Guerra de Canudos foi uma revolta social ocorrida durante o governo de Prudente de Morais entre

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guerra de Canudos foi uma revolta social ocorrida durante o governo de Prudente de Morais entre"

Transcrição

1

2 Guerra de Canudos foi uma revolta social ocorrida durante o governo de Prudente de Morais entre Onde aconteceu? Canudos um povoado no sertão da Bahia Arraial de Canudos Se a situação do Nordeste brasileiro é precária hoje, imagine no final do século XIX. Fome, seca, doenças, e principalmente o descaso político assolavam a população e junto com outros fatores foram essenciais para gerar a Guerra de Canudos

3 Líder Antônio Vicente Mendes Maciel conhecido como Antônio Conselheiro ANTÔNIO CONSELHEIRO, era um beato que percorria o sertão da Bahia levando a palavra de Deus e dando assistência espiritual ao povo nordestino, que vivia na miséria, no descaso do governo e sem assistência espiritual da Igreja Essa revolta foi Movimento Messiânico quando o povo acredita na vinda de um messias o Salvador e Antônio Conselheiro se dizia um enviado de Deus MOTIVO a miséria, a fome e principalmente o descaso do governo em relação à pobreza e ao abandono em que viviam a maioria do povo brasileiro Este acontecimento histórico foi um confronto entre um movimento popular (religioso) e o Exército da República,

4 Antônio Conselheiro pregava contra a República - Não aceitava a separação do Estado da Igreja - não aceitava o casamento civil - incentivava a população a não pagar os novos impostos criados pela República, o que dificultava ainda mais a vida dos miseráveis, principalmente do sertão nordestino -Para ele a República era uma coisa do mal anticristo Oposição à Antônio Conselheiro: IGREJA que perdia seus fiéis PROPRIETÁRIOS DE TERRAS que perdiam a mão-de-obra, pois os trabalhadores seguiam o Conselheiro GOVERNO porque acusado de monarquista, pregava contra a república

5 GUERRA DO FIM DO MUNDO Com seus discursos conseguiu mobilizar milhares de sertanejos, travando várias batalhas contra a República. Imagens da miséria e da pobreza do sertão da Bahia, no início da República. Você acha que essa situação Mudou muito hoje?

6 Antônio Conselheiro representava um perigo à ordem social Perseguidos, Conselheiro e seus seguidores ocuparam uma fazenda em Canudos, e ali fundaram o povoado de BELO MONTE. Quanto maior Canudos se tornava, maiores eram as pressões da Igreja, dos coronéis e do governo.

7 INÍCIO DA GUERRA 1ª Expedição foram enviados 100 soldados para combater Canudos, sendo derrotados pelos Canudenses 2ª Expedição formada por 500 soldados e 14 oficiais - derrotados 3ª Expedição - Mil e Trezentos soldados, com canhões, fuzis e metralhadora da época e a frente o terrível corta cabeças ( coronel famoso pela violência nos combates mais um derrota do governo TROPAS DO GOVERNO

8 A REPÚBLICA ESTÁ EM PERIGO 4ª Expedição - MEGAOPERAÇÃO milhares de soldados armados com canhões alemães e norte-americanos, toneladas e munição e dezenas de oficiais era o início do fim de Canudos Canhões alemães A destruição de Canudos O desfecho dessa história culminou na morte de mais de 6 mil sertanejos, o massacre foi total, em outubro, o exército prendeu os últimos sobreviventes: dois adultos, um velho e um garoto a seguir, todas as casas foram queimadas e destruídas.

9 A DESTRUIÇÃO DE CANUDOS Ao fundo, incêndio em Canudos Na época da guerra o fotógrafo Flávio Barros se aventurou pelo sertão nordestino registrando com uma câmera, momentos da revolta, ao todo foram feitos 70 registros. As fotografias registraram momentos importantes da história brasileira como o ataque final da artilharia, a destruição da Igreja Nova, a prisão de combatentes e a imagem do corpo exumado de Antônio Conselheiro.

10 Apareceu no sertão do Norte um indivíduo, que se chamava Antônio Conselheiro e que exerceu grande influência no espírito das classes populares e pobres. Deixou crescer a barba e os cabelos, vestia uma túnica de algodão e alimentava-se tenuemente, sendo quase uma múmia. Acompanhado de duas professas, vivia a rezar terços, ladainhas, a pregar e dar conselhos às multidões, que reunia onde lhes permitiam os párocos. Trecho do livro Sertões Euclides da Cunha

11 DESTRUIÇÃO FINAL DE CANUDOS

12 VISTA DE CANUDOS APÓS A DESTRUIÇÃO

13 Se em 1897 o então Arraial de Canudos foi totalmente destruído e a população quase inteira dizimada pelo bombardeio do Exército brasileiro restaram poucos idosos, mulheres e crianças o registro da guerra, feito por Euclides da Cunha no livro Os Sertões, marcou na história a força de um povo que, isolado pelas caatingas do Nordeste, resistiu até a morte e não permitiu, aos vencedores, o orgulho da vitória. Canudos ainda seria outra vez destruída. Em 1970 as águas do açude Cocorobó inundaram as casas quando o lugar retomava o jeito de vila, recontruída pelos herdeiros da tragédia naquele mesmo lugar. Muita gente acredita que o objetivo da construção do açude, uma idéia concebida ainda no Governo Getúlio Vargas e definitivamente concluída no regime militar, foi um só: deixar submersas, escondidas lá no fundo, as ruínas de equívoco histórico injustificável

14 ATUAL CANUDOS

15 Imagem do filme: GUERRA DE CANUDOS

16 Em 1970 as águas do açude Cocorobó inundaram as casas

17 ATUAL CANUDOS Época das secas Museu de Canudos Época das cheias

MOVIMENTOS SOCIAIS DA PRIMEIRA REPÚBLICA ( )

MOVIMENTOS SOCIAIS DA PRIMEIRA REPÚBLICA ( ) VÍDEOAULAS MOVIMENTOS SOCIAIS DA PRIMEIRA REPÚBLICA (1889 1930) - PROF. JOÃO GABRIEL DA FONSECA joaogabriel_fonseca@hotmail.com Conflitos sociais: Movimentos Messiânicos: Líderes religiosos. Guerra de

Leia mais

A República Oligárquica ( ) O Domínio das Oligarquias ( )

A República Oligárquica ( ) O Domínio das Oligarquias ( ) Aula 31 e 32 A República Oligárquica (1889-1930) Setor 1601 1 Presidência de Prudente de Morais (1894-1898) 2 A Presidência de Campos Sales (1898-1902) Aula 31 e 32 A República Oligárquica (1889-1930)

Leia mais

8. MOVIMENTOS SOCIAIS PELA IGUALDADE E LIBERDADE

8. MOVIMENTOS SOCIAIS PELA IGUALDADE E LIBERDADE 8. MOVIMENTOS SOCIAIS PELA IGUALDADE E LIBERDADE 1. Observe as informações e relacione o movimento social ocorrido durante o período da República à sua correta descrição. I. Movimento que lutava pelo retorno

Leia mais

A situação na região, na época, era muito precária. Havia fome, seca constante, a miséria e a violência afetava a região. A situação, somada com a

A situação na região, na época, era muito precária. Havia fome, seca constante, a miséria e a violência afetava a região. A situação, somada com a A Guerra de Canudos, revolução de Canudos ou insurreição de Canudos foi um movimento político-religioso brasileiro que durou de 1893 a 1897, ocorrida na cidade de Canudos no interior do Estado da Bahia.

Leia mais

José Calasans, As Memórias do Dr. Albertazzi.

José Calasans, As Memórias do Dr. Albertazzi. Deve existir no Céu um protetor dos pesquisadores em geral e dos pesquisadores de História em particular. Ignoro seu santo nome, mas posso dar testemunho público de sua generosa proteção aos mariscadores

Leia mais

Alunos: Marco A. e Lucas Balparda Professora: Rafaela Turma: 992

Alunos: Marco A. e Lucas Balparda Professora: Rafaela Turma: 992 Alunos: Marco A. e Lucas Balparda Professora: Rafaela Turma: 992 O que foi? Foi o confronto entre o Exército Brasileiro e os integrantes de um movimento popular de fundo sócio-religioso liderado por Antônio

Leia mais

A República do Café - I. Prof. Thiago História C Aula 09

A República do Café - I. Prof. Thiago História C Aula 09 A República do Café - I Prof. Thiago História C Aula 09 Prudente de Morais Primeiro presidente Civil; Pacificação da Revolução Federalista Resolveu a questão de limites com a Argentina Messianismo no Brasil

Leia mais

Canudos Luiz Antonio Aguiar PROJETO DE LEITURA. Romance histórico. O autor. Ficha Autor: Quadro sinóptico

Canudos Luiz Antonio Aguiar PROJETO DE LEITURA. Romance histórico. O autor. Ficha Autor: Quadro sinóptico Canudos Luiz Antonio Aguiar PROJETO DE LEITURA 1 O autor Luiz Antonio Aguiar nasceu em 1955, no Rio de Janeiro. Mestre em Literatura Brasileira, pela PUC-RJ, com tese sobre leitura na cultura de massas,

Leia mais

Lampião, Maria Bonita e seu bando. Lampião e Maria Bonita

Lampião, Maria Bonita e seu bando. Lampião e Maria Bonita LAMPIÃO Lampião, Maria Bonita e seu bando. Lampião e Maria Bonita LAMPIÃO Virgulino Ferreira da Silva, mais conhecido como Lampião, nasceu em 7 de julho de 1897 na pequena fazenda dos seus pais em Vila

Leia mais

REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA

REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA Unidade 2, Tema 2 e 3. Págs. 50 53 Personagem. Pág. 55 e 64 Ampliando Conhecimentos. Págs. 60-61 Conceitos Históricos. Pág. 65 Em foco. Págs. 66-71 GUERRA DE CANUDOS

Leia mais

Pré Vestibular Social Nossa Senhora da Glória. - Revoltas

Pré Vestibular Social Nossa Senhora da Glória. - Revoltas Frente 2: História do Brasil Professor: Michel Marques michelmarques@id.uff.br Aula 16 - República Velha e a Revolução de 30 Pré Vestibular Social Nossa Senhora da Glória - Política República das Espadas

Leia mais

BRASIL IMPÉRIO REVOLTAS REGENCIAIS. Professor: Edson Martins

BRASIL IMPÉRIO REVOLTAS REGENCIAIS. Professor: Edson Martins BRASIL IMPÉRIO REVOLTAS REGENCIAIS Professor: Edson Martins Cabanagem (1835 1840) A rebelião explodiu no Pará Causas: revolta dos liberais contra o presidente nomeado pelo governo regencial situação de

Leia mais

AULA 8.1 Conteúdos: A Guerra de Canudos e do Contestado O Cangaço A Revolta da Vacina

AULA 8.1 Conteúdos: A Guerra de Canudos e do Contestado O Cangaço A Revolta da Vacina HISTÓRIA AULA 8.1 Conteúdos: A Guerra de Canudos e do Contestado O Cangaço A Revolta da Vacina 2 HISTÓRIA AULA 8.1 Habilidades: Refletir sobre as guerras de Canudos e do Contestado, atentando para as semelhanças

Leia mais

A República Oligárquica. Prof. Thiago

A República Oligárquica. Prof. Thiago A República Oligárquica Prof. Thiago Prudente de Morais Primeiro presidente Civil; Pacificação da Revolução Federalista Resolveu a questão de limites com a Argentina Messianismo no Brasil Tidos como ameaça

Leia mais

M O S T R A D E D A N Ç A

M O S T R A D E D A N Ç A Projeto de Extensão TERRITÓRIO, IDENTIDADE, ARTES E NARRATIVAS O s S e r t õ e s : Diálogos Possíveis Entre O Corpo e A Terra M O S T R A D E D A N Ç A Direção: Nivea Cerqueira S I N O P S E S A P R ESENTAÇÃO

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA AULA. Conteúdo: Geopolítica e Conflitos Entre os Séculos XIX e XX

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA AULA. Conteúdo: Geopolítica e Conflitos Entre os Séculos XIX e XX Conteúdo: Geopolítica e Conflitos Entre os Séculos XIX e XX Habilidade: Analisar a interferência na organização dos territórios a partir das guerras mundiais. Geopolítica e Território A Europa foi cenário

Leia mais

Euclydiana Patativa do Assaré

Euclydiana Patativa do Assaré Euclydiana 100 + Patativa do Assaré Euclydiana 100 + Patativa do Assaré Ele completaria cem anos em 2009. Patativa do Assaré (Antônio Gonçalves da Silva) nasceu no dia 05 de Março de 1909, ano da morte

Leia mais

História Rafael Av. Trimestral 09/04/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

História Rafael Av. Trimestral 09/04/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 9º História Rafael Av. Trimestral 09/04/14 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta prova

Leia mais

Caderno de Atividades para o fim do Semestre

Caderno de Atividades para o fim do Semestre Colégio Estadual Guatupê Ensino Fundamental e Médio Av. Thomaz Carmeliano de Miranda, 127 Guatupê CEP: 83 060 000 São José dos Pinhais PR Fone: (41) 3382-4755 / 3382-0564 e-mail: colegioguatupe@yahoo.com.br

Leia mais

Principais causas para revolução francesa

Principais causas para revolução francesa Revolução Francesa Principais causas para revolução francesa -Empobrecimento do povo francês guerras, luxo, empréstimos. -Cerca de 80% do povo viviam no campo em situação precária. -Os anos que antecederam

Leia mais

problemas ligados a construção de uma estrada de ferro. Esta estrada de ferro acabou desalojando parte da população local, além de gerar desemprego e

problemas ligados a construção de uma estrada de ferro. Esta estrada de ferro acabou desalojando parte da população local, além de gerar desemprego e Movimentos sociais * A República Oligárquica foi um período turbulento. Várias revoltadas sacudiram o país. * No geral, estas revoltas mostravam insatisfação diante de um sistema de governo que alterava

Leia mais

REVOLUÇÃO RUSSA. Monique Bilk História

REVOLUÇÃO RUSSA. Monique Bilk História REVOLUÇÃO RUSSA Monique Bilk História CONTEXTO Rússia Feudal até 1860. (XIX) Monarquia absolutista, teocrática Czarismo. Aristocracia rural. No começo do século XX, a Rússia era um país de economia atrasada

Leia mais

Rio de Janeiro Brasil Império

Rio de Janeiro Brasil Império Rio de Janeiro Brasil Império As revoltas regencias foram movimentos armados contra o governo e ocorreram em vários pontos do país entre 1835 e 1845 CABANAGEM BALAIADA MALÊS SABINADA FARROUPILHA CABANAGEM

Leia mais

a) Por que o assassinato do arquiduque austríaco Francisco Ferdinando um fato aparentemente isolado provocou o início da Primeira Guerra Mundial?

a) Por que o assassinato do arquiduque austríaco Francisco Ferdinando um fato aparentemente isolado provocou o início da Primeira Guerra Mundial? NOME: DATA: TURMA: 9º ano PROFESSOR (A): ASSINATURA DOS PAIS E/ OU RESPONSAVEIS: TRABALHO DE RECUPERAÇÃO 1º TRI DISCIPLINA: História NOTA: 1- Com relação à Primeira Guerra Mundial, responda: a) Por que

Leia mais

Professor: Eustáquio

Professor: Eustáquio Professor: Eustáquio www.centroestrategia.com.br Revolta de Canudos 1893-1897 Antônio Conselheiro Beato Começou a pregar pelo sertão Pregava sobre moral e bons costumes Ajudava pequenos agricultores e

Leia mais

A República Velha ( )

A República Velha ( ) Capítulo 52 A República Velha (1889 1930) A CRISE DA REPÚBLICA (1889-1894) A República Velha (1889 1930) 1889 1891 Governo Provisório 1891 1894 República da Espada 1891 Mal. Deodoro Da Fonseca 1891-1894

Leia mais

INTRODUÇÃO: Vulcão ou pororoca? Tanto faz!

INTRODUÇÃO: Vulcão ou pororoca? Tanto faz! CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 13-1999 11 INTRODUÇÃO: Vulcão ou pororoca? Tanto faz! É hora de inverter o mergulho. É hora de saltar para fora da boca do vulcão. É hora de fazer da lava a lavra, a lavoura

Leia mais

José Calasans. 2.3 A Guerra de Canudos do fanático Conselheiro

José Calasans. 2.3 A Guerra de Canudos do fanático Conselheiro 2.3 A Guerra de Canudos do fanático Conselheiro José Calasans I No anno de noventa e sete Muita cousa aconteceu, Pegou a guerra em Canudos; Moreira Cesar morreu. O governo precisava De um homem forte e

Leia mais

BANCO DE ATIVIDADES Presente História 5 ano - 4 bimestre Avaliação

BANCO DE ATIVIDADES Presente História 5 ano - 4 bimestre Avaliação História 5 ano - 4 bimestre Unidade 4 1. Escreva um pequeno texto sobre o governo Getúlio Vargas. Não esqueça de incluir dois argumentos favoráveis e dois desfavoráveis. Dê um título para o texto. 2. Leia

Leia mais

Os Livros dos Macabeus

Os Livros dos Macabeus Os Livros dos Macabeus O nome dos Livros surgiu do apelido de Macabeus (martelo) dado a Judas, filho mais famoso de Matatias. O texto foi escrito em Hebraico no início do 1º século a.c. Os livros descrevem

Leia mais

seu casamento, apenas nos chegou a notícia de que foi fracassado e a mulher o abandonou. Nada se sabe sobre o início de sua atividade religiosa e

seu casamento, apenas nos chegou a notícia de que foi fracassado e a mulher o abandonou. Nada se sabe sobre o início de sua atividade religiosa e GUERRA DE CANUDOS Confronto entre o Exército e os participantes de um movimento popular de fundo religioso liderado por Antônio Conselheiro, ocorrido na comunidade de Canudos, no interior da Bahia, em

Leia mais

2- POR QUE a família real portuguesa se mudou, em 1808, para sua colônia na

2- POR QUE a família real portuguesa se mudou, em 1808, para sua colônia na Atividade de Estudo Geo/História 5º ano Nome: 1- LIGUE os itens abaixo corretamente. 2- POR QUE a família real portuguesa se mudou, em 1808, para sua colônia na América? 3- ASSINALE as afirmativas erradas

Leia mais

GUERRAS HEGEMÔNICAS. Foi a disputa pelo poder entre as cidades-estados e outros povos

GUERRAS HEGEMÔNICAS. Foi a disputa pelo poder entre as cidades-estados e outros povos GUERRAS HEGEMÔNICAS Foi a disputa pelo poder entre as cidades-estados e outros povos GUERRAS MÉDICAS GUERRA DO PELOPONESO Externa = gregos e persas Interna = Esparta X Atenas GUERRAS MÉDICAS Chamam-se

Leia mais

República Velha das Oligarquias: dominação e resistência

República Velha das Oligarquias: dominação e resistência República Velha das Oligarquias: dominação e resistência República Velha das Oligarquias. OLIGARQUIA = Governo de poucos. (1894 1930): Período em que o Brasil foi controlado por cafeicultores da região

Leia mais

BRASIL COLÔNIA ( )

BRASIL COLÔNIA ( ) 2 - REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS: Século XVIII (final) e XIX (início). Objetivo: separação de Portugal (independência). Nacionalistas. Influenciadas pelo iluminismo, independência dos EUA e Revolução Francesa.

Leia mais

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS DISSERTATIVOS. História Prof. Guilherme

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS DISSERTATIVOS. História Prof. Guilherme RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS DISSERTATIVOS História Prof. Guilherme Questão 7 Fuvest 2012 Leia este texto, que se refere à dominação europeia sobre povos e terras africanas. "Desde o século XVI, os portugueses

Leia mais

As revoltas sociais na República Velha

As revoltas sociais na República Velha historiaula.wordpress.com Professor Ulisses Mauro Lima As revoltas sociais na República Velha (1889 1930) 1893 - Revolta da Armada Região: Rio de Janeiro, capital federal da República a. A Constituição

Leia mais

Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII

Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII As entradas : expedições montadas por pessoas que partiam de vários locais do país e se aventuravam pelo sertão à procura de ouro e pedras preciosas.

Leia mais

Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII

Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII Do litoral para o interior do país Séculos XVI e XVII As entradas : expedições montadas por pessoas que partiam de vários locais do país e se aventuravam pelo sertão à procura de ouro e pedras preciosas.

Leia mais

Capítulo 14 (p. 263)

Capítulo 14 (p. 263) Capítulo 14 (p. 263) O imperador Otávio Augusto Aconteceu durante o período do fim da repúbica romana e estabeleceu o início de um novo regime político o Império. Aproveitando-se do seu poder, ele promoveu

Leia mais

O RURAL E O URBANO NO MUNICÍPIO DE MONTE SANTO-BA: RELAÇÕES ENTRE O SAGRADO E O PROFANO.

O RURAL E O URBANO NO MUNICÍPIO DE MONTE SANTO-BA: RELAÇÕES ENTRE O SAGRADO E O PROFANO. O RURAL E O URBANO NO MUNICÍPIO DE MONTE SANTO-BA: RELAÇÕES ENTRE O SAGRADO E O PROFANO. Introdução Manoel Hayne Pereira UNESP - Rio Claro manoelgeografia@yahoo.com.br Prof. Dr. Roberto Braga UNESP - Rio

Leia mais

SEGUNDA REPÚBLICA A REVOLUÇÃO TRAÍDA GETÚLIO ASSUME E FICA A República Armada ( ) (Recapitulação)

SEGUNDA REPÚBLICA A REVOLUÇÃO TRAÍDA GETÚLIO ASSUME E FICA A República Armada ( ) (Recapitulação) Paulo Victorino 1930-1945 - SEGUNDA REPÚBLICA A REVOLUÇÃO TRAÍDA GETÚLIO ASSUME E FICA 005 - A República Armada (1889-1930) (Recapitulação) A Proclamação da Independência (1822) - A Proclamação da República

Leia mais

1. Qual a importância das descrições e dos registros feitos nessa parte do livro para o entendimento da obra?

1. Qual a importância das descrições e dos registros feitos nessa parte do livro para o entendimento da obra? C7S 9ºANO 2016 1. Qual a importância das descrições e dos registros feitos nessa parte do livro para o entendimento da obra? 2. Em suas descrições, Euclides da Cunha faz referência a um jogo de opostos,

Leia mais

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO:

DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO: DISCIPLINA: História PROFESSORES: Carlão, Fred e Paula DATA: 18/12/2015 VALOR: 20,0 NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO: Nº: Matéria da Prova: O conteúdo

Leia mais

BOM TRABALHO E SUCESSO!!! RENATA, LEONARDO E CARLÃO!!!

BOM TRABALHO E SUCESSO!!! RENATA, LEONARDO E CARLÃO!!! DISCIPLINA: História PROFESSORES: Renata, Leonardo e Carlão. DATA: /12/2014 VALOR: 20,0 pts. NOTA: ASSUNTO: Trabalho de Recuperação Final SÉRIE: 9º ANO/E.F. TURMA: NOME COMPLETO: Nº: Matéria da Prova:

Leia mais

Movimentos Sociais do Campo

Movimentos Sociais do Campo Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA Campus Dom Pedrito Curso de Educação do Campo Componente: Movimentos Sociais do Campo CH: 45h Aula 02 24/01 Professor: Vinicius Piccin Dalbianco E-mail: viniciusdalbianco@unipampa.edu.br

Leia mais

SOMOS DA AMÉRICA E QUEREMOS SER AMERICANOS ONDE TUDO COMEÇOU?

SOMOS DA AMÉRICA E QUEREMOS SER AMERICANOS ONDE TUDO COMEÇOU? A CAMINHO DA REPÚBLICA fatos que antecederam a P. da República 1870 RIO DE JANEIRO fundação do Partido Republicano e lançamento do MANISFESTO REPUBLICANO por Quintino Bocaiúva SOMOS DA AMÉRICA E QUEREMOS

Leia mais

TENENTISMO ( ) Prof. OTTO TERRA

TENENTISMO ( ) Prof. OTTO TERRA TENENTISMO (1922-1926) TRANSFORMAÇÕES NO BRASIL NA VIRADA DE 1920 Industrialização substitutiva de exportações Crescimento dos centros urbanos (São Paulo / Rio de Janeiro) Mudanças no cenário Nacional

Leia mais

A 1ª GUERRA MUNDIAL. Por Jorge Freitas

A 1ª GUERRA MUNDIAL. Por Jorge Freitas A 1ª GUERRA MUNDIAL Por Jorge Freitas Em Agosto de 1914 reinava na Europa uma estranha ilusão Nas capitais anunciava-se a guerra Em Berlim Em Londres Os militares mobilizados despediram-se dos familiares

Leia mais

Jimboê. História. Avaliação. Projeto. 5 o ano. 2 o bimestre

Jimboê. História. Avaliação. Projeto. 5 o ano. 2 o bimestre Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou à Unidade 2 do Livro do Aluno. Projeto Jimboê História 5 o ano Avaliação 2 o bimestre 1 Avaliação História NOME: ESCOLA:

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA GUERRA DE CANUDOS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA GUERRA DE CANUDOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA GUERRA DE CANUDOS Aluna: Anna Gabriela Oliveira de Souza Guarabira, dezembro 2012 01 GUERRA DE CANUDOS ANNA GABRIELA OLIVEIRA DE SOUZA Orientador: Edna Nóbrega UNIVERSIDADE

Leia mais

Primeiro Reinado. Professora Adriana Moraes História

Primeiro Reinado. Professora Adriana Moraes História Primeiro Reinado O Primeiro Reinado é a fase da História do Brasil que corresponde ao governo de D. Pedro I. Tem início em 7 de setembro de 1822, com a Independência do Brasil e termina em 7 de abril de

Leia mais

REQUERIMENTO N de 2003 (Do Sr. Edson Duarte)

REQUERIMENTO N de 2003 (Do Sr. Edson Duarte) REQUERIMENTO N de 2003 (Do Sr. Edson Duarte) Requer o envio de Indicação ao Senhor Ministro da Cultura, Gilberto Gil, sugerindo a implantação de projeto de cunho turístico e cultural na região de Canudos,

Leia mais

Colégio Ser! Sorocaba História 8º ano Profª Marilia C Camillo Coltri

Colégio Ser! Sorocaba História 8º ano Profª Marilia C Camillo Coltri Colégio Ser! Sorocaba História 8º ano Profª Marilia C Camillo Coltri Primeira Fase Campanhas sob o Diretório (1796-1799) Enquanto a França organizava-se sob o regime do Diretório (3ª fase da Revolução

Leia mais

Em 1929 o mundo enfrenta a Grande Depressão, após o Crack da Bolsa de NY. Ascensão dos discursos nacionalistas

Em 1929 o mundo enfrenta a Grande Depressão, após o Crack da Bolsa de NY. Ascensão dos discursos nacionalistas 1939-1945 Após a 1ª Guerra Mundial, as potências vencedoras, na Europa, promoveram uma série de tratados com um forte caráter de vingança. Ex. Tratado de Versalhes A Alemanha teve suas forças armadas desmontada

Leia mais

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos

Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos Avaliação da unidade II Pontuação: 7,5 pontos QUESTÃO 01 (1,0 ponto) A Segunda Grande Guerra (1939-1945), a partir de 7 de dezembro de 1941, adquire um caráter mundial quando os a) ( ) russos tomam a iniciativa

Leia mais

Revoltas provinciais no período Regencial Brasil século XIX. Colégio Ser! História 8º ano Profª Marilia Coltri

Revoltas provinciais no período Regencial Brasil século XIX. Colégio Ser! História 8º ano Profª Marilia Coltri Revoltas provinciais no período Regencial Brasil século XIX Colégio Ser! História 8º ano Profª Marilia Coltri Revoltas provinciais do período regencial Devido a excessiva centralização do poder político

Leia mais

dinâmica Populacional Prof. Bruno

dinâmica Populacional Prof. Bruno dinâmica Populacional Prof. Bruno População mundial crescimento da população Crescimento e distribuição da População População Urbana e principais cidades Apenas para começar Qual a tendência da população

Leia mais

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo

Era Vargas. Do Governo Provisório ao Estado Novo Era Vargas Do Governo Provisório ao Estado Novo Períodos Governo provisório (1930-1934) Tomada de poder contra as oligarquias tradicionais Governo Constitucional (1934-1937) Período legalista entre dois

Leia mais

Na estrutura do Estado Absolutista havia três diferentes Estados. O que é correto afirmar sobre estes estados?

Na estrutura do Estado Absolutista havia três diferentes Estados. O que é correto afirmar sobre estes estados? Questão 1 Na estrutura do Estado Absolutista havia três diferentes Estados. O que é correto afirmar sobre estes estados? a. O Primeiro Estado era representado pelos religiosos, o Segundo Estado era representado

Leia mais

Prof. André Vinícius.

Prof. André Vinícius. 1 - Diferentes projetos republicanos: República Positivista: centralização política nas mãos do presidente. Postura predominante entre os militares. Prevaleceu entre 1889 e 1894, durante a chamada República

Leia mais

CP/CAEM/2005-2ª AVALIAÇÂO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO ( Valor 6,0 )

CP/CAEM/2005-2ª AVALIAÇÂO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO ( Valor 6,0 ) CP/CAEM/2005-2ª AVALIAÇÂO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO ( Valor 6,0 ) Analisar a influência das questões militar e religiosa na derrocada do Império do Brasil e na conseqüente

Leia mais

Confira esta aula em: Professor Danilo Borges

Confira esta aula em:  Professor Danilo Borges Aula anterior... Os Movimentos Sociais Confira esta aula em: http://www.joseferreira.com.br/blogs/sociologia/ Professor Danilo Borges PARTICIPAÇÃO DO JOVENS NOS MOVIMENTOS SOCIAIS BRASILEIROS SÉCULO XIX

Leia mais

Antecedentes da Revolução. Fases. Revolução Branca Revolução Vermelha Guerra Civil. Domingo Sangrento Revolta do Potemkin A greve geral

Antecedentes da Revolução. Fases. Revolução Branca Revolução Vermelha Guerra Civil. Domingo Sangrento Revolta do Potemkin A greve geral REVOLUÇÃO RUSSA Antecedentes da Revolução Domingo Sangrento Revolta do Potemkin A greve geral Fases Revolução Branca Revolução Vermelha Guerra Civil Contexto Político Econômico Social Ideológico Czar Nicolau

Leia mais

BRASIL REPÚBLICA (1889 )

BRASIL REPÚBLICA (1889 ) 3.4 Conflitos sociais: Movimentos Messiânicos: Líderes religiosos. Guerra de Canudos (BA 1896 1897): Antônio Conselheiro (líder). Causas: miséria crônica da população nordestina, má distribuição de terras,

Leia mais

CHEGADA DA EXPEDIÇÃO COLONIZADORA DE MARTIM AFONSO DE SOUZA 1530 MARTIM AFONSO DE SOUZA FUNDOU A PRIMEIRA VILA NO BRASIL

CHEGADA DA EXPEDIÇÃO COLONIZADORA DE MARTIM AFONSO DE SOUZA 1530 MARTIM AFONSO DE SOUZA FUNDOU A PRIMEIRA VILA NO BRASIL CHEGADA DA EXPEDIÇÃO COLONIZADORA DE MARTIM AFONSO DE SOUZA 1530 MARTIM AFONSO DE SOUZA FUNDOU A PRIMEIRA VILA NO BRASIL - SÃO VICENTE e deu início ao cultivo da cana-de-açúcar CAPITANIAS HEREDITÁRIAS

Leia mais

O fim da União Soviética e nova geopolítica da região Marco Abreu dos Santos.

O fim da União Soviética e nova geopolítica da região Marco Abreu dos Santos. O fim da União Soviética e nova geopolítica da região Marco Abreu dos Santos marcoabreu@live.com www.professormarco.wordpress.com Introdução Rússia, principal potência política, econômica e militar da

Leia mais

A VIDA DE ANTONIO VICENTE MENDES MACIEL José Calasans

A VIDA DE ANTONIO VICENTE MENDES MACIEL José Calasans A VIDA DE ANTONIO VICENTE MENDES MACIEL 1830 1897 José Calasans 1830 Nascimento a 13 de março, na vila de Santo Antonio de Quixeramobim, Ceará Grande. Batismo na Matriz local, a 22 de maio do mesmo ano.

Leia mais

REPÚBLICA OLIGÁRQUICA - termo de origem grega governo dos melhores ou governo dos poucos,os mais ricos

REPÚBLICA OLIGÁRQUICA - termo de origem grega governo dos melhores ou governo dos poucos,os mais ricos REPÚBLICA OLIGÁRQUICA - termo de origem grega governo dos melhores ou governo dos poucos,os mais ricos A República Velha teve 13 Presidentes nesse período o poder foi dominado pela oligarquia cafeeira

Leia mais

IDADE CONTEMPORÂNEA A ERA NAPOLEÔNICA

IDADE CONTEMPORÂNEA A ERA NAPOLEÔNICA ERA NAPOLEÔNICA (1799 1815) Prof. João Gabriel da Fonseca joaogabriel_fonseca@hotmail.com 1 - O CONSULADO (1799 1804): Pacificação interna e externa. Acordos de paz com países vizinhos. Acordo com a Igreja

Leia mais

ESTRUTURA SOCIAL E ECONÔMICA Sociedade: Agrária Elite latifundiária (20%): detinha 80% das terras. Economia: Uma das economias mais atrasadas da

ESTRUTURA SOCIAL E ECONÔMICA Sociedade: Agrária Elite latifundiária (20%): detinha 80% das terras. Economia: Uma das economias mais atrasadas da REVOLUÇÃO RUSSA ESTRUTURA SOCIAL E ECONÔMICA Sociedade: Agrária Elite latifundiária (20%): detinha 80% das terras. Economia: Uma das economias mais atrasadas da Europa. BASE: agro-exportação. 2. POLÍTICA:

Leia mais

A MARCHA DA COLONIZAÇÃO NA AMÉRICA PORTUGUESA

A MARCHA DA COLONIZAÇÃO NA AMÉRICA PORTUGUESA A MARCHA DA COLONIZAÇÃO NA AMÉRICA PORTUGUESA Você já ouviu falar nos bandeirantes? Sabe quem eles eram e sua importância para a história do Brasil Colonial? Prof.ª: Alexandra Freitas Disciplina: História

Leia mais

Campos Salles ( ), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores.

Campos Salles ( ), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores. Campos Salles (1898-1902), firmou um pacto de poder chamado de Política dos Governadores. Um compromisso político entre o governo federal e as oligarquias que governavam os estados tendo por objetivo acabar

Leia mais

ÍNDICE. Compêndio da Arte da Guerra. Da política e da guerra. Estudo Introdutório

ÍNDICE. Compêndio da Arte da Guerra. Da política e da guerra. Estudo Introdutório ÍNDICE Estudo Introdutório Notas biográficas 15 A obra e o seu estilo 18 A questão dos princípios 20 Jomini e Clausewitz 23 Repercussões 28 Tradução e terminologia 31 Compêndio da Arte da Guerra Advertência

Leia mais

Dividir para dominar

Dividir para dominar ÁFRICA Contexto histórico África século XV: -Grandes navegações -Estabelecimento de feitorias na África A partir do século XIX: -Colonialismo europeu -Partilha da África (Conferência de Berlim, em 1885)

Leia mais

Oriente Médio. Do surgimento as tensões atuais

Oriente Médio. Do surgimento as tensões atuais Oriente Médio Do surgimento as tensões atuais A Região A região do Oriente Médio é uma das áreas mais conflituosas do mundo. Diversos fatores contribuem para isso, entre eles: a sua própria história; origem

Leia mais

Esse grupo étnico é formado por aproximadamente 25 milhões de pessoas, possuem uma organização social alicerçada no sistema de clãs.

Esse grupo étnico é formado por aproximadamente 25 milhões de pessoas, possuem uma organização social alicerçada no sistema de clãs. CURDOS O povo curdo é um grupo étnico que se julga nativo de uma região do Oriente Médio chamada de Curdistão, que abrange parte dos territórios do Irã, Iraque, Síria e Turquia. Esse grupo étnico é formado

Leia mais

BAILE DA ILHA FISCAL

BAILE DA ILHA FISCAL BAILE DA ILHA FISCAL A CAMINHO DA REPÚBLICA 1870 RIO DE JANEIRO fundação do Partido Republicano e lançamento do MANISFESTO REPUBLICANO por Quintino Bocaiúva SOMOS DA AMÉRICA E QUEREMOS SER AMERICANOS 1873

Leia mais

1-Com relação à revolução de 1930, do ponto de vista econômico-social, é possível afirmar que ela:

1-Com relação à revolução de 1930, do ponto de vista econômico-social, é possível afirmar que ela: ATIVIDADES ONLINE 9.1,9.2,9.3- HISTÓRIA 1-Com relação à revolução de 1930, do ponto de vista econômico-social, é possível afirmar que ela: a) assinala o início da primazia política das classes médias sobre

Leia mais

A Era Vargas M Ó D U L O 1 0. Prof. Alan Carlos Ghedini

A Era Vargas M Ó D U L O 1 0. Prof. Alan Carlos Ghedini A Era Vargas M Ó D U L O 1 0 Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com Governo Provisório (1930 1934) Formado de um agrupamento de membros da Aliança Liberal, tenentes e outros. É a fase de

Leia mais

Conflitos sociais na Primeira República

Conflitos sociais na Primeira República ficha 37 Conflitos sociais na Primeira República Os conflitos sociais na Primeira República Da passagem do século XIX para o XX, até a década de 1930, a sociedade brasileira passou por várias adaptações,

Leia mais

DATA: 05 / 05 / 2015 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE HISTÓRIA 9.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA:

DATA: 05 / 05 / 2015 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE HISTÓRIA 9.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 05 / 05 / 205 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE HISTÓRIA 9.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

Ano: 9º Turma: 9.1 e 9.2

Ano: 9º Turma: 9.1 e 9.2 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2014 Disciplina: HISTORIA Professor (a): RODRIGO CUNHA Ano: 9º Turma: 9.1 e 9.2 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de

Leia mais

ESCATOLOGIA. Estudo das Coisas dos Últimos Tempos. Prof. Davi Albuquerque

ESCATOLOGIA. Estudo das Coisas dos Últimos Tempos. Prof. Davi Albuquerque ESCATOLOGIA Estudo das Coisas dos Últimos Tempos Prof. Davi Albuquerque O Cordeiro pega o livro Apocalipse 5.6-10 Apocalipse 5.6-8 6 Então, vi, no meio do trono e dos quatro seres viventes e entre os anciãos,

Leia mais

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO 1 TRIMESTRE 2016

TRABALHO DE RECUPERAÇÃO 1 TRIMESTRE 2016 TRABALHO DE RECUPERAÇÃO 1 TRIMESTRE 2016 ALUNO (A): TURMA: VALOR: 12,0 Nota: INSTRUÇÕES: Todas as questões devem ser respondidas a CANETA. 01- Explique por que o século XVIII acabou sendo conhecido como

Leia mais

Ciências Humanas História. Totalitarismos ou Regimes Autoritários

Ciências Humanas História. Totalitarismos ou Regimes Autoritários Ciências Humanas História Totalitarismos ou Regimes Autoritários Relembrando Professor Evandro R. Saracino ersaracino@gmail.com Facebook.com/ersaracino Facebook.com/errsaracino Estude o MESMO conteúdo

Leia mais

Os regimes totalitaristas. Professor Gustavo Pessoa

Os regimes totalitaristas. Professor Gustavo Pessoa Os regimes totalitaristas Professor Gustavo Pessoa O NAZIFASCISMO tipo de governo característico de alguns países no período entre guerras (1918 1939). ONDE? CARACTERÍSTICAS BÁSICAS: Principalmente ITA,

Leia mais

A REVOLUÇÃO RUSSA. Professor: TÁCIUS FERNANDES Blog:

A REVOLUÇÃO RUSSA. Professor: TÁCIUS FERNANDES Blog: A REVOLUÇÃO RUSSA Professor: TÁCIUS FERNANDES Blog: www.proftaciusfernandes.wordpress.com RÚSSIA CZARISTA Final do século XIX 170 milhões de pessoas Economia agrária 85% da população vivia no campo camponeses

Leia mais

Declínio das Oligarquias ( )

Declínio das Oligarquias ( ) Aula 37e 38 A República Oligárquica (1889-1930) Primeiros abalos do Regime Oligárquico (1909-1919) Setor 1601 1 A Presidência de Wenceslau Brás (1914-1918) 2 Novas Forças Socioeconômicas e Políticas 3

Leia mais

Alfredo d Escragnolle Taunay. A retirada da. em quadrinhos. Adaptação e ilustrações Eduardo Vetillo

Alfredo d Escragnolle Taunay. A retirada da. em quadrinhos. Adaptação e ilustrações Eduardo Vetillo Alfredo d Escragnolle Taunay A retirada da em quadrinhos Adaptação e ilustrações Eduardo Vetillo Eu me chamo Alfredo d Escragnolle Taunay. Cursava o segundo ano de Engenharia Militar no Rio de Janeiro

Leia mais

Igreja de Hagia Sophia

Igreja de Hagia Sophia Igreja de Hagia Sophia Constantino (em 312) teve uma revelação através de um sonho onde durante uma batalha teria visto uma cruz luminosa no céu. Depois disto, a batalha teria sido vencida. Assim, adotou

Leia mais

O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS

O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS O PROCESSO DE INDEPENDÊNCIA DO BRASIL 1820-1822 COLÉGIO PEDRO II PROFESSOR: ERIC ASSIS O 7 DE SETEMBRO: A INDEPENDÊNCIA FOI SOMENTE O GRITO DO IPIRANGA? OS SIGNIFICADOS DA INDEPENDÊNCIA Emancipação ou

Leia mais

Aula 03 1B REVOLUÇÃO FRANCESA I

Aula 03 1B REVOLUÇÃO FRANCESA I APRESENTAÇÃO Aula 03 1B REVOLUÇÃO FRANCESA I Prof. Alexandre Cardoso REVOLUÇÃO FRANCESA Marco inicial da Idade Contemporânea ( de 1789 até os dias atuais) 1º - Foi um movimento liderado pela BURGUESIA

Leia mais

Modo de vida antigamente na Ilha São Jorge

Modo de vida antigamente na Ilha São Jorge Modo de vida antigamente na Ilha São Jorge Antigamente Segundo as entrevistas que fizemos, a vida em São Jorge não era nada fácil. As famílias, eram muito numerosas, umas tinham 10 filhos outras tinham

Leia mais

Regimes Totalitários. Nazifascismo

Regimes Totalitários. Nazifascismo Regimes Totalitários Nazifascismo 1918-1939 http://historiaonline.com.br CONTEXTO Humilhação imposta à Alemanha e à Itália 1ª Guerra Mundial (Tratado de Versalhes), Sentimento nacionalista = revanchismo,

Leia mais

Até o início do século XX, a enfermagem praticada no Brasil era exercida por religiosas, pastores protestantes, pessoas formadas pelo Hospital

Até o início do século XX, a enfermagem praticada no Brasil era exercida por religiosas, pastores protestantes, pessoas formadas pelo Hospital Até o início do século XX, a enfermagem praticada no Brasil era exercida por religiosas, pastores protestantes, pessoas formadas pelo Hospital Nacional dos Alienados e pela Escola Cruz Vermelha. 1889 1930

Leia mais

EVOLUÇÃO POLÍTICA DE ROMA

EVOLUÇÃO POLÍTICA DE ROMA EVOLUÇÃO POLÍTICA DE ROMA Aula 08 história 01 Profº Thiago POVOAMENTO DA ITÁLIA E ORIGEM DE ROMA Ocupação da Península Itálica (2000 a.c.) Gregos Italiotas (latinos, sabinos, samnitas, volscos, etc.) Etruscos

Leia mais

HERANÇAS MATERIAIS DE UMA GUERRA: OS CEMITÉRIOS DO CONTESTADO, SUL DO BRASIL

HERANÇAS MATERIAIS DE UMA GUERRA: OS CEMITÉRIOS DO CONTESTADO, SUL DO BRASIL DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-7976.2012v19n28p13 HERANÇAS MATERIAIS DE UMA GUERRA: OS CEMITÉRIOS DO CONTESTADO, SUL DO BRASIL MATERIAL INHERITANCE OF A WAR: THE CONTESTADO CEMETERIES, SOUTH BRAZIL

Leia mais

A República das Oligarquias

A República das Oligarquias A República das Oligarquias MÓDULO 08 - BRASIL Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com O que foi? Primeira fase civil da República, foi marcada por um domínio hegemônico do Partido Republicano

Leia mais

BELLO MONTE: UM PROJETO DE REINVENÇÃO DO SERTÃO 1

BELLO MONTE: UM PROJETO DE REINVENÇÃO DO SERTÃO 1 BELLO MONTE: UM PROJETO DE REINVENÇÃO DO SERTÃO 1 Matos Martins 2 INTRODUÇÃO Antônio Conselheiro e seus seguidores protagonizaram uma experiência social que, na tese euclidiana, é explicada pelo confronto

Leia mais