Documento de Casos de Uso. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Documento de Casos de Uso. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho"

Transcrição

1 Documento de Casos de Uso MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho

2 1. Índice 2. Introdução 3 3. Descrição dos atores 3 4. Diagrama de caso de uso Casos de usos Comprar pacote Visualizar aquisições Selecionar pacote Selecionar opções de hotel Fazer feedback Cadastrar destino Cadastrar cliente Visualizar pacotes Cadastrar operador Acessar log do sistema

3 2. Introdução Continuando nossa especificação do sistema do site ViajarFacil.com.br, construímos agora o documento de especificação de casos de uso. Sua importância para a descrição do sistema é bastante visível: o documento deixa bem claro o que é a funcionalidade, quais são os atores que interagem sobre a mesma e qual o fluxo de atividades no caso de sucesso ou alternativo do caso de uso. A descrição escrita, associado aos diagramas de caso de uso e de sequencia, formam uma base sólida para a compreensão do programa como um todo, tanto pelo cliente quanto pela equipe de implementadores e gerentes do sistema. 3. Descrição dos atores Segue a tabela com todos os atores do sistema e suas respectivas descrições. Nome Descrição Responsabilidades Cliente Visitante Cadastrado Operador Administrador Sistema de Reserva de Hotel Sistema de Reserva de Transporte Sistema de Bandeira de Pessoa que utilizará o sistema para benefício próprio. Cliente que não possui cadastro no site. Cliente cadastrado no site que poderá desfrutar de todas as vantagens do sistema. Pessoa para gerenciar o sistema do ViajarFácil Pessoa que terá acesso total do sistema ViajarFácil. Parceiro responsável por reservar o Hotel escolhido pelo Sistema do ViajarFácil Parceiro responsável por reservar as passagens de avião ou cruzeiro marítimo Parceiro responsável por realizar o pagamento do Visualizar os pacotes disponíveis no site. Herda as funções do cliente e poderá também se cadastrar no ViajarFácil. Herda todas as funções do cliente. Poderá comprar um pacote, excluir o próprio cadastro, visualizar aquisições, fazer feedback e imprimir o roteiro. Responsável por cadastrar destinos, passeios e guias. Herda todas as responsabilidades do operador. Em específico gerencia o cadastro de operadores e outros administradores. Acessa a lista de usuários, log do sistema e pagamentos. Mostrar todos os hotéis disponíveis em um período de um local passado pelo ViajarFácil. Reservar o Hotel escolhido pelo sistema do ViajarFácil. Mostrar os transportes existentes para a origem, destino e período escolhidos pelo cliente. Reservar as passagens aéreas ou marítimas da opção escolhida pelo cliente cadastrado. Realizar o pagamento com cartões de crédito de um pacote comprado pelo cliente cadastrado. 3

4 Cartão Sistema Bancário Tempo pacote através de cartão de crédito do cliente. Parceiro responsável por gerar o boleto bancário de um pacote escolhido pelo cliente. Ator que determinará um certo período de tempo ocorrer para algumas transações do ViajarFácil Avisar o sistema do ViajarFácil quando o pagamento for realizado. Gerar o boleto bancário de um pacote com o valor fornecido pelo ViajarFácil. Avisar o sistema do ViajarFácil quando o pagamento do boleto for realizado. Liberar as funções que o utilizam após decorrido o período estipulado 4. Diagrama de casos de uso Abaixo está o diagrama de casos de uso do sistema ViajarFácil. 4

5 Os 10 casos de uso escolhidos para melhor descrição foram: visualizar pacotes, comprar pacote, selecionar pacote, selecionar opções de hotel, fazer feedback, cadastrar destino, visualizar aquisições, cadastrar cliente, cadastrar operador, acessar log do sistema. 5. Casos de uso 5.1 Comprar Pacote 1. Caso de Uso a. Breve descrição O cliente cadastrado, após selecionado o pacote, faz a compra do mesmo. O sistema registra a compra e informa ao cliente que só será confirmado as reservas após a confirmação da primeira parcela. b. Atores Cliente Cadastrado. c. Pré-condições O cliente cadastrado deve estar logado no site e já ter selecionado o pacote desejado. d. Pós-condições O sistema registra a compra no log e o cliente é redirecionado para visualizar sua aquisição. e. Requisitos funcionais Comprar pacote, selecionar pacote, visualizar pacote, selecionar opções de hotel, imprimir roteiro e executar pagamento. f. Requisitos não funcionais 2. Fluxo básico Confirmar a compra de pacote em até 5 minutos após o cliente clicar no botão de confirmar a compra. Os dados preenchidos pelo cliente deverão ser guardados com o padrão de segurança ABNT NBR ISO/IEC : a. Será mostrada uma tela com todas as escolhas dele: i. Hotel com estrelas e faixa de preço 5

6 ii. Destino, origem, período iii. Avião ou cruzeiro selecionado iv. Opções de passeio (caso tenha sido escolhido) v. Guia (caso tenha sido escolhido) vi. Preço total b. O cliente confirma as opções. c. É direcionado para <Include>(Executar Pagamento). d. Após confirmar o pagamento será feito <Include>(Reservar Pacote). e. Os dados da compra do cliente são registrados no log do sistema. f. O cliente é redirecionado para a tela de (Visualizar Aquisições), onde pode verificar o status da sua compra. 3. Fluxos alternativos a. No passo b o cliente poderá não confirmar as opções e então será redirecionado para a tela de (Visualizar pacotes). b. No passo c, o pagamento pode não ter sido efetuado e as reservas não são feitas. O sistema atualiza o status de (Visualizar Aquisições) para cancelamento de compra. O cliente pode fazer um novo (Selecionar Pacote) e começar o processo de novo. c. No passo d alguma reserva pode não ser realizada e então a compra é cancelada e o dinheiro é devolvido ao cliente. 4. Diagrama de sequência a. Cenário de sucesso 6

7 b. Cenário excepcional 5.2 Visualizar Aquisições 1. Caso de usos a. Breve descrição O cliente cadastrado, após logado no sistema e se já tiver feito uma compra pelo sistema, poderá visualizar em uma janela todas as aquisições feitas. Na mesma janela é possível selecionar o pacote já adquirido e visualizar mais detalhes sobre o mesmo. Se a viagem ainda não foi realizada o cliente pode <Extend>(Cancelar pacote). b. Atores Cliente Cadastrado c. Pré-condições O cliente cadastrado deve estar logado no site e já ter comprado ou reservado pelo menos um pacote. d. Pós-condições O sistema abre uma tela com uma lista simplificada (contendo hora/data da compra, hora/data e destino da viagem e código da aquisição) e cada item selecionado pelo cliente na lista o sistema abre 7

8 uma outra tela contendo mais detalhes sobre pacote. Se cancelado o pacote o sistema envia uma mensagem para o operador e administrador para que eles possam analisar o caso e realizar as devidas medidas. e. Requisitos funcionais Visualizar aquisições. f. Requisitos não funcionais 2. Fluxo básico Interface simples e intuitiva e a funcionalidade deve ser confiável (somente o próprio cliente cadastrado poderá visualizar as informações dos pacotes que adquiriu e/ou cancela-los). a. Será mostrado uma tela com as aquisições de pacotes feitas pelo cliente de forma simplificada contendo em uma cada linha: i. Código da aquisição; ii. Data e hora da aquisição; iii. Destino da viagem; iv. Data e hora de partida da viagem; v. Status da aquisição. b. Se selecionada um pacote o sistema abre uma janela com informações mais detalhadas sobre o pacote contendo: i. Código da aquisição; ii. Destino, origem; iii. Data e hora de partida da viagem; iv. Data e hora de retorno da viagem; v. Local de partida e de retorno; vi. Hotel onde será hospedado; vii. Avião ou cruzeiro selecionado; viii. Opções de passeio (caso tenha sido escolhido); ix. Guia (caso tenha sido escolhido); x. Preço total e parcelas; xi. Status da aquisição do pacote: não confirmada: pacote foi somente selecionado a partir do sistema. confirmada: foi realizado o pagamento de pelo menos a primeira parcela. concluída: viagem realizada e pagamento realizado totalmente. cancelada: pacote cancelado pelo cliente ou operador/administrador. 8

9 xii. xiii. xiv. Motivo do cancelamento (Se houver cancelamento por parte do administrador/operdor); Prazo de cancelamento; Prazo dos pagamentos. c. Se selecionado a ação de <Extend>(Cancelar pacote) o sistema envia uma mensagem para o operador e o administrador analisarem o caso. d. Se o pacote for cancelado por qualquer motivo seu status muda pra cancelado. e. Se um pacote da lista está com o status cancelado por mais de um mês ele é removido de (Visualizar Aquisições). f. Todas as modificações feitas em (Visualizar Aquisições) são registradas no log do sistema. 3. Fluxos alternativos a. A qualquer momento o sistema poderá cancelar a viagem e então todo o dinheiro já pago pelo cliente será devolvido. O administrador altera o status em (Visualizar Aquisições) com o motivo do cancelamento. 4. Diagrama de sequência a. Cenário de sucesso b. Cenário excepcional 9

10 5.3 Selecionar Pacote 1. Caso de usos a. Breve descrição O cliente após estar logado no sistema pode montar o seu pacote de viagem selecionando várias opções que o pacote pode oferecer, como: origem, destino, hotel, período, transporte, passeios locais e guia. b. Atores Cliente Cadastrado c. Pré-condições O cliente cadastrado deve estar logado no sistema. d. Pós-condições O sistema abre uma tela com a lista final das opções selecionadas sobre o pacote, registra o pacote no log do sistema, coloca os dados do pacote em (Visualizar Aquisições) e redireciona o cliente para (Comprar Pacote). e. Requisitos funcionais 10

11 Selecionar pacote, comprar pacote. visualizar pacotes. f. Requisitos não funcionais 2. Fluxo básico As opções devem ser de fácil entendimento, a lista final deve ser mostrada em no máximo 10 segundos e ela deve ser simples e intuitiva. a. Será mostrado na tela uma lista de opções simplificadas e intuitivas sobre cada item a seguir: i. Origem; ii. Destino; iii. Período; iv. Hotel; v. Transporte; vi. Passeio (sim ou não); vii. Guia (sim ou não); b. Após selecionadas as opções simplificadas passa-se para uma nova pagina com opções mais detalhadas e específicas de cada item da lista anterior selecionada. Caso não haja um opção mais detalha mostra-se somente a opção anteriormente escolhida. c. Após a seleção do item b mostra-se o pacote final e o cliente deve confirmá-lo. d. Após a confirmação, o cliente é redirecionado para (Comprar Pacote). e. O sistema registra no log o pacote selecionado pelo cliente. f. O sistema manda os dados do pacote para (Visualizar Aquisições). 3. Fluxo alternativo a. Quando o cliente entrar no item b do fluxo básico ele pode querer modificar algo já selecionada anteriormente pelo item a. Voltando para a pagina anterior todos o itens selecionados pelo cliente ainda estará selecionado. b. No item c do fluxo básico o cliente pode não confirmar o pacote final podendo assim retornar tanto para o item a ou item b do fluxo básico. 4. Diagrama de sequência 11

12 a. Cenário de sucesso b. Cenário excepcional 12

13 5.4 Selecionar Opções de Hotel 1. Caso de usos a. Breve descrição O cliente pode, durante a seleção de pacote em (Selecionar Pacote), filtrar as possibilidades por meio da categoria do hotel (estrelas) e da faixa de preço que deseja pagar. Ao selecionar um hotel, poderá verificar a disponibilidade num certo período e ler possíveis indicações. b. Atores Clientes cadastrados c. Pré-condições O cliente cadastrado deve estar logado no sistema e estar na pagina de (Seleciona Pacote). d. Pós-condições O sistema recebe a opção escolhida e junta com as outras de (Selecionar Pacote). e. Requisitos funcionais Selecionar pacote, visualizar pacote. f. Requisitos não funcionais 2. Fluxo básico A interface deve ser simples e intuitiva e a lista de hotéis deve ser formada e mostrada em no máximo 10 segundos. a. Em (Selecionar Opções de Hotel) o cliente informa os seguintes itens: i. Categoria do hotel; ii. Faixa de preço. b. Em outra pagina de (Selecionar Opções de Hotel) o sistema mostra para o cliente as possibilidades de hotéis de acordo com as opções escolhidas por ele. c. O cliente escolhe o hotel. d. O sistema deixa selecionado o hotel em (Selecionar Pacote). e. O cliente continua em (Selecionar Pacote). 13

14 3. Fluxo alternativo a. No item b do fluxo básico o cliente pode clicar em uma opção de hotel para ver a disponibilidade e possíveis indicações. b. Em e do fluxo básico o cliente pode mudar de ideia sobre o hotel escolhido anteriormente. Assim volta para a seleção de hotel. c. Após o item a pode não haver hotel na especificação escolhida pelo cliente, assim o cliente deve modificar os dados sobre categoria do hotel e faixa de preço até que haja um hotel que se encaixe nas especificações. 4. Diagrama de sequência a. Cenário de sucesso b. Cenário excepcional 14

15 5.5 Fazer Feedback 1. Caso de Uso a. Breve descrição O cliente cadastrado poderá, logo após o fim do período da viagem do pacote comprado, enviar um feedback sobre a experiência de utilizar os serviços oferecidos pelo ViajarFacil.com.br. O preenchimento do mesmo é opcional. b. Atores Cliente Cadastrado e Tempo c. Pré-condições O Cliente deve estar logado no site ter adquirido um pacote e a data de acesso ao sistema deve ser superior à data de fim do período de viagem do pacote adquirido. d. Pós-condições Ao término do preenchimento, o cliente recebe na tela uma mensagem de agradecimento e é redirecionada, depois de 5 segundos para a tela de visualizar pacote. O log do sistema é atualizado e o administrador por visualizar o feedback emitido pelo cliente. e. Requisitos funcionais Fazer Feedback, cadastrar passeio, cadastrar guia. 15

16 f. Requisitos não funcionais 2. Fluxo básico O questionário de feedback deverá conter perguntas com alternativas, obrigatoriamente conterá a pergunta De 0 a 10, quanto você indicaria o ViajarFacil.com.br para um amigo e o cliente deverá ser capaz de preenchê-lo integralmente em, no máximo, 10 minutos. a. Período da viagem comprada se encerra e a opção de feedback fica disponível na tela de visualizar pacotes b. Cliente seleciona opção de fazer o feedback c. Questionário é respondido e enviado d. Mensagem de agradecimento é exibida e. Cliente retorna para a tela de Visualizar Pacotes 3. Fluxos alternativos No passo d, o cliente pode não querer responder todo o questionário no momento, então nesse caso ele selecionará a opção de salvar o questionário respondido até o momento e retornar para a tela de Visualizar Pacotes. 4. Diagrama de sequência a. Cenário de sucesso b. Cenário Excepcional 16

17 5.6 Cadastrar destino 1. Caso de Uso a. Breve descrição O Operador do Sistema poderá cadastrar novos destinos para a venda dos pacotes turísticos. O Sistema de Reserva do Hotel receberá as informações do novo destino cadastrado para fornecer a lista de vagas disponíveis para o mesmo. a. Atores Operador do Sistema c. Pré-condições O Operador deve estar logado na parte de administração do sistema. d. Pós-condições Após o cadastro, o novo destino ficará disponível para escolha dos clientes do ViajarFacil.com.br. Log do sistema é atualizado. e. Requisitos funcionais Cadastrar destino, cadastrar passeio e cadastrar guia. 17

18 f. Requisitos não funcionais 2. Fluxo básico Cadastro deve ser preenchido em, no máximo, 15 minutos. a. Operador do Sistema insere os seguintes dados do novo destino: 1. Nome do local; 2. País; 3. Clima; 4. Pontos turísticos; b. Operador do sistema insere novo extend<cadastrar Guia> c. Operador do sistema insere novo extend<cadastrar Passeio> d. Informações do destino são enviadas para o Sistema de Reserva de Hotel e. Novo destino fica disponível na lista de pacotes para venda 3. Fluxos alternativos a. O passo c é opcional, sendo que o Operador do sistema pode cadastrar um novo Guia (através de extend<cadastrar Guia>) em qualquer momento posterior ao cadastro do Destino. b. O passo d é opcional, sendo que o Operador do sistema pode cadastrar em novo Passeio (através de extend<cadastrar Passeio>) em qualquer momento posterior ao cadastro do Destino. 4. Diagrama de sequência a. Cenário de sucesso b. Cenário Excepcional 18

19 5.7 Cadastrar Cliente 1. Caso de Uso a. Breve descrição O cliente Visitante do ViajarFacil.com.br pode se cadastrar no site, tendo então acesso liberado à aquisição de pacotes de viagem. b. Atores Cliente Visitante c. Pré-condições Cliente Visitante deve ter entrado no site do ViajarFacil.com.br e acessado a página de cadastro d. Pós-condições Liberada a aquisição de pacotes para o usuário, log do sistema é atualizado. e. Requisitos funcionais Cadastrar Cliente, Visualizar pacotes. f. Requisitos não funcionais 2. Fluxo básico Cliente deve ser capaz de se cadastrar em, no máximo 5 minutos. 19

20 a. Cliente visitante acessa a página de cadastro do ViajarFácil.com.br b. Cliente preenche o formulário 1. Nome completo; 2. RG; 3. CPF; 4. Data de Nascimento; 5. Estado Civil; 6. Endereço residencial; 7. Telefone fixo; 8. Celular; 9. Nome de Usuário; 10. ; 11. Senha de login; 12. Como conheceu o site; c. Cliente recebe confirmação por d. Log do sistema é atualizado e. Cliente ganha acesso à aquisição de pacotes 3. Fluxos alternativos a. O passo b pode não ser concluído, neste caso o cadastro não é realizado e o cliente volta para a página inicial b. O passo c pode não se completar por problemas com inválido do cliente, neste caso, o cliente terá de fazer um cadastro novo, com um válido. 4. Diagrama de sequência a. Cenário de sucesso 20

21 b. Cenário Excepcional 5.8 Visualizar pacotes 1. Caso de Uso a. Breve descrição Os clientes, cadastrados ou visitantes, poderão visualizar os pacotes oferecidos pelo ViajarFacil.com assim que acessarem o site. b. Atores Cliente Cadastrado e Visitante c. Pré-condições O cliente deve entrar na seção do site correspondente à visualização dos pacotes. d. Pós-condições 21

22 Selecionado o pacote, o cliente é redirecionado para página de login do sistema, com a finalidade de dar continuidade ao processo de compra do pacote. e. Requisitos funcionais Visualizar pacotes f. Requisitos não funcionais 2. Fluxo básico As informações dos pacotes devem ser claras e objetivas. O sistema deverá mostrar datas de viagem marcadas para o pacote, meio de transporte, passeios e principais locais de visita. A diagramação e restrição de espaço devem ser respeitadas, de tal forma que o número de informações seja restrito, podendo o cliente averiguar as demais assim que clicar no pacote para mais detalhes. Além disso, deve haver paginação se o número de pacotes ultrapassar 10, de tal forma que a estética do site seja preservada. a. Cliente entra no site b. Seleciona a seção de pacotes. c. Cliente seleciona o pacote que lhe interessa, clicando no botão "informações" para conhecer os detalhes do pacote (período de viagem, origem, destino, vôo ou cruzeiro, hotel, guia e preço). 3. Fluxos alternativos O passo "c" pode não ser concluído, de tal forma que o sistema não exiba as informações do pacote. Neste caso, deve retornar à tela de pacotes e exibir uma janela de erro ao usuário, solicitando-lhe nova tentativa. 4. Diagrama de sequência a. Cenário de sucesso 22

23 b. Cenário Excepcional 5.9 Cadastrar operador 1. Caso de Uso a. Breve descrição 23

24 O administrador poderá cadastrar operadores do sistema e outros administradores. b. Atores Administrador do sistema. c. Pré-condições O administrador deve estar logado na parte de administração do sistema. d. Pós-condições O banco de dados de usuários do sistema é atualizado. O novo usuário passa a estar disponível para login. Sistema volta para o painel de administração. e. Requisitos funcionais Cadastrar operador f. Requisitos não funcionais 2. Fluxo básico O tempo de resposta do sistema, ao finalizar o cadastro, deve ser inferior a 10 segundos. a. Administrador do sistema seleciona Cadastrar operador na seção de administração do sistema. b. Administrador do sistema insere dos dados do novo operador (usuário e senha). c. Administrador do sistema clica no botão salvar. 3. Fluxos alternativos a. O passo "a" pode falhar, caso o usuário insira a senha errada. O sistema volta à tela de login, informando que a entrada da senha foi incorreta. b. O passo "d" pode não ser concluído caso os campos usuário e senha não respeitam o número mínimo de caracteres (seis) ou o padrão de encriptação adotado (obrigatoriamente composta por caracteres alfanuméricos). Neste caso, o sistema informa o erro ao operador do sistema, indicando o campo a ser corrigido (ou ambos, se for o caso). 4. Diagrama de sequência 24

25 a. Cenário de sucesso b. Cenário Excepcional 5.10 Acessar log do sistema 1. Caso de Uso a. Breve descrição 25

26 O sistema deverá conter um log com todas as transações efetuadas pelo cliente (seleção, compra, pagamento, impressão), operador (inclusão/exclusão/edição de destino, guia, passeio) e administrador (inclusão/exclusão/edição de operador, acesso de pagamento). b. Atores 2. Fluxo básico Administrador c. Pré-condições O operador do sistema deve estar logado na parte de administração do sistema. d. Pós-condições O sistema deve exibir uma lista com todas as modificações feitas por usuários do sistema, sejam transações do cliente, ações do operador ou do administrador. Essa lista é passível de filtro por ator (cliente, operador de sistema ou administrador), por ação (cliente: seleção, compra, pagamento ou impressão; operador: inclusão/edição/exclusão de destino, guia ou passeio; administrador: inclusão/edição/remoção de operador, acesso aos pagamentos). e. Requisitos funcionais Acesso ao log do sistema. f. Requisitos não funcionais O log deverá ser gerado em até 15 segundos. a. Administrador do sistema faz login no sistema b. Administrador do sistema acessa seção de log do sistema. c. Administrador do sistema seleciona filtros adequados para geração do log esperado. 3. Fluxos alternativos a. O passo "c" pode não ser concluído, de tal forma que o sistema exiba o log inteiro ao invés de uma parte (filtrada do todo). 4. Diagrama de sequência 26

27 a. Cenário de sucesso b. Cenário Excepcional Diego Zilioti Fabiano de Sousa - RA: Diego Sanches Rubini - RA: Murilo Travarelli - RA: Roberto Hirozaku Usui - RA: Tiago de Lima Ferreira - RA:

Documento de Diagrama de Classes. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho

Documento de Diagrama de Classes. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho Documento de Diagrama de Classes MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho 1. Índice 2. Introdução 3 3. Diagrama de casos de uso simplificado 3 4. Dicionário

Leia mais

Documento de Especificação de Requisitos. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho

Documento de Especificação de Requisitos. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho Documento de Especificação de Requisitos MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho 1. Índice 2. Introdução 3 3. Glossário 3 4. Definição dos requisitos do usuário

Leia mais

Modelagem Estática. Modelagem Estática. INF318 - Análise Orientada a Objetos e Projeto Arquitetural

Modelagem Estática. Modelagem Estática. INF318 - Análise Orientada a Objetos e Projeto Arquitetural Modelagem Estática Grupo 3: Caio Gomes Geovane Godoi Leonardo Tamura Roberto Honda Rosana Fagundes Talita Malaquias Página 1 1. Índice 1. Índice... 2 2. Caso de Uso #04 Reservar pacote... 3 3. Caso de

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Trabalho 2 Modelagem Dinâmica do Sistema ViajarFácil.com.br Disciplina: INF318 - Modelagem Orientada a Objetos e Projeto Arquitetural Profa. Dra. Cecília M. F. Rubira Equipe 5 Jeniffer

Leia mais

IF-718 Análise e Projeto de Sistemas

IF-718 Análise e Projeto de Sistemas Centro de Informática - Universidade Federal de Pernambuco Especificação de Requisitos do Software Sistema de Gerenciamento de Restaurantes IF-718 Análise e Projeto de Sistemas Equipe: Jacinto Filipe -

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Trabalho 1 Modelagem Estática do Sistema ViajarFácil.com.br Disciplina: INF318 - Modelagem Orientada a Objetos e Projeto Arquitetural Profa. Dra. Cecília M. F. Rubira Equipe 5 Jeniffer

Leia mais

ViajarFácil Sistema de Reserva de Viagens

ViajarFácil Sistema de Reserva de Viagens ViajarFácil Sistema de Reserva de Viagens Modelagem Estática UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas Especialização Engenharia de Software - INF318/2011 Equipe Aline Gomes André Rodrigues Fonseca Diego

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS. PROGRAMADOR Joel Victor. Introdução

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS. PROGRAMADOR Joel Victor. Introdução Página 1 de 16 Introdução Documento para especificação de programa do Caso de Uso Manter Usuários. Além da descrição de programa o documento terá o diagrama de classes e o diagrama de sequência. Caso de

Leia mais

Especificações de Casos de Uso UC04 Cadastro de Funcionários

Especificações de Casos de Uso UC04 Cadastro de Funcionários Especificações de Casos de Uso UC04 Cadastro de Funcionários Sistema Gerenciador de Locadora Documento de Caso de Uso UC04 Versão 1.1 Responsável: Gustavo Teles UC04 Cadastro de Funcionários Página 1 de

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS

MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS NETPAN CDC VEÍCULOS CONTATO COMERCIAL ÍNDICE 1. ACESSO AO SISTEMA... 3 1.1. ABERTURA DO INTERNET EXPLORER...3 1.2. ACESSO AO NETPAN...3 1.2.1. Tela Inicial...4 1.2.2. Digitando

Leia mais

DIAGRAMA DE CASO DE USO

DIAGRAMA DE CASO DE USO Simulador de uma casa bancária: que faz empréstimo para aposentados, pensionistas e funcionários públicos. Onde deve-se calcular a margem de consignação, o valor das parcelas de cada empréstimo e o valor

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS. PROGRAMADOR Joel Victor. Introdução

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS. PROGRAMADOR Joel Victor. Introdução Página 1 de 15 Introdução Documento para especificação de programa do Caso de Uso Manter Usuários. Além da descrição de programa o documento terá o diagrama de classes e o diagrama de sequência. Caso de

Leia mais

Manual do Usuário Central de Agendamento. Versão 1.1

Manual do Usuário Central de Agendamento. Versão 1.1 Manual do Usuário Central de Agendamento Versão 1.1 Maio, 2014 Central de Agendamento Manual de utilização Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Setor: Coordenação de Sistemas - COSIS Histórico de Revisões

Leia mais

TUTORIAL FERRAMENTA DE PRÉ-AGENDAMENTO ONLINE. MAPLO

TUTORIAL FERRAMENTA DE PRÉ-AGENDAMENTO ONLINE. MAPLO TUTORIAL FERRAMENTA DE PRÉ-AGENDAMENTO ONLINE. MAPLO Carta de Apresentação Prezados Parceiros, A Maplo traz uma inovação em seu atendimento, com o intuito de facilitar o processo de pré-matrícula em nossos

Leia mais

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718)

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Professor: Augusto Sampaio (acas@cin.ufpe.br) Online Store Documento de Requisitos Equipe: Edilson

Leia mais

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Acesso para cadastramento da empresa 2 Caso já tenha se

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS

MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS NETPAN CDC VEÍCULOS LOJISTA ÍNDICE 1. ACESSO AO SISTEMA... 3 1.1. ABERTURA DO INTERNET EXPLORER...3 1.2. ACESSO AO NETPAN...3 1.2.1. Tela Inicial...4 1.2.2. Digitando o Nome

Leia mais

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com. Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.br SÃO PAULO - SP SUMÁRIO Introdução... 3 Autenticação no sistema administrativo... 4 Apresentação do sistema administrativo... 5 Gerenciamento

Leia mais

Cenários do CEL. Acessar ao sistema

Cenários do CEL. Acessar ao sistema Cenários do CEL Acessar ao sistema Permitir que o usuário acesse ao Sistema de Léxicos e Cenários nas seguintes condições: logando-se, quando já estiver cadastrado; ou incluindo usuário independente, quando

Leia mais

VIA FÁCIL - BOMBEIROS

VIA FÁCIL - BOMBEIROS SECRETARIA DO ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO CORPO DE BOMBEIROS VIA FÁCIL - BOMBEIROS MANUAL DO USUÁRIO Versão V1.0 1 Índice A INTRODUÇÃO 4 B USUÁRIO NÃO

Leia mais

Requisitos - M.O.P.I.

Requisitos - M.O.P.I. Casos de Uso 1. Cadastrar Requisitos - M.O.P.I. 1.1. Paciente O usuário fornece ao sistema Nome, CPF, Endereço, Celular, Login e Senha obrigatoriamente, além de campos opcionais como Alergias, RG, Plano

Leia mais

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador 2015 TUTORIAL SIGAMAZÔNIA Desenvolvido por: FAPESPA LABES-UFPA Sumário Sumário... 3 CADASTRO NO SISTEMA... 5 FAZENDO LOGIN NO SIGAMAZÔNIA... 5 MENU INICIAL... 6

Leia mais

Ferramenta de Pré-agendamento Online Tutorial de Utilização para Usuários TUTORIAL P R É A G E N D A M E N T O O N L I N E.

Ferramenta de Pré-agendamento Online Tutorial de Utilização para Usuários TUTORIAL P R É A G E N D A M E N T O O N L I N E. TUTORIAL P R É A G E N D A M E N T O O N L I N E. P á g i n a 1 26 Carta de Apresentação Prezados Parceiros, A SEED Business Group traz uma inovação em seu atendimento, com o intuito de facilitar o processo

Leia mais

CPS FINANÇAS PESSOAIS MANUAL DO USUÁRIO

CPS FINANÇAS PESSOAIS MANUAL DO USUÁRIO APRESENTAÇÃO O CPS FINANÇAS PESSOAIS é um software desenvolvido para gerenciar a movimentação financeira de forma pessoal, rápida e simplificada fornecendo relatórios e demonstrativos. Este manual é parte

Leia mais

Senha: Dígitos do CPF (sem pontos ou traço)

Senha: Dígitos do CPF (sem pontos ou traço) 1. Login Para realizar o acesso à ferramenta de suporte FAPAM, basta acessar o endereço: http://www.fapam.edu.br/helpdesk/ Usuário: Número da Chapa - FAPAM Senha: Dígitos do CPF (sem pontos ou traço) 2.

Leia mais

PAINEL GERENCIADOR DE E-MAILS

PAINEL GERENCIADOR DE E-MAILS Este manual foi criado com o objetivo de facilitar o gerenciamento de suas contas de e-mail. Com ele, o administrador poderá criar e excluir e-mails, alterar senha, configurar redirecionamento de contas,

Leia mais

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718)

Online Store. Documento de Requisitos. Universidade Federal de Pernambuco. Centro de Informática. Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Universidade Federal de Pernambuco Centro de Informática Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas (IF718) Professor: Augusto Sampaio (acas@cin.ufpe.br) Online Store Documento de Requisitos Equipe: Edilson

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO A marca do melhor atendimento. Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3.

Leia mais

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida:

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida: O que é o TDMax Web Commerce? O TDMax Web Commerce é uma ferramenta complementar no sistemas de Bilhetagem Eletrônica, tem como principal objetivo proporcionar maior conforto as empresas compradoras de

Leia mais

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário 70040-020 Brasília - DF SAC Manual do Usuário Sumário Assunto PÁGINA 1. Objetivos do Manual 3 2. Perfil do Usuário 3 2.1 Coordenador Institucional 3 3. Acesso ao Sistema SAC 3 3.1 Endereço de acesso 3

Leia mais

Manual para Transportadoras

Manual para Transportadoras Índice 1 Objetivo... 3 2 O Projeto e-suprir... 3 3 Introdução... 3 4 Informações Básicas... 4 4.1 Painel de Controle Compras... 4 5 Acessando o Pedido... 5 6 Digitando o Espelho de Nota Fiscal... 7 6.1

Leia mais

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Manual de Utilização Perfil Beneficiário 1. 2. Objetivo do Manual... 2 Siglas e Abreviações... 2 3. Perfil do Usuário... 2 4. Descrição Geral do Sistema...

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Guia operação site www.atu.com.br

Guia operação site www.atu.com.br Guia operação site www.atu.com.br OBS: as telas no site bem como no sistema de gestão poderão sofrer alguma alteração, com base nos exemplos ilustrativos deste manual. 1. Objetivo Este guia tem como objetivo

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED Esta parte do sistema como descrito anteriormente neste manual permite que seus agentes tenham acesso á uma área exclusiva para acessar informações pessoais como: Meu Extrato

Leia mais

Manual NOV - PDV. Versão 1.0

Manual NOV - PDV. Versão 1.0 Manual NOV - PDV Versão 1.0 Sumário 01 Captura de Nota Fiscal...3 02 Remessa de Entrada...6 03 Remessa de Saída......9 04 Pedido Normal...12 05 Pedido Especial...16 06 Nota Fiscal Avulsa...18 07 Controle

Leia mais

Sistema de Bilhetagem Eletrônica

Sistema de Bilhetagem Eletrônica GUIA DE REFERÊNCIA SIB Sistema de Bilhetagem Eletrônica Projeto Sistema de Bilhetagem Eletrônica Documento MR (17/Maio/2011) Tabela 1 Histórico das alterações no documento Data Versão Autor Descrição 09/11/2010

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS Página 1 de 7 Especificação de Programa Sistema de Vendas de Pizzas Online () - Versão 1.0 Autenticar Usuários Versão do Documento:1.0 Página 2 de 7 Histórico de Revisão Data Versão do Documento 26/08/2011

Leia mais

Cadastro e Comercialização de Vale-Transporte Guia de Utilização

Cadastro e Comercialização de Vale-Transporte Guia de Utilização 1º PASSO: ACESSO À PAGINA PARA EMPREGADORES NÃO CADASTRADOS Acesse o site www.tripoa.com.br e selecione a opção Vale-transporte, ou então acesse www.trensurb.gov.br. Neste espaço você será informado sobre

Leia mais

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015

Monitor de Comercialização Ofertante. Última Atualização 12/11/2015 Monitor de Comercialização Ofertante MT 43-1-00015-0 Última Atualização 12/11/2015 Índice I Como acessar um Leilão II Informações básicas III Anexos IV Como inserir subitens V Emissão de Relatórios VI

Leia mais

Aquisição de Créditos Eletrônicos. lojavirtual@sptrans.com.br

Aquisição de Créditos Eletrônicos. lojavirtual@sptrans.com.br Loja Virtual Aquisição de Créditos Eletrônicos 1 lojavirtual@sptrans.com.br O que é a Loja Virtual Ferramenta que possibilita a aquisição de créditos eletrônicos diretamente pelo site da SPTrans. 2 Quem

Leia mais

Manual de utilização do Relatório de Viagens

Manual de utilização do Relatório de Viagens Manual de utilização do Relatório de Viagens Os Módulos do Sistema de Relatório de Viagens foram criados tendo com base a Regulamentação de Viagem da MGS - Minas Gerais Administração e Serviços S/A (RG/AD/02/10ª).

Leia mais

Documentação de visão: Sistema de Controle de ponto eletrônico para empresas. Documentados por: Halison Miguel e Edvan Pontes

Documentação de visão: Sistema de Controle de ponto eletrônico para empresas. Documentados por: Halison Miguel e Edvan Pontes Documentação de visão: Sistema de Controle de ponto eletrônico para empresas Documentados por: Halison Miguel e Edvan Pontes Versão do documento: 1.4 Data de atualização: 04 de Fevereiro de 2012 Histórico

Leia mais

CADASTRO DE USUÁRIO PORTAL WEB

CADASTRO DE USUÁRIO PORTAL WEB CADASTRO DE USUÁRIO PORTAL WEB SUMÁRIO 1. ACESSANDO PELA PÁGINA DEFAULT... 3 2. ACESSANDO PELA PÁGINA DE LOGIN... 3 3. ACESSANDO PELO MENU PRINCIPAL... 4 3.1. EFETUAR CADASTRO... 5 3.2. ALTERAR CADASTRO...

Leia mais

Diagramas de Casos de Uso

Diagramas de Casos de Uso Diagramas de Casos de Uso Não diga pouco em muitas palavras, mas sim, muito em poucas. Pitágoras Casos de uso O modelo de casos de uso modela os requisitos funcionais do sistema. É uma técnica de modelagem

Leia mais

Viva Transporte Coletivo Ltda.

Viva Transporte Coletivo Ltda. Manual de utilização da Loja Virtual - VTWeb Client 1. Acesse: http:// lojavirtual.vivapinda.com.br 2. Insira na Tela de Login o CNPJ ou CPF conforme o tipo de pessoa cadastrada, mais a senha fornecida

Leia mais

Especificação do Caso de Uso. Manter Cliente. Versão 1.0

Especificação do Caso de Uso. Manter Cliente. Versão 1.0 Especificação do Caso de Uso Manter Cliente Versão 1.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 27/05/2011 1.0 Elaboração do documento Isaque J. Barbosa Índice 1. Manter Cliente 3 1.1 Breve Descrição...

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

Lista de casamento. A Lista de Casamento não tem custo para os noivos. Funciona da seguinte maneira:

Lista de casamento. A Lista de Casamento não tem custo para os noivos. Funciona da seguinte maneira: Lista de casamento Sugestão de texto de e-mail para o cliente Prezada Srª. XXX, boa tarde. Primeiramente gostaria de agradecer seu importante contato. A Lista de Casamento não tem custo para os noivos.

Leia mais

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software NeXT ERP Manual do usuário Resumo das principais funcionalidades Dezembro/2009 NeXT Software Página 1 de 33 Índice Iniciando NeXT ERP...3 Tela inicial...3 Interface padrão do NeXT ERP...3 Interface - Cadastro

Leia mais

GUIA PRÁTICO OPERACIONAL

GUIA PRÁTICO OPERACIONAL 2011 GUIA PRÁTICO OPERACIONAL Conteúdo APRESENTAÇÃO HOME Parte 1... 8 Parte 2... 9 Parte 3... 10 PESQUISAS Principais recursos de aéreo, hotel e carro AÉREO... 13 Apresentação... 13 Pesquisa Voos... 14

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS. Versão 1.0 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE DIÁRIAS DA MGS Versão 1.0 SUMÁRIO 1. Descrição do Local de Acesso... 1 2. Módulo Registrar Diárias... 3 3. Módulo Aprovar Diárias... 11 4. Registrar Prestação de Contas...

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

Documento de Especificação de Requisitos de Software

Documento de Especificação de Requisitos de Software Documento de Especificação de Requisitos de Software Grupo x: Maceio da Silva, Baiano da Mata Página 1 Índice Índice...2 Introdução...3 Glossário...3 Definição dos requisitos de usuário...4 Evolução do

Leia mais

DESCRIÇÃO DO CASO DE USO

DESCRIÇÃO DO CASO DE USO Z:\Projetos\Wilson_Sons\Intranet\Análise\Casos de Uso\Fase_2 Página: i de 9 DESCRIÇÃO DO CASO DE USO Wilson, Sons - Intranet _05_Manter Ouvidoria Versão Identificação do Projeto Cliente Wilson Sons

Leia mais

COMPRA SIMPLES. Pedido de Vale-Transporte VTE. Prezado cliente,

COMPRA SIMPLES. Pedido de Vale-Transporte VTE. Prezado cliente, Pedido de Vale-Transporte COMPRA SIMPLES Prezado cliente, VTE para apresentar as novas alterações do sistema de pedido on-line do Vale-Transporte Eletrônico, elaboramos este tutorial para orientá-lo a

Leia mais

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil 1 - Introdução O sistema PAE da UNIVASF é uma ferramenta desenvolvida pelo Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) que auxilia o processo seletivo de estudantes de graduação para o, que serão selecionados

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES

SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO UNIVERSITÁRIO DIRETORIA GERAL DE ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES SISTEMA 1ª EDIÇÃO SETEMBRO/2013

Leia mais

Tutorial do Lojista. www.cielo.com.br/ecommerce. Em caso de dúvidas, entre em contato com o nosso Suporte e-commerce (Atendimento 7 dias por

Tutorial do Lojista. www.cielo.com.br/ecommerce. Em caso de dúvidas, entre em contato com o nosso Suporte e-commerce (Atendimento 7 dias por Tutorial do Lojista Em caso de dúvidas, entre em contato com o nosso Suporte e-commerce (Atendimento 7 dias por semana, 24 horas por dia): E-mail: cieloecommerce@cielo.com.br Telefones: Capitais: 4002

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO

ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO ESPECIFICAÇÕES DE CASOS DE USO CASO DE USO: INCLUIR CLIENTE Sumário: este caso de uso se inicia quando o usuário precisa incluir um cliente no sistema. Atores: Atendente Pré-condições: Documentação do

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR DO WEDE ODONTOGROUP - 2010

MANUAL DO PRESTADOR DO WEDE ODONTOGROUP - 2010 Prezado (a) Prestador (a), Com o objetivo de melhorar os nossos serviços junto à rede credenciada e aos nossos beneficiários, estamos disponibilizando no portal www.odontogroup.com.br alguns serviços como:

Leia mais

PAG CONTAS CARNÊ Agora ficou mais fácil pagar suas contas. PAG CONTAS CARNÊ. Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO

PAG CONTAS CARNÊ Agora ficou mais fácil pagar suas contas. PAG CONTAS CARNÊ. Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO PAG CONTAS CARNÊ Geração de Boletos MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DE GERAÇÃO DE BOLETOS EMPRESAS CONVENIADAS 1) REQUISITOS DO SISTEMA: Primeiramente devemos possuir seguintes itens abaixo: - Microcomputador

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

Manual CORP Microlins Dinâmica

Manual CORP Microlins Dinâmica Manual CORP Microlins Dinâmica Índice 1. Acesso ao CORP 2. Cadastro de Colaborador 1. Dados 2. Endereço 3. Telefone 4. E-mail 5. Franquias vinculadas 6. Cursos 7. Permissões 3. Cadastro de Recesso 4. Cadastro

Leia mais

Manual do Usuário DENATRAN

Manual do Usuário DENATRAN Manual do Usuário DENATRAN Confidencial Portal SISCSV - 2007 Página 1 Índice Analítico 1. INTRODUÇÃO 5 2. ACESSANDO O SISCSV 2.0 6 2.1 Configurando o Bloqueador de Pop-Ups 6 3. AUTENTICAÇÃO DO USUÁRIO

Leia mais

Sistema de Eventos - Usuário

Sistema de Eventos - Usuário 2013 Sistema de Eventos - Usuário Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 06/06/2013 Sumário 1- Sistema de eventos... 3 1.1 Eventos... 3 1.2 Eventos que participo... 4 1.3 Trabalhos...

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Entrar no site Banco BMG, link de acesso: http://www.bancobmg.com.br/bmgnegocios/site/bnlogin.aspx

Entrar no site Banco BMG, link de acesso: http://www.bancobmg.com.br/bmgnegocios/site/bnlogin.aspx MANUAL DE DIGITAÇÃO Entrar no site Banco BMG, link de acesso: http://www.bancobmg.com.br/bmgnegocios/site/bnlogin.aspx *Sempre entrar pelo navegador Internet Explorer, somente será possível finalizar a

Leia mais

Manual de utilização do. sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR

Manual de utilização do. sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR Manual de utilização do sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR Sistema integrado de controle médico Acesso... 3 Menu principal... 4 Cadastrar... 6 Cadastro de pacientes... 6 Convênios... 10

Leia mais

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA...

Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... Portal de Vendas Índice 1. PORTAL DE VENDAS... 3 2. INTEGRAÇÃO PORTAL DE VENDAS X FOX... 4 3. CADASTRO DE VENDEDORES/SUPERVISORES... 5 1.1. Guia Portal de Vendas... 7 4. CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA... 8 5.

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Ministério do Turismo. Sistema Nacional de Registro de. Hóspede - SNRHos. Off-line. Manual do Meio de Hospedagem. Manual do Meio de Hospedagem

Ministério do Turismo. Sistema Nacional de Registro de. Hóspede - SNRHos. Off-line. Manual do Meio de Hospedagem. Manual do Meio de Hospedagem Ministério do Turismo Hóspede - SNRHos Off-line Manual do Meio de Hospedagem Manual do Meio de Hospedagem Hóspede SNRHos Off-line Índice 1. INSTALAÇÃO... 4 2. PRIMEIRO ACESSO... 8 3. CADASTRAR MEIO DE

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

Procedimento Renovação Anuidade Associados

Procedimento Renovação Anuidade Associados Procedimento Renovação Anuidade Associados A seguir, segue procedimento de acesso ao novo site da Abeso com o passo a passo para renovação da anuidade dos associados. Passo 1 Acesso no link http://novo.abeso.org.br/.

Leia mais

Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação. Documento Controlado Impresso em 09/08/2012 - Revisão 01 1/30

Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação. Documento Controlado Impresso em 09/08/2012 - Revisão 01 1/30 2012 Manual do Sistema OS Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 21/03/2012 Documento Controlado Impresso em 09/08/2012 - Revisão 01 1/30 Sumário 1. Conceito do Software... 3

Leia mais

SISTEMA UNIMED HRP: MÓDULO WEBSAÚDE MANUAL DE UTILIZAÇÃO

SISTEMA UNIMED HRP: MÓDULO WEBSAÚDE MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA UNIMED HRP: MÓDULO WEBSAÚDE MANUAL DE UTILIZAÇÃO Departamento de Tecnologia da Informação tecnologia@unimeditabira.com.br 31 3839-771 3839-7713 Revisão 03 Itabira Setembro 2015 Sumário 1. Acessando

Leia mais

BEM-VINDO AO dhl PROVIEW

BEM-VINDO AO dhl PROVIEW BEM-VINDO AO dhl PROVIEW Guia de Usuário O DHL PROVIEW COLOCA VOCÊ NO CONTROLE DE SEUS ENVIOS. PROVIEW O DHL ProView é uma ferramenta de rastreamento on-line que permite o gerenciamento dos envios, a programação

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS CARTÃO DE CRÉDITO

MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS CARTÃO DE CRÉDITO MANUAL OPERACIONAL DE SISTEMAS NETPAN CARTÃO DE CRÉDITO ÍNDICE 1. ACESSO AO SISTEMA... 3 1.1. ACESSO AO NETPAN...3 1.2. DIGITANDO O NOME DO USUÁRIO E SENHA....4 1.2.1. Alteração da Senha de Acesso....4

Leia mais

Manual do sistema SMARsa Web

Manual do sistema SMARsa Web Manual do sistema SMARsa Web Módulo Gestão de atividades RS/OS Requisição de serviço/ordem de serviço 1 Sumário INTRODUÇÃO...3 OBJETIVO...3 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo gestão de atividades...4

Leia mais

CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 INCLUSÃO E MANUTENÇÃO DE USUÁRIOS

CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 INCLUSÃO E MANUTENÇÃO DE USUÁRIOS CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 INCLUSÃO E MANUTENÇÃO DE USUÁRIOS Para a prefeitura foi definido dois tipos de usuários: Usuário máster e Usuário Final. O cadastramento para acesso ao CadÚnico V7 é feita

Leia mais

Manual do Usuário. Distribuidor. Bem vindo ao SISTEMA MÁLVIM a ferramenta indispensável para a gestão de empresas ou grupos informais de Venda Direta.

Manual do Usuário. Distribuidor. Bem vindo ao SISTEMA MÁLVIM a ferramenta indispensável para a gestão de empresas ou grupos informais de Venda Direta. Manual do Usuário Distribuidor Caro parceiro Distribuidor Bem vindo ao SISTEMA MÁLVIM a ferramenta indispensável para a gestão de empresas ou grupos informais de Venda Direta. Com o SISTEMA MÁLVIM, seus

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO PRONATEC

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO PRONATEC Matrícula de Estudante do SISUTEC Manual do Usuário Acesso ao módulo de Matrícula de Estudante do SISUTEC Descrição Este documento visa apresentar ao Gestor Responsável pela Unidade de Ensino, ao Assessor

Leia mais

Manual do Anunciante

Manual do Anunciante Manual do Anunciante 1 - Compra de Pacotes Bit Turs Abaixo será listado passo a passo o processo de como será executada a compra de moedas Bit Turs para que você possa anunciar seus produtos em nosso portal.

Leia mais

MANU AL DO COMPRADOR

MANU AL DO COMPRADOR MANUAL DO COMPRADOR Conhecendo o Vale Transporte Eletrônico O que é o Vale Transporte Eletrônico? O vale-transporte é um benefício definido pela Lei Federal nº 7.418/85 e Lei Federal 7.619/87 oferecido

Leia mais

SEFO 1.0: Software de Estúdio de Fotos Online. Investigação Contextual. Funções do Sistema. Protótipo de baixa fidelidade

SEFO 1.0: Software de Estúdio de Fotos Online. Investigação Contextual. Funções do Sistema. Protótipo de baixa fidelidade SEFO 1.0: Software de Estúdio de Fotos Online O software será uma base administrativa para cadastro de eventos e fotos de clientes. Investigação Contextual Constatamos que uma base administrativa de um

Leia mais

Manual Cadastro Completo

Manual Cadastro Completo Manual Cadastro Completo Índice 1. Objetivo... 3 2. O Projeto e-suprir... 3 3. Fluxo do Processo de Cadastro... 3 4. Cadastro Simples... 4 5. Recebendo Usuário e Senha... 7 6. Cadastro Completo... 7 7.

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO FIMT

MANUAL DO USUÁRIO FIMT FÁCIL IMÓVEL MT MANUAL DO USUÁRIO FIMT GESTOR IMOBILIÁRIO SANDRO RAMIRO 05/06/2015 Manual completo de funcionalidade do Sistema FIMT. Versão 2.0 INTRODUÇÃO PÁGINA INICIAL 03 ANUNCIANTE 04 LANÇAMENTO 05

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

MANUAL ITCMD - DOAÇÃO

MANUAL ITCMD - DOAÇÃO MANUAL ITCMD - DOAÇÃO ACESSO AO SISTEMA ITCMD 2 CRIAÇÃO E PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO 2 1º PASSO: ESCOLHA DO TIPO DE DECLARAÇÃO 2 2º PASSO: AJUDA INICIAL 3 3º PASSO: CADASTRAMENTO DE SENHA 3 4º PASSO:

Leia mais

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal 29/11/2012 Índice ÍNDICE... 2 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O QUE É E-COMMERCE?... 4 3. LOJA FOCCO... 4 4. COMPRA... 13 5. E-MAILS DE CONFIRMAÇÃO... 14 6.

Leia mais

Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012

Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012 Questionários MT-611-00004 Última Atualização 25/04/2012 I. Objetivos Após completar este módulo de capacitação você será capaz de: 1. Entender os conceitos envolvidos no processo de avaliação realizado

Leia mais

Especificação do Caso de Uso Manter Cliente

Especificação do Caso de Uso Manter Cliente Especificação do Caso de Uso Manter Cliente Grupo 01 - Projeto Systrack Versão 2.0 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 24/05/2011 1.0 Início do documento João Ricardo 31/06/2011 2.0 Alteração

Leia mais

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL N / Rev.: Manual 751.1/02 Este documento não deve ser reproduzido sem autorização da FCDL/SC Aprovação: Representante da Direção Ademir Ruschel Elaboração: Supervisor da Qualidade Sílvia Regina Pelicioli

Leia mais

Treinamento de. Linx Pos

Treinamento de. Linx Pos Treinamento de caixa Linx Pos Será instalados no terminal da loja, o ícone, conforme imagem abaixo: Linx POS ÍNDICE Abertura de caixa e leitura X Lançamentos Cancelamento de itens Consulta preços no ato

Leia mais

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Sumário Visão geral Bilhetagem Eletrônica... 3 1 TDMax Web Commerce... 4 1.1 Requisitos e orientações gerais... 4 2 Acesso... 5 2.1 Como realizar um cadastro usuário

Leia mais