A SITUAÇÃO SOBRE OS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE E A LEGISLAÇÃO RELACIONADA. Maputo, Dezembro de 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A SITUAÇÃO SOBRE OS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE E A LEGISLAÇÃO RELACIONADA. Maputo, Dezembro de 2015"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DO GÉNERO, CRIANÇA E ACÇÃO SOCIAL A SITUAÇÃO SOBRE OS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE E A LEGISLAÇÃO RELACIONADA Maputo, Dezembro de 2015

2 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO 1. Introdução; 2. Situação actual dos Casamentos Prematuros em Moçambique; 3. Causas; 4. Consequências; 5. Legislação; 6. Acções em Curso; 7. Desafios. 2

3 INTRODUÇÃO Segundo as projecções do INE, existem, em Moçambique, crianças, que correspondem a 53.7% da população, e o seu bem-estar constitui uma das prioridades do Governo; O compromisso com a protecção da criança está plasmado na Constituição da República e nos demais instrumentos que promovem e protegem os direitos da criança; Apesar dos progressos alcançados na protecção da criança registam-se preocupações quanto a: Existência de cerca de crianças vivem em situação de vulnerabilidade devido a orfandade e violência entre outras causas; Prevalência de casamentos prematuros. 3

4 SITUAÇÃO ACTUAL Os dados do Inquérito Demográfico e de Saúde (INE, 2011) indicam que em Moçambique, 14% das mulheres, entre os 20 e 24 anos de idade, casaram-se antes dos 15 anos de idade e 48% casaram-se antes dos 18 anos; Estes dados colocam Moçambique entre os 3 países com a maior prevalência de casamentos prematuros em África e entre os 10 países mais afectados no mundo; Os casamentos prematuros ocorrem com maior incidência nas zonas rurais sendo as meninas as mais afectadas. 4

5 PAÍSES COM MAIOR PREVALÊNCIA DE CASAMENTOS PREMATUROS EM ÁFRICA 5

6 % DE CRIANÇAS SUBMETIDAS AO CASAMENTO PREMATURO POR ÁREA DE RESIDÊNCIA E SEXO (IDS, 2011). Feminino Masculino < 15 Anos < 18 Anos < 18 anos Total 14,3 48,2 8,7 Urbano 11,5 36,1 4,8 Rural 16,1 55,7 11,8 6

7 % DE CRIANÇAS SUBMETIDAS AO CASAMENTO PREMATURO POR PROVÍNCIA (IDS, 2011) 9 % 9 % 8 % 7% 18 % 9 % 24% Em termos de distribuição geográfica, as províncias das Zonas Centro e Norte são as mais afectadas destacando-se as Províncias de Nampula (24%), Zambézia (18%), Cabo Delgado, Tete e Manica(9%). 5% 5% 4% 2%

8 CAUSAS As causas dos casamentos prematuros são múltiplas das quais destacamos as seguintes: As práticas sociais e tradicionais relacionadas com as concepções sobre as crianças; A pobreza e vulnerabilidade das famílias; A violência e descriminação baseada no género. 8

9 CONSEQUÊNCIAS Os casamentos prematuros constituem violação dos direitos humanos e da criança e têm como consequências : A Perpetuação da pobreza; A Violência de género; Os problemas de saúde sexual e reprodutiva; A Perda de oportunidades de educação, formação por parte das crianças do sexo feminino; A maternidade precoce que tem impacto na saúde (Ex: fistula obstétrica), educação e desenvolvimento da mãe e do bebé. 9

10 LEGISLAÇÃO O País adoptou vários instrumentos no âmbito da Promoção e Protecção dos Direitos da Criança dos quais se destacam: A Constituição da República (Arts. 47, 120, 121) preconiza a protecção da criança pela família, sociedade e pelo Estado com vista ao seu desenvolvimento integral; A Lei de Promoção e Protecção dos Direitos da Criança (Lei Nº 7/2008, de 9 de Julho); 10

11 LEGISLAÇÃO A Lei da Família (N 10/2004, de 25 de Agosto) fixa no Artigo 30º a idade núbil em 18 anos. Contudo, o número 2 do mesmo artigo, define que a mulher ou homem com mais de dezasseis anos, a título excepcional, pode contrair casamento, quando ocorram circunstâncias de reconhecido interesse público e familiar e houver consentimento dos pais ou dos legais representantes. 11

12 LEGISLAÇÃO A nível internacional, Moçambique ratificou vários instrumentos dos quais se destacam: A Declaração Universal dos Direitos Humanos; A carta Africana Sobre os Direitos e Bem-Estar da Criança; A Convenção sobre os Direitos da Criança; A Convenção sobre a Eliminação de todas as formas de Discriminação contra a mulher; Protocolo da SADC sobre Género e Desenvolvimento. 12

13 ACÇÕES EM CURSO O Governo provou a Estratégia Nacional de Prevenção e Combate aos Casamentos Prematuros, com o objectivo de criar um ambiente favorável à eliminação progressiva dos casamentos prematuros; A Estratégia define as acções prioritárias no âmbito da Comunicação e mobilização social; Educação; Empoderamento das crianças do sexo feminino; Saúde sexual e reprodutiva; Mitigação e recuperação; Quadro político legal; Lançou a Campanha Nacional de Prevenção e Combate dos Casamentos Prematuros, alinhada com o movimento da União Africana; 13

14 ACÇÕES EM CURSO A sensibilização das famílias, líderes religiosos, líderes tradicionais, comunidade, crianças e sociedade em geral para a prevenção dos casamentos prematuros, destacando-se a divulgação de spots, folhetos e a realização de palestras e debates em todo o Pais; A Prestação de assistência multiforme a cerca de crianças em situação de vulnerabilidade e seus agregados familiares através dos Programas de Segurança Social Básica; A implementação de programas de saúde sexual e reprodutiva; A promoção da educação das raparigas incluindo a atribuição de bolsas de estudo. 14

15 DESAFIOS Constituem desafios na prevenção e combate aos casamentos prematuros: A divulgação e implementação da Estratégia Nacional de Prevenção e Combate aos Casamentos Prematuros; A Reforma Legal com o destaque para a Lei da Família, estabelecendo a idade núbil em 18 anos sem excepções; Prosseguir com as acções de sensibilização das famílias e comunidades para a protecção das crianças dos casamentos prematuros e de outras práticas sociais nocivas; 15

16 DESAFIOS A expansão dos programas de protecção social básica e outras acções visando a redução da vulnerabilidade das famílias; Prosseguir com as acções para o acesso e retenção das crianças nas escola em especial das raparigas; A implementação de acções de assistência e reabilitação das crianças envolvidas em casamentos prematuros. 16

17 A criança em primero lugar Muito Obrigado 17

A SITUAÇÃO DA PROTECÇÃO SOCIAL EM MOÇAMBIQUE

A SITUAÇÃO DA PROTECÇÃO SOCIAL EM MOÇAMBIQUE República de Moçambique REUNIÃO NACIONAL DE CONSULTA A SITUAÇÃO DA PROTECÇÃO SOCIAL EM MOÇAMBIQUE Março de 2006 a Março de 2008 1 CONTEUDO Introdução Antecedentes Progressos realizados por Moçambique Conclusões

Leia mais

A problemática dos Casamentos Prematuros em Moçambique: Que futuro para as raparigas?

A problemática dos Casamentos Prematuros em Moçambique: Que futuro para as raparigas? MINISTÉRIO DA JUSTIÇA CENTRO DE FORMAÇÃO JURÍDICA E JUDICIÁRIA IV CONFERÊNCIA NACIONAL SOBRE MULHER E GÉNERO Maputo, 24 e 25 de Abril de 2014 LEMA: Mulheres e Homens juntos na eliminação dos Casamentos

Leia mais

ESTRATÉGIA NACIONAL DE PREVENÇÃO E COMBATE DOS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE

ESTRATÉGIA NACIONAL DE PREVENÇÃO E COMBATE DOS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE 1 REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE ESTRATÉGIA NACIONAL DE PREVENÇÃO E COMBATE DOS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE (2016-2019) Aprovada pela 42ª Sessão Ordinária do Conselho de Ministros realizada a 01 de Dezembro

Leia mais

Anexo Tabelas: Resultados do TIA Ministério de Agricultura e Desenvolvimento Rural Michigan State University

Anexo Tabelas: Resultados do TIA Ministério de Agricultura e Desenvolvimento Rural Michigan State University Mortalida em Adultos e s Sobrevivência nas Zonas Rurais Moçambique: Resultados Preliminares e Implicações para os Esforços Mitigação HIV/AIDS Anexo Tabelas: Resultados do TIA 2002 Ministério Agricultura

Leia mais

Balanço dos Compromissos Políticos do Governo de Moçambique. Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 10 e 11 de Abril de 2013

Balanço dos Compromissos Políticos do Governo de Moçambique. Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 10 e 11 de Abril de 2013 Balanço dos Compromissos Políticos do Governo de Moçambique Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 10 e 11 de Abril de 2013 1 1 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

Leia mais

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DEFINITIVOS DO CENSO 2007

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DEFINITIVOS DO CENSO 2007 APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DEFINITIVOS DO CENSO 2007 18 de Novembro, 2009: Dia Africano de Estatística INTRODUÇÃO Nesta apresentação vamos abordar 15 tópicos do Censo 2007 relacionados com: Tamanho e

Leia mais

Informe 6 Novembro de 2008

Informe 6 Novembro de 2008 Parceria para os Direitos da Criança em Moçambique Informe 6 Novembro de 28 O QUE DIZ A PROPOSTA DE ORÇAMENTO DO ESTADO 29 SOBRE A PREVISÃO DE RECURSOS NO SECTOR DE ACÇÃO SOCIAL? Mensagens Chave A Proposta

Leia mais

PROGRAMA DE ACÇÃO SAÚDE. - Advocacia junto ao Ministério da Saúde para criação de mais centros de testagem voluntária.

PROGRAMA DE ACÇÃO SAÚDE. - Advocacia junto ao Ministério da Saúde para criação de mais centros de testagem voluntária. PROGRAMA DE ACÇÃO A diversidade e complexidade dos assuntos integrados no programa de acção da OMA permitirá obter soluções eficazes nos cuidados primários de saúde, particularmente na saúde reprodutiva

Leia mais

Apresentação de São Tomé e Principe

Apresentação de São Tomé e Principe REUNIÃO DOS MINISTROS DA SAÚDE DOS PEQUENOS ESTADOS INSULARES DA REGIÃO AFRICANA Apresentação de São Tomé e Principe Comores, 09-12 Mar. 2011 Por: Dr. António Lima Sumario 1. Preparação e resposta às catástrofes

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 515/XII

PROJETO DE LEI N.º 515/XII PROJETO DE LEI N.º 515/XII PROCEDE À 31.ª ALTERAÇÃO AO CÓDIGO PENAL, APROVADO PELO DECRETO-LEI N.º 400/82, DE 23 DE SETEMBRO, CRIANDO O CRIME DE MUTILAÇÃO GENITAL FEMININA Exposição de motivos 1 A Mutilação

Leia mais

Políticas Pública de Redução da Pobreza

Políticas Pública de Redução da Pobreza Políticas Pública de Redução da Pobreza Ministério da Planificação e Desenvolvimento Direcção Nacional de Planificação Por: Cristina Matusse (Técnica de Planificação) Maputo, 16 de Abril de 2009 Estrutura

Leia mais

Quarta Avaliação Nacional da Pobreza e Bem-Estar em Moçambique,

Quarta Avaliação Nacional da Pobreza e Bem-Estar em Moçambique, Quarta Avaliação Nacional da Pobreza e Bem-Estar em Moçambique, 2014-15 Ministério da Economia e Finanças Outubro 2016 Introdução O PARP 2011 2014 estabelece que A avaliação do PARP 2011 2014 [ ] será

Leia mais

V CONFERÊNCIA DOS CHEFES DE ESTADO E DE GOVERNO DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA São Tomé, 26 e 27 de Julho de 2004

V CONFERÊNCIA DOS CHEFES DE ESTADO E DE GOVERNO DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA São Tomé, 26 e 27 de Julho de 2004 V CONFERÊNCIA DOS CHEFES DE ESTADO E DE GOVERNO DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA São Tomé, 26 e 27 de Julho de 2004 ACORDO DE COOPERAÇÃO ENTRE OS ESTADOS MEMBROS DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE

Leia mais

Direitos Humanos das Mulheres

Direitos Humanos das Mulheres Direitos Humanos das Mulheres Federal Ministry for Foreign Affairs of Austria Direitos Humanos O avanço das mulheres e a conquista da igualdade entre mulheres e homens são uma questão de direitos humanos

Leia mais

Plano de Acção da Estratégia para a Fiscalização Participativa de Florestas e Fauna Bravia em Moçambique. Primeiro Draft

Plano de Acção da Estratégia para a Fiscalização Participativa de Florestas e Fauna Bravia em Moçambique. Primeiro Draft Plano de Acção da Estratégia para a Fiscalização Participativa de Florestas e Fauna Bravia em Moçambique Primeiro Draft Meta estratégica Lograr no prazo de cinco anos (2006-2010) que todas a províncias

Leia mais

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 25 de Abril de 2013 Constituição

Leia mais

Determinantes do Rendimento, Pobreza, e Percepção do Progresso Económico dos Agregados Familiares nas Zonas Rurais de Moçambique em

Determinantes do Rendimento, Pobreza, e Percepção do Progresso Económico dos Agregados Familiares nas Zonas Rurais de Moçambique em Determinantes do Rendimento, Pobreza, e do Progresso Económico dos Agregados Familiares nas Zonas Rurais de Moçambique em 2001-2002 Reunião Nacional da Direcçao de Economia do MADER Pemba, Junho de 2004

Leia mais

SITUAÇÃO DOS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE: TENDÊNCIAS E IMPACTO

SITUAÇÃO DOS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE: TENDÊNCIAS E IMPACTO & COLIGAÇÃO PARA A ELIMINAÇÃO DOS CASAMENTOS PREMATUROS (CECAP) SITUAÇÃO DOS CASAMENTOS PREMATUROS EM MOÇAMBIQUE: TENDÊNCIAS E IMPACTO Comunicação Apresentada na IV Conferência Nacional sobre Mulher e

Leia mais

ENCONTRO SOBRE O RECURSOS ZOOGENÉTICOS AFRICANOS DE DE ABRIL DE 2013, ABIDJAN, CÔTE D IVOIRE

ENCONTRO SOBRE O RECURSOS ZOOGENÉTICOS AFRICANOS DE DE ABRIL DE 2013, ABIDJAN, CÔTE D IVOIRE ENCONTRO SOBRE O RECURSOS ZOOGENÉTICOS AFRICANOS DE 14 15 DE ABRIL DE 2013, ABIDJAN, CÔTE D IVOIRE Por : Manuel MAIDI Abolia, Chefe do Departamento de Produção, Tecnologia e Industria Animal do ISV 1 -

Leia mais

OS INVESTIMENTOS EM ÁGUA E SANEAMENTO EM CURSO NO SUMBE P/COORDENAÇÃO DO PROJECTO ENG.º CARLOS FONSECA

OS INVESTIMENTOS EM ÁGUA E SANEAMENTO EM CURSO NO SUMBE P/COORDENAÇÃO DO PROJECTO ENG.º CARLOS FONSECA OS INVESTIMENTOS EM ÁGUA E SANEAMENTO EM CURSO NO SUMBE WORKSHOP CONSULTA PÚBLICA SOBRE EIA DO PROJECTO SUMBE SUMBE, 22 DE MARÇO DE 2013 P/COORDENAÇÃO DO PROJECTO ENG.º CARLOS FONSECA 1 1. OBJECTIVOS DO

Leia mais

DR. AUGUSTO POMBAL CENTRO POLIVALENTE DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DO MAPTSS 26 DE JUNHO DE 2015

DR. AUGUSTO POMBAL CENTRO POLIVALENTE DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DO MAPTSS 26 DE JUNHO DE 2015 O REGIME DOS TRABALHADORES DOMÉSTICOS NO ÂMBITO DA CONVENÇÃO E DA RECOMENDAÇÃO SOBRE O TRABALHO DECENTE PARA OS TRBALHADORAS E OS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DR. AUGUSTO POMBAL CENTRO POLIVALENTE DE FORMAÇÃO

Leia mais

CAPÍTULO 5 DETERMINANTES PRÓXIMOS DA FECUNDIDADE

CAPÍTULO 5 DETERMINANTES PRÓXIMOS DA FECUNDIDADE CAPÍTULO 5 DETERMINANTES PRÓXIMOS DA FECUNDIDADE Neste capítulo são analisados os principais factores, para além da contracepção, que influenciam a probabilidade da mulher engravidar, geralmente conhecidos

Leia mais

Apresentação por António Saíde Director Nacional de Energias Novas e Renováveis

Apresentação por António Saíde Director Nacional de Energias Novas e Renováveis MINISTÉRIO DA ENERGIA Estratégia de Desenvolvimento de Energias Novas e Renováveis veis e o seu impacto na electrificação rural em Moçambique Apresentação por António Saíde Director Nacional de Energias

Leia mais

INFORMACAO CAMPANHA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM MOÇAMBIQUE

INFORMACAO CAMPANHA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM MOÇAMBIQUE INFORMACAO CAMPANHA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM MOÇAMBIQUE (2013-2014) 1 Maputo, October, 2014 CAMPANHA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DE DOCUMENTOS DE ARQUIVO NA

Leia mais

Declaração De Maseru Sobre O Combate Ao Hiv/Sida

Declaração De Maseru Sobre O Combate Ao Hiv/Sida Declaração De Maseru Sobre O Combate Ao Hiv/Sida PREÂMBULO NÓS, os Chefes de Estado ou Governo de: República da África do Sul República de Angola República do Botswana República Democrática do Congo Reino

Leia mais

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS COPATROCINADORES UNAIDS 2015 UNFPA O QUE É O UNFPA? O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) se esforça para oferecer um mundo

Leia mais

Direitos das Minorias

Direitos das Minorias Direitos das Minorias Federal Ministry for Foreign Affairs of Austria Direitos das Minorias Nos Estados em que existam minorias étnicas, religiosas ou linguísticas, as pessoas pertencentes a essas minorias

Leia mais

A aplicação da lei de violência doméstica em Moçambique: constrangimentos institucionais e culturais

A aplicação da lei de violência doméstica em Moçambique: constrangimentos institucionais e culturais A aplicação da lei de violência doméstica em Moçambique: constrangimentos institucionais e culturais (Síntese a partir dos slides) Por Joaquim Nhampoca (Departamento da Mulher e da Criança, Ministério

Leia mais

Os trabalhadores e as trabalhadoras domésticas no mundo e a Convenção (Nº 189) da OIT

Os trabalhadores e as trabalhadoras domésticas no mundo e a Convenção (Nº 189) da OIT Os trabalhadores e as trabalhadoras domésticas no mundo e a Convenção (Nº 189) da OIT CES - Seminário sobre Apoio domiciliário e Trabalho doméstico: Perpectivas de emprego Lisboa, 29 de Novembro de 2013

Leia mais

FUNAB FUNDO NACIONAL DO AMBIENTE DE MOÇAMBIQUE FONTES INTERNAS DE FINANCIAMENTO. Lisboa, 20 de Junho de 2009

FUNAB FUNDO NACIONAL DO AMBIENTE DE MOÇAMBIQUE FONTES INTERNAS DE FINANCIAMENTO. Lisboa, 20 de Junho de 2009 FUNAB FUNDO NACIONAL DO AMBIENTE DE MOÇAMBIQUE FONTES INTERNAS DE FINANCIAMENTO Lisboa, 20 de Junho de 2009 INTRODUÇÃO O FUNAB é uma pessoa colectiva, de direito público, com personalidade jurídica e dotado

Leia mais

Mecanismo de Gestão de Relação com as Comunidades

Mecanismo de Gestão de Relação com as Comunidades Mecanismo de Gestão de Relação com as Comunidades Introdução O diálogo constante e regular com as partes interessadas e afectadas pelo projecto florestal é uma prioridade para a Portucel Moçambique. Para

Leia mais

VIH e SIDA: Uma visão geral da epidemia e da importância da ação no mundo do trabalho

VIH e SIDA: Uma visão geral da epidemia e da importância da ação no mundo do trabalho VIH e SIDA: Uma visão geral da epidemia e da importância da ação no mundo do trabalho www.itcilo.org PORQUÊ DEBATER O VIH E A Afetam a faixa etária mais produtiva e economicamente ativa. É difícil conhecer

Leia mais

Demarcação de Terras: Resultados, Experiências e Lições Aprendidas da itc ( ) Conferência Nacional da itc. Chidenguele. 25 e 26 de Abril 2014

Demarcação de Terras: Resultados, Experiências e Lições Aprendidas da itc ( ) Conferência Nacional da itc. Chidenguele. 25 e 26 de Abril 2014 Demarcação de Terras: Resultados, Experiências e Lições Aprendidas da itc ( 2006-2014) Conferência Nacional da itc Chidenguele 25 e 26 de Abril 2014 1 Tópicos da apresentação Objectivo da apresentação;

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA SAÚDE DIRECÇÃO NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA. Situação da epidemia de Cólera em Moçambique em 2009

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA SAÚDE DIRECÇÃO NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA. Situação da epidemia de Cólera em Moçambique em 2009 REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA SAÚDE DIRECÇÃO NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA Situação da epidemia de Cólera em Moçambique em 2009 Maputo, Janeiro de 2010 I. Introdução Tradicionalmente, a epidemia de

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS PARA OS IDOSOS. Prof. Dr. Helio Furtado

POLÍTICAS PÚBLICAS PARA OS IDOSOS. Prof. Dr. Helio Furtado POLÍTICAS PÚBLICAS PARA OS IDOSOS Prof. Dr. Helio Furtado POLÍTICAS PÚBLICAS O aumento da longevidade e o rápido crescimento do peso relativo da população idosa, aliados às deficiências no sistema público

Leia mais

Percentagem de escolas que são gratuitas, desagregadas por ano (*)

Percentagem de escolas que são gratuitas, desagregadas por ano (*) Indicadores globais propostos Objetivo 4. Garantir uma educação inclusiva e equitativa de qualidade e promover as oportunidades de aprendizagem contínua para todos Estas recomendações são feitas em conjunto

Leia mais

PROPOSTA DE PILARES PARA O PRÓXIMO PROGRAMA DE APOIO AS POLÍTICAS (PSI) APRESENTAÇÃO AO SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DOS PROGRAMAS DO FMI E PERSPECTIVAS

PROPOSTA DE PILARES PARA O PRÓXIMO PROGRAMA DE APOIO AS POLÍTICAS (PSI) APRESENTAÇÃO AO SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DOS PROGRAMAS DO FMI E PERSPECTIVAS PROPOSTA DE PILARES PARA O PRÓXIMO PROGRAMA DE APOIO AS POLÍTICAS (PSI) APRESENTAÇÃO AO SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DOS PROGRAMAS DO FMI E PERSPECTIVAS MAPUTO, 11 DE MARÇO DE 2013 ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO

Leia mais

Convenção de Istambul

Convenção de Istambul CONVENÇÃO DO CONSELHO DA EUROPA PARA A PREVENÇÃO E O COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES E A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA Convenção de Istambul LIVRE DO MEDO LIVRE DA VIOLÊNCIA QUAL É O OBJETIVO DA CONVENÇÃO?

Leia mais

VIH-SIDA - SITUAÇÃO ACTUAL

VIH-SIDA - SITUAÇÃO ACTUAL VIH-SIDA - SITUAÇÃO ACTUAL 1 Quadro Institucional Estratégias : Até 22 Sanitarização da abordagem Depois de 22 Multisectorialidade e Descentralização Prevalência do VIH (%), em adultos dos 15-49 anos,

Leia mais

CENTROS DE EXCELÊNCIA DE GÉNERO:

CENTROS DE EXCELÊNCIA DE GÉNERO: Página da Mulher CENTROS DE EXCELÊNCIA DE GÉNERO: Crédito para mulheres cada vez mais acessível 02 Dezembro 2016, EVELINA MUCHANGA HOMENS e mulheres estão a ter oportunidades de acesso ao financiamento

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM. Brasília, 18 de Novembro de 2013 Michelle Leite da Silva

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM. Brasília, 18 de Novembro de 2013 Michelle Leite da Silva POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM Brasília, 18 de Novembro de 2013 Michelle Leite da Silva DAET- Departamento de Atenção Especializada e Temática Secretaria de Atenção à Saúde - SAS

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão dos Direitos da Mulher e da Igualdade dos Géneros 15.12.2016 2017/0000(INI) PROJETO DE RELATÓRIO que contém uma proposta de recomendação do Parlamento Europeu ao Conselho

Leia mais

ESTRATÉGIA DE ENERGIA

ESTRATÉGIA DE ENERGIA República de Moçambique ESTRATÉGIA DE ENERGIA Apresentado por Antonio Osvaldo Saide Director Nacional de Energias Novas e Renovaveis 15 de Abril de 2011 1 Situação Actual em Moçambique 1 INTRODUÇÃO Moçambique

Leia mais

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR S DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR ANÁLISE DA SITUAÇÃO NACIONAL 1. Identificar causas/ fatores de vulnerabilidade e modalidades de violência sexual contra

Leia mais

NACIONALIDADE COMO DIREITO FUNDAMENTAL: A QUESTÃO DOS, APÁTRIDAS E OS REFUGIADOS

NACIONALIDADE COMO DIREITO FUNDAMENTAL: A QUESTÃO DOS, APÁTRIDAS E OS REFUGIADOS NACIONALIDADE COMO DIREITO FUNDAMENTAL: A QUESTÃO DOS, APÁTRIDAS E OS REFUGIADOS Aula 07 NOS CAPÍTULOS ANTERIORES... Identificamos a evolução histórica dos direitos humanos Direitos Humanos Direitos fundamentais

Leia mais

Parceria global quer erradicar o casamento precoce na África

Parceria global quer erradicar o casamento precoce na África Parceria global quer erradicar o casamento precoce na África por Por Dentro da África - segunda-feira, novembro 09, 2015 http://www.pordentrodaafrica.com/cultura/parceria-global-quer-erradicar-o-casamento-precoce-na-africa

Leia mais

Linha de Cuidado do Adulto: Atenção Integral à Saúde da Mulher

Linha de Cuidado do Adulto: Atenção Integral à Saúde da Mulher Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil Sub- Secretaria de Promoção, Atenção Primária e Vigilância em Saúde Superintendência de Atenção Primária Coordenação de Linhas de Cuidado e Programas Especiais

Leia mais

4º Draft. MULHERES E HOMENS EM MOÇAMBIQUE Indicadores Seleccionados de Género, 2014

4º Draft. MULHERES E HOMENS EM MOÇAMBIQUE Indicadores Seleccionados de Género, 2014 Mulheres e Homens em Moçambique 2014 MULHERES E HOMENS EM MOÇAMBIQUE Indicadores Seleccionados de Género, 2014 4º Draft Entregue por Dionisia Khossa 17/12/15 Recebibo por Mário Chivambo 17/12/15 Trabalho

Leia mais

Dinâmicas da População e Saúde em Moçambique

Dinâmicas da População e Saúde em Moçambique Dinâmicas da População e Saúde em Moçambique Organização Carlos Arnaldo Boaventura M. Cau CEPSA i Dinâmicas da População e Saúde em Moçambique Organização Carlos Arnaldo Boaventura Manuel Cau iii Titulo

Leia mais

ONU organiza debate sobre erradicação da. Mutilação Genital Feminina

ONU organiza debate sobre erradicação da. Mutilação Genital Feminina ONU organiza debate sobre erradicação da Mutilação Genital Feminina O Dia Internacional da Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina é observado pela Organização das Nações Unidas (ONU), anualmente,

Leia mais

Dinâmicas de Investimento Privado em Moçambique: tendências e questões preliminaries para análise

Dinâmicas de Investimento Privado em Moçambique: tendências e questões preliminaries para análise Dinâmicas de Investimento Privado em Moçambique: tendências e questões preliminaries para análise Carlos Muianga, Helena Pérez-Nino, Sara Stevano, Michael Sambo Conference Paper nº 41 III CONFERÊNCIA INTERNACIONAL

Leia mais

A PLATAFORMA DE ACÇÃO DE PEQUIM: uma síntese

A PLATAFORMA DE ACÇÃO DE PEQUIM: uma síntese A PLATAFORMA DE ACÇÃO DE PEQUIM: uma síntese A Plataforma de Acção de Pequim (PFA), aprovada em 1995 pela IV Conferência Mundial das Nações Unidas sobre as Mulheres, é um programa de acção política a nível

Leia mais

Presidência. Ficha Técnica: João Dias Loureiro Presidente. Título: Mulheres e Homens em Moçambique Indicadores Seleccionados de Género 2011

Presidência. Ficha Técnica: João Dias Loureiro Presidente. Título: Mulheres e Homens em Moçambique Indicadores Seleccionados de Género 2011 MULHERES E HOMENS EM MOÇAMBIQUE Indicadores Seleccionados de Género - 2011 Mulheres e Homens em Moçambique, 2011 2012 Instituto Nacional de Estatística Reprodução autorizada, excepto para fins comerciais,

Leia mais

Campanha de Sensibilização IDSR -II

Campanha de Sensibilização IDSR -II Produto: teasing Objectivo: Criar expectativa À sociedade em relação ao evento Tempo: 15 segundos Calendário: Difundir durante a primeira semana de Junho Animação dos bonecos da mascote: Algo de importante

Leia mais

República de Moçambique Ministério da Educação e Cultura INSTITUTO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

República de Moçambique Ministério da Educação e Cultura INSTITUTO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO República de Moçambique Ministério da Educação e Cultura INSTITUTO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO Síntese Final do I Fórum Nacional de Consulta sobre a Transformação Curricular do Ensino Secundário

Leia mais

X CONFERÊNCIA DA RIICOTEC. Assunção, Paraguai

X CONFERÊNCIA DA RIICOTEC. Assunção, Paraguai Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República X CONFERÊNCIA DA RIICOTEC 22 a 24 Setembro 2010 Assunção, Paraguai DA NECESSIDADE AOS DIREITOS NAS POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Leia mais

COGESPA 2016 PREVENÇÃO. Eixo II - Enfrentamento da Epidemia das DST/Aids entre mulheres no Estado de São Paulo

COGESPA 2016 PREVENÇÃO. Eixo II - Enfrentamento da Epidemia das DST/Aids entre mulheres no Estado de São Paulo COGESPA 2016 PREVENÇÃO Eixo II - Enfrentamento da Epidemia das DST/Aids entre mulheres no Estado de São Paulo DST/Aids entre mulheres no Estado de São Paulo Diminuir a incidência de HIV/Aids entre as mulheres

Leia mais

Yasfir Daudo Ibraimo

Yasfir Daudo Ibraimo Emprego e Condições de Emprego nas Zonas Rurais, Suas Implicações Para a Pobreza: O Caso da Açucareira De Xinavane Yasfir Daudo Ibraimo yasfir.ibraimo@iese.ac.mz SEMINÁRIO IESE e OIT ACÇÃO SOCIAL PRODUTIVA

Leia mais

A importância do quesito cor na qualificação dos dados epidemiológicos e como instrumento de tomada de decisão em Políticas Públicas de Saúde

A importância do quesito cor na qualificação dos dados epidemiológicos e como instrumento de tomada de decisão em Políticas Públicas de Saúde A importância do quesito cor na qualificação dos dados epidemiológicos e como instrumento de tomada de decisão em Políticas Públicas de Saúde Fernanda Lopes Rio de Janeiro, maio de 2011 O mandato do UNFPA

Leia mais

CIGEF CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E FORMAÇÃO EM GÉNERO E FAMÍLIA Uni-CV. Igualdade de género em Cabo Verde Clementina Furtado

CIGEF CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E FORMAÇÃO EM GÉNERO E FAMÍLIA Uni-CV. Igualdade de género em Cabo Verde Clementina Furtado CIGEF CENTRO DE INVESTIGAÇÃO E FORMAÇÃO EM GÉNERO E FAMÍLIA Uni-CV Igualdade de género em Cabo Verde Clementina Furtado 2 Objectivos 1. Fazer um breve enquadramento do quadro jurídico nacional a nível

Leia mais

Dados do TIA: Vozes das Famílias Rurais

Dados do TIA: Vozes das Famílias Rurais MINAG Dados do TIA: Vozes das Famílias Rurais Apresentação na Reunião Nacional de Planificação Chimoio, 10-13 de Maio de 2010 Cynthia Donovan Michigan State University 1 Conteúdos da Apresentação Estatísticas

Leia mais

A Cooperação na Área do Trabalho Infantil nos Estados membros da CPLP

A Cooperação na Área do Trabalho Infantil nos Estados membros da CPLP A Cooperação na Área do Trabalho Infantil nos Estados membros da CPLP Documento de Projecto Âmbito geográfico: Estados membros da CPLP. Data de início das actividades: 15 de Fevereiro de 2007. Entidades

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO MULTISECTORIAL DE EMERGÊNCIA/TRAUMA PERÍODO Maputo 11 de Novembro de 2015

PLANO ESTRATÉGICO MULTISECTORIAL DE EMERGÊNCIA/TRAUMA PERÍODO Maputo 11 de Novembro de 2015 PLANO ESTRATÉGICO MULTISECTORIAL DE EMERGÊNCIA/TRAUMA PERÍODO 2015-2018 Maputo 11 de Novembro de 2015 Conteúdo 1. Conceitos Básicos 2. Contextualização 3. Análise da situação e Justificação 4. Visão e

Leia mais

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNICEF FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INFÂNCIA

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNICEF FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INFÂNCIA COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNICEF FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INFÂNCIA COPATROCINADORES UNAIDS 2015 UNICEF O QUE É UNICEF? O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) acredita que promover os

Leia mais

DIAGNÓSTICO MULTISSECTORIAL PARA GUIAR DEFINIÇÃO DE PRIORIDADES NO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (PRONAE)

DIAGNÓSTICO MULTISSECTORIAL PARA GUIAR DEFINIÇÃO DE PRIORIDADES NO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (PRONAE) DIAGNÓSTICO MULTISSECTORIAL PARA GUIAR DEFINIÇÃO DE PRIORIDADES NO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (PRONAE) Projecto Trilateral Complementar (Moçambique/Brasil/EUA) de Apoio Técnico aos Programas

Leia mais

O Turismo Sexual Infantil: Que Resposta Legal em

O Turismo Sexual Infantil: Que Resposta Legal em O Turismo Sexual Infantil: Que Resposta Legal em Hélder Chambal Advogado Mestre em Direito do Comércio Internacional Email: hchamball@gmail.com Cel: +(258) 84 7015590 Maputo - Moçambique Tópicos 1. Conceito

Leia mais

Revisão do regime de renda apoiada

Revisão do regime de renda apoiada Revisão do regime de renda apoiada Conselho Municipal de Habitação Lisboa, 24 de Setembro de 2012 Helena Roseta Enquadramento Durante 20 anos, a prioridade da política de habitação em Lisboa foi erradicação

Leia mais

Envelhecimento Populacional em Moçambique: Conquista, Ameaça ou Oportunidade?

Envelhecimento Populacional em Moçambique: Conquista, Ameaça ou Oportunidade? Envelhecimento Populacional em Moçambique: Conquista, Ameaça ou Oportunidade? Gustavo Toshiaki Lopes Sugahara ( gustavo.toshiaki@gmail.com ) Investigador Associado do Instituto de Estudos Sociais e Econômicos

Leia mais

A Cooperação Portuguesa

A Cooperação Portuguesa FICHA TEMÁTICA A Cooperação Portuguesa Março de 2015 Política de Cooperação para o Desenvolvimento A Cooperação para o Desenvolvimento é um vetor chave da política externa portuguesa, que assenta num consenso

Leia mais

GOVERNO PROVINCIAL DA CIDADE DE MAPUTO DIRECÇÃO DA JUSTIÇA DE MAPUTO CIDADE

GOVERNO PROVINCIAL DA CIDADE DE MAPUTO DIRECÇÃO DA JUSTIÇA DE MAPUTO CIDADE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE GOVERNO PROVINCIAL DA CIDADE DE MAPUTO DIRECÇÃO DA JUSTIÇA DE MAPUTO CIDADE O presente documento tem em vista apresentar de forma resumida as realizações da Direcção da Justiça

Leia mais

Os conteúdos de apresentação

Os conteúdos de apresentação MINAG IIAM DE Fortalecimento da Capacidade Moçambicana para Aumento da Produtividade, Segurança Alimentar e Redução da Pobreza MSU- FOOD SECURITY III/MZ PROJECT Uma apresentação no workshop sobre Reforçando

Leia mais

INTERVENÇÃO DA SRA BENILDE NHALIVILO PRESIDENTE DO FÓRUM DA SOCIEDADE CIVIL PARA OS DIREITOS DA CRIANÇA ROSC, EM NOME DA SOCIEDADE CIVIL MOÇAMBICANA

INTERVENÇÃO DA SRA BENILDE NHALIVILO PRESIDENTE DO FÓRUM DA SOCIEDADE CIVIL PARA OS DIREITOS DA CRIANÇA ROSC, EM NOME DA SOCIEDADE CIVIL MOÇAMBICANA INTERVENÇÃO DA SRA BENILDE NHALIVILO PRESIDENTE DO FÓRUM DA SOCIEDADE CIVIL PARA OS DIREITOS DA CRIANÇA ROSC, EM NOME DA SOCIEDADE CIVIL MOÇAMBICANA POR OCASIÃO DO DIA INTERNACIONAL DA RAPARIGA SOB O LEMA

Leia mais

CONVENÇÃO 183 CONVENÇÃO RELATIVA À REVISÃO DA CONVENÇÃO (REVISTA) SOBRE A PROTECÇÃO DA MATERNIDADE, 1952

CONVENÇÃO 183 CONVENÇÃO RELATIVA À REVISÃO DA CONVENÇÃO (REVISTA) SOBRE A PROTECÇÃO DA MATERNIDADE, 1952 CONVENÇÃO 183 CONVENÇÃO RELATIVA À REVISÃO DA CONVENÇÃO (REVISTA) SOBRE A PROTECÇÃO DA MATERNIDADE, 1952 A Conferência Geral da Organização Internacional do Trabalho, Convocada para Genebra pelo Conselho

Leia mais

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 PMA PROGRAMA MUNDIAL DE ALIMENTOS

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 PMA PROGRAMA MUNDIAL DE ALIMENTOS COPATROCINADOR UNAIDS 2015 PMA PROGRAMA MUNDIAL DE ALIMENTOS COPATROCINADORES UNAIDS 2015 PMA O QUE É O PROGRAMA MUNDIAL DE ALIMENTOS? As pessoas que vivem com HIV têm direito à alimentação e boa nutrição.

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO PARA A COORDENAÇÃO DA ACÇÃO AMBIENTAL

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO PARA A COORDENAÇÃO DA ACÇÃO AMBIENTAL REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE -------- MINISTÉRIO PARA A COORDENAÇÃO DA ACÇÃO AMBIENTAL Intervenção de Sua Excelência Ministra para a Coordenação da Acção Ambiental por ocasião da assinatura do Memorando de

Leia mais

Dimensão de Género na Segurança e Saúde do Trabalho

Dimensão de Género na Segurança e Saúde do Trabalho Dimensão de Género na Segurança e Saúde do Trabalho Checklist Dimensão do Género na Segurança e Saúde do Trabalho () Política de Segurança e Saúde no Trabalho do Sindicato I - Dimensão do Género na Estrutura

Leia mais

ADVERTÊNCIA. Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União. Ministério da Saúde Gabinete do Ministro

ADVERTÊNCIA. Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União. Ministério da Saúde Gabinete do Ministro ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 2.311, DE 23 DE OUTUBRO DE 2014 Altera a Portaria nº 2.866/GM/MS, de 2 de

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA TERRA, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO RURAL DIRECÇÃO NACIONAL DO AMBIENTE DEPARTAMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA TERRA, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO RURAL DIRECÇÃO NACIONAL DO AMBIENTE DEPARTAMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE ------ MINISTÉRIO DA TERRA, AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO RURAL DIRECÇÃO NACIONAL DO AMBIENTE DEPARTAMENTO DE GESTÃO AMBIENTAL TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A REALIZAÇÃO DO INVENTÁRIO

Leia mais

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO Qualificação dos Profissionais da Administração Pública Local HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO Formadora - Magda Sousa MÓDULO 1 NORMATIVOS LEGAIS OBJECTIVO Interpretar e aplicar a legislação, regulamentos

Leia mais

Recenseamento Geral da População e Habitação (RGPH) 2014

Recenseamento Geral da População e Habitação (RGPH) 2014 Recenseamento Geral da População e Habitação (RGPH) 2014 Resultados Preliminares 16 de Outubro 2014 Estrutura da apresentação 1 2 Contexto Enquadramento metodológico a b Conceitos chave Processo de apuramento

Leia mais

A intervenção da ergonomia na prevenção das LMERT

A intervenção da ergonomia na prevenção das LMERT A intervenção da ergonomia na prevenção das LMERT, Lda Fevereiro 2008 Estrutura da Apresentação Apresentação da Empresa Âmbito e Objectivos Análise Ergonómica dos Postos de Trabalho Resultados da Análise

Leia mais

POSICIONAMENTO DO MOVIMENTO SINDICAL SOBRE O PISO DE PROTECÇÃO SOCIAL EM MOÇAMBIQUE

POSICIONAMENTO DO MOVIMENTO SINDICAL SOBRE O PISO DE PROTECÇÃO SOCIAL EM MOÇAMBIQUE CONFEDERACÃO NACIONAL DOS SINDICATOS INDEPENDENTES E LIVRES DE MOCAMBIQUE CONSILMO POSICIONAMENTO DO MOVIMENTO SINDICAL SOBRE O PISO DE PROTECÇÃO SOCIAL EM MOÇAMBIQUE CONTEXTUALIZAÇÃO CONFEDERACÃO NACIONAL

Leia mais

Objetivos Evolução e diversidade nas famílias monoparentais

Objetivos Evolução e diversidade nas famílias monoparentais 1 Objetivos Evolução e diversidade nas famílias monoparentais Quais as mudanças e as continuidades ocorridas nestas famílias entre 1991-2011? Qual o impacto das mudanças na conjugalidade e na parentalidade,

Leia mais

REGULAMENTO DA REDE DE PARLAMENTARES PARA O AMBIENTE E LUTA CONTRA A DESERTIFIÇÃO E A POBREZA. Proposta

REGULAMENTO DA REDE DE PARLAMENTARES PARA O AMBIENTE E LUTA CONTRA A DESERTIFIÇÃO E A POBREZA. Proposta ASSEMBLEIA NACIONAL REGULAMENTO DA REDE DE PARLAMENTARES PARA O AMBIENTE E LUTA CONTRA A DESERTIFIÇÃO E A POBREZA Proposta ****** Art. 1 Denominação e natureza 1. É constituída A Rede de Parlamentares

Leia mais

DESAFIOS NA GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

DESAFIOS NA GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS MINISTÉRIO PARA A COORDENAÇÃO DA ACÇÃO AMBIENTAL DIRECÇÃO NACIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL DESAFIOS NA GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS Apresentado por: Julia Ussy Félix Maputo, Fevereiro de 2014 SEQUÊNCIA

Leia mais

Estratégia da ONUSIDA para : Acelerar o financiamento para pôr fim à SIDA

Estratégia da ONUSIDA para : Acelerar o financiamento para pôr fim à SIDA Estratégia da ONUSIDA para 2016-2020: Acelerar o financiamento para pôr fim à SIDA www.itcilo.org INTRODUÇÃO Estratégia global orientar e apoiar a resposta à SIDA, a nível global e assente em princípios

Leia mais

Municípios e Comunidades. Saudáveis. Promovendo a qualidade de vida através da Estratégia de Municípios e Comunidades. Saudáveis

Municípios e Comunidades. Saudáveis. Promovendo a qualidade de vida através da Estratégia de Municípios e Comunidades. Saudáveis Organização Pan Americana da Saúde Oficina Regional da Organização Mundial da Saúde Municípios e Comunidades Saudáveis Guia dos prefeitos e outras autoridades locais Promovendo a qualidade de vida através

Leia mais

REUNIÃO ANUAL DE REFLEXÃO MONITORIA VIRADA PARA RESULTADOS

REUNIÃO ANUAL DE REFLEXÃO MONITORIA VIRADA PARA RESULTADOS REUNIÃO ANUAL DE REFLEXÃO MONITORIA VIRADA PARA RESULTADOS Tópicos Chuva de ideias; Contextualização; Conceptualização (monitoria e avaliação); Monitoria virada para resultados vs monitoria tradicional

Leia mais

ENVELHECER EM MOÇAMBIQUE : DINÂMICAS DO BEM ESTAR E DA POBREZA

ENVELHECER EM MOÇAMBIQUE : DINÂMICAS DO BEM ESTAR E DA POBREZA ENVELHECER EM MOÇAMBIQUE : DINÂMICAS DO BEM ESTAR E DA POBREZA Sinto-me muito honrada por apresentar o livro sobre os resultados da pesquisa de um tema tão pouco falado e reflectido entre nós a questão

Leia mais

POLÍTICAS DE INFRA-ESTRUTURAS DE TRANSPORTES EM PAÍSES DA CPLP CASO DE MOÇAMBIQUE

POLÍTICAS DE INFRA-ESTRUTURAS DE TRANSPORTES EM PAÍSES DA CPLP CASO DE MOÇAMBIQUE POLÍTICAS DE INFRA-ESTRUTURAS DE TRANSPORTES EM PAÍSES DA CPLP CASO DE MOÇAMBIQUE Titulo da Comunicação, Título da Comunicação Nome do Orador Empresa/Instituição Rede de Estradas Classificadas (DM. 03/2005)

Leia mais

Em primeiro queria, em nome da Sra. Presidente da CIG, Teresa. Fragoso, agradecer à PPDM (Plataforma Portuguesa para os

Em primeiro queria, em nome da Sra. Presidente da CIG, Teresa. Fragoso, agradecer à PPDM (Plataforma Portuguesa para os Em primeiro queria, em nome da Sra. Presidente da CIG, Teresa Fragoso, agradecer à PPDM (Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres, o convite que lhe foi endereçado para estar presente no encerramento

Leia mais

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO

DÉCADA INTERNACIONAL DE. AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DE AFRODESCENDENTES 1º de janeiro de 2015 a 31 de dezembro de 2024 RECONHECIMENTO, JUSTIÇA E DESENVOLVIMENTO DÉCADA INTERNACIONAL DOS AFRODESCENDENTES 1º DE JANEIRO DE 2015 A 31 DE

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE A CIRCULAÇÃO INTERNA DE PRODUTOS DA PESCA

RELATÓRIO SOBRE A CIRCULAÇÃO INTERNA DE PRODUTOS DA PESCA RELATÓRIO SOBRE A CIRCULAÇÃO INTERNA DE PRODUTOS DA PESCA I. INTRODUÇÃO O controlo da circulação interna dos produtos da pesca, é preconizado pelo artigo 22 do Regulamento de Inspecção e Garantia de Qualidade

Leia mais

Índice. Aquisições da nacionalidade portuguesa (Nº), por tipo de aquisição e sexo,

Índice. Aquisições da nacionalidade portuguesa (Nº), por tipo de aquisição e sexo, Índice Processos Entrados e Findos de Concessão de Nacionalidade Portuguesa, de 2007 a 2011, por Artigo da Lei da Nacionalidade (Lei n.º 37/81, de 3 de Outubro alterada e republicada pela Lei Orgânica

Leia mais

Objectivos e hipótese Produção alimentar Recursos para a agricultura Modelo de política agrária A província daa Zambézia Políticas públicas

Objectivos e hipótese Produção alimentar Recursos para a agricultura Modelo de política agrária A província daa Zambézia Políticas públicas Apresentação: Objectivos e hipótese Produção alimentar Recursos para a agricultura Modelo de política agrária A província daa Zambézia Políticas públicas Objectivo: Qual a razão da Zambézia, com grande

Leia mais

O Impacto da Política Agrária em Moçambique

O Impacto da Política Agrária em Moçambique O Impacto da Política Agrária em Moçambique Dezembro de 2010 ORAM e ROSA Pesquisa realizada: Centro de Estudos Moçambicanos e Internacionais CEMO António Álvaro Francisco Hortêncio Sunde Manuel Lopes e

Leia mais

Intervenção da Chefe do Grupo Nacional da Assembleia da República de Moçambique, Deputada Margarida Talapa

Intervenção da Chefe do Grupo Nacional da Assembleia da República de Moçambique, Deputada Margarida Talapa Intervenção da Chefe do Grupo Nacional da Assembleia da República de Moçambique, Deputada Margarida Talapa Sua Excelência Senhor Presidente da Assembleia Parlamentar da CPLP, Respeitados Presidentes dos

Leia mais

Ministério da Integração Nacional

Ministério da Integração Nacional Protocolo Conjunto para Proteção Integral a Crianças e Adolescentes, Pessoas Idosas e Pessoas com Deficiência em Situação de Riscos e Desastres Portaria Interministerial Nº 02 de 06 de Dezembro de 2012

Leia mais

A mulher casada antes e depois do 25 de Abril:

A mulher casada antes e depois do 25 de Abril: A mulher casada antes e depois do 25 de Abril: A evolução da sua situação jurídica em Alexandra Teixeira de Sousa Maio de 2011. A mulher casada antes e depois do 25 de Abril: evolução da situação jurídica

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO DE MADRID SOBRE O ENVELHECIMENTO - MIPPA

PLANO DE ACÇÃO DE MADRID SOBRE O ENVELHECIMENTO - MIPPA ONU - ACÇÃO DIREITOS HUMANOS E O ENVELHECIMENTO Lisboa, 12 de ABRIL 2012 PLANO DE ACÇÃO DE MADRID SOBRE O ENVELHECIMENTO - MIPPA ODETE SEVERINO População mundial Outubro 2011: 7 bilhões de Pessoas 893

Leia mais