Cresce número de acordos salariais com aumento real para trabalhador - 21/08/ Mercado - Folh...

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cresce número de acordos salariais com aumento real para trabalhador - 21/08/ Mercado - Folh..."

Transcrição

1 1 de 5 25/08/ :31 Cresce número de acordos salariais com aumento real para trabalhador CLAUDIA ROLLI DE SÃO PAULO 21/08/ h40 O número de acordos salariais que terminaram com reajuste acima da inflação para os trabalhadores aumentou. De janeiro a junho deste ano, passou para 93% o percentual dessas negociações que terminaram com ganho real (acima da inflação). Esse índice havia recuado para 83,5% em igual período do ano passado. Em 2012, considerado o melhor ano das negociações salarias, chegou a 95,6%. Somente 2,6% dos acordos do primeiro semestre não zeraram as perdas da inflação. No ano passado, eram 5,8%. Os dados estão em estudo divulgado nesta quinta-feira (dia 21) pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), que analisou 340 negociações salariais de trabalhadores da indústria, do comércio e do setor de serviços com data-base de janeiro a junho. Os acordos do primeiro semestre também tiveram aumento real médio acima do negociado no mesmo período do ano passado. Nos primeiros seis meses deste ano, o ganho real médio (acima da inflação) foi de 1,54%, ante 1,08% de igual período de Esse é o terceiro maior aumento real médio verificado desde que o Dieese começou a acompanhar em 2008 os acordos salariais dessa série de 340 acordos. "Apesar da onda de pessimismo e dos efeitos da inflação na economia, os aumentos reais médios foram melhores do que os de 2013", diz Airton Santos, coordenador de atendimento técnico sindical da entidade. Isso porque, afirma o técnico, a inflação acumulada nos 12 meses anteriores a cada data base ficou em patamar inferior neste ano.

2 2 de 5 25/08/ :31 "Para repor a inflação acumulada em abril do ano passado, os trabalhadores precisavam negociar reajustes de 7,22%. Neste ano, o INPC acumulado em abril foi de 5,62%", diz Santos. Com taxa de desemprego baixa e inflação em menor patamar, o mercado de trabalho continuou aquecido no período, e os sindicatos conseguiram negociar reajustes que ficam acima da inflação. COMPARE OS REAJUSTES Variação Nº % Acima do INPC-IBGE ,2 De 4,01% a 5% acima 7 2,1 De 3,01% a 4% acima 19 5,6 De 2,01% a 3% acima 66 19,4 De 1,01% a 2% acima De 0,01% a 1% acima 72 21,2 Igual ao INPC-IBGE 14 4,1 De 0,01% a 1% abaixo 9 2,6 Abaixo do INPC-IBGE 9 2,6 TOTAL Fonte: Dieese - O melhor ganho real médio foi obtido pelos trabalhadores em 2012, quando os salários tiveram aumento de 2,15% acima da inflação medida pelo INPC. O indicador é mais utilizado pelos sindicatos para negociar reajustes. MELHORES AUMENTOS Na indústria, foram os trabalhadores da construção e mobiliário, os metalúrgicos e os empregados das empresas de alimentação os que conseguiram os maiores aumentos reais médios. No comércio, o destaque foi para o ramo de minérios e derivados de petróleo. Os trabalhadores das áreas de transporte e turismo também conseguiram embolsar os melhores aumentos reais no setor de serviços. Metroviários, motoristas de ônibus e empregados do setor de limpeza urbana são algumas das categorias que conseguiram aumentos

3 3 de 5 25/08/ :31 salariais com paralisações e greves que ocorreram antes e durante a Copa do Mundo. O Mundial, realizado entre junho e julho deste ano, também serviu de fator de pressão para negociar aumento de salário e benefícios para algumas categorias, segundo revelou reportagem da Folha. "As paralisações bem sucedidas podem ter servido de estímulo para que outras categorias profissionais reivindicassem ganhos salariais maiores", afirma o coordenador. COMPARE OS REAJUSTES POR SETOR (em %) Variação Indústria Comércio Serviços Acima do INPC-IBGE 92,9 95,7 92,8 De 4,01% a 5% acima 2,6 0 2,2 De 3,01% a 4% acima 8,3 0 4,3 De 2,01% a 3% acima 16,7 15,2 23,9 De 1,01% a 2% acima 45,5 71,7 35,5 De 0,01% a 1% acima 19,9 8,7 26,8 Igual ao INPC-IBGE 2,6 2,2 6,5 De 0,01% a 1% abaixo 4,5 2,2 0,7 Abaixo do INPC-IBGE 4,5 2,2 0,7 TOTAL EM BAIXA Dentre os trabalhadores que não conseguiram recuperar o poder de compra no primeiro semestre e tiveram reajustes inferiores ao INPC acumulado em suas datas-base, sete acordos foram negociados área industria l corresponde a 4,5% das 156 negociações analisadas nesse setor. A produção na indústria recuou pelo quarto mês consecutivo em junho. Os dados do IBGE mostram perda de ritmo generalizada do setor. A indústria tem sido afetada pela desaceleração econômica no país, calendário apertado pela Copa, e mais recentemente pela crise argentina e seu impacto no setor automotivo. Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) também mostraram que a indústria sofre a piora no emprego

4 4 de 5 25/08/ :31 formal em junho, com fechamento de 28,6 mil postos. No comércio, dos 46 acordos analisados pelo Dieese, somente um não teve reajuste igual ou acima da inflação. O mesmo ocorre no setor de serviços, em que 138 negociações salariais foram verificadas e somente uma ficou abaixo do INPC. O QUE VEM POR AÍ Para o segundo semestre, a tendência é de esses resultados se manterem, de acordo com o técnico. "Como o mercado de trabalho ainda está gerando vagas, apesar de ter diminuído o ritmo de abertura de vagas, e a inflação, segundo vários indicadores, sinalizar para tendência de queda, os acordos salariais negociados até dezembro devem se manter em patamares semelhantes aos do primeiro semestre", diz Santos. Petroleiros, bancários, metalúrgicos e comerciários são algumas das categorias profissionais com data-base no segundo semestre que já se mobilizam para obter reajustes acima da inflação em suas campanhas salariais. VEJA O AUMENTO REAL MÉDIO DOS SALÁRIOS, EM % Atividade Econômica Alimentação 0,86 0,61 0,86 1,32 1,68 0,8 1,46 Construção e Mobiliário 1,73 1,25 2,8 2,39 3,41 1,77 2 Fiação e Tecelagem 0,73 0,23 0,76 0,61 1,2 0,56 1,31 Gráfica 0,8 0,6 1,57 0,78 1,42 0,83 1,23 Metalúrgica, Mecânica e Mat. Elétrico 1,25 0,65 1,57 1,78 2,57 1,27 1,87 Química e Farmacêutica 0,77 0,18 1,01 1,1 1,51 0,79 1,08 Urbana 0 0,31 0,52 0,64 0,97 0,04 0,98 Vestuário 0,22 0,25 0,99 0,72 1,53 0,99 1,14 Total 0,98 0,67 1,59 1,47 2,17 1,09 1,55 Fonte: DIEESE Endereço da página:

5 5 de 5 25/08/ :31 Links no texto: antes e durante a Copa do Mundo reportagem da Folha Copyright Folha de S. Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicaçao, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha de S. Paulo.

Ganho Real está presente em 97% das negociações coletivas do Rio Grande do Sul em 2013

Ganho Real está presente em 97% das negociações coletivas do Rio Grande do Sul em 2013 NOTA À IMPRENSA Porto Alegre, 02 de abril de 2014 BALANÇO DAS NEGOCIAÇÕES DOS REAJUSTES SALARIAIS DE 201 Ganho Real está presente em 97% das negociações coletivas do Rio Grande do Sul em 201 O DIEESE Departamento

Leia mais

Nº 73 agosto de 2014 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2014

Nº 73 agosto de 2014 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2014 Nº 73 agosto de 2014 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2014 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2014 O DIEESE Departamento Intersindical de

Leia mais

MAIORIA DAS CATEGORIAS NÃO CONSEGUE REPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO

MAIORIA DAS CATEGORIAS NÃO CONSEGUE REPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO SÃO PAULO, 20 DE AGOSTO DE 2003. MAIORIA DAS CATEGORIAS NÃO CONSEGUE REPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO Das 149 negociações salariais registradas pelo DIEESE - Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-Econômicos

Leia mais

Relatório Mensal: A Movimentação do Mercado de Trabalho Formal no Município de Diadema Outubro de 2008

Relatório Mensal: A Movimentação do Mercado de Trabalho Formal no Município de Diadema Outubro de 2008 OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DE DIADEMA Relatório Mensal: A Movimentação do Mercado de Trabalho Formal no Município de Diadema Outubro de 2008 Termo de Contrato Nº. 226/2007 NOVEMBRO de 2008 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO

Leia mais

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas O Mercado de Trabalho, as Negociações Coletivas e os Sindicatos diante da Crise Institucional Brasileira Hélio Zylberstajn FEA/USP e Fipe 05/04/2016 Acompanhamento da negociação coletiva Projeto Salariômetro/Fipe

Leia mais

Relatório Informativo: Análise do Mercado de Trabalho Formal da Região Metropolitana de Campinas RAIS 2008

Relatório Informativo: Análise do Mercado de Trabalho Formal da Região Metropolitana de Campinas RAIS 2008 OBSERVATÓRIO DO TRABALHO DE CAMPINAS Relatório Informativo: Análise do Mercado de Trabalho Formal da Região Metropolitana de Campinas RAIS 2008 Termo de Contrato Nº. 65/2009 2009 EXPEDIENTE DA SECRETARIA

Leia mais

EPE vê reação da indústria e projeta alta do consumo

EPE vê reação da indústria e projeta alta do consumo Boletim 1143/2017 Ano IX 31/01/2017 EPE vê reação da indústria e projeta alta do consumo Por Rodrigo Polito A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) prevê o aumento do consumo de energia do setor industrial

Leia mais

Criação de novas vagas de emprego mostra estabilidade em outubro

Criação de novas vagas de emprego mostra estabilidade em outubro Indicadores do Mercado de Trabalho Catho-Fipe / Informe Outubro de Criação de novas vagas de emprego mostra estabilidade em outubro Os indicadores Catho-Fipe de outubro mostram um quadro de relativa estabilidade

Leia mais

Resultados- Junho OUTUBRO 2011

Resultados- Junho OUTUBRO 2011 Resultados- Junho 2011 - OUTUBRO 2011 Crescimento do volume e receita nominal das vendas; evolução da massa de rendimentos dos ocupados; volume de crédito e inadimplência; dados sobre emprego formal, como

Leia mais

nº 80 abril de 2016 Balanço das negociações dos reajustes salariais de 2015

nº 80 abril de 2016 Balanço das negociações dos reajustes salariais de 2015 nº 80 abril de 2016 Balanço das negociações dos reajustes salariais de 2015 Balanço das negociações dos reajustes salariais de 2015 O DIEESE Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos,

Leia mais

Balanço da Geração de Emprego, Negociações Coletivas, PLR e 13º Salário dos Trabalhadores em Taubaté e Região

Balanço da Geração de Emprego, Negociações Coletivas, PLR e 13º Salário dos Trabalhadores em Taubaté e Região Balanço da Geração de Emprego, Negociações Coletivas, PLR e 13º Salário dos Trabalhadores em Taubaté e Região DIEESE - Subseção Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e Região Fonte: CAGED Lei nº4.923/65

Leia mais

Congresso mantém veto à indexação de aposentadorias ao salário mínimo

Congresso mantém veto à indexação de aposentadorias ao salário mínimo Boletim 877/2015 Ano VII 19/11/2015 Congresso mantém veto à indexação de aposentadorias ao salário mínimo BRASÍLIA - O Congresso manteve nesta quarta-feira, 18, o veto da presidente Dilma Rousseff ao atrelamento

Leia mais

nº 81 setembro de 2016

nº 81 setembro de 2016 nº 81 setembro de 2016 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2016 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2016 O DIEESE Departamento Intersindical

Leia mais

Curitiba, 5 de Setembro de SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2011 DATA BASE OUTUBRO 2011

Curitiba, 5 de Setembro de SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2011 DATA BASE OUTUBRO 2011 Curitiba, 5 de Setembro de 2011. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2011 DATA BASE OUTUBRO 2011 1) Conjuntura Econômica Em 2010, a economia brasileira cresceu 7,5%. Esse resultado expressivo foi puxado

Leia mais

Relação vagas por candidato volta aos níveis do final de 2011

Relação vagas por candidato volta aos níveis do final de 2011 Indicadores do Mercado de Trabalho Catho-Fipe / Informe Agosto de 2015 Relação vagas por candidato volta aos níveis do final de 2011 Depois de seis quedas mensais consecutivas, o índice Catho-Fipe de vagas

Leia mais

nº 83 março de 2017 Balanço das negociações dos reajustes salariais de 2016

nº 83 março de 2017 Balanço das negociações dos reajustes salariais de 2016 nº 83 março de 2017 Balanço das negociações dos reajustes salariais de 2016 Balanço das negociações dos reajustes salariais de 2016 O DIEESE Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos,

Leia mais

Geração de empregos em julho é a pior desde 99, mas a renda cresce

Geração de empregos em julho é a pior desde 99, mas a renda cresce Boletim 590/14 Ano VI 22/08/2014 Geração de empregos em julho é a pior desde 99, mas a renda cresce Manoel Dias, ministro do Trabalho: desempenho deve melhorar em agosto Por Camilla Veras Mota De São Paulo

Leia mais

186/15 02/12/2015. Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

186/15 02/12/2015. Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados 186/15 02/12/2015 Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Novembro de 2015 Sumário 1. Perspectivas do Cenário Econômico em 2015... 3 2. Balança Comercial de Outubro

Leia mais

Desemprego em São Paulo tem leve recuo e passa de 17,5% em setembro para 17,2% em outubro

Desemprego em São Paulo tem leve recuo e passa de 17,5% em setembro para 17,2% em outubro Boletim 1112/2016 Ano VIII 01/12/2016 Desemprego em São Paulo tem leve recuo e passa de 17,5% em setembro para 17,2% em outubro Nível de ocupação melhorou porque foram gerados 111 mil postos de trabalho

Leia mais

Síntese de indicadores. nº 1 setembro 2012 CAGED

Síntese de indicadores. nº 1 setembro 2012 CAGED Síntese de indicadores nº 1 setembro 2012 CAGED Síntese de indicadores CAGED Apresentação A partir deste mês, os Observatórios do Trabalho do DIEESE passam a divulgar a Síntese de Indicadores, com resultados

Leia mais

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados

Análise Setorial. Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Análise Setorial Fabricação de artefatos de borracha Reforma de pneumáticos usados Dezembro de 2014 Sumário 1. Perspectivas do Cenário Econômico em 2015... 3 2. Balança Comercial no Ano de 2014... 4 3.

Leia mais

Ocupação cai em janeiro, mas desemprego segue baixo

Ocupação cai em janeiro, mas desemprego segue baixo Boletim 472/14 Ano VI 21/02/2014 Ocupação cai em janeiro, mas desemprego segue baixo Por Camilla Veras Mota, Elisa Soares e Vandson Lima De São Paulo, do Rio e Brasília O emprego continuou desacelerando

Leia mais

Indústria e Comércio comprometem o desempenho da RARP em setembro de 2015

Indústria e Comércio comprometem o desempenho da RARP em setembro de 2015 Brasil, RARP e município de Ribeirão Preto fecham vagas em todos os setores Os dados do mês de setembro de 2015 do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) reforçam o cenário de pouco otimismo,

Leia mais

Agosto/ ª edição

Agosto/ ª edição Agosto/2017-53ª edição Agosto/2017-53ª Edição 1 ANÁLISE SETORIAL 1.1 Análise das atividades do segmento 1.2 Inflação do segmento A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC), do IBGE, revela a evolução recente

Leia mais

EMPREGO INDUSTRIAL Dezembro de 2013

EMPREGO INDUSTRIAL Dezembro de 2013 EMPREGO INDUSTRIAL Dezembro de 2013 Emprego industrial 28 de Janeiro de 2014 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA SUMÁRIO EXECUTIVO INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO - no acumulado do ano, foi

Leia mais

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO RECONHECIDA NOS TERMOS DA LEGISLAÇÃO VIGENTE EM 16 DE SETEMBRO DE 2010 Estudo técnico Edição nº 4 março de 2014 Organização:

Leia mais

Índice Catho-Fipe de novas vagas de emprego mostra crescimento de 7,5% entre setembro e outubro

Índice Catho-Fipe de novas vagas de emprego mostra crescimento de 7,5% entre setembro e outubro Indicadores do Mercado de Trabalho Catho-Fipe / Informe Outubro de Índice Catho-Fipe de novas vagas de emprego mostra crescimento de 7,5% entre setembro e outubro Em outubro, o Índice Catho-Fipe de novas

Leia mais

Disputa por vagas de emprego atinge pior nível em quase 10 anos

Disputa por vagas de emprego atinge pior nível em quase 10 anos Indicadores do Mercado de Trabalho Catho-Fipe / Informe Setembro de Disputa por vagas de emprego atinge pior nível em quase 10 anos Os indicadores Catho-Fipe de agosto mostram mais uma vez um cenário ruim

Leia mais

Açúcar e tomate encarecem a Cesta Básica

Açúcar e tomate encarecem a Cesta Básica 1 São Paulo, 06 de outubro de 2009. NOTA À IMPRENSA Açúcar e tomate encarecem a Cesta Básica Das 17 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos realiza

Leia mais

Índice Catho-Fipe de Novas Vagas de emprego cai 12,7% em 2015

Índice Catho-Fipe de Novas Vagas de emprego cai 12,7% em 2015 Indicadores do Mercado de Trabalho Catho-Fipe / Informe Dezembro de Índice Catho-Fipe de Novas Vagas de emprego cai 12,7% em O Índice Catho-Fipe de Novas Vagas de Emprego terminou o ano de com queda acumulada

Leia mais

Nota Técnica Número 86 Janeiro de 2010 (revisada e atualizada) Política de Valorização do Salário Mínimo:

Nota Técnica Número 86 Janeiro de 2010 (revisada e atualizada) Política de Valorização do Salário Mínimo: Nota Técnica Número 86 Janeiro de 2010 (revisada e atualizada) Política de Valorização do Salário Mínimo: Considerações sobre o valor a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2010 A Campanha de Valorização

Leia mais

INDICADORES DE COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA

INDICADORES DE COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA Indicadores CNI INDICADORES DE COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA Indústria brasileira perde participação na economia mundial A indústria brasileira continua a apresentar desempenho negativo no mercado mundial,

Leia mais

3 O Magnetismo à primeira oportunidade. Características Conjunturais do Comércio Varejista de Araraquara:

3 O Magnetismo à primeira oportunidade. Características Conjunturais do Comércio Varejista de Araraquara: Núcleo de Conjuntura e Estudos Econômicos Coordenador: Prof. Dr. Elton Eustáquio Casagrande Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara - UNESP FCL/UNESP/Araraquara Características Conjunturais do Comércio

Leia mais

Campanha de renovação do ACT 2015/17 dos Petroleiros Nenhum direito a menos

Campanha de renovação do ACT 2015/17 dos Petroleiros Nenhum direito a menos Campanha de renovação do ACT 2015/17 dos Petroleiros Nenhum direito a menos Rio de Janeiro, 21 de setembro de 2017 Resultado das Atividades Correntes da Petrobrás EBITDA Ajustado Petrobrás por trimestre

Leia mais

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS - ABRIL/2015

GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS - ABRIL/2015 Saldo (Admissão - Desligamentos) Saldo (Admissão - Desligamentos) GERAÇÃO DE EMPREGOS FORMAIS - ABRIL/215 1. Geração de Empregos no Brasil - Mercado de Trabalho volta a Demitir O Ministério do Trabalho

Leia mais

O crescimento da produção industrial em maio não altera a perspectiva de fraco desempenho da indústria em 2011

O crescimento da produção industrial em maio não altera a perspectiva de fraco desempenho da indústria em 2011 O crescimento da produção industrial em maio não altera a perspectiva de fraco desempenho da indústria em 2011 Resumo * Em maio com relação a abril a produção industrial cresceu 1,3%, livre de efeitos

Leia mais

Nº 77 agosto de 2015 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2015

Nº 77 agosto de 2015 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2015 Nº 77 agosto de 2015 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2015 Balanço das negociações dos reajustes salariais do 1º semestre de 2015 No primeiro semestre de 2015, a maior

Leia mais

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Fonte: MTE. Elaboração: Fipe. salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Boletim de setembro/2016 Em agosto, cresceu o número de negociações com ajustes abaixo da inflação. Documentos analisados

Leia mais

EMPREGO INDUSTRIAL ABRIL DE 2013

EMPREGO INDUSTRIAL ABRIL DE 2013 EMPREGO INDUSTRIAL ABRIL DE 2013 SUMÁRIO EXECUTIVO INDÚSTRIA FOI O SETOR QUE MAIS CONTRATOU EM ABRIL. O número de assalariados com carteira assinada da indústria de transformação catarinense cresceu 0,7%

Leia mais

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Fonte: MTE. Elaboração: Fipe. salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Boletim de agosto/2016 Reajustes x inflação em julho: o jogo continua empatado. E cada vez menos acordos para redução

Leia mais

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Balanço de 2015: a inflação virou o jogo e ganhou a corrida contra os salários.

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Balanço de 2015: a inflação virou o jogo e ganhou a corrida contra os salários. mercado de trabalho e negociações coletivas boletim: janeiro/2016 Balanço de 2015: a inflação virou o jogo e ganhou a corrida contra os salários. No primeiro semestre, os reajustes medianos ficaram ligeiramente

Leia mais

País criou 67,3 mil vagas no 1º semestre

País criou 67,3 mil vagas no 1º semestre Boletim 1252/2017 Ano IX 18/07/2017 País criou 67,3 mil vagas no 1º semestre Por Edna Simão e Cristiane Bonfanti O Brasil abriu 9.821 empregos com carteira assinada em junho, segundo dados do Cadastro

Leia mais

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Fonte: MTE. Elaboração: Fipe. salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Boletim de julho/2016 Junho: Pelo quarto mês seguido, reajustes salariais empatam com a inflação Este boletim traz

Leia mais

Em junho foram criados empregos formais em Santa Catarina

Em junho foram criados empregos formais em Santa Catarina Informativo Caged nº 07/2009 16/07/2009 Em junho foram criados 1.121 empregos formais em Santa Catarina No 1º semestre foram abertas 11,7 mil vagas e foi o pior resultado para o acumulado no primeiro semestre

Leia mais

PERCENTUAL DE REAJUSTE DO PISO

PERCENTUAL DE REAJUSTE DO PISO DATA BASE INPC SINDICATOS SALÁRIOS NORMATIVOS SALÁRIO NEGOCIADO PERCENTUAL DE REAJUSTE DO PISO AUMENTO REAL PISO PERCENTUAL DE REAJUSTE DE ALIMENTAÇÃO REAJUSTE GERAL AUMENTO REAL REAJUSTE GERAL OBSERVAÇÃO

Leia mais

Emprego industrial 25 de Fevereiro de 2014 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA. Indústria Janeiro/2014

Emprego industrial 25 de Fevereiro de 2014 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA. Indústria Janeiro/2014 EMPREGO INDUSTRIAL Janeiro de 2014 Emprego industrial 25 de Fevereiro de 2014 FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA SUMÁRIO EXECUTIVO A INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO APRESENTOU O MELHOR DESEMPENHO

Leia mais

Custo do Trabalho na Indústria de Transformação

Custo do Trabalho na Indústria de Transformação Esta publicação contempla os seguintes temas: Abril/2016 Custo do Trabalho na Indústria de Transformação O país passa por uma das mais longas recessões da sua história. O quadro econômico atual combina

Leia mais

Política de Valorização do Salário Mínimo: Salário mínimo de 2013 será de R$ 678,00

Política de Valorização do Salário Mínimo: Salário mínimo de 2013 será de R$ 678,00 Nota Técnica Número 118 dezembro 2012 Política de Valorização do Salário Mínimo: Salário mínimo de 2013 será de Salário mínimo de 2013 será de A partir de 1º de janeiro de 2013, o valor do salário mínimo

Leia mais

Maio Divulgado em 16 de junho de 2015.

Maio Divulgado em 16 de junho de 2015. Maio - 2015 Divulgado em 16 de junho de 2015. VAREJO AMPLIADO CRESCE 0,4% EM MAIO, APONTA ICVA Percentual é calculado a partir da receita de vendas deflacionada pelo IPCA em comparação com maio de 2014;

Leia mais

ÍNDICE DESEMPREGO COM VIDA LONGA? EMPREGO FORMAL... 03

ÍNDICE DESEMPREGO COM VIDA LONGA? EMPREGO FORMAL... 03 CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 07 JULHO 2016 1 ÍNDICE DESEMPREGO COM VIDA LONGA?... 02 1 EMPREGO FORMAL... 03 1.1 SALDO MENSAL DE EMPREGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO PARÁ... 04 1.2 SALDO ANUAL DE

Leia mais

PIB apresentou estabilidade em relação a 2013 (+0,1%).

PIB apresentou estabilidade em relação a 2013 (+0,1%). PIB apresentou estabilidade em relação a 2013 (+0,1%). O PIB encerrou o ano de 2014 com variação de 0,1%. Nessa comparação, a Agropecuária (0,4%) e os Serviços (0,7%) cresceram e a Indústria caiu (- 1,2%).

Leia mais

EMPREGO INDUSTRIAL Junho de 2014

EMPREGO INDUSTRIAL Junho de 2014 EMPREGO INDUSTRIAL Junho de 2014 Emprego industrial FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA SUMÁRIO EXECUTIVO A INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO CATARINENSE fechou 1.344 postos de trabalho em junho,

Leia mais

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Principais destaques

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Principais destaques Fonte: MTE. Elaboração: Fipe. salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Boletim de setembro/2017 Principais destaques Reforma Trabalhista e inflação baixa travam negociações Quantidade de

Leia mais

TST autoriza mudança em cobrança sindical

TST autoriza mudança em cobrança sindical Boletim 1071/2016 Ano VIII 29/09/2016 TST autoriza mudança em cobrança sindical Ministros entenderam que é possível um sindicato renunciar à sua parte em imposto e recolher, no lugar, a chamada contribuição

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de suporte para categorias em data-base INPC-IBGE

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de suporte para categorias em data-base INPC-IBGE EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data-base Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE março de 2015 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-março-2014

Leia mais

RARP e municípios analisados destroem vagas em Junho de 2017

RARP e municípios analisados destroem vagas em Junho de 2017 Agropecuária é o único setor que contrata no Brasil, estado de São Paulo e RARP Os dados de Junho de 2017 do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) indicam criação líquida de vagas em âmbito

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Sindipetro RJ. Petroleiros do Rio de Janeiro. Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE. julho de 2012

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Sindipetro RJ. Petroleiros do Rio de Janeiro. Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE. julho de 2012 EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Petroleiros do Rio de Janeiro Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE julho de 2012 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-setembro-2011 até 31-agosto-2012

Leia mais

Valor da cesta básica aumenta em 17 capitais em 2014

Valor da cesta básica aumenta em 17 capitais em 2014 1 São Paulo, 09 de janeiro de 2015. NOTA À IMPRENSA Valor da cesta básica aumenta em 17 capitais em 2014 Em 2014, o valor acumulado da cesta básica aumentou em 17 das 18 capitais onde o DIEESE - Departamento

Leia mais

A DINÂMICA DO EMPREGO NA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO NA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - RMC. A taxa de crescimento do emprego, no qual os contratos

A DINÂMICA DO EMPREGO NA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO NA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - RMC. A taxa de crescimento do emprego, no qual os contratos A DINÂMICA DO EMPREGO NA INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO NA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - RMC Antônio Benedito de Siqueira 1 Elietti de Souza Vilela 2 1 - INTRODUÇÃO. A taxa de crescimento do emprego,

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. abril de 2013

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. abril de 2013 EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data-base Deflatores: ICV-DIEESE INPC-IBGE abril de 2013 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-abril-2012

Leia mais

Brasil - Criação de emprego acumulado Jan-Out (CAGED)

Brasil - Criação de emprego acumulado Jan-Out (CAGED) Ano I Nov/ O boletim sse mês staca principalmente o resultado acumulado no ano, ou seja, a criação empregos janeiro a outubro comparando os anos a, com base nos dados do Cadastro Geral Empregados e Desempregados

Leia mais

INDICADORES INDUSTRIAIS RIO GRANDE DO SUL

INDICADORES INDUSTRIAIS RIO GRANDE DO SUL INDICADORES INDUSTRIAIS RIO GRANDE DO SUL Março de 2015 + 3,0% + 10,3% - 0,3% -0,6 % +0,4% +1,0% +2,5% +6,2% 113 111 109 107 103 101 99 97 Atividade volta a crescer Com expressivos crescimentos do faturamento

Leia mais

VAREJO PERDE 68 MIL ESTABELECIMENTOS NO PRIMEIRO SEMESTRE

VAREJO PERDE 68 MIL ESTABELECIMENTOS NO PRIMEIRO SEMESTRE VAREJO PERDE 68 MIL ESTABELECIMENTOS NO PRIMEIRO SEMESTRE Apesar do fechamento menor nos seis últimos meses, a crise no setor vitimou 168 mil estabelecimentos comerciais em um ano e meio. Entre aberturas

Leia mais

Índices de Obras Públicas IPOP

Índices de Obras Públicas IPOP Índices de Obras Públicas IPOP Setor de Obras Públicas com Deflação em São Paulo Denise Cyrillo (*) Maio é o mês de dissídio da grande maioria das categorias de mão de obra empregadas na Construção Civil.

Leia mais

Número 106 Dezembro de 2011 Revista e atualizada em Janeiro de Política de Valorização do Salário Mínimo:

Número 106 Dezembro de 2011 Revista e atualizada em Janeiro de Política de Valorização do Salário Mínimo: Número 106 Dezembro de 2011 Revista e atualizada em Janeiro de 2012 Política de Valorização do Salário Mínimo: Considerações sobre o valor a vigorar a partir de 1º de janeiro de 2012 Breve Histórico da

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de suporte para categorias em data-base.

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de suporte para categorias em data-base. EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data-base. Deflatores: ICV-DIEESE INPC-IBGE junho de 2017 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-junho-2016

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. junho de 2014

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. junho de 2014 EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data-base Deflatores: ICV-DIEESE INPC-IBGE junho de 2014 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-junho-2013

Leia mais

Novamente, cesta básica sobe em 11 capitais

Novamente, cesta básica sobe em 11 capitais 1 São Paulo, 03 de dezembro de 2007. NOTA À IMPRENSA Novamente, cesta básica sobe em 11 capitais A exemplo do que ocorreu em outubro, também em novembro o custo dos gêneros alimentícios de primeira necessidade

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de Suporte para Categorias em Data-Base INPC-IBGE

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo. Material de Suporte para Categorias em Data-Base INPC-IBGE EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de Suporte para Categorias em Data-Base Deflatores: ICV-DIEESE INPC-IBGE maio de 2015 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-maio-2014

Leia mais

13º salário deve injetar R$ 196,7 bilhões na economia em 2016

13º salário deve injetar R$ 196,7 bilhões na economia em 2016 1 São Paulo, 27 de outubro de 2016 NOTA À IMPRENSA 13º salário deve injetar R$ 196,7 bilhões na economia em 2016 Até dezembro de 2016, estima-se que deverão ser injetados na economia brasileira aproximadamente

Leia mais

Brasil e SP fecharam postos de trabalho em todos os setores da economia

Brasil e SP fecharam postos de trabalho em todos os setores da economia Brasil e SP fecharam postos de trabalho em todos os setores da economia Os dados de março de 2016 do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) reafirmam a desaceleração do mercado de trabalho.

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO: aprovação da lei é o início dos ataques aos nossos direitos. À luta!

TERCEIRIZAÇÃO: aprovação da lei é o início dos ataques aos nossos direitos. À luta! TERCEIRIZAÇÃO: aprovação da lei é o início dos ataques aos nossos direitos. À luta! À luta para resistir, colegas da TI! Por 231 votos a favor, 188 contra e 8 abstenções, a Câmara dos Deputados aprovou,

Leia mais

Conjuntura - Saúde Suplementar

Conjuntura - Saúde Suplementar Conjuntura - Saúde Suplementar 28º Edição - Setembro 2015 Sumário Conjuntura - Saúde Suplementar Seção Especial 3 Nível de Atividade 4 Emprego 5 Emprego direto em planos de saúde 6 Renda 6 Inflação 7 Câmbio

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica Novembro Tema: Emprego

Boletim de Conjuntura Econômica Novembro Tema: Emprego Boletim de Conjuntura Econômica Novembro Tema: Emprego Brasil Atinge a marca histórica de 2.4 milhões de empregos em 21 Setor de Serviços lidera a geração de empregos com 36% dos empregos Gerados no período

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. junho de 2013

EVOLUÇÃO SALARIAL. Categoria: Federação dos Trabalhadores da Saúde do Estado de São Paulo INPC-IBGE. junho de 2013 EVOLUÇÃO SALARIAL Categoria: Material de suporte para categorias em data-base Deflatores: IPCA-IBGE INPC-IBGE junho de 2013 Este trabalho contém o estudo sobre o comportamento dos salários desde 01-junho-2012

Leia mais

Queda expressiva no saldo de vagas no mercado de trabalho da Mesorregião Oeste em julho de 2015

Queda expressiva no saldo de vagas no mercado de trabalho da Mesorregião Oeste em julho de 2015 Publicação Mensal do Observa pelo Curso de Ciências Econômicas Unochapecó. V.07, Ano: 03 Queda expressiva no saldo de vagas no mercado de trabalho da Mesorregião Oeste em julho de 2015 Dada a importância

Leia mais

Mercado de Trabalho de São João del Rei

Mercado de Trabalho de São João del Rei O setor de atividade comércio é o maior afetado pela crise brasileira O número de trabalhadores demitidos no setor é muito superior ao número de pessoas admitidas no período. A taxa de desemprego aumentou

Leia mais

EMPREGO INDUSTRIAL SUMÁRIO EXECUTIVO EMPREGO MAIO DE 2013 A INDÚSTRIA FOI O SETOR QUE MAIS CONTRATOU EM MAIO E NO ACUMULADO DO ANO.

EMPREGO INDUSTRIAL SUMÁRIO EXECUTIVO EMPREGO MAIO DE 2013 A INDÚSTRIA FOI O SETOR QUE MAIS CONTRATOU EM MAIO E NO ACUMULADO DO ANO. EMPREGO INDUSTRIAL MAIO DE 2013 SUMÁRIO EXECUTIVO A INDÚSTRIA FOI O SETOR QUE MAIS CONTRATOU EM MAIO E NO ACUMULADO DO ANO. FORAM GERADAS 31.531 VAGAS ENTE JANEIRO E MAIO, correspondendo a um acréscimo

Leia mais

Na atividade de têxtil e confecção ocorreu o maior volume de contratações (1.069 postos).

Na atividade de têxtil e confecção ocorreu o maior volume de contratações (1.069 postos). JAN/2016 Sumário Executivo No mês de janeiro de 2016, o saldo de empregos em Santa Catarina aumentou em relação a dezembro (7.211 postos e variação de 0,4%). A indústria de transformação também teve desempenho

Leia mais

Concorrência por vagas de emprego é a maior em 7 anos

Concorrência por vagas de emprego é a maior em 7 anos Indicadores do Mercado de Trabalho Catho-Fipe / Informe Julho de Concorrência por vagas de emprego é a maior em 7 anos Os indicadores Catho-Fipe mostraram um cenário bastante desafiador para o mercado

Leia mais

Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015

Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015 Mercado de trabalho enfrentou cenário difícil durante todo o ano de 2015 Neste edição especial do boletim Mercado de trabalho do CEPER-FUNDACE, serão comparados dados do Cadastro Geral de Empregados e

Leia mais

Análise Mensal - IPCA. Julho 2017

Análise Mensal - IPCA. Julho 2017 Análise Mensal - IPCA Julho 2017 1 Análise Mensal - IPCA Julho 2017 Inflação volta a acumular queda A Região Metropolitana do Recife (RMR) mostrou a sexta maior inflação mensal, ficando acima do resultado

Leia mais

EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste)

EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste) EVOLUÇÃO SALARIAL (Não considerando a incorporação da Gratificação Nova Escola como reajuste) Categoria: Profissionais da Educação da Rede Estadual de Ensino do Rio de Janeiro (Magistério) Deflatores:

Leia mais

Análise Mensal - PMC

Análise Mensal - PMC Análise Mensal - PMC Julho / 2016 Varejo tem pior julho da série histórica Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, o volume das vendas do Varejo brasileiro voltou a ficar no negativo no mês

Leia mais

ÍNDICE. 1. Desempenho Estadual Desempenho por Atividade Desempenho por Região Melhores e Piores Regiões...

ÍNDICE. 1. Desempenho Estadual Desempenho por Atividade Desempenho por Região Melhores e Piores Regiões... OUTUBRO DE 2016 ÍNDICE 1. Desempenho Estadual... 3 2. Desempenho por Atividade... 7 3. Desempenho por Região... 10 3.1. Melhores e Piores Regiões... 13 4. Conclusão... 15 5. Nota Metodológica... 16 1.

Leia mais

COEFICIENTES DE ABERTURA COMERCIAL

COEFICIENTES DE ABERTURA COMERCIAL Indicadores CNI COEFICIENTES DE ABERTURA COMERCIAL Mercado externo fica mais importante para a indústria O mercado externo torna-se mais importante para a indústria brasileira, sobretudo para os setores

Leia mais

Há três meses, inflação cresce

Há três meses, inflação cresce 1 São Paulo, 05 de junho de 2007. NOTA À IMPRENSA Há três meses, inflação cresce Em maio, o custo de vida no município de São Paulo apresentou variação de 0,63%, superior ao de abril (0,41%) em 0,22 pontos

Leia mais

EVOLUÇÃO DA REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES DO PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DO GOVERNO FEDERAL

EVOLUÇÃO DA REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES DO PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DO GOVERNO FEDERAL EVOLUÇÃO DA REMUNERAÇÃO DOS SERVIDORES DO PLANO DE CARREIRA DOS CARGOS TÉCNICO ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO DO GOVERNO FEDERAL 1995-2015 Este estudo apresenta a evolução do valor real da remuneração dos

Leia mais

Pelo segundo mês consecutivo, feijão, manteiga e leite elevam o custo da cesta básica

Pelo segundo mês consecutivo, feijão, manteiga e leite elevam o custo da cesta básica 1 São Paulo, 04 de agosto de 2016 NOTA À IMPRENSA Pelo segundo mês consecutivo, feijão, manteiga e leite elevam o custo da cesta básica O custo do conjunto de alimentos básicos aumentou em 22 das 27 capitais

Leia mais

BOLETIM EMPREGO Julho 2014

BOLETIM EMPREGO Julho 2014 Introdução A seguir são apresentados os últimos resultados disponíveis sobre o emprego no Brasil, com foco no ramo Metalúrgico. Serão utilizadas as bases de dados oficiais, são elas: a RAIS (Relação Anual

Leia mais

CESTA BÁSICA TEM QUEDA EM 16 CAPITAIS NO MÊS E EM UM ANO

CESTA BÁSICA TEM QUEDA EM 16 CAPITAIS NO MÊS E EM UM ANO NOTA À IMPRENSA São Paulo, 01 de setembro de 2005. CESTA BÁSICA TEM QUEDA EM 16 CAPITAIS NO MÊS E EM UM ANO Em agosto, o preço do conjunto de produtos alimentícios de primeira necessidade recuou em todas

Leia mais

ANÁLISE MENSAL - PMC

ANÁLISE MENSAL - PMC ANÁLISE MENSAL - PMC Novembro / 2016 Varejo cresce 2,0% em novembro Segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, o volume das vendas do Varejo brasileiro voltou a ficar positivo em novembro de

Leia mais

Custo de vida em São Paulo segue aumentando mais para as famílias de menor renda

Custo de vida em São Paulo segue aumentando mais para as famílias de menor renda 1 São Paulo, 7 de julho de 2016. NOTA À IMPRENSA Custo de vida em São Paulo segue aumentando mais para as famílias de menor renda Em junho, o Índice do Custo de Vida no município de São Paulo aumentou

Leia mais

Ass. de Comunicação Veículo: Correio Braziliense Data: 1 /10/2009 Seção: Cidades Pág.: 35 Assunto: Desemprego é o menor em 15 anos

Ass. de Comunicação  Veículo: Correio Braziliense Data: 1 /10/2009 Seção: Cidades Pág.: 35 Assunto: Desemprego é o menor em 15 anos Veículo: Correio Braziliense Data: 1 /10/2009 Seção: Cidades Pág.: 35 Assunto: Desemprego é o menor em 15 anos Veículo: Correio Braziliense Data: 1 /10/2009 Seção: Cidades Pág.: 44 Assunto: Desemprego

Leia mais

Boletim 1045/2016 Ano VIII 17/08/2016

Boletim 1045/2016 Ano VIII 17/08/2016 Boletim 1045/2016 Ano VIII 17/08/2016 (FONTE: Valor Econômico dia 17/08/2016) 1 Empregado vai receber horas de deslocamento A Justiça do Trabalho condenou a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Leia mais

Disseminação da Crise Econômica: uma análise regional

Disseminação da Crise Econômica: uma análise regional Disseminação da Crise Econômica: uma análise regional Este boxe avalia a disseminação da crise econômica atual pelas regiões do país, com ênfase em indicadores relacionados a investimentos, ao consumo,

Leia mais

Fevereiro Divulgado em 15 de março de 2016.

Fevereiro Divulgado em 15 de março de 2016. Fevereiro - 2016 Divulgado em 15 de março de 2016. ICVA: BENEFICIADO PELO CALENDÁRIO, VAREJO AMPLIADO REGISTRA RETRAÇÃO DE 3,4% EM FEVEREIRO Indicador considera a receita deflacionada de vendas do varejo

Leia mais

ÍNDICE BRASILEIROS ENFRENTAM SEGUNDO ANO DE CRISE EMPREGO FORMAL... 03

ÍNDICE BRASILEIROS ENFRENTAM SEGUNDO ANO DE CRISE EMPREGO FORMAL... 03 CONSTRUÇÃO CIVIL EM ANÁLISE Nº 11 NOVEMBRO 2016 1 ÍNDICE BRASILEIROS ENFRENTAM SEGUNDO ANO DE CRISE... 02 1 EMPREGO FORMAL... 03 1.1 SALDO MENSAL DE EMPREGO NA CONSTRUÇÃO CIVIL DO ESTADO DO PARÁ... 04

Leia mais

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas

salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Fonte: MTE. Elaboração: Fipe. salariômetro mercado de trabalho e negociações coletivas Boletim de junho/2016 Maio: Após 10 meses, reajustes salariais ficam acima da inflação Este boletim traz a primeira

Leia mais