Desafios e Soluções de RH

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Desafios e Soluções de RH"

Transcrição

1 NOSSO NEGÓCIO É O SEU SUCESSO TM Desafios e Soluções de RH Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho Em associação com:

2 Conteúdo Introdução 3 A motivação através da capacitação cria sucesso 5 Instrumentos para a motivação 6 A nova geração 7 O papel da tecnologia 9 Schneider Electric: Atrair o talento através da tecnologia de colaboração 14 A resposta do empregador 15 Atos: Parar de utilizar o para uma melhor colaboração 16 Nitto Denko: Capacitar através das redes sociais abertas 17 ADP: Adaptação às necessidades empresariais e dos funcionários 19 Conclusão 21 Sobre 22 Referências 23 2 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

3 Introdução Os jovens que entraram no mercado de trabalho, na última década, exigem uma maior diversidade e desafios com um retorno diferente, em troca da sua lealdade, do que aquilo que os seus pais esperavam. Estes jovens, que o consultor Gary Hamel apelidou de a geração Facebook 1 e outros da geração milênio 2, estão habituados, através das redes sociais e da tecnologia móvel, a condições de igualdade onde todas as pessoas são ouvidas e podem participar do debate. Estes fatores estão dando início ao que alguns denominam de Era Humana 3. Como é que os empregadores e, em particular o RH, estão reagindo? As empresas vanguardistas estão adotando uma forma de trabalhar mais colaborativa e móvel, com base na tecnologia e nas redes sociais. Estão seguindo as noções de capacitação e motivação, que têm sido exploradas nos últimos 20 anos, e compreendem a ligação subjacente entre estas ideias e as mudanças culturais e geracionais que estão ocorrendo. De igual modo, estão competindo na guerra pelo talento, que continua a desafiar as organizações, e sabem que uma cultura de colaboração e de motivação no local de trabalho, que fortalece os indivíduos e as equipes, é a melhor receita para atrair e manter o talento de que necessitam. Os empregadores reconhecem que, para uma nova geração, é necessária uma nova abordagem de gestão que proporcione flexibilidade e facilidade de comunicação aos trabalhadores. A liderança, a gestão do desempenho e o desenvolvimento têm de se adaptar ao novo clima. O RH está respondendo a estas exigências através da procura por novas soluções de software, colocando-as ao dispor dos gestores e dos funcionários, o que tem a vantagem adicional de aumentar a produtividade. Esta nova forma de trabalhar baseia-se em horários e locais de trabalho flexíveis, proporcionados pelas últimas tecnologias como aplicações móveis, computação em nuvem, virtualização e redes sociais. Este relatório reflete a respeito da pesquisa realizada pela ADP e outros que demonstram as ligações entre capacitação, motivação, rentabilidade, tecnologia e sobre o que alguns empregadores pioneiros estão fazendo para manter as pessoas talentosas e aumentar a produtividade. Descreve o modo como estão adaptando o seu modelo de gestão e observa a tecnologia que estão utilizando para criar uma organização de colaboração. 3 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

4

5 A motivação através da capacitação cria sucesso os locais de trabalho nos quais os funcionários se sentiam mais motivados tinham 27% de probabilidade de ter uma maior rentabilidade, 50% de ter uma menor rotatividade de pessoal e 38% de ter uma produtividade acima da média Como o interesse na motivação dos funcionários tem crescido, cada vez mais estudos demonstram a ligação entre a motivação e a rentabilidade. As primeiras provas da importância das atitudes dos funcionários no bem-estar empresarial surgiu através de estudos realizados pelo Great Place to Work Institute, que anualmente publica a lista das 100 Melhores Empresas para Trabalhar nos EUA 4. Esta pesquisa demonstra uma correlação entre as empresas que obtêm boas classificações em termos de atitudes dos funcionários e de sucesso financeiro. Os funcionários das empresas de sucesso tendem a ser mais otimistas? Não se pode ignorar a relação intrínseca que existe entre os dois fatores. De igual modo, não se pode ignorar a forma interessante como o Great Place to Work Institute começou a observar as empresas de sucesso e a tirar conclusões sobre as atitudes dos funcionários antes de inverter a situação. O Consultor Marcus Buckingham, que trabalhou na Gallup durante mais de uma década, levou a cabo estudos aprofundados para demonstrar como a motivação também estava relacionada com os resultados empresariais. Concluiu que os locais de trabalho nos quais os funcionários se sentiam mais motivados tinham 27% de probabilidade de ter uma maior rentabilidade, 50% de ter uma menor rotatividade de pessoal e 38% de ter uma produtividade acima da média 5. Uma pesquisa aprofundada, realizada pela Bath University e liderada por John Purcell 6 concluiu que um conjunto razoável de práticas de RH e uma gestão de linha eficaz resultava num maior empenho por parte dos funcionários, o que conduzia a uma maior rentabilidade e sucesso organizacional. Os funcionários comprometidos e motivados são mais produtivos, prestam melhores serviços aos clientes e são menos propícios a se demitirem, o que resulta numa menor rotatividade de pessoal e em custos de recrutamento reduzidos. Um relatório realizado por David MacLeod e Nita Clarke, para o governo do Reino Unido 7, resume a motivação dos trabalhadores como: uma abordagem ao local de trabalho concebida para garantir que os funcionários se comprometam a alcançar os objetivos e a seguirem os valores da organização, estejam empenhados em contribuir para o sucesso organizacional e, simultaneamente, sejam capazes de melhorar o seu bem-estar. As organizações motivadas têm valores sólidos e autênticos, com um grande sentido de confiança e justiça baseados no respeito mútuo, onde as promessas e os compromissos nos dois sentidos entre os empregadores e o pessoal são compreendidos e cumpridos. Esta definição parece ser útil porque debater a motivação pode ser problemático, pois pode ter vários significados para várias pessoas. 5 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

6 Contudo, seja qual for a definição utilizada, tal como a Telefonica O2 afirmou aos pesquisadores que realizaram o estudo do Reino Unido, uma organização que não inscreve o seu próprio pessoal na sua base de fãs, não está maximizando o seu valor a longo prazo. Com efeito, para muitos profissionais de RH, quase não são necessárias provas da ligação entre a motivação e o ROI (Retorno sobre o Investimento) baseadas em pesquisas. Através da sua experiência, sabem que os funcionários desmotivados podem sair da organização ou, pior ainda, permanecer mas irradiar negatividade contagiando todas as pessoas à sua volta. Como tal, estão cientes de que a motivação faz parte das boas práticas de recrutamento e de manutenção. Resumo Várias pesquisas estabelecem a ligação entre as boas práticas de RH e a motivação dos funcionários com o sucesso empresarial Os funcionários comprometidos e motivados são mais produtivos, prestam melhores serviços aos clientes e são menos propícios a se demitir Os funcionários motivados são comprometidos, empenhados e melhoram o seu próprio bem-estar no local de trabalho As organizações que motivam os seus funcionários têm valores sólidos, respeito mútuo, promessas e compromissos recíprocos Instrumentos para a motivação O que desencadeia a motivação? Existem instrumentos diferentes para gerações diferentes? A maioria dos estudos conclui que estabelecer um rumo claro para as carreiras das pessoas, ouvir e responder às suas ideias e criar um ambiente de trabalho flexível têm um impacto positivo na motivação. Igualmente importante é a autenticidade, visão e valores sólidos, confiança, respeito e envolvimento na tomada de decisões. Um estudo publicado em 2012, pela Society for Human Resource Management (Associação para a Gestão dos Recursos Humanos), e realizado por acadêmicos com base no Reino Unido e na Holanda 8, concluiu que proporcionar aos funcionários um maior feedback, autonomia, formação, desenvolvimento e uma diversidade de tarefas estava relacionado com todos os aspectos da motivação. 6 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

7 Nos últimos anos, a literatura de gestão tem incidido na importância da colaboração no local de trabalho. Por um lado, a colaboração tem sido dificultada pelo aumento da mobilidade e flexibilidade em relação aos locais onde as pessoas trabalham, por outro, tem sido facilitada pelo crescimento do software de colaboração e das redes sociais. Um relatório da IBM 9 comentou: Cada vez mais, as pessoas trabalham em locais fora dos seus escritórios e com equipes que adquirem conhecimentos de praticamente qualquer lugar do mundo. Têm acesso a aplicações, dados e especialistas em tempo real e através das redes e outros também exploram as mesmas informações. Utilizam os dispositivos do usuário final que mais se adequam ao trabalho para aumentar a produtividade e, simultaneamente, melhoram a experiência de trabalho para si próprios e para os seus funcionários. Hoje em dia, colaboração é a palavra-chave. Além de se afirmar que a colaboração aperfeiçoa a inovação e a criatividade e que garante uma comunicação mais fluida com as equipes virtuais, também tem o papel de motivar a nova geração milênio. O que se deve ao fato de a colaboração ser o modo como a geração mais jovem está habituada a trabalhar. E também se espera que a tecnologia de colaboração faça parte do pacote laboral. Resumo Os instrumentos para a motivação incluem: rumos claros para as suas carreiras, ser ouvido, trabalho flexível, confiança, respeito e envolvimento nas decisões As ferramentas de colaboração aperfeiçoam a experiência de trabalho e a inovação A tecnologia permite uma maior flexibilidade e mobilidade de trabalho e atrai uma geração mais jovem A nova geração As pessoas que, atualmente, têm entre anos e que entraram no mercado de trabalho a partir do ano 2000, que muitos apelidam de a Geração Milênio, dependem das redes sociais e da tecnologia móvel. Esta dependência é confirmada por uma pesquisa internacional da Cisco feita com 2800 estudantes universitários e profissionais 10, dos quais 66% afirmaram que preferiam ficar sem carro do que sem Internet e 40% 7 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

8 As pessoas que atualmente entram para o mercado de trabalho esperam que as empresas lhes forneçam as ferramentas e a tecnologia para que sejam produtivos em qualquer ambiente preferiam aceitar um emprego com um salário mais reduzido mas que proporcionasse uma maior flexibilidade e o acesso a redes sociais. O mesmo é realçado pelos relatórios de 2011 sobre a Geração Milênio 2, realizados pela PwC, onde se conclui que 41% preferiam se comunicar eletronicamente do que pessoalmente ou por telefone. Normalmente, utilizam a sua própria tecnologia no local de trabalho e 75% afirmam que o acesso à tecnologia os torna mais eficazes. A PwC também afirma que os empregadores terão de lhes proporcionar uma maior autonomia, opções de carreira mais flexíveis e mais oportunidades para que exista um reconhecimento pelos seus pares. Alerta que a lealdade desta geração é mais reduzida devido à recessão e que as oportunidades de desenvolvimento e o equilíbrio entre o trabalho e a sua vida pessoal são mais importantes do que o retorno financeiro. A própria experiência da ADP reflete o mesmo. Jill Altana, Vice Presidente da Divisão de RH da ADP Employer Services Sales, afirma que nas entrevistas muitos jovens perguntam: Onde vou trabalhar? Tenho que vir todos os dias para o escritório ou tenho flexibilidade no local onde posso trabalhar? Possuo as ferramentas necessárias para poder trabalhar em qualquer lugar? (Ver painel página 19) As pessoas que atualmente entram para o mercado de trabalho esperam que as empresas lhes forneçam as ferramentas e a tecnologia para que sejam produtivos em qualquer ambiente, seja em casa, com um cliente ou num café. Este fator pode marcar uma diferença importante do ponto de vista do recrutamento. Se tiverem que estar presentes no escritório todos os dias e se as ferramentas necessárias para serem produtivos apenas se encontrarem nesse escritório, iremos perder candidatos, particularmente nas áreas metropolitanas onde o deslocamento é mais difícil e dispendioso. Altana notou que este é um fenômeno relativamente recente. Ele surge agora porque os colaboradores que cresceram com estas tecnologias esperam que sejam integradas ao seu trabalho e ao seu estilo de vida. Esta perspectiva é partilhada pelos colaboradores existentes, de acordo com pesquisas sobre a motivação realizadas com o pessoal. Como tal, as expectativas dos novos contratados parecem estar se propagando no local de trabalho. No futuro, a motivação irá consistir em disponibilizar as ferramentas necessárias para possibilitar a independência individual. E não restam dúvidas de que são as soluções tecnológicas flexíveis no local de trabalho que irão atrair o talento. Altana conclui: Serão as ferramentas, em conjunto com o acesso às redes sociais, que se tornarão a norma das práticas operacionais. As ferramentas como os smartphones, tablets, software de comunicação virtual e outras ferramentas de colaboração se tornarão necessárias para cumprir os requisitos básicos da maioria das funções empresariais. Catherine Mabileau, Vice Presidente de RH da ADP Employer Services 8 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

9 International, concorda. Considera que o movimento se iniciou nos EUA e que atualmente está se alastrando para outros países. Também considera que o mesmo está acontecendo com as pessoas de maior idade. Até a própria Mabileau já se converteu. Recentemente, comecei a utilizar um tablet no trabalho e, em 24 horas, estava tentando convencer todos os meus amigos e colegas a fazerem o mesmo, afirma. É uma forma totalmente nova de se comunicar e trabalhar. Agora que me converti, também quero que os outros o adotem. A guerra pelo talento não está melhorando e, portanto, as empresas têm de se tornar mais flexíveis e fornecer ferramentas que permitam às pessoas trabalhar a partir de casa, do aeroporto ou qualquer outro local onde estejam. Creio que a fronteira entre as horas de trabalho e as horas domésticas distingue-se cada vez menos. E este fato aplicase, especialmente, aos jovens. Porém, se exigir flexibilidade, ou seja, se pretender que os funcionários trabalhem a noite ou aos fins de semana quando for necessário, em troca precisa proporcionar essa flexibilidade. Resumo A Geração Milênio espera que as empresas forneçam as ferramentas e a tecnologia para que seja produtiva em qualquer ambiente A PwC defende uma maior flexibilidade e autonomia para a nova geração A ADP considera que o trabalho em casa, com tecnologia móvel, ajuda a ganhar a guerra pelo talento Existe uma tendência para as empresas, em virtude da necessidade de atrair e manter o pessoal essencial, encontrarem novas soluções de software O papel da tecnologia O RH representa um papel crucial para satisfazer as necessidades desta nova geração com a ajuda da tecnologia que é capaz de capacitar a mão de obra e, deste modo, obter a sua lealdade. Existe uma tendência para as empresas, em virtude da necessidade de atrair e manter o pessoal essencial, encontrarem novas soluções de software e colocá-las ao dispor dos gestores e dos funcionários. Este fator tem a vantagem adicional de aumentar a produtividade, visto que os processos que anteriormente necessitavam de várias etapas são completados apenas em uma ou duas etapas. Esta situação é realçada pelos casos de estudo presentes neste relatório, incluindo a experiência da própria função do RH da ADP, onde os funcionários estão ganhando cada vez mais autonomia e flexibilidade, fruto 9 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

10 da tecnologia. Além do mais, as empresas consideram que estão ganhando terreno no que toca ao recrutamento e ao aumento de produtividade. Os resultados da pesquisa realizada pela ADP e pela CorporateLeaders, sobre a utilização da tecnologia móvel, demonstram uma utilização crescente de uma maior variedade de dispositivos para o trabalho e uma liberdade razoável para os funcionários os utilizarem. A pesquisa foi aplicada em executivos seniores responsáveis pelo RH e em diretores gerais de cinco países europeus e da Austrália e centrou-se em empresas com menos de 5000 funcionários. Cerca de 44% dos 703 pesquisados afirmaram que já proporcionavam a alguns funcionários o acesso a aplicações empresariais nos smartphones ou tablets dos funcionários e/ ou smartphones e tablets da empresa. 11% referiram que estavam avaliando essa possibilidade e 2% tinham decidido fazê-lo mas ainda não o tinham implementado. Em outras palavras, mais da metade já o tinha posto em prática ou estava considerando fazê-lo. (Gráfico 1) Gráfico 1. Abordagem da organização à implementação e suporte de smartphones e tablets 50% 45% 40% 35% 30% 25% 20% 15% 10% 5% 0% Fornecem, atualmente, smartphones/tablets a alguns colaboradores E/OU proporcionam acesso a aplicações empresariais em smartphones/tablets dos próprios funcionários Avaliando smartphones/tablets mas ainda sem decisão tomada Decidiram fornecer smartphones/tablets E/OU proporcionar acesso a aplicações empresariais em smartphones/tablets dos próprios funcionários, mas ainda não o fizeram Fonte: A utilização da tecnologia móvel por parte da ADP e da CorporateLeaders de acordo com pesquisa de RH Amostra: Todas as empresas (n=703) 10 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

11 Quando questionados sobre o motivo pelo qual pretendiam realizá-lo, as principais razões foram: para melhorar a satisfação dos funcionários e melhorar o serviço de RH para os clientes internos. Também estiveram bem classificadas: para aumentar a produtividade, tomada de decisões em tempo real e para dar resposta a mudanças organizacionais. (Gráfico 2) Gráfico 2. Motivos importantes para fornecer soluções móveis aos funcionários Melhora o serviço geral de RH 54% Aumenta a satisfação dos funcionários 54% Responde às mudanças organizacionais 53% Melhora a tomada de decisões em tempo real 52% Melhora a produtividade da mão de obra 51% Torna o RH mais estratégico 49% Concentra recursos no core business 48% Ajuda no recrutamento 46% Reduz de custos 46% Aumenta a retenção dos funcionários 41% Elimina a necessidade de reinvestir continuamente em tecnologia 40% Fomenta a vantagem competitiva 39% Eleva o ROI (Retorno sobre o Investimento) 36% Fonte: A utilização da tecnologia móvel por parte da ADP e da CorporateLeaders de acordo com pesquisa de RH Amostra: Todas as empresas (n=703) Como afirma Altana: É essencial capacitar a mão de obra através do acesso à tecnologia móvel. A solução passa a permitir que os funcionários sejam autossuficientes e capazes de encontrar as respostas por si próprios em vez de estarem dependentes de outras pessoas para as obter. Além do mais, temos que ser capazes de contratar pessoas com talento, independentemente do lugar onde estejam, seja em Iowa ou na Índia, o importante é encontrar as competências necessárias para termos o talento de que precisamos. O talento pode estar em qualquer lugar. A procura pelo talento limitada às grandes cidades reduz as nossas opções e é uma estratégia de procura de talento bastante dispendiosa. Por conseguinte, para contratarmos as pessoas com as competências adequadas, temos que estar receptivos a procurar em qualquer lugar e a permitir que trabalhem a partir do seu local de residência, seja ele qual for. 11 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

12 Existem provas da tendência para utilizar as tecnologias modernas para capacitar a mão de obra Por último, as pessoas são fiéis às suas carreiras e não às suas empresas: se permitirmos que sejam produtivas através da tecnologia móvel, estarão mais motivadas com o seu trabalho e, por conseguinte, com a empresa. Existem provas da tendência para utilizar as tecnologias modernas para capacitar a mão de obra, ajudando os profissionais de RH a implementar soluções que visam satisfazer as necessidades da nova geração. Deste modo, a função do RH está aperfeiçoando tanto a motivação como a produtividade, bem como o perfil do RH, num momento em que a concorrência pelo talento é acirrada. Com base nos resultados da pesquisa, conclui-se que as funções do RH favorecem a motivação e a capacitação da mão de obra, bem como o aumento da produtividade. Para o realizar, os profissionais de RH estão atentos aos últimos avanços na tecnologia móvel e nas redes sociais. Existem vários indícios que demonstram que estão certos na adoção desta abordagem. Em Agosto de 2011 (Gráfico 3), a ComScore Media Metrix demonstrou que a utilização do com base na Web, por parte de pessoas com idades entre 15 e 24 anos, diminuiu 8% desde Por outro lado, as redes sociais, os serviços de mensagens instantâneas e outros métodos que utilizam a tecnologia móvel estão ganhando popularidade 11. Gráfico 3. Comparação do tempo gasto, por idade, na utilização de , com base na Web, na Europa, 2011 Vs % 15% 6% 8% -8% Source: comscore Media Metrix 12 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

13 A pesquisa anual da International Association of Business Communicators (IABC) de 2009 comprovou que existe um interesse crescente nas redes sociais devido a produtividade e motivação dos funcionários e demonstrou que estão se tornando ferramentas cada vez mais populares para comunicação no local de trabalho 12. Em 2010, 33% dos 900 pesquisados afirmaram que utilizavam as redes sociais ocasionalmente para se comunicar com os seus funcionários e 12% utilizavam-nas frequentemente. O Facebook era a ferramenta de comunicação social mais popular; 4% já a utilizavam e 17% planejavam utilizá-la. Contudo, a intranet e o continuavam a ser as ferramentas de comunicação internas mais populares. Julie Freeman, então presidente da IABC, afirmou: As empresas estão se afastando do modelo de comunicação unilateral, no qual enviavam as informações e esperavam que os destinatários as lessem. Com a utilização das várias ferramentas de comunicação social, as empresas agora podem envolver os seus funcionários nos debates e facilitar as conversas entre as equipes, ultrapassando as dificuldades geográficas, entre outras. Em 2011, o Financial Times indicou que os funcionários esperavam, cada vez mais, que as empresas utilizassem algum tipo de plataforma de rede social 13. Caso não disponibilize qualquer rede social no trabalho, não está crescendo com o mundo, afirmou Sangita Malhotra, responsável pelas comunicações empresariais na GE, ao FT. Resumo Os estudos demonstram que a crescente utilização da tecnologia móvel no local de trabalho: Melhora a contratação e a manutenção Aumenta os índices de satisfação dos funcionários Melhora o serviço do RH Aumenta a produtividade e melhora a resposta à mudança 13 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

14 Schneider Electric: Atrair o talento através da tecnologia de colaboração A necessidade de competir pelo talento jovem é um dos principais motivos pelo qual a Schneider Electric está implementando uma nova ferramenta de redes sociais no seu departamento de vendas e marketing de colaboradores. O grupo francês, que viu o seu tamanho dobrar através de aquisições nos últimos oito anos, tem se transformado de uma empresa que prioritariamente desenvolvia e vendia produtos elétricos em uma empresa que oferece serviços de consultoria em gestão da energia, incluindo a energia verde, e vende produtos de suporte. Apesar de ainda possuir unidades fabris, existe um foco crescente na inovação e trabalho em projetos através de equipes de especialistas localizadas em todo o mundo. Em particular, está em um caminho de grande expansão nas novas economias. Para que isso fosse possível, foi necessário fornecer as ferramentas para permitir que os profissionais partilhassem informações e ideias entre grandes distâncias. Da mesma forma, era necessário contornar um legado de sistemas múltiplos utilizados anteriormente em empresas independentes. Por último, tinha que recrutar profissionais com talento para poder sustentar a expansão. O seu novo sistema, que será implementado em toda a mão de obra nos próximos dois anos, apoia esta nova abordagem de colaboração ao negócio. Mas a empresa também espera que esta abordagem a ajude a competir no mercado de trabalho. Isabelle Michel-Magyar, Vice Presidente de Engajamento e Diversidade de Colaboradores da empresa, afirma: Pretendemos implementar esta forma de trabalhar para atrair e manter os melhores talentos mas também porque, hoje em dia, quando nos encontramos no setor de soluções empresariais, os projetos apenas poderão ser concebidos através da colaboração. Este tipo de trabalho não pode ser realizado apenas por uma pessoa. Como tal, necessitamos das ferramentas para colaborar e tornar a empresa mais eficiente. Através do novo sistema, é mais fácil motivar as pessoas, incluindo a nova geração. Pretendemos ser um empregador de preferência porque estamos envolvidos numa guerra pelo talento. Quanto mais nos envolvemos no setor de soluções empresariais, mais precisamos de pessoas com talento especial. Nesse sentido, o fato de possuirmos tecnologia de colaboração pode constituir um fator importante para atrair novos membros. Louis-Pierre Guillaume, chefe da gestão comunitária empresarial, acrescenta: O sistema facilita a partilha de boas práticas entre os funcionários e o seguimento de soluções criadas em outros locais. Dessa forma, temos economia e eficiência. Também sabemos que as pessoas irão se comunicar mais, aumentando a sua visibilidade através da partilha e, deste modo, terão mais oportunidades para subir na empresa. Portanto, uma empresa conectada em rede auxilia o desenvolvimento da carreira.

15 A resposta do empregador A abordagem dos empregadores em relação à utilização da tecnologia móvel e das redes sociais nas empresas depende, até determinado ponto, do mercado no qual operam e do tipo de mão de obra utilizado, como tal, não é surpreendente que sejam as empresas de TI a liderar o caminho. Estas empresas também têm elevados níveis de motivação: organizações como a Google, Microsoft e Adobe Systems ocupam quase 20% dos primeiros dez lugares da lista de 2012 das 100 Melhores Empresas para Trabalhar da Fortune. Não são, certamente, apenas as empresas de TI que estão incentivando os funcionários a utilizar as redes sociais nos computadores da empresa no seu local de trabalho Susan Lucas-Conwell, diretora geral do Great Place to Work Institute, comenta que a guerra cada vez mais acirrada pelo talento no setor significa que as empresas têm que analisar mais profundamente a cultura dos vencedores: Para ganhar a luta pela contratação dos indivíduos mais talentosos, tanto as empresas já estabelecidas como as empresas em fase de start up terão de analisar bem o que se passa dentro destes great places to work, não se limitando a imitar os seus bônus e benefícios, e se concentrando em ganhar o respeito e credibilidade. Não são, certamente, apenas as empresas de TI que estão incentivando os funcionários a utilizar as redes sociais nos computadores da empresa no seu local de trabalho e a fornecer ferramentas de redes sociais internas dentro da organização. Schneider Electric e Nitto Denko demonstram como a utilização de novos sistemas de redes sociais para colaboração e comunicação interna está se tornando cada vez mais popular como forma de competir na procura pelo talento e de aumentar a produtividade e a qualidade do trabalho. Mesmo nas empresas que não fornecem celulares nem tablets, a tendência é incentivar os funcionários a trazerem o seu Próprio Computador (Bring Your Own Computer BYOC) e a utilizá-lo para acessar os sistemas da empresa. Deste modo, permite-se que as pessoas trabalhem com a tecnologia a qual estão habituadas. Na Divisão Employer Services International Division na ADP, a utilização de novas tecnologias está sendo incentivada, em parte, pela forma como as pessoas trabalham em equipes virtuais, respondendo, normalmente, a vários gestores e através de fronteiras nacionais. Catherine Mabileau, Vice-Presidente de RH, afirma: A estrutura hierárquica do local de trabalho está mudando, como tal, a comunicação descendente não é a melhor abordagem. Além do mais, as pessoas estão sobrecarregadas com tanta informação. Portanto, se não fizer com que os seus funcionários sejam capazes de gerir as informações à sua maneira, não irá captar o seu interesse nem fazer com que partilhem as informações adequadamente. 15 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

16 Atos: Parar de utilizar o para uma melhor colaboração A Atos obteve destaque na imprensa devido à sua abordagem às redes sociais, depois do presidente do conselho de administração, Thierry Breton, ter anunciado, em Março de 2011, a intenção da organização de terminar com todas as trocas de internas. Descreveu as mensagens de como poluidoras e comparou-as à poluição ambiental, gerada pela revolução industrial. A Atos é uma empresa global de serviços de TI com funcionários em mais de 40 países e abrangendo todos os continentes. O que motivou esta decisão? Numa conversa com Jean Marie Simon, Vice Presidente de Recursos Humanos do Grupo, tornou-se evidente que o argumento empresarial combinava o aumento da produtividade com a melhoria do bem-estar e motivação dos funcionários. Simon explica que o grupo lançou um programa de Bem-Estar no Trabalho, em 2009, como parte de uma transformação empresarial mais abrangente. Liderado pelo RH, o programa incluiu uma pesquisa focada nos membros mais jovens da equipe, na faixa etária dos 25 aos 35 anos, aos quais foram colocadas questões relativas aos aspectos da sua vida profissional, desde as condições de trabalho e ambiente às expectativas da administração. Concluiu-se que existia um sentimento generalizado de que havia uma sobrecarga de s e uma perspectiva de que a empresa deveria diminuir a sua quantidade e utilizar novas tecnologias para se comunicar. Eles diziam que nós não estávamos em sintonia com a sua forma de trabalhar, afirma Simon. Simon também defende a comunicação pessoal e considera que o a está destruindo. Deste modo, algumas das abordagens que estão sendo incentivadas para substituir o são, simplesmente, um retorno a formas mais tradicionais de trabalhar falar ao telefone ou dirigir-se a um escritório para falar com a pessoa: Caso pretenda cumprimentar alguém pelo seu desempenho, o melhor é percorrer 40 ou 50 metros até a secretária de alguém e falar com essa pessoa diretamente, defende. Por outro lado, a empresa espera que as pessoas também recorram a áudio e videoconferência, redes sociais e tecnologias móveis para comunicar, colaborar, contatar, postar documentos onde os outros os possam acessar e realizar reuniões e grupos de debate. A empresa incentiva a utilização de ferramentas como o Office Communicator e criou plataformas da comunidade social para a partilha e registo de ideias sobre determinadas áreas, desde a inovação ao lean management até às vendas. O feedback inicial relata que este tipo de ferramentas reduz imediatamente o entre 10% a 20%, fazendo com que os funcionários sejam mais produtivos, atribuindo o seu tempo a tarefas de mais valor. 16 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

17 A produtividade consistiu no segundo motivo para substituir o pelas redes sociais e pela tecnologia móvel: A Atos estava ciente de que os gestores ocupam cerca de cinco a vinte horas semanais redigindo e a lendo mensagens de e considerava que o seu tempo podia ser melhor utilizado. Pretendíamos liberar o tempo dos gestores para que pudessem trabalhar naquilo que é realmente importante, que é a prestação de um serviço para os clientes, afirma Simon. Por último, havia a questão de as mensagens de sobrecarregarem o sistema: Consideramos que as pessoas poderiam poupar espaço de armazenamento e aliviar a carga de utilização dos seus computadores, acrescentou. A Atos, no entanto, não vai eliminar as mensagens de por completo: vai continuar trocando mensagens de com o mundo exterior. Mas o mundo exterior está cada vez mais interessado em imitar o que o grupo está fazendo. Simon relata que tem havido um grande interesse, por parte de outras empresas, em introduzirem as redes sociais e a tecnologia móvel de modo a aumentarem a produtividade e, assim, centrarem-se nas suas atividades e tarefas fundamentais. Um ano após o seu anúncio ousado, Simon afirma que a Atos já reduziu a utilização do entre 15% a 20% através de projetos piloto em várias áreas da sua atividade, aumentando a colaboração e a produtividade. No início de 2012, nomeou um gestor de projetos geral para implementar a iniciativa em todo o grupo. Está confiante que as mensagens de serão gradualmente eliminadas até o final de Nitto Denko: Capacitar através das redes sociais abertas A Nitto Denko Corporation, uma multinacional japonesa do setor químico e eletrônico, é especializada na produção de películas aderentes e de proteção, entre outros produtos, para um vasto leque de aplicações empresariais e tem elevados níveis de produção, além de pesquisa e desenvolvimento, vendas e funções empresariais. Conta com cerca de funcionários, metade dos quais no Sudeste Asiático e cerca de 1000 na Europa, centralizados na Bélgica. Está descobrindo que o seu pessoal mais jovem está muito mais interessado em utilizar uma variedade de tecnologias móveis para as comunicações do que as gerações anteriores. Em vez de tentar impedir o seu acesso, como algumas empresas o fizeram as restrições ao Facebook nos PC das empresas ocorrem em algumas organizações, decidiu que não iria monitorizar esta situação mas sim explorar o seu potencial. Sam Strijckmans, chefe do RH e do departamento financeiro da Nitto Denko para a Europa, afirma que a Nitto criou um perfil empresarial no LinkedIn em um nível regional e global e está contente pelo fato de os seus 17 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

18 funcionários iniciarem os seus próprios grupos de debate utilizando redes sociais como o LinkedIn e o Facebook. Por exemplo, alguns trabalhadores juntaram-se a um grupo denominado pressure-sensitive adhesives professionals (profissionais de adesivos sensíveis à pressão). A utilização da tecnologia e o debate nas redes sociais permite que a Nitto Denko tenha acesso a outras ideias fora da organização, trazendo novas percepções e gerando inovação. Strijckmans diz: Por um lado, existe a opção de proibir o seu acesso, visto que existe o perigo de dar informações confidenciais de mercado à concorrência, por outro, existe a opção de encará-lo como uma forma de chegar a possíveis clientes e fornecedores e outras partes interessadas. Entre estas abordagens, preferimos a última. Os gestores também se juntam aos grupos e, caso vejam algo que não é aceitável, podem expor o caso. Numa determinada ocasião, acrescenta, quando um funcionário publicou informações no Facebook que a empresa gostaria que não tivessem sido publicadas, os colegas expuseram o caso e consideraram que tinha ido longe demais. Como tal, o sistema tem um mecanismo autorregulador eficaz. Possuímos uma política de comunicações sobre a utilização da Internet mas não uma política específica sobre as redes sociais. É verdade que poderíamos criar um livro com regras e linhas de orientação sobre o que seria restrito, porém, quando estivesse concluído estaria desatualizado. Como tal, acreditamos no controle interno entre o nosso pessoal. A maioria das pessoas que trabalham conosco são inteligentes o suficiente para saber quais são as informações que não são apropriadas para serem partilhadas. A Nitto Denko também considera que as redes sociais e a tecnologia móvel são parte das ferramentas de recrutamento e de manutenção porque motivam os funcionários, melhorando a sua experiência no ambiente de trabalho e expandem a exposição da marca ao exterior. Salienta que, pelo fato de a Nitto Denko operar na esfera B2B (Business-to-business), o público geral e, consequentemente, os potenciais contratados, têm um conhecimento reduzido da sua marca. Strijckmans e os seus colegas utilizam bastante tempo e energia no recrutamento e na manutenção, incidindo, em particular, no desenvolvimento dos funcionários, o que vários estudos demonstram que é a prioridade número um para motivar os funcionários jovens. Criaram programas de desenvolvimento com uma distribuição generalizada e centrando-se em todos os níveis da mão de obra, incluindo um esquema global de incentivos para os funcionários das lojas que contribuam com ideias para a melhoria dos processos, podendo ganhar uma viagem para o Japão para competir nas finais. 18 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Ambiente de Trabalho

19 ADP: Adaptação às necessidades empresariais e dos funcionários Trabalhar em casa tem se tornado uma prática na ADP após o grupo ter tomado uma decisão consciente, há dois anos, de aumentar a flexibilidade e de incentivar uma maior mobilidade. A ADP pretendia otimizar o espaço do escritório e utilizar as verbas para os investimentos nas vendas, serviços e produtos. Simultaneamente, esta estratégia de mobilidade permitiu à ADP ganhar vantagem na guerra pelo talento, visto que mais pessoal e contratados potenciais estavam pedindo para trabalhar com uma maior flexibilidade. A empresa estima que, dentro da sua mão de obra, nos EUA, de funcionários, cerca de estão agora trabalhando virtualmente, sendo que 6000 desses estão trabalhando em casa. Jill Altana, Vice Presidente da Divisão de RH da ADP Employer Services Sales, alega: Este é um fenômeno relativamente recente para a ADP, apesar de sempre termos tido pessoas que trabalhavam fora dos escritórios. Informa-nos que esta medida cumpriu os seus objetivos principais. Além do mais, ao fornecer ferramentas de mobilidade essenciais para permitir a implementação desta estratégia, têm havido outros benefícios como, por exemplo, a poupança em custos de transferência e em viagens de negócios, visto que incentiva a utilização de ferramentas de colaboração globais para as reuniões virtuais. Também significa que o nome da ADP está identificado nas redes sociais como um bom lugar para trabalhar. Uma pesquisa recente comparou o que a ADP designa de funcionários instalados em casa com os colegas que trabalham em escritórios e concluiu que os que trabalhavam em casa eram tão ou mais produtivos. Constatamos que, apesar de as pessoas em escritórios normalmente trabalharem um número definido de horas, as pessoas que trabalham virtualmente tendem a trabalhar mais horas, afirma Altana. A desvantagem é que as pessoas, por vezes, trabalham demasiadas horas em casa. Incentivamos as pessoas que trabalham em casa a terem uma noção das horas que trabalham. Apesar de a sua produtividade ser fantástica, temos de nos preocupar com o esgotamento. Damos formação tanto a gestores como aos seus funcionários que trabalham em casa para estabelecer as expectativas adequadas e garantir que não estão trabalhando em excesso. A ADP também tem a consciência de que tem que existir um esforço adicional para garantir que aqueles que trabalham em casa se sintam incluídos e tenham o mesmo estatuto que aqueles que trabalham nos escritórios. Nesse sentido, disponibiliza um grupo de apoio para os que trabalham a partir de casa, para que sintam que estão interligados com as suas equipes e garantir que são incluídos em eventos sociais. O desenvolvimento da gestão é essencial. Altana afirma que 70% dos seus gestores têm, pelo menos, alguns membros das suas equipes trabalhando virtualmente. Os gestores com membros da equipe em ambos os ambientes estão a sendo formados para garantir que as equipes estão interligadas e que podem ser geridas virtualmente. Ela está empenhada em em assegurar que as oportunidades de carreira e desenvolvimento estejam abertos a todos. 19 Motivar e Capacitar Funcionários no Novo Local de Trabalho

20

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Study Jeff Loucks/Richard Medcalf Lauren Buckalew/Fabio Faria O número de dispositivos de consumerização de TI nos seis países

Leia mais

Você dispõe da base necessária para desenvolver a confiança dos funcionários? Terceirização de RH e o líder empresarial SUMÁRIO EXECUTIVO

Você dispõe da base necessária para desenvolver a confiança dos funcionários? Terceirização de RH e o líder empresarial SUMÁRIO EXECUTIVO Terceirização de RH e o líder empresarial SUMÁRIO EXECUTIVO Você dispõe da base necessária para desenvolver a confiança dos funcionários? EM ASSOCIAÇÃO COM Empresas com funcionários envolvidos superam

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

Terceirização de RH e o líder financeiro SUMÁRIO EXECUTIVO. Você e o RH estão falando a mesma língua? EM ASSOCIAÇÃO COM

Terceirização de RH e o líder financeiro SUMÁRIO EXECUTIVO. Você e o RH estão falando a mesma língua? EM ASSOCIAÇÃO COM SUMÁRIO EXECUTIVO Você e o RH estão falando a mesma língua? EM ASSOCIAÇÃO COM Os serviços de terceirização de RH economizam tempo e dinheiro para as empresas. Investimentos em engajamento dos funcionários

Leia mais

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial

O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial O poder da presença O valor empresarial da colaboração presencial Sumário executivo À medida que as organizações competem e crescem em uma economia global dinâmica, um novo conjunto de pontos cruciais

Leia mais

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa Como implementar Social Media na empresa 1 As razões: Empresas ainda desconhecem benefícios do uso de redes sociais Das 2,1 mil empresas ouvidas em estudo do SAS Institute e da Harvard Business Review,

Leia mais

Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC

Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC Aumente o seu negócio e faça crescer o seu lucro com o Programa de Parceiros APC Desenhado em função do seu negócio e concebido para ajudá-lo a ser competitivo num mercado em transformação De que necessita

Leia mais

O papel dominante da mobilidade no mercado de trabalho

O papel dominante da mobilidade no mercado de trabalho Um perfil personalizado de adoção da tecnologia comissionado pela Cisco Systems Fevereiro de 2012 Dinâmica de ganhos com as iniciativas de mobilidade corporativa Os trabalhadores estão cada vez mais remotos,

Leia mais

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil 10Minutos Futuro do trabalho Pesquisa sobre impactos e desafios das mudanças no mundo do trabalho para as organizações no B O futuro do trabalho Destaques Escassez de profissionais, novos valores e expectativas

Leia mais

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas

O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade. O Administrador na Gestão de Pessoas O Administrador e a Magnitude de sua Contribuição para a Sociedade Eficácia e Liderança de Performance O Administrador na Gestão de Pessoas Grupo de Estudos em Administração de Pessoas - GEAPE 27 de novembro

Leia mais

Terceirização de RH e o líder de TI SUMÁRIO EXECUTIVO. Sua tecnologia de RH está lhe proporcionando flexibilidade em TI?

Terceirização de RH e o líder de TI SUMÁRIO EXECUTIVO. Sua tecnologia de RH está lhe proporcionando flexibilidade em TI? SUMÁRIO EXECUTIVO Sua tecnologia de RH está lhe proporcionando flexibilidade em TI? EM ASSOCIAÇÃO COM A TERCEIRIZAÇÃO DE RH LIBERA AS EQUIPES DE TI Nove em cada 10 CIOs se preocupam em reter os melhores

Leia mais

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser.

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. 02 O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. As soluções tecnológicas que encontra para melhorar a colaboração na sua empresa são muito caras e complexas? Pretende tornar as suas equipas mais ágeis

Leia mais

T&E Tendências & Estratégia

T&E Tendências & Estratégia FUTURE TRENDS T&E Tendências & Estratégia Newsletter número 1 Março 2003 TEMA deste número: Desenvolvimento e Gestão de Competências EDITORIAL A newsletter Tendências & Estratégia pretende ser um veículo

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP

THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP Soluções integradas para a Indústria do turismo empresarial THE NEXT GENERATION IS NOW MANAGEMENT & CONSULTING GROUP A equipa da XYM Hospitality e os seus parceiros possuem vastos conhecimentos sobre a

Leia mais

Saúde e produtividade: um olhar sobre o cenário brasileiro. Cesar Lopes Líder de Saúde e Benefícios em Grupo, Towers Watson

Saúde e produtividade: um olhar sobre o cenário brasileiro. Cesar Lopes Líder de Saúde e Benefícios em Grupo, Towers Watson Saúde e produtividade: o valor de uma força de trabalho saudável para o sucesso nos negócios Saúde e produtividade: um olhar sobre o cenário brasileiro Cesar Lopes Líder de Saúde e Benefícios em Grupo,

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

Adapte. Envolva. Capacite.

Adapte. Envolva. Capacite. Adapte. Envolva. Capacite. Ganhe produtividade em um Ambiente de trabalho digital #DigitalMeetsWork Os benefícios de um ambiente de trabalho digital têm impacto na competitividade do negócio. Empresas

Leia mais

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1 LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 Visão Brasil As cinco principais tendências em atração de talentos que você precisa saber 2013 LinkedIn Corporation. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido

Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Ensino Vocacional, Técnico e Tecnológico no Reino Unido Apoiar a empregabilidade pela melhora da qualidade do ensino profissionalizante UK Skills Seminar Series 2014 15 British Council UK Skills Seminar

Leia mais

DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT

DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT Artigo para a Revista Global Fevereiro de 2007 DIFERENTES INTERPRETAÇÕES DO CONCEITO DE SUPPLY CHAIN MANAGEMENT O conceito de Supply Chain Management (SCM), denominado Administração da Cadeia de Abastecimento

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO

GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO GERENCIAMENTO DE PORTFÓLIO Destaques do Estudo As organizações mais bem-sucedidas serão aquelas que encontrarão formas de se diferenciar. As organizações estão

Leia mais

Como motivar Millennials. Gerencie seus benefícios! Faça um teste em convenia.com.br/free

Como motivar Millennials. Gerencie seus benefícios! Faça um teste em convenia.com.br/free Como motivar Millennials Gerencie seus benefícios! Faça um teste em convenia.com.br/free O que esperar deste ebook Maneiras práticas para motivar seus funcionários da geração Millennials a. O que é a geração

Leia mais

27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho

27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho Análise da Michael Page sobre Recursos Humanos 27% das empresas prevê aumento dos postos de trabalho Manter a motivação das equipas é o principal desafio das empresas portuguesas, sendo apontado por 42%

Leia mais

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa.

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa. DIREITO DOS CLIENTES O que esperar de sua empresa de Executive Search Uma pesquisa de executivos envolve um processo complexo que requer um investimento substancial do seu tempo e recursos. Quando você

Leia mais

ORGANIZATI ONAL AGILITY

ORGANIZATI ONAL AGILITY PMI PULSO DA PROFISSÃO RELATÓRIO DETALHADO A VANTAGEM COMPETITIVA DO GERENCIAMENTO EFICAZ DE TALENTOS ORGANIZATI ONAL ORGANIZATI ONAL AGILITY AGILITY MARÇO DE 2013 Estudo Detalhado Pulse of the Profession

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO COMO AS MUDANÇAS NAS ORGANIZAÇÕES ESTÃO IMPACTANDO A ÁREA DE RECURSOS HUMANOS Paola Moreno Giglioti Administração

Leia mais

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI CUSTOMER SUCCESS STORY Março 2014 AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI PERFIL DO CLIENTE Indústria: Manufatura Empresa: AT&S Funcionários: 7.500 Faturamento: 542 milhões

Leia mais

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013.

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013. Internet de Todas as Coisas (IoE). 10 principais descobertas da Pesquisa Índice de valor da IoE da Cisco com 7.500 responsáveis pela tomada de decisão em 12 países Joseph Bradley Jeff Loucks Andy Noronha

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Tipos de SI Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + Introdução 2 n As organizações modernas competem entre si para satisfazer as necessidades dos seus clientes de um modo

Leia mais

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

Estratégia de TI. Posicionamento Estratégico da TI: como atingir o alinhamento com o negócio. Conhecimento em Tecnologia da Informação

Estratégia de TI. Posicionamento Estratégico da TI: como atingir o alinhamento com o negócio. Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Conhecimento em Tecnologia da Informação Estratégia de TI Posicionamento Estratégico da TI: como atingir o alinhamento com o negócio 2011 Bridge Consulting Apresentação

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

O DESAFIO DOS EXECUTIVOS

O DESAFIO DOS EXECUTIVOS COACHING EXECUTIVO O DESAFIO DOS EXECUTIVOS Os executivos das empresas estão sujeitos a pressões crescentes para entregarem mais e melhores resultados, liderando as suas organizações através de mudanças

Leia mais

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): EBERSON EVANDRO DA SILVA GUNDIN, PAULO

Leia mais

Alimentamos Resultados

Alimentamos Resultados Alimentamos Resultados www..pt Somos uma equipa que defende que cada empresa é única, tem as suas características e necessidades e por isso cada projeto é elaborado especificamente para cada cliente. Feed

Leia mais

RESUMO DE CONCLUSÃO DE CURSO

RESUMO DE CONCLUSÃO DE CURSO RESUMO DE CONCLUSÃO DE CURSO CONCEITO Empreendedorismo é o estudo voltado para o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à criação de um projeto (técnico, científico, empresarial). Tem

Leia mais

Proposta de Valor aos Empregados (EVP) como direcionador estratégico de Recursos Humanos

Proposta de Valor aos Empregados (EVP) como direcionador estratégico de Recursos Humanos RH 2020: Valor e Inovação Proposta de Valor aos Empregados (EVP) como direcionador estratégico de Recursos Humanos Glaucy Bocci 7 de maio de 2015, São Paulo Agenda Contexto O valor estratégico da EVP Pesquisa

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Por que ouvir a sua voz é tão importante?

Por que ouvir a sua voz é tão importante? RESULTADOS Por que ouvir a sua voz é tão importante? Visão Tokio Marine Ser escolhida pelos Corretores e Assessorias como a melhor Seguradora pela transparência, simplicidade e excelência em oferecer soluções,

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos

BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos BPO para Empresas de Energia e Concessionárias de Serviços Públicos Terceirização de Processos Empresariais da Capgemini Um componente da área de Serviços Públicos da Capgemini As concessionárias de serviços

Leia mais

Como cultivar leads do Comitê de TI

Como cultivar leads do Comitê de TI BRASIL Como cultivar leads do Comitê de TI O marketing está ajudando ou atrapalhando? Confiança + Credibilidade devem ser CONQUISTADAS O profissional de marketing moderno conhece a importância de cultivar

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR CLOUD PARA AS SUAS APLICAÇÕES? As ofertas de cloud pública proliferaram e a cloud privada popularizou-se. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos.

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. 2015 Manual de Parceiro de Educação Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. Prêmios Reais, a Partir de Agora Bem-vindo ao Intel Technology Provider O Intel Technology Provider é um programa

Leia mais

Os Valores e o Código ético do Grupo Pirelli

Os Valores e o Código ético do Grupo Pirelli Os Valores e o Código ético do Grupo Pirelli Os valores éticos como base da ação. Aidentidade de nosso Grupo assenta-se historicamente num conjunto de valores que foram ao longo dos anos visados e tutelados

Leia mais

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas.

membros do time, uma rede em que eles possam compartilhar desafios, conquistas e que possam interagir com as postagens dos colegas. INTRODUÇÃO Você, provavelmente, já sabe que colaboradores felizes produzem mais. Mas o que sua empresa tem feito com esse conhecimento? Existem estratégias que de fato busquem o bem-estar dos funcionários

Leia mais

Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final

Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final Simplifique: consolidando a gestão do ambiente de trabalho do usuário final Para muitas organizações, a rápida proliferação das tecnologias para o usuário final tem demonstrado uma ambigüidade em seus

Leia mais

Intranets e Capital Intelectual

Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual As mídias sociais ultrapassaram os limites da vida privada. Os profissionais são 2.0 antes, durante e depois do expediente. É possível estabelecer

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani BI Business Intelligence A inteligência Empresarial, ou Business Intelligence, é um termo do Gartner Group. O conceito surgiu na década de 80 e descreve

Leia mais

ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET

ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET AULA 05 ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET JAMES A. O BRIEN MÓDULO 01 Páginas 26 à 30 1 AULA 05 DESAFIOS GERENCIAIS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

A Gestão da experiência do consumidor é essencial

A Gestão da experiência do consumidor é essencial A Gestão da experiência do consumidor é essencial Sempre que um cliente interage com a sua empresa, independentemente do canal escolhido para efetuar esse contacto, é seu dever garantir uma experiência

Leia mais

Como é o RH nas Empresas?

Como é o RH nas Empresas? Como é o RH nas Empresas? Informações gerais da pesquisa Objetivo: entender a percepção dos profissionais de RH sobre clima organizacional Pesquisa realizada entre 24/06 e 12/07 Parceria entre Hay Group

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

Educação além dos limites da sala de aula

Educação além dos limites da sala de aula Educação além dos limites da sala de aula Como a Brightspace passou a fazer parte da vida de 20.000 alunos da Universidade Tiradentes Visão Geral Com mais de 50 anos de tradição e reconhecido pioneirismo

Leia mais

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS?

PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? PÚBLICA, PRIVADA OU HÍBRIDA: QUAL É A MELHOR NUVEM PARA SEUS APLICATIVOS? As ofertas de nuvem pública proliferaram, e a nuvem privada se popularizou. Agora, é uma questão de como aproveitar o potencial

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação

Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias CCA-UFES Departamento de Computação - Centro de Ciências Agrárias Departamento de Computação Os sistemas de informação empresariais na sua carreira Introdução à Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação COM06850-2015-II Prof.

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva 1 Resposta do Exercício 1 Uma organização usa algumas ações para fazer frente às forças competitivas existentes no mercado, empregando

Leia mais

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment

Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral da solução Forneça a próxima onda de inovações empresariais com o Open Network Environment Visão geral À medida que tecnologias como nuvem, mobilidade, mídias sociais e vídeo assumem papéis

Leia mais

O papel do CFO na estratégia corporativa

O papel do CFO na estratégia corporativa O papel do CFO na estratégia corporativa Paola Sardi Madueño, Diretora de Estratégia da Monitor Deloitte Dezembro 2014 Tendências globais (1/2) Embora com pesos diferentes, existem algumas tendências globais

Leia mais

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB)

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB) A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação Maio de 2014 O novo comprador de tecnologia e a mentalidade de aquisição Existe hoje um novo comprador de tecnologia da informação Esse comprador

Leia mais

Como sua empresa pode

Como sua empresa pode Como sua empresa pode [ O guia de segmentação por IP ] Tecnologia de Inteligência de IP e de geolocalização O método de encontrar a localização física e geográfica de um usuário com base unicamente em

Leia mais

Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler

Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler Política de Recursos Humanos do Grupo Schindler 2 Introdução A política corporativa de RH da Schindler define as estratégias relacionadas às ações para com seus colaboradores; baseia-se na Missão e nos

Leia mais

Aprimoramento através da integração

Aprimoramento através da integração Aprimoramento através da integração Uma parceria para implementar uma solução de aprendizagem em tempo recorde Visão Geral Com mais de 70 anos de excelência na produção de conhecimento no Brasil, a Fundação

Leia mais

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva

Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Implementação do Processo de Avaliação Inclusiva Na parte final da fase 1 do projecto Processo de Avaliação em Contextos Inclusivos foi discutido o conceito processo de avaliação inclusiva e prepararam-se

Leia mais

6 Considerações Finais

6 Considerações Finais 6 Considerações Finais Este capítulo apresenta as conclusões deste estudo, as recomendações gerenciais e as recomendações para futuras pesquisas, buscadas a partir da análise dos casos das empresas A e

Leia mais

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva.

Palavra chave: Capital Humano, Gestão de Pessoas, Recursos Humanos, Vantagem Competitiva. COMPREENDENDO A GESTÃO DE PESSOAS Karina Fernandes de Miranda Helenir Celme Fernandes de Miranda RESUMO: Este artigo apresenta as principais diferenças e semelhanças entre gestão de pessoas e recursos

Leia mais

e-business Novas Tendências Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH

e-business Novas Tendências Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH e-rh / Recursos Humanos Virtual Novas Tendências Como já foi visto com o advento da globalização e do crescimento da tecnologia e a difusão da Internet,

Leia mais

De olho no futuro. 10Minutos Energia

De olho no futuro. 10Minutos Energia 10Minutos Energia Como ganhar impulso no processo de transformação energética De olho no futuro Julho de 2015 Destaques Megatendências e disrupções estão tendo impactos profundos nas estratégias e no papel

Leia mais

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A EVOLUÇÃO DO AMBIENTE DE TRABALHO Adaptando-se às Novas e Avançadas Tecnologias de Comunicações

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A EVOLUÇÃO DO AMBIENTE DE TRABALHO Adaptando-se às Novas e Avançadas Tecnologias de Comunicações O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A EVOLUÇÃO DO AMBIENTE DE TRABALHO Adaptando-se às Novas e Avançadas Tecnologias de Comunicações Sua força de trabalho, clientes, parceiros e fornecedores estão distribuídos

Leia mais

Liderança Estratégica

Liderança Estratégica Liderança Estratégica A título de preparação individual e antecipada para a palestra sobre o tema de Liderança Estratégica, sugere-se a leitura dos textos indicados a seguir. O PAPEL DE COACHING NA AUTO-RENOVAÇÃO

Leia mais

Office 2010 e SharePoint 2010: Produtividade Empresarial no Seu Melhor. Folha de Factos

Office 2010 e SharePoint 2010: Produtividade Empresarial no Seu Melhor. Folha de Factos Office 2010 e SharePoint 2010: Produtividade Empresarial no Seu Melhor Folha de Factos A informação contida neste documento representa a visão actual da Microsoft Corporation sobre os assuntos discutidos,

Leia mais

Recursos Humanos e Qualidade

Recursos Humanos e Qualidade K Recursos Humanos e Qualidade na Gestão das Organizações do 3.º Sector S. Brás de Alportel, 11 de Dezembro de 2009 S. l Brás de Alportel, 11 de Dezembro de 2009_Isaque Dias O que é que fazem as Organizações

Leia mais

Administração de Pessoas

Administração de Pessoas Administração de Pessoas MÓDULO 16: RESULTADOS RELATIVOS À GESTÃO DE PESSOAS 16.1 Área de RH e sua contribuição O processo de monitoração é o que visa saber como os indivíduos executam as atribuições que

Leia mais

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Parceiros de serviços em nuvem gerenciada Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Implemente a versão mais recente do software da SAP de classe mundial,

Leia mais

O Empreendedorismo no Séc. XXI

O Empreendedorismo no Séc. XXI O Empreendedorismo no Séc. XXI José Luís de Almeida Silva CENCAL Peniche, 11 de Junho de 2010 A Empresa de Amanhã segundo o IBM Global CEO Study (2008) ÁVIDA DE MUDANÇA INOVADORA E VANGUARDISTA NA SUA

Leia mais

COMPETÊNCIAS PARA A EMPREGABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES

COMPETÊNCIAS PARA A EMPREGABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES t COMPETÊNCIAS PARA A EMPREGABILIDADE NAS ORGANIZAÇÕES Joaquim Domingos Maciel Faculdade Sumaré joaquim.mackim@gmail.com RESUMO: Este artigo pretende alertar estudantes e profissionais para a compreensão

Leia mais

de empresas ou de organizações de todos os tipos? O que fazem os líderes eficazes que os distingue dos demais?

de empresas ou de organizações de todos os tipos? O que fazem os líderes eficazes que os distingue dos demais? TEMA - liderança 5 LEADERSHIP AGENDA O Que fazem os LÍDERES eficazes Porque é que certas pessoas têm um sucesso continuado e recorrente na liderança de empresas ou de organizações de todos os tipos? O

Leia mais

Manual de administração

Manual de administração Manual de administração Como fazer outsourcing dos sistemas de informação Índice Introdução Passo 1 - Definir o enquadramento Passo 2 - Analisar os recursos e serviços internos Passo 3 - Analisar os recursos

Leia mais

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO

PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO PRESSUPOSTOS BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO NO ALENTEJO ÍNDICE 11. PRESSUPOSTO BASE PARA UMA ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO 25 NO ALENTEJO pág. 11.1. Um sistema regional de inovação orientado para a competitividade

Leia mais

RECRUTAMENTO, RETENÇÃO E MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NO MERCADO JURÍDICO. Copyright 2013. Todos os direitos reservados à Santivo Consultores.

RECRUTAMENTO, RETENÇÃO E MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NO MERCADO JURÍDICO. Copyright 2013. Todos os direitos reservados à Santivo Consultores. RECRUTAMENTO, RETENÇÃO E MOTIVAÇÃO DE PESSOAS NO MERCADO JURÍDICO O MERCADO DO TRABALHO ATUAL Cerca de 7% das posições abertas no mercado Brasileiro são para profissionais formados em Direito; Colaboradores

Leia mais

Pesquisa de Consumidores em Nível Mundial 2007

Pesquisa de Consumidores em Nível Mundial 2007 Pesquisa de Consumidores em Nível Mundial 2007 Introdução A Genesys levou a cabo uma pesquisa de mais de 4.200 consumidores na região da Ásia Pacífico, Europa e os Estados Unidos, visando compreender a

Leia mais

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS www.empreende.com.br emp@empreende.com.br FAZENDO ACONTECER Programa de ensino de empreendedorismo inovador em nível mundial, desenvolvido

Leia mais

Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração

Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração WHITE PAPER Liderança e tecnologia: uma comparação do custo total de propriedade de Comunicações unificadas e Colaboração Patrocinado pela Cisco Systems, Inc setembro de 2013 Resumo executivo As empresas

Leia mais

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO OBJETIVOS Definir com maior precisão o que é marketing; Demonstrar as diferenças existentes entre marketing externo, marketing interno e marketing de treinamento;

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2012 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 14% da população,

Leia mais

Quanto. custa. não. fazer?

Quanto. custa. não. fazer? Quanto custa não fazer? Recrie o ambiente de trabalho através de ferramentas de colaboração Você conhece todas as possibilidades que a tecnologia pode trazer para o ambiente de trabalho na sua empresa?

Leia mais

A EVOLUÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE TI PARA ATENDER AS NECESSIDADES EMPRESARIAIS

A EVOLUÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE TI PARA ATENDER AS NECESSIDADES EMPRESARIAIS INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO Gestão e Tecnologia da Informação IFTI1402 T25 A EVOLUÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE TI PARA ATENDER AS NECESSIDADES EMPRESARIAIS Marcelo Eustáquio dos Santos

Leia mais

www.pwc.com Os Avanços da Gestão Pública no Brasil Os Desafios para a Gestão de Pessoas Novembro de 2011

www.pwc.com Os Avanços da Gestão Pública no Brasil Os Desafios para a Gestão de Pessoas Novembro de 2011 www.pwc.com Os Avanços da Gestão Pública no Brasil Os Desafios para a Gestão de Pessoas Novembro de 2011 Agenda 1. Demanda por profissionais e a estratégia de gestão de pessoas 2. Gestão de pessoas tendências

Leia mais

POLÍTICA DE DIVERSIDADE DO GRUPO EDP

POLÍTICA DE DIVERSIDADE DO GRUPO EDP POLÍTICA DE DIVERSIDADE DO GRUPO EDP CONTEXTO Respeitar a diversidade social e a representatividade presente nas comunidades em que as organizações se inserem é um dever ético e simultaneamente um fator

Leia mais

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL

RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL programação do evento 4ª edição RH: GESTÃO INOVADORA ORGANIZACIONAL 10 de abril de 2014 Staybridge Suites São Paulo PATROCÍNIO GOLD PATROCÍNIO SILVER EXPO BRAND APOIO REALIZAÇÃO Os desafios do futuro na

Leia mais

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas Conceito As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas PÁG 02 Actualmente, face à crescente necessidade de integração dos processos de negócio, as empresas enfrentam o desafio de inovar e expandir

Leia mais

CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL

CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL Curso: Tecnologia Social e Educação: para além dos muros da escola Resumo da experiência de Avaliação do Programa "Apoio

Leia mais

O varejo e a era da disrupção

O varejo e a era da disrupção 10Minutos Varejo Total Retail 2015 - Pesquisa anual da PwC com os consumidores O varejo e a era da disrupção Destaques Os consumidores estão definindo sua própria abordagem de relacionamento com o varejo,

Leia mais

Boletim Benchmarking Internacional. Inteligência de Mercado

Boletim Benchmarking Internacional. Inteligência de Mercado Boletim Benchmarking Internacional Inteligência de Mercado Dezembro de 2012 Apresentação Visando contribuir para os objetivos estratégicos do SEBRAE, são apresentadas neste boletim informações relacionadas

Leia mais

Evolução da Disciplina. Logística Empresarial. Aula 1. O Papel dos Sistemas Logísticos. Contextualização. O Mundo Atual

Evolução da Disciplina. Logística Empresarial. Aula 1. O Papel dos Sistemas Logísticos. Contextualização. O Mundo Atual Logística Empresarial Evolução da Disciplina Aula 1 Aula 1 O papel da Logística empresarial Aula 2 A flexibilidade e a Resposta Rápida (RR) Operadores logísticos: conceitos e funções Aula 3 Prof. Me. John

Leia mais