LED no Brasil - Casos de estudo. LED no Brasil Casos de estudo. Banco Mundial / IFC Universidade de Sao Paulo / USP AES Eletropaulo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LED no Brasil - Casos de estudo. LED no Brasil Casos de estudo. Banco Mundial / IFC Universidade de Sao Paulo / USP AES Eletropaulo"

Transcrição

1 LED no Brasil - Casos de estudo LED no Brasil Casos de estudo Banco Mundial / IFC Universidade de Sao Paulo / USP AES Eletropaulo

2 LED no Brasil Casos de estudo BANCO MUNDIAL / IFC Luiz A. T. Maurer Megan Mayer

3 LED no Brasil - Casos de estudo UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO / USP Enea Neri Paulo Strazzi

4 LED no Brasil Casos de estudo AES ELETROPAULO Fernando Bacellar

5 Internacional - Casos de estudo Internacional - Casos de estudo Dr Peter Curley Eg. Los Angeles, Birmingham, Gloucestershire Council (UK) London, Dubai / Abu Dhabi event findings

6 Consulta LED: Examplos de questões regionais China / EUA: Histórico de falhas prematuras do LED devido ao amplo mercado com produtos de baixa qualidade. Hong Kong: Austrália: Dubai: Canadá: USA / CEE: Reino Unido: Brasil: Ciclo de 2 a 3 anos / opinião pública forte / questões climáticas extremas Especificações de iluminação reduzidas modelos de negócios enfraquecidos Preocupações com a operação de alta voltagem em temperaturas altas Contratos grandes exigem múltiplos fornecedores padronização do drive Propriedade dos ativos de iluminação poucos incentivos para mudança dos serviços Ex. Capacidade livre para ser usada com iluminação à noite, incentivo limitado para ter mais eficiência energética Na Inglaterra: (5 anos de retorno) X Escócia (8 anos de retorno) Transferência dos ativos e da responsabilidade operacional.

7 LED na Iluminação Pública América do Norte EUA - Resource Knowledge Base: Departamento de Energia: Fichas informativas / Estudos de Casos Municipal Solid State Street Lighting Consortium

8 Estudo de Caso: Los Angeles Objetivos fundamentais Aprimorar a qualidade de iluminação Aumentar de para pontos de iluminação Custo total: USD 57 milhões (empréstimo de USD 40 milhões) Retorno de investimento 7 anos Reduzir o consumo de energia em 60% Economia de energia: USD 7.5 milhões/ano & MWh/ano Economia de manutenção: USD 2.5 milhões/ano Reduzir em toneladas a emissão de CO 2 /ano Instalar o Sistema de Monitorização Remota Adequação da intensidade da luz Early Case Study Progress Updates Refs: Leotek and Dept of Public Works (LA) https://www.mwcog.org/environment/streetlights/downloads/cci%20case%20study%20los%20angeles%20led%20retrofit.pdf

9 Estudo de Caso: Los Angeles Resumo LED Resultados locais Instalações de LED Potência e tamanhos do LED. Temperatura da cor: 4000K Garantia:... 6 years Índice de iluminância:.. 70% at 50k hrs Meta de economia de energia.. >40-45% Temperatura de operação.-20 ~ +50 Min. CRI..65 Peso da Luminária (incl. driver).<12kg* Eficiência da Luminária 68 lm/w min*. Etc *HPS 400W equivalent as of Mar 2012 Ref:

10 Los Angeles Referências: Refs: Leotek and Dept of Public Works (LA)

11 Estudo de Caso- Los Angeles Los Angeles economiza milhões com a implantação do LED Ref: Trust but Verify Nem todas as reclamações dos fabricantes são verdadeiras Realidade x Teoria A mudança de HPS para luz branca com o LED é encarada como um aumento significante dos níveis de luz. A economia energética Com o aperfeiçoamento do LED e com o desenvolvimento da tecnologia por parte dos fabricantes, a economia de energia continuará a crescer. Melhoria de Visibilidade De acordo com a população local, incentivados pelo Departamento de Polícia, a mudança de HPS para luz branca melhorou a visibilidade nas ruas.

12 Iluminação Pública Reino Unido União Europeia Estabelecer metas para aumentar a eficiência energética em 20% até milhões de postes tradicionais da Europa 75% têm mais de 25 anos de idade Iluminação Pública do Reino Unido: 7,4 milhões de postes no Reino Unido A iluminação pública, atualmente, emite 1,3 milhões de toneladas de CO2 * Menos de 10% utilizam LED 30% do orçamento de energia de uma autoridade local é para iluminação pública 50-80% de economia energética são possíveis para cada autoridade É possível uma redução de 200 milhões nos custos anual de energia Existem modelos Financiamento como o self-funding, PPPs, ESCOs and leasing * ~(> ½ m cars) Aumento da lista de cidades que adotaram o LED: Birmingham Sheffield Glasgow Edinburgh Manchester Liverpool

13 Caso de Estudo: Birmingham (Reino Unido) Birmingham é a segunda maior cidade do Reino Unido com uma população de 1.1 mi de habitantes. O Conselho local tem um dos maiores orçamentos anuais de toda a Europa luminárias públicas precisam ser substituídas. 50% destas nos primeiros 5 anos de investimento A modernização com o LED forma parte de um contrato maior de manutenção e de estradas, custando 2.7bn e operando por 25 anos. Fundada por meio de uma parceria público-privada, com a Amey UK fornecendo o serviço. Ref: Amey UK Eurocities presentation Feb 2014 No Reino Unido estamos começando a observar um efeito dominó com mais e mais conselhos locais olhando para a tecnologia LED

14 Estudo de caso: Birmingham (Reino Unido) Adoção de sistema de gerenciamento centralizado por Wireless Os operadores utilizam controles para ajustara intensidade da iluminação, em tempo real, via wireless, de acordo com o que está acontecendo na área monitorada. Atingir 50% de eficiência energética e de custos (~ 2m / yr) por meio de : Aumento do controle de resultados ópticos Capacidade de adequação da intensidade de iluminação (dimming) Aumento na confiabilidade e redução de custos de manutenção. A possibilidade de direcionamento torna a iluminação mais uniforme e possibilita: Melhoria na visibilidade Redução da poluição luminosa Aumento da segurança na comunidade usuários de estradas, pedestres, ciclistas, etc. Ref: Amey UK Eurocities presentation Feb 2014

15 Estudo de caso: Gloucestershire (Reino Unido) Com luminárias públicas, consumindo 20,5 GWh de eletricidade por ano, a um custo de 2m, e representando 53% da pegada de CO 2 do condado O Conselho aprovou uma meta de redução de carbono, 60% em 2020/21. Os custos de eletricidade estão subindo vertiginosamente (57% dos gastos de serviços). Projetos iniciais de eficiência energética - (dimming nas estradas principais, iluminação rural em parte da noite, alguns LEDs) Além disso, a redução de energia exige investimentos significativos. A não substituição das luminárias públicas levaria a um serviço insustentável de iluminação Litigação dos riscos a partir da rua e impactos de segurança da comunidade. Impactos na Reputação. Risco da economia durante a noite Aumento da responsabilidade nos termos da Carbon Reduction Commitment Energy Efficiency Scheme, Fase 2 em diante (abril de 2014), e incapacidade de cumprir meta de redução de CO 2.

16 Estudo de Caso: Gloucestershire (Reino Unido) A adoção do LED Gloucestershire tem utilizado iluminação por dimming nas principais rodovias além de implementar o partial night lighting. Explorando os benefícios do LED: Até 50% de redução no consumo de energia (Atualmente 20,5 GWh / ano). Permitir o uso de dimming para qualquer nível de emissão de luz de acordo com com a diminuição correspondente no uso de energia. Baixa manutenção e menos falhas - redução de 70% nos custos de manutenção Melhor qualidade de luz Redução da poluição luminosa Julho 2014: Conselho do Condado de Gloucestershire está adotando a energia eficiente iluminação pública LED. Gloucestershire vai gastar 21mi em substituição da iluminação pública ao longo dos próximos cinco anos. Buscando um contratante para assumir o projeto de substituição desta iluminação pública e de sua manutenção no valor de 32mi, em um prazo máximo de 12 anos.. O Conselho considera que, adotando esta mudança, será possível economizar 17mi ao longo dos próximos 25 anos.

17 Consulta: Resumo do Evento de Londres 29 de abril, Londres Convocados os 35 principais representantes de conselhos municipais, prestadores de serviços, associações comerciais, organizações de financiamento e agências governamentais no centro de Londres. Reconhecida a necessidade de uma melhor orientação e recomendações para o Conselho local Suporte para avançar, listas de verificação, orientação sobre escopo, LEDs, CMS, Smart etc. As cidades precisam de conselhos sobre a estruturação ideal de opções de financiamento / construção de um projeto. Direcionando para uma melhor coordenação com e entre conselhos vizinhos / cidades Buscando mais colaborações para evitar a duplicação ensaios / testes Oportunidade para negociar, em conjunto, com os fornecedores de iluminação e prestadores de serviço. Chamada de apoio central para o desenvolvimento do projeto Maior priorização da eficiencia energética na iluminação nível governamental Medidas e incentivos promoção dentro do Grupo Parlamentar do Reino Unido / GIB / SFT. Apoio inicial às cidades para trazer consultores financeiros e técnicos para ajudar localmente um business case. GIB e SFT: chamada para recursos centralizados para ajudar Conselhos a seguirem em frente. GIB: Green Investm. Bank SFT: Scottish Futures Trust

18 Consulta: Evento de Dubai 29 de maio - Dubai, com o Conselho Supremo de Energia de Dubai (DSCE). Convocou mais de 30 representantes do município de Dubai, agências governamentais, fornecedores de produtos, serviços e financiamento. Foco na capacidade da tecnologia LED em operar com alta potência no calor extremo Barreira fundamental remanescente para ser superada em Dubai e no Oriente Médio. Entender como a iluminação LED se encaixa na estratégia mais ampla da cidade para Dubai. Apresentações sobre Demand Side Management Strategy for Dubai, pelo DSCE, RTA e Prefeitura de Dubai. Apresentar soluções, estudos de caso e resultados de outras cidades Apresentações sobre os princípios de funcionamento LED e gerenciamento de calor para ambientes extremos. Cenários abrangidos e especificações para o uso confiável de LED em altas temperaturas. Apresentação de modelos de financiamento e modelos de negócios aplicáveis localmente.

19 COFFEE BREAK COFFEE BREAK

20 Grupo de Trabalho Grupo de trabalho: tecnologia LED e questões técnicas Introdução: The Climate Group Dr Peter Curley

21 LED Alguns princípios Light emitted Ref: Dubai Workshop - Abdo Rouhana May 2014

22 Sistemas de LED LED Package Ref: Dubai Workshop - Abdo Rouhana May 2014

23 A Confiabilidade do Sistema LED Confiabilidade do Sistema Tempo de vida útil das fontes de luz LED Tempo de vida da Luminária Projeção do índice de iluminância Confiabilidade dos componentes Ambiente, temperatura de funcionamento interno, drive atual. Design Térmico, qualidade dos componentes, picos de energia, infiltração de umidade, etc.. Driver: Qualidade dos componentes Picos de energia Umidade Habitação: Dissipador de calor temperatura do LED Proteção ambiental Vibrações Ref: Dubai Workshop - Abdo Rouhana May 2014

24 LED: Luz Branca Temperaturas/Cores Color temperature (CCT) / Kelvin Color rendering index CRI Efficacy [lm/w] Warm white Neutral white Cool White >110 >120 > 130 For discussion Ref: Dubai Workshop - Abdo Rouhana May 2014 and LEDinsider

25 Exemplos Exemplos da Depreciação do Lumen Ref: fkk.ru Ref: LEDsmagazine

26 Auxílio nas opções de LED EXEMPLOS DE ECONOMIA DE ENERGIA PRINCIPAIS ECONOMIAS DE ENERGIA LUMINÁRIAS LED / ILUMINAÇÃO APENAS A EFICIÊNCIA DO LED CONTROLES ON/OFF Residencial > LUMINÁRIAS LED / COM DIMMERS E TEMPORIZADORES EMBUTIDOS LUMINÁRIAS INTELIGENTES BENEFÍCIOS DA OTIMIZAÇÃO POR TRIMMING, COM CONTROLES ON/OFF DE TIMERS E DIMMERS, SEM CONTROLE CENTRAL CONTROLES SMART / FUTURE PROOFING Residencial > LUMINÁRIAS LED / COM SISTEMA DE CONTROLE CENTRAL CENTRO DA CIDADE COM CONTROLES WIRELESS : ESTRATÉGIAS FLEXÍVEIS DE DIMMING, MONITORAMENTO DE DESEMPENHO E LINKS PARA OUTROS SERVIÇOS URBANOS Centros e Principais Hubs> LUMINÁRIAS LED / INTEGRAÇÃO DA REDE DE SERVIÇOS EM SMART CITY ECONOMIA DE ENERGIA ADICIONAL MÍNIMA POSSÍVEIS SERVIÇOS ADICIONAIS RELACIONADOS AO TRÁFEGO / SENSORES PÚBLICOS / TEMPO, ETC. (MUITOS SERVIÇOS AINDA INDEFINIDOS)

27 Consulta: Gestão centralizada e Tecnologias 'inteligentes' Em áreas residenciais nós apenas precisamos que as luzes se acendam e apaguem e economizem energia. Sistemas de Gestão Centralizada: Permitir a reprogramação de serviços de iluminação Ajustar dimming / trimming Monitorar economia de energia, falhas, manutenção Possibilidade de conexão a outros serviços municipais Futuro acesso a conceitos de cidades Inteligentes Onde são realmente necessárias luminárias inteligentes com sensor on/off? As luminárias pré-definidas inteligentes podem ser suficientes para uma área residencial? MONITORAMENTO DE TRÁFEGO EVENT RESPONSE EMERGENCIES MONITORAMENTO DE POLUIÇÃO OUTROS EX. TRIANGULAÇÃO DE DISPARO DE ARMA MONITORAMEN TO DE PEDESTRES ILUMINAÇÃO PÚBLICA SISTEMA DE GESTÃO CENTRALIZADA CMS Sensores de movimento e luz inteligente podem ser instalados quando necessário CCTV MONITORAMENTO DA SEGURANÇA SENSORES CLIMÁTICOS MONITORAMENTO DE RADIAÇÕES SENSORES DE FUMAÇA / FOGO

28 Consulta: Demonstrando o potencial de economia energética Exemplos de projetos com LED estão crescendo Dados do mundo real demonstrando A economia real e todo o potencial dos LEDs Exemplos de LED amplamente aplicáveis para as cidades DOE(link) [ Energy Use = Areas under the curves ] Soluções para sensores inteligentes Não é amplamente aplicável nas cidades, mas economias significativas são possíveis

29 Consulta LED: Benefícios Sócio-Econômicos Os seguintes aspectos devem ser monetizados sempre que possível no projeto de LED: Well Being e benefícios visuais Orgulho: A iluminação pública aumenta o orgulho da comunidade e controle social informal Ambiente / Cor: A cor e a direção da luz podem ser utilizados para criar uma nova atmosfera. Segurança nas Estradas / Local Redução de acidentes de trânsito, aumento da segurança pessoal e da percepção de segurança. Redução da criminalidade e do medo de crimes contra pessoas, propriedades e carros. Maior identificação através das CCTV. Benefícios Ambientais/ Saúde Saúde Pública: Redução no nível de iluminação noturna pode reduzir a incidência de câncer. Ecossistema Saudável: Redução na iluminação noturna diminui efeitos sobre processos/ecossistemas ecológicos. Céu Noturno: Direcionalidade dos LEDs contribui para a redução da poluição luminosa noturna. Ambiental: Uso melhorado de materiais, resíduos e reciclagem / Ciclo de vida

30 Consulta LED: Benefícios Sócio-Econômicos Comportamento Público Hubs de iluminação pela cidade podem aumentar a interação social no alvorecer e entardecer. Uma melhor iluminação pode alvancar áreas comerciais e de lazer. Iluminação externa e interna pode atrair novos consumidores para pontos comerciais. Econômico: Crescimento comercial (PIB) A forma como os necócios são feitos Crescimento: Cidades atraentes, modernas e smart podem atrair novos investimentos. Áreas Comerciais Varejo/Produto: Melhores propriedades de renderização de cor LED, maior atratividade de áreas, placas e sinalização. Ambiente mais funcional: eg. melhor ambiente para trabalhadores externos, nos portos, áreas comerciais, centros de distribuição, aeroportos, estações de trem, etc Flexibilidade: A graduação luminosa (dimming) em conjunto com os turnos de trabalho pode otimizar a iluminação, eg. em períodos de maior atividade produtiva e também para serviços de polícia e resgate em locais de acidentes e controle Smart: controles/sistemas transformam trabalhadores de baixa qualificação em trabalhadores afiliados à tecnologia

31 Consulta LED : Questões de saúde pública, mitos remanescentes Relatórios disponíveis quje abrangem o uso de LED, e seus impactos na saúde DOE(USA): Produtos de LED não são mais perigosos que outras tecnologias de iluminação que tem o mesmo CCT. Trafford UK: a proposta do Programa de Iluminação Pública atingiu um mínimo ou nenhum impacto no bem-estar e saúde..comparado aos tipos de iluminação que já são usados.

32 Grupo de Trabalho INMETRO PRESENTATION Alexandre Paes Leme

33 Workshop Áreas de discussão Palestrante: Normas e Garantias Desempenho do LED : Eficiência, tendências, índice de iluminância A seleção dos projetos: Retrofit / Substituição / Atualização do Sistema Sistemas de Gestão Centralizada Tecnologias Intelligents / Smart

34 Workshop Discussion A Tecnologia LED Discussion LED Technology

35 Grupo de Trabalho Grupo de trabalho: Modelos de negócios e financiamentos SP Negócios / Prefeitura de Sao Paulo Banco Mundial / IFC Desenvolve SP / Agência de Desenvolvimento Paulista

36 Grupo de trabalho: Modelos de negócios e financiamentos SP NEGÓCIOS PREFEITURA DE SÃO PAULO Marco Aurélio Barcelos da Silva [Speech]

37 Grupo de trabalho: Modelos de negócios e financiamentos BANCO MUNDIAL / IFC Luiz A. T. Maurer Megan Mayer

38 Grupo de trabalho: Modelos de negócios e financiamentos DESENVOLVE SP / AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO PAULISTA Billy Rod Guimarães

39 Workshop Discussion Modelos de financiamento Debate Modelos de negócios e financiamentos

40 Contexto de Barreiras Financeiras Necessidade de financiamento inicial para cobrir os custos de instalação e desenvolvimento de projetos iniciais tem sido um grande obstáculo, sobretudo tendo em conta as pressões sobre as finanças locais. A natureza e a dimensão do financiamento depende muito do processo utilizado: Eg*. $2m Eg*. $5-10m Eg*. $50m+ Algumas barreiras e soluções podem ser específicas para o tipo de processo utilizado *Not limited: For guidance only Alocação de riscos podem ser construídas para se encaixar nas demandas e situações individuais das autoridades locais. As lições importantes sobre o desenvolvilmento do projeto e suas especificações, a transferência de risco, e o melhor uso de todos os financiamentos podem ser aprendidos a partir dos primeiros casos internacionais.

41 TOTAL COST Background de Barreiras Financeiras A redução dos custos de LED, a melhoria no desempenho e o aumento dos preços da energia tem aumentado, significativamente, a instalação de iluminações O período de pay-back varia de 5-15 anos Força e extensão das garantias foram fortalecidas LED Savings Break Even Initial Fixture Cost Energy Costs Quando combinado com benefícios ambientais e sociais, um boom no lançamento de novos projetos LED são esperados. LED Source Traditional HID source Operating Time Replacement and Maintenance Costs

42 Conclusões / Próximas etapas / Palavras finais Conclusões / Próximas etapas / Palavras finais Conclusions and next steps

43 Summary For further information please contact: Dr Ben Ferrari, Climate Group; Dr Peter Curley, Climate Group Aline Cardoso Barabinot Bruna Guerrieri, Orbiz

ENERGY EFFICIENCY INDICATOR

ENERGY EFFICIENCY INDICATOR ENERGY EFFICIENCY INDICATOR Resultados 2011 Parceiros Brasil 1 A PESQUISA ENERGY EFFICIENCY INDICATOR Em sua quinta edição, a pesquisa atingiu quase 4 mil respondentes A pesquisa global Energy Efficiency

Leia mais

Otimização do uso do solo

Otimização do uso do solo Otimização do uso do solo Criamos uma cidade compacta, adensada, próxima de meios de transporte de alta capacidade e de paisagens e ecossistemas visualmente atraentes que agregam valor à comunidade. Urbanização

Leia mais

A experiência de Belo Horizonte:

A experiência de Belo Horizonte: A experiência de Belo Horizonte: a construção de uma capital sustentável Vasco de Oliveira Araujo Secretário Municipal de Meio Ambiente Prefeitura de Belo Horizonte Junho 2012 Belo Horizonte e RMBH (34

Leia mais

Otimização do uso do solo

Otimização do uso do solo Otimização do uso do solo Criamos uma cidade compacta, adensada, próxima de meios de transporte de alta capacidade, paisagens e ecossistemas visualmente atraentes e que agregam valor à comunidade. Urbanização

Leia mais

A Importância da Elaboração dos Inventários de Emissões de Gases de Efeito Estufa nas Capitais Brasileiras

A Importância da Elaboração dos Inventários de Emissões de Gases de Efeito Estufa nas Capitais Brasileiras A Importância da Elaboração dos Inventários de Emissões de Gases de Efeito Estufa nas Capitais Brasileiras Emilio Lèbre La Rovere Coordenador, CentroClima/LIMA/PPE/COPPE/UFRJ 2º Encontro dos Secretários

Leia mais

Mensagens ambientais da HP

Mensagens ambientais da HP Mensagens ambientais da HP Definição da promessa Projeto para o meio ambiente Por ser líder ambiental há décadas no setor tecnológico, a HP faz a diferença com um projeto abrangente de estratégia ambiental,

Leia mais

Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente

Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente São Paulo, 2 de Julho de 2015 Eduardo Koki Iha Smart Cities & Inovação IoT eduardo.iha@telefonica.com - @kokiiha 1 Por que Cidades Inteligentes?_

Leia mais

Pesquisa Energy Efficiency Indicator 2011 Resultados - Parceiros Brasil. Resumo - Resultados Parceiros Brasil

Pesquisa Energy Efficiency Indicator 2011 Resultados - Parceiros Brasil. Resumo - Resultados Parceiros Brasil Pesquisa Energy Efficiency Indicator 2011 Resultados - Parceiros Resumo - Resultados Parceiros Agosto de 2011 Introdução A quinta edição da pesquisa anual Energy Efficiency Indicator, analisou a opinião

Leia mais

Soluções Empresariais. Business Remote Monitoring Solutions

Soluções Empresariais. Business Remote Monitoring Solutions Soluções Empresariais Business Remote Monitoring Solutions «A energia é hoje um bem escasso e dispendioso. Utilizá-la com rigor, de forma eficiente e sem desperdício, é o nosso desafio todos os dias» Isa

Leia mais

A PPP VIABILIZANDO A TROCA DE PONTOS DE LUZ DA CIDADE DE SÃO PAULO POR LUMINARIA DE LED. Luciano Haas Rosito

A PPP VIABILIZANDO A TROCA DE PONTOS DE LUZ DA CIDADE DE SÃO PAULO POR LUMINARIA DE LED. Luciano Haas Rosito A PPP VIABILIZANDO A TROCA DE PONTOS DE LUZ DA CIDADE DE SÃO PAULO POR LUMINARIA DE LED Luciano Haas Rosito 1 Professor de cursos de iluminação pública e iluminação de exteriores no Brasil e exterior;

Leia mais

CDE Agências Bancárias

CDE Agências Bancárias CDE Agências Bancárias Andreia Carreiro Innovation Project Manager acarreiro@isa.pt Agenda 1. ISA Intelligent Sensing Anywhere S.A. ; 2. CDE BES Banco Espirito Santo; 1. Motivação; 2. Objetivos; 3. Dados

Leia mais

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de

O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de Aula 02 1 2 O Gerenciamento Organizacional de Projetos (GOP) pode ser descrito como uma estrutura de execução da estratégia coorporativa, com objetivo de alcançar melhor desempenho, melhores resultados

Leia mais

Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo. Paulo R. Feldmann- FEA USP

Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo. Paulo R. Feldmann- FEA USP Mobilidade Urbana e Competidores do Motor de Combustão Interna: o desafio da eficiência versus o custo Paulo R. Feldmann- FEA USP Nossa experiência no IEE A recarga da bateria de 1 V.E. requer 24 kwh equivalente

Leia mais

Energias do Brasil-EDP

Energias do Brasil-EDP Prezados Senhores Energias do Brasil-EDP Atendendo orientação dos procedimentos da Consulta Pública em assunto, estamos encaminhando abaixo as contribuições do Grupo EDP - Energias do Brasil, a propósito

Leia mais

Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS

Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS Transcrição: Perguntas mais frequentes (FAQs) sobre o PDS Modelo operacional Qual é o modelo organizacional do PDS? Trabalhamos bastante para chegar ao modelo organizacional certo para o PDS. E aplicamos

Leia mais

CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC

CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC Projeto 130117 CECOMTUR EXECUTIVE HOTEL Florianopolis - SC Projeto 130117 Cenario Atual tipo de iluminaçao consumo unitario quantidade consumo Kw/h Tubo fluorescente

Leia mais

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL Guia KIP Green Eco A cor da KIP É VERDE A KIP tem um compromisso com o desenvolvimento de projetos de produtos que promovam a saúde e a sustentabilidade ambiental. A nossa meta é melhorar e aprimorar de

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

Dream Energis. Sistema de Eficiência Energética A forma inteligente de medir e controlar a sua energia. Dream Code

Dream Energis. Sistema de Eficiência Energética A forma inteligente de medir e controlar a sua energia. Dream Code Dream Energis Sistema de Eficiência Energética A forma inteligente de medir e controlar a sua energia Dream Code Como podemos ajudá-lo a poupar energia? Estimativa de18% de poupança de energia todos os

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos

Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Gerenciamento de Serviços de TI ITIL v2 Módulo 1 Conceitos básicos Referência: An Introductory Overview of ITIL v2 Livros ITIL v2 Cenário de TI nas organizações Aumento da dependência da TI para alcance

Leia mais

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL COMITÊ NACIONAL BRASILEIRO. SOLUÇÕES INTEGRADAS EM ÁGUA E ENERGIA ELÉTRICA Tema 3: Eficiência Energética

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL COMITÊ NACIONAL BRASILEIRO. SOLUÇÕES INTEGRADAS EM ÁGUA E ENERGIA ELÉTRICA Tema 3: Eficiência Energética COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL COMITÊ NACIONAL BRASILEIRO V CIERTEC - SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE GESTÃO DE PERDAS, EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA E PROTEÇÃO DA RECEITA NO SETOR ELÉTRICO Área

Leia mais

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento. Paulo Oliveira

6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento. Paulo Oliveira 6º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento Paulo Oliveira A aspiração é tornar o Brasil um polo de uma rede regional interconectada, com conexões globais otimizadas Modelo relacional atual Estrutura

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

Objetivo. 0 Conceitos. 0 Funcionalidades. 0 Desafios. 0 Experiências de Implantação

Objetivo. 0 Conceitos. 0 Funcionalidades. 0 Desafios. 0 Experiências de Implantação Objetivo 0 Conceitos 0 Funcionalidades 0 Desafios 0 Experiências de Implantação Smart Grid Conceitos 0 NÃO é só Medição Eletrônica e Telecom!! 0 Envolve conhecimentos sobre: 0 Tecnologia, Padrões, Normas

Leia mais

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS Vanice Ferreira 12 de junho de 2012 GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais DE QUE PROCESSOS ESTAMOS FALANDO? GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais

Leia mais

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO)

EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA OPERACIONAL (PTO) EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 CONCESSÃO PARA AMPLIAÇÃO, MANUTENÇÃO E EXPLORAÇÃO DOS AEROPORTOS INTERNACIONAIS BRASÍLIA CAMPINAS GUARULHOS EDITAL DO LEILÃO Nº 2/2011 ANEXO 9 DO CONTRATO PLANO DE TRANSFERÊNCIA

Leia mais

Programa de Gestão Técnica de Contas

Programa de Gestão Técnica de Contas Programa de Gestão Técnica de Contas Para ajudar os clientes da D2L a maximizar seu investimento na plataforma Brightspace, oferecemos uma experiência de suporte avançada que ultrapassa os benefícios

Leia mais

Inventário de Gases de Efeito Estufa

Inventário de Gases de Efeito Estufa Inventário de Gases de Efeito Estufa Gerenciamento de Informações e Ações Dirigidas Nicole Celupi - Three Phase Gerenciamento de Informações e Ações Dirigidas Institucional A Three Phase foi criada em

Leia mais

Industry Lighting Sinta o poder da luz. Jorge Lourenço Philips Lighting Solutions Outubro 2012

Industry Lighting Sinta o poder da luz. Jorge Lourenço Philips Lighting Solutions Outubro 2012 Industry Lighting Sinta o poder da luz Jorge Lourenço Philips Lighting Solutions Outubro 2012 ÍNDICE 1. Iluminação e Eficiência Energética 2. Parâmetros de Qualidade e Normas 3. Tecnologia e Soluções 4.

Leia mais

Consumo Consciente Energia Elétrica

Consumo Consciente Energia Elétrica Consumo Consciente Energia Elétrica Agosto 2010 Planeta SUSTENTABILIDADE NO CONSUMO Incentivo ao consumo responsável e consciente IMPORTÂNCIA DA ENERGIA PARA O GRUPO Compra energia elétrica de 23 concessionárias

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Introdução A proposta de Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes

Leia mais

Visão Geral do Smart Grid Pedro Jatobá Eletrobrás

Visão Geral do Smart Grid Pedro Jatobá Eletrobrás Visão Geral do Smart Grid Pedro Jatobá Eletrobrás Tendências do Setor Energético Mundial Aumento da demanda global Elevação no preço da energia Pressão para o uso de fontes renováveis Aumento da complexidade

Leia mais

Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE. Plano de Metas EP+20 +5. O O que diz a AGENDA AMBIENTAL. Reaproveitamento de águas de chuva METAS:

Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE. Plano de Metas EP+20 +5. O O que diz a AGENDA AMBIENTAL. Reaproveitamento de águas de chuva METAS: Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE Plano de Metas EP+20 +5 O O que diz a AGENDA AMBIENTAL ÁGUA Reaproveitamento de águas de chuva Tratamento de águas cinzas Fitodepuração do Rio Rainha 1.

Leia mais

GERENCIAMENTO PELO LADO DA DEMANDA - MÉTODOS DIRETO, INDIRETO E INCENTIVADO

GERENCIAMENTO PELO LADO DA DEMANDA - MÉTODOS DIRETO, INDIRETO E INCENTIVADO STC/ 13 17 à 22 de outubro de 1999 Foz do Iguaçu Paraná - Brasil SESSÃO TÉCNICA ESPECIAL CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA (STC) GERENCIAMENTO PELO LADO DA DEMANDA - MÉTODOS DIRETO, INDIRETO E INCENTIVADO

Leia mais

16 Eficiência Energética

16 Eficiência Energética 16 Eficiência 412 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Contextualização A eficiência energética pode ser definida como o desempenho de conversão de um sistema energético. Em outras palavras, representa o quanto de energia

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

Projeto Smart Grid. Visão Geral

Projeto Smart Grid. Visão Geral Projeto Smart Grid Visão Geral Contextualização Sobre o Smart Grid Smart Grid Light Estratégia da Light para os próximos anos 2 3-8 usinas - 98 SE - 111 SE - 7.500 2500 circuitos 19.685 km 1045 Dispositivos

Leia mais

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional Instrumentos financeiros

aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional Instrumentos financeiros aplicação dos instrumentos financeiros dos FEEI O Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional Os instrumentos financeiros cofinanciados pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional são uma forma eficiente

Leia mais

DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS

DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS DIMENSÃO MUDANÇAS CLIMÁTICAS CONTEÚDO CRITÉRIO I - POLÍTICA... 2 INDICADOR 1: COMPROMISSO, ABRANGÊNCIA E DIVULGAÇÃO... 2 CRITÉRIO II GESTÃO... 3 INDICADOR 2: RESPONSABILIDADES... 3 INDICADOR 3: PLANEJAMENTO/GESTÃO

Leia mais

I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N

I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N I D C A N A L Y S T C O N N E C T I O N Dan Vesset Vice-presidente de Programa, Business Analytics P r át i cas recomendadas para uma estr a t ég i a d e B u s i n e s s I n teligence e An a l yt i c s

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

Banco Interamericano de Desenvolvimento Patrick Doyle Patrickd@iadb.org. Agosto 2015

Banco Interamericano de Desenvolvimento Patrick Doyle Patrickd@iadb.org. Agosto 2015 Banco Interamericano de Desenvolvimento Patrick Doyle Patrickd@iadb.org Agosto 2015 Desde 1959 A principal fonte de financiamento para o desenvolvimento da América Latina e Caribe 26 Países Conta com 26

Leia mais

Smart home. Fazendo da tecnologia smart home uma realidade. GfK 2015. GfK 2015 GfK smart home study 1

Smart home. Fazendo da tecnologia smart home uma realidade. GfK 2015. GfK 2015 GfK smart home study 1 Smart home Fazendo da tecnologia smart home uma realidade GfK 2015 GfK 2015 GfK smart home study 1 Conteúdos 1 2 3 Potencial de mercado Os nossos insights O seu crescimento através do conhecimento GfK

Leia mais

Em busca da qualidade de

Em busca da qualidade de Diretoria de Gestão Corporativa-DG empresa Em busca da qualidade de gestão Inovações tecnológicas e gerenciais possibilitam mais eficiência à Eletrobras Furnas texto Leonardo da Cunha Valorizar o capital

Leia mais

Sua empresa focada no seu core business. Otimização direcionada. Facility Management próximo aos seus processos operacionais.

Sua empresa focada no seu core business. Otimização direcionada. Facility Management próximo aos seus processos operacionais. Sua empresa focada no seu core business. Otimização direcionada. Facility Management próximo aos seus processos operacionais. Transformando desafios em oportunidades. Novas dimensões de eficácia requerem

Leia mais

Competitividade Sustentável. Pesquisa e Desenvolvimento da Gestão e Inovação para a Sustentabilidade das Organizações

Competitividade Sustentável. Pesquisa e Desenvolvimento da Gestão e Inovação para a Sustentabilidade das Organizações Competitividade Sustentável Pesquisa e Desenvolvimento da Gestão e Inovação para a Sustentabilidade das Organizações A Origem do LACOS PGQP e PUCRS assinaram em 21 de novembro de 2011 um Protocolo de Intenções

Leia mais

ÍNDICE SERTÃ... 4 COMPROMISSOS... 5 MIRADOURO DE S. MACÁRIO... 7 JARDIM DE CERNACHE DO BONJARDIM... 10

ÍNDICE SERTÃ... 4 COMPROMISSOS... 5 MIRADOURO DE S. MACÁRIO... 7 JARDIM DE CERNACHE DO BONJARDIM... 10 1 BoPS Sertã ÍNDICE SERTÃ... 4 COMPROMISSOS... 5 Governança... 5 Pacto de Autarcas... 5 Referências de Excelência... 6 MIRADOURO DE S. MACÁRIO... 7 Investimento... 8 Indicadores... 9 JARDIM DE CERNACHE

Leia mais

Benchmarking consumo de energia em edificações

Benchmarking consumo de energia em edificações Benchmarking consumo de energia em edificações O que é Benchmarking? Benchmarking é a criação de um referencial de mercado Benchmarks definem um nível típico de consumo, permitindo a rápida comparação,

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001. Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Curso: Ciências Biológicas - UFAM

SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001. Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Curso: Ciências Biológicas - UFAM SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL: ISO 14001 Material Didático: IBB 254 Gestão Ambiental / 2015 Conceitos Gerais A gestão ambiental abrange uma vasta gama de questões, inclusive aquelas com implicações estratégicas

Leia mais

EEGM Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética. Alvaro Silveira

EEGM Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética. Alvaro Silveira EEGM Mecanismo de Garantia de Eficiência Energética Alvaro Silveira Institucional Quem somos? O Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento (PNUD) é o órgão da Organização das Nações Unidas (ONU)

Leia mais

D-18969-2010. Ao seu lado no hospital

D-18969-2010. Ao seu lado no hospital D-18969-2010 Ao seu lado no hospital 2 Estamos procurando empresas de tecnologia hospitalar que atuem como parceiras, não como apenas fornecedoras. D-18971-2010 D-18972-2010 Soluções terapêuticas efetivas

Leia mais

Boletim Informativo Tecnologia e inovação

Boletim Informativo Tecnologia e inovação Boletim Informativo 01 Buscamos contar com a melhor tecnologia de mineração e processamento disponível e inovar com novas maneiras de operação que irão beneficiar nossos negócios, funcionários, clientes

Leia mais

154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO

154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO 154 a SESSÃO DO COMITÊ EXECUTIVO Washington, D.C., EUA, 16 a 20 de junho de 2014 Tema 5.8 da Agenda Provisória CE154/27 5 de maio de 2014 Original: inglês SITUAÇÃO DO PROJETO PARA A MODERNIZAÇÃO DO SISTEMA

Leia mais

SMART GRID E TENDÊNCIAS NAS REDES DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEAS INTEGRADAS AO PLANEJAMENTO URBANO. Cyro Vicente Boccuzzi Daniel Bento Ricardo Gedra

SMART GRID E TENDÊNCIAS NAS REDES DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEAS INTEGRADAS AO PLANEJAMENTO URBANO. Cyro Vicente Boccuzzi Daniel Bento Ricardo Gedra SMART GRID E TENDÊNCIAS NAS REDES DE DISTRIBUIÇÃO SUBTERRÂNEAS INTEGRADAS AO PLANEJAMENTO URBANO Cyro Vicente Boccuzzi Daniel Bento Ricardo Gedra 1 Apresentação ECOEE Empresa de Engenharia e Consultoria

Leia mais

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico RESUMO EXECUTIVO Objetivo Melhorar a vida dos moradores e ajudálos a serem bem-sucedidos na

Leia mais

INFORMAÇÕES CONECTADAS

INFORMAÇÕES CONECTADAS INFORMAÇÕES CONECTADAS Soluções de Negócios para o Setor de Serviços Públicos Primavera Project Portfolio Management Solutions ORACLE É A EMPRESA Alcance excelência operacional com fortes soluções de gerenciamento

Leia mais

Eficiência Energética e ISO 50.001 Vantagens na Gestão da Energia

Eficiência Energética e ISO 50.001 Vantagens na Gestão da Energia Eficiência Energética e ISO 50.001 Vantagens na Gestão da Energia Setembro de 2014 Clientes COELBA CELPE Neoenergia 9,9 milhões 5,4 milhões 3,3 milhões COSERN COSERN 1,2 milhões CELPE Energia Distribuida

Leia mais

Política de Saúde, Segurança e Meio Ambiente

Política de Saúde, Segurança e Meio Ambiente Política de Saúde, Segurança e Meio Ambiente Política Global Novartis 1 de março de 2014 Versão HSE 001.V1.PT 1. Introdução Na Novartis, nossa meta é ser líder em Saúde, Segurança e Meio Ambiente (HSE).

Leia mais

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Com um processo funcional de planejamento

Leia mais

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social

práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social práticas recomendadas Cinco maneiras de manter os recrutadores à frente da curva social Não há dúvidas de que as tecnologias sociais têm um impacto substancial no modo como as empresas funcionam atualmente.

Leia mais

Ações de Ecoeficiência na Caixa

Ações de Ecoeficiência na Caixa Ações de Ecoeficiência na Caixa Marcos Históricos 2003 Adesão ao Pacto Global 2004 Aprovada Política Ambiental CAIXA 2005: Instalação do Comitê de Política Ambiental; 2007 Criação das GN Meio Ambiente

Leia mais

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática

Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática Posição da indústria química brasileira em relação ao tema de mudança climática A Abiquim e suas ações de mitigação das mudanças climáticas As empresas químicas associadas à Abiquim, que representam cerca

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Soluções inteligentes em energia. Energia para a vida

Soluções inteligentes em energia. Energia para a vida Soluções inteligentes em energia Energia para a vida O Brasil e o mundo contam com a nossa energia. A Prátil é uma empresa de soluções inteligentes em energia, que atua nos segmentos de infraestrutura

Leia mais

Tratados internacionais sobre o meio ambiente

Tratados internacionais sobre o meio ambiente Tratados internacionais sobre o meio ambiente Conferência de Estocolmo 1972 Preservação ambiental X Crescimento econômico Desencadeou outras conferências e tratados Criou o Programa das Nações Unidas para

Leia mais

Eficiência energética nas políticas nacionais das maiores economias mundiais

Eficiência energética nas políticas nacionais das maiores economias mundiais Agenda 1 2 3 4 5 Panorama sobre eficiência energética Eficiência energética nas políticas nacionais das maiores economias mundiais Políticas brasileiras de eficiência energética Eficiência energética na

Leia mais

As Muitas Faces da Demanda Geraldo Guimarães Jr. Presidente Divisão América Latina. Metering, Billing/CRM Latin America 2008, Rio de Janeiro, Brasil

As Muitas Faces da Demanda Geraldo Guimarães Jr. Presidente Divisão América Latina. Metering, Billing/CRM Latin America 2008, Rio de Janeiro, Brasil As Muitas Faces da Demanda Geraldo Guimarães Jr. Presidente Divisão América Latina Os Desafios Desequilíbrio entre oferta e demanda de energia está aumentando; Horários de pico de demanda expõem as redes

Leia mais

Projetos de iluminação residencial

Projetos de iluminação residencial a r t i g o Projetos de iluminação residencial Por Marcela de Carvalho Fontes Como torná-los energeticamente eficientes Desde os tempos mais primórdios, o homem busca a luz como fonte de sobrevivência,

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia Solar para Aquecimento de Água

Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia Solar para Aquecimento de Água Seminário: COPA DO MUNDO DE 2014 NORMATIZAÇÃO PARA OBRAS SUSTENTÁVEIS Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

MLM. Proporcionando Soluções Sustentáveis. www.mlm.uk.com www.mlm.br.com

MLM. Proporcionando Soluções Sustentáveis. www.mlm.uk.com www.mlm.br.com MLM B r a s i l Proporcionando Soluções Sustentáveis www.mlm.uk.com Proporcionando Soluções Sustentáveis A necessidade de desenvolvimento sustentável é amplamente aceita e atualmente é considerada uma

Leia mais

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos

Eficiência operacional no setor público. Dez recomendações para cortar custos Eficiência operacional no setor público Dez recomendações para cortar custos 2 de 8 Introdução Com grandes cortes no orçamento e uma pressão reguladora cada vez maior, o setor público agora precisa aumentar

Leia mais

Soluções CommScope para Data Centers Multi-tenant : Uma vantagem real por parte dos especialistas em infraestrutura crítica

Soluções CommScope para Data Centers Multi-tenant : Uma vantagem real por parte dos especialistas em infraestrutura crítica Soluções CommScope para Data Centers Multi-tenant : Uma vantagem real por parte dos especialistas em infraestrutura crítica Soluções para Data Centers Os data centers multi-tenant estão transformando as

Leia mais

Luminárias a Led na iluminação pública: características técnicas e viabilidade econômica

Luminárias a Led na iluminação pública: características técnicas e viabilidade econômica 40 Capítulo V Luminárias a Led na iluminação pública: características técnicas e viabilidade econômica Por Roberto Sales* As luminárias a Led para iluminação pública (IP) já estão em uso em muitas cidades

Leia mais

ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015

ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015 ABCE REVITALIZADA PLANEJAMENTO 2011-2015 1 Destaques do levantamento de referências de associações internacionais Além dos membros associados, cujos interesses são defendidos pelas associações, há outras

Leia mais

Seja um Profissional em Energia Solar

Seja um Profissional em Energia Solar Seja um Profissional em Energia Solar Nós, da Blue Sol, acreditamos no empoderamento de todos os consumidores de energia elétrica no Brasil através da possibilidade de geração própria da energia consumida.

Leia mais

Requalificação Urbana pela Iluminação Pública (Efficient Lighting) Nuno Canta Vice Presidente Município de Montijo

Requalificação Urbana pela Iluminação Pública (Efficient Lighting) Nuno Canta Vice Presidente Município de Montijo Requalificação Urbana pela Iluminação Pública (Efficient Lighting) Nuno Canta Vice Presidente Município de Montijo Resumo Município de Montijo Desafios Globais Visão Acção Local Boas Práticas Conclusões

Leia mais

Transformação dos negócios de distribuição e os desafios do setor

Transformação dos negócios de distribuição e os desafios do setor Transformação dos negócios de distribuição e os desafios do setor Geraldo Guimarães Jr Diretor para Indústria de Utilities SAP para Utilities Liderança Global no Setor Maior Provedor de Soluções e Aplicações

Leia mais

INDICADOR DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

INDICADOR DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA INDICADOR DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Resultados Brasil 2013 1 Copyright 2013 Johnson Controls, Inc. Indicador de Eficiência Energética 2013 DETALHAMENTO REGIONAL A pesquisa do Indicador de Eficiência Energética

Leia mais

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS. Finanças

COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS. Finanças COMPETÊNCIAS FUNCIONAIS Finanças DESCRIÇÕES DOS NÍVEIS APRENDIZ Aprende para adquirir conhecimento básico. É capaz de pôr este conhecimento em prática sob circunstâncias normais, buscando assistência

Leia mais

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI

AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI CUSTOMER SUCCESS STORY Março 2014 AT&S Ganha Eficiência e Agilidade de Negócio com Melhor Gestão de TI PERFIL DO CLIENTE Indústria: Manufatura Empresa: AT&S Funcionários: 7.500 Faturamento: 542 milhões

Leia mais

Redução da pegada de carbono por colaborador

Redução da pegada de carbono por colaborador Redução da pegada de carbono por colaborador 1 Redução da pegada de carbono por colaborador As atividades da consultoria jurídica são impulsionadoras de impactos ambientais significativos, sobretudo pelas

Leia mais

PROJETOR 1 LED O Projetor1LED foi desenvolvido para substituir a iluminação tradicional de projetores em halogêneo e Iodetos metálicos. A redução dos consumos pode chegar a %. Liga diretamente à rede elétrica

Leia mais

Sustentabilidade no Setor Varejista Brasileiro. Fernando de Castro Presidente

Sustentabilidade no Setor Varejista Brasileiro. Fernando de Castro Presidente Sustentabilidade no Setor Varejista Brasileiro Fernando de Castro Presidente Quem Somos Grupo de empresários preocupados em: o Contribuir com políticas de desenvolvimento para o Brasil o Participação do

Leia mais

Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010

Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010 Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010 Estado de São Paulo Fonte: SSE SP Potencial de redução: 7,9% energia elétrica Potencial de redução: 6,6% petróleo & gás Estado de São Paulo

Leia mais

Inversores de frequência de média tensão Serviços para gerenciar o ciclo de vida, assegurando confiabilidade, disponibilidade e eficiência

Inversores de frequência de média tensão Serviços para gerenciar o ciclo de vida, assegurando confiabilidade, disponibilidade e eficiência Inversores de frequência de média tensão Serviços para gerenciar o ciclo de vida, assegurando confiabilidade, disponibilidade e eficiência 2 Serviços para gerenciar o ciclo de vida dos inversores de média

Leia mais

CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO

CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO CARRO COMPARTILHADO Projeção de crescimento populacional Demanda de energia mundial Impacto ao meio ambiente projeções indicam que os empregos vão CONTINUAR no centro EMPREGOS concentrados no CENTRO

Leia mais

Experiencias en la implementación de la ISO 50.001

Experiencias en la implementación de la ISO 50.001 Experiencias en la implementación de la ISO 50.001 Alberto J. Fossa ONUDI / ICA/Procobre Quito Mayo 2013 Motivación y Justificativas Desafíos y Implementación Novidades e Perspectivas Motivación y Justificativas

Leia mais

GESTÃO DO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA: AÇÕES IMEDIATAS APÓS A TRANSFERÊNCIA DOS ATIVOS

GESTÃO DO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA: AÇÕES IMEDIATAS APÓS A TRANSFERÊNCIA DOS ATIVOS GESTÃO DO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA: AÇÕES IMEDIATAS APÓS A TRANSFERÊNCIA DOS ATIVOS ILUMEXPO 2015 4ª Exposição e Fórum de Gestão de Iluminação Pública Luciana Hamada / Junho 2015 IBAM, MUNICÍPIO E

Leia mais

Contamos com aproximadamente 6 mil colaboradores em postos administrativos e áreas de produção e distribuição.

Contamos com aproximadamente 6 mil colaboradores em postos administrativos e áreas de produção e distribuição. Quem somos: Acuity Brands Lighting, é um dos principais fabricantes de luminárias e sistemas de controles de Iluminação no Mundo, totalizando 1.6 Bilhões de Dólares em vendas anuais. Com sede mundial em

Leia mais

PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS

PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS PROGRAMAS MANTIDOS RESULTADOS ALCANÇADOS OBJETIVO DOS PROGRAMAS PREVENIR ATITUDES INSEGURAS NO TRANSPORTE POR MEIO DA CONSCIENTIZAÇÃO DOS MOTORISTAS. META ATINGIR O NÍVEL ZERO EM ACIDENTES SÉRIOS. PRINCIPAL

Leia mais

Alexandra Serra AdP Águas de Portugal Serviços Ambientais, SA

Alexandra Serra AdP Águas de Portugal Serviços Ambientais, SA Parceria Portuguesa para a Água no centro das decisões da Estratégia Europa 2020 para a Água 16.nov.2012 - eip.on.water Alexandra Serra AdP Águas de Portugal Serviços Ambientais, SA Nexus Água - Energia

Leia mais

Transportar mais com menos

Transportar mais com menos Transportar mais com menos Transportar mais com menos Para a Bosch Termotecnologia, líder internacional no fabrico e exportação de sistemas de aquecimento e de água quente, a eficiência logística das cadeias

Leia mais

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40

Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 Soluções para controle industrial Sistema avançado de controle de traço térmico NGC-40 SOLUÇÕES PARA GERENCIAMENTO TÉRMICO WWW.THERMAL.PENTAIR.COM DIGITRACE NGC-40 O NGC-40 é um avançado sistema modular

Leia mais

IBM Software. Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011

IBM Software. Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011 IBM Software Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Agosto de 2011 2 Otimize seus ambientes de SOA, B2B e nuvem com WebSphere DataPower Destaques Amplie os serviços de negócios

Leia mais

Curso Gestão Pública e Elaboração de Projetos Sustentáveis. Eficiência Energética

Curso Gestão Pública e Elaboração de Projetos Sustentáveis. Eficiência Energética Curso Gestão Pública e Elaboração de Projetos Sustentáveis Eficiência Energética 1 Introduçāo A eficiência energética consiste ter um menor gasto de energia para um mesmo trabalho ou gastar a mesma quantidade

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

Infinite Design System

Infinite Design System Sistema de iluminação de LED com controle inteligente de luminosidade Introdução de BioLED Infinite Design System www.id-sys.co.kr Bioled Tabela de conteúdo 1. Sobre a Empresa 2. Sobre a Tecnologia P.4

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais