ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 2 TRIMESTRE/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 2 TRIMESTRE/2013"

Transcrição

1 Presidência da República Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Redes de Computadores da Administração Pública Federal ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 2 TRIMESTRE/ Apresentação As informações estatísticas publicadas no presente documento referem-se ao período de abril a junho de 2013 e apresentam algumas considerações sobre o trabalho de detecção, análise e resposta a incidentes de rede desenvolvido pelo Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Rede de Computadores da Administração Pública Federal CTIR Gov, em comparação com o 1º trimestre de O Centro iniciou os trabalhos do 2º trimestre com foco na manutenção do ciclo de melhoria contínua dos processos de tratamento de incidentes de rede. Entre as ações realizadas, destacamos a parceria com o CERT.br no tratamento de uma nova categoria de incidente que designamos DNS Recursivo. Trata-se de um problema de configuração de servidores DNS que permite a qualquer máquina na Internet realizar consultas ao servidor vulnerável, podendo ser utilizado em ataques amplificados de negação de serviço. Para maiores informações consulte: Merece destaque, ainda, a atuação do CTIR Gov no tratamento dos eventos de segurança de redes referentes à Copa das Confederações, realizado no período de 15 a 30 de junho de 2013, sob a coordenação do Centro de Defesa Cibernética CDCiber, do Ministério da Defesa. Buscando diminuir eventuais distorções dos dados relacionados aos incidentes já notificados, o CTIR Gov passou a contabilizar um novo status de incidentes denominado: Não resolvido, que se refere a incidentes que aguardaram ação de terceiros e não obtiveram sucesso na resolução, após o transcurso de prazo estabelecido. Página 1/6

2 2. Gráficos 2.1 Distribuição de notificações de incidentes por status e mês de criação Gráfico 1 Distribuição de notificações por status e mês de criação Para fins de análise, o CTIR Gov considera: (a) Notificações: eventos detectados e/ou reportados ao Centro para o endereço incluindo os considerados como não incidentes, spams, falso-positivos, reiterações de incidentes já tratados e outras correspondências relacionadas às tarefas intermediárias da atividade de tratamento de incidentes de rede; (b) Incidentes: são as notificações que, após processo de triagem, são caracterizados como evento adverso, confirmado ou sob suspeita, relacionado à segurança dos sistemas de computação ou das redes de computadores, conforme NC 05/IN01/DSIC/GSIPR; (c) Resolvidos: incidentes finalizados com tratamento realizado com sucesso; (d) Pendentes: incidentes que aguardam ação de terceiro para resolução; (e) Não Resolvidos: incidentes que aguardaram ação de terceiro por prazo estabelecido e não obtiveram sucesso na resolução. O agrupamento das notificações por status e mês de criação exibido no Gráfico 1 permite a observação de alguns aspectos relevantes: Aumento de notificações: Os números atípicos apresentados nos meses de abril e junho foram causados por eventos externos, como o resultado da parceria com o CERT.br no tratamento dos incidentes DNS Recursivo (abril/365 notificações) e da atuação do CTIR Gov junto ao CDCiber/MD, no período da Copa das Confederações (junho/140 notificações); e Incidentes não-resolvidos : Observa-se que o número de incidentes sem resolução é praticamente inexpressivo. Não obstante, o Centro analisa pontualmente esses casos com o objetivo de reconhecer o que impossibilitou a resolução a fim de melhorar seus processos, notadamente na atualização da rede de contatos. Página 2/6

3 2.2 Distribuição de incidentes por categoria Gráfico 2 Distribuição de incidentes por categoria No Gráfico 2, percebe-se o percentual significativo de incidentes da nova categoria DNS Recursivo, devido a parceria com o CERT.br no tratamento desses incidentes. Em relação à categoria Abuso de Sítio, observou-se, no período, uma diminuição acentuada em relação ao trimestre anterior (de 30 para 15%), embora ainda represente a maior ocorrência. 2.3 Subtipos da categoria Abuso de Sítios Gráfico 3 Subtipos da categoria Abuso de Sítios No Gráfico 3, é importante destacar a subcategoria Desfiguração de Sítio, que representou percentual significativo do total (69,19%) e por ter aumentado aproximadamente 17 pontos percentuais em relação ao trimestre anterior. Página 3/6

4 2.4 Distribuição de notificações de Abuso de Sítios por UF Gráfico 4 Distribuição de notificações de Abuso de Sítios por UF No Gráfico 4, verificam-se as dez unidades da federação com maior registro de incidentes notificados, dessa categoria, e as reiterações necessárias para resolução dos mesmos. Constata-se que, de maneira geral, houve significativa diminuição no número de reiterações de notificações em comparação com o trimestre anterior. Os estados de Minas Gerais e São Paulo respondem pela maior ocorrência de incidentes, fundamentalmente pela quantidade de subdomínios registrados nessas unidades da federação. Além disso, em termos proporcionais, esses estados possuem alto índice de resolução dos incidentes na 1ª Notificação. Página 4/6

5 2.5 Domínios de hospedagem ou redirecionamento de Malwares Gráfico 5 Distribuição de domínios de hospedagem/redirecionamento de Malwares No Gráfico 5, é possível observar os dez domínios de maior ocorrência na hospedagem ou redirecionamento de malware. Em relação ao trimestre anterior, observa-se significativo aumento no percentual de ocorrências envolvendo o domínio dl.dropbox.com (23 pontos percentuais). Nesse contexto, o CTIR Gov sugere aos órgãos da APF, que não possuem nenhum tipo de atividade institucional dos domínios listados, que adotem as medidas julgadas cabíveis, alinhadas com a Política de Segurança da Informação e Comunicações da instituição, no sentido de avaliarem a necessidade do acesso e, caso julgado conveniente, bloquear as conexões aos domínios relacionados. 2.6 Países destinatários das notificações de incidentes Gráfico 6 Países destinatários das notificações de incidentes Página 5/6

6 O Gráfico 6 apresenta os dez países mais notificados pelo Centro e o agrupamento de todos os outros nas categorias de incidentes: Abuso de SMTP, Hospedagem de Malware, Redirecionamento de Malware e Hospedagem de Artefatos. Os Estados Unidos da América e o Brasil continuam sendo os países destinatários do maior número de notificações de incidentes, com grande diferença para os outros países apresentados. 2.7 Tempo de resolução Gráfico 7 Tempo de resolução Com base nos dados do Gráfico 7, o tempo médio transcorrido entre as notificações e a resolução dos incidentes pelos responsáveis é de seis dias e duas horas, que representa o aumento de treze horas, em comparação com a média do trimestre anterior. Cabe ressaltar que cerca de 54% dos incidentes foram solucionados em até quarenta e oito horas, representando um aumento de cerca de 13% em comparação com o trimestre anterior. 3. Conclusões A ampliação dos serviços em parceria com o CERT.br e o CDCiber/MD, a automatização dos mecanismos de busca e dos procedimentos de tratamento de incidentes, possibilitaram ao CTIR Gov ampliar suas atividades, mantendo a qualidade dos serviços oferecidos. As informações aqui apresentadas são fruto da contribuição dos colaboradores com o CTIR Gov, e evidenciam a importância do compartilhamento de experiências e informações, além da manutenção e melhoria dos processos. Eventuais dúvidas ou sugestões sobre dados e considerações apresentados podem ser encaminhadas à Coordenação-Geral de Tratamento de Incidentes de Rede CGTIR, para o Brasília-DF, julho de CTIR Gov/DSIC/GSIPR Página 6/6

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 1 TRIMESTRE/2014

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 1 TRIMESTRE/2014 Presidência da República Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Redes de Computadores da Administração

Leia mais

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 2 TRIMESTRE/2014

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 2 TRIMESTRE/2014 Presidência da República Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Redes de Computadores da Administração

Leia mais

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 1 TRIMESTRE/2013

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 1 TRIMESTRE/2013 Presidência da República Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Redes de Computadores da Administração

Leia mais

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 4 TRIMESTRE/2014

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 4 TRIMESTRE/2014 Presidência da República Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Redes de Computadores da Administração

Leia mais

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 1 TRIMESTRE/2015

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 1 TRIMESTRE/2015 Presidência da República Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Redes de Computadores da Administração

Leia mais

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 4 TRIMESTRE/2012

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 4 TRIMESTRE/2012 Presidência da República Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Centro de Tratamento de Incidentes de Rede da Administração Pública Federal ESTATÍSTICAS

Leia mais

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 3 TRIMESTRE/2012

ESTATÍSTICAS DE INCIDENTES DE REDE NA APF 3 TRIMESTRE/2012 Presidência da República Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Rede de Computadores da APF ESTATÍSTICAS

Leia mais

Aperfeiçoamento de um CSIRT governamental Lições aprendidas em 12 meses

Aperfeiçoamento de um CSIRT governamental Lições aprendidas em 12 meses Centro de Tratamento de Incidentes de Rede da Administração Pública Federal CTIR Gov Aperfeiçoamento de um CSIRT governamental Lições aprendidas em 12 meses 1º Fórum Brasileiro de CSIRTs São Paulo SP 26/03/2012

Leia mais

CTIR Gov DSIC GSI - PR

CTIR Gov DSIC GSI - PR VII Fórum de TIC Dataprev CTIR Gov DSIC GSI - PR SUMÁRIO Introdução Gestão de Incidentes de Segurança na APF CTIR Gov Debates Estrutura do Executivo Presidência da República Casa Civil GSI Ministérios

Leia mais

Incidentes de Segurança em Redes de Governo Cenário Atual e Desafios Futuros

Incidentes de Segurança em Redes de Governo Cenário Atual e Desafios Futuros Incidentes de Segurança em Redes de Governo Cenário Atual e Desafios Futuros 2º Fórum Brasileiro de CSIRTs São Paulo, 17/09/2013 Objetivo Apresentar o atual cenário de incidentes de segurança em redes

Leia mais

DOCUMENTO DE CONSTITUIÇÃO DA ETIR

DOCUMENTO DE CONSTITUIÇÃO DA ETIR Código: DO01 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Comitê de Segurança da Informação Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações Núcleo de Segurança da Informação Revisão: 00 Vigência:

Leia mais

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO 05/IN01/DSIC/GSIPR 00 14/AGO/09 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações CRIAÇÃO DE EQUIPES DE TRATAMENTO E RESPOSTA A INCIDENTES

Leia mais

Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO

Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações ORIGEM Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Número da Norma Complementar

Leia mais

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA PORTARIA Nº 139, DE 10 DE MAIO DE DE 2011.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA PORTARIA Nº 139, DE 10 DE MAIO DE DE 2011. INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA PORTARIA Nº 139, DE 10 DE MAIO DE DE 2011. Aprova a instituição e o funcionamento da equipe de tratamento e resposta a incidentes em redes computacionais do IPEA.

Leia mais

Cartilha de Segurança para Internet

Cartilha de Segurança para Internet Comitê Gestor da Internet no Brasil Cartilha de Segurança para Internet Parte VII: Incidentes de Segurança e Uso Abusivo da Rede Versão 3.1 2006 CERT.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes

Leia mais

e Uso Abusivo da Rede

e Uso Abusivo da Rede SEGURANÇA FRAUDE TECNOLOGIA SPAM INT MALWARE PREVENÇÃO VÍRUS BANDA LARGA TROJAN PRIVACIDADE PHISHING WIRELESS SPYWARE ANTIVÍRUS WORM BLUETOOTH SC CRIPTOGRAFIA BOT SENHA ATAQUE FIREWAL BACKDOOR COOKIES

Leia mais

CTIR Gov - Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Redes de Computadores da Administração Pública Federal. CTIR Gov

CTIR Gov - Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Redes de Computadores da Administração Pública Federal. CTIR Gov CTIR Gov Centro de Tratamento de Incidentes de Segurança de Redes de Computadores da Administração Pública Federal - CTIR Gov http://www.ctir.gov.br O CTIR Gov é um órgão subordinado ao Departamento de

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL. A importância da Alta Administração na Segurança da Informação e Comunicações

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL. A importância da Alta Administração na Segurança da Informação e Comunicações A importância da Alta Administração na Segurança da Informação e Comunicações Agenda O Problema; Legislação; Quem somos; O que fazer. O problema A informação: é crucial para APF é acessada por pessoas

Leia mais

Segurança da Informação na Internet no Brasil: Últimos Estudos do Comitê Gestor da Internet no Brasil e Iniciativas para Aumentar a Segurança

Segurança da Informação na Internet no Brasil: Últimos Estudos do Comitê Gestor da Internet no Brasil e Iniciativas para Aumentar a Segurança Segurança da Informação na Internet no Brasil: Últimos Estudos do Comitê Gestor da Internet no Brasil e Iniciativas para Aumentar a Segurança Cristine Hoepers cristine@cert.br Centro de Estudos, Resposta

Leia mais

I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações

I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações I Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações NOÇÕES BÁSICAS DE TRATAMENTO DE INCIDENTES EM REDES DE COMPUTADORES Incidentes de Segurança: Conceito : - Qualquer evento adverso, confirmado ou

Leia mais

POLÍTICA DE TRATAMENTO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE TRATAMENTO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO POLÍTICA DE TRATAMENTO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO 1. Objetivos Assegurar que os eventos de segurança de sejam tratados de forma efetiva, permitindo o adequado registro, investigação e tomada

Leia mais

DIRETRIZES PARA O USO SEGURO DAS REDES SOCIAIS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL

DIRETRIZES PARA O USO SEGURO DAS REDES SOCIAIS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA FEDERAL 15/IN01/DSIC/GSIPR 00 11/JUN/12 1/5 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações DIRETRIZES PARA O USO SEGURO DAS REDES SOCIAIS NA

Leia mais

ATO Nº 229/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

ATO Nº 229/2013. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, ATO Nº 229/2013 Aprova a Norma Complementar de Criação da Equipe de Tratamento e Resposta a Incidentes na Rede de Computadores do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL

Leia mais

GERENCIAMENTO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

GERENCIAMENTO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO FL. 2 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Comitê de Segurança da Informação Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações Núcleo de Segurança da Informação Código: NO06 Revisão: 0.0 Vigência:

Leia mais

SISTEMA PARA ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário

SISTEMA PARA ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário SISTEMA PARA ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário 1 Apresentação... 3 1- Introdução... 4 2- Acessando GLPI:... 5 3- Abrindo chamado:... 6 3.1-

Leia mais

IV Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações. IV Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações

IV Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações. IV Seminário sobre Segurança da Informação e Comunicações Uma guerra pela internet: O maior ciberataque da história tira a Estônia da rede. O suspeito é a Rússia -Nas últimas três semanas, a Estônia, um dos três estados bálticos, sofreu três ondas sucessivas

Leia mais

Gerência de Redes Áreas Funcionais ISO. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com

Gerência de Redes Áreas Funcionais ISO. Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Gerência de Redes Áreas Funcionais ISO Profa. Márcia Salomão Homci mhomci@hotmail.com Áreas funcionais da ISO Gerenciamento de Configuração: Backup de dados para recuperações futuras Gerenciamento de inventário

Leia mais

3.3 Norma Complementar nº 08/IN01/DSIC/GSIPR, de 19/08/2010, que trata da gestão de ETIR e das diretrizes para gerenciamento de incidentes em redes

3.3 Norma Complementar nº 08/IN01/DSIC/GSIPR, de 19/08/2010, que trata da gestão de ETIR e das diretrizes para gerenciamento de incidentes em redes PORTARIA TRT 18ª GP/DG Nº 379/2014 Aprova norma sobre Gerenciamento de Incidentes de Segurança da Informação NO06 no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região. A DESEMBARGADORA-PRESIDENTE DO

Leia mais

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC Manual de Usuário Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC Manual do Usuário GLPI 1. Introdução 3 2. Acessando o GLPI 4 3. Entendendo o processo de atendimento

Leia mais

Segurança da Internet no Brasil e Atuação do CERT.br Cristine Hoepers

Segurança da Internet no Brasil e Atuação do CERT.br Cristine Hoepers Segurança da Internet no Brasil e Atuação do CERT.br Cristine Hoepers Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil - CERT.br Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

O processo de tratamento de incidentes de segurança da UFRGS

O processo de tratamento de incidentes de segurança da UFRGS O processo de tratamento de incidentes de segurança da UFRGS João Ceron, Arthur Boos Jr, Caciano Machado, Fernanda Martins, Leandro Rey 1 TRI - Time de Resposta a Incidentes de Segurança da Universidade

Leia mais

Fraudes via Internet Estatísticas e Tendências Cristine Hoepers cristine@cert.br

Fraudes via Internet Estatísticas e Tendências Cristine Hoepers cristine@cert.br Fraudes via Internet Estatísticas e Tendências Cristine Hoepers cristine@cert.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto

Leia mais

Gerenciamento de Incidentes

Gerenciamento de Incidentes Gerenciamento de Incidentes Os usuários do negócio ou os usuários finais solicitam os serviços de Tecnologia da Informação para melhorar a eficiência dos seus próprios processos de negócio, de forma que

Leia mais

Tecnologias e Políticas para Combate ao Spam

Tecnologias e Políticas para Combate ao Spam Tecnologias e Políticas para Combate ao Spam Cristine Hoepers Klaus Steding-Jessen Rubens Kühl Jr. CT-Spam Comissão de Trabalho sobre Spam do Comitê Gestor da Internet no Brasil http://www.cgi.br/ Reunião

Leia mais

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.0 Afonso Ueslei da Fonseca

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.0 Afonso Ueslei da Fonseca Manual de Usuário Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.0 Afonso Ueslei da Fonseca Manual do Usuário GLPI 1. Introdução 3 2. Acessando o GLPI 4 3. Entendendo

Leia mais

Segurança na Rede UFBA

Segurança na Rede UFBA Dia Mundial de Segurança da Informação Segurança na Rede UFBA Roberto Ferreira Prado Quaresma UFBA - Números UFBA (2001) 58 cursos de graduação 39 mestrados 16 doutorados 30 cursos de especialização/ano

Leia mais

Planejando uma política de segurança da informação

Planejando uma política de segurança da informação Planejando uma política de segurança da informação Para que se possa planejar uma política de segurança da informação em uma empresa é necessário levantar os Riscos, as Ameaças e as Vulnerabilidades de

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

Sistema de chamados técnicos GUIA DO USUÁRIO. Gestão de Atendimento de Chamados Técnicos. SoftSol Sistemas & Informática

Sistema de chamados técnicos GUIA DO USUÁRIO. Gestão de Atendimento de Chamados Técnicos. SoftSol Sistemas & Informática Sistema de chamados técnicos GUIA DO USUÁRIO Gestão de Atendimento de Chamados Técnicos SoftSol Sistemas & Informática Agenda Importância do sistema Catálogo de serviços Entender o processo Acessar o sistema

Leia mais

12/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/2012 1/5

12/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/2012 1/5 12/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/2012 1/5 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Uso de Dispositivos Móveis nos Aspectos relativos

Leia mais

Gerenciamento de Problemas

Gerenciamento de Problemas Gerenciamento de Problemas O processo de Gerenciamento de Problemas se concentra em encontrar os erros conhecidos da infra-estrutura de TI. Tudo que é realizado neste processo está voltado a: Encontrar

Leia mais

TUTORIAL PARA O MÉDICO PROJETO DE INTERVENÇÃO PROVAB 2014

TUTORIAL PARA O MÉDICO PROJETO DE INTERVENÇÃO PROVAB 2014 PROGRAMA DE VALORIZAÇÃO DO PROFISSIONAL DA ATENÇÃO BÁSICA TUTORIAL PARA O MÉDICO PROJETO DE INTERVENÇÃO PROVAB 2014 Brasília/DF, 17 de setembro de 2014. 1 APRESENTAÇÃO Senhor (a) Médico (a) participante

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES Março/2010

RELATÓRIO DE ATIVIDADES Março/2010 1 RELATÓRIO DE ATIVIDADES Março/2010 Em março, a Ouvidoria recebeu 2.362 manifestações, distribuídas conforme gráfico abaixo. Também foram respondidas 220 mensagens dirigidas ao Ministério por meio do

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO. PORTARIA Nº CJF-POR-2015/00103 de 6 de março de 2015

PODER JUDICIÁRIO. PORTARIA Nº CJF-POR-2015/00103 de 6 de março de 2015 PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL PORTARIA Nº CJF-POR-2015/00103 de 6 de março de 2015 Dispõe sobre a aprovação do documento acessório comum "Política de Auditoria de Segurança

Leia mais

invgate Service Desk

invgate Service Desk invgate Service Desk 02 Informação Geral. 03 Funcionalidades. 06 Beneficiação. Índice. 02 Informação Geral. Revolucione seu departamento de IT Administrar seu departamento de IT é fácil Atualmente, os

Leia mais

Como se cadastrar para o dos ingressos categoria 4, da Copa das Confederaçõe

Como se cadastrar para o dos ingressos categoria 4, da Copa das Confederaçõe sorteio Como se cadastrar para o dos ingressos categoria 4, s. da Copa das Confederaçõe Cartilha_EscolanaCopa_14,8x21.indd 1 28/11/12 19:06 Fortaleza (CE) Recife (PE) Salvador (BA) Brasília(DF) Belo Horizonte

Leia mais

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação ORIGEM e Comunicações Departamento de Segurança da Informação e

Leia mais

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014 Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS Curitiba, Julho de 2014 Vamos à prática: Como abrir um chamado? Entre na ferramenta com seu login e senha de rede (a mesma que

Leia mais

Service Desk. IT Management Software. Certified Partner

Service Desk. IT Management Software. Certified Partner Certified Partner Você não está precisando melhorar a qualidade do suporte técnico de sua empresa, reduzir radicalmente o tempo de resposta e gerir com as melhores práticas os processos de serviço? Atualmente,

Leia mais

Sistema de chamados técnicos GUIA DO USUÁRIO. Sistema helpdesk GLPI CIC/EST

Sistema de chamados técnicos GUIA DO USUÁRIO. Sistema helpdesk GLPI CIC/EST Sistema de chamados técnicos GUIA DO USUÁRIO Sistema helpdesk GLPI CIC/EST Agenda Importância do sistema Entender o processo Acessar o sistema Gerenciar o chamado Outubro/2014 http://helpdesk.cic.unb.br

Leia mais

C.P.A COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

C.P.A COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO FACULDADE DA IGREJA MINISTÉRIO FAMA C.P.A COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO Ensino de Qualidade e Compromisso com o Futuro PARTE 2 GOIÂNIA 2012.2 2 APRESENTAÇÃO O presente relatório é resultado parcial da

Leia mais

Normas para o Administrador do serviço de e-mail

Normas para o Administrador do serviço de e-mail Normas para o Administrador do serviço de e-mail Os serviços de e-mails oferecidos pela USP - Universidade de São Paulo - impõem responsabilidades e obrigações a seus Administradores, com o objetivo de

Leia mais

Impactos da Gerência de Porta 25 para os Sistemas Autônomos no Brasil ou Agora Vai! :-)

Impactos da Gerência de Porta 25 para os Sistemas Autônomos no Brasil ou Agora Vai! :-) Impactos da Gerência de Porta 25 para os Sistemas Autônomos no Brasil ou Agora Vai! :-) Cristine Hoepers cristine@cert.br Klaus Steding-Jessen jessen@cert.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PGFN Departamento de Gestão Corporativa - DGC Coordenação-Geral de Tecnologia da Informação - CTI CATÁLOGO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Infraestrutura

Leia mais

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Resumo. Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Autor: Danilo Humberto Dias Santos Orientador: Walteno Martins Parreira Júnior Bacharelado em Engenharia da Computação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014 RESOLUÇÃO Nº 83, DE 30 DE OUTUBRO DE 2014 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sessão de 30/10/2014, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Artigo 19, Inciso XVII do

Leia mais

O panorama do mercado educativo em saúde no Brasil

O panorama do mercado educativo em saúde no Brasil Indicadores das Graduações em Saúde Estação de Trabalho IMS/UERJ do ObservaRH O panorama do mercado educativo em saúde no Brasil Como consequência de políticas governamentais implementadas com o objetivo

Leia mais

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral Prof. Paulo A. Neukamp Mallware (Parte 01) Objetivo: Descrever de maneira introdutória o funcionamento de códigos maliciosos e os seus respectivos impactos. Agenda

Leia mais

21/IN01/DSIC/GSIPR 00 08/OUT/14 1/12

21/IN01/DSIC/GSIPR 00 08/OUT/14 1/12 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações ORIGEM N ú m e r o da N o r m a C o m p l e m e n t a r R e v i s ã o E m i s s ã o F

Leia mais

Fórum IPv6 Plano de Disseminação do Uso IPv6

Fórum IPv6 Plano de Disseminação do Uso IPv6 Fórum IPv6 Plano de Disseminação do Uso IPv6 Novembro 2014 Competência da SLTI Propor políticas, planejar, coordenar, supervisionar e orientar normativamente as atividades: de administração dos recursos

Leia mais

ANÁLISE DA NOTA TÉCNICA DPREV/ATUÁRIA 034/2015 PROJETO DE LEI 252/2015

ANÁLISE DA NOTA TÉCNICA DPREV/ATUÁRIA 034/2015 PROJETO DE LEI 252/2015 ANÁLISE DA NOTA TÉCNICA DPREV/ATUÁRIA 034/2015 PROJETO DE LEI 252/2015 Este parecer tem por objetivo analisar atuarialmente o Projeto de Lei 0252/2015 que Dispõe sobre a Reestruturação do Plano de Custeio

Leia mais

Estudo de Caso 22. Figura 4 Console da TEC*. *Alguns dados foram removidos atendendo a política de segurança da informação da empresa.

Estudo de Caso 22. Figura 4 Console da TEC*. *Alguns dados foram removidos atendendo a política de segurança da informação da empresa. 2 Estudo de Caso O gerenciamento de serviços é um fator crítico para a organização em análise, os processos devem garantir os acordos de níveis de serviços estabelecidos com os clientes. Destarte, a atividade

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO RM Agilis Manual do Usuário Ouvidoria, Correspondência Interna, Controle de Processos, Protocolo Eletrônico, Solicitação de Manutenção Interna, Solicitação de Obras em Lojas,

Leia mais

07/IN01/DSIC/GSIPR 00 06/MAI/10 2/8 1. OBJETIVO

07/IN01/DSIC/GSIPR 00 06/MAI/10 2/8 1. OBJETIVO 07/IN01/DSIC/GSIPR 00 06/MAI/10 1/8 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações DIRETRIZES PARA IMPLEMENTAÇÃO DE CONTROLES DE ACESSO

Leia mais

PAINEL GERENCIADOR DE E-MAILS

PAINEL GERENCIADOR DE E-MAILS Este manual foi criado com o objetivo de facilitar o gerenciamento de suas contas de e-mail. Com ele, o administrador poderá criar e excluir e-mails, alterar senha, configurar redirecionamento de contas,

Leia mais

Melhora nos indicadores da presença feminina no mercado de trabalho não elimina desigualdades

Melhora nos indicadores da presença feminina no mercado de trabalho não elimina desigualdades A INSERÇÃO DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO DE PORTO ALEGRE NOS ANOS 2000 Boletim Especial: Dia Internacional das Mulheres MARÇO/2010 Melhora nos indicadores da presença feminina no mercado de trabalho

Leia mais

Glossário Treinamento OTRS Help Desk

Glossário Treinamento OTRS Help Desk Glossário Treinamento OTRS Help Desk Sumário Glossário Help Desk... 3 Chamado ou Ticket...3 Artigos...3 Estado do chamado, estado ou status...3 Novo...3 Aberto...3 Agrupado (merged)...3 Fechado com solução

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE

ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE ORIENTAÇÃO TÉCNICA SICOM - CONTABILIDADE O principal objetivo do SICOM é exercer um controle concomitante dos atos e fatos realizados nas administrações públicas, criando condições para identificar de

Leia mais

Sistema de HelpDesk da SESAU Guia do Usuário

Sistema de HelpDesk da SESAU Guia do Usuário Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas SESAU Coordenadoria Setorial de Gestão a Informática - CSGI Sistema de HelpDesk da SESAU Guia do Usuário Maceió 06/02/2012 Técnico Responsável: Bruno Cavalcante

Leia mais

Glossário. Treinamento OTRS Help Desk

Glossário. Treinamento OTRS Help Desk Glossário Treinamento OTRS Help Desk Sumário Glossário Help Desk...3 Glossário ITSM...7 Índice Remissivo...9 Página 2 Glossário Help Desk Chamado ou Ticket Um chamado (ou ticket como também é conhecido),

Leia mais

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO 10/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações Inventário e Mapeamento de Ativos de Informação nos

Leia mais

Número: 00190.010534/2012-04. Unidade Examinada: Município de Diadema/SP

Número: 00190.010534/2012-04. Unidade Examinada: Município de Diadema/SP Número: 00190.010534/2012-04 Unidade Examinada: Município de Diadema/SP Relatório de Demandas Externas n 00190.010534/2012-04 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de controle

Leia mais

4. DEFINIÇÕES As definições estão no documento Política de Utilização da Rede Local CELEPAR, disponível em www.cooseg.celepar.parana.

4. DEFINIÇÕES As definições estão no documento Política de Utilização da Rede Local CELEPAR, disponível em www.cooseg.celepar.parana. Páginas 1 / 5 1. OBJETIVO Estabelecer procedimentos para a utilização da Internet. 2. ÂMBITO DA APLICAÇÃO Aplica-se a todos os usuários da Rede Local CELEPAR. 3. PALAVRAS-CHAVES Rede Local, Internet, Intranet.

Leia mais

Universidade Federal da Bahia Superintendência de Tecnologia da Informação. Termo de Uso do sistema ufbam@il

Universidade Federal da Bahia Superintendência de Tecnologia da Informação. Termo de Uso do sistema ufbam@il Página: 1 / 5 1. Apresentação 1.1 O presente Termo de Uso tem por objetivo regulamentar a utilização do sistema de comunicação e colaboração da Universidade Federal da Bahia ufbam@il, fornecido pela STI/UFBA.

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO PELA EDUCAÇÃO - MPEDUC ESCOLA COM PARTICIPAÇÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO PELA EDUCAÇÃO - MPEDUC ESCOLA COM PARTICIPAÇÃO MINISTÉRIO PÚBLICO PELA EDUCAÇÃO - MPEDUC ESCOLA COM PARTICIPAÇÃO APRESENTAÇÃO O Ministério Público pela Educação MPEDUC é um projeto que foi desenvolvido em parceria pelo Ministério Público Federal/Procuradoria

Leia mais

ESET NOD32 ANTIVIRUS 9

ESET NOD32 ANTIVIRUS 9 ESET NOD32 ANTIVIRUS 9 Microsoft Windows 10 / 8.1 / 8 / 7 / Vista / XP Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento O ESET NOD32 Antivirus fornece

Leia mais

PESQUISA SOBRE EMPREGO E RENDA NA REGIÃO NORDESTE SISTEMATIZAÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS RELATIVOS AO PROGER E AO PROTRABALHO

PESQUISA SOBRE EMPREGO E RENDA NA REGIÃO NORDESTE SISTEMATIZAÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS RELATIVOS AO PROGER E AO PROTRABALHO PESQUISA SOBRE EMPREGO E RENDA NA REGIÃO NORDESTE SISTEMATIZAÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS RELATIVOS AO PROGER E AO PROTRABALHO SUDENE Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste DIEESE Departamento Intersindical

Leia mais

ANEXO 15: NECESSIDADES DE CONHECER DA COORDENAÇÃO GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS (CGDEP)

ANEXO 15: NECESSIDADES DE CONHECER DA COORDENAÇÃO GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS (CGDEP) ANEXO 15: NECESSIDADES DE CONHECER DA COORDENAÇÃO GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS (CGDEP) Referentes ao Planejamento Estratégico EIXO 1 - GESTÃO POR COMPETÊNCIAS E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO Objetivo

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES CONSULTA PÚBLICA Nº 32, DE 19 DE JULHO DE 2012

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES CONSULTA PÚBLICA Nº 32, DE 19 DE JULHO DE 2012 AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES CONSULTA PÚBLICA Nº 32, DE 19 DE JULHO DE 2012 Proposta de Política de Segurança da Informação e Comunicações da Anatel O CONSELHO DIRETOR DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES,

Leia mais

Estrutura e Situação da Segurança da Internet no Brasil Cristine Hoepers

Estrutura e Situação da Segurança da Internet no Brasil Cristine Hoepers Estrutura e Situação da Segurança da Internet no Brasil Cristine Hoepers Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil - CERT.br Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto

Leia mais

Manual para uso do HELPDESK

Manual para uso do HELPDESK EXACTUS Suporte e Atendimento - versão 1.0 Página 1 de 14 Manual para uso do HELPDESK Visão Cliente EXACTUS Suporte e Atendimento - versão 1.0 Página 2 de 14 Introdução O serviço possui um pacote com todas

Leia mais

V Prêmio DEST Monografias Empresas Estatais REGULAMENTO

V Prêmio DEST Monografias Empresas Estatais REGULAMENTO Art. 1º Idealizado pelo Departamento de Coordenação e Controle das Empresas Estatais e instituído pela Portaria nº 113, de 1º de junho de 2005, cuja nova denominação foi dada pela Portaria 137, de 9 de

Leia mais

Gabinete da Presidência ATO TRT-GP Nº 153/2014

Gabinete da Presidência ATO TRT-GP Nº 153/2014 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 6ª REGIÃO ATO TRT-GP Nº 153/2014 Estabelece normas complementares à Política de Segurança da Informação, no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da Sexta Região, conforme

Leia mais

Apostila de Gerenciamento e Administração de Redes

Apostila de Gerenciamento e Administração de Redes Apostila de Gerenciamento e Administração de Redes 1. Necessidades de Gerenciamento Por menor e mais simples que seja uma rede de computadores, precisa ser gerenciada, a fim de garantir, aos seus usuários,

Leia mais

FACULDADE 7 DE SETEMBRO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Estágio Regimento Interno

FACULDADE 7 DE SETEMBRO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Estágio Regimento Interno FACULDADE 7 DE SETEMBRO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Regimento Interno Objetivo: Promover a prática profissional para os alunos do Curso de Sistemas de Informação criando as circunstâncias necessárias: ao exercício

Leia mais

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES GOIÁS UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E R N O F E D E R A L P A Í S R

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO PARA IMPLEMENTAR A RECOMENDAÇÃO DA GERÊNCIA DE PORTA 25

ACORDO DE COOPERAÇÃO PARA IMPLEMENTAR A RECOMENDAÇÃO DA GERÊNCIA DE PORTA 25 ACORDO DE COOPERAÇÃO PARA IMPLEMENTAR A RECOMENDAÇÃO DA GERÊNCIA DE PORTA 25 Pelo presente, de um lado COMITÊ GESTOR DA INTERNET NO BRASIL CGI.br, neste ato representado por seu Coordenador Prof. Dr. Virgílio

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GLPI

Manual de Utilização do Sistema GLPI Manual de Utilização do Sistema GLPI Perfil Guest Apresentação Esse manual, baseado no manual GLPI foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo instruir

Leia mais

RANKING DE INTERCÂMBIO

RANKING DE INTERCÂMBIO RANKING DE INTERCÂMBIO Ranking de Intercâmbio A Unimed do Brasil na busca pela qualificação dos processos operacionais do Sistema Unimed, vem trabalhando na modernização do Ranking de Intercâmbio, de forma

Leia mais

FANESE Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe

FANESE Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe 1 FANESE Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe ITIL V2 Service Support Aracaju, Setembro de 2009 EDUARDO DA PAIXÃO RODRIGUES LUCIELMO DE AQUINO SANTOS 2 ITIL V2 Service Support Trabalho de graduação

Leia mais

Melhorias no Tratamento de Incidentes através do Sistema de Gestão de Incidentes de Segurança(SGIS) Rildo Antonio de Souza Edilson Lima Alan Santos

Melhorias no Tratamento de Incidentes através do Sistema de Gestão de Incidentes de Segurança(SGIS) Rildo Antonio de Souza Edilson Lima Alan Santos Melhorias no Tratamento de Incidentes através do Sistema de Gestão de Incidentes de Segurança(SGIS) Rildo Antonio de Souza Edilson Lima Alan Santos Agenda A RNP O CAIS Gestão de Incidentes de Segurança

Leia mais

MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001. Versão 001. Copyright - Todos os direitos reservados

MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001. Versão 001. Copyright - Todos os direitos reservados MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001 Versão 001 MOEBIUS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. PROCEDIMENTO PARA AUMENTO DA PERFORMANCE...4 3. ACESSO AO SISTEMA...5 4. PALAVRAS CHAVE...6 5. PAGINA INICIAL...7 6. STATUS DO

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO APRESENTAÇÃO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Este documento foi elaborado pelo setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (CSGI), criada com as seguintes atribuições: Assessorar a Direção da SESAU

Leia mais

Segurança na Internet Brasileira: Principais Ameaças e

Segurança na Internet Brasileira: Principais Ameaças e Segurança na Internet Brasileira: Principais Ameaças e Recomendações para Prevenção Cristine Hoepers Klaus Steding-Jessen Marcelo H. P. C. Chaves {cristine,jessen,mhp}@cert.br Centro de Estudos, Resposta

Leia mais

Gerência de Redes. Introdução. filipe.raulino@ifrn.edu.br

Gerência de Redes. Introdução. filipe.raulino@ifrn.edu.br Gerência de Redes Introdução filipe.raulino@ifrn.edu.br Introdução Sistemas complexos com muitos componentes em interação devem ser monitorados e controlados. 2 Introdução A de gerência de redes surgiu

Leia mais

CONDIÇÕES DA HOSPEDAGEM

CONDIÇÕES DA HOSPEDAGEM CONDIÇÕES DA HOSPEDAGEM OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA 1.1. As presentes condições tem por objeto a Hospedagem, sem exclusividade, dos Conteúdos de propriedade do CONTRATANTE na revenda NETPCHOST compartilhados

Leia mais

Brasília, DF 03 de setembro de 2015

Brasília, DF 03 de setembro de 2015 Brasília, DF 03 de setembro de 2015 Atividades do NIC.br para Segurança e Estabilidade da Internet no Brasil Cristine Hoepers, D.Sc. Gerente Geral, CERT.br/NIC.br Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.br

Leia mais