Facebook como palco: Goffman e a apresentação do self em redes sociais 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Facebook como palco: Goffman e a apresentação do self em redes sociais 1"

Transcrição

1 Facebook como palco: Goffman e a apresentação do self em redes sociais 1 Ana Paula Daudt de Lima Brandão 2 Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro RESUMO As redes sociais oferecem às pessoas a possibilidade de interação com diferentes grupos. Ao criar um perfil online o indivíduo acaba definindo um papel que poderá gerar conflitos com os diversos públicos que têm acesso a ele. A tensão entre o público e o privado, que parece ser diluída na internet e na comunicação contemporânea (com os reality shows e a exposição da vida pessoal), fica manifesta quando empresas exigem de seus funcionários uma postura profissional também em sua vida online. ABSTRACT Social networks offer people the possibility of interaction with different groups. When someone creates a profile online, it ends up defining a role that may generate conflicts between the various audiences who have access to it. The tension between public and private spheres, which seems to have faded by the internet and contemporary communication with reality shows and the exposure of personal life, is shown when companies require employees a professional attitude in their life online. PALAVRAS-CHAVE: internet; facebook; papeis sociais; Goffman; redes sociais. 1 Trabalho apresentado no GT Cultura e tecnologia do X Seminário de Alunos de Pós-Graduação em Comunicação da PUC-Rio. 2 Mestranda em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Renato Cordeiro Gomes. Graduada em Publicidade pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

2 O perfil: liberdade para ser quem quiser? As redes sociais são vistas como um lugar onde é possível criar avatares, perfis falsos, ou que mostrem uma personalidade diferente da real. O outro lado da moeda dessa liberdade é que os perfis são vistos por diferentes grupos. Um mesmo usuário do Facebook (ou de qualquer outra rede social) que tente mostrar constante bom-humor pode ser interpretado de formas diferentes por seu grupo de amigos de infância, familiares, colegas de trabalho. Conseguir sustentar um papel que seja apresentável nos diferentes níveis de relação parece ser um desafio para os usuários. O objetivo deste ensaio é analisar a tensão entre o público e o privado e os diferentes grupos de conhecidos nas redes sociais e perceber como as pessoas fazem para gerenciar a apresentação do self para públicos distintos. Para tal será utilizada pesquisa bibliográfica e observação direta de perfis no Facebook e suas postagens. A reflexão de Goffman sobre os papéis na vida social, se aplicada às redes sociais, pode ajudar a analisar alguns aspectos dessa questão. Ele parte do termo self, cunhado por Mead, para estudar a vida social a partir da perspectiva dos indivíduos que interagem com diversos grupos de formas diferentes. Sobre o termo, vale esclarecer que o conceito de self desenvolvido por Mead aponta para uma construção social. O self é essencialmente um processo social, compondo-se de duas fases distinguíveis: o eu e o mim. O eu é a parte comportamental do self e consiste na reação do organismo às atitudes dos outros; o mim é a série de atitudes organizadas dos outros que cada pessoa adota, como self que tem consciência. Logo, o homem precisa introjetar o outro, o social, para desenvolver o self. Mas uma pessoa dotada de self é reflexiva, crítica e pode envolver-se em interações que resultam em escolhas que divergem das definições de seu grupo. Neste sentido, ela é capaz de fazer transformações sociais. O conceito de self adotado por Mead esclarece, portanto, como o desenvolvimento ou a socialização do homem ao mesmo tempo o vincula à sociedade e o libera desta (GOULART e BREGUNCI, 1990, p. 53). 3 Goffman utiliza a representação teatral como base para seus estudos, analisa como o self se apresenta na vida social, e afirma que há um consenso operacional entre os participantes de uma interação para que haja uma única definição geral da situação (2011, 3 Foram mantidas as marcações de negrito e itálico do texto original.

3 p. 19). Cada situação em que os indivíduos se encontram pode ser vista como uma apresentação em que há atores e plateia, com papéis não necessariamente estáticos. Vale ressaltar que o autor analisava a interação face a face, presencial. Porém a interação na internet possui características similares (imediatismo, contato visual mediado pela câmera, possibilidade de resposta e interlocução) e pode-se reconhecer os mesmos elementos (palco, plateia, fachada, bastidores, equipes) nas interações em redes sociais. A análise de Goffman considera o indivíduo agindo para públicos específicos, podendo, assim, manter posturas diferentes em situações diferentes. E chega a afirmar que o ator deve: (...) dividir o seu público, de tal modo que os indivíduos que o assistem em um de seus papéis não sejam os mesmos que os observam em outro. (...) A incapacidade de manter esse controle deixa o ator numa posição em que não sabe qual o personagem que deverá projetar de um momento para outro, tornando difícil para ele efetuar um sucesso dramatúrgico em qualquer um desses momentos (GOFFMAN, 2011, p. 128). Em redes como o LinkedIn, com um foco profissional, ou Par Perfeito, com objetivo de relacionamento, pode-se pensar na possibilidade de papéis específicos e públicos específicos, preparação do que será dito nos bastidores, controle do cenário. Porém no Facebook, Orkut e Google+ há uma grande chance de públicos diferentes se misturarem, então a proposta de Goffman de dividi-los para que o ator consiga manter seu personagem não funcionaria tão bem. Ou, nas palavras de Meyrowitz 4, que parte da teoria de Goffman e a combina com a de McLuhan para analisar como os meios de comunicação afetam o comportamento social: The combination of many different audiences is a rare occurrence in faceto-face interaction, and even when it occurs (at a wedding, for example) people can usually expect the speedy resumption of private isolated interactions. Electronic media, however, have rearranged many social forums so that most people now find themselves in contact with others in new ways (MEYROWITZ, 1985, p. 5). 5 4 O livro de Meyrowitz, No sense of place, analisa as mídias eletrônicas e menciona os computadores, porém não chega à internet, pois é de Uma combinação de muitas plateias diferentes ocorre raramente na interação face a face, e mesmo quando isso ocorre (em um casamento, por exemplo), as pessoas podem normalmente esperar um rápido retorno para interações privadas isoladas. As mídias eletrônicas, no entanto, reorganizaram muitos foros sociais, de forma que a maioria das pessoas se encontram em contato com outras de novas maneiras. Todas as traduções são de responsabilidade da autora.

4 Por serem ambientes onde múltiplos contatos acabam convivendo, as redes sociais oferecem cada vez mais mecanismos de filtragem para que os usuários possam gerenciar suas informações: têm a chance de definir se fotos serão mostradas para certas pessoas ou grupos, assim como postagens e outros tipos de informação. Porém parece ser bastante complexo ter um nível tão grande de controle e organização para acompanhar as mudanças da interface e manter o grande número de amigos vendo apenas o que se deseja mostrar para cada um. Em uma entrevista em grupo feita para a pesquisa de mestrado de João Vitor Rodrigues 6, os participantes mostraram lidar com essa situação de formas diferentes. Um deles, ao ser perguntado sobre a filtragem de informações, disse que não se preocupava com isso. Porém ao ouvir que outra pessoa evitava certas postagens por ter a avó e primos pequenos como amigos no Facebook, ele disse que iria tomar mais cuidado, principalmente porque tinha muitos amigos que postavam conteúdo com apelo sexual. Outro participante disse que tinha como política não aceitar ninguém do trabalho como amigo, e que assumia isso publicamente, como uma forma de manter sua liberdade de expressão na rede. Poucos disseram que usavam as próprias ferramentas do site para gerenciar a informação, porque achavam complicado e perderiam muito tempo com isso. Mas a preocupação com quem leria suas postagens ou quem aceitariam como amigos esteve bastante presente. Outro exemplo que pode ser dado sobre essa preocupação com a intimidade e, consequentemente, com os papéis diferentes que as pessoas representam, ocorreu em uma editora do Rio de Janeiro, em que uma gerente pediu que seus subalternos fossem seus amigos no Facebook. Considerando isso uma imposição, alguns demoraram um pouco para aceitar, mas todos acabaram cedendo. A forma de lidar com a situação foi similar: uns deixaram todo o conteúdo bloqueado e disseram que não costumavam postar com frequência ou que o conteúdo era bloqueado para todos. Outros aceitaram mas deixaram ocultas algumas fotos de festas ou situações que consideravam comprometedoras. No geral houve um cuidado maior nas postagens, porque a própria gerente afirmava que quem 6 Entrevista de grupo realizada para elaboração da dissertação de João Vitor Rodrigues: Gramática da Amizade: um estudo sobre Comunicação e a construção das emoções nas redes sociais online. PUC-RJ, 2012.

5 estivesse nas redes sociais na hora do trabalho seria mal visto entre os colegas. Uma situação similar foi comentada em matéria do site G1 7, nesse caso o funcionário em questão parou de postar na hora do trabalho e criou um grupo no qual colocou os amigos mais próximos para poder compartilhar informações mais íntimas. Vale ressaltar que as redes sociais são relativamente recentes (o Facebook foi criado em ) e, como afirmou Levinson (1998), entre outros autores, qualquer nova tecnologia que aparece não tem todos os seus desdobramentos apresentados em um primeiro momento. As pessoas precisam aprender a lidar com ela. Nesse caso, tanto os funcionários de uma empresa quanto seus superiores na hierarquia encontram-se em um momento de definição das regras. Por um lado há usuários que querem ter liberdade em suas páginas pessoais, por considerarem que estão em um espaço privado. Por outro, certos empregadores acabam tentando fazer o papel do Grande Irmão de George Orwell, por considerarem as redes sociais como um local público onde os empregados podem contribuir para uma imagem positiva ou negativa da empresa. Nas figuras 1, 2 e 3 vê-se alguns exemplos que poderiam não ser bem vistos no ambiente de trabalho: 7 BRENTANO, Laura e DUCATI, Ariane. Chefe e colegas no Facebook fazem funcionário mudar comportamento. São Paulo/Curitiba: G1, 5/5/2012. Disponível em: <http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2012/05/chefe-e-colegas-nofacebook-fazem-funcionario-mudar-comportamento.html>. Acesso em 8/6/ <https://www.facebook.com/facebook/info>

6 FIGURAS 1, 2 e 3 Exemplos de postagens FONTE Facebook, acesso em 8/6/2012. Também já foi bastante divulgado na imprensa que muitas empresas utilizam as redes sociais para analisar as futuras contratações (no caderno Boa Chance do Globo, por exemplo, é um tema recorrente). Portanto parece que de alguma forma as pessoas precisam fazer uma escolha: manter um perfil mais profissional, evitando postar fotos e comentários que possam ser mal vistos em seu ambiente de trabalho ou futuro emprego, ou manter a naturalidade que gostariam de apresentar. Não cabe aqui analisar quais comportamentos seriam aceitos ou não em um funcionário: isso depende da política de cada empresa. Mas a princípio qualquer comentário contra o próprio ambiente de trabalho ou que transpareça falta de profissionalismo poderia ser visto como negativo.

7 Dilema entre fachada e bastidores Goffman divide as regiões onde os indivíduos atuam em fachada e bastidores. A fachada seria o local da apresentação do self para os outros. O bastidor seria onde a pessoa prepara a apresentação; é um ambiente mais informal, partilhado pelos companheiros de equipe, onde os segredos podem ser compartilhados. Meyrowitz afirma que esse modelo funciona apenas para analisar o comportamento em ambientes mais simples ou fechados (um hospital, por exemplo) e não dá conta da complexidade das relações humanas atuais e consequentemente nem das fusões e divisões criadas pela mídia. Para ele a multiplicidade de públicos faz com que as pessoas não tenham a possibilidade de posicionarem-se como em uma situação apenas de fachada ou bastidores. E acrescenta: The point is that when distinct social situations are combined, once appropriate behavior may become inappropriate. When a particular private situation becomes more public by being merged into other situations, behavior style must adapt and change (MEYROWITZ, 1985, p. 4). 9 Because most of us attempt to present ourselves as relatively consistent personalities for each one of our audiences, any information that an audience has about our behavior from other situations has to be taken into account when we execute a given performance (MEYROWITZ, 1985, p. 5). 10 Da mesma forma, por mais que seja possível criar um perfil mais profissional (com caráter de fachada) nas redes sociais ou, pelo contrário, ser mais espontâneo (com caráter de bastidores), não é tão fácil manter uma postura assim tão definida até porque com a mudança das circunstâncias pessoais ou dos grupos de interação pode ser necessário alterála (um novo emprego que tenha regras mais rígidas, por exemplo). De qualquer modo, Goffman faz uma ressalva: Mais importante, não se deve esperar que as situações concretas forneçam exemplos puros de conduta formal ou informal, embora haja em geral a 9 O fato é que quando situações sociais distintas são combinadas, comportamentos que eram apropriados podem se tornar inapropriados. Quando uma situação privada específica se torna mais pública ao fundir-se em outras situações, o estilo de comportamento deve se adaptar e mudar. 10 Pelo fato de a maioria de nós tentarmos nos apresentar como personalidades relativamente consistentes para cada uma de nossas plateias, qualquer informação que uma plateia tenha sobre nosso comportamento em outras situações deve ser levada em conta quando executamos a apresentação.

8 tendência para deslocar a caracterização da situação em uma dessas duas direções. Não encontraremos estes casos puros, porque os companheiros de equipe em relação a um espetáculo serão, até certo ponto, atores e público em relação a outro espetáculo, e os atores e a plateia de um espetáculo serão, de alguma forma, embora ligeiramente, companheiros de equipe em relação a outro espetáculo. Assim, numa situação concreta podemos esperar a predominância de um estilo ou de outro, com alguns sentimentos de culpa ou dúvida referentes à combinação ou equilíbrio real que é alcançado entre os dois estilos. Gostaria de acentuar o fato de que a atividade, numa situação concreta, é sempre um meio-termo entre os estilos formal e informal (2011, p. 121). O termo equipe, empregado por Goffman, é interessante nesse contexto. A equipe pode ser uma família, um grupo de colegas de trabalho. Seus integrantes podem ter funções diferentes, mas todos cooperam pela mesma definição de situação. Quando os valores de uma equipe são introjetados, o indivíduo pode considerar a existência de uma plateia invisível: o que levaria a agir de acordo com a moral mesmo se estivesse sozinho (2011, p. 80). Nas redes sociais há sempre uma plateia, ou melhor, várias. As plateias muitas vezes são as próprias equipes das quais o indivíduo faz parte. Porém Goffman apresenta também o conceito de equipe de um só elemento, que pode tomar decisões mais rapidamente e, assim sua escolha da posição talvez seja admiravelmente ajustada à sua especial situação e interesses (2011, p. 83). Ora, com alguma liberdade pode-se considerar a pessoa que tem um perfil no Facebook como equipe de um só elemento, por causa de sua autonomia para gerenciar os grupos de amigos, conhecidos, colegas de trabalho, apagar postagens. Claro que ela pertence a várias equipes. Porém no ambiente virtual ela é responsável por definir a sua situação, ou seja: apresentar o self que ela deseja que os outros percebam, nem que com isso precise ocultar informações de certas pessoas e mostrar para outras. Em teoria, se souber utilizar os recursos, pode conseguir dividir a fachada dos bastidores. Na prática o que é percebido nos perfis é uma tomada de posição: ou tendendo para a sobriedade profissional, ou para a descontração dos amigos. Além disso, não é possível controlar o que os amigos irão postar. O indivíduo pode ser surpreendido por uma foto sua marcada na página de outros, ou ser citado em postagens de terceiros. Mesmo que

9 nas configurações de segurança seja feita a escolha de não se deixar marcar em postagens ou fotos, ainda assim estas poderão ser divulgadas e o nome dos fotografados pode ser digitado. Tipos de equipes em conflito São várias as possibilidades de grupos diferentes em interação com um indivíduo e para cada pessoa um grupo pode ser mais importante que o outro. O que se percebe com certa frequência no Facebook são discussões sobre times de futebol, política, comentários politicamente incorretos. Há indivíduos que lidam com esses conflitos de uma forma mais branda e outros que acabam excluindo ou bloqueando amigos, como na figura 4: FIGURA 4 Exemplo de postagem FONTE Facebook, acesso em 23/6/2012. Em relação aos casais, pesquisas feitas nos Estados Unidos e no Reino Unido mostram o Facebook sendo citado como causa de muitos divórcios: através da rede social alguma conduta inaceitável a um dos parceiros estaria manifesta. Segundo uma pesquisa feita pela empresa do Reino Unido Divorce Online, que analisou pedidos de divórcio em 2011, as três razões mais frequentes que levaram o Facebook a aparecer como prova nos processos foram mensagens inapropriadas de pessoas do sexo oposto, um cônjuge

10 postar comentários desagradáveis sobre o outro, amigos reportando o comportamento de um dos cônjuges. 11 Goffman afirma, porém, que as perspectivas técnicas e dramatúrgicas se entrecruzam mais claramente talvez no que diz respeito aos padrões de trabalho (2011, p. 219). De fato as empresas percebem que seus funcionários são importantes na construção da imagem corporativa (KUNSCH, 2003, p. 159). Assim sendo, qualquer reclamação sobre as condições de trabalho em um ambiente como o Facebook seria considerada uma ruptura com a equipe. Falta de sobriedade e comentários politicamente incorretos também poderiam ser mal vistos. Cabe nesse momento uma reflexão: a pessoa pode considerar seus públicos variados e evitar postar uma foto consumindo bebida alcoólica ou limitar seus comentários impróprios aos momentos de descontração. É interessante perceber que algumas vezes a mesma empresa que preza por sua imagem e controla de alguma forma as redes sociais, cria eventos em que as mesmas posturas teoricamente inaceitáveis acabam acontecendo (consumo de bebida em confraternizações de fim de ano, relacionamentos extra-conjugais em viagens de integração de equipes). Da mesma forma, pretendem um engajamento dos funcionários quando não os valorizam ou respeitam (não pagando hora extra, por exemplo). Em suma, espera-se uma atitude moral e fiel à equipe, quando na verdade há um certo cinismo de ambas as partes (GOFFMAN, 2011, p. 27): o funcionário esconde o que parece ser impróprio e o empregador não fornece as condições para que os funcionários estejam sinceramente engajados. Ao mesmo tempo, os interesses conflitantes das equipes também deixam manifesto que há muitos rótulos em jogo: como se não fosse possível, por exemplo, consumir bebida alcoólica, fazer piadas e ser um bom funcionário. Isso confirma de certa forma a noção de equipes de Goffman, já que cada equipe espera uma certa postura de seus integrantes. Por fim, como afirma Meyrowitz: 11 Alarming increase in Facebook related divorces in Divorce Online, 28/12/2011. Disponível em: <http://blog.divorce-online.co.uk/?p=2338>. Acesso em 19/06/2012.

11 The medium theorists do not suggest that the means of communication wholly shape culture and personality, but they argue that changes in communication patterns are one very important contributant to social change and one that is generally overlooked (MEYROWITZ, 1985, p. 18). 12 Portanto as mudanças tecnológicas acabam criando novos dilemas. Seguindo com os termos de Goffman, as redes sociais são palcos onde o ator está constantemente monitorado pelas várias equipes das quais faz parte. Neste ambiente não é possível considerar apenas uma definição de situação ou agir como se o indivíduo estivesse sempre no palco ou sempre nos bastidores. As redes sociais podem criar novos laços, possibilitam conhecer pessoas de outros países, mas também podem oferecer provas de traição para o término de casamentos, enfraquecer amizades e abalar a confiança em um funcionário. O fato de não haver uma separação física entre as diversas equipes cria um conflito ainda mais tenso entre a esfera pública e a privada das relações sociais, dificultando a escolha da forma de apresentar o self. REFERÊNCIAS ABIB, José Antônio Damásio. Teoria social e dialógica do sujeito. In: Revista Psicologia Teoria e Prática. Mackenzie: São Paulo, v. 7, n. 1 (2005), p BRENTANO, Laura. Namoro termina depois de jovem ser marcado em foto no Facebook. São Paulo: G1, 4/5/2012. Disponível em: <http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2012/05/namorotermina-depois-de-jovem-ser-marcado-em-foto-no-facebook.html>. Acesso em 8/6/2012. BRENTANO, Laura e DUCATI, Ariane. Chefe e colegas no Facebook fazem funcionário mudar comportamento. São Paulo/Curitiba: G1, 5/5/2012. Disponível em: <http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2012/05/chefe-e-colegas-no-facebook-fazem-funcionariomudar-comportamento.html>. Acesso em 8/6/2012. CHRISS, James J. Role distance and the negational self. In: SMITH, Greg (ed.). Goffman and Social Organization: Studies of a Sociological Legacy. Routledge: Londres, 1999, p Entrevista de grupo realizada para elaboração da dissertação de João Vitor Rodrigues: Gramática da Amizade: um estudo sobre Comunicação e a construção das emoções nas redes sociais online. PUC-RJ, defendida em março de FERREIRA, Rui. Facebook provoca milhões de divórcios. Portugal: Tecnologia.com.pt, 4/1/2012. Disponível em: <http://www.tecnologia.com.pt/2012/01/facebook-provoca-milhoes-de-divorcios/>. Acesso em 19/6/2012. GOFFMAN, Erving. A representação do eu na vida cotidiana. Petrópolis: Vozes, Os teóricos da mídia não sugerem que os meios de comunicação moldam inteiramente a cultura e a personalidade, mas eles argumentam que mudanças nos padrões de comunicação contribuem de forma importante para mudança social e costumam ser geralmente ignoradas.

12 GOULART, Iris Barbosa e BREGUNCI, Maria das Graças de Castro. Interacionismo simbólico: uma perspectiva psicossociológica. In: Em Aberto. INEP: Brasília, ano 9, n. 48, out./dez. 1990, p KUNSCH, Margarida M. K. Planejamento de relações públicas na comunicação integrada. São Paulo: Summus, 2003, p , , LEVINSON, Paul. Soft Edge: A Natural History & Future of the Information Revolution. Florence: Routledge, 1998, p. XI-10, MEYROWITZ, Joshua. No sense of place: The impact of electronic media on social behavior. New York: Oxford University Press, UNNIKRISHNAN, Kesavan. Study: Facebook cited in a third of divorces in Digital Journal, 1/1/2012. Disponível em: <http://digitaljournal.com/article/317055>. Acesso em 19/6/2012. Alarming increase in Facebook related divorces in Divorce Online, 28/12/2011. Disponível em: <http://blog.divorce-online.co.uk/?p=2338>. Acesso em 19/06/2012. Facebook é citado em mais de 1/3 dos divórcios nos EUA. Radar POP / estadão.com.br, 21/5/2012. Disponível em: <http://blogs.estadao.com.br/radar-pop/facebook-e-citado-em-mais-de-13-dosdivorcios-nos-eua/>. Acesso em 19/6/2012.

Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1

Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Índice Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Índice O Que é Gerenciamento da Sua Reputação Online? Como Monitorar Sua Reputação Online O Básico Para Construir

Leia mais

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino.

O / 4 FAIXA ETÁRIA SEXO 1.5% 0.2% 6.1% 0.2% 13.5% 25.8% 52.6% 407 entrevistas foram realizadas nos dias 27 e 28 de janeiro de 2010. Feminino. A TERCEIRA EDIÇÃO DA CAMPUS PARTY BRASIL, REALIZADA EM SÃO PAULO ENTRE OS DIAS 25 E 31 DE JANEIRO DE 2010, REUNIU QUASE 100 MIL PARTICIPANTES PARA DISCUTIR AS TENDÊNCIAS DA INTERNET E DAS MÍDIAS DIGITAIS.

Leia mais

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens

Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos. Quem sou eu? Dinâmica de Apresentação para Grupo de Jovens Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicas-para-jovens Dinâmicas para Jovens - Brincadeiras para Jovens Atividades para grupos As dinâmicas de grupo já fazem parte do cotidiano empresarial,

Leia mais

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail...

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... FACEBOOK Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... 8 Características do Facebook... 10 Postagens... 11

Leia mais

Bom dia. Mídias Sociais. É um grande prazer poder levar para vocês um pouco do meu conhecimento sobre o fenômeno Facebook

Bom dia. Mídias Sociais. É um grande prazer poder levar para vocês um pouco do meu conhecimento sobre o fenômeno Facebook Bom dia É um grande prazer poder levar para vocês um pouco do meu conhecimento sobre o fenômeno Facebook Eu sou Andrea Rufino. Gerente de Marketing e Comunicação da Amadeus. Gostaria de dividir com vocês

Leia mais

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa Como implementar Social Media na empresa 1 As razões: Empresas ainda desconhecem benefícios do uso de redes sociais Das 2,1 mil empresas ouvidas em estudo do SAS Institute e da Harvard Business Review,

Leia mais

A INTERNET COMPLETOU 20 ANOS DE BRASIL EM 2015.

A INTERNET COMPLETOU 20 ANOS DE BRASIL EM 2015. A INTERNET COMPLETOU 20 ANOS DE BRASIL EM 2015. Isso nos permite afirmar que todas as pessoas nascidas após 1995 são consideradas NATIVAS DIGITAIS, ou seja, quando chegaram ao mundo, a internet já existia.

Leia mais

Faça o que Eu Digo, Mas Não Faça o que Eu Faço: Estudo Exploratório sobre Infidelidade em Relacionamentos Românticos

Faça o que Eu Digo, Mas Não Faça o que Eu Faço: Estudo Exploratório sobre Infidelidade em Relacionamentos Românticos CienteFico. Ano III, v. II, Salvador, julho-dezembro 2003 Faça o que Eu Digo, Mas Não Faça o que Eu Faço: Estudo Exploratório sobre Infidelidade em Relacionamentos Românticos Giovana Dal Bianco Perlin

Leia mais

POLÍTICA DE MÍDIAS SOCIAIS PARA CLIENTE GLOBAL. Sua Responsabilidade Pessoal

POLÍTICA DE MÍDIAS SOCIAIS PARA CLIENTE GLOBAL. Sua Responsabilidade Pessoal POLÍTICA DE MÍDIAS SOCIAIS PARA CLIENTE GLOBAL Sua Responsabilidade Pessoal InnerWorkings (IW) e os nossos clientes reconhecem que a tecnologia oferece oportunidades únicas para construir o nosso negócio,

Leia mais

Como cultivar leads do Comitê de TI

Como cultivar leads do Comitê de TI BRASIL Como cultivar leads do Comitê de TI O marketing está ajudando ou atrapalhando? Confiança + Credibilidade devem ser CONQUISTADAS O profissional de marketing moderno conhece a importância de cultivar

Leia mais

Teste de Usabilidade BEEQO. Data Versão do wireframe Descrição

Teste de Usabilidade BEEQO. Data Versão do wireframe Descrição BEEQO Teste de Usabilidade Data Versão do wireframe Descrição 21/03/2012 1.1 Entender o comportamento do usuário com a interface proposta e avaliar os principais problemas de usabilidade. Página 1 de 8

Leia mais

OFICINA EDUCOMUNICATIVA EM FOTOGRAFIA

OFICINA EDUCOMUNICATIVA EM FOTOGRAFIA OFICINA EDUCOMUNICATIVA EM FOTOGRAFIA Uma proposta para aplicação no Programa Mais Educação Izabele Silva Gomes Universidade Federal de Campina Grande UFCG izabelesilvag@gmail.com Orientador (a): Professora

Leia mais

ROSO, Adriane Rubio¹; SANTOS, Claudia Soder²; BERNI, Vanessa Limana³; ALMEIDA, Nathiele Berger 4.

ROSO, Adriane Rubio¹; SANTOS, Claudia Soder²; BERNI, Vanessa Limana³; ALMEIDA, Nathiele Berger 4. ESPAÇO DE COMPARTILHAMENTOS SOBRE O ADOLESCER COM HIV/AIDS ROSO, Adriane Rubio¹; SANTOS, Claudia Soder²; BERNI, Vanessa Limana³; ALMEIDA, Nathiele Berger 4. ¹ Docente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Leia mais

PESQUISA Práticas de Comunicação Digital OBJETIVO Traçar um panorama da utilização das mídias sociais nas redações dos principais jornais do país. principais práticas uso profissional e/ou pessoal existência

Leia mais

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. SÉRIES INDICADAS 8.º e 9.º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio. RESUMO Nós, jovens brasileiros, é uma continuidade do conhecido Este jovem brasileiro, sucesso do portal por 6 edições consecutivas.

Leia mais

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Correio Braziliense Data: 03/03/2011 Seção: Diversão&arte Pág.: 2 Assunto: Ludoteca

Ass. de Comunicação www.ptexto.com.br. Veículo: Correio Braziliense Data: 03/03/2011 Seção: Diversão&arte Pág.: 2 Assunto: Ludoteca Veículo: Correio Braziliense Data: 03/03/2011 Seção: Diversão&arte Pág.: 2 Assunto: Ludoteca Veículo: Jornal de Brasília Data: 03/03/2011 Seção: Brasil Pág.: 17 Assunto: Ludoteca Veículo: Jornal Alô Brasília

Leia mais

5 Passos para vender mais com o Instagram

5 Passos para vender mais com o Instagram 5 Passos para vender mais com o Instagram Guia para iniciantes melhorarem suas estratégias ÍNDICE 1. Introdução 2. O Comportamento das pessoas na internet 3. Passo 1: Tenha um objetivo 4. Passo 2: Defina

Leia mais

Helena Kale Pimentel Brazão. Orkut: do Escapismo ao Real Mediado, do Usuário ao Sujeito. Dissertação de Mestrado

Helena Kale Pimentel Brazão. Orkut: do Escapismo ao Real Mediado, do Usuário ao Sujeito. Dissertação de Mestrado Helena Kale Pimentel Brazão Orkut: do Escapismo ao Real Mediado, do Usuário ao Sujeito Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre pelo Programa

Leia mais

E-books. Marketing no Facebook. Sebrae

E-books. Marketing no Facebook. Sebrae E-books Sebrae Marketing e Vendas Marketing no Facebook Marketing de conteúdo e engajamento na rede Marketing de conteúdo no Facebook Tipos de conteúdo Edge Rank e os fatores de engajamento Facebook Ads

Leia mais

UNIP Universidade Paulista Estudos Políticos e Sociais

UNIP Universidade Paulista Estudos Políticos e Sociais SOCIEDADE E EDUCAÇÃO INTRODUÇÃO Citelli (2004) apresenta um ponto de vista acerca do momento vivido pela escola e, conseqüentemente, pela educação, bastante elucidativo: A escola está sendo pensada, assim,

Leia mais

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS ASSESSORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS. Professora Iara Silva INTRANET E EXTRANET

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS ASSESSORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS. Professora Iara Silva INTRANET E EXTRANET FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL HABILITAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS ASSESSORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS Professora Iara Silva INTRANET E EXTRANET CONCEITOS, OBJETIVOS, BENEFÍCIOS E TENDÊNCIAS Renato Schumacher

Leia mais

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing

3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing 26 3 As Mídias Sociais como Ferramentas de Marketing O surgimento das mídias sociais está intimamente ligado ao fenômeno da geração de conteúdo pelo usuário e ao crescimento das redes sociais virtuais

Leia mais

ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG

ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG ENSINO DE MATEMÁTICA PONTO BLOG Moema Gomes Moraes 1 RESUMO: Este trabalho faz uma reflexão sobre os aspectos relacionados ao uso de Blogs no ensino de Matemática. Para isto, ele inicia fazendo uma reflexão

Leia mais

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C Mídias sociais como apoio aos negócios B2C A tecnologia e a informação caminham paralelas à globalização. No mercado atual é simples interagir, aproximar pessoas, expandir e aperfeiçoar os negócios dentro

Leia mais

O IMPACTO SOCIAL DA INTERNET

O IMPACTO SOCIAL DA INTERNET O IMPACTO SOCIAL DA Miguel Gomes da Costa Junior Rede de milhões de computadores de todo o mundo interligados por linhas telefônicas, fibra ótica e satélites. Poderosa fonte de informação e comunicação

Leia mais

Palavras-chave: aulas coletivas; motivação; execução musical; flauta transversal; prática interpretativa.

Palavras-chave: aulas coletivas; motivação; execução musical; flauta transversal; prática interpretativa. 794 AULAS COLETIVAS DE INSTRUMENTO COMO FATOR DE MOTIVAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DA EXECUÇÃO MUSICAL DE FLAUTISTAS EM CURSOS DE GRADUAÇÃO. José Benedito Viana Gomes Universidade Federal do Estado do Rio

Leia mais

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º

5- Cite, em ordem de preferência, três profissões que você mais gostaria de exercer: 1º 2º 3º 18. DICAS PARA A PRÁTICA Orientação para o trabalho A- Conhecimento de si mesmo Sugestão: Informativo de Orientação Vocacional Aluno Prezado Aluno O objetivo deste questionário é levantar informações para

Leia mais

Perfil de Competências de Gestão. Nome: Exemplo

Perfil de Competências de Gestão. Nome: Exemplo Perfil de Competências de Gestão Nome: Exemplo Data: 8 maio 2008 Perfil de Competências de Gestão Introdução Este perfil resume como é provável que o estilo preferencial ou os modos típicos de comportamento

Leia mais

1 Dicas para o profissional que vira chefe dos colegas

1 Dicas para o profissional que vira chefe dos colegas 1 Dicas para o profissional que vira chefe dos colegas http://oglobo.globo.com/economia/emprego/dicas-para-profissional-que-vira-chefe-dos-colegas-13653201 Tudo depende da postura pessoal, mas clareza

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Introdução A Eucatex, através deste Código de Ética e Conduta, coloca à disposição de seus colaboradores, fornecedores e comunidade, um guia de orientação para tomada de decisões

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

Thursday, October 18, 12

Thursday, October 18, 12 O Site Legado do IFP é uma comunidade online e global dos ex-bolsistas do programa. É um recurso e um lugar para você publicar notícias profissionais, recursos e teses para a comunidade global do IFP,

Leia mais

Estudo Hábitos. Hábitos de uso e comportamento dos internautas nas mídias sociais e como as empresas podem melhorar sua atuação nas redes

Estudo Hábitos. Hábitos de uso e comportamento dos internautas nas mídias sociais e como as empresas podem melhorar sua atuação nas redes Estudo Hábitos 2012 Hábitos de uso e comportamento dos internautas nas mídias sociais e como as empresas podem melhorar sua atuação nas redes O estudo O Estudo Hábitos é realizado anualmente pela E.life

Leia mais

RESOLUÇÃO DE CONFLITOS

RESOLUÇÃO DE CONFLITOS RESOLUÇÃO DE CONFLITOS Todas as relações interpessoais implicam duas pessoas distintas e únicas, pelo que é natural que possam ocorrer situações em que não se está de acordo, em que se têm opiniões e pontos

Leia mais

Usuários ou dependentes?

Usuários ou dependentes? Usuários ou dependentes? Adriano Edo Neuenfeldt 1 Ariane da Luz Rodrigues 2 A partir do título, pode-se esperar mais um artigo sobre drogas!, ou talvez um texto sobre alcoolismo, com certeza alcoolismo.

Leia mais

Nathalia Tavares Barbosa. Gestão da Mudança Organizacional: O Caso da Empresa GAMA. Dissertação de Mestrado

Nathalia Tavares Barbosa. Gestão da Mudança Organizacional: O Caso da Empresa GAMA. Dissertação de Mestrado Nathalia Tavares Barbosa Gestão da Mudança Organizacional: O Caso da Empresa GAMA Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Administração PUC-Rio como requesito parcial

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD TUTORIAL MOODLE VERSÃO ALUNO Machado/MG 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. EDITANDO O PERFIL... 5 2.1 Como editar o perfil?... 5 2.2 Como mudar a senha?... 5 2.3

Leia mais

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO 5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO Este e book foi criado após ter percebido uma série de dúvidas de iniciantes em Facebook Ads. O seu conteúdo é baseado na utilização da plataforma

Leia mais

Gestão de Pessoas. Capacidade de gerar resultados a partir das pessoas e dos processos inerentes ao negócio.

Gestão de Pessoas. Capacidade de gerar resultados a partir das pessoas e dos processos inerentes ao negócio. Gestão Corporativa Governança Corporativa é o conjunto de processos, costumes, políticas, leis que regulam a maneira como uma empresa é dirigida, administrada ou controlada. PROCESSOS PESSOAS TECNOLOGIA

Leia mais

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo

Índice. Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo Código de Conduta Índice Missão, Visão, Valores e Princípios Objetivo Aplicabilidade Organização Interna Relacionamento Externo 3 4 5 6 9 Missão, Visão, Valores e Princípios Missão Visão Princípios Valores

Leia mais

O uso do passaporte da comunicação no desenvolvimento de Interação e comunicação de pessoas com surdocegueira e com deficiência múltipla sensorial

O uso do passaporte da comunicação no desenvolvimento de Interação e comunicação de pessoas com surdocegueira e com deficiência múltipla sensorial O uso do passaporte da comunicação no desenvolvimento de Interação e comunicação de pessoas com surdocegueira e com deficiência múltipla sensorial 1 O uso do passaporte da comunicação no desenvolvimento

Leia mais

Resumo dos resultados de pesquisa de mídia social

Resumo dos resultados de pesquisa de mídia social Resumo dos resultados de pesquisa de mídia social Introdução: Com a Web 2.0 e suas ferramentas interativas (blog, fórum, sites interativos, redes sociais, etc.) as pessoas criam conteúdo e informação de

Leia mais

Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1

Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1 Mídias Sociais e Marketing Digital: um novo modelo de comunicação entre empresa e consumidor 1 Anadelly Fernandes Pereira ALVES 2 Universidade de Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró, RN RESUMO O artigo

Leia mais

MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA

MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA Jaqueline Oliveira Silva Ribeiro SESI-SP josr2@bol.com.br Dimas Cássio Simão SESI-SP

Leia mais

Resumo executivo. Metodologia. versus RESUMO EXECUTIVO DO EMC PRIVACY INDEX

Resumo executivo. Metodologia. versus RESUMO EXECUTIVO DO EMC PRIVACY INDEX Privacidade versus Conveniência Resumo executivo As manchetes sobre privacidade na Internet estão fomentando um debate sobre quanto de acesso governos e empresas devem ter a atividades, comunicações e

Leia mais

TÍTULO: REDES SOCIAIS E SOLIDÃO: A VIRTUALIZAÇÃO DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS E O ISOLAMENTO SOCIAL.

TÍTULO: REDES SOCIAIS E SOLIDÃO: A VIRTUALIZAÇÃO DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS E O ISOLAMENTO SOCIAL. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: REDES SOCIAIS E SOLIDÃO: A VIRTUALIZAÇÃO DAS RELAÇÕES INTERPESSOAIS E O ISOLAMENTO SOCIAL. CATEGORIA:

Leia mais

MÍDIAS SOCIAIS. Manual de Conduta

MÍDIAS SOCIAIS. Manual de Conduta MÍDIAS SOCIAIS Manual de Conduta Apresentação O Sistema Ocemg, atento às mudanças de mercado e preocupado em estar sempre próximo de seus públicos de interesse, assume o desafio de se posicionar também

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Disciplina: Comunicação Pública Professores: Ellis e Asdrubal Aluno: João Paulo Apolinário Passos Universidade de Brasília Assessoria de Imprensa em Comunicação Pública e Governamental Prefeitura de Curitiba

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade Organizando Voluntariado na Escola Aula 2 Liderança e Comunidade Objetivos 1 Entender o que é liderança. 2 Conhecer quais as características de um líder. 3 Compreender os conceitos de comunidade. 4 Aprender

Leia mais

SOFTWARES SOCIAIS E MUNDOS VIRTUAIS: MAPEAMENTO DAS FERRAMENTAS PARA A MOBILIZAÇÃO EM SAÚDE 1

SOFTWARES SOCIAIS E MUNDOS VIRTUAIS: MAPEAMENTO DAS FERRAMENTAS PARA A MOBILIZAÇÃO EM SAÚDE 1 SOFTWARES SOCIAIS E MUNDOS VIRTUAIS: MAPEAMENTO DAS FERRAMENTAS PARA A MOBILIZAÇÃO EM SAÚDE 1 Bruna Mayara de Lima Cibotto 2 ; Patrícia Marques da Silva Prado 2 ; Ana Paula Machado Velho 3. RESUMO: O presente

Leia mais

www.intermidiabrasil.com.br Apresentação Presença Digital

www.intermidiabrasil.com.br Apresentação Presença Digital Apresentação Presença Digital 2012 ÍNDICE 1. GESTÃO MÍDIAS SOCIAIS... 03 2. ESTRATÉGIAS COMPLEMENTARES... 04 3. PERSONALIZAÇÃO... 05 4. CASES... 06 5. SOBRE A INTERMIDIA BRASIL... 13 6. CLIENTES... 14

Leia mais

Imagem corporativa e as novas mídias

Imagem corporativa e as novas mídias Imagem corporativa e as novas mídias Ellen Silva de Souza 1 Resumo: Este artigo irá analisar a imagem corporativa, mediante as novas e variadas formas de tecnologias, visando entender e estudar a melhor

Leia mais

Uma reflexão sobre o processo de interação social entre pessoas com deficiência e seus parceiros no ambiente organizacional

Uma reflexão sobre o processo de interação social entre pessoas com deficiência e seus parceiros no ambiente organizacional Uma reflexão sobre o processo de interação social entre pessoas com deficiência e seus parceiros no ambiente organizacional SUELI YNGAUNIS 1 O cumprimento da lei 8213/91, que estabelece cotas para contratação

Leia mais

COMUNICAÇÃO PÚBLICA E REDES SOCIAIS. Lívia de Souza Vieira Bom Jesus IELUSC

COMUNICAÇÃO PÚBLICA E REDES SOCIAIS. Lívia de Souza Vieira Bom Jesus IELUSC COMUNICAÇÃO PÚBLICA E REDES SOCIAIS Lívia de Souza Vieira Bom Jesus IELUSC Esta é a minha rede social! O que são redes sociais? Bem antes da internet... Ao contrário do que muitos pensam, falar de Redes

Leia mais

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS

13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS 13. A FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL, AS ÁREAS DE CONHECIMENTO E O DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA ATÉ OS 6 ANOS A importância da formação pessoal e social da criança para o seu desenvolvimento integral e para a

Leia mais

CLIMA E CULTURA ORGANIZACIONAL NO AMBIENTE EMPRESARIAL. LIMA, Sílvia Aparecida Pereira 1 RESUMO

CLIMA E CULTURA ORGANIZACIONAL NO AMBIENTE EMPRESARIAL. LIMA, Sílvia Aparecida Pereira 1 RESUMO CLIMA E CULTURA ORGANIZACIONAL NO AMBIENTE EMPRESARIAL LIMA, Sílvia Aparecida Pereira 1 RESUMO A presente pesquisa aborda os conceitos de cultura e clima organizacional com o objetivo de destacar a relevância

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net APRESENTAÇÃO COMERCIAL www.docpix.net QUEM SOMOS Somos uma agência digital full service, especializada em desenvolvimento web, de softwares e marketing online. A Docpix existe desde 2010 e foi criada com

Leia mais

VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br

VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br VISITE O BLOG www.homemalpha.com.br APRESENTAÇÃO A timidez é um problema que pode acompanhar um homem a vida inteira, tirando dele o prazer da comunicação e de expressar seus sentimentos, vivendo muitas

Leia mais

UM NEGÓCIO PRODUTIVO NO

UM NEGÓCIO PRODUTIVO NO UM NEGÓCIO PRODUTIVO NO Objetivos do treinamento Conhecer o potencial que as Redes Sociais tem no mundo e a aplicabilidade no seu Negócio Amway. Aprender como criar e administrar uma conta no FACEBOOK.

Leia mais

A atividade de Relações Públicas como suporte para a gestão socialmente responsável

A atividade de Relações Públicas como suporte para a gestão socialmente responsável A atividade de Relações Públicas como suporte para a gestão socialmente responsável Felipe de Oliveira Fernandes Vivemos em um mundo que está constantemente se modificando. O desenvolvimento de novas tecnologias

Leia mais

Utilização das redes sociais e suas repercussões

Utilização das redes sociais e suas repercussões Utilização das redes sociais e suas repercussões O papel da escola : @ Orientação aos professores, alunos e pais @ Acompanhamento de situações que repercutem na escola @ Atendimento e orientação a pais

Leia mais

CONVERSA DE PSICÓLOGO CONVERSA DE PSICÓLOGO

CONVERSA DE PSICÓLOGO CONVERSA DE PSICÓLOGO Página 1 CONVERSA DE PSICÓLOGO Volume 03 - Edição 01 Agosto - 2013 Entrevistada: Renata Trovarelli Entrevistadora: Cintia C. B. M. da Rocha TEMA: RELACIOMENTO AMOROSO Psicóloga Comportamental, atualmente

Leia mais

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo

História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Morgana Hamester História Diferenciações Assessoria o que é? Estrutura Comunicação x Imprensa Papéis e funções Planejamento Conteúdo Processamento interno x externo Contexto atual Modelização digital contemporaneidade;

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00 Páginas 1/8 1. OBJETIVO O Código de Ética é um conjunto de diretrizes e regras de atuação, que define como os empregados e contratados da AQCES devem agir em diferentes situações no que diz respeito à

Leia mais

Dica 2 - Tenha todos os dados na frente.

Dica 2 - Tenha todos os dados na frente. Cartões de Negócios Dica 1 - Tenha sempre os seus cartões de negócios. Parece óbvio falar sobre cartões de negócios quando se trata de networking, mas não é. É incrível verificar o elevado número e percentual

Leia mais

TREINAMENTO DE MÍDIAS SOCIAIS

TREINAMENTO DE MÍDIAS SOCIAIS TREINAMENTO DE MÍDIAS SOCIAIS PADRONIZAÇÃO REGRAS BÁSICAS FACEBOOK GOOGLE Apresentação: Marcus Barboza Analista de Social Media marcus@pericoco.com.br facebook.com/marcusbarboza whatsapp (17) 997275046

Leia mais

Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7.

Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7. Módulo 5 Interpretação da norma NBR ISO 19011:2002 requisitos: 7, 7.1, 7.2, 7.3, 7.3.1, 7.3.2, 7.3.3, 7.3.4, 7.4, 7.4.1, 7.4.2, 7.4.3, 7.4.4, 7.5, 7.5.1, 7.5.2, 7.6, 7.6.1, 7.6.2 Exercícios 7 Competência

Leia mais

Portugal: ambientes online de crianças e jovens. Resultados do Projecto EU Kids Online, Conferência nacional, 04.02. 2011 Cristina Ponte, FCSH-UNL

Portugal: ambientes online de crianças e jovens. Resultados do Projecto EU Kids Online, Conferência nacional, 04.02. 2011 Cristina Ponte, FCSH-UNL Portugal: ambientes online de crianças e jovens Resultados do Projecto EU Kids Online, Conferência nacional, 04.02. 2011 Cristina Ponte, FCSH-UNL Estrutura 1) Contextos familiares 2) Acesso à internet

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE. A visão dos professores sobre educação no Brasil

CONSELHO DE CLASSE. A visão dos professores sobre educação no Brasil CONSELHO DE CLASSE A visão dos professores sobre educação no Brasil INTRODUÇÃO Especificações Técnicas Data do Campo 19/06 a 14/10 de 2014 Metodologia Técnica de coleta de dados Abrangência geográfica

Leia mais

Perfis de vítimas e agressores. Resultados do inquérito EU Kids Online 4 Fevereiro 2011 Ana Jorge

Perfis de vítimas e agressores. Resultados do inquérito EU Kids Online 4 Fevereiro 2011 Ana Jorge Perfis de vítimas e agressores Resultados do inquérito EU Kids Online 4 Fevereiro 2011 Ana Jorge Objectivo / Plano Caracterizar os perfis de vítimas e agressores online, para os riscos: Ver imagens de

Leia mais

Resposta de pergunta para funcionários

Resposta de pergunta para funcionários Resposta de pergunta para funcionários Sobre a EthicsPoint Geração de Denúncias - Geral Segurança e Confidencialidade da Geração de Denúncias Dicas e Melhores Práticas Sobre a EthicsPoint O que é a EthicsPoint?

Leia mais

A compra de TI e as redes sociais

A compra de TI e as redes sociais Solicitada por A compra de TI e as redes sociais Como as redes sociais transformaram o processo de compras B2B e as melhores práticas para adaptar as suas estratégias de marketing à nova realidade BRASIL

Leia mais

Manual do Ambiente Moodle para Alunos

Manual do Ambiente Moodle para Alunos UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL Manual do Ambiente Moodle para Alunos Versão 1.0b Setembro/2011 Direitos Autorais: Essa apostila está licenciada sob uma Licença Creative Commons 3.0 Atribuição de

Leia mais

3º Bimestre Pátria amada AULA: 127 Conteúdos:

3º Bimestre Pátria amada AULA: 127 Conteúdos: CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I 3º Bimestre Pátria amada AULA: 127 Conteúdos: Elaboração de cenas e improvisação teatral de textos jornalísticos.

Leia mais

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1 LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 Visão Brasil As cinco principais tendências em atração de talentos que você precisa saber 2013 LinkedIn Corporation. Todos os direitos reservados.

Leia mais

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial

remuneração para ADVOGADOS advocobrasil Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados porque a mudança é essencial remuneração para ADVOGADOS Uma forma mais simples e estruturada na hora de remunerar Advogados advocobrasil Não ter uma política de remuneração é péssimo, ter uma "mais ou menos" é pior ainda. Uma das

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISCIPLNAR: EMRC PLANIFICAÇÕES 8º Ano ANO 2008/2009 1/7

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISCIPLNAR: EMRC PLANIFICAÇÕES 8º Ano ANO 2008/2009 1/7 8º Ano ANO 2008/2009 1/7 Módulo 1- O GOSTO PELA AVENTURA Tema 1 - A atracção ao desconhecido Experiência de aventuro. (Situações que exprimem experiências de aventura como a condução de veículos, iniciação

Leia mais

USANDO A REDE SOCIAL (FACEBOOK) COMO FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM

USANDO A REDE SOCIAL (FACEBOOK) COMO FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM Introdução USANDO A REDE SOCIAL (FACEBOOK) COMO FERRAMENTA DE APRENDIZAGEM Paula Priscila Gomes do Nascimento Pina EEEFM José Soares de Carvalho EEEFM Agenor Clemente dos Santos paulapgnascimento@yahoo.com.br

Leia mais

Apoiando interações a distância: Um estudo sobre interações e uso da midia ao longo do tempo

Apoiando interações a distância: Um estudo sobre interações e uso da midia ao longo do tempo Apoiando interações a distância: Um estudo sobre interações e uso da midia ao longo do tempo Caroline Haythornthwaite Graduate School of Library and Information Science University of Illinois at Urbana-Champaign

Leia mais

E-books. Introdução às Mídias Sociais. Sebrae

E-books. Introdução às Mídias Sociais. Sebrae E-books Sebrae Marketing e Vendas Introdução às Mídias Sociais O que fazer com as mídias sociais Tipos de ações As principais mídias sociais Dicas e considerações finais Autor Felipe Orsoli 1 SUMÁRIO 1

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas. Grupo de Pesquisa em Interação, Tecnologias Digitais e Sociedade - GITS

Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas. Grupo de Pesquisa em Interação, Tecnologias Digitais e Sociedade - GITS Universidade Federal da Bahia Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas Grupo de Pesquisa em Interação, Tecnologias Digitais e Sociedade - GITS Reunião de 18 de junho de 2010 Resumo

Leia mais

Redes sociais vários canais e muitas possibilidades de engajamento

Redes sociais vários canais e muitas possibilidades de engajamento Redes sociais vários canais e muitas possibilidades de engajamento O desafio é saber como, com qual conteúdo e onde as pessoas querem ser abordadas, de forma a direcionar a comunicação nos variados canais

Leia mais

Gestão Hospitalar O caso de hospitais privados do Rio de Janeiro

Gestão Hospitalar O caso de hospitais privados do Rio de Janeiro Alexandre Cunha Lobo de Melo Gestão Hospitalar O caso de hospitais privados do Rio de Janeiro Dissertação de mestrado Dissertação de mestrado apresentada ao Departamento de Administração da Pontifícia

Leia mais

Resenha do livro Comportamentos em Lugares Públicos Notas sobre a organização social dos ajuntamentos, de Erving Goffman (Petrópolis: Vozes, 2010).

Resenha do livro Comportamentos em Lugares Públicos Notas sobre a organização social dos ajuntamentos, de Erving Goffman (Petrópolis: Vozes, 2010). PITANGA, Carolina Vasconcelos. Resenha do livro Comportamentos em lugares públicos Notas sobre a organização social dos ajuntamentos, de Erving Goffman (Petrópolis: Vozes, 2010). RBSE Revista Brasileira

Leia mais

Introdução a Gestão de Pessoas nas pequenas empresas Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza

Introdução a Gestão de Pessoas nas pequenas empresas Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Introdução a Gestão de Pessoas nas pequenas empresas Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão reservados para o todo ou quaisquer partes do documento,

Leia mais

TERMOS DE USO DO WANNADOO Versão 01.02 08/06/2014

TERMOS DE USO DO WANNADOO Versão 01.02 08/06/2014 TERMOS DE USO DO WANNADOO Versão 01.02 08/06/2014 O QUE É E PARA QUE SERVE ESTE DOCUMENTO? Estes Termos de Uso definem as condições pelas quais você, Usuário, pode fazer uso do Wannadoo (https://www.wannadoo.com.br/),

Leia mais

Ambientes Não Formais de Aprendizagem

Ambientes Não Formais de Aprendizagem Ambientes Não Formais de Aprendizagem Os Ambientes formais de aprendizagem desenvolvem-se em espaços próprios (escolas) com conteúdos e avaliação previamente determinados; Os Ambientes não formais de aprendizagem

Leia mais

Inteligência em. redes sociais. corporativas. Como usar as redes internas de forma estratégica

Inteligência em. redes sociais. corporativas. Como usar as redes internas de forma estratégica Inteligência em redes sociais corporativas Como usar as redes internas de forma estratégica Índice 1 Introdução 2 Por que uma rede social corporativa é um instrumento estratégico 3 Seis maneiras de usar

Leia mais

As Comunidades Virtuais e a Produção do Capital Social: 1 Uma análise sob a comunidade Lollapalooza Brasil

As Comunidades Virtuais e a Produção do Capital Social: 1 Uma análise sob a comunidade Lollapalooza Brasil As Comunidades Virtuais e a Produção do Capital Social: 1 Uma análise sob a comunidade Lollapalooza Brasil Samira NOGUEIRA 2 Márcio Carneiro dos SANTOS 3 Universidade Federal do Maranhão, São Luís, MA

Leia mais

MARKETING EM REDES SOCIAIS RESUMO

MARKETING EM REDES SOCIAIS RESUMO MARKETING EM REDES SOCIAIS Bruna Karine Ribeiro Simão Instituto Federal de Mato Grosso do Sul Campus Nova Andradina bruna_simao@hotmail.com Rodrigo Silva Duran Instituto Federal de Mato Grosso do Sul Campus

Leia mais

Trabalho realizado por: André Jesus, nº 41783. Bárbara Ferreira, nº 42006. Iris Duarte, nº 37385. Docente: Fernando Carrapiço

Trabalho realizado por: André Jesus, nº 41783. Bárbara Ferreira, nº 42006. Iris Duarte, nº 37385. Docente: Fernando Carrapiço Trabalho realizado por: André Jesus, nº 41783 Bárbara Ferreira, nº 42006 Iris Duarte, nº 37385 Docente: Fernando Carrapiço Unidade Curricular: Projeto Multimédia Esta recensão foi redigida sob as regras

Leia mais

ESTUDO DE CASO: QUAL GRUPO, FORMAL OU INFORMAL, POSSUI MAIOR INFLUÊNCIA NA EMPRESA V8 PRODUÇÕES LTDA, NA REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES?

ESTUDO DE CASO: QUAL GRUPO, FORMAL OU INFORMAL, POSSUI MAIOR INFLUÊNCIA NA EMPRESA V8 PRODUÇÕES LTDA, NA REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES? ESTUDO DE CASO: QUAL GRUPO, FORMAL OU INFORMAL, POSSUI MAIOR INFLUÊNCIA NA EMPRESA V8 PRODUÇÕES LTDA, NA REALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES? Andrieli Ariane Borges Avelar, UNESPAR/FECILCAM João Marcos Borges Avelar,

Leia mais

Mídias Sociais: Conhecendo, aplicando e monitorando. Entenda como você pode trabalhar e monitorar mídias sociais, com foco no Twitter e Facebook.

Mídias Sociais: Conhecendo, aplicando e monitorando. Entenda como você pode trabalhar e monitorar mídias sociais, com foco no Twitter e Facebook. 1 Mídias Sociais: Conhecendo, aplicando e monitorando. Entenda como você pode trabalhar e monitorar mídias sociais, com foco no Twitter e Facebook. O que você vai encontrar neste ebook: Por que eu preciso

Leia mais

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR?

COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? COMO O INVESTIMENTO EM TI PODE COLABORAR COM A GESTÃO HOSPITALAR? Descubra os benefícios que podem ser encontrados ao se adaptar as novas tendências de mercado ebook GRÁTIS Como o investimento em TI pode

Leia mais

FUNDAMENTOS DO COMPORTAMENTO EM GRUPO

FUNDAMENTOS DO COMPORTAMENTO EM GRUPO PARTE III O GRUPO CAPÍTULO 8 FUNDAMENTOS DO COMPORTAMENTO EM GRUPO Prof. Germano G. Reis germanoglufkereis@yahoo.com.br Prof. Luciel H. de Oliveira luciel@uol.com.br 2006 by Pearson Education OBJETIVOS

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA EM REDES SOCIAIS

MANUAL DE CONDUTA EM REDES SOCIAIS MANUAL DE CONDUTA EM REDES SOCIAIS AS MÍDIAS SOCIAIS SÃO HOJE AS PRINCIPAIS FERRAMENTAS DE INTERAÇÃO SOCIAL E DE COMPARTILHAMENTO DE IDEIAS E INFORMAÇÕES. O Sistema de Saúde Mãe de Deus (SSMD), sabendo

Leia mais

A CRIANÇA NA PUBLICIDADE

A CRIANÇA NA PUBLICIDADE A CRIANÇA NA PUBLICIDADE Entrevista com Fábio Basso Montanari Ele estuda na ECA/USP e deu uma entrevista para e seu grupo de colegas para a disciplina Psicologia da Comunicação, sobre sua história de vida

Leia mais

5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo

5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo 5 Conclusões 5.1. Síntese do estudo Este estudo teve como objetivo contribuir para a compreensão do uso das mídias sociais, como principal ferramenta de marketing da Casar é Fácil, desde o momento da sua

Leia mais