RELATÓRIO DE VIABILIDADE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DE VIABILIDADE"

Transcrição

1 RELATÓRIO DE VIABILIDADE A BAPKA havia conquistado um rol de mais de clientes, porém houve perda significativa de mais de 800 pontos de venda entre 2009 e Em 2012 estamos totalizando a recuperação de 420 clientes a ativa, em comparativo a este período, acima mencionado. Foi alcançado um faturamento de R$ ,00 entre 2008 a 2011, na data de hoje, significa que se não houve a queima da marca é mais do que viável a recuperação deste patamar. Não é utopia, são fatos. Se já alcançamos este montante, temos condições de aumentar nossas vendas em no mínimo R$ ,00. Nestes 6 (seis) meses, como demonstrado na planilha de Comparativo de Venda, já ultrapassamos o 1º semestre de 2011 em R$ ,58. Localizar o ponto exato de aproveitamento (produção x estocagem) dos custos fixos, captação de novos clientes em rotas já existentes; suspender a entrega de clientes que não compensem ao deslocamento para entrega é uma maneira de sustentar a viabilidade da continuidade da empresa. Como destacamos nas planilhas anexas, de número de 1 a número 4 foram levantados dados reais: A) Planilha I Parque Fabril; Recuperação de Máquinas; Armazenagem e Estocagem; B) Planilha II Comparativo de Vendas e Quadro de Comparativo de Despesas de Mão de Obra; C) Planilha III Agenda Administrativa/Financeira e predeterminação da capacidade de pagamento se houver redução de juros e correções por parte de fornecedores e parceiros. Trabalhista e Investidores já readequados, redução de débitos no valor de R$ ,00; D) Planilha IV Setor Comercial; E) Planilha V - Clientes e Freezers F) Planilha VI Relação de Ativo Imobilizado Planilha I Área Produção - Sorvetes Bapka Troca de Calor Pasteurizadora Pasteurizadora Banco de Água Mesa de Pesagem Homogenizador lts lts. 150 lts Tanque Lavagem de Peças Saborização Camar a Fria lts lts lts lts Descontínua Descontínua 2 Descontínua 3 P P i Envasad i c ora Pic c o l P e i t c e i r P a i c Palito Flow pack (Embaladora Picolé) Controle de Entrada PA Moreninha Flow Pack (Embaladora Picolé) Embalagens Carimbo

2 PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO DA QUALIDADE E AGILIDADE NA PRODUÇÃO Conserto do Homogeneizador = capacidade de 600l/h ,00 Reforma da embaladora de picolé Del Mack ,00 Válvula celenóide para as tinas de maturação ,00 Troca de canos de água fria (resfriamento tinas de maturação) em cobre ,00 Manutenção de rolamento e peças/produtora descontinua 3 750,00 Balanças de pesagem de sorvetes 8 650,00 Produtora continua com capacidade de 400 l/h - bicos estrangulados p/250 l/h 1 500,00 Selo mecânico da Bomba das produtoras de sorvete continua 3 450,00 Aquecedor de água para as tinas de pasteurização ,00 Fazer protetor (anel nylon) das continuas 3 450,00 Filtros de entrada de água 2 300,00 Reparo nos motores do sistema de pasteurização 2 300,00 Controlador de velocidade da produtora continua 2 300,00 Selo mecânico da Bomba de resfriamento de calda 1 250,00 Total: ,00 PROGRAMA DE EXPANSÃO DE CAPACIDADE DE ARMAZENAGEM Câmara fria com 11,90 X 6,90 c/capacidade para 170 m ,00 PROGRAMA DE CONTROLE DE ESTOQUE E EXPEDIÇÃO DE PRODUTO ACABADO Duas únicas pessoas autorizadas a retirar estoque - CADEADOS Motorista e estoquista assinam romaneio de entrega Controle de estoque mínimo de produto acabado (semanal) Contagem e conferência mensal do estoque de produto acabado PROGRAMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MATÉRIA PRIMA Planejamento de aquisição de insumos mediante ao controle do estoque mínimo Estocagem de açúcar no inverno tem rentabilidade em 50% NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO Estocagem de gordura no inverno tem rentabilidade em 25% NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO Estocagem de leite em pó no verão tem rentabilidade em 10% NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO CONTROLE E REVISÃO DE CUSTOS DE PRODUTOS DIFERENCIAÇÃO BASE DE ESTOQUE REGULADOR MÍNIMO REMANEJAMENTO E TREINAMENTO DE MÃO DE OBRA PRODUÇÃO

3 Planilha II COMPARATIVO DE VENDAS QUADRO COMPARATIVO DE DESPESAS COM MÃO DE OBRA SALÁRIO, COMISSÃO, DISTRIBUIÇÃO, FGTS, INSS COMPETÊNCIA SALÁRIOS + ENCARGOS Nº DE FUNCIONÁRIOS MÉDIA SALARIAL DEZEMBRO/2009 R$ , R$ 1.625,09 DEZEMBRO/2010 R$ ,46 71 R$ 1.962,72 DEZEMBRO/2011 R$ ,19 64 R$ 1.698,80 ABRIL/2012 R$ ,16 49 RESCISÕES INCLUSAS JULHO/2012 R$ ,20 43 R$ 1.450,68 AGO A OUT/2012 R$ ,00 50 R$ 1.320,00

4 Planilha III FINANCEIRO/ADMINISTRATIVO ELABORAÇÃO DO ORÇAMENTO DE AGOSTO DE 2012 À SETEMBRO/13 CONFERENCIA DIÁRIA DO FLUXO DE CAIXA (JÁ ) REVISÃO TOTAL DE LANÇAMENTOS DO SGI ACORDOS, DISTRATOS, REMANEJAMENTO DE DÉBITOS PREVISÃO DE PAGAMENTOS COM A RJ MESES PLANEJAMENTO VALOR INÍCIO PGTO 12 TRABALHISTA ,99 JULHO DE FORNECEDORES ,31 JULHO DE PARCEIROS ,31 OUT/NOV DE INVESTIDORES ,62 JANEIRO DE ENCARGOS SOCIAIS JANEIRO DE IMPOSTOS JANEIRO DE 2014 Planilha IV REESTRUTURAÇÃO COMERCIAL GESTOR Comercial Valdir Vendedor 1 Vendedor 2 Vendedor 3 Vendedor Stand By Atendente Comercial 1 Atendente Comercial 2 Entregador especial com carro utilitário

5 Definição dos setores de venda Curitiba e região metropolitana Vendedor 1 2ª Feira: Piraquara, Quatro Barras, Campina Grande do Sul 3ª Feira: Pinheirinho, Sítio Cercado, Alto Boqueirão, Boqueirão, Vila Hauer, Xaxim. 4ª Feira: Santa Felicidade, Campo Magro e Campo Largo. 5ª Feira: Colombo 6ª Feira: São Braz, Orleans, Campina do Siqueira e Santo Inácio. Vendedor 2 2ª Feira: Pinhais 3ª Feira: Tatuquara, Campo de Santana e Vitória Régia. 4ª Feira: Itaperuçú, Rio Branco do Sul, Tanguá, Lamenha Grande. 5ª Feira: Santa Cândida, Boa Vista, Tinguí, Barreirinha e Abranches. 6ª Feira: Semi Centro I e Semi Centro II Vendedor 3 2ª Feira: Bairro Alto, Capão da Imbuia e São José dos Pinhais. 3ª Feira: Campo Comprido e Capão Raso. 4ª Feira: Araucária, Contenda e Lapa. 5ª Feira: JD Graziele e Cachoeira. 6ª Feira: Centro de Curitiba Vendedor Stand By 2ª Feira e 3ª Feira: Acompanhamento dos pedidos de clientes novos com freezers próprios e Freezer Bapka e orientação para a exposição dos produtos e Merchandising nos pontos de vendas previamente conquistados. 4ª Feira, 5ª Feira e 6ª Feira: Abertura e visita aos possíveis clientes e panfletagem nos pontos previamente direcionados nas rotas que estiverem necessitando de apoio para fortalecer o setor e as vendas dando assim um aproveitamento melhor no volume de pedidos. Gestor Comercial ficará apto para substituir uma possível ausência de algum dos vendedores na ativa. Atendente Comercial 1 Faturamento de todos os pedidos expedidos pelos vendedores através do SGI: Emissão das Notas Fiscais dos pedidos que forem solicitados pelos clientes; Atendimento diferenciado aos clientes para direcioná-los ao setor correspondente ao assunto; Separação das notas correspondentes aos romaneios montados pela Expedição; Apoio aos vendedores municiando-os das informações correspondentes a pedidos e produtos e cadastros que forem chegando com algum problema ou alteração. Atendimento dos clientes grandes das lojas: Varela & Varela, Sorveteria Ágape, Marisa Aparecida Moura Simão, Marisa Leite Fogaça e Carmo & Duarte Ltda. Atendente Comercial 2 Cadastramento de todos os clientes no SGI e ACSSES; Atualizar todos os cadastros que estiverem no SGI para o ACSSES; Atualizar e acompanhar a entrega dos freezers e seus devidos contratos; Acompanhar as solicitações e soluções dos freezers que precisarem de manutenção refazendo quando necessário os contratos de comodato; Arquivar e organizar todos os contratos de locação de freezers; Atendimento diferenciado aos clientes para direcioná-los ao setor correspondente ao assunto. Entregador especial com carro utilitário Horário de trabalho das 13:00hs as 21:00 hs, para entrega de grande volume os clientes que se encontra próximo da Fábrica com retorno do dinheiro rápido; eliminando a circulação pela Cidade de caminhões. Economia e rapidez. Este trabalho se faz necessário nos meses de 01/10 a 31/03 período onde se concentra o maior índice de calor e consequentemente com maior fluxo de pedidos urgentes. Com trabalho direcionado poderemos entregar pelo menos nos meses de pico, que são de Janeiro, Fevereiro e Março, R$ 3.000,00 à R$ 5.000,00 por dia, além da satisfação da entrega rápida ao cliente. Com este procedimento não daremos chance aos concorrentes para entrar no vácuo de uma possível falha nossa. Estas implantações devem ser concretizadas até Agosto/2012.

6 Planilha V CLIENTES FREEZERS PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO DE FREEZERS - SAÍDAS / MANUTENÇÃO PRONTOS PARA ENTREGA JULHO NO DEPÓSITO NO RECUPERADOS MAIO Á JULHO DE DEPÓSITO MANUTENÇÃO DE FREEZER NA PRAIA JULHO PRAIA QUEBRADOS JANEIRO DE RECUPERAR

7 Planilha VI ATIVO IMOBILIZADO BAPKA RELAÇÃO DE IMOBILIZADOS JUNHO/2012 DESCRIÇÃO CAPACIDADE FORNECEDOR DATA VALOR (REGISTRO) VALOR ATUAL SÉRIE QTDE VALOR FINAL OBS BALANÇAS DE PRECISÃO diversos 500,00 300, ,00 LIVRE BANCO DE CAPACITOR setembro , , ,00 LIVRE BAÚS REFRIGERADOS (5 x 1,80 x 1,80) dezembro , , ,00 LIVRE BOMBA DE VÁCUO FRIGELAR julho , , ,00 LIVRE CAMARA FRIA 4 x 11 x 2,20 FAB PRÓPRIA dezembro ,00 312/ ,00 LIVRE CAMARA FRIA 4 x 9 x 2,20 FAB PRÓPRIA dezembro , ,00 LIVRE CAMARA FRIA 5 x 5 x 2,20 FAB PRÓPRIA dezembro , ,00 LIVRE COFRES BOCA DE LOBO (CAMINHÃO) dezembro ,00 200, ,00 LIVRE COMPRESSOR DE AR 2 HP METAL dezembro , ,00 LIVRE COMPRESSOR DE AR RSV 10 HP/200VL SHULZ dezembro , , ,00 LIVRE CONTAINNER REFRIGERADO 6 x 1,80 x 2,40 FAB PRÓPRIA janeiro , ,00 LIVRE DERIVADOR TROPICAL dezembro , , ,00 RM EMBALADORA DE PICOLÉ MODELO PL 200 DELMACK dezembro , ,00 010/ ,00 LIVRE EMBALADORA DE PICOLÉ MR B 10 ELPACK setembro , , ,00 LIVRE EMPILHADEIRA MANUAL setembro , , ,00 LIVRE ESTEIRA DE MOVIMENTAÇÃO DE PRODUTOS FAB PRÓPRIA dezembro , , ,00 LIVRE EXTINTOR DE INCÊNDIO DIVERSOS 100,00 100, ,00 LIVRE KIT DATA (FAB/VAL/LOTE) P/CARIMBAR POTES setembro , , ,00 LIVRE MÁQUINA DE SOLDA PPU OXIGENIUS dezembro , , ,00 LIVRE MÁQUINA INCORPORADORA DE CALDA - CHOCORIPLE TROPICAL dezembro , , ,00 LIVRE MÁQUINA INCORPORADORA DE SÓLIDOS EM SORVETE TROPICAL agosto , ,00 008/ ,00 RM MESA EXTRUSORA C/ BOCAL 3 SABORES TROPICAL julho , , ,00 RM PLANTA DE PASTEURIZAÇÃO DE SORVETES 600 L/HR TROPICAL outubro , , ,00 RM PRODUTORA DE PICOLÉS 1000L/H INCOPEBRÁS dezembro , , ,00 LIVRE PRODUTORA DE PICOLÉS 1000L/H INCOPEMAQ dezembro , ,00 197/ ,00 LIVRE PRODUTORA DE PICOLÉS PICOLAB L/H ALPHAGEL dezembro , ,00 302/ ,00 LIVRE PRODUTORA CONTINUA DE SORVETE 450 L/H TROPICAL novembro , ,00 172/ ,00 LIVRE PRODUTORA CONTINUA DE SORVETE 450 L TROPICAL julho , ,00 190/ ,00 RM PRODUTORA CONTINUA DE SORVETE 450 L TROPICAL setembro , ,00 229/ ,00 RM PRODUTORA CONTINUA DE SORVETE 300 L/H TETRAPACK dezembro , , ,00 RM PRODUTORA DE PICOLÉS 3000 L/H TROPICAL novembro , ,00 173/ ,00 RM PRODUTORA DE SORVETE DESCONTINUA SHD L/H INCOPEMAQ dezembro , , ,00 LIVRE RACK DE REFRIGERAÇÃO MOD SC 13 2 COMPRESSORES RACKS dezembro , , ,00 LIVRE TINA DE MATURAÇÃO 600 L TROPICAL setembro , , ,00 TRABALHISTA TINA DE MATURAÇÃO 300 L TROPICAL setembro , , ,00 RM E TRABALHISTA TINA DE MATURAÇÃO 150 L INCOPEBRÁS setembro , , ,00 RM E TRABALHISTA TINA DE MATURAÇÃO DUPLA 150 L 300 L INCOPEBRÁS setembro , , ,00 RM E TRABALHISTA TORRE DE REFRIGERAÇÃO INTERNACIONAL dezembro , , ,00 LIVRE TORRE DE REFRIGERAÇÃO FAB PRÓPRIA setembro , ,00 LIVRE TRANSFORMADOR 200 CV 600 AMP dezembro , , ,00 LIVRE TROCADOR DE CALOR (AR/ÁGUA) EQUILATI dezembro , , ,00 LIVRE TROCADOR DE CALOR (AR/ÁGUA) INTERNACIONAL novembro , , ,00 RM TUNEL DE ENCOLHIMENTO ELETRÔNICO EUROMAX setembro , , ,00 LIVRE FORMAS EM AÇO INOX COM ESTRATOR ATAFORMA setembro , ,00 LIVRE UNIDADE DE REFRIGERAÇÃO 1 COMPRESSOR FAB PRÓPRIA setembro , ,00 LIVRE ,00

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos:

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos: A sua Solução de Gestão Empresarial O Precision é a solução de Gestão Empresarial de baixo custo que a Maggiore Sistemas disponibiliza para pequenas e médias empresas. Desenvolvido e comercializado em

Leia mais

10000506669 3-4 DAS 09 ÀS 12HORAS E DAS 13 ÀS 16HORAS, DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA CURITIBA AHU 700.00 MÊS SIM SIM

10000506669 3-4 DAS 09 ÀS 12HORAS E DAS 13 ÀS 16HORAS, DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA CURITIBA AHU 700.00 MÊS SIM SIM Curso: 1532 - (4 S) TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Página: 1 10000506669 3-4 DAS 09 ÀS 12HORAS E DAS 13 ÀS 16HORAS, DE SEGUNDA A CURITIBA AHU 700.00 MÊS SIM SIM 10000519970 3-4 DAS 08 ÀS 14 HORAS,

Leia mais

7. Viabilidade Financeira de um Negócio

7. Viabilidade Financeira de um Negócio 7. Viabilidade Financeira de um Negócio Conteúdo 1. Viabilidade de um Negócios 2. Viabilidade Financeira de um Negócio: Pesquisa Inicial 3. Plano de Viabilidade Financeira de um Negócio Bibliografia Obrigatória

Leia mais

Política de Atendimento de Lubrificantes. Índice. Item Tópico Página. 1. Introdução e Propósito 2. 2. Nossa Missão 2. 3.

Política de Atendimento de Lubrificantes. Índice. Item Tópico Página. 1. Introdução e Propósito 2. 2. Nossa Missão 2. 3. Política de Atendimento de Lubrificantes Índice Item Tópico Página 1. Introdução e Propósito 2 2. Nossa Missão 2. CALL Center 2 e. Disponibilidade de Produtos.1 Pedidos Mínimos.2 Tipos e Características

Leia mais

Remuneração: R$ 1500,00 até 2000,00

Remuneração: R$ 1500,00 até 2000,00 TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO (4 HORAS) - CHAPECÓ/SC Benefícios: Refeitório Transporte Plano de Saúde da Unimed Descrição: Treinamentos (de acordo com a necessidade da empresa). 2- Verificação de elaboração

Leia mais

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9

Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos Disciplina: Constituição de Novos Empreendimentos AULA 9 AULA 9 Assunto: Plano Financeiro (V parte) Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA

Leia mais

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos

5 Plano Financeiro. Investimento total. investimentos fixos; capital de giro; investimentos pré-operacionais. 5.1 Estimativa dos investimentos fixos 5 Plano Financeiro Investimento total Nessa etapa, você irá determinar o total de recursos a ser investido para que a empresa comece a funcionar. O investimento total é formado pelos: investimentos fixos;

Leia mais

INÍCIO. Definição da Operação de Entrada ou Saída. Cadastro do Tipo de Movimento. Gera Financeiro? Vai Contabilizar? Vai ter Centros de Custos?

INÍCIO. Definição da Operação de Entrada ou Saída. Cadastro do Tipo de Movimento. Gera Financeiro? Vai Contabilizar? Vai ter Centros de Custos? INÍCIO Toda Operação a Ser Criada ou Modificada no Atak Precisa Ser Registrada no Suporte do Atak Redmine. Definição da Operação de Entrada ou Saída Cadastro do Tipo de Movimento Contabilidade Cria o Movimento

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul GESTÃO FINANCEIRA para ficar no azul índice 03 Introdução 04 Capítulo 1 O que é gestão financeira? 06 Capítulo 2 Gestão financeira e tomada de decisões 11 13 18 Capítulo 3 Como projetar seu fluxo financeiro

Leia mais

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00.

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00. ESPE/Un SERE 2013 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento válido para

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/5 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Normatizar os procedimentos de entrada e saída de materiais adquiridos pelo Município; 1.2) Garantir recebimento dos materiais no que se refere a quantidade, qualidade e prazo

Leia mais

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS CONTRATA-SE URGENTE!!!

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS CONTRATA-SE URGENTE!!! INTHEGRA TALENTOS HUMANOS CONTRATA-SE URGENTE!!! Acesse e Cadastre-se: www.inthegrath.com.br OPERADORA DE CAIXA (Loja) - ITH 3390: Ensino Médio Completo Informática: Word e Excel Atividades: Operar caixa,

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

Projeto Final do Semestre. Construxepa

Projeto Final do Semestre. Construxepa Universidade de Brasília FACE Departamento de Administração Disciplina: Administração de Recursos Materiais Professor: Guillermo José Asper Projeto Final do Semestre Construxepa Turma: 19 Grupo: H Integrantes:

Leia mais

Projeto. Projecto Picoleteria Fábrica Gelado. www.terrabrazilmaquinas.com.br

Projeto. Projecto Picoleteria Fábrica Gelado. www.terrabrazilmaquinas.com.br Projeto Projecto Picoleteria Nossa empresa está a mais de 10 anos no mercado angolano trabalhando no desenvolvimento e fornecimento de productos para abertura de seu próprio negócio, realizando ao seu

Leia mais

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu;

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Fazemos uma parceria total com o cliente, combinando redução de custos fixos e otimização de recursos

Leia mais

Checklist dos Principais Processos do WinThor Atacado

Checklist dos Principais Processos do WinThor Atacado Checklist dos Principais Processos do WinThor Atacado Após atualizar a versão em ambiente de teste, faça o checklist abaixo executando todas as rotinas listadas. Esta validação dos principais processos

Leia mais

ESTUDO DE CASO HIGIENEX SRL (Solução Parcial)

ESTUDO DE CASO HIGIENEX SRL (Solução Parcial) UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS - IFCH DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO ECONÔMICO - DEPE CENTRO TÉCNICO ECONÔMICO DE ASSESSORIA EMPRESARIAL

Leia mais

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil Competência Sistemas para Transportadoras e Soluções Você e sua Empresa em perfeita sintonia Excelência Recursos Tms EXPERIÊNCIA O sistema é composto por módulos que controlam e integram os processos operacionais

Leia mais

INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO GRATUITAMENTE EM NOSSO SITE WWW.MDRH.COM.BR

INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO GRATUITAMENTE EM NOSSO SITE WWW.MDRH.COM.BR INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO GRATUITAMENTE EM NOSSO SITE WWW.MDRH.COM.BR TELEFONE 49-3323 5804 Assistente Administrativo - Chapecó/SC Remuneração: R$ 1400.00 Benefícios: VT Descrição: Atividades:

Leia mais

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PRÉDIO DA SMOV AV. BORGES DE MEDEIROS Nº 2244 ANEXO XII - PROJETO BÁSICO

CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PRÉDIO DA SMOV AV. BORGES DE MEDEIROS Nº 2244 ANEXO XII - PROJETO BÁSICO 1 CONTRATO DE MANUTENÇÃO DE SISTEMA DO AR CONDICIONADO DO PRÉDIO DA SMOV AV. BORGES DE MEDEIROS Nº 2244 ANEXO XII - PROJETO BÁSICO 1. OBJETO Serviços de manutenção preventiva e corretiva de sistema do

Leia mais

O PAPEL DO ESTOQUE NAS EMPRESAS

O PAPEL DO ESTOQUE NAS EMPRESAS Gestão Estratégica de Estoques/Materiais Prof. Msc. Marco Aurélio C. da Silva Data: 22/08/2011 O PAPEL DO ESTOQUE NAS EMPRESAS 2 1 GESTÃO DE ESTOQUE Demanda Adequação do Estoque Investimento Série de ações

Leia mais

GIOVANNO DA SILVA NEIVA gsn1977@gmail.com

GIOVANNO DA SILVA NEIVA gsn1977@gmail.com CURRICULUM VITAE Nome : Giovanno da Silva Neiva Idade: 36 anos Estado Civil: Casado Fone : 4199379882 Meus Pontos Fortes: grande facilidade em trabalhar com equipe, fácil comunicação, competência para

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E SERVIÇOS

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E SERVIÇOS CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E SERVIÇOS Este documento tem por finalidade regulamentar o fornecimento de equipamentos e serviços pela ENGEVAP ENGENHARIA E EQUIPAMENTOS LTDA., de acordo com a legislação em

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO, ATUÁRIA, CONTABILIDADE E SECRETARIADO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO Administração e Análise Financeira e Orçamentária 2 Prof. Isidro

Leia mais

CURSO: CONTABILIDADE DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PROF.ESP.JOÃO EDSON F. DE QUEIROZ DILHO

CURSO: CONTABILIDADE DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PROF.ESP.JOÃO EDSON F. DE QUEIROZ DILHO Composição e Mecanismos de Determinação do Custo do Produto O Custo de cada produto lançado no estoque é composto de matéria-prima consumida (MPC), mão-de-obra diretamente relacionada com a produção (MOD)

Leia mais

PORTFÓLIO. Os principais serviços oferecidos são:

PORTFÓLIO. Os principais serviços oferecidos são: PORTFÓLIO A JCT Manutenção é uma empresa voltada à execução de serviços em áreas de utilidades em empresas industriais e comerciais. A gama de serviços abrange desde o projeto de instalações até a manutenção

Leia mais

Administrando o Fluxo de Caixa

Administrando o Fluxo de Caixa Administrando o Fluxo de Caixa O contexto econômico do momento interfere no cotidiano das empresas, independente do seu tamanho mercadológico e, principalmente nas questões que afetam diretamente o Fluxo

Leia mais

INSTRUÇÔES PARA PREENCHIMENTO

INSTRUÇÔES PARA PREENCHIMENTO INSTRUÇÔES PARA PREENCHIMENTO PROGRAMA GESTÃO DE PROPRIEDADES DE SUCESSO DE MA T O GROSSO Qual a finalidade da planilha? Hoje em dia, e no futuro cada vez mais, a realidade econômica irá exigir uma maior

Leia mais

Outras oportunidades podem ser visualizadas através de nosso site: www.crescerh.com.br

Outras oportunidades podem ser visualizadas através de nosso site: www.crescerh.com.br Olá! A CRESCER RH dispõe de vagas em diversas áreas. Outras oportunidades podem ser visualizadas através de nosso site: TELEMARKETING (Cód. 107635) Escolaridade: Ensino médio completo e/ou superior cursando

Leia mais

www.keelautomacao.com.br Linha KSDX Solução em processamento CNC

www.keelautomacao.com.br Linha KSDX Solução em processamento CNC Linha KSDX Solução em processamento CNC Automatize a produção de sua empresa Instalada em Tubarão, SC, a KEEL atua na fabricação de equipamentos para Corte, Solda e Sistemas (CNC). Fundada em 2002, a empresa

Leia mais

Aqui seus Resultados Aparecem

Aqui seus Resultados Aparecem Aqui seus Resultados Aparecem 2 Evolution Folha de Pagamento Cálculo automático de INSS, IRRF, FGTS, Controle de período aquisitivo de férias e faltas não insalubridade, periculosidade, pensão alimentícia,

Leia mais

Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento

Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento www.utility.com.br VISÃO GERAL O Utility é um aplicativo web, multiplataforma, que possui cinco módulos independentes capazes de oferecer

Leia mais

Cód. Doc. TAB-RHU-003

Cód. Doc. TAB-RHU-003 1 de 27 ÁREA: SUPERINTENDÊNCIA CARGO: Diretor Superintendente Garantir o correto funcionamento dos sistemas de informação utilizados pela empresa; Aprovar projetos de melhorias nos equipamentos e sistemas

Leia mais

AVALIAÇÃO DE EMPRESAS

AVALIAÇÃO DE EMPRESAS 1 2 sem/11 AVALIAÇÃO DE EMPRESAS Prof. Alcides T. Lanzana 2 AVALIAÇÃO DE EMPRESAS Introdução Valuation Métodos de atribuição de valor à empresa 3 USOS DO VALUATION Compra e Venda Fusões e Incorporações

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS 1) INTRODUÇÃO 2) DADOS CADASTRAIS PESSOA FISICA 3) DADOS CADASTRAIS PESSOA JURÍDICA

PLANO DE NEGÓCIOS 1) INTRODUÇÃO 2) DADOS CADASTRAIS PESSOA FISICA 3) DADOS CADASTRAIS PESSOA JURÍDICA PLANO DE NEGÓCIOS CÓDIGO: DATA: 1) INTRODUÇÃO O plano de negócio é um instrumento que visa estruturar as principais concepções e alternativas para uma análise correta de viabilidade do negócio pretendido,

Leia mais

Política comercial Válida a partir de Novembro de 2015

Política comercial Válida a partir de Novembro de 2015 1 de 5 Política comercial Válida a partir de Novembro de 2015 1. Introdução A mobilidade corporativa deixou de ser uma tendência para fazer parte da ação estratégica das empresas. Hoje, o profissional

Leia mais

COMO PROJETAR AS ENTRADAS DO FLUXO DE CAIXA E OS PAGAMENTOS A FORNECEDORES?

COMO PROJETAR AS ENTRADAS DO FLUXO DE CAIXA E OS PAGAMENTOS A FORNECEDORES? COMO PROJETAR AS ENTRADAS DO FLUXO DE CAIXA E OS PAGAMENTOS A FORNECEDORES?! Qual a importância do orçamento de caixa?! Como os grandes orçamentos da empresa se inter-relacionam?! Quais as maneiras de

Leia mais

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO Este manual ajudará você a familiarizar-se com sua Empilhadeira BYG. Facilitará também, possíveis manutenções periódicas. Recomendamos uma atenção especial para utilização do equipamento, antes mesmo do

Leia mais

Prof. Cleber Oliveira Gestão Financeira

Prof. Cleber Oliveira Gestão Financeira Aula 2 Gestão de Fluxo de Caixa Introdução Ao estudarmos este capítulo, teremos que nos transportar aos conceitos de contabilidade geral sobre as principais contas contábeis, tais como: contas do ativo

Leia mais

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO

ÍNDICE MANUTENÇÃO PREVENTIVA COMO PEDIR PEÇAS DE REPOSIÇÃO Este manual ajudará você a familiarizar-se com a sua Empilhadeira Manual BYG. Facilitará também, possíveis manutenções periódicas. Recomendamos uma atenção especial para utilização do equipamento, antes

Leia mais

SSPlus (8.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 8.0 1

SSPlus (8.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 8.0 1 REA SSPlus 8.0 1 REA Relatório Explicativo de Alterações SSPlus (8.0) Autor : Alana Trindade Criado em 17/11/2015 Impresso Arquivo REA Relatório Explicativo de Alterações Versão 8.0.138a REA SSPlus 8.0

Leia mais

Cenário 1 - SIGNUS ERP Back-office

Cenário 1 - SIGNUS ERP Back-office Gestão e-commerce São 3 cenários possíveis: 1º SIGNUS ERP Back-office integrado a sua loja virtual 2º SIGNUS B2B e-commerce on-line 3º SIGNUS B2C e-commerce on-line Cenário 1 - SIGNUS ERP Back-office Integração

Leia mais

SEMINÁRIO TECNOLÁCTEA/ITAL

SEMINÁRIO TECNOLÁCTEA/ITAL SEMINÁRIO TECNOLÁCTEA/ITAL Diagnóstico da Cadeia Produtiva De Sorvete de Minas Gerais RUMO AOS DESAFIOS: CAPACITAÇÃO, NACIONALIZAÇÃO E COOPERAÇÃO ENTRE EMPRESAS DO SETOR Introdução O SindSorvete Objetivos

Leia mais

Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S

Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S Módulos do Sistema CarOnline365 Orçamentos Ordens de Serviço

Leia mais

PIRACICABA ENGENHARIA SUCROALCOOLEIRA LTDA. Descrição sobre a Empresa e seus Responsáveis Técnicos

PIRACICABA ENGENHARIA SUCROALCOOLEIRA LTDA. Descrição sobre a Empresa e seus Responsáveis Técnicos PIRACICABA ENGENHARIA SUCROALCOOLEIRA LTDA. Descrição sobre a Empresa e seus Responsáveis Técnicos Descrição atualizada em junho/2014 www.piracicabaengenharia.com.br 1 PIRACICABA ENGENHARIA SUCROALCOOLEIRA

Leia mais

Eficiência Energética no parque fabril WEG

Eficiência Energética no parque fabril WEG Eficiência Energética no parque fabril WEG Motores Tintas Unidades de Negócio Automação Energia Transmissão & Distribuição NEGÓCIO WEG A Solução Global com máquinas elétricas e automação para a indústria

Leia mais

AJUDANTE DE DEPÓSITO 02 Sem experiência, masculino AA15

AJUDANTE DE DEPÓSITO 02 Sem experiência, masculino AA15 VAGAS QUA PRE-REQUISITOS COD AÇOUGUEIRO 30 Com experiência comprovada em carteira e ser AA15 do sexo masculino. AJUDANTE DE CAMINHÃO 06 Ensino médio completo e residir próximo a AA26 marca ambiental do

Leia mais

O que é Fluxo de Caixa?

O que é Fluxo de Caixa? O que é Fluxo de Caixa? O Fluxo de Caixa é um relatório gerencial que informa toda a movimentação de dinheiro (entradas e saídas), sempre considerando um período determinado, que pode ser um dia, uma semana

Leia mais

FILOSOFIA EMPRESARIAL

FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL MISSÃO SACIAR NATURALMENTE A SEDE DOS GAÚCHOS. Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL VISÃO QUEREMOS SER

Leia mais

Gestão de Estoque. Grupo Oyama. Por que a Contem1g existe? Para colaborar com a felicidade do maior número possível de pessoas. Esta é a nossa missão!

Gestão de Estoque. Grupo Oyama. Por que a Contem1g existe? Para colaborar com a felicidade do maior número possível de pessoas. Esta é a nossa missão! Gestão de Estoque Grupo Oyama Responsabilidades Compras Pedidos Semanais Recebimento e conferência eletrônica dos pedidos Análise Curva ABC / XYZ Rupturas /Faltas de produtos Transferências entre lojas

Leia mais

Ref.: Orientações sobre processos de patrimônio e de recolhimento de bens. I - Processos de Patrimônio

Ref.: Orientações sobre processos de patrimônio e de recolhimento de bens. I - Processos de Patrimônio Ofício Circular DGA/ARCC Número 00027/2015 Campinas, 3 de novembro de 2015. À Diretoria da DD. Prof. Dr. Ref.: Orientações sobre processos de patrimônio e de recolhimento de bens

Leia mais

Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento

Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento www.utility.com.br VISÃO GERAL O Utility é um aplicativo web, multiplataforma, que possui cinco módulos independentes capazes de oferecer

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Tipos de Sistemas de Informação Sistemas sob a Perspectiva de Grupos Usuários Sistemas de apoio ao executivo (SAE); Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Segundo semestre de 2012

Leia mais

Dicas de vendas para postos de combustível

Dicas de vendas para postos de combustível Dicas de vendas para postos de combustível Ao visitar um cliente em potencial, apresente-se e apresente sua empresa e produtos (Bom dia, meu nome é Tiago, sou representante comercial da Moura Informática,

Leia mais

Máquinas, Equipamentos & Acessórios

Máquinas, Equipamentos & Acessórios Máquinas, Equipamentos & Acessórios ACESSÓRIOS PARA FÔRMAS ACESSÓRIOS PARA SORVETERIAS Galizzi AGITADORES Intertank ALINHADORES PARA FÔRMAS ASSESSORIA PARA MONTAGEM DE SORVETERIAS ASSISTÊNCIA TÉCNICA E

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

Interessados e no perfil comparecer munidos de documentos na Av. Marechal Floriano Peixoto, 228 2º - Centro (Próximo a Praça Carlos Gomes) 3022-7172

Interessados e no perfil comparecer munidos de documentos na Av. Marechal Floriano Peixoto, 228 2º - Centro (Próximo a Praça Carlos Gomes) 3022-7172 09/12/2013 Interessados e no perfil comparecer munidos de documentos na Av. Marechal Floriano Peixoto, 228 2º - Centro (Próximo a Praça Carlos Gomes) 3022-7172 AGENDADOR 01 VAGA (F/M) AGUA VERDE / (LEILI)

Leia mais

Unidade IV PLANEJAMENTO E CONTROLE. Profa. Marinalva Barboza

Unidade IV PLANEJAMENTO E CONTROLE. Profa. Marinalva Barboza Unidade IV PLANEJAMENTO E CONTROLE DE ESTOQUES Profa. Marinalva Barboza Introdução Esta unidade tem como foco os custos de estoque. Abordará os vários custos e exercícios de fixação. Custos dos estoques

Leia mais

Grupo SLC - Quadro 4

Grupo SLC - Quadro 4 1 Institucional Grupo SLC 3 Grupo SLC -Quadro 4 Grupo SLC Receita Bruta 5 Histórico 1957 1º/10 a empresa é fundada por Walter Herz( RS) 1965 A FG assume a IcoComercial, de Curitiba (PR) 1973 Incorpora

Leia mais

Manual de Fornecedores

Manual de Fornecedores Manual de Fornecedores Fornecedores (Responsável pela Qualidade) Carimbo, Assinatura e data. 00 2 de 10 Índice 1. MANUAL DO FORNECEDOR... 3 1.1 INTRODUÇÃO... 3 1.2 OBJETIVO... 3 2. RELAÇÃO DE FORNECEDORES...

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

MARCA PRÓPRIA. Algumas empresas possuem sua própria marca, mas não produzem, apenas desenvolvem a mercadoria.

MARCA PRÓPRIA. Algumas empresas possuem sua própria marca, mas não produzem, apenas desenvolvem a mercadoria. MARCA PRÓPRIA Algumas empresas possuem sua própria marca, mas não produzem, apenas desenvolvem a mercadoria. Normalmente estas empresas iniciaram suas atividades com uma marca que se consolidou no mercado.

Leia mais

SIMULADOR COLISEUM INDÚSTRIA

SIMULADOR COLISEUM INDÚSTRIA Sumário SIMULADOR COLISEUM INDÚSTRIA... 3 INTRODUÇÃO AO PROCESSO DE FABRICAÇÃO DE COLCHÕES... 4 Laminação (corte) de blocos de espuma... 4 Fechamento e costura dos colchões... 5 ROTEIRO DE DECISÃO... 7

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA January, 99 1 CONCEITOS BÁSICOS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Paulo César Leite de Carvalho 1. INTRODUÇÃO A administração financeira está estritamente ligada à Economia e Contabilidade, e pode ser vista

Leia mais

COMPRAS Cotação Sugestão Pesquisa Concorrentes

COMPRAS Cotação Sugestão Pesquisa Concorrentes GERÊNCIA Analises de Vendas Analises de Estoques Compras Financeiras Analises de Preço FINANCEIRO A Receber A Pagar Administração de Créditos Comissões ENTRADA Pedidos de Compra Sem pedidos Outras Entradas

Leia mais

Ordem de Serviço do TJPB nº 01/09, de 31 de agosto de 2009 (Dispõe sobre a responsabilidade do motorista em infrações de trânsito).

Ordem de Serviço do TJPB nº 01/09, de 31 de agosto de 2009 (Dispõe sobre a responsabilidade do motorista em infrações de trânsito). Código: MAN-SADM-007 Versão: 00 Data de Aprovação: 10/06/2010 Elaborado por: Coordenadoria de Transporte Aprovado por: Secretaria Administrativa 1 Objetivo Estabelecer os critérios e os procedimentos para

Leia mais

Soluções em Equipamentos Industriais

Soluções em Equipamentos Industriais Soluções em Equipamentos Industriais QUEM SOMOS Com atuação a nível nacional e internacional, a Jemp Equipamentos é a maior empresa brasileira na área de equipamentos industriais, acumulando uma experiência

Leia mais

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076

Gestor Empresarial - Financeiro. Release Versão 1.076 Gestor Empresarial - Financeiro Release Versão 1.076 Maio/2013 Produto : AeroSoft Gestor Empresarial - Financeiro Versão : v1.076 Data Liberação : 21/04/2013 A seguir são apresentadas as novas funções

Leia mais

Plano de Negócio (Projeto de Viabilidade Econômica) Loja de Roupas Femininas na cidade de Marialva

Plano de Negócio (Projeto de Viabilidade Econômica) Loja de Roupas Femininas na cidade de Marialva Plano de Negócio (Projeto de Viabilidade Econômica) Loja de Roupas Femininas na cidade de Marialva Caracterização do Empreendimento Trata o presente de análise de viabilidade de mercado e de viabilidade

Leia mais

CADASTRE SEU CURRICULO GRATUITAMENTE EM NOSSO SITE WWW.MDRH.BR SELECIONA:

CADASTRE SEU CURRICULO GRATUITAMENTE EM NOSSO SITE WWW.MDRH.BR SELECIONA: Aux. Administrativo - Chapecó/SC Remuneração: R$ 1100.00 Refeitório e vale transporte Descrição: Acerto com os motoristas, conferencia dos novos pedidos para liberação da compra, cobrança e demais atividades

Leia mais

REALINHAMENTO DE EMPRESAS

REALINHAMENTO DE EMPRESAS REALINHAMENTO DE EMPRESAS REALINHAMENTO DE EMPRESAS FATORES QUE AFETAM SUA PERFORMANCE GERENCIAMENTO MARGEM DE LUCRO CAPITAL DE GIRO ESCALA DO NEGÓCIO FLUXO DE CAIXA GERENCIAMENTO Objetivo e comando do

Leia mais

SOFTWARE PROFIT 2011.

SOFTWARE PROFIT 2011. apresenta o SOFTWARE PROFIT 2011. GESTÃO COMERCIAL O software PROFIT é um programa direcionado ao gerenciamento integrando de empresas de pequeno e médio porte, compreendendo todo o processo de negócio,

Leia mais

Comentários às questões de Administração de Recursos Materiais do INSS

Comentários às questões de Administração de Recursos Materiais do INSS Comentários às questões de Administração de Recursos Materiais do INSS Olá a todos. Seguem os comentários às questões da matéria de ARM que caíram na prova do INSS, aplicada pela banca FUNRIO. Como de

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

SOLUÇÃO EXERCÍCIO CASO HIGIENEX

SOLUÇÃO EXERCÍCIO CASO HIGIENEX UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS - IFCH DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO ECONÔMICO - DEPE CENTRO TÉCNICO ECONÔMICO DE ASSESSORIA EMPRESARIAL

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14 PLANO DE NEGÓCIO EMPRESA (inserir logo) SET/14 Índice 1 INTRODUÇÃO-Sumário Executivo 04 1.1 Identificação da Empresa 04 1.1.1 Histórico da empresa 04 1.1.2 Definição do modelo de negócio 05 1.1.3 Constituição

Leia mais

Introdução à COLETA DE DADOS. Rodrigo Peters Berchielli Especificações técnicas. BICDATA Coleta de dados e Automação www.bicdata.com.

Introdução à COLETA DE DADOS. Rodrigo Peters Berchielli Especificações técnicas. BICDATA Coleta de dados e Automação www.bicdata.com. Introdução à COLETA DE DADOS Rodrigo Peters Berchielli Especificações técnicas Coleta e Automação Sumário Apresentação... 2 Automação industrial... 2 Coleta e automação... 2 Utilização proposta... 3 Processo

Leia mais

DECISÃO TÉCNICA DT-124/2007 R-00

DECISÃO TÉCNICA DT-124/2007 R-00 /27 R- RECEBIMENTO, ARMAZENAMENTO, EXPEDIÇÃO E CONTROLE DE MATERIAIS DE ESTOQUE NAS DOCUMENTO NORMATIVO I MAR/27 Í N D I C E 1 OBJETIVO...1 2 DISPOSIÇÕES GERAIS...1 2.1 APLICAÇÃO...1 2.2 RESPONSABILIDADE...1

Leia mais

O primeiro CHILLER nacional para área médico hospitalar

O primeiro CHILLER nacional para área médico hospitalar O primeiro CHILLER nacional para área médico hospitalar A América Latina escolheu a REFRISAT Seu processo pede a REFRISAT faz. Desde sua fundação em 1976, a REFRISAT é reconhecida principalmente por sua

Leia mais

OPERAÇÃO LOGÍSTICA CL PILKINGTON

OPERAÇÃO LOGÍSTICA CL PILKINGTON 1. OBJETIVO Estabelecer procedimento padrão, para todos os colaboradores da Irapuru que estão envolvidos na operação logística da Pilkington (OE-Operação Marcopolo) e Pilkington AGR de recebimento, armazenagem

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS

PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS PLANO DE NEGÓCIOS W ARTE "SERRALHARIA E ESQUADRIA RAPOSÃO" Empreendedor(a): WALBER MACEDO DOS SANTOS Maio/2013 SUMÁRIO 1 SUMÁRIO EXECUTIVO 1.1 Resumo dos principais pontos do plano de negócio 1.2 Empreendedores

Leia mais

Oportunidades Para sucesso!

Oportunidades Para sucesso! Operador Produção - Chapecó/SC Remuneração: R$ 765.00 Descrição: Auxilia do processo de extrusão e maquinas. 3 primeiros meses trabalho no horário 13:20 as 22:00 Após os 3 meses no horário 21:00 as 05:00

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

MÓDULO. Básico. Grupo Acert - 1

MÓDULO. Básico. Grupo Acert - 1 MÓDULO Básico Grupo Acert - 1 ÍNDICE Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras 03 04 05 06 07 Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica 08 09 10 10 11 Esta

Leia mais

EXPLORANDO OS MÓDULOS COMPRAS E ESTOQUE / VENDAS E FATURAMENTO

EXPLORANDO OS MÓDULOS COMPRAS E ESTOQUE / VENDAS E FATURAMENTO EXPLORANDO OS MÓDULOS COMPRAS E ESTOQUE / VENDAS E FATURAMENTO No mundo competitivo em que estamos inseridos torna -se necessário que os gestores possuam ferramentas para dinamizar as operações internas.

Leia mais

Edifício Crespi II Manual do Credenciado

Edifício Crespi II Manual do Credenciado Edifício Crespi II Manual do Credenciado A BrasilPark quer prestar sempre o melhor serviço para seus clientes. Para que isso aconteça, é essencial que você fique atento aos nossos procedimentos de atendimento.

Leia mais

TELA PRINCIPAL: Mudamos a aparência do sistema para uma imagem mais moderna e atual.

TELA PRINCIPAL: Mudamos a aparência do sistema para uma imagem mais moderna e atual. WorkGroup Prezados Clientes: Abaixo, estão os Novos Recursos da versão 2.0.6 BUILD: 5.8.7.2 em relação ao Build 5.8.7.1. Dividimos as alterações por Menus, sendo que em cada alteração constará o nome da

Leia mais

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos CGF - Custo Gerencial com Financeiro

S i a g r i Sistemas de Gestão Evidence Assessoria & Treinamentos CGF - Custo Gerencial com Financeiro 3. Custo Gerencial com Financeiro O que é, Como Funciona e como Implementar? 3.1. O que é e como funciona? Conceito: É o custo calculado pelo método de avaliação das mercadorias em estoque (saldo pertencente

Leia mais

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Toda empresa privada deseja gerar lucro e para que chegue com sucesso ao final do mês ela precisa vender, sejam seus serviços

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS

REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS O presente regulamento interno prescreve normas e procedimentos que devem ser rigorosamente respeitadas pelos funcionários que aceitarem trabalhar para a empresa,

Leia mais

Manual de Normas e Procedimentos Comercial.

Manual de Normas e Procedimentos Comercial. Manual de Normas e Procedimentos Comercial. Gerência Comercial. Referência: Versão: Revisado 1.1 Data: 21/07/2014 21de Julho de 2014 Sumário Definição da Área Comercial.... 3 Representação da área comercial....

Leia mais

Seleciona : Área Administrativa Gestor de Custos Gerente de Compras Controller - Concórdia Coordenador de RH

Seleciona : Área Administrativa Gestor de Custos Gerente de Compras Controller - Concórdia Coordenador de RH Seleciona : Área Administrativa Gestor de Custos Empresa do ramo de transporte seleciona gestor de custos para auditorias nas filiais. Superior Completo em Ciências Contábeis ou Administração. Diferencial

Leia mais

Unidade III GESTÃO DE RECURSOS PATRIMONIAIS E LOGÍSTICOS

Unidade III GESTÃO DE RECURSOS PATRIMONIAIS E LOGÍSTICOS GESTÃO DE RECURSOS PATRIMONIAIS E LOGÍSTICOS Unidade III 3 CUSTOS DOS ESTOQUES A formação de estoques é essencial para atender à demanda; como não temos como prever com precisão a necessidade, a formação

Leia mais

Você pediu e o Noritsu Online voltou! O Noritsu Online está de volta,

Você pediu e o Noritsu Online voltou! O Noritsu Online está de volta, www.noritsu.com.br OUT / NOV 2003 Preços, ofertas e promoções desta edição válidos até 30/11/2003 0800 7032301 Você pediu e o Noritsu Online voltou! O Noritsu Online está de volta, melhor e renovado, para

Leia mais

25/02/2009. Tipos de Estoques. Estoque de Materiais. Estoque de Produtos Acabados. Estoque em transito. Estoque em consignação

25/02/2009. Tipos de Estoques. Estoque de Materiais. Estoque de Produtos Acabados. Estoque em transito. Estoque em consignação MSc. Paulo Cesar C. Rodrigues paulo.rodrigues@usc.br Mestre em Engenharia de Produção Posicionamento em relação à Produção e Interação com outras áreas CQ FO ORNECEDORES Matéria Prima Material de Consumo

Leia mais

Nas próximas páginas apresentamos uma amostra do Sisrev-Win, sistema para gestão de lojas, com módulos integrados.

Nas próximas páginas apresentamos uma amostra do Sisrev-Win, sistema para gestão de lojas, com módulos integrados. Prezados, Nas próximas páginas apresentamos uma amostra do Sisrev-Win, sistema para gestão de lojas, com módulos integrados. Configurações especiais para os segmentos de mercado: Loja de peças para tratores

Leia mais

3. Sistemas Empresariais de Processamento de Transações

3. Sistemas Empresariais de Processamento de Transações Curso de Especialização em Gestão Empresarial (MBA Executivo Turma 12) Disciplina: Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Dr. Álvaro José Periotto 3. Sistemas Empresariais de Processamento de Transações

Leia mais

Sistema para Oficina Eletro-mecânica de Veículos

Sistema para Oficina Eletro-mecânica de Veículos Sistema para Oficina Eletro-mecânica de Veículos Documento de Requisitos Maio de 2001 A VISÃO GERAL DO SISTEMA O sistema para a oficina eletro-mecânica Carrão tem por objetivo principal o gerenciamento

Leia mais

Catálogo Geral de Produtos

Catálogo Geral de Produtos Catálogo Geral de Produtos Especialista em soluções. Uma linha de equipamentos feita sob medida para os seus negócios. 2 A empresa Líder na fabricação de racks aramados no Brasil, a Artok possui uma linha

Leia mais