Nossa Empresa 87 anos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Nossa Empresa 87 anos"

Transcrição

1

2 Nossa Empresa 87 anos Aposta no futuro Leon vende todo patrimônio para construção da fábrica do Ipiranga 1939 Identidade O nome Cia Suzano surge com a aquisição da fábrica de Suzano 1960 Crescer para diversificar Investimento no setor petroquímico 1974 Compromisso Socioambiental Criação da OSCIP 1999 Ousadia Conclusão da integração da Companhia Suzano e da Bahia Sul, surge uma nova companhia: Suzano Bahia Sul Papel e Celulose S/A Aquisição da Ripasa 2004 Expansão A Suzano anuncia o Plano de Crescimento com a instalação de 3 novas linhas de produção de celulose 2008 Estratégia em papel Aquisição da Unidade Limeira e KSR Leon Feffer adquire lote de papel remanescente de incêndio Visão empreendedora 1950 Criação de alternativas à matéria prima importada O DNA da inovação 1965 A Suzano começa a produzir papel com 100% de celulose de eucalipto 1985 Projeto Bahia Sul Excelência para conquista de novos mercados 2001 A Suzano assume o controle acionário da Bahia Sul e lançamento do 1º papel off set brasileiro 100% reciclado produzido em escala industrial 2007 Projeto Mucuri Início Visão de Futuro 2010 Futuragene e Suzano Energia Renovável Suzano anuncia aquisição em biotecnologia e investimentos em produção de biomassa para a geração de energia Desenvolvimento Sustentável 2

3 Missão e Visão : Inovação como plataforma para crescimento futuro Missão Oferecer produtos de base florestal renovável,celulose e papel, destacando-se globalmente pelo desenvolvimento de soluções inovadoras e contínua busca da excelência e sustentabilidade em nossas operações. Visão Forte e Gentil Estar entre as maiores e mais rentáveis empresas de base florestal do mundo e ser reconhecida pelas práticas de respeito ás pessoas e ao ambiente.

4 Grupo Suzano SUZANO HOLDING Suzano Papel e Celulose Instituto Ecofuturo MDS Consultores de Seguros e Risco Nemonorte Imóveis e Participações Agaprint Suzano Energia Renovável Digital Post FuturaGene Base: janeiro/2011.

5 5 Suzano Papel e Celulose Grupo controlador definido Mercado de capitais Gestão profissional free float

6 Usos múltiplos da floresta Em julho de 2010 adquirimos 100% da Futuragene, empresa parceira da Suzano desde 2001, e pioneira na área de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias direcionadas para a área florestal, localizada em Israel, e que tem suas ações negociadas na Bolsa de Londres, na Inglaterra.

7 Usos múltiplos da floresta A Suzano Energia Renovável atuará na produção de pellets de madeira (wood pellets) para exportação e tem planos de crescimento ambiciosos e inovadores, já que nasce para ser a líder mundial no mercado de pellets para energia. O negócio de biomassa para energia é parte importante dos planos de crescimento da Suzano, potencializa suas competências e consolida sua vocação florestal.

8 Estrutura organizacional Suzano Papel e Celulose Comitês do CA Estrutura baseada em Unidades de Negócio permite avaliação de performance e retorno de cada negócio de forma independente Conselho de Administração (CA) 9 membros (4 independentes) Presidência Gestão Sustentabilidade e Estratégia Auditoria PS Operações UN Florestal UN Celulose UN Papel PS Estratégia, Novos Negócios e RI PS Finanças PS Recursos Humanos PS: Prestadoras de Serviço UN: Unidades de Negócio Objetivos: Maior foco no cliente Responsabilização por resultados Desenvolvimento de líderes

9 Onde estamos?

10 Atual Unidades de Negócios Posição relevante em todos os segmentos em que atua 42% 1 Florestal 2 Celulose 3 Papel 56% Menor custo de produtores florestais do mundo. Mais de hectares de terra própria com a mais competitiva floresta de eucaliptus do mundo. Índices de produtividade mais altos do mundo: média de 45 m3/ha/ano Melhor base genética de eucalipto do mundo 100% de Certificação FSC em suas florestas próprias. Entre os 10 maiores players de celulose de mercado. 2 ª maior produtor de celulose de eucalipto do mundo 42% de receita líquida no 3T10, mais de 80% de Exportações Plataforma de Crescimento Orgânico. Mais de 120 clientes em mais de 47 países. Escritórios comerciais nos EUA, Europa e Asia Líder regional em papel branco (~25% mkt share) 56% na receita líquida em 2010, 60% no mercado nacional. Mais de 400 clientes, 300 no Brasil. Portfolio complementar com produtos gráficos e de consumo.

11 Suzano: Visão de Futuro O constante aumento da produtividade florestal garante a competitividade no negócio de celulose e abre caminho para novas oportunidades de negócios em Biotecnologia e Energia Renovável.

Copyright 2011 OSIsoft, LLC 1

Copyright 2011 OSIsoft, LLC 1 Copyright 2011 OSIsoft, LLC 1 Substituição do PHD pelo PI System Presented by Apresentação Marcelo Cruz e Sérgio Borges Copyright 2011 OSIsoft, LLC Agenda Institucional Suzano Papel e Celulose S.A. Marcelo

Leia mais

Tendências e Perspectivas dos Serviços Terceirizados na Atividade Florestal

Tendências e Perspectivas dos Serviços Terceirizados na Atividade Florestal 14º Seminário de Atualização sobre Sistemas de Colheita de Madeira e Transporte Florestal Tendências e Perspectivas dos Serviços Terceirizados na Atividade Florestal 22/Agosto/06 GRUPO SUZANO 2 Grupo Suzano

Leia mais

USO PÚBLICO. Apresentação institucional Suzano Papel e Celulose

USO PÚBLICO. Apresentação institucional Suzano Papel e Celulose Apresentação institucional Suzano Papel e Celulose Sumário Quem somos Transformação Desafios Por que HANA? Conclusões 2 Visão Geral A Suzano é uma empresa de base florestal, de capital aberto, controlado

Leia mais

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa

Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Inventário das Emissões de gases de efeito estufa Ano de referência do inventário: 2010 Suzano Papel e Celulose S.A. Nome fantasia: Suzano Papel e Celulose - CNPJ: 16.404.287/0001-55 Tipo da empresa: Matriz

Leia mais

Teleconferência 30 de julho de 2010

Teleconferência 30 de julho de 2010 Teleconferência 30 de julho de 2010 Suzano Energia Renovável Visão estratégica da Suzano Mercado de energia renovável Competitividade Suzano Visão geral da Suzano Energia Renovável 1 Suzano é um grupo

Leia mais

Plano de Investimento 08 de junho de 2011

Plano de Investimento 08 de junho de 2011 Plano de Investimento 08 de junho de 2011 1 Aviso Geral Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos

Leia mais

Apresentação Renda Fixa 1T17

Apresentação Renda Fixa 1T17 Apresentação Renda Fixa 1T17 1 Agenda 1. Visão Geral 2. Investimentos 3. Destaques Financeiros e Operacionais 2 Sessão 1 Visão Geral 3 Visão Geral Visão Geral Vantagens Competitivas Suzano Papel e Celulose

Leia mais

AGENDA. Braskem e Visão Inovação na Braskem

AGENDA. Braskem e Visão Inovação na Braskem Braskem Inovação e Tecnologia 20 de Abril de 2012 AGENDA Braskem e Visão 2020 Inovação na Braskem 2 INDÚSTRIA PETROQUÍMICA BRASILEIRA INTEGRAÇÃO COMPETITIVA NAFTA CONDENSADO GÁS ETANOL PE PP PVC PE VERDE

Leia mais

Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras.

Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. 1 Aviso Geral Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos e incertezas que podem

Leia mais

ATUAÇÃO DO SEBRAE NO AMBIENTE TECNOLÓGICO DE CASA & CONSTRUÇÃO

ATUAÇÃO DO SEBRAE NO AMBIENTE TECNOLÓGICO DE CASA & CONSTRUÇÃO ATUAÇÃO DO SEBRAE NO AMBIENTE TECNOLÓGICO DE CASA & CONSTRUÇÃO Quem somos Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Entidade privada, de interesse público e sem fins lucrativos criada em

Leia mais

222 empresas com atividade em 539 municípios, localizados em 18 Estados. 2,2 milhões de hectares de área plantada para fins industriais

222 empresas com atividade em 539 municípios, localizados em 18 Estados. 2,2 milhões de hectares de área plantada para fins industriais II Encontro Brasileiro de Silvicultura (EBS) Setor de Celulose e Papel João Comério 11 de abril, 2011 Dados do Setor 222 empresas com atividade em 539 municípios, localizados em 18 Estados 2,2 milhões

Leia mais

Plataforma Tecnológica da Floresta - Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal. 6 de maio de 2015 UA, Aveiro

Plataforma Tecnológica da Floresta - Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal. 6 de maio de 2015 UA, Aveiro Plataforma Tecnológica da Floresta - Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal 6 de maio de 2015 UA, Aveiro Futuro em 10 min A Visão AIFF (1) 35% - Enquadramento

Leia mais

Resultados do 1T de Maio de 2011

Resultados do 1T de Maio de 2011 Resultados do 12 de Maio de 2011 Destaques de Receita Bruta de R$ 254 milhões, contra R$ 228 milhões no, crescimento de 11,4%; Margem Bruta de 30,4% no, contra 33,1% no mesmo período em 2010; EBITDA de

Leia mais

The Navigator Company compensa as emissões de carbono do Web Summit 2017

The Navigator Company compensa as emissões de carbono do Web Summit 2017 Informação à Imprensa 2 de Novembro de 2017 Parceira ambiental do grande evento The Navigator Company compensa as emissões de carbono do Web Summit 2017 Empresa planta 95.000 novas árvores na Região Centro

Leia mais

Os desafios tecnológicos voltados à logística florestal frente ao crescimento do setor. Wagner H. Itria Jr. Gerente Executivo Florestal

Os desafios tecnológicos voltados à logística florestal frente ao crescimento do setor. Wagner H. Itria Jr. Gerente Executivo Florestal Os desafios tecnológicos voltados à logística florestal frente ao crescimento do setor Wagner H. Itria Jr. Gerente Executivo Florestal 1 Agenda A Suzano Papel e Celulose e seu Ciclo de Crescimento Polos

Leia mais

REFLORESTAMENTO AMBIENTAL E GOVERNANÇA CLIMÁTICA NA SUZANO PAPEL E CELULOSE

REFLORESTAMENTO AMBIENTAL E GOVERNANÇA CLIMÁTICA NA SUZANO PAPEL E CELULOSE Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental Pagamento de Serviços Ambientais Painel: Experiências do Setor Privado no Reflorestamento Ambiental e na Obtenção de Crédito de Carbono REFLORESTAMENTO

Leia mais

RESULTADOS 4T de março de 2012

RESULTADOS 4T de março de 2012 RESULTADOS 4T11 27 de março de 2012 1 Aviso Geral Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos

Leia mais

SACOS INDUSTRIAIS E M B A L A G E N S P A R A S E M E N T E S

SACOS INDUSTRIAIS E M B A L A G E N S P A R A S E M E N T E S SACOS INDUSTRIAIS E M B A L A G E N S P A R A S E M E N T E S KLABIN UMA EMPRESA BRASILEIRA COM 117 ANOS DE HISTÓRIA GRANDES NÚMEROS +16% +4% 4.894 5.688 RECEITA LÍQUIDA (em R$ milhões) 1.771 1.833 VOLUME

Leia mais

Grupo Portucel Soporcel vai distribuir milhares de plantas de Norte a Sul do País

Grupo Portucel Soporcel vai distribuir milhares de plantas de Norte a Sul do País Informação à Imprensa 19 de Março de 2014 Iniciativa Dá a Mão à Floresta Grupo Portucel Soporcel vai distribuir milhares de plantas de Norte a Sul do País Iniciativa assinala, pelo quarto ano consecutivo,

Leia mais

Merrill Lynch Pulp and Paper Conference DE FEVEREIRO DE 2016 KLBN11 KLBN11 / KLBAY

Merrill Lynch Pulp and Paper Conference DE FEVEREIRO DE 2016 KLBN11 KLBN11 / KLBAY Merrill Lynch Pulp and Paper Conference 2016 24 DE FEVEREIRO DE 2016 KLBN11 KLBN11 / KLBAY DISCLAIMER As declarações contidas nesta apresentação relativas às perspectivas de negócio, projeções operacionais

Leia mais

Á REAS DE ALTO VALOR DE CONSERVAÇÃO

Á REAS DE ALTO VALOR DE CONSERVAÇÃO Á REAS DE ALTO VALOR DE CONSERVAÇÃO Gerência de Sustentabilidade São Paulo SP Abril/2017 LISTA DE SIGLAS AAVC UNF AVC FSC Áreas de Alto Valor de Conservação Unidade de Negócios Florestais Alto Valor de

Leia mais

Desafios do setor de florestas plantadas para o manejo de plantas daninhas. José Eduardo Petrilli Mendes Fibria S.A. Proteção Florestal

Desafios do setor de florestas plantadas para o manejo de plantas daninhas. José Eduardo Petrilli Mendes Fibria S.A. Proteção Florestal Desafios do setor de florestas plantadas para o manejo de plantas daninhas José Eduardo Petrilli Mendes Fibria S.A. Proteção Florestal Roteiro A Fibria O setor de florestas plantadas Área de expansão Prejuízos

Leia mais

Saraiva Apresentação Corporativa

Saraiva Apresentação Corporativa Saraiva Apresentação Corporativa Evento Sistemas de Ensino - Banco Safra Sao Paulo 25 de setembro de 2014 Relações com Investidores Setembro 2014 2 Aviso Legal Esta apresentação contém declarações sobre

Leia mais

Operações Florestais Fibria Aracruz

Operações Florestais Fibria Aracruz Situação Atual e Tendências do Sistema de Integração Produtor Indústria Fomento Florestal QUEM SOMOS Somos uma empresa brasileira com forte atuação no mercado global de produtos florestais. Empresa líder

Leia mais

- Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal

- Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal Valorização do Potencial Industrial do Alto Minho: Plano de Ação & Instrumentos de Financiamento 2015-2020 - Parcerias que geram futuro - Competitividade das indústrias da fileira florestal 29 de junho

Leia mais

QUEM SOMOS? Longos prazos + Baixas taxas = CRÉDITO SUSTENTÁVEL

QUEM SOMOS? Longos prazos + Baixas taxas = CRÉDITO SUSTENTÁVEL Março/2017 QUEM SOMOS? Uma instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, que promove o desenvolvimento sustentável por meio de operações de crédito consciente e de longo prazo para as pequenas,

Leia mais

Apresentação institucional resumida Julho 2016 FLRY3. Apresentação completa em:

Apresentação institucional resumida Julho 2016 FLRY3. Apresentação completa em: Apresentação institucional resumida Julho 2016 FLRY3 Apresentação completa em: www.fleury.com.br/ri Destaques financeiros Receita bruta R$ 577 milhões Receita líquida R$ 525 milhões EBITDA R$ 122 milhões

Leia mais

Apresentação institucional resumida Outubro 2016 FLRY3. Apresentação completa em:

Apresentação institucional resumida Outubro 2016 FLRY3. Apresentação completa em: Apresentação institucional resumida Outubro 2016 FLRY3 Apresentação completa em: www.fleury.com.br/ri Destaques financeiros Receita bruta R$ 592 milhões 8,3% Receita líquida 9,5% excl. UA s CADE* Recorde

Leia mais

INOVAÇÕES/AVANÇOS TECNOLÓGICOS NA PRODUÇÃO FLORESTAL

INOVAÇÕES/AVANÇOS TECNOLÓGICOS NA PRODUÇÃO FLORESTAL III Congresso Brasileiro de Eucalipto - Vitória ES CEDAGRO INOVAÇÕES/AVANÇOS TECNOLÓGICOS NA PRODUÇÃO FLORESTAL Edmilson Bitti Loureiro Desenvolvimento Operacional Florestal Setembro de 2015 Copyright

Leia mais

Agenda de Políticas para Inovação. São Paulo, 10 de maio de 2013

Agenda de Políticas para Inovação. São Paulo, 10 de maio de 2013 Agenda de Políticas para Inovação São Paulo, 10 de maio de 2013 Inovação e Sustentabilidade: A Agenda da Química Verde Carlos Fadigas - Braskem Innovation is...essential to create new products, processes,

Leia mais

Empresas e Empreendedores Temos bons Projetos mas não conseguimos nenhum apoio

Empresas e Empreendedores Temos bons Projetos mas não conseguimos nenhum apoio MARÍLIA Entidades de Apoio Temos recursos mas não encontramos bons Projetos para apoiar Empresas e Empreendedores Temos bons Projetos mas não conseguimos nenhum apoio? Alguns pontos de reflexão: Comunicação

Leia mais

Apresentação Institucional Incluindo resultados de 2015 JBS S.A. UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS

Apresentação Institucional Incluindo resultados de 2015 JBS S.A. UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS Apresentação Institucional Incluindo resultados de 2015 JBS S.A. UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS A JBS AT A GLANCE Receita Líquida de R$163 bilhões em 2015 Segunda maior empresa global de alimentos¹

Leia mais

Agenda. Mercado Têxtil Mundial (nos segmentos de cama e banho) Visão Geral da Empresa

Agenda. Mercado Têxtil Mundial (nos segmentos de cama e banho) Visão Geral da Empresa SPRINGS GLOBAL Agenda Mercado Têxtil Mundial (nos segmentos de cama e banho) Visão Geral da Empresa MERCADO TÊXTIL MUNDIAL (nos segmentos de cama e banho) A demanda de produtos de consumo é diretamente

Leia mais

Desenvolvimento Local. Aula 15. Política de desenvolvimento Rural em Portugal: Principais instrumentos de financiamento para o período

Desenvolvimento Local. Aula 15. Política de desenvolvimento Rural em Portugal: Principais instrumentos de financiamento para o período Desenvolvimento Local Aula 15 Política de desenvolvimento Rural em Portugal: Principais instrumentos de financiamento para o período 2014-2020. PAC 2014-2020 Desafios e objetivos Desafios Objetivos políticos

Leia mais

COSAN DAY Nelson Gomes. Lubrificantes & Especialidades

COSAN DAY Nelson Gomes. Lubrificantes & Especialidades COSAN DAY 2012 Nelson Gomes Especialidades Disclaimer Esta apresentação contém estimativas e declarações sobre operações futuras a respeito de nossa estratégia e oportunidades de crescimento futuro. Essas

Leia mais

ULTRAPAR ULTRAPAR. Grupo Santander Banespa Quarta Conferência Anual Junho/03

ULTRAPAR ULTRAPAR. Grupo Santander Banespa Quarta Conferência Anual Junho/03 ULTRAPAR ULTRAPAR Grupo Santander Banespa Quarta Conferência Anual Junho/03 de negócios ULTRAPAR ULTRAGAZ Distribuidora de GLP (gás de cozinha) no Brasil OXITENO Produtora de químicos e petroquímicos ULTRACARGO

Leia mais

LÍDER NO MERCADO DE CAMA MESA E BANHO DAS AMÉRICAS

LÍDER NO MERCADO DE CAMA MESA E BANHO DAS AMÉRICAS LÍDER NO MERCADO DE CAMA MESA E BANHO DAS AMÉRICAS Fruto da combinação de duas empresas com tradição no setor têxtil: Coteminas, com operações na América do Sul, e Springs Industries, com operações na

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T17

Teleconferência de Resultados 2T17 Teleconferência de Resultados 2T17 Aviso Geral As afirmações nesta apresentação são projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos

Leia mais

O Ibmec Online se reinventando tendo a Blackboard como parceiro estratégico

O Ibmec Online se reinventando tendo a Blackboard como parceiro estratégico O Ibmec Online se reinventando tendo a Blackboard como parceiro estratégico 1 Do começo aos dias de hoje A história do Grupo Ibmec Criação e Desenvolvimento Nasce o Ibmec-RJ, como Instituto para Pesquisa

Leia mais

Um modelo sustentável de arranjo produtivo de base florestal. José Totti Diretor Florestal

Um modelo sustentável de arranjo produtivo de base florestal. José Totti Diretor Florestal Um modelo sustentável de arranjo produtivo de base florestal José Totti Diretor Florestal 111 anos de tradição Maior produtora e exportadora e recicladora de papéis do País Líder na produção de papéis

Leia mais

Congresso Florestal Nova Prata Maio 2015

Congresso Florestal Nova Prata Maio 2015 Congresso Florestal Nova Prata Maio 2015 Apresentando a Ibá... PAPEL PISO LAMINADO PAINÉIS DE MADEIRA CELULOSE PRODUTORES INDEPENDENTES BIOMASSA PARA ENERGIA Uma associação com valores intrínsecos de desenvolvimento

Leia mais

Agenda. 1 Performance Operacional e Financeira - Ronald Seckelmann. 2 Florestal e Meio Ambiente - Reinoldo Poernbacher

Agenda. 1 Performance Operacional e Financeira - Ronald Seckelmann. 2 Florestal e Meio Ambiente - Reinoldo Poernbacher 1 São Paulo, 30 de março de 2004 Agenda 1 Performance Operacional e Financeira - Ronald Seckelmann 2 Florestal e Meio Ambiente - Reinoldo Poernbacher 3 Papéis: Kraftliner e Cartões - Paulo Petterle 4 Embalagens

Leia mais

Apresentação. Maio 2017

Apresentação. Maio 2017 Apresentação Maio 2017 Por que investir na SUZANO? Estratégia para Maximizar o Retorno sobre o Capital Investido Vantagens Competitivas e Posição de Liderança na Indústria Forte Geração de Caixa Estratégia

Leia mais

A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE. 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010

A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE. 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010 A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010 CONTEÚDO 1. PERFIL DO SETOR BRASILEIRO DE C&P 2. OVERVIEW DO SETOR BRASILEIRO DE C&P 3.

Leia mais

CPFL RENOVÁVEIS Relatório de Sustentabilidade. Dezembro, 2013

CPFL RENOVÁVEIS Relatório de Sustentabilidade. Dezembro, 2013 CPFL RENOVÁVEIS Relatório de Sustentabilidade Dezembro, 2013 Disclaimer Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2016 KLBN11 DEZEMBRO DE 2015 KLBN11 / KLBAY DISCLAIMER As declarações contidas nesta apresentação relativas às perspectivas de negócio, projeções operacionais e financeiras e

Leia mais

Nova Fábrica de Papel inicia testes de produção na data prevista

Nova Fábrica de Papel inicia testes de produção na data prevista Informação à Imprensa 25.08.09 Nova Fábrica de Papel inicia testes de produção na data prevista Investimento de 550 milhões, gerador de elevado valor acrescentado, terá um impacto significativo na economia

Leia mais

POTENCIAL E PERSPECTIVAS DE FLORESTAS PLANTADAS NOS TROPICOS

POTENCIAL E PERSPECTIVAS DE FLORESTAS PLANTADAS NOS TROPICOS ATUAÇÃO GLOBAL POTENCIAL E PERSPECTIVAS DE FLORESTAS PLANTADAS NOS TROPICOS Ivan Tomaselli stcp@stcp.com.br VII CONGESSO INTERNATIONAL DE COMPENSADOS E MADEIRA TROPICAL BELÉM- OUTUBRO 2007 ASPECTOS ABORDADOS

Leia mais

Plástico Verde: Biopolímero da cana-de-açúcar. Regina Penzo

Plástico Verde: Biopolímero da cana-de-açúcar. Regina Penzo Plástico Verde: Biopolímero da cana-de-açúcar Regina Penzo Agenda Braskem: Comprometimento com desenvolvimento sustentável PE da cana-de-açúcar: Inovação baseada em pilares sustentáveis Cases de sucesso

Leia mais

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 3T16 UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS

APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO 3T16 UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DO UMA COMPANHIA GLOBAL DE ALIMENTOS São Paulo, 16 de Novembro de 2016 RESULTADOS CONSOLIDADOS 2 DESTAQUES CONSOLIDADOS DO RECEITA LÍQUIDA (R$ MILHÕES) LUCRO BRUTO (R$ MILHÕES)

Leia mais

Crescimento consistente e rentável

Crescimento consistente e rentável Internacionalização Crescimento consistente e rentável Estratégias: 1.Agregação de Valor 2.Internacionalização Foco Claro Receita Bruta 4.551 20,3% a.a. 3.527 2.603 1.535 196 223 391 458 632 963 1990 1992

Leia mais

Inovação como prioridade estratégica do BNDES

Inovação como prioridade estratégica do BNDES Inovação como prioridade estratégica do BNDES Helena Tenorio Veiga de Almeida APIMECRIO 20/04/2012 Histórico do apoio à inovação no BNDES 2 Histórico do apoio à inovação no BNDES 1950 Infraestrutura Econômica

Leia mais

Associação entre DURATEX e SATIPEL cria a maior fabricante de painéis de madeira do hemisfério sul e uma das maiores do mundo.

Associação entre DURATEX e SATIPEL cria a maior fabricante de painéis de madeira do hemisfério sul e uma das maiores do mundo. RESULTADOS 2T09 Destaques Destaques Associação entre DURATEX e SATIPEL cria a maior fabricante de painéis de madeira do hemisfério sul e uma das maiores do mundo. Nova Fábrica de MDP em Taquari (RS) Iniciada

Leia mais

APRESENTAÇÃO APIMEC - BA

APRESENTAÇÃO APIMEC - BA APRESENTAÇÃO APIMEC - BA Agosto/2017 EQUIPE DE RI Geraldo Luciano Vice-Presidente de Investimentos e Controladoria Fabio Cefaly Diretor de Novos Negócios e Relações com Investidores Fernanda Carvalho Gerente

Leia mais

APIMEC 08 de novembro de 2012

APIMEC 08 de novembro de 2012 APIMEC 08 de novembro de 2012 1 2 Disclaimer As declarações contidas nesta apresentação relativas às perspectivas de negócio, projeções operacionais e financeiras e perspectivas de crescimento da Klabin

Leia mais

No gráfico abaixo são apresentados os custos por tonelada de madeira para produção de celulose nos demais países. FONTE DADOS: Bradesco

No gráfico abaixo são apresentados os custos por tonelada de madeira para produção de celulose nos demais países. FONTE DADOS: Bradesco No gráfico abaixo são apresentados os custos por tonelada de madeira para produção de celulose nos demais países. FONTE DADOS: Bradesco FONTE DADOS: Corretora Bradesco FONTE DADOS: Corretora Bradesco ANOS

Leia mais

DESTAQUES FERTILIZANTES HERINGER

DESTAQUES FERTILIZANTES HERINGER DESTAQUES FERTILIZANTES HERINGER Uma das maiores empresas de fertilizantes do Brasil Market share 17,1% em 2014 Volume entregue de 5,5 milhões de toneladas em 2014 e receita líquida de R$ 5,9 bilhões Cerca

Leia mais

HISTÓRICO VISÃO, MISSÃO E VALORES. Transformar em negócios sustentáveis, momentos de desenvolvimento humano. PERFIL DO CURSO

HISTÓRICO VISÃO, MISSÃO E VALORES. Transformar em negócios sustentáveis, momentos de desenvolvimento humano. PERFIL DO CURSO HISTÓRICO 1 A Faculdade Europeia de Administração e Marketing, mantida pelo ENSIGEST Brasil Ltda é uma instituição que tem compromisso com o saber, com a cidadania, com o Estado de Pernambuco. Teve seu

Leia mais

BNDES - Apresentação Institucional. Oportunidades para Investimentos na Indústria Química Brasileira Sinproquim 23 de abril de 2014

BNDES - Apresentação Institucional. Oportunidades para Investimentos na Indústria Química Brasileira Sinproquim 23 de abril de 2014 BNDES - Apresentação Institucional Oportunidades para Investimentos na Indústria Química Brasileira Sinproquim 23 de abril de 2014 Quem somos Fundado em 20 de Junho de 1952 Empresa pública de propriedade

Leia mais

Conferência: Floresta e Território Riscos, Economia e Políticas. A Economia da Fileira Florestal. 21 de março de 2015 Proença-a-Nova

Conferência: Floresta e Território Riscos, Economia e Políticas. A Economia da Fileira Florestal. 21 de março de 2015 Proença-a-Nova Conferência: Floresta e Território Riscos, Economia e Políticas A Economia da Fileira Florestal 21 de março de 2015 Proença-a-Nova Futuro em 25 min Os nossos números 35% - Enquadramento Nacional 38% -Enquadramento

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Aviso Geral Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O BDMG

INFORMAÇÕES SOBRE O BDMG "Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia para a retomada do desenvolvimento INFORMAÇÕES SOBRE O BDMG BDMG: Foco em Inovação Novembro/14 Dezembro/15 O BDMG em resumo 2 O Banco de Desenvolvimento de Minas

Leia mais

O desafio das compras sustentáveis. Fábio Cyrillo Diretor Comercial 15 de Maio de 2008

O desafio das compras sustentáveis. Fábio Cyrillo Diretor Comercial 15 de Maio de 2008 O desafio das compras sustentáveis Fábio Cyrillo Diretor Comercial 15 de Maio de 2008 Wal-Mart no Mundo Canadá Reino Unido México Estados Unidos Porto Rico Índia China Japão El Salvador Guatemala Costa

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T13

Apresentação de Resultados 3T13 Apresentação de Resultados 3T13 Aviso Geral Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos

Leia mais

Proposta de combinação de negócios entre Via Varejo e Cnova Brasil 12 de maio de 2016

Proposta de combinação de negócios entre Via Varejo e Cnova Brasil 12 de maio de 2016 Proposta de combinação de negócios entre Via Varejo e Cnova Brasil 12 de maio de 2016 0 Conteúdo Material utilizado na reunião do conselho de administração do dia 11 de Maio de 2016, que contém informações

Leia mais

SETOR DE CELULOSE E PAPEL

SETOR DE CELULOSE E PAPEL SETOR DE CELULOSE E PAPEL 7º Encontro da Cadeia Produtiva de Madeira e Móveis BENTO GONÇALVES 12/11/2008 Pedro Vilas Boas Dados Gerais Cadeia Produtiva do Setor Florestal Lenha Carvão Vegetal PRODUÇÃO

Leia mais

ALTRI, SGPS, S.A. Sociedade Aberta. Informação financeira anual

ALTRI, SGPS, S.A. Sociedade Aberta. Informação financeira anual ALTRI, SGPS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua do General Norton de Matos, 68, r/c Porto NIF 507 172 086 Capital social: 25.641.459 Euros Informação financeira anual A Altri é um produtor europeu de referência

Leia mais

APRESENTAÇÃO INVESTIDORES FRAS-LE SA.

APRESENTAÇÃO INVESTIDORES FRAS-LE SA. APRESENTAÇÃO INVESTIDORES FRAS-LE SA 1 Esta apresentação contém informações futuras. Tais informações não são fatos históricos, mas refletem as metas e expectativas da direção da Companhia. As palavras

Leia mais

Masisa Empreendimentos Florestais. Rio Grande do Sul Abril

Masisa Empreendimentos Florestais. Rio Grande do Sul Abril Masisa Empreendimentos Florestais Rio Grande do Sul Abril - 2009 Venezuela México 100.523 ha (Forest planted) Wood Panels Solid Wood Chile Wood Panels 86.662 ha (Forest planted) Solid Wood Argentina Brazil

Leia mais

O GRUPO JOSÉ DE MELLO

O GRUPO JOSÉ DE MELLO O GRUPO JOSÉ DE MELLO A origem do Grupo José de Mello remonta ao século XIX. Ainda hoje é um grupo de base e controlo familiar (família José de Mello). É um dos maiores e mais diversificados grupos económicos

Leia mais

Neve Naturali Kimberly-Clark

Neve Naturali Kimberly-Clark Neve Naturali Kimberly-Clark Apresentação Pessoal Vanessa Monteiro Eng. Ambiental Universidade da Região de Joinville Univille. Kimberly-Clark Correia Pinto Responsável: Gestão ambiental fabril Agenda

Leia mais

Produz: Açúcar, Etanol, Energia Elétrica, Levedura e Derivados (Biorigin)

Produz: Açúcar, Etanol, Energia Elétrica, Levedura e Derivados (Biorigin) Zilor Estratégias de Retenção e Desenvolvimento Sobre a Zilor Industria de energia e alimentos que transforma recursos agrícolas e naturais de maneira sustentável, comprometida com o desenvolvimento social

Leia mais

A transversalidade da legislação ambiental e seus efeitos paras as áreas estratégicas de uma organização

A transversalidade da legislação ambiental e seus efeitos paras as áreas estratégicas de uma organização A transversalidade da legislação ambiental e seus efeitos paras as áreas estratégicas de uma organização Fernando Tabet Tabet, Paulino, Bueno & Franco Advogados Mapa Organizacional Jurídico Financeiro

Leia mais

Apresentação Institucional Novembro de 2016

Apresentação Institucional Novembro de 2016 Apresentação Institucional Novembro de 2016 1 DISCLAIMER Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores

Leia mais

Sustentabilidade como alavanca de valor. Campinas, 7 novembro de 2013

Sustentabilidade como alavanca de valor. Campinas, 7 novembro de 2013 Sustentabilidade como alavanca de valor Campinas, 7 novembro de 2013 Visão Energia é essencial ao bem-estar das pessoas e ao desenvolvimento da sociedade. Nós acreditamos que produzir e utilizar energia

Leia mais

Educação Profissional SENAI. Inovação. Tecnologia. Eixos de atuação. Institutos. Tecnologia e Inovação

Educação Profissional SENAI. Inovação. Tecnologia. Eixos de atuação. Institutos. Tecnologia e Inovação SENAI Há mais de 70 anos, o Senai no Paraná é referência em educação profissional para a indústria. Mas os desafios do setor inspiraram o Senai a ir além, tornando-se um dos maiores centros indutores de

Leia mais

Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores e Sustentabilidade. Augusto Riccio Desenvolvimento de Sistemas de Gestão Gerente de Práticas de Gestão

Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores e Sustentabilidade. Augusto Riccio Desenvolvimento de Sistemas de Gestão Gerente de Práticas de Gestão Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores e Sustentabilidade Augusto Riccio Desenvolvimento de Sistemas de Gestão Gerente de Práticas de Gestão Convênio Nacional Petrobras-Sebrae: Inserção de MPEs na cadeia

Leia mais

A Empresa Londrina PR aquecedores de água

A Empresa Londrina PR aquecedores de água A Empresa A FAED AQUECEDORES INDUSTRIAIS é parte de um grupo de empresas com sede própria, localizada em Londrina PR, na Rua Danilo Orcele, 230, Jd. Paulista. A FAED é pioneira, sendo uma indústria tradicional

Leia mais

AQUISIÇÃO DA Şenocak Holding A.S., controladora da Klimasan (Klimasan Klima Sanayi ve Ticaret Anonim Şirketi) Janeiro de 2007

AQUISIÇÃO DA Şenocak Holding A.S., controladora da Klimasan (Klimasan Klima Sanayi ve Ticaret Anonim Şirketi) Janeiro de 2007 Apresentação para Investidores AQUISIÇÃO DA Şenocak Holding A.S., controladora da Klimasan (Klimasan Klima Sanayi ve Ticaret Anonim Şirketi) Janeiro de 2007 Aquisição da Senocak Sumário Anunciamos em 26

Leia mais

Nova Refinaria de Pernambuco

Nova Refinaria de Pernambuco Nova Refinaria de Pernambuco Introdução Mercado e Refino Investimentos em Refino Nova Refinaria Recursos Necessários Introdução Política e Diretrizes MISSÃO Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade

Leia mais

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade.

VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços imobiliários de qualidade. MISSÃO Oferecer serviços imobiliários de qualidade, gerando valor para os clientes, colaboradores, parceiros, sociedade e acionistas. VISÃO Crescer sustentavelmente e ser referência nacional em serviços

Leia mais

APIMEC de Março de 2013

APIMEC de Março de 2013 APIMEC 2013 21 de Março de 2013 2 Grupo Eucatex Fundada em 1951 Segmentos Indústria Moveleira, Revenda, Construção Civil e Exportação Subsidiária em Atlanta EUA 73 Fazendas de Eucalipto Total de 45,8 mil

Leia mais

Cenários Setoriais. Florestas.

Cenários Setoriais. Florestas. Cenários Setoriais Florestas O NEGÓCIO FLORESTAL NO BRASIL IMPORTÂNCIA DO SETOR DE BASE FLORESTAL Geração de valor (PIB): USD 17,5 bilhões / ano Impostos: USD 3,8 bilhões / ano Empregos: Diretos 1.500.000

Leia mais

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado

A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado INOVAR PARA CRESCER QUEM SOMOS A DESENVOLVE SP é a instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo. Atua como banco de desenvolvimento apoiando financeiramente às iniciativas que estimulam o crescimento

Leia mais

US$ 12,3 bi US$ 9,7 bi US$ 1,6 bi. Nota: Pro forma para 2007, com consolidação total de Ipiranga e Copesul. Fonte: Braskem

US$ 12,3 bi US$ 9,7 bi US$ 1,6 bi. Nota: Pro forma para 2007, com consolidação total de Ipiranga e Copesul. Fonte: Braskem Pessoas e Sustentabilidade no centro da Estratégia 12º Congresso de Atuação Responsável 17 de Junho de 2008 1 Um contexto de oportunidades Brasil Crescimento + estabilidade d + investment grade Melhorias

Leia mais

Mitigar as alterações climáticas investindo no gás natural

Mitigar as alterações climáticas investindo no gás natural Mitigar as alterações climáticas investindo no gás natural Mitigar as alterações climáticas investindo no gás natural No âmbito da estratégia de sustentabilidade delineada, o grupo Portucel Soporcel (gps)

Leia mais

Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará

Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará Belém, PA Junho -2016 1 Mercado de Floresta Plantada 2 Mercado de Floresta Plantada Distribuição

Leia mais

Mensagem da Administração

Mensagem da Administração Mensagem da Administração Bem-vindos à nova fábrica de papel do grupo Portucel Soporcel! É com muita satisfação que Vos recebemos nas nossas instalações com o objectivo de dar a conhecer um dos projectos

Leia mais

Teleconferência Aquisição CEUSA. Agosto 2017

Teleconferência Aquisição CEUSA. Agosto 2017 Teleconferência Aquisição CEUSA Agosto 2017 Aonde estamos Sistema de Gestão Duratex Produtividade; eficiência em custos Gestão da demanda; preços e nível de serviço Controle de Capital de Giro e investimentos

Leia mais

Longos prazos + Baixas taxas = CRÉDITO SUSTENTÁVEL

Longos prazos + Baixas taxas = CRÉDITO SUSTENTÁVEL agosto/2017 QUEM SOMOS? Uma instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, que promove o desenvolvimento sustentável por meio de operações de crédito consciente e de longo prazo para as pequenas

Leia mais

Apresentação Institucional 1T14 Maio de 2014 KLBN11

Apresentação Institucional 1T14 Maio de 2014 KLBN11 Apresentação Institucional 1T14 Maio de 2014 KLBN11 Disclaimer As declarações contidas nesta apresentação relativas às perspectivas de negócio, projeções operacionais e financeiras e perspectivas de crescimento

Leia mais

Reparação de Veículos

Reparação de Veículos data 2017-02-01 Gestores das Indústrias de Panificação Realizar capacitação empresarial nas panificadoras de Maringá e Região, a fim de fortalecer o segmento e adequá-lo às exigências do mercado em atendimento,

Leia mais

PELLETSENERMONTIJO PURAENERGIA

PELLETSENERMONTIJO PURAENERGIA PELLETSENERMONTIJO PURAENERGIA GRUPOENERPAR PRODUÇÃO INDUSTRIAL E COMERCIALIZAÇÃO DE PELLETS - MERCADO NORTE E CENTRO EUROPA ENERGIAS RENOVÁVEIS - PROJETOS INTERNACIONAIS, I&D COMERCIALIZAÇÃO DE PELLETS

Leia mais

2º SEMINÁRIO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA REALIZAÇÃO :

2º SEMINÁRIO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA REALIZAÇÃO : 2º SEMINÁRIO DE GOVERNANÇA CORPORATIVA REALIZAÇÃO : QUEM SOMOS HISTÓRIA DA FORNO DE MINAS Fundação da empresa em julho/1990, por D. Dalva e seus filhos Hélida e Helder Início da produção em uma pequena

Leia mais

APIMEC Nordeste Março, 2016

APIMEC Nordeste Março, 2016 Título Aqui Título Aqui APIMEC Nordeste Março, 2016 Agenda 1. Perfil Corporativo 2. Informações Financeiras 3. Perspectivas Futuras 4. Governança Corporativa e Mercado de Capitais 2 Perfil Corporativo

Leia mais

Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. Sandra Barioni Toma

Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação. Sandra Barioni Toma Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Sandra Barioni Toma Nosso PDI O foco das atividades de busca, seleção e realização de oportunidades e projetos em PDI é direcionado pela visão de futuro e pelas estratégias

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T07

Teleconferência Resultados 3T07 Teleconferência Resultados 3T07 Destaques no trimestre Crescimento orgânico da receita bruta de 31,4% no 3T07 e 36,6% nos12 mesesatésetembrode 2007 Impulsionado pelo crescimento de vendas no MI de 58,4%

Leia mais

ALBIOMA I SEMINÁRIO MINEIRO DE BIOELETRICIDADE: A ENERGIA ELÉTRICA DA CANA-DE-AÇÚCAR

ALBIOMA I SEMINÁRIO MINEIRO DE BIOELETRICIDADE: A ENERGIA ELÉTRICA DA CANA-DE-AÇÚCAR ALBIOMA I SEMINÁRIO MINEIRO DE BIOELETRICIDADE: A ENERGIA ELÉTRICA DA CANA-DE-AÇÚCAR Outubro 2016 NOSSO OBJETIVO COMUM 1. Disponibilidade de biomassa 2. Tecnologia consolidada 3. Condições econômicas voltam

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA BIOMASSA NA THE NAVIGATOR COMPANY

A IMPORTÂNCIA DA BIOMASSA NA THE NAVIGATOR COMPANY A IMPORTÂNCIA DA BIOMASSA NA THE NAVIGATOR COMPANY A Importância da Biomassa no Mix Enegético Nacional Comemoração do Dia Internacional das Florestas 24 de março de 2017 FREDERICO PISCO AGENDA 1. THE NAVIGATOR

Leia mais