Estruturas e fórmulas de produtos MANUAL DE TREINAMENTO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estruturas e fórmulas de produtos MANUAL DE TREINAMENTO"

Transcrição

1 Estruturas e fórmulas MANUAL DE TREINAMENTO A MFG/PRO Versão eb Banco de dados: Treinamento Abril de 2001

2 Este documento contém informações patenteadas protegidas por leis de direitos autorais. Nenhuma parte deste documento pode ser copiada, reproduzida ou traduzida sem o consentimento prévio, por escrito, da QAD Inc. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. A QAD Inc. fornece este material no estado em que se encontra, sem garantia de nenhum tipo, expressa ou implícita, incluindo, sem limitação, garantias de comerciabilidade e adequação a um determinado propósito. A QAD Inc. não poderá ser responsabilizada pelos erros aqui contidos ou por danos acidentais ou conseqüenciais (incluindo lucro cessante), relacionados ao fornecimento, desempenho ou uso deste material com base na garantia, no contrato ou em outra teoria legal. Alguns estados não permitem a exclusão de garantias implícitas ou a limitação ou exclusão de responsabilidade por danos acidentais ou conseqüenciais, de modo que as limitações e a exclusão acima podem não ser aplicáveis. PROGRESS é uma marca registrada da Progress Software Corporation. Windows é uma marca comercial da Microsoft Corporation. MFG/PRO é uma marca registrada da QAD Inc. QAD, QAD eq e o logotipo da QAD são marcas comerciais da QAD Inc. Todos os outros nomes e de empresas são usados somente para fins de identificação e podem ser marcas comerciais de seus respectivos proprietários A QAD Inc Via Real Carpinteria, Califórnia Fone: (805) Fax: (805)

3 Sumário SOBRE ESTE CURSO Descrição do curso Quem deve participar deste curso Pré-requisitos Duração aproximada do curso Tópicos incluídos Cursos relacionados Preparação para certificação Uso do manual de treinamento Notas aos instrutores Slides do PowerPoint Kit de aulas Configuração e instalação deste curso Informações sobre as instalações do treinamento geral CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO ÀS ESTRUTURAS E FÓRMULAS DOS PRODUTOS. 13 Visão geral Estruturas Lapiseira Fórmulas Terminologia Fluxo do sistema Objetivos do curso Cursos relacionados

4 IV MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS CAPÍTULO 2 CONSIDERAÇÕES SOBRE O NEGÓCIO Questões sobre o negócio Registro histórico Estruturas alternativas ª aplicação: Estruturas diferentes em cada local ª aplicação: As estruturas dependem da disponibilidade Substituições Perda º método: Fator porcentagem º método: Incorporação Baixa automática Revisão CAPÍTULO 3 CONFIGURAÇÃO E MANUTENÇÃO Seqüência da lição Códigos de estruturas Por que códigos de estruturas? Manutenção de códigos de estruturas Exercício: Estruturas e planejamento Exercício: Definição do produto distinto Estruturas Estrutura típica do produto Manutenção de estruturas Listas de planejamento Revisão de estruturas Consulta de estruturas Revisão onde-usado Consulta onde-usado Estruturas alternativas Manutenção de estruturas alternativas Códigos da estrutura do produto padrão: Em todo o bancos de dados. 65 Códigos da estrutura do produto padrão: Em toda a instalação Estruturas alternativas e ordens de trabalho Substituição de itens

5 SUMÁRIO V Manutenção da substituição de itens Estruturas fantasma Lógica de consumo fantasma Ativação de fantasmas como padrões Ativação de fantasmas em locais específicos Ativação local de fantasmas Exercício: Estruturas alternativas Cópia da estrutura Cópia da estrutura Alteração de componentes Alteração de componentes Alteração na engenharia Menu Alteração na engenharia Manutenção OME Exercícios de configuração Alterações na engenharia Cálculo de custo e prazo Atualização de custos Congelamento/descongelamento do cálculo de custos Cálculo de custo da estrutura do produto Cálculo do prazo cumulativo Códigos de fórmulas Configuração da fórmula Manutenção de código de fórmulas Fórmulas Configuração da fórmula: Tipos de batch e quantidade Manutenção de fórmulas Manutenção de processos/fórmulas Cópia de fórmulas Cópia de fórmulas Alteração de quantidade em batch Alteração de quantidade em batch Atualizar códigos de nível inferior Atualização do código de nível inferior Exercício: Definição de fórmula

6 VI MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Alterações na engenharia Processo APÊNDICE A SEMINÁRIOS E PERGUNTAS PARA ESTUDO Estruturas Perguntas para estudo das estruturas Seminário para estruturas Fórmulas Perguntas para estudo das fórmulas Seminário para fórmulas Estruturas e fórmulas alternativas Perguntas para estudo das estruturas e fórmulas alternativas 126 Seminário para estruturas e fórmulas alternativas Respostas aos seminários e perguntas para estudo Perguntas para estudo das estruturas Perguntas para estudo das fórmulas Perguntas para estudo das estruturas e fórmulas alternativas 128 APÊNDICE B EFEITOS CONTÁBEIS APÊNDICE C RELATÓRIO DE ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS ÍNDICE

7 Sobre este curso

8 8 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Descrição do curso A QAD desenvolveu este curso para abordar os princípios básicos de preparação para implementação do módulo de estruturas e fórmulas do MFG/PRO eb. O curso inclui: Uma introdução ao módulo de estruturas e fórmulas. Uma visão geral das principais questões comerciais. Configuração do módulo de estruturas e fórmulas. Operação do módulo de estruturas e fórmulas. Atividades e exercícios durante todo o curso. Os participantes praticam os conceitos e processos principais do módulo de estruturas e fórmulas. Os participantes aprenderão a: Analisar as principais decisões comerciais, antes de configurar o módulo estruturas e fórmulas. Configurar e operar o módulo de estruturas e fórmulas dos produtos. Quem deve participar deste curso Equipes de consultores e de membros de implementação. Usuários principais. Pré-requisitos Curso de treinamento para Configuração inicial do MFG/PRO eb. Conhecimento básico sobre como o MFG/PRO eb é usado nos negócios. Conhecimento prático da indústria de manufatura em geral. Duração aproximada do curso Este curso foi desenvolvido para ser ministrado em um período de meio dia.

9 SOBRE ESTE CURSO 9 Tópicos incluídos Questões comerciais Configuração e manutenção Códigos da estrutura Estruturas Consulta da estrutura Consulta onde-usado Estruturas alternativas Substituição de itens Estruturas fantasmas Cópia da estrutura Alteração de componentes Alteração na engenharia Cálculo de custo e prazo Códigos de fórmulas Manutenção de fórmulas Códigos de fórmulas Cópia de fórmulas Alteração da quantidade em batch Atualização de códigos de nível inferior Cursos relacionados Fabricação repetitiva avançada. Configuração inicial do MFG/PRO eb. MRP e CRP. Controle da alteração. Custo e gerenciamento de custos. Centros de trabalho, roteiros e subcontratação de OT. Ordens de trabalho.

10 10 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Preparação para certificação Este curso é um dentre os vários cursos desenvolvidos para auxiliar os participantes na preparação para os exames de certificação da QAD. Entretanto, a QAD não garante a aprovação como resultado da participação neste curso. Os participantes que estão se preparando para exames de certificação devem estudar todos os materiais (manuais do usuário, manuais de treinamento, ajuda on-line, por exemplo) e adquirir experiência na indústria e em campo. Uso do manual de treinamento As equipes de consultores e membros de implementação e de operadores principais podem usar este manual em aulas ministradas por instrutores, enquanto consultores experientes que desejarem aprender sobre o módulo de estruturas e fórmulas podem usá-lo como instrumento para o auto-aprendizado. Este manual de treinamento é um guia para ensino e aprendizagem. Ele contém: Slides no PowerPoint com anotações para instrutores. Telas do MFG/PRO eb com anotações para que os instrutores possam demonstrar a funcionalidade do módulo. Exercícios e perguntas para estudo. Notas aos instrutores Slides do PowerPoint A QAD criou os slides usando o programa Microsoft PowerPoint Os instrutores podem usar o texto, os gráficos ou os outros objetos animados dos slides para: Enfocar pontos importantes. Controlar o fluxo de informações. Aumentar o interesse e a variedade na apresentação. Clicar em Visualizar animação, no menu Apresentações, exibe a animação de texto e objetos. Para personalizar slides, clique em Personalizar animação, no menu Apresentações.

11 SOBRE ESTE CURSO 11 Kit de aulas Kit para participantes Estrutura do produto e fórmulas Manual de treinamento, A Conjunto de CDs de demonstração do MFG/PRO eb. Instale o banco de dados denominado Treinamento para ter acesso aos exercícios deste curso de treinamento. Os participantes autodidatas precisarão dos seguintes materiais adicionais: Manuais do usuário do MFG/PRO eb (o material impresso e o CD estão disponíveis no pacote do material de referência da QAD e as cópias eletrônicas estão disponíveis no site da QAD na Web): Volume 3, Manufatura. Os participantes autodidatas precisarão dos seguintes materiais adicionais: Manuais do usuário do MFG/PRO eb (o material impresso e o CD estão disponíveis no pacote do material de referência da QAD e as cópias eletrônicas estão disponíveis no site da QAD na Web). Kit para instrutores O kit para instrutor é igual ao kit para participante com o acréscimo dos slides do PowerPoint. Configuração e instalação deste curso Para obter os requisitos de hardware, consulte os arquivos Readme no CD de demonstração do MFG/PRO eb.

12 12 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Instalações Telefone/Fax Horários das aulas Emergência Mensagens Intervalos SAÍDA Sanitários Estacionamento Proibido fumar eb-ps-in-030 Informações sobre as instalações do treinamento geral Telefone ou fax. Mensagens. Sanitários. Horário das aulas: horários de início e de término e pontualidade. Intervalos: freqüência, horários aproximados. Considerações sobre estacionamento; fretamento. Procedimentos de emergência: local de primeiros socorros, pessoa de contato para assistência. Locais de saída, horários do prédio. Localização de áreas para fumantes.

13 CAPÍTULO 1 Introdução às estruturas e fórmulas dos produtos

14 14 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS 9LVmRJHUDOGRFXUVR Œ Introdução às estruturas e fórmulas de produtos Œ Considerações sobre o negócio Œ Configuração e manutenção das estruturas e fórmulas dos produtos eb-ps-in-040 Visão geral

15 INTRODUÇÃO ÀS ESTRUTURAS E FÓRMULAS DOS PRODUTOS 15 Estruturas do produto Estrutura do produto 2 Discos laterais 1 Pino de conexão 1Cordão eb-ps-in-050 Estruturas Uma listagem de todos os subconjuntos, componentes e matérias-primas em uma montagem pai. Às vezes denominada lista de materiais (LDM) ou fórmula.

16 16 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Estruturas do produto: Lapiseira Também denominado Nível pai ou Esse nível. Nível 0 Item : lapiseira (5MM) embalada em blister. Nível Montagem da lapiseira Cartão impresso Embalagem blister Cola.001 Nível Cilindro Cartucho de grafite Clipe na ponta 1.0 eb-ps-in-060 Lapiseira A estrutura deste produto pode ser vista no banco de dados de treinamento. O máximo é 99 níveis.

17 INTRODUÇÃO ÀS ESTRUTURAS E FÓRMULAS DOS PRODUTOS 17 Fórmulas do produto Fórmula do produto 90 % de água Tinta 10% Concentrado Container de 50 litros eb-ps-in-070 Fórmulas Fórmula: Uma listagem de uso de ingredientes como uma quantidade por batch ou porcentagem de batch. Utilizada nas indústrias de processos.

18 18 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Terminologia Œ Estrutura do produto Œ Fórmula Œ LDM Œ Códigos LDM Œ Item pai Œ Códigos de nível inferior Œ Fantasmas Œ Onde-usado Œ Explosão eb-ps-in-080 Terminologia 1 Estrutura do produto Uma estrutura é um método de identificação de todas as matérias-primas, componentes e subconjuntos em um produto. Registrada como uma relação de nível único entre um item pai e o componente, uma estrutura determina quando e quantos itens de componentes são necessários. Uma estrutura também pode ser denominada lista de materiais, lista de peças ou fórmula.

19 INTRODUÇÃO ÀS ESTRUTURAS E FÓRMULAS DOS PRODUTOS 19 2 Fórmula Uma fórmula é uma expressão de uso de ingredientes como uma quantidade por batch ou porcentagem de batch. Ela pode incluir também instruções sobre o processamento e orientações sobre seqüenciamento de ingredientes. 3 Lista de materiais Uma lista de materiais (LDM) é uma listagem de todos os subconjuntos, componentes e matérias-primas de uma montagem pai. Uma LDM mostra a quantidade de cada item necessário para compor uma montagem pai. Uma LDM é utilizada com uma programação mestra de produção para determinar os itens para os quais precisam ser liberadas as requisições de compra e ordens de produção. 4 Códigos LDM Um código LDM é um código que identifica exclusivamente uma estrutura ou fórmula de produtos. 5 Item pai Um item pai é aquele que, por si próprio, corresponde a um produto final, para o qual existe uma ordem ou requisição independente. Ele pode ser um componente de um item pai diferente. Também podendo ser chamado de item final. 6 Códigos de nível inferior Os códigos de nível inferior representam o menor nível em uma estrutura no qual pode aparecer um componente específico. As necessidades líquidas para um item não são calculadas até que as necessidades brutas sejam calculadas até esse nível. Os códigos de nível inferior normalmente são calculados e mantidos automaticamente pelo sistema. 7 Fantasmas Fantasmas são itens ou subconjuntos consumidos diretamente nos itens pais e não planejados nem estocados após a conclusão. Normalmente, o prazo é zero e o tamanho do lote é lote por lote. Embora retenha a permissão para disponibilizar em qualquer estoque de subconjuntos, os fantasmas permitem que o MRP (Material Requirements Planning, Planejamento de necessidades de material) conduza as necessidades através do item fantasma até seus componentes. Os fantasmas facilitam o uso de estruturas comuns para engenharia e manufatura.

20 20 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS 8 Onde-usado Uma lista onde-usado é uma lista de cada item pai que requer um determinado componente, e quantidade necessária respectiva, a partir de um arquivo LDM. Também conhecido como implosão. Implosão é o processo para determinar as relações onde-usado para um dado componente. Podendo ser de: Nível único, mostrando somente os pais no próximo nível mais alto, ou Multinível, mostrando o pai de nível superior final. Fonte: Dicionário APICS, 8ª Edição, Explosão Uma explosão representa a demanda para os componentes de um item pai calculada através da multiplicação das necessidades do item pai pela quantidade de uso de componentes especificada em uma LDM.

21 INTRODUÇÃO ÀS ESTRUTURAS E FÓRMULAS DOS PRODUTOS 21 Estruturas e fórmulas : Fluxo do sistema MFG/PRO Demanda independente Estruturas e fórmulas (O quê? Quando? Quantos?) Ordens de vendas MRP Outras informações sobre planejamento Estoque atual Prazos Planejamento Planejadas Ordens de compra Planejadas Ordens de trabalho eb-ps-in-090 Demanda dependente (calculada) Fluxo do sistema

22 22 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS 2EMHWLYRVGRFXUVR Nesta aula você aprenderá a: Œ Identificar algumas principais considerações sobre o negócio antes de configurar as estruturas e fórmulas de produtos no MFG/PRO eb Œ Configurar e manter as informações sobre estruturas, fórmulas e suporte no MFG/PRO eb eb-ps-in-100 Objetivos do curso

23 INTRODUÇÃO ÀS ESTRUTURAS E FÓRMULAS DOS PRODUTOS 23 Cursos relacionados Ordens de de trabalho Centros de de trabalho, Roteiros e Subcontratação de de OT OT Custos Custos de e gerenciamento dos dos custos custos Estruturas e fórmulas de de produtos MRP MRP e CRP CRP eb-ps-bceb-ps-in-110 = Cursos pré-requisitos Repetitivo Avançado Configuração inicial inicial do do MFG/PRO eb eb Controle de de alteração de de produto Cursos relacionados

24 24 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS 9LVmRJHUDOGRFXUVR 9 Introdução às estruturas e fórmulas de produtos Œ Considerações sobre o negócio Œ Configurar e manter as estruturas e fórmulas no MFG/PRO eb eb-ps-in-120

25 CAPÍTULO 2 Considerações sobre o negócio

26 26 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS &RQVLGHUDo}HVVREUHRQHJyFLR Nesta seção você aprenderá a: 9 Identificar algumas principais principais considerações sobre sobre o negócio o negócio antes de antes configurar de as configurar estruturas e fórmulas estruturas de e produtos fórmulas no MFG/PRO eb no MFG/PRO eb Œ Configurar e manter as informações sobre estruturas, fórmulas e suporte no MFG/PRO eb eb-ps-bc-010

27 CONSIDERAÇÕES SOBRE O NEGÓCIO 27 Questões sobre o negócio 9Registro histórico 9Estruturas alternativas 9Substituições 9Perda 9Baixa automática eb-ps-bc-020 Questões sobre o negócio

28 28 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Registro histórico Ioiô 2 Lados 1 Pino Cordão de 1,50 m Até 15 de maio de 2001 A partir de 16 de maio de 2001 Cordão de 1,70 m eb-ps-bc-030 Registro histórico O registro histórico é essencial para o acompanhamento das variações e alterações de custos do produto no sistema. Várias empresas mantêm o registro histórico da estrutura pelo período mais longo possível. Nesse exemplo, o registro histórico é feito digitando a nova quantidade (1,7 metros) como um novo componente com uma data efetiva de 16 de maio de 2001 e a alteração da data final do item atual para 15 de maio de O item atual pode ser simplesmente editado em 16 de maio; mas, desta forma, você perderá o histórico. O módulo Controle de alteração de produto utiliza automaticamente as datas efetivas e as datas finais para indicar quando as alterações entrarão em vigor. Os detalhes adicionais sobre a alteração constam no módulo Controle de alteração de produto.

29 . CONSIDERAÇÕES SOBRE O NEGÓCIO 29 Estruturas alternativas: 1ª aplicação Bruxelas Ioiô Diferentes estruturas em cada local 2 Lados 1 Pino de metal Cordão de náilon de 1,50 m Cingapura Ioiô Nova York 2 Lados 1 Pino plástico Cordão de náilon de 1,50 m Ioiô 2 Lados 1 Pino de metal Cordão de algodão de 1,50 m eb-ps-bc-040 Estruturas alternativas 1ª aplicação: Estruturas diferentes em cada local. Após criar a estrutura de base, crie alternativas. Você pode atribuir alternativas relevantes como padrão em um local na seção Manutenção de planejamento de item por local

30 30 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Estruturas alternativas: 2ª aplicação A estrutura varia conforme a disponibilidade e combinação dos componentes Estrutura 1000: Comida para peixe (com bacalhau) Padrão Estrutura (com pescada) Estrutura (com peixe branco) Alternativas: diferentes peixes Os outros ingredientes variam um pouco eb-ps-bc-050 2ª aplicação: As estruturas dependem da disponibilidade. A disponibilidade dos componentes de itens pode afetar a estrutura ou fórmula do produto. A variação de um componente pode provocar alterações em outros.

31 CONSIDERAÇÕES SOBRE O NEGÓCIO 31 Substituições Quando acabar a cola extremamente forte, use esta outra; porém, com uma dosagem extra. Cola extremamente forte Cola muito forte eb-ps-bc-060 Substituições Você pode direcionar o sistema para que utilize um item substituto quando esgotar o item básico. Pode ser necessário alterar a quantidade, por exemplo, para 1,5 vezes a quantidade normal, conforme exemplificado acima.

32 32 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Perda: 1º método Fator de perda = 5% Com base na % de rendimento na Manutenção do cadastro de itens Estrutura do produto Pai A quantidade do componente Z é 200 MRP planeja 210 Mas... Estrutura do produto Pai A quantidade do componente Z é 3 MRP planeja 4 eb-ps-bc-070 Perda 1º método: Fator porcentagem Você pode estabelecer um fator porcentagem para a perda. Isso funciona bem quando a perda é previsível e constante. Tenha em mente que quando a unidade de medida é cada item, o MFG/PRO eb não arredonda para a unidade inteira mais próxima. Isso pode promover desperdício e ocultar problemas de baixa qualidade. Observação: O sistema retira do estoque a quantidade ajustada pelo fator de perda durante a baixa automática.

33 CONSIDERAÇÕES SOBRE O NEGÓCIO 33 Perda: 2º método Você incorpora o fator de perda (5%, por exemplo) diretamente na estrutura Estrutura do produto Pai A quantidade do componente Z passa é 200 a ser 210 (200+5%) eb-ps-bc-080 2º método: Incorporação É possível incorporar o valor perda diretamente na estrutura do produto. Este método não é apropriado para componentes usados em quantidades pequenas ou distintas. Ele funciona melhor quando a perda é estável e previsível. Isso pode promover desperdício e ocultar problemas de baixa qualidade. O custo do item pai inclui a perda planejada durante o cálculo da estrutura do produto. A perda e o rendimento são discutidos detalhadamente no módulo de gerenciamento de custo e custo do produto do MFG/PRO eb.

34 34 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Baixa automática Para Para configurar a baixa baixa automática na na transação de de mão-de-obra repetitiva ou ou transação de de perda, perda, digite digite o número da da operação em emquestão para para o componente na na estrutura do do produto 20 eb-ps-bc-090 Baixa automática A baixa automática é o registro automático das requisições de componentes/matéria-prima com base: na quantidade dos itens finais concluídos e na quantidade por do componente no LDM ou na lista de ordem de trabalho. A baixa automática pode ser utilizada para ordem de trabalho e produção repetitiva.

35 CONSIDERAÇÕES SOBRE O NEGÓCIO 35 Revisão Œ Processos e procedimentos Œ Necessidades para o relatório Œ Expectativas do cliente Œ Configuração do produto eb-ps-bc-100 Revisão

36 36 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS 9LVmRJHUDOGRFXUVR 9 Introdução às estruturas e fórmulas de produtos no MFG/PRO eb 9 Considerações sobre o negócio Œ Configurar e manter as informações sobre estruturas, fórmulas e suporte no MFG/PRO eb eb-ps-bc-110

37 CAPÍTULO 3 Configuração e manutenção

38 38 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS &RQILJXUDomRGHHVWUXWXUDVH Códigos de Revisão de Estruturas estruturas estruturas IyUPXODVGRVSURGXWRV Nesta seção você aprenderá a: Estruturas alternativas Alteração de componentes Alteração na engenharia Cálculo de custo e prazo Revisão onde-usado 9Identificar Cópia das Substituição algumas principais Estruturas considerações estruturas de itens fantasma sobre o negócio antes de configurar as estruturas e fórmulas no MFG/PRO eb Códigos de fórmulas 9Configurar informações sobre 9Configurar informações sobre estruturas, estruturas, Alteração de Atualização fórmulas e Cópia suporte defórmulas produtos e suporte no Fórmulas quantidade de códigos de fórmulas em batch nível inferior MFG/PRO eb no MFG/PRO eb eb-ps-su-010

39 CONFIGURAÇÃO E MANUTENÇÃO 39 Configuração e manutenção da estrutura do produto Códigos de estruturas Estruturas Revisão de estruturas Revisão onde-usado Estruturas alternativas Substituição de itens Estruturas fantasma Cópia das estruturas Alteração de componentes Alteração na engenharia Cálculo de custo e prazo Códigos de fórmulas Fórmulas Cópia de fórmulas Alteração de quantidade em batch Atualização de códigos de nível inferior eb-ps-su-020 Seqüência da lição O diagrama acima mostra a seqüência lógica de tópicos desta lição. Antes de configurar as estruturas e fórmulas dos produtos, é necessário ter cadastros de itens e dados de custo já no sistema. As caixas com linhas sólidas são necessárias para a configuração de estruturas e fórmulas e são discutidas neste curso. As caixas sombreadas refletem etapas opcionais e também são discutidas neste curso.

40 40 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Configuração e manutenção da estrutura do produto Códigos de da estruturas de estrutura produtos de produtos 13.1 Estruturas alternativas Estruturas Substituição de itens Revisão de estruturas Estruturas fantasma Revisão onde-usado Cópia das estruturas Alteração de componentes Alteração na engenharia Cálculo de custo e prazo Códigos de fórmulas Fórmulas Cópia de fórmulas Alteração de quantidade em batch Atualização de códigos de nível inferior eb-ps-su-030 Códigos de estruturas Os códigos de estruturas precisam ser definidos apenas ao criar uma estrutura de produto que não utilize o registro do catálogo de itens referente ao item sendo produzido como o item pai. Você deve associá-los ao número de item do pai, em Manutenção do planejamento de itens ou Manutenção de planejamento de item por local , se pretender usá-lo para custo, planejamento ou manufatura. Uma vez definidos, eles podem ser utilizados como um número de item no sistema. Os códigos da estrutura do produto podem ser usados em qualquer local em que os números de item possam ser usados na estrutura. Use-os para criar estruturas alternativas. Consulte neste manual de treinamento: Estruturas fantasma na página 72 e Cálculo de custo e prazo na página 90.

41 CONFIGURAÇÃO E MANUTENÇÃO 41 Por que códigos da estrutura? Não um item pré existente C Item Item Qde=2 Qde=2 Item Item Qde=3 Qde=3 Item Item Qde=1 Qde=1 Item Item Qde=2 Qde=2 Item Item Qde=3 Qde=3 Item Item Qde=1 Qde=1 Estes Estes itens itens são são diferentes dos dos que que constam na na estrutura básica original. eb-ps-su-040 Por que códigos de estruturas? 1ª parte Os códigos de Estruturas que não correspondem aos itens pai permitem que você crie estruturas alternativas para manufaturar o mesmo produto com componentes diferentes.

42 42 MANUAL DE TREINAMENTO DO MFG/PRO ESTRUTURAS E FÓRMULAS DE PRODUTOS Por que códigos da estrutura? Estrutura básica Estrutura alternativa C (para operação em chinês) Item Item Qde=2 Qde=2 Item Item Qde=3 Qde=3 Item Item Qde=1 Qde=1 Item Item Qde=2 Qde=2 Item Item Qde=3 Qde=3 Item Item Qde=1 Qde=1 eb-ps-su-050 2ª parte Uma utilidade da estrutura com código alternativo é configurar o mesmo produto em Manutenção do planejamento de item por local em um local diferente, em que os componentes são diferentes.

Controle de Produção MANUAL DE TREINAMENTO

Controle de Produção MANUAL DE TREINAMENTO Controle de Produção MANUAL DE TREINAMENTO 70-2808A MFG/PRO Versão eb Banco de Dados: Train Maio de 2002 Este documento contém informações patenteadas, protegidas por leis de direitos autorais. Nenhuma

Leia mais

Plano mestre e RCCP MANUAL DE TREINAMENTO

Plano mestre e RCCP MANUAL DE TREINAMENTO Plano mestre e RCCP MANUAL DE TREINAMENTO 70-2810A MFG/PRO Versão eb Banco de dados: Demo Abril de 2001 Este documento contém informações patenteadas protegidas por leis de direitos autorais. Nenhuma parte

Leia mais

MRP e CRP MANUAL DE TREINAMENTO

MRP e CRP MANUAL DE TREINAMENTO MRP e CRP MANUAL DE TREINAMENTO 70-2811A MFG/PRO Versão eb Banco de dados: Demo Março de 2001 Este documento contém informações patenteadas protegidas por leis de direitos autorais. Nenhuma parte deste

Leia mais

Controle de estoque MANUAL DE TREINAMENTO

Controle de estoque MANUAL DE TREINAMENTO Controle de estoque MANUAL DE TREINAMENTO 70-2799A MFG/PRO Versão eb Banco de dados: Treinamento Março de 2001 Este documento contém informações patenteadas protegidas por leis de direitos autorais. Nenhuma

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint

Serviço Técnico de Informática. Curso Básico de PowerPoint Serviço Técnico de Informática Curso Básico de PowerPoint Instrutor: Tiago Souza e Silva de Moura Maio/2005 O Microsoft PowerPoint No Microsoft PowerPoint, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo

Leia mais

Turma. PowerPoint 2003

Turma. PowerPoint 2003 PowerPoint 2003 Apresentação O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações. Com ele você poderá criar rapidamente slides com esquemas, textos animados, sons e

Leia mais

Norton 360 Online Guia do Usuário

Norton 360 Online Guia do Usuário Guia do Usuário Norton 360 Online Guia do Usuário Documentação versão 1.0 Copyright 2007 Symantec Corporation. Todos os direitos reservados. O software licenciado e a documentação são considerados software

Leia mais

Agente Administrativo do MTE

Agente Administrativo do MTE PowerPoint 2003 Apresentação O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações. Com ele você poderá criar rapidamente slides com esquemas, textos animados, sons e

Leia mais

Manual Usuário Sistema Audatex

Manual Usuário Sistema Audatex Manual Usuário Sistema Audatex Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Histórico das versões VER DATA AUTOR DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 2.0 24.08.2010 MT Versão

Leia mais

Relatórios de montagem

Relatórios de montagem Relatórios de montagem Número da Publicação spse01660 Relatórios de montagem Número da Publicação spse01660 Notificação de Direitos Limitados e de Propriedade Este software e a documentação relacionada

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013 Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5 Guia de gerenciamento de ativos Julho de 2013 2004-2013 Dell, Inc. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reprodução deste material

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Table of Contents. PowerPoint XP

Table of Contents. PowerPoint XP Table of Contents Finalizando a apresentação...1 Usando anotações...1 Desfazer e repetir...1 Localizar e substituir...2 Substituir...2 Efeitos de transição...3 Esquema de animação...6 Controlando os tempos

Leia mais

Seminário Sobre Reunir Registros

Seminário Sobre Reunir Registros Seminário Sobre Reunir Registros Esta lição e seus recursos de aprendizado podem ser usados para preparar um seminário de três a quatro horas sobre preparar, reunir, processar e entregar os registros a

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Ping do Internet Control Message Protocol. icmp série 1.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Ping do Internet Control Message Protocol. icmp série 1.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Ping do Internet Control Message Protocol icmp série 1.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME Apresentação Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE POWER POINT 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha.

Leia mais

HP Mobile Printing para Pocket PC

HP Mobile Printing para Pocket PC HP Mobile Printing para Pocket PC Guia de Iniciação Rápida O HP Mobile Printing para Pocket PC permite imprimir mensagens de e-mail, anexos e arquivos em uma impressora Bluetooth, de infravermelho ou de

Leia mais

Spam Manager. Guia do Administrador da Quarentena

Spam Manager. Guia do Administrador da Quarentena Spam Manager Guia do Administrador da Quarentena Guia do Administrador da Quarentena do Spam Manager Versão da documentação: 1.0 Avisos legais Avisos legais Copyright Symantec Corporation 2013. Todos os

Leia mais

Manual do Usuário ZKPatrol1.0

Manual do Usuário ZKPatrol1.0 Manual do Usuário ZKPatrol1.0 SOFTWARE Sumário 1 Introdução de Funções... 3 1.2 Operação Básica... 4 1.3 Seleção de idioma... 4 2 Gerenciamento do Sistema... 5 2.1 Entrar no sistema... 5 2.2 Sair do Sistema...

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital Página 1 de 15 Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital O cadastro de produtos permite organizar as informações relativas a produtos e serviços, como grupo, marca, peso, unidades e outros, que

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do servidor LDAP. ldap_response série 1.3

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do servidor LDAP. ldap_response série 1.3 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta do servidor LDAP ldap_response série 1.3 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Capture Pro Software. Guia de referência. A-61640_pt-br

Capture Pro Software. Guia de referência. A-61640_pt-br Capture Pro Software Guia de referência A-61640_pt-br Iniciando o Kodak Capture Pro Software Este guia foi projetado para fornecer instruções simples para início rápido, incluindo a instalação e a inicialização

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACERTO DE ESTOQUE...

Leia mais

Leia-me do Licenciamento em Rede

Leia-me do Licenciamento em Rede Leia-me do Licenciamento em Rede Trimble Navigation Limited Divisão de Engenharia e da Construção 935 Stewart Drive Sunnyvale, California 94085 EUA Fone: +1-408-481-8000 Ligação gratuita (nos EUA): +1-800-874-6253

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft PowerPoint 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que você precisa Clique

Leia mais

Norton Internet Security Guia do Usuário

Norton Internet Security Guia do Usuário Guia do Usuário Norton Internet Security Guia do Usuário O software descrito neste guia é fornecido sob um contrato de licença e pode ser usado somente conforme os termos do contrato. Documentação versão

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CERCOMP (CENTRO DE RECURSOS COMPUTACIONAIS) TUTORIAL DE USO DO WEBMAIL - UFG Página 1 de 26 Sumário Introdução...3 Layout do Webmail...4 Zimbra: Nível Intermediário...5 Fazer

Leia mais

Neste tópico, você aprenderá a criar facilmente um banco de dados para uma nova empresa e a definir configurações comuns de uma empresa no SAP

Neste tópico, você aprenderá a criar facilmente um banco de dados para uma nova empresa e a definir configurações comuns de uma empresa no SAP Neste tópico, você aprenderá a criar facilmente um banco de dados para uma nova empresa e a definir configurações comuns de uma empresa no SAP Business One, em apenas uma etapa usando um assistente guiado.

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Exemplo da Solução 1 da Lição de Casa 1.264 Exemplo de distribuição de peças da aeronave

Exemplo da Solução 1 da Lição de Casa 1.264 Exemplo de distribuição de peças da aeronave Exemplo da Solução 1 da Lição de Casa 1.264 Exemplo de distribuição de peças da aeronave Esta é uma solução apresentada em forma de esboço somente, e não abrange todas as formas e detalhes. Ela define

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento do servidor Tomcat. tomcat série 1.2

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento do servidor Tomcat. tomcat série 1.2 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento do servidor Tomcat tomcat série 1.2 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins informativos

Leia mais

HP Mobile Printing para Pocket PC

HP Mobile Printing para Pocket PC HP Mobile Printing para Pocket PC Guia de Iniciação Rápida Português HP Mobile Printing para Pocket PC Visão geral O HP Mobile Printing para Pocket PC traz a experiência de impressão do computador de mesa

Leia mais

CA Business Service Insight

CA Business Service Insight CA Business Service Insight Guia do Business Relationship View 8.2 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada

Leia mais

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 CURITIBA 2015 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007... 3 JANELA PRINCIPAL... 3 1 - BOTÃO OFFICE... 4 2 - FERRAMENTAS DE ACESSO

Leia mais

Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1)

Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1) Guia do usuário para o serviço IM e Presence no Cisco Unified Communications Manager, Versão 9.0(1) Primeira publicação: May 25, 2012 Americas Headquarters Cisco Systems, Inc. 170 West Tasman Drive San

Leia mais

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de DNS. dns_response série 1.6

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de DNS. dns_response série 1.6 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta de DNS dns_response série 1.6 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins

Leia mais

1 Inicie um novo. Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007. projeto

1 Inicie um novo. Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007. projeto Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007 1 Inicie um novo Antes de começar um novo, uma organização deve determinar se ele se enquadra em suas metas estratégicas. Os executivos

Leia mais

MDaemon GroupWare. Versão 1 Manual do Usuário. plugin para o Microsoft Outlook. Trabalhe em Equipe Usando o Outlook e o MDaemon

MDaemon GroupWare. Versão 1 Manual do Usuário. plugin para o Microsoft Outlook. Trabalhe em Equipe Usando o Outlook e o MDaemon MDaemon GroupWare plugin para o Microsoft Outlook Trabalhe em Equipe Usando o Outlook e o MDaemon Versão 1 Manual do Usuário MDaemon GroupWare Plugin for Microsoft Outlook Conteúdo 2003 Alt-N Technologies.

Leia mais

Manual do aplicativo Conexão ao telefone

Manual do aplicativo Conexão ao telefone Manual do aplicativo Conexão ao telefone Copyright 2003 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. O logotipo da Palm e HotSync são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo da HotSync e Palm são marcas

Leia mais

SMART Sync 2010 Guia prático

SMART Sync 2010 Guia prático SMART Sync 2010 Guia prático Simplificando o extraordinário Registro do produto Se você registrar o seu produto SMART, receberá notificações sobre novos recursos e atualizações de software. Registre-se

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Resposta por email. email_response série 1.4

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Resposta por email. email_response série 1.4 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Resposta por email email_response série 1.4 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins informativos

Leia mais

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal 29/11/2012 Índice ÍNDICE... 2 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O QUE É E-COMMERCE?... 4 3. LOJA FOCCO... 4 4. COMPRA... 13 5. E-MAILS DE CONFIRMAÇÃO... 14 6.

Leia mais

Versão 1.0 09/10. Xerox ColorQube 9301/9302/9303 Serviços de Internet

Versão 1.0 09/10. Xerox ColorQube 9301/9302/9303 Serviços de Internet Versão 1.0 09/10 Xerox 2010 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Direitos reservados de não publicação sob as leis de direitos autorais dos Estados Unidos. O conteúdo desta publicação não pode

Leia mais

Usar FTK Imager para gerar evidências, exportar arquivos de evidências, criar imagens forenses e converter imagens existentes.

Usar FTK Imager para gerar evidências, exportar arquivos de evidências, criar imagens forenses e converter imagens existentes. AccessData BootCamp Forensic Toolkit, FTK Imager, Password Recovery Toolkit and Registry Viewer O curso AccessData BootCamp fornece conhecimento e habilidade necessária para instalar, configurar e o uso

Leia mais

Leia-me Criação de perfis de saída personalizados para a controladora de impressão Fiery usando o Fiery Color Profiler Suite: System 9R2

Leia-me Criação de perfis de saída personalizados para a controladora de impressão Fiery usando o Fiery Color Profiler Suite: System 9R2 Leia-me Criação de perfis de saída personalizados para a controladora de impressão Fiery usando o Fiery Color Profiler Suite: System 9R2 Este documento descreve o processo de criação de um perfil de saída

Leia mais

Recursos do Outlook Web Access

Recursos do Outlook Web Access Recursos do Outlook Web Access Este material foi criado pela Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação (SETIC) do Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região. Seu intuito é apresentar algumas

Leia mais

Manual de Utilização Moodle

Manual de Utilização Moodle Manual de Utilização Moodle Perfil Professor Apresentação Esse manual, baseado na documentação oficial do Moodle foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL url_response série 4.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

BEM-VINDO AO dhl PROVIEW

BEM-VINDO AO dhl PROVIEW BEM-VINDO AO dhl PROVIEW Guia de Usuário O DHL PROVIEW COLOCA VOCÊ NO CONTROLE DE SEUS ENVIOS. PROVIEW O DHL ProView é uma ferramenta de rastreamento on-line que permite o gerenciamento dos envios, a programação

Leia mais

ModusOne. ModusOne Client. Version: 5.2

ModusOne. ModusOne Client. Version: 5.2 ModusOne ModusOne Client Version: 5.2 Written by: Product Documentation, R&D Date: February 2013 2012 Perceptive Software. All rights reserved ModusOne é uma marca registrada da Lexmark International Technology

Leia mais

Manual de Treinamento. Área do Membro

Manual de Treinamento. Área do Membro Manual de Treinamento Área do Membro 0 Contents Geral... 2 Transações... 3 Negociação e Estoque... 10 Licenças... 15 Mercado... 19 Finanças... 22 Fazer uma Declaração de Venda... 27 Fazer uma Declaração

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Gateway de email emailgtw série 2.7 Avisos legais Copyright 2013, CA. Todos os direitos reservados. Garantia O material contido neste documento é fornecido

Leia mais

Amostras e Tutoriais Versão 7 Release 5. Tutorial da Amostra de Contratação para o IBM Process Designer

Amostras e Tutoriais Versão 7 Release 5. Tutorial da Amostra de Contratação para o IBM Process Designer Amostras e Tutoriais Versão 7 Release 5 Tutorial da Amostra de Contratação para o IBM Process Designer ii Amostra de Contratação Manuais PDF e o Centro de Informações Os manuais PDF são fornecidos como

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento de conectividade de rede net_connect série 2.9 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services - Windows SharePoint Services... Page 1 of 11 Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Ocultar tudo O Microsoft Windows

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Ferramentas Scan Station Pro 550 Administration & Scan Station Service

Ferramentas Scan Station Pro 550 Administration & Scan Station Service Ferramentas Scan Station Pro 550 Administration & Scan Station Service Guia de Configuração A-61732_pt-br 7J4367 Kodak Scan Station Pro 550 Administration Sumário Diferenças... 1 Instalação... 2 Criando

Leia mais

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E)

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) Conteúdo Solicitação de Autorização...2 Numeração da NF-E...3 Emissão de NF-E...3 Pesquisa de NF-E emitida...5 Cancelamento de NF-E emitida...5 Carta de Correção...6 Envio de Arquivo de RPS...6 Número

Leia mais

www.aluminiocba.com.br Manual do Usuário Representante

www.aluminiocba.com.br Manual do Usuário Representante Manual do Usuário Representante Manual do Usuário - Representante Versão 1.0 Página 2 CBA Online Manual do Usuário Representante Versão 1.1 19 de maio de 2004 Companhia Brasileira de Alumínio Departamento

Leia mais

Solução de acessibilidade. Guia do administrador

Solução de acessibilidade. Guia do administrador Solução de acessibilidade Guia do administrador Julho de 2014 www.lexmark.com Conteúdo 2 Conteúdo Visão geral...3 Configurando o aplicativo...4 Configurando o acesso do usuário...4 Desativando funções

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Abril/ Certificado Digital A1 Geração Página 1 de 32 Abril/ Pré requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo de instalação tenha sucesso, é necessário obedecer aos

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento do Jboss do Nimsoft jboss série 1.3 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente

Leia mais

CA Business Service Insight

CA Business Service Insight CA Business Service Insight Guia de Conteúdo Predefinido da ISO 20000 8.2 A presente documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC. jdbc_response série 1.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC. jdbc_response série 1.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta de JDBC jdbc_response série 1.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins

Leia mais

SolidWorks Sustainability

SolidWorks Sustainability SolidWorks Sustainability A solução para um projeto sustentável no desenvolvimento de produtos 1. Torne a sustentabilidade parte integrante do seu processo de projeto O SolidWorks Sustainability fornece

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Inspetor de serviços do Windows. ntservices série 3.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Inspetor de serviços do Windows. ntservices série 3.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Inspetor de serviços do Windows ntservices série 3.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins informativos

Leia mais

Curva ABC. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br

Curva ABC. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Curva ABC Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Introdução... 3 Utilização no sistema TCar-Win... 3 Configuração da curva ABC... 4 Configuração

Leia mais

+YMEHIVIJIVÃRGMEVÊTMHE

+YMEHIVIJIVÃRGMEVÊTMHE +YMEHIVIJIVÃRGMEVÊTMHE Adaptec, Inc. 691 South Milpitas Boulevard Milpitas, CA 95035 2000 Adaptec, Inc. Todos os direitos reservados. Adaptec e o logo da Adaptec são marcas registradas da Adaptec, Inc.

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

Leia isto primeiro primeir

Leia isto primeiro primeir Leia isto primeiro Comece aqui Este manual vai ajudá-lo a: Carregar e configurar o computador de mão. Instalar o software Palm Desktop e outros softwares. Sincronizar o computador de mão com o de mesa.

Leia mais

Os clientes devem fornecer todos os materiais de operação necessários quando solicitados pelo engenheiro.

Os clientes devem fornecer todos os materiais de operação necessários quando solicitados pelo engenheiro. Análise Lista de de Verificação Dados OpenLAB da Instalação somente A.01.01 Estação de Obrigado por adquirir a solução de software da Agilent. Esta lista de verificação é usada pelo engenheiro que efetua

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

Suponha que uma pasta esteja sendo exibida pelo Windows Explorer e os seguintes arquivos são exibidos:

Suponha que uma pasta esteja sendo exibida pelo Windows Explorer e os seguintes arquivos são exibidos: 14 PROVA DE CONHECIMENTOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA CÓD. 05 QUESTÃO 31: Suponha que uma pasta esteja sendo exibida pelo Windows Explorer e os seguintes arquivos são exibidos: Aqui existem um arquivo do tipo

Leia mais

Requisição de Compra DESENVOLVENDO SOLUÇÕES

Requisição de Compra DESENVOLVENDO SOLUÇÕES DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autor: REPTEC TECNOLOGIA - Márcio Bertelli Doc. Vrs. 02 Revisão: TEOREMA SISTEMAS - Laila Maria Aprovado em: Abril de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática,

Leia mais

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches -

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches - Curso de Capacitação ao Sistema CDV - GID Desmanches - Coordenadoria de Gestão de Desmanches Divisão de Desmanches Conteúdo Módulo 1 Como utilizar o Moodle... 4 Módulo 2 - Acessando o GID CDV... 4 Aula

Leia mais

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Informática - Básico Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Índice Apresentação...06 Quais são as características do Windows?...07 Instalando o Windows...08 Aspectos Básicos...09 O que há na tela do Windows...10

Leia mais

Xerox ColorQube 8700 / 8900 Painel de controle

Xerox ColorQube 8700 / 8900 Painel de controle Painel de controle Os serviços disponíveis podem variar de acordo com a configuração da impressora. Para obter detalhes sobre serviços e configurações, consulte o Guia do Usuário. 3 5 Liberação da porta

Leia mais

Guia do Portal do cliente

Guia do Portal do cliente IBM Sterling Transportation Management System Guia do Portal do cliente Data do Documento: 13 de Abril de 2013 IBM Sterling Transportation Management System Guia do Portal do cliente Data do Documento:

Leia mais

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010.

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010. 1 Publisher 2010 O Publisher 2010 é uma versão atualizada para o desenvolvimento e manipulação de publicações. Juntamente com ele você irá criar desde cartões de convite, de mensagens, cartazes e calendários.

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT Power Point Básico Santa Maria, julho de 2006 O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações.

Leia mais

Google Cloud Print. Guia do administrador

Google Cloud Print. Guia do administrador Google Cloud Print Guia do administrador Março de 2015 www.lexmark.com Conteúdo 2 Conteúdo Visão geral... 3 Configuração do aplicativo...4 Adquirindo uma conta do Google...4 Acessando a página de configuração

Leia mais

Treinamento de Utilização da Produção Repetitiva

Treinamento de Utilização da Produção Repetitiva Treinamento de Utilização da Produção Repetitiva Glossário Introdução 03 Conceitos 05 PP.002.000 - Dados Mestre 07 PP.002.010 - MRP 1 09 PP.002.010 - MRP 2 10 PP.002.010 - MRP 4 11 PP.002.010 - Esquematização

Leia mais

Guia do EasyMP Slide Converter. Projetor multimídia

Guia do EasyMP Slide Converter. Projetor multimídia Guia do EasyMP Slide Converter Projetor multimídia Índice Geral 2 Perspectiva Geral do EasyMP Slide Converter Resumo do EasyMP Slide Converter............................ 4 Tipos de documentos suportados

Leia mais

Guia de qualidade de cores

Guia de qualidade de cores Página 1 de 5 Guia de qualidade de cores O Guia de qualidade de cores ajuda você a entender como as operações disponíveis na impressora podem ser usadas para ajustar e personalizar a saída colorida. Menu

Leia mais

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida.

Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Guia do Usuário Consulte a parte de trás para obter informações sobre instalação rápida. Protegemos mais usuários contra ameaças on-line do que qualquer outra empresa no mundo. Cuidar de nosso meio ambiente,

Leia mais

Soluções baseadas no SAP Business One BX PRODUCTION BX PRODUCTION. Software de Gestão para Manufatura Discreta e Repetitiva.

Soluções baseadas no SAP Business One BX PRODUCTION BX PRODUCTION. Software de Gestão para Manufatura Discreta e Repetitiva. Brochura BX PRODUCTION Soluções baseadas no SAP Business One BX PRODUCTION Software de Gestão para Manufatura Discreta e Repetitiva SAP Business One para manufatura discreta e repetitiva A combinação de

Leia mais

Microsoft Office PowerPoint 2007

Microsoft Office PowerPoint 2007 INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007 O Microsoft Office PowerPoint 2007 é um programa destinado à criação de apresentação através de Slides. A apresentação é um conjunto de Sides que são exibidos em

Leia mais

Conexões e Protocolo Internet (TCP/IP)

Conexões e Protocolo Internet (TCP/IP) "Visão geral da configuração da rede" na página 3-2 "Escolhendo um método de conexão" na página 3-3 "Conectando via Ethernet (recomendado)" na página 3-3 "Conectando via USB" na página 3-4 "Configurando

Leia mais

Power Point. Autor: Paula Pedone

Power Point. Autor: Paula Pedone Power Point Autor: Paula Pedone INTRODUÇÃO O POWER POINT é um editor de apresentações, pertencente ao Pacote Office da Microsoft. Suas principais características são: criação de apresentações através da

Leia mais

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB!

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! 7 a e 8 a SÉRIES / ENSINO MÉDIO 15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! Sua home page para publicar na Internet SOFTWARES NECESSÁRIOS: MICROSOFT WORD 2000 MICROSOFT PUBLISHER 2000 SOFTWARE OPCIONAL: INTERNET EXPLORER

Leia mais

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA Manual do Usuário SisCommercePDV NFC-e Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA MANUAL DO USUÁRIO SisCommercePDV Emissor de Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) *Manual em desenvolvimento

Leia mais