Prezado Servidor. Seja bem vindo a esta instituição. SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prezado Servidor. Seja bem vindo a esta instituição. SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS"

Transcrição

1 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO D.E.S.T. (DIVISÃO DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO) D.M.T. (DIVISÃO DE MEDICINA DO TRABALHO)

2 Prezado Servidor A Prefeitura do Município de Jundiaí, através da Secretaria Municipal de Recursos Humanos, visando melhorias nas condições de trabalho em seus estabelecimentos, vem desenvolvendo, através da DEST (Divisão de Engenharia de Segurança do Trabalho) e da DMT (Divisão de Medicina do Trabalho), ações que tem como finalidade garantir a promoção da saúde, a prevenção de acidentes e doenças do trabalho, a recuperação da saúde e o estímulo dos colaboradores, assim como garantir aos mesmos uma melhor qualidade de vida, visando à preservação de sua integridade física. Por isso, você está recebendo o Manual de Orientação de Segurança e Medicina do Trabalho, que foi elaborado para fornecer-lhe informações gerais sobre cuidados a seguirem para que possa trabalhar com uma visão prevencionista evitando assim sofrer ou causar um acidente. Seja bem vindo a esta instituição. SECRETARIA MUNICIPAL DE RECURSOS HUMANOS

3 O que é Segurança do Trabalho? Pode ser entendida como sendo um conjunto de medidas que são adotadas visando minimizar os acidentes e doenças do trabalho, protegendo a integridade e a capacidade laborativa do servidor. No Brasil, é regida por Leis, Normas Regulamentadoras, Portarias, Decretos e Convenções Internacionais. O que é a D.E.S.T. e a D.M.T.? São as Divisões de Engenharia de Segurança do Trabalho e de Medicina do Trabalho. As duas divisões são formadas por equipes multidisciplinares de profissionais, que variam conforme o grau de risco e número de empregados da empresa. Na Prefeitura do Município de Jundiaí, são compostas por: 1 Engenheiro de Segurança do Trabalho 4 Técnicos de Segurança do Trabalho 2 Médicos do Trabalho 1 Técnica de Enfermagem 1 Assistente Social 3 Assistentes Administrativos Responsabilidades: elaborar Programas de Segurança adequado às necessidades das diversas atividades; inspecionar locais de trabalho indicando ações a serem tomadas; emitir laudos e pareceres técnicos sobre os agentes nocivos encontrados no local de trabalho; promover atividades de conscientização, educação e orientação dos servidores; determinar medidas para a eliminação, neutralização do risco; Todas as ações têm caráter essencialmente preventivo. Localização: SMRH - Paço Municipal Av. da Liberdade, s/n Jardim Botânico - Engenharia de Segurança do Trabalho 3º andar Ala Norte - Tel.: (11) Horário de Atendimento: de 2ª à 6ª feiras das 08 h às 17 h Medicina do Trabalho Térreo Ala Sul - Tel: (11) Horário de Atendimento: de 2ª à 6ª feiras das 08 h às 17h. - Reabilitação Profissional Térreo Ala Sul - Tel: (11) Horário de Atendimento: de 2ª à 6ª feiras das 08h às 17h.

4 Acidente de trabalho Por definição legal, é aquele que ocorre pelo exercício normal do trabalho, a serviço da empresa, provocando lesão corporal, perturbação funcional ou doença que cause a morte, perda ou redução permanente ou temporária da capacidade para o trabalho. Tipos de acidentes do trabalho Acidente Típico: É aquele que ocorre pelo desenvolvimento do trabalho, na própria empresa ou a serviço desta. Acidente de Trajeto: É aquele que ocorre no caminho entre a residência e o trabalho ou vice-versa. Doenças ocupacionais: São aquelas causadas pelo tipo de trabalho ou pelas condições do ambiente de trabalho. Procedimentos em caso de acidente Acidente Típico: Encaminhar o acidentado ao hospital; Comunicar à DEST imediatamente dando informações sobre a gravidade do acidente; Após o atendimento do hospital o acidentado deverá comparecer à DEST para abertura da Comunicação Interna de Acidente do Trabalho (CIAT); Em casos de acidente com lesões que não permitam a locomoção do acidentado, entrar em contado com o RESGATE DO CORPO DE BOMBEIROS FONE 193 ou SAMU FONE 192. Acidente de Trajeto: Procurar o atendimento médico de imediato; Comunicar ao encarregado ou à DEMT imediatamente dando informações sobre a gravidade do acidente; Em caso do mesmo ser acidente de trânsito, providenciar o Boletim de Ocorrência; Na impossibilidade do servidor não poder comunicar o acidente sofrido, qualquer um de seus familiares ou qualquer outra pessoa poderá fazê-lo; Após o atendimento do hospital o acidentado deverá comparecer à DEST para abertura da Comunicação Interna de Acidente do Trabalho (CIAT); Em casos de acidente com lesões que não permitam a locomoção do acidentado, entrar em contado com o RESGATE DO CORPO DE BOMBEIROS FONE 193 ou SAMU FONE 192.

5 Doença do Trabalho: Abrir processo no Protocolo, localizado no Paço Municipal, Térreo Ala Norte; Passar por consulta com Médico do Trabalho para análise verificação se existe nexo causal entre a doença e o trabalho. Deverá trazer laudo médico e exames atualizados da doença; Após reconhecimento da Doença do Trabalho, comparecer a DEST para abertura da Comunicação Interna de Acidente de Trabalho (CIAT). Comunicação do Acidente de Trabalho: Todo acidente de trabalho deverá ser comunicado à DEST, no máximo, até 1 (um) dia útil posterior a data do acidente. Após esse prazo, o servidor deverá abrir processo no Protocolo, localizado no Paço Municipal, Térreo Ala Norte, solicitando reconhecimento de Acidente de Trabalho, no prazo máximo de 30 (trinta) dias. Em casos de acidentes graves, à DEST deverá ser informada de imediato. Regras gerais para prevenir um acidente no local de trabalho : Conhecer as tarefas que irá desenvolver no local de trabalho; Planejar o serviço antes de iniciá-lo; Verificar se onde irá trabalhar existem regras específicas de segurança; Executar suas tarefas com atenção; Perguntar ao encarregado se tiver dúvidas na execução de tarefas; Usar os equipamentos de proteção individual indicados para as suas atividades; Informar qualquer situação que ofereça risco a sua segurança e a segurança de seus colegas de trabalho; Não acionar máquinas ou equipamentos que não estiverem sob sua responsabilidade ou do qual não tiver conhecimento de manuseio/operação; Não executar suas funções fazendo uso de chinelos, sandálias ou tamancos; Não improvisar ferramentas; Não utilizar ferramentas e/ou equipamentos que apresentarem defeitos ou estiverem em má condição de uso; Não colocar mais do que 1 (um) equipamento em cada tomada elétrica, sem antes consultar profissional qualificado; Não empurrar ou levantar objetos pesados sozinho. Solicite ajuda de seus companheiros de trabalho; Não fazer reparos em equipamentos ou ferramentas caso não seja qualificado para isso; Não fazer reparos elétricos, caso não seja eletricista;

6 Não trabalhar em espaços confinados ou telhados sem autorização por escrito de responsável da Segurança do Trabalho; Não executar tarefas que não estão relacionadas com a sua descrição de cargo, entregue no dia da sua nomeação. Evite sofrer um acidente no trajeto: Ao dirigir, respeite as normas de trânsito; Tome bastante cuidado ao atravessar uma rua. Olhe sempre para os dois lados antes de atravessar; Levante a tempo para chegar ao trabalho evitando correrias no trânsito para não perder hora. Organização e limpeza: Mantenha sempre seu local de trabalho limpo e organizado Não faça empilhamentos perigosos de materiais; Descarte ou arquive os documentos que não irá mais utilizar. Prevenção e Combate a Incêndios O Que é Fogo? O fogo é um fenômeno físico/químico, denominado combustão e que se caracteriza pela presença de luz e calor. Para ocorrência do fogo, são necessárias as combinações exatas de mistura e proporção de: Combustível, Comburente e Calor. Após vários estudos, chegou-se a conclusão que o fogo é tido como uma reação química, denominada combustão, onde os materiais combustíveis combinam-se com o comburente (normalmente o oxigênio do ar), criando uma circunstância que favoreça a reação entre os componentes, produzindo Luz e Calor. O Que é o Incêndio? O incêndio é toda e qualquer destruição ocasionada pelo fogo, que provoque danos materiais de monta, e, até mesmo a perda de vidas humanas. Em termos mais fáceis, o incêndio é um fogo que se perdeu o controle. Componentes Essenciais Para o Fogo. - Combustível: É toda substância que possui a propriedade de queimar, dividido em três estados físicos: Sólido Madeira, papel, fibras, etc. Queimam na superfície e profundidade. Sempre deixa como resultado da combustão, resíduos no final do processo de queima, tais como cinzas;

7 Líquido Tolueno, álcool, gasolina, thinner, óleos, etc. Queimam apenas na superfície e podem ou não emitirem vapores que contribuam para o aumento de temperatura do ambiente; Gasoso Acetileno, butano, propano, metano, etc. Na maioria das vezes causam explosão. - Comburente: É o elemento ativador do fogo; ele dá vida às chamas. O comburente (oxigênio) está presente com 21% na atmosfera. Se essa porcentagem estiver abaixo de 13%, não haverá presença de chamas. Os mais conhecidos são: Oxigênio Existente no ar que respiramos na proporção de 21%; Cloro Somente em algumas condições, como no caso da reação exotérmica de Antimônio (metal) em atmosfera com gases de cloro. - Calor: São todas as formas de energia calorífica capaz de provocar um aumento de temperatura dos combustíveis, exemplos: Fósforo, vela, centelha elétrica (curto-circuito), atrito, radiação, etc. Produtos Resultantes da Combustão: Fumaça é um produto visível de uma combustão incompleta. É encontrada em incêndios que consiste numa mistura de: Dióxido de Carbono (CO2), Oxigênio (O2), Nitrogênio (N), Monóxido de Carbono (CO), entre outros gases. A presença de fumaça no ambiente causa dificuldades severas durante a fase de combate, além de desorientar e causar inchaço e vermelhidão nos olhos dos brigadistas. A cor da fumaça, isto é, sua maior ou menor transparência auxilia na orientação prática sobre que tipo de material esta em combustão. Exemplo: Fumaça branca ou cinza clara Indica que a queima ocorre em um combustível comum (madeira, papel, etc.); Fumaça preta ou cinza escura Indica que a queima ocorre, geralmente, em derivados de petróleo, tais como: graxa, óleos, pneus, plásticos, etc. Fumaça colorida (amarela, vermelha, etc.) Indica que a queima ocorre em produtos químicos, onde os gases expelidos são, geralmente, tóxicos. Classificação dos Incêndios: Os incêndios podem ser classificados sob vários aspectos, como veremos em seguida: - Quanto às proporções as classificações quanto à proporção podem ser: Princípio de incêndio são aqueles incêndios que envolvem uma peça de vestuário, uma peça do mobiliário, um motor, etc. Podem ser dominados facilmente com aparelhos extintores ou baldes d água;

8 Pequenos incêndios são os que envolvem um cômodo, um compartimento interno, etc. Exigem uma maior quantidade de agentes extintores e mais tempo para ser controlado; Médios incêndios são aqueles que envolvem um andar, uma casa, uma pequena oficina, etc. Neste caso, a presença de uma equipe de brigada de incêndio que possua uma rede hidráulica e proteção por extintores poderá extinguir o incêndio; Grandes incêndios são os que envolvem um edifício inteiro, grandes lojas, grandes barracões, uma indústria, etc. Necessário a presença do Corpo de Bombeiros; Incêndios extraordinários são aqueles que envolvem diversas indústrias, diversos quarteirões ou até mesmo cidades inteiras. - Quanto à destruição leva-se em conta a destruição material ocasionada pela ação do fogo. Podem ser: Insignificantes pequenas perdas de materiais; Parciais perda entre médias a grande monta de materiais; Totais quando se perde tudo no processo de queima. Formas de Transmissão de Calor: Condução é a propagação do calor feita de molécula para molécula de um corpo. A taxa de condução de calor vai depender basicamente da condutividade térmica do material, sua superfície e espessura. Irradiação é a transmissão de calor por meio de ondas caloríficas que se propagam no ar, atingindo os corpos frios. Convecção é a forma de transmissão de calor através de meio transmissor gasoso ou líquido. As moléculas aquecidas expandem e sobem, formando correntes ascendentes quentes e provocando as correntes descendentes das moléculas mais frias. Métodos de Extinção de Incêndio: Quando estudamos o triangulo do fogo, concluímos que a combustão só existiria quando estivessem presentes em proporções ideais os 3 elementos básicos do fogo (combustível, comburente e calor). Calcado nesses conhecimentos é que se baseiam os métodos de combate a incêndios. Por dedução lógica e simples, chegamos a conclusão que no momento em que desfizermos o triangulo, o fogo será extinto. Para que isso aconteça, temos três possibilidades para a extinção de um incêndio, que são: Abafamento: Consiste na redução da concentração de oxigênio até os níveis em que o fogo cessará. Resfriamento: Quando se baixa a temperatura da área incendiada, extingue-se o fogo pelo resfriamento.

9 Isolamento ou retirada do combustível: A retirada ou isolamento do combustível poderá ser parcial ou total, diminui o tempo do fogo ou extingue o incêndio. Deve-se salientar que a utilização desse método nem sempre é fácil, pelas condições, quase sempre, adversas do local incendiado. Classes de Incêndio: Para se combater um incêndio usando os métodos adequados, há a necessidade de classificarmos os tipos de incêndio, usualmente, estão divididos em quatro classes: Classe A: são incêndios ocorridos em materiais fibrosos ou combustíveis sólidos, os quais queimam em razão de seu volume, isto é, em superfície e profundidade. Sua característica principal é deixar resíduos (cinzas ou brasas). Exemplos dessa classe: madeira, papel, borracha, cereais, tecidos, etc. Classe B: são os incêndios ocorridos em combustíveis líquidos ou gases combustíveis. A queima é feita através da sua superfície e não deixam resíduos. Exemplos dessa classe: óleos, GLP, gasolina, éter, etc. Classe C: são os incêndios ocorridos em equipamentos eletroeletrônicos. A característica principal é a presença de eletricidade. Exemplo dessa classe: interruptores, geladeiras, computadores, transformadores, etc. Classe D: são os incêndios ocorridos em metais pirofóricos, os quais exigem para sua extinção, agentes extintores especiais, os quais se fundem com o metal combustível, formando uma película que protege e isola o material do ar atmosférico, interrompendo a combustão pelo método do abafamento. Exemplos dessa classe: rodas de magnésio, potássio, alumínio, titânio, etc. Agentes Extintores: Agente extintor é todo material que aplicado ao incêndio interfere em sua reação química, provocando uma descontinuidade, e alterando as condições para que haja fogo. Estes agentes podem ser encontrados nos estados líquidos, gasosos ou sólidos. Extintores de Incêndio: Extintores de incêndio são os vasilhames, fabricados com dispositivos que possibilitam a aplicação do agente extintor sobre focos de incêndio. Normalmente, recebem o nome do agente que neles contém. Destinam-se ao combate imediato de pequenos focos, pois acondicionam pouco volume do agente extintor para manterem a condição de fácil transporte. São de grande utilidade, desde que, manejados adequadamente e no momento certo.

10 - Extintor de Água Pressurizada (AP ou H2O): esse tipo de extintor é eficaz para combater incêndios em madeiras, tecidos, fibras e outros materiais que queimam em sua superfície e interior (classe A). Deixam brasas ou cinzas como resíduo. Nunca utilizar esse extintor em eletricidade, pois a água é condutora da corrente elétrica. Finalidade principal: combater incêndios da Classe A; Efeitos principais: penetra, molha e resfria; Alcance do jato: 10 a 12 metros. - Extintor de Pó Químico Seco (PQS): esse tipo de extintor serve para combater incêndios em líquidos inflamáveis e corpos gordurosos (classe B). Serve também para combater incêndios em materiais eletrificados (classe C), mas como seu princípio ativo é a base de sal (Bicarbonato de Sódio), pode danificar os componentes, danificando assim todo material que não foi exposto ao incêndio. Observe que o jato deve ser orientado conforme a direção do vento, procurando atingir toda a área em combustão, com movimentos rápidos de mão fazendo uma varredura (movimentos em leque) na base do fogo. Finalidade principal: combater incêndios da Classe B e Classe C; Efeitos principais: abafamento; Alcance do jato: 2 a 4 metros. - Extintor de Gás Carbônico (CO2): esse tipo de extintor é próprio para combater incêndios em líquidos inflamáveis e corpos gordurosos (classe B), assim como combater incêndios em materiais eletrificados (classe C), sendo o mais indicado para esse tipo de incêndio. Finalidade principal: combater incêndios da Classe B e Classe C; Efeitos principais: abafamento e resfriamento; Alcance do jato: 2 a 4 metros. - Extintor de Pó Químico Seco ABC (PQS - ABC): esse tipo de extintor serve para combater todos os tipos de incêndios, exceto incêndios em metais pirofóricos (classe D). Pode ser utilizado em materiais elétricos, já que seu princípio ativo é o Monofosfato Amônia, que não danifica componentes eletroeletrônicos. Finalidade principal: combater incêndios da Classe A, Classe B e Classe C; Efeitos principais: abafamento; Alcance do jato: 2 a 4 metros. - Extintor de Cloreto de Sódio: esse tipo de extintor é utilizado no combate a incêndios nos metais do tipo 1 da classe D (Sódio, Zinco, Magnésio, Potássio, Bário, Cálcio, Alumínio, Zircônio e Titânio). Finalidade principal: combater incêndios em metais do tipo 1 da classe D Efeitos principais: abafamento; Alcance do jato: 2 a 4 metros.

11 Técnicas de Utilização dos Extintores de Incêndio: Identifique o extintor através de sua aparência externa e seu rótulo, observando o manômetro (exceto no extintor de CO2) para ver se o mesmo está operacional; Retire o extintor do suporte da parede ou do local onde esteja acondicionado; Retire o lacre e o pino de segurança; Empunhe a mangueira para baixo e acione o gatilho rapidamente para confirmar o agente extintor; Transporte o extintor até o local onde ocorre o sinistro (10 metros para extintor de água, 6 metros para o extintor de PQS e 4 metros para o extintor de CO2); Poste-se a favor do vento. Nunca fique contra o vento, pois o agente irá atrapalhar seu combate e o fogo pode vir em sua direção; Empunhe o bico da mangueira (no caso do CO2, segure na empunhadura, nunca no difusor, pois pode causar queimadura por frio em suas mãos) e direcione o jato para a base do fogo; Aperte o gatilho e faça movimentos em ziguezague (forma de leque) na base do fogo até extingui-lo; Certifique-se se não houve reignição. Observação: Após utilizar o extintor de incêndio, mande-os para recarga. Não deixe extintores vazios em sua edificação para não ter surpresas em caso de novo sinistro. Dicas de Prevenção a Incêndios: Não ligar vários aparelhos elétricos na mesma tomada; Não jogar bitucas de cigarros em qualquer local (há locais apropriados para isso); Manter os equipamentos de combate a incêndios sempre operacionais e desobstruídos; Manter os extintores de incêndio em boas condições, limpando-os apenas com um pano seco, sem utilização de produtos químicos; Não acumular lixo; Não reutilizar embalagens onde estavam armazenados produtos inflamáveis; Solicite a substituição de tomadas, plugues e interruptores defeituosos; Não deixar materiais de fácil combustão próximos a fonte de calor; Antes de ligar qualquer equipamento elétrico, certifique-se que esteja na voltagem correta; Nunca apóie velas sobre caixas de fósforos; Nunca faça instalações elétricas provisórias (gambiarras); Nunca utilize fósforo para verificar se há vazamento de gás. Para isso utilize uma esponja com bastante sabão; Ao sentir cheiro de gás, não acenda luzes ou fósforos. Abra as janelas e deixe ventilar a área; Ao lavar ambientes, cuidado para não jogar água nas tomadas ou plugues.

12 Movimentação manual de cargas O levantamento manual de cargas exige precauções, pois, a maioria das vezes, a desobediência a certas regras provoca dores lombares e entorses. Siga as regras, conforme as ilustrações abaixo. Posicione-se próximo à carga com os pés abertos para manter o equilíbrio Abaixe-se e mantenha a cabeça e as costas em linha reta Segure firmemente a carga usando a palma das mãos Levante-se usando somente as pernas mantendo os braços esticados sustentando a carga Aproxime bem a carga do seu corpo mantendo-a centralizada entre suas pernas Evite fazer um esforço desnecessário nas costas, não cometendo os erros abaixo: Dobrar as costas Erguer a carga pelo lado do corpo Ficar muito longe da carga Manter as pernas fixas no chão e virar o corpo com a carga Escorar a carga na perna ou no joelho

13 Segurança do Trabalho em Escolas Utilize sempre os corrimãos para subir ou descer escadas; Tome bastante com pisos molhados próximos a bebedouros e nos banheiros infantis; Utilize sempre calçados fechados durante o seu expediente de trabalho; Não misture os produtos de limpeza; Não reutilize embalagens dos produtos de limpeza; Não suba em escadas sem ter algum companheiro de trabalho segurando a mesma; Não limpe equipamentos elétricos energizados. Solicite a profissional responsável (eletricista) o desligamento do mesmo; No caso de agressão física por parte de alunos, comunique sua chefia imediatamente e siga os trâmites de Acidente de Trabalho. Dicas de Higiene Vocal para Professores Não fale, na sala de aula, voltada para a lousa. Além de não ser ouvido, estará inalando pó de giz; Ao utilizar o apagador, envolva-o em pano umedecido. Isso fará com que você controle a dispersão de pó que poderia irritar sua garganta; Procure sempre ter um pano úmido para limpar as mãos após utilizar o giz; Sempre leve para a sala de aula uma garrafa com água em temperatura ambiente para beber pequenos goles durante o período de aula; Evite utilizar apenas a sua voz, o giz e a lousa para ministrar suas aulas. Use também cartazes, transparências e filmes. Nunca tente controlar o barulho da sala de aula aumentando o volume de sua voz. Utilize gestos que o aluno possa entender; Nunca force sua voz para falar com os alunos; Esteja sempre atento aos possíveis sintomas negativos da voz (abafamento e falhas) e da laringe (ardência, cansaço, tosse seca, rouquidão). Verificando qualquer desses sintomas, procure um médico com urgência. Normas e Procedimentos Gerais de Segurança no Trabalho para as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Acordo com a NR-32 Observe sempre as regras de higiene pessoal e as regras próprias da profissão; Lave bem as mãos antes e após cada procedimento médico ou de enfermagem;

14 Lave bem as mãos antes da colocação de luvas e após a retirada das mesmas; Se tiver qualquer tipo de ferimento ou lesões nos membros superiores, informe imediatamente à Enfermeira responsável antes de iniciar qualquer tipo de atividade; Verifique se não existe nenhum objeto perfurocortante ou outros materiais e/ou equipamentos pontiagudos presos nas roupas ou papéis lençol antes de colocá-los nos locais determinados; Nunca coloque sua mão dentro da caixa de descarte de material perfurocortante (caixas descartadoras); Mantenha as caixas descartadoras sempre em locais visíveis, secos e de fácil acesso; O servidor deverá informar imediatamente o responsável pela unidade de saúde se sofrer qualquer tipo de acidente, principalmente se envolver agentes biológicos; É aconselhável ao servidor se imunizar contra a Hepatite B, Tétano e Difteria, além de outras recomendações do médico do trabalho; No caso do servidor se recusar a ser vacinado, o mesmo deverá assinar um documento comprobatório de sua recusa; Utilize sempre equipamentos adequados para fazer ventilações em pacientes com parada respiratória; Somente pessoal autorizado poderá operar a autoclave de esterilização; Todo recipiente contendo produto químico ou medicamento manipulado ou fracionado deverá ser identificado de forma legível por etiqueta contendo o nome do produto, composição química, concentração, data do envase, data de validade e nome do responsável pelo fracionamento ou manipulação; Os materiais perfurocortantes deverão ser descartados em caixas coletoras apropriadas imediatamente após o uso, obedecendo as recomendações do fabricante quanto ao volume indicado; Obedecer ao limite máximo de descartes aceito nas caixas descartadoras demarcados com uma linha pontilhada no corpo da mesma; O servidor é o responsável pelo descarte dos materiais perfurocortantes por ele utilizados. É Vetado nas Unidades Básicas de Saúde: Trabalhar com qualquer tipo de adorno (brincos, pulseiras, anéis, correntinhas, etc.); Manusear lentes de contato nos postos de trabalho;

15 Usar calçados abertos durante o expediente (chinelos, sandálias, tamancos, etc.). Deverão ser utilizados calçados fechados que cubram o dorso do pé; Fazer refeições em consultórios, salas de curativos e coletas, recepção, sala de dispensação de medicamentos, etc.; Guardar alimentos em locais não destinados para esse fim; Reencapar agulhas, abocaths, etc.; Reutilizar seringas e embalagens vazias de medicamentos; Jogar roupas, gases, algodão e curativos no chão; Usar as pias para fins diversos ao previsto; Usar avental de trabalho durante as refeições. Cuidados com o lixo infectante gerado na UBS: Acondicionar o lixo infectante em sacos plásticos branco, utilizando apenas 2/3 da capacidade do saco, identificando o mesmo com o símbolo de substância infectante; Dispor o lixo em lixeiras com tampa, tomando o cuidado de não deixar que transborde; Retirar o lixo imediatamente do local de onde foi gerado após o preenchimento e fechamento da embalagem coletora; Tomar cuidado para manter a embalagem integra até a retirada do mesmo pela empresa de coleta especializada; Evitar que o lixo seja retirado no momento de maior fluxo de pessoas na UBS; É proibido arrastar os sacos de lixo infectantes, devendo seu transporte ser feito com a ajuda de carrinhos; Se for transportar os sacos manualmente, deve-se tomar cuidado para não ter contato com outras partes do corpo. Procedimentos a tomar durante a radiologia intra-oral: Mantenha-se afastado do cabeçote e do paciente a uma distância mínima de 2 metros; Não segurar o filme durante a exposição ao raio-x; Se for necessário a presença do servidor para assistir ao paciente, devese fazer o uso de EPI específico para o raio-x. Equipamentos de Proteção Individual para uso nas UBS: Luva impermeável: Deve ser usada para os diversos procedimentos médicos e de enfermagem, inclusive na movimentação de sacos de lixo contaminado;

16 Máscara descartável: Deve ser usada durante os procedimentos com risco de contaminação das mucosas do nariz e boca com sangue e fluídos corporais; Óculos de segurança: Deve ser usado durante os procedimentos com risco de contaminação das mucosas dos olhos com sangue e fluído corporais; Avental impermeável: Deve ser usado durante os procedimentos em que exista a possibilidade de contaminação das roupas do servidor na região do tórax e do abdome por sangue, fluído corporais e produtos químicos. Procedimentos em caso de acidentes com materiais perfurocortantes contaminados: O responsável pela unidade deverá ser imediatamente informado do acidente; O local da lesão deverá ser imediatamente limpo com água e sabão, fazendo a assepsia (desinfecção) a seguir; Deverão ser colhidas duas amostras de sangue do paciente fonte para teste rápido no Hospital de referência (Hospital São Vicente de Paulo); O servidor acidentado deverá se encaminhar para o Hospital de Referência em um prazo de 3 (três) horas para fazer a profilaxia; Após o atendimento do hospital o acidentado deverá comparecer à DEST para abertura da Comunicação Interna de Acidente do Trabalho (CIAT); Será encaminhado à DMT para acompanhamento durante o prazo a ser estipulado pelo Médico do Trabalho. Equipamentos de Proteção Individual (EPI) São todos os dispositivos ou produtos, de uso individual, utilizados pelos servidores destinados à proteção de riscos suscetíveis de ameaçãr a segurança e a saúde no trabalho. Em âmbito federal, os Equipamentos de Proteção Individual (EPI), são regulamentados pela Lei de 22 de dezembro de A Portaria de 8 de junho de 1978, que aprovou a Norma Regulamentadora nº 6, que traz uma série de orientações sobre o uso de EPI, destaca as obrigações dos empregadores e empregados. Na Prefeitura do Município de Jundiaí, conforme o DECRETO N.º de 05 de Setembro de 2001, ficou estabelecido: Ao servidor: É obrigatório o uso do EPI; É responsável pela guarda, limpeza e conservação do EPI que recebeu; O ressarcimento aos cofres públicos pelo uso inadequado, motivado pela negligência do servidor;

17 A punição pela recusa injustificada do uso do EPI; A devolução do EPI por ocasião do desligamento da Prefeitura; O uso de uniformes, quando adotado. À Prefeitura: Fornecer o EPI e uniformes gratuitamente e adequado ao risco ao qual o servidor esta exposto; Orientar quanto à necessidade do uso do EPI; Fiscalizar e cobrar o uso do EPI. Lembretes importantes Todos nós somos responsáveis pela Segurança do Trabalho; Os setores envolvidos com a segurança do trabalho (DEST e DMT) criam procedimentos para um trabalho seguro, mas depende da colaboração de todos para a sua implantação; Para cada serviço a ser executado, existem normas de trabalho específicas a serem seguidas. Procure conhecê-las para trabalhar com segurança; O acidente é um mal social que acarreta em danos financeiros, prejudica a saúde e põe em perigo a vida, colocando o servidor e sua família em dificuldades; Todo ser humano inteligente pratica a Segurança do Trabalho; Aqueles que acreditam na sorte ou no destino e desprezam a segurança, acabam se acidentando; Nas últimas horas de trabalho, quando o cansaço aumenta, constata-se maior número de acidentes. Então, não faça nenhum serviço sem observar os cuidados com a segurança, principalmente nesses horários; Vigilância e atenção constantes são os preços da segurança. Um momento de descuido ou de distração pode acarretar graves conseqüências. Então se previna. A prevenção é a melhor estratégia para evitar acidentes. Sempre preste atenção ao executar suas atividades, por mais acostumado que esteja com elas; A pressão não justifica a execução de trabalhos sem observar as normas de segurança; É importante que todo servidor porte seu crachá de identificação enquanto estiver em serviço. Considerações finais As Normas Gerais de Segurança e Medicina no Trabalho, aqui mencionadas, não representam tudo o que se pode dizer sobre prevenção de acidentes.

18 As diferentes situações, que diariamente se apresenta, podem exigir, muitas vezes, uma solução especial. As medidas preventivas de saúde e segurança do trabalho, os equipamentos de proteção coletiva e individual, as máquinas, as atividades insalubres e/ou perigosas, a prevenção da fadiga, os riscos ambientais e ergonômicos, enfim, as Normas Regulamentadoras, devem constituir-se na preocupação de todos, com seriedade e com o mesmo rigor com que são administrados os aspectos de qualidade e produtividade. Telefones Úteis: Polícia Militar 190 Corpo de Bombeiros 193 SAMU 192 Serviço de Ambulâncias Defesa Civil 199 Guarda Municipal Paço Municipal Departamento de Águas e Esgotos (DAE) Solicitações e Informações 156 CPFL Segurança do Trabalho Medicina do Trabalho Reabilitação Profissional Ouvidoria da Prefeitura de Jundiaí

Proteção e combate a incêndio

Proteção e combate a incêndio Proteção e combate a incêndio Conceito de fogo Fogo é um processo químico de transformação. Podemos também defini-lo como o resultado de uma reação química que desprende luz e calor devido à combustão

Leia mais

PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO

PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO DEFINIÇÃO DO FOGO O FOGO É UMA REAÇÃO QUIMICA QUE LIBERA LUZ E CALOR. PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO 193 QUAL É O NUMERO DO CORPO DE BOMBEIROS?

Leia mais

TREINAMENTO INTEGRAÇÃO MÓDULO 5

TREINAMENTO INTEGRAÇÃO MÓDULO 5 MÓDULO 5 1 PREVENÇÃO A INCÊNDIO 2 QUÍMICA DO FOGO 3 CLASSES DE INCÊNDIO 4 EXTINTORES PORTÁTEIS 5 PLANO DE EMERGÊNCIA PREVENÇÃO A INCÊNDIO Na PETROBRAS DISTRIBUIDORA S.A., só será permitido fumar em locais

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo EXTINTORES Fogo É uma reação química em cadeia que desprende luz e calor devido à combustão de materiais diversos. Elementos que compõe o fogo Calor Combustível Comburente

Leia mais

INTRODUÇÃO TEORIA DO FOGO. Conceito de Fogo. Elementos que compõem o fogo. Combustível. Sólidos

INTRODUÇÃO TEORIA DO FOGO. Conceito de Fogo. Elementos que compõem o fogo. Combustível. Sólidos INTRODUÇÃO A Proteção Contra Incêndio é um assunto um pouco mais complexo do que possa parecer. A primeira vista, imagina-se que ela é composta pelos equipamentos de combate à incêndio fixados nas edificações,

Leia mais

Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor.

Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor. COMBATE A INCÊNDIO 116 1 Combate a incêndio Para aprendermos a combater o fogo, precisamos conhecê-lo muito bem. Fogo - É uma reação em cadeia de três elementos que produz luz e calor. Os três elementos

Leia mais

Prevenção e Combate a Incêndios

Prevenção e Combate a Incêndios Prevenção e Combate a Incêndios Fogo É uma forma de combustão Combustão É uma forma de oxidação Incêndio É um acidente provocado pelo fogo Analogias Geométricas do Fogo Triângulo do Fogo Tetraedro do Fogo

Leia mais

Ingredientes que contribuam para o perigo: Nome químico ou genérico N CAS % Classificação e rotulagem

Ingredientes que contribuam para o perigo: Nome químico ou genérico N CAS % Classificação e rotulagem FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Nome do produto: DENINPLUS 400-N Página 1 de 5 1. Identificação do produto e da empresa Nome do produto: DENINPLUS 400-N Nome da Empresa: INDÚSTRIA

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo ACIDENTES E INCÊNDIOS DOMÉSTICOS ADULTOS Acidentes Os acidentes domésticos são muito comuns. Mesmo com todo o cuidado, há objetos e situações que podem tornar todas as divisões

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR Vidas alheias, riquezas a salvar

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR Vidas alheias, riquezas a salvar CORPO DE BOMBEIROS MILITAR Vidas alheias, riquezas a salvar COMBATE A INCÊNDIOS E EXTINTORES Apresentação: 1º Sgt Evandro de Mello do Amaral FATORES DE ÊXITO NA PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS Estar em dia com

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIÍMICO ( FISPQ )

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUIÍMICO ( FISPQ ) 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Anti Ruído Tradicional Aplicação: Reparação e emborrachamento de veículos. Fornecedor: Nome: Mastiflex Indústria e Comércio Ltda Endereço : Rua

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome Comercial do produto: CJI MASTER HARD SS Nome da empresa: Endereço: Rua Hermínio Poltroniere, 198

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL. Indústria da Panificação

SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL. Indústria da Panificação SEGURANÇA E SAÚDE OCUPACIONAL Indústria da Panificação PROGRAMAÇÃO: Palestra Segurança Geral - SESI - Segurança do Trabalho; - Riscos Ambientais e Acidentes do Trabalho; - PPRA/PCMSO; - Normas regulamentadoras;

Leia mais

Prof.Dr. Wyser José Yamakami

Prof.Dr. Wyser José Yamakami Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho - Campus Ilha Solteira-SP SP Prof.Dr. Wyser José Yamakami Introdução a Engenharia de Segurança: Capítulo 8 Prevenção de Incêndios 8.1 - INTRODUÇÃO

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PARA PRODUTOS QUÍMICOS 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome Comercial do produto: CJI URETANO AR ENDURECEDOR Nome da empresa: Endereço: Rua Hermínio Poltroniere,

Leia mais

Rebrilhar Catalisador Ureia-Formol

Rebrilhar Catalisador Ureia-Formol 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome comercial do Produto: Nome da Empresa: Rebrilhar Resinas e Vernizes Ltda. Endereço: Rua Luiz de Moraes Rego, nº. 505 Jardim do Bosque Leme/SP Telefones: 19-35186900

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico - FISPQ

Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico - FISPQ Produto: Antiderrapante para Correias Página 1 de 5 1 Informação do Produto e da Empresa Nome do Produto: Antiderrapante para Correias Fornecedor Nome: Ultralub Química Ltda. Endereço: Estrada dos Crisântemos,

Leia mais

Princípios de combate ao fogo

Princípios de combate ao fogo Princípios de combate ao fogo Mauricio Vidal de Carvalho Entende-se por fogo o efeito da reação química de um material combustível com desprendimento de luz e calor em forma de chama. Grande parte das

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO. ph (Solução 0,2%) Aproximadamente 2,00. Ponto de Ebulição 110ºC Densidade 1,150 ( 20ºC ) Completamente solúvel em água.

RELATÓRIO TÉCNICO. ph (Solução 0,2%) Aproximadamente 2,00. Ponto de Ebulição 110ºC Densidade 1,150 ( 20ºC ) Completamente solúvel em água. RELATÓRIO TÉCNICO I - DADOS GERAIS: Nome do Produto: ÁCIDO MURIÁTICO Composição: Água e Ácido Clorídrico Estado Físico: Líquido Cuidados para conservação: Conservar o produto na embalagem original. Proteger

Leia mais

NR-23 Proteção Contra Incêndio

NR-23 Proteção Contra Incêndio NR-23 Proteção Contra Incêndio Fatores de Êxito na Prevenção de Incêndio PREPARAO PRÉVIO ESTAR EM DIA COM OS DOCUMENTOS DO BOMBEIRO; MANUTENÇÃO EM DIA; EQUIPAMENTOS ADEQUADOS AO RISCO; SINALIZAÇÃO; FAMILIARIZAÇÃO

Leia mais

Rua Manoel Joaquim Filho, 303, cep.13140-000 Paulínia / SP E-mail: ceva@cevabrasil.com.br

Rua Manoel Joaquim Filho, 303, cep.13140-000 Paulínia / SP E-mail: ceva@cevabrasil.com.br Produto: TILDREN Página 1 de 5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Nome do Fabricante: Nome do Distribuidor: Endereço: TILDREN La Ballastiere BP 126-33501 Libourne. Ceva Saúde Animal

Leia mais

ROBERT BOSCH LIMITADA

ROBERT BOSCH LIMITADA F0LHA...: 1 de 5 1 _ Identificação do Produto e Fabricante Nome do Produto: Acumulador elétrico de energia Nome do Fabricante sob licença da Robert Bosch Ltda.: Enertec do Brasil Ltda. Endereço: Av. Independência,

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO - FISPQ PRODUTO: BATERIA MOURA 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Nome da Empresa: Endereço: Bateria Moura Acumuladores Moura

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PRODUTO QUÍMICO

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PRODUTO QUÍMICO Nome do Produto: Nome da Empresa: SEÇÃO I Identificação do Produto Químico e da Empresa CITIMANTA CITIMAT MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO LTDA. RUA COMENDADOR SOUZA 72/82 AGUA BRANCA SÃO PAULO SP CEP: 05037-090

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FIS 00001 1/6 1) IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Empresa: Endereço: Água sanitária Super Cândida Indústrias Anhembi S/A Matriz: Rua André Rovai, 481 Centro Osasco SP Telefone: Matriz:

Leia mais

Incêndios e Explosões Baseado no original do Instituto Nacional de Seguridad e Higiene en el Trabajo - da Espanha) - www.mtas.

Incêndios e Explosões Baseado no original do Instituto Nacional de Seguridad e Higiene en el Trabajo - da Espanha) - www.mtas. Incêndios e Explosões Baseado no original do Instituto Nacional de Seguridad e Higiene en el Trabajo - da Espanha) - www.mtas.es/insht/ INTRODUÇÃO Os incêndios e explosões, ainda que representem uma porcentagem

Leia mais

Revisão 15 Abril/13 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5

Revisão 15 Abril/13 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5 FISPQ N o 0002-13 Página 1 de 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME COMERCIAL Thinner 2750 NOME DO FABRICANTE ANJO QUIMICA DO BRASIL LTDA Rodovia SC, 447 Km 02 Criciúma Santa Catarina CEP: 88.817-440

Leia mais

SEGURANÇA E PREVENÇÃO CONTRA INCENDIOS

SEGURANÇA E PREVENÇÃO CONTRA INCENDIOS SEGURANÇA E PREVENÇÃO CONTRA INCENDIOS SEGURANÇA DO TRABALHO E BOMBEIROS UNIFESP GUARULHOS 2013/2014 Prezad@s companheiros de atividades, UNIFESP GUARULHOS A notícia que correu o mundo neste inicio de

Leia mais

EXTRUTOP FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

EXTRUTOP FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA FISPQ 017 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Extrutop Código interno: AGM215 e AGM216 Empresa: Indutil Indústria de Tintas Ltda. e-mail: indutil@indutil.com.br

Leia mais

Produto: MAXPREN LAJE PRETO FISPQ n 040 emissão 02/02/09 Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

Produto: MAXPREN LAJE PRETO FISPQ n 040 emissão 02/02/09 Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: MAXPREN LAJE PRETO Código do produto: 16100 Nome da empresa: Maxton Brasil Endereço: Rua Ivo

Leia mais

CAS Nome Químico Concentração (%) Solvente de Petróleo < 50,00 Gás Propelente < 50,00

CAS Nome Químico Concentração (%) Solvente de Petróleo < 50,00 Gás Propelente < 50,00 Nome do Produto: Limpa Contato GT2000 Gold Inflamável 306ml/200g Página 1 de 7 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 1.1 Nome Comercial: Limpa Contato GT2000 Gold Inflamável 306ml / 200g 1.2 Código de

Leia mais

Pode causar irritação na mucosa e dores abdominais. Não são conhecidos casos de irritação nas vias respiratórias.

Pode causar irritação na mucosa e dores abdominais. Não são conhecidos casos de irritação nas vias respiratórias. Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos - FISPQ FISPQ nº 032 Página 1 / 5 Data da última revisão 08/05/2008 1 Identificação do produto e da empresa Nome do produto: Tinta P.V.A.para Artesanato

Leia mais

INDUFIX FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

INDUFIX FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA FISPQ 014 REVISÃO: 30/03/2014 PÁGINA 1/6 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Indufix Código interno: 2000 Empresa: Indutil Indústria de Tintas Ltda. e-mail: indutil@indutil.com.br

Leia mais

Suprimark Brasil Com de tintas e Papeis ltda

Suprimark Brasil Com de tintas e Papeis ltda Produto: Sistema Escrita Prima Amarelo FISPQ: 0005 1 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Sistema Escrita PDVmais Prima amarela Suprimark Brasil de Com. De tintas e Papeis Ltda Rua : Augusto Tolle,

Leia mais

Comércio de Produtos Químicos

Comércio de Produtos Químicos Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos FISPQ 1.) Identificação do Produto Nome do Produto: Pombo Código do Produto: Pr 295307 2.) Composição e Informação sobre os Ingredientes Substância:

Leia mais

NR 23 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS COMBATE AO FOGO CLASSES DE FOGO. SENAI - Carlos Eduardo do Vale Melo NR-23 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO

NR 23 - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS COMBATE AO FOGO CLASSES DE FOGO. SENAI - Carlos Eduardo do Vale Melo NR-23 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO NR- PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIO NR - PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS A proteção contra incêndios é uma das Normas Regulamentadoras que disciplina sobre as regras complementares de segurança e saúde no trabalho

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. Produto CHOICE

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico. Produto CHOICE 1. Identificação do Produto Nome do Produto: CHOICE Código do Produto: - Nome da Empresa: De Sangosse Agroquímica Ltda. Endereço: Rua Raimundo Ramos Ferreira, 136 - CURITIBA/PR CEP: 81.350-040 Telefone

Leia mais

MANUAL DE NORMAS DE SEGURANÇA NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA. Material organizado pelo Prof. Cristiano Alfredo. Rupp.

MANUAL DE NORMAS DE SEGURANÇA NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA. Material organizado pelo Prof. Cristiano Alfredo. Rupp. MANUAL DE NORMAS DE SEGURANÇA NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA Material organizado pelo Prof. Cristiano Alfredo. Rupp. NORMAS DE SEGURANÇA NO LABORATÓRIO DE QUÍMICA Para um trabalho com segurança e com menores

Leia mais

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos. SEÇÃO I - Identificação do Produto Químico e da Empresa

Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos. SEÇÃO I - Identificação do Produto Químico e da Empresa SEÇÃO I - Identificação do Produto Químico e da Empresa Nome do produto: COLA PVA EXTRA FORMICA Nome da empresa: Formiline Indústria de Laminados Ltda. Endereço: Estrada Portão do Honda, 120 Rio Abaixo

Leia mais

2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS IGREDIENTES: CONCENTRAÇÃO %

2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS IGREDIENTES: CONCENTRAÇÃO % 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: CONCRELATÉX Tinta acrílica base d agua. Fornecedor:. Av Eng Juarez de Siqueira Britto Wanderley, 380 Jd Vale do Sol CEP: 12.238-565 São José dos

Leia mais

05 Queimaduras em cozinhas

05 Queimaduras em cozinhas 05 Queimaduras em cozinhas As queimaduras mais comuns são as provocadas por líquidos e a maioria das vítimas são as crianças. O álcool líquido está envolvido em grande parte dos acidentes que provocam

Leia mais

Página 1 de 6 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ

Página 1 de 6 FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS FISPQ Página 1 de 6 1. Identificação do produto e da empresa - Nome do produto: Ortolan Sep 791 - Nome da empresa: MC-Bauchemie Brasil Indústria e Comércio Ltda - Endereço: Rua Henry Martin, 235 Vargem Grande

Leia mais

- NORMA REGULAMENTADORA Nº 23 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS

- NORMA REGULAMENTADORA Nº 23 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS - NORMA REGULAMENTADORA Nº 23 PROTEÇÃO CONTRA INCÊNDIOS Aprovada pela Portaria GM/MTB nº 3.214 - DOU 06/07/1978. 23.1 Todos os empregadores devem adotar medidas de prevenção de incêndios, em conformidade

Leia mais

H A R V A R D U N I V E R S I T Y EH&S Awarenss Training SEGURANÇA ELÉTRICA

H A R V A R D U N I V E R S I T Y EH&S Awarenss Training SEGURANÇA ELÉTRICA EH&S Awarenss Training SEGURANÇA ELÉTRICA As informações de segurança a seguir podem ajudá-lo a evitar perigos e choques elétricos. Mantenha sua área de trabalho limpa e seca. Nunca trabalhe ao redor de

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS Página: 1/10 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome comercial: ITA Anti Espumante. Nome químico do principal componente: Cola Coqueiro Granulada. Código interno de identificação do produto: ITA1228.

Leia mais

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725 1/7 FISPQ NRº. 004 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome da Empresa: Hidroazul Indústria e Comércio Ltda Endereço: Rua João Dias Neto, 18 D Cataguases MG CEP: 36770-902. Telefone da Empresa: (32)

Leia mais

de Segurança de Produtos Químicos

de Segurança de Produtos Químicos 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: Impermeabilizante acrílico a base d água. Fornecedor:. Av Eng Juarez de Siqueira Britto Wanderley, 380 Jd Vale do Sol CEP: 12.238-565 São José

Leia mais

NOME DO PRODUTO: MEGA PODIUM Revisão 01 FISPQ Nº 00030 Página 1de 5

NOME DO PRODUTO: MEGA PODIUM Revisão 01 FISPQ Nº 00030 Página 1de 5 FISPQ Nº 00030 Página 1de 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO: MEGA PODIUM NOME COMERCIAL MEGA PODIUM (COLA UNIVERSAL) NOME DO FABRICANTE JN COM E IND DE PROD QUIMICOS LTDA RUA A

Leia mais

BRIGADA DE INCÊNDIO ORGANIZAÇÃO DA BRIGADA DE INCÊNDIO

BRIGADA DE INCÊNDIO ORGANIZAÇÃO DA BRIGADA DE INCÊNDIO BRIGADA DE INCÊNDIO Brigada de Incêndio: É um grupo organizado de pessoas voluntárias ou não, treinadas e capacitadas para atuarem dentro de uma área previamente estabelecida na prevenção, abandono e combate

Leia mais

3. Identificação dos Perigos Perigos mais importantes : Ação irritante para olhos, pele e sistema respiratório.

3. Identificação dos Perigos Perigos mais importantes : Ação irritante para olhos, pele e sistema respiratório. Tripolifosfato de Sódio Página 1 de 5 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do produto : Tripolifosfato de Sódio Código do produto : 001.019 Empresa Corpo de Bombeiros : 193 Polícia Militar : 190

Leia mais

INFORMATIVO DE PREVENÇÃO DE RISCOS

INFORMATIVO DE PREVENÇÃO DE RISCOS INFORMATIVO DE PREVENÇÃO DE RISCOS LIBERTY RESTAURANTES E BARES ncêndios em bares, restaurantes e cozinhas industriais podem parecer raros, mas acontecem com mais frequência do que se possa imaginar. É

Leia mais

FICHA TÉCNICA DE SEGURANÇA DO PRODUTO QUÍMICO - FISPQ Data da Revisão: 06.03.06

FICHA TÉCNICA DE SEGURANÇA DO PRODUTO QUÍMICO - FISPQ Data da Revisão: 06.03.06 01. Identificação do Produto e da Empresa. Nome do Produto: Rotosafe Bro 700 001 OR 0050 nº Material: 110319 Nome da Empresa: Domingos Araújo Neto Endereço: Av. Francisco Sá, 3405 Monte Castelo Fortaleza

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico

Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico Ficha de Informação de Segurança de Produto Químico Nome do Produto: Reticulina Código: EP-12-20021 RETICULINA Seção 1: Identificação do Produto e da Empresa Erviegas Ltda R. Lacedemônia, 268 - São Paulo

Leia mais

Prevenção Contra Acidentes e Incêndios.

Prevenção Contra Acidentes e Incêndios. Prevenção Contra Acidentes e Incêndios. Numa escala crescente de 1 a 4, que mede o grau de riscos no trabalho, os condomínios enquadram-se no nível 2. Os funcionários de condomínios estão expostos a agentes

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUíMICOS (FISPQ)

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUíMICOS (FISPQ) 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Aplicação: Redutor de ph Empresa: Micheloto Ind. e Com. de Prod. Químicos Ltda EPP Endereço: Est. Vic. Dr. Eduardo Dias de Castro Km 03 B Zona Rural Fernão/SP

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUIMICOS Pagina 1de 5 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO COMERCIAL Adesivo Poliéster Mega Light NOME DO FABRICANTE Automotivos 2001 LTDA Rua Avenida

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica NORMAS GERAIS PARA USO DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CÂMPUS GOVERNADOR

Leia mais

NOME DO PRODUTO: THINNER F-15

NOME DO PRODUTO: THINNER F-15 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA NOME DO PRODUTO: Thinner F-15 NOME COMERCIAL: Thinner F-15 Código Interno: PA.000001 NOME DO FABRICANTE EMPRESA: VELOZ QUÍMICA DERIVADOS DE PETRÓLEO E SOLVENTES

Leia mais

Corpo de Bombeiros. São Paulo

Corpo de Bombeiros. São Paulo Corpo de Bombeiros São Paulo ACIDENTES E INCÊNDIOS DOMÉSTICOS ADULTOS E IDOSOS Acidentes Os acidentes domésticos são muito comuns. Mesmo com todo o cuidado, há objetos e situações que podem tornar todas

Leia mais

Sob condições normais de uso não deve apresentar riscos significativos à saúde. Não se espera nenhum efeito sobre o meio ambiente

Sob condições normais de uso não deve apresentar riscos significativos à saúde. Não se espera nenhum efeito sobre o meio ambiente 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto Lubrificante para corrente Código interno de identificação 00.00.000.000 Nome da empresa Endereço Aeroflex Indústria de Aerosol Ltda. Rod. BR 116

Leia mais

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) LIMPA INOX MALTEX

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) LIMPA INOX MALTEX Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) 01/05 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Limpa inox Maltex. Aplicação: O remove manchas e amarelados de utensílios de

Leia mais

Acido Crômico Anidro FISPQ nº: 0007 Ultima Revisão: 08/11/2014

Acido Crômico Anidro FISPQ nº: 0007 Ultima Revisão: 08/11/2014 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do produto : Código do produto : 0007 Empresa : Jenifer Martins de Souza (MV Química / Lubrificantes Brasil) Rua José Carlos, 44 Jandira - SP Cep: 06608-330

Leia mais

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO FISPQ N 004/2006 Página 1de 6 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Massas Corrida PVA Nome Comercial: Massa Corrida PVA Empresa: Resicolor Tintas e Vernizes Ltda Endereço: Rodovia

Leia mais

Prevenção de Acidentes com GLP.

Prevenção de Acidentes com GLP. Prevenção de Acidentes com GLP. Data de Publicação: 06/03/2008 Convidamos o nosso visitante, a ler e responder as perguntas abaixo. Ao término desta visita temos a certeza que um dia estas informações

Leia mais

Introdução. Esses acidentes são os mais variados possíveis. Ingestão de água sanitária ou outros

Introdução. Esses acidentes são os mais variados possíveis. Ingestão de água sanitária ou outros Introdução Quase todos os dias vemos nos noticiários ou ouvimos dos colegas relatos de acidentes ocorridos em residências, principalmente com crianças. Estatísticas de acidentes indicam que acidentes fatais

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO

FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO Página: 1 de 5 FISPQ Nº: 037 Data da última revisão: 26/10/2010 Nome do Produto: Betugrout 1) IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Betugrout Código do Produto: 026050025. Nome da Empresa:

Leia mais

Transporte do paciente com suspeita de DVE (Doença do Vírus Ebola)

Transporte do paciente com suspeita de DVE (Doença do Vírus Ebola) Transporte do paciente com suspeita de DVE (Doença do Vírus Ebola) Por orientação do Ministério da Saúde o transporte terrestre do paciente com suspeita de DVE (Doença do Vírus Ebola), será realizado pelo

Leia mais

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos (MSDS)

Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos (MSDS) Página: 1/5 1 - Identificação do produto e da empresa - Nome do produto: TEMED (N,N,N,N -Tetramethylenediamine) - Código de identificação do produto: 161-0800N - Nome da Empresa: BioAgency Biotecnologia

Leia mais

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) LIMPA INOX NÁUTICO MALTEX

Ficha de informação de segurança de produto químico (FISPQ) LIMPA INOX NÁUTICO MALTEX 01/05 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DO DISTRIBUIDOR Nome do produto:. Aplicação: indicado para uso em acessórios e peças em aço inoxidável, como amarradores, guardamancebo, escadas e equipamentos de cozinha,

Leia mais

2 IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS 2.1 Principais Riscos: Pode causar irritação à pele, aos olhos e ao trato respiratório.

2 IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS 2.1 Principais Riscos: Pode causar irritação à pele, aos olhos e ao trato respiratório. Nome do Produto: Silicone Pérola 300ml/200g Página 1 de 7 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 1.1 Nome Comercial: Silicone Pérola 300ml/200g 1.2 Código de Venda: 261.0002 1.3 Nome do Fabricante: BASTON

Leia mais

1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2 COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES

1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA 2 COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES NOME DO PRODUTO: BRANCOL 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome da Empresa: Petra Química Matriz: Estrada do Barreiro, 136 Gleba Nova Ukrânia - CEP: 86.800-970 - Apucarana/PR Fone: (43) 4104-0224

Leia mais

FISPQ (FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS.) LIMPA VIDROS MARANSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA:

FISPQ (FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS.) LIMPA VIDROS MARANSO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: 1.1 Nome Comercial: Limpa Vidros Maranso 1.2 Código de Venda: 016 1.3 Nome do Fabricante: QOB MATERIAIS DOMISSANEANTES LTDA EPP Rua Ministro Joaquim Antunes, S/N

Leia mais

usoresponsável dogás energia para crescer Material de apoio

usoresponsável dogás energia para crescer Material de apoio usoresponsável dogás energia para crescer Material de apoio Proteção do meio ambiente O gás é um hidrocarboneto, formado no interior da Terra há milhões de anos. Ele é o produto da decomposição de animais

Leia mais

Classificação e Rotulagem de Perigo dos Ingredientes que Contribuem para o Perigo: N. A

Classificação e Rotulagem de Perigo dos Ingredientes que Contribuem para o Perigo: N. A Nome do Produto: VERCLEAN 900 FISQP N.º: 02 Página: 1/7 Última Revisão: 08/04/13 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do Produto: DETERGENTE VERCLEAN 900 Código Interno de Identificação: 101 Nome

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE FISPQ N PRODUTOS QUÍMICOS - FISPQ CERA LÍQUIDA AUTOMOTIVA

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE FISPQ N PRODUTOS QUÍMICOS - FISPQ CERA LÍQUIDA AUTOMOTIVA GARANTIA DE QUALIDADE Página 1/5 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Sinônimo: Cera líquida Automotiva Nome da empresa: GITANES PRODUTOS AUTOMOTIVOS LTDA Endereço: Rua Dos Diamantes,

Leia mais

FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA SOBRE PRODUTO QUÍMICO. Preparado: Este produto é uma composição de cargas minerais.

FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA SOBRE PRODUTO QUÍMICO. Preparado: Este produto é uma composição de cargas minerais. FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA SOBRE PRODUTO QUÍMICO UT-X FE POWDER CÓDIGO FISPQ-1616 REVISÃO 0 EMISSÃO 14/08/2012 APROVAÇÃO 14/08/2012 Page 1 of 5 1 - IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

Leia mais

Manual de Segurança e Saúde do Trabalho

Manual de Segurança e Saúde do Trabalho Manual de Segurança e Saúde do Trabalho 1 INTRODUÇÃO A política de recursos humanos da Toledo do Brasil abrange as áreas de recrutamento, seleção, treinamento e desenvolvimento de pessoal; administração

Leia mais

de Segurança de Produtos Químicos

de Segurança de Produtos Químicos 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: CONCRECOR CIMENFLEX Fornecedor:. Av Eng Juarez de Siqueira Britto Wanderley, 380 Jd Vale do Sol CEP: 12.238-565 São José dos Campos - SP e-mail:

Leia mais

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725

FISPQ FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725 FISPQ NRº. 005 1/7 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome do Produto: Bicarbonato de Sódio Nome Comercial : Estabilizador de ph Sinônimo: Bicarbonato Ácido de Sódio N CAS: 144-55-8 Nome da Empresa:

Leia mais

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735

Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735 Manual de Instruções FURADEIRA PARAFUSADEIRA ELÉTRICA PE 735 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Uso e cuidados

Leia mais

Produto: Denvercril RA701 Nº FISPQ: 079 Revisão: 00. Denver Indústria e Comércio Ltda. denver.resinas@denverresinas.com.br

Produto: Denvercril RA701 Nº FISPQ: 079 Revisão: 00. Denver Indústria e Comércio Ltda. denver.resinas@denverresinas.com.br 1. Identificação do Produto e da Empresa Nome do Produto: Nome da Empresa: Endereço: Denvercril RA701. Denver Indústria e Comércio Ltda. Rua Geny Gusmão dos Santos, 48 Rio Abaixo Suzano-SP. Telefone da

Leia mais

Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214

Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214 Manual de Instruções RETÍFICA RETA 1/4 AR 1214 ADVERTÊNCIA: Leia atentamente este manual antes de usar o produto. ÍNDICE SEÇÃO PÁGINA Introdução 3 Normas gerais de segurança 3 Normas especificas de segurança

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES Linha de Fornos a gás Modelos: S651/S652/S653/S656/S657/S658/S660/S661/S662/ S665/S666/S667/S670/S671/S672/S675/S676/S677 ATENÇÃO! - Leia e siga rigorosamente as instruções deste manual

Leia mais

HIGIENIZAÇÃO HOSPITALAR 2013

HIGIENIZAÇÃO HOSPITALAR 2013 HIGIENIZAÇÃO HOSPITALAR 2013 O Hospital realiza uma combinação complexa de atividades especializadas, onde o serviço de Higienização e Limpeza ocupam um lugar de grande importância. Ao se entrar em um

Leia mais

FISPQ N 193 N da Revisão 04 FIREGUARD

FISPQ N 193 N da Revisão 04 FIREGUARD Página 1 de 5 1 - Identificação do Produto e da Empresa Nome do produto: Nome da empresa: Anchortec Industrial e Comercial Ltda. Endereço: Rua Tenente Onofre Rodrigues de Aguiar, 800, Mogi das Cruzes -

Leia mais

MULTI USO TRADICIONAL

MULTI USO TRADICIONAL Pag. 1 de 6 SEÇÃO 1.0 INFORMAÇÕES DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome Comercial do Produto : Identificação da Empresa: VALÊNCIA IND. E COMÉRCIO DE MATERIAIS DE LIMPEZA LTDA. ENDEREÇO: Rua Soldado Arlindo Sardanha,11.Parque

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PRODUTO QUIMICO

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA PRODUTO QUIMICO SEÇÃO I Identificação do Produto Químico e da Empresa Nome do Produto: Nome da Empresa: ISOPREN CITIMAT MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO LTDA. RUA COMENDADOR SOUZA 72/82 AGUA BRANCA SÃO PAULO SP CEP: 05037-090

Leia mais

FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico

FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico FISPQ - Ficha de Informações de Segurança de Produto Químico 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Código interno: Empresa: FLEXOTOM INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS QUÍMICOS PARA CONSTRUÇÃO

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS

FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTOS QUÍMICOS 1 IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do produto: Tinta para demarcação Suprivia base d água Código interno: BA5215 e outros Empresa: Suprivias Indústria e Comercio de Materiais para Demarcação

Leia mais

Cozinha Industrial. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho

Cozinha Industrial. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Cozinha Industrial Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Serviços de alimentação Este tipo de trabalho aparenta não ter riscos, mas não é bem assim, veja alguns exemplos: Cortes

Leia mais

FISPQ. FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725 NOME DO PRODUTO: Solução Titulante

FISPQ. FICHA DE INFORMAÇÃO DE SEGURANÇA DE PRODUTO QUÍMICO NBR 14725 NOME DO PRODUTO: Solução Titulante NOME DO PRODUTO: Solução Titulante 1/12 FISPQ NRº. 28 1- IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA: Nome Comercial do Produto: Solução Titulante Nome Químico: Solução Ácida a 0,1 N Nome da Empresa: Hidroazul

Leia mais

2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES

2. COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome: VOTOMASSA CHAPISCO CONCRETO Empresa: VOTORANTIM CIMENTOS LTDA. Endereço: Rodovia PR092, 1303 Cidade: Curitiba Estado: PR Telefone: 0800 701 98 98 Telefone

Leia mais

Sistema de Gestão da Qualidade: NBR ISO 9001 Ficha de Segurança de Produto: LAB TIN 3104

Sistema de Gestão da Qualidade: NBR ISO 9001 Ficha de Segurança de Produto: LAB TIN 3104 Código: FSP-261 Revisão: 1 Página: 1/5 1 Informação do produto e da empresa Nome do produto: LAB TIN 3104 Nome da empresa: Lab Analítica e Ambiental Ltda. Endereço: Rodovia Geraldo Scavone, 2300 Condomínio

Leia mais

LIMPA- PEDRAS. FISPQ-004 Pag. 1 de 6 1. IDENTIFICAÇÃO DOPRODUTO E DA EMPRESA. Nome Comercial do Produto :

LIMPA- PEDRAS. FISPQ-004 Pag. 1 de 6 1. IDENTIFICAÇÃO DOPRODUTO E DA EMPRESA. Nome Comercial do Produto : Pag. 1 de 6 1. IDENTIFICAÇÃO DOPRODUTO E DA EMPRESA Nome Comercial do Produto : LIMPA- PEDRAS Identificação da Empresa: VALÊNCIA IND. E COMÉRCIO DE MATERIAIS DE LIMPEZA LTDA. Telefone FAX: (11) 2632-7070

Leia mais

www.crisagua.ind.br www.youtube.com/crisaguaindustria www.slideshare.net/crisaguaindustria www.flickr.com/crisaguaindustria

www.crisagua.ind.br www.youtube.com/crisaguaindustria www.slideshare.net/crisaguaindustria www.flickr.com/crisaguaindustria 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA Nome do Produto: Cris ph - Aplicação: Nome da Empresa: Endereço: Ajustador de ph Marco Antonio Spaca Piscinas EPP Rua: João Paulino dos Santos, 150 Bairro: Atibaia

Leia mais

Curso de Formação de Bombeiro Profissional Civil

Curso de Formação de Bombeiro Profissional Civil Curso de Formação de Bombeiro Profissional Civil Prevenção e Combate a Incêndio Módulo 1 1. Introdução Para prevenir e combater incêndios de modo eficiente é necessário entender o funcionamento do incêndio.

Leia mais

INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 16 2ª EDIÇÃO

INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 16 2ª EDIÇÃO INSTRUÇÃO TÉCNICA Nº 16 2ª EDIÇÃO SISTEMA DE PROTEÇÃO POR EXTINTORES DE INCÊNDIO SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Aplicação 3 Referências normativas 4 Definições 5 Generalidades 6 Características e critérios para

Leia mais