3º ANO MedCEV. Prova ENEM - 18/05/ o DIA PROVA DE LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES SEGUINTES.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3º ANO MedCEV. Prova ENEM - 18/05/2012. 2 o DIA PROVA DE LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES SEGUINTES."

Transcrição

1 Prova ENEM - 18/05/2012 3º ANO MedCEV 2 o DIA PROVA DE LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS PROVA DE MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS E REDAÇÃO LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES SEGUINTES 1. Este CADERNO DE QUESTÕES contém a Prova de Linguagem, Códigos e suas Tecnologias e a Prova de Matemática e suas Tecnologias, cada uma delas contendo 45 questões objetivas de múltipla escolha. a. As questões de número 1 a 45 são relativas à área de Linguagens, códigos e suas Tecnologias; b. As questões de número 46 a 90 são relativas à área de Matemática e suas Tecnologias. ATENÇÃO: as questões de 1 a 5 são relativas à língua estrangeira. Você deverá responder apenas às questões relativas ao idioma de língua estrangeira (inglês ou espanhol). 2. Verifique se seu caderno de questões está completo. 3. Preencha corretamente a capa do caderno de questões. 4. No CARTÃO-RESPOSTA, marque, para cada questão, a letra correspondente à opção escolhida para a resposta, preenchendo todo o espaço compreendido no círculo, com caneta esferográfica de tinta preta. Você deve, portanto, assinalar apenas uma opção em cada questão. A marcação em mais de uma opção anula a questão, mesmo que uma das respostas esteja correta. 5. Para cada uma das questões objetivas, são apresentadas 5 opções, identificadas com as letras: A, B, C, D e E. Apenas uma responde corretamente à questão. 6. O tempo disponível para estas provas é de 5h Em caso de dúvida, dirija-se ao fiscal. 8. Tempo mínimo para entrega da prova: 2h30 9. Durante a prova será passada a lista de presença, que deverá ser assinada. 10. Reserve os 30 minutos finais para marcar seu CARTÃO- RESPOSTA. Nome: Turma: Matriz - Avenida Frei Serafim, nº 3125 Fones: (86) Unidade Jóquei - Av. Jóquei Clube, nº 299 Ed. Eurobusiness - Andar A Fones: (86)

2 REDAÇÃO "A peça publicitária de uma adolescente, magérrima, vendo-se ao espelho como se tivesse um biotipo fora dos padrões estéticos atuais não chama à atenção apenas pelo apelo contra a anorexia, mal que vitima várias jovens em todo o mundo. A propaganda também choca pela crueza, pela intensidade, com que trata o tema. Com base nisso, redija uma dissertação argumentativa, expondo seu posicionamento acerca do seguinte tema: EM DETERMINADOS CASOS, A PROPAGANDA DEVE SER IMPACTANTE?" Lembrete: A letra pode mostrar a sua personalidade. Existe uma ciência que trata disto é a GRAFOLOGIA. Para nós, o que interessa na Redação é a Estética da escrita e a aplicação da técnica de dissertação: - Nada de n parecido com r; - Nada de j com cara de s ou vice-versa; - Nada de y com cara de g e vice-versa; - Nada de m com cara de n; - Nada de letra maiúscula onde deveria ser minúscula exceto se a norma pedir; - Não acelere o ritmo para acabar logo nem demore demais para não perder tempo; - Não exceda em reticências, ponto e vírgula, dois pontos e vírgula sem necessidade; - Não ultrapasse as margens do papel tanto nas laterais quanto no topo e no fim da pauta. Para isto existem as faixas de limite do papel; O mais importante: Letra com firmeza e segurança, bem nítida, bem clara, média, com ritmo tranquilo e sem correria e bastante estética na redação para facilitar a leitura e a compreensão da estrutura de seus pensamentos e opinião pessoal ou dentro da sugestão do texto apresentado. Resumindo as últimas dicas, podemos dizer que o ato de escrever exige: - Um plano articulado e você já aprendeu como fazê-lo; - Meditação e concentração na formação de ideias. Isto depende do quanto escreveu, atualizou e de sua segurança na dissertação; - Esquematização da estrutura e você viu muito disto nas dicas; - Reflexão no entendimento da mensagem (Eu escritor também sou leitor e mais que isto: Sou Examinador e Crítico de meu próprio texto. O meu "Eu" se registra em minha redação pela organização, pela letra e pela lógica de meus pensamentos). Isto já é tema para uma tese de pós-gradução em linguística por sua importância na análise de redações dos vestibulandos; - Uma escrita legível, proporcional, nem dilatada nem apertada demais, bem limpa sem borrões, com uma velocidade rítmica regular (muitas vezes a turma começa a rabiscar e nada se entende no final), sem muitos ornamentos na letra, com uma pressão forte e segura e sem muita tensão; - Calma e atenção. Autocontrole e fidelidade ao tema.

3 LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS QUESTÕES DE 1 A 5 (OPÇÃO INGLÊS) GOOGLE TO OFFER FREE 5GB OF CLOUD SPACE (25th April, 2012) Google has entered the market for offering online storage space. Their new service, called Google Drive, will be in direct competition with rival cloud storage services like Dropbox, Apple's icloud and Microsoft's SkyDrive. The search giant will offer 5GB (gigabytes) of storage for free for those wishing to keep their photos, documents and other files online. Keeping things in the cloud means users can access their files from any computer anywhere in the world, as long as it has Internet access. At the top end, Google will offer 16TB (terabytes) of space - at a price of $ a month. Sixteen terabytes is sufficient to store 16,000 movies. For most people, the free 5GB option will be more than enough space. Google senior vice-president of apps Sundar Pichai said the launch of Drive was an important step for the company. He wrote on a blog post: "Drive is a central place where you can create, share, collaborate and keep all of your stuff. You can take all your data, regardless of which device you're on, and make it seamlessly available to you." Some industry insiders believe Google's entry into the cloud storage market could shake it up. Richard Edwards, an analyst at the research firm Ovum, said Google's move could stir Facebook into action. "Facebook doesn't have a cloud service but this may prompt it into an acquisition," he said. He added: "If Facebook was to buy Dropbox, that would be a game-changer." 1. A competição entre as empresas tem proporcionado alguns benefícios para os consumidores, assim como desenvolvido o uso de novas tecnologias para aperfeiçoar custos e levar aos seus clientes uma maior qualidade nos serviços, preços competitivos ou até mesmo algumas promoções. Segundo as informações a respeito da companhia é coerente dizer que A) especialista acreditam que o novo serviço prestado pela Google promete mudanças positivas para mercado. B) o novo produto lançado pela Google não oferece vantagens competitivas para com as demais rivais no mercado. C) o novo produto oferece a mesma qualidade de serviço que o da Apple. D) os cinco gigabytes oferecidos para os clientes é o suficiente para todos os consumidores. E) o consumidor pode ainda em alguns casos, ter acesso gratuito a uma maior quantidade de gigabytes. WITH ROMANCE, WOMEN DO THE TALKING (23rd April, 2012) New research shows that women make mobile phone calls to their husband more than to any other person, until children arrive. Researchers from Britain's Oxford University looked at 1.95 billion cell phone calls and 489 million text messages over a 7- month period. They wanted to find out how close relationships change over the years. They discovered that women call their husband most until their daughter has children. Men phone their wife most just for the first seven years of marriage. Head researcher Professor Robin Dunbar told the BBC News what happens in women's lives, according to his research: "What seems to happen is that women push the 'old man' out to become their second-best friend and he gets called much less often. All her attention is then focused on her daughters just when you are likely to see grandchildren arriving," he said. Professor Dunbar reported that "men's relationships are too casual" and that after the first seven years of their relationship, men focus on other friends. 2. A compreensão do texto permite ao leitor depreender que A) as mulheres fazem ligações para os seus cônjuges com maior frequência do que para qualquer outra pessoa. B) a pesquisa pretende descobrir como os celulares interferem nas relações íntimas entre os casais. C) quando as mulheres se tornam mães há uma maior atenção voltada para os filhos que para os seus respectivos maridos. D) a maior atenção ao marido só ocorre quando as mães se tornam avós. E) os homens, com o passar do tempo, se tornam mais atenciosos para com as suas mulheres. THE VICTOR If you think you are beaten, you are. If you think you dare not, you don't. If you like to win but think you can't, It's almost a cinch you won't. If you think you'll lose, you're lost. For out in the world we find Success begins with a fellow's will. It's all in the state of mind. If you think you are out classed, you are. You've got to think high to rise. You've got to be sure of your-self before You can ever win the prize. Life's battles don't always go To the stronger or faster man. But sooner or later, the man who wins Is the man who thinks he can. "a cinch" (l. 4): certo. LONGENECKER, C. W. The Victor. Disponível em: <http:// Acesso em: 2 dez No poema acima, várias ideias podem ser abstraídas. Porém a única que traz incongruência ao tema do poema é a ideia que afirma que A) as ideias não funcionam a menos que você as coloque em prática. B) um perdedor nunca vence e um vencedor nunca perde. C) você não pode direcionar o vento, mas pode ajustar as suas velas. D) não é o peso que carregas que pode te destruir, mas o modo como tu o transportas. E) amigo - alguém que sabe tudo sobre você e gosta de você do jeito que você é.

4 KOALAS AT RISK IN AUSTRALIA (1st May, 2012) Many of Australia's koalas are at risk and need to be protected. The country's spokesman for the environment Tony Burke told reporters that he would protect koala populations in the states of Queensland and New South Wales, and in areas around the capital Canberra. Koala lovers are very happy with this new decision. A top koala expert, Professor Alistair Melzer, said it was "a big step". However, he believes the country needs to do more to help koalas from attacks by dogs and being hit by cars. Mr. Burke said his decision to help the koala was because of a three-year study that looked at koala number and the dangers they faced. He explained: "People have made it very clear to me that they want to make sure the koala is protected for future generations." He said his actions alone might not be enough to save the koalas. He added: "Koala numbers vary significantly across the country, so while koala populations are clearly declining in some areas, there are large, stable or even increasing populations in other areas." (http://www.newsenglishlessons.com/1205/ koalas.html) 4. A preservação de algumas espécies ameaçadas de extinção tem sido preocupação constante não só dos ativistas, mas por muitas pessoas por várias partes do mundo. Segundo o texto que retrata a situação dos coalas, conclui-se que A) a população se mostrou disposta a colaborar com a medida ambiental adotada pelo governo. B) os coalas estão sendo vitimas de acidentes automobilísticos e até mesmo atacados por cães. C) segundo o especialista, a medida adotada pelos órgãos ambientais é o suficiente para garantir a existência dos coalas. D) o número percentual de coalas tem declinado em todas as regiões. E) a relação entre os coalas e os seres humanos tem sido pacífica. MOVIE SCREENPLAYS RELEASED AS EBOOKS (1st May, 2012) If you are a movie fan and you like studying English, you might just be interested in the latest initiative of the Hollywood movie studio Warner Brothers. The company has released a series of screenplays of its classic movies as ebooks. The scripts are full of images, diagrams and facts in addition to the conversations and dialogues from the films. Now English students can read up on the movie and read along while they watch it. The digital scripts also give English teachers a valuable new tool to use in the classroom. Many students like to learn English via movies. The ebooks are currently on sale on Amazon.com at around $8. The books can be downloaded on Apple's ibookstore and are available for the Nook ebook reader. So far only a small selection of movie scripts has been released. These include An American in Paris, Ben Hur, Casablanca and North by Northwest. President of Warner Brothers digital distribution Thomas Gewecke explained why he thinks the new products will prove popular: "People love movies because of the stories they tell," he said. "Now we can give fans rarely seen details of how these stories came together and take their enjoyment of films to a whole new level," he added. Mr Gewecke said the ebooks are just for classic movies at the moment but that books for newer movies will be released in the future. It will be some time however before the ebook coincides with the movie release. 5. Formas interativas de leitura e entretenimento têm sido algo muito comum no mercado dos livros para incentivar a leitura e o aprendizado. A mais nova invenção da Warner, o livro eletrônico, A) já está disponível na Apple sem nenhum custo para os seus usuários. B) é uma invenção direcionada para amantes do cinema e para pessoas que querem aprender outro idioma qualquer. C) traz filmes inéditos, o que segundo o diretor da Warner proporcionará uma maior procura no mercado consumidor. D) pode ser utilizado como uma nova ferramenta para auxiliar professores a tornarem os alunos mais interessados no aprendizado da língua inglesa. E) possui um roteiro dos filmes e é rico em imagens, diagramas e conversas entre os atores e atrizes que participaram dos filmes. QUESTÕES DE 1 A 5 (OPÇÃO ESPANHOL) TEXTO I Al tiempo que el Gobierno recrudece la campaña contra el consumo de tabaco, hasta el punto de que a partir de enero no se podrá fumar ni en el retrete, el mismo Gobierno autoriza la comercialización de un sinnúmero de nuevas marcas que, por su precio barato, contribuirán a enganchar al tabaco a los jóvenes, que siempre, como se sabe, se apuntan a lo nuevo. Las nuevas cajetillas valen en el estanco aproximadamente lo mismo que costarían las tradicionales de tabaco rubio americano si no se les aplicara el descomunal impuesto de Hacienda, esto es, poco más de un euro, lo que, si tenemos en cuenta que la materia prima es más o menos la misma, induce a pensar que el bajo coste de las nuevas cajetillas pudiera deberse a la voluntaria renuncia parcial del Gobierno a ingresar fondos en favor del Erario Público. A primera vista absurdo, el suceso tiene su coherencia y su lógica: partiendo de la base de que el tabaco mata, como claramente se expresa en las repulsivas esquelas fúnebres de las cajetillas, el Gobierno ha decidido considerar natural cobrar más por el vicio, mientras pueda, a los adultos que, por llevar más tiempo fumando, están más próximos a palmarla; en tanto que a los jóvenes, a quienes en teoría el tabaco tardará bastante más en quitarles la vida, se les puede ofrecer un precio más asequible, no sólo para que no decaiga, sino para que se acreciente su toxicomanía. Los Ministerios de Sanidad y de Hacienda, machihembrados, fraternos, colegas, unidos, salen ambos beneficiados de la jugada, mientras hacen la cusca a dos bandas, a los jóvenes y a los viejos; a los que fuman, a los que todavía no fuman, a los que les cuesta dejarlo y a los que no quieren dejarlo porque les gusta fumar y les da lo mismo morirse de eso o del humo de los coches y de la industria. Hay que dejar el tabaco, pero aquí tienen ustedes nuevas labores baratísimas, nos dice el Gobierno. Ante eso, los que fuman tienen, para contener la ofuscación, cuando menos, un recurso: fumarse un cigarrillo entornando voluptuosamente los ojos. Rafael Torres, Diario Directo, Após a leitura do texto, podemos dizer que o autor A) critica a dupla moral que pratica a Administração com respeito ao consumo de tabaco. B) exalta a aparição no mercado de novas marcas de tabaco, mais baratas, que convidam ao consumo parte da população.

5 C) considera positivo que os jovens consumam tabaco, porque ainda vão demorar bastante para morrer. O consumo de tabaco não repercutirá imediatamente em sua saúde. D) elogia a atuação conjunta dos Ministérios da Fazenda e Saúde. E) afirma que o tabaco é mais prejudicial para a saúde que a fumaça dos carros e da indústria. TEXTO II QUÉ RELIGIÓN TIENE ESPAÑA? Durante los casi 40 años de dictadura del general Franco, España, que no los españoles, fue un estado confesional. La jerarquía católica, durante ese tiempo, hizo y deshizo a su antojo. Aquí se llegó a la aberración de que, al no existir el divorcio, todos los hijos habidos en el matrimonio -aunque no hubiera convivencia- se le asignaban al marido. Llegada la democracia, la Iglesia Católica ha mantenido muchas prebendas de las que gozó en el pasado: financiación específica a través de un porcentaje de la recaudación del impuesto de renta, exención de impuestos, subvenciones estatales Pero, los dirigentes católicos no han asimilado que España ya no es católica. España es un estado aconfesional. Las religiones, todas -y también la católica-, son algo que pertenece a la privacidad de cada individuo. Pero, los católicos quieren que su religión -las demás les traen sin cuidado- sea como las matemáticas, la física, la historia, la lengua: una asignatura del plan de estudios. Pues no. Ya hace el Gobierno suficiente con obligar a los colegios a ofrecer religión. Quien quiera, que la estudie; quien no quiera, no. Pero, los dirigentes católicos ponen el grito en el cielo, y además mienten. No se priva a los padres de educar a sus hijos como les apetezca. Nuestra Constitución no dice que todos los españoles tengan que estudiar obligatoriamente religión católica. Se sigue pagando -el Estado sigue pagando-, con los impuestos de todos los españoles, a profesores de religión que son nombrados por la jerarquía eclesiástica. Por favor, acomódense al siglo XXI y a las nuevas circunstancias. No hagan demagogia. Nadie les persigue. No es verdad que las hordas marxistas-leninistas se estén agrupando en La Cibeles para ir hasta la catedral de La Almudena a cortar el cuello al Arzobispo Rocco. Un poquito de seriedad. Amén. 2. Após a leitura do texto, podemos dizer que o autor Unamuno, Diario Directo, A) se mostra contrário à religião católica. B) é contrário à existência de todas as religiões, com especial referência à católica. C) é crítico com a postura da Igreja Católica que defende a religião como disciplina de estudo nos colégios. D) representa a visão marxista-leninista da história da Espanha. Propõe, ao final, assassinar o Arcebispo espanhol Rouco. E) é um firme defensor da ditadura do general Franco. 3. Quanto aos conteúdos que aparecem desenvolvidos no primeiro parágrafo do texto, podemos afirmar que A) o autor é defensor da proibição do divórcio, pois o considera uma aberração. B) durante os quase 40 anos de ditadura franquista, todos os espanhóis eram católicos convencidos. C) se propõe, por parte do autor, a isenção de impostos à Igreja Católica. D) se diz que a Igreja Católica perdeu os privilégios que ostentava durante a época da ditadura na Espanha. E) na atualidade, a Igreja Católica mantém subvenções estatais. 4. Quanto aos conteúdos que aparecem desenvolvidos no segundo parágrafo do texto, podemos afirmar que A) se fornecem argumentos a favor de que a religião seja uma disciplina obrigatória nos colégios. B) os professores de religião são custeados pelo Estado. C) Espanha continua sendo um estado confessional. D) os católicos se preocupam com o estudo e com o conhecimento de todas as religiões, não somente da sua. E) os pais não podem educar seus filhos como quiserem. TEXTO III

6 5. Tras la lectura de los globos y de las imágenes de las historietas, se concluye que A) Mafalda interrumpe la escritura en su diario porque escucha ruidos. B) a Mafalda le encanta cuando su mamá le prepara la sopa. C) no se debe decir la palabra "sopa" porque es una mala palabra. D) a Mafalda no le gusta nada la sopa. E) la madre se enfada porque Mafalda dice mentiras. 6. Observe a imagem ao lado. Trata-se de uma iluminura extraída de um magnífico manuscrito do século XV conhecido como As mui ricas horas do duque de Berry. Nela, pode-se identificar no segundo plano A) uma típica forma arquitetônica medieval. B) o trabalho servil nos campos senhoriais. C) a atividade predominantemente exercida nos burgos. D) o emprego maciço de mão de obra escrava. E) o esplendor das grandes catedrais góticas. SAGA CREPÚSCULO Crepúsculo, obra publicada em 2005, dispensa apresentações: as vendas dos livros da série falam por si só, sendo superada apenas por Harry Potter, pouco menos de uma década antes. Trata-se de uma história de amor com toque sobrenatural, ainda que este aspecto fique em segundo plano no casal; o fio condutor da obra é a paixão avassaladora entre os dois personagens adolescentes, um amor que os consome e, com isso, atrai uma legião de fãs, de todas as idades. Isto soa familiar? (...) (Revista Discutindo Literatura - Edição 41 - Editora Escala Educacional. p. 49. Abril/2012) 7. (ARL) Considerando as características das escolas literárias e a pergunta no final do texto, poderíamos respondê-la afirmativamente, já que percebe-se a relação descrita acima com o período A) Barroco, por conta do maniqueísmo entre o bem e o mal e o amor incondicional. B) Árcade, por conta da ênfase no sentimentalismo e no amor como algo harmônico. C) Realista, já que o amor é visto com racionalidade e restringe-se ao sobrenatural. D) Trovadoresco, no qual o amor platônico tem com consequência um sofrimento consciente. E) Romântico, por focar as emoções particulares e o amor idealizado que, por vezes, torna-se impossível de se realizar. (Disponível em: Acesso em 04/04/12)

7 18/05/2012 Prova ENEM 8. As duas charges de Laerte são críticas a dois problemas atuais da sociedade brasileira, que podem ser identificados pela crise A) B) C) D) E) na saúde e na segurança pública. na assistência social e na habitação. na educação básica e na comunicação. na previdência social e pelo desemprego. nos hospitais e pelas epidemias urbanas. 9. (PFL/2012) No 2o balão, o uso da palavra "porque" desvia-se do orientado pela norma culta. Qual das reescrituras abaixo atende à norma? A) B) C) D) E) A) B) C) D) E) A importância da geometria para a pintura. A submissão das formas a um padrão definido. A busca do simples, o sentido primário dos elementos. O controle do processo de criação. A supervalorização da cor na criação da obra. 12. As imagens abaixo são de obras do artista americano Jackson Pollock, criador da técnica action painting e um dos fundadores da Sociedade dos Artistas Abstratos. Nas suas pesquisas, o pintor procurava introduzir novos elementos que pudessem aprofundar a interação entre espectador e obra, nesse sentido podemos destacar: Mandei, porquê? Mandei, por que? Mandei, por quê? Mandei, pôr quê? Mandei por que? é preciso que o livro esteja perfeitamente a meu gosto. O autor que prefiro é aquele no qual se encontra o mundo em que vivo, em cujos livros as coisas se passam como em volta de mim, e cuja narração me prende e me interessa tanto quanto minha vida doméstica que, se não é nenhum paraíso, representa para mim uma fonte de inexprimível felicidade. A fala de Lotte, em Werther, pode ser analisada sob a perspectiva da relação entre a produção literária e a sociedade que ela descreve e onde ela é vendida. Segundo Claude Lafarge, as relações entre a cultura do grupo - suas normas, valores e mitos - e as ficções que ele consome é que determinam a valoração de uma obra. Considerando-se esse contexto, conclui-se que a personagem, no fragmento citado, A) caracteriza, por analogia, o leitor ideal, aquele que, com sensibilidade e inteligência, aliadas ao cultivo da razão, procura na obra de arte o refinamento do espírito. B) representa, metaforicamente, o leitor que valoriza obras que enfatizam os valores do grupo retratado, pois são produzidas como espaço do exercício crítico. C) sugere, ironicamente, certo tipo de receptor que encontra motivação para a leitura na sua identificação com os heróis da narrativa, reconhecidos como reformadores da sociedade. D) retrata, alegoricamente, os leitores que buscam encontrar nas peripécias do herói o ridículo a que as convenções submetem o homem comum. E) remete, por metonímia, à figura de um tipo de leitor que frui romances que nada acrescentam a seus desejos, mas apenas os reiteram. Number 08 Number 12 A) A utilização da tridimensionalidade como principal elemento para essa interação. B) Como os cubistas, Jackson Pollock utilizava-se de pontos figurativos que seriam percebidos pelo espectador após uma profunda observação. C) O artista associava à exibição de seus quadros músicas que permitiam aprofundar o sentido vivencial de suas obras. D) Desenvolveu pesquisas sobra pintura aromática. E) Trabalhava com tintas artesanais dando ênfase às texturas conseguidas pelo uso destes elementos. A partir dos textos não verbais e verbais, responda às questões de 13 a 16. Dois pintores, em especial, retrataram a primeira missa realizada no Brasil: Victor Meirelles e Cândido Portinari. TEXTO I 11. No Abstracionismo Geométrico ou Formal, as formas e as cores devem ser organizadas de tal maneira que a composição resultante seja apenas a expressão de uma concepção geométrica. Podemos constatar isso nas imagens abaixo. Esta pesquisa tem por objetivo evidenciar: A celebração da primeira missa no Brasil foi feita pelo frade Henrique de Coimbra no dia 26 de abril de 1500, e descrita por Pêro Vaz de Caminha na carta que enviou ao rei de Portugal, D. Manuel I ( ), dando conta do descobrimento do Brasil, então Terra de Vera Cruz, pela armada de Pedro Álvares Cabral. Victor Meirelles - Obra: A primeira Missa, Piet Modrian Kazimir Maliévich (Disponível no sítio pt.wikipedia.org/wiki/a_primeira_ missa_no_brasil. Acesso em: 7 de abril de 2010)

8 TEXTO II O final da década de quarenta assinala o início da exploração dos temas históricos através da afirmação do muralismo. Em 1948, Portinari exila-se no Uruguai, por motivos políticos, onde pinta o painel A Primeira Missa no Brasil, encomendado pelo banco Boavista do Brasil. Cândido Portinari - Obra Primeira Missa, (Disponível no sítio portinari.htm. Acesso em 6 de abril de 2010.) TEXTO III (...) Ao domingo de Pascoela pela manhã, determinou o Capitão de ir ouvir missa e pregação naquele ilhéu. Mandou a todos os capitães que se aprestassem nos batéis e fossem com ele. E assim foi feito. Mandou naquele ilhéu armar um esperavel, e dentro dele um altar mui bem corregido. E ali com todos nós outros fez dizer missa, a qual foi dita pelo padre frei Henrique, em voz entoada, e oficiada com aquela mesma voz pelos outros padres e sacerdotes, que todos eram ali. A qual missa, segundo meu parecer, foi ouvida por todos com muito prazer e devoção. Ali era com o Capitão a bandeira de Cristo, com que saiu de Belém, a qual esteve sempre levantada, da parte do Evangelho. Acabada a missa, desvestiu-se o padre e subiu a uma cadeira alta; e nós todos lançados por essa areia. E pregou uma solene e proveitosa pregação da história do Evangelho, ao fim da qual tratou da nossa vinda e do achamento desta terra, conformando-se com o sinal da Cruz, sob cuja obediência viemos, o que foi muito a propósito e fez muita devoção. Enquanto estivemos à missa e à pregação, seria na praia outra tanta gente, pouco mais ou menos como a de ontem, com seus arcos e setas, a qual andava folgando. (...) (Disponível no sítio Livros_eletronicos/carta.pdf. Acesso em 6 de abril de 2010) 13. Um texto pode ter várias possibilidades de leitura com o objetivo de criar determinados efeitos. Percebemos que os textos I, II e III dialogam entre si. Denominamos essa interlocução entre os textos de A) autotextualidade. B) intertextualidade. C) intratextualidade. D) microtextualidade. E) macrotextualidade. 14. (ARL) Levando em consideração as produções intelectuais do Quinhentismo no Brasil-Colônia e o texto III, é possível depreender que A) os cronistas e viajantes que aqui estiveram preocuparam-se apenas em definir o homem primitivo enquanto bárbaro, não registrando sua cultura e suas qualidades pessoais. B) houve intensa produção textual enraizada com a definição estética trabalhada então na Europa. C) textos como os do historiador Jean de Levy em Viagem à terra do Brasil reforçam a ideia de que o índio era ser inferior e desprezível, na medida em que relatam o genocídio feito pelos portugueses. D) nesse período literário, desenvolveu-se o teatro de José de Anchieta como forma de espoliar o índio de sua capacidade cultural e material. E) dentre outros relatos, temos, nesse período, o Tratado descritivo do Brasil, de Gabriel Soares de Sousa, e a Carta, de Pero Vaz de Caminha. 15. (PFL/2012) Segundo Luís Carlos Travaglia, as tipologias textuais propiciam um modo de interação, de interlocução, segundo perspectivas variadas, as quais estão ligadas ao produtor do texto em relação ao objeto do dizer quanto ao fazer/acontecer, ou conhecer/saber, e quanto à inserção destes no tempo e/ou no espaço. Tais composições linguísticas têm como característica a predominância de certas estruturas sintáticas, tempos e modos verbais, classes gramaticais, combinações, etc., de acordo com sua função e intencionalidade. Assim, considerando a perspectiva do produtor do texto III, em relação ao interlocutor, caracteriza-se predominantemente a tipologia A) narrativa, porque se volta para o relato de acontecimentos reais, com a participação de personagens, sendo a progressão temporal essencial para o desenrolar dos fatos. Advérbios de tempo e lugar também são característicos desse tipo textual. B) descritiva, devido a conter um retrato verbal, uma imagem do que é descrito segundo o ponto de vista do observador em determinado momento, além da presença de adjetivação abundante e do uso de frases nominais. C) dissertativa, uma vez que o autor defende o seu ponto de vista, utilizando a argumentação, visando a persuadir o leitor. D) explicativa, visto que o objetivo do texto é passar conhecimentos para o leitor, não necessariamente defender uma ideia. E) injuntiva ou instrucional, haja vista ser a característica mais forte presente no texto o uso dos verbos no modo imperativo e a visível intenção do locutor de aconselhamento. 16. (PFL/2012) Algumas palavras e expressões presentes no Texto III, se comparadas às empregadas na língua portuguesa moderna, apresentam traços de variação que aparecem quando se comparam textos em uma mesma língua escritos em diferentes épocas, apresentando diferenças sistemáticas na gramática, no léxico e, às vezes, na ortografia, o que caracteriza A) as variedades geográficas ou regionais. B) as variedades diacrônicas ou históricas. C) as variedades sociais ou diastráticas. D) as variedades situacionais ou diafásicas. E) as variedades dialetais ou diatópicas.

9 Para responder às questões 17 e 18, considere os textos abaixo. Disponível em: <http//www.humortadela.com.brpiadapiadasview.phpcnl=charges&num=01782>. Acesso em: 23 jun A partir da leitura de cada um dos textos, conclui-se que Disponível em: <http//portalamazonia.globo.compscriptnoticiasnoticias.phpidn=89728>. Acesso em: 30 jun A) a charge trata da violência do homem contra a natureza de modo imparcial, ou seja, sem a exposição do ponto de vista do autor. B) o gráfico apresenta índices que evidenciam uma diminuição do desmatamento na Amazônia no período de 2002 a C) o gráfico apresenta índices de desmatamento em várias regiões do país, enquanto a charge denuncia esse crime ambiental na Amazônia. D) a charge e o gráfico se diferenciam quanto aos seus propósitos comunicativos, embora tratem da mesma temática. E) tanto a charge quanto o gráfico priorizam o aspecto verbal, o que dificulta o entendimento final da mensagem. 18. (PFL/2012) Na charge, o emprego dos adjetivos A) é fundamental para a construção do sentido, uma vez que, se retirados, comprometeriam a compreensão do texto. B) indica a circunstância em que se desenvolve o processo verbal, bem como intensifica um verbo, adjetivo ou advérbio. C) amplia, explica, desenvolve ou resume o conteúdo relacionado ao termo anterior. D) atua estritamente com o papel de modificar ou qualificar os substantivos, não podendo, por isso, apresentar vírgulas. E) complementa o sentido dos substantivos dotados de transitividade ou significação incompleta. 19. O abstracionismo Sensível ou Informal também ficou conhecido como Expressionismo Abstrato devido às pesquisas de seus integrantes dentro do campo das vivências e sentimentos humanos. Duas correntes surgem dentro deste novo movimento, uma com base na Europa e outra na America do Norte. Se por um lado o Expressionismo Americano assemelha-se ao Expressionismo Europeu, por outro, os dois se distanciam. Isso se deve ao fato de

10 A) os expressionistas americanos não trazerem em suas obras nenhuma abordagem político-social preferindo mergulhar nas misérias da condição humana nos limites da existência individual. B) a busca por cores mais alegres ser um diferencial dos Expressionistas Europeus que destacam esse elemento dentro de suas obras. C) as pesquisas performáticas levarem os expressionistas americanos a abrirem seus ateliês ao público, o que vai contra a visão europeia de criação. D) a influência do dadaísmo no movimento expressionista europeu e o novo caminho trilhado pelos artistas incorporarem a arte conceitual aos seus processos criativos. E) o desenvolvimento econômico da classe média americana influenciar os expressionistas americanos a desenvolver uma arte mais popular e menos elitista. 22. (PFL/2012) Leia o poema. Mote: Almas, vidas, pensamentos. Glosa: Calções, polainas, sapatos, Percevejos, pulgas, piolhos, Azeites, vinagres, molhos, Tigelas, pires e pratos: Cadelas, galgos e gatos, Pauladas, dores, tormentos, Burros, cavalos, jumentos, Naus, navios, caravelas, Corações, tripas, moelas, Almas, vidas, pensamentos. Fonte: BOCAGE. Poesias sobre Mote. In: Literatura Comentada. São Paulo: Abril Educação, p. 59 Leia o texto para responder às questões 20 e 21. A RAZÃO DOMINADA PELA FORMOSURA Importuna Razão, não me persigas; Cesse a ríspida voz que em vão murmura; Se a lei de Amor, se a força da ternura Nem domas, nem contrastas, nem mitigas: Se acusas os mortais, e os não abrigas, Se (conhecendo o mal) não dás a cura, Deixa-me apreciar minha loucura, Importuna Razão, não me persigas. É teu fim, teu projeto encher de pejo Esta alma, frágil vítima daquela Que, injusta e vária, noutros laços vejo: Queres que fuja de Marília bela, Que a maldiga, a desdenhe; e o meu desejo É carpir, delirar, morrer por ela. (BOCAGE, Manuel Maria Barbosa du. Sonetos. Rio de Janeiro/Belo Horizonte: Garnier, 1994, p. 31) 20. Um dos mais importantes poetas do Arcadismo português, Bocage é, no entanto, considerado um autor pré-romântico. No poema, uma característica que explica por que ele é visto como um precursor do Romantismo é a A) entrega do eu-lírico à paixão amorosa, que o leva a questionar o domínio da Razão. B) opção pela forma clássica do soneto, que atesta a busca do eu-lírico por objetividade e contenção. C) citação do nome da amada, que explicita a homenagem do eu-lírico a uma mulher idealizada. D) confissão do eu-lírico diretamente dirigida a uma figura mitológica, que ilustra sua adesão a valores clássicos. E) racionalidade do eu-lírico, que se nega a ceder aos impulsos amorosos e recorre à reflexão. 21. (PFL/2012) A forma verbal em destaque no verso Deixa-me apreciar minha loucura, ao ser transposta para a 3ª pessoa do modo Imperativo Afirmativo, apresentará qual das reescrituras abaixo? A) Deixas-me apreciar minha loucura. B) Deixe-me apreciar minha loucura. C) Deixes-me apreciar minha loucura. D) Não me deixe apreciar minha loucura. E) Deixai-me apreciar minha loucura. Uma análise criteriosa do poema de Bocage permite concluir que A) o soneto apresenta linguagem nominal _ sem emprego de verbos _ fato bastante comum no período árcade, contexto histórico em que se insere Bocage. B) o texto, apesar de nominal, transparece a evocação de elementos e cenários de atmosfera pessimista, horrenda. C) a fim de atender à proposta árcade, o poema traz uma paisagem bucólica e tranquila, em que todos os elementos da natureza estão em harmonia: o prado florido, o vento brando, os pássaros coloridos, o rio calmo. D) as expressões que iniciam os versos 2 e 4 são retomadas para finalizar os versos 1 e 3. E) esse poema é desenvolvido através da enumeração, aparentemente sem nexo nenhum, de substantivos, sendo que no interior de cada verso pode-se perceber, porém, uma certa relação entre os elementos enumerados. Leia o fragmento a seguir e responda à questão 23. "Uma característica, porém, do nacionalismo brasileiro, quer se traduza na ordem espiritual ou física, é que ele não se faz, a não ser na fase, diga-se, heroica, de nossa vida, "contra" nenhum país ou raça. Ao contrário, ele é essencialmente assimilador. Todas as contribuições exteriores são bem-vindas e transformadas pela ação aculturante ou miscigenante em elementos que se dissolvem no todo. É, portanto, afirmativo o nosso nacionalismo nisso que, em vez de opor-se, procura voltar-se para si próprio, buscando definir-se, aprofundar a consciência de suas próprias forças e fraquezas, virtudes e defeitos, para afirmar-se de maneira positiva, em vez de imobilizar-se em atitude negativa e reacionária. O que pretende o nacionalismo brasileiro é afirmar o Brasil" (...) (COUTINHO, Afrânio. Conceito de Literatura Brasileira. 2ª ed. Rio de Janeiro: Vozes, p ). 23. (ARL) Considerando o processo de formação literária e de formação nacional aludidos no texto, conclui-se que A) uma literatura nacional depende de fatores como língua e linguagem, ainda que os fatores externos sejam fundamentais para a consolidação de ideais patrióticos. B) ainda que o Romantismo seja considerado um movimento de intenções nacionalistas por se voltar para temas como a fauna, flora, abordagem regionalista e indianismo, não se pode negar a influência de fatores externos miscigenados.

11 18/05/2012 Prova ENEM C) a afirmação do Brasil enquanto arte literária com intenções nacionalistas se firmou a partir do Barroco do século XVII, no entanto, o seu caráter espiritual prejudicou a "independência" linguística. D) uma literatura nacionalista exige aculturação e miscigenação constantes, sob pena de produzir-se textos que denotam apenas as virtudes de uma nação. E) para se estabelecer uma literatura nacionalista precisa-se, num primeiro momento, apresentar aspectos linguísticos puramente nacionais, ou seja, sem qualquer influência estrangeira. 25. Willem de Kooning que abandonou a Holanda aos 22 anos a bordo de um cargueiro e começou a vida como carpinteiro e pintor de paredes. Sendo um artista de grande potencial, de Kooning integra-se ao grupo de artistas abstratos que funda a Sociedade dos Artistas Abstratos nos Estados Unidos. Amigo de Jackson Pollock de Kooning desafia o mundo da abstração com uma visão artística polêmica. A mesma pode ser observada na seguinte obra: A) Convergence B) Círculos em círculos C) Jardim Mágico 24. Disponível em imagens_noticias/thumbnails/tiradentes_20supliciadomuseu_20mariano_20proc_pio1_280x210.jpg. Acesso em 09/05/2012 Analisando a pintura acima de Pedro Américo, seria impossível inferir que A) no alto, a primeira parte do corpo de Tiradentes é sua cabeça, esquartejada, bem aos pés da forca, sobre um tecido branco. O sangue escorre do pescoço. À direita, tem-se um crucifixo e uma corda com os nós afrouxados, sinalizando o ato do enforcamento, as correntes e algemas do prisioneiro. Mais abaixo e à esquerda, está um dos pés do corpo, esquartejado. B) à direita da pintura, a farda do alferes foi disposta sobre o tronco, impedindo a visualização de suas vísceras e do corpo, fragmentado pelo corte na altura da cintura, ocasionado pelo esquartejamento. C) em Tiradentes Esquartejado, o tronco, pousado sobre o cadafalso, foi fracionado em dois. Pedro Américo preferiu representar o texto da sentença, que ordenava ser, após o enforcamento, a cabeça cortada e o corpo dividido em quatro partes. D) o sangue de Tiradentes aparece em pouca quantidade, em lugares estratégicos, manchando a pele, revelando-se, por vezes, em enormes filetes, cuja função plástica é delimitar a superfície do corpo. E) a forma como Tiradentes foi pintado - barba longa e cabelos meio crescidos, o sangue representando as torturas sofridas e a presença de uma cruz à direita remete à intertextualidade com a história de Cristo como estratégia para reforçar a ideia do mártir e criar o mito. D) E) Mulher III Constelação 26. A arte concreta deve ser compreendida como parte do movimento abstracionista moderno. A abstração geométrica testada ecoa, com novos matizes, em oposição a outras tendências abstratas. Outro ponto relevante deste movimento é A) a valorização do intuitivo do artista e a integração com outras tendências estéticas. B) o diálogo que se estabelece entre a arte concreta e a produção industrial.

12 C) a defesa de um discurso político-social forte e determinado a influenciar os rumos da sociedade capitalista. D) a valorização dos sentimentos e vivências na criação de suas obras. E) o aprofundamento da pesquisa bidimensional. Com base no quadrinho que segue, responda às questões 29 e Na 1ª Bienal Internacional de São Paulo abrem-se as portas do país para as novas tendências construtivas, que são amplamente exploradas a partir de então. Desse momento vivido pelas artes visuais surgem dois grupos de pesquisa da arte concreta, um em São Paulo e outro no Rio de Janeiro passando a serem conhecidos como A) Ruptura e Diálogo. B) Foco e Frente. C) Diálogo e Foco. D) Ruptura e Frente. E) Foco e Raízes. A categoria povo se contrapõe às classes sociais. Em termos analíticos, povo não existe como algo dado, previamente estabelecido. Povo é o resultado da articulação entre movimentos, comunidades, agrupamentos humanos que romperam a situação de massa, inconsciente e sem projeto próprio. Encontraram-se ao redor de uma consciência coletiva, de um projeto comum, de práticas adequadas à consciência e ao projeto. Encontraram-se para construir uma história e uma identidade próprias nos limites de um determinado território. Ao conceito de povo pertence a superação dos interesses só classistas e a busca de um bem comum com a assunção de um projeto participativo e igualitário para o conjunto da sociedade. Povo está sempre em construção contra forças e grupos que querem reduzi-lo a massa. Povo, como se depreende, configura um valor: todos são chamados a ser povo, a deixar para trás as relações dominadordominado, massas-elites; todos são convidados a participar na gestação de uma sociedade com relações de colaboração e não de concorrência. Portanto, de uma democracia social, popular, solidária e includente de todos. Hoje vivemos uma fase nova da democracia, sua expressão planetária. Toda a humanidade deverá ser povo, nas diferenças de suas tradições, mas na convergência de valores humanitários e ecológicos que o fazem sujeito de uma história coletiva, história da humanidade. O povo organizado busca seu bem comum. Ele não é apenas humano, nacional e terrenal. Inclui também todos os que compartem a aventura humana, como as plantas, os animais, as águas, os solos, as paisagens. Numa palavra, o bem comum humano será somente humano, social e planetário, se for também sociocósmico. 28. Na ótica do enunciador, [BOFF, Leonardo. O despertar da águia: o diabólico e o simbólico na construção da realidade. 9. ed. Petrópolis: Vozes, p. 101.] A) a concepção "planetária" de democracia tem um caráter reducionista e imediatista. B) a preocupação com o ecológico deve ser preponderante na construção da nova democracia. C) a maior parte da mobilização das sociedades contemporâneas deve-se à tensão entre capital e trabalho. D) um mundo verdadeiramente democrático constrói-se tão-somente por meio de estruturas econômicas e políticas sólidas e compartilhadas. E) uma sociedade democrática, no contexto contemporâneo, deverá se pautar por relações includentes tanto no âmbito sociocultural quanto no natural. Disponível em: <www.diariodonordeste.globo.com>. Acesso em: 25 jul Na situação retratada pelo quadrinho, a resposta do interrogado A) tem por objetivo despistar o delegado, cuja intenção é descobrir se o interlocutor mantém bom relacionamento com a família. B) possibilita que o delegado atinja seu objetivo, ou seja, descobrir se também houve furto de confecções femininas. C) comprova que a comunicação se realiza com sucesso, pois o interlocutor percebe a verdadeira pretensão do delegado. D) surpreende e causa humor, devido ao fato de ele interpretar equivocadamente a pergunta que o delegado lhe faz. E) ironiza uma questão social grave - a miséria - além de provocar o delegado com uma linguajar debochado e dissimulador. 30. Pode-se subentender da fala do interrogado, que A) ele sentia alguma frustração por ter sido a única pessoa beneficiada com a infração que praticara havia algumas horas. B) se houvesse peças femininas na loja, ele provavelmente teria pegado pelo menos uma, para a esposa ou para a filha. C) mesmo em situações consideradas de risco, ele costumava pensar primeiro nos familiares que em si mesmo. D) ele só assaltara a loja porque estava certo de que existiam confecções para pessoas de ambos os sexos. E) caso pudesse furtar roupas femininas não o faria, exatamente por pensar na família antes dele próprio. Com base no texto a seguir, responda às questões de 31 a 34. Como afirmava o saudoso sociólogo Gey Espinheira, "acredita no acaso quem não conhece os segredos do acaso". Portanto só existe planejamento com intencionalidade política. Planejamento nada mais é do que preparar a ação, definindo e organizando anteriormente o que se quer e a forma de como fazer. Os governos planejam para fazer frente às improvisações em contextos cada vez mais complexos de situações conflituosas, exigindo métodos e procedimentos que facilitem o conhecimento da realidade, permitindo a tomada de decisões com o menor risco possível. 11 Os diversos métodos de planejamento identificam várias concepções de conhecimento e poder que os sustentam. A concepção tradicional pensa a realidade social como coisa inerte, tendo por trás uma forte influência positivista numa compreensão funcionalista da sociedade. Esse era o método dos coronéis, que se consideravam donos das virtudes e não dialogavam com o povo. 18 Outra concepção é a estratégica, que entende a realidade de maneira dinâmica, em permanente conflito ou disputa, não existindo possibilidade de os oponentes conviverem no mesmo espaço. Há ainda a visão participativa, em que o todo se compõe na interação das partes, tentando resgatar o sentido político na construção coletiva do conhecimento sobre determinado contexto.

13 25 Na tentativa de fazer uma síntese das concepções anteriores, foi desenvolvida pelo professor chileno Carlos Matus a noção de "planejamento estratégico situacional", que entende a realidade em "permanente movimento, portanto, com conflitos e mudanças em um universo onde os diversos atores sociais com as mais diversas leituras e intenções de ação constroem seus planos" coletivamente na diferença. Essa concepção de planejamento tem como principal objetivo colocar a relação mais adequada entre saber, decisão e ação. Isso significa que a democracia se faz na diferença. (VALADARES, Edson Neves. A democracia se faz na diferença. A Tarde, Salvador, 8 fev Caderno Opinião, p. A 3.) 31. Quando o enunciador afirma, no parágrafo final, "que a democracia se faz na diferença", evidencia que a democracia A) é uma conquista existencial do homem e independe de ideologias políticas. B) sofre, em sua prática atuai, influência do positivismo, nas suas diferentes formas. C) se faz na inter-relação entre o saber e a prática, na convivência com as diferenças humanas. D) consiste em anular as diferenças e aceitar a liberdade como o valor que define a igualdade social. E) se estabelece quando o poder coletivo e o poder individual são um só, independente de papéis sociais. 32. Conclui-se a respeito do texto que A) prevalece uma visão subjetiva do enunciador, defendendo um ponto de vista sobre democracia incompatível com a ideologia de países em desenvolvimento. B) no primeiro parágrafo, o enunciador posiciona-se a favor de uma política de governo que privilegia uma ideologia ortodoxa de ações sociais. C) no segundo parágrafo, a relação de poder focada pelo enunciador prevê uma realidade em que o poder político deve ser exercido pelas camadas sociais menos favorecidas. D) no terceiro parágrafo, quando se fala em entender "a realidade de maneira dinâmica", o enunciador refere-se a um tipo de democracia que é praticada por um governo populista. E) no parágrafo final, por meio de um discurso partilhado, o enunciador pensa a sociedade democrática como aquela que sabe lidar com diferenças e contradições internas, além de ser aberta a novas ideias. 33. A alternativa em que o sentido contextualizado da expressão transcrita está devidamente indicado é a A) "intencionalidade política" (. 3) - objetivo individualista. B) "concepção tradicional" (. 12) - teoria conservadora. C) "coisa inerte" (. 13) - algo desajustado. D) "influência positivista" (. 14) - prestígio do idealismo. E) "planejamento estratégico situacional'" (. 25) - projeto ineficaz para atingir determinado objetivo. 34. A alternativa em que o termo transcrito constitui um modificador do substantivo, expressando uma ideia de tempo, é a A) "situações conflituosas" (. 7). B) "realidade social" (. 13). C) "permanente conflito" (. 19). D) "construção coletiva" ( ). E) "professor chileno" (. 24). A questão 35 está baseada na tirinha a seguir: MAFALDA. Disponível em: <HTTP://santosdecasa.wellog.com.pt/arquivo/Mafalda.jpg>.

14 35. O humor é construído através da repetição de uma afirmativa que, no contexto, sugere Qual das legendas abaixo é a mais apropriada para traduzir a foto? A) indiferença em face do processo eleitoral. B) dúvida em relação à escolha de um candidato dentre muitos. C) insegurança de quem vota a respeito da vitória de seu candidato. D) inconstância emocional do eleitor decorrente da obrigatoriedade do voto. E) reação denunciadora de falta de opção diferenciadora na escolha do novo governante. 1. E meu pai, vendo aquele dia 23 tão lindo 2. e tão verde aquele mês de abril, 3. e vendo seu primeiro filho, 4. bendisse a Deus primeiro 5. e depois foi à folhinha 6. ver o nome do Santo que ali estava: 7. São Jorge! 8. E o guerreiro cresceu e foi vencer 9. todos os dragões da vida, 10. e não vencendo 11. cobriu com a humildade do seu Santo 12. a derrota do guerreiro: 13. Senhor, tende piedade. 36. No texto, o poeta [LIMA, Jorge M. de. Obra completa - Poemas. Rio de Janeiro: José Aguilar, 1950, p. 238.] A) apresenta detalhes sobre o seu nascimento. B) justifica a escolha de seu nome. C) relembra, com tristeza, suas lutas inglórias. D) fornece elementos que o caracterizam fisicamente. E) mostra que o homem, ante os fracassos da vida, se volta contra deus. 37. De referência ao texto, pode-se afirmar que A) "vendo" (v.1) e "vendo" (v.3) possuem o mesmo valor circunstancial. B) "seu" (v.3) e "seu" (v.11) modificam o mesmo nome. C) "primeiro" (v.3) e "primeiro" (v.4) têm valor morfossintático idêntico. D) "a" (v.4) e "a" (v.11) equivalem-se morfologicamente. E) "e" (v.5) e "e" (v.10) indicam a mesma ideia. 38. Observe a foto. A) Erinaldo Miranda dos Santos, trabalhador recentemente demitido, participou de manifestação, nesta segunda-feira (30), na cidade de São Paulo, contra demissões e demais efeitos da crise econômica. B) Um protesto convocado por centrais sindicais contra as demissões e a crise global parou o trânsito em São Paulo nesta segunda-feira (30). Os manifestantes ocuparam todas as pistas da avenida Paulista e apedrejaram o prédio da Fiesp. C) Nesta segunda-feira (30), integrantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) interditaram as rodovias Anhanguera e Régis Bittencourt. Segundo a AutoBAn (empresa que administra a Anhanguera),o protesto interditou a pista sentido interior e causou 2 quilômetros de lentidão na altura de Campinas - do km 105 ao km 103. D) Nesta segunda-feira (30), ao menos 2 mil pessoas caminhavam pela avenida Paulista, em São Paulo, em protesto contra demissões e a crise global. Segundo a CET, a manifestação ocupou três faixas da pista no sentido da Consolação - da alameda Ministro Rocha Azevedo até a rua Pamplona. E) Em São Paulo, o "Ato Internacional Unificado contra a Crise" - que acontecerá também em outros estados - começará em frente à Fiesp e deverá terminar em frente à Bolsa de Valores, na 15 de Novembro. 39. Leia o poema para responder à questão. A UM AUSENTE Tenho razão de sentir saudade, tenho razão de te acusar. Houve um pacto implícito que rompeste e sem te despedires foste embora. Detonaste o pacto. Detonaste a vida geral, a comum aquiescência de viver e explorar os rumos de obscuridade sem prazo sem consulta sem provocação até o limite das folhas caídas na hora de cair. Antecipaste a hora. Teu ponteiro enloqueceu, enloquecendo nossas horas. Que poderias ter feito de mais grave do que o ato sem continuação, o ato em si, o ato que não ousamos nem sabemos ousar porque depois dele não há nada? Tenho razão para sentir saudade de ti, de nossa convivência em falas camaradas, simples apertar de mãos, nem isso, voz modulando sílabas conhecidas e banais que eram sempre certeza e segurança. Sim, tenho saudades. Sim, acuso-te porque fizeste o não previsto nas leis da amizade e da natureza nem nos deixaste sequer o direito de indagar porque o fizeste, porque te foste. Poema atribuído a Carlos Drummond de Andrade. Disponível em: Acesso em 20 de março de 2009 Foto: Moacyr Lopes Junior/Folha Imagem; disponível em UOL Economia. Acesso em 30 de março de 2009 Compare o poema lido com os de Affonso Romano de Sant'Anna (Rocco, 1993) citados nas alternativas. Qual deles mantém uma relação temática com o poema de Drummond?

15 40. A) Amigos, não era isto o combinado./ Não era sermos alvos de bala,/ pasto de bactérias, vítimas de máquinas/e intempestivos suicídios./ Quem agora cuidará dos meus enigmas? B) Enganam-se os que pensam que me deixam/ quando se põem a morrer./ Só os deixarei quando quiser;/quando extrair a relegada vida/ que em mim deixaram sem saber. C) Se eu tiver que morrer um dia,/ que não seja às portas do verão./ De preferência, no inverno/ é menor a humilhação. D) Mas se eu for, quando me for,/ terei dado certos sinais precisos./ Sair de cena de modo abrupto/ seria indelicadeza com os demais. E) Já avisei: vou começar a morrer/ E não quero reclamações./vou começar a morrer, é claro,/ dentro das minhas limitações. Fonte: Disponível em: Acesso em 20 de março de 2009 A resposta da personagem no último quadrinho: "Aí você volta daqui a uns quinze anos!" pode ser relacionada à seguinte afirmação sobre o conceito de leitor: A) Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos (Nelson Rodrigues). B) Não é ofício de "o poeta" narrar o que aconteceu, é sim representar o que poderia acontecer, quer dizer: o que é possível segundo a verossimilhança e a necessidade. Com efeito, não diferem o historiador e o poeta, por escreverem verso ou prosa (pois bem que poderiam ser postas em verso as obras de Heródoto, e nem por isso deixariam de ser história, se fossem em verso o que eram em prosa); diferem, sim, em que diz umas coisas que sucederam, e outro as que poderiam suceder (Aristóteles). C) Literatura é a linguagem carregada de significado. Grande Literatura é simplesmente a linguagem carregada de significado até o máximo grau possível. A literatura não existe no vácuo. Os escritores como tais têm uma função social definida, exatamente proporcional à sua competência como escritores. Essa é a sua principal utilidade (Ezra Pound). D) A originalidade e importância da revolução digital apóiam-se no fato de obrigar o leitor contemporâneo a abandonar todas as heranças que o plasmaram, já que o mundo eletrônico não mais utiliza a imprensa, ignorar o "livro unitário" está alheio à materialidade do códex. (...) Daí a razão do desassossego dos leitores, que devem transformar seus hábitos e percepções, e a dificuldade para entender uma mutação que lança um profundo desafio a todas as categorias que costumamos manejar para descrever o mundo dos livros e a cultura escrita (Roger Chartier). E) O texto não é um estoque inerte que basta segmentar para dele extrair uma interpretação, mas se inscreve em uma cena enunciativa cujos lugares de produção e de interpretação estão atravessados por antecipações, reconstruções de suas respectivas imagens, imagens estas impostas pelos limites da formação discursiva (Dominique Maingueneau). 41. Leia o texto a seguir, encontrado na embalagem de uma determinada marca comercial de aveia. VOCÊ SABIA? A aveia é um cereal puro, natural e pouco processado,ou seja, vai do campo até a sua casa passando por poucas etapas de processamento que garantem a qualidade e integridade do grão. Além disso, a aveia é considerada um dos grãos mais completos da natureza, pois é rica em fibras e proteínas, além de ser uma importante fonte de vitaminas e carboidratos. Seu consumo ajuda na redução do colesterol e no funcionamento intestinal. Comer aveia faz você se sentir bem e seu organismo funcionar melhor! Fonte: PEPSICO DO BRASIL. Porto Alegre: Pepsico do Brasil, 2009 Após a leitura desse texto, pode-se constatar que sua finalidade é A) responder a uma pergunta feita pelos consumidores de aveia. B) apresentar as características da produção comercial de aveia. C) ressaltar a qualidade do produto e seus benefícios para a saúde. D) advertir sobre os riscos de consumir o produto em excesso. E) explicar que comer aveia é obrigatório para o funcionamento do organismo.

16 Leia os textos a seguir para responder à questão 42. (...) TEXTO I Terra, e terra da pátria! Debuxada Se vê pulando a mágica alegria Nos semblantes de todos. Já contentes, Um se afigura surpreender o amigo, Outro à esposa fiel cair nos braços; Este da velha mãe, que há tanto o chora Ir enxugar as lágrimas aflitas; (...) (GARRET, Almeida. Camões. Porto: Lelo & Irmão, s.d. p.4) TEXTO II Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá; As aves, que aqui gorjeiam, Não gorjeiam como lá. Nosso céu tem mais estrelas, Nossas várzeas têm mais flores, Nossos bosques têm mais vida, Nossa vida mais amores. (...). (DIAS, Gonçalves. I-Juca-Pirama, Os Timbiras e outros poemas. São Paulo: Martin Claret, 2002, p.99) 42. Considerando o contexto histórico-literário do Romantismo português e brasileiro, conclui-se que A) a escola romântica portuguesa consolidou-se após a proclamação da República em 1910, daí seu caráter nacionalista. B) a poesia romântica brasileira foi marcada pela forte influência lusitana, especialmente na abordagem indianista e patriótica. C) enquanto o romantismo português reafirmou laços religiosos e patriotas utilizando o medievalismo, o romantismo brasileiro buscava afirmar sua condição de nação após a independência por meio de textos ufanistas. D) na poesia de Almeida Garret, reconhece-se o byronismo e o exagero sentimental que marcaria o romantismo português, o que ocorreu também na poesia de Gonçalves Dias. E) os versos do texto I ilustram a força lírica de Almeida Garret, precursor do Romantismo em Portugal após a Questão Coimbra, enquanto os versos do texto II preconizam o início da Era Nacional na literatura brasileira. Leia os textos a seguir responda às questões de 43 a 45. TEXTO I TEXTO II Minha musa é a lembrança Dos sonhos em que eu vivi, É de uns lábios a esperança E a saudade que eu nutri! É a crença que alentei, As luas belas que amei E os olhos por quem morri! Os meus cantos de saudade São amores que eu chorei, São lírios da mocidade Que murcham porque te amei! As minhas notas ardentes São as lágrimas dementes Que em teu seio derramei! (...) (AZEVEDO, Álvares de. Lira dos vinte anos. In: Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2000) 43. A tela de Almeida Júnior e os versos de Álvares de Azevedo têm em comum A) o caráter místico. B) o apelo sensual. C) a tristeza. D) a morbidez. E) a valorização da vida rústica. 44. (ARL) Considerando o texto II no tocante às características literárias, percebe-se A) um tom nostálgico, já que o eu lírico descreve os bons momentos vividos ao lado de sua amada. B) a incompletude, intensificada pelo sentimento de impossibilidade de realização amorosa e saudosismo tedioso. C) um saudosismo erótico marcante na descrição da amada reforçado pela constante alusão ao corpo da mesma. D) afetividade e natureza se relacionando de forma contraditória e incessante, o que ratifica o barroquismo do autor. E) a influência da poesia romântica social de Victor Hugo, especialmente na abordagem da esperança de uma vida melhor. 45. (ARL) Predomina nos textos a função da linguagem (JÚNIOR, Almeida. Saudade, 1899.) A) poética. B) fática. C) emotiva. D) metalinguística. E) referencial.

17 MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS 46. O diretor de uma orquestra percebeu que, com o ingresso a R$ 9,00 em média 300 pessoas assistem aos concertos e que, para cada redução de R$ 1,00 no preço dos ingressos, o público aumenta de 100 espectadores. Qual deve ser o preço para que a receita seja máxima? A) R$ 9,00 B) R$ 8,00 C) R$ 7,00 D) R$ 6,00 E) R$ 5, Os dados experimentais da tabela a seguir correspondem às concentrações de uma substância química medida em intervalos de 1 segundo. Assumindo que a linha que passa pelos 3 pontos experimentais é uma parábola, tem - se que a concentração (em moles) após 2,5 segundos é 50. Usando uma unidade monetária conveniente, o lucro obtido com a venda de uma unidade de certo produto é x - 10, sendo x o preço da venda e 10 o preço de custo. A quantidade vendida, a cada mês, depende do preço de venda e é, aproximadamente, igual a 70 - x. Nas condições dadas, o lucro mensal obtido com a venda do produto é aproximadamente uma função quadrática de x, cujo valor máximo, na unidade monetária é A) 1200 B) 1000 C) 900 D) 800 E) A figura representa a trajetória parabólica de um projétil, disparado para cima, a partir do solo, com uma certa inclinação. Encontre o valor aproximado da altura máxima, em metros, atingida pelo projétil. A) 3,60 B) 3,65 C) 3,70 D) 3,75 E) 3, Suponha que no dia 5 de dezembro de 1995 o Serviço de Meteorologia do Estado de São Paulo tenha informado que a temperatura na cidade de SP atingiu o seu valor máximo às 14h, e que nesse dia a temperatura f(t) em graus é uma função do tempo t medido em horas, dada por f(t) = -t 2 + bt - 156, quando 8 < t < 20. Obtenha a temperatura máxima atingida no dia 5 de dezembro de A) 40 B) 35 C) 30 D) 25 E) A água que está esguichando de um bocal mantido horizontalmente a 4 metros acima do solo descreve uma curva parabólica com o vértice no bocal. Sabendo-se que a corrente de água desce 1 metro medido na vertical nos primeiros 10 metros de movimento horizontal, conforme a figura a seguir: A distância horizontal do bocal que a corrente de água irá atingir o solo é A) 10 metros B) 15 metros C) 20 metros D) 25 metros E) 30 metros A) 550 B) 535 C) 510 D) 505 E) Um certo reservatório, contendo 72 m 3 de água, deve ser drenado para limpeza. Decorridas t horas após o início de drenagem, o volume de água que saiu do reservatório, em m, é dado por V(t) = -2t t. Sabendo-se que a drenagem teve inicio às 10 horas, em qual horário reservatório estará completamente vazio? A) 14 horas B) 16 horas C) 19 horas D) 22 horas E) 23 horas 53. A proprietária de uma banca de artesanatos registrou, ao longo de dois meses de trabalho, a quantidade diária de guardanapos bordados vendidos (g) e o preço unitário de venda praticado (p). Analisando os dados registrados, ela observou que existia uma relação quantitativa entre essas duas variáveis, a qual era dada pela lei: p g 64 2 O preço unitário pelo qual deve ser vendido o guardanapo bordado, para que a receita diária da proprietária seja máxima, é de A) R$ 12,50. B) R$ 9,75. C) R$ 6,25. D) R$ 4,25. E) R$ 2,00.

18 54. Um importante conceito usado em economia para analisar o quanto uma variação do preço unitário p > 0 influencia na variação da receita é o da elasticidade da demanda, denotado por E(p), uma vez que a elasticidade E é dada em função de p. Se E(p) > 1, então se diz que a demanda é elástica, o que quer dizer que um pequeno aumento do preço unitário resulta em uma diminuição da receita, ao passo que um pequeno decréscimo do preço unitário irá causar um aumento da receita. Admitindo a elasticidade da 2 p 2p 1 demanda dada por E(p) e sabendo que p < 2, 2p - 1 então, a demanda será elástica se, e somente se, p pertencer ao intervalo: A) 0; B) ; 1 2 C) 1 ; D) ; E) ; O transporte aéreo de pessoas entre duas cidades A e B é feito por uma única companhia em um único voo diário. O avião utilizado tem 180 lugares, e o preço da passagem p relacionase com o número x de passageiros por dia pela relação p = 300-0,75x. A receita máxima possível por viagem é A) R$ ,00 B) R$ ,00 C) R$ ,00 D) R$ ,00 E) R$ , A produção de certo tipo de alimento numa determinada propriedade rural pode ser modelada pela função N(x) sen π x π 3 2, onde x representa o mês do ano (1 para janeiro, 2 para fevereiro, 3 para março, e assim sucessivamente) e N(x) é o número de toneladas produzidas no mês x. A maior e a menor quantidade produzidas, em toneladas, são respectivamente iguais a A) 320 e 140 B) 500 e 320 C) 500 e 280 D) 500 e 140 E) 410 e Em virtude da procura por certo produto ser maior em determinados meses do ano e menos em outros, seu preço, durante todo o decorrer do ano de 2005, variou segundo a π equação N(t) cos t, onde N é o preço de 6 uma unidade do produto, em reais, e t é o mês do ano. Com base nesses dados, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta: (Dado: π 3,14 ). 1) O valor máximo obtido pela venda de uma unidade do produto foi de R$ 200,00. 2) O pior valor de venda da unidade do produto ocorreu no nono mês. 3) No oitavo mês do ano, o produto foi comercializado por R$ 80,00 a unidade. Está (ão) correta(s) A) 1 apenas B) 1 e 2 apenas C) 1 e 3 apenas C) 2 e 3 apenas E) 1, 2 e No dia 10 de março de 2009, o IBGE divulgou que o PIB brasileiro (Produto Interno Bruto, que representa a soma das riquezas e dos serviços produzidos) sofreu uma queda de 3,6% no último trimestre de 2008, se comparado com o 3º trimestre do mesmo ano. Desde 1996, essa foi a maior queda registrada. No acumulado do ano, no entanto, o PIB cresceu 5,1%. Suponha que, para calcular esse PIB, em trilhões de reais, adotamos a função:

19 x P( x) = 5,5-0,7 x - 6cos 6 Ano Em 2008, o PIB do Brasil, em trilhões de reais, chegou a A) 0,1 B) 1,1 C) 2,9 D) 3,1 E) 8,7 59. A previsão de vendas mensais de uma empresa para 2011, em toneladas de um produto, é dada x por f x 100 0,5x 3sen, em que x = 1 corresponde a 6 janeiro de 2011, x = 2 corresponde a fevereiro de 2011 e assim por diante. A previsão de vendas (em toneladas) para o primeiro trimestre de 2011 é (Use a aproximação decimal 3 1,7 ) A) 308,55 B) 309,05 C) 309,55 D) 310,05 E) 310, Um satélite de telecomunicações, t minutos após ter atingido sua órbita, está a r quilômetros de distância do centro da Terra. Quando r assume seus valores máximo e mínimo, diz-se que o satélite atingiu o apogeu e o perigeu, respectivamente. Suponha que, para esse satélite, o valor de r em função de t seja dado por r t Um ci- 1 0,15.cos 0,06t entista monitora o movimento desse satélite para controlar o seu afastamento do centro da Terra. Para isso, ele precisa calcular a soma dos valores de r, no apogeu e no perigeu, representada por S. O cientista deveria concluir que, periodicamente, S atinge o valor de A) km. B) km. C) km. D) km. E) km. 61. Em determinada cidade, a concentração diária, em gramas, de partículas de fósforo na atmosfera é medida pela função πt C(t) = 3 + 2sen, em que t é a quantidade de horas para 6 fazer essa medição. O tempo mínimo necessário para fazer uma medição que registrou 4 gramas de fósforo é de A) 1/2 hora. B) 1 hora. C) 2 horas. D) 3 horas. E) 4 horas. 62. Uma gráfica que confeccionou material de campanha determina o custo unitário de um de seus produtos, em reais, π t de acordo com a lei C(t) sen, com t medido 2 em horas de trabalho. Assim, os custos máximos e mínimo desse produto são A) 320 e 200 B) 200 e 120 C) 200 e 80 D) 320 e 80 E) 120 e 80 π t π 63. Uma empresa utiliza a fórmulap sen para 6 2 estimar a quantidade vendida mensalmente P de um produto, em que t = 1 representa o mês de janeiro de 2010, t = 2 representa o mês de fevereiro de 2010, t = 3 o mês de março de 2010 e assim por diante. Em quais meses de 2010 estão estimadas as vendas mínima e máxima respectivamente? A) Outubro e abril. B) Setembro e março. C) Agosto e fevereiro. D) Julho e janeiro. E) Junho e dezembro. 64. Segundo nota da Revista Istoé, nº 2216, de 02/mai/2012, página 28, 5,13 bilhões de moedas no País estão fora de circulação, guardadas ou perdidas nas casas dos brasileiros. O Banco Central estima que esse número de moedas corresponda a R$ 508,3 milhões. Podemos, então, afirmar que, ao calcularmos a média de valor por moeda, encontraremos aproximadamente A) 8 centavos B) 9 centavos C) 10 centavos D) 20 centavos E) 25 centavos 65. Veja o trecho de uma conversa telefônica interceptada, e que consta em reportagem na Revista Istoé, nº 2216, de 02/mai/2012, página 43, que trata sobre o esquema clandestino que o bicheiro Carlinhos Cachoeira utilizava para lavar milhões de dólares do seu grupo criminoso:... Ananias: Eu preciso fazer um pagamento na China, de duzentos mil dólares, sem declarar. Quanto cê cobra para pôr esse dinheiro lá para mim? Gleib: Ananias: Vou ver. Duzentos mil? Duzentos mil. A máquina custa duzentos mil dólares. É um amigo meu, só que ele não quer para não declarar aqui para eles. Cê me fala quanto cê cobra para nós pôr esse dinheiro lá pro cara? Gleib: tá.... Com base nesse trecho, sabendo-se que U$ 1,00 vale, atualmente, R$ 1,88, e que, se essa operação fosse declarada, o vendedor teria que pagar 18% de imposto sobre circulação de mercadorias e serviços - ICMS, sobre o valor da máquina, podemos afirmar que o valor do imposto que possivelmente deixou de ser pago foi, aproximadamente, A) R$ ,00 B) U$ ,00 C) R$ ,00 D) U$ ,00 E) R$ , Veja trechos de uma reportagem que consta da Revista Istoé, nº 2216, de 02/mai/2012, página 52 Por unanimidade, o STF valida as ações afirmativas no Brasil. A experiência das universidades, que aderiram ao sistema de cotas, mostra que esse é o caminho para uma sociedade mais justa....

20 Enquanto 70% dos pobres são negros, três a cada quatro brasileiros pertencentes aos 10% mais ricos são brancos. Esse mecanismo de exclusão se perpetua de forma ainda mais cruel nas universidades. Na UFRGS, antes das cotas havia apenas 3% de alunos ingressantes negros, percentual que subiu para 11,5% no último vestibular. Crescimento semelhante foi observado na UnB. "Metade da população brasileira é de negros e isso tem de aparecer dentro das salas de aula das universidade", avalia David Santos, diretor-executivo da Educafro. Sabe-se que na UnB, em 2004, ano de implantação das cotas, do total de alunos, 2% eram negros. Com o novo sistema de ingresso, o percentual subiu para 11% e, agora, do total de alunos, são negros. Se o total de alunos de hoje é o mesmo de 2004, podemos afirmar que o número de negros em 2004 era, aproximadamente, A) 724 B) 524 C) 624 D) 824 E) Cento e sessenta e sete milhões de chineses (1/8 da população) tinham mais de 60 anos em Prevê-se que em 2050 o país contará com 480 milhões de idosos, enquanto o percentual de jovens estará em queda. Segundo Wang Dewen, do Banco Mundial, a China está ficando mais velha antes de enriquecer, em ritmo duas a três vezes mais rápido do que em outros países. (nota da revista Planeta, edição 476, de mai/2012, página 19). Com esses dados, podemos afirmar, aproximadamente, que a população da china, em 2009, e o percentual previsto de aumento de idosos para 2050, serão, respectivamente, de A) 1,34 bilhão e 87,4% B) 1,17 bilhão e 187,4% C) 1,17 bilhão e 87,4% D) 1,34 bilhão e 187,4% E) 1,34 bilhão e 287,4% 68. A televisão sempre aposta em novelas e seriados para atrair a atenção do público e aumentar as oportunidades de venda de anúncios. A revista americana Forbes divulgou a lista dos dez programas de TV mais rentáveis dos Estados Unidos, com base na receita de anúncios por cada meia hora de transmissão. Veja o ranking, liderado pelas séries da Fox American Idol e The X Factor. (dados extraídos da Revista Istoé Dinheiro, edição 760, de 02/mai/2012, página 12). Classificação Programa Receita (em US$ milhões) 1 American Idol 6,64 2 The X Factor 5,55 3 Two and a half a Men 3,24 4 Glee 2,83 5 Grey s Anatomy 2,75 6 Dancing With the Stars 2,72 7 Desperate Housewives 2,61 8 The Big Bang Theory 2,57 9 Mad Love 2,49 10 Modern Family 2,13 Com base nesses dados, podemos dizer que a média da receita, a cada meia hora, e a receita mediana, a cada meia hora, serão, em milhões de dólares, respectivamente A) 3,35 e 2,73 B) 3,35 e 2,72 C) 2,73 e 3,35 D) 3,53 e 2,75 E) 2,73 e 3,53 Para efeito das questões de números 69 a 72, considere os seguintes dados: Distribuição de Frequências das idades dos funcionários da empresa Alfa, em 1º/01/ Marque a opção que representa a média das idades dos funcionários em 1º/01/2010. A) 37,4 anos B) 37,8 anos C) 38,2 anos D) 38,6 anos E) 39,0 anos 70. Marque a opção que representa a mediana das idades dos funcionários em 1º/01/2010. A) 35,49 anos B) 35,73 anos C) 35,91 anos D) 37,26 anos E) 38,01 anos Classes de idades (anos) 19,5 24,5 24,5 29,5 29,5 34,5 34,5 39,5 39,5 44,5 44,5 49,5 49,5 54,5 Frequências ( f i ) Pontos médios ( x i ) xi 37 di di fi d 2 i f i d i f i di fi Total

ARTES PLÁSTICAS - LICENCIATURA (NOTURNO)

ARTES PLÁSTICAS - LICENCIATURA (NOTURNO) assinatura do(a) candidato(a) ADMISSÃO PARA PORTADOR DE DIPLOMA DE CURSO SUPERIOR 2.ª DCS/2011 ARTES PLÁSTICAS - LICENCIATURA (NOTURNO) LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Prova Dissertativa 1 Ao receber

Leia mais

GABARITO ITA - 2013/2014

GABARITO ITA - 2013/2014 GABARITO ITA - 2013/2014 INGLÊS PORTUGUÊS 01. A 21. B 02. E 22. C 03. A 23. A 04. B 24. D 05. B 25. A 06. A 26. C 07. E 27. B 08. E 28. E 09. E 29. D 10. D 30. E 11. C 31. C 12. B 32. B 13. D 33. A 14.

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco REDAÇÃO AULA 5 Professora Sandra Franco DISSERTAÇÃO 1. Definição de Dissertação. 2. Roteiro para dissertação. 3. Partes da dissertação. 4. Prática. 5. Recomendações Gerais. 6. Leitura Complementar. 1.

Leia mais

Conteúdo Programático Anual

Conteúdo Programático Anual INGLÊS 1º BIMESTRE 5ª série (6º ano) Capítulo 01 (Unit 1) What s your name? What; Is; My, you; This; Saudações e despedidas. Capítulo 2 (Unit 2) Who s that? Who; This, that; My, your, his, her; Is (afirmativo,

Leia mais

CARTAS: REGISTRANDO A VIDA

CARTAS: REGISTRANDO A VIDA CARTAS: REGISTRANDO A VIDA A carta abaixo foi escrita na época da ditadura militar. Ela traduz a alegria de um pai por acreditar estar próxima sua liberdade e, assim, a possibilidade do reencontro com

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante?

Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante? Do you know how to ask questions in English? Você sabe fazer perguntas em Inglês? Em primeiro lugar observe as frases abaixo: Afirmativo: Ele é estudante Interrogativo: Ele é estudante? Note que tanto

Leia mais

Para pensar o. livro de imagens. Para pensar o Livro de imagens

Para pensar o. livro de imagens. Para pensar o Livro de imagens Para pensar o livro de imagens ROTEIROS PARA LEITURA LITERÁRIA Ligia Cademartori Para pensar o Livro de imagens 1 1 Texto visual Há livros compostos predominantemente por imagens que, postas em relação,

Leia mais

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS

AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA O 8 Ọ ANO EM 2014 Disciplina: PoRTUGUÊs Prova: desafio nota: Texto para as questões de 1 a 7. AS TRÊS EXPERIÊNCIAS Há três coisas para

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO 2015/2016 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (PROVA 3) 1º Ano / Ensino Médio

CONCURSO DE ADMISSÃO 2015/2016 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (PROVA 3) 1º Ano / Ensino Médio Leia atentamente o texto 1 e responda às questões de 01 a 06, assinalando a única alternativa correta. Texto 1 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação

INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação I - Proposta de Redação INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA Orientações para a Redação A proposta de redação do vestibular do ITA pode ser composta de textos verbais, não verbais (foto ou ilustração,

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO)

ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO) assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 ARTES PLÁSTICAS (BACHARELADO) Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

Leia mais

PROGRAMA DO 7ª SÉRIE / 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL II - 2014 I UNIDADE

PROGRAMA DO 7ª SÉRIE / 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL II - 2014 I UNIDADE COORDENAÇÃO COLÉGIO OFICINA 1 PROGRAMA DO 7ª SÉRIE / 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL II - 2014 I UNIDADE DISCIPLINA CONTEÚDO COMPETÊNCIAS E HABILIDADES LÍNGUA PORTUGUESA REDAÇÃO OFICINA DE LEITURA ARTES EDUCAÇÃO

Leia mais

:: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF ::

:: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF :: :: COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF :: [Download] COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF COMO ESCOLHER UMA ESCOLA IDIOMAS PDF - Are you looking for Como Escolher Uma Escola Idiomas Books? Now, you will

Leia mais

7 Educação lingüística: uma proposta para o ensino de língua portuguesa

7 Educação lingüística: uma proposta para o ensino de língua portuguesa 7 Educação lingüística: uma proposta para o ensino de língua portuguesa As críticas ao ensino tradicional de língua portuguesa não são recentes. Nos anos trinta, Olavo Bilac já se posicionava contra o

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação Produção textual COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Tipologia textual Narração Estruturação de um texto narrativo: margens e parágrafos; Estruturação de parágrafos: início,

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA

LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA LÍNGUA PORTUGUESA E LITERATURA BRASILEIRA Prova de 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este caderno contém seis questões, abrangendo um total de nove

Leia mais

NOSSO CURRÍCULO A EDUCAÇÃO QUE PRATICAMOS ÁREA DAS CIÊNCIAS HUMANAS. Adotamos uma pedagogia:

NOSSO CURRÍCULO A EDUCAÇÃO QUE PRATICAMOS ÁREA DAS CIÊNCIAS HUMANAS. Adotamos uma pedagogia: A EDUCAÇÃO QUE PRATICAMOS NOSSO CURRÍCULO Adotamos uma pedagogia: - que faz da escola uma instância efetiva de assimilação crítica, sistemática e integradora do saber e da cultura geral; - que trata os

Leia mais

LENDO, ESCREVENDO E PRODUZINDO JORNAL: A APROPRIAÇÃO DA ESCRITA POR ALUNOS DE EJA

LENDO, ESCREVENDO E PRODUZINDO JORNAL: A APROPRIAÇÃO DA ESCRITA POR ALUNOS DE EJA LENDO, ESCREVENDO E PRODUZINDO JORNAL: A APROPRIAÇÃO DA ESCRITA POR ALUNOS DE EJA CENTRO MUNICIPAL DE REFERÊNCIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS PROFESSORA FABÍOLA DANIELE DA SILVA A lingüística moderna

Leia mais

Maria Lucia de Oliveira Mestre em Estudos Linguísticos. Pós-graduada em Língua Portuguesa. Pós-graduada em Produção de Textos. Graduada em Letras.

Maria Lucia de Oliveira Mestre em Estudos Linguísticos. Pós-graduada em Língua Portuguesa. Pós-graduada em Produção de Textos. Graduada em Letras. LÍNGU POTUGUS 2. a Série nsino Médio O P Maria Lucia de Oliveira Mestre em studos Linguísticos. Pós-graduada em Língua Portuguesa. Pós-graduada em Produção de Textos. Graduada em Letras. Paulo César Dias

Leia mais

Matriz de Língua Portuguesa de 3ª série - Ensino Médio Comentários sobre os Tópicos e Descritores Exemplos de itens

Matriz de Língua Portuguesa de 3ª série - Ensino Médio Comentários sobre os Tópicos e Descritores Exemplos de itens Matriz de Língua Portuguesa de 3ª série - Ensino Médio Comentários sobre os Tópicos e Descritores Exemplos de itens TÓPICO V RELAÇÃO ENTRE RECURSOS EXPRESSIVOS E EFEITOS DE SENTIDO O uso de recursos expressivos

Leia mais

Educação para o trânsito

Educação para o trânsito Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino Fundamental Publicado em 2011 Projetos temáticos 5 o ANO Data: / / Nível: Escola: Nome: Educação para o trânsito JUSTIFICATIVA O estudo do tema: Educação

Leia mais

Quem tem boca vai a Roma

Quem tem boca vai a Roma Quem tem boca vai a Roma AUUL AL A MÓDULO 14 Um indivíduo que parece desorientado e não consegue encontrar o prédio que procura, aproxima-se de outro com um papel na mão: - Por favor, poderia me informar

Leia mais

PRÁTICAS DE LINGUAGEM ORAL E ESCRITA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

PRÁTICAS DE LINGUAGEM ORAL E ESCRITA NA EDUCAÇÃO INFANTIL PRÁTICAS DE LINGUAGEM ORAL E ESCRITA NA EDUCAÇÃO INFANTIL CRUVINEL,Fabiana Rodrigues Docente do curso de pedagogia da faculdade de ciências humana- FAHU/ACEG Garça/SP e-mail:fabianarde@ig.com.br ROCHA,

Leia mais

Andrew is an engineer and he works in a big company. Sujeito Predicado (e) Suj. Predicado

Andrew is an engineer and he works in a big company. Sujeito Predicado (e) Suj. Predicado Inglês Aula 01 Título - Frases básicas em Inglês As orações em Inglês também se dividem em Sujeito e Predicado. Ao montarmos uma oração com um sujeito e um predicado, montamos um período simples. Estas

Leia mais

SIMULADO DE PORTUGUÊS

SIMULADO DE PORTUGUÊS SIMULADO DE PORTUGUÊS Professora: Fabyana Muniz Texto I O desafio da qualidade É uma conquista civilizatória para o Brasil ter a imensa maioria das crianças em idade escolar com acesso às salas de aula,

Leia mais

* Tempo = 45minutos Grupo 300 Página 1 de 8

* Tempo = 45minutos Grupo 300 Página 1 de 8 Conteúdos Objectivos/Competências a desenvolver Tempo* Estratégias Recursos Avaliação Apresentação: Turma e professor Programa Critérios de avaliação Normas de funcionamento Conhecer os elementos que constituem

Leia mais

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades.

1. Linguagens e Códigos; 2. Raciocínio Lógico e Matemática; 3. Leitura e Interpretação de Textos; 4. Atualidades. ANEXO I - PROGRAMA DAS PROVAS DE CONHECIMENTOS GERAIS E DE REDAÇÃO Prova (Todos os Cursos) Trabalhando em consonância com as diretrizes curriculares nacionais, o UNIFEMM entende que as avaliações do processo

Leia mais

Relatório completo de proficiência da língua inglesa

Relatório completo de proficiência da língua inglesa Relatório completo de proficiência da língua inglesa 1 2 Entenda a avaliação Nesta avaliação de proficiência de inglês como língua estrangeira, quantificamos e identificamos o nível e perfil atual do candidato,

Leia mais

Sistema de signos socializado. Remete à função de comunicação da linguagem. Sistema de signos: conjunto de elementos que se determinam em suas inter-

Sistema de signos socializado. Remete à função de comunicação da linguagem. Sistema de signos: conjunto de elementos que se determinam em suas inter- Algumas definições Sistema de signos socializado. Remete à função de comunicação da linguagem. Sistema de signos: conjunto de elementos que se determinam em suas inter- relações. O sentido de um termo

Leia mais

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos

Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Dicas para você trabalhar o livro Menino brinca de boneca? com seus alunos Caro professor, Este link do site foi elaborado especialmente para você, com o objetivo de lhe dar dicas importantes para o seu

Leia mais

1. a) Relacione às suas traduções os temas mais frequentes presentes em blogs de adolescentes:

1. a) Relacione às suas traduções os temas mais frequentes presentes em blogs de adolescentes: Blogs agosto/2009 Blogs são sites estruturados de forma a permitir atualização rápida por meio de acréscimos dos artigos ou posts. Eles são, em geral, organizados de forma cronológica inversa, tratando

Leia mais

Escrita Eficiente sem Plágio

Escrita Eficiente sem Plágio Escrita Eficiente sem Plágio Produza textos originais com qualidade e em tempo recorde Ana Lopes Revisão Rosana Rogeri Segunda Edição 2013 Direitos de cópia O conteúdo deste livro eletrônico tem direitos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE INGRESSO INSTRUÇÕES

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DEPARTAMENTO DE INGRESSO INSTRUÇÕES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTRUÇÕES 1 1. Confira seu nome e número de inscrição no cartão-resposta. Se houver algum erro, comunique-o ao fiscal de sala. Assine o cartão-resposta no campo indicado. 2. No

Leia mais

Questões com textos não verbais. Prof. Bruno Augusto

Questões com textos não verbais. Prof. Bruno Augusto Questões com textos não verbais Prof. Bruno Augusto (ENEM) Em uma conversa ou leitura de um texto, corre-se o risco de atribuir um significado inadequado a um termo ou expressão, e isso pode levar a certos

Leia mais

SEE/AC - SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO ACRE - PROFESSOR P2

SEE/AC - SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO ACRE - PROFESSOR P2 SEE/AC - SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO ACRE - PROFESSOR P2 RESPOSTAS AOS RECURSOS Cargo: ART - PROFESSOR P2 / ARTE Disciplina: LÍNGUA PORTUGUESA (LPO) 5 - Gab.:V B 5 - Gab.:W C 5 - Gab.:X D 8 - Gab.:V

Leia mais

Desenho Geometrico Ideias E Imagens [Espiral]

Desenho Geometrico Ideias E Imagens [Espiral] Desenho Geometrico Ideias E Imagens [Espiral] Download: Desenho Geometrico Ideias E Imagens [Espiral] PDF ebook Desenho Geometrico Ideias E Imagens [Espiral] PDF - Are you searching for Desenho Geometrico

Leia mais

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them?

GUIÃO A. What about school? What s it like to be there/here? Have you got any foreign friends? How did you get to know them? GUIÃO A Prova construída pelos formandos e validada pelo GAVE, 1/7 Grupo: Chocolate Disciplina: Inglês, Nível de Continuação 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas 1º Momento Intervenientes

Leia mais

Objetivos de Aprofundamento:

Objetivos de Aprofundamento: OBJETIVOS 1 o TRIMESTRE 2013 6 os ANOS LÍNGUA PORTUGUESA Interpretar os diversos gêneros textuais (conto, poema, história em quadrinhos e anedota), identificando os mecanismos estruturais da narrativa.

Leia mais

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS 01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS OBS1: Adaptação didática (TRADUÇÃO PARA PORTUGUÊS) realizada pelo Prof. Dr. Alexandre Rosa dos Santos. OBS2: Textos extraídos do site: http://www.englishclub.com

Leia mais

Segredos da Redação Nota Mil

Segredos da Redação Nota Mil Lucas Martins Segredos da Redação Nota Mil Aprenda Como Utilizar Meu Método Testado e Aprovado e Aumente Suas Chances de Uma Boa Nota Índice Introdução... 5 Bem-vindo!... 5 Quem sou eu... 6 Por que você

Leia mais

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga?

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga? Abdias Aires 2º Ano EM Arthur Marques 2º Ano EM Luiz Gabriel 3º Ano EM Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam

Leia mais

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes Lesson 6 Notes Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job Welcome to Fun With Brazilian Portuguese Podcast, the podcast that will take you from beginner to intermediate in short, easy steps. These

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA LOGOTIPO MACMILLAN BRASIL Utilização colorido; preto/branco e negativo Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que

Leia mais

Descrição das actividades

Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Em Acção Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião D 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

Resolução da Questão 1 (Texto Definitivo)

Resolução da Questão 1 (Texto Definitivo) Questão Muito do pioneirismo das ideias de Saussure advém do fato de o autor ter sido o primeiro a mencionar a natureza social da língua, como se pode observar no seguinte excerto do Curso de Linguística

Leia mais

Pedro Bandeira. Leitor em processo 2 o e 3 o anos do Ensino Fundamental

Pedro Bandeira. Leitor em processo 2 o e 3 o anos do Ensino Fundamental Pedro Bandeira Pequeno pode tudo Leitor em processo 2 o e 3 o anos do Ensino Fundamental PROJETO DE LEITURA Coordenação: Maria José Nóbrega Elaboração: Rosane Pamplona De Leitores e Asas MARIA JOSÉ NÓBREGA

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 2.º ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 2.º ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC Minas E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE ESTUDO I ETAPA LETIVA GEOGRAFIA 2.º ANO/EF - 2015 Caro(a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

PROPORCIONANDO UMA APRENDIZAGEM DINÂMICA E CONTEXTUALIZADA A PARTIR DO GÊNERO TEXTUAL MÚSICA

PROPORCIONANDO UMA APRENDIZAGEM DINÂMICA E CONTEXTUALIZADA A PARTIR DO GÊNERO TEXTUAL MÚSICA PROPORCIONANDO UMA APRENDIZAGEM DINÂMICA E CONTEXTUALIZADA A PARTIR DO GÊNERO TEXTUAL MÚSICA RAVENA FLÁVIA MEDEIROS DE FREITAS, POLIANA SALDANHA DE SOUSA, PATRICIA FERREIRA DOS SANTOS, AIVONEIDE DE OLIVEIRA

Leia mais

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO / PORTUGUÊS - 1º ANO

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO / PORTUGUÊS - 1º ANO TRABALHO DE RECUPERAÇÃO / PORTUGUÊS - 1º ANO INSTRUÇÃO: Leia o texto a seguir para responder às questões de 01 a 03. O DESCONSOLO DA PERDA Betty Milan* Por que Dom Quixote de la Mancha é um dos romances

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL PORTAL DIA A DIA EDUCAÇÃO Sequência de Aulas de Língua Portuguesa Produção de uma Fotonovela 1. Nível de

Leia mais

ensino médio e pré-vestibular questão com resolução em vídeo/lplb

ensino médio e pré-vestibular questão com resolução em vídeo/lplb Onde queres comício, flipper-vídeo E onde queres romance, rock n roll Onde queres a lua, eu sou o sol E onde a pura natura, o inseticídio Onde queres mistério, eu sou a luz E onde queres um canto, o mundo

Leia mais

ROTEIRO DIÁRIO. Vinheta do Projeto

ROTEIRO DIÁRIO. Vinheta do Projeto Componente Curricular: Língua Inglesa Série/Ano Letivo: 7 Ano/ 2014 Professores Ministrantes: Tiago Pereira & Claudia Borges Carga Horária: 5 horas/aula Data: 07/07/2014 Aula: 03 Teleaula: 16 Título: Be

Leia mais

Língua Portuguesa 1ºEM

Língua Portuguesa 1ºEM ASSESSORIA DE EDUCAÇÃO PROVÍNCIA DO PARANÁ Colégio Social Madre Clélia Língua Portuguesa 1ºEM Prof. Eliana Martens A prova de redação é extremamente importante em vestibulares e em concursos Avalia diferentes

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS. 3º ano 1º trimestre / 2015. Nome: Data: / /.

ROTEIRO DE ESTUDOS. 3º ano 1º trimestre / 2015. Nome: Data: / /. ROTEIRO DE ESTUDOS 3º ano 1º trimestre / 2015 Nome: Data: / /. Querido (a) Aluno (a), Elaboramos este roteiro com dicas sobre os conteúdos trabalhados no 1º trimestre e que serão abordados nas avaliações

Leia mais

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros

Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Agrupamento de Escolas General Humberto Delgado Sede na Escola Secundária/3 José Cardoso Pires Santo António dos Cavaleiros Planificação Anual 2013-2014 INGLÊS 5º ANO MATRIZ DE CONTEÚDOS E DE PROCEDIMENTOS

Leia mais

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre

Trabalho de Compensação de Ausência - 1º Bimestre Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio Regular. Rua Cantagalo 313, 325, 337 e 339 Tatuapé Fones: 2293-9393 e 2293-9166 Diretoria de Ensino Região LESTE 5 Trabalho de Compensação de Ausência

Leia mais

A ESCRITA CRIATIVA: ESCREVENDO EM SALA DE AULA E PUBLICANDO NA WEB Solimar Patriota Silva (UNIGRANRIO) solimar.silva@unigranrio.edu.

A ESCRITA CRIATIVA: ESCREVENDO EM SALA DE AULA E PUBLICANDO NA WEB Solimar Patriota Silva (UNIGRANRIO) solimar.silva@unigranrio.edu. A ESCRITA CRIATIVA: ESCREVENDO EM SALA DE AULA E PUBLICANDO NA WEB Solimar Patriota Silva (UNIGRANRIO) solimar.silva@unigranrio.edu.br RESUMO O objetivo deste trabalho é apresentar algumas sugestões de

Leia mais

PROVA COMENTADA E RESOLVIDA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO

PROVA COMENTADA E RESOLVIDA PELOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO COMENTÁRIO GERAL DOS PROFESSORES DO CURSO POSITIVO Uma prova, para avaliar tantos candidatos deve ser sempre bem dosada como foi a deste ano. Houve tanto questões de interpretação (6) como de gramática

Leia mais

Conteúdo Básico Comum (CBC) de LÍNGUA PORTUGUESA do Ensino Médio Exames Supletivos/2013

Conteúdo Básico Comum (CBC) de LÍNGUA PORTUGUESA do Ensino Médio Exames Supletivos/2013 SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO MÉDIO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Conteúdo

Leia mais

Considerando a função social das informações geradas nos sistemas de comunicação e informação, o ambiente virtual descrito no texto exemplifica

Considerando a função social das informações geradas nos sistemas de comunicação e informação, o ambiente virtual descrito no texto exemplifica 01) O "Portal Domínio Público", lançado em novembro de 2004, propõe o compartilhamento de conhecimentos de forma equânime e gratuita, colocando à disposição de todos os usuários da Internet, uma biblioteca

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1D

CADERNO DE EXERCÍCIOS 1D Questão CADERNO DE EXERCÍCIOS 1D Ensino Médio Códigos e Linguagens Conteúdo 1 Leitura de tirinha em língua portuguesa Variedades linguísticas letra de 2 música Habilidade da Matriz da EJA/FB H5, H7, H8,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL Ano letivo: 2015/2016. Disciplina: Inglês Ano: 5º COMPETÊNCIAS-CHAVE. 1. Competência em Línguas. 2. Competência Matemática.

PLANIFICAÇÃO ANUAL Ano letivo: 2015/2016. Disciplina: Inglês Ano: 5º COMPETÊNCIAS-CHAVE. 1. Competência em Línguas. 2. Competência Matemática. Governo dos Açores Escola Básica e Secundária de Velas PLANIFICAÇÃO ANUAL Ano letivo: 2015/2016 Disciplina: Inglês Ano: 5º COMPETÊNCIAS-CHAVE 1. Competência em Línguas. 2. Competência Matemática. 3. Competência

Leia mais

COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE

COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE Literatura Infantil aspectos a serem desenvolvidos A natureza da Literatura Infanto-Juvenil está na Literatura e esta é uma manifestação artística. Assim,

Leia mais

Uma experiência em ensinar e aprender linguagem escrita

Uma experiência em ensinar e aprender linguagem escrita Uma experiência em ensinar e aprender linguagem escrita 55 Ana Teberosky neste capítulo propomos uma experiência sobre linguagem escrita cujo enfoque é a interação entre os materiais, a atuação dos professores

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS

ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS 1 Confira se este caderno contém uma proposta de redação e 06 questões discursivas, distribuídas conforme o quadro abaixo. TIPO CONTEÚDO Nº DE QUESTÕES E PROPOSTA Redação

Leia mais

Manual do Aluno ENSINO MÉDIO - 2015. Dicas do professor para sua Organização Pessoal

Manual do Aluno ENSINO MÉDIO - 2015. Dicas do professor para sua Organização Pessoal Ensino. Médio Quando mudamos de ciclo mudam-se também as exigências na confecção dos trabalhos, e entre as principais 2015 Manual do Aluno exigências, surge à nova formatação dos chamados TRABALHOS CIENTÍFICOS,

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 1

PROJETO PEDAGÓGICO 1 PROJETO PEDAGÓGICO 1 Projeto Pedagógico Por Beatriz Tavares de Souza* Título: Às vezes eu tenho medo Autor: Michaelene Mundy Ilustrações: Anne Fitzgerald Coleção: Às vezes eu tenho medo Formato: 20,5 cm

Leia mais

Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA

Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA Formação de PROFESSOR EU ME DECLARO CRIANÇA 1 Especial Formação de Professor Por Beatriz Tavares de Souza* Apresentação O livro apresenta os princípios da Declaração Universal dos Direitos da Criança.

Leia mais

Orientações de Como Estudar Segmento II

Orientações de Como Estudar Segmento II Orientações de Como Estudar Segmento II Aprender é uma tarefa árdua que exige esforço e método e por isso organizamos algumas dicas para ajudá-lo(la) a aprender Como Estudar! Você verá que as orientações

Leia mais

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05 QUESTÃO 01 Arte abstrata é uma arte: a) que tem a intenção de representar figuras geométricas. b) que não pretende representar figuras ou objetos como realmente são. c) sequencial, como, por exemplo, a

Leia mais

PRÁTICAS DE LEITURAS SIGNIFICATIVAS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

PRÁTICAS DE LEITURAS SIGNIFICATIVAS NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL PRÁTICAS DE LEITURAS SIGNIFICATIVAS NOS ANOS INICIAIS Resumo DO ENSINO FUNDAMENTAL MARTINS, Esilda Cruz UEPG maria.esilda@hotmail.com Eixo Temático: Práticas e Estágios nas Licenciaturas. Agência Financiadora:

Leia mais

Guia Curta Fácil 1 Festival Nacional Curta no Celular de Taubaté

Guia Curta Fácil 1 Festival Nacional Curta no Celular de Taubaté 1 Conteúdo TIPOS DE PLANOS... 3 PLANO GERAL... 3 PLANO MÉDIO... 3 PLANO AMERICANO... 4 PRIMEIRO PLANO OU CLOSE-UP... 4 PRIMEIRÍSSIMO PLANO... 4 MOVIMENTOS DE CÂMERA... 5 PANORÂMICAS - PANS... 5 PANORÂMICA

Leia mais

Projetos. Outubro 2012

Projetos. Outubro 2012 Projetos Outubro 2012 Assunto de gente grande para gente pequena. No mês de outubro os brasileiros foram às urnas para eleger prefeitos e vereadores e a Turma da Lagoa não poderia ficar fora deste grande

Leia mais

REVISTA CIENTÍFICA ELETÔNICA DE PEDAGOGIA ISSN: 1678-300X. Ano VIII Número 15 Janeiro de 2010 Periódicos Semestral

REVISTA CIENTÍFICA ELETÔNICA DE PEDAGOGIA ISSN: 1678-300X. Ano VIII Número 15 Janeiro de 2010 Periódicos Semestral ENSINANDO A LER: AS ESTRATÉGIAS DE LEITURA SILVA, Joice Ribeiro Machado da 1 RESUMO Buscamos nessa pesquisa compreender como a criança poderá se tornar uma leitora competente através do letramento literário.

Leia mais

Get Instant Access to ebook Russo Ver Falar PDF at Our Huge Library RUSSO VER FALAR PDF. ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF

Get Instant Access to ebook Russo Ver Falar PDF at Our Huge Library RUSSO VER FALAR PDF. ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF RUSSO VER FALAR PDF ==> Download: RUSSO VER FALAR PDF RUSSO VER FALAR PDF - Are you searching for Russo Ver Falar Books? Now, you will be happy that at this time Russo Ver Falar PDF is available at our

Leia mais

Inglês Instrumental. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 75p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Inglês Instrumental. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 75p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor José Ricardo Moreira Pós graduado em Literatura e autor de literatura para jovens de todas as idades, como prefere classificar as narrativas alinhadas com os grandes temas da atualidade. Em meados

Leia mais

VERSÃO DE TRABALHO. Prova Escrita de Inglês. 11.º Ano de Escolaridade Continuação bienal. Prova 550/2.ª Fase. Critérios de Classificação

VERSÃO DE TRABALHO. Prova Escrita de Inglês. 11.º Ano de Escolaridade Continuação bienal. Prova 550/2.ª Fase. Critérios de Classificação EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Inglês 11.º Ano de Escolaridade Continuação bienal Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 550/2.ª Fase Critérios de Classificação 8 Páginas

Leia mais

Concurso Literário. O amor

Concurso Literário. O amor Concurso Literário O Amor foi o tema do Concurso Literário da Escola Nova do segundo semestre. Durante o período do Concurso, o tema foi discutido em sala e trabalhado principalmente nas aulas de Língua

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR ENSINO MÉDIO. Edenia Maria Ribeiro do Amaral UFRPE/PPGEC Assessoria da Área de Ciências da Natureza - BNCC

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR ENSINO MÉDIO. Edenia Maria Ribeiro do Amaral UFRPE/PPGEC Assessoria da Área de Ciências da Natureza - BNCC BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR ENSINO MÉDIO Edenia Maria Ribeiro do Amaral UFRPE/PPGEC Assessoria da Área de Ciências da Natureza - BNCC A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR É parte de um Sistema Nacional

Leia mais

ATENDIMENTO A CLIENTES

ATENDIMENTO A CLIENTES Introdução ATENDIMENTO A CLIENTES Nos dias de hoje o mercado é bastante competitivo, e as empresas precisam ser muito criativas para ter a preferência dos clientes. Um dos aspectos mais importantes, principalmente

Leia mais

Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa

Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa Processo Seletivo 1.º Semestre 2012 004. Prova Dissertativa Técnico Concomitante ou Subsequente ao Ensino Médio Instruções Confira seu nome e número de inscrição impressos na capa deste caderno. Assine

Leia mais

TRABALHANDO COM O GÊNERO TEXTUAL HISTÓRIA EM QUADRINHOS NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

TRABALHANDO COM O GÊNERO TEXTUAL HISTÓRIA EM QUADRINHOS NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS TRABALHANDO COM O GÊNERO TEXTUAL HISTÓRIA EM QUADRINHOS NO ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS Erida Souza Lima 1 Eixo temático: Educação e Ensino de Ciências Humanas e Sociais Resumo: Os gêneros textuais vêm

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia

Universidade Federal de Uberlândia PRIMEIRA QUESTÃO A) É importante que o candidato ressalte o fato de que, na ilha, a princípio, tudo é eletivo : cabe aos indivíduos escolher os seus papéis. Esta liberdade da constituição do sujeito deve

Leia mais

ESPANHOL. Professor Chico

ESPANHOL. Professor Chico ESPANHOL Professor INTERPRETAÇÃO DE TEXTO COMO DEVO LER OS TEXTOS E RESOLVER AS QUESTÕES DA PROVA DE LÍNGUA ESTRANGEIRA? Para que respondas corretamente as questões sobre os textos da prova, deves fazer

Leia mais

Solução Comentada Prova de Língua Portuguesa

Solução Comentada Prova de Língua Portuguesa Leia as questões da prova e, em seguida, responda-as preenchendo os parênteses com V (verdadeiro) ou F (falso). Texto 1 Januária 08 Toda gente homenageia Januária na janela Até o mar faz maré cheia Pra

Leia mais

Homens. Inteligentes. Manifesto

Homens. Inteligentes. Manifesto Homens. Inteligentes. Manifesto Ser homem antigamente era algo muito simples. Você aprendia duas coisas desde cedo: lutar para se defender e caçar para se alimentar. Quem fazia isso muito bem, se dava

Leia mais

II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL

II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL II FESTIVAL NACIONAL CURTA NO CELULAR GUIA CURTA FÁCIL O FEST CURT CELU Guia Curta Fácil 2 A câmera de cinema funciona como se fosse uma máquina fotográfica que dispara milhares de foto em um espaço muito

Leia mais

Planificação anual - 2015/2016llllllllllll. Disciplina / Ano: Inglês / 5º ano. Manual adotado: Win!5 (Oxford University Press) Gestão de tempo

Planificação anual - 2015/2016llllllllllll. Disciplina / Ano: Inglês / 5º ano. Manual adotado: Win!5 (Oxford University Press) Gestão de tempo 1º PERÍODO 2º PERÍODO 3º PERÍODO ESCOLA BÁSICA DA ABELHEIRA PLANIFICAÇÃO ANUAL DE INGLÊS DO 5.º ANO 2015/2016 Planificação anual - 2015/2016llllllllllll Disciplina / Ano: Inglês / 5º ano Manual adotado:

Leia mais

KARPA DISSIDENT THEATRICALITIES, VISUAL ARTS AND CULTURE

KARPA DISSIDENT THEATRICALITIES, VISUAL ARTS AND CULTURE KARPA DISSIDENT THEATRICALITIES, VISUAL ARTS AND CULTURE Karpa - Revista de Teatralidades Dissidentes e Cultura Visual aceita submissões em português, espanhol ou inglês. Os artigos enviados são primeiramente

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA Módulo Geral

LÍNGUA PORTUGUESA Módulo Geral Módulo Geral CONCURSO: Ministério do Trabalho e Emprego CARGO: Auditor-Fiscal do Trabalho PROFESSOR: Pablo Jamilk Este curso é protegido por direitos autorais (copyright), nos termos da Lei n.º 9.610/1998,

Leia mais

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra!

Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à obra! ROTEIRO DE ESTUDOS DE LITERATURA PARA A 3ª ETAPA 2ª SÉRIE Finalmente, chegamos ao último Roteiro de Estudos do Segundo ano! Você já sabe como proceder! Organize seu material, revise o conteúdo e mãos à

Leia mais

Fig. 247 Storyboard 2

Fig. 247 Storyboard 2 173 Fig. 247 Storyboard 2 174 Fig. 248 Storyboard 2 Fig. 249 Storyboard 2 175 176 3.2.5 Edição visual e sonora Foram realizadas algumas etapas: análise, seleção e edição da imagem (correção de cor, luz,

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR CAPÍTULOS 01 AO 08 ESTRUTURA DO VERBO TO BE NA SENTENÇA AFIRMATIVA

MATERIAL COMPLEMENTAR CAPÍTULOS 01 AO 08 ESTRUTURA DO VERBO TO BE NA SENTENÇA AFIRMATIVA MATERIAL COMPLEMENTAR CAPÍTULOS 01 AO 08 noções de inglês 2013.1 O VERBO TO BE O verbo to be corresponde no português aos verbos ser ou estar. Ele é utilizado para descrever e identificar pessoas e objetos

Leia mais

ROMANTISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL

ROMANTISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL AULA 10 LITERATURA PROFª Edna Prado ROMANTISMO EM PORTUGAL E NO BRASIL I - CONTEXTO HISTÓRICO Na aula passada nós estudamos as principais características do Romantismo e vimos que a liberdade era a mola

Leia mais

Metas Curriculares de Português

Metas Curriculares de Português Metas Curriculares de Português Ensino Básico 3.º Ciclo O domínio da ESCRITA Helena C. Buescu, Maria Regina Rocha, Violante F. Magalhães Objetivos e Descritores de Desempenho Escrita 7.º Ano Objetivos

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 2ª Etapa 2013 Disciplina: Inglês Ano: 7o Professora: Viviane Turma: 7. Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação. Faça

Leia mais