PROCESSO CONSULTA Nº 01/2015 PARECER CONSULTA Nº 03/2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCESSO CONSULTA Nº 01/2015 PARECER CONSULTA Nº 03/2015"

Transcrição

1 PROCESSO CONSULTA Nº 01/2015 PARECER CONSULTA Nº 03/2015 Solicitante: SR. F. G. D. S. VIGILANCIA SANITARIA MUNICIPAL - CATALÃO Conselheiro Parecerista: DR. RODRIGO SANTOS BEZE Assunto: RESPONSABILIDADE TÉCNICA EM LABORATÓRIOS CLÍNICOS E/ OU POSTOS DE COLETA LABORATORIAL Ementa: Médico pode assumir a responsabilidade técnica em laboratórios clínicos e/ ou em postos de coleta laboratorial, desde que tenha a especialidade em medicina laboratorial registrada junto ao Conselho Regional de Medicina. Sr. Presidente, Srs(as). Conselheiros(as), Designado que fui para emitir relatório do presente Processo Consulta, o faço da forma que se segue: PARTE EXPOSITIVA I DA CONSULTA: Esta Consulta foi formulada pelo SR. F. G. D. S, Farmacêutico-Bioquímico, Fiscal de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde de Catalão, que encaminhou documento via correio eletrônico ao Conselho Regional de Medicina do 1

2 Estado de Goiás, com o seguinte questionamento: O Médico [especialista ou não] pode assumir a responsabilidade técnica em laboratórios clínicos e/ou em postos de coleta laboratorial? Esta atribuição profissional é regulamentada pelo CFM?. II FUNDAMENTAÇÃO E PARECER: A legislação sanitária, Resolução RDC-ANVISA 302/2005, dispõe sobre o Regulamento Técnico para o funcionamento de Laboratórios Clínicos, orienta nos itens e desta resolução, que o laboratório clínico e o posto de coleta laboratorial devem possuir um profissional legalmente habilitado como responsável técnico, o qual pode assumir, perante a vigilância sanitária, a responsabilidade técnica por no máximo 02 (dois) laboratórios clínicos ou 02 (dois) postos de coleta laboratorial ou 01 (um) laboratório clínico e 01 (um) Posto de Coleta laboratorial. A norma em questão não obriga que este profissional tenha título de especialista, visto que o que cabe a vigilância sanitária é a constatação da existência de responsável técnico legalmente habilitado e não a definição de qual profissional seria o habilitado para assumir tal responsabilidade. A fiscalização do exercício profissional é de competência dos Conselhos de Classe. Entretanto, esse profissional não pode ser responsável, perante a vigilância sanitária, por uma quantidade maior de estabelecimento do que o definido nesta norma. A responsabilidade técnica por laboratórios de análises clínicas está estatuída na legislação vigente, a qual, na espécie, é o Decreto nº de 11 de janeiro de O Decreto regula o exercício da medicina, da odontologia, da medicina veterinária e das profissões de farmacêutico, parteira e enfermeira no Brasil (...). O artigo 24 do referido Decreto assim dispõe: Os institutos hospitalares de qualquer natureza, públicos ou particulares, os laboratórios de análises clínicas, os laboratórios de soros, vacinas e outros produtos biológicos, os gabinetes de raios X e os institutos de psicoterapia, fisioterapia e ortopedia, e os estabelecimentos de duchas ou banhos medicinais, só 2

3 poderão funcionar sob responsabilidade e direção técnica de médicos ou farmacêuticos, nos casos compatíveis com esta profissão, sendo indispensável para seu funcionamento, licença da autoridade sanitária. (sublinhamos) Inicialmente, vale destacar o parecer nº 22/93 do Conselho Federal de Medicina, aprovado em sessão plenária no dia 10 de dezembro de 1993, que de certa forma direciona a questão. O relator do parecer, Conselheiro Wilson Seffair Bulbol, após percuciente análise da questão de fundo, concluiu: Diante do exposto se executam atos de analises clínicas e de patologia clínica a Direção Técnica deverá ser exercida exclusivamente por médico. Em laboratórios que executam exclusivamente análises clínicas não há obrigatoriedade de ser médico seu técnico. (grifamos) Considerando que o artigo 1º da Resolução CFM nº 2007/2013, que diz: Para o médico exercer o cargo de diretor técnico ou de supervisão, coordenação, chefia ou responsabilidade médica pelos serviços assistenciais especializados é obrigatória a titulação em especialidade médica, registrada no Conselho Regional de Medicina (CRM), conforme os parâmetros instituídos pela Resolução CFM n 2.005/2012. À vista do exposto, os laboratórios de análises clínicas poderão funcionar também sob a responsabilidade de farmacêutico, se compatível com a profissão. Os Conselhos de Medicina funcionam, precipuamente, como órgãos supervisores da ética profissional dos médicos. O poder fiscalizatório dos CRM s, portanto, está adstrito a essa função, qual seja, a fiscalização do exercício profissional 3

4 de médico. A sua competência legal para fiscalizar laboratórios de análises clínicas está limitada àqueles em que exista uma direção técnica exercida por um médico. Doutra sorte, estaria extravasando a sua competência legal de trabalhar pelo perfeito desempenho ético da medicina. A Resolução CFM n 1441/94 que versa sobre o reconhecimento das especialidades médicas: "O Conselho Federal de Medicina, no uso das atribuições que lhe confere a lei n 3.268, de 30 de setembro de 1957, regulamentada pelo decreto n de 19 de julho de 1958 e, CONSIDERANDO a necessidade de estabelecer a listagem das especialidades médicas, para efeito de Registro de qualificação de Especialistas nos Conselhos Regionais de Medicina; CONSIDERANDO ser necessário analisar as denominações das especialidades; CONSIDERANDO, finalmente o que ficou decidido na sessão Plenária de 12 de agosto de RESOLVE: Art. 1º - As especialidades reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina para efeito de Registro de Qualificação de Especialistas são as seguintes: 1. INISTRAÇÃO HOSPITALAR 2. ALERGIA E IMUNOLOGIA 3. ANESTESIOLOGIA 4. ANGIOLOGIA 5. BRONCOESOFAGOLOGIA 6. CANCEROLOGIA 7. CARDIOLOGIA 8. CIRURGIA CARDIOVASCULAR 4

5 9. CIRURGIA DA CABEÇA E PESCOÇO 10. CIRURGIA DA MÃO 11. CIRURGIA DO APARELHO DIGESTIVO 12. CIRURGIA GERAL 13. CIRURGIA PEDIÁTRICA 14. CIRURGIA PLÁSTICA 15. CIRURGIA TORÁCICA 16. CIRURGIA VASCULAR 17. CITOPATOLOGIA 18. DERMATOLOGIA 19. ELETROENCEFALOGRFIA 20. ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA 21. ENDOSCOPIA DIGESTIVA 22. FISIATRIA 23. FONIATRIA 24. GASTROENTEROLOGIA 25. GENÉTICA CLINICA 26. GERIATRIA 27. GINECLOGIA 28. HANSENOLOGIA 29. HEMATOLOGIA 30. HEMATERAP IA 31. HOMEOPATIA 32. INFECTOLOG IA 33. MASTOLOG1A 34. MEDICINA DO TRABALHO 35. MEDICINA TRÁFEGO 36. MEDICINA ESPORTIVA 37. MEDICINA GERAL COMUNITÁRIA 38. MEDICINA INTENSIVA 5

6 39. MEDICINA INTERNA OU CLINICA MÉDICA 40. MEDICINA LEGAL 41. MEDICINA NUCLEAR 42. MEDICINA SANITÁRIA 43. NEFROLOGIA 44. MEUROCIRURGIA 45. NEUROFISIOLOGIA CLINICA 46. NEUROLOGIA 47. NEUROLOGIA PEDIATRICA 48. NUTROLOGIA 49. OBSTETRICIA 50. OFTALMOLOGIA 51. ORTOPEDIA E TRUMATOLOGIA 52. OTORRINOLARINGOLOGIA 53. PATOLOGIA 54. PATOLOGIA CLÍNICA 55. PEDIATRIA 56. PNEUMOLOGIA 57. PROCTOLOGlA 58. PSIUIATRIA 59. RADIOLOGIA 60. RADIOTERAPIA 61. REUMATOLOGIA 62. SEXOLOGIA 63. TERAPIA INTENSIVA 64. TISOLOGIA 65. UROLOGIA. PARTE CONCLUSIVA 6

7 Á luz do que dispõe a legislação, concluímos que, o profissional médico pode assumir a responsabilidade técnica de Laboratório de Analises Clinicas e/ou Postos de Coletas, desde que tenha a especialidade registrada junto ao Conselho Regional de Medicina pertinente. É o parecer, s.m.j. Goiânia, 25 de março de DR. RODRIGO SANTOS BEZE Conselheiro Parecerista 7

Associação Médica de Assistência I ntegrada

Associação Médica de Assistência I ntegrada Circular aos Associados (Convênio BACEN) 39/10 Comunicamos aos associados que a partir de 15 de abril de 2010 as guias de atendimento, relativas às consultas e visitas hospitalares deverão ser preenchidas

Leia mais

HOMOLOGADA PORTARIA QUE APROVOU RELAÇÃO DE ESPECIALIDADES E ÁREAS DE ATUAÇÃO

HOMOLOGADA PORTARIA QUE APROVOU RELAÇÃO DE ESPECIALIDADES E ÁREAS DE ATUAÇÃO HOMOLOGADA PORTARIA QUE APROVOU RELAÇÃO DE ESPECIALIDADES E ÁREAS DE ATUAÇÃO APPROVED ORDINANCE WHICH ADOPTED RELATION SPECIALTIES AND AREAS *Conselho Federal de Medicina. CFM * Palavras-chave Especialidades,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DA RESIDÊNCIA MÉDICA PARA O ANO DE 2015 RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA

PROCESSO SELETIVO DA RESIDÊNCIA MÉDICA PARA O ANO DE 2015 RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA 01 - ÁREAS BÁSICAS COM ACESSO DIRETO Acupuntura - 2 anos 2 2 1,0 Anestesiologia - 3 anos 33 290 8,8 Cirurgia Geral - 2 anos 42 294 7,0 Clínica Médica - 2 anos 86 435 5,1 Dermatologia - 3 anos 10 110 11,0

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.068/2013 (Publicada no D.O.U. de 03 de janeiro de 2014, Seção I, p. 76)

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.068/2013 (Publicada no D.O.U. de 03 de janeiro de 2014, Seção I, p. 76) RESOLUÇÃO CFM Nº 2.068/2013 (Publicada no D.O.U. de 03 de janeiro de 2014, Seção I, p. 76) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 2.005/12, que celebra o convênio de reconhecimento

Leia mais

Resolução CFM Nº 1785/2006*

Resolução CFM Nº 1785/2006* Resolução CFM Nº 1785/2006* (Publicada no D.O.U. 26 maio 2006, Seção I, pg. 135ss) (Retificação publicada no D.O.U. de 22 jun 2006, Seção I, pg. 127) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução

Leia mais

MÉDICO - CANCEROLOGIA CLÍNICA C A D B E C E A D A B C D A E B C D C D A D E B B MÉDICO - CANCEROLOGIA PEDIÁTRICA E D D E A C D C C E E D B C E A C C E

MÉDICO - CANCEROLOGIA CLÍNICA C A D B E C E A D A B C D A E B C D C D A D E B B MÉDICO - CANCEROLOGIA PEDIÁTRICA E D D E A C D C C E E D B C E A C C E Gabarito Definitivo MATERNIDADE ESCOLA ASSIS CHATEAUBRIAND DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - MEAC-UFC E HOSPITAL UNIVERSITÁRIO WALTER CANTÍDIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ - HUWC-UFC CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

Conceito de Especialidade Médica M. e Áreas de Atuação

Conceito de Especialidade Médica M. e Áreas de Atuação Conceito de Especialidade Médica M Fabio B. Jatene fabiojatene@incor.usp.br Fundamentação Ao longo da história da Medicina, durante o século XX, houve uma tendência a progressiva fragmentação do conhecimento

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.666/2003 (Publicada no D.O.U. de 25 de junho de 2003, seção I, p. 97-99) (Nova redação do Anexo II, adotada pela Resolução CFM 1763/2005) (REVOGADA PELA RESOLUÇÃO CFM N. 2149/2016) Dispõe

Leia mais

ANEXO II PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA

ANEXO II PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA ANEXO II PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA s com Acesso Direto Anestesiologia Cirurgia Geral Clínica Médica Dermatologia Infectologia Medicina da Família e Comunidade Medicina Nuclear Neurocirurgia Neurologia

Leia mais

ANEXO II PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA

ANEXO II PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA ANEXO II PROGRAMAS DA PROVA ESCRITA s com Acesso Direto Anestesiologia Cirurgia Geral Clínica Médica Dermatologia Infectologia Medicina da Família e Comunidade Medicina Nuclear Neurocirurgia Neurologia

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul CLASSIFICADOS PARA SEGUNDA FASE POR NÚMERO DE INSCRIÇÃO 1- ACESSO DIRETO Anestesiologia 107432 107463 107594 107643 107756 107927 107935 108135 108404 108533 108550 108571 108582 Cirurgia Geral 107377

Leia mais

ERRATA DE EDITAL ONDE SE LÊ: EM, 27/11/2015

ERRATA DE EDITAL ONDE SE LÊ: EM, 27/11/2015 EM, 27/11/2015 ERRATA DE EDITAL A SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE/PE torna público a ERRATA do edital do Processo Seletivo da RESIDÊNCIA MÉDICA para o ano de 2016 publicado no DOE 14/11/2015, que será realizado

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/2005

RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/2005 RESOLUÇÃO CFM Nº 1.763/2005 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192) (Nova redação do anexo II, aprovada pela Resolução CFM n. 1785/2006) (REVOGADA PELA RESOLUÇÃO CFM N. 2149/2016) Dispõe

Leia mais

Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.763, DE 16 DE FEVEREIRO DE 2005 (Publicada no D.O.U., de 09 Mar 2005, Seção I, p. 189-192) Dispõe

Leia mais

CONVÊNIO CELEBRADO ENTRE O CFM, A AMB E A CNRM

CONVÊNIO CELEBRADO ENTRE O CFM, A AMB E A CNRM CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO Nº 1.973, DE 14 DE JULHO DE 2011 Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM Nº 1.845/08, que celebra o convênio de reconhecimento de especialidades

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Resolução nº 1.785, de 5 de abril de 2006.

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA. Resolução nº 1.785, de 5 de abril de 2006. CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA Resolução nº 1.785, de 5 de abril de 2006. Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução CFM nº 1.763/05, que celebra o convênio de reconhecimento de especialidades

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DA RESIDÊNCIA MÉDICA PARA O ANO DE 2017 RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA

PROCESSO SELETIVO DA RESIDÊNCIA MÉDICA PARA O ANO DE 2017 RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA 01 - A REAS BA SICAS COM ACESSO DIRETO ACUPUNTURA 2 2 1,00 ANESTESIOLOGIA 32 320 10,00 CIRURGIA GERAL 36 360 10,00 CLI NICA ME DICA 94 480 5,11 DERMATOLOGIA 10 151 15,10 INFECTOLOGIA 9 14 1,56 MEDICINA

Leia mais

Especialidades Médicas e Áreas de Atuação

Especialidades Médicas e Áreas de Atuação Especialidades Médicas e Áreas de Atuação CFM Conselho Federal de Medicina Palavras-chave - especialidades recomendadas, área de atuação, convênio AMB, CFM, CNRM, normas Medical Specialties and Areas Of

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA 1 de 32 16/8/2011 14:03 CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA RESOLUÇÃO CFM Nº 1.973/2011 (Publicada no D.O.U. de 1º de agosto de 2011, Seção I, p. 144-147) Dispõe sobre a nova redação do Anexo II da Resolução

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO DO HCPA PARA RESIDÊNCIAS MÉDICAS/2017 COM ACESSO DIRETO

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO DO HCPA PARA RESIDÊNCIAS MÉDICAS/2017 COM ACESSO DIRETO MÉDICAS/2017 COM ACESSO DIRETO GABARITO DEFINITIVO DA PROVA OBJETIVA APLICADA EM 27/11/2016 01 C 26 C 51 B 76 B 02 B 27 B 52 E 77 A 03 D 28 A 53 C 78 E 04 A 29 E 54 A 79 B 05 E 30 D 55 D 80 D 06 A 31 B

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.005/2012

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.005/2012 RESOLUÇÃO CFM Nº 2.005/2012 (Publicada no D.O.U. 21 dez. 2012. Seção I, p.937 a 940) (Nova redação do Anexo II aprovada pela Resolução CFM n. 2068/2013) (REVOGADA PELA RESOLUÇÃO CFM N. 2149/2016) Dispõe

Leia mais

Resolução UNESP 75, de dezembro de 2004 alterada pela Resolução UNESP 63/06

Resolução UNESP 75, de dezembro de 2004 alterada pela Resolução UNESP 63/06 Resolução UNESP 75, de dezembro de 2004 alterada pela Resolução UNESP 63/06 1ª Série Anatomia Humana 432 Anatomia Radiológica 36 Bioestatística I 30 Bioestatística II 36 Biofísica 108 Biologia Celular

Leia mais

Especialidades médicas no Estado de São Paulo

Especialidades médicas no Estado de São Paulo Especialidades médicas no Estado de São Paulo Quase a metade dos médicos inscritos no Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) não tem título de especialista, conforme revela o levantamento

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO 01/2016-EBSERH/CH-UFPA ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH ÁREA MÉDICA, DE 27 DE JUNHO DE 2016 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS

CONCURSO PÚBLICO 01/2016-EBSERH/CH-UFPA ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH ÁREA MÉDICA, DE 27 DE JUNHO DE 2016 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS CONCURSO PÚBLICO 01/2016-EBSERH/CH-UFPA ANEXO II DO EDITAL Nº 02 - EBSERH ÁREA MÉDICA, DE 27 DE JUNHO DE 2016 RELAÇÃO DE EMPREGOS E REQUISITOS Código Especialidade Requisitos 006 Médico - Anestesiologia

Leia mais

C L A S S I F I C A D O S P A R A A 2ª F A S E (Ref: 2016)

C L A S S I F I C A D O S P A R A A 2ª F A S E (Ref: 2016) Concurso: 800 ANGIORRADIOLOGIA E CIRURGIA Inscrição ENDOVASCULAR Adicional PROVAB Nota Media - Desvio Padrao = 2,9149 1113 1453 1578 1786 2024 Concurso: 74 CANCEROLOGIA CLINICA Inscrição Adicional PROVAB

Leia mais

01. Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí - HU-UFPI. Vagas Ampla Concorrência

01. Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí - HU-UFPI. Vagas Ampla Concorrência CONCURSO PÚBLICO 13/2014 EBSERH/CONCURSO NACIONAL ANEXO I DO EDITAL Nº 02 - EBSERH - ÁREA MÉDICA, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2014 QUADRO DE VAGAS, SALÁRIO E CARGA HORÁRIA SEMANAL RETIFICADO 01. Hospital Universitário

Leia mais

ANEXO 1. Quantidade de vagas por Local de Exercício / Competência

ANEXO 1. Quantidade de vagas por Local de Exercício / Competência ANEXO 1 Quantidade de vagas por Local de Exercício / Competência Local de Exercício ARARANGUÁ BLUMENAU BRAÇO DO NORTE BRUSQUE CAÇADOR CAMPOS NOVOS CANOINHAS CHAPECÓ Competência Total de Vagas Vagas Deficientes

Leia mais

Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS

Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS Casa de Portugal e Beneficência Portuguesa de São Paulo: PARCEIROS HÁ MAIS DE 80 ANOS A Beneficência Portuguesa de São Paulo e a Casa de Portugal tem a mesma origem e cooperam entre si há mais de 80 anos.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BLUMENAU SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO 001/2017 ANEXO I

PREFEITURA MUNICIPAL DE BLUMENAU SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO SIMPLIFICADO 001/2017 ANEXO I Assistente Social ANEXO I CARGOS,, E VENCIMENTOS NÍVEL SUPERIOR Diploma de Formação Superior Completa em Serviço Social, com registro no Conselho Regional Buco-Maxilo-Facial de Odontologia (CRO), e Especialização

Leia mais

EDITAL DE MATRÍCULA - VAGAS REMANESCENTES - ANEXO I - 04/03/2016

EDITAL DE MATRÍCULA - VAGAS REMANESCENTES - ANEXO I - 04/03/2016 EDITAL DE MATRÍCULA - VAGAS REMANESCENTES - ANEXO I - 04/03/2016 PROGRAMA -> HOSPITAL VAGAS ANESTESIOLOGIA 7 HOSPITAL GERAL ROBERTO SANTOS - SESAB 2 HOSPITAL MUNICIPAL DR. ESAÚ MATOS 2 ANGIORRADIOLOGIA

Leia mais

CONSULTA FUNDAMENTAÇÃO E PARECER

CONSULTA FUNDAMENTAÇÃO E PARECER PARECER Nº 2546/2017- ASSUNTO: UPA - CONTRATAÇÃO DE MÉDICOS RADIOLOGISTAS AUSÊNCIA DE RESPONSÁVEL TÉCNICO - NECESSIDADE DE ADEQUAÇÕES PARECERISTA: CONS.º LUTERO MARQUES DE OLIVEIRA EMENTA: Necessidade

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Ministério da Educação Nº 1533 - Sábado, 22 de dezembro de 2012 PORTARIAS DE NºS 1.475 E 1.476, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2012 - Distribui cargos do Ministério da Educação - MEC para as Instituições Federais

Leia mais

No Edital GDG 003/2015, do Processo Seletivo para Estágio de Formação,

No Edital GDG 003/2015, do Processo Seletivo para Estágio de Formação, RETIFICAÇÃO No Edital GDG 003/015, do Processo Seletivo para Estágio de Formação, Onde se lê: 5. DAS 5.1 ESPECIALIDADES CLÍNICAS - Comprovação de pré-requisito de dois anos em Clínica Médica em programa

Leia mais

ANEXO I. QUADRO DE VAGAS - Atualizado em 23/11/ Em Vagas Oferecidas/Ano estão incluídas, também, as Vagas Reservadas às Forças Armadas

ANEXO I. QUADRO DE VAGAS - Atualizado em 23/11/ Em Vagas Oferecidas/Ano estão incluídas, também, as Vagas Reservadas às Forças Armadas ANEXO I QUADRO DE - Atualizado em 23/11/2015 1- Em Vagas Oferecidas/Ano estão incluídas, também, as Vagas Reservadas às Forças Armadas 2- O Quadro de Vagas poderá sofrer alterações com a inclusão de novas

Leia mais

PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA / BAHIA Comissão Estadual de Residência Médica CEREM/BA CNRM

PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA / BAHIA Comissão Estadual de Residência Médica CEREM/BA CNRM PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA / BAHIA 2012 - Comissão Estadual de Residência Médica CEREM/BA CNRM ADITIVO AO EDITAL A COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA CEREM/BAHIA, no uso de suas

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE MÉDICO EDITAL Nº 73 MS MÉDICO, DE 2 DE MARÇO DE 2010

MINISTÉRIO DA SAÚDE CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE MÉDICO EDITAL Nº 73 MS MÉDICO, DE 2 DE MARÇO DE 2010 MINISTÉRIO DA SAÚDE CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE MÉDICO EDITAL Nº 73 MS MÉDICO, DE 2 DE MARÇO DE 2010 A SECRETÁRIA-EXECUTIVA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE (MS) torna pública a retificação

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE MÉDICO EDITAL SESA N.º 001/2008

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE MÉDICO EDITAL SESA N.º 001/2008 GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE MÉDICO EDITAL SESA N.º 001/2008 A SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE (SESA), em atenção

Leia mais

NOTA EXPLICATIVA REPESCAGEM

NOTA EXPLICATIVA REPESCAGEM NOTA EXPLICATIVA REPESCAGEM O Coordenador Geral da Seleção Unificada para os Programas de Residência Médica do Estado do Ceará, no exercício de suas atribuições, considerando a necessidade de preenchimento

Leia mais

CODIGO DISCIPLINA PERÍODO BA027 Acupuntura 6º PERÍODO BA031 Anatomia Médica I 1º PERÍODO BA033 Neuroanatomia 2º PERÍODO BA034 Esplancnologia 2º

CODIGO DISCIPLINA PERÍODO BA027 Acupuntura 6º PERÍODO BA031 Anatomia Médica I 1º PERÍODO BA033 Neuroanatomia 2º PERÍODO BA034 Esplancnologia 2º CODIGO DISCIPLINA PERÍODO BA027 Acupuntura 6º PERÍODO BA031 Anatomia Médica I 1º PERÍODO BA033 Neuroanatomia 2º PERÍODO BA034 Esplancnologia 2º PERÍODO BA045 Anatomia Humana Prática com Dissecação 4º PERÍODO

Leia mais

PRM EM CANCEROLOGIA CIRÚRGICA PRÉ-REQUISITO EM CIRURGIA GERAL HOSPITAL ARISTIDES MALTEZ - LIGA BAHIANA CONTRA O CÂNCER 3 4 APROVADO 0

PRM EM CANCEROLOGIA CIRÚRGICA PRÉ-REQUISITO EM CIRURGIA GERAL HOSPITAL ARISTIDES MALTEZ - LIGA BAHIANA CONTRA O CÂNCER 3 4 APROVADO 0 QUADRO DE POR PRM EM CANCEROLOGIA CIRÚRGICA ARISTIDES MALTEZ - LIGA BAHIANA CONTRA O CÂNCER 3 4 APROVADO 0 TOTAL DE - 4 PRM EM CANCEROLOGIA CLÍNICA ARISTIDES MALTEZ - LIGA BAHIANA CONTRA O CÂNCER 3 2 APROVADO

Leia mais

SNS Recursos Humanos. Dados de junho de Recursos Humanos do SNS por Região. Nº total de Profissionais Nº de Médicos e Enfermeiros.

SNS Recursos Humanos. Dados de junho de Recursos Humanos do SNS por Região. Nº total de Profissionais Nº de Médicos e Enfermeiros. Recursos Humanos do SNS por Região Nº total de Profissionais Nº de Médicos e Enfermeiros 40 740 9 941 13 450 23 894 5 118 8 171 Serviços Centrais 62 42 140 Serviços Centrais 3.528 9 414 13 466 200 Médicos

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO E CREDENCIAMENTO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DA SAÚDE N. 001/2013 ANEXO III RELAÇÃO DAS CIDADES E ESPECIALIDADES

EDITAL DE CHAMAMENTO E CREDENCIAMENTO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DA SAÚDE N. 001/2013 ANEXO III RELAÇÃO DAS CIDADES E ESPECIALIDADES EDITAL DE CHAMAMENTO E CREDENCIAMENTO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DA SAÚDE N. 001/2013 ANEXO III RELAÇÃO DAS CIDADES E ESPECIALIDADES CIDADE / CATEGORIA / ESPECIALIDADE VAGAS ADELÂNDIA ÁGUAS LINDAS DE GOIÁS

Leia mais

C L A S S I F I C A D O S P A R A A 2ª F A S E (Ref: 2017)

C L A S S I F I C A D O S P A R A A 2ª F A S E (Ref: 2017) Concurso: 800 ANGIORRADIOLOGIA E CIRUR Inscrição Nota Media - Desvio Padrao = 3,3368 Nota do ultimo classificado: 3,6875 1730 1785 1807 1898 2037 Concurso: 74 CANCEROLOGIA CLINICA Inscrição Nota Media

Leia mais

ANEXO I. 2- O Quadro de Vagas poderá sofrer alterações com a inclusão de novas vagas em Programas já existentes, pendentes de autorização da CNRM.

ANEXO I. 2- O Quadro de Vagas poderá sofrer alterações com a inclusão de novas vagas em Programas já existentes, pendentes de autorização da CNRM. ANEXO I QUADRO DE 1- Em Vagas Oferecidas/Ano estão incluídas, também, as Vagas Reservadas às Forças Armadas 2- O Quadro de Vagas poderá sofrer alterações com a inclusão de novas vagas em Programas já existentes,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA CONSELHO FEDERAL DE EDUCAÇÃO Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro MG Alteração de Regimento RELATOR: SR. CONS... Layrton Borges de Miranda CÂMARA OU COMISSÃO PARECER

Leia mais

DIRETÓRIO MÉDICO GUARAPUAVA

DIRETÓRIO MÉDICO GUARAPUAVA DIRETÓRIO MÉDICO GUARAPUAVA Atualizado em 16/06/2011 Rua Paes Leme, 1107 - Londrina PR 86010-610 www.maximusassistencial.com.br info@maximusassistencial.com.br (43) 3379-9700 Guia Médico Maximus Assistencial

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

MINISTÉRIO DA SAÚDE CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO Analista em C&T Júnior Área: Comunicação Social Jornalismo 332 0 Cadastro de Reserva Analista em C&T Júnior Área: Comunicação Social Relações Públicas 56 0 Cadastro de Reserva Analista em C&T Júnior Área:

Leia mais

PRÉ-REQUISITOS MEDICINA MATRIZ CURRICULAR 2017

PRÉ-REQUISITOS MEDICINA MATRIZ CURRICULAR 2017 PRÉ-REQUISITOS MEDICINA MATRIZ CURRICULAR 2017 1º PERÍODO CÓDIGO DISCIPLINAS C/H CÓDIGO DISCIPLINAS C/H MD17101 Biologia Celular MD17102 Anatomia Humana I 108 MD17103 Embriologia e Histologia Humana I

Leia mais

Concurso para Emprego Público Nível Superior

Concurso para Emprego Público Nível Superior PREFEITURA MUNICIPAL DE UBERLÂNDIA FUNDAÇÃO SAÚDE DO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA ESTADO DE MINAS GERAIS Concurso para Emprego Público Nível Superior REF. EDITAL N 01/2015 GABARITO PÓS-RECURSOS MANHÃ NÍVEL

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.149/2016

RESOLUÇÃO CFM Nº 2.149/2016 RESOLUÇÃO CFM Nº 2.149/2016 (Publicada no D.O.U. de 03 de agosto de 2016, Seção I, p. 99) Homologa a Portaria CME nº 02/2016, que aprova a relação de especialidades e áreas de atuação médicas aprovadas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS ESPECIFICAÇÃO DOS CARGOS E VAGAS 1 2 3 4 Anestesiologista (Bloco Obstétrico e Bloco Cirúrgico) Cirurgião Cabeça e Pescoço Cirurgião Cardiovascular Cirurgião Geral 14 1 7 1 Escolarida Mínima e Outras Residência

Leia mais

9º Congresso Paulista de Educação Médica. Como Formar Médicos no Brasil Frente aos Atuais Desafios da Saúde? Perspectivas Para a Residência

9º Congresso Paulista de Educação Médica. Como Formar Médicos no Brasil Frente aos Atuais Desafios da Saúde? Perspectivas Para a Residência 9º Congresso Paulista de Educação Médica Como Formar Médicos no Brasil Frente aos Atuais Desafios da Saúde? Perspectivas Para a Residência Adnan Neser Presidente da Comissão Estadual de Residência Médica

Leia mais

01. Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí - HU-UFPI Vagas (Ampla Concorrência)

01. Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí - HU-UFPI Vagas (Ampla Concorrência) CONCURSO PÚBLICO 09/2015 EBSERH/CONCURSO NACIONAL ANEXO I DO EDITAL Nº 02 EBSERH ÁREA MÉDICA, DE 07 DE DEZEMBRO DE 2015 QUADRO DE VAGAS, SALÁRIO E CARGA HORÁRIA SEMANAL RETIFICADO 01. Hospital Universitário

Leia mais

Grade FTC Salvador MEDICINA. 1º semestre CH. Disciplina 1 NEOC I - Sessão Tutoral 100. Disciplina 2 NEOC I - Morfofisiologia Anatomia 40

Grade FTC Salvador MEDICINA. 1º semestre CH. Disciplina 1 NEOC I - Sessão Tutoral 100. Disciplina 2 NEOC I - Morfofisiologia Anatomia 40 Grade 2016.1 1º semestre CH Disciplina 1 NEOC I - Sessão Tutoral 100 Disciplina 2 NEOC I - Morfofisiologia Anatomia 40 Disciplina 3 NEOC I - Morfofisiologia Fisiologia 60 Disciplina 4 NEOC I - Morfofisiologia

Leia mais

Pré-requisito Coreq Disciplina MD Biologia Celular - Ativa desde: 01/01/2014. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 18 TEÓRICA 36

Pré-requisito Coreq Disciplina MD Biologia Celular - Ativa desde: 01/01/2014. Natureza - OBRIGATÓRIA PRÁTICA 18 TEÓRICA 36 1 de 6 Nível:BACHARELADO Início: 20081 01 - - MD14101 - Biologia Celular - Ativa desde: MD14102 - Anatomia Humana I - Ativa desde: MD14103 - Embriologia e Histologia Humana I - Ativa desde: MD14104 - Fisiologia

Leia mais

Anexo I. Quadro de vagas por Hospital / Especialidades AREAS BÁSICAS

Anexo I. Quadro de vagas por Hospital / Especialidades AREAS BÁSICAS Anexo I Quadro de vagas por Hospital / Especialidades COD.101 - CLÍNICA MÉDICA AREAS BÁSICAS 1 Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus (UNOESTE) 3 2 Conjunto Hospitalar do Mandaqui

Leia mais

COD CLINICA MÉDICA

COD CLINICA MÉDICA ANEXO III AREAS BÁSICAS COD.101 - CLINICA MÉDICA 1 Complexo Hospitalar Padre Bento - Guarulhos 4 4 2 Conjunto Hospitalar do Mandaqui 11 6 17 3 Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro - UNISA

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NOS CARGOS DO QUADRO PERMANENTE DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DA PREFEITURA DE CALDAS NOVAS.

CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NOS CARGOS DO QUADRO PERMANENTE DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DA PREFEITURA DE CALDAS NOVAS. CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NOS CARGOS DO QUADRO PERMANENTE DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DA PREFEITURA DE CALDAS NOVAS. ANEXO I GRUPOS OCUPACIONAIS, CARGOS, NÚMERO DE VAGAS DESTINADAS À AMPLA CONCORRÊNCIA

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 281/2006

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 281/2006 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 281/2006 Altera o Currículo Pleno do Curso de Medicina disposto pelas Deliberações CONSEP Nº 334/2002 e CONSEP Nº 001/2005. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade do Processo

Leia mais

COD.101 - CLINICA MÉDICA 02 ANOS

COD.101 - CLINICA MÉDICA 02 ANOS COD.101 - CLINICA MÉDICA 02 ANOS AREAS BÁSICAS 1 Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus (UNOESTE) 12 2 Complexo Hospitalar Ouro Verde 12 3 Faculdade de Medicina de Catanduva 10 4

Leia mais

NÚCLEO COMUM DE CLÍNICA MÉDICA

NÚCLEO COMUM DE CLÍNICA MÉDICA 1 GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO S.A. HOSPITAL CRISTO REDENTOR S.A. HOSPITAL FÊMINA S.A. PROCESSO SELETIVO PÚBLICO EDITAL DE ABERTURA 02/2011 RETIFICAÇÃO Nº 002 CONTEÚDO

Leia mais

Resultado da Pesquisa

Resultado da Pesquisa Cidade Especialidade Produtos/Serviços Pesquisar Resultado da Pesquisa CARLOS ANDRÉ TONELLI - CLÍNICA TONELLI Registro profissional: 6702 ENDOCRINOLOGIA Rua Antônio de Lucca, 165 Pio Corrêa - Criciúma/Santa

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE MEDICINA Habilitação: Graduação em Medicina Carga Horária:7.222 horas Regime: Semestral Turno de Aplicação: Integral Vigência: 2008 / 2 Tempo de integralização: Mínimo:

Leia mais

ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. FAHESA

ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. FAHESA ITPAC - INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA. FAHESA Faculdade de Ciências Humanas, Econômicas e de Saúde de Araguaína Av. Filadélfia,568 - Setor Oeste - Araguaína - TO Fone: (63) 3411

Leia mais

Resultado da Pesquisa

Resultado da Pesquisa Santa Catarina Cidade Ramo Atividade Especialidade Especialização Produtos/Serviços Pesquisar Resultado da Pesquisa CLIK CLÍNICA MATERNO INFANTIL KOBRASOL PEDIATRIA GINECOLOGIA / OBSTETRICIA ODONTOLOGIA

Leia mais

Ministério da Educação e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

Ministério da Educação e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação 1 de 23 05/02/2015 08:30 Nº 1867 - Quarta feira, 4 de fevereiro de 2015 Casa Civil - Presidência da República PORTARIA Nº 218, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2015 - Exonerar Romeu Weliton Caputo do cargo de Presidente

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA PMF SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO SAM SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SMS

PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA PMF SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO SAM SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SMS PREFEITURA MUNICIPAL DE FORTALEZA PMF SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO SAM SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE SMS INSTITUTO MUNICIPAL DE PESQUISAS, ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS IMPARH SELEÇÃO PÚBLICA

Leia mais

SulAmérica Saúde. Rede Referenciada 557 / PME AMB HOSP C OBST ADAPTADO / CLASSICO SC - FLORIANOPOLIS. Saúde. sulamerica.com.br

SulAmérica Saúde. Rede Referenciada 557 / PME AMB HOSP C OBST ADAPTADO / CLASSICO SC - FLORIANOPOLIS. Saúde. sulamerica.com.br SulAmérica Saúde Rede Referenciada 557 / PME AMB HOSP C OBST ADAPTA / CLASSICO SC - FLORIANOPOLIS Saúde Este documento foi gerado eletronicamente através do site sulamerica.com.br/saudeonline na data 26/04/2015

Leia mais

CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS EMPREGADOS DA SANEAGO CAESAN

CAIXA DE ASSISTÊNCIA DOS EMPREGADOS DA SANEAGO CAESAN Goiânia, 29 de novembro de 2010 Senhor(a) Beneficiário(a), A CAESAN vem informar a relação dos prestadores de serviços em saúde, contratados no Distrito Federal, conforme lista a seguir. Para ser atendido,

Leia mais

FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO AO PROGRAMA DE APOIO A EVENTOS NO PAÍS PAEP

FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO AO PROGRAMA DE APOIO A EVENTOS NO PAÍS PAEP FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO AO PROGRAMA DE APOIO A EVENTOS NO PAÍS PAEP I IDENTIFICAÇÃO DO EVENTO Processo PAEP 1. NOME DO EVENTO: 2. ENTIDADE(S) ORGANIZADORA(S) 3. PERÍODO DE REALIZAÇÃO Início: Término:

Leia mais

TÉCNICO EM CONTABILIDADE Código 101

TÉCNICO EM CONTABILIDADE Código 101 TÉCNICO OPERACIONAL DE SAÚDE-TOS NÍVEL II GRAU A TÉCNICO EM CONTABILIDADE Código 101 Questão 01: D Questão 11: C Questão 21: D Questão 31: B Questão 02: A Questão 12: A Questão 22: A Questão 32: C Questão

Leia mais

ANEXO I ESPECIALISTA EM SAÚDE MÉDICO

ANEXO I ESPECIALISTA EM SAÚDE MÉDICO ANEXO I ESPECIALISTA EM SAÚDE MÉDICO Cód Denominação do Emprego público Nº de vagas* Nº de vagas (Lei nº 13.398/02)** Carga Horária Semanal Vencimentos Padrão ESM-1 R$ 1.432 Grat. Esp. Prest. Serv. Assist.

Leia mais

Comissão Estadual de Residência Medica Processo Seletivo Unificado Residência Medica 2010

Comissão Estadual de Residência Medica Processo Seletivo Unificado Residência Medica 2010 Conforme previsto nos editais não será publicada nova listagem de convocação de excedentes. As instituições e candidatos devem seguir os procedimentos: Instituições que possuem vagas e excedentes: A instituição

Leia mais

RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA

RELATÓRIO DE CONCORRÊNCIA 23 - ENFERMAGEM ENFERMAGEM CIRÚRGICA 11 65 5,9 ENFERMAGEM EM CANCEROLOGIA 8 41 5,1 ENFERMAGEM EM CARDIOLOGIA 9 41 4,6 ENFERMAGEM EM CENTRO CIRÚRGICO 2 11 5,5 ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIA GERAL 5 40 8,0 ENFERMAGEM

Leia mais

ANEXO CONVÊNIO CELEBRADO ENTRE O CFM, A AMB E A CNRM

ANEXO CONVÊNIO CELEBRADO ENTRE O CFM, A AMB E A CNRM ANEXO CONVÊNIO CELEBRADO ENTRE O CFM, A AMB E A CNRM ANEXO II (ALTERADA PELA RESOLUÇÃO CFM Nº 2.068, DE 13-12-2013) RELATÓRIO DA COMISSÃO MISTA DE ESPECIALIDADES CFM/AMB/CNRM A Comissão Mista de Especialidades

Leia mais

PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA/BAHIA 2016 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA CEREM / BA EDITAL DE MATRÍCULA

PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA/BAHIA 2016 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA CEREM / BA EDITAL DE MATRÍCULA PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA/BAHIA 2016 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA CEREM / BA EDITAL DE MATRÍCULA A Comissão Estadual de Residência Médica - CEREM/BAHIA, no uso de suas

Leia mais

AVISO N.º 06 GABARITO OFICIAL DAS PROVAS OBJETIVAS

AVISO N.º 06 GABARITO OFICIAL DAS PROVAS OBJETIVAS 1 HOSPITAL NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO S.A. (Matriz) e suas Filiais, que compõem o chamado GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO: Hospital Fêmina Hospital Cristo Redentor Hospital Criança Conceição Unidade de Pronto

Leia mais

Santamália Saúde DIADEMA ALERGOLOGIA ANALISES CLINICAS (LABORATORIO) ANGIOLOGIA / CIRURGIA VASCULAR CIRURGIA GERAL CLINICA MEDICA

Santamália Saúde DIADEMA ALERGOLOGIA ANALISES CLINICAS (LABORATORIO) ANGIOLOGIA / CIRURGIA VASCULAR CIRURGIA GERAL CLINICA MEDICA ALERGOLOGIA DIADEMA ANALISES CLINICAS (LABORATORIO) ANGIOLOGIA / CIRURGIA VASCULAR CIRURGIA GERAL CLINICA MEDICA CONSULTA P/ COLPOSCOPIA ECOCARDIOGRAMA ECODOPPLERCARDIOGRAMA INFANTIL ELETROCARDIOGRAMA

Leia mais

PROCESSO CONSULTA Nº 03/2013 PARECER CONSULTA Nº 03/2013

PROCESSO CONSULTA Nº 03/2013 PARECER CONSULTA Nº 03/2013 PROCESSO CONSULTA Nº 03/2013 PARECER CONSULTA Nº 03/2013 Solicitante: M. C. S. CRM/GO XXXX Conselheiro Parecerista: DR. RÔMULO SALES DE ANDRADE Assunto: ATUAÇÃO EM RAMO/ESPECIALIDADE MÉDICA. Ementa: O

Leia mais

Elaboração de um Plano-Modelo de Carreira Médica para os Estados

Elaboração de um Plano-Modelo de Carreira Médica para os Estados Federação Nacional dos Médicos - FENAM Elaboração de um Plano-Modelo de Carreira Médica para os Estados Relatório Final - 2ª Versão Rio de Janeiro, 29 de janeiro de 2009 2 Proposta de Prestação de Serviços

Leia mais

Perfil dos nefrologistas no Brasil*

Perfil dos nefrologistas no Brasil* 10 J Bras Nefrol 2000;22(Supl 2):10-6 Perfil dos nefrologistas no Brasil* Maria Helena Machado a, Luiz Felipe Pinto a, Alan Castro b e João Cenzi c a Escola Nacional de Saúde, Fiocruz b Departamento de

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR- CURSO DE MEDICINA DA PUC-GOIÁS

MATRIZ CURRICULAR- CURSO DE MEDICINA DA PUC-GOIÁS 6.2.1. Matriz Atual MATRIZ CURRICULAR- CURSO DE MEDICINA DA PUC-GOIÁS TOTAL DE CRÉDITOS: 544 CRÉDITOS TOTAL DE HORAS: 8.160 HORAS (67% pratica e 33% teoria) MÓDULO = PERÍODO 1 o CICLO MÓDULO I Bioquímica/Biofísica

Leia mais

Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna

Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna Curso de Medicina da Universidade Iguaçu Campus Itaperuna Estrutura Curricular do Curso de Medicina da Universidade Iguaçu - Itaperuna A construção da estrutura curricular do Curso de Medicina da Universidade

Leia mais

ANEXO I. 2- O Quadro de Vagas poderá sofrer alterações com a inclusão de novas vagas em Programas já existentes, pendentes de autorização da CNRM.

ANEXO I. 2- O Quadro de Vagas poderá sofrer alterações com a inclusão de novas vagas em Programas já existentes, pendentes de autorização da CNRM. PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA / BAHIA 2016 Comissão Estadual de Residência Médica CEREM/BA CNRM ANEXO I QUADRO DE 1- Em Vagas Oferecidas/Ano estão incluídas, também, as Vagas Reservadas

Leia mais

AREMG. Processo Seletivo Unificado para Residência Médica PSU 2013

AREMG. Processo Seletivo Unificado para Residência Médica PSU 2013 Av. João Pinheiro, 6 Sala 06 CEP: 00-80 Belo Horizonte - MG Tel.: 7 66 - Fax: 7 65 Processo Seletivo Unificado para Residência Médica PSU 0 Chegamos a quarta edição do Processo Seletivo Unificado para

Leia mais

Por determinação deste Conselho, fomos ao estabelecimento acima identificado verificar suas condições de funcionamento.

Por determinação deste Conselho, fomos ao estabelecimento acima identificado verificar suas condições de funcionamento. RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO Hospital Getúlio Vargas CNPJ 10.572.048/0005-51 Avenida San Martin, s/n Cordeiro Recife. Telefone: (81) 3184-5600, 3184-5607 Diretor Geral: Dr. Gustavo Sampaio de Souza Leão,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA DA BAHIA 2017 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DA BAHIA CEREM/BAHIA EDITAL DE MATRÍCULA

PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA DA BAHIA 2017 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DA BAHIA CEREM/BAHIA EDITAL DE MATRÍCULA PROCESSO SELETIVO UNIFICADO DE RESIDÊNCIA MÉDICA DA BAHIA 2017 COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DA BAHIA CEREM/BAHIA EDITAL DE MATRÍCULA A Comissão Estadual de Residência Médica da Bahia CEREM/BAHIA,

Leia mais

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA

PREFEITURA DE JUIZ DE FORA PREFEITURA DE JUIZ DE FORA A N E X O I - D O S R E Q U I S I T O S E A T R I B U I Ç Õ E S D O S C A R G O S E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O N º 0 1 / 2 0 1 6 R E T I F I C A D O CARGO 101:

Leia mais

O médico pode atuar no Sistema Único de Saúde (SUS), em hospitais, clínicas, empresas e também em consultório próprio.

O médico pode atuar no Sistema Único de Saúde (SUS), em hospitais, clínicas, empresas e também em consultório próprio. Informações sobre o curso A saúde humana é o objeto de estudo do médico. Ele pesquisa e trata disfunções e moléstias, escolhendo os melhores procedimentos de prevenção e combate. Precisa estar sempre bem

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE TELECONSULTORIA MANUAL DO SOLICITANTE V.2013

MANUAL DO SISTEMA DE TELECONSULTORIA MANUAL DO SOLICITANTE V.2013 MANUAL DO SISTEMA DE TELECONSULTORIA MANUAL DO SOLICITANTE V.2013 CENTRO DE TELESSAÚDE DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG REDE DE TELEASSISTÊNCIA DE MINAS GERAIS MARÇO DE 2016 1. Apresentação A (RTMG) é

Leia mais

LISTA TELEFÓNICA HOSPITAL PADRE AMÉRICO - PENAFIEL (DIVULGAÇÃO EXTERNA)

LISTA TELEFÓNICA HOSPITAL PADRE AMÉRICO - PENAFIEL (DIVULGAÇÃO EXTERNA) LISTA TELEFÓNICA HOSPITAL PADRE AMÉRICO - PENAFIEL (DIVULGAÇÃO EXTERNA) PISO 0 CASA MORTUÁRIA SERVIÇOS GERAIS (ESPÓLIO) 30037 GABINETE 914208510 31501 SECRETARIADO 255714434 GABINETE MÉDICO LEGAL 30023

Leia mais

TOTAL DE VAGAS - 4 PRM EM CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA (C) PRÉ-REQUISITO EM CARDIOLOGIA

TOTAL DE VAGAS - 4 PRM EM CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA (C) PRÉ-REQUISITO EM CARDIOLOGIA QUADRO DE POR PRM EM ANGIORRADIOLOGIA E CIRURGIA ENDOVASCULAR PRÉ-REQUISITO EM ANGIOLOGIA - CIRURGIA VASCULAR - RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM ANA NERY 1 2 APROVADO 0 GERAL ROBERTO SANTOS 1 1 APROVADO

Leia mais

Câmpus Sede Rua dos Estudantes, 225 Parque Iracema - Catanduva - SP Fone/fax: (17) CEP

Câmpus Sede Rua dos Estudantes, 225 Parque Iracema - Catanduva - SP Fone/fax: (17) CEP A FACULDADE FACULDADES INTEGRADAS PADRE ALBINO www.fipa.com.br - atendimento@fipa.com.br Tele-atendimento: 0800-772-5393 Câmpus Sede Rua dos Estudantes, 225 Parque Iracema - Catanduva - SP Fone/fax: (17)

Leia mais

ANEXO 2 PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS DS/CAPES E PROMOP/UDESC EDITAL 002/2017

ANEXO 2 PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS DS/CAPES E PROMOP/UDESC EDITAL 002/2017 ANEXO 2 PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS DS/CAPES E PROMOP/UDESC EDITAL 002/207 ADERÊNCIA EPISTEMOLÓGICA DAS ÁREAS/SUBÁREAS DA CAPES Conforme critérios do Documento da Área 2 da CAPES (EDUCAÇÃO FÍSICA) ÁREA

Leia mais

TOTAL DE VAGAS - 3 PRM EM CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA (P) PRÉ-REQUISITO EM PEDIATRIA

TOTAL DE VAGAS - 3 PRM EM CARDIOLOGIA PEDIÁTRICA (P) PRÉ-REQUISITO EM PEDIATRIA QUADRO DE POR PRM EM ANGIORRADIOLOGIA E CIRURGIA ENDOVASCULAR PRÉ-REQUISITO EM ANGIOLOGIA - CIRURGIA VASCULAR - RADIOLOGIA E DIAGNÓSTICO POR IMAGEM DISPONÍVEIS ANA NERY 1 2 APROVADO 0 2 GERAL ROBERTO SANTOS

Leia mais

115 FÍSICO FÍSICA MÉDICA - RADIOTERAPIA A B A E A C B B C D A E D A A E C D B C B E D A C E E A B D FISIOTERAPIA A B A E A D E B D E A D E C A B

115 FÍSICO FÍSICA MÉDICA - RADIOTERAPIA A B A E A C B B C D A E D A A E C D B C B E D A C E E A B D FISIOTERAPIA A B A E A D E B D E A D E C A B (Gabarito divulgado em 09/12/2013) D E B E B A D D D C D C E A C C B C B E 101 ASSISTENTE SOCIAL A B A E A E A B D C B A E B C B D B D A C E A D D E C E A C 102 - BIÓLOGO A B A E A C A E B E C D A D D

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA DE TELECONSULTORIA MANUAL DO SOLICITANTE

MANUAL DO SISTEMA DE TELECONSULTORIA MANUAL DO SOLICITANTE MANUAL DO SISTEMA DE TELECONSULTORIA MANUAL DO SOLICITANTE CENTRO DE TELESSAÚDE DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DA UFMG REDE DE TELEASSISTÊNCIA DE MINAS GERAIS ABRIL DE 2016 Apresentação A (RTMG) é uma rede de

Leia mais

PRESTADORES DESCREDENCIADOS

PRESTADORES DESCREDENCIADOS REDE LARANJA REGISTRO DO PLANO NOME COMERCIAL DO PLANO 458189080 VIDA LEVE AMBULATORIAL E HOSPITALAR 458192080 VIDA LEVE ADESÃO AMBULATORIAL 458193088 VIDA LEVE ADESÃO LIDER 100 ENFERMARIA 458194086 VIDA

Leia mais

ANEXO V FICHA CADASTRAL - PESSOA JURÍDICA

ANEXO V FICHA CADASTRAL - PESSOA JURÍDICA OPÇÃO 2 OPÇÃO 1 ANEXO V FICHA CADASTRAL - PESSOA JURÍDICA CÓDIGO DO CREDENCIADO RAZÃO SOCIAL (01) DADOS CADASTRAIS CNPJ DATA DA FUNDAÇÃO NOME FANTASIA CADASTRO NACIONAL DE ESTABELECIMENTOS DE SAÚDE - CNES

Leia mais

Departamentos de Fiscalização da profissão nos CRMs - Resolução: 1613 de 07/02/2001 *****

Departamentos de Fiscalização da profissão nos CRMs - Resolução: 1613 de 07/02/2001 ***** Departamentos de Fiscalização da profissão nos CRMs - Resolução: 1613 de 07/02/2001 ***** Ementa: Determina aos Conselhos Regionais de Medicina que criem Departamentos de Fiscalização da profissão de médico

Leia mais