e superar as expectativas dos clientes, garantindo sua total satisfação, fazendo da Dental Plus Manual sinônimo do Dentista de excelência Credenciado em

Leia mais

PORTARIA Nº 1.032, DE 5 DE MAIO DE 2010

PORTARIA Nº 1.032, DE 5 DE MAIO DE 2010 PORTARIA Nº 1.032, DE 5 DE MAIO DE 2010 Inclui procedimento odontológico na Tabela de Procedimentos, Medicamentos, Órteses e Próteses e Materiais Especiais do Sistema Único de Saúde - SUS, para atendimento

Leia mais

BIOESTATÍSTICA x EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA

BIOESTATÍSTICA x EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA BIOESTATÍSTICA x EPIDEMIOLOGIA EPIDEMIOLOGIA Conceito: É o estudo da distribuição do estado ou eventos de saúde- doença e de seus determinantes em populações específicas, e a aplicação desse estudo para

Leia mais

CARGO DE DENTISTA. Abaixo são listadas algumas contraindicações para a realização do tratamento restaurador atraumático, com exceção de:

CARGO DE DENTISTA. Abaixo são listadas algumas contraindicações para a realização do tratamento restaurador atraumático, com exceção de: Questão 01 A proposta do Tratamento Restaurador Atraumático foi desenvolvida pelo Dr. Jo E. Frencken e sua equipe em meados dos anos 80. Tem como características: A) Paralisar o processo carioso através

Leia mais

Dens in dente bilateral: relato de caso e considerações de tratamento

Dens in dente bilateral: relato de caso e considerações de tratamento Dens in dente bilateral: relato de caso e considerações de tratamento Henrique Castilhos Ruschel Samantha da Rocha Priscila Helena Zanata Birlem Priscila Humbert Rodrigues Paulo Floriani Kramer RESUMO

Leia mais

Caso 14. 1ª Parte. Refletindo e Discutindo

Caso 14. 1ª Parte. Refletindo e Discutindo Caso 14 1ª Parte Gabriel, 17 anos, procurou Maria, agente comunitária de saúde, para saber onde poderia tratar de seus vários dentes com buracos porque queria servir ao Exército. Maria pergunta se esse

Leia mais

LINK CATÁLOGO DE EXAMES

LINK CATÁLOGO DE EXAMES Porque pedir um exame radiográfico? LINK CATÁLOGO DE EXAMES O exame radiográfico é solicitado para a visualização clinica das estruturas ósseas da cavidade bucal. Para isso, existem as mais diversas técnicas

Leia mais