PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR. Edital nº 025/2012 ANEXOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR. Edital nº 025/2012 ANEXOS"

Transcrição

1 PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR Edital nº 025/2012 ANEXOS

2 ANEXO 1 Campus Campos do Jordão Tecnologia em Gastronomia Confeitaria CH (SEMANAL): 4 PERÍODO DO 3º HORÁRIO DIAS DA SEMANA 13:30 às 17:55 3ª a 6ª Se necessário ocorrerão aulas na segunda e sábado Conceitua e contextualiza produções clássicas da confeitaria internacional e brasileira, com técnicas específicas para a elaboração com requinte das diversas produções. Reconhecer e utilizar os diversos produtos e ingredientes de confeitaria. Desenvolve e executa um cardápio de sobremesas, considerando o uso racional e consciente dos recursos naturais. DUCHENE, Laurent; Jones, Bridget. Le Cordon Bleu: sobremesas e suas técnicas. São Paulo: Marco Zero, EURODELICES. Doçaria: a mesa com os Chefs europeus. Colônia: Könemann, MCFADDEN, Christine; FRANCE, Christine. A maior enciclopédia do chocolate: com mais de 200 receitas. Brasil: Edelbra, Preferencialmente graduado em gastronomia, hotelaria ou área afim com especialização. Desejável experiência na docência e de mercado na área de confeitaria avançada. Tema: Técnicas avançadas em confeitaria Duração:30 min Recursos necessários: Data-show Edital nº 025/2012 2

3 ANEXO 2 Campus Campos do Jordão Tecnologia em Gastronomia Panificação CH (SEMANAL): 2 PERÍODO DO 4º HORÁRIO DIAS DA SEMANA 8:00 às 12:25 3ª a 6ª Se necessário ocorrerão aulas na segunda e sábado Pesquisa, analisa, desenvolve e executa técnicas de panificação. Identifica os ingredientes básicos e sua correta utilização para produções em panificação. Estuda a terminologia e os aspectos históricos da panificação. Elabora produções de panificação brasileira e internacional, considerando o uso racional e consciente dos recursos ambientais. CANELLA-RAWLS, Sandra. Pão: arte e ciência. São Paulo: SENAC, SEBESS, Paulo. Técnicas de padaria profissional. Rio de Janeiro: Senac Nacional, JACOB, Eduard Heinrich. Seis mil anos de pão: a civilização humana através de seu principal alimento. São Paulo: Nova Alexandria, Preferencialmente graduado em gastronomia, hotelaria ou área afim com especialização. Desejável experiência na docência e de mercado na área de panificação avançada. Tema: Técnicas avançadas em panificação e utilização de levain. Duração:30 min Recursos necessários: Data-show Edital nº 025/2012 3

4 ANEXO 3 Campus Águas de São Pedro Tecnologia em Gastronomia Controles Operacionais em Serviços de Alimentação CH (SEMANAL): 2 PERÍODO DO 2º HORÁRIO DIAS DA SEMANA 9:00 às 11:00 4ª Proporciona aprendizado dos elementos essenciais para os controles operacionais em serviços de alimentação, tais como, ficha técnica compras, estocagem, produção e venda. Apresenta ferramentas tecnológicas adequadas para o controle operacional em serviços de alimentação FONSECA, Marcelo Traldi. Tecnologias gerenciais de restaurantes. 4 ed. São Paulo: Editora Senac, MAGNÉE, Henri. Administração simplificada para pequenos e médios restaurantes. São Paulo: Livraria Varela, 2005 ZANELLA, Luiz C.; CÂNDIDO, Índio Restaurante: técnicas e processos de administração e operação. Caxias do Sul: EDUCS, Preferencialmente ter atuado na área acadêmica para o ensino superiror. em Hotelaria, Gastronomia, Nutrição ou Turismo e Pós (lato ou stricto sensu) completa em qualquer área. Tema: Elaboração de Ficha Técnica Duração: 20 minutos Recursos necessários: data-show Edital nº 025/2012 4

5 ANEXO 4 Campus Águas de São Pedro Tecnologia em Gastronomia Panificação e Cozinha das Américas CH (DISCIPLINA): 72 PERÍODO DO 4º HORÁRIO DE AULA DIAS DA SEMANA CH SEMANAL (CONTRATO) 4 Pesquisa, analisa, desenvolve e executa técnicas de panificação. Identifica os ingredientes básicos e sua correta utilização para produções em panificação. Estuda a terminologia e os aspectos históricos da panificação. Elabora produções de panificação brasileira e internacional, considerando o uso racional e consciente dos recursos ambientais. Pesquisa, analisa, desenvolve e executa técnicas e preparações culinárias das Américas considerando aspectos étnicos, históricos e culturais bem como o uso de ingredientes típicos, enfatizando o uso racional e consciente dos recursos naturais. CANELLA-RAWLS, Sandra. Pão: arte e ciência. 3 ed. São Paulo: Senac, SEBESS, Paulo. Técnicas da padaria profissional. Tradução: Renato Freire. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2010 BARHAM, P. A ciência da culinária. São Paulo: Roca, THE CULINARY INSTITUTE OF AMÉRICA. Baking & Pastry. 2ª ed. New Jersey:Wiley,2009 Formação em Ensino Superior em Gastronomia, Nutrição, Ciências dos alimentos, Ciências Químicas, Comunicação Social, Engenharia dos alimentos, Ciências Biológicas e Pedagogia. Pós (lato ou stricto sensu) completa em qualquer área. Experiência Acadêmica: Desejável experiência em docência no ensino superior em cursos de Gastronomia. Experiência Profissional: desejável experiência em docência em cursos de Ensino Superior e/ou no mercado. Métodos de mistura, massas básicas, utilização e temperatura de estufa e fornos. Tempo: 20 min. Edital nº 025/2012 5

6 ANEXO 5 Campus Águas de São Pedro Tecnologia em Gastronomia Serviço de Vinhos CH (DISCIPLINA): 18 PERÍODO DO 3º HORÁRIO DE AULA DIAS DA SEMANA CH SEMANAL (CONTRATO) 2 Apresentação da importância dos serviços de vinhos em empreendimentos gastronômicos. Identificação das diversidades dos vinhos, bem como técnicas de venda e abordagem ao cliente. GALVÃO, Saul. A Cozinha e seus Vinhos. Receitas clássicas com muita classe. 3 ed. São Paulo: Senac, JOHNSON, Hugh. A história do vinho. São Paulo: Cia das Letras, SANTOS, Sérgio de Paula. Vinhos, a mesa e o copo. Porto Alegre: LPM, PACHECO, Aristides de Oliveira, SILVA, Helena. Vinhos e Uvas: guia internacional com mais de 2000 citações. São Paulo: Senac, PACHECO, Aristides de Oliveira. Manual de Serviço do Garçom. 6 ed. São Paulo: Senac, Formação em Ensino Superior em Gastronomia, Nutrição, Ciências dos alimentos, Engenharia dos alimentos, Ciências Biológicas e Odontologia. Pós lato ou stricto sensu completa em qualquer área. Experiência Acadêmica: Desejável experiência em docência no ensino superior em cursos de Gastronomia. Experiência Profissional: desejável experiência em docência em cursos de Ensino Superior e/ou no mercado. VINHO: DEFINIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Definição da bebida; Modos de elaboração. Tempo: 20 min. Edital nº 025/2012 6

7 ANEXO 6 Campus Águas de São Pedro Tecnologia em Hotelaria Libras CH (SEMANAL): 2 PERÍODO DO 1º HORÁRIO DIAS DA SEMANA Conforme cronograma a ser estipulado pela coordenação Conhecer o universo visual do surdo, bem como aspectos peculiares de sua cultura e identidade. Identificar os termos básicos do vocabulário da Libras, para aplicação na comunicação com surdos; Comunicar e interagir profissional e socialmente com surdos, de forma natural (fluida), utilizando a Língua brasileira de Sinais (Libras). Comunicar-se em língua de sinais, fazendo inferências e dialogando com pessoas surdas no ambiente de trabalho e/ou em situações cotidianas. Comunicar-se com maior fluência e desenvoltura sobre diversos assuntos de forma contextualizada, utilizando elementos intrínsecos da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e diferenciando-a da Língua Portuguesa. BRITO, L.F (1995). Por uma Gramática de Língua de Sinais. Rio de Janeiro:Tempo Brasileiro. CAPOVILLA, F.C. et alii.(1997). A Língia Brasileira de Sinais e sua iconicidade:análises experimentais computadorizadas de caso único.ciência Cognitiva, 1(2): (1998).Manual ilustradode Sinais e Sistema de Comunicação em Rede para Surdos.São Paulo: Ed. Instituto de Psicologia,USP. (2000). Dicionário Trilíngue. Língua de Sinais Brasileira, Português e Inglês. São Paulo, Edusp. KARNOPP, L.B. (1997). Aquisição nas línguas de sinais. Letras de hoje, 32(4): Preferencialmente ter atuado na área acadêmica para ao ensino superior, conhecimento em Língua Brasileira de Sinais (Libras), em comunicação, Letras, Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Pedagógica, Psicologia, Hotelaria, Fonoaudiologia ou Ciências Sociais e Pós- (Lato ou Stricto Sensu)completa em qualquer área. Tema: aula introdutória sobre a linguagem de sinais Duração: 20 minutos Recursos necessários: data-show Edital nº 025/2012 7

8 ANEXO 7 Campus Águas de São Pedro Tecnologia em Hotelaria Operação e Serviços de Lazer CH (SEMANAL): 2 PERÍODO DO 2º HORÁRIO DIAS DA SEMANA 8:00 às 10:00 2ª Apresenta a importância do lazer na sociedade contemporânea e articula os conceitos de lazer, recreação e entretenimento com a hospitalidade. Aborda a prática de lazer dirigido, gestão de equipes de lazer e recreação, espaços e práticas de lazer em meios de hospedagem, proporcionando o conhecimento da atuação do profissional de lazer em meios de hospedagem CAMARGO, L. O. L. O que é lazer. 3 ed. São Paulo: Brasiliense, DUMAZEDIER, Jofre. Lazer e cultura popular. 3 ed. São Paulo: Perspectiva, RIBEIRO, O. C. F.; PINA, L. W.. Lazer e recreação na hotelaria. SENAC: São Paulo, Preferencialmente ter atuado na área acadêmica para o ensino superiror. em Hotelaria, Turismo, Educação Física, Pedagogia ou Lazer e Pós-(lato ou Stricto Sensu) completa. Tema: Significado dos jogos, brincadeiras e brinquedos Duração: 20 minutos Recursos necessários: data-show Edital nº 025/2012 8

9 ANEXO 8 Campus Águas de São Pedro Tecnologia em Hotelaria Sistemas de Informação. CH (DISCIPLINA): 36 PERÍODO DO 3º HORÁRIO DE AULA DIAS DA SEMANA CH SEMANAL (CONTRATO) 2 Apresenta os elementos fundamentais da informação, sua gestão, e de sua importância no mundo contemporâneo como fator de competitividade. Aborda as necessidades do alinhamento estratégico da empresa com os recursos tecnológicos disponíveis para o gerenciamento de empreendimentos hoteleiros. LACERDA Paulo, Front Page 2000: Rio de Janeiro, Axcel books,1999 O CONNOR, Peter. Distribuição da Informação Eletrônica em Turismo e Hotelaria. Porto Alegre: Bookman, 2001 LAUDON, Jane Price; LAUDON, Kenneth C. Sistemas de informação gerenciais.7ª ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007 Formação Superior em Informática, Ciência da Computação, Tecnoligia de Informação ou Sistemas de Informação. Pós- (lato ou stricto sensu) completa em qualquer área. Experiência Acadêmica: Desejável experiência em docência no ensino superior em cursos de Hotelaria. Experiência Profissional: Desejável experiência em docência em cursos de Ensino Superior e/ou no mercado. Sistemas de suporte gerencial (ERP, CRM, Comércio Eletrônico, BI, etc.) Tempo: 20 min. Edital nº 025/2012 9

10 ANEXO 9 Bacharelado em Administração, linha de formação específica em Administração de Empresas Custos e Orçamento Empresarial CH (SEMANAL): 4 PERÍODO DO 6º HORÁRIO DIAS DA SEMANA Apresenta os principais aspectos relacionados ao planejamento, implementação e avaliação de sistemas de apropriação de custos e precificação, integrado com os principais sistemas administrativos que suportam a dinâmica organizacional. BEULKE, Ronaldo. Gestão de Custos. São Paulo. Saraiva, DUTRA, R.G.. Custos: uma abordagem prática. São Paulo. Atlas, LEONE, G.S.G.. Curso de Contabilidade de Custos. São Paulo. Atlas, Bacharelado em Administração, ou Contabilidade, com especialização em Gestão de Negócios, Finanças, Controladoria, ou áreas afins. Preferencialmente com Mestrado em áreas afins. Experiência profissional na área de Econômico-financeira. Desejável experiência como docente no ensino superior. Indicadores-chave de Desempenho Empresarial Edital nº 025/

11 ANEXO 10 Bacharelado em Administração, linha de formação específica em Administração de Empresas Direito Comercial CH (SEMANAL): 2 PERÍODO DO 5º HORÁRIO DIAS DA SEMANA Discute os conceitos fundamentais do regime jurídico comercial, da atividade empresarial e suas principais características. Apresenta o conceito de empresa, distinguindo entre sociedade, empresa e estabelecimento. Aborda a constituição das sociedades contratuais, conferindo destaque para a sociedade limitada e a sociedade anônima, além de analisar e contextualizar a Lei de Falências e o processo falimentar. Apresenta o Código de Defesa do Consumidor sob o enfoque do empresário e os direitos do consumidor, visando com isso fornecer a base para a compreensão dos aspectos legais, econômicos e sociais que regem as organizações e a sociedade. REQUIÃO, Rubens Edmundo. Curso de Direito Comercial. 25. ed. São Paulo: Saraiva, SHARP JR., RONALD. Aulas de Direito Comercial e de Empresa - fundamentos e questões oficiais anotadas. São Paulo: Campus, SERRANO, PABLO JIMENEZ. Introdução ao Direito do Consumidor. Barueri: Manole, Bacharelado em Direito, com especialização em Direito, ou Gestão de Negócios. Preferencialmente com Mestrado em Direito ou áreas afins. Experiência profissional na área jurídica. Desejável experiência como docente no ensino superior. Falência e Concordata: implicações jurídicas Edital nº 025/

12 ANEXO 11 Bacharelado em Administração, linha de formação específica em Administração de Empresas Direito do Trabalho CH (SEMANAL): 4 PERÍODO DO 4º HORÁRIO DIAS DA SEMANA Apresenta os princípios e conceitos do Direito do Trabalho e a competência da Justiça do Trabalho após a Emenda Constitucional 45/2004. Expõe os conceitos e diferenças entre relação de trabalho e relação de emprego. Apresenta as diversas formas justrabalhistas de contratação de pessoas e os direitos inerentes. Discute os Contratos por prazo determinado e indeterminado; o processo do trabalho; a audiência trabalhista; o papel do preposto; a organização da Justiça do Trabalho. Bibliografia Básica. NASCIMENTO, Amauri Mascaro. Iniciação ao Direito do Trabalho. São Paulo: LTR, OLIVEIRA, Aristeu de. Manual da Prática Trabalhista. 39. ed. São Paulo: Atlas, PONTELO, Juliana; CRUZ, Lucineide. Gestão de pessoas: manual de rotinas trabalhistas. Brasília - DF: Senac, Bacharelado em Direito, com especialização em Direito, ou Gestão de Negócios. Preferencialmente com Mestrado em Direito ou áreas afins. Experiência profissional na área jurídica. Desejável experiência como docente no ensino superior. Acordos coletivos e suas implicações nas relações empresa-funcionário. Edital nº 025/

13 ANEXO 12 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Administração de TI CH (SEMANAL): 4 PERÍODO DO 4º HORÁRIO DIAS DA SEMANA Horário a definir. Aborda a administração, na perspectiva do gerenciamento, de ambientes de TI. Aborda o ciclo de vida do gerenciamento e a Gestão de TI, bem como os modelos de governança de TI. Proporciona uma visão sistêmica a respeito da administração de sistemas de TI em toda sua abrangência. Vários autores. Fundamentos de Gerenciamento de Serviços de TI. São Paulo: Van Haren Publishing, ISBN: PINHEIRO, W. B., MAGALHÃES, I. L. Gerenciamento de Serviços de TI na Prática. São Paulo: Editora Novatec, ISBN: MALONE, T., MENKEN, I., BLOKDIJK, G. ITIL v3 foundation complete certification kit 2009 edition: Study Guide Book and Online Course. EUA: Emereo Pty Ltd., ISBN: Formação na área de Tecnologia da Informação, computação ou área correlata, preferencialmente com Mestrado em áreas afins. Desejável experiência em docência no ensino superior em cursos da área da Tecnologia da Informação. Experiência Profissional com atuação na área de Tecnologia da Informação seja como Desenvolvedor de Sistemas, Suporte Técnico, Gerência, Processos ou Infraestrutura. Descreva como o modelo ITIL agrega na gestão de TI O curso superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas possui aulas noturnas de 2ªs às 6ªs-feiras e aulas aos sábados pela manhã. Edital nº 025/

14 ANEXO 13 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Arquitetura de soluções WEB e Mobile CH (SEMANAL): 4 PERÍODO DO 4º HORÁRIO DIAS DA SEMANA Horário a definir. Apresenta os aspectos fundamentais da Internet: arquitetura e serviços. Discute a arquitetura e padrões WEB. Introduz a sistemas móveis e os fundamentos de projeto em sistemas móveis, aplicações de sistemas distribuídos móveis, estudando fatores relacionados ao projeto de hardware e software para computação WEB e móvel. GONÇALVES, E. Desenvolvendo Aplicações Web com JSP, Servlets, Java Server Faces, Hibernate, EJB 3 Persistence e Ajax. 1a edição. São Paulo: Editora Ciência Moderna, LEE, V. SCHNEIDER, H. e SCHELL R. Aplicações Móveis Arquitetura, Projeto e Desenvolvimento. São Paulo: Editora Pearson, BERNAL, P. S. M. Comunicações Móveis Tecnologias e Aplicações. São Paulo: Editora Érica, Formação na área de Tecnologia da Informação, computação ou área correlata, preferencialmente Mestrado em áreas afins. Desejável experiência em docência no ensino superior em cursos da área da Tecnologia da Informação. Experiência Profissional com atuação na área de Tecnologia da Informação seja como Desenvolvedor de Sistemas, Suporte Técnico, Gerência, Processos ou Infraestrutura. Descreva a arquitetura para um sistema WEB + Mobile, focando na topologia física e lógica. O curso superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas possui aulas noturnas de 2ªs às 6ªs-feiras e aulas aos sábados pela manhã. Edital nº 025/

15 ANEXO 14 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Projeto Integrador: desenvolvimento de sistemas orientado à WEB e Mobile computing CH (SEMANAL): 4 PERÍODO DO 4º HORÁRIO DIAS DA SEMANA Horário a definir. Destaca a interconexão entre os diversos tópicos estudados ao longo do 4º período do curso a partir do desenvolvimento de um projeto interdisciplinar de análise e desenvolvimento corporativo de uma arquitetura e sistema orientado à WEB e Móbile computing. Incentiva o aluno a trabalhar em equipe, reconhecer as interconexões existentes entre os componentes curriculares, através da análise e desenvolvimento baseados no princípio de qualidade de software, levando em consideração todos os componentes e serviços necessários para a disponibilização do produto final. LEE, V. SCHNEIDER, H. e SCHELL R. Aplicações Móveis Arquitetura, Projeto e Desenvolvimento, Editora Pearson, SOARES, M. dos S., KOSCIANSKI, A. Qualidade de Software: aprenda as metodologias e técnicas mais avançadas para o desenvolvimento de software. Editora: Novatec, MATHUR, S. A integração do PMBOK-RUP-ITIL: uma solução para projetos de software. Curitiba: Revista Mundo Project Management, Formação na área de Tecnologia da Informação, computação ou área correlata, preferencialmente com Mestrado em áreas afins. Desejável experiência em docência no ensino superior em cursos da área da Tecnologia da Informação. Experiência Profissional com a atuação na área de Tecnologia da Informação seja como Desenvolvedor de Sistemas, Suporte Técnico, Gerência, Processos ou Infraestrutura. Descreva um plano de projeto, com duração de 1 semestre, para que os alunos possam integrar os seguintes conhecimentos: Programação WEB, Arquitetura WEB e Mobile, Banco de Dados, Qualidade de Software O curso superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas possui aulas noturnas de 2ªs às 6ªs-feiras e aulas aos sábados pela manhã. Edital nº 025/

16 ANEXO 15 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Estrutura de Dados CH (SEMANAL): 4 PERÍODO DO 2º HORÁRIO DIAS DA SEMANA Horário a definir. Problematiza o conceito de tipo abstrato de dados, evidenciando aspectos de implementação, aplicações e complexidade, através do estudo de estruturas abstratas de dados não lineares: árvores binárias, de busca, balanceadas, multicaminhos e grafos. Apresenta algoritmos clássicos implementados com a utilização de estruturas abstratas de dados e reforça o estudo da eficiência assintótica de algoritmos. SZWARCFITER, J. L., MARKENZON, L. Estruturas de Dados e seus Algoritmos. 2ª ed. São Paulo: LTC, LAFORE, R. Data Structures & Algorithms in Java. Wait Group Press, GOODRICH, M. T., TAMASSIA, R. Estruturas de Dados e Algoritmos em Java, 2ª ed. São Paulo: Bookman, Formação na área de Tecnologia da Informação, computação ou área correlata, preferencialmente com Mestrado em áreas afins. Desejável experiência em docência no ensino superior em cursos da área da Tecnologia da Informação. Experiência Profissional com atuação na área de Tecnologia da Informação seja como Desenvolvedor de Sistemas, Suporte Técnico, Gerência, Processos ou Infraestrutura. Tema: Árvores AVL. Duração: 15 minutos. O curso superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas possui aulas noturnas de 2ªs às 6ªs-feiras e aulas aos sábados pela manhã. Edital nº 025/

17 ANEXO 16 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Qualidade de Software CH (SEMANAL): 4 PERÍODO DO 4º HORÁRIO DIAS DA SEMANA Horário a definir. Aborda a definição de qualidade de produto, as técnicas para a análise da qualidade de produto de software e para a análise da qualidade do processo de produção de sistemas. Discute a questão da manutenção de sistemas de software e os modelos de processo de desenvolvimento e documentação de software (CMMI) e os aspectos da qualidade na prestação de serviços. Conduz aos diversos conceitos que dizem respeito à qualidade de software e à prestação de serviços, elementos indispensáveis à comercialização de sistemas de informação. Propõe a verificação dos principais modelos de qualidade inerentes ao processo de desenvolvimento do software. KOSCIANSKI, A., SOARES, M. dos S. Qualidade de Software. São Paulo: Novatec, 1ª ed., MATHUR, S. A integração do PMBOK-RUP-ITIL: uma solução para projetos de software. Curitiba: Revista Mundo Project Management, HASTED, E. Software that sells: a practical guide to developing and marketing your software project. EUA: Wiley, Formação na área de Tecnologia da Informação, Computação ou área correlata, preferencialmente com Mestrado em áreas afins. Desejável experiência em docência no ensino superior em cursos da área da Tecnologia da Informação. Experiência Profissional com atuação na área de Tecnologia da Informação como Desenvolvedor ou Analista de Sistemas. Apresente os principais critérios utilizados atualmente para a Qualidade de Software O curso superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas possui aulas noturnas de 2ªs às 6ªs-feiras e aulas aos sábados pela manhã. Edital nº 025/

18 ANEXO 17 Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnologia da Informação CH (SEMANAL): 4 PERÍODO DO 2º HORÁRIO DIAS DA SEMANA Horário a definir. Aborda os fatores considerados no processo de desenvolvimento e infraestrutura de TI, tanto de hardware quanto de software, discutindo o planejamento do projeto de TI, as técnicas de estimativa de custo (hardware, software, pessoas, serviços) e a especificação de requisitos. Discute o Projeto de software e hardware, sua implementação (Tipos de linguagem, Ferramentas CASE, Técnicas de verificação e validação) e sua manutenção. Problematiza, ainda, aspectos gerenciais e métricas, a manutenção da configuração e outras ferramentas envolvidas, possibilitando o entendimento das Tecnologias da Informação no contexto atual. PFLEEGER, S. L. Engenharia de software. 2ed. São Paulo: Prentice Hall Brasil, PRESSMAN, R. S. Engenharia de software. 6 ed. São Paulo: McGraw-Hill Brasil, SOMMERVILLE, I. Engenharia de software. 6ed. São Paulo: Addison Wesley, Formação na área de Tecnologia da Informação, computação ou área correlata, com especialização em área correlata. Preferencialmente com Mestrado ou Doutorado em áreas afins. Desejável experiência em docência no ensino superior em cursos da área da Tecnologia da Informação. Experiência Profissional com atuação na área de Tecnologia da Informação seja como Desenvolvedor de Sistemas, Suporte Técnico, Gerência, Processos ou Infraestrutura. Descrever as principais etapas para implementação de um projeto de TI, considerando: tecnologia, prazos e custos. Duração: 15 minutos. O curso superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas possui aulas noturnas de 2ªs às 6ªs-feiras e aulas aos sábados pela manhã. Edital nº 025/

19 ANEXO 18 Bacharelado em Ciência da Computação Paradigmas de Linguagens de Programação CH (SEMANAL): 4 PERÍODO DO 6º HORÁRIO DIAS DA SEMANA 19:10 às 22:45 4ª Conceitua linguagem de programação e apresenta a evolução das principais linguagens. Estuda seus elementos básicos incluindo-se tipos de dados, variáveis, escopos, expressões, estruturas de controle, subprogramas, concorrência e exceções. Apresenta e caracteriza as linguagens de programação orientada a objeto, as linguagens de programação funcionais e as linguagens de programação lógicas. SANTOS, Jose Carlos Barbosa dos. SEBESTA, Robert W. Conceitos de linguagens de programação - Porto Alegre, STERLING, Leon. SHAPIRO, Ehud. The art of prolog. 2 ed - Cambridge, MELO, Ana Cristina Vieira; SILVA, Flávio Soares Corrêa, Princípios de Linguagens de Programação, Editora Edgard Blucher Ltda, Graduado em Matemática, Ciência da Computação, Engenharia, Sistemas de Informação ou área correlata. Preferencialmente com Mestrado ou Doutorado em Matemática, Ciência da Computação, Engenharia, Sistemas de Informação ou área correlata. Apresentação de uma linguagem funcional. Edital nº 025/

20 ANEXO 19 Bacharelado em Ciência da Computação Usabilidade e Interfaces Humano-Computador CH (SEMANAL): 2 PERÍODO DO 4º HORÁRIO DIAS DA SEMANA 19:10 às 20:50 4ª Apresenta os conceitos relacionados às interfaces entre o ser humano e o computador, abordando: diretrizes para a construção de interfaces: fatores humanos, ergonômicos, psicológicos, cognitivos e comunicacionais; conceituação da interface homem-máquina; fatores humanos em sistemas interativos; estilos interativos; formas de controle do diálogo; dispositivos de interação; modelos, modos e consistência; linguagens de interação; design de diálogos; manipulação direta; padronização; usabilidade; projeto de interfaces sob a ótica da usabilidade; interface homemcomputador no ciclo de vida de software; captura de requisitos da interface homem-computador; métodos de avaliação de usabilidade; construção de experimentos de usabilidade e análise dos resultados. SHNEIDERMAN, B. Designing the user interface: strategies for effective human-computer interaction. 3a edição, Reading, Ma: Addison Wesley, NIELSEN, J. Designing Web Usability: the practice of simplicity. Indianapolis FreeBook, PREECE, J.; ROGERS, Y.; SHARP, H. Design de interação: além da interação homem-computador. Porto Alegre: Bookman, Graduado em Matemática, Ciência da Computação, Engenharia, Sistemas de Informação ou área correlata. Preferencialmente com Mestrado ou Doutorado em Matemática, Ciência da Computação, Engenharia, Sistemas de Informação ou área correlata. Apresentação do plano de aula com ênfase nas avaliações. Edital nº 025/

21 ANEXO 20 Bacharelado em Ciências Contábeis Contabilidade Societária CH (DISCIPLINA): 4 PERÍODO DO 4º HORÁRIO DE AULA DIAS DA SEMANA CH SEMANAL (CONTRATO) 19:10 às 22:45 3ª Discute o conceito geral de sistema e sua caracterização, destacando-se a estruturação dos sistemas de informações gerenciais sob os aspectos estratégicos e operacionais. Aborda os princípios da tecnologia da informação, envolvendo a base de dados e os recursos físicos. Fornece condições para a coleta, o processamento de dados e a disseminação de informações para os gestores. Estabelece conexões entre os sistemas de informações, políticas e processos de planejamento e controle no contexto econômico e financeiro das organizações, criando condições para a coordenação dos vários departamentos com o objetivo de otimizar o resultado de uma empresa. AQUINO, André Carlos Busanelli de; POUERI DO CARMO, Mário; CARDOSO, Ricardo Lopes. Contabilidade Gerencial: mensuração, monitoramento e incentivos. São Paulo: Atlas, LAUDON, JAMES. LAUDON, KENNETH. SISTEMAS DE INFORMAÇAO GERENCIAIS. 9.ed. São Paulo: PEARSON BRASIL, 2011 PADOVEZE, Clovis Luis. Contabilidade gerencial: um enfoque em sistema de informação contábil. 5. ed. São Paulo: Atlas, p. ISBN Bacharel em Ciências Contábeis, com especialização em Contabilidade ou Controladoria, Perícia. Preferencialmente com Mestrado em Ciências Contábeis. Experiência em docência no ensino superior Experiência Profissional na área contábil. Arrendamento Mercantil: aspectos societários e contábeis Edital nº 025/

22 ANEXO 21 Bacharelado em Ciências Contábeis Contabilidade sócio ambiental CH (DISCIPLINA): 4 PERÍODO DO 6º HORÁRIO DE AULA DIAS DA SEMANA CH SEMANAL (CONTRATO) 19:10 às 22:45 3ª A Interação entre empresa com a Sociedade. Responsabilidade Social. A Mensuração da Geração e distribuição de riqueza das empresas. Balanço Social. Demonstração de Valor Adicionado.conceito, objetivos e histórico. Ativos, passivos, custos, despesas e receitas ambientais. Adequação da relação da empresa com o meio ambiente. Princípios Contábeis e Princípios Ambientais. Normas nacionais e internacionais sobre o tema. Licenciamento ambiental e Relatórios ambientais (EIA/RIMA). Registro e evidenciação de fatos contábeis ambientais. CARVALHO, Gardênia Maria Braga de. Contabilidade Ambiental. 2.ed. Curitiba: Juruá, ISBN FERREIRA. Aracéli Cristina de Sousa. CONTABILIDADE AMBIENTAL: Uma Informação para o Desenvolvimento Sustentável. 2. Ed. São Paulo: Atlas, SILVA, Benedito Gonçalves da. Contabilidade ambiental: sob a ótica da contabilidade financeira. Curitiba: Juruá, ISBN Bacharel em Ciências Contábeis, com especialização em Contabilidade ou Controladoria, Perícia. Preferencialmente com Mestrado em Ciências Contábeis. Experiência em docência no ensino superior. Experiência Profissional na área contábil. Ativos, passivos, custos, despesas e receitas ambientais. Adequação da relação da empresa com o meio ambiente. Edital nº 025/

23 ANEXO 22 Bacharelado em Ciências Contábeis Custos e contabilidade no agronegócio CH (DISCIPLINA): 4 PERÍODO DO 6º HORÁRIO DE AULA DIAS DA SEMANA CH SEMANAL (CONTRATO) 19:10 às 22:45 3ª Proporcionar a compreensão da atividade do agronegócio, do funcionamento das empresas e a aplicabilidade da informação de custos e contabilidade neste setor. Editora Garamond. Agroecologia - Um Novo Caminho para a Extensão Rural Sustentável OLIVEIRA, Neuza Corte de. Contabilidade do Agronegócio. 2.ED. Curitiba: Juruá, ISBN YOUNG, Lúcia Helena Briski, Atividade Rural: aspectos contabeis e tributários. 2.ed. Curitiba: Juruá, ISBN Bacharel em Ciências Contábeis, com especilização em Contabilidade ou Controladoria, Perícia. Preferencialmente com Mestrado em Ciências Contábeis. Experiência em docência no ensino superior. Experiência Profissional na área contábil. O processo contábil e a formação de custos na atividade rural. Edital nº 025/

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA EMENTAS DA 3ª. ETAPA Núcleo Temático: PROGRAMAÇÃO Disciplina: ESTRUTURA DE DADOS 108 há ( 72 ) Teóricas ( 36 ) Práticas Tipos abstratos de dados. Estudo das estruturas lineares: pilhas, filas e listas

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2008-1 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa:

Ementário do Curso de Administração Grade 2010-2 1 Administração da Produção I Fase: Carga Horária: Créditos: Ementa: 1 da Produção I Ementário do Curso de Introdução à administração da produção; estratégias para definição do sistema de produção; estratégias para o planejamento do arranjo físico; técnicas de organização,

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS PARA COMPUTAÇÃO...

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2010.2 A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INFORMÁTICA APLICADA À... 4 02 MATEMÁTICA APLICADA À I... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 04 PSICOLOGIA... 5 05

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016

EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 EMENTAS - MATRIZ CURRICULAR - 2016 901491 - EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO ADMINISTRATIVO I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução da teoria organizacional

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Nome da disciplina Evolução do Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação;

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL PLANO DE CURSO

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL PLANO DE CURSO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Autorizado pela Portaria no 1.393 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: CONTABILIDADE GERAL Código: CTB 100 Pré-requisito: Não há Período Letivo: 2015.2 Professor:

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: SISTEMAS DA INFORMAÇÃO MISSÃO DO CURSO Os avanços da ciência, a melhoria dos processos produtivos e a abertura de mercado, são exemplos de fatores que contribuíram

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO Evolução de Pensamento Administrativo I Estudo da administração, suas áreas e funções, o trabalho do administrador e sua atuação; a evolução

Leia mais

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação Comissão de Curso e NDE do BCC Fevereiro de 2015 Situação Legal do Curso Criação: Resolução CONSU no. 43, de 04/07/2007. Autorização: Portaria

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ADM - 251 Pré-requisito: ------- Período Letivo:

Leia mais

Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS. Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C.

Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS. Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C. Pós - Graduação Lato Sensu CONTROLADORIA E FINANÇAS Projeto desenvolvido pela Prof.a. Msc. Cristina Santos Titular do Curso de C. Contábei da FAP Piracanjuba-GO 2014 1 1. APRESENTAÇÃO: Formato: presencial

Leia mais

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO

Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PLANO DE CURSO C U R S O D E E N G E N H A R I A D E P R O D U Ç Ã O Autorizado pela Portaria nº 1.150 de 25/08/10 DOU Nº 165 de 27/08/10 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Código: ENGP -

Leia mais

Pós-Graduação em Marketing Design Digital

Pós-Graduação em Marketing Design Digital Pós-Graduação em Marketing Design Digital Público-alvo Indicado para profissionais de Marketing, Comunicação e Design, bem como empreendedores de diferentes áreas que lidam, ou desejam lidar com Tecnologia

Leia mais

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS

GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS Graduação PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências

Leia mais

COMPONENTES CURRICULARES POR TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 7591/2013

COMPONENTES CURRICULARES POR TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 7591/2013 COMPONENTES CURRICULARES POR TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO 7591/2013 1. Gestão Empresarial (EII) / Ciências Administrativas (qualquer modalidade) Geral Ciências Administrativas Ciências Contábeis Ciências

Leia mais

I. DO PROCESSO SELETIVO 1.1. O processo seletivo docente será composto de três etapas: homologação da inscrição, prova didática e entrevista.

I. DO PROCESSO SELETIVO 1.1. O processo seletivo docente será composto de três etapas: homologação da inscrição, prova didática e entrevista. Rua do Salete, 50, Barris - Salvador - Bahia. Tel: (71) 2108-8562 / 2108-8503 home page: www.cairu.br - E-mail: presidencia@fvc.br E D I T A L A FVC - Fundação Visconde de Cairu, informa a abertura das

Leia mais

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

CIÊNCIAS CONTÁBEIS. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1. TURNOS: Matutino ou Noturno Campus de Maringá Noturno Campus de Cianorte HABILITAÇÃO: Bacharelado em Ciências Contábeis GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Ciências Contábeis PRAZO PARA CONCLUSÃO:

Leia mais

ANEXO 1 PERFIS DE PROFESSOR

ANEXO 1 PERFIS DE PROFESSOR ANEXO 1 PERFIS DE PROFESSOR EDITAL 162/2013 Curso Sem. Disciplina Perfil do Docente Administração 1º Teoria Geral da Administração Administração 1º Empreendedorismo Administração 1º Sociologia das Organizações

Leia mais

Informações sobre o Curso de Administração

Informações sobre o Curso de Administração Objetivo Geral do Curso: Informações sobre o Curso de Administração Prover a sociedade de profissional dotado de senso crítico e comportamento ético-profissional qualificado. Um Administrador criativo,

Leia mais

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1

ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ANEXO AO MODELO DO PLANO DE AULA DO PROCESSO SELETIVO DOCENTE GERAL (PSD-G) 2015.1 ARQUITETURA E URBANISMO Graduar arquitetos e urbanistas com uma sólida formação humana, técnico-científica e profissional,

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE ANO II Nº 003 Editado pela Secretaria Geral das FIPAR Faculdades Integradas de Paranaíba FIPAR Paranaíba, 08 de agosto de 2008. AVISO DE PUBLICAÇÃO E ADEQUAÇÃO DE MATRIZ

Leia mais

MBA EXECUTIVO ESTRATÉGIA, LIDERANÇA E INOVAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL

MBA EXECUTIVO ESTRATÉGIA, LIDERANÇA E INOVAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL MBA EXECUTIVO ESTRATÉGIA, LIDERANÇA E INOVAÇÃO MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Agosto 2013 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com.

FACULDADE ANHANGUERA DE INDAIATUBA Rua Claudio Dal Canton, 89 - Cidade Nova II - Indaiatuba -SP - CEP 13334-390 (19) 3885-6700 www.portalpos.com. A pós-graduação é fundamental para manter-se bem colocado no mercado de trabalho e para aperfeiçoar competências profissionais. Além de enriquecer o currículo, este tipo de especialização ajuda a melhorar

Leia mais

SISTEMA FECOMÉRCIO-RS SELECIONA: O

SISTEMA FECOMÉRCIO-RS SELECIONA: O SISTEMA FECOMÉRCIO-RS SELECIONA: O Senac-RS Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, Administração Regional no Estado do Rio Grande do Sul, está selecionando profissionais para desenvolver suas atividades

Leia mais

9788522114252,00 CARREIRA: Planejamento e Gestão 9788522114665,00 Gestão Estratégica de Negócios - 2ª ed. revista e ampliada 9788522112289,00 ADM*

9788522114252,00 CARREIRA: Planejamento e Gestão 9788522114665,00 Gestão Estratégica de Negócios - 2ª ed. revista e ampliada 9788522112289,00 ADM* ISBN 9788522114252,00 CARREIRA: Planejamento e Gestão Título 9788522114665,00 Gestão Estratégica de Negócios - 2ª ed. revista e ampliada 9788522112289,00 ADM* 9788522122691,00 Administração de Recursos

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Garça Deputado Julio Julinho Marcondes de Moura

Faculdade de Tecnologia de Garça Deputado Julio Julinho Marcondes de Moura Dia 30/06 (Terça-feira) - Matutino Sala 03 08h00 RODRIGO ONISHI ALVES PROPOSTA DE UM APLICATIVO MÓVEL PARA INFORMAÇÃO DE ESTATÍSTICA ESPORTIVA E INTERAÇÃO ENTRE TORCEDOR E CLUBE DEISE DEOLINDO SILVA LUIZ

Leia mais

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG

UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING MÓDULO I 304101 FUNDAMENTOS DE MARKETING Fundamentos do Marketing. Processo de Marketing.

Leia mais

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

A profissão contábil e o mercado de trabalho para os Contadores. Contabilidade: uma carreira apaixonante

A profissão contábil e o mercado de trabalho para os Contadores. Contabilidade: uma carreira apaixonante CIÊNCIAS A profissão contábil e o mercado de trabalho para os Contadores Contabilidade: uma carreira apaixonante Prof. João Matias Loch E-mail: jmperito@gmail.com CIÊNCIAS O que é a Contabilidade? CIÊNCIAS

Leia mais

Especialização em Marketing Digital - NOVO

Especialização em Marketing Digital - NOVO Especialização em Marketing Digital - NOVO Apresentação Previsão de Início Agosto/2013 Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O ambiente de negócios tem sido modificado pelas Novas Tecnologias da

Leia mais

EDITAL EXAME DE PROFICIÊNCIA 2015.2 ANEXO 2 - DISCIPLINAS: ORDEM POR ESCOLA E CURSO ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA

EDITAL EXAME DE PROFICIÊNCIA 2015.2 ANEXO 2 - DISCIPLINAS: ORDEM POR ESCOLA E CURSO ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA ESCOLA CURSO ESTRUTURA SÉRIE DISCIPLINA CH CÓDIGO TIPO DE AVALIAÇÃO LOCAL TEÓRICA PRÁTICA COMUNICAÇÃO COS - HAB. PUBLICIDADE E PROPAGANDA 2012.1 6ª NOVAS ARENAS E MÍDIAS DIGITAIS 140 20451 - X NATAL COMUNICAÇÃO

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2010. Qualificação: Sem certificação técnica. Componente Curricular: Planejamento Financeiro e Orçamentário

Plano de Trabalho Docente 2010. Qualificação: Sem certificação técnica. Componente Curricular: Planejamento Financeiro e Orçamentário Plano de Trabalho Docente 2010 Ensino Técnico ETEC RODRIGUES DE ABREU Código: 135 Município: Bauru Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Logística Qualificação: Sem certificação

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS... 4 04 TEORIA

Leia mais

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS

GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS GRADUAÇÃO APRESENTAÇÃO E GRADE CURRICULAR DOS CURSOS PROCESSOS GERENCIAIS 1.675 HORAS Apresentação: Prepara os estudantes para o empreendedorismo e para a gestão empresarial. Com foco nas tendências de

Leia mais

DESIGN DISCIPLINAS QUE PODEM SER OFERECIDAS PARA OUTROS CURSOS CURSO DE ORIGEM DA DISCIPLINA NOME DA DISCIPLINA EMENTA C.H. OBSERVAÇÕES PREVISÃO

DESIGN DISCIPLINAS QUE PODEM SER OFERECIDAS PARA OUTROS CURSOS CURSO DE ORIGEM DA DISCIPLINA NOME DA DISCIPLINA EMENTA C.H. OBSERVAÇÕES PREVISÃO DISCIPLINAS QUE PODEM SER OFERECIDAS PARA OUTROS CURSOS CURSO DE ORIGEM DA DISCIPLINA DESIGN NOME DA DISCIPLINA EMENTA C.H. OBSERVAÇÕES PREVISÃO Raciocínio Lógico Matemática Financeira A disciplina trata

Leia mais

FACULDADE PASCHOAL DANTAS

FACULDADE PASCHOAL DANTAS FACULDADE PASCHOAL DANTAS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO ÊNFASE GESTÃO DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO - SP NOVEMBRO DE 2008 ÍNDICE 1. Visão e Missão da FPD...3 2. ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO

Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Especialização em Comunicação Organizacional e Reputação Corporativa - NOVO Apresentação Previsão de Início Julho/2013 Inscrições em Breve - Turma 01 - Campus Stiep O curso de Comunicação Organizacional

Leia mais

Curso de Pedagogia Portaria de Autorização ME nº 2415, de 14 de Setembro de 2001- Reconhecimento -Portaria ME. 58/2007. INÍCIO-01/08/2006 1º Semestre

Curso de Pedagogia Portaria de Autorização ME nº 2415, de 14 de Setembro de 2001- Reconhecimento -Portaria ME. 58/2007. INÍCIO-01/08/2006 1º Semestre Inciso II Programa de cada curso oferecido e demais componentes curriculares, sua duração, requisitos e critérios de Avaliação: Instituto Educacional do Estado de São Paulo Autorização de Credenciamento:

Leia mais

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

MBA Gestão da Tecnologia de Informação

MBA Gestão da Tecnologia de Informação MBA Gestão da Tecnologia de Informação Informações: Dias e horários das aulas: Segundas e Terças-feiras das 18h00 às 22h00 aulas semanais; Sábados das 08h00 às 12h00 aulas quinzenais. Carga horária: 600

Leia mais

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia

Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC. Campus Ceilândia Instituto Federal de Brasília PLANO DE CURSO FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA FIC Campus Ceilândia GESTÃO E PRÁTICAS EMPREENDEDORAS PARA MICRO E PEQUENAS EMPRESAS Ceilândia, Fevereiro de 2014. CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO - 2º SEMESTRE 2011 Disciplina ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Professor MSC. ADOLFO FRANCESCO DE OLIVEIRA COLARES Carga Horária Semanal Curso ADMINISTRAÇÃO Carga Horária

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN GRÁFICO 514502 INTRODUÇÃO AO DESIGN Conceituação e história do desenvolvimento do Design e sua influência nas sociedades contemporâneas no

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre.

R E S O L U Ç Ã O. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no início do ano 2000, para os matriculados no 1º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 30/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 Aprovado no CONGRAD: 15.09.09 Vigência: 2010/1, com efeito retroativo para os ingressos a partir 2009/1 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS

Leia mais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 1º SEMESTRE Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 8 Créditos Desenvolver a lógica de programação através da construção de algoritmos utilizando português estruturado Representar a solução de problemas

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA DE SOFTWARE, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O presente

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

HORÁRIO DE PROVAS 3º BIMESTRE

HORÁRIO DE PROVAS 3º BIMESTRE CURSO DE PEDAGOGIA Gestão Escolar e Organização do Trabalho Pedagógico I 23.09.13 19horas Fundamentos da Língua Portuguesa: Leitura e Produção de 23.09.13 21horas Textos Psicologia da Educação I 24.09.13

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 30/2005

RESOLUÇÃO CONSEPE 30/2005 RESOLUÇÃO CONSEPE 30/2005 APROVA O CURRÍCULO E O PERFIL PROFISSIOGRÁFICO DO CURSO DE TECNOLOGIA EM INFORMÁTICA, DO CÂMPUS DE ITATIBA, DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente do Conselho de Ensino,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

MBA Executivo Contabilidade e Finanças

MBA Executivo Contabilidade e Finanças MBA Executivo Contabilidade e Finanças Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Contabilidade e Finanças proporciona ao aluno o conhecimento a respeito dos fundamentos de contabilidade e finanças

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2º SEMESTRE 2012

PLANO DE ENSINO 2º SEMESTRE 2012 Disciplina Curso TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS Professor MSC. ADOLFO FRANCESCO DE OLIVEIRA COLARES Carga Horária Semanal Carga Horária Semestral Teórica Prática Total Teórica Prática Total

Leia mais

FAMETRO FACULDADE METROPOLITANA DA GRANDE FORTALEZA (Credenciada pela Portaria N.º 220/02-MEC- D.O.U. de 29.01.02.)

FAMETRO FACULDADE METROPOLITANA DA GRANDE FORTALEZA (Credenciada pela Portaria N.º 220/02-MEC- D.O.U. de 29.01.02.) EDITAL 012/2011 - FAMETRO, de 12 de julho de 2011. SELEÇÃO DE PROFESSORES PARA O CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO E CIÊNCIAS CONTÁBEIS. O Diretor Geral da Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS GERENCIAIS 1º SEMESTRE DISCIPLINA: INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO Ementa: Identificar os elementos básicos das organizações: recursos, objetivos e decisões. Desenvolver

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Série / Ano 2009 Carga Horária Semanal: 4h Semestral: 80h Anual:

PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Série / Ano 2009 Carga Horária Semanal: 4h Semestral: 80h Anual: 1 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) PLANO DE ENSINO 2009 Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( x ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Ciências Contábeis

Leia mais

Curso de Administração Informações da Disciplina: Administração Financeira I

Curso de Administração Informações da Disciplina: Administração Financeira I Administração Financeira I Timóteo Ramos Queiróz Conhecer, identificar e saber realizar as funções do administrador que dizem respeito às decisões financeiras de curto e às formas de mensuração da criação

Leia mais

Liderança, Estratégia e Inovação. Ingresso Março 2014. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Liderança, Estratégia e Inovação. Ingresso Março 2014. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Liderança, Estratégia e Inovação Ingresso Março 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA Executivo Internacional em Liderança, Estratégia e Inovação Formar líderes com visão estratégica,

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas

DESCRITIVO DE CURSO. MBA em Gestão de Marketing e Vendas DESCRITIVO DE CURSO MBA em Gestão de Marketing e Vendas 1. Posglobal Após a profunda transformação trazida pela globalização estamos agora em uma nova fase. As crises econômica, social e ambiental que

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: 4001 Publicidade e Propaganda MISSÃO DO CURSO O curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo tem como missão formar

Leia mais

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72

ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade Geral - 4 72 ADM004 Metodologia Científica - 2 36 ADM005 Métodos Quantitativos - 4 72 Matriz Curricular do Curso de Administração 2015.1 1ª Fase CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ- REQUISITOS CRED ADM001 Interpretação e Produção de Textos - ADM002 Filosofia e Ética Empresarial - 2 36 ADM003 Contabilidade

Leia mais

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial

Ementário do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial 01 ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS I EMENTA: Introdução à administração de recursos humanos; orçamento de pessoal; processo de recrutamento e seleção de pessoal; processo de treinamento e desenvolvimento

Leia mais

Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você.

Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você. Universidade Anhembi Morumbi On-line. Os mesmos professores. A mesma aula. O mesmo diploma. Tudo a um clique de você. Educação a Distância Anhembi Morumbi Agora você pode estudar em uma universidade internacional

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º AD431- ADMINISTRAÇÃO CONTEMPORÂNEA OBRIG 60 0 60 4.0 Fórmula: AD001 AD001- INTRODUCAO A ADMINISTRACAO FUNDAMENTOS TEÓRICOS. DESIGN ORGANIZACIONAL - ESTRUTURA ORGANIZACIONAIS E PROCESSOS ORGANIZACIONAIS.

Leia mais

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO

LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO LOGÍSTICA EMENTAS DO CURSO 1º P TÉCNICAS DE COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA Técnicas de leitura, interpretação e produção de textos, expressão oral e apresentação de trabalhos acadêmicos, argumentação científica.

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014.

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. CURSO LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR 1.1 QUADRO GERAL DA ESTRUTURA CURRICULAR Carga Horária LOTAÇÃO Módulo Disciplina Teoria Prática

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. Título: Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Turno: Noturno

Leia mais

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Nome e titulação do Coordenador: Coordenador: Prof. Wender A. Silva - Mestrado em Engenharia Elétrica (Ênfase em Processamento da Informação). Universidade

Leia mais

DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS:

DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS: DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS: Contabilidade de Custos e Gerencial CIC 816 Carga Horária: 60 Créditos: 04 Coordenador: Prof. Poueri do Carmo Mário Teoria de Custos (abordagem econômica e contábil). Métodos

Leia mais

Os interessados deverão enviar currículo pelo e-mail: rhcentrohistorico@senacrs.com.br

Os interessados deverão enviar currículo pelo e-mail: rhcentrohistorico@senacrs.com.br SISTEMA FECOMÉRCIO-RS SELECIONA: O Senac-RS Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, Administração Regional no Estado do Rio Grande do Sul, está selecionando profissionais para desenvolver suas atividades

Leia mais

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 -

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - O Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação é um curso da área de informática e tem seu desenho curricular estruturado por competências

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM. Ementa. Objetivos. Conteúdo Programático Disciplina: Engenharia de Software e Gerência de Projetos C.H. Teórica: 40 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Período Letivo: 1 sem/2014 C.H. Prática:

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE SERVIÇOS E HOSPITALIDADE EM EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS E EVENTOS

MBA EM GESTÃO DE SERVIÇOS E HOSPITALIDADE EM EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS E EVENTOS MBA EM GESTÃO DE SERVIÇOS E HOSPITALIDADE EM EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS E EVENTOS O programa foi desenvolvido para capacitar o aluno a atuar no segmento Business de Turismo e Eventos, dando-lhe competências

Leia mais

CÓPIA - COMPROVANTE DE ESCOLARIDADE CURSO DE FORMAÇÃO - CPF E RG COMPONENTES CURRICULARES E HABILITAÇÕES

CÓPIA - COMPROVANTE DE ESCOLARIDADE CURSO DE FORMAÇÃO - CPF E RG COMPONENTES CURRICULARES E HABILITAÇÕES PROCESSO SELETIVO Nº 1715/2014 TAXA DE R$ 10,00 DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO: CÓPIA - COMPROVANTE DE ESCOLARIDADE CURSO DE FORMAÇÃO - CPF E RG COMPONENTES CURRICULARES E HABILITAÇÕES ADMINISTRAÇÃO Gestão

Leia mais

Design Manual do curso

Design Manual do curso Design Manual do curso Informações gerais INFORMAÇÕES GERAIS Nome: curso de Design, bacharelado Código do currículo: 2130 Nível: curso superior de graduação Início: o curso de Design com habilitação em

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL EMENTAS CULTURA RELIGIOSA O fenômeno religioso, sua importância e implicações na formação do ser humano, da cultura e da sociedade. As principais religiões universais: história

Leia mais

Departamento de Enfermagem Básica (1 vaga) Processo nº 23071.004115/2009-81

Departamento de Enfermagem Básica (1 vaga) Processo nº 23071.004115/2009-81 Períodos de inscrições: no sítio http://www.concurso.ufjf.br a) Primeiro período: das 09h do dia 11/05/2009 até as 14h do dia 29/05/2009; b) Segundo período: das 09h do dia 22/06/2009 até as 14h do dia

Leia mais

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE

1º SEMESTRE 2º SEMESTRE 1º SEMESTRE 7ECO003 ECONOMIA DE EMPRESAS I Organização econômica e problemas econômicos. Demanda, oferta e elasticidade. Teoria do consumidor. Teoria da produção e da firma, estruturas e regulamento de

Leia mais

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES:

DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: DISCIPLINAS TEORIA DAS ORGANIZAÇÕES: A Teoria das Organizações em seu contexto histórico. Conceitos fundamentais. Abordagens contemporâneas da teoria e temas emergentes. Balanço crítico. Fornecer aos mestrandos

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 10.08.10 Vigência: ingressos a partir de 2011/1

Aprovado no CONGRAD: 10.08.10 Vigência: ingressos a partir de 2011/1 Aprovado no CONGRAD: 10.08.10 Vigência: ingressos a partir de 2011/1 CÓD. 207 - CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Noite - Currículo nº 06 CÓD. 2509 - CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Manhã e Noite - Currículo

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Cálculo I 40 Cálculo II 40 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos I 80 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos II 80 Matemática 40 Lógica Matemática 40 Probabilidade

Leia mais

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema

Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Escritório Modelo da Faculdade de Diadema Profª. Vânia Amaro Gomes Coordenação de Curso DIADEMA, 2015 Introdução Atualmente há uma grande dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA CONCEPÇÃO DO CURSO

GESTÃO FINANCEIRA CONCEPÇÃO DO CURSO GESTÃO FINANCEIRA CONCEPÇÃO DO CURSO Missão do Curso Formar profissionais de nível superior, com atuação na área de Tecnologia em Gestão Financeira, a partir da articulação das teorias que fundamentam

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PELOTAS DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS ANEXO Este Anexo integra o Edital Nº 35/2007, que disciplina o Concurso Público destinado ao provimento

Leia mais

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Turno: MATUTINO/NOTURNO Matutino Currículo nº 8 Noturno Currículo nº 8 Reconhecido pelo Decreto n 83.799, de 30.07.79, D.O.U. de 31.07.79 Renovação de Reconhecimento Decreto

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA)

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA) MATRIZ CURRICULAR CURSO: GRADUAÇÃO: REGIME: DURAÇÃO: INTEGRALIZAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: ) TECNÓLOGO SERIADO ANUAL - NOTURNO 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÍNIMO:

Leia mais

VESTIBULAR 2015 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS

VESTIBULAR 2015 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS VESTIBULAR 2015 SELEÇÃO PARA ENSINO PROFISSIONAL INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO, EM REGIME INTEGRAL COM DURAÇÃO DE 3 ANOS, DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS 2015 INFORMAÇÕES

Leia mais

GRADUAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS

GRADUAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS GRADUAÇÃO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS CONTÁBEIS DIPLOMA CONFERIDO: BACHAREL NÚMERO DE VAGAS: 100 VAGAS ANUAIS NÚMERO DE ALUNOS POR TURMA: 50 alunos

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais