Revisão de Neuro-anatomo. anatomo- fisiopatologia. Plano de Aula. Francisco de Assis Aquino Gondim 2008

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Revisão de Neuro-anatomo. anatomo- fisiopatologia. Plano de Aula. Francisco de Assis Aquino Gondim 2008"

Transcrição

1 Revisão de Neuro-anatomo anatomo- fisiopatologia Francisco de Assis Aquino Gondim 2008 Plano de Aula Considerações iniciais Princípios da metodologia neurológica Integração Neuro-anatomo anatomo-fisiológica - Telencéfalo & Meninges - Diencéfalo - Compartimento infra-tentorial - Medula espinhal - Raízes e plexos - Nervos periféricos ricos - Junção Neuromuscular - Musculatura esquelética e lisa 1

2 Aspectos filogenéticos da organização do SNC: 5 reinos taxonômicos: apenas Animalia c/ sistema nervoso Aparelho locomotor: integração entre nervos e músculos Complexidade estrutural proporcional ao repertório rio de interações sociais & com o ambiente Anêmonas & água viva: ausência de cérebro e medula espinhal Moluscos & polvos: gânglios (grupamentos de neurônios) Cordados (dotados de notocorda): medula & cérebro Princípio da massa adequada (H.J. Jerison,, 1973) O tamanho do cérebro (telencéfalo) é proporcional `a complexidade do comportamento & função ão. Introdução & Estrutura Macroscópica do Sistema Nervoso 1. Periférico rico (SNP): formado pelas raízes e nervos periféricos ricos (componentes motor, sensitivo e autonômico) e gânglios autonômicos. 2. Central (SNC): formado pelo encéfalo [do grego egképhalos phalos, todo o contéudo intracraniano: cérebro, c diencéfalo (tálamo e hipotálamo), tronco encefálico (mesencéfalo, ponte e bulbo) e cerebelo] e medula espinhal. Coeficiente de encefalização ão : ajuste em relação ao peso corporal Estágios da morfogênese: Citogênese: fertilização, multiplicação e diferenciação celulares, morte celular programada (apoptose) Histogênese: orientação das células entre si & entre os tecidos de suporte, migração e diferenciação parenquimatosa Organogênese: formação de tecidos em órgãos (forma externa & interna), crescimento somático Células formam bolas sólidas ou ocas, maços ou camadas abaixo das superficies, massas ou protusões nodulares, massas tipo bastonetes ou tubos (que sofrem evaginação ou se dobram internamente) Fases: Ovo Mórula Blastocisto Disco Embrionário Gástrula Formação do disco embrionário (citogênese histogênese) Diferenciação em 3 camadas: Ectoderma: se torna epiderme & tubo neural Mesoderma: se torna osso, músculo, tecido conectivo fibroso, tecido cardíaco e trato genitourinário Endoderma: se torna trato gastrintestinal & pulmões 2

3 3

4 4

5 Telencéfalo & Meninges Meninges, Fossas & Compartimentos durais intracranianos: SNC envolto por 3 membranas de tecido conectivo fibroso, chamadas de meninges: dura mater, aracnóide & pia mater Dura mater: membrana mais externa, espessa, envolve a aracnóide ide. Aracnóide ide: membrana intermediária ria, formada por trabéculas culas. Pia mater: mais interna, cobre cada sulco & reenterância do córtex. Pia + aracnóide = leptomeninges (lepto significa fina & delicada) Espaços entre as meninges: - Epidural (acima da dura mater) - Subdural (entre a dura e aracnóide) - Subaracnóide (entre a aracnóide e a pia mater, contém líquor e vasos) 5

6 Base do crânio: 3 fossas: anterior, média & posterior As pregas da dura, chamadas de foice do cérebro & tenda do cerebelo dividem o espaço intracraniano em compartimentos A foice do cérebro divide no plano sagital a cavidade em 2 metades: D & E A tenda do cerebelo se insere entre o cerebelo e a superfície inferiormedial dos lobos temporal & ocipital, dividindo-a em compartimentos infra & supra-tentorial. Doenças das Meninges Paquimeningites: Leptomeningites: Sinais clínicos: rigidez de nuca, sinais de irritação meníngea ngea Métodos de investigação: Neuro-imagem & Estudo do Líquor 6

7 Planos de Visualização do Sistema Nervoso Plano sagital Plano coronal 7

8 Plano axial Córtex cerebral: 2-5 mm de espessura, 100 bilhões de neurônios Neocórtex (90%): 6 camadas Alocórtex (10%): 3 camadas e 2 subtipos: arquicórtex (hopocampo & giro dentato) & paleocórtex (córtex olfatório) Neurônios granulares (estrelados): axônios curtos, interneurônios, associativos Neurônios piramidais & fusiformes: axônios longos Camadas I-III: funções intra-corticais associativas (II e III: conexões horizontais) Camada IV: Terminação dos impulsos sensoriais Camadas V & VI: origem principal das vias descendentes (V: fibras p/ medula e tronco encefálico & VI: fibras para o tálamo) Substância branca & Córtex cerebral: Histologicamente pode ser dividido em 2 camadas: - Substância cinzenta: formada pelos corpos celulares dos neurônios - Substância branca: formada pelos axônios Medula espinhal versus hemisférios cerebrais versus tronco encefálico 8

9 Major sulci of the brain Central sulcus or fissure of Rolando As you open the lateral fissure by moving apart the opercular parts of the frontal, parietal and occipital lobes, you expose the hidden insula (gray matter). Parieto- Sylvian or lateral fissure An arbitrary line may be imagined by extending the parieto-occipital ventrally to the preoccipital notch. Those 3 major sulci will now help us to delimit the 4 major lobes of the brain In the next lab, we will dissect the opercula to fully expose the insula. Now lets get back to the lateral view to identify a few more sulci and gyri. Lobes of the brain The parietal lobe lies between the central sulcus rostrally and an imaginary line extending from the parieto-occipital sulcus caudally. The frontal lobe is defined as the area rostral (in front) of the central sulcus and above the lateral fissure. Pre- and Postcentral Gyri The postcentral gyrus (or somatosensory cortex), delimited posteriorly by the postcentral sulcus and anteriorly by the central sulcus. The occipital lobe is situated caudal to the same imaginary line of the parieto-occipital sulcus. The temporal lobe is located under the lateral fissure and rostral to the imaginary line extending from the parieto-occipital sulcus. The calcarine fissure (on the medial surface) within the occipital lobe, and surrounded by striate (visual) cortex. The precentral gyrus (or motor cortex), delimited anteriorly by the precentral sulcus and posteriorly by the central sulcus. 9

10 Frontal and Temporal Gyri The superior, middle and inferior frontal gyri (from top to bottom), separated by the superior and inferior frontal sulci. Note that the inferior frontal gyrus is further divided into 3 areas (next slide). The inferior temporal gyrus bounded by the inferior temporal sulcus on the lateral surface and the occipito-temporal sulcus on the ventral surface. Collateral and Rhinal Sulci Collateral sulcus The superior temporal gyrus bounded dorsally by the lateral fissure and ventrally by the superior temporal sulcus. Fusiform gyrus The inferior temporal gyrus, better seen from a ventral view (next slide). The middle temporal gyrus bounded ventrally by the inferior temporal sulcus. Parahippocampal gyrus Speech Areas : Wernicke and Broca Uncus At the dorsal end of the lateral fissure is the supramarginal gyrus. Similarly, the cortical area around the end of the superior temporal sulcus is called the angular gyrus. Again we see the collateral sulcus which changes its name rostrally and becomes the rhinal sulcus, which separates the temporal cortex laterally from the parahippocampal gyrus medially. The uncus (hooked-like structure) lies on the medial most part of the parahippocampal gyrus. Temporal lobe cortex Both areas are part of the inferior parietal lobule, functionally known as Wernicke s area, specialized in speech comprehension. Also notice a group of orbitofrontal gyri and sulci on the ventral surface of the frontal lobe. 10

11 Choroid plexus As the window through the lateral ventricle is sufficiently enlarged, you will see the choroid plexus (the major producer of CSF). Temporal lobe We distinguish the corpus callosum and the fornix, attached to the hippocampus (underneath). For orientation purposes, the corpus callosum is shown here. Frontal pole The septum pellucidum is shown here. Rostrally it forms the medial wall of the lateral ventricle. Temporal pole Amygdala, rostral to the hippocampus. Part of the temporal lobe cortex. You should also distinguish the body and head of the caudate nucleus as it bulges into the anterior horn of the ventricle. Recall that the caudate nucleus follows the same curvature of the lateral ventricle. When this part of the temporal choroid plexus is removed, the floor of the lateral ventricle is exposed. This also further reveals the hippocampus. Fornix Note that the later constitute the anterior wall of interventricular foramen of Monro (see ahead). As we removed the choroid plexus, we have revealed the fornix. The fornix forms the medial wall of the lateral ventricle. LOBOS CEREBRAIS Área motora voluntária LOBO FRONTAL: Pensamento, emoções ÁREA DE BROCA Parte motora da fala SULCO CENTRAL Tato e outras áreas sensoriais LOBO PARIETAL Área de interpretação LOBO OCCIPTAL Visão Rostrally, it forms the columns of the fornix. Occipital pole Caudally, it becomes a flattened plate referred to as the crus of the fornix. LOBO TEMPORAL Audição Again, we see the fornix and the corpus callosum. PONTE e BULBO respiração e batimentos cardíacos CEREBELO Equilíbrio 11

12 12

13 13

14 14

15 15

16 Síndromes clínicas Parkinsonismo Coréia Atetose Hemibalismo TOC like Tiques 16

17 Tronco Encefálico 17

18 Organização do Tronco encefálico 1. Base: feixes córtico-espinhais, núcleos ponto- cerebelares 2. Tegmento: núcleos dos pares cranianos, formação reticular & tratos ascendentes e descendentes 3. Teto: colículos culos superior & inferior, vias nociceptivas Visão o anterior (ventral) Mesencéfalo 18

19 Ponte alta: transição ponto-mesencef mesencefálica Bulbo: transição bulbo-espinhal Bulbo: nível das olivas Disposição dos pares cranianos (saídas) 19

20 Núcleos do tegmento 20

21 Spinal Cord Anatomy Ascending and Descending Spinal Tracts 1. Fasciculus gracilis 2. Fasciculus cuneatus 3. Tractus spinocerebellaris dorsalis 4. Tractus corticospinalis lateralis 5. Tractus spinothalamicus lateralis 6. Tractus spinocerebellaris ventralis 7. Tractus rubrospinalis 8. Tractus spinotectalis 9. Tractus corticospinalis anterior 10. Tractus olivospinalis 11. Tractus spinoolivaris 12. Tractus tectospinalis 13. Tractus reticulospinalis 14. Tractus vestibulospinalis 15. Tractus spinothalamicus anterior 21

22 Innervation by Motor Roots C1-2 Neck muscles C3-5 Diaphragm C5-6 Biceps, Brachialis C6 Wrist extensors C7 (6-8) Triceps C8 (7-T1) Finger flexors T1 Finger abductors T2-T12 T12 Intercostals T7-L1 Abdominal Muscles T11-L2 Ejaculation L2 Iliopsoas L3 (2-4) Quadriceps L4 Tibialis Anterior L4-5 Hamstring Muscles L5 Toe Extensors S1 (L5-S2) Gastrocnemius S2 Erection S2-3 Bowel & Bladder Innervation by Sensory Roots C2-3 Posterior head & neck C5 Anterior shoulder C6 Thumb C7 Index and middle fingers C7/8 Ring finger C8 Little finger T1 Inner forearm T2 Upper inner arm T2/3 Axilla C4/T2 Adjacent in upper thorax T4/5 Nipple T10 Umbilicus L1 Anterior upper-inner thigh L2 Anterior upper thigh L3 Knee L4 Medial malleolus L5 Dorsum of foot L5 Toes 1-3 S1 Toes 4,5; lateral malleolus S3/C1 Anus 22

23 Dermato mes Spinal Cord Injury Clinical Features Stiffness, spasms, spasticity, Clonus,, brisk reflexes Tingling, pain, loss of sensation Paresis, paralysis, muscle atrophy Incontinence, small bladder volume Deep Tendon Reflexes Reflex Roots Involved Biceps C5, C6 Brachioradial C6 Triceps C7 Patellar L4 Achilles S1 Total Cord Syndrome Cause Trauma, bleed, bends, abscess, non-organic organic Damage No function in any ascending and descending fibers Signs Loss of all sensory and motor function below level, abnl DTRs 23

24 Brown-Séquard (Lateral Cord) Syndrome Causes MS, trauma, tumor or infarct Injury to right or left hemicord Damage Pyramidal, spinothalamic tracts and dorsal columns Injured side Impaired vibration + position sense weakness, hyperreflexia below level Intact side Impaired pain + temperature sense 2-3 levels below lesion Anterior/Ventral Cord Syndrome Causes Acute Chronic Damage Signs Abnl Normal Occlusion of anterior spinal artery Disk herniation, trauma or radiation Pyramidal, autonomic, spinothalamic tracts Pain+temp, sphincter, balance, DTR, strength Touch, vibration and position sense Central Cord Syndrome Cause Usually trauma, e.g. hyperextension of spondylotic neck, syringomyelia,, hemorrhage, tumors Damage Injury to nerve cells & crossing fibers in central cord. Ascending and descending fibers intact Signs Weakness and DTRs impaired more in arms than legs Pain sense nl above/below lesion, abnl at level of lesion. Light touch normal. Variable sphincter dysfunction Posterior/Dorsal Cord Syndrome Causes Acute MS, trauma (fall on chin) Chronic HIV, B12 deficiency, MS, AVM, tumor, spondylosis Damage Dorsal columns, autonomic, pyramidal tracts Signs Abnl Vibration+position sense, balance, reflexes, power 24

25 Conus Medullaris Syndrome Cause Trauma at L1 with damage to the end of the cord Signs Incontinence from paralysis of external anal sphincter erectile dysfunction, perianal anesthesia, bladder distention, incontinence Cauda Equina Syndrome Cause Herniation, spondylosis,, tumor, trauma, inflammation below L1 vertebra Damage Loss of function of lumbosacral roots = polyradiculopathy Signs back/leg pain, impaired sensation/strength, sphincter dysfunction, loss of reflexes 25

26 26

27 27

28 Queixas sugestivas de neuropatia periférica rica: Motoras: quedas, pé caído do, perda da destreza (abotoar a camisa, abrir a maçaneta aneta), tremor, queda de objetos das mãos, dormência, dificuldade de se pentear & se levantar da cadeira (fraqueza proximal) Sensitivas: dormência, formigamento, choques, dor com distribuição distal Autonômicas micas: impotência ncia, pele seca, boca seca, retenção ou incontinência urinárias rias, visão borrada, diarréia ia, constipação Estrutura do Complexo distrofina & Proteínas associadas ao sarcolema & complexos intracelulares relacionados a distrofia muscular. Neuromuscular Disorders of Infancy, Childhood, and Adolescence: A Clinician's Approach,

29 29

30 Queixas sugestivas de d. da junção neuromuscular: Miopatias: Fraqueza que oscila com a atividade física Outras queixas: disfagia Autonômicas micas: boca seca Queixas sugestivas de miopatia: Motoras: fraqueza proximal: dificuldade de se pentear & se levantar da cadeira (fraqueza proximal) Fraqueza distal: dificuldade de abotoar camisas Outras queixas: disfagia,, rash cutâneo neo, cefaléia (d. do DNA mitocondrial), dificuldade de relaxamento muscular, exaustão pós atividade física (incluindo alteração da cor da urina), hipertermia após uso de halotano 30

31 31

32 Causas de fraqueza proximal (por( envolvimento do SNP): Miopatias: maior parte das distrofias musculares, miopatia proximal miotônica nica, polimiosite, dermatomiosite, miosite por corpos de inclusão*, miopatias metabólicas licas, endócrinas & tóxicas, miopatias congênitas Forma de champagne invertida Atrofia distal Polineuropatias periféricas ricas: p. desmielinizantes adquiridas, amiotrofia diabética tica, esclerose lateral amiotrófica (raramente) Junção neuromuscular: miastenia gravis, s. de Lambert- Eaton, botulismo Causas de fraqueza distal (por( envolvimento do SNP): Miopatias: distrofias musculares do tipo fascio-escapulo escapulo- humeral, distrofias miotônicas nicas, miopatias distais, miosite por corpos de inclusão* Junção neuromuscular: Ø Polineuropatias periféricas ricas: polineuropatias axonais (maior parte dos tipos), neuropatias hereditárias rias desmielinizantes, esclerose lateral amiotrófica 32

33 33

SISTEMA NERVOSO 2014

SISTEMA NERVOSO 2014 SISTEMA NERVOSO 2014 SISTEMA NERVOSO OBJETIVOS Conhecer a organização do Sistema Nervoso. Descrever a constituição do Tecido Nervoso. Denominar as partes do Sistema Nervoso Central (SNC) e do Sistema Nervoso

Leia mais

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto

ANATOMIA HUMANA. Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto ANATOMIA HUMANA Faculdade Anísio Teixeira Curso de Férias Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto Tecido Nervoso Compreende basicamente dois tipos celulares Neurônios unidade estrutural e funcional

Leia mais

Sistema nervoso I- Introdução à Neuroanatomia

Sistema nervoso I- Introdução à Neuroanatomia ANATOMIA 2012.1 Sistema nervoso I- Introdução à Neuroanatomia Prof. Musse Jereissati, M.D. Aviso: O material disponível no site NÃO substitui o livro e o Atlas. Recomendamos a leitura da bibliografia indicada!

Leia mais

Sistema Nervoso Organização Geral

Sistema Nervoso Organização Geral Sistema Nervoso Organização Geral O encéfalo é o centro da razão e da inteligência: cognição, percepção, atenção, memória e emoção, Também é responsável pelo controle da postura e movimentos, Permite o

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Professora: Daniela Carrogi Vianna

SISTEMA NERVOSO. Professora: Daniela Carrogi Vianna SISTEMA NERVOSO Professora: Daniela Carrogi Vianna SISTEMA NERVOSO O sistema Nervoso é um todo. Sua divisão em partes tem um significado exclusivamente didático, pois as várias partes estão intimamente

Leia mais

Introdução ao Sistema Nervoso - O Encéfalo

Introdução ao Sistema Nervoso - O Encéfalo Introdução ao Sistema Nervoso - O Encéfalo Profa Juliana Normando Pinheiro Morfofuncional V juliana.pinheiro@kroton.com.br O sistema nervoso é um sistema complexo de comunicação e controle no corpo animal.

Leia mais

SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais)

SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO. DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) Anatomia e Fisiologia Humana SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO DEMONSTRAÇÃO (páginas iniciais) 1ª edição novembro/2006-1 - SISTEMA NERVOSO CENTRAL E SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO SUMÁRIO

Leia mais

ANATOMIA HUMANA II. Roteiro SISTEMA NERVOSO. Enfermagem. Sistema Nervoso. Prof. Me. Fabio Milioni 17/09/2015

ANATOMIA HUMANA II. Roteiro SISTEMA NERVOSO. Enfermagem. Sistema Nervoso. Prof. Me. Fabio Milioni 17/09/2015 ANATOMIA HUMANA II Enfermagem Sistema Nervoso Prof. Me. Fabio Milioni Roteiro SISTEMA NERVOSO Conceito Função Divisão Sistema Nervoso Central Tecido Nervoso Cerebelo Diencéfalo Telencéfalo Meninges Líquor

Leia mais

NOÇÕES DE NEUROANATOMIA

NOÇÕES DE NEUROANATOMIA Divisões do Sistema Nervoso Sistema Nervoso Sistema Nervoso Central Encéfalo Medula Espinhal Sistema Nervoso Periférico Nervos Espinhais Nervos Cranianos Gânglios Periféricos 1 Os órgãos do SNC são protegidos

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a:

SISTEMA NERVOSO. Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a: SISTEMA NERVOSO Juntamente com o sistema endócrino, capacitam o organismo a: perceber as variações do meio (interno e externo), a difundir as modificações que essas variações produzem executar as respostas

Leia mais

SISTEMA NERVOSO 2 Profº Moisés Araújo

SISTEMA NERVOSO 2 Profº Moisés Araújo SISTEMA NERVOSO 2 Profº Moisés Araújo www.bioloja.com EMBRIOGÊNESE DO SN DIVISÃO DO SN O SISTEMA NERVOSO O SNC recebe, analisa e integra informações. É o local onde ocorre a tomada de decisões e o envio

Leia mais

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi Fisiologia Animal Sistema Nervoso Sistema Nervoso Exclusivo dos animais, vale-se de mensagens elétricas que caminham pelos nervos mais rapidamente que os hormônios pelo sangue. Mantido vivo pela eletricidade,

Leia mais

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi

Sistema Nervoso Professor: Fernando Stuchi Fisiologia Animal Sistema Nervoso Sistema Nervoso Exclusivo dos animais, vale-se de mensagens elétricas que caminham pelos nervos mais rapidamente que os hormônios pelo sangue. Mantido vivo pela eletricidade,

Leia mais

Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro. Cerebelo. Encéfalo. Mesencéfalo Ponte Bulbo Medula

Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico (SNP) Cérebro. Cerebelo. Encéfalo. Mesencéfalo Ponte Bulbo Medula Introdução O corpo humano é coordenado por dois sistemas: o nervoso e o endócrino. O sistema nervoso é o que coordena, por meio da ação dos neurônios, as respostas fisiológicas, como a ação dos músculos

Leia mais

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso

Sistema Nervoso. Aula Programada Biologia. Tema: Sistema Nervoso Aula Programada Biologia Tema: Sistema Nervoso 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas,

Leia mais

Disciplina Corpo Humano e Saúde: Uma Visão Integrada - Módulo 1

Disciplina Corpo Humano e Saúde: Uma Visão Integrada - Módulo 1 5. O sistema nervoso Introdução O SN é dividido estruturalmente em componentes periféricos e centrais, denominados, respectivamente, Sistema Nervoso Periférico (SNP) e Sistema Nervoso Central (SNC). O

Leia mais

Desenvolvimento do SISTEMA NERVOSO

Desenvolvimento do SISTEMA NERVOSO Desenvolvimento do SISTEMA NERVOSO INTRODUÇÃO divisões do sistema nervoso DIVISÕES DO SISTEMA NEVOSO Sistema Nervoso Central (SNC): DERIVADO DO TUBO NEURAL consiste em encéfalo e medula espinhal Sistema

Leia mais

Centro Estadual de Educação Profissional Dr. Brasílio Machado. Sistema Nervoso

Centro Estadual de Educação Profissional Dr. Brasílio Machado. Sistema Nervoso Curso: carolinanico@hotmail.com Centro Estadual de Educação Profissional Dr. Brasílio Machado X Função: Sistema Nervoso Coordenar e integrar as diversas funções do organismo, contribuindo para seu equilíbrio

Leia mais

Sistema Nervoso. Função: ajustar o organismo animal ao ambiente.

Sistema Nervoso. Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e identificar as condições ambientais externas e as condições internas do organismo 1 LOCALIZAÇÃO: SISTEMA NERVOSO - CORPOS CELULARES:

Leia mais

01/03/2013. O Homúnculo de Penfield. Sistema Nervoso. Desenvolvimento embriológico do SN. Neurulação (início da 4ª semana) = formação do tubo neural

01/03/2013. O Homúnculo de Penfield. Sistema Nervoso. Desenvolvimento embriológico do SN. Neurulação (início da 4ª semana) = formação do tubo neural O Homúnculo de Penfield Sistema Nervoso Desenvolvimento embriológico do SN Neurulação (início da 4ª semana) = formação do tubo neural 1 Fechamento dos neuróporos 2 Importância do fechamento do tubo neural

Leia mais

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO Controle do funcionamento do ser humano através de impulsos elétricos Prof. César Lima 1 Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e

Leia mais

Sistema Nervoso. Funções. - Controla as funções orgânicas do organismo - Integração com o meio ambiente NEURÔNIOS. Estímulo do meio ambiente

Sistema Nervoso. Funções. - Controla as funções orgânicas do organismo - Integração com o meio ambiente NEURÔNIOS. Estímulo do meio ambiente Sistema Nervoso Funções - Controla as funções orgânicas do organismo - Integração com o meio ambiente Estímulo do meio ambiente Interpretação Desencadeamento de resposta adequada NEURÔNIOS Divisão Anatômica

Leia mais

Organização do sistema nervoso

Organização do sistema nervoso Sistema nervoso Organização do sistema nervoso Sistema Nervoso Central (SNC) O encéfalo: O encéfalo dos mamíferos é dividido em: telencéfalo (cérebro), diencéfalo (tálamo, epitálamo e hipotálamo), mesencéfalo

Leia mais

Divisão anatômica 15/09/2014. Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Função. Sistema Nervoso Estrutura. Cérebro Cerebelo Tronco encefálico ENCÉFALO

Divisão anatômica 15/09/2014. Sistema Nervoso. Sistema Nervoso Função. Sistema Nervoso Estrutura. Cérebro Cerebelo Tronco encefálico ENCÉFALO Função o sistema nervoso é responsável pelo controle do ambiente interno e seu relacionamento com o ambiente externo (função sensorial), pela programação dos reflexos na medula espinhal, pela assimilação

Leia mais

Sistema Nervoso. Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular.

Sistema Nervoso. Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular. Neurônio Sistema Nervoso Corpo celular constituída pela membrana, organelas e núcleo celular. Dendritos prolongamentos ramificados que captam os estímulos nervosos. Axônio prolongamento único e responsável

Leia mais

Estrutura e Função da Medula Espinhal

Estrutura e Função da Medula Espinhal FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Estrutura e Função da Medula Espinhal Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Objetivos de

Leia mais

O sistema nervoso esta dividido em duas partes:

O sistema nervoso esta dividido em duas partes: 1 FISIOLOGIA HUMANA I Neuromuscular Prof. MsC. Fernando Policarpo 2 Conteúdo: Estrutura do Sistema Nervoso Central (SNC) e Periférico (SNP). Elementos do Tecido Nervoso. Mecanismos de Controle Muscular.

Leia mais

Resumo de fisiologia. Sistema Nervoso. Nome: Curso: Data: / /

Resumo de fisiologia. Sistema Nervoso. Nome: Curso: Data: / / Resumo de fisiologia Sistema Nervoso Nome: Curso: Data: / / 1 - Organização dos tecidos biológicos CÉLULA TECIDO ORGÃO SISTEMA - SER 2 - Estrutura Do Sistema Nervoso Características a. Apresenta-se com

Leia mais

12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO NEUROLOGISTA

12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO NEUROLOGISTA 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO NEUROLOGISTA QUESTÃO 21 Crises convulsivas, hemiplegias, afasia e hemianopsias como sinais isolados ou em associação, sugerem patologia neurológica de topografia:

Leia mais

Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM

Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM Sistema Nervoso Central (Cerebelo e Núcleos da Base) Prof. Wagner de Fátima Pereira Departamento de Ciências Básicas Faculdade de Ciências

Leia mais

SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES

SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES Deteta informação sensorial Processa e responde à informação sensorial (integração) Mantém a homeostasia Centro das atividades mentais Controla os movimentos do corpo através dos

Leia mais

VIAS EFERENTES (DESCENDENTES)

VIAS EFERENTES (DESCENDENTES) VIAS EFERENTES (DESCENDENTES) Colocam em comunicação os centros supra-segmentares com os órgãos efetuadores: 1- Vias eferentes viscerais (vida vegetativa) : Alvos = vísceras e vasos > função dos órgãos

Leia mais

Matéria: biologia Assunto: fisiologia humana Sistema NERVOSO Prof. Enrico blota

Matéria: biologia Assunto: fisiologia humana Sistema NERVOSO Prof. Enrico blota Matéria: biologia Assunto: fisiologia humana Sistema NERVOSO Prof. Enrico blota Biologia FISIOLOGIA HUMANA SISTEMA NERVOSO Tem por função receber, associar, armazenar ou emitir informações garantindo assim

Leia mais

Diencéfalo. Prof. Gerardo Cristino. Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br

Diencéfalo. Prof. Gerardo Cristino. Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Diencéfalo Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Sistema Nervoso Telencéfalo Diencéfalo Cérebro

Leia mais

Sistema neuro-hormonal

Sistema neuro-hormonal Unidade 4 Sistema neuro-hormonal O que é o sistema neuro-hormonal? + Sistema nervoso Sistema hormonal O que é o sistema neuro-hormonal? Qualquer alteração no exterior ou no interior do corpo! corresponde

Leia mais

Projeto Medicina. Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC

Projeto Medicina. Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC Projeto Medicina Dr. Onésimo Duarte Ribeiro Júnior Professor Assistente da Disciplina de Anestesiologia da Faculdade de Medicina do ABC Neurociência DIVISÃO DO SISTEMA NERVOSO Sistema Nervoso Central Sistema

Leia mais

NEURORRADIOLOGIA CONCEITOS BÁSICOS

NEURORRADIOLOGIA CONCEITOS BÁSICOS NEURORRADIOLOGIA CONCEITOS BÁSICOS Arnolfo de Carvalho Neto (arnolfo@ufpr.br) É importante lembrar que os métodos de imagem estudam a anatomia e, por isto, são melhores para investigar as doenças que alteram

Leia mais

Envoltórios do SNC e Circulação Liquórica

Envoltórios do SNC e Circulação Liquórica FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Envoltórios do SNC e Circulação Liquórica Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Objetivos

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. FACULDADE de MOTRICIDADE HUMANA ANATOMOFISIOLOGIA 2008-2009. Prof. Raul Oliveira SISTEMA NERVOSO. Aulas ENCÉFALO.

SISTEMA NERVOSO. FACULDADE de MOTRICIDADE HUMANA ANATOMOFISIOLOGIA 2008-2009. Prof. Raul Oliveira SISTEMA NERVOSO. Aulas ENCÉFALO. FACULDADE de MOTRICIDADE HUMANA ANATOMOFISIOLOGIA 2008-2009 Prof. SISTEMA NERVOSO Aulas ENCÉFALO SISTEMA NERVOSO SN CENTRAL SN PERIFÉRICO Andar superior Córtex cerebral Andar médio Tronco cerebral Cerebelo

Leia mais

As direções no SN são normalmente descritas em relação ao neuroeixo;

As direções no SN são normalmente descritas em relação ao neuroeixo; Curso - Psicologia Disciplina: Bases Biológicas do Comportamento Resumo Aula 2- Estrutura e Função do Sistema Nervoso Características Básicas do SN Estrutura complexa como o cérebro, é necessário usar

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Condução do impulso nervoso 11/06/2012. Tipos celulares:

SISTEMA NERVOSO. Condução do impulso nervoso 11/06/2012. Tipos celulares: SISTEMA NERVOSO Percepção e interpretação de estímulos internos e externos; Tipos celulares: - Neurônios condução de impulsos nervosos - Células da Glia manutenção dos neurônios Elaboração de respostas

Leia mais

Sistema Límbico. Prof. Gerardo Cristino. Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br

Sistema Límbico. Prof. Gerardo Cristino. Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Sistema Límbico Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Sistema Nervoso Central Áreas da emoção

Leia mais

Tecido Nervoso. 1) Introdução

Tecido Nervoso. 1) Introdução 1) Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como as condições reinantes dentro do

Leia mais

NEUROLOGIA. Profa Vanessa C Costa da Silva

NEUROLOGIA. Profa Vanessa C Costa da Silva NEUROLOGIA Profa Vanessa C Costa da Silva CONTEÚDO: SNC Sistema piramidal Sistema extrapiramidal SNP Paralisia facial Esclerose lateral amiotrófica Distrofia muscular Síndrome de Brown-Sequard Lesão medular

Leia mais

O CÓRTEX MOTOR CÓRTEX MOTOR PRIMÁRIO

O CÓRTEX MOTOR CÓRTEX MOTOR PRIMÁRIO O CÓRTEX MOTOR - Movimentos VOLUNTÁRIOS executados pela ativação cortical de padrões de função armazenados em áreas medulares e encefálicas inferiores na MEDULA ESPINHAL, TRONCO CEREBRAL, GÂNGLIOS DA BASE

Leia mais

Fisiologia do Sistema Nervoso. 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4.

Fisiologia do Sistema Nervoso. 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4. Fisiologia do Sistema Nervoso 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4. Ritmos Biológicos Sistema Nervoso Motor a) Organização Hierárquica do Movimento Movimentos

Leia mais

Mapeamento do córtex motor

Mapeamento do córtex motor Motricidade Mapeamento do córtex motor 1. Principal região controladora para início dos movimentos voluntários: Área motora primária- Giro pré-central 2.Área somatossensorial primária (giro pós central)

Leia mais

Coordenação do Organismo

Coordenação do Organismo Sistema Nervoso Coordenação do Organismo Sistema Nervoso Sistema responsável pela transmissão de estímulos de uma zona do corpo para outra. Sistema Hormonal Sistema responsável pela síntese de substâncias

Leia mais

Prof. Laila Bekai 7ª série - Ciências

Prof. Laila Bekai 7ª série - Ciências Prof. Laila Bekai 7ª série - Ciências SISTEMA NERVOSO Sistema nervoso central (SNC) Sistema nervoso periférico (SNP) Encéfalo Medula espinhal SNP autônomo SNP somático Parassimpático Simpático Nervos motores

Leia mais

Anatomofisiologia do Sistema Nervoso Central e Autonômico

Anatomofisiologia do Sistema Nervoso Central e Autonômico Beneficência Portuguesa de São Paulo Serviços Médicos São Paulo Anatomofisiologia do Sistema Nervoso Central e Autonômico David Ferez david.ferez@uol.com.br Disciplina de Anestesiologia, Dor e Terapia

Leia mais

Doença do Neurônio Motor

Doença do Neurônio Motor FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Doença do Neurônio Motor Acd. Mauro Rios w w w. s c n s. c o m. b r Relato de Caso Paciente M.V., sexo masculino, 62 anos,

Leia mais

Estrutura e Função dos Nervos Periféricos

Estrutura e Função dos Nervos Periféricos FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Estrutura e Função dos Nervos Periféricos Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Objetivos

Leia mais

Sistema Nervoso Aula I. Helena de A Gouveia Ferreira Departamento de Anatomia,, ICB, USP

Sistema Nervoso Aula I. Helena de A Gouveia Ferreira Departamento de Anatomia,, ICB, USP Sistema Nervoso Aula I Profa.. Dra. Cecília Helena de A Gouveia Ferreira Departamento de Anatomia,, ICB, USP Sistema Nervoso Conceito É o sistema que controla e coordena as funções de todos os sistemas

Leia mais

Sistema nervoso Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico

Sistema nervoso Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Periférico SISTEMA NERVOSO Sistema nervoso Funções: Coordena o funcionamento dos outros sistemas. Controla os movimentos (voluntários e involuntários). É responsável pela recepção de estímulos externos e pela resposta

Leia mais

29/03/2012. Sistema Nervoso

29/03/2012. Sistema Nervoso Tema: Sistema Nervoso Marcos Vinícius 1)Introdução O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como

Leia mais

SISTEMA NERVOSO MOTOR

SISTEMA NERVOSO MOTOR SISTEMA NERVOSO MOTOR CÓRTEX MOTOR O cérebro é o órgão que move os músculos. sculos. Neil R. Carlson 1 CÓRTEX MOTOR ORGANIZAÇÃO DO CÓRTEX MOTOR Córtex motor primário: principal região controladora para

Leia mais

Estrutura Funcional do Sistema Nervoso. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

Estrutura Funcional do Sistema Nervoso. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Estrutura Funcional do Sistema Nervoso Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Estágios inicias da formação do SN O sistema nervoso humano começa a ser formado logo após a fecundação. À medida que se desenvolve

Leia mais

Sistema nervoso Maria Luisa da Silva. Malu mluisa@ufpa.br

Sistema nervoso Maria Luisa da Silva. Malu mluisa@ufpa.br Sistema nervoso Maria Luisa da Silva Malu mluisa@ufpa.br Sistema nervoso Informação correta sobre o ambiente é crucial para um animal ter um ótimo sucesso, realizando decisões sobre alimento, percebendo

Leia mais

Biologia PLANO DE AULA SISTEMA NERVOSO. Anatomia e Fisiologia Humana

Biologia PLANO DE AULA SISTEMA NERVOSO. Anatomia e Fisiologia Humana PLANO DE AULA Biologia SISTEMA NERVOSO Anatomia e Fisiologia Humana Esta obra está sob a licença Creative Commons Atribuição 2.5 (CC-BY). Mais detalhes em http://creativecommon.org/licenses/by/2.5/br.

Leia mais

Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Nervoso e Cardiorrespiratório UNIDADE 1

Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Nervoso e Cardiorrespiratório UNIDADE 1 Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Nervoso e Cardiorrespiratório UNIDADE 1 Sistema nervoso central e as suas relações Paulo Heraldo Costa do Valle 2015 por Editora e Distribuidora Educacional S.A Todos

Leia mais

SISTEMA NERVOSO. Disciplina: Biologia Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Sistema Nervoso

SISTEMA NERVOSO. Disciplina: Biologia Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Sistema Nervoso Disciplina: Biologia Série: 2ª série EM - 1º TRIM Professora: Ivone Azevedo da Fonseca Assunto: Sistema Nervoso SISTEMA NERVOSO Nos organismos menos complexos as funções de comunicação entre as várias

Leia mais

Plano de Aula CIÊNCIAS. Sistema nervoso

Plano de Aula CIÊNCIAS. Sistema nervoso Plano de Aula CIÊNCIAS Sistema nervoso Sistema nervoso. 09 p.; il. (Série Plano de Aula; Ciências) ISBN: 1. Ensino Fundamental Ciências 2. Ser humano e saúde 3. Educação Presencial I. Título II. Série

Leia mais

Sistema neuro-hormonal. EPL Hélder Giroto Paiva

Sistema neuro-hormonal. EPL Hélder Giroto Paiva Sistema neuro-hormonal EPL Hélder Giroto Paiva O que é o sistema neuro-hormonal? + Sistema nervoso Sistema hormonal O que é o sistema neuro-hormonal? Qualquer alteração no exterior ou no interior do corpo

Leia mais

Sistema Nervoso Autônomo

Sistema Nervoso Autônomo FACULDADE DE MEDICINA/UFC-SOBRAL MÓDULO SISTEMA NERVOSO NEUROANATOMIA FUNCIONAL Sistema Nervoso Autônomo Prof. Gerardo Cristino Aula disponível em: www.gerardocristino.com.br Objetivos de Aprendizagem

Leia mais

Qual é a função do Sistema Nervoso Central?

Qual é a função do Sistema Nervoso Central? Câncer de SNC Qual é a função do Sistema Nervoso Central? O Sistema Nervoso Central (SNC) é constituído pelo cérebro, cerebelo e tronco cerebral. O cérebro é dividido em quatro lobos que controlam funções

Leia mais

Universidade Católica de Pernambuco Centro de Ciências Biológicas e Saúde Curso de Fisioterapia Disciplina de Fisioterapia Aplicada à Neurologia

Universidade Católica de Pernambuco Centro de Ciências Biológicas e Saúde Curso de Fisioterapia Disciplina de Fisioterapia Aplicada à Neurologia Universidade Católica de Pernambuco Centro de Ciências Biológicas e Saúde Curso de Fisioterapia Disciplina de Fisioterapia Aplicada à Neurologia Distúrbios do tônus Prof a. Ana Karolina Pontes de Lima

Leia mais

Telencéfalo e Núcleos da Base Funções corticais superiores

Telencéfalo e Núcleos da Base Funções corticais superiores Telencéfalo e Núcleos da Base Funções corticais superiores Funções básicas que sustentam a vida são mediadas pela medula, tronco encefálico e diencéfalo No TELENCÉFALO ocorrem os processos psicológicos

Leia mais

PLANO DE CURSO 2 PERÍODO ANO: 2013.2

PLANO DE CURSO 2 PERÍODO ANO: 2013.2 PLANO DE CURSO 2 PERÍODO ANO: 2013.2 CURSO: MEDICINA DISCIPLINA: Anatomia II CARGA HORÁRIA: 108 horas PROFESSOR TITULAR: Jair Araujo Junior PROFESSORES: Luís Fernando M. A. Moreira, Leonardo Santos Monteiro,

Leia mais

1- médicos especialistas em neurologia, fisiatria, fisioterapia, geriatria, fonoaudiologia, pneumologia, ortopedia e cardiologia;

1- médicos especialistas em neurologia, fisiatria, fisioterapia, geriatria, fonoaudiologia, pneumologia, ortopedia e cardiologia; PROJETO DE LEI Nº 660, DE 2014. Autoriza o Poder Executivo a criar o Centro de Referência de Diagnóstico e Tratamento de Pessoas com Síndrome Pós-Pólio e Doenças Neuromusculares, e dá providências correlatas.

Leia mais

Sistema Nervoso. Divisão Anatômica e Funcional 10/08/2010. Sistema Nervoso. Divisão. Funções gerais. Sistema nervoso central (SNC)

Sistema Nervoso. Divisão Anatômica e Funcional 10/08/2010. Sistema Nervoso. Divisão. Funções gerais. Sistema nervoso central (SNC) Sistema Nervoso Divisão Anatômica e Funcional Sistema Nervoso Divisão Sistema nervoso central (SNC) Sistema nervoso periférico (SNP) Partes Encéfalo Medula espinhal Nervos Gânglios Funções gerais Processamento

Leia mais

Medula Espinhal e Nervos

Medula Espinhal e Nervos Medula Espinhal e Nervos Profa Juliana Normando Pinheiro Morfofuncional V juliana.pinheiro@kroton.com.br MEDULA ESPINHAL É uma estrutura alongada, mais ou menos cilíndrica, com achatamentos dorso ventral

Leia mais

Células do Sistema Nervoso, Fibras, Nervos, Terminações e Dermátomos

Células do Sistema Nervoso, Fibras, Nervos, Terminações e Dermátomos Curso de Pós-graduação - IPUB Neurociências Aplicadas Ciclo Básico Núcleo Comum Disciplina de Neuroanatomia Prof: Alfred Sholl Células do Sistema Nervoso, Fibras, Nervos, Terminações e Dermátomos 20/04/2010

Leia mais

BIO E EXTENSIVO AULA 30

BIO E EXTENSIVO AULA 30 BIO E EXTENSIVO AULA 30 30.01 - Uma célula nervosa (neurônio) é constituída basicamente por: corpo celular, onde se encontram as organelas e o núcleo; dendritos, que são ramificações que recebem o estímulo

Leia mais

Professora: Patrícia Ceolin

Professora: Patrícia Ceolin Professora: Patrícia Ceolin DIVISÃO FUNCIONAL DO SN: Sistema nervoso visceral: PORQUE AS INERVAÇÕES DAS ESTRUTURAS VISCERAIS É IMPORTANTE??? Para que aconteça uma integração da atividade das vísceras na

Leia mais

Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia de reserva nutritiva chamada vitelo, de acordo com a quantidade e a distribuição do vitelo, os

Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia de reserva nutritiva chamada vitelo, de acordo com a quantidade e a distribuição do vitelo, os Embriologia Embriologia é a parte da Biologia que estuda as transformações que se processa no embrião, desde a formação da célula-ovo até o nascimento. Tipos de óvulos: os óvulos possuem uma substancia

Leia mais

Fisiologia do Sistema Nervoso

Fisiologia do Sistema Nervoso Fisiologia do Sistema Nervoso 1. Sistema Nervoso Sensorial 2. Sistema Nervoso Motor 3. Sistema Nervoso Autônomo 4. Ritmos Biológicos Visão Geral do Sistema Nervoso Central O Sistema Nervoso Central - SNC

Leia mais

DOENÇAS NEUROMUSCULARES

DOENÇAS NEUROMUSCULARES DOENÇAS NEUROMUSCULARES Profa Dra Cláudia Ferreira da Rosa Sobreira Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo NEURÔNIO

Leia mais

31/08/2012. Sistema Nervoso. Células da Glia (neuroglia) Função. Tecidos Nervosos. Tipos Celulares. Células da Glia (neuroglia)

31/08/2012. Sistema Nervoso. Células da Glia (neuroglia) Função. Tecidos Nervosos. Tipos Celulares. Células da Glia (neuroglia) Função Sistema Nervoso Regular o funcionamento dos diferentes órgãos entre si Estabelecer relação entre o ser e o meio ambiente Tecidos Nervosos Células da glia (neuróglia) Células da Glia (neuroglia)

Leia mais

OS GÂNGLIOS DA BASE FUNÇÕES DOS GÂNGLIOS DA BASE

OS GÂNGLIOS DA BASE FUNÇÕES DOS GÂNGLIOS DA BASE OS GÂNGLIOS DA BASE Neurofisiologia Prof. Hélder Mauad FUNÇÕES DOS GÂNGLIOS DA BASE Ajudam a planejar e a controlar padrões complexos do movimento muscular, controlando a intensidade relativa dos movimentos

Leia mais

Síndromes Neurológicos

Síndromes Neurológicos Síndromes Neurológicos Neurologia - FEPAR Neurofepar Dr. Roberto Caron O Monstro Neurológico... Os 4 Passos do Diagnós?co Neurológico Elicitação dos fatos clínicos Anamnese Exame Clínico Diagnóstico Síndrômico

Leia mais

SISTEMA NERVOSO A FUNÇÃO GERAL

SISTEMA NERVOSO A FUNÇÃO GERAL SISTEMA NERVOSO O Sistema Nervoso se divide em a) Sistema Nervoso Central e b) Sistema Nervoso Periférico. No sistema nervoso central existem dois tipos de células: a) os neurônios e b) as células da glia

Leia mais

Aparelho de Inervação: Sistema Nervoso Central

Aparelho de Inervação: Sistema Nervoso Central Dura-máter Aracnóideia Pia-máter Meninges Meninges Veias diplóicas Artérias intracraneanas Dura-máter removida Falx cerebri Seios venosos Tentorium cerebelli Seios venosos Corte para-frontal Cérebro Lobos

Leia mais

CONDUÇÃO da INFORMAÇÃO na MEDULA

CONDUÇÃO da INFORMAÇÃO na MEDULA FACULDADE de MOTRICIDADE HUMANA ANATOMOFISIOLOGIA 2008 2002/2003-2009 Prof. Prof. SISTEMA NERVOSO SISTEMA NERVOSO Receptores RECEPTORES E VIAS DA Vias SENSIBILIDADE da Sensibilidade Vias da Motricidade

Leia mais

ABORDAGEM E DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE PROBLEMAS NA COLUNA VERTEBRAL E MEDULA ESPINHAL

ABORDAGEM E DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE PROBLEMAS NA COLUNA VERTEBRAL E MEDULA ESPINHAL ABORDAGEM E DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE PROBLEMAS NA COLUNA VERTEBRAL E MEDULA ESPINHAL Ronaldo Casimiro da Costa, MV, MSc, PhD Diplomado ACVIM Neurologia College of Veterinary Medicine The Ohio State University,

Leia mais

Aula III Classificação do Sistema Nervoso segundo Critérios Funcionais. (Transcrição da aula vídeo)

Aula III Classificação do Sistema Nervoso segundo Critérios Funcionais. (Transcrição da aula vídeo) Aula III Classificação do Sistema Nervoso segundo Critérios Funcionais (Transcrição da aula vídeo) Hoje vamos estudar uma nova forma de classificação do Sistema Nervoso. Seguiremos os princípios que nortearam

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO DAS LÂMINAS SOBRE O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA NERVOSO

ROTEIRO DE ESTUDO DAS LÂMINAS SOBRE O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA NERVOSO ROTEIRO DE ESTUDO DAS LÂMINAS SOBRE O DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA NERVOSO Responsável: Profa. Dra. Maria Angélica Spadella Embriologia Humana 1) Acesse o site Developmental Biology On line pelo endereço:

Leia mais

SENSAÇÕES SOMÁTICAS II: DOR

SENSAÇÕES SOMÁTICAS II: DOR SENSAÇÕES SOMÁTICAS II: DOR NEUROFISIOLOGIA Prof. Hélder Mauad DOR - Mecanismo de proteção do organismo Ocorre quando um tecido está sendo lesado Faz com que o indivíduo reaja para remover o estímulo lesivo

Leia mais

ANATOMIA I Profª Ingrid Frederico Barreto ICA 1 ESTUDO DIRIGIDO: OSSOS. Objetivo: Ajudar o estudante a rever os conteúdos de forma aplicada.

ANATOMIA I Profª Ingrid Frederico Barreto ICA 1 ESTUDO DIRIGIDO: OSSOS. Objetivo: Ajudar o estudante a rever os conteúdos de forma aplicada. ANATOMIA I Profª Ingrid Frederico Barreto ICA 1 ESTUDO DIRIGIDO: OSSOS Objetivo: Ajudar o estudante a rever os conteúdos de forma aplicada. 1. Liste todos os ossos do esqueleto axial. 2. Liste todos os

Leia mais

Trauma do Sistema Nervoso Central

Trauma do Sistema Nervoso Central Trauma do Sistema Nervoso Central Técnica WWW.FISIOKINESITERAPIA.BIZ Fraturas A demonstração de uma fratura em imagens do crânio indica que foi aplicada uma força significativa à abóboda boda óssea. Entretanto,

Leia mais

Sistema Nervoso Central (SNC)

Sistema Nervoso Central (SNC) Sistema Nervoso Central Sistema Nervoso Periférico Sistema Endócrino O Sistema Nervoso é composto por: Sistema Nervoso Central (SNC) CENTROS NERVOSOS Sistema Nervoso Periférico (SNP) Nervos cranianos Constituição

Leia mais

Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças

Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças Funcionamento e coordenação nervosa Regulação nervosa e hormonal Sistema nervoso Sistema hormonal Natureza das mensagens nervosas e hormonais Desequilíbrios e doenças No Sistema Nervoso as mensagens são

Leia mais

Características Gerais dos Animais

Características Gerais dos Animais Características Gerais dos Animais 0 Reino Animalia ou Metazoa é formado por organismos pluricelulares; heterótrofos e eucariontes. No entanto, entre eles alguns não formam órgãos e portanto não apresentam

Leia mais

- As Alterações dos Desvios do Eixo da Coluna Vertebral (ADEC);

- As Alterações dos Desvios do Eixo da Coluna Vertebral (ADEC); PROGRAMA DO CURSO * ESPONDILOTERAPIA Trata-se de um protocolo para avaliação, interpretação e orientação aplicado a coluna vertebral e/ou seus comprometimentos, desenvolvida e registrada pela ESCOLA SOS

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS DOENÇAS NEUROMUSCULARES

CLASSIFICAÇÃO DAS DOENÇAS NEUROMUSCULARES Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira CLASSIFICAÇÃO DAS DOENÇAS NEUROMUSCULARES A classificação das doenças neuromusculares compreende várias

Leia mais

19/10/2010. Breve revisão anatômica. Síndromes medulares. Breve revisão anatômica. Breve revisão anatômica. Profa. Patrícia da Silva Sousa Carvalho

19/10/2010. Breve revisão anatômica. Síndromes medulares. Breve revisão anatômica. Breve revisão anatômica. Profa. Patrícia da Silva Sousa Carvalho Síndromes medulares Profa. Patrícia da Silva Sousa Carvalho UFMA 4º período Medula espinhal cervical Medula espinhal torácica Medula espinhal lombar 1 Substância cinzenta anteriores posteriores parte intermedia

Leia mais

Classes de Dor DOR. Estímulos Algogênicas

Classes de Dor DOR. Estímulos Algogênicas Classes de Dor DOR Experiência sensitiva e emocional desagradável associada ou relacionada a lesão real ou potencial dos tecidos. Cada indivíduo aprende a utilizar esse termo através das suas experiências

Leia mais

O Monstro Neurológico... Síndromes Neurológicos. Afasias. Afasias. Afasias 17/08/15. Neurologia - FEPAR. Os 4 Passos do Diagnóstico Neurológico

O Monstro Neurológico... Síndromes Neurológicos. Afasias. Afasias. Afasias 17/08/15. Neurologia - FEPAR. Os 4 Passos do Diagnóstico Neurológico O Monstro Neurológico... Síndromes Neurológicos Neurologia - FEPAR Neurofepar Dr. Roberto Caron Os 4 Passos do Diagnóstico Neurológico Elicitação dos fatos clínicos Anamnese Exame Clínico Diagnóstico Síndrômico

Leia mais

www.saudedireta.com.br

www.saudedireta.com.br G00-G99 CAPÍTULO VI : Doenças do sistema nervoso G00.0 Meningite por Haemophilus G00.1 Meningite pneumocócica G00.2 Meningite estreptocócica G00.3 Meningite estafilocócica G00.8 Outras meningites bacterianas

Leia mais

INTRODUÇÃO AO SISTEMA NERVOSO DOS ANIMAIS. Prof. Ismar Araújo de Moraes Departamento de Fisiologia e Farmacologia

INTRODUÇÃO AO SISTEMA NERVOSO DOS ANIMAIS. Prof. Ismar Araújo de Moraes Departamento de Fisiologia e Farmacologia INTRODUÇÃO AO SISTEMA NERVOSO DOS ANIMAIS Prof. Ismar Araújo de Moraes Departamento de Fisiologia e Farmacologia 1 O sistema nervoso é o mais complexo e diferenciado do organismo, sendo o primeiro a se

Leia mais