USCS UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL CRIMES ELETRÔNICOS: A EVOLUÇÃO DOS DELITOS CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE NO AMBIENTE VIRTUAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "USCS UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL CRIMES ELETRÔNICOS: A EVOLUÇÃO DOS DELITOS CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE NO AMBIENTE VIRTUAL"

Transcrição

1 USCS UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL CLAYTON SOARES DOS SANTOS CRIMES ELETRÔNICOS: A EVOLUÇÃO DOS DELITOS CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE NO AMBIENTE VIRTUAL Projeto de Iniciação Científica apresentado ao curso de Direito da Universidade Municipal de São Caetano do Sul, na disciplina Direito Penal sob orientação do Prof. Dr. Vander Ferreira de Andrade. SÃO CAETANO DO SUL 2011

2 SUMÁRIO 1 RESUMO INTRODUÇÃO JUSTIFICATIV A OBJETIVO PLANO DE TR AB ALHO E CRONOGRAM A DE EXE CUÇÃO.06 6 PROCE DIME NTOS METODOLÓGICOS FORMA DE ANÁLIS E DOS RESULTDOS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFIC AS...07

3 1. RESUMO Em 25 de novembro de 2008 ocorreu a edição da Lei que altera a Lei 8069 de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente) estabelecendo novo tipo penal centrados na questão da conduta antisocial denominação pedofilia. A pedofilia, enquanto conduta atentatória aos direitos fundamentais de crianças e adolescentes, se descortina como uma espécie de transtorno de personalidade da opção sexual, caracterizando-se pela eleição sexual por infantes, mormente meninos ou meninas pré-púlbere ou que se encontram na puberdade incipiente, reconhecida como o status doentio pela Organização Mundial de Saúde (OMS), inclusive com previsão de CID específico. Classifica-se ainda como espécie do gênero parafilia, cujo âmbito engloba expectativas fantasiosas, anseios, ou comportamentos sexuais recorrentes e intensos que envolvem objetos atividades ou situações incomuns. Um dos mecanismos de auxílio utilizado com maior freqüência pelos agentes delituosos de tal infração criminal é a rede mundial de computadores (internet), pois neste ambiente pululam condutas diversas que incidem diretamente ou gravitam em torno da figura da pedofilia, seja por meio da movimentação de expressiva soma em dinheiro captado por sites destinados a divulgação de fotografias, vídeos, imagens diversas, com ou sem recurso de interatividade, seja para o fim de acessar crianças ou adolescentes por meio de salas de bate, chats, comunidades integrativas, Orkut, por mecanismo de conversação direta (MSN), ou ainda para promover turismo sexual ou mesmo visando a perpetração de tráfico de pessoa de tenra faixa etária. Pelo que houve o Legislador contemplar modelos penais voltados para essa nova e recente realidade da contemporaneidade.

4 2. INTRODUÇÃO O trabalho a ser desenvolvido, trata-se de um Programa de Iniciação Científica, cujo objetivo é estimular pesquisadores e alunos de graduação no processo de pesquisa científica, despertando a vocação entre os alunos de graduação, por meio de suas participações em projetos de pesquisas. Esse trabalho será apresentado na graduação do curso de Direito, no ramo do Direito Penal, neste projeto o leitor encontrará uma análise crítica acerca do tema já mencionado, visto que na internet encontram-se os meios mais utilizados pelos pedófilos virtuais, que se utilizam principalmente de recursos de interatividade no intuito de atrair as suas vítimas (crianças e adolescentes) são estes: MSN, Chat, Blog, Fotolog, E- mail, e redes de relacionamento, tais como (ORKUT, FACEBOOK, LINKEDIN etc.) Porém, em 25 de novembro de 2008, foi sancionada a Lei que altera a Lei de 1990 (ECA), essas alterações justificam-se, segundo o próprio preâmbulo da lei, no sentido de aprimorar o combate à produção, à venda e à distribuição de pornografia infantil, bem como criminalizar a aquisição e a posse de tais materiais, penalizando também outras condutas relacionadas à pedofilia na internet, conduta esta que será objeto do nosso estudo. O ECA Estatuto da Criança e do Adolescente, que é de 1990, precisava realmente ser atualizado. Na época de sua edição, a Internet (em especial o seu canal gráfico a World Wide Web ou WWW) ainda não era uma realidade com a popularização que alcançou nos dias de hoje. A redação original do seu art. 241 previu pena (reclusão de um a quatro anos) somente para o ato de "fotografar ou publicar cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente". A não tipificação exata, indicando os meios da publicação, poderia servir como porta aberta para a impunidade. Pela nova redação, quem "apresentar, produzir, vender, fornecer, divulgar ou publicar, por qualquer meio de comunicação, inclusive Internet, fotografias ou imagens com pornografia ou cenas de sexo explícito envolvendo

5 criança ou adolescente", estará sujeito a reclusão de 2 (dois) a 6 (seis) anos, e multa. O art. 241, assim, passa a abranger de modo específico a pornografia infantil no ambiente virtual. 3. JUSTIFICATIVA Cada vez mais cedo, a Internet passa a ocupar um lugar privilegiado na vida social e afetiva de crianças e adolescentes. As agressões, abusos e violências praticadas por meio da Internet também geram graves conseqüenciais psicossociais às vítimas, mesmo sem contato físico. Orientação, diálogo e conscientização continuam sendo as melhores práticas para evitar que meninos e meninas tenham os seus direitos violados por pessoas mal intencionadas na Internet. Essa pesquisa surge como mais um material de auxílio significativo no fortalecimento de ações efetivas para a garantia dos direitos das crianças e adolescentes também na Internet. 4. OBJETIVO Esse projeto de pesquisa objetiva coletar dados que permitam avaliar a eficiência e a efetividade da Lei de 25 de novembro de 2008 na prevenção e repressão dos crimes contra crianças e adolescentes no ambiente virtual, cujos novos tipos penais estão centrados na questão anti-social denominada pedofilia, bem como a análise desta conduta em sua classificação ainda em espécie do gênero parafilia. Pela redação dessa nova Lei, fica claro que o legislador pretendeu responsabilizar o provedor de serviço de hospedagem de página web e o provedor de serviço de acesso à Internet, sempre que contribuam para a disseminação de pornografia infantil. Não somente o praticante direto do ato, mas também aquele que fornece os meios técnicos para sua realização incorre no mesmo tipo penal.

6 Portanto, é necessário que se faça uma análise acerca da responsabilidade do provedor quanto ao dever de vigilância sobre o material hospedado em seu sistema. 5. PLANO E TRABALHO E CRONOGRAMA DAS ATIVIDADES O desenvolvimento do projeto será de uma forma constante com aumento de atividades durante as férias escolares e com retardamento dos trabalhos em épocas de provas e fechamento de semestre. Com previsão de duração de um ano e com a expectativa de início no mês de agosto de 2011, as atividades deverão seguir as instruções do orientador e a seqüência indicada no cronograma abaixo. Sendo que serão levadas em consideração as seguintes etapas: 1º.Pesquisa de campo (Visita à Safernet); 2º.Coleta de dados; 3º.Mensuração e Tabulação de dados; 4º.Análise crítica dos resultados. Tabela 1 Cronograma de Atividades: Atividades 1 2 Pesq. de campo X X Coleta de dados X X X X X Tabulação X X X X Análise crítica X X X X X PROCEDIMENTOS METOLÓGICOS Para o projeto de pesquisa serão utilizados, o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) comentado, doutrinas, estudos de casos, jurisprudências e decisões dos tribunais. Também serão utilizados, dados coligidos pela ONG Safernet, bem como a realização de uma pesquisa de campo a esta organização,

7 cujo objetivo é contribuir para a promoção da utilização da internet de forma mais segura e ética. 7. ANÁLISE DOS RESULTADOS Os resultados serão analisados de forma crítica, verificando a efetividade da nova Lei /08 na prevenção e repressão dos crimes contra crianças e adolescentes no ambiente virtual. Serão feitas comparações de casos julgados pelos tribunais, jurisprudências e a posicionamentos dos doutrinadores frente ao tema. A conduta antijurídica denominada pedofilia, será também analisada quanto a sua classificação ainda como espécie do gênero parafilia, cujo âmbito engloba expectativas fantasiosas, anseios, ou comportamentos sexuais recorrentes e intensos que envolvem objetos atividades ou situações incomuns. 8. REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS CABRERA, Carlos Cabral. Direitos da criança, do adolescente e do idoso doutrina e legislação. 1ª ed. Del Rey, CURI, Muri. Estatuto da criança e do adolescente comentado, 10ª ed: Malheiros, CONTI, Matilde Carone Slaibi, Da pedofilia, 1ª ed. Forense, D ANDREA, Giuliano. Noções de Direito da Criança e do Adolescente, 1ª ed., Oab.-,2005.

8 ELIAS, Roberto João. Direitos Fundamentais da Criança e do Adolescente, 1ª ed., Saraiva, FERREIRA, Luiz Antonio Miguel. O Estatuto da Criança e do Adolescente e a Educação: Direitos e Deveres dos Alunos, ed. Verbatim. FONSECA, Antonio César Lima Da, Direitos da Criança e do Adolescente, 1ª ed.atlas, GARCEZ, Sérgio Matheus. Novo Direito da Criança e do Adolescente, 1ª ed. Alinea, GAZONI, Carolina; Neves, Rubens. Direito ao Futuro Desafios para a Efetivação dos Direitos Das Crianças e dos Adolescentes, Editora Imprensa Oficial, LAMENZA, FRANCISMAR. Os Direitos Fundamentais da Criança e do Adolescente e a Discricionariedade do Estado, 1ª ed. Manole, MACHADO, MARTHA DE TOLEDO. A Proteção Constitucional de Crianças e Adolescentes e os Direitos Humanos, 1ª ed. Manole, MACIEL, Kátia Regina Ferreira Lobo Andrade. Curso de Direito da Criança e do Adolescente Aspectos Teóricos e Práticos 4ª ed., ed. Lumes Juris, MELO, Eduardo Rezende. Crianças e Adolescentes Em Situação de Rua Direitos Humanos e Justiça, 1ª ed. Malheiros, PEREIRA, Tania Da Silva. Direito da Criança e do Adolescente: Uma proposta Interdisciplinar, RJ: 2º ed., Renovar, PES, JOÃO Hélio Ferreira. Direitos Humanos Crianças e Adolescentes, 1ª ed. Jurua, RAMIDOFF, Mário Luiz. Lições de Direito da Criança e do Adolescente, Ato Infracional e Medida sócioeducativa, ed. Jurua, 2005.

9 SAFERNET BRASIL. Associação civil de direito privado de proteção dos direitos humanos na sociedade da informação. Disponível em: <http://www.safernet.org.br>. SARAIVA. Varas Especializadas e Infância Em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, ed. Saraiva. SOUZA, Jadir Cirqueira De. Efetividade dos Direitos da Criança e do Adolescente, 1ª ed. Pilares, TRINDADE, JORGE; RICARDO BREIER, Pedofilia, aspectos psicológicos e penais, ed. Livraria dos advogados.

10

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br O crime de divulgação de pornografia infantil pela Internet Breves Comentários à Lei 10.764/03 Demócrito Reinaldo Filho Foi publicada (no DOU do dia 13/11) a Lei Federal 10.764,

Leia mais

4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA

4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA 4 NOÇÕES DE DIREITO E LEGISLAÇÃO EM INFORMÁTICA 4.1 Legislação aplicável a crimes cibernéticos Classifica-se como Crime Cibernético: Crimes contra a honra (injúria, calúnia e difamação), furtos, extorsão,

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D- 51 PERÍODO: 3º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45

1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D- 51 PERÍODO: 3º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D- 51 PERÍODO: 3º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE NOME DO CURSO: DIREITO

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO CIDADANIA PARA TODOS: PEDOFILIA NA INTERNET 1

PROJETO DE EXTENSÃO CIDADANIA PARA TODOS: PEDOFILIA NA INTERNET 1 PROJETO DE EXTENSÃO CIDADANIA PARA TODOS: PEDOFILIA NA INTERNET 1 Danielli Regina Scarantti 2, Lurdes Aparecida Grossmann 3. 1 Projeto de extensão Cidadania Para Todos realizado no curso de Graduação em

Leia mais

A 4ª Delegacia de Polícia de Repressão à Pedofilia - Estatísticas e Cases

A 4ª Delegacia de Polícia de Repressão à Pedofilia - Estatísticas e Cases A 4ª Delegacia de Polícia de Repressão à Pedofilia - Estatísticas e Cases Dra.Ancilla-Dei Vega Dias Baptista Giaconi Maio/2014 0 4ª Delegacia de Polícia de Repressão à Pedofilia Criada em 23 de Novembro

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 211, DE 2014

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 211, DE 2014 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 211, DE 2014 O CONGRESSO NACIONAL decreta: Altera o art. 241-D da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente ECA), para tornar crime a conduta

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 1.167, DE 2007 (Apensos os PL's 3.773/08 e 4.056/2008)

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 1.167, DE 2007 (Apensos os PL's 3.773/08 e 4.056/2008) 1 COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 1.167, DE 2007 (Apensos os PL's 3.773/08 e 4.056/2008) Acrescenta inciso IV ao 1º e 3º ao art. 241 da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 Estatuto

Leia mais

Exploração Sexual Comercial de Crianças as e Adolescentes

Exploração Sexual Comercial de Crianças as e Adolescentes Exploração Sexual Comercial de Crianças as e Adolescentes Gorete Vasconcelos go_vasconcelos@yahoo.com.br Marcos Históricos e Políticos Código de Menores /1927 Doutrina da Situação Irregular; Declaração

Leia mais

ANÁLISE DA PEDOFILIA NA INTERNET SOB O ASPECTO DA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA

ANÁLISE DA PEDOFILIA NA INTERNET SOB O ASPECTO DA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA 1 ANÁLISE DA PEDOFILIA NA INTERNET SOB O ASPECTO DA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA Raphaella Karla Martins de Lima 1 INTRODUÇÃO A internet é o meio de comunicação que mais revolucionou e trouxe benefícios tecnológicos

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO:

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet no Estado do Rio de Janeiro? REALIZAÇÃO:

Leia mais

A PROTEÇÃO INTEGRAL DAS CRIANÇAS E DOS ADOLESCENTES VÍTIMAS.

A PROTEÇÃO INTEGRAL DAS CRIANÇAS E DOS ADOLESCENTES VÍTIMAS. 1 A PROTEÇÃO INTEGRAL DAS CRIANÇAS E DOS ADOLESCENTES VÍTIMAS. GRUPO TEMÁTICO: Direito à cultur a e ao lazer, e direito à liberdade, dignidade, respeito e diversidade cultur al. LUIZ ANTONIO MIGUEL FERREIRA

Leia mais

O número de vítimas de "nude selfie" e "sexting" compartilhamento de fotos íntimas em sites e aplicativos de smartphone, como o WhatsApp mais que dobrou nos últimos dois anos no país. Os dados são de um

Leia mais

A atuação do Ministério Público, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, está nos artigos 200 ao 205.

A atuação do Ministério Público, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, está nos artigos 200 ao 205. Crimes e infrações administrativas O Ministério Público A atuação do Ministério Público, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, está nos artigos 200 ao 205. A competência para atuação do

Leia mais

SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1

SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1 SaferNet Contra a Pedofilia Virtual 1 Dayane Gonçalves FERREIRA 2 Jéssica Passos LOUREIRO 3 Kássya Dy Karly Lima ALVES 4 Ana Paula Nazaré de FREITAS 5 Universidade Federal do Pará, Belém, PA RESUMO A peça

Leia mais

Curso: Direito Carga Horária: 32 PLANO DE ENSINO

Curso: Direito Carga Horária: 32 PLANO DE ENSINO Faculdade de Direito Milton Campos Disciplina: Direito da Criança e do Adolescente Curso: Direito Carga Horária: 32 Departamento: Direito Público Área: Direito Penal e Processo Penal PLANO DE ENSINO EMENTA

Leia mais

1. Questionamento: 2. Fundamentos:

1. Questionamento: 2. Fundamentos: 1. Questionamento: Preciso saber em qual dispositivo legal se encaixa o seguinte caso: Um senhor induziu um menor, com 12 anos de idade, a praticar ato sexual com animal (ovelha), porém não há indícios

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE - BRASIL: Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet?

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE - BRASIL: Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet? RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE - BRASIL: Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet? REALIZAÇÃO: SaferNet Brasil APOIO: Ministério Público Federal

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PLANO DE ENSINO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PLANO DE ENSINO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PLANO DE ENSINO Disciplina: DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Curso: DIREITO Turma B01-1 Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

Elaine Carneiro Jaciana Torre Karoliny Silva Orientador: Marcos Generoso Coorientadores: Eduardo Lima e Natalli Araújo

Elaine Carneiro Jaciana Torre Karoliny Silva Orientador: Marcos Generoso Coorientadores: Eduardo Lima e Natalli Araújo Elaine Carneiro Jaciana Torre Karoliny Silva Orientador: Marcos Generoso Coorientadores: Eduardo Lima e Natalli Araújo Variações de desenvolvimento sexual que podem ser problemáticas para o indivíduo Organização

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Direito e Cidadania. Carga horária: 60 horas Período letivo: 2012-2 Fase: 3ª

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Direito e Cidadania. Carga horária: 60 horas Período letivo: 2012-2 Fase: 3ª PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO Curso: Pedagogia Departamento: Departamento de Ciências Humanas Disciplina: Direito e Cidadania Código: 3DEC1 Carga horária: 60 horas Período letivo: 2012-2 Fase: 3ª Professora:

Leia mais

Declaração de Estocolmo. Declaração de Estocolmo

Declaração de Estocolmo. Declaração de Estocolmo Declaração de Estocolmo Declaração de Estocolmo Como resultado do Congresso Mundial sobre Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, realizado em Estocolmo, em 1998, foi apresentada uma Declaração e

Leia mais

Utilização das redes sociais e suas repercussões

Utilização das redes sociais e suas repercussões Utilização das redes sociais e suas repercussões O papel da escola : @ Orientação aos professores, alunos e pais @ Acompanhamento de situações que repercutem na escola @ Atendimento e orientação a pais

Leia mais

Projeto Novos Horizontes: Grupo Reflexivo Para Homens Autores de Violência de Gênero

Projeto Novos Horizontes: Grupo Reflexivo Para Homens Autores de Violência de Gênero Projeto Novos Horizontes: Grupo Reflexivo Para Homens Autores de Violência de Gênero Mostra Local de: Apucarana (Municípios do Vale do Ivaí) Categoria do projeto: II Projetos em implantação (projetos que

Leia mais

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes Mostrando que a proteção de nossas crianças e adolescentes também está em fase de crescimento Subsecretaria de Promoção

Leia mais

NORMATIVAS INTERNACIONAIS Publicação/Origem

NORMATIVAS INTERNACIONAIS Publicação/Origem LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DO SERVIÇO DE ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA, ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES 1. Marcos Lógicos NORMATIVAS INTERNACIONAIS DECLARAÇÃO DE GENEBRA

Leia mais

PREVENÇÃO DE VIOLÊNCIAS E PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ

PREVENÇÃO DE VIOLÊNCIAS E PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ MINISTÉRIO DA SAÚDE IMPACTO DA VIOLÊNCIA NA SAÚDE DAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES PREVENÇÃO DE VIOLÊNCIAS E PROMOÇÃO DA CULTURA DE PAZ VOCÊ É A PEÇA PRINCIPAL PARA ENFRENTAR ESTE PROBLEMA Brasília - DF 2008

Leia mais

PROF PIMENTEL PRÉ-PROVA CENTRAL DE CURSOS. www.profpimentel.com.br PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO

PROF PIMENTEL PRÉ-PROVA CENTRAL DE CURSOS. www.profpimentel.com.br PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO PRÉ-PROVA SUMÁRIO 8h30 - Português - Heliane Miscali...Pág. 03 8h50 - Matemática - Rogério Pizza...Pág. 09 9h10 - Informática - Francis David...Pág. 19 9h30 - Atualidades

Leia mais

# internauta. Leg@ l. Aprenda mais sobre a utilizacao ~ Segura da internet

# internauta. Leg@ l. Aprenda mais sobre a utilizacao ~ Segura da internet # internauta Leg@ l Aprenda mais sobre a utilizacao ~ Segura da internet ~ 1 CONHEÇA seus novos amigos ÎÎ Neninha - sou a representante do Instituto Martinelli Solidariedade (IMS), uma entidade sem fins

Leia mais

1. Escopo ou finalidade da iniciativa

1. Escopo ou finalidade da iniciativa 1. Escopo ou finalidade da iniciativa Por meio do Programa Rede Judicial de Proteção objetiva-se reduzir a reprodução de infrações penais semelhantes às cometidas, a partir de intervenções orientadas para

Leia mais

SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...15

SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...15 SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...15 DIREITO ADMINISTRATIVO...17 Fernando Ferreira Baltar Neto e Ronny Charles Lopes de Torres 1. Direito Administrativo e o Regime Jurídico-Administrativo...17

Leia mais

CRIMES PRATICADOS PELA INTERNET

CRIMES PRATICADOS PELA INTERNET ESTUDO CRIMES PRATICADOS PELA INTERNET Ribamar Soares Consultor Legislativo da Área II Direito Civil e Processual Civil, Direito Penal e Processual Penal, de Família, do Autor, de Sucessões, Internacional

Leia mais

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: DIREITOS, DEVERES, OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: DIREITOS, DEVERES, OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES PALESTRA NO COLÉGIO NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO PÚBLICO-ALVO: ALUNOS DO ENSINO MÉDIO 3º ANO DO SEGUNDO GRAU PROJETO DESVÍNCULO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: DIREITOS, DEVERES, OBRIGAÇÕES E RESPONSABILIDADES

Leia mais

Bullying é crime? Uma reflexão da psicologia moral sobre a temática. Drª Vanessa Fagionatto Vicentin GEPEM 2015

Bullying é crime? Uma reflexão da psicologia moral sobre a temática. Drª Vanessa Fagionatto Vicentin GEPEM 2015 Bullying é crime? Uma reflexão da psicologia moral sobre a temática Drª Vanessa Fagionatto Vicentin GEPEM 2015 Caso Marcela* e Juliana* De acordo com Tognetta e Vinha (2008) deve existir uma vítima indefesa

Leia mais

O PODER E O RISCO DAS REDES SOCIAIS. Advª. Cláudia Bressler e Prof. Ms. Carolina Müller

O PODER E O RISCO DAS REDES SOCIAIS. Advª. Cláudia Bressler e Prof. Ms. Carolina Müller O PODER E O RISCO DAS REDES SOCIAIS Advª. Cláudia Bressler e Prof. Ms. Carolina Müller Rede Social é um grupo de pessoas/empresas conectadas através da internet e de interesses em comum. Esse grupo forma

Leia mais

Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes: barreiras ao convívio democrático Josevanda Mendonça Franco Professora-Especialista

Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes: barreiras ao convívio democrático Josevanda Mendonça Franco Professora-Especialista CURSO DE APERFEIÇOAMENTO PARA O PROCESSO SELETIVO E CONSULTIVO PARA DIRETORES ESCOLARES Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes: barreiras ao convívio democrático Josevanda Mendonça Franco Professora-Especialista

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. ADOÇÃO PELO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (lei nº 8069, de 13/07/1990) E PELO CÓDIGO CIVIL (lei nº 10406, de 10/01/2002).

PROJETO DE PESQUISA. ADOÇÃO PELO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (lei nº 8069, de 13/07/1990) E PELO CÓDIGO CIVIL (lei nº 10406, de 10/01/2002). PROJETO DE PESQUISA ADOÇÃO PELO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE (lei nº 8069, de 13/07/1990) E PELO CÓDIGO CIVIL (lei nº 10406, de 10/01/2002). Polyana da Silva Siqueira Rosana Rangel Silva Campos

Leia mais

EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS

EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS Garantir a elaboração e implementação da Política e do Plano Decenal de Direitos Humanos de Criança e Adolescente

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes. Disque Denúncia Nacional: DDN 100

Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes. Disque Denúncia Nacional: DDN 100 Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente Programa Nacional de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças

Leia mais

18 de Maio. Denuncie. Faça sua parte! Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

18 de Maio. Denuncie. Faça sua parte! Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes 18 de Maio Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES. Denuncie. Faça sua parte! Ficha Técnica União Norte Brasileira

Leia mais

EDITAL I - PÚBLICO-ALVO:

EDITAL I - PÚBLICO-ALVO: A Faculdade de Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) faz saber aos interessados que, no período de 16 de março a 08 de maio de 2009 estarão abertas as inscrições ra o Curso de Especialização

Leia mais

SUMÁRIO. UNIDADE 10 Prescrição ou ministração culposa de drogas; UNIDADE 11 Condução de embarcação ou aeronave sob o efeito de drogas;

SUMÁRIO. UNIDADE 10 Prescrição ou ministração culposa de drogas; UNIDADE 11 Condução de embarcação ou aeronave sob o efeito de drogas; SUMÁRIO LEI Nº 11.343/06 NOVA LEI DE DROGAS; UNIDADE 1 UNIDADE 2 UNIDADE 3 UNIDADE 4 Antinomia aparente de normas penais; Delito de posse de drogas ilícitas para consumo pessoal; Vedação da prisão em flagrante;

Leia mais

CRIMES ACRESCIDOS AO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE PELA LEI Nº 11.829/08. CRIMES ADDED TO CHILD AND ADOLESCENT S STATUTE BY LAW No. 11.

CRIMES ACRESCIDOS AO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE PELA LEI Nº 11.829/08. CRIMES ADDED TO CHILD AND ADOLESCENT S STATUTE BY LAW No. 11. CRIMES ACRESCIDOS AO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE PELA LEI Nº 11.829/08 CRIMES ADDED TO CHILD AND ADOLESCENT S STATUTE BY LAW No. 11.829/08 Mauricio Januzzi Santos 1 RESUMO A nova redação dos artigos

Leia mais

A MUDANÇA DA CULTURA JURÍDICA SOBRE DROGAS

A MUDANÇA DA CULTURA JURÍDICA SOBRE DROGAS A MUDANÇA DA CULTURA JURÍDICA SOBRE DROGAS Mirela Aparecida Xavier da Silva 1 Wagner Edemilson Mendonça Silva Melo 2 Resumo O presente artigo abordará assuntos relativos à nova lei de drogas, a Lei 11.343/2006,

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES PAIR

PROGRAMA NACIONAL DE ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES PAIR Presidência da República Secretaria de Direitos Humanos Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente Departamento de Políticas Temáticas dos Direitos da Criança e do Adolescente

Leia mais

Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet no Estado da Paraíba?

Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet no Estado da Paraíba? RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE NO ESTADO DA PARAÍBA: Hábitos de Navegação na Internet: será que nossos alunos e educadores navegam com segurança na Internet no Estado da Paraíba? REALIZAÇÃO: SaferNet Brasil

Leia mais

do Idoso Portaria 104/2011

do Idoso Portaria 104/2011 DEVER DE NOTIFICAR- do Idoso Portaria 104/2011 Lei 6.259/75l Lei 10.778/03, ECA, Estatuto n Médicos n Enfermeiros n Odontólogos n Biólogos n Biomédicos n Farmacêuticos n Responsáveis por organizações e

Leia mais

SUMÁRIO. Questões comentadas dos exames da OAB - 2ª edição

SUMÁRIO. Questões comentadas dos exames da OAB - 2ª edição SUMÁRIO Questões comentadas dos exames da OAB - 2ª edição Apresentação - Marco Antonio Araujo Junior Sobre os autores 1.1 Introdução princípios e poderes 1.2 Ato administrativo 1.3 Organização da Administração

Leia mais

DIREITOS DA CRIANÇA, DO ADOLESCENTE E DO IDOSO. doutrina e legislação. Del Rey. Belo Horizonte, 2006

DIREITOS DA CRIANÇA, DO ADOLESCENTE E DO IDOSO. doutrina e legislação. Del Rey. Belo Horizonte, 2006 CARLOS CABRAL CABRERA Membro do Ministério Público do Estado de São Paulo. Professor de Direito Constitucional da Faculdade de Direito da Universidade Paulista UNIP. ROBERTO MENDES DE FREITAS JUNIOR Membro

Leia mais

FORTALECENDO E ARTICULANDO A REDE DE ATENÇÃO A CRIANÇA E O ADOLESCENTE

FORTALECENDO E ARTICULANDO A REDE DE ATENÇÃO A CRIANÇA E O ADOLESCENTE FORTALECENDO E ARTICULANDO A REDE DE ATENÇÃO A CRIANÇA E O ADOLESCENTE Fazer laços é ligar, entrelaçar o que está separado. Literal e metaforicamente falando. A inclusão do trabalho sobre o tema da sexualidade

Leia mais

Os perigos da Internet Como proteger sua família. Juliana Abrusio

Os perigos da Internet Como proteger sua família. Juliana Abrusio Os perigos da Internet Como proteger sua família Juliana Abrusio Pontos de destaque 2 1. CONTROLE: Equilíbrio no respeito à privacidade dos filhos e seu controle na Internet. 2. Perigos na EXPOSIÇÃO de

Leia mais

Faculdade de Direito de Alta Floresta (FADAF) Edinaldo Rosa e Silva DESCRIMINALIZAÇÃO DA POSSE DE DROGAS PARA CONSUMO PESSOAL ÁREA CRIMINAL

Faculdade de Direito de Alta Floresta (FADAF) Edinaldo Rosa e Silva DESCRIMINALIZAÇÃO DA POSSE DE DROGAS PARA CONSUMO PESSOAL ÁREA CRIMINAL 0 Faculdade de Direito de Alta Floresta (FADAF) Edinaldo Rosa e Silva DESCRIMINALIZAÇÃO DA POSSE DE DROGAS PARA CONSUMO PESSOAL ÁREA CRIMINAL Alta Floresta-MT 2011 1 Edinaldo Rosa e Silva DESCRIMINALIZAÇÃO

Leia mais

DEPOIMENTO ESPECIAL NO BRASIL

DEPOIMENTO ESPECIAL NO BRASIL DEPOIMENTO ESPECIAL 20 a 23 de agosto TJPE e Childhood Brasil promovem seminário e capacitação em entrevista forense com crianças vítimas de abuso sexual Em parceria com o Tribunal de Justiça de Pernambuco

Leia mais

Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO

Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO Curso: Ciência da Computação Disciplina: Direito Aplicado à Informática Período:

Leia mais

C U R S O D I R E I T O Autorizado pela Portaria MEC nº 3.355,de 05/12/02-D.O.U de 06/12/02 Componente Curricular: Psicologia aplicada ao Direito

C U R S O D I R E I T O Autorizado pela Portaria MEC nº 3.355,de 05/12/02-D.O.U de 06/12/02 Componente Curricular: Psicologia aplicada ao Direito C U R S O D I R E I T O Autorizado pela Portaria MEC nº 3.355,de 05/12/02-D.O.U de 06/12/02 Componente Curricular: Psicologia aplicada ao Direito Código: DIR - 212 Pré-requisito: ----- Período Letivo:

Leia mais

Esta cartilha destina-se ao público adulto, composto por profissionais da educação, saúde, assistência social, psicólogos, conselheiros tutelares e

Esta cartilha destina-se ao público adulto, composto por profissionais da educação, saúde, assistência social, psicólogos, conselheiros tutelares e Cartilha Denuncie o abuso e a exploraçao sexual contra crianças e adolescentes Esta cartilha destina-se ao público adulto, composto por profissionais da educação, saúde, assistência social, psicólogos,

Leia mais

Curso de. Direito. Núcleo de Prática Jurídica. Crimes Sexuais Estupro e Pedofilia. www.faesa.br

Curso de. Direito. Núcleo de Prática Jurídica. Crimes Sexuais Estupro e Pedofilia. www.faesa.br Curso de Direito Núcleo de Prática Jurídica Crimes Sexuais Estupro e Pedofilia www.faesa.br mportante: Serviços especializados em crimes sexuais: Ÿ Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA)

Leia mais

Universidade do Estado do Rio de Janeiro Vice-Reitoria Curso de Abordagem da Violência na Atenção Domiciliar Unidade 2-Violência e criança

Universidade do Estado do Rio de Janeiro Vice-Reitoria Curso de Abordagem da Violência na Atenção Domiciliar Unidade 2-Violência e criança Universidade do Estado do Rio de Janeiro Vice-Reitoria Curso de Abordagem da Violência na Atenção Domiciliar Unidade 2-Violência e criança Nesta unidade, analisaremos os aspectos específicos referentes

Leia mais

ORIENTAÇÕES DE COMUNICAÇÃO SOBRE VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

ORIENTAÇÕES DE COMUNICAÇÃO SOBRE VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES A proteção e a promoção dos direitos da infância e adolescência também devem ser contempladas na forma como falamos e comunicamos este assunto. Alguns cuidados com a comunicação são fundamentais para proteger

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇAO DE CONSULTORIA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇAO DE CONSULTORIA 1 TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇAO DE CONSULTORIA TR 01/2015 1. OBJETO: Contratação de Consultoria para elaboração do Relatório de Atualização da Cartografia Nacional das Experiências de Tomada de

Leia mais

Serviço Social EDITAL Nº 016 / 2015 - PRORROGAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR DE BRAGANÇA PAULISTA

Serviço Social EDITAL Nº 016 / 2015 - PRORROGAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR DE BRAGANÇA PAULISTA Serviço Social EDITAL Nº 016 / 2015 - PRORROGAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR DE BRAGANÇA PAULISTA O Diretor Presidente da Fundação Municipal de Ensino Superior de Bragança Paulista, Adilson

Leia mais

ENSINANDO DIREITOS HUMANOS NA EJA: LIMITES E DESAFIOS DE UMA EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA

ENSINANDO DIREITOS HUMANOS NA EJA: LIMITES E DESAFIOS DE UMA EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA ENSINANDO DIREITOS HUMANOS NA EJA: LIMITES E DESAFIOS DE UMA EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA Maria Elizete Guimarães Carvalho 1 Resumo Discute as experiências vivenciadas no Projeto de Extensão Educando Jovens

Leia mais

Felipe Perin. AUV surveyor. Consultor de TI. Desenvolvedor web. Entusiasta em software livre. Segurança em Redes de Computadores.

Felipe Perin. AUV surveyor. Consultor de TI. Desenvolvedor web. Entusiasta em software livre. Segurança em Redes de Computadores. Felipe Perin E-mail: Linkedin: Sites: AUV surveyor Consultor de TI Desenvolvedor web Entusiasta em software livre Segurança em Redes de Computadores Palestrante perin.ng@gmail.com http://br.linkedin.com/in/felipeperin

Leia mais

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes

Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes Plano Decenal dos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Diretriz 01 - Promoção da cultura do respeito e da garantia dos direitos humanos de

Leia mais

PEDOFILIA, ABUSO SEXUAL e PORNOGRAFIA INFANTIL - Breves Considerações -

PEDOFILIA, ABUSO SEXUAL e PORNOGRAFIA INFANTIL - Breves Considerações - PAINEL II crescimento das redes sociais e violação de direitos PEDOFILIA, ABUSO SEXUAL e PORNOGRAFIA INFANTIL - Breves Considerações - Flúvio Cardinelle Oliveira Garcia Delegado de Polícia Federal São

Leia mais

CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES

CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES Conselho Tutelar Órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente,

Leia mais

autorização ou em desconformidade com autorização do legítimo titular da rede de computadores, dispositivo de comunicação

autorização ou em desconformidade com autorização do legítimo titular da rede de computadores, dispositivo de comunicação PROJETO DE LEI Nº 84/1999 CRIMES INFORMÁTICOS COMPARATIVO ENTRE A VERSÃO APROVADA NO SENADO E APRESENTADA NO PLENÁRIO DA CÂMARA EM 18/07/2008, E O SUBSTITUTIVO DO RELATOR NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA

Leia mais

PREVENÇÃO DE CRIMES VIRTUAIS CONTRA ADOLESCENTES

PREVENÇÃO DE CRIMES VIRTUAIS CONTRA ADOLESCENTES PREVENÇÃO DE CRIMES VIRTUAIS CONTRA ADOLESCENTES Gonçalves, Priscila de Fátima Faculdade de Jaguariúna Resumo: O artigo busca analisar os aspectos que envolvem o compartilhamento de imagens e vídeos de

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

AQUISIÇÕES FEVEREIRO E MARÇO 2014 Indicação de professores e alunos no 2º semestre de 2013

AQUISIÇÕES FEVEREIRO E MARÇO 2014 Indicação de professores e alunos no 2º semestre de 2013 AQUISIÇÕES FEVEREIRO E MARÇO 2014 Indicação de professores e alunos no 2º semestre de 2013 GRECO, Rogério. Código penal comentado. 8.ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2014. GRECO, Rogério. Curso de

Leia mais

NOTA TÉCNICA 003/2012_ DA OBRIGAÇÃO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL NO ATENDIMENTO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO À COMUNIDADE DE ADOLESCENTES

NOTA TÉCNICA 003/2012_ DA OBRIGAÇÃO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL NO ATENDIMENTO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO À COMUNIDADE DE ADOLESCENTES Prezada, NOTA TÉCNICA 003/2012_ DA OBRIGAÇÃO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL NO ATENDIMENTO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO À COMUNIDADE DE ADOLESCENTES Florianópolis, 18 de abril de 2012. Interessados: Secretarias

Leia mais

PEDOFILIA e INTERNET: A relação da democratização da internet e a prática da pedofilia

PEDOFILIA e INTERNET: A relação da democratização da internet e a prática da pedofilia PEDOFILIA e INTERNET: A relação da democratização da internet e a prática da pedofilia IREMAR NUNES DE LIMA 1 WEBERT FELIPE FERNANDES MENDES 2 Resumo: Este trabalho apresenta uma análise das principais

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina POLÍTICAS SOCIAIS E DIREITO

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR PARA TURMAS INGRESSANTES A PARTIR DE 2013. Carga Horária Teórica Prática 1º SEMESTRE Ciência Política e Teoria Geral do Estado

MATRIZ CURRICULAR PARA TURMAS INGRESSANTES A PARTIR DE 2013. Carga Horária Teórica Prática 1º SEMESTRE Ciência Política e Teoria Geral do Estado ESTRUTURA E CONTEÚDO CURRICULAR Organização Curricular do Curso O curso de Bacharelado em Direito possui uma estrutura curricular desenvolvida para atender, permanentemente, mas com flexibilidade, à demanda

Leia mais

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA

PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA PROPOSTAS PARA A REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA 1. Criar o Fórum Metropolitano de Segurança Pública Reunir periodicamente os prefeitos dos 39 municípios da Região Metropolitana de São Paulo para discutir, propor,

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA FACULDADE DE PSICOLOGIA/UFAM Nº 03/2013 SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA ATUAÇÃO POR CURTO PRAZO

CHAMADA PÚBLICA SIMPLIFICADA FACULDADE DE PSICOLOGIA/UFAM Nº 03/2013 SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA ATUAÇÃO POR CURTO PRAZO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE PSICOLOGIA Núcleo de Formação Continuada de Conselheiros dos Direitos e Conselheiros Tutelares do Estado do Amazonas Escola de Conselhos do Amazonas CHAMADA

Leia mais

CARTA DA BAHIA. Tema: ENFRENTAMENTO AO ABUSO E A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

CARTA DA BAHIA. Tema: ENFRENTAMENTO AO ABUSO E A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES CARTA DA BAHIA O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente- CONANDA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Federal no 8.242, de 12 de outubro de 1991, e pelo seu Regimento

Leia mais

INTERNET COM EDUCAÇÃO RISCOS JURÍDICOS

INTERNET COM EDUCAÇÃO RISCOS JURÍDICOS INTERNET COM EDUCAÇÃO RISCOS JURÍDICOS Cristina Sleiman Advogada, pedagoga, mestre em sistemas eletrônicos. Especialista em Direito Digital e sócia do escritório Patrícia Peck Pinheiro Advogados. 1. Cenário

Leia mais

Estatuto da Criança e do Adolescente

Estatuto da Criança e do Adolescente Estatuto da Criança e do Adolescente Profa. Patricia Martinez O dever de cuidado Garantias Fundamentais - Direito à Vida e à saúde (arts. 7o a 14) - Liberdade, respeito e dignidade (arts. 15 a 18) - Convivência

Leia mais

Local: Escola Nossa Senhora do Carmo

Local: Escola Nossa Senhora do Carmo Assunto: Reunião/Palestra sobre saúde para orientar e esclarecer as dúvidas da população sobre as ações preventivas na área da saúde pública em virtude da construção da UHE Belo Monte. Redator: Eliane

Leia mais

CONCURSO DE PESSOAS NO INFANTICÍDIO

CONCURSO DE PESSOAS NO INFANTICÍDIO CONCURSO DE PESSOAS NO INFANTICÍDIO Thyara Galante Alvim SOARES 1 Antenor Ferreira PAVARINA 2 RESUMO: O presente trabalho teve por objetivo analisar a punibilidade dos agentes que, em concurso, praticam

Leia mais

C R I M E S Ô N PLC 89/2003 (PL 84/1999) Fernando Neto Botelho

C R I M E S Ô N PLC 89/2003 (PL 84/1999) Fernando Neto Botelho C R I M E S PLC 89/2003 (PL 84/1999) Fernando Neto Botelho E L E T R Ô N I C O S PL 84/1999 MUDANÇAS AS Mudanças as Código Penal (D.L. 2848/40): + 11 Crimes Código Penal Militar (D.L. 1001/69): + 9 Crimes

Leia mais

Direitos Humanos e Justiça e Educação. Vilma Aparecida do Amaral (Coordenadora da Ação de Extensão)

Direitos Humanos e Justiça e Educação. Vilma Aparecida do Amaral (Coordenadora da Ação de Extensão) O DIREITO INFANTO JUVENIL E A EDUCAÇÃO: OS FUNDAMENTOS JURÍDICOS PARA O EXERCÍCIO DO MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INFANTIL AO ENSINO MÉDIO NO MUNICÍPIO DE LONDRINA E REGIÃO. Direitos Humanos e Justiça e Educação

Leia mais

O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NO ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES Alicia Santolini TONON 1 Juliene AGLIO 2

O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NO ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES Alicia Santolini TONON 1 Juliene AGLIO 2 1 O TRABALHO DO ASSISTENTE SOCIAL NO ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES Alicia Santolini TONON 1 Juliene AGLIO 2 RESUMO: Este artigo apresenta uma reflexão sobre a violência

Leia mais

ARTHUR TRIGUEIROS e WANDER GARCIA. Edição 2013. Coordenadores CONCURSOS POLICIAIS. 2 a Edição 2013 2.000 QUESTÕES COMENTADAS

ARTHUR TRIGUEIROS e WANDER GARCIA. Edição 2013. Coordenadores CONCURSOS POLICIAIS. 2 a Edição 2013 2.000 QUESTÕES COMENTADAS Edição 2013 ARTHUR TRIGUEIROS e WANDER GARCIA Coordenadores CONCURSOS POLICIAIS 2 a Edição 2013 2.000 QUESTÕES COMENTADAS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Direito Constitucional 13 1. PODER CONSTITUINTE... 13 2. TEORIA

Leia mais

PEDOFILIA: UM VERDADEIRO CÂNCER SOCIAL. Senhoras Deputadas, Senhores Deputados,

PEDOFILIA: UM VERDADEIRO CÂNCER SOCIAL. Senhoras Deputadas, Senhores Deputados, 1 Discurso proferido pelo Deputado Geraldo Resende (PMDB/MS) em Sessão no dia 05/11/2008. PEDOFILIA: UM VERDADEIRO CÂNCER SOCIAL Senhor presidente, Senhoras Deputadas, Senhores Deputados, É triste nos

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OPÇÃO II - PSICOLOGIA FORENSE Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular OPÇÃO II - PSICOLOGIA FORENSE Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular OPÇÃO II - PSICOLOGIA FORENSE Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Psicologia Clínica 3. Ciclo de Estudos

Leia mais

NAVEGAÇÃO SEGURA: Criança e Adolescente Educar Para Prevenir, Novas Tecnologias um Direito à Ser Assistido

NAVEGAÇÃO SEGURA: Criança e Adolescente Educar Para Prevenir, Novas Tecnologias um Direito à Ser Assistido NAVEGAÇÃO SEGURA: Criança e Adolescente Educar Para Prevenir, Novas Tecnologias um Direito à Ser Assistido Vilma Cardoso 1, Willian Ferreira 2 Instituto de Informática Universidade Federal de Goiás (UFG)

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo

RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo RELATÓRIO DA PESQUISA ONLINE: Avaliação dos Atores do Sistema de Garantia de Direitos participantes das Oficinas em São Paulo APRESENTAÇÃO A SaferNet Brasil é uma associação civil de direito privado, com

Leia mais

Como o Brasil enfrenta a exploração sexualcomercial de crianças e adolescentes

Como o Brasil enfrenta a exploração sexualcomercial de crianças e adolescentes Como o Brasil enfrenta a exploração sexualcomercial de crianças e adolescentes 1. Introdução Fenômeno dos mais graves de nosso tempo, a exploração sexual-comercial de crianças e adolescentes não deve ser

Leia mais

Como proceder à notificação e para onde encaminhá-la?

Como proceder à notificação e para onde encaminhá-la? Se a família não quiser ou não puder assumir a notificação, o educador deverá informar a família que, por força da lei, terá que notificar o fato aos órgãos competentes. Como proceder à notificação e para

Leia mais

Intercom Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação X Prêmio Expocom Sul Exposição da Pesquisa Experimental em Comunicação

Intercom Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação X Prêmio Expocom Sul Exposição da Pesquisa Experimental em Comunicação Associação de Jovens e Adolescentes de São Miguel do Guaporé (Rondônia) 1 Diego Henrique da SILVA 2 Dilair Maria QUEIROZ 3 Elza Aparecida de Oliveira FILHA 4 Universidade Positivo, Curitiba, PR RESUMO

Leia mais

TERMO DE INTEGRAÇÃO OPERACIONAL PARA INSTITUIR O FÓRUM PERMANENTE DE PREVENÇÃO À VENDA E AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES

TERMO DE INTEGRAÇÃO OPERACIONAL PARA INSTITUIR O FÓRUM PERMANENTE DE PREVENÇÃO À VENDA E AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES TERMO DE INTEGRAÇÃO OPERACIONAL PARA INSTITUIR O FÓRUM PERMANENTE DE PREVENÇÃO À VENDA E AO CONSUMO DE BEBIDAS ALCOÓLICAS POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES CONSIDERANDO que o art. 227 da Constituição da República

Leia mais

Campanha de Prevenção à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes Cartilha Educativa

Campanha de Prevenção à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes Cartilha Educativa Um país que quer ser grande tem que proteger quem não terminou de crescer. Campanha de Prevenção à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes Cartilha ducativa PRSIDNT DA RPÚBLICA Luiz Inácio Lula

Leia mais

CURSO DE RESOLUÇÕES DE QUESTÕES JURÍDICAS Disciplina: Estatuto da Criança e do Adolescente Prof.: Luciano Alves Data: 03.12.

CURSO DE RESOLUÇÕES DE QUESTÕES JURÍDICAS Disciplina: Estatuto da Criança e do Adolescente Prof.: Luciano Alves Data: 03.12. CURSO DE RESOLUÇÕES DE QUESTÕES JURÍDICAS Disciplina: Estatuto da Criança e do Adolescente Prof.: Luciano Alves Data: 03.12.2010 Aula nº 2 MATERIAL DE APOIO MONITORIA 01) (Defensor Público DPE/SP 2010).

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI Nº 5.555, DE 2013 (Apensos: PL 5822/2013; PL 6630/2013; PL 6713/2013; PL 6831/2013; e PL 7377/2014) Altera a Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006

Leia mais

ABUSO ON LINE E PORNOGRAFIA INFANTIL PELA INTERNET

ABUSO ON LINE E PORNOGRAFIA INFANTIL PELA INTERNET ABUSO ON LINE E PORNOGRAFIA INFANTIL PELA INTERNET A internet está cada vez mais presente na vida de crianças e adolescentes Atualmente, milhões de usuários estão conectados à internet em todo o mundo,

Leia mais

Presidente da CBF participa de reunião na Câmara dos Deputados

Presidente da CBF participa de reunião na Câmara dos Deputados Frente Parlamentar em Defesa dos Conselheiros Tutelares é reinstalada na Câmara dos Deputados Com o objetivo de discutir e acompanhar as demandas dos Conselhos Tutelares na Câmara dos Deputados, foi reinstalada

Leia mais

LATROCÍNIO COM PLURALIDADE DE VÍTIMAS

LATROCÍNIO COM PLURALIDADE DE VÍTIMAS LATROCÍNIO COM PLURALIDADE DE VÍTIMAS ALESSANDRO CABRAL E SILVA COELHO - alessandrocoelho@jcbranco.adv.br JOSÉ CARLOS BRANCO JUNIOR - jcbrancoj@jcbranco.adv.br Palavras-chave: crime único Resumo O presente

Leia mais