TUDO É ÁGUA (TALES DE MILETO) - Grécia - século VI a.c.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TUDO É ÁGUA (TALES DE MILETO) - Grécia - século VI a.c."

Transcrição

1 TUDO É ÁGUA (TALES DE MILETO) - Grécia - século VI a.c.

2 OS RELATOS... Difícil era levar a água da mina até a casa. Não havia canos. Havia uma árvore que podia ser usada como cano, por ser oca por dentro: a embaúba. Aí veio a ideia de se fazerem miniaturas de rios que levassem a água de onde ela estava até o lugar onde queriam que ela estivesse. Assim se inventaram os regos. Mas há uma coisa que a água não faz: ela não sobe morro... Daí se deduz a primeira regra de como fazer a água chegar até perto da casa: é preciso que a mina d água esteja mais alta que a casa. Estando mais alta, faz-se o rego e a água corre, até chegar à casa... Se estiver mais abaixo, o jeito é ir até lá e trazer a água num pote ou jarro...

3 OS RELATOS: Difícil era tomar banho. Especialmente no tempo de frio. Era preciso esquentar água no fogão de lenha, e como não havia banheiro e chuveiro dentro da casa, o jeito era tomar banho de bacia, com canequinha. Complicado. O que significa que não se tomava banho todo dia. Banho diário é invenção moderna, felicidade não conhecida naqueles tempos. O que se usava, mesmo, era lavar os pés numa bacia. Foi assim durante milhares de anos. Jesus lavou os pés dos seus discípulos. Muitas vezes eu lavei os pés do meu pai.

4 HOMEM X ÁGUA A história nos revela que em geral os homens se estabelecem onde a água é abundante - junto aos lagos e rios. As primeiras grandes civilizações surgiram nos vales de grandes rios - vale do Nilo no Egito, vale do Tigre-Eufrates na Mesopotâmia, vale do Indo no Paquistão, vale do rio Amarelo na China. Todas essas civilizações construíram grandes sistemas de irrigação, tornaram o solo produtivo e prosperaram.

5

6

7

8

9 HOMEM X ÁGUA Na América: os incas sistemas de canalização de águas para irrigação. Os egípcios: dominavam técnicas sofisticadas de irrigação do solo na agricultura; Métodos de armazenamento de líquido, pois dependiam das enchentes do Rio Nilo.

10

11

12 HOMEM X ÁGUA Aquedutos: As construções destinadas ao transporte de água - romanos. Os aquedutos supriam as cidades com a água dos lagos em fontes artificiais. Os romanos também se destacaram na construção de redes de esgotos e de canalizações para escoamento das águas de chuvas na cidade. Por volta do ano 300 d.c., existiam em Roma mais de 300 banhos públicos. Termas: construções sofisticadas, com piscinas de água quente, morna ou fria, ao lado de salas para a prática de esportes e massagem.

13 Aqueduto é um canal ou galeria, subterrâneo ou à superfície, e construído com a finalidade de conduzir a água.

14 Agricultura na região do Nilo As residências construídas na Antiguidade, não possuíam sanitários. Evacuação: diretamente no solo. A camada mais rica da população usava recipientes para fazer suas necessidades e em seguida descarregava o conteúdo em local próximo ás moradias. Quando chovia, as fezes eram levadas pelas enxurradas até os rios, contaminando a águas e disseminando doenças. Alguns povos já aravam o solo para o plantio da lavoura, sem adotar medidas que evitassem o transporte de terra pelas enxurradas, tornando as águas mais sujas de barro. Certos povos, principalmente os egípcios e japoneses, filtravam o líquido em vasos de porcelana.

15 Da Idade Média à sociedade industrial Crescimento industrial. Graves epidemias. Reforma sanitária: Foram instaladas as descargas líquidas, semelhantes as utilizadas atualmente, transportando os detritos para as canalizações de águas pluviais. O Brasil foi um dos primeiros países do mundo a implantar redes de coleta para escoamento das águas das chuvas. Porém esse sistema foi instalado somente no Rio de Janeiro e atendia a área da cidade onde estava instalada a aristocracia.

16 A HISTÓRIA DA ÁGUA NO BRASIL: - O Monjolo - A Roda d Água - Bilhas, Cântaros e Moringas - As Casas de Banho SÉCULO XVI: - A Água na cultura Indígena - A água na Carta de Pero Vaz de Caminha - As primeiras cidades - Engenhos (SÉCULO XVIII): A água e o ciclo do ouro no Brasil SÉCULOS SEGUINTES: SANEAMENTO/INFRAESTRUTURA/PROBLEMAS COM A ÁGUA/DOENÇAS

17

18

19 A ÁGUA PARA OS INDIGENAS: Para os Metutire (grupo Caiapó-MT/PA) a água é considerada um elemento que estimula o crescimento físico e o amadurecimento psicossocial, e as mulheres costumam mandar as crianças banharem-se na chuva para que crescessem rapidamente. Os Aúwe Xavante (MT) distinguem dois tipos de água: a dos rios, identificada como água viva, e a dos lagos e lagoas, considerada água parada ou morta, sendo que cada uma delas tem seus donos. Os donos ou espíritos da água viva são generosos, alertam os adolescentes contra os perigos dos rios, controlam peixes e jacarés e curam determinadas doenças. Já os espíritos, donos das águas mortas vivem no fundo dos lagos, são hostis e perigosos e por isso os índios precisam pedir-lhes permissão, fazendo rituais que precedem a pesca.

20 O DIA MUNDIAL DA ÁGUA 22 DE MARÇO CRIADO PELA ASSEMBLEIA GERAL DA ONU EM 1993.

21 Questionamentos... Dimensão científica: Qual a importância do saneamento básico para a qualidade de vida da população? Que doenças são causadas pela falta de saneamento básico? O que é drenagem? Dimensão histórica: Qual a importância da água para a evolução da humanidade? Como eram os sistemas de drenagens na antiguidade? Dimensão social: Como as populações se estabelecem ao longo dos rios, lagos, mares?

Introdução 31/03/2017 INTRODUÇÃO A IRRIGAÇÃO E DRENAGEM: HISTÓRICO E IMPORTÂNCIA. Centro Universitário do Triângulo.

Introdução 31/03/2017 INTRODUÇÃO A IRRIGAÇÃO E DRENAGEM: HISTÓRICO E IMPORTÂNCIA. Centro Universitário do Triângulo. Centro Universitário do Triângulo INTRODUÇÃO A IRRIGAÇÃO E DRENAGEM: HISTÓRICO E IMPORTÂNCIA Disciplina: Irrigação e Drenagem Curso: Engenharia Agronômica - 6º período Professor: João Eduardo Ribeiro da

Leia mais

Carmencita Tonelini Pereira Bióloga e esp. em tratamento de resíduos sólidos e líquidos

Carmencita Tonelini Pereira Bióloga e esp. em tratamento de resíduos sólidos e líquidos + Carmencita Tonelini Pereira Bióloga e esp. em tratamento de resíduos sólidos e líquidos Email: 4elementos.bio@gmail.com Fones: (62) 9397-4574 (62) 8252-2502 + ÁGUA Sabemos consumi-la com responsabilidade?

Leia mais

1) Conceitos e definições:

1) Conceitos e definições: SANEAMENTO: A EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE VIDA - COLETA E TRATAMENTO DE ESGOTOS 1) Conceitos e definições: 1.1) Esgoto: É um sistema destinado a escoar e tratar os dejetos dos diversos

Leia mais

Água. Bacias hidrográficas Usos e conflitos pela água

Água. Bacias hidrográficas Usos e conflitos pela água Água Bacias hidrográficas Usos e conflitos pela água Bacia hidrográfica Área drenada pelo rio principal e pelos afluentes Regime misto Pluvial Regime pluvial Nival Baixo acúmulo de sedimentos Alto acúmulo

Leia mais

JARDINS ALIMENTARES. Thaís Helena de Araújo Engenheira Agrônoma, Mestre e Doutoranda em Fitotecnia - ESALQ/USP

JARDINS ALIMENTARES. Thaís Helena de Araújo Engenheira Agrônoma, Mestre e Doutoranda em Fitotecnia - ESALQ/USP JARDINS ALIMENTARES Thaís Helena de Araújo Engenheira Agrônoma, Mestre e Doutoranda em Fitotecnia - ESALQ/USP Sumário Conceitos e definições Passado Presente Tendências para o futuro Conceitos e definições

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Tema Transversal: Cultivar e guardar a Criação Disciplina: Ciências / ORIENTAÇÃO DE ESTUDOS - RECUPERAÇÃO Ano: 4º - Ensino Fundamental - Data: 25 / 8 / 2017 Orientações para o estudo

Leia mais

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: GEOGRAFIA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL 2016

INSTITUTO GEREMARIO DANTAS COMPONENTE CURRICULAR: GEOGRAFIA EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO PARCIAL 2016 INSTITUTO GEREMARIO DANTAS Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Fone: (21) 21087900 Rio de Janeiro RJ www.igd.com.br Aluno(a): 6º Ano: Nº Professora: Silvia Gutierres COMPONENTE CURRICULAR: GEOGRAFIA

Leia mais

CAPTAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E CONSUMO DA ÁGUA

CAPTAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E CONSUMO DA ÁGUA CAPÍTULO 1 CAPTAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO E CONSUMO DA ÁGUA Você sabe desde quando os banheiros passaram a ser um cômodo dentro de uma edificação? Você sabe como a água chega até a torneira da pia? Podemos reutilizar

Leia mais

Características Ecológicas dos Açudes (Reservatórios) do Semi-Árido

Características Ecológicas dos Açudes (Reservatórios) do Semi-Árido Características Ecológicas dos Açudes (Reservatórios) do Semi-Árido Reservatórios ocupam hoje cerca de 600.000 km 2 de águas represadas em todo o planeta. A construção de reservatórios tem origem muito

Leia mais

A importância da água e os carboidratos

A importância da água e os carboidratos A importância da água e os carboidratos Paola Stephany e Elena Mateus A água é um recurso natural de valor inestimável. Mais que um insumo indispensável à produção e um recurso estratégico para o desenvolvimento

Leia mais

Capítulo 1 Conceitos básicos em Hidrologia Florestal. Introdução a Hidrologia de Florestas

Capítulo 1 Conceitos básicos em Hidrologia Florestal. Introdução a Hidrologia de Florestas Introdução a Hidrologia de Florestas Setembro de 2004 João Vianei Soares 1 Capítulo 1 Conceitos básicos em Hidrologia Florestal Introdução a Hidrologia de Florestas Objetivo: Introduzir os princípios de

Leia mais

Apenas1%detodaaáguadoplanetaé apropriada para beber ou ser usada na agricultura. O restante corresponde à água salgada dos mares e ao gelo dos

Apenas1%detodaaáguadoplanetaé apropriada para beber ou ser usada na agricultura. O restante corresponde à água salgada dos mares e ao gelo dos Apenas1%detodaaáguadoplanetaé apropriada para beber ou ser usada na agricultura. O restante corresponde à água salgada dos mares e ao gelo dos pólos e montanhas. Hoje, a humanidade utiliza metade das fontes

Leia mais

PHD2537 PAISAGENS DOS RIOS URBANOS. Guilherme Peev dos Santos Paulo José Schiavon Ara Rodrigo de Aquino Said Farah Solly Exman Kleingesinds

PHD2537 PAISAGENS DOS RIOS URBANOS. Guilherme Peev dos Santos Paulo José Schiavon Ara Rodrigo de Aquino Said Farah Solly Exman Kleingesinds PHD2537 PAISAGENS DOS RIOS URBANOS Guilherme Peev dos Santos Paulo José Schiavon Ara Rodrigo de Aquino Said Farah Solly Exman Kleingesinds Rio Nilo, Antigo Egito Civilização Egípcia desenvolveu-se em suas

Leia mais

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários

TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Universidade Federal do Paraná Engenharia Civil TH 030- Sistemas Prediais Hidráulico Sanitários Aproveitamento de Águas Pluviais & Reúso Profª Heloise G. Knapik APROVEITAMENTO DE ÁGUAS PLUVIAIS Instalações

Leia mais

EBI 123 de Pedome. Diana Dinis Nº7. Inês Marques Nº9. Sónia Nunes Nº20. Vera Oliveira Nº23 8ºB 1

EBI 123 de Pedome. Diana Dinis Nº7. Inês Marques Nº9. Sónia Nunes Nº20. Vera Oliveira Nº23 8ºB 1 Poluição do Solo Trabalho elaborado por: Diana Dinis Nº7 Inês Marques Nº9 Sónia Nunes Nº20 Vera Oliveira Nº23 Turma: Disciplina: Ciências Naturais Professora: Raquel Soares 1 Índice Poluição do Solo...

Leia mais

Geopolítica da água. Professora: Jordana Costa

Geopolítica da água. Professora: Jordana Costa Geopolítica da água Professora: Jordana Costa Qual a intenção do autor de chamar a Terra de Planeta Água? Composição do Planeta Terra Fronteiras Delimitadas em vários casos por rios ou lagos; Rios Geralmente

Leia mais

Linda casa com 3 quartos e piscina, a norte de Alvor VILLA EM PORTIMÃO

Linda casa com 3 quartos e piscina, a norte de Alvor VILLA EM PORTIMÃO Linda casa com 3 quartos e piscina, a norte de Alvor VILLA EM PORTIMÃO ref. LG695 360.000 3 2 162 m2 600 m2 Localização + Cidade Freguesia Concelho Região Portimão Mexilhoeira Grande Portimão, Faro Algarve

Leia mais

IRRIGAÇÃO. Importância e Aspectos Técnicos

IRRIGAÇÃO. Importância e Aspectos Técnicos IRRIGAÇÃO Importância e Aspectos Técnicos IRRIGAÇÃO Breve histórico Povos antigos Egito (Rio Nilo) Mesopotâmia (Rios Tigre e Eufrates) Índia (Rio Indo) Século XX Estados Unidos Israel IRRIGAÇÃO Situação

Leia mais

TÉCNICAS CONSTRUTIVAS I

TÉCNICAS CONSTRUTIVAS I Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios TÉCNICAS CONSTRUTIVAS I Prof. Leandro Candido de Lemos Pinheiro leandro.pinheiro@riogrande.ifrs.edu.br Porque construir? Necessidade de se abrigar

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS

PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS PROFESSOR: EQUIPE DE CIÊNCIAS BANCO DE QUESTÕES - CIÊNCIAS - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================= 01- Analise as situações

Leia mais

APROVEITAMENTO DE ÁGUA DA CHUVA

APROVEITAMENTO DE ÁGUA DA CHUVA W W W. E C O C A S A. C O M. B R APROVEITAMENTO DE ÁGUA DA CHUVA Diretrizes importantes para execução de projetos RECOMENDAÇÕES PARA MELHOR LEITURA Desktop: Full Screen Tablets e Smartphones: Horizontal

Leia mais

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano DICAS DO PROFESSOR História 6º Ano PALEOLÍTICO Processo de hominização; Caça e coleta; Nômades; Controle do fogo; Pinturas rupestres. O CONTROLE DO FOGO POSSIBILITOU AO HOMEM... proteger-se dos animais;

Leia mais

Fatores Operacionais que interferem na coleta de biogas.

Fatores Operacionais que interferem na coleta de biogas. Fatores Operacionais que interferem na coleta de biogas. Fatores Operacionais que interferem na coleta de biogas. Compactação dos resíduos Sistemas de Cobertura Sistemas de drenagens internas Sistemas

Leia mais

4. Egito PÁGINAS 42 À 54.

4. Egito PÁGINAS 42 À 54. 4. Egito PÁGINAS 42 À 54. Organizando a História... Páginas 42 e 43. 1 2 3 Nilo Aprender a lidar com as cheias do Nilo; Sistemas de irrigação; Rio Nilo Ferramentas de ossos e pedras para arar a terra;

Leia mais

Moradia T4 com vista para a Barragem da Bravura, Pereira, Mexilhoeira Grande VILLA EM MEXILHOEIRA GRANDE

Moradia T4 com vista para a Barragem da Bravura, Pereira, Mexilhoeira Grande VILLA EM MEXILHOEIRA GRANDE Moradia T4 com vista para a Barragem da Bravura, Pereira, Mexilhoeira Grande VILLA EM MEXILHOEIRA GRANDE ref. LG828 1.475.000 4 3 270 m2 45.200 m2 Localização + Cidade Freguesia Concelho Região Mexilhoeira

Leia mais

A HISTÓRIA DO VESTUÁRIO

A HISTÓRIA DO VESTUÁRIO Instituto de Educação Infantil e Juvenil 6º ANO Inverno 2017. Londrina, de. Nome: A HISTÓRIA DO VESTUÁRIO Historicamente, o vestuário evoluiu junto com a evolução da humanidade e se tornou um reflexo das

Leia mais

História IMPÉRIOS DO NOVO MUNDO: MAIAS ASTECAS INCAS

História IMPÉRIOS DO NOVO MUNDO: MAIAS ASTECAS INCAS História IMPÉRIOS DO NOVO MUNDO: MAIAS ASTECAS INCAS História Os Incas, Maias e os Astecas organizaram Estados teocráticos semelhantes aos das primeiras civilizações do Oriente Os incas, os Maias e os

Leia mais

b) Qual a melhor condição para que o egípcio comece a semear a terra? R.:

b) Qual a melhor condição para que o egípcio comece a semear a terra? R.: PROFESSOR: EQUIPE DE HISTÓRIA BANCO DE QUESTÕES - HISTÓRIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- Heródoto, o principal

Leia mais

O consumo de Água no mundo.

O consumo de Água no mundo. O consumo de Água no mundo. A água do planeta Terra Visto de fora, o planeta deveria se chamar Água, pois: Cerca de 2/3 de sua superfície são dominados pelos oceanos; Os pólos estão cobertos pelas águas

Leia mais

UDESC 2017/2 HISTÓRIA. Comentário

UDESC 2017/2 HISTÓRIA. Comentário HISTÓRIA Essa questão apresenta no enunciado a data incorreta (1931) da abdicação de Dom Pedro I, que ocorreu em 1831. Dessa forma, aguardamos o parecer da banca. Erros das demais: Revoltas no período

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS Gabinete do Vereador Chapinha do Sindicato

Estado do Rio de Janeiro CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DOS REIS Gabinete do Vereador Chapinha do Sindicato PROJETO DE LEI Nº 011/2014 Cria o sistema de reuso de água de chuva no Município de Angra dos reis, para utilização não potável em escolas publicas e privadas, condomínios, clubes, entidades, conjuntos

Leia mais

FICHA DE INSCRIÇÃO INDIVIDUAL

FICHA DE INSCRIÇÃO INDIVIDUAL FICHA DE INSCRIÇÃO INDIVIDUAL Nome do Professor Responsável: Felipe Malacco sob orientação da professora Cláudia Sapag Ricci Nome do Trabalho: SURGIMENTO DAS PRIMEIRAS CIVILIZAÇÕES: a Água como Elemento

Leia mais

Saneamento Urbano TH419

Saneamento Urbano TH419 Universidade Federal do Paraná Arquitetura e Urbanismo Saneamento Urbano TH419 Reúso de Água e & Águas Pluviais Profª Heloise G. Knapik Reúso de Água Opção para redução da pressão sobre os recursos hídricos

Leia mais

Agência FAPESP Na opinião do senhor, onde está o grande nó da questão hídrica hoje, em termos de região metropolitana?

Agência FAPESP Na opinião do senhor, onde está o grande nó da questão hídrica hoje, em termos de região metropolitana? A urgência do reuso 11/05/2004 Por Eduardo Geraque Agência FAPESP - Ivanildo Hespanhol, chefe do Departamento de Engenharia Hidráulica e Sanitária da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, já

Leia mais

Linha do tempo. Arq. Atualidade ac d. C d. C.

Linha do tempo. Arq. Atualidade ac d. C d. C. PRÉ-HISTÓRIA Linha do tempo 500.000 ac 1789 d. C. 1453 d. C. Atualidade Arq. Pré-História identifica dividido em período Anterior a invenção da escrita Paleolítico Neolítico Idade dos Metais 2 milhões

Leia mais

EXERCÍCIOS ARTE EGÍPCIA

EXERCÍCIOS ARTE EGÍPCIA HISTÓRIA DA ARTE Aluno (a): Professor: Lucas Salomão Data: / /2016 9º ano: A [ ] B [ ] C [ ] ARTE EGÍPCIA EXERCÍCIOS ARTE EGÍPCIA 01. Sobre a arte egípcia, marque ( V ) para as alternativas verdadeiras

Leia mais

Gazeta Álvaro Guião. Mural de desenhos Pag. 8

Gazeta Álvaro Guião. Mural de desenhos Pag. 8 São Carlos, 2014 Ano I - Edição nº 1 Alunos da Escola Estadual Álvaro Guião visitam a estação de tratamento de água da cidade de São Carlos. A visita contou com a participação dos alunos dos 7os Anos e

Leia mais

EQUIPAMENTOS HIDRÁULICOS E SANITÁRIOS

EQUIPAMENTOS HIDRÁULICOS E SANITÁRIOS EQUIPAMENTOS HIDRÁULICOS E SANITÁRIOS 1. O PLANETA ÁGUA A natureza é uma grande prestadora de serviços para a humanidade. É ela quem fornece os elementos básicos para a vida humana e para o desenvolvimento

Leia mais

Hidrologia Aplicada - Profª Ticiana Marinho de Carvalho Studart. Introdução - Aula 02 - Pág. 15

Hidrologia Aplicada - Profª Ticiana Marinho de Carvalho Studart. Introdução - Aula 02 - Pág. 15 Introdução - Aula 02 - Pág. 15 Introdução - Aula 02 - Pág. 14 DIVISORES Primeiro passo - delimitação do seu contorno Linha de separação que divide as precipitações em bacias vizinhas SÃO 3 OS DIVISORES

Leia mais

Controle de Enchentes e Colheita de Chuva em Microbacia Urbana

Controle de Enchentes e Colheita de Chuva em Microbacia Urbana 3º - Simpósio Internacional em Microbacias Sustentabilidade da Água e Serviços Ambientais Controle de Enchentes e Colheita de Chuva em Microbacia Urbana Valdemir Antonio Rodrigues 17 e 18 de junho de 2010

Leia mais

A Cultura Gastronômica. A alimentação como impulso transformador

A Cultura Gastronômica. A alimentação como impulso transformador A Cultura Gastronômica A alimentação como impulso transformador CASCUDO, 2007 apud SCHILERS Toda a existência humana decorre do binômio Estômago e Sexo. A Fome e o Amor governam o mundo. Problematização

Leia mais

Antiguidade Oriental. Egito e Mesopotâmia

Antiguidade Oriental. Egito e Mesopotâmia Antiguidade Oriental Egito e Mesopotâmia As principais civilizações As principais civilizações da Antigüidade oriental são a suméria, assíria, acadiana, egípcia, hebraica, fenícia, hitita e persa. Civilização

Leia mais

O algodão já era cultivado pelos índios na confecção de vários apetrechos, a exemplo das redes de dormir. Com a colonização, o algodão passou a fazer

O algodão já era cultivado pelos índios na confecção de vários apetrechos, a exemplo das redes de dormir. Com a colonização, o algodão passou a fazer Cotonicultura O algodão já era cultivado pelos índios na confecção de vários apetrechos, a exemplo das redes de dormir. Com a colonização, o algodão passou a fazer parte da economia brasileira como matériaprima

Leia mais

O amor e a hora em que você nasceu

O amor e a hora em que você nasceu O amor e a hora em que você nasceu O relógio do Amor Você tem um jeito próprio de amar, marcado pela posição dos planetas na hora em que nasceu. Conheça suas características, reforce suas qualidades e

Leia mais

CONCURSO DE BOLSAS 2017 MATEMÁTICA - 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL II PROVA 2. Nome do(a) aluno(a):

CONCURSO DE BOLSAS 2017 MATEMÁTICA - 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL II PROVA 2. Nome do(a) aluno(a): CONCURSO DE BOLSAS 2017 MATEMÁTICA - 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL II PROVA 2 Nome do(a) aluno(a): O meio ambiente engloba todas as cosias vivas e não vivas existentes na Terra, ou ainda em determinada

Leia mais

A HIDROSFERA. É a camada líquida da terra

A HIDROSFERA. É a camada líquida da terra A HIDROSFERA A HIDROSFERA É a camada líquida da terra Gasosa Formas em que a água é encontrada sólida Formas em que a água é encontrada Líquida Formas em que a água é encontrada Distribuição da água na

Leia mais

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE Curso de Engenharia Civil. HIDROLOGIA Capítulo 1 Introdução à hidrologia

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE Curso de Engenharia Civil. HIDROLOGIA Capítulo 1 Introdução à hidrologia UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE Curso de Engenharia Civil HIDROLOGIA Capítulo 1 Introdução à hidrologia 1 Objecto da Hidrologia A hidrologia trata da ocorrência, circulação e distribuição da água na Terra,

Leia mais

Evolução da ciência da hidrologia. HIDROLOGIA Capítulo 1 Introdução à hidrologia 7/27/2017. Antiguidade Oriental

Evolução da ciência da hidrologia. HIDROLOGIA Capítulo 1 Introdução à hidrologia 7/27/2017. Antiguidade Oriental UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE Curso de Engenharia Civil HIDROLOGIA Capítulo 1 Introdução à hidrologia 1 Objecto da Hidrologia A hidrologia trata da ocorrência, circulação e distribuição da água na Terra,

Leia mais

Água por toda parte / Nós e a água

Água por toda parte / Nós e a água 1 Mariana e Pedro estudaram para a prova de Ciências. Eles leram que a água pode ser encontrada em grande quantidade no nosso planeta, mas que não existe tanta água disponível para beber, tomar banho e

Leia mais

Sistemas de Numeração

Sistemas de Numeração Sistemas de Numeração Martha Salerno Monteiro IME-USP martha@ime.usp.br c Martha Salerno Monteiro, 2016 Contagem Primitiva Nosso ponto de partida: primeiros esforços do homem para sistematizar os conceitos

Leia mais

Alguns processos erosivos que contribuem para o empobrecimento do solo

Alguns processos erosivos que contribuem para o empobrecimento do solo SOLO CONSERVAÇÃO Erosão Alguns processos erosivos que contribuem para o empobrecimento do solo Assoreamento: Depósito de acúmulo de sedimentos nos cursos d água, geralmente provocada, principalmente, pela

Leia mais

A ÁGUA NO PLANETA TERRA

A ÁGUA NO PLANETA TERRA A ÁGUA NO PLANETA TERRA A água no Planeta Terra Celso Dal Ré Carneiro Miguel D. de Oliveira Martins Depto. Geociências Aplicadas ao Ensino Instituto de Geociências, Unicamp 2002 Superfície ocupada pela

Leia mais

ANTIGUIDADE CLÁSSICA. Prof. Bruno Pedroso

ANTIGUIDADE CLÁSSICA. Prof. Bruno Pedroso ANTIGUIDADE CLÁSSICA Prof. Bruno Pedroso OCIDENTE E ORIENTE Alguns povos conseguem alcançar uma etapa de mudança com aspectos de civilização, porém ainda com muitas características do mundo primitivo.

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia Colégio Santa Dorotéia Área de da Natureza Disciplina: Série: 6ª - Ensino Fundamental Professora: Flávia Lage Atividades para Estudos Autônomos Data: 03 / 10 / 2016 Aluno(a): Nº: Turma: Querido(a) aluno(a),

Leia mais

GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: TARDE Data: 22/6/2011 PROVA GRUPO GRUPO VI 2 o BIMESTRE PROVA A Nome: Turma: Valor da prova: 4,0 Nota: Leia o texto com atenção e faça o que se pede

Leia mais

Aproveitamento de água de chuva Cristelle Meneghel Nanúbia Barreto Orides Golyjeswski Rafael Bueno

Aproveitamento de água de chuva Cristelle Meneghel Nanúbia Barreto Orides Golyjeswski Rafael Bueno Aproveitamento de água de chuva Cristelle Meneghel Nanúbia Barreto Orides Golyjeswski Rafael Bueno 1 IMPORTÂNCIA Água doce: recurso limitado ONU (2015): escassez de água afetará dois terços da população

Leia mais

APROVEITAMENTO DA ÁGUA DE CHUVA

APROVEITAMENTO DA ÁGUA DE CHUVA APROVEITAMENTO DA ÁGUA DE CHUVA O aproveitamento das águas pluviais tem sido prática cada vez mais adotada nos empreendimentos por se tratar de medida que resulta em muitos casos em razoável economia no

Leia mais

Jimboê. Ciências. Avaliação. Projeto. 4 o ano. 3 o bimestre

Jimboê. Ciências. Avaliação. Projeto. 4 o ano. 3 o bimestre Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao terceiro bimestre escolar ou às unidades 5 e 6 do Livro do Aluno. Projeto Jimboê 4 o ano Avaliação 3 o bimestre 1 Avaliação NOME: ESCOLA: PROFESSOR:

Leia mais

74 % do planeta coberto por água 1% de água potável

74 % do planeta coberto por água 1% de água potável ÁGUA 74 % do planeta coberto por água 1% de água potável VAN KARMAN Masaru Emoto ÁGUA POLUIDA REPRESA FUJIWARA ÁGUA APÓS ORAÇÕES SAMUEL HAHNEMANN VICTOR SHAUBERGER JOHANN GRANDER ÁGUA TEM

Leia mais

Consumo mundial da água

Consumo mundial da água UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA SUBPROJETO GEOGRAFIA/CERES Consumo mundial da água Caicó-RN, 2013 ÁGUA Estão preparados para conhecer

Leia mais

As primeiras grandes civilizações das quais temos noticias organizavam-se muito semelhantes. Seus dois elementos mais marcantes foram a agricultura

As primeiras grandes civilizações das quais temos noticias organizavam-se muito semelhantes. Seus dois elementos mais marcantes foram a agricultura As primeiras grandes civilizações das quais temos noticias organizavam-se muito semelhantes. Seus dois elementos mais marcantes foram a agricultura baseada nos grandes sistemas de irrigação e o poder político

Leia mais

BANCO DE ATIVIDADES Presente História 3 ano - 2 bimestre Avaliação

BANCO DE ATIVIDADES Presente História 3 ano - 2 bimestre Avaliação História 3 ano - 2 bimestre Unidade 2 1. Liste as diferentes formas de obtenção e distribuição de água nas grandes cidades brasileiras há cerca de duzentos anos. 2. Você pesquisou a história de uma via

Leia mais

Tradicional casa de 2 quartos em um terreno grande em Odiáxere, perto de Lagos VILLA EM ODIAXERE

Tradicional casa de 2 quartos em um terreno grande em Odiáxere, perto de Lagos VILLA EM ODIAXERE Tradicional casa de 2 quartos em um terreno grande em Odiáxere, perto de Lagos VILLA EM ODIAXERE ref. S4010 295.000 2 2 93 m2 2.160 m2 Localização + Cidade Freguesia Concelho Região Detalhes + Odiaxere

Leia mais

Casa de campo tradicional,com 3 quartos, terreno, piscina e anexos CASA DE CAMPO EM ODIAXERE

Casa de campo tradicional,com 3 quartos, terreno, piscina e anexos CASA DE CAMPO EM ODIAXERE Casa de campo tradicional,com 3 quartos, terreno, piscina e anexos CASA DE CAMPO EM ODIAXERE ref. LG686 375.000 3 2 132 m2 17.000 m2 Localização + Cidade Freguesia Concelho Região Odiaxere Odiáxere Lagos,

Leia mais

REDUÇÃO. Vasta mansão com elevador e piscina coberta em terreno exclusivo e vista incrível para o mar, Lagos VILLA EM MEIA PRAIA

REDUÇÃO. Vasta mansão com elevador e piscina coberta em terreno exclusivo e vista incrível para o mar, Lagos VILLA EM MEIA PRAIA REDUÇÃO Vasta mansão com elevador e piscina coberta em terreno exclusivo e vista incrível para o mar, Lagos VILLA EM MEIA PRAIA ref. S2743 2.950.000 2.750.000 9 7 760 m2 3.965 m2 Localização + Cidade Freguesia

Leia mais

QUÍMICA E SOCIEDADE DESENVOLVIMENTO DA QUÍMICA NA EVOLUÇÃO DA HUMANIDADE

QUÍMICA E SOCIEDADE DESENVOLVIMENTO DA QUÍMICA NA EVOLUÇÃO DA HUMANIDADE QUÍMICA E SOCIEDADE QUÍMICA E SOCIEDADE DESENVOLVIMENTO DA QUÍMICA NA EVOLUÇÃO DA HUMANIDADE ISSO VAI ACABAR EM PIZZA!? QUÍMICA NA PRÉ-HISTORIA E IDADE ANTIGA QUÍMICA E PERÍODOS DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE

Leia mais

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA

CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA CONGRESSO NACIONAL COMISSÃO MISTA DE PLANOS, ORÇAMENTOS PÚBLICOS E FISCALIZAÇÃO PROJETO DE LEI DE REVISÃO DO PLANO PLURIANUAL PARA 2004-2007 (Projeto de Lei nº 41/2005-CN) PARECER DA COMISSÃO SUBSTITUTIVO

Leia mais

DISCIPLINA DE HISTÓRIA

DISCIPLINA DE HISTÓRIA DISCIPLINA DE HISTÓRIA OBJETIVOS: 6º ano Estabelecer relações entre presente e passado permitindo que os estudantes percebam permanências e mudanças nessas temporalidades. Desenvolver o raciocínio crítico

Leia mais

DIAGNÓSTICO PARTICIPATIVO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CHAPÉU

DIAGNÓSTICO PARTICIPATIVO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CHAPÉU DIAGNÓSTICO PARTICIPATIVO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CHAPÉU CONHECENDO O MEIO AMBIENTE EM QUE VIVEMOS E OS SEUS PROBLEMAS Temos uma bela paisagem, arquitetura e patrimônio cultural (Rodolfo Gedeon, morador

Leia mais

História do Saneamento Básico. 6ª Reunião do Conselho de Regulação e Fiscalização da AR-ITU 09/11/2016

História do Saneamento Básico. 6ª Reunião do Conselho de Regulação e Fiscalização da AR-ITU 09/11/2016 História do Saneamento Básico 6ª Reunião do Conselho de Regulação e Fiscalização da AR-ITU 09/11/2016 Primeiras Civilizações: hidráulicas. Na Idade Antiga, as populações procuraram fontes de água: há registros

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Disciplina: SISTEMAS HIDRÁULICOS URBANOS arquivo 01 Visão geral do sistema de abastecimento de água Prof.: Flavio Bentes Freire VISÃO GERAL Data 5000 ac Evento

Leia mais

COMENTÁRIO DA PROVA DE HISTÓRIA

COMENTÁRIO DA PROVA DE HISTÓRIA COMENTÁRIO DA PROVA DE HISTÓRIA Como bem disse Lucien Febure, A história é filha do sem tempo. Esta afirmação do historiador da Escola dos Annales foi a premissa que norteou os elaboradores da prova de

Leia mais

PREÇO EM PEDIDO! Único quinta, 5 quartos, piscina, vista do mar, 2 apts e estábulos, Aljezur. CASA DE CAMPO EM ALJEZUR

PREÇO EM PEDIDO! Único quinta, 5 quartos, piscina, vista do mar, 2 apts e estábulos, Aljezur. CASA DE CAMPO EM ALJEZUR PREÇO EM PEDIDO! Único quinta, 5 quartos, piscina, vista do mar, 2 apts e estábulos, Aljezur. CASA DE CAMPO EM ALJEZUR ref. S2132 A pedido 5 3 250 m2 160.000 m2 Utilização Tipo Cidade Freguesia Concelho

Leia mais

Lagos. Vivenda bonita de 3 quartos, na área exclusiva e apenas 3 minutos de carro da praia e Marina VILLA EM LAGOS

Lagos. Vivenda bonita de 3 quartos, na área exclusiva e apenas 3 minutos de carro da praia e Marina VILLA EM LAGOS Lagos. Vivenda bonita de 3 quartos, na área exclusiva e apenas 3 minutos de carro da praia e Marina VILLA EM LAGOS ref. S2762 495.000 3 2 155 m2 515 m2 Localização + Cidade Freguesia Concelho Região Detalhes

Leia mais

6º Ano 2º Trimestre Roteiro de Estudos.

6º Ano 2º Trimestre Roteiro de Estudos. 6º Ano 2º Trimestre Roteiro de Estudos. Queridos, espero que este pequeno roteiro/resumo ajude todos vocês, mas lembrem-se que devem estudar também pelo Anglo, caderno e por todas as anotações que fizemos

Leia mais

Conteúdo para recuperação do I Semestre 6º ANO

Conteúdo para recuperação do I Semestre 6º ANO Conteúdo para recuperação do I Semestre I Bimestre II Bimestre 6º ANO As primeiras sociedades; Mesopotâmia. Grécia: formação e consolidação; Grécia: Organização das cidades-estados. As primeiras sociedades;

Leia mais

A estação das chuvas. Elemento fundamental para a vida na Terra e recurso natural cada dia mais valioso, a água exige cuidados.

A estação das chuvas. Elemento fundamental para a vida na Terra e recurso natural cada dia mais valioso, a água exige cuidados. 1 A estação das chuvas Elemento fundamental para a vida na Terra e recurso natural cada dia mais valioso, a água exige cuidados. É preciso preservar a sua qualidade, garantir a sua quantidade e respeitar

Leia mais

Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ

Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ Disciplina: Ciências Data: /09/2015 Prof: Carolina série/ano: 6 o Ensino: Fundamental II 3 a Etapa Exercícios ( ) Prova:( ) ESTUDO DIRIGIDO P1 3 a ETAPA - GABARITO 1 Analise

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL / CULTURAL / SOCIAL DO SANEAMENTO BÁSICO DE JALES SP

EDUCAÇÃO AMBIENTAL / CULTURAL / SOCIAL DO SANEAMENTO BÁSICO DE JALES SP EDUCAÇÃO AMBIENTAL / CULTURAL / SOCIAL DO SANEAMENTO BÁSICO DE JALES SP GRELA FILHO, Antonio Rodrigues antoniorgf@sabesp.com.br Resumo: O saneamento básico em nosso País encontra-se numa situação deficitária

Leia mais

Evoluçãcao e tempo geologico

Evoluçãcao e tempo geologico Evoluçãcao e tempo geologico A evolução acontece quando mudanças na forma ou no comportamento são transmitidas para a geração seguinte. À medida que essas mudanças são retidas, novas espécies aparecem

Leia mais

Processos ecológicos perdidos e as enchentes:quais as vias de ligação?

Processos ecológicos perdidos e as enchentes:quais as vias de ligação? Processos ecológicos perdidos e as enchentes:quais as vias de ligação? Luiza Notini de Andrade Seminário apresentado na disciplina Ecologia Geral do curso de Engenharia Ambiental da UFMG Prof: Ricardo

Leia mais

A Importância do Plano de Saneamento e a Educação Ambiental na Perspectiva do Plano

A Importância do Plano de Saneamento e a Educação Ambiental na Perspectiva do Plano A Importância do Plano de Saneamento e a Educação Ambiental na Perspectiva do Plano Luiz Roberto Santos Moraes, PhD Professor Titular em Saneamento e Participante Especial da Universidade Federal da Bahia

Leia mais

ÁGUA. Notas sobre a crise e sobre a situação do saneamento no Brasil

ÁGUA. Notas sobre a crise e sobre a situação do saneamento no Brasil ÁGUA Notas sobre a crise e sobre a situação do saneamento no Brasil Água Calcula-se que 70% do consumo mundialde água se destina à irrigação, 20% à indústria e apenas 10% ao abastecimento humano. Km3/ano

Leia mais

Instalações Hidráulicas/Sanitárias Água Fria (Parte 2)

Instalações Hidráulicas/Sanitárias Água Fria (Parte 2) Instalações Hidráulicas/Sanitárias Água Fria (Parte 2) Critérios para Dimensionamento Consumo máximo possível das Tubulações Este critério se baseia na hipótese do uso simultâneo de todas as peças de utilização

Leia mais

É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras);

É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras); É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras); - 97,5% é água salgada - 2,5% apenas é água doce Distribuição:

Leia mais

HISTÓRIA. Nas vias do tempo, a trajetória humana. Prof. Alan Carlos Ghedini

HISTÓRIA. Nas vias do tempo, a trajetória humana. Prof. Alan Carlos Ghedini HISTÓRIA Nas vias do tempo, a trajetória humana Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com Antes de tudo, as origens do homem A origem ou o elo perdido ainda é incerta. Há +/- 195 mil anos, no

Leia mais

Teste Diagnóstico I Geografia

Teste Diagnóstico I Geografia Nome: Data: Alguns aspetos detetados: Conhecimentos prévios mal assimilados ou interiorizados. Dificuldades na interpretação de um pequeno texto. Dificuldades na interpretação de enunciados. Dificuldade

Leia mais

DATA PARA ENTREGA: / /2017 DISCIPLINA : HISTÓRIA PROFESSOR (A): ALUNO (A) 4º ano

DATA PARA ENTREGA: / /2017 DISCIPLINA : HISTÓRIA PROFESSOR (A): ALUNO (A) 4º ano COLÉGIO DE APLICAÇÃO DOM HÉLDER CÂMARA EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES I DATA PARA ENTREGA: / /2017 DISCIPLINA : HISTÓRIA PROFESSOR (A): ALUNO (A) 4º ano Exercício Complementar de História. 1º trimestre. 1.

Leia mais

A história da Astronomia

A história da Astronomia ASTRONOMIA A história da Astronomia Profª Eliana D'Avila OBSERVANDO O CÉU Desde a antiguidade o ser humano observa o céu. As especulações sobre a natureza do Universo devem remontar aos tempos pré-históricos,

Leia mais

REDUÇÃO. Moradia privada 5 Quarto numa urbanização tranquila exclusivo perto de Portimão Centro VILLA EM PORTIMÃO THE ALGARVE PROPERTY SPECIALISTS

REDUÇÃO. Moradia privada 5 Quarto numa urbanização tranquila exclusivo perto de Portimão Centro VILLA EM PORTIMÃO THE ALGARVE PROPERTY SPECIALISTS REDUÇÃO Moradia privada 5 Quarto numa urbanização tranquila exclusivo perto de Portimão Centro VILLA EM PORTIMÃO ref. S2917 550.000 480.000 5 4 215 m2 1.418 m2 Localização + Cidade Freguesia Concelho Região

Leia mais

Charmosa Moradia V3 com Vista Mar, perto do Carvoeiro VILLA EM ESTÔMBAR

Charmosa Moradia V3 com Vista Mar, perto do Carvoeiro VILLA EM ESTÔMBAR Charmosa Moradia V3 com Vista Mar, perto do Carvoeiro VILLA EM ESTÔMBAR ref. VM746 960.000 3 3 228 m2 1.423 m2 Localização + Cidade Freguesia Concelho Região Estômbar Estômbar e Parchal Lagoa, Faro Algarve

Leia mais

Moradia de 2 quartos com açoteia, cave enorme e piscina comum em Almádena, perto de Lagos MORADIA GEMINADA EM ALMADENA

Moradia de 2 quartos com açoteia, cave enorme e piscina comum em Almádena, perto de Lagos MORADIA GEMINADA EM ALMADENA Moradia de 2 quartos com açoteia, cave enorme e piscina comum em Almádena, perto de Lagos MORADIA GEMINADA EM ALMADENA ref. LG802 225.000 2 1 70 m2 119 m2 Localização + Cidade Freguesia Concelho Região

Leia mais

Moradia fabulosa de 3 quartos com piscina e vista para o mar, Luz MORADIA GEMINADA EM PRAIA DA LUZ

Moradia fabulosa de 3 quartos com piscina e vista para o mar, Luz MORADIA GEMINADA EM PRAIA DA LUZ Moradia fabulosa de 3 quartos com piscina e vista para o mar, Luz MORADIA GEMINADA EM PRAIA DA LUZ ref. S4002 350.000 3 3 160 m2 Localização + Cidade Freguesia Concelho Região Praia da Luz Luz Lagos, Faro

Leia mais

Gestão Ambiental 1/10/2012. Lei 11.445 de 05/01/2007. Saneamento (sanear) Módulo: Saneamento Ambiental

Gestão Ambiental 1/10/2012. Lei 11.445 de 05/01/2007. Saneamento (sanear) Módulo: Saneamento Ambiental Tema: Saneamento e Saúde Pública: as origens do Saneamento Ambiental Objetivos: Gestão Ambiental Profª Denise A. F. Neves Módulo: Saneamento Ambiental Apresentar um breve histórico do saneamento dos agrupamentos

Leia mais

Atrito na Camada Limite atrito interno

Atrito na Camada Limite atrito interno Circulações Locais e Turbulência Atmosférica Atrito na Camada Limite atrito interno Atrito interno está relacionado a viscosidade molecular Viscosidade é o freiamento de um fluido devido ao movimento molecular.

Leia mais

DRENAGEM DE RODOVIAS. DRENAGEM DE RODOVIAS -Sumário - DRENAGEM DE RODOVIAS - Introdução - DRENAGEM DE RODOVIAS - Introdução -

DRENAGEM DE RODOVIAS. DRENAGEM DE RODOVIAS -Sumário - DRENAGEM DE RODOVIAS - Introdução - DRENAGEM DE RODOVIAS - Introdução - UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE TECNOLOGIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL E AMBIENTAL CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL Introdução -Sumário - Desempenho x Drenagem Histórico Função e Sistema

Leia mais

A SITUAÇÃO DA DRENAGEM PLUVIAL URBANA NO MUNICÍPIO DE FEIRA DE SANTANA, BA, BRASIL

A SITUAÇÃO DA DRENAGEM PLUVIAL URBANA NO MUNICÍPIO DE FEIRA DE SANTANA, BA, BRASIL Universidade Estadual de Feira de Santana- UEFS Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil e Ambiental Área de Concentração: Saneamento Ambiental A SITUAÇÃO DA DRENAGEM PLUVIAL URBANA NO MUNICÍPIO DE

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 6º ano- UNIDADE 4 - CAPÍTULO 1. Questão 296. Cite quais são as fontes de água de nosso planeta.

ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 6º ano- UNIDADE 4 - CAPÍTULO 1. Questão 296. Cite quais são as fontes de água de nosso planeta. ENSINO FUNDAMENTAL - CIÊNCIAS 6º ano- UNIDADE 4 - CAPÍTULO 1 Questão 296. Cite quais são as fontes de água de nosso planeta. Questão 297. Apesar da Terra ser considerada o "planeta água", podemos considerar

Leia mais

Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes

Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica. Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Unidade 2: História da Filosofia Filosofia Clássica Filosofia Serviço Social Igor Assaf Mendes Conteúdo (a) Nascimento da filosofia (b) Condições históricas para seu nascimento (c) Os principais períodos

Leia mais

Ministério de Indústria e Economia Associação de Segurança de Gás Alta Pressão

Ministério de Indústria e Economia Associação de Segurança de Gás Alta Pressão Ministério de Indústria e Economia Associação de Segurança de Gás Alta Pressão Quando usar aparelho de combustão que tem chaminé cano de escape dentro de casa Em residências totalmente fechadas, por exemplo

Leia mais